Revista Passear Versão Gratuita Nº16

Page 1

Nº.16 . Ano II . 2012 . PVP: 2 € (IVA incluído)

edição digital

passear by

sente a natureza

À descoberta

Ecovia de Bertiandos

Batalha

Aposta no turismo de Natureza

Caminhar No Parque da Paz

Destino

Guimarães


Praceta Mato da Cruz, 18 2655-355 Ericeira - Portugal Correspondência - P. O. Box 24 2656-909 Ericeira - Portugal Tel. +351 261 867 063 www.lobodomar.net

www.passear.com

Director Vasco Melo Gonçalves Editor Lobo do Mar Responsável editorial Vasco Melo Gonçalves Colaboradores Catarina Gonçalves, Luisa Gonçalves.... Publicidade Lobo do Mar Contactos +351 261 867 063 + 351 965 510 041 e-mail geral@lobodomar.net

Grafismo

Contacto +351 965 761 000 email anagoncalves@lobodomar.net www.wix.com/lobodomardesign/comunicar

2

O fogo que tudo consome! A questão dos fogos florestais é um assunto recorrente na época em que o calor intenso se faz sentir. A falta de limpeza das matas e terrenos associados à ausência de vigilância resulta em que, de ano para ano, estamos cada vez mais pobres e com a nossa paisagem degradada. Há já alguns anos que acredito que têm de ser os utilizadores (leia-se os caminhantes e os BTTs) a zelar pelo nosso território que tanto apreciamos e usufruímos. Gostaria de lançar a todos o desafio de pensar em soluções locais de forma a combater este flagelo nacional. Nesta edição publicamos um trabalho sobre Guimarães (uma cidade espetacular) e o seu castelo. Falámos com presidente da câmara da Batalha e caminhámos na Ecovia de Bertiandos. Desafiámos os utilizadores do Wikiloc a desvendar os seus lugares de eleição e, Eduardo Barata escolheu o Gerês. Desejo a todos umas boas férias e não se esqueçam de assinar a revista Passear para ajudar este projeto editorial a crescer.

Registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social sob o nº. 125 987 Direitos Reservados de reprodução fotográfica ou escrita para todos os países

Capa Fotografia Castelo de Guimarães (pág.36)

Diretor vascogoncalves@lobodomar.net


Edição Nº.16

20

16

3

Sumário

36

06 Atualidades 12 Equipamentos 16 Crónica de Eduardo Barata 18 Passeio pela região do Douro Património Mundial 20 Entrevista: C.M. Batalha 25 Galeria Castelos de Portugal 34 ASSINATURA PASSEAR PUB 36 À descoberta dos Castelos de Portugal 48 Caminhada, Parque da Paz 56 Ecovia de Bertiandos

48

56


atualidades

José António Falcão lança obra de referência sobre o Caminho de Santiago

4

Arco da memória Novidades do Retiro da avó Lídia

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém e o Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja apresentaram no passado dia 25 de Julho, no Auditório Municipal de Santiago do Cacém, o livro “No Caminho sob as Estrelas – Santiago e a Peregrinação a Compostela”. Este livro, vindo a lume sob a direção de José António Falcão, é o catálogo da exposição sob aquele título que teve lugar, em 2007, na igreja matriz de Santiago do Cacém. Trata-se de uma obra de fundo, com colaboração de 26 investigadores portugueses e espanhóis, que oferece uma síntese renovadora – incluindo muitas pistas inéditas – acerca da história da peregrinação a Compostela.

Na encosta sudoeste do Cabeço Gordo, praticamente coincidente com os limites administrativos que separam os Concelhos de Porto de Mós e de Alcobaça, o Arco da Memória constitui, ainda hoje, uma referência importante para as populações e um ponto notável na paisagem serrana. Segundo inscrições no colo da cimalha, hoje desaparecidas, foi mandado erguer por D. Afonso Henriques em cumprimento O Retiro da avó Lídia tem uma nova do voto de fundar um convento aos Berproposta de passeio pedestre que se de- nardos, aos quais doaria todas as terras que senvolve no Parque Natural da Serra de se avistassem daquele local até ao mar. Aire e Candeeiros.


Já na banca!

Para sua comodidade encomende já o seu exemplar e receba-o em sua casa exactamente pelo mesmo valor de banca.

Sem Custos de Envio N.º 20 . ANO V . 2012

P.V.P. € 4.20 (Continente) IVA incluído

2012 TUDO SOBRE JARDINS

UM PASSEIO NA

TAPADA DAS NECESSIDADES

BOAS IDEIAS

NOVA RÚBRICA

P A R A

Q U E M

S E N T E

A

apenas

€ 4,20 Edição nº20

N A T U R E Z A

DOSSIER

SISTEMAS DE REGA

+ de 50 EQUIPAMENTOS DAS MELHORES MARCAS

Palácio Marqueses de Fronteira

ficiais das marcas STIHL e VIKING…

ado aos nossos produtos.

CHELSEA FLOWER SHOW

ente uer tempo, cessórios e si, quer rurais,

G na rede visita ao 10 82 00.

NÚMERO 20

Prazer no relvado

UM ANO DIAMANTE NO FESTIVAL DE JARDINS

Para encomendar clique

Pagamentos efectuados por transferência bancária ou envio de cheque. Para mais informações contacte: T: +351 261 867063 . E-mail: online@tudosobrejardins.com


Aldeia de Pedralva

atualidades

TURIHAB com novas adesões na rede Casas no Campo

6

As Casas no Campo contam com novas propostas TER, diversificam a oferta e fomentam o conceito: Portugal Campo e Mar. Com o lema “Portugal Campo e Mar”, as Casas no Campo apelam ao conforto de umas férias ativas, divertidas e descontraídas. A rede das Casas no Campo conta com mais 35 casas classificadas em Turismo no Espaço Rural, recuperadas e restauradas com todo o cuidado, por forma a respeitar as características arquitetónicas e paisagísticas e valorizar a envolvente e as regiões onde se localizam. Desde o Minho ao Algarve, passando pelas Beiras e pelo Alentejo, são muitas as opções para percorrer Portugal e descobrir a diversidade de cada região e a oferta de cada Casa. Moinhos, refúgios de montanha, casas rurais, casas no campo com vista para o mar, são locais idílicos para gozar as tão merecidas férias.

Novos membros da rede Casas no Campo: Quinta da Bemvisa - uma casa tradicional do Minho em pleno campo; Casa dos Matos - Porto de Mós no Centro de Portugal um refúgio de ruralidade; Casa de Castelejos - Castro Verde-um observatório de pássaros em total liberdade em pleno Alentejo; Herdade do Freixial - V. N. Mil Fontes uma janela aberta para o rio Mira na costa Alentejana; Casas de Romaria – Mora – Brotas uma Aldeia a descobrir em pleno Alentejo; Conversas de Alpendre - Vila Real Santo António Um paraíso escondido junto ao Mar; Casas da Pedralva em Vila do Bispo - uma Aldeia na costa Vicentina para sentir o campo e o mar na sua plenitude. Para mais informações visite www.casasnocampo.net

ou contacte tel.: 258 741 672


A Lobo do Mar criou uma nova valência dentro da empresa, um departamento de

Design de Comunicação

mais um serviço completo e de qualidade que colocamos ao seu dispor, com valores muito competitivos.

E IDAD T N E ID WEB DE CIDA ORIAL I L B PU EDIT N g I s DE RAFIA g O T FO . mais.. o t i u em

em concreto: Logótipos, Estacionários, Manuais de normas, branding e rebranding Micro-sites, Webdesign, Banners Anúncios, Roll-ups, Outdoors, Stands Revistas, Livros, Newsletters, Flyers, Desdobráveis, Catálogos Press Releases Fotografia de Reportagem

Para informações mais detalhadas: site: www.wix.com/lobodomardesign/comunicar e-mail: anagoncalves@lobodomar.net Tel: + 351 261867063 Tlm: + 351 965761000


atualidades Caminhada noturna na Via Algarviana 8

A Almargem convida a conhecer, no dia 3 de Agosto, a segunda parte da futura ligação da Estação de Caminhos de Ferro de Loulé, desta vez propõe caminhar de Loulé até perto de Querença. Desta vez, a Almargem tem como parceiro o Projecto de Querença que dará a provar a todos os participantes a Barra Energética que têm estado a preparar! Inscrições ou informações para os seguintes contactos: Telefone: 289 412 959 / TLM: 938 771 316 Email: Clara Carvalho: ccarvalho@almargem.org Dados necessários para inscrição: Nome; ano de nascimento e contacto telefónico. Material necessário: Lanterna, água, roupa e calçado confortável.

V Congresso Ibérico de Ornitologia Vitória (Espanha) é a capital verde europeia de 2012 e vai acolher, de 6 a 9 de dezembro deste ano, o XXI Congresso Espanhol & V Ibérico de Ornitologia. Este evento é organizado pela SEO/BirdLife e pela SPEA e pretende ser um fórum de apresentação de trabalhos e discussão de temas relevantes em torno da temática das aves e da sua conservação.


No Re va vist a

Nas bancas!


atualidades

Montepio apoia atividades na Mata Nacional do Buçaco

Oficinas de sensibilização para benefício de grupos vulneráveis, voluntariado corporativo do Montepio e dinamização de instalações e de atividades na Mata Nacional do Buçaco para usufruto de colaboradores e associados do Montepio são as ações estabelecidas no protocolo que a Fundação Mata do Buçaco firmou 10 com a Fundação Montepio. A cerimónia de assinatura decorreu no Convento de Santa Cruz do Buçaco no passado dia 19 de Julho, com a presença de António Jorge Franco, Presidente da Fundação Mata do Buçaco, e António Tadeu, representante do Montepio. O Montepio deverá também promover visitas orientadas e oficinas realizadas pela Fundação na Mata Buçaco para os seus associados. O protocolo estabelece ainda que o Montepio realize duas ações anuais de voluntariado corporativo, na Mata Nacional do Buçaco, no âmbito do projeto BRIGHT e ainda que a Fundação Mata do Buçaco disponibilize ao Montepio a utilização da casa das Portas de Coimbra, como local de acolhimento para os Campos de Verão, que são tradicionalmente organizados pela instituição.

Contrabandeando por territórios Luso-Castelhanos Passeio Pedestre por Salvaterra do Extremo – Zarza La Mayor no dia 11 de Agosto de 2012 Características Técnicas Distância: 7 km Dificuldade: Média / Baixa Tipo de Percurso: Circular Informações: 18h15, junto a Igreja Matriz de Salvaterra do Extremo Hora de Partida: 18h45 Data limite de Inscrição: 09 de Agosto até as 13h00 Valor: 7.50€ (inclui à atividade, seguro, reforço alimentar e ceia) A inscrição deste poderá ser feita por telefone. Contacto: 277 202 900 | 968122662 | info@turismodenatureza.com Gabinete de Turismo da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova - Centro Cultural Raiano Data limite de inscrição: 09-08-2012 até às 13h


Campanha

VERÃO 2012

Bolsas

a preços imbatíveis. Poupe até

30% 100% à prova de água Aquapac apresenta uma bolsa estanque para todas as ocasiões. No campo, na montanha, no mar, na praia os seus objectos pessoais estão sempre salvaguardados. iPod Laranja Cód.: 030| Ref.:111083

Mini Phone Laranja | Mini Phone Cinzento Cód.: 034| Ref.:111078 | Cód.: 044| Ref.:111079

iPod Cinzento Cód.: 040| Ref.:111084

Waterproof Case for iPad Cód.: 638| Ref.:112025

Small Phone Laranja | Small Phone Cinzento Cód.: 035| Ref.:111080 | Cód.: 045| Ref.:111081

€17.00

€17.00

€12.00

€12.00

Small Camera Cód.: 020| Ref.:111087

Medium Camera Cód.: 021| Ref.:111088

€29.00

€20.00 Noatak 15 Litros “Wet & Dry” Cód.: 768| Ref.:111075

€19.00

€19.00

€45.00

€14.00

€14.00

€32.00 Bolsa Laranja Cód.: 036| Ref.:111090

SRL Camera Cód.: 022| Ref.:111089

€39.00

€60.00

€17.00

€27.00

€40.00

€12.00

Mochila 25 Litros - “Wet & Dry” Cód.: 788| Ref.:111077

Armband- braçadeira Cód.: 922| Ref.:111082

100% Waterproof - Auscultadores Cód.: 919| Ref.:111071

€31.00

€70.00

€13.00

€42.00

€21.00

€49.00

€9.00

€25.00

Veja aqui outros produtos disponíveis

Faça já a sua encomenda antes que esgote!

Consulte-nos ou à nossa rede de agentes em www.nautiradar.pt Todos os preços incluem IVA e são válidos desde já. Rua António de Saldanha, 65, 1400-020 Lisboa | Telefone: 21 3005050 | Fax: 21 3005059 | e-mail: comercial@nautiradar.pt | www.nautiradar.pt

Campanha válida até 30 de Setembro 2012 ou ruptura de stocks


s o t n e m a p i equ GARMIN apresenta novo relógio GPS Fénix O novo relógio GPS da Garmin foi pensado ao detalhe para os alpinistas e os adeptos do desporto outdoor, mudando totalmente as regras do jogo.

12

A Garmin, líder mundial em soluções de navegação por satélite, anunciou a sua nova solução Fénix. Trata-se de um novo relógio de pulso com GPS para os alpinistas que levam o desporto a sério e para os aventureiros que gostam de fazer as suas explorações ao ar livre. O relógio, que é capaz de oferecer capacidades de navegação global com a habitual fiabilidade e qualidade das soluções GPS desenhadas pela Garmin, foi desenvolvido em conjunto com guias profissionais de montanha e estabelece novos padrões no que concerne aos relógios de utilização outdoor com ABC otimizado – altímetro, barómetro e bússola (compass). Graças aos seus sensores embutidos, é possível obter informações sobre alterações em termos de posição, de elevação e de meteorologia. Não menos importante, e através da tecnologia GPS líder da Garmin, este equipamento de navegação mãos-livres dá aos montanhistas a confiança necessária para navegar através dos mais exigentes ambientes alpinos, fazendo o seu próprio caminho até ao cume e voltando depois para a segurança de um abrigo de montanha.

100%

recom enda

do

Apresentando um design clássico de relógio redondo, centrado num mostrador de alta resistência com proteção contra riscos, este novo relógio GPS da Garmin está preparado para suportar as mais duras condições ao ar livre, servindo também como um normal relógio do dia-a-dia mas com grande estilo. “A Garmin tem trabalhado arduamente com guias de montanha profissionais de toda a extensa região dos Alpes para garantir que o Fénix é capaz de estabelecer um novo marco para todo o Mundo alpinista”, salienta Mariana Dias, Marcoms Manager da Garmin Portugal. Ainda segundo a responsável, o novo relógio GPS da Garmin “oferece a mais moderna e fiável tecnologia de ponta da Garmin para uso ao ar livre, tudo isto num robusto relógio de pulso com GPS no qual os alpinistas ambiciosos e os aventureiros do outdoor podem confiar a 100 por cento”. Ainda de acordo com Mariana Dias “ser capaz de caminhar, de escalar ou até de andar com as mãos livres, ao mesmo tempo que se acede a informações precisas sobre a posição, a elevação e até as condições e previsões meteorológicas, vai permitir mudar as regras do jogo, sendo uma evidente mais-valia para qualquer aventureiro. Pela primeira vez, todas as informações essenciais de que o alpinista precisa para navegar até ao seu destino e para depois voltar para casa com toda a segurança estão disponíveis no seu pulso com o novo Garmin Fénix”.


Planeie, navegue e acompanhe O novo Fénix inclui um abrangente conjunto de ferramentas de navegação que permite aos utilizadores planearem viagens, criarem rotas e registarem pontos de direção. Os amantes do desporto de ar livre podem navegar segundo as coordenadas GPS ao longo de um percurso ou de uma rota, em direção a waypoints ou ao longo de qualquer outra opção selecionada. A seta de navegação fornece uma orientação direcional clara e a função pioneira TracBack® da Garmin pode guiar o utilizador em segurança de volta a casa, indicando-lhe uma linha fácil de identificar no mostrador do dispositivo e de seguir. Tudo isto proporciona aos montanhistas uma elevada confiança e paz de espírito, elementos cruciais para que possam atingir os seus mais ambiciosos objetivos. Graças à aplicação de desktop BaseCampTM, os utilizadores do Fénix poderão ser capazes de facilmente planear as suas viagens e de partilhar as suas aventuras com amigos e familiares. O dispositivo inclui ainda um mapa base mundial com todas as cidades nas proximidades do local onde se estiver. O novo Fénix está ainda equipado com capacidades ANT e Bluetooth® para que seja possível partilhar de uma forma wireless todos os percursos,

waypoints, rotas e geocaches com outros dispositivos compatíveis Garmin. A aplicação móvel Basecamp permite que os utilizadores transfiram waypoints e tracklogs com grande simplicidade, para que possam depois visualizá-los em movimento num mapa mais detalhado e num ecrã de maior dimensão através de um smartphone compatível. Altímetro, barómetro e bússola O novo relógio GPS Fénix encontra-se equipado com sensores ABC (altímetro, barómetro e bússola, fornecendo aos exploradores e em tempo real todas as informações relevantes. O altímetro embutido mostra dados de altitude para que seja possível monitorizar com precisão a subida e a descida; o barómetro pode ser usado para prever as mudanças climatéricas, mostrando as tendências de curto prazo no que respeita à pressão do ar; e a bússola eletrónica de três eixos mantém o utilizador no rumo exato quer ele esteja em movimento ou não. Através do seu recetor GPS, o novo Fénix pode calibrar automaticamente os sensores ABC e também de define automaticamente o tempo tendo por base a localização. Quando emparelhado com o tempeTM, o novo sen-

13


100%

recom e

ndad

o

sor Garmin externo de temperatura, o Fénix torna-se no primeiro relógio outdoor capaz de proporcionar uma leitura precisa da temperatura ambiente.

14

Medir o desempenho Sendo semelhante aos relógios de corrida com GPS produzidos pela líder mundial Garmin, o novo Fénix oferece uma monitorização de desempenho completa e em tempo real para os atletas da montanha, nomeadamente corredores de trail e esquiadores alpinos. Através das funcionalidades de volta e auto volta, bem como dos importantes dados tais como distância, velocidade vertical e ritmo, os alpinistas ambiciosos podem acompanhar o seu progresso durante o treino ao ar livre ou outras atividades de fitness. O Fénix é ainda compatível não só com o monitor cardíaco premium da Garmin, que disponibiliza a informação da frequência cardíaca, mas também com um sensor de velocidade/cadência para indicar a velocidade, distância e cadência ao usar uma bicicleta. Todos os campos de dados exibidos são totalmente personalizáveis diretamente no relógio de pulso. Feito para resistir às condições mais adversas O Fénix foi construído para suportar as condições ao ar livre mais severas, combinando uma caixa de alta resistência para sobreviver a choques com uma lente de vidro mineral reforçado para resistir a riscos. Apresenta um grande display LCD com retroiluminação LED e uma robusta bracelete de poliuretano. O novo relógio GPS outdoor da Garmin tem resistência à prova de água até uma profundidade de 50 metros. No modo GPS, garante uma autonomia de até 16 horas. No entanto, e para uma liberdade

ainda maior, o novo modo de UltraTrac® permite alargar a utilização do GPS até 50 horas (dependendo da configuração). No modo relógio, o tempo de vida útil da bateria do Fénix atinge no máximo 6 semanas e as funções básicas incluem alarme, tons, alertas de vibração, temporizador, cronómetro e relógio mundial, com a capacidade de exibir vários fusos horários de uma só vez. O novo Garmin Fénix deverá estar disponível durante o outono de 2012 e terá um preço de venda recomendado de 399,99 euros. O tempeTM é um acessório opcional e tem um preço recomendado de 29,99 euros. A bracelete de poliuretano está disponível em verde azeitona ou laranja, sendo possível comprar opcionalmente uma pulseira em couro.


TARGUS® renova gama City Gear A família City Gear está de volta com os mesmos argumentos que a tornaram na escolha de centenas de milhares de clientes, mas com um extra convincente: o Media Tablet Pocket.

SONY RX100 Câmara digital compacta Cyber-shot™ avançada com sensor grande e lente brilhante e de elevada qualidade Sensor CMOS Exmor de 20,2 MP e tipo 1.0, lente F1.8, zoom ótico 3.6x, Full HD 50p, LCD de 7,5 cm (3,0”). Preço: 650,00 €. O mundo das máquinas fotográficas compactas está cada vez mais evoluído e sofisticado. O que há poucos anos seria impensável é agora uma realidade com este novo modelo da Sony que possui um sensor de 20,2 MP, filma em HD, permite a utilização do zoom durante a filmagem e pesa apenas 213 g. Fiquemos com alguns pontos fortes deste equipamento: - A lente Carl Zeiss® Vario-Sonnar® T* F1.8 dispõe de uma abertura ampla para a entrada de mais luz. Além disso, é o segredo de efeitos criativos ilimitados, com o objeto focado contra um fundo desfocado na perfeição. - Capacidade de efetuar videoclips em HD total de alta qualidade, com o toque num botão. Ajuste a focagem e a exposição durante a utilização, tal qual um realizador profissional. - Ajuste de imagem com o controlo total dos modos de exposição automático e manual. Situado em torno da lente, um anel de controlo permite o ajuste fácil (com a ponta dos dedos) da exposição, zoom, efeitos de imagem e outras funções.

A Targus® Inc. enriqueceu a sua família City Gear com novos membros, preparados para transportarem os mais recentes e apaixonantes gadgets do mercado – os tablets. Top Load, Messenger 17”, Backpack e Trolley da série City Gear, todos os modelos da linha contam agora com o Media Tablet Pocket, uma bolsa concebida para garantir a segurança dos pequenos e apaixonantes gadgets de ecrã táctil. Nos dias que correm, já não basta ter uma mala de transporte para o computador portátil e para o telemóvel. Com a generalização de aparelhos tablets, é cada vez mais importante assegurar que consegue levar consigo estes equipamentos em total segurança. Com o lançamento das novas Top Load, da Messenger 17”, da Backpack e do Trolley da série City Gear, proteção é argumento que não vai faltar a todos os seus companheiros eletrónicos, incluindo os tablets! Todos os modelos da linha contam agora com o Media Tablet Pocket, uma bolsa concebida para garantir a segurança dos pequenos e apaixonantes gadgets de ecrã tátil. Disponíveis entre 59,99 euros e 119,99 euros (dependendo do modelo), os mais recentes membros da orgulhosa família City Gear já estão disponíveis nos pontos de venda autorizados Targus.

15


Crónica: Eduardo Barata

Gerês, um local de eleição

16

Desafiámos Eduardo Barata a desvendar os seus locais prediletos para caminhar no intuito, de darmos algumas pistas aos nossos leitores sobre locais onde Caminhar nas Férias. O meu destino favorito... são muitos. Costumo andar sobretudo pelo Gerês (pena ser longe para quem vive em Leiria) e pela Serra de Aires e Candeeiros (fica perto). Mas o Gerês para mim é o lugar de eleição.

Alguns percursos que já efetuei: Gerês - Zona de Pitões das Júnias Fonte Fria e Capela de S. João http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=1224210 Carvalhal do Beredo http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=3039694 Gerês - Zona de Cabril Trilho espetacular, mas algo perigoso

http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=971136 Gerês - Rocalva e arredores Trilho da Vezeira (para mim o ex-libris do Gerês) http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=897063 Prados da Messe http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=1380186


Fonte Fria e Capela de S. João

Miradouro das Tartarugas

17

Trilho da Vezeira

Gerês - Campo Pé de Cabril (falta acrescentar a subida - fácil - que não fiz desta vez) http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=1587656 Serra Amarela Casarotas (paisagens deslumbrantes) http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=3039718

Peneda Trilho da Meadinha http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view. do?id=336349 Acho que já chega por agora. Ultimamente tenho-me dedicado, nas férias, a fazer grandes rotas. Boas caminhadas Eduardo Barata


Passeio pela região do Douro Património Mundial

18

A proposta da Caminhos com Carisma para os dias 5, 6 e 7 de Outubro de 2012. Em Dezembro de 2001, a UNESCO elevou o Alto Douro Vinhateiro a Património da Humanidade. Um título, atribuído por unanimidade, que premiou a Região vinícola demarcada mais antiga do mundo, decretada pelo Marquês de Pombal, em

1756. Região única por reunir as virtudes do solo xistoso e da sua exposição solar privilegiada com as características ímpares do seu microclima em conjunto com o trabalho árduo do homem do Douro. A sua Paisagem evidencia três aspectos principais:


o carácter único do território, a relação natural da cultura do vinho com a oliveira e a amendoeira e a diversidade da arquitectura local. Para além destes aspectos, a candidatura destacou o trabalho notável realizado pelo homem na construção de muros em xisto que prolongam as encostas e, sobretudo, a autenticidade e integridade da paisagem cultural. A Região Demarcada do Douro, onde se produzem os vinhos correspondentes às denominações de origem “Porto” e “Douro”, abrange 250 mil hectares, dos quais 48 mil são ocupados por vinha, e dela fazem parte 22 municípios. No entanto, apenas 24 mil hectares, ou seja, um décimo dessa área, que engloba treze concelhos, foi classificado pela UNESCO como Património Mundial. Contudo, a zona classificada é representativa da diversidade do Douro, uma vez que inclui espaço do Baixo Corgo, do Cima Corgo e do Douro Superior. O território do Alto Douro Vinhateiro, área classificada, integra o vale do rio Douro, que já é considerado Património Mundial nos seus extremos, nomeadamente o Porto, e no lado oposto o Parque Arqueológico do

19

Côa. Os treze concelhos que fazem parte da zona distinguida pela UNESCO são Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Lamego, Mesão Frio, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Tabuaço, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real, estendendo-se ao longo das encostas do rio Douro e dos seus afluentes, Varosa, Corgo, Távora, Torto e Pinhão. O programa é vasto e para saber mais sobre esta atividade: Caminhos com Carisma Lda. caminhoscomcarisma@gmail.com 914907446 / 967055233.


Entrevista | Autarquia

da Batalha

Natureza e cultura são inseparáveis O Concelho da Batalha aposta no turismo de Natureza como forma de desenvolvimento e progresso. Uma região é, normalmente, a imagem de quem a dirige e António de Sousa Lucas é o homem do leme da autarquia e uma personagem com uma visão contemporânea da sociedade. Texto e fotografia: Vasco de Melo Gonçalves

20


Na passagem da revista Passear pelo concelho da Batalha não nos limitámos a caminhar ou pedalar pelos inúmeros percursos existentes na região. Aproveitámos, um dos dias, para conversar com o Presidente da autarquia - António de Sousa Lucas – para conhecer um pouco melhor as realidades da região e saber que projetos estão em preparação. Passear (Pas): Qual a sua visão de Turismo de Natureza e Cultural? António de Sousa Lucas (ASL): A meu ver e de alguma forma os conceitos cruzam-se Na minha opinião, não devemos separar completamente o turismo Cultural do turismo de Natureza. É evidente que no turismo cultural o conceito está mais virado para o património edificado ou o turismo relacio-

nado com os museus, etc. O turismo de 21 natureza, como o próprio nome indica, está mais vocacionado para o usufruto da Natureza. Eu acho que uma coisa cruza-se com a outra e, não faz sentido, geri-las de forma estanque ou autónoma. Vou-lhe dar um exemplo, estamos a terminar mais uma das rotas pedonais que já temos no concelho em que o objetivo é que seja possível passar por quatro pedreiras que alimentaram a construção do Mosteiro da Batalha. Foi, destes locais, que foi retirado o grosso do calcário que permitiu a construção do mosteiro e estas estão situadas em pleno maciço calcário na freguesia de Reguengo do Fetal. Com esta nova rota as pessoas vão usufruir da Natureza e, em simultâneo, obter infor-


mação cultural pois, localmente, iremos colocar painéis informativos. Existe uma ligação umbilical entre as pedreiras e o mosteiro! Por outro lado, o Sol e Mar e o golfe há em todo o lado… onde podemos ser competitivos é no turismo de Natureza mas, devemos desenvolver um trabalho que não deverá ser isolado. Tem de ser um trabalho onde se aproveitem as sinergias dos vários projetos já existentes no concelho através do C.I.M. do Pinhal Litoral de forma a disponibilizar informação a todos e dar margem de manobra aos projetos regionais.

22

“…onde podemos ser competitivos é no turismo de Natureza mas, devemos desenvolver um trabalho que não deverá ser isolado…” Pas: Falemos agora dos passeios pedestres já existente. Quando teve início este projeto? ASL: O projeto foi faseado. Os percursos pedestres tiveram o seu início através de uma articulação forte com as juntas de freguesias e as coletividades locais com a finalidade de tornar mais visível

o património natural de cada uma das regiões envolvidas no projeto. Começou-se por fazer alguns passeios pedestres informais. A adesão aos eventos foi boa e achámos que era importante dar-lhes visibilidade e torná-los mais organizados. A partir daí (há 8 anos), avançámos com estudos dos percursos mais adequados quer em termos de segurança como de características morfológicas, criámos sinalética e efetuámos as marcações no terreno. Em simultâneo colocámos esses mesmos percursos no portal do município para que sejam usufruídos autonomamente. Atualmente estamos também a fazer percursos organizados, em colaboração com as freguesias e coletividades, mais nos meses de Abril, Maio e Junho. Pas: Em relação ao Centro de BTT como foi o processo de criação? ASL: Nós desenvolvemos o projeto Pia do Urso há 6 ou 7 anos com o Parque Sensorial e a recuperação da aldeia. Notámos que, nos últimos anos, existe uma forte apetência por parte das pessoas para a prática do BTT. Por outro lado verificámos também que são pessoas da classe média e com algum poder aquisitivo e uma forte consciência ambiental. Face a este cenário começámos a ponderar avançar com o projeto de criação do centro de BTT. Há sensivelmente dois anos consolidámos a ideia, iniciámos o diálogo com os


23 especialistas na matéria e com a Federação e, após este trabalho, avançámos conscientes que a criação do centro seria uma forma importante dos praticantes de BTT conhecerem a paisagem natural da região. Com este centro iremos atrair muita gente à região. Na nossa decisão também fomos influenciados pelas experiências estrangeiras. Nas últimas duas ou três edições da Bolsa de Turismo de Lisboa observámos que os espanhóis apostaram forte nestas áreas de turismo! O Centro de BTT foi a primeira unidade homologada pela Federação e, o que pretendemos é colocá-lo em velocidade

de cruzeiro e que seja usufruído pelos praticantes e que a nossa população, que esteja diretamente ligada ao turismo, seja beneficiada na sua atividade económica. Pas: Como tem sido feita a divulgação? ASL: Este projeto é um projeto de parceria. Nós procurámos envolver hotéis, restaurantes, lojas de bicicletas e equipamentos com alguma ligação a este tipo de atividade para que houvesse um forte usufruto do investimento público que estávamos a fazer e um certo retorno para a economia do concelho. Desde o início que isso foi trabalhado, fizemos muitas reuniões com os diversos parceiros incluindo praticantes


de BTT. Houve uma participação ativa de todos nas diferentes áreas. A promoção tem sido feita recorrendo à Internet sendo que a Comunicação Social, nomeadamente as televisões, têm-se interessado pelo projeto e feito diversas reportagens. Recorremos também a material impresso como são os casos dos desdobráveis. As redes sociais são também muito utilizadas na promoção.

24

“…Nós procurámos envolver hotéis, restaurantes, lojas de bicicletas e equipamentos com alguma ligação a este tipo de atividade para que houvesse um forte usufruto do investimento público…” Pas: A componente internacional poderia ser uma mais-valia para o Centro. ASL: Evidentemente que sim. Esse é um outro aspeto e nós já tivemos contactos com operadores turísticos que estão vocacionados para este tipo de turismo. É um trabalho que se vai fazendo estando,

neste momento, numa fase de troca de informação com esses operadores. Pas: Voltando aos percursos pedestres, tem uma ideia de quando estará pronto o percurso das pedreiras? ASL: Neste momento, temos os levantamentos feitos e os estudos arqueológicos. Estabelecemos os contactos com os proprietários pois, existem alguns locais que são privados e, necessitamos de efetuar protocolos para poder intervir na recuperação e tornar os espaços acessíveis. Estamos também a ultimar orçamentos para, posteriormente, lançarmos um concurso público para fazermos algumas intervenções. Pas: Em termos de investimento qual a participação da autarquia? ASL: Nós vamos tentar fazer uma candidatura ao PRODER para este financiamento para não haver um esforço integral por parte da autarquia.


Galeria

Castelos de Portugal Um património único

galeria fotográfica A revista Passear tem dedicado alguma atenção aos Castelos de Portugal através de uma série de artigos denominados De Bicicleta à Descoberta dos Castelos de Portugal. Nesta edição publicamos uma galeria fotográfica de alguns dos castelos por nós visitados. Esperamos que gostem e que isto os motive para, durante as férias, a visitar os Castelos de Portugal.


Castelo dos Mouros ler mais

Castelo Mour達o ler mais


Castelo de Monsaraz ler mais

Castelo de Borba


Castelo de Montemor o Novo ler mais

Castelo de Alcรกcer do Sal

ler mais


Castelo de Viana do Alentejo ler mais

Castelo de Torres Vedras ler mais


Castelo de Arraiolos ler mais

Castelo de Valongo ler mais


Castelo de Terena

Castelo de Vila Viรงosa


Castelo de Évora ler mais


Castelo do Redondo ler mais


assinatura

Temos um Passado mas vamos caminhar juntos rumo ao Futuro! Após 11 edições gratuitas da revista digital Passear tomámos a decisão de começar a comercializar a publicação através da venda avulso ou assinaturas. Custo da revista avulso: 2 Euros. Pagamento por transferência bancária (ver elementos abaixo). O valor da Assinatura Anual (12 números) é de 12 euros o que perfaz um valor de

1 euro por revista!

É um preço simbólico mas que fará toda a diferença para que continuemos a evoluir neste nosso projeto editorial. Contamos com os NOSSOS LEITORES para nos apoiarem nesta nova etapa. Obrigado a todos.

Vasco de Melo Gonçalves Director

ASSINE JÁ Pagamento através do PayPal de 12€ que corresponde à assinatura de 12 edições da revista digital Passear.

ou Transferência bancária para a conta do

BPI 0010 0000 75906740001 04 em nome de LOBO DO MAR - SOCIEDADE EDITORIAL LDA, enviar comprovativo por email para geral@lobodomar.net com nome completo, morada e número de contribuinte.


edição digital gratuita

Nº.3 . Ano I . 2011

passear

passear

Destino Geoparque de

Equipamentos

sente a natureza

by

sente a natureza

Porto Santo

Bicicleta Cube Delhi Disc 2011 Mochila Deuter Kid Comfort II Mochila Eagle Creek Switchback Max 22 Ténis La Sportiva Electron Wenger Traveler Pocket Alarm 73015

Rota da Biodiversidade

Lisboa

Rumo a Cuenca Crónica de viagens

Equipamento

GPS Oregon 450 Gama Stormproof™ Camera Pouch Tenda Specula Alpine da Vaude Oregon Scientific ATC9K HD Walkies-talkies Cobra MT600

edição digital gratuita

Nº.4 . Ano I . 2011

passear by

sente a natureza

edição digital gratuita

Nº.5 . Ano I . 2011

Aldeia de Pedralva edição digital gratuita

Nº.7 . Ano I . 2011

passear by

Destino

passear by

sente a natureza

sente a natureza

Crónica de Viagens

tudo para viajar de bicicleta Equipamentos

Crónica de Viagens

Estrada da Morte

Bolsas Aquapac Bicicleta Specialized Crosstrail Deluxe Comp Garmin Montana™ 600

Bolívia II

Opinião

Ponte de Lima

Um lugar mítico

PRS3

PRS7 CABO DA ROCA edição digital gratuita

Nº.8 . Ano I . 2011

passear by

sente a natureza

Ecovia1 De Lisboa a Badajoz Canoagem Douro Internacional

À descoberta dos castelos de Monsaraz e Mourão

Reportagem II Ultra-rota dos Templários

Contacto

Specialized CrossTrail

ORVALHO

Passeio numa aldeia beirã

Gerês, o PNPG e o seu potencial

Destino

Crónica de Viagens

De MÉRTOLA por lugares adormecidos

CASTELO DOS MOUROS

Nº.10 . Ano

Nº.9 . Ano I . 2011

passear by

recome

ndado

sente a natureza

Caminhada Nas margens do rio Lizandro Crónicas do Gerês

O trilho de Carris Contato GARMIN Montana 650T

I . 2012

passea by

100%

DESTINO Allariz, no coração da Galiza

sente a

Destino

Cidades

e vilas m

edievais

Ecovia

Lisboa a Ba AS VIVÊNC dajoz IA FRANCISC S DE O MORAI S

edição digital

r

naturez

a

Crónica s Leitura ddo Gerês eturpa da Porta da ria

Évora e Montemor-o-Novo MonuMentos GRANDIOSOS

Ligação Angola a M

A melhor maneira de ler a sua revista digital No PC

A aventu oçambique ra em B d

e PEDRO

TT FONTES

Ericeira –S Uma CA. Lourenço – Ericeira MIN

HADA d e contra stes

Clique no link que lhe é enviado por email para aceder à sua revista numa plataforma online mais interactiva. Pode criar marcadores para as páginas que quer voltar a ler ou para apenas se lembrar mais tarde.

No Android

Abra o anexo que lhe é enviado por email num leitor de documentos pdf, recomendamos o seguinte leitor ezPDF Reader Lite para uma melhor leitura.

No

iOs

Abra o anexo que lhe é enviado por email num leitor de documentos pdf, recomendamos que abra no iBooks para uma melhor leitura.

assinatura

edição digital gratuita

Nº. 2 . Ano I . 2011

by