Issuu on Google+

Edição Nº. 2 - Março 2011

www.nauticapress.com

Cranchi 43 Atlantique

UM FLYBRIDGE REQUINTADO em análise

Mercado Espanhol

Contacto Sirius 560 Timonier Novidades 2011

Sessa Marine


Praceta Mato da Cruz, 18 2655-355 Ericeira - Portugal Correspondência - P. O. Box 24 2656-909 Ericeira - Portugal Tel. +351 261 867 063 www.lobodomar.net

editorial

www.nauticapress.com Director Vasco de Melo Gonçalves (vascogoncalves@lobodomar.net) Editor Lobo do Mar Responsável editorial Vasco de Melo Gonçalves Redacção Lobo do Mar Contacto info@nauticapress.com

Publicidade Lobo do Mar Contactos +351 261 867 063 + 351 965 510 041 e-mail geral@lobodomar.net Concepção Gráfica

Responsável Ana Gonçalves

Contacto +351 965 761 000 email anagoncalves@lobodomar.net site www.wix.com/lobodomardesign/comunicar

Distribuição Mailing list de 6500 enderenços electrónicos Periodicidade Mensal Direitos Reservados de Reprodução Fotográfica ou Escrita para todos os Países Registado no Instituto da Comunicação Social sob o nº 123988

Para onde vai a Náutica de Recreio?

A

última edição da Nauticampo, no passado mês de Fevereiro, deu para ter uma percepção do actual estado do sector que é pouco positivo. Sem dúvida que a situação económica não é boa mas, mais grave ainda, é a falta de estratégia do sector com as empresas a tentarem resolver os seus problemas de uma forma isolada esquecendo que “A união faz a força”. Esta falta de associativismo tem que ser ultrapassada rapidamente através da reactivação da APICAN ou da criação de uma outra associação. É essencial delinear uma estratégia para o sector baseada nas experiências e necessidades de cada um, tentar implementá-la, recorrendo à partilha de informação e à parceria com outros movimentos empresariais nacionais (Fórum Empresarial da Economia do Mar, por exemplo) ou estrangeiros (ANEN / Espanha é um bom exemplo). O trabalho que aí vem não é tarefa fácil…temos que “arrumar a casa” mantendo o negócio, pressionando o Governo para fazer alterações ao Regulamento da Náutica de Recreio e criar facilidades de acesso à água, perceber o que o cliente procura e o quer da náutica…entre outras tarefas! Penso que temos agentes económicos com estrutura e capacidade técnica para superar esta situação difícil, ciente que será um rumo difícil de traçar e com algumas “borrascas” mas, estamos todos no mesmo barco e é no Mar que está o nosso futuro.

Contamos consigo,

Vasco de Melo Gonçalves Fotografia de Capa Cranchi 43 Atlantique (pág.18)

02

Responsável Editorial vascogoncalves@lobodomar.net


Ou faรง a o seu pedido info@n direct a u t ament icapre e rece s e para s ba com .com ( clique odame aqui) nte em sua ca sa


Sumário

Edição Nº. 2 - Março 2011

12

18 MONTRA

24

NOTICIÁRIO MERCADO EM ESPANHA

APRESENTAÇÃO | EQUIPAMENTOS APRESENTAÇÃO / NOVIDADES SESSA CONTACTO / CRANCHI 43 ATLANTIQUE CONTACTO / SIRIUS 560 TIMONIER RADAR USADOS 04

6 8 10 12 15 18 24 28 29


Já na banca!

Para sua comodidade encomende já o seu exemplar e receba-o em sua casa exactamente pelo mesmo valor de banca.

Sem Custos de Envio N.º 15 . ANO IV . 2011

P.V.P. € 4.20 (Continente) IVA incluído 2011

Arquitectura Paisagista

TUDO SOBRE JARDINS

P A R A

Q U E M

S E N T E

A

N A T U R E Z A

Passatempo 01

Parques Infantis

34equipamentos de qualidade Jardim do Luxemburgo Um ícone de Paris

Garden Design Jardins Aromáticos

apenas € 4,20

Edição nº15

nte STIHL

sem emissões de gases, não necessitam das proporcionando assim uma liberdade absoluta. Especialmente prático é o facto um desenho inovador, as três baterias disregadores de 36 V são compatíveis com

nco famílias de aparelhos a bateria.

em Barcelona

ibuidor especializado STIHL eja em www.stihl.pt.

NÚMERO 15

OS FARÓIS E O

DRAGÃO

Para encomendar clique aqui Pagamentos efectuados por transferência bancária ou envio de cheque. Para mais informações contacte: T: +351 261 867063 . E-mail: online@tudosobrejardins.com


Montra

A Náutica Press magazine sugere...

Agora é mais fácil comprar! Basta um click e pedir toda a informação sobre o produto e como adquiri-lo. Experimente!

AQUAPAC Bolsa Camcorder Ref. 107 666 Preço 112,00€

AQUAPAC Bolsa câmara SRL Ref. 107 665 Preço 112,00€

AQUAPAC Bolsa VHF Classic Ref. 107 675 Preço 28,00€

AQUAPAC Saco Dry Bag Noatak (cinzenta / laranja) 25 L Ref. 109 088 / 109 089 Preço 33,00€

06


Montra

GARMIN GPSMAP 76 CSX Ref. 010-00469-01 Preço 379,00€

GARMIN GPSMAP 78

Ref. 010-00864-00 Preço 329,00€

STEINER Navigator 7x50 Ref. 108 602 Preço 369,00€

STEINER Navigator 7x50 c/bússola Ref. 108 603 Preço 469,86€

STEINER Navigator 7x30 Ref. 108 580 Preço 270,60€

STEINER Navigator 7x30 c/bússola e caixa em madeira Ref. 110 032 Preço 590,40€

Aos preços apresentados será acrescentado o custo de envio. náutica press magazine Para mais informações : Lobo do Mar | E-mail: geral@lobodomar.net


Noticiário

HONDA MARINE APRESENTA PROTÓTIPO DO NOVO BF250 A Honda Marine anunciou a adição de um novíssimo modelo porta-estandarte à sua comprovada e económica gama de motores fora-de-borda de elevada performance. Apresentado no Salão Náutico Internacional de Miami de 2011, este protótipo BF250 dá-nos uma primeira ideia da direcção de design que deverá seguir o novíssimo BF250, com lançamento previsto para a Europa a partir de Dezembro de 2011. Com base numa unidade exclusiva de 3,6L, o BF250 foi concebido para oferecer um equilíbrio óptimo entre performance e economia, através de exclusivas tecnologias Honda Marine, tais como os sistemas BLAST™, VTEC® e ECOmo. O motor terá também a certificação NMEA 2000®, que oferece ao utilizador ligação simplificada aos equipamentos electrónicos da indústria Marine. Com um desenho totalmente novo, o protótipo BF250 apresenta um novo exterior aerodinâmico, inovador e esguio. 08

RAYMARINE AJUDA A PRESERVAR A HERANÇA NAVAL AUSTRALIANA O tall ship James Craig conta agora a bordo com um display da Raymarine Série e Hybrid Touch, um Radar HD digital e o sistema AIS500. Este navio construído por Bartram Haswell e Cº em Inglaterra em 1874, foi inicialmente denominado de Clan MacLeod e a sua primeira viagem foi até ao Perú. Durante 26 anos foi um navio de carga comercial até que em 1911 com o aparecimento das embarcações a vapor se tornou economicamente inviável. Depois da segunda guerra mundial e como faltavam barcos de carga foi novamente utilizado, a partir de 1925 votado ao transporte de carvão na Tasmânia e a partir de 1932 literalmente abandonado. Foi em 1972 que voluntários da Sydney Heritage Fleet decidiram restaurar este Tall Ship, em 1981 deram-se início aos trabalhos e no ano de 2001, após mais de 80 anos, voltou a içar as suas 21 velas estando hoje completamente operacional e com a última tecnologia de navegação instalada a bordo. A marca Raymarine é representada em Portugal pela empresa Nautiradar.


Noticiário

MARINA DE LAGOS CRIA ACADEMIA DE VELA A Marina de Lagos está a ultimar a criação de uma academia de vela, a Marina de Lagos Sailing Academy, que começará a funcionar em Fevereiro. Com esta nova valência, a Marina de Lagos alarga o leque dos serviços náuticos que oferece, passando a dispor de uma estrutura de referência a nível nacional e internacional para a formação e treino de equipas de vela. A Marina de Lagos Sailing Academy será gerida pela empresa lacobrigense Just Discover Lda, entidade especializada na promoção e desenvolvimento de actividades náuticas, em particular na formação e entretenimento relacionados com a prática de vela. A actividade da Marina de Lagos Sailing Academy assentará no desenvolvimento de programas de formação, treino e competição nos formatos de regatas de frota, match racing e cruzeiros, eventos corporativos e desenvolvimento de acções de âmbito escolar. JÁ PODE PROVAR OS BARCOS POLACOS

A ICM Náutica, na sequência da sua presença na Nauticampo com os Barcos Polacos, está a promover um plano de prova de barcos na Península Ibérica. Este Plano destina-se a clientes finais e potenciais distribuidores que queira experimentar os barcos. Barcos e locais de prova: Port Forum Barcelona: Nautiner 30 Marina da Expo em Lisboa: Seafarer 700, Maxus 28, Raptor 26, Focus 800 Marina de Albufeira (Algarve, Portugal): Cobra 33 Durante a Primavera, os modelos irão variar de localidade e está previsto um reforço de novos modelos pertencentes a novas gamas. Para mais informações: info@icmnautica.com ou tel. +34 931804116. náutica press magazine


Mercado em Espanha

ESPANHA: MERCADO DE EMBARCAÇÕES DE RECREIO EM 2010 A ANEN (Associação Nacional de Empresas Náuticas) acaba de editar a informação sobre o Mercado de Embarcações de Recreio em Espanha durante o ano de 2010, elaborado pela MSI a partir de elementos facilitados pela Direcção Geral da Marinha Mercante.

- O mercado de embarcações de embarcações de recreio teve uma queda de 10,2% em relação ao ano anterior. Em 2009 a quebra tinha sido maior, na ordem dos 30%, o que representa uma melhoria apesar de ser ainda negativo.

- Por comprimentos, todos os segmentos foram afectados, sendo as embarcações entre 4,5 m e 15 m as que caíram menos e em concreto a faixa entre 8 e 12 m com a menor descida de -5,08% em relação aos resultados de 2009 (-45,24%). Em contraponto, os comprimentos maiores, a partir - Entre Janeiro e Dezembro de 2010 efec- de 15 m são os mais afectados com quedas tuaram-se em Espanha 6 029 matriculações de 24,1% na faixa de 15 a 18 m e de -30,6% de embarcações de recreio (incluindo mo- nas embarcações com mais de 18m. tos de água), face às 6 710 efectuadas no ano anterior. - O mercado de embarcações de recreio em Espanha continua dominado por peque- Todos os mercados desceram em conjun- nas dimensões. Os barcos com menos de to no ano de 2010, sendo as embarcações 8 m matriculados em 2010, mesmo com semi-rígidas as que desceram menos descida de número de matriculações man(-4,15%), seguidas pelas motos de água têm uma quota de mercado (86,5%) seme(-4,20&), os barcos a motor (-11,59%), os lhante à de 2009. barcos à vela (11,93%) e as embarcações pneumáticas desmontáveis que caíram cer- - Por potências, a faixa a partir de 65 cv até ca -13,2%. 500 cv tem uma menor quebra que a média com uma descida entre -4% e -5%, em - Os barcos a motor continuam dominando relação aos resultados obtidos em 2009. Eso mercado com uma quota de 57,6%, um tas potências são as que têm maior quota ponto abaixo da cifra alcançada em 2009. de mercado (49,3%) aumentando em 3,6 10


Mercado em Espanha

pontos de quota em relação ao ano de 2009. água, a náutica espanhola manteve ao longo de 2010 uma quota média de mercado - Por províncias, as três províncias que es- de cerca de 29,9%, uma cifra ligeiramente tão à frente do mercado de embarcações superior aos 29,6% alcançados em 2009. de recreio caíram em número de matricu- Como consequência, os barcos espanhóis lações efectuadas em 2010. Assim, Barcelo- desceram em menor escala (-9,9%) que os na com uma quota de mercado de 12,31% importados (-11,4%). em 2010 teve uma descida de -11,03% em número de matriculações em relação aos - O mercado do aluguer teve uma evolução dados de 2009. Segue-se as Ilhas Baleares, positiva durante 2010 e que se cifrou num que com 11,39% de quota de mercado, crescimento de 25,3% (599 unidades matem a menor queda das três províncias em triculadas). Em 2009 foram matriculadas matriculações (-7,66%). Em terceiro lugar 478 embarcações. está Madrid com uma quota de mercado de Por tipo de embarcações, as mais matricu8,23% e uma descida de matriculações de ladas para uso em aluguer foram os barcos 12,98%. a motor com uma quota de 36,6%, seguiDestacam-se pelas cifras positivas, Valência dos pelas motos de água (31,6%). As eme Girona que ocupam as posições seguintes barcações semi-rígidas com 17,7% e os por quotas de mercado em 2010, 4,99% e veleiros com 8,5% ocupam as restantes 4,88% respectivamente. Valência cresce posições. 9,06% em número de matriculações em relação a 2009 e Girona 10,94%. - Da análise dos dados conclui-se que 2010 foi o terceiro ano mau consecutivo para o - No que diz respeito à origem das em- sector e que em 2011 manter-se-á esta debarcações e sem ter em conta as motos de bilidade. náutica press magazine


Apresentação | Equipamentos BROWNELL BOAT STANDS

INSTALADOR DE EMPILHADORA PARA MONTAGEM DE UNIDADES NA POPA, #SD-2

CAPELINE

CAPECABRIO

A CapeLine desenvolveu um sistema único de capota para a converção de tectos que pode ser integrado em qualquer iate a motor. É uma solução ideal para designers de iates, construtores e entusiastas. Até agora tem havido uma falta de capacidade técnica e regulamentos muito restritos a nível da segurança para que os construtores pudessem desenvolver este tipo de equipamento. O aspecto inovador do CapeCabrio é que pode expandir-se uma grande distância assegurando que todo o sistema se mova suavemente e que seja fiável independentemente das condiçõesda água. As capotas CapeCabrio são feitas de materiais resistentes à água salgada que são fornecidos ao construtor, uma solução completa. www.cape-line.com

Este equipamento faz com que a instalação de unidades na popa seja de montagem fácil e com apenas uma pessoa. É único no mercado que pode ser montado em empilhadoras padrão de elevação e que permite uma vasta gama de diferentes tipos ajuste de altura muito superior a outras ferramentas similares com o seu comector integrado hidráulico. O #SD-2 ajusta-se em dois eixos adicionais para que haja um alinhamento perfeito. Como todos os equipamentos fabricados pela Brownell Boat Stands o instalador #SD-2 é um equipamento de alta qualidade projectado para ser robusto, fácil de trabalhar e confiável. www.boatstands.com

CATERPILLAR A bem sucedida série Cat® C18 ACERT é agora reforçado pela Caterpillar Marine Power Systems com uma nova potência de 930 Cv nas já existentes 1 015 e 1150 Cv. Esta nova unidade, destinada a todo o tipo de embarcação, vem melhorar o torque, maximizar a aceleração e a velocidade. O C18 ACERT é um motor diesel com 6 cilindros em linha a 4 tempos, com gestão electrónica, turbo e after-cooled. Uma das vantagens que este novo modelo trouxe foi uma grande economia de combustível e numa comparação interna com o modelo de 1150 Cv a fábrica aferiu uma economia na ordem dos 25%. A marca Caterpillar é comercializada pela empresa Barloworld STET.

12


COSWORTH

A Cosworth apresentou o TeamCom um sistema rádio de alta performance com qualidade digital nas comunicações por voz usando tecnologia sem fios. O sistema TeamCom tem uma estação base que permite 20 pessoas de uma tripulação comunicarem, é possível criar até 6 grupos onde cada indivíduo pode escolher a frequência que recebe e a que comunica. Usando o sistema TeamCom grupos como os Trimmers, Grinders, tripulação e táctico possam comunicar entre si, sem o ruído de fundo de outras equipas na mesma frequência. O skipper e o estratega podem ouvir e falar com qualquer um destes grupos e até escolher ouvir somente um enquanto fala com outro. www. cosworth.com

LA CROSSE TECHNOLOGY - WS 2800 Um novo nível na meteorologia. A nova estação meteorológica WS2800 tem um design fantástico, mas o design ultra-moderno é apenas o começo. Com um ecrã de grandes dimensões e ligação USB, vai poder monitorizar e registar todos os dados meterológicos importantes. - Hora: 12 ou 24 horas. - Calendário: Dia/mês. - Temperatura interior: de -9,9 Cº a +59,9 Cº. Registo da temperatura mínima e máxima. Medição de 15 em 15 segundos. - Humidade interior: sensor de fabrico Suíço de alta definição, com escala de 1% a 99%. Registo da humidade mínima e máxima. Medição de 15 em 15 segundos. - Barómetro - Pressão atmosférica: de 300 hPa a 1099 h Pa. Gráfico com histórico das últimas 24 ou 72 horas. Pressão absoluta e relativa. Registo da pressão mínima e máxima. - Temperatura exterior: de -29,9 Cº a +59,9 Cº. Registo da temperatura mínima e máxima. Medição de 13 em 13 segundos. - Humidade exterior: sensor de fabrico Suíço de alta definição, com escala de 1% a 99%. Registo da humidade mínima e máxima. Medição de 13 em 13 segundos. - Direcção e velocidade do vento: unidades km/h, m/s, nós, mph ou Beaufort. Escala de 0 a 180 km/h. Direcção do vento a 360º. Registo da velocidade e temperatura mínima e máxima do vento. - Pluviómetro: volume de chuva em mais de 1

hora, mais de 24 horas ou o volume total. Medição em milímetros ou polegadas, com escala de 0 a 999,9 milímetros. Precisão de 0,5 mm. Precipitação por impulso: 0,518 milímetro. Registo mínimo e máximo da precipitação. Medição de 19 em 19 segundos. Alarmes: rajada de vento (alta). Alarme de temperatura interior e exterior (alta e baixa). Alarme humidade interior e exterior (alta e baixa). Alarme de pressão relativa (alta e baixa). Alarme de direcção do vento. Alarme de precipitação nas ultimas 24 horas (alta). - Ligação ao computador via USB - Os dados no computador podem ser usados para a criação de gráficos - Capacidade de armazenamento de 1797 conjuntos de dados com data e hora - Intervalo de gravação de 1 minuto a 24 horas - Transmissão de dados a 868 Mhz cada 13 segundo - Alcance de transmissão: 100 metros em campo aberto - Frequência: 868 MHz - Ecrã: LCD de alto contraste - Dimensões: 222,2x34,7x163,2 mm Peso: 3KG PVP: EUR 304.96 S/ IVA: EUR 247.93

náutica press magazine


Apresentação | Equipamentos CARREGADORES MASS CHARGER DA MASTERVOLT. A Mastervolt actualizou a sua gama de carregadores Mass que estão agora ainda mais bem preparados para aguentarem condições extremas. São 11 modelos, 2 de 12 volt, 7 de 24 volt e 2 de 48 volt. Estes robustos carregadores já têm provas dadas ao longo dos últimos 10 anos quanto à sua robustez e resistência, no entanto a Mastervolt com esta actualização no produto tornou-os ainda mais resistentes ao calor, à vibração, à humidade e condensação. Acrescentou ainda uma série de melhoramentos ao nível da tecnologia, incluindo a comunicação MasterBus. Disponíveis em 12, 24 e 48 Volt têm grande procura por parte da marinha mercante, navios de investigação e exploração e para plataformas de petróleo no mar, porque garantem que as baterias estão sempre operacionais 24 horas por dia, o que na realidade é vital em situações de emergência. O que os distingue é a utilização de componentes de engenharia sofisticada e a utilização de electrónica de elevada frequência o que faz com que operem sem sobrecargas e por isso com temperaturas internas bem mais baixas. O chassis é feito de alumínio anodizado para prevenir a corrosão e a Mastervolt, inteligentemente, manteve as mesmas dimensões dos modelos anteriores pelo que qualquer intervenção, revisão ou substituição, pode ser efectuada no mínimo de tempo possível. Um sistema de arrefecimento especial permite aos modelos da gama de carregadores Mass funcionarem em toda a sua potência, continuamente numa casa das máquinas com temperaturas até aos 45º C, e com índice de vibração de acordo com os parâmetros IEC60945. A sua fiabilidade garante 280 000 horas sem falhas e o carregador emite apenas radiações electromagnéticas extremamente baixas, pelo que os sistemas próximos não são afectados. Tem igualmente imunidade electromagnética de transformadores ou bombas que partilhem a mesma antepara. Para além de tudo isto os carregadores Mass desempenham a sua principal função de forma excelente. Saída de potência DC perfeita de tal forma que o carregador pode ser usado como um fornecedor de energia dedicado. A gama de voltagens de entrada pode variar entre 190-265V, e o seu design robusto permite a corrente máxima mesmo quando existem perdas nos cabos das embarcações, obrigando o carregador a debitar uma carga na ordem dos 30V. Para saber mais contacte: Nautiradar, Lda. / E-mail: comercial@nautiradar.pt ou visite: www.nautiradar.pt

MERCRUISER

O fabricante norte-americano MerCruiser apresenta em 2011 o modelo 8.2 MAG / HO. Trata-se de uma unidade com 380 a 430 Cv de potência, 8 cilindros em V e que pesa 490 kg. Como principais características deste modelo temos a de estar equipado com catalisador que permite reduzir significativamente as emissões de escape, utiliza combustível de 87 octanos, amperagem de carga ao ralenti mais alta (+15 A), baixo nível de ruídos e vibrações, circuito de refrigeração fechado e está equipado com o exclusivo sistema de drenagem de água salgada activado por bomba de ar da Mercury. O motor MerCruiser 8.2 MAG está disponível em configuração sterndrive ou interior, na versão standard ou H.O.. Este motor são compatíveis com grande número de opções MerCruiser, incluindo Axius, SmartCraft e SeaCore. A versão standard está disponível com comandos mecânicos ou eléctricos à distância (DTS), enquanto que a versão H.O. e interior está equipada de série com o sistema DTS. Preço, s/IVA, do 8.2 MAG - 23 150 €; 8.2 MAG /HO – 28 524 €. A MerCruiser é comercializada pela empresa Touron Portugal.

14


Apresentação | Novidades Sessa

Sessa Marine – Novidades 2011 A elegância italiana O construtor italiano atravessa um momento de grande evolução e de forte implantação no mercado mundial. Em 2011 apresenta três novos modelos: KL One, C35 Sport Coupé e C48. KEY LARGO ONE

Linhas simples, casco esculpido e colorido à imagem dos KL20 e KL24, consola central super compacta, bimini rebatível, frigorífico, cadeira de pilotagem transformável e mesa regulável em altura para acolher uma refeição…o Key Largo One, pode ser equipado com um motor fora de borda de 40 a 115 Cv de potência. Em Portugal, o Key Largo One será equipado com motores da marca japonesa Honda. O Key Largo One apresenta-se como um runabout compacto e estilizado, anti-conformista e com personalidade… um excelente barco de entrada no vasto universo da Sessa! Christian Grande que desenhou para a Sessa toda a nova gama Key Largo é também, o responsável pela concepção deste novo modelo. O Key Largo One distingue-se dos demais pelo seu desenho inovador da consola central e pela sua cor “blu lagoon”. Ficha técnica Modelo: Key Largo One | Origem: Itália | Construtor: Sessa Marine | Comprimento total: 5,75 m | Comprimento do casco: 5,65 m | Boca: 2,34 m | Calado: 0,33 m | Motorização máx.: 115 Cv | Peso c/ motor: 928 kg | Água (opc.): 45 L | Combustível: 100 L | Preço c/ Honda BF 75: 29.000,00€ | Importador: Limatla

náutica press magazine


Apresentação | Novidades Sessa C35 SPORT COUPÉ

O C35 é um dos maiores sucessos da história do construtor Sessa com mais de 500 unidades vendidas em 10 anos. No salão de Génova foi apresentado o novo Sport Cruiser que herda a linhas estéticas do C68 bem como os atributos que têm caracterizado os últimos lançamentos deste construtor italiano e que se traduzem numa grande qualidade de navegação, performance desportiva, luminosidade, espaço e transparência, escolha e originalidade dos materiais. Um outro ponto forte deste C35 Sport Coupé é o conceito modelar que permite ao proprietário escolher o lay-out interior que mais lhe agrada e se adequa ao seu programa de navegação. A motorização está a cargo da Volvo Penta e a potência varia entre os 440 e os 520 Cv.

Ficha técnica Modelo: C35 Sport Coupé | Origem: Itália | Construtor: Sessa Marine | Comprimento total: 10,75 m | Boca: 3,45 m | Peso: 7 600 kg | Água: 300 L | Combustível: 560 L | Potência máx.: 520 Cv | Preço: 209 000 € +IVA | Comercialização: Limatla

16


Apresentação | Novidades Sessa

C48

A Sessa prossegue a renovação da gama yacht e apresenta o seu novo 48 pés, um modelo de inspiração mediterrânea e um perfeito símbolo da alma do estaleiro. A concepção deste modelo consegue transmitir com fiabilidade a filosofia italiana: harmonia, design e espírito desportivo, isto tudo num modelo proposto com motorização IPS. De salientar a plataforma de banhos hidráulica que permite colocar o anexo na água com grande facilidade e ainda, uma garagem que pode acolher um anexo com 2,85 m de comprimento. A motorização do C48 está a cargo da Volvo Penta através de 2 x IPS 600 (cada motor com 435 Cv). Ficha técnica Modelo: C48 | Origem: Itália | Construtor: Sessa Marine | Comprimento total: 15,72 m | Boca: 4,28 m | Peso: 13 Ton | Água: 530 L | Combustível: 2 x 636 L | Motorização: 2 x IPS600 870 Cv | Preço: 590 000 € + IVA | Comercialização: Limatla

náutica press magazine


Contacto | Cranchi 43 Atlantique

UM FLYBRIDGE REQUINTADO A OFERTA DO CONSTRUTOR ITALIANO CRANCHI NO SECTOR DE EMBARCAÇÕES COM FLYBRIDGE É ENRIQUECIDA COM O MODELO ATLANTIQUE 43, UM GRANDE PROJECTO GLOBAL CONCEBIDO PARA SATISFAZER UMA CLIENTELA EXIGENTE. TEXTO VASCO MELO GONÇALVES E FOTOGRAFIA ESTALEIRO

18


E

stá claro desde o primeiro olhar que se trata de um barco da nova geração. O reforço massivo do Centro de Estudos e Pesquisa Cranchi que, hoje em dia, é composto por uma equipa de arquitectos, designers, decoradores de interior e engenheiros, permite ao estaleiro apresentar modelos cada vez mais sofisticados, inovadores e completos.

Um trabalho intenso da equipa, que começa pelo projecto, passa pela realização no Serviço de Protótipos de modelos à escala e continua com o lançamento de unidades pré-série sobre as quais são efectuadas as afinações necessárias antes de se iniciar a verdadeira produção. Desta forma a Cranchi consegue produzir barcos de excelência.

náutica press magazine


Contacto | Cranchi 43 Atlantique

Exterior

O Atlantique 43 possui uma concepção de espaços exteriores tradicional mas com um visual contemporâneo. Como seria de esperar, a zona do flybridge domina as atenções num primeiro olhar. A sua dimensão não é muito grande, não nos devemos esquecer que estamos num barco de 43 pés mas, graças à sua concepção de layout conseguimos ter três zonas distintas de estar. O segundo posto de pilotagem a estibordo é muito completo ao nível do equipamento e possui um banco duplo, um solário a bombordo e mais a ré, um sofá em forma de lua envolvendo uma mesa regulável em altura. O poço funciona como um espaço de ligação a todas as áreas do barco. É a partir do poço que acedemos ao flybridge, à proa e à plataforma de banhos. Ao nível de concepção estamos perante um espaço simples mas funcional equipado com um banco, em forma de L, junto ao painel de 20

popa com cofres para arrumos no seu interior e um lavatório de apoio a estibordo. É através do poço que temos acesso ao compartimento dos motores. O espaço do poço é parcialmente coberto pelo flybridge o que proporciona uma boa protecção se as condições meteorológicas forem adversas. A plataforma de banhos possui uma boa dimensão e funciona como uma praia, estando equipada com duche e escada de acesso à água. Devido à sua dimensão pode servir também como plataforma para colocar uma embarcação adicional. O acesso à proa faz-se por ambos os lados da embarcação através de passagens não muito largas mas seguras. À proa para além do espaço de trabalho podem ser colocados dois colchões individuais e desta forma se obtém mais uma zona de estar.


Interior

O interior do Atlantique 43 é um dos pontos fortes do barco e isto deve-se a diferentes factores como são os casos da luminosidade, da decoração e do layout. O acesso ao interior faz-se através de uma porta de correr em vidro. O nível superior é marcado pela forte luminosidade, por layout simples mas eficiente e um posto de pilotagem que se destaca. Numa análise mais pormenorizada temos o sofá, em forma de L a bombordo, que possui a possibilidade de ser transformado numa cama dupla opcional. A estibordo e junto à entrada temos um móvel onde foi colocado o sistema de som e a televisão (dissimulada). Ainda a estibordo temos um banco individual e um armário de apoio. O posto de pilotagem a bombordo, possui um banco duplo e um painel de instrumentação bem conseguido e de fácil leitura. Possui ainda uma janela que tem a possibilidade de abertura o que facilita a eventual comunicação com o exterior. O pára-brisas é de grande dimensão e proporciona uma luz natural muito abundante a bordo, não só na parte superior bem como na zona inferior da embarcação, cozinha e cabinas. A decoração, nesta parte superior, é toda ela assente em tons claros contrastante com o tom escuro do mobiliário.

A zona inferior possui duas cabinas duplas com casa de banho e uma cozinha. Os aposentos do proprietário ficam situados à proa e são compostos por uma cabina dupla com casa de banho privativa. Se à primeira vista parece que estamos numa cabina normal, uma observação mais atenta permite-nos encontrar pormenores de qualidade que distinguem este modelo de outros do mesmo segmento de mercado. O albói e as duas vigias laterais asseguram a boa luz natural e uma boa circulação de ar no interior da cabina. A capacidade para arrumos é um outro atributo deste espaço onde num guarda-fato, situado a bombordo, temos a possibilidade de entrarmos para o seu interior. A casa de banho é de boa dimensão, está bem equipada e possui dimensão suficiente para ser instalada uma máquina de lavar roupa. A segunda cabina fica situada sensivelmente a meio navio e ocupa toda a largura da embarcação. Possui camas separadas e uma casa de banho de grandes dimensões com duche separado. Espaços de arrumos e luminosidade abundante são algumas das características mais vincadas deste espaço. Por fim temos a cozinha situada mesmo junto à escada e a estibordo. Em forma de U, a cozinha possui tudo o que é necessário para uma vivência de qualidade a bordo. A vigia assegura a circulação de ar neste espaço.

náutica press magazine


Contacto | Cranchi 43 Atlantique

A navegar

O casco do Atlantique 43 foi especialmente concebido para potenciar as grandes qualidades oferecidas pelo sistema IPS (Inboard Performance System) da Volvo Penta. O sistema IPS, com os seus hélices viradas para a proa, assegura uma aceleração mais rápida e uma excelente velocidade de cruzeiro com uma real economia de combustível. O navegar é confortável em todas as condições graças à concepção do casco mas também à motorização e transmissão instalada no Cranchi Atlantique 43. Com uma potência total de 870 Cv atingimos com facilidade a

22

velocidade máxima de 33,6 nós às 3450 rpm situando-se a velocidade de cruzeiro nos 24 nós entre as 2400 rpm e as 2500 rpm . A autonomia do conjunto situa-se na ordem das 305 mn. Ao nível dos postos de pilotagem, as condições são francamente boas. O posto de pilotagem principal, situado no interior e a bombordo, é mais completo ao nível da informação e bem concebido no que diz respeito a ergonomia. A posição de condução é cómoda e a visibilidade é boa. O segundo posto de pilotagem situado no flybridge mantém os mesmos padrões de qualidade.


Medições das velocidades

Com 4 adultos a bordo, sem vento e pouca ondulação.

600 rpm / 7 nós 1 500 rpm / 8,9 nós 2 000 rpm / 12,3 nós 2 500 rpm / 21 nós 3 000 rpm / 28,7 nós 3 450 rpm / 33,6 nós

Ficha técnica

Modelo: Atlantique 43 | Origem: Itália | Construtor: Cranchi | Comprimento total: 13,80 m | Comprimento do casco: 11,95 m | Boca: 4,15 m | Calado: 1,03 m | Altura desde a linha de água: 5,19 m | Peso c/motor: 11 800 kg | Lotação: 12 | Capacidade de combustível: 1 100 L | Capacidade de água: 300 L | Motorização: Volvo 2 x D6 435 Cv IPS | Desenho do casco: Aldo Cranchi | Projecto: Centro Studi Ricerche Cranchi | Preço na fábrica e s/impostos: 440 359 Euros | Importador: Porti Nauta http://www.angelpilot.com/portinauta/html_en/

náutica press magazine


Contacto | Sirius 560 Timonier

Sirius 560 Timonier Para todas as situações

O

modelo

Sirius 560 Timonier é a grande novidade

2011 do construtor nacional Sirius / Obe & Carmen. Em Oeiras tivemos a oportunidade de o experimentar e a impressão deixada foi muito boa. para

TEXTO E FOTOGRAFIA NÁUTICA PRESS

E

ste modelo tem como base o casco Sirius 560 já testado e com bons resultados noutras versões deste construtor. Estamos perante um modelo bastante simples e funcional que pretende conciliar a pesca desportiva com o passeio, ideal para todos aqueles que se querem iniciar na náutica sem ter de despender uma quantia avultada de dinheiro. A motorização é fora de borda e sempre com Yamaha devido ao acordo estabelecido pelo construtor e a marca japonesa de motores. A concepção é clássica quer ao nível do design como do lay-out interior. O construtor, conhecedor 24

profundo do mercado onde está inserido, decidiu fazer uma abordagem mais defensiva ao nível do conceito de barco preocupando-se mais com a qualidade dos acabamentos e das pequenas soluções que facilitam a vida a bordo e proporcionam conforto ao utilizador. A esta atitude não é alheia a situação da Sirius trabalhar para mercados estrangeiros que são mais exigentes e por vezes, mais conhecedores. A motorização é fora de borda e a potência mais baixa situa-se nos 60 Cv e a máxima nos 100 Cv. Na versão mais baixa pode funcionar como boa solução para quem apenas possui a Carta de Marinheiro.


O barco

A simplicidade de utilização foi o conceito que esteve subjacente na concepção do Sirius 560 Timonier. A ideia está bem patente no layout marcado por um amplo poço (1,75 m de largura por 1,65 m de comprimento do painel de popa ao banco do piloto), um guarda-patrão de grandes dimensões (1,90 m de altura por 1,46 m de largura), cabina de proa simples (1,25 m de altura máxima por 1,70m de comprimento e 1,90m de largura máxima). O posto de pilotagem é bom quer quando conduzimos na posição sentado ou de pé. O espaço possui finca-pés e o banco é regulável em altura e o guarda-patrão protege bem os ocupantes das condições atmosféricas. O acesso à cabina faz-se através de uma porta em acrílico e com 55 cm de largura. O interior da cabina de apoio é simples mas com espaço suficiente para deitar dois adultos. As passagens laterais de acesso à proa são seguras e a borda, no poço, possui uma altura de 0,65 m. Ao nível das ferragens, o Sirius 560 Timonier está bem equipado de cunhos e passa-mãos.

Medições das velocidades

Com 3 adultos a bordo e com um GPS portátil da Garmin. O mar estava com uma ondulão de cerca de 1,5 m e com algum vento.

Mínimo a planar às 3 300 rpm / 9,2 nós 4 000 rpm / 14,7 nós 4 500 rpm / 20 nós 5 000 rpm / 23,8 nós 5 500 rpm / 26,5 nós

náutica press magazine


Contacto | Sirius 560 Timonier

O motor

O F80, com 1596 cc de cilindrada, possui uma gama de práticas características - incluindo o PrimeStart™, um alternador de alta potência e o sistema Power Trim & Tilt de grande amplitude da Yamaha - dão-lhe o controlo total quando estiver na água. Tirando partido da mais recente tecnologia de 4 tempos da Yamaha, este modelos oferece ainda uma performance incomparável: conta com características como o DOHC (Dupla árvore de cames à cabeça) para uma melhor aceleração, o motor de 16 válvulas, os avançados sistemas de admissão e escape, e o exclusivo sistema multiponto EFI (Injecção electrónica de combustível) da Yamaha.

26


Simulação “Seguro Ideal” pela LusitaniaMar

A navegar

As condições de mar e vento não eram as mais agradáveis em Dezembro passado quando experimentámos este conjunto em Oeiras contudo, são as mais exigentes para ver as potencialidades de um barco. A apreciação final do conjunto é muito positiva tendo em conta a dimensão do barco. A motorização, com uma potência de 80 Cv, pareceu-nos equilibrada e com uma resposta pronta a todas as solicitações. Para efectuarmos as provas de velocidade escolhemos uma zona mais abrigada onde a influência da ondulação não fosse tão significativa. A velocidade máxima que atingimos foi de 26,5 nós às 5 500 rpm. O comportamento do conjunto foi muito positivo com qualquer condição de mar. O navegar é suave e confortável tendo que se ter algum cuidade em ajustarmos a nossa velocidade às condições de mar visto estarmos num barco com apenas 5,50 m de comprimento. O casco deflete bem a água, o guarda-patrão protege bem e a capacidade de manobra é boa.

Ficha técnica

Modelo: Sirius 560 Timonier | Origem: Portugal | Construtor: Obe & Carmen | Comprimento: 5,50m | Boca: 2,20m | Potência máx.: 100 Cv | Preço c/ Yamaha F80CEDL: 28.334.00€ | Comercialização:

Barco/ Modelo: Sirius 560 Timonier Ano de construção: 2010 Potência: 80 HP Cotação nº.: 22 / 2011 Capital “Danos à embarcação”: 27 686,00€ Franquia: 277,00€ Capital “Responsabilidade Civil”: 250 000,00€ Prémio Comercial Anual: 299,08€ Zona de Navegação: Só Costa Continental Portuguesa Capital “Responsabilidade Civil”: 375 000,00€ Prémio Comercial Anual: 332,98€ Zona de Navegação: Inclui Costa Espanhola (excepto Canárias) Mais se indica que as demais condições são as que se encontram estabelecidas para o produto “AZIMUTE”, incluindo um seguro de Acidentes Pessoais Ocupantes de: 15.000,00€/ MIP; 1.500,00€/DT; 1.000,00€/DF. De referir ainda, que consideramos o ano de construção e potência do motor indicado no quadro, devendo o assunto ser-nos reportado, caso se verifique alguma alteração. Aos prémios comerciais anuais referenciados serão acrescidos os encargos legais (custo de apólice e imposto de selo). Para formalização de qualquer seguro devem ser preenchidas e assinadas as respectivas propostas (anexando cópias dos documentos legais da embarcações e da carta de navegador) e, posteriormente, remetidas à LusitaniaMar.

Yamaha Motor Portugal.

náutica press magazine


Radar

LEXUS IS 200D

A Lexus melhorou a gama IS para 2011. O sedan IS 220d, IS 250, o IS 250C coupé/cabrio e o IS F, sedan desportivo de elevada performance, foram sujeitos a pequenos retoques. Melhorias ao nível do design exterior, que inclui uma revisão do design das jantes de liga leve, novas cores e faróis de bi-xénon, que integram agora luzes LED de circulação diurna. O interior foi igualmente sujeito a melhorias em termos de design. O novo modelo, o IS 200d possui um motor a diesel, refinado, tem nível de emissões reduzido, 134 g/km de CO2 e regista consumo combinado de apenas 5,1 litros de combustível aos 100 km. Apesar da grande capacidade de resposta, com uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em apenas 10 segundos, atinge uma velocidade máxima de 200 km/h. O novo IS 200d está disponível com uma recheada lista de equipamento de série sendo ainda possível adquirir alguns opcionais e Packs (Executive e FSport). Preço base de 37 400€.

FUJIFILM FINE PIX HS20 Substituta da premiada FinePix HS10, o elemento mais recente da gama de câmaras bridge Fujifilm representa a solução de fotografia perfeita para fotógrafos que desejam as especificações e qualidade de imagem de uma SLR sem arcar com o pesado saco da câmara e um elevado investimento. Com um conjunto de funções de topo de gama que incluem o mais recente sensor EXR CMOS, fotografia contínua de alta velocidade, interface de utilizador melhorado, funções de vídeo versáteis, resolução de 16 megapixéis e um zoom 30x, com tecnologias anti-desfocagem avançadas, a HS20 EXR define novos padrões de funcionalidade e desempenho para as câmaras bridge.

XT1200Z SUPER TÉNÉRÉ

É um dos modelos mais elegantes do fabricante japonês Yamaha e destina-se a todos aqueles que gostam de viajar em conforto. Estamos perante um modelo evoluído tecnologicamente e que tem as seguintes principais características. Tipo de motor: 2 cilindros paralelos de inclinação frontal, Motor de ignição dupla, Injecção de Combustível, refrigeração líquida, 4 tempos, DOHC, 4 válvulas. Cilindrada: 1.199cc Diâmetro x curso: 98 mm x 79,5 mm Potência máxima: 80,9 kW (110CV) @ 7.250 rpm Binário máximo:114,1 Nm (11,6 kg-m) @ 6.000 rpm Sistema de lubrificação: Depósito de óleo no cárter, Cárter seco Alimentação: Injecção de Combustível Sistema de ignição: Ignição dupla Sistema de arranque: Eléctrico Sistema de transmissão: Por corrente, 6 velocidades Transmissão final: Veio


UsadosUsados Usados MONTEREY 270CR Preço 68 000€

Saiba mais aqui

MONTEREY 220ES Preço 42 500€

Saiba mais aqui

Monterey 214 FSC com motor Mercruiser 4.3L MPI 220 HP

Preço 39 000€

Saiba mais aqui

Monterey 234 FS com motor Mercruiser 5.0L MPI BR III 260 HP

Preço 52 500€

Saiba mais aqui

Monterey 268 LS com motor Mercruiser 350 MAG MPI BRIII 300 HP Preço 49 000€

Saiba mais aqui Para colocar aqui o seu anúncio e saber as condições envie um e-mail para info@nauticapress.com



Náutica Press magazine Nº 2