Page 1

REVISTA

EMBALAGEM & TECNOLOGIA

Ano V - 2015 Edição 23

A REVISTA DO SETOR DE EMBALAGEM

Tendências em impressão

INDÚSTRIAL Pesquisa MWV Packaging™ Matters revela que brasileiros são os mais influenciados pelas embalagens na hora das compras Nova embalagem IML para queijo A opção por usar embalagens importadas com design nacional Novas embalagens abre fácil Embalagens para exportação considerações importantes TETRA PAK® E3 É LANÇADA DURANTE A FISPAL 2015. Uma nova geração de máquinas de envase com tecnologia eBeam

WWW.EMBALAGEMETECNOLOGIA.COM.BR FACEBOOK.COM / REVISTAEMBALAGEMETECNOLOGIA

1


2


3


4


5


ÍNDICE - EDITORIAL Tendências em impressão Industrial

08

Um mercado que possui forte correlação com o mercado de embalagens, pois trata de prover soluções de impressão utilizadas ao longo da linha de produção, em geral logo antes ou logo depois de o produto ser embalado.

14

DuPont anuncia vencedores da edição 2015 do Prêmio de Inovação em Embalagens

A opção por usar embalagens importadas com design nacional, é uma necessidade inerente ao negócio de importação de alimentos com marca própria, como no caso da La Rioja.

A edição 2015 do Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens será lembrado como o ano do design com 77% dos vencedores homenageados por sua excelência nesse quesito e por aprimorar a experiência dos usuários.

A opção por usar embalagens importadas com design nacional

22

////////////////////////////////////////////////////////////////

Embalagens para exportação considerações importantes

Diversas empresas desejam melhorar suas embalagens para competir melhor no mercado internacional. Nesta empreitada é fundamental adequa-las para o novo cenário. Com este objetivo preparamos este artigo com algumas observações importantes.

////////////////////////////////////////////////////////////////

10

Pesquisa MWV Packaging™ Matters revela que brasileiros são os mais influenciados pelas embalagens na hora das compras

O estudo enfatizou o vínculo entre a importância da satisfação com a embalagem e o comportamento de compra. As embalagens têm um papel relevante na percepção da marca, experimentação do produto e na repetição da compra.

////////////////////////////////////////////////////////////////

16

Novas embalagens abre fácil. Tirolez apresenta novas embalagens termoformadas para toda a linha Minas Frescal Mais prática e higiênica, a nova embalagem aumenta o tempo de vida útil do produto e traz vantagens para consumidor e varejista.

32

////////////////////////////////////////////////////////////////

Apostando nos biscoitos

36

demanda crescente abre novas oportunidades para fabricantes de alimentos

////////////////////////////////////////////////////////////////

TETRA PAK® E3 É LANÇADA DURANTE A FISPAL 2015

////////////////////////////////////////////////////////////////

////////////////////////////////////////////////////////////////

Nova embalagem IML para queijo A MIR Upakovki conquista o mercado da Rússia e Escandinávia

12

IML é o nosso orgulho. Iniciamos a produção em 2003. Nessa altura fomos os primeiros na Rússia. Nossa representação no mercado de IML é dividida assim: 8% no mercado de baldes, 20% no mercado de embalagens para alimentos e 100% no de queijo. Esse último resultado deve-se às nossas novas embalagens para queijo de 200 e 400 ml com IML.

FIQUE ATUALIZADO, CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E RECEBA NOTÍCIAS DO SETOR DE ALIMENTOS E BEBIDAS.

Salsitos apresenta nova marca e identidade visual

18

Embalagens serão padronizadas na cor amarela, para o público infantil a linha Disney ganhará estampas do Mickey. ////////////////////////////////////////////////////////////////

20

Avery Dennison disponibiliza história sobre os rótulos a partir de parceria com jornal Britânico The Guardian

Graças a um projeto inédito com o jornal Britânico The Guardian, a Avery Dennison montou um dos materiais mais completos sobre a história dos rótulos.

42

Como uma grande inovação para a indústria de bebidas em embalagens cartonadas, a Tetra Pak lança uma máquina que utiliza a tecnologia eBeam de esterilização por feixe de elétrons, em substituição ao peróxido de hidrogênio. ////////////////////////////////////////////////////////////////

Garrafa plástica aumenta prazo de validade de leite pasteurizado

48

Micropartículas à base de prata são utilizadas para moldar garrafas que envasam o leite.

Embalagem & Tecnologia é uma revista técnica de circulação nacional, direcionada às indústria e fabricantes de Alimentos, Bebidas e Cosméticos, traz informações e tecnologias importantes para o desenvolvimentos e manutenção das empresas. Publicação: Trimestral Distribuição: Indústrias e Fabricantes de: Alimentos, Bebidas e Cosméticos.

Diretor Presidente: Eric Mitsuo Toguchi Dept. Com. e Mkt: Elizabeth Cabral Comercial: editoracasagrande@outlook.com 19-3808-4654 - 11-95956-5767 Prestador de serviço:

Gerson Candido Imprensa: redacaoeditoracasagrande@outlook.com

FACEBOOK.COM / REVISTAEMBALAGEMETECNOLOGIA

6

Editora Casa Grande Ltda Me São Bernardo do Campo - SP / Amparo - SP Mobile: 19-3808-4654 - 11-95956-5767

Contato geral: editoracasagrande@outlook.com www.embalagemetecnologia.com.br

*As matérias, artigos assinadas por colaboradores, são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar necessariamente a opinião da revista. As opiniões expressas no veículos da Editora Casa Grande são de responsabilidade exclusiva de seus autores. A revista reserva o direito de efetuar correções.


7


ARTIGO

Tendências em impressão

INDÚSTRIAL

Marcação & Codificação, Impressão Industrial, Codificação Industrial. Estes são os nomes mais comuns e conhecidos pelo mercado quando se trata de impressão de dados variáveis em produtos e suas embalagens, sejam primárias, secundárias ou terciárias. Um mercado que possui forte correlação com o mercado de embalagens, pois trata de prover soluções de impressão utilizadas ao longo da linha de produção, em geral logo antes ou logo

8

depois de o produto ser embalado. Disto isto, é fácil entender que sua proximidade com as áreas industrial, produção, engenharia e desenvolvimento de embalagens dos brand owners é algo natural e necessário para a perfeita integração das soluções de impressão ao processo produtivo e logístico. Esta proximidade com o mercado de embalagens leva a assumir que o comportamento do setor possa estar impactado

pela baixa no consumo geral das famílias, porém considerando a necessidade de busca de eficiência nas indústrias, muitas vezes traduzido no chamado OEE (Overall Equipment Efficiency), índice este que engloba a disponibilidade e o desempenho da linha de produção e seus componentes, e o índice de qualidade dos produtos, vemos a maior busca por soluções que efetivamente forneçam estes três componentes do OEE. Sendo assim, o mercado por um lado melhora ou inova ao trazer OEE ‘embarcado’


ARTIGO

em suas impressoras industriais, reduzindo os custos de produção e, por outro, passa a ser mais consultivo ao oferecer soluções de maior valor agregado para a proteção da marca. Olhando para o futuro próximo - segundo semestre -, vemos o aumento da busca por soluções de alto OEE, principalmente em grandes brand owners, a busca de soluções de maior valor agregado para o aumento de demanda e a proteção da marca e, no caso das pequenas e médias empresas, busca por soluções de baixo custo para reduzir custo de produção. A parte não tão óbvia e visível das soluções de impressão industrial é, no entanto, a área que mais contribui para a proteção das marcas e dos consumidores contra atos de falsificação, desvio de produtos, violação de embalagens e outras ações que podem ocorrer (e ocorrem) ao longo da cadeia de distribuição dos produtos.

Tendências

Através de tintas especiais, associadas ao conjunto de impressora e software,

as soluções anti falsificação protegem a marca de impactos dos mais diversos. Estas mesmas tintas, protegem o consumidor final ao permitir a identificação de um produto original por códigos únicos que podem ser lidos tanto por um smartphone como a olho nu e rastreados até a sua origem. E esta mesma possibilidade de rastreamento que serve para o consumidor se sentir seguro, serve ao brand owner para realizar eventuais recalls rápidos e precisos o suficiente para evitar maiores danos à sua reputação. Este mesmo conjunto de soluções, com maior importância da impressora industrial e do software embarcado, é o que tor-

na tangível, ou seja, transforma de virtual/ eletrônico a físico, os chamados códigos promocionais - códigos únicos e cuja integridade é assegurada contra qualquer tentativa de fralde –, os quais alavancam as vendas e são uma ferramenta altamente utilizada por grandes marcas em momentos de baixo consumo (crise) ou em momentos de altíssima concorrência (grandes eventos) para gerar demanda ou criar diferencial em relação à concorrência respectivamente. Vemos assim que o mercado de embalagens através dos brand owners tem muitas inovações disponíveis para tirar proveito e alavancar suas vendas de forma segura e confiável.

Antonio Buccino Neto: Diretor de Marketing América do Sul, Central e Caribe, da Markem-Imaje. Este artigo não reflete necessariamente a opinião da Markem-Imaje.

9


PESQUISA

Pesquisa MWV Packaging™ Matters revela que brasileiros são os mais influenciados pelas embalagens na hora das compras

Estudo mostra a importância das embalagens para consumidores em cinco países e explora sua influência no comportamento de compra, satisfação com o produto e motivação A MWV, MeadWestvaco Corporation, líder global em embalagens e soluções para embalagens, traz a terceira edição

10

do Packaging Matters™, estudo anual sobre o impacto das embalagens na satisfação com o produto e no comportamen-

to de compra do consumidor. Durante as pesquisas foi examinada a atitude de consumidores em cinco mercados: Brasil,


PESQUISA China, Alemanha, França e Estados Unidos, considerando 11 categorias de bens de consumo - incluindo alimentos, bebidas e cuidados pessoais. Sobre os consumidores brasileiros, o estudo revelou que, mais do que qualquer outra população estudada, esses são os mais influenciados pelas embalagens na decisão de compra.

Satisfação global do consumidor Os dados da Packaging Matters reforçaram a importância significativa da embalagem para a satisfação global do consumidor, com uma forte relação com a intenção de compra e lealdade à marca. “O estudo enfatizou o vínculo entre a importância da satisfação com a embalagem e o comportamento de compra. As embalagens têm um papel relevante na percepção da marca, experimentação do produto e na repetição da compra”, afirma Pete Durette, vice-presidente sênior da MWV. Seguindo a tendência do ano anterior, a pesquisa mostrou que 31% dos consumidores globais consideram a embalagem muito ou extremamente importante para sua satisfação geral com produtos. No Brasil, este dado aumenta para 52%, acompanhado da qualidade e segurança. Nesse último item, 94% dos brasileiros revelaram que a embalagem desempenha um papel muito ou bastante importante na segurança do produto. A pesquisa mostrou ainda que 83% dos consumidores globais estão, pelo menos, moderadamente satisfeitos com as embalagens, mas apenas um em cada dez está completamente satisfeito, mostrando uma oportunidade para as marcas. “As categorias em que os consumidores consideram que as embalagens têm o maior impacto sobre seu comportamento de compra são as que têm os menores níveis de satisfação. A questão é: como podemos eliminar essa diferença? Temos a responsabilidade de aproveitar os dados e descobrir como as marcas podem fazer ainda melhor”, reforça Tracy Doherty, diretora sênior de marketing e inovação da MWV. No mercado brasileiro, a satisfação com

as embalagens é maior. Segundo dados do estudo, em média, 66% dos consumidores no Brasil estão completamente ou muito satisfeitos com o estado atual das embalagens, 14 p.p acima da média mundial, que é de 52%.

brasileiros são os que mais consideram a qualidade das embalagens ao fazer compras em lojas.

As embalagens de fragrâncias são as que mais satisfazem os brasileiros, sendo 78% deles completamente ou muito satisfeitos com o que é oferecido nesta categoria, média 20% maior que o resultado mundial.

Embora a pesquisa revele que mais de 77% dos consumidores acreditam que as marcas estão na direção certa quando se trata de novas tendências em embalagens, a Packaging Matters mostrou que ainda há espaço para inovações direcionadas.

Importância das embalagens Quem: 37% dos consumidores experimentaram um produto porque a embalagem atraiu sua atenção, ou compraram novamente um produto devido à funcionalidade da embalagem. Os pesquisadores encontraram um aumento significativo em sua importância nos Estados Unidos (de 18% a 24%) e uma leve elevação na China (de 38% a 39%). Onde: em distribuição geográfica, a embalagem é mais importante para consumidores em mercados em desenvolvimento (China e Brasil), nos quais a confiança na cadeia de abastecimento não é tão forte quando em mercados desenvolvidos (França, Alemanha e Estados Unidos). Em quais categorias de produto: das 11 categorias pesquisadas, a embalagem teve o maior impacto na decisão de compra para alimentos refrigerados/congelados, produtos de beleza/cuidados pessoais/fragrâncias e refeições/bebidas para viagem. Mais de um em cada três consumidores afirmam que a embalagem tem muito ou extremo impacto em sua intenção de compra nessas categorias.

Inovações

“Os consumidores indicaram que as marcas estão indo na direção certa quando falamos em evolução das embalagens. Contudo, eles continuam querendo mais, especialmente nos quesitos função e segurança. As marcas, e seus parceiros de embalagem, têm uma oportunidade fundamental para aproveitar este momento positivo com inovações contínuas que terão um impacto real sobre a satisfação e o comportamento”, reforça Durette. A população brasileira, mais que outra qualquer estudada, parece sentir-se mais favorável às inovações apresentadas no mercado de embalagens. De acordo com a pesquisa, 92% dos consumidores brasileiros concordam que o desenvolvimento de novas embalagens tornaram os produtos mais convenientes e de fácil uso, contra 82% da média geral. No entanto, 30% dos brasileiros acreditam que as empresas podem fazer mais para melhorar a segurança dos produtos por meio das embalagens, dado um pouco acima da média mundial, que é de 25%.

Compras on-line v. compras em loja: quando se trata de canais de varejo, a embalagem é considerada mais importante para compras em loja (57%) do que online (43%), mas essa diferença é menor do que se pode imaginar. A China foi o único país em que a maioria dos consumidores (65%) afirmou que a embalagem é mais importante para compras on-line. No Brasil, 60% dos consumidores consideram a embalagem ao fazer compra em uma loja física, enquanto 40% consideram as embalagens nas compras online. Dos mercados estudados, os

11


MERCADO

Nova embalagem IML para queijo A MIR Upakovki conquista o mercado da Rússia e Escandinávia

O maior moldador por injeção da Rússia Mir Upakovki, conseguiu convencer um grande número de proprietários de marcas russos e escandinavos com a sua nova embalagem para queijo em IML. Oleg Lavinyukov, Diretor Geral da MIR Upakovki, explica. “IML é o nosso orgulho. Iniciamos a produção em 2003. Nessa altura fomos os primeiros na Rússia. Nossa representação no mercado de IML é dividida assim: 8% no mercado de baldes, 20% no mercado de embalagens para alimentos e 100% no de queijo. Esse último resultado deve-se às nossas novas embalagens para queijo de 200 e 400 ml com IML.”

Quem é a MIR Upakovki?

Oleg Lavinyukov: A nossa missão é ajudar os nossos clientes com a promoção dos seus produtos através do desenvolvimento de embalagens plásticas da melhor qualidade, levando em consideração as necessidades específicas do seu setor e utilizando as mais recentes tecnologias.

Rusland. Procurávamos expandir a nossa carteira de clientes, por isso realizamos uma pesquisa de mercado. Esta pesquisa demonstrou que na nossa região existiam mais oportunidades no mercado de embalagens para queijo. Os produtores de queijo locais utilizavam em sua maioria embalagens termoformadas utilizando dry offset. Oferecemos uma solução em IML e agora trabalhamos juntos com diversos produtores locais, tais como: Plavych, Rokler e Mechta Hozyayki. Acima de tudo, nossas embalagens IML são também muito apreciadas por marcas escandinavas como: Pirkka, Rainbow, Paimenpoika e Silva.

N.º 1 em embalagens para queijo

Hoje em dia temos mais de 20.000 m² de área de produção e armazém e uma grande variedade de equipamento industrial. Confiamos os nossos processos de produção aos moldes dos principais fabricantes da Europa, Estados Unidos e Canadá.

Decidimos fabricar embalagens em IML para queijo, que são adequadas à maioria dos fabricantes de queijo locais. Desta maneira oferecíamos uma alternativa ao mercado de queijo. Graças às vantagens do IML obtivemos sucesso muito rápido: A qualidade de impressão é excelente, o tempo de produção é menor, o custo de produção é mais baixo e a embalagem é resistente e higiênica. Desde 2015 temos 3 unidades de produção para embalagens de queijo com IML, explica Oleg Lavinyukov.

O mercado de queijo oferece oportunidades

Aparência de qualidade superior para qualquer produtor

Desde 2008 somos o fabricante exclusivo das embalagens para queijo da Hochland

12

Oleg Lavinyukov: Qual é o segredo do nosso sucesso no mercado do queijo?

Oferecemos às marcas menores e locais a oportunidade de competir no mesmo nível de nomes internacionais, porque IML permite que todas as embalagens obtenham uma aparência de qualidade superior. Uma vez que o tamanho das nossas embalagem de queijo com IML são comparáveis às das embalagens existentes, as marcas menores conseguem introduzir os seus produtos no mercado muito rapidamente.

Cooperação a longo prazo com a Verstraete IML

Temos uma longa história de sucesso com a Verstraete IML, trabalhamos há bastante tempo em conjunto. A qualidade dos seus rótulos é excelente. Existem muitos proprietários de marcas internacionais na sua carteira de clientes e a empresa está continuamente a inovar nas áreas de material e tecnologia. Essa é uma característica que consideramos muito importante”, explica Oleg Lavinyukov.

MIR Upakovki em 2015 - 2016

O que está na nossa agenda de pesquisa & desenvolvimento para 2015-2016? O desenvolvimento de embalagens novas e exclusivas para xampus e produtos de uso doméstico e também o desenvolvimento posterior da nossa gama de IML para embalagens para queijo, obviamente.


13


ARTIGO

A opção por usar embalagens importadas com design nacional

A opção por usar embalagens importadas com design nacional, é uma necessidade inerente ao negócio de importação de alimentos com marca própria, como no caso da La Rioja. Pensando em racionalizar a operação de importação e a produção das embalagens, é comum neste mercado que haja uma estrutura interna junto ao departamento de marketing, com equipamentos de ultima geração e por consequência alta tecnologia. Cada vez mais as impor-

14

tadoras necessitam de designers gráficos internos, para desta forma otimizar a criação e o desenvolvimento das embalagens e linha de produtos. Se falarmos especificamente da La Rioja, atuamos em duas frentes: quando os produtos já existem no país de origem e são vendidos no canal varejo, o que fazemos é simplesmente adaptar as embalagens ao nosso padrão visual e estabelecer a gramatura correta para o mercado brasileiro.

Quando o produto é vendido somente a granel, é feita uma pesquisa de mercado para avaliar a possibilidade de transformá-lo num produto marca própria, direcionado ao varejo. Pensando numa boa opção para o varejo e na praticidade e conforto para o consumidor, a marca criou uma embalagem aluminizada e fracionada de 300 g (3x 100 g) e 500 g (5 x 100 g), onde a castanha já vem cozida, descascada e sem pele, pronta para o consumo.


ARTIGO

A vantagem nesse tipo de embalagem é que o produto pode ser vendido durante o ano inteiro e sua armazenagem não necessita refrigeração, sendo que antes era necessário manter o produto refrigerado. É produzido e embalado na China e tem certificação Kosher.

porém, de maneira sutil, preservando as cores e a tipologia.

Outra criação da empresa foi o balde de creme de avelã com 2,5 kg, produzido e embalado no Canadá. Essa opção de embalagem visa atender o segmento de Food Service, suprindo a demanda de mercado em hotéis, restaurantes, pizzarias, sorveterias, confeitarias, cozinhas industriais e catering. Para o canal varejo, as embalagens são de 350 g nos sabores tradicional e duo (avelã com chocolate).

Enaltecer os produtos através de embalagens consistentes não é só mérito da La Rioja, mas sim de um mercado cada vez mais profissional e que integra embalagem e estratégia de marketing para fortalecer marcas e produtos.

Todo processo, desde o desenvolvimento do produto, criação de embalagem, caixa de embarque, importação e logística, leva aproximadamente 40 dias até o produto chegar no porto de santos, por isso a importância de termos designers internos para minimizarmos o tempo total de logística.

De maneira geral, nossas ações em torno das embalagens acrescem valor a marca e são determinantes no pdv.

* Walter Leone, gerente de Marketing da La Rioja

O desenvolvimento dessa linha de produtos e da caixa de embarque é executado pelo departamento de marketing. Já o fornecimento de embalagens, etiquetas, rótulos e caixas de papelão é 100 % realizado através de fabricantes do mercado nacional. O mercado se preocupa cada vez mais com a praticidade e conforto do consumidor, desenvolvendo embalagens modernas e atraentes. No caso da La Rioja, alguns produtos são importados a granel e envasados na fábrica, que conta com uma linha própria de envase e rotulagem, como as azeitonas, conservas e frutas secas. Fazendo esse processo na própria fábrica, a marca economiza cerca de 15% no custo e tempo, neste caso a logística é prioridade. De alguns anos para cá, o mercado brasileiro começou a perceber e entender que a mudança da roupagem de um produto é fundamental para conquistar mais clientes, por isso, a La Rioja está sempre atenta às novidades do mercado, trazendo novos produtos, participando de feiras em outros países e realizando pesquisas para saber a opinião do consumidor. Investimos numa estrutura própria com profissionais de design no desenvolvimento de nossas embalagens e atualizamos o layout a cada 5 anos em média,

15


NOVIDADE

Novas embalagens abre fácil Tirolez apresenta novas embalagens termoformadas para toda a linha Minas Frescal

Mais prática e higiênica, a nova embalagem aumenta o tempo de vida útil do produto e traz vantagens para consumidor e varejista A Tirolez apresentou durante a APAS 2015, as novas embalagens abre fácil termoformadas para toda a linha de queijos Minas Frescal. A embalagem abre fácil, que já era utilizada no Queijo Minas Frescal Tradicional de 270g e no Biofrescal (270g), passa a acondicionar três outros produtos: o Queijo Minas Frescal Tradicional de 500g; o Minas Frescal Light, agora em novo tamanho de 270g; e o Minas Frescal Light Zero Lactose (270g), uma das estrelas da linha sem lactose que também está sendo lançada. Os produtos com as novas embalagens já podem ser encontrados desde junho. O sucesso com o Minas Frescal Tradicional e o Biofrescal foi tão grande que a Tirolez iniciou a expansão para toda a linha. “Além de prática e higiênica, a nova em-

16

balagem é mais resistente e fácil de abrir, não necessitando de tesoura. O queijo pode ser mantido no pacote após o consumo e o shellf life (tempo de prateleira) sobe de 22 para 24 dias. Outro ponto positivo para os varejistas é a valorização dos queijos na gôndola”, explica Gabriela Colombo, gerente de Marketing da Tirolez.

a identificarem os produtos da empresa, podem incentivá-los a experimentarem e a conhecerem os benefícios dos queijos. “A qualidade da Tirolez é elevada e, portanto, investimos em P&D a fim de inovar e de trazer processos e embalagens que proporcionem praticidade e segurança, garantindo sempre a qualidade do produto até o consumidor” relata.

A Tirolez investe continuamente nos processos ao longo de toda a sua cadeia, desde os produtores de leite, passando pela fabricação do queijo, até a chegada do produto no ponto de venda. Nesta etapa do processo, a embalagem é essencial, pois é o ponto de partida para atrair o consumidor em meio a tantos outros produtos dispostos nas gôndolas.

As mudanças no design da embalagem foram feitas por agências terceirizadas que trabalham em conjunto com a equipe de Marketing da Tirolez e para viabilizar a novidade, a empresa investiu em novos equipamentos para embalar os produtos na fábrica de Monte Aprazível (SP).

De acordo com a Gabriela as embalagens, além de ajudar os consumidores


17


NOVIDADE

Salsitos apresenta nova marca e identidade visual Embalagens serão padronizadas na cor amarela, para o público infantil a linha Disney ganhará estampas do Mickey A Salsitos, marca de snacks da M. Dias Branco focada na região Nordeste, apresenta a reformulação de suas embalagens, seguindo nova identidade visual. A nova identidade, que chegou ao mercado em maio. Para começar, o produto, que era apresentado com o nome no singular (“Salsito”) passará a se chamar Salsitos, uma mudança sutil, porém feita para facilitar a identificação dentro da categoria snack. O layout das embalagens será padronizado, na cor amarela, para toda a linha.

Logo antigo

Novo logo

18

“O objetivo é conferir identidade visual unificada à marca e redesenhar todo o layout do portfólio com a modernização das embalagens. O típico consumidor de Salsitos é o adulto e o jovem, ou seja, pessoas que valorizam a praticidade e o custo acessível ao escolher um lanche”, explica Márcio Holanda, gerente de produto da marca. O redesenho terá inicio com a linha Salsitos Power, voltada para o público infantil, no qual os personagens serão renovados. As embalagens, que eram estampadas

com os personagens Disney Phineas e Ferb, ganharão estampas do Mickey, além de 45 novas figurinhas do ratinho mais famoso do mundo. Cada pacote conterá 1 figurinha, para as crianças colecionarem. Salsitos Power está disponível em pacotes de 60g, nos sabores Churrasco, Presunto, Queijo e Requeijão. Para o lançamento, a empresa prevê ações promocionais em ponto de venda.


19


HISTÓRIA

Avery Dennison disponibiliza história sobre os rótulos a partir de parceria com jornal Britânico The Guardian

Graças a um projeto inédito com o jornal Britânico The Guardian, a Avery Dennison montou um dos materiais mais completos sobre a história dos rótulos. A partir de um paralelo com a própria evolução da humanidade, o texto remonta desde o tempo das jarras de vinho, usadas em 1880 e rotuladas com papéis litografados, até chegar às tecnologias atuais de RFID (identificação por rádio frequência) e NFC (chips para comunicação em áreas próximas).

“Contudo é fácil verificar que algum tipo de marcação ou identificação sempre foi usado nos produtos há milênios. Um exemplo são os jarros de vinho usados pelo rei Tutâncamon, no Egito, entre 1332 a 1323 A.C.. Eles traziam informações como o nome da vinícola e o ano da colheita”, conta Isabela Monteiro, diretora de Marketing da Divisão de Materiais para Rótulos e Embalagens da América Sul. Os rótulos autoadesivos, como conhecidos hoje, forma criados por R. Stanton Avery, fundador da Avery Dennison, em 1930. “De lá para cá a evolução tem sido gritante e hoje os rótulos, suportados pelas novas tecnologias, são responsáveis pela conexão entre as marcas e seus clientes”, completa Isabela.

20


21


PRÊMIO

DuPont anuncia vencedores da edição 2015 do Prêmio de Inovação em Embalagens Vencedores exploram design instintivo e útil para conquistar consumidores A edição 2015 do Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens será lembrado como o ano do design com 77% dos vencedores homenageados por sua excelência nesse quesito e por aprimorar a experiência dos usuários. A empresa canadense IPL, Inc., foi premiada na categoria Diamante, a mais alta honraria do programa, por sua tecnologia SkinnyPack™. Essa embalagem feita de um único material que combina flexibilidade e rigidez em uma estrutura fina, leve e sólida que usa menos matéria-prima, pode ser reciclada e oferece mais espaço para as mensagens. “Os vencedores deste ano se destacaram como líderes no setor de inovação em embalagens”, afirma William J. Harvey, presidente da DuPont Packaging & Industrial Polymers. “Eles exemplificam como a colaboração, a inovação e a excelência em embalagens convergem para gerar soluções revolucionárias que impactam positivamente nossas vidas”. O Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens é a mais tradicional competição global com júri independente que destaca iniciativas de inovação e a colaboração em toda a cadeia de valor. Um painel independente de especialistas em embalagens avaliou cerca de quase 140 candidatos de mais de 25 países e, na noite passada, premiou um vencedor na categoria diamante, cinco vencedores na categoria ouro e sete vencedores na categoria prata com base na “excelência” em uma, duas ou todas as três categorias julgadas: Avanço Tecnológico, Embalagens Responsáveis e Melhor Experiência para o Usuário. “Os vencedores demonstraram capacidade para integrar engenharia de precisão, design e tecnologia de forma a

22

oferecer embalagens multissensoriais e funcionais que encantam os consumidores”, destaca Yasmin Siddiqi, líder do programa DuPont Packaging Awards. “A novidade deste ano reside no fato de que vimos design de embalagem que garantiu funcionalidades intuitivas simples e ao mesmo tempo relevantes para o usuário”, comenta David Luttenberger, diretor global de embalagens do Mintel Group, Ltd. e presidente do júri da premiação. “Existe normalmente muita tecnologia por trás de designs aparentemente simples, mas quando você pode desenhar embalagens de forma a resolver um problema, mas que sejam intuitivas para usar, isso se chama valor”.

Recipiente para molho mistura flexibilidade e rigidez para oferecer uma infinidade de possibilidades, IPL, Inc. - Canadá; Ana’s Foods - EUA O novo recipiente da IPL está permitindo que a Ana’s Foods se destaque nas prateleiras. Por meio de uma colaboração com

Vencedor 2015 da categoria Diamante

a IPL, a Ana’s Foods substituiu suas embalagens rígidas para molho pelo SkinnyPack™, um recipiente que combina as vantagens do filme fino (leveza, flexibilidade e que pode ser impresso) e de uma estrutura sólida e rígida (resistência e componentes estruturais). O SkinnyPack ™, desenvolvido pelo IPL, é um recipiente de polipropileno moldado por injeção feito a partir da fusão de um filme IML (in-mold label) fino, flexível e uma estrutura rígida e resistente. Esse processo garante uma forte adesão entre o filme e plástico injetado, permitindo que as embalagens permaneçam resistentes e sólidas ao longo da produção, preenchimento, transporte, distribuição e consumo. O leve SkinnyPack ™ com paredes finas usa 54,8% menos plástico do que o recipiente original para molho. A estrutura que usa um único material permite total reciclagem. Antes da utilização, o SkinnyPack ™ vazio é empilhável de forma aninhada para maximizar o espaço nos depósitos. Após o uso, o SkinnyPack ™ pode ser facilmente compactado para otimizar espaço durante o processo de reciclagem. Em cada embalagem, a Ana’s Foods comunica aos consumidores seu compromisso com a sustentabilidade:


23


PRÊMIO “Recipiente feito com menos plástico que contribui com um mundo mais sustentável”. As características exclusivas do SkinnyPack ™ ajudam a diferenciá-lo nas prateleiras. O filme altamente claro facilita a visão do conteúdo, garantindo aos consumidores confiança no momento da compra. Os rótulos moldados apresentam imagens em alta resolução com alto impacto nos mercados. A abertura arredondada simplifica o acesso ao interior do produto enquanto as bordas quadradas no fundo asseguram melhor aderência e manuseio. A forma exclusiva de quadrado arredondado garante destaque nas prateleiras, além de oferecer aos fabricantes de alimentos facilidade para adotar a nova embalagem. O formato também é compatível com os mais recentes equipamentos de produção de embalagens, sejam recipientes quadrados ou redondos. Ao desenvolver o SkinnyPack ™, a IPL e a Ana’s Foods elevaram a atual tecnologia a um novo patamar. Com as propriedades de embalagens flexíveis e rígidas, o SkinnyPack ™ oferece um mundo de possibilidades. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico, Embalagens Responsáveis e Melhor Experiência para o Usuário.

Vencedores 2015 da categoria Ouro Bisnaga compressível para rímel acaba com frustração quando o produto está próximo de terminar, AmorePacific Coreia

Uma inovação de abrir os olhos, a bisnaga compressível para rímel da AmorePacific acaba com a frustração do consumidor quando o produto seca e não pode ser extraído da embalagem. Essa bisnaga compressível é a primeira de silicone fosco do mundo. Embalagem híbrida feita de um compartimento de silicone com uma bolsa interna laminada de alumínio, a bisnaga parece com as tradicionais à primeira vista, mas surpreende o usuário com suas características avançadas que atendem às conhecidas demandas do mercado em termos de funcionalidades e dosagem consistente. Nas bisnagas tradicionais, o rímel de alta viscosidade tende a se acumular ao longo das paredes internas, tornando-se inacessível ou secando. A bisnaga compressível permite que o usuário aperte, reposicione o produto restante e o transfira para o aplicador com apenas alguns movimentos na embalagem. Isso permite que uma quantidade consistente de rímel seja liberada a cada vez, para que os usuários tenham a mesma experiência agradável em cada aplicação. As avançadas funcionalidades da bisnaga compressível ajudam a reduzir drasticamente o volume de rímel inutilizado na embalagem e estende a vida útil do produto, além de proporcionar uma sensação tátil única. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico e Melhor Experiência para o Usuário.

Embalagem de desodorante projetada para combinar complexidade com simplicidade, Unilever - Reino Unido

Os desodorantes de aerossol Axe e Lynx apresentam um excelente equilíbrio entre tecnologia e experiência do consumidor. Cada componente da embalagem foi especialmente concebido para desempenhar uma função específica voltada para aprimorar a experiência do consumidor, reduzir o impacto na cadeia de suprimentos e maximizar a eficiência. As vibrantes embalagens de alumínio possuem uma forma de quadrado arredondado (parte quadrada, parte arredondada) que reproduz um visual único e acomoda a válvula de uma polegada padrão da indústria. Ao girar a parte quadrada da embalagem, o botão da válvula e o gatilho se revelam, permitindo que o consumidor experimente a mesma ação de girar e abrir das versões anteriores do desodorante. Quando essa parte é rotacionada, o botão emerge da parte superior plana e se inclina para proporcionar um agradável movimento de abertura. Para evitar vazamentos ou ativação acidental, o canal do pulverizador foi desenvolvido para entrar em contato com a válvula apenas quando estiver na posição aberta. Quando a válvula é fechada, o canal de pulverizador fica completamente separado da válvula. O botão, projetado a partir de ideias obtidas com estudos realizados junto ao consumidor, pode ser ativado independentemente de como o consumidor segura a embalagem ou onde pressiona o botão. Com essa embalagem de aerossol, a Unilever levou a engenharia de precisão de alto nível até os consumidores dos produtos Axe/Lynx de uma forma elegante e sofisticada que os diferencia da concorrência. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico e Melhor Experiência para o Usuário

24


25


PRÊMIO Bisnaga compressível para rímel acaba com frustração quando o produto está próximo de terminar, AmorePacific Coreia

Uma inovação de abrir os olhos, a bisnaga compressível para rímel da AmorePacific acaba com a frustração do consumidor quando o produto seca e não pode ser extraído da embalagem. Essa bisnaga compressível é a primeira de silicone fosco do mundo. Embalagem híbrida feita de um compartimento de silicone com uma bolsa interna laminada de alumínio, a bisnaga parece com as tradicionais à primeira vista, mas surpreende o usuário com suas características avançadas que atendem às conhecidas demandas do mercado em termos de funcionalidades e dosagem consistente. Nas bisnagas tradicionais, o rímel de alta viscosidade tende a se acumular ao longo das paredes internas, tornando-se inacessível ou secando. A bisnaga compressível permite que o usuário aperte, reposicione o produto restante e o transfira para o aplicador com apenas alguns movimentos na embalagem. Isso permite que uma quantidade consistente de rímel seja liberada a cada vez, para que os usuários tenham a mesma experiência agradável em cada aplicação. As avançadas funcionalidades da bisnaga compressível ajudam a reduzir drasticamente o volume de rímel inutilizado na embalagem e estende a vida útil do produto, além de proporcionar uma sensação tátil única. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico e Melhor Experiência para o Usuário.

26

“Tamanho para viagem” se torna verdadeiramente “tamanho para bagagem de mão” com novo spray ultrafino, MiiSTS Int’l. Inc.; HotPot Design - EUA

Tecnologia com fecho deslizante reprojetada para manter as crianças longe da embalagens fáceis de abrir, Pactech Packaging. Reynolds Presto Products - EUA

Precisa de um bochecho? Gostaria de ter um vidro de enxaguador bucal que coubesse no bolso da calça? O spray ultrafino MiiSTS ™ facilita o transporte de produtos básicos de uso diário em situações nas quais você mais precisa deles. Contribuindo para “levar seus produtos de higiene pessoal para qualquer lugar”, os frascos MiiSTS™ estão estabelecendo um novo padrão para embalagens de conveniência.

Com o aumento da demanda por conveniência, os fabricantes precisam desenvolver soluções de embalagens que sejam fácil de abrir e assegurem acesso restrito quando necessário.

O MiiSTS™ é o único frasco plano do mercado com tamanho ideal para viagens. Sinônimo de excelência em facilidade de transporte e conveniência, esse frasco tem dimensões semelhantes às de um cartão de crédito e apenas 5 milímetros de espessura em seu ponto mais fino. O MiiSTS™ vem com um sistema de bomba que permite aos consumidores borrifar o produto sem risco de vazamento. A engenharia precisa das emendas hermeticamente fechadas nas extremidades do frasco moldado por injeção confere um acabamento perfeito e atraente. O elegante e moderno MiiSTS™ cabe discretamente em bolsos apertados e bolsas praticamente sem fazer volume. Cada frasco MiiSTS™ armazena aproximadamente 11 mililitros (cerca de 150 sprays) de produto, que pode ser antisséptico para mãos, repelente contra insetos, protetor solar, líquido para limpeza de lentes, removedor de manchas, tratamento para queimaduras e mordidas de insetor, entre outros. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico e Melhor Experiência para o Usuário

Com mais de 20 anos de experiência produzindo sacolas flexíveis e que ofereçam proteção às crianças, a Pactech Packaging se associou à Presto Products para desenvolver um fecho deslizante que cumpriu o conjunto de testes estabelecidos no Título 16 CFR 1700 do Ato para Embalagens com Sistema de Prevenção contra Envenenamento (Poison Prevention Packaging Act - PPPA). Essa nova tecnologia permitirá que produtos antes embalados em caixas seguras para crianças ou recipientes plásticos volumosos agora sejam armazenados em embalagens flexíveis. Produzida em diversas dimensões que vão de 8,5 x 5 polegadas a 13,5 x 18 polegadas, com e sem nesga, a embalagem pode ser dimensionada no tamanho desejado pelo usuário final. Isso permite manter uma aparência consistente entre vários produtos. A sacola Medi-CRREO ™ segura para crianças oferece amplo espaço para divulgação de mensagens sobre prescrição difíceis de serem lidas em frascos ou embalagens blister (do tipo bolha) rígidas. O Medi-CRREO ™ com fecho Child Guard™ também usa um material de barreira de alta resistência à prova de rasgos e mordidas. Entre os mercados-alvo para Medi-CRREO™ com fecho Child Guard™ estão os de alimentos e itens de consumo bem como medicamentos, produtos agrícolas e químicos de uso doméstico. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico e Melhor Experiência para o Usuário


PRÊMIO Embalagem médica desempenha papel vital na preparação para cirurgias, Medtronic CardioVascular. Prent Corporation - EUA

do elemento giratório, possa ser manuseado para ganhar forma de u durante o acoplamento da válvula na preparação para cirurgia.

Embalagens antigas para cateteres TAVI exigiam dos hospitais recursos para prepará-los para uso. As novas versões EnVeo™ R foram projetadas com características que ajudam a simplificar o processo de preparação e acoplamento da válvula antes da cirurgia.

Com o novo suporte, os aspectos do processo de acoplamento são simplificados para reduzir a sobrecarga do cirurgião, sem abrir mão da função principal do suporte que é manter o cateter em um ambiente estéril e liberá-lo de forma segura para uso. O suporte ajuda a reduzir o trabalho de preparação do cateter nos hospitais em 50 por cento. Não mais visto como resíduo de embalagens, o EnVeo™ R se tornou um elemento essencial da equipe cirúrgica.

O suporte inovador assegura um controle completo por um único usuário e funcionalidades adicionais durante a preparação e o acoplamento da válvula no cateter. Uma tira de película reflexiva situada no suporte dá aos enfermeiros uma visualização de 360 graus da válvula e todos os pontos de fixação, garantindo confiança e facilidade no acoplamento da válvula no cateter.

Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico e Melhor Experiência para o Usuário

Um elemento giratório exclusivo no projeto, juntamente com travas, permite que o suporte permaneça em posição retilínea durante o transporte e depois, por meio

27


PRÊMIO

Vencedores 2015 da categoria Prata Pacote ORS oferece solução simples para salvar vidas, Mix Pak System S.L.; Interapothek - Espanha

(pacotes ORS misturados têm vida útil de horas). Essa solução de embalagem muito simples leva tratamento que salva vidas de pessoas em áreas sem luz, infraestrutura ou água potável. Premiado pela excelência em Melhor Experiência para o Usuário

Tecnologia abre-e-fecha extragrande para queijos Bemis Company, Inc. - EUA Embalagem para lâminas ganha atenção dos sentidos com imagens multidimensionais, The Gillette Company - EUA; think4D Inc. - Canadá; Placon - EUA

As imagens multidimensionais e o design atraente da embalagem do Gillette® Venus® Swirl™ proporcionam aos consumidores uma experiência multissensorial logo nas prateleiras da loja. Mais de 842.000 pessoas no mundo morrem anualmente por causa de desidratação. Aproximadamente 750 milhões de pessoas não têm acesso à água limpa.

A nova embalagem para provolone suave BelGioioso eleva o padrão de pacotes que podem ser novamente fechados depois de abertos, ideais para produtos vendidos em lojas atacadistas.

O pacote da Mix Pak System de sal para reidratação oral (Oral-Rehydration-Salt ou ORS, na sigla em inglês) aborda essa necessidade ao colocar o tratamento salva-vidas nas mãos das pessoas que mais precisam.

Composto de dois compartimentos individualmente fechados, essa embalagem garante conveniência para o consumidor ao permitir que seja aberta e fechada 20 vezes ou mais com a pressão do dedo.

A Mix Pak System, S.L. trabalhou em conjunto com a Interapothek para desenvolver um novo produto para seu amplo portfólio farmacêutico, um soro de sal para reidratação oral. O pacote ORS é uma bolsa de câmara dupla com um compartimento contendo uma dose precisa de suplementos em pó e outra contendo água potável. As duas câmaras são separadas por um selo frangível feito de resina DuPont™ Surlyn®, que pode ser rompido aplicando pressão sobre o compartimento de água. Quando o selo é aberto, os dois ingredientes se misturam e o ORS está pronto para ser consumido. A separação dos ingredientes elimina a necessidade de refrigeração e aumenta a vida útil do produto para dois anos

28

Além disso, a perfuração entre os dois compartimentos permite que o consumidor facilmente separe-os sem usar uma faca ou tesoura. A tecnologia SmartTack™ EZ Peel® Reseal™ da Bemis permite que os compartimentos individuais do queijo fiquem selados separadamente, preservando a qualidade da porção não utilizada até que seja aberta e reduzindo o desperdício de alimentos - sem esquecer o destaque que o queijo BelGioioso ganha nas prateleiras das lojas atacadistas. Premiado pela excelência em Melhor Experiência para o Usuário

Impresso com a tecnologia think4D, a abertura termoformada apresenta um círculo de prata multidimensional formatado com detalhes precisos que mostram o novo design FLEXIBALL™ da lâmina Venus® Swirl™. A bandeja na parte inferior em forma de arco reflete as curvas do produto. Em geral, a selagem de uma superfície curvada é desafiadora e resulta em altas taxas de refugo. Esse desafio foi resolvido com o uso do sistema pack-out da think4D por meio do qual aberturas multidimensionais são produzidas ainda quentes fora da linha de termoformagem. O calor residual permite que as aberturas mantenham o arqueamento desejado e feche muito bem das bandejas arqueadas, minimizando o desperdício e maximizando a eficiência do processo de selagem a quente. Com essa embalagem, Gillette e think4D elevaram a termoformagem de um substrato impresso a um patamar totalmente novo. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico


29


PRÊMIO Embalagens para transporte - agora mais fortes e mais responsáveis, Compadre LLC - EUA

Frasco para condicionador combina funcionalidade e estética para incorporar marca premium, Godrej Consumer Products Ltd.; Classy Kontainers - Índia

A Godrej se uniu à BBLUNT, rede indiana de salões de beleza de alto padrão, para desenvolver sua linha premium de produtos para cabelo. A entrega de encomendas e o transporte de mercadorias agora são mais sustentáveis com o lançamento do sistema Kübox. Essas caixas de papel atende à necessidade de clientes que querem algo mais leve, menos custoso e mais fácil de usar do que os tradicionais caixotes de madeira ou caixas de plástico, mas não ficam satisfeitos com os modelos de papelão ondulado. Com metade do peso de um caixote de madeira e a resistência à compressão de mais de 2.000 quilos, o Kübox é muito leve e muito resistente. Por conta do design inovador, o Kübox pode ser facilmente montado/desmontado sem ferramentas e com segurança e pode ser transportado/armazenado de forma a reduzir custos com espaço, manuseio e transporte. A resistência e a durabilidade do Kübox garantem que o conteúdo, de obras de arte a motores de avião, fique seguro durante o transporte. Após a entrega, o Kübox pode ser reutilizado de diversas maneiras, mais frequentemente como mobília e local de armazenamento pelos consumidores e repetidas viagens de transport pelas empresas. Premiado pela excelência em Embalagens Responsáveis

30

Os condicionadores BBLUNT têm alta viscosidade para proporcionar melhores resultados, mas são difíceis de extrair de frascos feitos de polímeros comuns. Por isso, foi escolhido um copolímero de polietileno com o módulo de elasticidade mais baixo para que os frascos pudessem ser apertados mesmo com uma alta espessura de parede. No entanto, o copolímero de polietileno deixou a superfície opaca e suscetível a riscos. A Godrej encontrou na resina DuPont™ Surlyn® o brilho superior, a resistência a riscos e ótima impressão que buscava. Processar os dois polímeros sem uma camada adesiva foi um desafio porque a diferença na reologia dos materiais provocou variações na espessura da parede, flacidez e dilatação imprópria. Ensaios exaustivos foram realizados com a Classy Kontainers para estabilizar o processo e obter resultados consistentes. O frasco do condicionador BBLUNT transmite a essência da marca premium BBLUNT por meio de seu formato ousado e brilho. Premiado pela excelência em Melhor Experiência para o Usuário

Amostra de batom coloca cor nos lábios e confiança na mente, Grupo Boticário; Ycar Artes Gráficas - Brasil

A amostra de batom para uso único mudou completamente a experiência com esse tipo de produto no Brasil. Testes de maquiagem podem proporcionar uma experiência pouco saudável para as consumidoras. As amostras compartilhadas nas lojas podem ser um terreno fértil para bactérias e germes causadores de pequenos problemas de pele ou mesmo infecções mais graves. Para resolver esse problema, o Grupo Boticário desenvolveu uma nova maneira de testar batom que oferece uma experiência simples, envolvente e saudável para as clientes. A embalagem contém uma dose única de batom “impressa” em papelão revestido, produzida por um processo semelhante à impressão gráfica. Para testar, a consumidora simplesmente remove a película plástica, dobra o cartão ao meio e aplica o batom diretamente nos lábios, sem usar os dedos para espalhar o produto. Cada amostra é usada uma vez e então descartada. Essa solução simples e fácil de usar oferece às consumidoras no Brasil uma amostra realista da textura e da cor do batom e garante confiança para que possam adquirir o produto. Premiado pela excelência em Melhor Experiência para o Usuário


PRÊMIO Saco à prova de umidade protege a indústria de cimento da Índia, UFLEX LIMITED - Índia

ao ar livre e severas condições climáticas. O Flex SafePack foi projetado especialmente para garantir uma barreira e impedir que umidade e água entrem no saco, ajudando o cimento a suportar ambientes adversos e manter todas as suas características durante um longo período de vida útil. Ao desenvolver o SafePack, UFLEX teve que cumprir dois requisitos conflitantes: fornecer furos de aeração necessários para escape do ar durante o preenchi-

A indústria de cimento na Índia é o quarta maior do mundo, porém mais de 3% do cimento produzido são perdidos ao longo da cadeia de suprimento. Essa perda é atribuída em grande parte aos sacos de cimento que são armazenados em ambientes abertos, tornando-os vulneráveis a danos causados pela exposição à chuva, situações imprevisíveis

mento e evitar a entrada de umidade nos sacos durante o transporte. A UFLEX foi capaz de superar esse desafio através de nanoestampagem otimizada sobre uma camada de extrusão flexível. Essa conquista tecnológica também permite a gravação de imagens de alta definição com até 10 cores, que proporciona uma visual especial uma mercadoria básica. Premiado pela excelência em Avanço Tecnológico

A DuPont Packaging & Industrial Polymers produz uma extensa variedade de adesivos, barreiras, material de vedação removível e resinas selantes e conta com uma equipe de desenvolvimento em rede global que trabalha com clientes em programas de embalagens que ajudam a proteger os produtos e o ambiente, a aumentar o apelo nas prateleiras e a conveniência, e a reduzir os custos dos alimentos, cosméticos, medicamentos, outros bens de consumo e embalagens industriais. A DuPont (NYSE: DD) tem aproximado a ciência e a engenharia de classe mundial do mercado global na forma de produtos materiais e serviços inovadores desde 1802. A empresa acredita que, por meio da colaboração com clientes, governos, ONGs e líderes de opinião, pode ajudar a encontrar soluções para os desafios globais, entre eles a oferta suficiente de alimentos saudáveis para pessoas em todos os lugares, a redução da dependência de combustíveis fósseis e a proteção da vida e do ambiente. Para obter mais informações sobre a DuPont e seu compromisso com a inovação inclusiva, visite www.dupont.com.

31


ARTIGO

Embalagens para exportação considerações importantes Por Assunta Napolitano Camilo

Diversas empresas desejam melhorar suas embalagens para competir melhor no mercado internacional. Nesta empreitada é fundamental adequa-las para o novo cenário. Com este objetivo preparamos este artigo com algumas observações importantes. De inicio devemos verificar o nome do produto e da empresa em outras línguas e países: é importante saber se há algum significado do nome da marca no idioma do país de destino e se isso pode ser pejorativo. Verificar também se o nome é pronunciável nesse idioma e se é de fácil assimilação. Caso seja necessário, considerar adequar o nome para facilitar a inserção no cotidiano dos novos consumidores. Lembrando que o “ç” e fonemas nasais (“nh” e “til”) não existem em várias línguas.

32

Em relação à arquitetura do design da embalagem e hierarquia de informações: verificar sempre qual é a ordem de importância das mensagens que se pretende passar ao consumidor, considerando que a marca pode ser desconhecida lá fora. Observar que todas as embalagens exibem informações na face frontal em maior ou menor grau. Entre elas, estão a marca do produto e a da empresa, as diferentes versões, os atributos de diferenciação, os benefícios e outras características importantes, como peso, conteúdo etc. É fundamental estabelecer um critério na hierarquia das informações que responda aos propósitos da marca e impacte positivamente o consumidor. Definidas as informações mais relevantes que influenciarão no momento da compra, devem-se estabelecer as mensagens principais e secundárias.

Alias o design deve ser revisto para a nova situação. Assim é preciso estudar bem o briefing, documento que é o mapa ou roteiro ao qual se deve dar muita atenção, uma vez que nele estão reunidas todas as informações acerca do projeto. A partir dele, pode-se iniciar o trabalho. É necessário também investigar os hábitos e costumes dos consumidores desses novos países para os quais se deseja exportar, bem como conhecer os códigos da categoria nos quais o produto está inserido, respeitando o novo contexto. Um dos códigos é a cor. A escolha correta pode ser definitiva para o sucesso do produto. Por isso é importante consultar as informações sobre a percepção de cores no país de destino. Lembre-se que o código de cores, ou o


ARTIGO

significado das cores: é algo que deve ser estudado em cada cultura. Na China, por exemplo, o branco significa luto; no Irã, é o azul-marinho; na Tailândia, o roxo. Outro exemplo é o laranja. Nos Estados Unidos, a cor significa o início do outono, em setembro, junto com o começo das aulas. Também é associado com o calor e frutas cítricas. Na Holanda, é a cor nacional, estando associada com a realeza. Já o amarelo é associado com calor (do Sol), verão e hospitalidade. As variações douradas são associadas com dinheiro, qualidade e sucesso na maioria das culturas do mundo. Verde é a cor dos irlandeses e representa boa sorte em grande parte do mundo ocidental. Também é relacionado com a natureza, o meio ambiente e causas ambientais. É preciso atenção especial ao usar o vermelho, que possui associações negativas e positivas - perigo, sangue, paixão, amor, além de ser usado em conexão com o bloco do Leste Europeu, representando o comunismo. A cor também está associada com o poder e tem alguns significados religiosos. Procure fazer referências ao Brasil, conferindo brasilidade a embalagem: fazer menção à origem é essencial e conta pontos, já que o Brasil é bem-visto e querido na maior parte do mundo. Há exemplos de embalagens de produtos com excelentes referências, com o mapa do Brasil indicando o local de origem, bem como elementos culturais famosos, com os ícones turísticos ou as cores brasileiras. Lembrando que usar bandeira nacional e selo da República não é permitido. Com todas as informações recolhidas, é só seguir uma metodologia (por exemplo, a do livro Design de Embalagem - Do Marketing à Produção, dos professores Celso Negrão e Eleida Camargo, citado nas Referências) e criar um design para a embalagem no novo cenário, sem perder a essência e a identidade do produto. Do ponto de vista técnico a estrutura das embalagens ou a barreira física que o material confere é algo fundamental, uma vez que o produto viajará um bom período até chegar ao destino. Além disso, é preciso garantir um shelf life estendido para evitar devoluções e que

o produto tenha suas características organolépticas (sabor, crocância, odor) e aspectos preservados. No caso de um produto sensível à luz, observar se há janelas (ou se a embalagem é transparente) que possam comprometê-lo. Atente se também para a adequação da rotulagem ambiental: há regras internacionais para isso. É recomendável consultar a norma ISO14000. Informe-se, pois cada país tem regras próprias. Lembrando que o “Ponto Verde” é um programa que alguns países usam e que tal selo é pago. Cuidado também com o uso indiscriminado de ícones ou selos: verifique se são entendidos no mercado de destino e se fazem sentido. O selo de Fair Trade (comércio justo), por exemplo, é um dos mais reconhecidos internacionalmente, porém necessita de autorização e atendimento a uma série de requisitos. Os específicos para produtos orgânicos, da mesma forma, devem ser autorizados e pagos. É preciso cuidado para não dar conotação de green washing (a adoção de alterações que dão a entender que a empresa é ambientalmente correta, porém sem base real). A funcionalidade da embalagem é outro requisito que deve ter no mínimo o mesmo nível dos concorrentes do país de destino. Se os demais possuem, por exemplo, um sistema abre-fácil ou zíper para refechamento, ou, para aumentar a praticidade, inserem na embalagem talheres ou outros acessórios para facilitar o consumo on the go (em trânsito), essa é a base para iniciar o desenvolvimento de proposta de embalagem. O ideal é ir além, e assim encantar e surpreender o consumidor. Insira as informações nutricionais: os consumidores são preocupados em alimentar-se bem e afastam quaisquer produtos que possam sugerir possíveis problemas (alergias). Assim, é recomendável comunicar claramente os benefícios do produto, por exemplo, se é livre de glúten, de açúcar ou de sódio e se contém fibras, ômegas etc. Além disso, a tabela nutricional deve seguir a legislação do país de destino, ser clara, completa e no idioma desse país. Vale comentar que verter ao idioma do

país é uma questão de respeito e proximidade com o novo consumidor. Há vários recursos para isso, mas o melhor é ter uma embalagem especial, pois rótulos autoadesivos em etiquetas brancas coladas não são bem-vistos. É preciso tomar cuidado para evitar um aspecto ruim ou pouco profissional. Um bom exemplo é o da espanhola Ferrer®, que vende no Brasil a sopa “Creme de legumes”. A empresa teve a preocupação de desenvolver um rótulo especialmente para o país. Da mesma forma, a portuguesa Gallo® adequou a embalagem de azeitonas fatiadas para o português do Brasil. Para isso é importante também adequar a decoração.

Algumas soluções possíveis são:

a) usar rótulos autoadesivos no lugar de serigrafia; b) usar rótulos termoencolhíveis ao invés de decoração de litografia em latas. Com esses cuidados, a embalagem será uma poderosa ferramenta de marketing para uma marca de sucesso também no exterior.

33


ARTIGO

Aspectos essenciais da Embalagem para exportação

• Trazer informações adequadas do produto; • Linguagem e idioma do país-alvo, ou no mínimo, em inglês; • Conformidade à legislação e normas específicas do país de destino; • Respeito à cultura local em design, cores, imagens; • Adequação às condições de logística internacional e armazenagem; • Atributos de Sustentabilidade; • Atendimento às normas de segurança ao país de destino.

Embalagem melhor promove exportação e um mundo melhor! Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br Créditos: *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack - Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens - Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World.

34


35


ARTIGO

Apostando nos biscoitos

demanda crescente abre novas oportunidades para fabricantes de alimentos

Pode-se dizer que existe uma demanda global por guloseimas. A demanda no mercado por biscoitos doces e salgados está crescendo, criando oportunidades para os fabricantes de alimentos desenvolverem e fortalecerem suas marcas. De acordo com a Global Industry Analysts, a projeção para o setor mundial de panificação e confeitaria é de que a receita anual atinja US$ 410 bilhões até 2015, com o maior crescimento para bolachas e biscoitos simples. Do ponto de vista das embalagens, a expansão nesse mercado está

36

aumentando a demanda por sistemas totalmente automatizados que melhorem a eficiência e permitam um processamento mais higiênico. Além disso, a necessidade de equipamentos flexíveis e soluções personalizadas, apoiados por suporte especializado, ajudará os gerentes de marcas a aproveitar a oportunidade de mercado dos produtos de panificação e confeitaria e atender às demandas diversas e em constante mudança dos consumidores.


ARTIGO Há um mercado em evidente crescimento para biscoitos na Rússia e em partes do Leste Europeu e da Europa Meridional. Alguns dados rápidos destacam as oportunidades nesses mercados.

necessidades, é essencial trabalhar com um fornecedor capaz de oferecer um sistema de embalagens personalizado que atendas às demandas específicas. A Bosch Packaging Systems AG, uma empresa da Bosch Packaging Technology, colabora com os clientes para desenvolver soluções personalizadas que atinjam metas de produção e objetivos de negócios. Os custos de mão de obra quase dobraram em alguns mercados nos últimos cinco anos, e, como uma tendência geral, os salários estão aumentando à medida que os mercados

De acordo com a Euromonitor International, uma empresa de pesquisa de mercados globais, a taxa composta anual de crescimento (CAGR, compound annual growth rate) prevista para o mercado de biscoitos de 2012 a 2017 é de 2,9 % em todo o mundo. Enquanto um aumento mais modesto é esperado para a Europa Ocidental (2,4%), é previsto que o mercado aumente na Rússia em até 7,1% e na Turquia em até 32,7%.

PRINCIPAL MISSÃO: AUTOMAÇÃO E FLEXIBILIDADE Um alto grau de automação confiável e flexível de embalagens será importante para que os fabricantes atendam à crescente demanda por biscoitos. Os equipamentos devem ser projetados para produzirem itens de qualidade e atenderem à demanda atual e futura. Ao mesmo tempo, precisam ser fáceis de usar e manter. Além disso, a efetividade global do equipamento (OEE, overall equipment effectiveness) continua sendo um fator importante nas decisões de compra. Para commodities como biscoitos, as tecnologias automatizadas eficientes com linhas de processamento de alta capacidade podem compensar por margens de lucro baixas. Em instalações de fabricação, onde o espaço também é um aspecto importante, as linhas automatizadas de alta velocidade permitem uma produtividade maior em uma fábrica menor. Como cada fabricante tem suas próprias

37


ARTIGO

emergentes estão amadurecendo. O treinamento é outro gerador de custo, uma vez que é difícil encontrar pessoal qualificado. De maneira geral, as linhas de embalagens automatizadas precisam de menos operadores quando comparadas às linhas semiautomáticas. Isso reduz os custos de mão de obra e permite que os fabricantes redirecionem os funcionários para tarefas de maior exigência, já que as habilidades se tornam mais refinadas. As novas linhas automatizadas também vêm com uma interface homem-máquina (HMI, Human Machine Interface) fácil e intuitiva para usar, o que reduz o tempo de inatividade para treinamento. Nos últimos anos, a Bosch Packaging Systems AG implementou essa tecnologia fácil de operar, o que ajuda a atender à demanda mundial em crescimento pela produção de biscoitos. Sendo que fabricantes de biscoitos precisam embalar produtos diferentes na mesma linha com frequência, os sistemas de embalagem devem ser flexíveis para lidar com estilos e configurações de embalagem diferentes. Atualmente, 75% dos biscoitos são empacotados em embalagens flexíveis. Geralmente, os formatos em pilha são usados para embalagens com menos de 50 gramas, e os formatos em pilha e em pé são usados para embalagens entre 51 e 100 gramas. A maioria das embalagens com mais de 100 gramas é empacotada em pé. Com o crescimento em mercados emergentes, os gostos dos consumidores estão em constante mudança. Incorporar a tecnologia automatizada de embalagens projetada para flexibilidade máxima permite que os fabricantes façam ajustes rápidos e fáceis para responder em pouco tempo às demandas dos consumidores. Com equipamentos flexíveis, os fabricantes podem modificar a produção para adequarem-se a vários níveis de proteção de produtos e características de produtos, como embalagens em pilha ou em pé, com pouca interrupção. Por exemplo, as embalagens podem ser produzidas herméticas, à prova de gás ou com papelão ondulado ao redor dos biscoitos para impedir choques mecânicos. Além disso, existe uma gama de

38

tecnologias de vedação para acomodar várias qualidades de filme. Para ajudar a aprimorar a produção e as marcas, os fabricantes de biscoitos e os gerentes de marcas deverão levar especialistas e consultores em consideração ao comprar equipamentos para certificarem-se de que o sistema mais eficiente e apropriado está sendo comprado. Um exemplo da demanda em evolução dos clientes em mercados emergentes é a tendência das embalagens de porção individual. Para muitos consumidores, uma opção de embalagem de porção individual passa uma imagem de frescor, já que é para ser comido de uma só vez e o preço da embalagem é mais em conta quando comparado a embalagens maiores. As embalagens de porção individual também agregam conveniência para consumidores ocupados, como profissionais urbanos, pessoas a procura de porções controladas ou de um lanche que possam comer se deslocando de um lugar para outro. Como resultado, as embalagens de porção única estão se tornando o formato preferido para exposição de embalagens primárias no ponto de venda.

FOCO EM HIGIENE

No mundo todo, a preocupação com a segurança alimentar está crescendo, criando novas regulamentações e um maior controle sobre as diretrizes existentes. De fato, essa preocupação está afetando também mercados emergentes, em que os fabricantes de alimentos procuram adotar práticas de higiene adicionais. As novas linhas automatizadas foram projetadas com uma higiene mais rigorosa em mente. Alguns exemplos incluem estruturas de aço e design liso, impedindo que migalhas entrem em buracos e fissuras. A automação também é, em si, mais higiênica que as operações semiautomáticas, pois menos funcionários entram em contanto com o alimento, reduzindo assim o potencial de contaminação.

UM FUTURO MAIS VERDE Os fabricantes de alimentos também estão explorando novas opções “verdes” para reduzir os resíduos e as emissões de CO2. Isso inclui filmes biodegradáveis e embalagens compactadas utilizando

lâminas mais finas e menos materiais. Essas opções não são apenas mais ecológicas, mas também ajudam a diminuir os custos totais sem sacrificar a qualidade. Além disso, alguns fabricantes de materiais de embalagens estão desenvolvendo uma nova geração de filmes “funcionais” multicamadas que incorporam até sete camadas quando comparados ao padrão atual de três camadas. Apesar das camadas adicionais, esses filmes são, na verdade, mais finos devido à nova tecnologia de extrusão. Essa nova tecnologia de filme multicamadas pode aprimorar as propriedades da barreira que ajudam a proteger os produtos de deterioração ultravioleta (UV), umidade e degradação de sabor. Conforme os fabricantes de alimentos buscam atender à demanda mundial em crescimento por biscoitos de todos os tipos, a incorporação de tecnologias de embalagens automatizadas será essencial para o sucesso. Acima de tudo, os fabricantes precisam de fornecedores de embalagens que possam agir como consultores para ajudá-los a encontrar a melhor solução para suas exigências. A Bosch Packaging Systems AG tem mais de 50 anos de experiência com embalagens de biscoitos, uma experiência que os fabricantes podem aproveitar para impulsionar as marcas e conquistar uma fatia do mercado.

Sobre os autores Daniel Bossel, Gerente de produtos embalagens primárias Telefone: +41 58 674 7311 E-mail: daniel.bossel@bosch.com Michael Haas, Gerente de produtos embalagens secundárias Telefone: +41 58 674 8594 E-Mail: michael.haas4@bosch.com


39


ARTIGO

Expansão do mercado de latas inovações tecnológicas para a produção de latas especiais Em um cenário cada vez mais competitivo, com um maior número de empresas e produtos disponíveis no mercado, as organizações têm buscado maneiras de diferenciar-se e de ampliar suas redes de conexão e relacionamento com seus consumidores. Para conseguir alcançar esses objetivos, desenvolver ações inovadoras torna-se essencial e muito mais estratégico. Diferentes mercados têm feito uma série de adaptações para se encaixar nesse novo contexto. As embalagens são uma das melhores e mais ágeis formas de inovação de um produto, especialmente no segmento de alimentos e bebidas. Elas exercem um papel fundamental no momento da venda e, por conta disso, recentemente passaram a ganhar visibilidade e destaque como peça de comunicação. As latas de alumínio, por exemplo, per-

40

mitem que 100% de sua área seja explorado e modificado para atrair e encantar o cliente no momento da compra. Além disso, são um excelente canal de comunicação e marketing. Por essas razões, o setor de latas de alumínio para bebidas passou a investir cada vez mais nas chamadas ‘latas especiais’: embalagens com tamanhos, tecnologias de impressão e formatos diferenciados. Segundo dados fornecidos pela Rexam, líder na fabricação de latas de alumínio na América do Sul, em 2006 o segmento de latas especiais respondia por 1% do mercado brasileiro. Em 2014, bateu a marca de 30% de todas as latas comercializadas, levando em consideração que o mercado total cresceu 70% neste período. E mesmo apesar de um cenário econômi-

co desafiador, o setor espera um crescimento em linha com o mercado, com as latas especiais como carro-chefe desse movimento. Com isso, o investimento em novas tecnologias de impressão e inovação em vernizes e tintas deve ser mantido por parte das principais empresas de latas. Atualmente, existem oito tecnologias que podem ser aplicadas a latas, relacionadas ou à funcionalidade ou à impressão: -High Definition (alta definição): Solução inovadora para impressão de rótulos em latas de alumínio que permite impressão com qualidade fotográfica em toda a área externa da embalagem. -Laser Engraved (gravação a laser): A tecnologia, normalmente utilizada em ações promocionais, consiste na


ARTIGO gravação a laser, no verso do anel da tampa da lata, de informações numéricas ou alfanuméricas com até 16 caracteres. Ela também permite a aplicação de imagens no topo do anel. -Tinta Termocrômica: Impressão de rótulos com tinta especial, que muda de cor quando a bebida atinge a temperatura ideal para consumo. Esta inovação representa uma importante estratégia para promover a diferenciação e destaque do produto, além de uma forma de aprimorar a experiência do consumidor final com a embalagem. -Tinta UV: Utilização de tinta especial que faz a lata brilhar no escuro quando exposta à luz ultravioleta (UV), a conhecida luz negra presente em casas noturnas. -Verniz Fosco: Quando aplicado à lata, este verniz dá a impressão de que ela está gelada na gôndola, sendo um diferencial para os produtos. -Rótulos Temáticos: Produção de rótulos temáticos, alusivos a festas, datas

comemorativas, ações promocionais, dentre outros, que exploram o potencial de comunicação e marketing oferecido pela lata de alumínio. Os temas são os mais variados, como carnaval, festas juninas, rodeios, entre outros. -Verniz Táctil: A lata ganha rugosidade em determinada área, o que confere um efeito especial ao toque. -Cut out tab (corte do anel): Inovação que permite oferecer diferentes formas recortadas no anel da lata. Além dessas tecnologias, existem no Brasil em ete tipos de tamanho diferentes de latas. No Brasil, a embalagem mais usada é a de 350ml, seguida pelas de 473ml e 270 ml. Uma novidade é o super latão de 710 ml e a garrafa Fusion 330ml. Uma ótima oportunidade para investimento no mercado de latas especiais são os grandes eventos e festas que acontecem no país todos os anos.

O Carnaval no Rio de Janeiro e na Bahia, as festas de São João no Nordeste, a festa de Parintins em Amazonas, os diversos rodeios que acontecem ao redor do país e festivais, como Loolapalooza e o Rock in Rio, são bons exemplos. Recentemente, o país também recebeu o maior evento esportivo do mundo, a Copa do Mundo de Futebol, uma ótima oportunidade para as empresas explorarem as embalagens com diferentes ações de marketing e comunicação. Ano que vem o país sediará os Jogos Olímpicos, outra oportunidade em que as marcas poderão inovar e fazer ativações nas latas. O consumo de latas de alumínio no Brasil é crescente. Por ser um material inquebrável, de fácil manuseio e transporte, ser 100% e infinitamente reciclável e permitir que toda sua extensão seja utilizada para a comunicação da marca dos envasadores, a lata tem um papel estratégico no portfolio de embalagens das empresas de bebidas.

41


DESIGN

TETRA PAK® E3 É LANÇADA DURANTE A FISPAL 2015 Uma nova geração de máquinas de envase com tecnologia eBeam

Como uma grande inovação para a indústria de bebidas em embalagens cartonadas, a Tetra Pak lança uma máquina que utiliza a tecnologia eBeam de esterilização por feixe de elétrons, em substituição ao peróxido de hidrogênio. A Tetra Pak® E3, em exposição na 31ª Fispal Tecnologia em São Paulo, promete uma série de benefícios para a indústria, tendo o potencial para produzir até 40 mil embalagens por hora.

a tecnologia de esterilização eBeam que foi desenvolvida pela Tetra Pak em colaboração com a COMET, uma empresa líder mundial em desenvolvimento de tecnologia de alta voltagem e de vácuo. A tecnologia funciona focando um feixe de elétrons controlado sobre a superfície do material da embalagem, e como ele é executado através da máquina de envase, elimina qualquer bactéria ou micro-organismo presente.

Além disso, a nova plataforma oferece três benefícios principais para os fabricantes de bebidas: redução de custos operacionais, melhoria de desempenho ambiental e maior flexibilidade de produção.

De acordo com Charles Brand, Vice-presidente Executivo de Gestão de Produtos e Operações Comerciais da Tetra Pak, este é um desenvolvimento muito importante. “A Tetra Pak E3 não entrega somente significante redução de custos, mas também benefícios ambientais aos clientes. Isto

O grande diferencial da nova máquina é

42

é o marco de uma nova era no mundo das embalagens cartonadas e um grande avanço de eficiência e de eficácia das máquinas de envase”, afirma Charles. O uso do eBeam elimina uma limitação física de longa data à velocidade da produção das embalagens cartonadas: o processo de esterilização por peróxido de hidrogênio. Com eBeam pode-se fabricar até 40 mil embalagens pequenas por hora, ou seja, 11 unidades por segundo. Além disso, testes têm demonstrado que o aumento de capacidade pode economizar até 20% dos custos operacionais dos fabricantes de bebidas. A substituição do peróxido de hidrogênio na esterilização do material de embala-


DESIGN

1000 Slim em uma máquina Tetra Pak A3 / Speed, equipada com o novo sistema de esterilização eBeam. De acordo com Peter Novorol’nik, Gerente de Produção da Rajo, a inovação é um dos pilares estratégicos da empresa.

gem também melhora significativamente o desempenho ambiental, tornando mais fácil a reciclagem de água, reduzindo o consumo de energia e reduzindo o desperdício. Além disso, o design modular da plataforma Tetra Pak E3 oferece maior flexibilidade de produção para a indústria. Ao instalar um kit eBeam, os fabricantes podem alternar entre produtos pasteuri-

zado e longa-vida, produzidos na mesma máquina de envase Tetra Pak E3 / CompactFlex. O lançamento da Tetra Pak E3 na Fispal, acontece após testes bem sucedidos com alguns grandes fabricantes de leite do mundo, como a Rajo, a maior indústria do setor na Eslováquia. Entre 2011 e 2014, a Rajo produziu 110 milhões de embalagens de leite UHT em Tetra Brik® Aseptic

“No mercado interno, nós somos líder de mercado em todos os segmentos em que atuamos, mas não somente por conta dos novos produtos. Precisamos também gerenciar constantemente a inovação na gestão de custos da fábrica. Hoje podemos dizer que a nova tecnologia eBeam poderia ser a solução para melhorias futuras. Este sistema inovador oferece economias claras, já que para esterilizar um milhão de embalagens, precisávamos de 300 litros de peróxido de hidrogênio”, afirma Peter. A máquina exibida durante a Fispal Tecnologia 2015 é a Tetra Pak E3 / Speed, que estará disponível comercialmente a partir de 2016. A máquina produz embalagens tamanho família – Tetra Brik® Aseptic 1000 Edge™ com tampa LightCap 30 -, rodando 15 mil embalagens por hora. A Tetra Pak planeja expandir a nova

plataforma para outros equipamento no futuro e vai começar a implantação com três versões: • Tetra Pak® E3/CompactFlex Extended Shelf Life • Tetra Pak® E3/Speed Portion Packages • Tetra Pak® E3/Flex Extended Shelf Life

43


ARTIGO

Produção consistente de garrafas pet de qualidade superior, com a

Sidel Matrix

Intelliblower A Sidel, fornecedora líder de soluções de PET para embalagem de líquidos, desenvolveu recentemente a tecnologia Intelliblower™, uma inovação significativa que acrescenta controle e autorregulagem ao processo de moldagem por sopro. Essa tecnologia patenteada garante maior precisão na distribuição do material durante a produção de garrafas individuais, eliminando as desuniformidades para oferecer maior qualidade, independentemente do peso da garrafa.

A qualidade da garrafa afeta a percepção da marca O processo de moldagem por sopro está se tornando cada vez mais importante, à medida que a demanda por garrafas PET extremamente leves aumenta dentro do setor. Uma distribuição de material ruim ou irregular, durante a produção das garrafas, pode afetar negativamente a qualidade de todo o processo e até mesmo levar à interrupção total da linha. Uma vez que a aparência e a consistência da garrafa são o que, em última instância, afeta a percepção de uma marca, a Sidel se esforça continuamente para criar a mais alta qualidade e desempenho em garrafas PET. Com a nova sopradora Sidel Matrix™, a Sidel desafia as convenções de produção, e os fabricantes podem ter certeza que sua marca de bebidas aparecerá nas prateleiras de maneira uniforme, exatamente como eles planejaram. Com a in-

44

trodução da Intelliblower, a Sidel também se mostra pioneira no aprimoramento do desempenho da moldagem por sopro, com esse sistema exclusivo e patenteado de controle e autorregulagem para o processo de sopro.

A inteligência integrada proporciona aumento de qualidade Antes da Intelliblower, o controle de qualidade do sopro em garrafas PET envolvia amostragens frequentes e testes em laboratório. Em seguida, faziam-se ajustes manuais ao processo. O procedimento é trabalhoso e reduz consideravelmente a eficiência da linha de produção. E o que é mais importante: ele não elimina por completo a possibilidade de que algumas garrafas ainda sejam produzidas fora das tolerâncias aceitáveis. Por controlar os parâmetros da fase de pré-sopro, que têm grande influência na distribuição final do material, a Sidel Intelliblower utiliza o material PET de maneira otimizada e eficiente em termos de custo, em vez de simplesmente se concentrar na regulagem do calor. Assim, ela é capaz de exercer maior influência sobre a uniformidade da produção e a qualidade da embalagem, independentemente do peso da garrafa que está sendo produzida. Com autorregulagem, o sistema Intelliblower detecta e corrige automaticamente desvios no processo de formação

de cada garrafa que está sendo soprada, adaptando-se para manter uma distribuição uniforme do material, permitindo somente as variações mais insignificantes. Isso garante que cada miligrama de PET seja alocado corretamente. Com esse nível de controle combinado com a maestria em embalagem e capacidade de processos da Sidel Intelliblower, é possível reduzir o desperdício e obter um excelente potencial de leveza de PET, mesmo com materiais reciclados (R-PET).

Uma correção de processos muito responsiva As desuniformidades na distribuição do material nas garrafas são, em geral, causadas por pressões de sopro incorretas de estações de sopro individuais, por calibração incorreta de componentes ou pelo desgaste de componentes mecânicos. O sistema de autorregulagem da Sidel Intelliblower evita esses desvios analisando e controlando a curva de sopro em cada garrafa. Isso resulta numa distribuição precisa e uniforme, com um ciclo fechado em cada curva de sopro e o ajuste de pontos críticos durante a fase de pré-sopro. A regulagem do processo é gerenciada de maneira responsiva, através de automação descentralizada e mais dinâmi-


ARTIGO ca, o que permite trocas de informações mais rápidas e de melhor qualidade. Assim, somente uma sequência de cinco garrafas será produzida em uma estação de sopro antes que a correção necessária seja validada. Essa autorregulagem significa muito menos amostragem, testes e ajustes para os fabricantes, além de maior qualidade das garrafas.

Autorregulagem simples da curva de sopro A Sidel Intelliblower é projetada para ser fácil de utilizar. Sua operação é baseada em regulagem de processo automática e contínua, sem a necessidade de intervenções manuais. Essa regulagem é aplicada em três áreas: início de pré-sopro, fluxo e pressão de pré-sopro. O operador da linha de produção define o processo de sopro que corresponde às especificações técnicas do formato de garrafa desejado, e esses parâmetros são então usados para definir a curva de pré-sopro de referência. Em seguida, a curva real de sopro é automonitorada sistematicamente em cada

estação de sopro durante a produção efetiva das garrafas. Uma correção é implementada automaticamente se o sopro se desvia da curva de referência. Por fim, as fases de referência e de sopro efetivo do processo são alinhadas em termos de tempo de pré-sopro (início e duração) e da pressão em todas as estações de sopro. Essa regulagem contínua é realizada em todas as garrafas, para garantir que cada uma delas atenda sistematicamente à especificação necessária. Com a Intelliblower da Sidel, o desvio padrão da distribuição de material entre diferentes estações de sopro pode ser reduzido pela metade, em comparação a uma máquina sem autorregulagem.

Um jeito perfeito de antecipar a manutenção Através da Interface Homem-Máquina (IHM) da sopradora Sidel Matrix, os valores de processo de cada estação de sopro são registrados, junto com gráficos especializados. Assim, os operadores obtêm um panorama geral abrangente do desempenho do processo. Eles também são aler-

tados sobre possíveis desuniformidades, indicando as estações onde garrafas estão sendo sopradas fora das tolerâncias aceitáveis. Assim, eles são capazes de identificar facilmente as estações com problemas e planejar as manutenções necessárias, a fim de minimizar o impacto na produção. Mesmo quando a manutenção é considerada necessária, a produção em geral permanece viável. No geral, a sopradora Sidel Matrix reduz a quantidade de manutenção e operações manuais necessárias, e diminui consideravelmente os custos de mão de obra e controle. Com a Sidel Intelliblower, os fabricantes de bebidas podem ter garrafas de melhor qualidade, devido ao desempenho superior de moldagem por sopro, além de uma análise mais aprofundada da operação do seu equipamento de produção. Em suma, eles serão beneficiados pela maior uniformidade de embalagem e, consequentemente, melhor valor da marca. A Sidel se esforça constantemente em desafiar as convenções da produção de PET e superar as expectativas dos fabricantes de bebidas.

45


NOVIDADE

Eastman apresentou a linha The Glass Polymer para embalagens cosméticas na FCE Cosmetique

Companhia exibiu os produtos desenvolvidos pela L’Occitane e Natura com seus copoliésteres A linha de copoliéster The Glass Polymer™, desenvolvida pela Eastman Chemical Company é mundialmente reconhecida por sua aplicação em embalagens de cosméticos. A linha de produtos e casos de sucesso em sua aplicação, como L’Occitane e Natura, foram apresentados durante a FCE Cosmetique - Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Cosmética. Transparência, brilho, resistência mecânica e química, versatilidade na criação e no processamento são as principais características que tornam a linha The Glass Polymer™ referência na fabricação de embalagens plásticas sofisticadas para o segmento de cosméticos. Batom, pó compacto, sombra, base, blush, brilho labial, potes de cremes faciais e tampas de perfumes - tanto por processos de injeção, sopro e ISBM - são alguns exemplos. Além disso, a sustentabilidade é mais

46

um diferencial deste material, pois sua produção gera menos emissão de carbono por libra e requer menor consumo de energia, em comparação com outras matérias-primas. Foi após avaliar estes atributos que a L’Occitane escolheu o PETG, copoliéster da Eastman, para produzir suas embalagens de xampus e sabonetes líquidos, da linha masculina Araucária. As propriedades sustentáveis do material vêm ao encontro do conceito dos produtos, que são fabricados com ingredientes originários da Mata de Araucária - que se desenvolve especialmente na região Sul do Brasil e em partes de relevo mais elevados e frios de São Paulo e Minas Gerais. Além disso, o PETG possui a facilidade de conformação necessária para atender as exigências de criação e design dos frascos da L’Occitane.

Já a Natura optou pelo copoliéster Eastar™ para desenvolver as embalagens da sua linha de maquiagem Aquarela. Este material tem como diferenciais a transparência, resistência química e aos impactos, brilho, amplas possibilidades de cor e facilidade de modelagem. Além disso, conta com o certificado GREENGUARD de qualidade do ar, não possui bisfenol-A (BPA-free) e nem plastificantes em sua composição. A escolha da companhia por este copoliéster também foi motivada por suas características sustentáveis. O conjunto de benefícios apresentados nestes produtos trouxe mais uma vez para Eastman a conquista de um dos principais prêmios de embalagem no Brasil. Em 2015, com a L’Occitane, nas categorias matéria-prima e sustentabilidade; e em 2014, pelos produtos da Natura, nas mesmas categorias.


47


NOVIDADE

Garrafa plástica aumenta prazo de validade de leite pasteurizado Micropartículas à base de prata são utilizadas para moldar garrafas que envasam o leite

O Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), em parceria com a NANOX Tecnologia, desenvolveu uma garrafa plástica que aumenta de 7 para 15 dias o prazo de validade do leite fresco pasteurizado.

no plástico rígido das garrafas. A NANOX Tecnologia é uma spin-off que surgiu através da interação entre os professores do CDMF e ex-alunos da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e Universidade Estadual Paulista (Unesp).

O estudo para criar a embalagem envolveu a incorporação de micropartículas à base de prata, com propriedades bactericida, antimicrobiana e autoesterilizante,

A tecnologia foi aplicada para a Agrindus, empresa agropecuária situada em São Carlos, que comercializa a marca Letti em 45 cidades do Estado de São Paulo.

48

“Já sabíamos que a aplicação do material antimicrobiano e bactericida que desenvolvemos em plásticos rígidos ou flexíveis usados para embalar alimentos melhora a conservação e aumenta o shelf life [vida útil] dos produtos”, explicou Luiz Pagotto Simões, diretor da Nanox. Simões explica ainda que foi realizado um teste com o plástico das garrafas de polietileno usadas para envasar o leite fresco


49


NOVIDADE tipo A da marca. A partir da adição do material a base de prata na embalagem, o resultado obtido dobrou o prazo de validade do produto. “Aumentamos o prazo de validade somente pela adição do material na embalagem, sem usar nenhum aditivo no alimento”, apontou. As micropartículas são misturadas na forma de pó na matriz de polietileno utilizada para moldar as garrafas plásticas por injeção ou sopro e são inertes, ou seja, não apresentam o risco de se desprenderem da embalagem e entrarem em contato com o leite. Para testar a eficácia do material em aumentar o prazo de validade do leite fresco foram realizados testes durante um ano, tanto pela agroindústria fabricante do produto como pela empresa e por laboratórios terceirizados.

ras brandas dentro da própria fazenda e necessita de refrigeração, comparou Simões. “Ao dobrar o shelf life desse tipo de leite é possível obter ganhos na logística, armazenamento, qualidade e na segurança do produto”, avaliou.

Inúmeras aplicações Além das embalagens plásticas de leite fresco, as micropartículas à base de prata desenvolvidas pela NANOX são aplicadas hoje em uma série de produtos. Entre eles, utensílios plásticos e filmes de PVC para embalar alimentos, assentos sanitários, palmilhas de sapatos, secadores e chapinhas de cabelo, tintas, resinas e cerâmicas e na superfície de instrumentos médicos e odontológicos, como pinças, brocas e bisturis.

“Só depois de obter a certificação de que o material estendia o shelf life do produto a empresa decidiu colocá-lo no mercado”, disse Simões.

Os maiores mercados da empresa hoje, contudo, são os de tapetes e carpetes e de eletrodomésticos de linha branca, como refrigeradores, além de bebedouros de água e aparelhos de ar condicionado.

Outras empresas

“Atuamos no mercado de linha branca, com diferentes produtos, desde 2007 e fornecemos o material para as principais fabricantes do setor”, disse Simões. O produto é exportado atualmente para 12 países, como México, Colômbia, Chile, Itália, China e Japão, por meio de distribuidores locais.

Além da Agrindus, o material também está sendo testado por outras duas indústrias de laticínios distribuidoras de leite fresco em garrafas de plástico, em São Paulo e em Minas Gerais, e por empresas na região Sul do país que comercializam leite in natura em embalagens plásticas flexíveis (saquinhos). “No caso dessas embalagens, conhecidas popularmente como ‘barriga mole’, o material é capaz de aumentar de 4 para 10 dias o shelf life do leite fresco”, afirmou Simões. A empresa quer comercializar ainda o produto na Europa e nos Estados Unidos, onde se consomem volumes muito maiores de leite in natura em comparação com o Brasil. No Brasil, o tipo de leite mais consumido é o longa vida, que passa por um processo de esterilização a temperaturas ultra-altas - de 130 ºC a 150 ºC, durante 2 a 4 segundos -, com o intuito de diminuir significativamente o número de esporos bacterianos do leite e permitir que o produto seja comercializado pelo prazo de até quatro meses, em temperatura ambiente. Já o leite fresco tipo A é submetido a um processo de pasteurização a temperatu-

50

Sobre o CDMF O CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) apoiados pela FAPESP. O CDMF também recebe investimento do CNPq, a partir do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN). O Centro integra uma rede de pesquisa entre UNESP, UFSCar, Universidade de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen).


51


NOVIDADE

A Tecnologia de Embalagens Flexíveis

PacXpert

A Tecnologia de Embalagens Flexíveis PacXpert™ é uma alternativa inovadora, diferenciada, leve, durável e que tem ótimo custo/benefício. Mesmo sendo flexíveis, estas embalagens em formato de cubo apresentam estabilidade nas prateleiras e podem ser posicionadas tanto na vertical quanto na horizontal, permitindo a sua utilização em uma ampla gama de aplicações, inclusive, substituindo recipientes rígidos. A embalagem PacXpert™ permite consumo total do produto evitando desperdícios, além de apresentar menor volume para transporte e descarte, quando comparada às embalagens rígidas tradicionais. As vantagens beneficiam uma ampla gama de aplicações para os setores de alimentos, tintas, lubrificantes, logístico e outros.

O PacXpert™ pode ser utilizado em vários mercados, incluindo: Aplicações industriais: defensivos agrícolas e soluções para construção (revestimentos, tintas, aditivos de cimento etc.) Aplicações de consumo: produtos de limpeza, bebidas não carbonadas, guloseimas pet-food. Aplicações para alimentos: tomate, maionese, óleo de cozinha e outros.

52


53


FEIRA

FISPAL TECNOLOGIA 31ª Fispal Tecnologia registra sucesso em geração de negócios e impressiona expositores Feira reuniu mais de 52 mil visitantes qualificados e participantes de 12 países expositores no Pavilhão do Anhembi. Atualização profissional ganhou espaço com área dedicada a palestras de Unicamp, Senai-SP e Ital. Com expressiva participação de empresas e associações latino-americanas, a 31ª Fispal Tecnologia – Feira Internacional de Processos, Embalagens e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas recebeu mais de 52 mil visitantes qualificados e potenciais compradores interessados em adquirir novos equipamentos e produtos das duas mil marcas expositoras, que contribuam para aumentar a produtividade. De 23 a 26 de junho, passaram pelo Pavilhão de Exposições do Anhembicompradores de setores da indústria de bebidas e alimentos, farmacêutica,

54

química, cosmética, laticínio, frigorífico e designers de embalagens.

prospecções positivas.

O evento, organizado e promovido pela BTS Informa, também estimulou a troca de experiências e oportunidades de atualização profissional nas palestras realizadas no Espaço do Conhecimento, patrocinado pela Tetra Pak. “A cada edição, nosso principal objetivo é fazer da Fispal Tecnologia um evento melhor, e que responda às demandas do mercado e do nosso público visitante”, acredita a diretora da feira, Clélia Iwaki. O trabalho de qualificação do público visitante deu resultados que surpreenderam os expositores, que faziam projeções mais modestas devido ao momento econômico do país. Diversos estandes registraram altos números de vendas, encomendas e

Para a Indumak, por exemplo, a edição 2015 da feira foi um divisor de águas, nas palavras do gerente de vendas Paulo César Oliveira. “Vendemos até agora 17 máquinas, cerca de R$ 800 mil reais/ dia [o que representa ao longo de quatro dias de feira mais de R$ 3 milhões]. Fechamos negócios com compradores do Chile e estamos em negociações avança-


FEIRA das com argentinos. Além disso, temos mais 35 prospects que devem se converter em vendas. Essa edição também é, historicamente, a que mais tiramos pedidos de clientes. Participamos de outras feiras, inclusive no exterior, mas hoje a Fispal Tecnologia é nossa principal feira de negócios. Vamos superar as vendas da edição anterior”.

“Tínhamos uma expectativa mais fraca, mas no primeiro dia de feira já havíamos identificado um movimento acima do normal. Vendemos na terça, na quarta e na quinta-feira. Acredito que foram cerca de 30 máquinas até agora”, contabiliza Antonio Buccino, diretor de Marketing da Markem Imaje – a boa qualificação do público reflete nas vendas, pois são tomadores de decisão”. Mesmo em um ano no qual o empresariado apresenta-se mais cauteloso, a SMI espera crescer de 10% a 15%, e a recepção do público na Fispal refletiu esse otimismo, de acordo com José Morgillo, representante de Vendas da empresa. “Iniciamos vários negócios na Fispal Tecnologia com perspectivas de concretização efetiva nos próximos meses. A feira trouxe visitantes mais seletivos e é bom para todos.”. “É a única feira que participamos – explica o diretor comercial da Almeida Martins Marco Antonio Ballo – pois é referência no setor. Este ano viemos com um estande maior e com metas maiores também: em 2014 a meta foi de 50 leads e esse ano aumentamos para 75. Se já não batemos essa meta, estamos muito próximos. Daqui para frente, é só manter esses contatos ativos para fecharmos negócios”. Já a Tupabras além de contabilizar 12 máquinas vendidas, também renovou participação na edição 2016 da feira, para um estande de pelo menos 100 m². “É a nossa primeira participação da Fispal Tecnologia e foi um sucesso! Ainda engatamos quatro projetos para montar uma linha de produção completa”, diz o diretor Maurício Zangare Pessin.

Temas relevantes para o setor Ainda no primeiro dia do evento o Auditório Elis Regina recebeu o painel Brasil Processed Foods 2020, organizada pelo Ital – Instituto de Tecnologia de Alimentos. O diretor do centro de pesquisa, Luis Madi, recebeu diversos especialistas e representantes de entidades-chave e empresas do setor de alimentos e bebidas, como Abia, Abir, Nestlé, Bunge e Tetra Pak, além de jornalistas especializados que discutiram o tema A Importância da Comunicação para o Consumidor, afim de derrubar mitos e informações distorcidas sobre alimentos processados. A troca de conhecimento e atualização profissional prosseguiu durante todos os dias da feira, no Espaço do Conhecimento, com palestras da Unicamp, Ital e Senai-SP. Temas como nutrição infantil, massas alimentícias funcionais, tendências em alimentos e saúde, segurança alimentar, sustentabilidade na produção de embalagens, entre outros, foram apresentados ao longo de 16 palestras, que somaram mais de 360 participantes. Expositores internacionais e rodadas de negócios

nologia, o evento recebeu a Rodada de Negócios do programa Think Plastic Brazil de exportações, criado pelo Instituto Nacional do Plástico (INP) e a Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Neste ano, as rodadas reuniram compradores internacionais do México, Equador, Colômbia, Chile, e Uruguai, e fortaleceram o intercâmbio comercial entre as indústrias brasileiras e os mercados latino-americanos. Foram 178 reuniões com 56 empresas brasileiras e grandes companhias de fora, como Colgate Palmolive, Ingeniería Y Geosintéticos, Yara, Casa Luker, Watt’s, entre outras, no dia 23 de junho. Além do encontro dentro do pavilhão, foram agendadas 33 visitas técnicas como a da Alico, empresa colombiana, na fábrica da Terphane em Pernambuco. “Conversamos com a diretora de Compras da Alico e vamos levá-la para conhecer a fábrica – explica Alvimar Leite Junior, encarregado de Exportação da Terphane. Esperamos por volta de R$ 750 mil com esse negócio já no segundo semestre”.

A Fispal Tecnologia 2015 recebeu expositores de 12 países – Alemanha, Argentina, Áustria, China, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Itália, Reino Unido, Taiwan e Turquia – dentro do Pavilhão do Anhembi. Representando os Estados Unidos, a PMMI – Associação para Tecnologias de Processamento e Empacotamento, mostrou-se satisfeita com a organização da feira, e quer aumentar tamanho do estande para a próxima edição. “O Brasil é um de nossos principais mercados e nosso propósito aqui é encontrar clientes e criar oportunidades para joint-ventures. Algumas de nossas empresas também procuram representantes”, explica Dolores Valdovinos, gerente de Serviço ao Consumidor para América Latina da entidade. A Argentina, através da Fundación Exportar, trouxe oito empresas, como explica Victor Freigedo, do Departamento Econômico, Comercial e de Promoção de Investimento do Consulado Argentino em São Paulo. “Todas as companhias argentinas participantes aqui são fornecedores para grandes empresas como Coca-Cola ou Danone. Para o empresário argentino, é uma das principais feiras”. Durante o primeiro dia de Fispal Tec-

55


FEIRA

Salazar

Promáquina

A empresa Salazar apresentou Sistemas de Codificação. É uma empresa que está há mais de 18 anos inovando no mercado de Datadores e Codificadores Ink Jet, Laser e Alta Resolução.

A Promáquina é uma empresa nacional, desenvolvedora de tecnologia de alta performance em linhas de envase e fechamento para os segmentos Farmacêutico, Cosmético, Químico, Alimentício e de Bebidas.

Mais informações em: www.salazarcomponentes.com.br

Mais informações em: www.promaquina.com.br

EDS Pack

Epet do Brasil

A empresa E.D.S Pack desenvolve equipamentos e prestando serviço na área de máquinas para empacotamento e embalagem.

A empresa EPET fabrica equipamentos para embalagem termoencolhível e também para aplicação de Sleeves, Lacres, Etiquetas e rótulos.

Mais informações em: www.edspack.com.br

56

Mais informações em: www.epet.ind.br


FEIRA

Optima

Revista Embalagem & Tecnologia

A empresa Optima apresentou na feira o equipamento para envase e fechamento.

Mais um ano a revista Embalagem & Tecnologia uma das maiores revistas do setor de embalagem para os fabricantes de alimentos, bebidas e cosméticos, esteve presente na feira Fispal Tecnologia 2015 levando ao público visitante, tecnologias e informações técnicas sobre o mercado de embalagem. Atualmente a revista se destaca pela sua expansão nas redes sociais através do portal www.embalagemetecnologia.com.br e do Facebook Facebook.com/revistaembalagemetecnologia alcançando uma grande quantidade de leitores e espectadores da revista. Atualmente o portal da revista tem mais de um milhão e seiscentas mil (1.625.823) páginas visitadas por mês e mais de quatro milhões e setecentos mil (4.782.233) cliques em somente um único mês.

Mais informações em: www.optima-ger.com

Ricefer A Ricefer Equipamentos Inox Ltda. possui uma ampla linha de produtos em aço inox, atuando hoje nos setores de Água Mineral, Aguardente e Destilados, Alimentos, Cerveja e Refrigerante, Farmacêutico e Cosmético, Laticínios, Químico, Vinho, Sucos, Espumantes e Projetos Especiais, produzindo equipamentos conforme a necessidade do cliente, obedecendo a normas e padrões de construção, segurança e acabamento, garantindo a qualidade dos produtos. Mais informações em: www.ricefer.com.br

Tetra Pak A Tetra Pak lança uma máquina que utiliza a tecnologia eBeam de esterilização por feixe de elétrons, em substituição ao peróxido de hidrogênio. A Tetra Pak® E3, em exposição na 31ª Fispal Tecnologia em São Paulo, promete uma série de benefícios para a indústria, tendo o potencial para produzir até 40 mil embalagens por hora. Além disso, a nova plataforma oferece três benefícios principais para os fabricantes de bebidas: redução de custos operacionais, melhoria de desempenho ambiental e maior flexibilidade de produção.

57


FEIRA

FCE Cosmetique superam expectativas de qualificação de público em sua 20ª edição

Eventos receberam 16.792 visitações de todo o Brasil e América Latina Ao completar 20 anos de realização, a FCE Pharma e a FCE Cosmetique, principais plataformas de negócios da América Latina para a cadeia produtiva dos setores farmacêuticos e comésticos, superaram as expectativas de qualificação do público visitante. Foram 16.792 visitações, sendo 50% desse público com perfil de tomadores de decisão incluindo presidentes, vice-presidentes, diretores e sócios pro-

58

prietários de revendas do País e do exterior. Estiveram presentes também grandes players dessas indústrias como Astra Zenica, Avon, Boticário, Eli Lilly, Glaxo Smith Kline, Jequiti, Merck & Co, Natura, Novartis, Pfizer, Sanofi, e Unilever. O evento aconteceu de 12 a 14 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Já se preparando para os próximos 20 anos, a FCE Cosmetique apresentou nesta edição de 2015 o Circuito do Conhecimento e Inovação. Uma plataforma de comunicação e relacionamento voltada à valorização do conteúdo, conhecimento e da experiência por meio de projetos que se integram e se transformam em um ambiente úni-


FEIRA co de interação, negócios e troca de informações. Destaque para a Arena do Conhecimento, um auditório aberto ao público, incorporado ao espaço da feira, que contou com palestras voltadas à inovação, tendências e lançamentos do setor. Empresas como Oxiteno, Croda,

O Circuito contou também com área de trabalhos científicos em formato de e-posters e com a Estação ExSenses – uma estação sensorial que, por meio de demonstrações, atraiu os visitantes com temas como pigmentação, matérias-primas com modificação sensorial e fragrâncias. Nos eventos paralelos, o público conferiu também o 4º seminário FCE Pharma que contribuiu com o desenvolvimento do setor farmacêutico por meio da exposição de cases e compartilhamento de experiências. Foi realizada também a 2ª. Jornada Sindusfarma que, com total apoio do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de SP, ofereceu palestras gratuitas sobre o mercado farmacêutico como Aspectos econômicos e Evolução e tendências, além do Panorama político do segmento. Ainda paralelo à FCE Pharma aconteceu a 2ª. edição da Powtech Arena Brasil que proporcionou a discussão sobre as principais inovações, evoluções, desafios e melhorias das indústrias que utilizam partículas, pós e granulados para os setores cosmético, farmacêutico, químico e alimentício. Todos os eventos paralelos contaram com qualificada audiência atraindo mais de 600 pessoas para as mais diferentes palestras.

“Neste sentido, encerramos esta edição da FCE Pharma e da FCE Cosmetique agradecendo aos expositores e parceiros por, juntamente com a NürnbergMesse Brasil, proporcionarem ao público visitante a principal e mais completa plataforma de negócios para toda cadeia produtiva da indústria farmacêutica, gerando excelentes oportunidades de negócios e impulsionando o desenvolvimento da economia deste setor”, afirma Ligia Amorim, Diretora Geral da NürnbergMesse Brasil, organizadora do evento.

Programe-se para a 21ª edição da FCE Pharma e FCE Cosmetique, que acontecerá nos dias 10 a 12 de maio de 2016. 21ª edição FCE Pharma e FCE Cosmetique Data: 10 a 12 de maio de 2016 Horário: 13h às 20h Onde: Transamerica Expo Center – São Paulo Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 - São Paulo

Site: www.fcepharma.com.br www.fcecosmetique.com.br

O Encontro de Negócios Brasil - América do Sul, outro ponto forte da FCE Pharma, foi organizado pela Associação Brasileira da Indústria Farmoquímica (Abiquifi) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) . Foi desenvolvido, em parceria, o projeto de internacionalização da farmoquímica brasileira e setores farmacêuticos, chamados Brazilian Pharma Solutions com o apoio de outras importantes organizações do setor. Dow e Dupont patrocinaram esta iniciativa, que contou ainda com um conteúdo exclusivo formatado pelos institutos de pesquisa Mintel e GFK. Também fez parte do Circuito o Congresso Brasileiro de Cosmetologia com o tema “Tecnologia, Arte e Magia. Conectando a Ciência ao Mercado Cosmético”, realizado em parceria com a Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC). O Congresso foi renovado e atraiu um público de químicos cosméticos, entre outros, para as apresentações de palestrantes nacionais e internacionais.

A Abiquifi coordenou o encontro promovendo reuniões de negócios entre compradores da Venezuela, Colômbia, Chile, Peru e empresas brasileiras dos setores farmoquímicos e farmacêuticos. Segundo Abiquifi, o resultado foi positivo, com cerca de 50 reuniões durante a FCE Pharma. As feiras de negócios proporcionam uma oportunidade singular para troca de experiências, conexão de pessoas e geração de oportunidades entre profissionais do mercado e entre empresas.

59


60

Embalagem & Tecnologia - Nº23  

Revista embalagem & Tecnologia. a revista do setor de embalagem para os fabricantes de alimentos, bebidas e cosméticos.