Page 1

REVISTA

ALIMENTOS - BEBIDAS - COSMÉTICOS

EMBALAGEM & TECNOLOGIA

Ano V - 2014 Edição 19

Editora Casa Grande Ltda - Revista técnica para fabricantes de alimentos, bebidas e cosméticos

A REVISTA DO SETOR DE EMBALAGEM

Empresa Dinamarquesa cria embalagem que dispensa o uso de filtros ou cápsulas de café Empresa cria garrafa PET de 500 ml com apenas 12,5 gramas para assépticos As Inovações em Embalagens é o motor da competitividade e a chave para um futuro DuPont apresenta o sistema BAG-IN-BOTTLE Tetra Pak apresenta solução de processo de envase e produção de embalagens para mercado de queijo frescal Vem aí a revolução das embalagens comestíveis


ÍNDICE EDITORIAL

Tetra Pak premia empresas de design de embalagens

06

Vencedores do “Programa Tetra Pak® de Qualidade Gráfica” terão o direito de usar como chancela o selo criado para valorizar as agências. ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Aimplas recebe prêmio para o melhor projeto europeu .......

08

O projeto ECOBIONET coordenado pela AIMPLAS recebeu o prêmio para o melhor projeto europeu da Comunidade Valenciana 2013 na modalidade de Inovação...

Sistema de peletização para pet gera grande economia

Braskem inaugura o novo laboratório

20

54

O sistema CrystallCut® da Nordson BKG™ utiliza energia do processamento de derretimento para cristalizar PET, o que economiza o custo do resfriamento e do reaquecimento e gera grânulos uniformes e de fluxo livre.

Localizado em Campinas (SP), espaço conta com apoio da Investe São Paulo e desenvolverá tecnologias sustentáveis com foco em inovação e competitividade.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

DuPont apresenta o sistema BAG-IN-BOTTLE

Lay´s cria embalagem diferenciada

24

56

Linha Transformers renova visual dos shampoos e condicionadores.

Para atender público brasileiro, marca lança novos sabores e embalagem moderna.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Cachaça 51 renova sua embalagem e novo conta gotas

Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens apresenta 16 vencedores de 11 países

Rótulos holográficos com tecnologia Casting

10

26

82

O DESIGN, mais moderno, tem como objetivo agregar o conceito de sofisticação à marca e ampliar o seu target

Ideal para produtos com grandes pedaços

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Empresa cria garrafa PET de 500 ml com apenas 12,5g.

Tetra Pak apresenta solução de processo de envase

Etiquetas especiais

12

Krones desenvolveu uma garrafa PET de 500 ml com apenas 12,5 gramas para o envase asséptico e cuidados de produtos.

Newton Santana, Diretor da empresa Quadrante Rótulos, explica um pouco mais da nova tecnologia.

40

Com o objetivo de desenvolver o mercado de queijo frescal no Brasil, a Tetra Pak® apresentou uma nova solução de processo e envase para a produção em embalagens longa vida.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Setor de embalagem de cosméticos exige atualização

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Grower´s Cup embalagem que dispensa o uso de filtros

14

Na Dinamarca a empresa de café Grower´s Cup, que vende cafés e chás de diversos países e que inclusive importa grãos do Brasil, teve a excelente ideia em revolucionar o modo de preparar o café, dispensando o uso de filtros ou cápsulas. ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

As Inovações em Embalagens é o motor da competitividade

16

Para ser competitivo, temos que inovar. Tendo passado por inúmeros exercícios de reestruturação, as empresas perceberam que a redução de custos, por si só, não é o suficiente para mantê-las à frente da concorrência em um mercado global.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Vem aí a revolução das embalagens comestíveis

44

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////

FCE Cosmetique 2014

48

Cobertura da feira.

FACEBOOK.COM / REVISTAEMBALAGEMETECNOLOGIA

Fispal Tecnologia 2014 Cobertura da feira.

Acesse: www.youtube.com/embalagemtecnologia

04

66

.................................................................................

Embalagem & Tecnologia é uma revista técnica de circulação nacional, direcionada às indústria e fabricantes de Alimentos, Bebidas e Cosméticos, traz informações e tecnologias importantes para o desenvolvimentos e manutenção das empresas. Publicação: Trimestral Distribuição: Indústrias e Fabricantes de: Alimentos, Bebidas e Cosméticos.

Diretor Presidente: Eric Mitsuo Toguchi Dept. Com. e Mkt: Elizabeth Cabral Comercial: comercial@editoracasagrande.com.br 11-2669-8563 / 2669-8564 Representante comercial: Gerson Candido Imprensa: redacao@editoracasagrande.com.br

PROGRAMA EMBALAGEM & TECNOLOGIA O PROGRAMA QUE LEVA PARA OS FABRICANTES, INFORMAÇÕES DO SETOR DE EMBALAGEM.

64

.................................................................................

A Solução para Multipack 3M valoriza a embalagem primária e aumenta a produtividade com um melhor desempenho ambiental.

Participe de nossas redes sociais e fique informado em tempo real!

92

As classes C e D são um grande foco de fabricantes, enquanto os fornecedores de embalagem devem aperfeiçoar sua produção a fim de poder participar deste mercado tão concorrido. Inovações tecnológicas e redução dos custos, através do aumento da produtividade e melhor gestão das informações e comunicações, são a tônica do momento.

Alternativas de emulsões mais promissoras têm como base material extraído de duas plantas brasileiras: a goma do cajueiro e a cera de carnaúba.

3M lança a Solução para Multipack

90

A Vitória Ribbon ao longo de sua trajetória desenvolveu técnicas específicas para impressão.

Editora Casa Grande Ltda Me São Bernardo do Campo - SP / Amparo - SP Mobile: (11) 95956-5767

Contato geral: contato@editoracasagrande.com.br www.embalagemetecnologia.com.br

*As matérias, artigos assinadas por colaboradores, são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar necessariamente a opinião da revista. As opiniões expressas no veículos da Editora Casa Grande são de responsabilidade exclusiva de seus autores


Premiação

Tetra Pak premia empresas de

design de embalagens Vencedores do “Programa Tetra Pak® de Qualidade Gráfica” terão o direito de usar como chancela o selo criado para valorizar as agências

D

urante a 30ª edição da Fispal Tecnologia (Feira Internacional de Embalagens e Processos para as Indústrias de Alimentos e Bebidas) a Tetra Pak® entregou o prêmio do “Programa de Qualidade Gráfica 2014” para os melhores trabalhos desenvolvidos no último ano. A agência Tônica foi o destaque do evento com a conquista do prêmio Ouro e o de Design.

06

Já a TR3SD e Ato receberam reconhecimento nas categorias Prata e Bronze, respectivamente. O Prêmio Criatividade Gráfica foi conquistado pela Ducoco Alimentos e Bebidas, com a embalagem do produto Ducoco Kids. Durante o evento os profissionais foram premiados por desenvolverem os layouts das embalagens de acordo com as especificações técnicas de impressão. A ação tem o objetivo de

reduzir o tempo de desenvolvimento, destacar a importância da qualidade na finalização do design das embalagens, e ainda incentivar a integração dos diversos elos da cadeia produtiva. Além do troféu, as empresas premiadas ainda receberam o selo “Qualidade Gráfica”, criado para valorizar as agências e profissionais e indicar aos seus clientes a excelência de seus trabalhos.


CONFIRA A LISTA COMPLETA DOS PREMIADOS: OURO

PRATA

Agência: Tônica Comunicação e Propaganda Cliente: Wow! Produto: SuFresh Baixa Caloria Embalagem: Tetra Gemina® Aseptic 1000ml com tampa HeliCap 27

Agência: TR3SD Propaganda Cliente: Jussara Produto: Crème de Leite Embalagem: Tetra Brik® Aseptic 1000ml

PRÊMIO CRIATIVIDADE GRÁFICA

Agência: Tônica Comunicação e Propaganda Cliente: Wow! Produto: SuFresh Embalagem: Tetra Brik® Aseptic 1000 ml Square com tampa StreamCap

BRONZE

Agência: Ato Cliente: Matilat Leite UHT Desnatado TBA 1000ml Produto: Leite UHT Desnatado Embalagem: Tetra Brik® Aseptic 1000ml

PRÊMIO DESIGN

Agência: Ducoco Alimentos e Bebidas Cliente: Ducoco Alimentos e Bebidas Produto: Ducoco Kids Embalagem: Tetra Brik® Aseptic 200ml

07


Premiação

AIMPLAS

recebe prêmio para o melhor projeto europeu de rede extrusado biodegradável para frutas cítricas e moluscos

O projeto ECOBIONET coordenado pela AIMPLAS recebeu o prêmio para o melhor projeto europeu da Comunidade Valenciana 2013 na modalidade de Inovação, concedido pela Conselleria de Hacienda y Administración Pública (Finanças e Administração Pública). Apesar de ser biodegradável, embalagem inovadora mantém as mesmas propriedades e o mesmo aspecto como as redes extrudados fabricados com materiais tradicionais, e seu preço é apenas um pouco mais alto para um quilo de produto no seu interior.

A

O Instituto Tecnológico de Plásticos (AIMPLAS) recebeu no último dia da cerimônia, o prêmio de melhor projeto europeu da Comunidade Valenciana 2013 na categoria de Inovação para o desenvolvimento de uma rede biodegradável de produtos alimentares no

08

âmbito do projeto ECOBIONET. Trata-se de um prêmio convocado pela Conselleria de Hacienda y Administración Pública (Finanças e Administração Pública), cerimônia celebrada no pátio gótico da Conselleria, em por ocasião, no Dia da Europa.

Devido à sua participação no projeto ECOBIONET, a AIMPLAS desenvolveu com sucesso uma rede inovadora para empacotar frutas cítricas, batatas, cebolas ou moluscos. Ao contrário das embalagens tradicionais, não é necessário separar a embalagem do lixo a ser reciclado.


A nova rede é biodegradável e compostável, por isso deve ser colocado com o resto dos resíduos orgânicos gerados em casa e em centros comerciais. Em condições compostabilidade industriais, tornar-se em redes de fertilizantes para as plantas em menos de seis meses, e são incorporados novamente no ciclo de colheita dos produtos no seu interior. Durante a cerimônia de premiação, o diretor da AIMPLAS José Antonio Costa garantiu: “O melhor prêmio para nós é que as empresas são capazes de inovar, e poder competir com os seus homólogos a nível europeu e global. É necessário continuar a promover a inovação a nível europeu Regional, Nacional, e nós empresas e outros agentes, devemos trazer proveito“. Por outro lado, o Conseller de Hacienda y Administración Pública

(Vereador das Finanças e da Administração Pública), Juan Carlos Moragues, garantiu que os projetos premiados no último dia nas categorias de Inovação, Meio Ambiente e Formação e Emprego “são projetos representativos do que a Europa é “. Ele também salientou que a União Europeia vai investir 960 mil milhões de euros em projetos com os premiados, durante o período de 2014-2020. Empresas espanholas como Ecoplas e Cristóbal Meseguer, o alemão como Tecnano eo belga como OWAS participaram do projeto e recebeu fundos do Programa de Inovação (PCI) e Competitividade. Um dos aspectos mais notáveis da net biodegradável é o seu prêmio, que apesar de ter um importante valor acrescentado, o prêmio final também iria aumentar alguns cêntimos por quilo do produto embalado.

Mesmas características, mais propriedades A rede biodegradável desenvolvido pela AIMPLAS está em conformidade com todos os requisitos funcionais para embalar, a partir de batatas, alhos e cebolas, para crustáceos e moluscos, incluindo frutas cítricas. Tanto é que pode ser fabricado em versões do mercado: redes extrudados orientados (as que mantêm sua forma original com o produto dentro deles, como alhos e moluscos), redes não-orientadas extrudados (para frutas cítricas , batatas e uma grande variedade de produtos hortícolas) e estas redes pode fazer combinações com filmes (projetado para ver o produto internamente, evitando que os resíduos de terra ou parte de alimentos hortícolas caiam para fora da embalagem).


Novidade

Cachaça 51 renova sua embalagem e tem NOVO CONTA GOTAS 10

P

O DESIGN, mais moderno, tem como objetivo agregar o conceito de sofisticação à marca e ampliar o seu target roduzida pela Cia. Müller de Bebidas, a Cachaça 51, marca líder absoluta, detentora de 1/3 das vendas do mercado brasileiro e comercializada em cinco continentes, estará com uma nova embalagem a partir de abril de 2014. A mudança é acontecerá em toda a família de produtos da linha 51, incluindo a tradicional garrafa de 965 ml e também a lata e o latão. O design, mais moderno, tem como objetivo agregar o conceito de sofisticação à marca e ampliar o seu target, especialmente entre o segmento jovem e os consumidores de maior poder aquisitivo, além de atender às expectativas do consumidor na nova classe média brasileira. “Além da busca incessante pela melhoria da qualidade dos nossos produtos, estamos também sempre atentos às novas tendências de tecnologia e de design de embalagens. Com essa mudança, buscamos tornar a Cachaça 51 ainda mais admirada e contemporânea e, com isso, conquistar novos consumidores, além de atender aos anseios dos consumidores atuais, que vêm passando por uma série de mudanças culturais e econômicas”, explica Ricardo Gonçalves, diretorsuperintendente da Cia. Müller de Bebidas. Criado pela Claessens International, uma agência de design e packaging do Reino Unido com longo portfólio de reposicionamento de marcas de bebidas internacionais, o novo design da Cachaça 51 busca reforçar para os consumidores os valores inerentes à 51, que, de acordo com Paula Videira, gerente de Marketing da empresa, englobam alegria, versatilidade, diversidade, personalidade e inovação. “A nova embalagem da Cachaça 51 busca reafirmar a qualidade e os valores construídos ao longo dos 55 anos de atuação da marca, com uma linguagem mais moderna e inovadora, porém, mantendo sua essência. Tanto que o produto não muda, continua sendo a mesma cachaça”, afirma Paula. A ideia de inovação já é percebida com a reformulação do conta-gotas, que conferiu maior segurança, praticidade e facilidade de abertura da garrafa. Além de mais refinada, do ponto de vista estético, o novo conta-gotas traz benefícios funcionais, evitando que o líquido escorra pela garrafa ao ser servido, e a adoção de um lacre torna evidente quando há violação.


tem novo presidente

D

jalma Novaes Jr. foi nomeado Presidente da CROWN Embalagens Metálicas da Amazônia S.A. (Crown Brasil), uma joint venture da Crown Holdings, Inc. (NYSE: CCK) (Crown) e da Évora S.A. de Porto Alegre, Brasil. A nomeação aconteceu no dia 1° de março. Novaes é o sucessor de Rinaldo Lopes, que trabalhou por mais de 30 anos na Crown. Novaes retorna para a Crown Brasil depois de passar pela Fitesa, produtora de não-tecidos subsidiária da Évora S.A., onde atuou como Diretor de Operações (COO) desde março de 2012. Antes disso, Novaes passou por uma série de posições dentro da organização Crown incluindo Diretor de Operações da CROWN Brasil, bem como Gerente Regional e Vice-Presidente de Operações da CROWN Beverage Packaging North America. Novaes entrou na

Crown em 1998. “A Crown tem o compromisso de dar suporte a suas operações em toda a América do Sul, onde trabalhamos com empresas de bebidas multinacionais e regionais para promover e aprimorar suas marcas”, conta Raymond L. McGowan, Presidente da Divisão da Crown para as Américas. “Estamos satisfeitos por ter Djalma novamente na Crown Brasil, e temos certeza de que a equipe, sob a liderança dele, continuará oferecendo produtos e serviços excepcionais aos nossos clientes.” Novaes é formado em engenharia mecânica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e também em história pela Universidade do Vale do Sapucaí de Minas Gerais. Além disso, ele tem um MBA da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo. Ele também passou pelo General Manager Program da Universidade de Harvard.

Djalma Novaes Jr. foi nomeado Presidente da CROWN Embalagens Metálicas da Amazônia

Jovem brasileiro assume a vice-presidência da Raumak North América nos EUA Aos 24 anos, Jean Guilherme Konell trilhou uma trajetória rápida de crescimento dentro da Raumak, empresa especializada em acondicionamento e movimentação de produtos, assumindo a vice-presidência da Raumak North América, primeira filial da empresa no exterior, que investiu U$ 1 milhão para as operações na sede em Atlanta (EUA).

F

ormado em Tecnologia Mecânica, Jean começou na empresa atuando na área de montagem de máquinas e graças aos seus conhecimentos em desenho, logo estava atuando no departamento de engenharia. Passados cinco anos ele acabou migrando da área técnica para a comercial, cujas exportações foram ganhando volume e hoje abrangem mais de 35 países - numa carteira de clientes que incluir multinacionais dos segmentos de alimentação, farmacêutico, cosmético e químico. “Meus últimos dois anos trabalhando em exportação seguramente foram os que mais cresci profissionalmente e pessoalmente, pois tive contato com aproximadamente 15 diferentes países e culturas”, conta Jean sobre sua atuação na Raumak Export. “Agora, o novo desafio é estar a frente da abertura da operação e da consolidação da marca Raumak na América do Norte”, completa, ressaltando o mercado norte-ameri-

cano como o maior do mundo, dentro deste segmento. Natural de Jaraguá do Sul (SC), sede da Raumak, Jean ressalta que a empresa lhe concedeu o devido tempo para se preparar para o desafio de ir morar no exterior e assumir a responsabilidade à frente da Raumak North América, executando o objetivo de tornar este mercado uma referência no exterior para a empresa, que já atende clientes norte -americanos desde 2003. Ao analisar os motivos que levaram à sua rápida ascensão dentro da Raumak, o jovem executivo aponta o senso de oportunidade, aliado ao “preparo profissional, a humildade e a vontade de fazer acontecer no novo desafio”, explica. Também contou a favor de Jean, o prazer pessoal que ele tem em se socializar com pessoas de diferentes culturas, característica que se reflete profissionalmente em uma motivação genuína para dialogar e fazer negócios.

11

Indústria

CROWN Embalagens Metálicas da Amazônia


Novidade

Empresa cria garrafa PET de 500 ml com apenas

12,5 gramas para assépticos

A

Krones desenvolveu uma garrafa PET de 500 ml com apenas 12,5 gramas para o envase asséptico e cuidados de produtos.

A garrafa quadrada e de peso reduzido, apresentada pela empresa na última feira Interpack, na Alemanha, foi criada graças à tecnologia Contiform AseptBloc e ao próprio desenho da garrafa, que possui uma seção da boca de 33 milímetros. Este desenho inovador tem uma seção transversal quadrada com bordas arredondadas bastante chamativa. Até hoje, o peso-padrão de uma garrafa PET para o envase asséptico era de 20 gramas. O baixo emprego de material reduz os custos de material e contribui para um envase sustentável e ecológico de bebidas delicadas com alta segurança microbiológica. A embalagem é completamente reutilizável e pode ser processada a velocidades elevadas. Em relação à Contiform AseptBloc, a Krones incorpora pela primeira vez a sopradora em um bloco asséptico, ao combinar a esterilização das preformas com uma sopradora asséptica. Com este sistema, é possível se fechar um ciclo: esterilização das preformas, módulo de sopro asséptico, enchedora asséptica e tampadora asséptica.

12

Quantidade mínima de interfaces e um conceito detalhado de esterilização para todos os componentes do processo de envase asséptico são os fatores de êxito do bloco Contiform AseptBloc. A esterilização das preformas oferece uma série de vantagens em comparação com a esterilização das embalagens PET recém-sopradas. As preformas possuem uma forma muito mais simples de esterilizar e, obviamente, uma superfície bem menor. Ao contrário do que acontece com as garrafas, a descontaminação das preformas não provoca nenhum encolhimento. Isso permite reduzir o peso da garrafa e economizar material, além de tornar obsoleto o processo de sopro do tipo Relax. Além disso, o processo para alcançar a diminuição necessária dos microorganismos é claramente maior no caso das garrafas, o que aumenta a segurança e a estabilidade da ação. Enfim, toda esta tecnologia garante também às bebidas envasadas assepticamente a possibilidade de utilização de garrafas mais leves. A Krones tem uma grande preocupação em desenvolver soluções que permitam aos clientes uma redução do uso de recursos naturais e de seus custos financeiros de produção.


Novidade

Grower´s

Empresa Dinamarquesa cria embalagem que dispen

M

anter-se inovando já é algo obrigatório para a empresa que procura sempre estar na frente de seus concorrentes.

Na Dinamarca a empresa de café Grower´s Cup, que vende cafés e chás de diversos países e que inclusive importa grãos do Brasil, teve a excelente ideia em revolucionar o modo de preparar o café, dispensando o uso de filtros ou cápsulas. A embalagem tem um sistema de filtragem embutido com a medida certa de 18 gramas de pós de café que rende duas xícaras.

A bebida é preparada diretamente na embalagem, sendo necessário apenas adição de 300ml de água quente dentro do sachê e esperar por 2 a 4 minutos para servir. Ulrik Skovgaard (diretor da companhia), foi o idealizador, isso já há 12 anos atrás. A ideia começou em 2002 numa tarde quando se deu conta que tinha acabado os filtros de café em sua casa, a partir daí teve essa brilhante ideia de desenvolver uma embalagem para o preparo da bebida, sem depender de nada.

ÁGUA QUENTE

PÓ DE CAFÉ E FILTRO EMBUTIDO

CAFÉ FILTRADO 14

Vender a bebida em sachê foi a solução do problema.


Cup

nsa o uso de filtros ou cápsulas de café Alguns exemplos de cafés e chás comercializados pela empresa

Brasil

Etiópia

Colombia

Panamá

Costa Rica 15


Artigo

As Inovações em Embalagens é o motor da competitividade e a chave para um futuro Por Assunta Napolitano Camilo

A

inovação é muito mais do que uma palavra. É a palavra do momento. Para ser competitivo, temos que inovar. Tendo passado por inúmeros exercícios de reestruturação, as empresas perceberam que a redução de custos, por si só, não é o suficiente para mantê-las à frente da concorrência em um mercado global. O mundo está em constante mudança e este fato tem criado um cenário mais complexo, onde o estilo de vida é um diferencial importante do consumidor que demandam novidades ou inovações em produtos e embalagens. Diante disso, o conceito da inovação agrega novos valores, tais como a imagem, a sustentabilidade na matriz de decisão e a aquisição do produto que é praticado pelo gosto individual. Nesse raciocínio, a inovação reflete na capacidade humana de se adaptar ao mundo em mudança, na criação de novos conceitos e em aproveitar as oportunidades adquiridas com a mudança.

sional, o desafio vai além das questões do projeto. A embalagem não só pode atrair a atenção para vencer a competição em prateleira mais deve manter um estado de constante interação entre o cliente e o produto. O projeto em si deve criar link que supere o teste do tempo e, além disso, para adicionar os valores afetivos capaz de desencadear reações emocionais. Diante disso, vou destacar alguns exemplos que mostram aspectos interessantes presenciados nas últimas feiras e viagens na região do norte da África, Bélgica, Israel, Rússia, Estados Unidos, Europa e outros, que foram os campos de pesquisa e a fonte de dados e informações e que mostram alguma inovação relevante no mercado de embalagem. Para oferecer uma proposta mais ecológica, a Unilever da Inglaterra lançou o novo Persil ®, um produto “bio” linha de detergentes orgânicos que são assumidas como pequeno e poderoso.

A tampa bi - injetada é fácil de abrir, feita em polipropileno fosco e duas peças com cores diferentes. Graças a uma vedação interna, é fácil de remover o que torna o produto muito seguro e conveniente. O conjunto tem um design muito atraente. Se assemelha a uma ânfora Para ser mais sustentável, a Method® oferece um produto superconcentrado, de modo que o frasco de 300 ml tenha capacidade para lavar até 25 cestos de roupas. O sistema de dispense tipo “bomba” é uma novidade no segmento, e o rótulo mudou de serigrafia para melhorar a percepção de qualidade e se destacar consideravelmente no ponto de venda. Um “pescante” longo garante o uso do produto até o final. O frasco de polietileno de alta densidade contém 50% de material reciclado e recebeu o Selo de Prata da Terracycle®.

Os consumidores reagem à inovação de forma diferente o que tem relevância na maioria dos casos com a cultura de cada indivíduo. Não é uma ciência com resultados totalmente previsíveis. Depende de uma série de fatores, mas há uma maneira de minimizar a probabilidade de falha ou não sucesso. Para ter sucesso nas inovações é recomendado seguir as tendências de consumo. Simples assim! Se a inovação proporciona mais comodidade, segurança, saúde, design (ou estilo) e é mais sustentável; a chance do sucesso é maior. Desenvolver a inovação na embalagem, num primeiro momento pode ser a opção mais fácil e mais acessível financeiramente em comparação ao produto. Também é a ferramenta que melhor comunica o consumidor sobre essas mudanças. Inovação na embalagem é algo que rapidamente se conecta com o usuário final, sem aviso ou explicações longas ... normalmente eles entendem com facilidade porque acessam essa novidade: vêem, tocam, sentem e amam (ou não) o novo! Para um designer de embalagem profis-

16

Promete mais lavagens por embalagem (até 15 cestas de roupas) e se diz adequado para peças que exigem desde a limpeza profunda até com pouca sujeira. A embalagem é muito ergonômica, ou de “fácil manuseio”: vem com um dispensador prático montado no meio do frasco com três medidas e um bico para facilitar o despejo.

As opções oferecidas no mercado são inúmeras, por isso, é importante para as embalagens surpreenderem e cativarem os consumidores, despertando a atenção e conquistando o cliente para fideliza-lo com a preferência da escolha no ato da compra. Isso é importante para que as marcas estabeleçam uma nova estratégia de forma que os recursos sejam explorados, como nos exemplos apresentados!


Outra empresa que segue no conceito de estabelecer a relação de fidelidade com os consumidores, é a Toblerone ®, que sempre se posicionou como algo único por ter sua forma triangular. E isso é também uma maneira de inovar, usando recursos de Design como a forma ou com o formato. Já que, apesar dos lançamentos, a forma continua a ser um ícone de marca intrínseca. É um “equitie” da marca, que estendeu seu formato para toda a linha de produtos, como os bombons, embalagens, janelas, etc. O cuidado que eles têm com a forma de embalagem é exemplar.

A exclusividade também é algo incrível. A marca de lenços Kleenex ® sempre inova usando formas exclusivas. Ninguém precisa de uma caixa de lenços na forma de uma fruta, mas os consumidores se sentem atraídos por elas de maneira que racionalmente não entendem. Compram produtos que vêm em embalagens que são verdadeiros objetos de decoração, com cores fortes e vibrantes. O designer Walter Landor diz em um de seus livros: “Os produtos são produzidos em fábricas, mas marcas são construídas na mente dos consumidores”. Por ser o primeiro contato do consumidor com o produto, a embalagem deve ser capaz de traduzir a essência do produto de modo a alcançar, com os recursos que dispõe o objetivo que é alcançar semanticamente o coração do consumidor, e com isso estabelecer uma relação com a marca, paralelamente a função de proteger, embalar, armazenar e transportar o produto. A embalagem é quem traduz de desempenho do produto, e sua interface tem que dizer tudo em segundos. O exemplo do HIPP ®, Alemanha, que desenvolveu uma embalagem com a conveniência de bico push and pull, cuja decoração colorida e divertida se encaixa perfeitamente como um objeto de decoração na casa de banho dos pequenos reis da casa!

Desde a Drupa 2012, podemos dizer que a parte do show se deu pelo lançamento de grandes empresas e suas novas máquinas e tecnologias para Impressão Digital, capazes de atender a demanda por inovações deste tipo: personalização ou customização. Em 2013, nós confirmamos isso com a feira K, onde o lançamento principal foi a Injeção Digital (mais que impressão 3D) e mais uma série de novas possibilidades na impressão digital para tubos (Kiefel, Isimat, HinterKoft), potes (Van Dan e Illig) e garrafas (como KHS). Na Interpack 2014 não foi diferente, aliás apenas reforçou isso. Nesse mesmo sentido da elevação da impressão digital, a alemã Hinterkopf ® mantém linhas de produção completas para a decoração sofisticada de latas e tubos ou mangas de plástico e de alumínio. A partir do Centro de Tecnologia lançou a máquina para decoração de tubos digital com cura UV e com a maior velocidade possível até aqui, além de alta definição (1200 dpi). Seamless impressão e permite que com os efeitos ópticos especiais e relevos que garantem a criatividade na decoração.

O ILLIG ®, fabricante de máquinas de termoformagem está investindo na tecnologia de decoração, e mostrou potes impressos digitalmente, além da máquina 70b RDML já consolidada e apropriada para decorar com tecnologia IML. Combinado com 48 FSL forma, encher e selar on-line, que permite a decoração e novas aplicações ao mesmo tempo, especialmente para embalagem com propriedades de alta barreira. O Wittmann Battenfeld introduziu o conceito da tecnologia híbrida e IML sistema inovador, e MacroPower de alta velocidade que inclui um servo-hidráulico de aperto 2 - cilindro moderna, o qual foi combinado com uma unidade de injeção completamente elétrica de alta performance. Isso tornou possível a construção de um grande projeto extremamente compacto e com eficiência energética em conjunto com velocidades de injeção de até 450 mm/ s. O robô IML equipado com servomotores de alta velocidade leva os rótulos a partir de um compartimento e insere-os na

cavidade do molde da metade fixa com o auxílio de um núcleo vertical simulado. Para minimizar o tempo de ciclo, a remoção dos potes acabados e inserção de rótulos são realizadas simultaneamente, o que proporciona os ganhos de produtividade. Para o balde 13 litros conseguiram um ciclo de 14 segundos. ARBURG desenvolveu um novo conceito de fabricação peças de plástico: a ArburgPlasticFreeforming (AKF). Com AKF, arquivos CAD 3D são processados diretamente pela Freeformer o granulado plástico padrão é derretido em conjunto, como moldagem por injeção, as gotas são gerados a partir da fusão de líquido, e estes componente totalmente funcional é construído de forma aditiva, ou seja, camada por camada. Isto permite que o custo de produção eficaz de peças individuais completamente moldes para moldagem por injeção. Um lote pode ser uma única peça.

As novas fronteiras da Impressão Digital As novas impressoras digitais HP Indigo® para impressão em papelcartão (30000 série) e embalagens flexíveis (20000 série), agora em grande formato (750 milímetros por 530 milímetros) ou rolos de até 30 polegadas por 29 polegadas de altura, permite a impressão de alta resolução sem a necessidade de custos de set up e quase nenhuma perda de material para o ajuste. Especialmente desenvolvido para enfrentar o desafio de oferecer lotes menores e mais diversidade em menos tempo. Este é um processo de impressão indireta em off set, só que sem a necessidade de placas e com transferência de uma vez (todas as cores de uma só vez) (conhecido como One Shot ), que garante a precisão de registro do arquivo, mesmo com sete cores (usando a tecnologia de tinta EletroInk® própria HP®). A máquina integra-se perfeitamente com os acabamentos de linha de papelcartão. O papelcartão pode ter até 600 micra, com ou sem primer ou já conter metalização ou outras aplicações na superfície. Para embalagem flexível, a impressão (frente ou verso) pode estar em praticamente qualquer substrato: papel, alumínio ou filme; espessuras de 10 micra para laminados, que entra e sai em rolos em condição de aplicar a outros equipamentos de corte ou outros tipos de acabamento ou de laminação, integrandose ao processo comum desta indústria.

17


Artigo

As novas impressoras digitais HP Indigo® para impressão em papelcartão (30000 série) e embalagens flexíveis (20000 série), agora em grande formato (750 milímetros por 530 milímetros) ou rolos de até 30 polegadas por 29 polegadas de altura, permite a impressão de alta resolução sem a necessidade de custos de set up e quase nenhuma perda de material para o ajuste. Especialmente desenvolvido para enfrentar o desafio de oferecer lotes menores e mais diversidade em menos tempo. Este é um processo de impressão indireta em off set, só que sem a necessidade de placas e com transferência de uma vez (todas as cores de uma só vez) (conhecido como One Shot ), que garante a precisão de registro do arquivo, mesmo com sete cores (usando a tecnologia de tinta EletroInk® própria HP®).

A máquina integra-se perfeitamente com os acabamentos de linha de papelcartão. O papelcartão pode ter até 600 micra, com ou sem primer ou já conter metalização ou outras aplicações na superfície. Para embalagem flexível, a impressão (frente ou verso) pode estar em praticamente qualquer substrato: papel, alumínio ou filme; espessuras de 10 micra para laminados, que entra e sai em rolos em condição de aplicar a outros equipamentos de corte ou outros tipos de acabamento ou de laminação, integrando-se ao processo comum desta indústria.

Competitividade: O DIFERENCIAL: o verdadeiro “X” da questão. É óbvia a idéia de que as empresas tenham que atender às novas necessidades do mercado capazes de entregar amostras de volumes menores e mais diversificada, com trocas freqüentes e lotes-piloto para os mercados ou promoções ou sazonalidade, entre outros testes. Além disso, essa tecnologia libera as máquinas convencionais para trabalharem de forma mais competitiva no atendimento de lotes maiores. Assim, a empresa como um todo se torna mais competitiva e capaz de participar em vários e novos mercados. Sabemos que a curva de custo de impressão tradicional (off set flexografia ou rotogravura) começa em um ponto B, os custos de preparação de chapas, placas ou cilindros, além do tempo de ajuste ou set up. Daí na medida em que os lotes crescem a curva de custo por metro quadrado está crescendo a uma curva lenta, ainda mais quando as imagens ou o tamanho do serviço ou o custo do trabalho por metro quadrado é melhor, uma vez que há uma “diluição” dos custos iniciais. Na impressão digital, os tempos e custos de start up são mais baixos, representada pelo ponto A do gráfico; no entanto, a curva de custo por metro quadrado cresce acentuadamente. O ponto “X” é o ponto de intersecção das duas curvas e indicar o tamanho ideal de lote para que rode em qualquer tecnologia.

18


Correto? Em parte! Devemos considerar outro aspecto importante: o serviço em “timing” do cliente, de modo que, no tempo que ele precisa e mais do que isso, a importância da competitividade da empresa de embalagens, este é o “X” real da questão. É de suma importância liberar as impressoras convencionais para a produção de lotes maiores e mais econômicos, as grandes encomendas e ocupá-las de forma inteligente e economicamente sustentável, esta é uma grande contribuição da nova proposta, para melhorar a competitividade global da empresa! A inteligência é a complementaridade dos diferentes processos!

Na Espanha, o sorvete foi a categoria que mais surpreendeu: Uma vaquinha de plástico muito brincalhona estava na geladeira. A bola de sorvete estava dentro da “barriga” da vaquinha, a “embalagem - vaca” vinha dentro de um segundo recipiente: um BOPP flow pack. Essas iniciativas mostram que as embalagens podem e devem ser surpreendente e divertir.

Embalagem melhor. Mundo melhor! Mais informações e fotos dos produtos podem ser obtidas no site: www.clubedaembalagem.com.br Artigo baseado no capitulo “Inovações” da autora no livro “Better Packaging Better World”.

Alguns outros bons exemplos de inovações em todo o mundo A comodidade já está presente na vida dos belgas, com estilo, é claro! Note-se a simplicidade do design e da harmonia de cores em charmosos potes de salada “les Saladiers”® da Saupiquet®, os pequenos garfos desenhados significa que dentro do pote, a deliciosa salada esta completa e já com um garfo. A salada é uma refeição com arroz, atum, azeitonas, tomates e sem conservantes em função do pote especial multicamadas que garante ainda mais a vida de prateleira. Outra novidade belga foi o Stand up pouch para fondue tradicional. Assim, eles mantêm o charme da refeição com tradição e de um modo mais barato.

Com certeza, as embalagens que apresentarem melhorias nos aspectos de decoração e design, segurança, forem mais leves, com formas atraentes e produzidas com mais eficiência serão as embalagens que permanecerão no futuro, afinal:

Crédito: Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack - Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens - Ensino & Pesquisa.

Em Israel, a pasta de avelã, uma iguaria muito apreciada, vem em um pote de PET em forma triangular (lembrando a forma da avelã) com rótulo termoencolhível lindo, impossível não notar. Outra delícia da região, “mel de tâmaras” vem neste frasco sinuoso que lembra as tamareiras balançando ao vento, tem selo para garantir a segurança e uma janela para visualizar o nível de substituição.

Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World

19


Novidade

Sistema de peletização para pet gera grande economia de custo produzindo e cristalizando pellets em um processo único e integrado O sistema CrystallCut® da Nordson BKG™ utiliza energia do processamento de derretimento para cristalizar PET, o que economiza o custo do resfriamento e do reaquecimento e gera grânulos uniformes e de fluxo livre

M

ÜNSTER, ALEMANHA: De acordo com a Nordson BKG™, um sistema integrado que utiliza a energia térmica do polímero derretido na peletização de PET para a subsequente cristalização elimina os problemas causados pela aglomeração de material amorfo e reduz significativamente os custos de energia para composição ou reciclagem.

Chamado de CrystallCut®, o processo patenteado* evita a necessidade de resfriar o PET após a peletização e, em seguida, reaquecê-lo para cristalização. Como uma rede integrada que incorpora a peletização submersa, a secagem e a cristalização, o sistema é projetado para controle preciso das temperaturas do material ao longo de todo o processo, evitando os problemas de produção e qualidade causados pela cristalização insuficiente e pelos níveis excessivos de material amorfo. A eficiência energética do sistema CrystallCut pode economizar mais de € 3.000.000 anualmente em custos de energia, no caso de plantas típicas de resina PET, e quase € 200.000, no caso de linhas de extrusão que reciclam flocos de garrafa PET. Esses dados são baseados em exemplos citados pela Nordson BKG™ e em instalações comerciais reais (veja no gráfico um exemplo relacionado à polimerização). “O sistema CrystallCut alivia significativamente a pressão exercida pelos custos da polimerização e da 20

Esquema do processo CrystallCut

No sistema CrystallCut, o grânulo quente de PET produzido pela fresa de superfície do peletizador submerso é transportado rapidamente para o secador de pellets em água quente (até 95°C) através de tubulações de transporte fechadas, onde ocorrem o resfriamento e a solidificação do pellet. Esse meio de transporte e a curta distância entre o suporte da matriz e o secador são as chaves para a conservação do calor oriundo do processo de derretimento. Quando saem Equipamentos do sistema CrystallCut do secador e vão para o transportador vibratório, a temperatura dos pellets está entre 150°C e 160°C. Isso mantém os pellets em constante movimento, gera a distribuição uniforme da energia térmica e evita que os pellets se aglomerem. Na conclusão do processo, os pellets têm uma temperatura de aproximadamente 180°C, atingiram uma cristalinidade de até 40% e reciclagem de PET, especialmente à podem ser transferidos diretamente medida que os preços do PET caem”, para a policondensação em estado disse Ralf Simon, diretor administra- sólido (SSP, na sigla em inglês). tivo da Nordson BKG™. “Além disso, como o sistema utiliza a energia tér- Além de economizar energia e evimica residual localizada dentro do tar a aglomeração de PET amorfo, o material para cristalizar pellets de sistema CrystallCut gera um produdentro para fora, ele oferece uma to praticamente livre de poeira e auestrutura cristalina aprimorada e menta a densidade do material em que resulta em redução dos custos 8%, em comparação a um processo de energia para o novo derretimento convencional. O sistema CrystallCut® permite do material”.


uma significativa economia energética

Gráfico de economia de energia

Pressupondo um custo energético médio de € 0,12/kWh, a Nordson BKG™ estima que o sistema CrystallCut gera uma economia energética de até 125 kWh ou € 15,00 por tonelada de PET, considerando-se uma planta moderna de polimerização de PET. Uma vez que uma planta pode atingir uma capacidade de produção diária de 600 toneladas, essa economia soma € 9.000 diariamente e € 3.200.000 anualmente. Isso representa uma economia energética anual de mais de 26 gigawatt por hora, ou 26.000 megawatt por hora. Outro exemplo citado pela Nordson BKG™ é o de uma linha de extrusão que recicla flocos de garrafa PET a uma velocidade de 1.500 kg/h. A economia que pode ser atingida com o sistema CrystallCut ultrapassa 180 kWh, ou mais de 1,4 centa-

vos/kg. Em uma operação de 365 dias por ano, 24 horas por dia, isso equivale a € 190.000 ao ano. * Patente nos EUA, nº 8.324.339 B2


Novidade

DuPont apresenta o sistema BAG-IN-BOTTLE desenvolvido a partir de DuPont™ Surlyn Tecnologia foi apresentada durante a InterPack 2014

T

oleriane Ultra é um cosmético para tratamento dermatológico da La Roche-Posay que proporciona intenso cuidado para peles hipersensíveis e alérgicas. Sua embalagem combina um inovador sistema bag-in-bottle (frasco com uma bolsa embutida) com um dosador air-less (sem ar) para proteger a loção contra o ressecamento, a penetração de contaminantes e a oxidação, já que a fórmula do produto não tem conservante. O sistema bag-in-bottle consiste em um frasco resistente feito de copoliéster cristalino e uma camada interna feita de DuPont™ Surlyn® altamente transparente. Esse projeto inovador é fruto de um desenvolvimento conjunto entre a DuPont Packaging & Industrial Polymers e a Gaplast, de Saulgrub (Alemanha), empresa especializada em embalagens plásticas para produtos farmacêuticos e cosméticos com mais de 40 anos de sucesso. A tecnologia de aplicação bag-in-bottle, desenvolvida na década de 1990, tem demonstrado seu valor ao longo do tempo quando se trata de armazenamento confiável para ingredientes altamente sensíveis. A inovação na versão atual usada pela La Roche-Posay é a transparência de todos os materiais utilizados. Isso significa que o conteúdo pode ser verificado a qualquer momento, mantendo o consumidor informado sobre o estado e a quantidade do produto que resta no recipiente. Além disso, esse inovador tipo de embalagem permite que a bolsa seja quase completamente esvaziada, evitando desperdício do produto, enquanto mantém a forma externa do frasco inalterada. Os sistemas são produzidos a partir de moldagem por sopro em múltiplas camadas. No caso Toleriane Ultra, a Gaplast criou um tubo de quatro camadas, sendo uma externa de poliéster para garantir rigidez e uma interna altamente flexível, resistente a produtos químicos, com uma estrutura de Surlyn® / EVOH / Surlyn®. Ainda quente, a embalagem é moldada com ar comprimido e, como o nível de aderência entre a classe selecionada do

22

poliéster e o DuPont™ Surlyn® é baixo, os dois componentes podem ser separados de forma particularmente fácil e suave. A tecnologia de manufatura especial e patenteada pela Gaplast envolve a fixação da bolsa interna ao fundo do recipiente durante a operação de moldagem por sopro. Em seguida, a bolsa é fixada na parte superior quando o dispensador é montado. Isso significa que a bolsa permanece esticada em todo o seu comprimento enquanto o conteúdo vai sendo usado. À medida que o recipiente se esvazia, a bolsa vai se tornando quase completamente plana sem que o ar atinja o conteúdo. “A fixação nas extremidades e a transparência do frasco permitem que o consumidor se certifique facilmente de que o conteúdo de 40 ml de fato acabou antes de jogar o recipiente fora. Esse era exatamente o resultado que La Roche-Posay queria alcançar para ganhar ainda mais confiança do consumidor”, revela Leonie Kneer, gerente de vendas da Gaplast. De acordo com Stephan Kneer, gerente de pesquisa & desenvolvimento da Gaplast, “a fabricação é feita sob condições de salas limpas e cada um desses sistemas sem ar tem a vedação testada. Por isso, nossas embalagens atendem aos rigorosos requisitos de higiene. DuPont™ Surlyn® apresenta vantagens específicas em relação aos plásticos convencionais. Graças à sua suavidade e flexibilidade, a bolsa interna se aplaina muito bem. Isso significa que esse tipo de em-

balagem pode ser completamente esvaziado. Sua excelente extensibilidade garante maior liberdade de projeto, além de suas ótimas características de processamento serem particularmente vantajosas. Por exemplo, sua baixa temperatura para aderência auxilia o fechamento confiável da parte inferior do recipiente durante a moldagem por sopro, e a ampla janela de processamento do DuPont™ Surlyn® facilita a coextrusão com vários outros termoplásticos que são usados como envelope externo e, em certas aplicações, também na forma de camadas funcionais extras”.


Novidade

EMBALAGENS que se transformam em brinquedos Linha Transformers renova visual dos shampoos e condicionadores

O

s robôs alienígenas mais legais da TV ressurgem com “nova roupa” na linha de produtos de higiene Transformers, fabricada pela Phisalia. As novas embalagens dos shampoos e condicionadores Transformers, voltados para os meninos, agora se transformam em brinquedos, levando muito mais diversão, ação e brincadeira para o momento do banho.

24

A modernização da linha acompanha a expectativa da criançada para o lançamento do filme ‘Transformers: A Era da Extinção’ (Paramount Pictures), que tem estreia marcada para o dia 17 de julho aqui no Brasil. Na linha Transformers, agora as embalagens se transformam em brinquedos, já que, se em pé os frascos têm o formato dos robôs, deitados eles viram carros para deixar a brincadeira mais divertida no banho e fora dele também.

Com fragrâncias marcantes e fórmulas de alta tecnologia testadas dermatologicamente, os produtos têm rótulos personalizados que estampam os principais personagens da série de TV, dentre eles o carismático robô amarelo Bumblebee, o valente gigante Optimus Prime e o malvado Megatron. As caixas dos kits também foram reformuladas e agora, quando estão fechadas, mostram a figura de um caminhão, mas, quando abertas, trazem o retrato de um dos heróis da série. A linha Transformers conta com Shampoo, Condicionador, Shampoo 2 em 1, Shampoo 2 em 1 Vitaminado, Shampoo 3 x 1 Vitaminado, Gel Fixador, Gel Dental e os Kits , que surgem nas combinações Shampoo + Condicionador e Shampoo 3 x 1 Vitaminado + Gel Dental.


Premiação

Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens apresenta 16 vencedores de 11 países Edição tem vencedores latino-americanos, com destaque para embalagens brasileiras e mexicanas

A

DuPont apresentou os 16 vencedores da 26ª edição do Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens, a mais tradicional competição global com júri independente que destaca soluções inovadoras de embalagens e iniciativas de colaboração em toda a cadeia de valor. Os vencedores foram reconhecidos pela excelência em embalagens.

embalagem vencedoras apresentaram um maior grau de conveniência. Por exemplo, a embalagem de papelão da VerDeSoft, da Alemanha, permite que os cozinheiros domésticos preparem massas frescas em três minutos, espremendo a massa para fora do pacote em uma panela com água fervente. A P&G - Bélgica (Bruxelas), Cingapura e Suíça - foi premiada pela garrafa de produtos de limpeza com tampas de dosagens inteligentes que automaticamente interrompem o fluxo do líquido após uma dose previamente definida.

Nesta edição, o prêmio registrou cerca de 200 inscrições de 31 países, o segundo maior número de candidatos e o mais amplo alcance na história de 26 anos da premiação. Neste ano, a Unilever (Reino Unido) recebeu o prêmio Diamante por sua linha de desodorantes compactos. O painel internacional de jurados reconheceu a Unilever pela excelência em todos os três critérios do prêmio: Avanço Tecnológico, Embalagens Responsáveis e Melhor Experiência para o Usuário. Os novos frascos da Unilever contêm a mesma quantidade de produto em uma embalagem com a metade do tamanho original. Embalagens menores atendem às exigências das companhias aéreas para bagagem de mão, permitem que os varejistas estoquem mais produtos no mesmo espaço da prateleira e reduzem significativamente os custos de transporte. Além do prêmio Diamante, o júri independente escolheu cinco vencedores

Ouro e 10 vencedores Prata representando 11 países. Os premiados na categoria Ouro demonstraram excelência em dois dos critérios, enquanto os do grupo Prata mostraram excelentes resultados em um critério. “O Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens continua celebrando a inovação e estimulando a colaboração”, disse William J. Harvey, presidente da DuPont Packaging & Industrial Polymers. “Neste ano, atualizamos as categorias da premiação para refletir as tendências emergentes e amplificar o papel do consumidor nas iniciativas de inovação”, completa. O conceito “Conveniência para o Consumidor” recebeu notas altas na competição deste ano: 75% das soluções de

VENCEDORES CATEGORIA DIAMANTE

Sacos da Parakh Agro Industries, da Índia, para leite processado à alta temperatura mantêm o produto próprio para consumo sem refrigeração por até 90 dias e eliminam a necessidade do leite ser fervido antes de beber. “Os vencedores do Prêmio DuPont de Inovação em Embalagens demonstraram o que há de melhor em soluções inovadoras”, afirma Yasmin Siddiqi, líder do programa DuPont Packaging Awards. “Designs exclusivos e tecnologias avançadas estão sendo usados de modo cada vez mais criativo em embalagens de produtos, com o objetivo de proporcionar mais conveniência e uma melhor experiência aos usuários”, finaliza. Vários trabalhos vencedores usaram produtos da DuPont, entre eles a resina adesiva de coextrusão DuPont™ Bynel® e os filmes DuPont™ DuPont™ Mylar®.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

• Frascos compactos de desodorante em embalagens menores

O projeto venceu nos critérios “Avanço Tecnológico”, “Embalagens Responsáveis” e “Melhor Experiência para o Usuário”.

Os revolucionários frascos compactos de desodorante da Unilever (Reino Unido) beneficiam os consumidores, o ambiente e os varejistas. Os frascos menores - que contêm a mesma quantidade de produto e marcam a primeira iniciativa de redução das dimensões da embalagem para desodorante aerossol desde que foi lançado na década de 1960. Esses recipientes possuem um sistema pulverizador que passou por reengenharia para usar uma quantidade reduzida de propelentes e liberar a mesma quantidade de desodorante em cada borrifada. O novo tamanho (75 ml) atende às normas dos aeroportos e permite levar o desodorante dentro de aviões. O novo sistema de pulverização também oferece uma borrifada suave, aumentando ainda mais o apelo ao consumidor. Os frascos também são ambientalmente mais responsáveis. Eles usam, em média, 25% menos alumínio e 50% menos gás por recipiente. A embalagem menor também reduz as demandas de transporte por toda a cadeia de abastecimento - podem ser armazenadas até 53% mais unidades por palete, o que exige até 35% menos caminhões de entrega na estrada.

26


VENCEDORES CATEGORIA OURO

/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

• Sachê de papelão permite preparar massa fresca em minutos

O projeto venceu nos critérios “Avanço Tecnológico” e “Melhor Experiência para o Usuário”.

Cozinhar massa fresca em minutos agora é possível com o sachê de papelão da VerDeSoft (VerDeSoft - Design e tecnologia da embalagem - Alemanha; Colaboradores: Frizle AG; ALB-GOLD Teigwaren GmbH; Martin Spiegel Kartonagenfabrik GmbH & Co. KG - Alemanha) contendo macarrão em estado semifluido. Os consumidores podem preparar a pasta rasgando o rótulo no fundo da embalagem e espremendo a massa em uma panela com água fervente. O papelão garante a estabilidade necessária para resistir à pressão quando se espreme a massa através dos cortes dosadores. Uma camada interna de filme age como barreira e é selada ao sachê. Essa abordagem holística para integrar o pacote e o produto proporciona uma experiência única ao usuário, permitindo a qualquer pessoa cozinhar massa fresca sem bagunçar a cozinha.

• Sachês separados para marinadas simplificam a preparação na cozinha O projeto venceu nos critérios “Avanço Tecnológico” e “Melhor Experiência para o Usuário”.

Consumidores podem preparar refeições em casa usando duas misturas separadas e agregadas em diferentes momentos da preparação usando o sachê plástico da Amcor Flexibles. O pacote contém duas bolsas separadas que são unidas por uma linha pontilhada fácil de rasgar. Feito por um molde inteligente na máquina de manufatura de sacos, o avanço tecnológico reside na separação limpa e simples das duas bolsas. A embalagem permite que os consumidores reduzam a complexidade inerente ao uso de muitos ingredientes ao longo de uma série de passos, sem deixar de criar um autêntico sabor. A solução de dois sachês da Amcor Flexibles possibilita diferenciar a marca e satisfazer o anseio do consumidor por uma experiência mais aventureira na cozinha com uma embalagem simples, fácil de usar e conveniente.

• Sachê com filme leva leite de longa duração para Índia

O projeto venceu nos critérios “Embalagens Responsáveis” e “Melhor Experiência para o Usuário”.

Pela primeira vez na Índia, o leite UHT (UltraHigh Temperature - processado em alta temperatura) agora é embalado em um sachê flexível que tem validade de 90 dias na prateleira. O saco para leite UHT da Parakh Agro Industries usa um filme com cinco camadas de EVOH feito com resina adesiva de coextrusão DuPont™ Bynel® 4109. Não é necessária a refrigeração até que ele seja aberto, e não há necessidade de ferver o leite antes do consumo. O leite é esterilizado em alta temperatura e embalado em condições assépticas, processos que possibilitam a proteção do produto. O fato do pacote não exigir refrigeração também resulta em redução de custos. A tecnologia UHT Milk da Elecster (Finlândia) aprimora a experiência do usuário ao fornecer leite para uma grande população que, caso contrário, não teria acesso ao produto. Além disso, a validade de prateleira mais longa garante uma vantagem aos consumidores na Índia que não contam com sistemas de refrigeração.

• Tecnologia inovadora imprime diretamente em recipientes rígidos O projeto venceu nos critérios “Avanço Tecnológico” e “Embalagens Responsáveis.

A Direct Object Printing da Plastipak - Estados Unidos é uma solução inovadora para impressão direta em embalagens. A tecnologia elimina a necessidade de uso de substratos para etiquetas, reduzindo o volume de rótulos e colas enviado para aterros e centros de reciclagem, além de simplificar a cadeia de abastecimento. Os produtos chegam mais rapidamente ao mercado porque não é necessário utilizar chapas e cilindros de impressão. Os processos de manufatura ficam mais flexíveis, pois o sistema pode imprimir em diferentes formas e tamanhos de recipientes e até mesmo imprimir no ombro de qualquer recipiente plástico ou painéis gráficos completos. O impacto ambiental associado à fabricação e ao transporte dos rótulos, colas e componentes de matéria-prima é evitado. Além disso, a tinta UV utilizada na impressão é ambientalmente responsável, sem compostos orgânicos voláteis.

28


•Tampa inteligente reduz desperdício do produto com um dosador de pressão simples

O projeto venceu nos critérios “Avanço Tecnológico” e “Melhor Experiência para o Usuário”.

As garrafas de produtos de limpeza da P&G (P&G - Bélgica, Bruxelas, Cingapura e Suíça; Colaboradores: P&G Fabric & Home Care Center - Bélgica, Cingapura, Suíça e Estados Unidos) apresentam uma tampa dosadora inteligente e inovadora (auto-stop) com o menor sistema de dosagem do mercado global. A tampa usa um mecanismo temporizador ativado por um apertão na garrafa, que dispensa o produto e, ao mesmo tempo, move um pequeno pistão que interrompe o fluxo de acordo com a dose prescrita. Essa dose foi adaptada pela P&G em todas as linhas de produtos e varia entre 5ml e 50ml com precisão muito elevada. A tampa é composta de quatro partes de plástico e pode ser fabricada a um custo muito baixo. Grande parte dos sistemas de dosagens do mercado é maior, mais custosa e feita de vários materiais. A tampa inteligente garante mais controle e melhor utilização do produto de limpeza. Os consumidores sempre contarão com a mesma quantidade do líquido de limpeza predeterminada. Anteriormente, o líquido era derramando diretamente da garrafa sem uma medida certa ou se usava uma tampa de dosagem sem controle que muitas vezes desperdiçava produto.

VENCEDORES CATEGORIA PRATA

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

• Garrafa verde para água é feita de 100% material reciclado O projeto venceu no critério “Embalagens Responsáveis”.

A Ice River Springs Water (Estados Unidos) é a única empresa de bebidas na América do Norte que coleta e processa embalagens de polietileno tereftalato (PET) e as transforma em PET de grau alimentício para produzir suas próprias garrafas de água. Tanto embalagens de PET verdes quanto claras são recolhidas e recicladas pela Ice River Springs. Tradicionalmente, o material verde era “rebaixado” para aplicações de cintas ou acabava em aterros sanitários. Com a inovação da garrafa PET 100% reciclada Arrowhead de 15 litros, a Ice River Springs agora pode recuperar e reutilizar impressionantes 100% das embalagens PET verdes que a empresa coleta por meio do sistema de ciclo fechado em sua própria fábrica de reciclagem de plásticos. Como resultado dos métodos exclusivos de processamento e conversão do PET reciclado, a Ice River Springs reduziu o consumo de energia relacionado à matéria-prima em até 84% e as emissões de gases de efeito estufa relacionadas à matéria-prima em até 78%, quando comparados com o uso de PET virgem.

• Potes de mel mostram como ser mais responsável O projeto venceu no critério “Embalagens Responsáveis”.

Inspirado no ambiente natural do mel, a Betamiel (Marrocos) criou potes feitos de resíduos de cera de abelha de cultivo encontrados nos locais de produção de mel. Esse resistente pote de mel natural oferece elevados níveis de proteção para o conteúdo durante sua vida útil e pode ser usado de diversas maneiras depois que o mel acabar. Os potes da Betamiel servem como inspiração para que as pessoas usem material residual para criar embalagens.

• Sachês esterilizáveis transformam a indústria alimentícia na América Latina O projeto venceu no critério “Melhor Experiência para o Usuário”.

O sachê da Fugini (Bemis Brasil) é a primeira embalagem comercial flexível e esterilizável na indústria de alimentos brasileira. O sachê stand-up da Bemis oferece nível elevado de proteção ao produto, assegurando a mesma qualidade e sendo mais simples de manusear, mais fácil de abrir e mais rápido de aquecer. Em uma indústria que já foi dependente de latas rígidas para manter a qualidade do produto, esse sachê flexível representa uma grande mudança capaz de garantir mais segurança e conveniência para o usuário.

30


• Saco para sanduíche de micro-ondas mantém o pão úmido durante o aquecimento O projeto venceu no critério “Avanço Tecnológico”.

O pacote horizontal Hillshire Brands Heat Fresh™ para formar-preencher-fechar mantém o pão macio e úmido, enquanto o restante do sanduíche é aquecido uniforme e completamente no pacote original. A Curwood (Estados Unidos; Colaborador: Hillshire Brands - Estados Unidos) combinou duas tecnologias proprietárias de uma forma única para controlar a umidade, o calor e a pressão no pacote durante o aquecimento no forno de micro-ondas. O pacote é composto de um laminado de filme não tecido com propriedades de absorção de umidade na base e um filme de formação à base em nylon com propriedades exclusivas de controle de umidade na parte superior. As duas membranas criam essencialmente uma “cúpula de vapor” com umidade controlada que permite o uso eficiente do vapor e a absorção do excesso. Durante o aquecimento, a umidade criada pelo ciclo de calor sobe para a parte superior do pacote, percorre as laterais e é absorvida pelo filme de não formação, eliminando os problemas com pão empapado e sabor alterado. Ao mesmo tempo, a pressão criada dentro do pacote leva calor para o centro para aquecer de forma controlada carne, queijo e outros componentes do sanduíche.

• Pacote de amendoim combina funcionalidades de rigidez com economia proporcionada pela flexibilidade O projeto venceu no critério “Embalagens Responsáveis”.

O pacote PrimaPak™ (Clear Lam Packaging, Inc. - Estados Unidos; Colaboradores: John B. Sanfilippo and Son, Inc. - Estados Unidos; Spear Systems - Estados Unidos) é uma “caixa pop-up” flexível que pode ser fechada depois de aberta, feita de um único rolo de película flexível e reforçada por um rótulo exterior que adiciona rigidez e resistência vertical. A Clear Lam Packaging combinou todos os componentes do pacote acabado em um rolo de filme, eliminando a necessidade de bases pré-formadas, tampas, rótulos e fitas protetoras usados na montagem das volumosas embalagens rígidas de hoje. O pacote PrimaPak™ elimina milhões de quilos em resíduos de embalagens em comparação com as versões rígidas. O pacote empilhável permite a melhor utilização das prateleiras em até 30% quando comparado com as latas arredondadas compostas ou frascos de polietileno tereftalato (PET). A embalagem Pacote PrimaPak™ também permite economia de combustível durante o transporte, reduz os espaços usados nos armazéns e diminui as emissões de gases de efeito estufa em toda a cadeia de abastecimento.

• Infini estabelece novo padrão de peso para garrafas O projeto venceu no critério “Embalagens Responsáveis”.

As garrafas de plástico têm sido tipicamente leves pelo simples fato de usarem menos material. No entanto, há um limite de espessura para que as paredes dos recipientes continuem resistentes. A Nampak Plastics (Nampak Plastics, Reino Unido) desenvolveu a Infini que é uma linha leve e inovadora de garrafas para leite feitas de polietileno de alta densidade (HDPE), com mais de 500 milhões de unidades vendidas para a indústria de laticínios do Reino Unido. O projeto resultou na garrafa mais leve do mundo, com 4 pints (2,27 litros) de capacidade e 32 gramas, que contém até 20% menos material e até 30% de HDPE reciclado. A Nampak é a principal fornecedora de garrafas HDPE para as indústrias de laticínios e sucos que, usando a Infini como garrafa de preferência, pode poupar à indústria de embalagens de leite do Reino Unido 30.000 toneladas de resina por ano e reduzir ainda mais o impacto ambiental em até 30% com HDPE reciclado. A Infini também será fabricada sob licença nos mercados da Austrália e Nova Zelândia em 2014, e estão em curso negociações com parceiros de licenciamento nos mercados dos Estados Unidos, Europa, Ásia e África para aplicação em embalagens de produtos lácteos e não lácteos.

32


• Pacote para frango assado minimiza riscos de segurança e maximiza a conveniência para o consumidor O projeto venceu no critério “Melhor Experiência para o Usuário”.

Muitos consumidores desconhecem a melhor maneira de manusear carne crua, como demonstrado pelo grande volume de informações sobre segurança relacionada à carne patrocinado pelo governo. A FFP Packaging Solutions (FFP Packaging Solutions Ltd. Reino Unido; Colaboradores: Faccenda, ASDA e ULMA spa - Reino Unido) desenvolveu um pacote para frango assado que resolve esse problema. A embalagem, um grande envoltório de poliéster selado termicamente, permite que todo o frango seja assado no pacote. Dessa forma, os consumidores podem colocá-lo diretamente no forno sem ter que tocar na carne crua. O pacote mantém a umidade dentro do pacote e permite que o interior do forno permaneça limpo.

• Embalagem com fecho de encaixe garante carne fresca em restaurante O projeto venceu no critério “Melhor Experiência para o Usuário”.

Novo no mercado mexicano, o pacote San Rafael (Departamentos de P&D, Marketing e Processamento); Multivac e Winpak - México) mantém o presunto fresco mesmo depois de vários usos. O pacote da Sigma Alimentos, que pode ser fechado depois de aberto, possui uma tampa de encaixe que emite um clique audível quando fechada, tranquilizando os consumidores de que o fecho manterá a carne fresca e livre de contaminação. Essa embalagem fácil de abrir também facilita o manuseio do produto para os consumidores.

• Pacote de sopa otimizado aumenta a validade na prateleira e reduz o impacto ambiental O projeto venceu no critério “Embalagens Responsáveis”.

Levar sopa para partes da África que não contam com canais de distribuição estabelecidos requer soluções de embalagem que estendam o prazo de validade. O novo pacote de sopa da Mondi (Mondi - Áustria; Colaboradores: Mondi Coatings GmbH; Mondi Coating Zeltweg GmbH - Áustria; Afripack Group - África do Sul) substitui a folha de alumínio por laminados de papel de coextrusão e propriedades de barreira específicas que protegem o conteúdo e ampliam a vida útil nas prateleiras. A embalagem também utiliza um polímero de selagem especial que permite a vedação em temperaturas significativamente menores, resultando em uso de energia significativamente reduzido e maior eficiência nas linhas de preenchimento. A eliminação da camada de alumínio também permite o uso de detecção de metal para garantir a segurança do produto.

• Garrafas de Gatorade ficam mais leves e mais resistentes O projeto venceu no critério “Embalagens Responsáveis”.

A Pepsico (Pepsico - Estados Unidos; Colaboradores: Stress Engineering and Tether - Estados Unidos) otimizou o peso da garrafa de Gatorade de cerca de 900 gramas, tornando -a a mais leve possível e significativamente mais resistente. Além disso, usando a nova tecnologia de rótulos de filme alimentados por rolos para aderir os rótulos nas garrafas, foi possível eliminar adesivos e simular a impressão direta. Esse rótulo com forma adaptável elimina o acúmulo de água entre a etiqueta e a garrafa. Esta garrafa é 13% mais leve e 25% mais resistente do que a anterior. A garrafa preenchida a quente apresenta um painel de vácuo na base, e não nos lados, e uma série de reforços estruturais que impedem a deformação durante e após o processo de preenchimento. O aumento significativo da resistência da garrafa permitiu à Pepsico mudar do método de entrega que mantinha as garrafas totalmente fechadas em compartimentos ondulados para sistemas de bandejas protegidas por películas, o que permitiu uma redução de 50% de material ondulado usado no transporte.

34


Novidade

Linha gourmet da marca Bazzar ganha

NOVAS EMBALAGENS A linha de molhos, coberturas e sobremesas será toda em potes de vidro com menor gramatura

D

epois de conquistar o consumidor com sua linha de molhos, coberturas e sobremesas gourmet em mais de 600 pontos de venda pelo mundo, o Grupo BAZZAR lança no varejo todos seus produtos em embalagens de vidro. Com produtos lançados em anos diferentes, de acordo com a velocidade que o mercado requereu, surgiu a necessidade de unificar a linguagem da marca. Também havia o desejo de substituir as embalagens de polipropileno das coberturas por um material ecologicamente mais responsável. Por isso, em julho de 2013, na Summer Fancy Food de Nova York, aconteceu o pré-lançamento de uma nova linha de embalagens toda em vidro que agora chega às gôndolas das redes Pão de Açúcar, Carrefour, Zaffari, San Marché e Zona Sul, entre outras. Para o consumidor as vantagens são consideráveis, pois a embalagem pode ser levada direto ao microondas e seu bocal maior permite que o produto seja saboreado em colhe-

36

radas, ou seja, o aproveitamento é muito maior. Como é premissa da marca, os novos potes reúnem charme, design e destacam o produto. E são todos colecionáveis podendo virar porta-temperos, porta-lápis ou jarrinhos de flores. O investimento total na reformulação das embalagens foi de R$ 600 mil e a expectativa é de 30% de aumento nas vendas durante o primeiro ano. O preço de venda sugerido na gôndola para os molhos e o fondue oscila entre R$ 14,99 e R$ 18,99 e o das sobremesas, coberturas e molhos pequenos varia entre R$ 9,99 e R$ 11,99. As novidades não param por aí. Sucesso no pré-lançamento nos Estados Unidos, três ícones de brasilidade também chegam às gôndolas nacionais em abril com a assinatura Bazzar: as sobremesas prontas brigadeiro e açaí cremoso e a nova cobertura de goiaba. Os molhos salgados tiveram uma redução na gramatura e surgem em potes pequenos de 140g, a fim de atender a demanda de solteiros e casais sem filhos, com exceção dos sabores Damasco, Teriyaki e Barbe-

cue, que no Brasil continuam a ser vendidos nas garrafinhas de 241g. Com exportações iniciadas em 2013, atualmente, os produtos Bazzar podem ser encontrados em diversos países, entre eles: França, Estados Unidos, Inglaterra, Estônia, Finlândia, Portugal e negociações adiantadas com Espanha, Colômbia, Panamá e Peru. Além de estar de malas prontas para grandes feiras internacionais de produtos gourmet neste ano, como a Kaufhof e a TEF na Alemanha, a Sial no Canadá e na França, a Taste of London e a Speciality & Fine Foods Fair na Inglaterra. O Grupo ainda participa do Prêmio DuPont Awards for Packaging Innovation neste mês de março. A expectativa para os próximos 3 anos é chegar a 30% da venda total da indústria. “Nosso grande desafio é o crescimento do número de pontos de venda de produtos gourmet no Brasil e nos mercados para onde já exportamos, através da oferta de opção de menor gramatura de nossos produtos. A embalagem nova, toda em vidro, além de mais elegante e ecoeficiente, vai viabilizar esta oferta, que acreditamos abrirá novas portas no varejo”, avalia o sócio fundador, André Paraizo. Segundo ele, a expectativa é de um crescimento de 40% no número de pontos de venda gourmet em todo o Brasil até o final de 2015, o que permitirá um melhor acesso do produto e da marca ao consumidor final.


Mercado

Abrindo caminho para a

ORGANIQUE

A Crown ajuda nova marca de bebida energética a penetrar em mercado de nicho

E

m 2009, João Paulo Sattamini desenvolveu uma bebida energética totalmente orgânica chamada “Organique” para um trabalho em seu MBA. Dois anos depois, ele foi capaz de transformar sua ideia em realidade com o lançamento da Organique sob uma nova empresa - a Brasil Beverages Indústria e Comércio Ltda. De acordo com a Brasil Beverages, a Organique é a primeira bebida energética orgânica do Brasil, sendo que em todo o mundo existem apenas três. Ela é feita de açaí, guaraná e erva-mate, sem aditivos quimicos e sem conservantes. “O plano de negócios original que eu desenvolvi no meu MBA incluía o uso de garrafas de vidro para envasar a Organique. No entanto, quanto mais perto eu estava de transformar a Organique em realidade, o mais preocupado eu me tornei com a garantia de que a Brasil Beverages operasse sob um conjunto sólido de princípios de sustentabilidade”, conta Sattamini, CEO da Brasil Beverages. “A lata de alumínio para bebidas foi a melhor opção para uma solução comercial de embalagem.” O que embasou a decisão de Sattamini foi o fato de que as latas para bebidas são 100% e indefinidamente recicláveis, sem perda de propriedades físicas. Além disso, existe uma infraestrutura de reciclagem bem estabelecida no país. A ABAL e a ABRALATAS (a Associação Brasileira de Fabricantes de Latas Altamente Recicláveis)

38

informam que o Brasil reciclou 267.100 das 272.800 toneladas de latas de alumínio para bebidas disponíveis no mercado em 2012, uma taxa de reciclagem de 97,9% .

APRENDENDO Ao mesmo tempo em que a Brasil Beverages se preparava para a produção e a embalagem da Organique, a CROWN Embalagens Metálicas da Amazônia S.A, (Crown Brasil), uma joint venture entre a Crown Holdings, Inc. (Crown) e a Évora S.A. de Porto Alegre, Brasil, começava a produzir latas para bebidas de estilo sleek pela primeira vez no Brasil em sua fábrica de Estância, no Sergipe, como parte de seu plano de expansão de portfolio de produtos. Depois de receber uma indicação de outro membro de um grupo de jovens empreendedores do sul do Brasil, Sattamini entrou em contato com a Crown Brasil para investigar a possibilidade de criação de uma embalagem atraente e ecologicamente correta para a nova marca. Antes de começar as conversas específicas sobre a embalagem, a Crown Brasil ajudou Sattamini a aprimorar ainda mais o plano de negócios da Brasil Beverages, fornecendo informações sobre o segmento de bebidas energéticas no Brasil e no mundo. “O alto nível de atendimento e conhecimento da Crown Brasil nos deu a tranquilidade de que precisávamos, sendo uma empresa start-up, principalmente no nicho de mercado da Organique”, destaca Sattamini.

FAZENDO A DIFERENÇA O projeto enfrentou um obstáculo logo no início, pois a Brasil Beverages já tinha agendado uma data de lançamento para a Organique antes de começar a trabalhar com a Crown Brasil. A janela de cinco meses era apertada, mas a Crown Brasil se comprometeu a oferecer um produto de qualidade em tempo hábil. Após sua consulta com a Crown Brasil, a Brasil Beverages selecionou uma lata para bebidas de estilo sleek de 269 ml e conseguiu terminar o design gráfico para a marca. A Brasil Beverages buscou a expertise da Crown Brasil para passar seu design original para a embalagem de metal. Além de adaptar as diferenças de cor, foi preciso transformar o conceito de duas dimensões das imagens para as três dimensões da superfície curva de uma lata de bebida. Para conseguir isso, a Crown Brasil começou separando as cores, a fim de facilitar a identificação de cada cor usada para criar o design. A próxima etapa foi determinar se uma camada de tinta chegaria à mesma tonalidade quando impressa no alumínio ou se seria necessário mesclar camadas para chegar a um resultado similar. O design final consiste em uma lata preto fosco, com a parte de cima em tons degradê entre roxo e rosa. A parte frontal e central da lata traz o “O”, logotipo da marca, em


tamanho grande, composto por vários contornos de folhas cor-de -rosa. Uma folha sólida, também em degradê entre roxo e rosa, serve como acento na parte superior direita do “O”. Quando a Brasil Beverages estava pronta para começar a embalar, a fábrica da Crown Brasil em Ponta Grossa, no Paraná, muito mais perto de Santa Maria, onde a Organique é fabricada, já estava produzindo a lata de 269 ml. Isso melhorou o desempenho do processo de fabricação, pois a distância do envio das latas diminuiu. “O projeto com a Brasil Beverages foi muito importante para a Crown Brasil. A Organique foi a primeira bebida energética envasada em latas sleek produzidas pela Crown Brasil, foi também a primeira vez que decoramos uma lata com acabamento fosco”, diz Altair Frulane, Diretor Comercial da CROWN Embalagens Metálicas da Amazônia S.A.

UM COMEÇO COM O PÉ DIREITO E UM FUTURO BRILHANTE Desde seu lançamento, a Organique teve grande sucesso no mercado. Atualmente, ela é vendida nos supermercados Pão de Açúcar, nas farmácias Panvel e nas lojas Mundo Verde, e está sendo exportada para China, França, Japão e Estados Unidos. Para aumentar ainda mais a presença de mercado da Organique, a Brasil Beverages vai mudar o design da lata, substituindo a textura fosca por um acabamento metálico. Além disso, em comemoração a Copa do Mundo, uma edição limitada da embalagem, decorada com as cores da bandeira brasileira, foi lançada em abril de 2014.

39


Novidade

Tetra Pak apresenta solução de processo de envase e produção de embalagens

para mercado de queijo frescal

C

om o objetivo de desenvolver o mercado de queijo frescal no Brasil, a Tetra Pak® apresentou uma nova solução de processo e envase para a produção em embalagens longa vida. Durante a Fispal Tecnologia, maior evento da indústria de alimentos e bebidas da América Latina, a empresa expôs as oportunidades para este segmento que consome atualmente mais de um bilhão de litros de leite por ano.

por exemplo, é artesanal, demanda muita mão de obra, com muitas perdas, além das dificuldades logísticas do transporte e da pouca diferenciação entre os produtos. “O processo produtivo do queijo em caixinha proporciona total controle e padronização do peso e do formato dos produtos, flexibilidade dos tipos e das receitas, ganho de escala, além de um rendimento até 25% maior, com o aproveitamento máximo dos sólidos do leite”, explica Pedro.

De acordo com Eduardo Eisler, Vice -Presidente de Estratégia de Negócios da Tetra Pak® para Américas, embora o Brasil destine cerca de 34% de todo leite produzido à fabricação de queijos, o consumo per capita ainda é bastante baixo. “Segundo a ABIQ (Associação Brasileira das Indústrias de Queijo), o brasileiro consome cerca de quatro quilos de queijo por ano, enquanto os argentinos consomem 11 quilos e os franceses 27 quilos”, afirma Eduardo. O queijo frescal em embalagens da Tetra Pak® agrega uma série de benefícios à indústria, ao varejo e aos consumidores. Além de mais segurança alimentar, o produto pode oferecer até o triplo do prazo de validade (90 dias). De acordo com Pedro Gonçalves, Diretor de Marketing de Processing, hoje a produção de queijo frescal,

NOVA TECNOLOGIA

40

Diferente da produção tradicional, com o novo sistema o leite recebe o coalho para formar o queijo somente quando já está sendo envasado. Isso proporciona uma redução de 85% na utilização do coalho. Dependendo da configuração produtiva, o processo ainda tem a vantagem de utilizar até 90% menos mão de obra, já que a produção não permite nenhum contato manual, o que também aumenta a segurança do alimento. Em diversos tamanhos e formatos, as embalagens cartonadas da Tetra Pak® ainda permitem a impressão em toda a superfície, proporcionando maior impacto para a marca e flexibilidade para a indústria. Já para os consumidores, os benefícios da novidade se traduzem em comodidade e segurança.

DESENVOLVIMENTO Com diversos clientes ao redor do mundo, a Tetra Pak® possui vasta experiência na oferta de soluções completas para o processamento e o envase de queijos. Para apoiar as indústrias de alimentos no Brasil, a Tetra Pak® mantém uma parceria com o Ital (Instituto de Tecnologia dos Alimentos), onde podem ser realizados testes de formulação e produção.

MERCADO NO ORIENTE MÉDIO As embalagens da Tetra Pak® provocaram uma grande revolução no mercado de queijos do Oriente Médio. No Egito, por exemplo, até o final dos anos 80, grande parte do volume era comercializado a granel. Hoje são consumidos 260 mil toneladas de queijo branco por ano e 72% deste total já está disponível em embalagens da Tetra Pak®. Além da conveniência, segurança alimentar, disponibilidade e diversificação de tipos, os consumidores contam com diferentes tamanhos que variam entre 70 até 1.100 gramas.


Novidade

Embalagem é um componente chave do ritual de cuidados com a pele Estudo global da MWV revela a função da embalagem na experiência sensorial durante cuidados faciais

A

MeadWestvaco Corporation, líder global em embalagens, divulga suas descobertas no novo Skincare Research & Insights Study. O estudo explora o ritual de cinco passos que estão presentes na rotina do consumidor em seus cuidados faciais diários. E mostra que a embalagem do produto melhora a experiência sensorial de cada passo. A MWV realiza o estudo para conhecer profundamente a função desempenhada pela embalagem na categoria skincare em mercados em todo o mundo. Pesquisadores da MWV conduziram 23 entrevistas etnográficas e 16 focus groups de duas horas, totalizando 120 participantes no Brasil, na China, na França, na Coréia do Sul e no Reino Unido para conhecer com mais profundi42

dade os hábitos dos consumidores. O estudo revelou que os consumidores no segmento de cuidados com a pele não identificam os produtos pelo preço, mas sim pela experiência sensorial do ritual de cinco passos que eles devem proporcionar: Limpar; Umidificar e Hidratar; Renovar e Iluminar; Proteger; e Base da Beleza. Cada passo evoca uma experiência específica, e essas percepções e sensações da marca podem ser influenciadas pela embalagem.

1. LIMPEZA Esta fase caracteriza-se por sentirse refrescada e bem cuidada. Uma experiência positiva é ampliada com uma embalagem que pode ser usada com somente uma mão, libera a quantidade adequada de produto e previne derramamentos.

2. UMIDIFICAÇÃO E HIDRATAÇÃO Esse passo é caracterizado por um sentimento de mimo e satisfação. As mulheres esperam que seus produtos sejam higiênicos e tenham garantia científica. Consumidores procuram também a dosagem controlada do produto e facilidade para guardá-lo. 3. RENOVAÇÃO E BRILHO Essa etapa é mais comumente associada com medidas antienvelhecimento ou com produtos branqueadores. A experiência é percebida como luxuosa e efetiva. Espera-se que os produtos nessa fase limitem o desperdício ao permitir que os consumidores os usem até a última gota, controlem sua dosagem e tenham eficácia científica.


Novidade 4. PROTEÇÃO É fase mais comum com mulheres que vivem em áreas com alta exposição solar, como o Brasil, e o produto é aplicado repetidas vezes durante o dia. Essa etapa representa uma importante medida de hidratação e prevenção de danos causados pelo sol. Os produtos que atendem a essa fase devem ser usados com somente uma mão, de fácil controle da quantidade despejada e ser portáteis para facilitar a reaplicação ao longo do dia. 5. BASE DA BELEZA Mulheres usam bases ou BB/CC creams que ofereçam uma experiência fácil, protetora e limpa. A embalagem deve ser limpa e higiênica – especialmente para prevenir o acúmulo de resíduos – e, preferencialmente, portáteis e seguras.

“Na MWV, estudamos o modo como os consumidores interagem com a embalagem e a forma como nossos clientes estudam suas preferências com o conteúdo do interior”, diz Kristy Hooper, gerente global de Marketing, Cuidados com a Pele e Cosméticos da MWV. “Por meio dos nossos estudos sobre os cuidados faciais, descobrimos quão profundamente está enraizado o ritual ao redor do globo. Entender o papel da embalagem nesta experiência emocional e sensorial é fundamental no modo como inovamos”, finaliza Hooper. No Brasil, as mulheres tendem para produtos mais naturais e mais práticos no uso diário, com maior atenção aos passos de limpeza, hidratação e proteção. Pelo clima quente, tendem a carregar menos na maquiagem, e a grande

adesão aos BB/CC creams acontece justamente porque aliam a fase da hidratação e proteção com o preparo para a maquiagem, categoria que tem crescido muito nos últimos anos em função do aumento da presença da mulher no mercado de trabalho, principalmente em funções executivas, que exigem melhor apresentação. A MWV tem o conhecimento e a capacidade técnica para ajudar as marcas a alavancar essas novas ideias e a melhorar os rituais que comandam os cuidados faciais das mulheres. As linhas de produtos da MWV para esse marcado permitem que as marcas combinem seus produtos com a experiência sensorial desejada pelos consumidores e cumpram essas necessidades em uma variedade de produtos.


Pesquisa

Vem aí a revolução das

embalagens comestíveis Alternativas de emulsões mais promissoras têm como base material extraído de duas plantas brasileiras: a goma do cajueiro e a cera de carnaúba Por: Liana John - Planeta Sustentável

Quando uma goiaba chega ao supermercado ou à feira, já está a meio caminho do lixo

É

uma pena, mas seu tempo de prateleira não excede os 5 dias, mesmo que a fruta seja colhida ainda verde. A goiaba é muito suscetível ao ataque de fungos e pode perder qualidade mesmo sem estar madura. E ela não está sozinha: é grande a lista de frutas sensíveis à exposição nos pontos de venda, após a lavagem e a manipulação pós-colheita. A pesquisa de embalagens de transporte progrediu muito no sentido de amenizar as batidas e os amassados nas frutas. Chegou ao ponto de permitir levar ao mercado algumas espécies antes consumidas exclusivamente “no pé”, como pitangas, jabuticabas e framboesas. Mas a guerra contra o tempo não está ganha. Pelo menos enquanto não entrar em campo a nova “arma” em gestação na Embrapa Agroindústria Tropical, de Fortaleza, Ceará: a embalagem comestível. Uma equipe de 4 pesquisadores

44

do Laboratório de Embalagens de Alimentos da Embrapa e diversos alunos de graduação, mestrado e doutorado das universidades federal, estadual e de faculdades privadas trabalha há 2 anos no desenvolvimento de diversas emulsões para revestimento comestível de frutas. Elas funcionam como uma barreira contra fungos e microrganismos e podem aumentar bastante o tempo de prateleira dos alimentos. Nos testes com a goiaba, por exemplo, o armazenamento à temperatura ambiente aumentou a vida útil de 5 para 12 a 14 dias e, sob refrigeração, chegou a 28 dias, segundo relata a engenheira de alimentos Maria do Socorro Rocha Bastos, uma das pesquisadoras da Embrapa. As alternativas de emulsões mais promissoras têm como base um material extraído de duas plantas brasileiras: a goma do cajueiro (Anacardium occidentale) e a cera de carnaúba (Copernicia prunifera).

A cera de abelhas também serve como alternativa para esse novo tipo de embalagem, assim como o alginato de algas marinhas, embora, neste caso, as pesquisas estejam em fase inicial. Cada material dá origem a um revestimento, por enquanto ainda não foram testadas misturas entre os diferentes materiais. Na escala de laboratório, as frutas são imersas nas emulsões, uma a uma, e ficam penduradas até secar, de modo que se forma uma película protetora parecida com um filme plástico, envolvendo a fruta completamente. “Futuramente, na área de preparo dos produtos, no comércio, o ideal seria mergulhar as frutas num tanque com a formulação depois ter uma esteira com um túnel de ventilação, com ar quente, de modo que as frutas já sairiam secas e revestidas”, comenta Socorro. “As emulsões devem ficar bem transparentes, para não interferir no aspecto da fruta”.


Em alguns casos específicos, é adicionado um fungicida aos revestimentos feitos à base de goma de cajueiro ou cera de carnaúba. “Mas é só nos casos de frutas das quais não se consome a casca e que apresentem problemas, como o melão, sujeito a um fungo no pendúnculo (o “cabinho” pelo qual a fruta fica ligada à planta)”, completa a pesquisadora. E ainda estão em estudo revestimentos com antimicrobianos naturais, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para frutas como o mamão. Para as demais frutas de casca fina, a nova embalagem é apenas uma barreira física. Com a grande vantagem de não poluir nem precisar ser retirada, como acontece com os filmes plásticos. A novidade promete revolucionar o comércio de frutas e aumentar a confiança na qualidade do alimento assim conservado!


Indústria

Conceituado grupo italiano fabricante de máquinas de alta tecnologia para embalagem se une à agência de design para oferecer soluções inovadoras

Coesia e Prodesign firmam parceria inédita no

mercado de embalagens

A

Coesia, grupo italiano de empresas líderes no setor de máquinas de alta tecnologia, acaba de firmar parceria inédita com a agência Prodesign, referência em design e protótipo de embalagens. Com o acordo, as empresas passarão a oferecer projetos completos nas áreas de envase, acondicionamento e embalagem para os segmentos de bens de consumo, tabaco, cuidados com a saúde e eletrônicos. “É uma iniciativa pioneira no Brasil, já que une os serviços de design e desenvolvimento de embalagens com equipamentos e máquinas de alta tecnologia, oferecendo ao mercado soluções completas e inovadoras”, explica Gustavo Melo, gerente de marketing do Grupo Coesia. Segundo o executivo, os clientes poderão contar com as duas importantes vertentes dentro do seu pro-

46

cesso de criação e desenvolvimento de embalagens, contribuindo para a assertividade e redução do retrabalho em seus projetos. “Queremos viabilizar o lançamento de novos produtos em um menor espaço de tempo visando atender as necessidades dos consumidores e preencher as oportunidades do mercado sempre buscando sistemas e embalagens mais sustentáveis”, afirma Melo. O foco da parceria é facilitar o processo criativo e industrial dos clientes, sendo a Prodesign responsável pela contribuição por meio de sua vasta experiência em confecção de protótipos realísticos impressos das embalagens e o Grupo Coesia com mais de 14 empresas focadas em soluções completas e inovadoras em máquinas e equipamentos para embalagens. Para Paulo Pereira, sócio-diretor da Prodesign, “além da possibilidade do desenvolvimento de embalagens

diferenciadas, a parceria vai proporcionar aos clientes a oportunidade de materializar a embalagem inovadora proposta, em forma de protótipo impresso funcional, podendo assim manusear e antever o produto que estará nas gôndolas dos supermercados e/ou lojas especializadas”, explica Pereira. A Coesia prevê que os resultados da parceria cheguem já no segundo semestre desse ano, maximizando o objetivo de crescer dois dígitos em 2014. “Esperamos ser referência em soluções para o setor de embalagens no Brasil”, completa Melo. O Grupo Coesia, que recentemente inaugurou uma nova unidade na cidade de Jundiaí, em São Paulo, em uma planta de 17 mil m² e uma área produtiva 40% maior, faturou mais de 1,4 bilhão de euros em 2013, com crescimento de 15% sobre 2012. Nos últimos cinco anos, a Coesia alcançou um crescimento global de 75% sobre o faturamento.


Novidade

3M lança a Solução para Multipack sustentável para o mercado de embalagens promocionais A Solução para Multipack 3M valoriza a embalagem primária e aumenta a produtividade com um melhor desempenho ambiental

A

Divisão de Soluções e Inovações para Embalagens da 3M do Brasil apresenta a Solução para Multipack 3M. Lançamento mundial, desenvolvido no Brasil, a solução é voltada para o mercado de embalagens promocionais e faz parte do portfólio de inovações mais sustentáveis da 3M. A solução consiste de um equipamento customizado a ser instalado na linha de produção do cliente. A solução é integrada a linha atual sem reduzir a sua velocidade de produção e de uma fita adesiva constituída por um filme de polipropileno biorientado e de um exclusivo adesivo acrílico reposicionável que não danifica a superfície da embalagem.* (3M recomenda testar as embalagens) A Solução para Multipack 3M é ideal para o agrupamento de embalagens primárias com formatos regulares para fins promocionais, entre outros, de maneira mais sustentável e que valorize a exposição da marca.

48

“Além de reduzir a geração de plástico para o meio ambiente, a Solução para Multipack 3M pode ser utilizada como ferramenta de promoção e marca, uma vez que é possível fazer impressões customizadas. Podemos destacar também maior facilidade e praticidade na abertura dos packs promocionais para os públicos idoso e infantil”, afirma Graciela Ortiz, gerente de Produto de Multipack da divisão de Soluções e Inovações para Embalagens da 3M. A Solução para Multipack 3M favorece ganho na produtividade, com produção de mais unidades em menor tempo, e redução de custos. O equipamento, totalmente automático e dentro das normas de segurança, pode ser instalado na linha do cliente, o que otimiza o espaço quando comparado com o túnel de encolhimento para fazer multipacks com shrink. O fato da Solução para Multipack 3M não ser termoencolhível dispensa a

etapa de aquecimento, eliminando o risco de contato do operador com o forno, cuja temperatura pode chegar os 200°C, assim como com a energia para essa fonte de aquecimento. A Solução para Multipack 3M permite impressão para que o pack promocional seja ainda mais chamativo na gôndola e mais prático, tanto para o supermercadista quanto para o consumidor, pois também é possível imprimir o código de barras. Suas bordas podem ser serrilhadas para facilitar o desagrupamento do pack. Com excelente desempenho em diversos materiais, a fita adesiva é elaborada com exclusivo adesivo reposicionável e proporciona fácil remoção, sem deixar resíduos e sem danificar a embalagem original *(3M recomenda testar as embalagens); enquanto que o filme de polipropileno biorientado proporciona uma melhor resistência à umidade, garantindo desempenho durante o envelhecimento, e ótima resistência ao impacto e à abrasão.


Indústria

Dixie Toga agora é

Bemis Latin America Grupo Bemis se unifica ao redor do mundo e adota logomarca e identidade visual global

A

Dixie Toga, líder na produção de embalagens na América Latina, passou a atender por um novo nome: Bemis Latin America.

Esta mudança começou em 10 de fevereiro deste ano, e deverá estar concretizada, em todas as unidades no Brasil, Argentina, Uruguai, Chile e México, até o fim de 2014. Desde janeiro de 2005, a Bemis, maior empresa de embalagens flexíveis dos EUA, detém o controle acionário da Dixie Toga. Além da empresa latino-americana, muitas das indústrias incorporadas pela Bemis ao redor do mundo também continuaram usando seus logotipos, a fim de manter a identidade e a força da marca

local. Em 2012, a Bemis começou os primeiros movimentos para a unificação da companhia, com o lançamento dos objetivos, estratégias e visão global única para todas as unidades. No ano seguinte, a empresa compartilhou seus novos valores centrais com as filiais e, em 2014, está migrando das antigas marcas para um único símbolo global e unificado. A nova identidade pretende enfatizar aos colaboradores e stakeholders da companhia que a Bemis é líder mundial no segmento em que atua. “A unificação dos nomes ocorre em momento oportuno e irá nos ajudar muito, inclusive, no fortalecimento de nossos valores centrais, objeto de esforço global

no ano passado”, avalia Nelson Fazenda, Presidente da Bemis Latin America. “Não estamos descartando nosso passado, estamos apenas dando mais um passo na consolidação da Bemis no mundo”, diz. Nelson Fazenda afirma ainda que o processo está acontecendo de maneira natural e tranquila. “Nesse momento, não podemos nos dispersar. É simplesmente uma nova forma de nos apresentarmos. Precisamos nos manter focados nos nossos objetivos, que são muito desafiadores”, afirma. Atualmente, a Bemis possui operações em 74 unidades, localizadas em 11 países, e conta com aproximadamente 20 mil funcionários.

Linha de extrusão da SIG Combibloc entrou em operação em junho O investimento na linha que faz a laminação do papel cartão com polímero e alumínio foi de R$ 120 milhões

A

caba de ser produzida a primeira bobina de papel cartão laminado com polímero e alumínio da SIG Combibloc no Brasil. A nova linha de extrusão da companhia entrou em operação na fábrica de Campo Largo (PR) e está produzindo, localmente, o material utilizado para fabricar as embalagens cartonadas assépticas da SIG. “A nova linha de extrusão faz a laminação do papel cartão com polímero e alumínio. O laminado é utilizado na fabricação dos sleeves, que são as embalagens pré-formadas e que posteriormente são enviadas para as fábricas dos nossos clientes. Esta estrutura garante a proteção do conteúdo contra luz, odores e umidade. Graças a essas propriedades, os alimentos e bebidas nas nossas embalagens possuem longa vida de prateleira, ou seja, podem ser armazenados por períodos prolongados sem a necessidade de refrigeração - e sem perder seu sabor e seus nutrientes”, explica Ricardo Rodriguez, Diretor Presidente da SIG Combibloc na América do Sul. Com capacidade para laminar 250 milhões de metros de papel cartão por ano,

50

o equipamento contou com um investimento de R$ 120 milhões. A nova linha de extrusão também representa a conclusão do projeto da fábrica anunciado em 2010, que foi antecipado por conta do crescimento acelerado da operação Brasileira. Mercado O Brasil é hoje o principal mercado para produtos longa vida na América do Sul e o segundo maior no mundo, atrás apenas da China. Segundo o instituto de pesquisas Canadean, em 2013 foram comercializadas mais de 14 bilhões de unidades de embalagens longa vida no Brasil. A expectativa é que, em 2019, este número

supere os 21 bilhões - o que representa um crescimento de cerca de 7% ao ano em unidades. “Temos conquistado este mercado com um atendimento personalizado e um portfólio completo de soluções. Encerramos 2013 com um crescimento de mais de 40% em relação ao ano anterior - o que é um excelente resultado. Conquistamos novos clientes e também estreitamos a parceria com os atuais - líderes regionais e nacionais. Para 2014, as perspectivas seguem positivas. Nossa expectativa é manter um crescimento de dois dígitos”, comenta o Diretor Presidente.


Legislação

Comissão rejeita informação obrigatória no rótulo sobre descarte de embalagens

A

como no internacional. “Cabe lembrar que a padronização é requerida no âmbito do Mercosul e que alterações de rotulagem podem constituir verdadeiras barreiras comerciais para os produtos brasileiros”, diz.

Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados rejeitou no dia 21 de maio o Projeto de Lei 3409/12, do deputado Junji Abe (PSD-SP), que obriga as indústrias a imprimir no rótulo dos produtos comercializados no País informações sobre a forma de descarte ou retorno de suas embalagens ou do próprio bem vendido. Pela proposta, esses dados deverão ser impressos em caracteres com tamanho e destaque idênticos ou maiores que os utilizados para indicar a composição e as instruções de uso do artigo. Conforme o texto, empresas que descumprirem as determinações ficarão sujeitas às penas prevista na Lei de Crimes Ambientais (9.605/98). O parecer do relator, deputado Marco Tebaldi (PSDB-SC), foi contrário à matéria e ao projeto apensado (PL 4409/12). Ele destaca que, após a publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10), em novembro de 2011, foi firmado um pacto setorial entre a Associação Brasileira de Embalagem e o Ministério do Meio Ambiente, para

52

fomentar a inclusão da Simbologia Técnica do Descarte Seletivo nas embalagens de produtos. “É notória a quantidade de produtos que já levam voluntariamente essa simbologia em suas embalagens”, explica. O parlamentar explica que, posteriormente, foi publicada norma técnica da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que dispõe sobre a Simbologia do Descarte Seletivo de produtos, bem como a simbologia de identificação de materiais de embalagens, favorecendo sua destinação pós-consumo. O objetivo é harmonizar a utilização de símbolos tanto no mercado nacional

Para Tebaldi, a utilização de simbologia é mais eficiente do que a inserção de dizeres em embalagens, conforme determinam os projetos, pois a simbologia se destaca de outras informações apresentadas no rótulo na forma de texto. “Já foi realizado um grande esforço por parte da indústria para o emprego da referida simbologia, com o objetivo de harmonizar e uniformizar o processo de informação e educação do consumidor”, salienta. “Uma nova alteração de rótulos, para retirar a simbologia utilizada e trocá-la por frases, conforme previsto nos projetos, seria muito custoso”, acrescenta. Tramitação De caráter conclusivo, o projeto será analisado agora pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Fonte: Agência Câmara


Indústria

Braskem inaugura o novo laboratório de

produtos químicos renováveis Localizado em Campinas (SP), espaço conta com apoio da Investe São Paulo e desenvolverá tecnologias sustentáveis com foco em inovação e competitividade

A

Braskem inaugurou no dia 6 de junho, em Campinas (SP), um novo laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento.

Com recursos de R$ 30 milhões para 2014, o espaço está voltado ao desenvolvimento de projetos relacionados à biotecnologia e processos químicos a partir de matéria-prima renovável, reforçando o compromisso da companhia por alternativas tecnológicas sustentáveis. “A Braskem vem investindo de forma expressiva em inovação. Desejamos que o Brasil seja referência em pesquisa e desenvolvimento de rotas que aproveitem a vantagem competitiva do país em fontes renováveis. Investir em novas tecnologias é fundamental, pois cria o ambiente adequado para alavancar as melhores ideias e projetos, gerando um ciclo virtuoso de desenvolvimento tanto para a Braskem quanto para a indústria nacional. É o melhor caminho para nos manter competitivos”, comenta Edmundo Aires, Vice-presidente de Inovação e Tecnologia da Braskem. O investimento está sendo apoiado pela Investe SP, agência de promoção de investimentos do Governo do Estado ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. “Damos prioridade a projetos de pesquisa e desenvolvimento como esse, principalmente os que contribuem para o desenvolvimento de novas tecnologias que ajudam no desenvolvimento sustentável da cadeia de produtos químicos em São Paulo. São iniciativas como essa da Braskem que fazem do Estado o polo de inovação do Brasil”, destaca o presidente da Investe SP, Luciano Almeida. O laboratório conta com 33 pesquisadores que atuarão no desenvolvimento de rotas bioquímicas e químicas e de sistemas de purificação, buscando soluções viáveis em escala industrial. Entre os principais projetos estão tecnologias para a produção de propeno e butadieno verdes, engenharia metabólica de microorganismos e a melhoria contínua da tecnologia de eteno de fonte renovável, que é a matéria-prima usada para o plástico verde da Braskem.

54

Além de competências específicas, o laboratório reúne diversos equipamentos de alto desempenho, como o High Throughput Screening Robot - HTS, o robô automatizado mais moderno em uso na América do Sul e o primeiro para esta aplicação no Brasil, capaz de multiplicar em até 1.000 vezes o trabalho de um pesquisador.

INOVAÇÃO A inovação é um dos principais pilares do crescimento da Braskem. Em 2013, a empresa desembolsou R$ 200 milhões em pesquisas e projetos de inovação, valor que deverá ser mantido para este neste ano. Os dispêndios vêm sendo feitos tanto em profissionais especializados, capazes de lidar com processos de alta complexidade de gestão e tecnicidade, quanto em novos equipamentos e instalações. Um importante reconhecimento da consistência deste trabalho foi a inclusão da Braskem no ranking 2014 das 50 empresas mais inovadoras do mundo, elaborado pela Fast Company, revista norte-americana de economia e negócios. A Braskem foi a única empresa brasileira (e a única empresa química) na lista, e obteve destaque por trazer ao mercado uma solução sustentável, o Polietileno de origem renovável (ou PE Verde). A conversão do etanol produzido a partir da cana-de-açúcar em eteno, matéria-prima do PE Verde, foi fundamental para participação na listagem, onde o selo ‘I´m green ™’, criado pela Braskem e aplicado em produtos que utilizam o PE Verde, garante a origem renovável da embalagem e de outros produtos. A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Com 36 plantas industriais distribuídas pelo Brasil, Estados Unidos e Alemanha, a empresa produz anualmente mais de 16 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos. Maior produtora de biopolímeros do mundo, a Braskem tem capacidade para fabricar anualmente 200 mil toneladas de polietileno derivado de etanol de cana-de-açúcar.


Novidade

LAY´S

cria embalagem diferenciada no mercado nacional Para atender público brasileiro, marca lança novos sabores e embalagem moderna

mo de um adulto. O resultado foi pensado para trazer praticidade ao consumidor.

A

o lançar a marca LAY´S® no Brasil, a PepsiCo inovou não só ao trazer para o mundo um sabor totalmente novo da batata, o de Picanha, mas ao apresentar uma embalagem desenvolvida exclusivamente para o mercado nacional, desenhada para atender às necessidades do consumidor adulto. Moderna e única no mercado, a embalagem para em pé evitando que as batatas caiam ou se

56

espalhem pela superfície, abre facilmente no sentido horizontal e permite que o consumidor insira apenas a mão para alcançar o produto. A estrutura da embalagem foi desenvolvida pela Diadema Embalagens Flexíveis. Seu design, conceito e arte final foram desenvolvidos e elaborados pela PepsiCo em parceria com a agência Narita, a partir de pesquisas de mercado e inovação que buscavam adequar a categoria ao dia a dia do consu-

Após pesquisas com consumidores brasileiros, chegou-se à conclusão que o público adulto não se sentia confortável em manusear as embalagens existentes no mercado, já que nelas, muitas vezes o consumidor tem que inserir a metade do braço para conseguir alcançar o produto no fundo do pacote. A partir desta conclusão, desenvolveu-se uma embalagem que abre na horizontal, é de fácil manuseio e ainda pode ser colocada de pé, evitando que as batatas caiam ou se espalhem pela superfície. LAY´S® está disponível em dois tamanhos diferenciados: 90g e 33g, nos sabores: Clássica, Sour Cream e Picanha, este último desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro. O produto será exposto nos displays de BOPP (película de polipropileno biorientada) desenvolvidos pela PepsiCo, 100% reciclados e feitos a partir das embalagens dos snacks da empresa, além da exposição em displays e materiais disponíveis nos pontos de vendas.


Novidade

Jequiti redesenha embalagens de produtos da linha Jequiti Vida

A

Jequiti reformulou as embalagens dos produtos da sua delicada linha Jequiti Vida. A novidade é a linha de loções hidratantes para todos os tipos de pele do

As loções faciais com FPS 15 contém textura hidratante, complexo VidaProgress, que reposiciona os componentes essenciais e formação de filme protetor, sendo hipoalérgico, tanto para pele normais a secas ou mistas a oleosas.

O novo design destaca os produtos com cores leves e suaves, como: laranja, verde e lilás, todos com tonalidades mais claras.

Já o hidratante facial noturno, indicado para todos os tipos de pele, contém uma textura sedosa e mantém a hidratação natural da pele.

rosto.

58

O produto conta com complexo VidaProgress, que repõe os componentes essenciais e a formação de filme protetor à pele. Com 48 horas de hidratação, o item também é hipoalérgico. Os produtos faciais da linha Jequiti Vida com as novas embalagens podem ser encontrados por meio de uma das 200 mil consultoras Jequiti, espalhadas por todo o território nacional.


Novidade

Twinings lança edição especial de embalagens

criadas pela CBA B+G

A

s latinhas decorativas e colecionáveis dos produtos Twinings são um sucesso mundo afora. Agora, os consumidores brasileiros da marca também poderão fazer a sua própria coleção: Twinings lançou uma edição especial e limitada de embalagens decorativas, criadas pela B+G. São três latas colecionáveis - um mix de chás-pretos cítricos; Lady Grey, um chá preto de uma variedade clássica e infusão Camomila, Mel e Baunilha. “Fora do Brasil a marca já trabalha edições especiais em latas, que são muito conhecidas e o público adora. Estas três embalagens trazem essa tradição para o nosso país, com propostas igualmente sofisticadas e originais”, informa Rodrigo Costabeber, diretor de criação da CBA B+G. Segundo Costabeber, o maior desafio foi transmitir pelo design da embalagem as sensações e os sabores dos chás. Por isso, a equipe da CBA B+G fez uma imersão, experimentando os produtos e descrevendo o que eles provocavam: refrescante, picante, relaxante e doce foram algumas das palavras levantadas.

60

“A partir disso fizemos exercícios de ilustração destas palavras e procuramos quais se adequavam aos chás. Este exercício nos orientou para a criação dos patterns para cada produto, ilustrando as sensações que cada um evocava.

Assim, cada embalagem tem a cor e os ícones gráficos que remetem aos sabores dos chás, com uma padronagem floral específica para cada um deles, remetendo aos ingredientes dos produtos”, conclui.


Novidade

Embalagem do Pão de Queijo Topfood é da

Indústria da Imagem

A

Topfood Alimentos lança o seu pão de queijo gourmet em uma embalagem que se destaca no PDV não somente pelo design gráfico, mas também pela forma inovadora, a de uma fatia de

queijo. O projeto foi baseado no conceito de que o produto tem grande quantidade de queijo em sua composição. Os elementos gráficos visam explorar o conceito de produto gourmet, demonstrando ao consumidor que o produto possui diferenciais de qualidade superior Além disto, as informações da embalagem possuem valores de atenção diferenciados criados com relevo e aplicação de verniz especial, seguindo a lógica de etiquetação e marcação feita nos queijos “gourmet”. Juntamente a isto também cria uma su-

62

gestão de montagem diferenciada no PDV, onde a união de seis embalagens forma uma replica de um queijo. Paralelamente a estes atributos, a forma da embalagem é construída sem a utilização de cola, diminuindo custos e possibilitando que informações, como o modo de preparo, ocupem a parte interna. As cores dão clareza e distinção ao produto diante dos concorrentes do mercado “gourmet”, por não utilizar a mesma paleta característica, chamando a atenção tanto na primeira compra quanto na recompra. Todo o trabalho de design é assinado pela agência mineira Indústria da Imagem, que desenvolveu o projeto, criou a logomarca, o design gráfico e a forma da embalagem.


Feira

FCE Cosmetique encerram com sucesso sua 19ª edição Evento recebeu 17.635 mil profissionais do setor interessados em conhecer as principais novidades e tendências dos mercados cosméticos e farmacêuticos

A

FCE Pharma e a FCE Cosmetique, as principais plataformas de negócios da América Latina para a cadeia produtiva dos setores cosméticos e farmacêuticos, ocorreram entre os dias 12 e 14 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. O evento reuniu profissionais, fabricantes, fornecedores, distribuidores e revendas do país e do exterior que conferiram as últimas novidades e tendências dos segmentos. Importantes empresas do setor estiveram conosco: Unilever, Boticário, Natura, L ´Oreal, Libbs, Bayer, Medley, União Quimica, SEM, Eurofarma, Hypermarcas. Mais de 500 marcas nacionais e internacionais, sendo 58 estreantes, estiveram em exposição. “Estamos muito satisfeitos com os resultados conquistados nesta 19ª edição. Novamente, a FCE Pharma e FCE Cosmetique cumpriu o objetivo de

64

conectar profissionais qualificados, compartilhar conhecimento e criar experiências”, comenta Ligia Amorim, diretora geral da NürnbergMesse Brasil. O projeto “Por Dentro dos Cosméticos”, parte integrante da FCE Cosmetique, proporcionou um circuito de soluções, inovações e tendências em matéria-prima aprovado pelos visitantes e expositores da feira. Paralelamente à área de exposições, o 27º Congresso Brasileiro de Cosmetologia também alcançou resultados significativos. Desenvolvido pela Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC), o evento contou com destacados palestrantes que apresentaram, para um público muito qualificado, palestras magistrais e técnico-comerciais, além de apresentações de trabalhos científicos e workshops sobre inovações do setor cosmético aos profissionais do setor. Estes profissionais também tiveram a

oportunidade de acompanhar mais uma etapa do projeto Estação Experimental, idealizado pela Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC). O projeto consistiu em um espaço interativo no qual se presenciou uma experiência prática dos principais métodos de avaliação de segurança e eficácia de produtos cosméticos. Nos eventos paralelos o 3º seminário FCE Pharma, Powtech Arena, Plastics News Brazil Pharma Summit 2014 e I Jornada Sindusfarma, todos com qualificada audiência, integraram as atividades do Circuito de Conhecimento e Inovação desenvolvido para apresentar as novidades da indústria farmacêutica e as diferentes aplicações das novas soluções para este mercado. Agende-se para a edição de 20 anos da FCE Pharma e FCE Cosmetique, que acontecerá nos dias 12 a 14 de maio de 2015.


C-PACK

Crédito - Editora Casa Grande

A C-Pack esteve presente mais uma vez na FCE Cosmetique e apresentou produtos diferenciados em design, tecnologia e inovação. Entre os destaques, à transparência e produtos com acabamento metálico. Os visitantes também puderam conferir aplicadores especiais, variações em tampas, diferentes possibilidades de decoração, além dos produtos verdes - PCR, Biodegradável e PE Verde.

MWV A MWV por meio de sua unidade de negócios de válvulas dispensadoras e sprays para o segmento de Beauty & Personal Care, apresentou sua coleção “Emotions of Spray Collection by MWV”. A coleção é uma linha de seis válvulas sprays para fragrâncias de luxo, cada uma com um diferente padrão de spray. A “Emotions of Spray Collection by MWV” oferece às empresas a oportunidade de criar uma combinação perfeita entre a fragrância e as válvulas, elevando a experiência do consumidor, a conexão com a marca e a fidelização, levando à repetição da compra. O conjunto de produtos traz três novas válvulas, Melodie Pure™, Melodie Delicate™ e Maestro Extravagant™, que se unem às já presentes com sucesso no mercado Melodie®(2005), Melodie Agile™(2012) e Melodie Forever™ (2012). Com isso a MWV oferece agora aos seus clientes um exclusivo conjunto com seis opções de válvulas sprays para atender o desejo dos consumidores por diferentes formas de se perfumar.

RAUMAK Nesta sua terceira participação no evento, a Raumak apresentou equipamentos e soluções em movimentação e acondicionamento de embalagens, que conquistaram importantes clientes nacionais e internacionais na indústria farmacêutica nos últimos anos. Um exemplo disso é a encaixotadora automática Boxer Line, especialmente desenvolvida para atender o segmento de frascos e garrafas plásticas ou de vidro – configurada com as funções de armar, introduzir o produto e dobrar a aba superior. Destaque também, para a encartuchadora automática Carton Line, que possibilita a introdução do produto em caixas tipo cartão, em múltiplas unidades ou de maneira individual – seja na posição vertical ou horizontal, com fechamento hot melt ou aba encaixada. Em comum, os equipamentos da Raumak atendem às normas especificadas no rígido controle de órgãos nacionais e internacionais que determinam os padrões de qualidade de software e hardware para a indústria farmacêutica.

65


Feira

FISPAL TECNOLOGIA

30ª FISPAL TECNOLOGIA foi marcada pela forte geração de negócios e tecnologias de automação e inovação Sessenta mil profissionais passaram pelo Anhembi de 3 a 6 de junho. Expositores exibiram números surpreendentes de negócios concretizados ainda dentro do pavilhão.

A

30ª Fispal Tecnologia - Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas completou sua passagem pelo Anhembi neste ano reforçando mais uma vez a representatividade que possui para a indústria. Foram máquinas, equipamentos e serviços de alta tecnologia, muitos demonstrando em tempo real o que são capazes de fazer.

“Ao longo dos 30 anos da tradição da feira, a Fispal Tecnologia apresenta a evolução tecnológica em embalagens, máquinas, equipamentos, processos e logística para atender a indústria de alimentos e bebidas – explica Clélia Iwaki, group director da BTS Informa, organizadora da feira. Nesta edição, tivemos um retorno muito positivo das empresas, e conseguimos qualificar o público, que mostrou grande conhecimento técnico e interesse em fechar negócios aqui mesmo, dentro do pavilhão”. Presente no evento, Luciana Pellegrino, diretora executiva da Abre - Associação Brasileira da Embalagem - acredita que um dos grandes atrativos da feira foram as soluções de inovação. “Percebemos diversos produtos jamais vistos nas prateleiras, e que oferecem cada vez mais funcionalidade para o consumidor, ou detalhes estéticos como adornos decorativos, referências que mostram que o mercado se transformou por conta do amadurecimento do consumidor. A embalagem reflete o desenvolvimento econômico do país”. Nesta edição, a Fispal Tecnologia reuniu duas mil marcas expositoras e recebeu mais de 60 mil profissionais em busca de novidades em máquinas e equipamentos, embalagens, produtos e serviços para o setor industrial. São

66

representantes de mais de 80 setores, como fabricantes de máquinas e equipamentos, automação industrial, embalagem flexível, rótulos/etiquetas, transporte e logística. Profissionais das áreas de compras, marketing, engenharia e de suprimentos de todas as regiões do Brasil e mais de 40 países passaram pelo Pavilhão do Anhembi na semana de 3 a 6 de junho. O resultado positivo expressou-se nos números de quem esteve lá para mostrar seus produtos. Ivan Tadeu Coque é diretor da Posimec, empresa que até o segundo dia de evento já havia vendido 20 máquinas. “Essa é nossa terceira participação na Fispal Tecnologia e mais uma vez foi uma experiência muito positiva. Nossas vendas aqui representam cerca de R$ 2 milhões. Com certeza o número de equipamentos vendidos vai aumentar bastante até o final do evento”. “Acho que a feira foi excelente em número e qualificação de visitantes. Confesso que com a proximidade da Copa do Mundo e o aumento do custo para que empresários de outros estados chegassem a São Paulo, achei que o movimento seria mais fraco, o que não aconteceu – avalia Dante Monteiro, diretor da DMOM - muitos contatos que fizemos aqui com certeza vão gerar novos negócios num futuro próximo. Mesmo assim até agora concretizamos negócios na feira na ordem de R$ 1,5 milhão”. A Heuft também é uma das muitas empresas bem-sucedidas dentro da feira. “O setor de bebidas com ou sem crise sempre gera bons negócios – explica o engenheiro Igor Machado - Conseguimos fechar na Fispal Tecnologia a venda de uma máquina para inspeção e controle de qualidade de bebidas para um grande fabricante de refrigerantes do Rio de Janeiro. Esperamos bater

os resultados de 2013, quando vendemos 85 máquinas”.

Novas ideias e produtos No Espaço Empreendedor, distribuídos em estandes que ocuparam até 40m2, 27 micros, pequenas e médias empresas disputaram a atenção dos visitantes. De balanças até equipamentos como mini temperadeiras de chocolate, houve um amplo mix de produtos para atender os empresários que buscam incrementar a produção. Inovações em ingredientes para a indústria de alimentos foram apresentadas pela empresa Proteios, que levou à feira um produto inédito, componente nutricional extraído das folhas da ora-pro-nobis. O pó é rico em fibras e proteínas, e pode ser utilizado na formulação de alimentos industrializados. “Nosso produto é 100% natural, nada calórico, eficiente contra o diabetes e uma série de outras doenças”, afirma Rubens Rabczuk, diretor de planejamento da Proteios. Já no terceiro dia do evento representantes de 33 segmentos da indústria de alimentos e bebidas solicitaram amostras do produto para testes. “A feira superou nossa expectativa em 300%. Acreditamos muito no ora- pronobis, e a indústria só tem a ganhar com essa solução. Além de todos os benefícios, estamos resgatando uma planta da nossa biodiversidade que havia sido esquecida. Estamos montando uma planta industrial no Ceará com oito mil metros quadrados e achamos que, em breve, ocuparemos toda a nossa capacidade produtiva com novos clientes”. A Fispal Tecnologia 2015 já tem data marcada e acontece de 23 a 26 de junho, no Pavilhão do Anhembi.


TETRA PAK

Durante a Fispal Tecnologia, a Tetra Pak entregou o prêmio do “Programa de Qualidade Gráfica 2014” para os melhores trabalhos desenvolvidos no último ano. A agência Tônica foi o destaque do evento com a conquista do prêmio Ouro e o de Design. Já a TR3SD e Ato receberam reconhecimento nas categorias Prata e Bronze, respectivamente. O Prêmio Criatividade Gráfica foi conquistado pela Ducoco Alimentos e Bebidas, com a embalagem do produto Ducoco Kids. Durante o evento os profissionais foram premiados por desenvolverem os layouts das embalagens de acordo com as especificações técnicas de impressão. A ação tem o objetivo de reduzir o tempo de desenvolvimento, destacar a importância da qualidade na finalização do design das embalagens, e ainda incentivar a integração dos diversos elos da cadeia produtiva. Além do troféu, as empresas premiadas ainda receberam o selo “Qualidade Gráfica”, criado para valorizar as agências e profissionais e indicar aos seus clientes a excelência de seus trabalhos. A empresa também apresentou uma nova solução de processo e envase para a produção em embalagens longa vida para queijo frescal. Com o novo sistema, o leite recebe o coalho para formar o queijo somente quando já está sendo envasado. Isso proporciona uma redução de 85% na utilização do coalho. Dependendo da configuração produtiva, o processo ainda tem a vantagem de utilizar até 90% menos mão de obra, já que a produção não permite nenhum contato manual, o que também aumenta a segurança do alimento. Em diversos tamanhos e formatos, as embalagens cartonadas da Tetra Pak ainda permitem a impressão em toda a superfície, proporcionando maior impacto para a marca e flexibilidade para a indústria. Já para os consumidores, os benefícios da novidade se traduzem em comodidade e segurança. DESENVOLVIMENTO

Com diversos clientes ao redor do mundo, a Tetra Pak® possui vasta experiência na oferta de soluções completas para o processamento e o envase de queijos. Para apoiar as indústrias de alimentos no Brasil, a Tetra Pak® mantém uma parceria com o Ital (Instituto de Tecnologia dos Alimentos), onde podem ser realizados testes de formulação e produção.

PRÊMIO ABRE

Todos os visitantes que passaram pelo stand da ABRE na Fispal Tecnologia puderam escolher quem vencerá o 14º Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira, promovido e organizado pela ABRE - Associação Brasileira de Embalagem. No período entre 03 e 06 de junho, o estande da ABRE no Pavilhão de Exposições Anhembi expôs aproximadamente 400 embalagens inscritas que concorrem gratuitamente à Categoria Voto Popular Profissionais. A premiação tem por objetivo reconhecer as embalagens que mais se destacaram ao longo do último ano como ícones de qualidade, tecnologia, design, funcionalidade e inovação, além de incentivar a eficiência dos processos e o desenvolvimento sustentável, entre outras iniciativas importantes para o crescimento e valorização das embalagens brasileiras.

SUNNYVALE

A Sunnyvale apresentou as codificadoras A320i e A420i. Entre as principais características das codificadoras estão a facilidade de manutenção e o custo de operação otimizado. A tecnologia i-Tech incorporada às codificadoras Domino A320i e A420i permitem a melhoria da eficiência das linhas de produção, pois minimizam as manutenções preventivas que são realizadas pelo próprio operador, proporcionando maior confiabilidade e desempenho superior quando comparadas aos equipamentos similares do mercado. O sistema de tintas com tecnologia i-Tech do modelo A420i foi premiado, neste ano, pela BCF (British Coatings Federation), associação inglesa que representa o segmento de tintas de impressão, tintas em pó e de revestimentos, na categoria Inovação Sustentável, pela significativa redução do impacto ambiental, desde que foi aplicado nas codificadoras entre 2010 e 2013.

FESTO

A Festo Automação apresentou suas soluções em automação desenvolvidas especificamente para as indústrias de embalagens, alimentos e bebidas. Os destaques da Festo apresentados na Fispal Tecnologia foram a nova série de cilindros DSBC, o atuador eletromecânico de fuso de esferas EPCO, Mini Portal H – EXCM, nas versões EXCM-10 e EXCM-30, é ideal para aplicações em pré e pós-análises em processos de laboratório, preparação e transporte de amostras, identificação de amostras por meio de leitores de códigos de barras ou para abrir e fechar recipientes, o Energy Saving para estudos de redução de consumo de energia, melhoria de performance, análise parcial ou total da geração, distribuição e utilização do ar comprimido.

RAUMAK

A Raumak ocupou um amplo espaço para receber os clientes, levando um verdadeiro showroom montado para poder apresentar todas as suas linhas de equipamentos em funcionamento. O destaque que a empresa apresentou na feira foi a encaixotadora Boxer Line, que possibilita fabricar linhas completas, desde a coleta do produto a granel até a sua paletização. A Raumak se destaca como uma empresa capaz de oferecer alternativas completas às necessidades dos clientes no final de linha. O portfólio de equipamentos da marca inclui máquinas empacotadoras, encaixotadoras, enfardadoras, encartuchadoras, paletizadora, movimentação e gerenciamento dos sistemas.

67


OPTIMA

A Optima exibiu suas mais diversas soluções em máquinas para processos de embalagem. Dosadora gravimétrica As dosadoras da série OPTIMA DF representam o que há de mais avançado em termos de tecnologia de pesagem, com altíssimo grau de confiabilidade e precisão.

EPET DO BRASIL

A Epet do Brasil fez lançamentos durante a feira. Os lançamentos foram a Barra 929 IPS com reator acoplado. Aplicadora automática de adesivos Herma.

MILAINOX

O sistema de dosagem gravimétrico é adaptável para produtos a granel em pó ou granulados. A alta tecnologia da célula de pesagem é capaz de identificar variações do peso e corrigi-lo através do sistema de controle.

Uma linha modular multifuncional adaptável às mais diversas necessidade; sinônimo de flexibilidade nos processos de envase e fechamento, podendo trabalhar simultaneamente com produtos líquidos e pós, além de possibilitar fácil aumento de produtividade. Vantagens notáveis para as indústrias química, alimentícia e cosmética.

Em seu estante a Abeaço apresentouu informações sobre a saudabilidade, segurança e sustentabilidade da embalagem de aço. Na parte da sustentabilidade o destaque foi o trabalho do primeiro Centro Prolata de Reciclagem, inaugurado no final do ano passado na Vila Mangalot, Zona Norte de São Paulo. O Centro é autossustentável e tem capacidade para receber e reciclar até 2 mil toneladas de embalagens de aço pós-consumo por mês. Já no quesito saudabilidade e segurança, a Abeaço apontou os benefícios da lata de aço para os alimentos. A embalagem preserva as propriedades nutricionais e o sabor do alimento por mais tempo, sem necessidades de conservantes ou aditivos químicos.

Grande flexibilidade no range de pesagem, dependendo do modelo da máquina e produto. Produção de até 110 embalagens/minuto. OPTIMA Moduline Máquina de envase e fechamento Apresentada pela primeira vez na Fispal, a OPTIMA Moduline á a solução ideal para estratégias flexíveis de produto e mercado.

ABEAÇO

A Milainox fez lançamento durante a feira da Envasadora modelo M-75. A envasadora de alta produção para os segmentos de água mineral, sucos, chá e água de côco. O equipamento é capaz de produzir até 7500 unidade/hora.

O prazo de validade pode chegar a até cinco anos. A embalagem bloqueia a entrada de luz, oxigênio e elementos externos e possui uma película interna flexível, que evita o contato do produto com o metal até mesmo em caso de amassamento.

HENKEL

GS1

OPTIMA PD - Máquina de sachês Para atender aos mercados Alimentício, Químico, Cosmético e Farmacêutico, as máquinas multipistas da séria OPTIMA PD possuem o design vertical intermitente form-fill-seal. Após a pré-formação da embalagem, o envase é realizado por meio de dosadores específicos para produtos em pó, granulados ou líquidos, atendendo a uma grande variedade de fluidez, viscosidade e densidade. Em seguida os produtos acabados são transferidos para a operação de final de linha. Disponíveis em vários modelos - para Sachês planos e com diferentes formas ou Sticks - as máquinas são projetadas de acordo com a aplicação e dimensional da embalagem.

68

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil - responsável pela criação e administração de padrões para a cadeia de suprimentos como identificação de produtos comerciais, captura automática de dados e compartilhamento de informações - demonstrou na 30ª Fispal a implantação de processos de rastreabilidade e autenticidade de produtos. O código de barras que identifica os produtos na cadeia de abastecimento é certificado pela associação e serve como padrão de linguagem mundial. No Brasil, a GS1 Brasil tem 57 mil associados.

A Henkel apresentou a linha Loctite Liofol, produto que foi desenvolvido a partir de fontes renováveis, cobrindo todos os níveis de performance e unindo desempenho e sustentabilidade. Seus sistemas modulares são versáteis para as mais diversas aplicações e requerimentos técnicos, além de proporcionar redução de complexidade de estoque. A ampla gama de produtos foi desenvolvida para satisfazer a demanda da indústria de embalagens flexíveis e é dividida em dois tipos: adesivos universais base solvente e adesivos universais solvente less.


DEPOIMENTOS Crédito - StúdioF

KAWAMAK

Estamos na Fispal há 18 anos e nossa participação é sempre positiva. Nosso foco no evento é puramente institucional já que a feira representa 30% das nossas ações de marketing. Mesmo assim, nessa edição, devemos faturar cerca de R$ 100 mil em novos negócios.

PERFOR

Julimar Santana - Gerente de marketing

Levando em consideração o mercado pouco aquecido e o próprio cenário em que estamos, Copa do Mundo e Eleição, a Fispal Tecnologia foi positivamente surpreendente. A visitação foi contínua e muito qualificada. Acredito que os negócios iniciados aqui devem gerar faturamento de R$ 500 mil nos próximos meses.

DMOM

Acho que a feira foi excelente em número e qualificação de visitantes. Confesso que com a proximidade da Copa do Mundo e o aumento do custo para que empresários de outros estados chegassem a São Paulo o movimento seria mais fraco, o que não aconteceu. Muitos contatos que fizemos aqui com certeza vão gerar novos negócios num futuro próximo. Mesmo assim até agora concretizamos negócios na feira na ordem de R$ 1,5 milhão.

Dante Gabriel Monteiro - Diretor comercial

POSIMEC

Essa é nossa terceira participação na Fispal Tecnologia e mais uma vez foi uma experiência muito positiva. Em apenas dois dias de evento nossa empresa vendeu 20 máquinas, o que representa aproximadamente R$ 2 milhões. Fabricamos posicionadores de frascos e insersores de rótulos produzidos 100% dentro de nossa planta. Com certeza o número de equipamentos vendidos vai aumentar bastante até o final do evento. Ivan Tadeu Coque - Diretor

Otávio Freitas - Representante comercial

Epet apresentou o túnel de encolhimento para rotular copos com sleeves A EPET do Brasil apresentou na FISPAL deste ano, o túnel de Encolhimento manual EPET TUCD R para rotular com sleeves termoencolhiveis sobre copos de plástico. Apresentamos a linha completa da empresa Meech (Inglaterra) especialista em controle de estática e limpeza com ar ionizado. Também, apresentamos para o mercado nacional Exclusivo Cabeçote aplicador de autoadesivos – HERMA (Alemania). E toda nossa linha de maquinas de aplicação de sleeves com velocidades até 600 p.p.m. 69


Nova Garrafa de

chega ao Brasil

M

ais contemporânea e sofisticada, a nova garrafa da inconfundível bebida vermelha, Campari, chega ao Brasil em Agosto. A reformulação foi feita pela agência mundialmente reconhecida pelo seu trabalho no mundo de bebidas, a Claessens International, com sede em Londres e que tem uma parceria de longa data com o Gruppo Campari. Com um novo visual que comunica o carisma e a paixão da marca de uma forma atual e autêntica, a nova garrafa ostenta um “pescoço” mais alongado, além de “ombros” e “cintura” mais finos, que trazem sofisticação e modernidade à Campari. Enquanto o novo rótulo frontal ganhou detalhes em prata e foi reduzido, dando maior destaque ao produto, a garrafa passou a ter a marca em relevo. As mudanças adicionam um toque refinado e dão mais suavidade às cores criando o equilíbrio perfeito para o estilo da marca. Desde que foi criada em 1860, Campari se comunicou com seu consumidor por meio de sua de sua garrafa, com uma linguagem gráfica e tons estilizados que marcam um período em específico. A adaptação às novas gerações, a renovação de sabores e formas que o mercado de bebidas alcoólicas tem experimentado - que é cada vez mais visto no desenho de suas garrafas -, a marca mais uma vez antecipa-se a essas tendências e se estabelece como um ícone de vanguarda, moda e estilo. Com a garrafa remodelada, a empresa italiana reafirma a elegância

70

e tradição dos 154 anos de mercado, enfatizando os valores tradicionais da Campari e, ao mesmo tempo, permanecendo renovada e atualizada. Para a Campari do Brasil, trazer inovações globais e edições comemorativas somente reiteram a importância e a posição estratégica do país na rota de negócios do Gruppo. “O mercado brasileiro é um dos mercados mais importante para Campari no mundo, uma marca que tem um público fiel e cativo e, por isso, procuramos sempre trazer novidades para agradar esse consumidor. O lançamento da nova garrafa aqui no Brasil dá continuidade ao trabalho que temos feito e reforça a importância que o nosso consumidor tem para a marca”, afirma Julka Villa, diretora de marketing da Campari do Brasil.

Processo de modernização da marca “ícone da Itália” traz à garrafa mais elegância com um novo design, aplicação em prata no logotipo e gravação em alto relevo


Prêmio

Abeaço abre as inscrições para o 3º Prêmio de Embalagens de Aço O evento premiará as melhores embalagens de aço em cinco categorias e a melhor matéria sobre o setor. A inscrição é gratuita e pode ser feita até dia 31 de agosto

E

stão abertas as inscrições para o 3° Prêmio de Embalagens de Aço que será realizado pela Abeaço (Associação Brasileira de Embalagem de Aço) no dia 08 de outubro em São Paulo. Com o objetivo de fortalecer a imagem da embalagem de aço, o evento premiará as embalagens e a melhor reportagem sobre lata de aço. As inscrições podem ser feitas até 31 de agosto. Nesta terceira edição serão distribuídos prêmios em cinco categorias de fornecedores de embalagens, incluindo latas para alimentos (inovação e praticidade), latas para tintas (inovação), latas promocionais (melhor litografia, design e aplicação diferenciada), aerossol (aplicação diferenciada) e sistema de abertura (praticidade e tampas para embalagens diversas). As embalagens inscritas devem ter sido lançadas no período de 1º de setembro de 2012 até 30 de abril de 2014. A categoria Jornalista Destaque premiará a melhor matéria sobre a lata de aço. Poderão concorrer reportagens editadas em veículos impressos, jornais ou revistas, sediados no Brasil, e suplementos e encartes que não sejam distribuídos separadamente, seja por meio de assinatura, distribuição gratuita ou por venda em banca. As matérias inscritas devem ter sido veiculadas no período de 1º de setembro de 2012 até 31 de agosto de 2014, data final para o envio das inscrições gratuitas. Para participar o candidato deve encaminhar um e-mail para celita@ abeaco.org.br solicitando a ficha de inscrição.

72

Após ser preenchida, a ficha precisa ser enviada (digitalizada ou por correio) para a Abeaço até o dia 31 de agosto. As amostras físicas das embalagens e das matérias que concorrerão devem ser enviadas para a sede da Abeaço (Rua Rocha, 167 – Conjunto 33 - Bela Vista - SP CEP: 01330-000) até o dia 05 de setembro. A seleção dos vencedores será feita por um comitê de julgamento composto por: agência de design, universidades, entidades sociais e pesquisadores. Para o Jornalista Destaque a comissão julgadora receberá o reforço da assessoria de imprensa da Abeaço, a Press à Porter. Mais informações sobre o prêmio

podem ser obtidas pelo e-mail thaisfagury@abeaco.org.br e regulamento do prêmio está disponível no site: www.abeaco.org.br/3premiodeembalagensdeaco.html SERVIÇO O que: Inscrições para o 3º Prêmio de Embalagens de Aço Data para inscrição: 31 de agosto E-mail para solicitar ficha de inscrição: celita@abeaco.org.br Envio de amostras de embalagens e reportagens: ABEAÇO - Rua Rocha, 167 - Cj. 33 - Bela Vista - São Paulo - SP - CEP. 01330-000 (Horário: 9h e 18h - Aos cuidados de Celita Amaral) Valor das inscrições: Gratuita


Novidade

Novidade mundial

LANICO apresenta

uma lata de aerosol inovadora

A LANICO apresenta a novidade mundial “SteeloCare”. O especialista em produção de latas de aerosol apresenta ao público especializado em Essen as primeiras latas de aerosol em folha de flandres com um design monobloco. Estas latas foram tecnologicamente desenvolvidas em conjunto com as empresas ThyssenKrupp Rasselstein (Andernach) e Schuler Pressen (Göppingen). A “SteeloCare” caracteriza-se pela excelente qualidade de impressão e pelo tato, assim como por uma imagem impressa sem costuras. 74


U

ma tecnologia desenvolvida pela LANICO permite, pela primeira vez, fechar a lata a partir do interior. Deste modo, a lata não apresenta um rebordo visível no fundo. Simultaneamente, a “SteeloCare” é muito resistente e consegue obter sem problemas uma classificação que vai desde os 18 bar até pressões de rebentamento acima dos 25 bar. E as vantagens não ficam por aqui: a lata em folha de flanders é 100 % reciclável e ainda produzida sem a utilização de lubrificantes. Assim, os dispendiosos processos de lavagem não se aplicam.

empresa é um dos maiores fabricantes mundiais de unidades para a produção de embalagens técnicas. Especialmente no setor da produção de latas de aerosol e latas quadradas, a LA-

NICO pertence aos fornecedores líderes de mercado para máquinas de rebordear, de fechamento e de repuxamento, assim como para linhas de produção completas. (www.lanico.de)

Michael Kaufmann, Diretor técnico da LANICO descreve as vantagens da inovadora lata de aerosol: “Em conjunto com a ThyssenKrupp Rasselstein e a Schuler conseguimos otimizar todos os processos consecutivos durante o desenvolvimento desta lata. A utilização de ferramentas e máquinas foi minimizada e a estabilidade anticorrosiva da lata é extremamente elevada. Com o material de aço concebido pela ThyssenKrupp Rasselstein, a parte inferior da Schuler e a aplicação da dobra interior da LANICO, os nossos clientes recebem um ótimo sistema com funcionalidades e compromissos garantidos.” Em cooperação com a ThyssenKrupp Rasselstein e a Schuler, a LANICO conseguiu desenvolver uma solução completa para o sistema de produção de latas que permite padronizar as dimensões das meias peças. Um grande progresso em relação à lata de aerosol de 3 peças clássica na qual quase todas as fábricas de produção de artigos de chapa utilizam atualmente as suas próprias dimensões. Uma estandardização oferece significativas vantagens econômicas. Em suma, a METPACK, Feira Internacional da Embalagem Metálica, foi uma aposta bem sucedida da LANICO. Em Essen, o produtor de máquinas para a indústria das embalagens de chapa e de conservação conseguiu estabelecer novos contatos importantes e celebrar vários contratos de venda. Durante a METPACK, a Can Former CF 411 da LANICO também suscitou o interesse dos visitantes, pois esta máquina destina-se à produção de latas redondas como latas para leite em pó, barris de cerveja domésticos ou latas de tinta na gama de velocidades média e alta. A LANICO Maschinenbau Otto Niemsch GmbH com sede em Braunschweig produz desde à quase 100 anos máquinas para a indústria das embalagens de chapa e de conservação. Atualmente, a

ThyssenKrupp Rasselstein GmbH A “SteeloCare” caracteriza-se pela excelente qualidade de impressão e pelo tato, assim como por uma imagem impressa sem costuras.

Can Former LANICO CF 411: A mais elevada eficácia e substituição especialmente rápida do formato

75


Novidade

MR. Veggy apresenta novo visual • Nova embalagem produto vegetariano congelado • Produto diferenciado • Apelo visual e praticidade • Melhor apresentação no Freezer e na Gôndola

U

tilizando ingredientes frescos e naturais, prezando sempre pela qualidade e sabor dos produtos. A empresa oferece uma linha com mais de 30 produtos congelados, com várias opções veganas. Além disso, utilizam somente soja não transgênica certificada, conforme informação que consta em seu site. As novas caixas foram criadas para valorizar o produto com design mais atraente e lúdico, diferenciando das embalagens deste segmento marcadas pelo forte uso de cartão kraft, ressaltando a opção por congelados vegetarianos, além de criar um laço emocional com os ingredientes através dos personagens e um visual moderno e diferenciado dentro do ponto de venda. As embalagens foram produzidas em cartão duplex frigorifico, laminadas em bopp, impressas em offset pela Fotoimpress, com fundo automático que facilita a montagem e trava inviolável. As embalagens tem um aspecto mais profissional sem perder o apelo de uma produção refinada, diferenciando-se do padrão de mercado com embalagens de visual mais simples.

THAMA ALIMENTOS

Nova embalagem produto congelado • Apelo visual e praticidade • Melhor no Freezer e no transporte

T

endo como missão a produção de alimentos da maneira mais natural possível, utilizamos os próprios alimentos para dar cor, textura e sabor às refeições evitando, assim, o uso de corantes, conservantes, aromatizantes ou realçadores de sabor que hoje, sabidamente, são grandes causadores de graves doenças, como alergias severas, distúrbios gástricos, distúrbios intestinais, entre outras. Reconhecidamente como uma marca que há muitos anos representa o que há de melhor na alta gastronomia Portuguesa, a Marquês de Marialva desenvolveu para a THAMA Alimentos, deliciosos pratos, que poderão ser adquiridos, com exclusividade, na forma de congelados, proporcionando comodidade para o consumidor

76

que poderá desfrutar dessas delícias, que são pratos das mais tradicionais receitas de sua cozinha, que agora você pode levar para casa e apreciar, como o Bacalhau com Natas, Bacalhau à Brás, Bolinho de Bacalhau, embalados nas práticas e sustentáveis caixas anti-vazamento, produzidas pela Fotoimpress em cartão laminado, que dão aspecto visual sofisticado e muito diferenciado aos produtos, além de serem muito práticos no ponto de venda, pois permitem a visualização em qualquer tipo de refrigerador. As embalagens são em formato retangular evitando desperdício de câmara fria e transporte. As embalagens são produzidas em papel cartão, parte de florestas plantadas e de fontes recicladas, minimizando o impacto das mesmas ao meio ambiente.


Diretor da MWV Rigesa é o novo presidente da

Associação Brasileira do Papelão Ondulado

E

m 26 de junho de 2014, durante reunião de diretoria na ABPO Associação Brasileira do Papelão Ondulado, Rodrigo Panico, diretor Corporativo Jurídico, de Relações Governamentais e SH&E, foi nomeado o novo presidente da associação para o biênio 2014-2016, representando a MWV Rigesa.

Antes de assumir o título, Rodrigo ocupava na ABPO a posição de Vice-Presidente, juntamente com quatro executivos de outras empresas. Panico é formado em Direito, pela Universidade Cândido Mendes, RJ, e tem especialização em Management, pela Thunderbird School of Global Management. Acumula 22 anos de experiência, tendo iniciado sua carreira na Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro, passando por renomadas empresas nacionais e multinacionais, como Grupo Abril, Brasil Telecom, Contax, Unisys, Grupo Bertin e, há pouco mais de três anos na MWV. Panico também é membro do Comitê Estratégico de Vice-Presidentes e Diretores Jurídicos da AmCham.


Mercado

MWV Rigesa entra no mercado

de embalagens para

FOOD SERVICE no Brasil

A

MWV Rigesa, uma das unidades de negócios da multinacional MWV no Brasil, amplia sua presença no mercado de embalagens e inicia o fornecimento de soluções inovadoras para o segmento de alimentação fora do lar. O primeiro produto atende ao transporte de bebidas para redes fast food que atuam com delivery, To-Go e drivethru. De acordo com a ABIA - Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação, a necessidade crescente da população economicamente ativa em fazer ao menos uma refeição por dia fora de casa vem puxando o crescimento do canal Food Service. Hoje, 38% da alimentação já é realizada fora da residência, ou é feita com a compra de refeições prontas, segundo a consultoria especializada no setor, ECD. De olho no potencial desse mercado, a MWV Rigesa, uma das maiores fornecedoras de embalagens de papelão ondulado do Brasil, desenvolveu um inovador suporte para transporte de

80

bebidas dedicado às redes de fast food que operam com delivery e drive-thru. “Esse é nosso primeiro produto dedicado a esse segmento, e estamos preparados e em contato com futuros clientes para desenvolver novos projetos customizados e alinhados com suas estratégias de crescimento”, comenta Paulo Iserhard, vice-presidente da MWV Rigesa - Negócio de Papelão Ondulado. Produzido com HyPerform™ MWV Rigesa, uma nova geração de papéis kraft e miolo para embalagens que possui resistência superior, o produto oferece segurança alimentar e rastreabilidade garantida da matéria-prima. Outro benefício do produto é a alta sensibilidade para impressões sofisticadas com a tecnologia Rigegraphics®, ampliando o valor de qualidade percebido pelo consumidor, integrando a proteção com a comunicação visual do produto. O novo suporte para bebidas da MWV Rigesa tem design diferenciado, traz ganhos de estoque e logísticos, é fácil e rápido para montar e traz uma inova-

dora trava que estabiliza o copo evitando o seu tombamento no transporte. É adaptável para transportar copos de 200 a 700 ml, latas de 350 ml e garrafas de 600 ml. Disponível em três versões: nos tradicionais suportes para duas ou quatro bebidas, já usuais no mercado, e na inovadora versão conversível entre dois ou quatro copos. “Com esse inovador desenho conversível para o suporte de bebidas, a rede de fast food pode comprar apenas um SKU para obter redução em seu custo de operação logística e ainda oferecer satisfação e praticidade ao consumidor com um produto diferenciado”, explica Iserhard. O primeiro operador de Food Service no Brasil a beneficiar-se das embalagens da MWV Rigesa é a rede Quiznos. De origem americana, a Quiznos está no País desde 2011 no ramo de restaurantes rápidos oferecendo sanduíches, flatbreads, sopas e saladas. Em grande expansão, conta hoje com cerca de 46 lojas no Brasil e prevê chegar a 150 até o final de 2015.


Novidade

Rótulos holográficos com

tecnologia Casting Newton Santana, Diretor da empresa Quadrante Rótulos, explica um pouco mais da nova tecnologia

P

ara produção deste tipo de rótulos, bastante utilizado no segmento de produtos nutracêuticos, até muito pouco tempo só tínhamos a opção do material já com a holografia (Bopp Holográfico). A Quadrante Rótulos, pensando neste segmento em bastante expansão, se especializou na produção destes rótulos com a tecnologia Casting. A tecnologia Cast, no nosso caso, é aplicada em flexografia, trata-se de uma película com pigmentação holográfica, que é transferida a frio, com ajuda de um verniz UV especial, para qualquer tipo de superfície (Bopp Branco, Bopp Transparente, Bopp Metalizado e Papéis). O interessante desta tecnologia, é que podemos brincar com os tipos de holografia existentes em um mesmo rótulo, realizando a aplicação localizada em pontos específicos. Como citado acima à película pode ser aplicada de forma localizada ou em todo material, no caso do Bopp já com a holografia não temos esta flexibilidade. O mercado para este tipo de tecnologia ainda está pouco difundido, porque ainda são poucas as empresas especializadas neste tipo de processo. Acreditamos que pelo custo x beneficio oferecido pelo processo, teremos bastante mercado para atuar, já que hoje as empresas se preocupam bastante com a cara do produto, e o rótulo holográfico pode trazer este diferencial tão almejado pelas empresas que se utilizam do rótulo para identificação de suas embalagens. Em parceira com o nosso cliente Verde Brasil Cosméticos, que está lançando sua linha de Shampoo, Condicionador e Finalizadores M. LORE, estamos desenvolvendo o rótulo com a tecnologia Cast, onde aplicamos a película em toda a

82

extensão do rótulo, que é produzido em Bopp Metalizado e com acabamento em Verniz Brilho, dando uma sofisticação diferenciada no produto final. A empresa Verde Brasil Cosméticos,

aposta de que a nova tecnologia possibilite que seu produto entre no mercado com valor agregado e consiga se diferenciar na gôndola em relação à concorrência.


Novidade

Dow e Plaszom desenvolvem embalagens de

sachês para molhos

Filme rígido transparente substitui o tradicional laminado composto por polipropileno e polietileno pelo DIAMANTO™, 100% polietileno

A

fim de ajudar seus clientes com a evolução dos produtos oferecidos ao consumidor final, a Dow e a Plaszom desenvolveram, em parceria, uma embalagem feita de DIAMANTO™ para Hemmer Alimentos. Trata-se de uma nova tecnologia com patente requerida pela Dow, que consiste em um filme 100% polietileno que, a partir de uma combinação de produtos e processos, consegue ter maior rigidez, algo inédito para esse tipo de material, e que ao mesmo tempo proporciona ao consumidor final facilidade para a realização do corte para abertura, reduzindo as chances de acidentes durante o manuseio do produto. A Hemmer está fornecendo embalagens em sachês para molhos com DIAMANTO™ nos últimos cinco meses. Com a chegada do DIAMANTO™, a Dow passa atuar em um novo nicho de mercado para concorrer com o polipropileno em diversos segmentos, sendo uma alternativa no desenvolvimento de embalagens mais sustentáveis, competitivas e inovadoras.

O DESAFIO

Desenvolver um filme flexível rígido que facilitasse a realização do corte para abertura, reduzindo as chances de desperdício involuntário durante o manuseio.

A SOLUÇÃO

A Dow e a Plaszom desenvolveram, em

parceria, uma embalagem feita de DIAMANTO™ para Hemmer Alimentos. A inovação mostrou ser uma boa opção para embalagens de molhos de sachês para ketchup, mostarda, maionese, entre outros, pois o DIAMANTO™ entrega todas as propriedades que o produto precisa. Entre suas principais vantagens estão: transparência e rigidez em filmes 100% polietileno, baixa temperatura de iniciação de selagem, capacidade de customizar o desempenho da selagem, incluindo abertura fácil e possibilidade de redução de espessura quando comparado com filmes de cPP ou filmes convencionais de PE. A nova solução é um produto com espessura 20 a 30% mais fina, porém resistente, o que resulta tanto na redução de custo na produção quanto na redução de desperdício no estabelecimento, já que o consumidor final reduzirá ou eliminará a perda involuntária, por “acidente”, durante o manuseio do sachê. O DIAMANTO™ também possui alta barreira contra umidade e pode ser utilizado em diversas aplicações, incluindo massas, biscoitos, papel higiênico e sabão em barra, entre outros. A comercialização em embalagens para em sachês para molhos está em fase comercial, enquanto as demais citadas estão em fase de testes.

tem e aumenta ou, no mínimo, mantém o ritmo de produção. Trata-se de uma solução para toda a cadeia.

OS BENEFÍCIOS

O DIAMANTO™ solucionou dificuldades que tínhamos com outros materiais em relação à selagem pela própria limitação do material utilizado, com o produto anterior alguns pacotes abriam provocando perda de produto. Com a nova tecnologia eliminamos essa questão. Além disso, o DIAMANTO™ facilita o manuseio dos sachês no momento da abertura. Depoimento de Christian Luef, gerente industrial da Hemmer.

Embalagem tem maior facilidade para a realização do corte para abertura, reduzindo as chances de “acidentes” durante o manuseio

A nova solução é uma alternativa que pode ser utilizada sem nenhum custo adicional em maquinário. O filme se adapta aos equipamentos que já exis-

Informações sobre a Dow A Dow (NYSE: Dow) alia a força da ciência e da tecnologia para inovar com paixão o que é essencial ao progresso humano. A Companhia produz inovações que extraem valor das ciências químicas, físicas e biológicas, ajudando a desenvolver soluções para os mais desafiadores problemas mundiais, como a necessidade de água potável, a geração e conservação de energia limpa e o aumento da produção agrícola. O portfólio líder e integrado da Dow nas áreas de Especialidades Químicas, Materiais Avançados, Ciências Agrícolas e Plásticos oferece uma ampla variedade de soluções e produtos baseados em tecnologia para aproximadamente 180 países e em setores de grande crescimento, como embalagens, eletrônicos, água, revestimentos e agricultura. Em 2013, a Dow teve vendas anuais de mais de US$ 57 bilhões e empregou aproximadamente 53.000 funcionários em todo o mundo. Os mais de 6.000 produtos da Companhia são produzidos em 201 unidades fabris em 36 países ao redor do mundo. As referências à “Dow” ou à “Companhia” significam a The Dow Chemical Company e suas subsidiárias consolidadas, a não ser que detalhadas expressamente de outra forma. Informações adicionais sobre a Dow podem ser encontradas em www.dowbrasil.com e www.dow.com

84


Novidade

Leite Moça apresenta nova embalagem com tampa

ABRE FÁCIL

Resgata também a tradição das receitas no rótulo

A

primeira e mais tradicional marca de leite condensado do Brasil, anuncia a chegada de sua nova lata, em formato slim e sistema Abre Fácil, características inéditas na categoria, que chegam ao produto a pedido de seus consumidores. A novidade estará nas prateleiras de todo o País a partir deste mês, 10 anos depois da última mudança. “A marca sempre valorizou a proximidade com

seus clientes e reforça esta conexão com mais uma inovação”, comemora Daniele Novaes, gerente de Marketing de Leite MOÇA®. O novo formato da lata - que traz a mesma quantidade de produto (395g) - é mais moderno e mais ergonômico, tornando a embalagem mais fácil de ser manuseada. A marca retoma uma tradição: as receitas no rótulo. São oito sugestões para agradar aos amantes do sabor inconfundível de Leite MOÇA®. A tapioca, o pudim de leite e o tradicional brigadeiro estão na seleção que valoriza preparos práticos e saborosos. E as novidades não param por aí: além do tradicional, a consumidora também ganha um novo jeito de se relacionar com

Leite MOÇA®. O QR Code na embalagem direciona para conteúdos exclusivos na nova plataforma digital, o site www.leitemoca.com.br e a fanpage no Facebook. O Leite MOÇA® tem uma história forte no Brasil. Ele começou a ser comercializado no País em 1890, com o nome de Milkmaid, mas foi em 1921 que Leite MOÇA® se tornou o primeiro produto da Nestlé a ser produzido no Brasil, na fábrica de Araras (SP). A conexão com o consumidor fiel se fez presente desde o início da produção nacional, quando a Nestlé escolheu utilizar uma designação criada espontaneamente pelos consumidores, uma alusão direta à estampa do rótulo.


Novidade

Rexam lança Germânia 55 na garrafa de alumínio

mais leve da América do Sul

A

Rexam, líder na produção de tampas e embalagens para bebidas na América do Sul, conquistou mais uma fatia do recémformado mercado brasileiro de garrafas de alumínio.

Depois da edição limitada da Smirnoff Ice, em 2013, a companhia lança a cerveja Germânia 55 nas embalagens Fusion. É a primeira bebida do gênero a ser disponibilizada no modelo Fusion, considerado o mais leve do mercado sul-americano. – Após o sucesso da Germânia 55 nas latas de 24oz, acreditamos que esse será mais um gol da parceria entre Rexam e NewAge. As garrafas Fusion trazem para o mercado brasileiro mais uma oportunidade de inovação em embalagens para bebida sustentável e com apelo jovem. - explica Tiago Avena, gerente comercial da Rexam na América do Sul. A especialista em Marketing da Rexam na América do Sul, Bruna Resano, completa que as garrafas de alumínio trazem consigo a tecnologia de High Definition que agregará uma identidade visual ainda mais premium e sofisticada ao produto. As novas embalagens são referência em sustentabilidade. Além de 100% recicláveis, podem retornar às gôndolas em até 30 dias. A logística do transporte desse modelo de embalagem consome menos CO2, ou seja, com 1kg de CO2 é possível transportar até 50% a mais de líquido em um mesmo caminhão do que com outras embalagens, como vidro, por exemplo. Produzidas na República Tcheca e envasadas no Brasil, a cerveja Germânia 55 é envasada e distribuída pela NewAge Bebidas.

88


Matéria

Etiquetas especiais A Vitória Ribbon ao longo de sua trajetória desenvolveu técnicas específicas para impressão

S

ão 35 anos de experiência e desenvolvimento na área de impressão de etiqueta. Dessa forma, a Vitória Ribbon, se especializou e desenvolveu diferenciais em etiquetas para embalagens e tem uma constante busca pela excelência dos produtos utilizados, o bom acabamento e a precisão nas medidas. A empresa conta um pólo industrial na Zona Franca de Manaus, estrategicamente escolhido por conta dos incentivos da importação, já que “filme de poliéster”, que é a base dos produtos para transferência térmica não estar disponível no mercado nacional. Tendo conhecimento sobre os melhores fornecedores, a empresa consegue obter os melhores cortes das variadas medidas de impressoras no mercado. Nesse período de existência da empresa, a aplicação dos produtos da Vitória Ribbon se expandiu para diversos setores, entre eles automotivo, alimentício, frigoríficos, têxtil, plásticos e no comércio em geral. São impressos dados de diversos tipos e códigos de barras nos rótulos, podendo ser trabalhados em etiquetas de papel ou sintéticas.

90

A Vitória Ribbon trabalha com duas tecnologias para a impressão: a TTR, que é por transferência térmica para etiquetas adesivas, e permite velocidade de impressão até 12 polegadas por segundo e o TTO, Transferência Térmica Online, voltada para embalagem flexível, com até 25 polegadas por segundo. Essa técnica é a mais versátil e que apresenta o melhor custo benefício do mercado, para dados variáveis. A empresa utiliza três tipos de materiais, sendo cera, resina e resina e cera juntas, de acordo com cada necessidade, que podem ser aplicados em casos que exigem resistência a dados impressos em contato com alta e baixa temperatura, água e solventes, como álcool e óleos e abrasão intensa, para aplicação em superfícies diferentes: para papel

Couchê, transtherm, Bopp, Poliestireno, Poliéster, Vinil e Nylon. Dessa forma, há soluções para os diversos tipos de impressão. A Vitória Ribbon iniciou sua atuação com Papel Carbono e fitas para Máquina de Escrever e evoluiu para a tecnologia de transferência térmica, que foi desenvolvida por uma indústria japonesa para a criação e leitura de códigos de barras, essencial para o mercado atualmente. Informações cedidas pela Vitória Ribbon www.vitoriaribbon.com.br


E

mbora o desempenho da economia brasileira nos últimos dois anos esteja sendo catastrófico, estes últimos anos são responsáveis pelo aquecimento dos setores de cosméticos, perfumaria e higiene pessoal. Partindo dessa premissa, o Brasil se tornou um mercado de grande importância e foco para grandes empresas que atuam com essas classes de mercadorias e projetam crescimentos expressivos no consumo de suas produções. As classes C e D são um grande foco de fabricantes, enquanto os fornecedores de embalagem devem aperfeiçoar sua produção a fim de poder participar deste mercado tão concorrido. Inovações tecnológicas e redução dos custos, através do aumento da produtividade e melhor gestão das informações e comunicações, são a tônica do momento. Conforme dados que pudemos levantar, em 2012 o mercado de cosméticos movimentou R$ 36,2 bilhões, 15,2% a mais que no ano anterior, e as vendas de embalagens para este segmento representavam na época 70% dos negócios realizados por três grandes empresas de embalagem nacionais que atendem esse mercado. Segundo a ABRE (Associação Brasileira de Embalagem), somada à necessidade de tornar o produto atraente, existe nas classes C e D, uma infidelidade generalizada entre os consumidores brasileiros pouco afeitos á marcas, mas ao que cada produto pode oferecer de novo. Por isso, a indústria aposta em design para inovar. O consumo de cosméticos tem crescido intensamente em função da crise econômica vivida pela sociedade feminina e que por razões psicológicas acaba por querer sobressair na sociedade utilizando-se do artifício da maquiagem e perfumaria. Também tem crescido, como resposta ao aumento da variedade de produtos, ao aumento da expectativa de vida e à oferta de opções para segmentos anteriormente negligenciados, por exemplo, minorias étnicas . À medida que a manutenção da juventude e a estética se tornam valores sociais cada vez mais importantes e diminuem as barreiras culturais, pesso-

92

Por Thomaz Caspary as de todas as raças, origens sociais e faixas etárias, têm consumido cada vez mais cosméticos. De acordo com a ABIHPEC, o mercado brasileiro de cosméticos é o terceiro maior do mundo, gerador não apenas de renda, mas foco estratégico dos grandes “players” na fabricação de cosméticos gerando a necessidade de melhorias imediatas nas empresas fabricantes da embalagem para este nicho de mercado. O setor de compras das indústria de cosméticos virou realmente estratégico. Até bem pouco tempo atrás, o comprador era o funcionário operacional e burocrático em um setor conhecido como uma central de custos da empresa. Para desempenhar a função, uma agenda de contatos com fornecedores conhecidos era fundamental. Na hierarquia da empresa, o comprador sequer figurava entre os profissionais estratégicos. Contava com o suporte de um coordenador e, na maioria dos casos, reportava-se à área administrativa ou financeira da empresa. De algum tempo para cá, a função de comprador vem sofrendo profundas transformações. São tantas as mudanças que não haveria exagero em afirmar que o cargo talvez seja o que mais tenha se transformado ao longo dos anos. Se a sua empresa ou se você mesmo ainda guarda na memória a imagem do comprador do passado, hora de se atualizar. E rápido. Da mesma forma, você fabricante de embalagem para a indústria não só de cosméticos, más também alimentícia, farmacêutica precisa urgentemente se atualizar na área tecnológica através de pesquisas em outras partes do mundo, más também atualizar o seu corpo de vendas, com cursos e seminários, preferencialmente “in Company” a fim de manter a cultura da sua empresa e naturalmente poder traçar estratégias, que não interessam a seus concorrentes. Como fabricante de embalagem para a área de cosméticos, você deverá ter em mente que a embalagem é considerada um dos itens relevantes para

Embalagem SOU - Natura

Artigo

Setor de embalagem de cosméticos EXIGE ATUALIZAÇÃO

o embate dos cinco segundos finais considerados o momento mais crítico do processo de marketing, quando o produto é colocado na frente do consumidor e tem que arrancar dele a decisão final de compra. A embalagem “fala” e, portanto, é necessário manter entre ela e a técnica de exibição do produto em sua embalagem um ponto de consonância com as emoções e convicções do ser humano. Como um espelho do consumidor, a embalagem deve ter identidade com o produto, deve penetrar no âmago do consumidor sem, contudo, deixar de trabalhar seu lado racional. Deve transmitir as características do produto atribuindo-lhe qualidades e benefícios. Embora este lado da embalagem seja de responsabilidade da área da criação, você como fabricante da embalagem, deve munir o homem de criação da agência dói cliente ou o gestor de produto/marketing com novas maneiras de produção, atrativas e de baixo custo. Diante da importância do item embalagem durante o processo de compra, os técnicos e especialistas, devem dar suporte ao homem de criação e ao gestor do produto, além de estar sempre ao lado do comprador, para dirimir dúvidas.


Verificamos nas formas de apresentação e da evolução das embalagens no tempo, o quanto elas são representativas como fator decisivo para afirmação de produtos e para a sobrevivência de indústrias em qualquer parte do mundo e em quase todos os segmentos de mercado. Na Europa, onde se enfatiza estilo, as embalagens são ricas em detalhes e há preocupação com o lado artístico do design, como no caso das embalagens de perfumes, diferente da cultura dos Estados Unidos, onde as máximas são a facilidade e a praticidade. Pode-se dizer que as embalagens têm funções objetivas (tangíveis) e subjetivas (intangíveis); as objetivas seriam as funções básicas de conservar e proteger os produtos e as subjetivas seriam as que funcionam como ferramenta de Marketing, ou seja: comunicar; criar a identidade do produto; criar imagem; divulgar; despertar curiosidade; expressar o atributo do conteúdo; encantar; despertar simpatia; agregar valor ao produto; atrair (como por exemplo as embalagens para produtos infantis); provocar; despertar interesse e impressionar.

É NECESSÁRIO QUE A INDÚSTRIA DE EMBALAGENS DE COSMÉTICOS PROMOVA MAIS AÇÃO E MENOS DESINFORMAÇÃO. A correta seleção de fornecedores de embalagens é um aspecto fundamental nessa equação por parte da indústria de cosméticos, porque está presente em todos os seus componentes. O mercado, na área de embalagens, encontra hoje empresas que expandem seus negócios, promovem aquisições e fusões, objetivando oferecer novas alternativas de embalagens, serviços e de

94

valor aos seus clientes da indústria cosmética. Dessa forma, adotam o conceito da Solução Total em Embalagens, tornando-se mais competitivas em relação a seus concorrentes. Voltando ao mercado consumidor de cosméticos, vale citar algumas ações específicas, como aquelas ligadas ao conceito de Sustentabilidade, por exemplo. Essas empresas compreendem e aplicam a equação da competitividade acima, buscam diferenciar-se e utilizam esse diferencial com os seus consumidores.

tem a seguinte “via crucis”: Rótulo, gravação, silkscreen ou sleeve, o importante é antes de se definir por uma ou outra opção, ele visita o fornecedor de embalagens, a fim de saber pra quem ele fabrica, se tem máquinas adequadas, Controle de Qualidade, plano de amostragem, nível de qualidade aceitável (NQA) definido e, principalmente se já fornece para empresas de cosméticos. Normalmente, as empresas que produzem o frasco, também fazem a gravação, mas existem empresas que só gravam sem fabricar.

A INTERPACK 2014 feira de embalagem em Düsseldorf (Alemanha) que terminou agora em Maio teve como eventos paralelos, além do Congresso Save Food e da área de inovação tecnológica “ InnovationParc”, mais duas atrações que movimentaram a semana de Interpack.

Um detalhe importante no caso das empresas que fazem gravação é verificar o sistema de flambagem que é usado para abrir os poros da superfície do material de embalagem antes da gravação, para que a fixação da tinta seja perfeita ou a aplicação de vernizes especiais.

Pela primeira vez a feira abrigou o evento “componentes para processo e embalagem “ que reuniu empresas engajadas com tecnologias para controle, movimento, sensores, produtos para imagem industrial, processamento, tecnologia de manuseio, softwares industriais e de comunicação, e sistemas completos para a automação de máquinas de embalagem, além de modernos equipamentos híbridos de impressão e pós-impressão.

Uma embalagem sem verniz especial (Primer), não flambada ou gravada muito tempo depois de ser flambada vai com certeza soltar a gravação na mão do consumidor. Esse defeito é detectado no ato da inspeção no recebimento do lote, por meio do teste de arrancamento de imagem pelo fabricante dos cosméticos, ou cliente do fornecedor de embalagens.

Uma das dúvidas mais frequentes quando o fabricante de cosméticos ou material de higiene se define por uma embalagem para seu produto é como comunicar os dados do produto, apelos de marketing, texto legal etc. Até um tempo atrás, se fosse uma bisnaga era certo que o texto seria gravado ou seria impresso em silk screen, pela dificuldade de aplicação de um rótulo ou pelo alto custo e absurdas quantidades de compra mínima dos sleeves. Hoje, o cenário é outro. Na realidade, temos várias situações e vários questionamentos: o que é mais barato? Mais prático? Mais bonito? O que comunica melhor? Quais as vantagens e desvantagens? Hoje em dia o fabricante de cosméticos

Diante de todas estas transformações, é fácil concluir que o perfil de gestão dos fabricantes de embalagens para a indústria de cosméticos e higiene, além de conhecimentos do profissional de vendas, sofre um profundo “up-date” em várias áreas. Tanto as empresas de embalagem como os profissionais de vendas, precisam agora ter visão sistêmica. Precisam conhecer o mercado, a tecnologia e saber negociar também com os seus clientes internos. Precisam tomar decisões com base nos indicadores de desempenho e estar atentos ao ambiente externo, de modo a adotarem estratégias de negociação coerentes com a conjuntura econômica.

*Thomaz Caspary é Consultor de empresas e diretor da Printconsult Ltda Imagens fornecidas pela Natura.


Novidade

Copra lança leite de coco em

embalagem POUCH A empresa aposta na embalagem stand-up-pouch como uma revolução no mercado de leite de coco

A

novidade inovadora foi apresentada aos visitantes no estande da Copra Alimentos durante a FIPAN - Feira Internacional de Panificação e Confeitaria, maior evento do setor da América Latina que aconteceu nos dias 15 a 18 de julho no Expo Center Norte/SP. É o primeiro leite de coco desenvolvido no Brasil neste tipo de embalagem. Prática, segura e econômica é uma excelente alternativa para uso em cozinhas e confeitarias profissionais e no setor do food service como um todo. “Este lançamento é mais uma inovação da Copra Alimentos, que apresentou o Óleo de Coco Extra Virgem ao Brasil. Com essa novidade reduziremos custo e aumentaremos a produtividade, o que certamente será necessário porque o produto vai despertar muito interesse nos consumidores não só devido a sua qualidade, mas a sua facilidade de manuseio e descarte da embalagem. Eu acho que será uma revolução no mercado de leite de coco”, destaca Hélcio Oliveira, diretor da Copra.

Características do Leite de Coco na embalagem Stand-Up Pouch O produto é extraconcentrado, tem 20% de gordura e após a abertura da embalagem deverá ser consumido em cinco dias. É ideal para o mercado food service, padarias, lojas de atacado e varejo.

Investimentos A Copra Alimentos, que trabalhou no desenvolvimento do novo produto por um ano, investiu R$ 600 mil na concepção, no desenvolvimento e na produção do Leite de Coco na nova embalagem.

Completam a linha de leite de coco Copra as versões 9% e 18% gordura, em embalagens de 200ml e 500ml. Obtido a partir do endosperma do fruto da palmácea (cocos nucifera L.) adequadamente selecionado, despolpado, despeliculado, triturado, prensado, formulado, pasteurizado, envasado e armazenado à temperatura ambiente sem incidência solar direta no produto. Produzido conforme exigências das normas de segurança alimentar e especificações solicitadas pelos clientes.

96


Novidade

Embalagem inovadora de Edge Energy Drink chega ao mercado de energéticos A bebida atua no mercado com conceito de branding inovador: logomarca e design da embalagem têm Grifo como inspiração

E

m novembro de 2013 o Grupo Hafil investiu numa opção diferenciada de produto, o Edge Energy Drink, um novo energético, recém-lançado em Curitiba, e que chegou com força total para mostrar seu diferencial em 2014. A criação da nova embalagem teve como inspiração o posicionamento premium do produto e de sua marca no mercado. O design único e moderno privilegia o minimalismo e o bom gosto presentes na marca. “Como o produto é de alta qualidade, optamos por valorizar a estética reflexiva do alumínio e não escondê-lo completamente, criando algo com apelo de nobreza e singularidade. Já a textura amarela que leva verniz tátil foi inspirada no desenho das penas da asa do Grifo. As cores escolhidas refletem a vivacidade e a energia do nascer e do pôr-do-sol, ultrapas-

sando as fronteiras entre o amanhecer e o anoitecer”, Silvio Honda, sócio diretor do Edge Energy Drink.Para atrair o público alvo, consumidores de 19 a 29 anos, classes AB, a proposta do Edge Energy Drink é expressar um estado de espírito que une força, atitude, nobreza, autenticidade e poder, reforçado por todos os elementos que constituem a marca na sua embalagem. “Escolhemos, por exemplo, a cor amarelo solar, que expressa energia e dinamismo.

exercitam-se e vivem no limite”, explica Silvio Honda. Além disso, a embalagem inovadora é realmente a única no segmento de energético, com verniz tátil.

Outro elemento que transmite essa mesma mensagem e representa a marca é o mitológico Grifo, utilizado na logomarca do Edge, é uma criatura mitológica surreal e poderosa, metade leão e metade águia, que na mitologia protege os grandes tesouros. Poderoso, domina os céus e a terra. É um ser que representa muito bem a ideia de força, de superação, de poder propostas pela marca”, revela Honda.

O diferencial do produto é justamente o seu sabor suave e levemente adocicado, que proporciona a harmonização, podendo ser apreciado puro e com vários estilos de bebida. A mistura com espumante é perfeita e proporciona um coquetel muito agradável.

E, por fim, a tagline ‘Living on the Edge’, que nada mais é que a máxima de todos aqueles que curtem, trabalham, viajam,

Considerado o aliado perfeito para os dias agitados, onde temos milhares de atividades para fazer, seja no trabalho, em casa ou até na academia, as bebidas energéticas caíram no gosto dos brasileiros e é o setor de bebidas que mais cresce no Brasil.

O produto teve 100% de aprovação dos consumidores, possui apenas 60 calorias, a metade em relação aos demais no mercado de energéticos. Todos podem apreciar a bebida sem culpa na hora da balança.

97


Novidade

CBA cria nova identidade visual de Nescafé

que será usada em todo o mundo

N

escafé, o primeiro café instantâneo do mundo, produzido pela Nestlé, está lançando uma identidade unificada e global, que poderá ser vista nos 180 países onde o produto é vendido (incluindo o Brasil). É a primeira vez em 75 anos de história da marca que cada produto Nescafé vai compartilhar a mesma identidade visual. A CBA é a agência responsável pela embalagem e pelo novo design, em um projeto de branding que envolveu outras agências do grupo em todo o mundo. O novo visual apresenta um ícone de modernização da marca, que agora tem um acento vermelho, além de um dispositivo gráfico, o “hub”, que é uma vista aérea estilizada de uma caneca de café. A caneca, porém, mantém o seu vermelho tradicional e já conhecido. Também está sendo utilizado um novo slogan: “Tudo começa com um Nescafé”. Ludovic Dapoigny, novo sócio da CBA B+G, escritório brasileiro do grupo CBA, trabalhava na sede de Paris quando a agência foi escolhida pela Nestlé, há dois anos, para participar do projeto de branding de Nescafé. Ele conta como foi o processo. “A CBA foi selecionada por quatro razões: a sua capacidade de entender as especificidades do mercado internacional, e desenvolver uma grande idéia única e forte que se adapta a cada consumidor Nescafé de todo o mundo, além de pensar ‘fora da caixa’, sem aplicar qualquer metodologia de branding-utilizado, e ainda desenvolver um kit de ferramentas de branding e design absolutamente único para Nescafé”. Dapoigny explica que coube a CBA sintetizar os elementos de design de Nescafé nos três elementos que são a base de toda a comunicação da marca, apresentados em embalagem, publicidade, digital, promoção, varejo, etc. “Tem sido um trabalho muito entusiasmado para as nossas equipes e um resultado compensador. Todos os parceiros Nescafé pelo mundo são convidados a usar as nossas diretrizes. A CBA e Nescafé estão realmente orgulhosos deste trabalho de branding e design“, conclui.

98


Embalagem & Tecnologia Nº19  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you