Issuu on Google+

3a edição

1


© 2009 by herdeiros de Sylvia Orthof Direitos de edição da obra em língua portuguesa no Brasil adquiridos pela Editora Nova Fronteira Participações S.A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra pode ser apropriada e estocada em sistema de banco de dados ou processo similar, em qualquer forma ou meio, seja eletrônico, de fotocópia, gravação etc., sem a permissão do detentor do copirraite. Editora Nova Fronteira Participações S.A. Rua Nova Jerusalém, 345 – Bonsucesso – 21042-235 Rio de Janeiro – RJ – Brasil Tel.: (21) 3882-8200 – Fax: (21) 3882-8212/8313 Editora responsável: Daniele Cajueiro Produção editorial: Flávia Midori Foto da quarta capa: Jorge Bodanzky Digitalização e tratamento de imagens: Trio Studio Diagramação: Ilustrarte Design e Produção Editorial Revisão: Luiz Raul Machado e Rachel Rimas Impressão: Edigráfica Texto revisto pelo novo Acordo Ortográfico.

CIP-Brasil. Catalogação na Fonte Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ O88f Orthof, Sylvia, 1932-1997 3.ed. Fada Fofa, Onça-fada / Sylvia Orthof escreveu e rabiscou – 3.ed. – Rio de Janeiro : Editora Nova Fronteira, 2011. il. color.

ISBN 978-85-209-2301-6

1. Literatura infantojuvenil. I. Tato. II. Título. CDD: 028.5 CDU: 087.5


Um dia, a Fada Fofa resolveu ser bailarina, imagina:

comprou corpete ajustado, um saiote bem franzido, mais sapatilhas de ponta. Ai, que tonta!

3


4


Fada Fofa disse assim: — Vou inventar, num bailado, uma história bailareco, vou dançar o que invento. Pra isso, eu chamo o Vento!

5


6


O Vento veio, dançarino, era um vento engraçado, um vento novo e menino.

— Ó Vento, que vento frade, vamos bailar uma história de risadinha e bestagem? Uma história inventadeira, de vento, pé, brincadeira, dançadeira e amolecada? História de Ventafada?

7


fada, fofa, onca, fada