Issuu on Google+

Frei Tito

terra bárbara F

R

E

F

R

I

Socorro Acioli Sob a sombra do terror Um jovem frade, alegre, bem-humorado, é preso dois meses depois de completar 24 anos, acusado de subversão. Torturado implacavelmente, Frei Tito nunca mais conseguiria apagar do corpo – e da alma – as marcas da crueldade de que foi vítima. Sua morte ficou para a história como um dos capítulos mais contundentes do terror patrocinado pela ditadura militar brasileira.

2ª edição

E

I


Estar no mundo, saber do mundo. Desde que nascemos, vamos nos constituindo nessa relação com as pessoas, afinal somos todos seres políticos. Os espaços são múltiplos para esse processo de aprendizagem, ou melhor, para as aprendizagens que vamos vivenciando ao longo de nossa vida. Mas sabemos, também, o quanto a escola é fundamental nesse contexto, desde o ensino infantil até o ensino médio. É no ambiente escolar que aprimoramos nossos conhecimentos formais e informais, nossas sociabilidade e afetividades. Nesta longa caminhada, os professores e as professoras são personagens fundamentais. No diálogo, que estabelecem com seus alunos e alunas, vão formando nossas crianças e adolescentes. Nas suas formas de estar no e saber do mundo. E temos consciência de que as professoras e os professores da rede pública de ensino de Fortaleza caminham com seus estudantes em direção a uma sociedade mais solidária, porque se relacionam com as crianças e adolescentes de nossa cidade como cidadãos. Feliz Dia dos Professores e Professoras. Luzianne Lins Prefeita de Fortaleza

Ana Maria Fontenele Secretária Municipal de Educação


Coleção

ADOLFO CAMINHA Claudia Albuquerque ALBERTO NEPOMUCENO Floriano Martins BÁRBARA DE ALENCAR Ariadne Araújo BEATO JOSÉ LOURENÇO Xico Sá BENJAMIM ABRAHÃO Firmino Holanda BEZERRA DE MENEZES Luciano Klein Filho CANOA DOIDA Aírton de Farias CAPISTRANO DE ABREU Firmino Holanda CEGO OLIVEIRA Eugênio Leandro CHICO DA SILVA Roberto Galvão CLÓVIS BEVILÁQUA César Asfor Rocha DELMIRO GOUVEIA Aírton de Farias DEMÓCRITO ROCHA Cleto Pontes DOM ALOÍSIO LORSCHEIDER Elsie Studart e Marcelo Gurgel DOMINGOS OLIMPIO Leite Jr DRAGÃO DO MAR Luciana Cavalcante

EDSON QUEIROZ Eduardo Campos FARIAS BRITO Antônio Carlos Klein FIGUEIRAS LIMA Mª Isabel Figueiras Lima Ciasca FRAN MARTINS Carlos Eduardo Bezerra FREI TITO Socorro Acioli IRMÃOS ANICETO Pablo Assumpção JACQUES KLEIN Agamenon Bezerra JÁDER DE CARVALHO Angela Barros Leal JOAQUIM PIMENTA Edimilson Barbosa JOSÉ ALBANO Ruy Vasconcellos JOSÉ DE ALENCAR Mona Gadelha JOVITA FEITOSA Kelma Matos JUAREZ BARROSO Amélia Soares A. Landim LAURO MAIA Nirez LOPES FILHO Túlio Monteiro MARTINS FILHO Paulo Elpídio de M. Neto

MESTRE NOZA Carolina Dumaresq MOREIRA CAMPOS Caterina de Saboya Oliveira NATANAEL CORTEZ Robério Américo Souza OLIVEIRA PAIVA Tércia Montenegro PADRE CÍCERO Régis Lopes PADRE IBIAPINA Benedito Silva PATATIVA DO ASSARÉ Gilmar de Carvalho PAULO ABEL Elvis Matos PAULO BONAVIDES Antonio Carlos Klein QUINTINO CUNHA Francisco José S. Souza RACHEL DE QUEIROZ Socorro Acioli RODOLFO TEÓFILO Benedito Silva ROGACIANO LEITE FILHO Airton Monte SENADOR ALENCAR Aírton de Farias SINHÁ D’AMORA Túlio Monteiro WALDEMAR ALCÂNTARA Blanchard Girão


Socorro Acioli

2ª edição

Reimpressão Fortaleza 2007


Copyright©2007 by Edições Demócrito Rocha

DIRETORA EXECUTIVA: Albanisa Lúcia Dummar Pontes CONCEPÇÃO DA COLEÇÃO E COORDENAÇÃO EDITORIAL: Lira Neto COORDENAÇÃO DE DESIGN: Deglaucy Jorge Teixeira COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO: Sérgio Sampaio PROJETO GRÁFICO: Mirtis Rodrigues CAPA: Mirtis Rodrigues/Deglaucy Jorge Teixeira EDITORAÇÃO ELETRÔNICA: Giovanni Muratori REVISÃO: Kelsen Bravos e Vessillo Monte FICHA CATALOGRÁFICA: Rodrigo Leite Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)

Acioli, Socorro A181f Frei Tito / Socorro Acioli. – 2. ed. rev. e ampl. – reimpr. – Fortaleza : Edições Demócrito Rocha, 2007. 112 p. : il. – (Coleção terra bárbara) Inclui bibliografia ISBN 978-85-7529-081-9 1. Tito, Frei - biografia. 2. Ideologia. 3. Religião. 4. Brasil - história - século XX. I. Título. CDU 929Tito

Av. Aguanambi, 282 - Joaquim Távora - Fortaleza - CE Cep: 60.055-402 - Tel.: (85) 3255.6055/3255.6256 - Fax: (85) 255.6276 E-mail: edr@fdr.com.br / livrariaedr@fdr.com.br www.fdr.com.br


SUMÁRIO 7

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 TEMPOS

DE ESPERANÇA

Capítulo 2 OS

MENINOS DA

JEC

Capítulo 3 CAI

Capítulo 4 DO INFERNO

Capítulo 5 VOZES

DO SILÊNCIO

Capítulo 6 O

Capítulo 7

AS

SEMENTES DE

57

79

PRESENTE

Capítulo 8

38

71

ÚLTIMO ATO

CORPO

22 29

A NOITE

SUCURSAL

10

TITO

85

MAIS

90

APÊNDICE

92

CRONOLOGIA

97

BIBLIOGRAFIA

103

A

107

LEIA

AUTORA


INTRODUÇÃO

Fazer memória não é mergulhar no passado, desempoeirá-lo e trazê-lo à tona; mas buscar nesse passado experiência, motivação e elã, para uma ação aqui e agora. Adélia Bezerra de Meneses

Dos muitos casos de tortura e assassinato, ocorridos durante a ditadura militar brasileira, o martírio do cearense frei Tito de Alencar Lima é, sem dúvida, um dos relatos mais impressionantes. Dois meses depois de completar 24 anos de idade, o frade dominicano foi preso no convento onde morava, em


8

FREI TITO

São Paulo, e torturado implacavelmente, em sessões ininterruptas de crueldade. Seu crime: conseguir uma casa emprestada para sediar um congresso de estudantes. Tito permaneceu preso por dois anos. Foi libertado para viver em exílio no Chile e na França. Mesmo saindo do País, Tito levou consigo a voz de seu torturador, o delegado Sérgio Paranhos Fleury. Um mês antes de completar vinte e oito anos, a voz rouca de Fleury o conduziu para a morte. Antes de conhecer o ódio de seus torturadores, Tito foi um jovem alegre, bem-humorado e cheio de energia. Adorava jogar futebol com os amigos da rua, era mestre em contar piadas e colocar apelidos. Estudava canto lírico, tocava violão, apreciava poesia e dedicava os fins de semana ao estudo de textos políticos e ao trabalho com as comunidades através da Ação Católica. A partir desse trabalho, decidiu ser frade e passou a dedicar sua vida à prática do Evangelho. Dizem que não escolhemos sobre o que vamos escrever: o tema é que nos escolhe. Aceitei o trabalho e durante nove meses segui os passos de Tito de Alencar Lima para reconstruir sua vida e divulgar sua história. A todos que me auxiliaram, meus mais sinceros agradecimentos:


INTRODUÇÃO

9

a Lira Neto, editor da Coleção Terra Bárbara, pela confiança; a Ary Bezerra Leite, Firmino Holanda, Roberto Pontes, Emanuel Alencar, Ana Cristina Leite e Selva Tôrres Aguiar, pelas sugestões, orientações de pesquisa, críticas e revisões; aos frades da família dominicana do Brasil, em especial a frei Xavier Plassat e frei Giorgio Callegari; a Nildes Alencar, pelas emocionadas tardes de conversa; a Frei Betto, pela amizade e estímulo do início ao fim do trabalho; e a José Marcos, meu marido, pelo apoio, incentivo e por seu amor incondicional. Contra o esquecimento, a palavra. Para que a lembrança de Frei Tito de Alencar Lima não seja encoberta pela poeira do tempo.


Frei Tito

terra bárbara F

R

E

F

R

I

Socorro Acioli Sob a sombra do terror Um jovem frade, alegre, bem-humorado, é preso dois meses depois de completar 24 anos, acusado de subversão. Torturado implacavelmente, Frei Tito nunca mais conseguiria apagar do corpo – e da alma – as marcas da crueldade de que foi vítima. Sua morte ficou para a história como um dos capítulos mais contundentes do terror patrocinado pela ditadura militar brasileira.

2ª edição

E

I


Frei Tito