Issuu on Google+

Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia

1.Identificação da Coordenadora : Leonor Rosa Ribeiro de Oliveira Silva Lino 2. Caracterização

Os Projectos de Desenvolvimento Educativo têm como metas a melhoria da qualidade de ensino e a ocupação dos tempos livres dos alunos. Podemos enquadrar os Projectos/Clubes deste Agrupamento em seis grandes áreas: Saúde, Educação e Ambiente, Desporto, Artes, Leitura e Escrita, Valores e Cidadania e Plano de Acção da Matemática.

Desporto - Combate ao insucesso e abandono escolar e promover a inclusão, a aquisição de hábitos de vida saudável e a formação integral dos jovens em idade escolar, através da prática de actividades físicas e desportivas."

Saúde, Educação e Ambiente - Descoberta do mundo que nos rodeia e com a preservação da qualidade de vida.

Artes -Música, Som e Movimento entrecruzam-se com Arte.

Leitura e Escrita - A Biblioteca e PNL em cooperação com outros projectos de Leitura e Escrita do Agrupamento nomeadamente com o Grupo Disciplinar de Língua Portuguesa permitem aos alunos desenvolver competências de Utilização da Língua Portuguesa e de valorização da palavra .

Plano de Acção para a Matemática

1


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia -O Ministério da Educação (ME), tendo em conta o diagnóstico realizado pelos professores, definiu um Plano de Acção para a Matemática, assumindo a responsabilidade pela criação de condições inovadoras para que as escolas possam desempenhar um papel preponderante neste desafio, no âmbito do exercício da sua autonomia

Valores e Cidadania -Partilha de espaço e de ideias, e o projecto Parlamento de Jovens é sede privilegiada. Crescer como pessoa, defender valores e aprender a ser um cidadão responsável são contributos para a formação integral do aluno.

Integrar um projecto é alargar horizontes, é dar mais sentido às aprendizagens curriculares.

2


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia 3-Projectos Desenvolvidos ao longo do ano lectivo 2009-2010

Projecto

Clube Eco-Escolas

Articulação PréEscolar/ 1º Ciclo

Aspectos positivos relevantes - O grande envolvimento da comunidade escolar no projecto Eco-Escolas, desde alunos, funcionários, professores e órgãos de gestão de um estabelecimento de ensino que tem na educação ambiental um dos pontos fortes do seu projecto educativo. Câmara Municipal da Maia e Junta de Freguesia de Nogueira, Associação de Pais,Porto Editora, Lipor foram outros parceiros “de peso” na materialização do projecto. - Criação do Blogue. - Processo de socialização reforçado -Confere e aprofunda competências aos grupos -Eliminou a ansiedade nas crianças que vão

Aspectos a melhorar/ /Recomendações

Independentemente dos progressos evidenciados entendemos porém que o projecto Eco-Escolas é e será sempre um projecto inacabado. Sendo um programa que se reveste de carácter eminentemente formativo, o seu desenvolvimento é gradual e continuado, numa perspectiva de contributo para a formação contínua e integral dos alunos e demais participantes no programa. Daí que, estamos cientes, que no próximo ano incumbe-nos fazer mais e melhor.

Aspectos negativos

--------------

Actividades previstas e não realizadas

------------

Explicitar as razões porque não foram realizadas

---------------

Início do Projecto

Conclusão do Projecto

Número de pessoas envolvidas

A partir do mês de Novembro

Final do 3º Período

Toda a Comunidade Educativa do Agrupamento e Parceiros

A estruturação do espaço da sala do 1º ano deveria ele ser também de transição, promovendo alguns espaços de jogo, biblioteca e/ou plástica, se possível.

Professor Responsável

Leonor Lino

Escola

Todo o Agrupamento

Folgosa

---------------

Não existem

----------------

Abril 2010

Junho 2010

1 Professora 1 Educadora Coordenadora de estabelecimento 2 Auxiliares

Prof Branca Santos Educ Ana Silvestre

3


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia transitar -Promoveu o amadurecimento emocional nas crianças -Facilitou a transição -Promoveu a troca de experiências e saberes no corpo docente. - Sensibilização dos alunos na adopção de uma alimentação equilibrada e saudável - Sensibilização para os usos e costumes e actividades existentes noutros tempos na nossa freguesia; envolvência dos alunos nos mesmos

39 alunos

Inclusão de conteúdos programáticos/actividades mais adequadas à faixa etária dos alunos.

Actividades muito repetitivas

“Natal sem igual”

Folgosa

Construção de mascotes

Escassez de tempo e recursos devido às constantes mudanças ocorridas na escola por motivo de obras

Início do ano lectivo

Final do ano lectivo

JI ,1º Ciclo e encarregados de educação

Todos

-----------------------------

Alguns constrangimentos (espaço e ausência de elementos para a realização de actividades).

Iniciação ao folclore

Limitação de espaço. Impedimento por questões de saúde do elemento dinamizador do projecto.

Início do ano lectivo

Final do ano lectivo

JI, 1º Ciclo e comunidade educativa

Todos

Sensibilização dos alunos para a partilha

A manter

--------------------

---------------

--------------

1º Período

Final do 1º período

Toda a comunidade

Professores

“Natal solidário”

Sensibilização dos alunos para a solidariedade

A manter

--------------------

---------------

--------------

1º Período

Final do 1º Período

Toda a Comunidade

Professores

“Maia a sorrir”

Adopção de hábitos relacionados com a saúde/higiene oral.

A manter

Condições físicas inadequadas e restritivas à continuidade do projecto (lavagem dos dentes).

3º Período

Final do 3º período

Alunos, professores e técnicos de saúde oral

“Somos Saudáveis”

Adopção de hábitos alimentares correctos. Alunos muito motivados pelas actividades. Actividades

Final do 3º Período

Alunos do J. I, e 1º ciclo, professores e psicólogos do Gabinete de Psicologia e Acção Social

Segurança Alimentar “De pequenino se torce o pepino”

“À procura da nossa freguesia “ Projecto de escola

A manter

---------

---------------

--------

--------------

--------

Início do 3º Período

Arcos

Todos

4


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia adequadas à sua faixa etária.

“Missão segurança”

Adopção de regras e hábitos de prevenção rodoviária

“Estou a crescer”

Contacto/reflexão sobre as transformações decorrentes desta fase de desenvolvimento.

“Vamos p´ra escola”

Tomada de conhecimento da nova fase de escolaridade

“O pequeno grande almoço”

ARTICULAÇÃO

O meu primeiro – almoço

Os objectivos forma atingidos. Os alunos corrigiram e mudaram hábitos alimentares. As famílias colaboraram e assimilaram esses hábitos e comportamentos.

A manter

A manter

A manter

- as fichas para o 1.º ciclo, disponibilizadas pela Câmara deveriam ser dadas no inicio do ano lectivo, apresentarem vocabulário mais acessível e serem reformuladas/actualizadas. Para o pré-escolar deveriam disponibilizar material mais adequada às faixas etárias

--------

---------

--------------

---------

---------

---------------

-------

-------------

-------------

Foram todas realizadas ----------------------

Início do 3º Período

Final do 3º Período

Alunos do 2º ano e psicólogos do Gabinete de Psicologia e Acção Social

Professora do 2º ano

2º Período

Final do 3º Período

Alunos do 4º ano e psicólogos do Gabinete de Psicologia e Acção Social

Professora do 4º ano

2º Período

Final do 3º Período

Alunos do préescolar e psicólogos do Gabinete de Psicologia e Acção Social

Final do 1.º período

Final do ano lectivo

-------------------------

Aproveitamento dos interesses demonstrados pelas crianças, das vivências em intercâmbio entre Jardim-de-infância e Ensino Básico.

Todos os alunos do 2.º ano e crianças do Jardim-deinfância; Professoras, educadoras, auxiliares e encarregados de educação

Educadora

Barroso

Todos os titulares de turma

Alunos Docentes (1º

Vilar de Luz

ciclo, Jardim de Aproveitamento e utilização das situações do dia-adia da escola (o que os alunos

Arcos

------------------------

---------------------

A visita à fábrica da Lactogal

Devido aos Planos de contingência da Gripe A

Setembro 2009

infância, AECs, Junho 2010

Apoio Educativo) Familiares dos

Paula Brandão Maria Jorge

5


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia trazem de casa para lanche) para a escolha do tema a tratar de modo a se poder explorar os alimentos saudáveis e prejudiciais. O Pequeno Grande Almoço (Projecto da Câmara)

“Bem Comer, Bem Crescer”

Verificar quais são os alimentos que os alunos ingerem antes de vir para a escola

alunos Funcionários

Alunos ----------

------

---------------

------------

Setembro 2009

Junho 2010

Docentes (1º

Paula Brandão

ciclo, JI,

Maria Jorge

Func.)

-Confere e aprofunda conhecimentos aos grupos -Atingiu os objectivos -Promove a pesquisa -Promove a criatividade -Dinamiza a comunidade escola.

-----------------------

-----------------

Não existem

----------------

Inicio do no lectivo

José Sousa

Final do ano lectivo

1Educadora 1 Monitora do CAF 3 AAE Enc.Educ do JI 20 Alunos

Ana Silvestre

Vilar de Luz

6


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia

“A minha Lancheira”

“Com o Sol no Coração, Vamos Ter Precaução”

- Motivação para um lanche saudável - Redução dos níveis de produção de resíduos

- Melhor acompanhamento da parte de outros técnicos - Maior envolvimento das famílias

- Sensibilizar a comunidade educativa para a importância da prevenção do cancro de pele; . Alertar para a necessidade de uma exposição solar protegida; .Contextualizar a necessidade de prevenção do cancro de pele no momento actual, tendo em conta as modificações climatéricas e ambientais.

- Melhorar a articulação/ comunicação entre as instituições envolvidas, pois os documentos e informações nem sempre são recebidos atempadamente.

- Nenhum.

- Não ter sido contactada ou convidada como as outras turmas das outras escolas do Agrupamento a visitar a exposição com os trabalhos realizados pelos alunos, na Quinta da Caverneira, em Águas Santas. - A turma não ter recebido qualquer certificado de participação. . Não serem devolvidos os trabalhos realizados para a comunidade escolar, em especial os pais, também poderem apreciar os trabalhos realizados pelos seus educandos.

-Foram realizadas as actividades mais adequadas ao percurso escolar da turma e às características dos alunos.

- Adequação às características dos alunos e às especificidades da turma -Enquadramento na planificação e desenvolvimento dos conteúdos programáticos.

Janeiro 2010

de

Participação dos pais no Seminário de sensibilização, na Escola Básica de Monte do Calvário, em Nogueira.

Os pais alegaram impossibilidade devido ao horário, distância geográfica, não ter meio de transporte privado para se deslocar.

2º Período

- A continuar no próximo ano lectivo. - 19 Alunos, professora, auxiliares e famílias

Branca Santos

Maio de 2010

14 alunos da Turma do 3º ano Auxiliares de Educação Professora titular da turma

Gisela Duarte

Pais/ Encarregados de Educação Autarquia

Pré-Escolar

“Bem Comer… Bem Crescer!.

“ Ler dá mais saúde” e com a selecção dos livros para a ”Hora do Conto”, conseguiuse trabalhar estes dois projectosem conjunto.

Na actividade da Exposição

Não termos

-Todos as crianças dos Jardins de Infância do Agrupamento; - Todas as Educadoras de Infância do Agrupamento;

Educadoras de Infância do Agrupamento

7


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia Objectivos foram atingidos, conseguimos mudar alguns hábitos e atitudes na alimentação das crianças principalmente ao nível dos lanches. As crianças adquiriram conhecimentos, fizeram pesquisas e houve feedback por parte das famílias.

de trabalhos/tendinha de alimentos saudáveis deveríamos ter posto à disposição dos visitantes um “Livro de Honra “ para registarem as suas opiniões

“Ler dá mais saúde”

Criação de hábitos de leitura e estimular nas crianças o prazer de ler: trabalhar um livro do PNL por período em todas as salas dos Jardins de Infância do Agrupamento, que estivesse relacionado com a área da saúde, utilizando diferentes estratégias e recursos de acordo com os interesses e necessidades de cada grupo.

Actividade “ Hora do Conto” veio sobrepor-se a este Projecto. Pensamos que o número de obras seleccionadas para a “ Hora do Conto” foi excessivo (fomos solicitadas pela BE/CRE a participar trabalhando um livro por mês, com apresentação de evidências de cada história). Tal facto, veio sobrecarregar o trabalho dos grupos.

Escolhas Prevenção de comportamentos de risco na adolescência Consumos e Sexualidade.

Acções dinâmicas de sensibilização/ consciencialização dos riscos para os alunos dos cursos de educação e formação em parceria com o GAAP (gabinete de aconselhamento e apoio psicológico) da

Integrar, de forma mais significativa, as sessões nos conteúdos programáticos abordados em concreto na disciplina de Cidadania e Mundo Actual.

conseguido obter patrocínios das empresas de bens alimentares para a tendinha

O número reduzido de sessões.

-------------

------------

O objectivo de trabalharmos uma história por período, não foi cumprido. Adiamos para o terceiro período a exploração do livro escolhido para o segundo período (O Nabo Gigante).

Por estarem a decorrer simultaneamente outras actividades.

----------------

-------------------

Inicio do ano lectivo

1º Período

Fevereiro de 2010.

Final do ano lectivo

Assistentes operacionais: - Pais/ encarregados de educação; Outros.

3º Período

Crianças e educadoras titulares de grupo; assistentes operacionais; pais/encarregados de educação.

Educadoras de Infância do Agrupamento

Cerca de 70 alunos mais os professores que assistiram à palestra.

Marta Fernandes Marta Fernandes

Maio de 2010.

8


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia Câmara Municipal da Maia.

Prevenção da Violência no Namoro / Violência Doméstica em colaboração com a APAV.

TRILHOS

VIVA A MATEMÁTICA

Colaboração activa com um parceiro social - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima; as palestras foram dinamizadas por técnicas da APAV; avaliação por parte dos alunos foi bastante positiva. Os Alunos demonstraram interesse nas sessões

-Este projecto permitiu o desenvolvimento de actividades, essencialmente práticas e motivadoras que, além de favorecerem a aprendizagem dos alunos, contribuíram de uma forma articulada para o desenvolvimento de capacidades Matemáticas e para o desenvolvimento pessoal e social. -Contribuiu também para melhorar a relação dos alunos com a Matemática, desmitificando preconceitos através de aplicações lúdicas

Alargar a intervenção (sensibilização e consciencialização) a toda a comunidade educativa (Alunos, Pais, Encarregados de Educação, Professores e Assistentes Operativos).

O número reduzido de sessões realizadas (apenas uma por cada turma de 9º ano).

Mais tempo disponível

Nada a registar

-Algumas das actividades teriam tido mais sucesso se tivessem sido planeadas com outro tempo. Não ajudou o facto da aprovação do projecto ter sido tão tardia. -Recomendo vivamente a utilização do Top+ e a participação no concurso “World Maths Day” para o próximo ano lectivo. Foram um sucesso!

-Dificuldade em conciliar mais tempo para trabalhar em interdisciplinaridade/ divulgação das actividades desenvolvidas à comunidade escolar.

-----------------------

----------------------

Abril de 2010.

Maio de 2010.

Escola Básica Levante Da Maia

Cerca de 100 alunos e professores acompanhantes.

A componente informativa (5 sessões) fora realizada conforme o previsto

-Palestra; -Concurso “A Matemática e a Arte”; -Teatro. Foram substituídas por: -Visualização do filme “Donald no País da Matemágica” -Concurso “World Maths Day”; -Concurso Top +

Nada a registar

Inicio do 3ºp

Final do 3ºp 7ºC (20 alunos)

-Carência de aulas para leccionar a matéria dado o elevado número de interrupções deste ano lectivo. -De salientar que a calendarização destas actividades incidia essencialmente sobre o final do 2º P/ 3ºP. -O inicio tardio do projecto .

Março de 2010

Junho de 2010

-Raquel Styliano -Professores 2º/3ºciclo Matemática -Alunos 2º/3º Ciclo

Elsa Cabo

Raquel Styliano

9


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia e mais próximas da realidade quotidiana dos mesmos.

PRESSE

Clube de Música

Clube do Desporto Escolar

Clube Europeu

-O trabalho realizado em equipa ( Escola Básica Levante da Maia, Escola E.B 2,3 Maia, Escola EB 2,3 Gueifães, ACES IV- Grande Porto) foi enriquecedor a nível pessoal e profissional, permitindo a troca de experiências e a realização de um trabalho mais coeso. -Material de apoio fornecido pelo Grupo de trabalhoPresse Número de eventos em que os alunos participaram

- Dinamização das actividades lúdicas / desportivas da escola; - Número de alunos envolvidos.

-Comunicação da actualidade europeia à comunidade escolar -Rotação semanal da informação

Este projecto teria outra aceitação se a formação dos professores fosse creditada. Dada a pertinência do tema penso que era importante que as pessoas se voluntariassem para o abordar e que não fossem obrigadas a trabalhar um tema em que não se sentem confortáveis

-Dificuldade de conjugar horários tendo havido a necessidade de reunir em horário póslaboral. -Resistência por parte de alguns colegas em abordar certas temáticas e em aderir a algumas das actividades previstas na formação

Formação para os pais

Maior responsabilização dos Encarregados de Educação em relação à assiduidade de alguns alunos - Coordenação com outras actividades promovidas pela escola; - Envolvimento dos Pais e/ou Encarregados de Educação.

Fraca assiduidade por parte de alguns alunos

---------------------

-Envolver mais os alunos na produção de notícias e não tanto como destinatários

Considerei importante que esta acontecesse após o início do trabalho com os alunos( meados do segundo período) e depois houve falta de timing para a preparar pois era necessário reunir toda a equipa.

Teve início com a formação de professores que decorreu ao longo do primeiro período ( até 28 de Novembro)

O projecto ficou concluído quando os Directores de turma aplicaram os inquéritos da pós – avaliação aos seus alunos em Formação Cívica ( Maio/ Junho)

Foram realizadas todas as actividades

------------------

Inicio do ano lectivo

Final do ano lectivo

- Dia do Andebol

- Condições atmosféricas; - Oportunidade para realizar noutra data sem prejuízo das actividades lectivas ou de outras actividades realizadas pela escola.

Setembro de 2009

Outubro 2009

Formadores : Duas Enfermeiras, uma Psicóloga e três professoras. Formandos : 7 DT da nossa escola num total de 28. Público alvo: treze turmas da nossa escola do quinto e sexto ano e treze turmas da escola da Maia de quinto ano.

Escola Básica Levante da Maia Cláudia Santos

De 10 a 15 alunos

António Moura

- 7 Professores; - 4 Auxiliares da Acção Educativa - Todos os alunos da Escola Básica Levante da Maia

Jorge Inácio

Julho de 2010

Junho 2010

3 (na produção de noticias) Toda a comunidade escolar foi destinatária

Escola Básica Levante da Maia

10


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia António Inácio

“Liga à Terra” (iniciativa da Comissão Europeia e de Nuno Theias – produções)

“Dia da Europa”

“A Europa mora aqui”

Comemoração do Ano Internacional da Luta contra a Pobreza e Exclusão Social (iniciativa da União Europeia)

“Parlamento dos Jovens” (iniciativa da Assembleia da República)

-vinda à escola de um grupo de teatro profissional -envolvimento dos alunos -qualidade de representação - várias actividades( teatro, exposições, palestra, concerto musical, exibição de trabalhos em movie maker, animação do espaço escolar… - Realização e tratamento de inquéritos - Pesquisa na internet sobre temas europeus - material didáctico cedido à escola Qualidade plástica dos trabalhos e a sensibilidade demonstrada pelos alunos

A escola necessita de um auditório com outras condições

Dezembro 2009

Janeiro 2010

-Associar as temáticas europeias aos projectos curriculares de turma (pelo menos em 2 ou 3 turmas da escola)

Preparação em Março e Abril de 2010. Execução em 14 e 21 de Maio 2010

21 Maio 2010

Janeiro 2010

Maio 2010

-Vinda de um Deputado da AR à escola -Promoção do debate, argumentação, espírito critico, iniciativa e organização de uma campanha

- Melhorar a integração com os projectos curriculares de turma - Incrementar a dinâmica inter-disciplinar

15 turmas da escola do 5º ao 8º ano e respectivos professores

Toda a comunidade escolar António Inácio

- mais adequado a alunos do 8º e 9º ano de escolaridade - prazos muito apertados para a realização das tarefas

Alunos do 3º ciclo

Outubro 2009

Fevereiro 2010

Todas as turmas do 9º ano de escolaridade e professores de Área Projecto, História, Geografia, Ciências Naturais

11


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia eleitoral

Comemorações do 25 de Abril no Município da Maia. (iniciativa da Câmara Municipal da Maia – pelouro da Cultura)

-debate, simulação de uma Assembleia, representações teatrais, musicais e poesia.

-participação em outras iniciativas deste projecto.

Calendário coincide com a última semana de aulas do 2º período

Março 2010

Abril 2010

Alunos do 3º ciclo

4-Considerações Gerais Passou mais um ano lectivo e o Departamento de Clubes e Projectos encerrou as suas actividades. Nesta reunião, na presença dos coordenadores dos Projectos e Clubes do Agrupamento fizemos uma avaliação dos vários Projectos e clubes, o balanço geral é muito positivo. Analisando a grelha síntese, acima apresentada, os Projectos encheram a casa. Em meu entender, os Clubes devem continuar a existir nesta Escola. Ainda que a corrida aos mesmos nem sempre seja a que se pretendia, os Coordenadores não esmorecererão e os Clubes devem estar lá, no momento em que os Alunos precisem deles. O Agrupamento deve afirmar cada vez mais a sua acção unificadora e integradora de todas as actividades desenvolvidas no âmbito do complemento curricular. Estas actividades serão sempre um modo de aprender, seguindo uma metodologia baseada numa acentuada componente lúdica, mas sem derrapar para a inércia, a desorganização ou o desrespeito pelos fins últimos para que foram todas estas actividades. Todos os presentes pretendem prosseguir os seus projectos propõem-se apenas reformular questões de pormenor, como as respeitantes aos modos de funcionamento ou ao formato de selecção. Para nós, compete ao Coordenador de Projectos pôr em prática uma filosofia de unificação e identificação do Agrupamento contribuindo para a sua coesão e afirmação internas e externas.

12


Agrupamento Vertical de Escolas do Levante da Maia 5-Sugestões de Melhoramento, para o Exercício do Cargo

O acto de selecção dos Projectos passa por esta unificação e também passa por aqui o estudo dos modos que propiciarão um melhor esclarecimento das actividades oferecidas pelo Agrupamento e Parceiros, nomeadamente, Câmara Municipal, e um apelo mais eficaz à participação nessas actividades. Segundo os presentes, daqui em diante, no início do ano lectivo,deverá realizar-se uma reunião entre os Responsáveis dos Projectos Culturais,da Câmara Municipal e o Coordenador de Projectos deste Agrupamento, onde será feita a primeira triagem dos projectos em que o Agrupamento se pretende envolver. Em seguida, o Coordenador de Projectos reunirá com os vários Coordenadores do Agrupamento e aí decidirão quais os Projectos em que tencionam participar. Resta acrescentar que, com o objectivo de consolidar todas as actividades, criar-se-á um site, que pretende ser o repositório, vivo e sempre actualizado, de todas as actividades que foram ou venham a ser desenvolvidas no âmbito dos Projectos e Clubes, pois consideramos este, o meio mais eficaz de divulgar os produtos culturais das várias actividades.

Reflexão: Podemos concluir que existiu um bom clima relacional e de trabalho, neste grupo departamental.

A Coordenadora de Projectos Leonor Silva Lino

13


Relatório Final de Projectos 2009-2010- Leonor Lino