Page 1

Eldorado do Sul ganha Monumento à Bíblia Eldorado do Sul / RS - Ano X - Edição nº 130 - Setembro / 2013 - Primeira Quinzena -

www.jornalecodojacui.com.br

Residencial Delta do Jacuí Obras ferem o direito de ir e vir em Eldorado do Sul

Pág. 05

continua em total abandono Eldorado do Sul sedia o 12º Seminário Estadual do Arroz

Pág. 03

Município realiza apresentação da LDO e LOA de 2014

Pág. Pág. 08 03


02

Jornal eco do Jacuí

Livre e expontânea pressão O Secretário de Assistência Social de Eldorado do Sul, Ademir Marques (Chinês) pediu sua exoneração após os fatos lamentáveis ocorridos durante a última enchente em Eldorado do Sul, onde ele próprio e toda a Secretaria da Assistência Social foram publicamente humilhados ao serem praticamente retirados a força de dentro do ginásio onde estavam sendo abrigadas as vítimas da enchente. O ex-secretário disse que a Assistência Social é um importante órgão ligado à administração municipal que lida diretamente com o cidadão do município e por isso deveria ser tratado com mais respeito. Durante a última campanha eleitoral Chinês mobilizou seu partido (PTB), que estava inclinado a apoiar o candidato PDT para passasse a apoiar a candidatura de Sérgio Munhoz. Tal fato provocou inclusive um enorme desgaste no PTB com a saída de diversos integrantes do partido. Chinês pediu a exoneração no dia 30 de agosto por livre e expontânea pressão. Tal fato só nos fortelece a ideia de que na política eldoradense todos continuam sendo descartáveis. No lugar de Chinês assumiu José Cênio Siqueira.

Setembro/2013 - Primeira Quinzena

Flagrante na Foto

A imensa fila à espera de taxi na rodoviária de Porto Alegre durante um dia chuvoso, mostra a total falta de infra-estrutura da capital dos gaúchos para sediar jogos da copa do mundo de futebol

Ditadura ou incompetência Em plena época em que a Lei da Transparência é adotada pela grande maioria dos órgãos públicos brasileiros a medida tomada pelo prefeito de Eldorado do Sul Sértgio Munhoz, totalmente na contra-mão da transparência, proibindo seus servidores, inclusive os secretários municipais de darem entrevista à imprensa nos causa estranheza e nos faz pensar: Qual o motivo ? Ditadura ou incompetência? Se for o primeiro, creio que seja o menos nefasto para a nossa cidade. Em épocas em que presenciamos diariamente governos sendo manipulados por interesses de grandes grupos empresariais, coligações e acordos por baixo dos panos, confesso que muitas vezes chego a pensar se não seria melhor que voltassemos à ditadura. Agora, se o motivo for a incerteza do prefeito quanto a capacidade de seus secretários de raciocinarem e responderem por suas próprias pastas, aí sim a situação é muito mais preocupante. Já pudemos observar as várias trocas realizadas nas secretarias sem mudanças significativas. Também é visível o fato de que nada mudou em relação a gestão anterior no que tange aos principais anseios da população. Entretanto, o que é mais preocupante é a descarada compra de lideranças em troca de carguinhos na nova administração, caracterizando-se num lamentável artifício típico de governos ditatoriais. O legítimo cala-boca. Mas como disse anteriormente, esperemos que o motivo seja o primeiro, porque desta forma ainda temos uma saída: Esperar que o gestor municipal tome a frente das responsabilidades e execute da melhor forma possível a função a ele confiada. Daniel Ribas Jornalista e Acadêmico de Gestão Pública

Chapas de policarbonato quebradas do Posto de Saúde da Mulher em Eldorado do Sul, mostra o total descaso para com os usuários do mesmo. O policarbonato é semelhantes ao acrílico e pode causar graves ferimentos , inclusive fatais.

Envie suas fotos para

Flagrante na Foto sugestões ou reclamações para: jornalecodojacui@hotmail.com www.jornalecodojacui.com.br

ECO DO JACUÍ COMPANHIA JORNALÍSTICA LTDA. CNPJ n° 06.894.675/0001-08 INSCRIÇÃO MUNICIPAL n° 4166-1

www www.. jor nalecodojacui .com.br jor nalecodojacui @hotmail.com O Jornal Eco do Jacuí não se responsabiliza por conceitos expressos em artigos assinados.

A informação pública no mundo digital As denúncias de espionagem por parte do governo americano trazem à tona um debate cujo significado tem sido negligenciado por boa parte da elite política do país, qual seja, o do controle sobre o acesso, distribuição e armazenamento das informações públicas na era digital. O desenvolvimento das tecnologias da informação e da comunicação provocou mudanças profundas nas formas de produção, acesso e difusão da informação. E o impacto foi estrondoso: estima-se que atualmente sejam produzidos, diariamente, 2,5 quintilhões de bytes de informação no mundo. Isso equivale a 450 vezes o total armazenado na maior biblioteca do mundo, a do Congresso americano.

Porém, muito mais do que simplesmente expandir de forma inédita a quantidade de dados circulando no mundo, a internet alterou sensivelmente a forma como nos relacionamos com a informação, o conhecimento e, consequentemente, com os arquivos digitais. E, lembremos, o acesso a eles é realizado através de hardwares e softwares e aqui temos um grande problema, pois a soberania de dados e informação do país está ameaçada, uma vez que boa parte dos softwares utilizados para armazenar dados públicos são fechados, tendo seus códigos controlados por empresas estrangeiras. Os governos no Brasil dependem delas para seguir acessando e decodificando seus arquivos digitais. A perenidade, a longevidade e a segurança dos documentos públicos se tornaram um tema fundamental para a democracia e a soberania das nações. Por isso é tão importante agirmos para que o uso de padrões abertos se torne uma regra no setor público. Ao falarmos de padrões estamos nos referindo a um conjunto de normas que dão base à construção dos arquivos digitais e sua capacidade de serem lidos. Atual- mente, predomina a utilização dos padrões proprietários, desenvolvidos por empresas privadas e cujos códigos são mantidos sob sua guarda. E essas empresas podem manipular e, até mesmo, impossibilitar o acesso aos dados arquivados pelos usuários em suas plataformas. Portanto, qualquer medida de combate à espionagem na rede que não passe por iniciativas que garantam maior independência tecnológica do país pode se tornar inócua. O governo do Rio Grande, através da Secretaria-Geral de Governo, iniciou uma estratégia de implantação da Lei 14.009, de 2012, sancionada pelo governador Tarso Genro, que estabelece o uso preferencial de formatos abertos de arquivos para a criação, armazenamento e disponibilização de documentos públicos. Esperamos, agora - após toda a repercussão em torno dos casos de espionagem internacional - contar com o apoio, cada vez maior, da sociedade, de gestores, lideranças políticas e centros de formação da opinião para consolidarmos esse passo indispensável à afirmação de nossa soberania e independência tecnológica. O que fica claro no debate sobre as estruturas de espionagem internacional é a centralidade do controle da informação para a definição das relações de poder no mundo de hoje. O futuro da democracia será, em grande medida, definido pela forma como as sociedades organizarem o conhecimento e a informação ao longo do século 21. Vinícius Wu Secretário-geral de Governo do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e coordenador do Gabinete Digital

* Colunistas e colaboradores do Jornal Eco do Jacuí não são remunerados. Av. Roque J. O. Giacomelli, 542 CEP 92990-000 Parque Eldorado Eldorado do Sul/RS Caixa Postal: 263

Contatos Fones: 3481 1142 9842 2659


Setembro/2013 - Primeira Quinzena

Município realiza apresentação da LDO e LOA de 2014

A LDO é elaborada anualmente pelo Poder Executivo e aprovada pelo Poder Legislativo que, após a aprovação, a devolve ao Executivo para sanção.

O plenário Djalmo Lopes, da Câmara de Vereadores de Eldorado do Sul foi palco na quinta-feira (29) da apresentação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias e da Lei Orçamentária de 2014. O projeto vai para votação na Câmara de Vereadores, que deverá fazer a votação em 30 dias. Após aprovado a comunidade poderá consultar na íntegra no site da prefeitura: www.eldorado.rs.gov.br, no Portal da Transparência.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece as metas e prioridades da Administração Pública, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subseqüente, orienta a elaboração da lei orçamentária anual e dispõe sobre as alterações na legislação tributária. Com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a LDO recebeu novas atribuições e tornou-se um instrumento fundamental no processo de planejamento fiscal.

Defesa Civil de Eldorado do Sul mostra ações desenvolvidas durante as inundações.

O coordenador da Defesa Civil do município Raul Ferreira, recebeu na sexta-feira (30) a visita do Ten. Coronel Teixeira e do Cap. Reginaldo da Defesa Civil Estadual e também do representante da Cruz Vermelha, Diego Rebelatto. Os representantes da Defesa Civil Estadual vieram para fazer o acompanhamento das ações que foram e estão sendo realizadas pela Defesa Civil no município, devido a inundação que ocorreu nos últimos dias.

03

Jornal eco do Jacuí

O coordenador da Defesa Civil de Eldorado do Sul, visitou os bairros atingidos pela enchente acompanhado do Tenente Coronel Teixeira. Raul Ferreira percorreu os bairros onde foram registradas situações de alagamentos e inundações, explicando como foi realizado o trabalho da Defesa Civil no auxílio e na remoção das famílias que precisaram sair das suas residências. Já o representante da Cruz Vermelha, Diego Rebelatto, veio para observar como estava o funcionamento do abrigo onde as famílias foram alocadas, e também, para passar algumas orientações para facilitar o trabalho nessas situações.

Tratativas para duplicação da Estrada do Conde

O presidente da Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa (CAM), deputado José Sperotto (PTB), esteve reunido, na terça-feira (27), com o secretário estadual de Obras Públicas e Irrigação, Luiz Carlos Busato (PTB), para tratar do projeto de duplicação da Estrada do Conde, de Guaíba até o viaduto da BR-116, em Eldorado do Sul. Na ocasião, o diretor de Gestão Territorial da Metroplan, Rodrigo Schnitzer, apresentou o pré-projeto para duplicação do trajeto. É prevista a duplicação dos 14 quilômetros do trecho, sendo que ainda haverá um corredor de ônibus e uma ciclovia para agilizar o deslocamento dos trabalhadores com mais rapidez e segurança. A previsão de investimentos para a conclusão da obra é de R$ 80 milhões. Ainda nesta semana, o deputado e o secretário entregarão os documentos ao governador Tarso Genro. Sperotto acredita que, em breve, os usuários vão ver homens e máquinas trabalhando para realizar mais um sonho dos moradores de Eldorado do Sul e Guaíba. “Será uma estrada segura. Com certeza o governador Tarso vai autorizar a realização da nova estrada do Conde”, afirma Sperotto.

Envie comentários sugestões e reclamações jornalecodojacui@hotmail.com

Criado Conselho Gestor de Eldorado do Sul

Na quarta-feira, dia 21, no auditório da Secretaria de Agricultura, aconteceu o primeiro encontro do Conselho Gestor de Eldorado – CGE. Neste momento, o objetivo foi explicar para a comunidade como será constituido o conselho e qual será o seu papel junto a Administração Municipal. O prefeito Sérgio Munhoz enfatizou que no Conselho, os eldoradenses definirão as obras e os serviços prioritários para a cidade juntamente com os gestores municipais, através de um grande debate. “Queremos discutir a cidade como um todo, ter um acesso mais rápido e próximo com a comunidade,

queremos que todas as entidades da cidade tenham representatividade no conselho", afirma Munhoz. O conselho será formado por 44 representantes e suplentes, sendo 2 representantes do Poder Executivo, 2 do Poder Legislativo e 40 representantes das entidades e associações organizadas do município, nos seguintes segmentos: criança e adolescentes, idosos, mulheres, cultura, educação, esporte, grupos étnicos, segmentos religiosos, representações comunitárias, dos trabalhadores, do comércio e das indústrias. Nos próximos dias, será agendada uma reunião para apresentação do regimento do conselho e votação do mesmo.

LOPES Materiais de Construção

3481 1510

Participe Sessão da Câmara de

vereadores a partir de 13/08 ocorrerá Faça suas compras e concorra a uma bicicleta

às 18hs nas terças-feiras

Não Percam ! Sessão da câmara de vereadores no

Parque Eldorado Dia 10/09

Mercado Parque das Acácias JOMARIS Comércio de Alimentos

F: 9693 4071 / 9976 3724

3481 1540 Tele-Taxi 24 horas Bazar - Avon - Natura - Langery BR 290 - Km 142 - Estrada 22 N.46


04

Jornal eco do Jacuí

Setembro/2013 - Primeira Quinzena

Eldorado do Sul sedia o 12º Seminário Estadual do Arroz Namorada advogada Quando Eduardo, um belo e promissor jovem advogado, descobriu que herdaria uma fortuna quando seu pai morresse devido a uma doença terminal, decidiu que era uma boa, naquela altura, encontrar uma mulher que fosse a sua companheira para a vida fácil que se avizinhava. Assim, numa determinada noite, ele foi até o bar da Ordem dos Advogados, onde conheceu uma advogada, a mais bonita que já tinha visto em toda a sua vida. Sua extraordinária beleza, o porte elegante, o corpo curvilíneo, a inteligência, a maneira de falar… deixaram-no sem respiração. - Eu posso parecer um advogado comum – disselhe, enquanto iniciava o diálogo para a conquista da musa - mas dentro de dois ou três meses, o meu pai vai morrer, e eu herdarei 20 milhões de euros. Impressionada, a bela advogada foi para casa com ele naquela noite. E três dias depois, tornou-se sua madrasta.

Recruta dando o troco O General dirige-se a um soldado e pergunta: - Você tem troco para cem? - Claro, meu chapa! – responde prontamente o soldado. - Isso não são modos de dirigir-se a um oficial! – revolta-se o General. – Vamos tentar novamente: recruta, você tem troco para cem? E o soldado, com voz firme: - Não, senhor!

Marido fujão Duas mulheres conversam no ônibus: - Ai, a gente nunca pode confiar nos homens! – desabafava a morena – Imagina que o meu marido um dia saiu pra comprar uma caixa de fósforos e nunca mais voltou! E isso já faz 8 anos! - Ah, isso eu tenho certeza que nunca vai acontecer comigo! – respondeu a loira. - Mas como é que você pode ter tanta certeza assim? Os homens são imprevisíveis! — É, mas o meu marido usa isqueiro! Mais piadas no Blog do André Ritter http://blogdoandreritter.blogspot.com.br/

Comunidade de Arroio dos Ratos se mobilizacontra obras no presídio

Prefeito Sérgio Munhoz (acima) participa do Seminário Estadual do Arroz

O prefeito de Eldorado do Sul, Sérgio Munhoz, participou na terça-feira (27) do 12º Seminário Estadual do Arroz, realizado no Assentamento Integração Gaúcha situado no município. O evento contou com a participação de pequenos produtores e teve como objetivo discutir e estimular o estudo e planejamento deste tipo de cultura. Cerca de 4.000 hectares de arroz orgânico estão espalhados em 12 municípios gaúchos nos assentamentos do MST, que são reconhecidos como maiores produtores de arroz orgânico do Brasil. O modelo, que privilegia o cultivo sem agrotóxicos, começou em 1999, conquistando a preferência de agricultores.

O seminário contou com a presença do deputado federal Dionilso Marcon (PT-RS), o superintendente regional do INCRA, Roberto Ramos, os representantes do MST, Emerson Giacomelli e Ceddenir de Oliveira, e o representante do governo do Estado, Milton Viário.

A divulgação de uma súmula de dispensa de licitação no Diário Oficial do Estado de segunda-feira, 26, mobilizou o Executivo Municipal de Arroio dos Ratos, que temia tratar-se de obras de um anexo para o regime semiaberto na Penitenciária Estadual do município. O processo de dispensa de licitação foi requerido pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), contratando a empresa Cisal Construções e Instalações Satélites ltda, pelo valor de R$ 1.164.421,36. Na terça-feira, 27, a prefeita em exercício, Isolda Mena Dutra, elaborou um documento e solicitou apoio aos vereadores para mobilizar toda sociedade contra a execução da obra. Na quarta-feira, 28, Isolda teve uma reunião na Susepe, onde conseguiu suspender a dispensa de licitação. O efeito suspensivo foi publicado no Diário Oficial na quinta-feira, 29.

Decreto proibe alojamentos para operários de empresas

Anuncie

eco 9842 26 59

que não prestam serviço em Eldorado do Sul

No dia 26 de agosto de 2013, foi publicado o decreto número 5.643 que determina a proibição de construção e/ou implementação de alojamentos para operários de empresas que não irão prestar serviços no município, e também, dá outras providências. Os alojamentos que tenham sido instalados antes da publicação do decreto terão o prazo de 90 dias para serem desocupados e os construídos não poderão ser ocupados. O descumprimento deste decreto sujeita o proprietário do imóvel a multa entre R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais). Já à empresa que descumprir o decreto será aplicada a multa entre R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) e R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais). A edição deste decreto foi motivada, tendo em vista que, com a vinda desses alojamentos para a cidade, o município sede da obra irá se beneficiar com ganhos financeiros, enquanto para Eldorado do Sul irá restar apenas o ônus, na prestação de serviços básicos, como: educação, saúde e segurança. O decreto pode ser conferido na íntegra, no site da prefeitura: www.eldorado.rs.gov.br, na aba "Legislação". Fonte: Graciela Formentini Assessoria de Comunicação ...


Setembro/2013 - Primeira Quinzena

05

Jornal eco do Jacuí

Residencial Delta do Jacuí. O abandono continua

Sobrados do Delta ainda um sério problema (Página do Savinho13/03/2012)

Foto divulgada no Site da prefeitura de Eldorado do Sul em agosto de 2007 com a matéria abaixo: Aos poucos a conquista da casa própria está se tornando realidade para as comunidades de baixa renda de Eldorado do Sul. O Conjunto Habitacional Delta do Jacuí vai proporcionar a centenas de famílias com renda de até 1 salário mínimo moradias adequadas às necessidades de saneamento, segurança, iluminação pública e transporte. Participam moradores atualmente residentes em áreas de risco ou com decisão judicial de reintegração de posse dos bairros Sol Nascente, Acesso Engenho, Cidade Verde, Vila da Paz, entre outras localidades. O trabalho no canteiro de obras é intenso e envolve abertura de ruas, canalização cloacal e pluvial, fundações e já é possível visualizar as paredes das primeiras casas do empreendimento, que está sendo erguido em uma área de mais de 80 mil m² no Bairro Centro Novo.

No dia 26 de abril, foi realizada no Ginásio Municipal do Loteamento, uma reunião para esclarecer dúvidas dos então futuros moradores do Conjunto Habitacional Delta do Jacuí, contemplados nas etapas B e C. A reunião contou com a presença do vice-prefeito na época, Sérgio Munhoz. O cronograma de trabalho no canteiro de obras estava na fase de acabamentos e previa a conclusão das obras e entrega das chaves para junho de 2008.

No final do mês de março já se vão três anos da assinatura do contrato pelos adquirentes dos sobrados do Conjunto Residencial Delta do Jacuí. O que era para ser a realização de um sonho tornou-se um pesadelo, principalmente para os heróis que continuam acreditando no sonho, como eu, que apesar de não ser um dos adquirentes, acompanho o processo desde o principio, quando fui procurado por alguns mutuários que estavam insatisfeitos com a fundação das residências. De lá para cá muita coisa aconteceu: a obra esteve paralisada, muitas casas foram depredadas e totalmente destruídas, passaram três construtoras diferentes, mas nenhuma conseguiu concluir os 186 sobrados. Agora, quando parecia estar tudo resolvido, se nota novamente um estado de paralização dos serviços e a possível desistência do atual construtor, o que faz tudo retornar à estaca zero. Ainda há muitas casas sem abertura, muitas sem piso, nenhuma têm rede elétrica interna ou externa, não há canalização de esgoto, enfim, não há condições de habitabilidade, mas vários trabalhadores continuam pagando e acreditando na conclusão da obra. Parece que a dificuldade maior é a falta de liberação de recursos da CEF, que obviamente tem um projeto orçado com um custo muito abaixo do atual, mas é a própria Caixa a responsável pela aprovação da cooperativa para gerir o projeto, assim como a fiscalização sobre o andamento da obra, portanto, deve arcar com o ônus da atualização do orçamento. O certo é que 186 famílias assinaram contratos com a CEF, cumprindo uma série de exigências, acreditando no nome da instituição Caixa Econômica Federal, e agora estão desamparados. Se não fosse a união desse grupo, certamente esses sobrados seriam somente ruínas na cidade.

Presenciamos na mídia conjuntos habitacionais financiados pela CEF sendo entregues sem reclamações, sem atrasos. Por que em nossa cidade é diferente? Tenho acompanhado o processo e dou todo apoio que posso a esses Eldoradenses. Já encaminhei processos ao Ministério Público Estadual e Federal que ainda estão em tramitação, e meu próximo passo será levar esse caso ao conhecimento da ouvidoria federal da Caixa em Brasília, ao Congresso Nacional e até mesmo ao Gabinete da Presidência da República, pois acredito que projetos habitacionais de sucesso no Brasil, como é o “Minha casa, minha vida”, tem que funcionar também na nossa cidade.

Situação atual

Quem observar nas redes socias verá que a situação atual do Delta do Jacuí é esta como mostra a foto acima. Cabe a pergunta: Até quando continuará esta situação? Até as eleições de 2016?

Caixa é condenada a devolver prestações de conjunto habitacional não construído A Caixa Econômica Federal (CEF) obras é, ao fim e ao cabo, da emprefoi condenada a devolver os valores pa- sa pública que, na condição de respongos por uma mutuária do Conjunto sável pela implementação de plano goHabitacional Delta do Jacuí, em vernamental de habitação popular, é Eldorado do Sul, na Região Metropoli- quem seleciona e aprova a entidade tana de Porto Alegre. O banco também organizadora do empreendimento”. terá que pagar indenização por danos Para Silva, houve negligência por morais. A decisão, da 3ª Turma do Tri- parte da CEF ao aceitar uma construbunal Regional Federal da 4ª Região tora incapaz de executar o empreendi(TRF4), foi tomada nesta semana e con- mento, prejudicando diversas famílias. firmou a sentença de primeiro grau. “O mesmo ocorreu com inúmeros conO conjunto habitacional, dirigido a sumidores, atraídos pela oferta de aquipessoas de baixa renda, foi vendido na sição de unidade habitacional a preços planta para cerca de 189 famílias, com módicos”, afirmou. financiamento da CEF, no início de 2009. “A situação se arrasta sem solução Entretanto, desde novembro do mesmo desde novembro de 2009 e não há seano as obras estão paralisadas. quer previsão de solução, o que colaboO não cumprimento do contrato pela ra para a conclusão de provimento do construtora levou a autora a ajuizar ação pedido de rescisão contratual”, ressalna Justiça Federal de Porto Alegre con- tou o desembargador. tra a Caixa, pedindo a rescisão Em relação aos danos morais, Silva contratual, restituição das parcelas pa- escreveu em seu voto que é questão ingas e indenização por danos morais. discutível, visto os graves transtornos O caso veio para o tribunal após a causados pela indefinição da situação. condenação da CEF em primeira ins- “Presume-se a angústia e a dificuldade tância. O banco então apelou no tribu- causada pela demora na entrega da nal alegando que a responsabilidade casa própria, ao mesmo tempo em que deve ser atribuída à executora das obras, o mutuário se encontrava obrigado a no caso, a SIMACOOP (Sistema cumprir com as prestações assumidas”, Multiplicador de Habitação Cooperati- analisou. va), que decretou falência. A CEF deverá pagar 10% do valor Após analisar o recurso, o relator do financiado à autora por danos morais, processo na corte, desembargador fe- com juros e correção monetária a partir deral Fernando Quadros da Silva, con- da data de assinatura do financiamenfirmou a condenação. Segundo ele, “a to. Ainda cabe recurso contra a deciresponsabilidade pela Fonte: conclusão das são. Tribunal Federal Regional da 4ª Região


Setembro/2013 - Primeira Quinzena

06

Jornal eco do Jacuí

Rosane Lenzzi, abre o verbo na Câmara de Vereadores de Arroio dos Ratos e enfrenta Prefeito Municipal! Após sessão ordinária da cãmara de vereadores de Arroio dos Ratos do dia 20 de agosto de 2013 a ex-servidora pública do município Rosane Lenzzi solicita o uso da tribuna para falar aos edis sobre a suposta perseguição política sofrida por sua família. Rosane inicia agradecendo à presidência da casa pela oportunidade de usar a tribuna, cumprimenta o prefeito José Carlos Azeredo, aos edis e a assistência. Em seguida começa seu discurso dizendo. “Para quem não me conhece, sou Rosane Lenzi, filha de Odi Lenzzi, vereador por Três mandatos nesta casa, trabalhei durante quase cinco anos nesta casa e conheço muito bem os trâmites do legislativo. Conheço também os trâmites legais do executivo e sei que o legislativo está aqui para fiscalizar o executivo.” Em seguida prossegue dizendo: Não estou aqui como uma advogada, mesmo que eu tenha três anos de curso de direito. Eu gostaria de deixar bem claro de que o que eu vou falar aqui eu não tenho medo nenhum de falar. “No momento em que todo o país luta pela democracia, eu mais do que nunca brigo pelo respeito com as pessoas. Principalmente Sr. prefeito, as pessoas do meu sangue. Falo de minha irmã Eliane Lenzzi. O senhor está perseguindo ela. Não tenho medo, posso responder por isso e o senhor sabe que eu sou corajosa. O senhor já me perseguiu uma vez. Lembra né ?Por causa do vereador Gago e o vereador Turuca. Vou usar os apelidos porque nem lembro o nome dessas pessoas. Não faço questão. Outra coisa, o senhor me chamou no seu gabinete na outra gestão e o senhor deve estar lembrado muito bem o que o senhor me falou. “Eu vou ter que te colocar na rua porque eu não agüento mais o vereador Turuca e o vereador Dago virem no meu gabinete pela manhã pedir para te tirar da prefeitura. Porque isso? Eu lhe fiz esta pergunta. O senhor lembra o que o senhor me respondeu? Pode responder. Por enquanto é só esta pergunta que eu quero que o senhor responda. O prefeito José Carlos responde: Bom, na verdade o que a senhora entende por perseguição, é um fato normal. Rosane interrompe: “ Pra mim não é”. O prefeito responde: Só um pouquinho, eu lhe dei oportunidade para você falar, eu estou te respondendo, faz favor... Quando você foi contratada para meu governo ...Rosane interrompe novamente.... “ O senhor foi me buscar em casa....

“ O prefeito prossegue: “Exatamente ...e você está distorcendo os fatos. Trabalharam comigo mais de 200 CCs e você foi uma delas. Só que você tem três anos de conhecimento de lei e sabe muito bem que CC é passível de admissão, exoneração. O simples fato de exonerar o CC não quer dizer que você está perseguindo alguém. E foi isto que eu fiz com a senhora, fiz, com outros e com outros...Fiz com quase todos. E não é perseguição. Você está trazendo aqui que eu estou perseguindo a sua irmã. Porquê ? Agora estou lhe perguntando porquê ? Rosane responde: Eu que estou fazendo as perguntas. O prefeito diz: Porque que a senhora disse que eu estou perseguindo a sua irmã. Rosane responde: Só um momentinho, eu estou conversando com os vereadores. Depois o senhor faz a pergunta. O prefeito pergunta: Então eu vou ficar aqui para ser inquirido? Rosane responde: Eu lhe procurei à tarde e o senhor não se encontrava na prefeitura. O prefeito responde: Mas a senhora não marcou agenda. Rosane novamente responde: No momento em que nós brigamos pela democracia, mais uma vez eu repito, posso responder por isso. Hoje eu cheguei na prefeitura para buscar um documento e encontrei a minha irmã em prantos de choro. Perguntei, quis saber porquê ? E ela, não queria me dizer. Eu disse: Tu vai me dizer o que houve. Porque assim como meu pai, eu sou muito justa. “Eu sei que nem todo o justo, está legal, está na lei” Mas eu brigo, pelo respeito às pessoas, principalmente por um servidor que está a 26 anos no serviço público. Ela sabe qualquer coisa aqui dentro da prefeitura. E ela está sendo usada como bode expiatório para uma legislatura......Sei lá, afrontar o prefeito passado talvez, não sei. Eu na tenho detalhes, infelizmente eu não tive tempo. Aí agora eu pergunto para o senhor: O que o senhor tem contra a minha irmã? Ou contra a minha família? O prefeito responde: Absolutamente nada. Logo em seguida mostra um documento e diz a senhora sabe o que é isto aqui? Se referindo a um documento do Tribunal de Contas. É um documento público, todos podem ter acesso. Rosane responde: O artigo 5º da Carta Magna diz: “Todos temos direito perante à lei” Hoje eu não pude usar a tribuna...Tudo bem, é uma lei legislativa...Mas eu sou cidadã.”

A presidente da câmara responde: Desde que tivesse pedido com antecedência..... Rosane diz: Sim, mas eu soube disso à tarde, se eu soubesse antes eu teria me inscrito. Porque eu também voto. Se tem os vereadores aqui é pelo meu voto também. O prefeito não é pelo meu voto. Ele sabe disso, sou bem sincera. Então eu quero saber, a troco de que o senhor quer tira o FG da minha Irmã ? Não me vem com ameaças também. O senhor vai me dizer: você está dando um tiro no pé. Eu não estou dando um tiro no pé. Prefeito: Eu não estou preocupado com isso. Estou só preocupado com o que está aqui (no documento) na análise do tribunal de contas do estado, que no dia 30 de janeiro deste ano, nesta legislatura, analisou o exercício financeiro de 2012. E aqui, no apontamento do tribunal de contas, que veio para mim esta semana, ele diz o seguinte ó: Irregularidades na incorporação da função gratificada. E aqui tem uma série de pessoas, vereadores, exvereadores, pessoas esclarecidas que acompanharam a votação da lei. Rosane intervém: O senhor está me chamando de burra? Não, responde o prefeito. Eu quero dizer que aqui todos são inteligentes. E continua: vou ler só uma estrofisinha do relatório:

Relatório A servidora tem direito a incorporação de 4/5 no valor da função gratificada padrão FG 5. Tendo em vista que exerceu pelo período de 03 anos e seis meses esta função, ao qual deve ser somado o período em que exerceu a função de secretária municipal de aproximadamente seis meses. Assim, o valor da incorporação deve ser o de FG 5 e não o previsto na lei municipal 3427 de 2011. Do outro lado, no final da página, onde dizem os valores recebidos a maior, e eu não estou tirando a FG que ela tem direito, e recebeu esta FG incorporada durante os quatro anos que trabalhou na outra gestão. Foi uma pessoa importante na nossa administração, desempenhou bem a função, eu não tenho nada contra isso, absolutamente nada. Aqui diz o seguinte ó : “Pode também ser concedido prazo para que a auditada proceda correção da situação funcional desta servidora, notificando o ato que concedeu a incorporação indevida para que as inconformidades não previstas não seja repetida nos exercícios seguintes.

Aqui está o problema. A partir do momento que eu tomei conhecimento eu não posso ser omisso. Eu dei o relatório para a servidora e coloquei assim ó: “ Minha filha, nós temos um problema. Rosane retruca: 12 anos de FG....O prefeito interrompe: “Não é isso, é só o período agora de hoje em diante. Rosane retruca novamente: “Não é de meu conhecimento isso.” Prefeito continua: O que acontece: A servidora Eliane Lenzzi tem 26 anos de casa, tem uma conduta exemplar, ela continua recebendo esta FG nova até 30/08 agora. E eu disse para ela “ Eu vou fazer o seguinte minha jovem, eu vou provocar a suspensão desta FG e você entra na justiça e busca uma liminar para eu poder te pagar. Foi isso que eu disse para ela, só isso. Rosane: E o senhor acha que se o senhor só dissesse isso ela estaria do jeito que ela está? Prefeito: Não sei o jeito que ela está. Não estive com ela hoje à tarde. Rosane: O senhor não se importa com seus funcionários? Prefeito: Eu cuido de mais de 500 funcionários... Rosane: Não interessa, oi senhor é prefeito. Prefeito: Gente eu quero esclarecer o seguinte: “Eu tenho compromisso agora....” Rosane: O senhor pode se retirar, eu vou continuar falando com os vereadores. Prefeito: Se você quiser falar com os vereadores, continua conversando com os vereadores. Gente, a situação colocada é essa, o senhor que conhecem a legislatura sabem que eu tenho que cumprir a lei. A situação está disposição de qualquer um, como está no site do tribunal também. Rosane: Eu vou só lhe dizer uma coisa, não é ameaça: “ Se caso ela não receber mais esta gratificação, com certeza o senhor responderá por isso.” Prefeito: Estou aí para isso. Rosane: Sim, como o senhor me disse uma vez, quando eu disse que o senhor iria preso e o senhor me disse:” Grande coisa, todos os outros prefeitos foram presos.” O senhor acha normal isso? Prefeito: Não, eu não acho normal, é risco. Todo mundo pode ser preso. É um risco que a gente corre. Bem gente desculpem pelo desabafo. Uma coisa que era para ser entre eu e a servidora... Rosane: Ela nem sabe que eu estou aqui. Agora o senhor vai mais uma vez continuar perseguindo a funcionária. Prefeito: Eu nunca fiz isso. Nunca farei na vida. E sai da sessão. Rosane continua falando com os vereadores. E mostra, ( lê ) um documento que diz: Tal denuncia contendo informações que a servidora Eliane Terezinha dos Santos Lenzi é beneficiada pelo fato de ser irmã do secretário da fazenda da época. E ainda recebeu valores antes do tempo previsto em lei. Ataca a índole e a moral da respectiva servidora. " QUERIA EU SER SERVIDORA DO MUNICÍPIO, POIS PREFIRO DAR UM TIRO NO PÉ DO QUE RECEBER VÁRIAS PUNHALADAS PELAS COSTAS". finaliza Rosane. Na próxima edição A Saga Continua


Região Atividades serão retomadas nas pedreiras de Butiá

Durante reunião realizada na sexta-feira (30) no Gabinete do Prefeito Paulo Machado, com o Sr. Itamar Kanarek (Gerente de Produção na Empresa COMPASUL) e o Sr. Euris Carbone ( Supervisor de Operações da Empresa DINACON) foi acertado a retomada das atividades no mês de setembro, na pedreira situada no Cerro do Clemente. “ De imediato, irá começar a ser feita a retirada de material para

Material será usado na recuperação de estradas e ruas não pavimentadas do município. comercialização e em breve serão iniciadas as obras da duplicação na BR 290, onde com certeza, haverá uma grande necessidade de retirada de material das pedreiras da região, trazendo assim uma expectativa bem positiva” – afirmou Itamar. Na referida reunião, juntamente com o Prefeito, estavam o Vice Prefeito Gilberto Felix e o Secretário de Obras Paulo Martins que concretizaram parceria com as empresas, para que o material retirado das pedreiras seja utilizado na recuperação de estradas e ruas não pavimentadas do município. ...

Tapes realiza caminhada contra o cigarro

Buscando desenvolver ações educativas na atenção do Dia Nacional de Combate ao Fumo e disseminar informações básicas e orientativas à população em geral, a equipe do ESF Wolf – Tapes (Posto de Saúde), com a participação da Secretaria de Saúde e das escolas do município, realizou no dia 29 de agosto, “Dia Nacional de Combate

07

Jornal eco do Jacuí

Setembro/2013 - Segunda Quinzena

ao Fumo”, a Caminhada Pela Vida Longe do Cigarro. O objetivo da caminhada é de sensibilizar a população em geral sobre os malefícios do tabagismo e refletir junto aos jovens e adolescentes sobre os impactos do uso do tabaco na saúde e no meio ambiente. A caminhada iniciou em frente às Casas Pelegrino, na Av. Assis Brasil e seguiu o percurso até a Praça Central de Tapes, onde estava um stand para distribuição de material explicativo e também um túnel contendo maiores informações dos malefícios do uso do tabaco à saúde e ao meio ambiente. ...

Restaurante Paradouro do Parque Buffet de Café Manhã 7:00 às 11:00 Tarde 16:00 às 22:00

Ao meio dia Comida Caseira com Grelhados Br 290 - Km 144 Ao lado do Posto de Gasolina

Guaíba selecionada para os Pontos de Cultura

As regiões Metropolitana e Vale do Sinos tiveram 24 projetos selecionados pelo edital dos Pontos de Cultura, lançado em 2012, pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac). Os projetos contemplados abrangem, além de Guaíba, a capital, os municípios de Triunfo, Alvorada, São Leopoldo, Canoas, Novo Hamburgo, Esteio e Viamão (leia relação abaixo). O anúncio ocorreu em evento realizado no final da tarde dessa segunda-feira (2) no Quilombo do Sopapo, localizado no bairro Cristal, em Porto Alegre. Os municípios com até 10 mil habitantes receberão R$ 60 mil para os próximos três anos, e, nas cidades com mais de 10 mil habitantes, foram selecionadas 60 propostas para receber R$ 180 mil, em três anos, sendo 16 em Territórios de Paz. O investimento total no estado é se R$ 12,12 milhões nesta primeira etapa, que recebeu 209 projetos, de 109 municípios.

Reunião projeta inventário sobre Patrimônio Histórico-cultural de Guaíba

A Vitrine Cultural foi palco de importante reunião sobre a política de preservação do patrimônio histórico guaibense, na última terça-feira, 4. Representantes do Executivo Municipal, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (IPHAE) e da Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA) debateram sobre tema e firmaram uma parceria que deve aprimorar a gestão do Município nessa área. Após visitar os principais prédios históricos da cidade, a diretora do IPHAE, Miriam Sartori, elogiou a postura de Guaíba em preservar sua história e ressaltou que levará essa

prática como exemplo para outras localidades da região.Ainda durante o encontro, João Bosco Ayala e Miriam Leão, historiadores que integram a diretoria da AMA, falaram sobre a realidade atual da preservação de nosso patrimônio histórico, os avanços e as melhorias necessárias para a área.A parceria firmada entre Prefeitura, o IPHAE e a AMA – que pode incluir ainda a participação da UFRGS -, deve gerar um Inventário Histórico-Cultural do Patrimônio Material e Imaterial do Município, o que corresponde ao mapeamento de das áreas urbana e rural de Guaíba. Crédito/Foto: Cristiane Tolotti/Setuc Assessoria de Comunicação - AMA

EcoPonto de Eletroeletrônicos no Coelhão Na próxima quinta-feira, 12 de setembro, acontece mais uma edição do EcoPonto de Resíduos Eletroeletrônicos. Integrantes da Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA) e da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SMAMA) estarão no Parque Ruy Coelho Gonçalves (Coelhão), das 9h às 18h, recebendo os resíduos e compartilhando informações sobre a destinação correta deste tipo de material. Desde janeiro deste ano, já foram recolhidas cerca de 8 toneladas de resíduos.


Comunidade de Arroio Ratos Sem segurança - Semdos estrutura eco 10 anos

se mobiliza contra obras no presídio Na terça-feira(27), a prefeita em exercício, Isolda Mena Dutra, elaborou um documento e solicitou apoio aos vereadores para mobilizar toda sociedade contra a execução da obra. Na quartafeira, 28, Isolda teve uma reunião na Susepe, onde conseguiu suspender a dispensa de licitação. O efeito suspensivo foi publicado no Diário Oficial na quinta-feira, 29. Após a implantação do presídio a comunidade da região sente-se mais vulnerável. Aumentou consideravelmente a criminalidade e não houve contrapartida por parte do governo estadual para aumentar a segurança na região.

Ano X Edição nº 130 Setembro/ 2013 1ª Quinzena

No site Tapes realiza Semana do Trânsito, com palestras educativas nas escolas

Pág. 04

Durante a semana de 19 a 23 de agosto, o Departamento Municipal de Trânsito de Tapes realizou a Semana do Trânsito, com palestras educativas nas escolas ministradas pelo Sargento Azevedo, do DAER. Nestas palestras, foi contabilizada a participação de 1.200 crianças.

Projeto “Cidade Limpa” em Guaíba

Sperotto consegue veículo para saúde de Barão do Triunfo

O deputado José Sperotto (PTB) comemorou, nesta quarta-feira (4), a liberação de R$ 100 mil para compra de uma van para utilização na área da saúde do município de Barão do Triunfo. O valor havia sido solicitado por Sperotto no início de agosto ao secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni.

Arroio dos Ratos tem novo Secretárioda Saúde

Devido a licença gestante da secretária Ivete Canha, assumiu a pasta na segunda-feira (02), Sedenir Franceschi Vieira, conhecido como ‘Pingo’. O convite veio do próprio prefeito José Carlos Garcia de Azeredo, considerando que Pingo já havia assumido esta secretaria, durante a gestão 2005-2008.

A prefeitura de Guaíba, através da Secretaria de Meio Ambiente, lançou nesta quarta-feira(04.09), nos bairros Nossa Senhora de Fátima, Colina e Coronel Nassuca, o Cidade Mais Limpa. O programa realizado experimentalmente no mês de agosto, tem o objetivo de buscar a parceria da população para implementar a cultura da destinação correta para o lixo. Equipes do Meio Ambiente conversaram com os moradores, recolheram material inerte(sofás, madeiras, geladeiras, TVs e outros objetos), executaram a varrição mecanizada das ruas e coletaram óleo de cozinha já utilizado. “A ideia é mostrar às pessoas que a cidade melhora com a participação de todos”, explicou Claudia Jardim.

O prefeito fez o lançamento do Cidade Mais Limpa às 14h na Praça Nossa Senhora de Fátima, conhecida como Praça dos Bombeiros. Henrique Tavares destacou que programas como o Cidade Mais Limpa são fundamentais para despertar uma consciência coletiva. “O lixo deve ser depositado em local adequado, também por uma questão de saúde pública. Isso todos nós podemos fazer”,disse. A secretária também lembrou que notificações e possíveis multas poderão ser aplicadas depois que o trabalho de conscientização for concluído e apenas nos casos de reincidência.

A divulgação dos locais e horários dos mutirões do Cidade Mais Limpa estarão publicados no sitewww.guaiba.rs.gov.br Nesta primeira edição foram recolhidos no bairro Colina: 11 sofás, 05 cadeiras, 01 cpu, 01 forno micro-ondas, 01 geladeira, 03 teclados, 05 televisores, 03 pneus, 03 sapateiras, 04 pias, 06 armários, diversos carregadores de celulares, 10 celulares, 01 colchão, 03 almofadões, 03 caixas de som, 01 janela de ferro, 48 lampadas fluorescentes, 40 litros de óleo de cozinha e aproximadamente 100 pilhas. Foi realizado também roçada, raspagem de via, capina manual e diversos recolhimentos de galhos, caliças e entulhos. A equipe da SMAMA realizou ainda um trabalho de conscientização com os moradores.

Joined document 6  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you