Page 74

CASE peixe, é difícil encontrar influenciadores que entendam de várias espécies ao mesmo tempo. “Nosso marketing de conteúdo é produzido internamente mesmo. Levando em consideração o cadastro de peixes, produzimos lives, vídeos explicativos no YouTube e alimentamos a área de downloads do nosso site, com artigos básicos de aquarismo”, disse. Entre as estratégias de marketing e vendas, Alessandra cita o e-mail marketing com lançamentos, banners no próprio site e as redes sociais como as mais relevantes. “Na fanpage do Facebook, fazemos posts com fotos de inspirações de aquários de cada biótipo (Amazônico – pH ácido, Asiático – pH alcalino, Marinhos – reef etc.). Junto com o Facebook, lives e Instagram são as estratégias que funcionam para nosso nicho”, relatou. Entre os próximos desafios, Alessandra considera fundamental aprender a lidar com o “consumidor 3.0”, aquele que “tira foto do site inteiro” e demanda atendimento via WhatsApp, Skype ou Messenger, e prefere ter tudo “na mão”. “Só falta falar: faça tudo para

mim, não quero ter trabalho nem de fazer meu próprio cadastro”, explicou Alessandra. Para ela, o principal desafio é levar conteúdo que atraia a atenção desse público e faça-o aprender mais sobre o “produto”. “Como abordar aqueles clientes que não leem absolutamente nada, não estudam sobre o aquarismo, não pesquisam sobre o peixe, não leem a descrição para saber o pH em que vivem, abrem a caixa e jogam o peixe de qualquer jeito em aquário de água duvidosa e entram no site e negativam alegando ‘não terem gostado, porque morreu no meu aquário?’”, desabafou. Para os próximos anos, ela acredita que o desafio seja aprimorar a embalagem, o conforto dos animais (que é a prioridade dos proprietários), otimizar os cadastros, investir mais nas estratégias de vídeos curtos para os que “não querem ler nada” e treinar os funcionários para atender o consumidor 3.0. “Acredito que o desafio do e-commerce brasileiro de nicho é parecido com a frase de Charles Darwin: Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”, finalizou.

SAIBA MAIS Veja mais sobre a loja neste vídeo no Portal E-Commerce Brasil https://goo.gl/LSmaiF

e leia mais nesta entrevista https://goo.gl/VTSppa.

74

ECBR

O e-commerce conquistou a indústria!  
O e-commerce conquistou a indústria!  
Advertisement