Issuu on Google+


Nesta amostra, as primeiras páginas 1º volume da coleção SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS, Permacultura na Agricultura Familiar, de Lucia Legan. Formato A5 (14,8 x 21 cm).


Soluções Sustentáveis Permacultura na Agricultura Familiar Lucia Legan Uma publicação

Em parceria com

LOGOMARCA PARCEIRO

Patrocínio

LOGOMARCA PATROCÍNIO

LOGOMARCA PATROCÍNIO

Apoio LOGOMARCA APOIO

LOGOMARCA APOIO

2ª Edição, Pirenópolis - Goiás, 2007

LOGOMARCA APOIO


Legan, Lucia Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar/ Lucia Legan. Pirenópolis, GO: Mais Calango Editora. Pirenópolis, GO: Ecocentro IPEC - Instituto de Permacultura e Ecovilas do Cerrado, 2007. ISBN 978-85-60707-01-0 1. Agricultura e Tecnologias relacionadas 2. Desenvolvimento Sustentável 3. Educação ambiental

2ª Edição, Pirenópolis - Goiás, 2007

É proibida a duplicação ou reprodução desta publicação, no todo ou em parte, sob quaisquer formas ou por quaisquer meios (eletrônico, mecânico, gravação, fotocópia, distribuição na internet e outros), sem permissão expressa da autora.

Ecocentro IPEC www.ecocentro.org cursos@ecocentro.org

Mais Calango Editora www.maiscalango.com.br contato@maiscalango.com.br

Caixa Postal 45 Pirenópolis, GO CEP 72980-000

Caixa Postal 45 Pirenópolis, GO CEP 72980-000

Diagramação: Felipe Horst Ilustrações: Laila Soares Henrique Pinheiro Fotos: André Soares, Dayse Inda, Felipe Horst, Frederico Lenhardt, Juliano Riciardi, Laila Soares, Lucia Legan, Noa Peled e Arquivo Ecocentro IPEC Revisão: Lia Bock, Maurício Falleiros Capa: Felipe Horst Fotos de capa: Felipe Horst, Frederico Lenhardt, Juliano Riciardi, Lucia Legan, Noa Peled


Índice Permacultura na agricultura familiar Orgânico e sustentável Construindo um solo saudável Cobertura vegetal Cobertura verde Tratores vivos Rotação de galinhas Adubação verde Plantas aquáticas Composto Minhocário Horta rotativa Plantas companheiras Biofertilizantes Acumuladores dinâmicos Spray foliar Insetos na horta Manejo de pragas Formigas Ervas daninhas Reflorestamento Fogo mata! Floresta de alimentos Plantando árvores Sementes Canais de infiltração (swales) Abelhas nativas sem ferrão Permacultura e água Filtros biológicos Sanitário compostável

4

Bibliografia

64

5 6 7 9 10 12 14 16 18 21 23 25 27 30 31 34 35 36 39 41 43 44 46 48 50 53 58 59 61

5 Ecocentro IPEC


Permacultura para agricultura familar O Mundo está mudando! Em diversas regiões, a degradação do solo, o crescimento populacional e a falta de água potável causam fome e pobreza. E pior, não somos apenas nós humanos que estamos sofrendo. Todas as espécies de fauna e flora estão sendo eliminadas. Existem aqueles que fingem que não estão vendo. Mas há muita gente ao redor do planeta preocupada em implementar o desenvolvimento sustentável para reverter e prevenir os desastres ambientais. É para esse lado que queremos trazer você! As perguntas que esse livro tenta responder são: como podemos passar de uma crise ambiental para um futuro sustentável? O que devemos fazer? E como cada um de nós pode adaptar nossos sítios, casas, plantações e vidas? Como guardiões do planeta todos nós temos a responsabilidade de cuidar dele para as próximas gerações. Aqui, trazemos algumas ferramentas precisosas da Permacultura que podem ajudar, em muito, nesse processo. Bill Mollison, fundador da Permacultura, estabelece três bases para a ética permacultural: 1. O cuidado com o planeta Terra deve ser fundamento básico de qualquer atividade humana. 2. O cuidado com as pessoas e as demais espécies que habitam este planeta estabelece o respeito intrínseco pela vida. 3. A partilha dos excedentes deve servir ao planeta e às pessoas. É por isso que na Permacultura o trabalho é redefinido. Ele passa a ter um significado muito diferente do conceito de “emprego” e das relações trabalhistas convencionais. A riqueza também é redefinida, para nós ela significa produtividade. São mudanças de conceitos importantes que atingem até a organização social. Esta passa a ser regionalizada e a base de sustentação de uma região é o manejo do ambiente natural de forma criativa e abundante. Topa o desafio?

6 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


Orgânico e sustentável O desafio cultural que está sendo colocado para o mundo hoje é o de parar de encarar a terra, e fundamentalmente o uso do solo, como apenas um produto econômico. Aceitar esse desafio passa por não utilizar pesticidas, fungicidas ou fertilizantes sintéticos. A Permacultura utiliza apenas métodos orgânicos e ecológicos, uma mistura de tecnologias antigas e novas que equilibra o ecossistema natural do local e garante a força, resistência, qualidade e abundância da plantação. Os critérios para uma agricultura sustentável podem ser resumidos na adoção das seguintes técnicas e filosofias: 1. Manter a fertilidade do solo indefinidamente. Isso envolve nutrir atividades biológicas e estimular os ciclos completos de todos os envolvidos na cadeia alimentar. 2. Utilizar o máximo possível de recursos renováveis. 3. Utilizar técnicas que não poluem o meio ambiente. O cultivo orgânico reduz a toxicidade do solo, do ar, da água e também dos nossos corpos. 4. Escolher formas de trabalho que estimulem a saúde das próximas gerações. Produtos orgânicos têm mais sabor e nutrientes. 5. Encorajar e apoiar agricultores locais. Comprar ou trocar produtos orgânicos aumenta a demanda e conseqüentemente o mercado. Nós devemos preservar a integridade, estabilidade e beleza de toda comunidade natural para que o meio ambiente se mantenha saudável e produtivo.

7 Ecocentro IPEC


Construindo um solo saudável Na permacultura o manejo do solo é fundamental para a produtividade e a saúde. Alguns cientistas desenvolveram sistemas complicados para descrever diferentes qualidades de solo. Estes sistemas muitas vezes são estrangeiros e podem causar confusão para quem quer, simplesmente, criar uma horta bonita. Mas não é preciso complicação para se ter um solo bom. Também não importa o ambiente que você vive e nem o tipo de solo que possui, hortas férteis e bem estruturadas podem ser criadas rapidamente e sem especialistas a sua volta.

Construa um solo saudável com: • Cobertura vegetal; • Cobertura verde; • Esterco; • Adubação verde; • Plantas fixadoras de nitrogênio; • Plantas aquáticas; • Acumuladores dinâmicos; • Composto; • Minhocas; • Biofertilizantes.

8 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


Cobertura vegetal Matéria orgânica é tudo o que um dia foi vivo. A matéria orgânica deve ser continuamente devolvida para o solo. O método mais simples para adicionar matéria orgânica é através da cobertura vegetal. Você pode fazer uma cobertura vegetal com: • Grama cortada; • Folhas de bananeira; • Folhas secas; • Palha de arroz; • Composto ou esterco bem curtido; • Papelão; • Jornais velhos sem cor; • Serragem curtida; • Roupas de algodão.

A cobertura vegetal protege o solo dos ventos fortes. Sem ela parte da terra e da vida que mantém as plantas vai embora.

9 Ecocentro IPEC


A cobertura protege o solo de chuvas fortes e da erosão. A água é muito importante para as plantas, mas em excesso pode levar embora parte da terra e deixar o solo desprotegido. A cobertura vegetal também protege o solo dos raios solares intensos. Solos desprotegidos acabam queimados pelo sol, perdendo água e nutrientes importantes.

A cobertura vegetal cura! água não evapora da terra ervas invasoras não crescem

• Se o seu solo é duro e argiloso, adicione cobertura vegetal para melhorar a drenagem. • Se o seu solo for seco e arenoso, adicione cobertura vegetal para reter a água. • Em solos ácidos adicione cobertura vegetal e esterco de ave.

• Em solo alcalíno basta adicionar cobertura vegetal para deixá-lo melhor. • Se o solo é duro a cobertura vegetal pode atrair as minhocas. Como elas cavam para chegar até ali, deixam o caminho mais arejado e a terra mais mole.

10 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


Cobertura verde Cobertura verde é uma plantação para o momento em que seu terreno não está efetivamente produzindo. Ela é feita com plantas rasteiras de folhas largas, que cobrem o solo depois que a colheita principal foi realizada. Serve para não deixar a terra descoberta sendo mal tratada pelo sol e pela chuva. E se você tem tempo entre uma plantação e outra é bem capaz de transformar sua cobertura verde em comida. Se o seu solo é duro, você pode usar plantas com raízes profundas como cobertura verde, assim aproveita para quebrá-lo. Boas coberturas de solo: • Batata-doce; • Abóbora; • Rabanete; • Confrei; • Salsa; • Trevos; • Capuchinha; • Leguminosas.

11 Ecocentro IPEC


Tratores vivos Abrigos móveis para pequenos animais dentro da horta provêm muitos benefícios. Enquanto estão em uma área limitada podem:

• Revirar o solo; • Eliminar sementes de invasoras; • Comer insetos; • Depositar nutrientes valiosos.

A seguir veremos alguns exemplos de tratores animais e também como cada um pode ser usado para beneficiar o solo. Existem muitos modelos e sistemas para tratores vivos. Eles dependem apenas de um pouco de informação e da sua imaginação. Cerque seus animais e deixe sua horta e seus jardins livres!

O esterco animal oferece ao solo enzimas e bactérias ricas em nitrogênio e potássio, ambas fundamentais para as plantas. Usar animais em sua horta irá economizar seu:

• Tempo; • Alimento; • Energia.

Galinhas, preás e coelhos são colocados em cercados que podem ser movimentados de forma eficiente por todo o jardim. Mas, cuidado: muito esterco pode causar um excesso de nitrogênio. A melhor saída é colocar o excedente do esterco no composto para depois jogá-lo nas plantações.

12 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


Como fazer um sistema de trator vivo simples: Esse trator de galinhas é apropriado para pequenos jardins em áreas urbanas. Para construí-lo você pode utilizar materiais reciclados. 1. Use pedaços de madeira para formar uma estrutura. 2. Cubra a estrutura com tela, firmando bem. 3. Ponha um pote para água. 4. Se a idéia é que as galinhas permaneçam ali o tempo todo, cubra uma parte para dar proteção e sombra. 5. Coloque as galinhas e observe como estas ciscam a terra. 6. Mude o trator de lugar a cada 7 ou 10 dias e observe o resultado no solo. 7. Plante na área onde estava o trator vivo.

• Retorne as galinhas à mesma área depois que fizer a colheita; • A cada nova visita o solo ficará mais fofo e mais produtivo; • Não deixe que elas fiquem tempo demais no mesmo lugar pois isso compacta o solo. Lembre de transferir o trator a cada 7 ou 10 dias.

13 Ecocentro IPEC


Rotação de galinhas Um sistema mais completo pode ser criado usando a rotação dos tratores de jardim. Assim você pode aumentar sua produção e multiplicar a colheita. O processo é simples: fazemos a divisão de seis canteiros no mesmo formato e rodamos as galinhas entre eles. Cada área é fechada. Primeiro, o canteiro 1 é povoado pelas galinhas por uma semana (ou dez dias), depois é rastelado e em seguida semeado com vegetais. Enquanto você planta no canteiro 1, as galinhas já estão instaladas no canteiro 2. Quando o canteiro 2 estiver pronto é preparado e logo recebe as sementes. Nessa hora as galinhas são transferidas para o canteiro 3. E assim por diante. Entre quatro e oito semanas depois, seu primeiro canteiro estará produzindo com carga total. Dessa maneira o sistema de rotação prossegue com as galinhas comendo as sementes das ervas daninhas e os vegetais crescendo saudáveis e fortes. Pequenas árvores podem ser plantadas nas bordas dos tratores ou em volta de toda área. Isso depende dos seus objetivos. Em locais onde as galinhas são a principal atividade, com o tempo os vegetais devem ser substituídos por árvores frutíferas. Assim, em dois anos você tem uma agrofloresta e as galinhas podem viver soltas em um ecossistema que se sustenta. Um trator com porcos segue a mesma técnica das galinhas, mas é mais apropriado para áreas grandes. Neles, vegetais com raízes profundas como batata doce, dente de leão, urtiga e confrei devem ser plantados. Para saber mais sobre design de tratores com porcos, entre no site: www.ecocentro. org e veja o projeto realizado pelos estudantes da Ecoversidade 2007 para o Sítio Sustentável.

14 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


canteiro 5

canteiro 6

caixa da água canteiro 4

casinha caixa da água canteiro 3 bebedouro canteiro 2

Este desenho ilustra a horta rotativa. Repare que os canteiros têm formatos semelhantes, assim o galinheiro móvel pode ser encaixado em todos. Lembre que é o galinheiro que não permitirá que as galinhas fujam e ataquem sua plantação. Por isso ele deve ser eficiente! Neste exemplo, aconselhamos a plantação de pequenas árvores como castanhas, pitanga, mamoeiros, bananas e acerola. Assim, em torno de dois ou três anos (depende do clima da região) ovos, galinhas, vegetais e árvores formarão uma modesta floresta de alimentos.

15 Ecocentro IPEC


Adubação verde Adubação verde é um tipo de cobertura que plantamos antes da produção principal para fertilizar e condicionar o solo. Geralmente, a adubação verde é usada por um período específico e depois cortada para que se incorpore ao solo, agregando mais nutrientes. Adubação verde tem múltiplas funções: • Aumenta a quantidade de matéria orgânica e, com isso, ajuda a retenção de água, aeração e acúmulo de nutrientes. • As raízes das plantas que formam a adubação verde vão fundo no solo e trazem para a superfície nutrientes que ficam disponíveis para as plantas de raízes mais superficiais. • Ela funciona como supressora de ervas daninhas e previne erosão e compactação do solo. • Algumas adubações verdes, quando chegam a florescer, atraem insetos benéficos para a plantação. As leguminosas são plantas extremamente úteis como adubação verde, pois adicionam nitrogênio e ajudam a reabilitação de solos. Leguminosas como ervilhas, feijões e trevo contém bactérias e fungos (micorrizas) em suas raízes. Elas assimilam o nitrogênio do ar para que possa estar disponível para a planta.

16 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


Plante um coquetel de espécies para adubação verde, tais como: • feijão de porco • crotalária • mucuna • guandú • leucena • aveia

• alfafa • soja • calopogônio • labe-labe • mostarda • centeio

• girassol • mamona • nabo forrageiro • ervilhaca • azevém • milheto

Você deve cortar as plantas da adubação verde antes que alcancem seu crescimento máximo. Como as plantas se decompõem rapidamente, aumentam a quantidade de nitrogênio no solo. À medida que suas folhas crescem, podem ser cortadas e colocadas no solo como cobertura vegetal, disponibilizando os minerais para as árvores. Depois deixe o solo descansar durante uma estação. Em seguida estará rico em nutrientes, pronto para uma grande produção.

17 Ecocentro IPEC


18 Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar


Soluções Sustentáveis - Permacultura na Agricultura Familiar