Issuu on Google+

O CONFLITO ÁRABE-ISRAELENSE


ORIGENS •

Palestina: habitada há mais de um milênio pelos antigos hebreus (1400 a 1400 a.C.) • Anexada pelo Império Romano em 63 d.C. • A invasão levou à expulsão dos hebreus, determinando a Diáspora (dispersão) do povo judeu por vários países

Final do séc. XIX: imigração maciça dos judeus refugiados • Após o Holocausto, intensificou-se o sionismo (defesa da criação de um Estado judeu na Palestina)


MANDATO BRITÂNICO (1920-1947) •

1922: R. Unido se compromete, através da Liga das Nações, a criar na região um Estado judaico • Aumenta o número de imigrantes judeus

1947: a recém criada ONU aprova a partilha da Palestina ainda sob mandato britânico • Após a retirada dos ingleses, instala-se uma desordem generalizada


PARTILHAS E CONFLITOS •

1948: a crise culmina na proclamação de Israel • A Liga Árabe (Egito, Iraque, Transjordânia, Líbano e Síria) invade a região, declarando a 1ª guerra a Israel • Israel vence a guerra e toma terras palestinas, invertendo a situação • Passa a controlar 77% do território • Os palestinos chamam o conflito de Nakba (catástrofe) • mais de 600 mil árabes (muçulmanos e cristãos) foram expulsos ou fugiram de Israel, perdendo casas e propriedades; 160 mil permaneceram.


EXPANSÃO ISRAELENSE •

1956: estoura a 2ª guerra árabe-israelense (Guerra de Suez) • Israel declara guerra aos egípcios, ocupando a península de Sinai (para obter o porto de Eliat, no Golfo de Ácaba, aberto juntamente com o Estreito de Tiran)

1959: Iasser Arafat cria a organização al-Fatah, defendendo a criação de um Estado palestino por meio da luta armada

1964: é criada a OLP (Organização da Libertação Palestina), que em 1969 passou às mãos de Arafat • nacionalistas e marxistas que não reconhecem Israel, pedem direito de retorno dos refugiados e autodeterminação para palestinos. • liderada pelo Fatah (Movimento pela Libertação da Palestina), passa a atacar Israel a partir da Jordânia.


1967: inicia a 3ª guerra (Guerra dos Seis Dias) • Israel ocupa: • A faixa de Gaza • Península do Sinai • Cisjordânia (Jordânia) • Colinas de Golã (Síria)


A QUESTÃO PALESTINA •

1973: inicia a 4ª guerra (Guerra de Yom Kippur – dia sagrado judeu) • Síria e Egito buscam recuperar as terras perdidas em 1967 • Ocorre a Crise do Petróleo • Assina-se o acordo de Camp David (EUA), no qual Israel retira-se do Sinai, em 1979

1982: Israel invade o Líbano e, em 1985, recua e fixa-se no sul do país

1987: início da Intifada (rebelião contra as novas colônias judaicas nos territórios ocupados por Israel)


ACORDO... DE PAZ? •

1993: Israel e OLP assinam acordo de paz em Oslo • Surge a Autoridade Nacional Palestina, o primeiro passo da criação do Estado nacional palestino

1994: É criada Autoridade Nacional Palestina, sob comando de Iasser Arafat, eleito presidente da ANP em 1996. • Áreas de Gaza e da Cisjordânia passam ao controle palestino, mas Israel mantém colonização da Cisjordânia. • Hamas (grupo/partido islâmico) promove primeiro atentado terrorista, após morte de 29 palestinos por grupo judaico em Hebron.

Em 1995, premiê israelense Yitzhak Rabin é assassinado por extremista judeu.

Em 1996, direitista Binyamin Ne-tanyahu é eleito premiê, sendo sucedido pelo trabalhista Ehud Barak.


ANOS 2000 •

A partir de 2000: Nova Intifada • Construção de muros e trincheiras israelenses • 2004: morte Arafat • 2005: O al-Fatah perde as eleições parlamentares para o rival Hamas • Hamas é um partido sunita que compõe, junto com o al-Fatah, a ANP (Autoridade Nacional Palestina) • Em 2007, o al-Fatah e o Hamas criam um governo de coalizão palestino que não reconhece Israel • Israel insiste em não negociar com o novo governo palestino


ESPERANÇA NO SÉC. XXI


Conflito Israel - Palestina