Page 1

Escola Bíblica Dominical - IPT Volume 7, Edição 1

setembro 2009

Aula: 2ª Coríntios Capítulos 3

Quem somos?

Versículos 12-18

Prosseguimos abordando características e princípios do Presbiterianismo, tendo por base o material disponível no site da Igreja Presbiteriana do Brasil.

Os princípios reformados

Material de suporte Docente e autor: Rev. Eurípedes da Conceição

1) Base Bíblica

Igreja Presbiteriana da Tijuca Texto produzido para acompanhamento da aula realizada em o6 de setembro de 2009 na classe de adultos.

1 – A GLÓRIA DA NOVA ALIANÇA 1.1 – O Significado do “Véu sobre a face” a) Ocultação da “morte” da Antiga Aliança (2 Co 3. 13).

“E não somos como Moisés, que punha véu sobre a face, para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia.” b) Ignorância da geração condenada a morrer no deserto (2 Co 3. 14a).

A Fé Reformada considera a Bíblia com a maior seriedade. Esta não é senão outra maneira de dizer: “Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” (Rm 11.36). A Fé Reformada busca manter corretamente entendido o ensino integral da Bíblia. Não temos espaço aqui para desenvolver as ênfases específicas da Fé Reformada. Mas esperamos que apenas através deste breve estudo o leitor poderá: (1) ver que há uma profunda diferença entre a Fé Reformada e todas as demais formulações menos consistentes da Fé Cristã e (2) ser desafiado a investigar com mente aberta nossa reivindicação de que esta Fé Reformada é nada mais nada menos, que o ensino que a Bíblia consistentemente expressou.

“Mas os sentidos deles se embotaram.” c) Analogia do “velho homem” que habitava em nós1. d) Representa o coração fechado para a Graça de Jesus (2 Co 3. 15).

“Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.”

1.1 –Suficiência Continua na página 2

NESTA

EDIÇÃO

1

Material de suporte de estudo: 2 Coríntios 3.12-18

1

Quem somos: Os princípios reformados

3

Calendário de eventos

A Fé Reformada encontra toda a sua autoridade no ensino da Palavra de Deus. A Bíblia é a única regra infalível sobre o que devemos crer e como devemos viver. Revelações carismáticas contínuas, profecias ou línguas estranhas não mais são necessárias porque Deus falou Sua Palavra final e toda suficiente ao completar-se o cânon das Escrituras Sagradas. A Bíblia e apenas a Bíblia - esta é a nossa confissão! Continua na página 3

Boletim EBD/IPT 1


Continuação da página 1

e) Dificuldade de enxergar a verdade do evangelho. f) Escravidão espiritual.

certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel” (Hb 10. 1923) 3

“Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gl 2. 20).

1.2– O Significado do véu removido a) Conversão a Cristo (2 Co 3. 16)

Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado. b) Libertação espiritual (2 Co 3. 17)

Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. c) Vitória sobre a morte (Mt 27. 50-53)

4

“Qual é o fim principal do homem? Glorificar a Deus e desfrutá-lo para sempre” (Primeira Pergunta do Breve Catecismo). 2 - APLICAÇÃO PRÁTICA

50 ¶ E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito.

a. Esta esperança nos confere ousadia para testemunhar do evangelho (2 Co 3. 12).

51 Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a terra, fenderam-se as rochas;

b. Quando olhamos para o espelho, vemos a imagem de Jesus refletida em nós.

52 abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos, que dormiam, ressuscitaram; 53 e, saindo dos sepulcros depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos. d) Livre acesso à presença de Deus1 e) Uma nova cosmovisão f) Uma nova vida em Cristo (Gl 2. 20)

2

c. Somos transformados na medida que fazemos uso dos meios de graça: Leitura das Escrituras, Oração, Santa Ceia, Comunhão, etc. Reflexão final: “Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima”. (Hb 10. 25)

g) A descoberta do sentido e propósito de nossa existência 3

*** Na próxima edição tem início o estudo do Capítulo 4 da 2ª Carta de Paulo aos Coríntios

h) Nossa esperança em Cristo.

Notas: 1

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Co 5. 17). “Sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos” (Romanos 6. 6). “Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos” (Cl 3. 9). 2

“Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena

Boletim EBD/IPT 2


TEXTO

PARA REFLEXÃO

Continuação da página 1

1.2 – Necessidade

Atos 28.30-31 "Por dois anos, permaneceu Paulo na sua própria casa, que alugara, onde recebia todos que o procuravam, pregando o reino de Deus, e, com toda a intrepidez, sem impedimento algum, ensinava as coisas referentes ao Senhor Jesus Cristo". .****

CALENDÁRIO

DE EVENTOS

ESCOLA BÍBLICA LOCAL: IGREJA PRESBITERIANA DA TIJUCA – R. ALZIRA BRANDÃO, 135, TIJUCA – RIO DE JANEIRO HORA: 09 HORAS Atividade regular da Igreja para edificação espiritual e oportunidade de aprendizado da Palavra de Deus para membros e visitantes. Classes em funcionamento: crianças (Departamento Infantil); jovens (Revista Reflexão) e adultos (Efésios) EVENTO

ESPECIAL

CULTO DE

INTEGRAÇÃO DOS NOVOS MEMBROS

LOCAL: IGREJA PRESBITERIANA DA TIJUCA – R. ALZIRA BRANDÃO, 135, TIJUCA – RIO DE JANEIRO DIA: 14 DE OUTUBRO HORA: 20 HORAS EVENTO

ESPECIAL

– FESTA

RURAL

LOCAL: IGREJA PRESBITERIANA DA TIJUCA – R. ALZIRA BRANDÃO, 135, TIJUCA – RIO DE JANEIRO DIA: 12 DE SETEMBRO HORA: 13 HORAS CONGRESSO: PENSANDO JOVEM: LOCAL: IGREJA PRESBITERIANA DA TIJUCA – R. ALZIRA BRANDÃO, 135, TIJUCA – RIO DE JANEIRO DIAS: 17 A 18 DE OUTUBRO DE 2009

INFORMAÇÕES: HTTP://WWW .IPTIJUCA.ORG.BR/.

Material produzido por Marcos Antônio Gomes Brandão Coordenador da Escola Bíblica Dominical da Igreja Presbiteriana da Tijuca

A Bíblia é a revelação da vontade e da pessoa de Deus. “o homem não vive só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor” (Dt 8.3). Mas as pessoas tentam por natureza viver de pão apenas sem aquela Palavra; eles tentam viver pela sua própria sabedoria (cf. Sl. 36.1-4). A verdade, entretanto, é que homem nenhum pode viver sem a luz da revelação especial de Deus. Isto era verdade para o primeiro homem criado, Adão, mesmo antes de ele cair em pecado ao negar a luz de Deus e desobedecê-LO. Adão, embora criado perfeito e com a lei de Deus inscrita em seu coração, mesmo assim necessitava de que uma luz exterior brilhasse sobre ele para habilitá-lo a andar de acordo com as ordens de Deus. Adão ainda necessitava de que Deus falasse com ele. Ele sabia muito, em virtude de ter sido feito à imagem de Deus, mas ainda necessitava da voz divina. E é também assim com todos os descendentes de Adão, gostem eles ou não de ouvir isto. Em Romanos 1.21, o apóstolo Paulo faz a surpreendente afirmação de que por natureza todos sabem a respeito da existência e poder de Deus devido ao Seu trabalho na criação do universo, e ainda assim rejeita e despreza essa luz que eles têm. Desde a queda da humanidade, a vontade humana foi grosseiramente pervertida. Cada um de nós, afastados da ação salvadora de Deus, quer seguir seu próprio caminho, ao invés do caminho de Deus. Este caminho, expresso na lei de Deus, é parte do íntimo do nosso ser. Ninguém pode escapar da consciência, a qual gera uma constante atividade de acusar ou desculpar. Mas a linha básica é que, afastados do trabalho regenerador de Deus, todos nós odiamos a lei de Deus porque somos descendentes do Adão caído (cf. Jo 3.19-20). Conseqüentemente, nossa única esperança é o Evangelho. Após declarar que o homem ama a escuridão, Jesus disse “21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que seja manifesto que as suas obras são feitas em Deus.” (Jo 3.21). As Escrituras Sagradas são “indispensáveis” porque somente através dela vem “aquele conhecimento de Deus e da sua vontade necessário para a salvação” (Confissão de Fé de Westminster I.1). Os cristãos precisam da Bíblia também. Disse Jesus “Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sois meus discípulos;” (Jo 8.31). Como conheceremos esse ensino a menos que nosso caminho seja iluminado? Os crentes mostram-se serem felizes portadores da graça de Deus ao obedecer a Sua Palavra e andar na Sua luz.

Direção da EBD: Rev. Eurípedes da Conceição Coordenação da EBD: Marcos Antônio Gomes Brandão Boletim EBD/IPT 3

Informativo EBD/IPT, v.7, n.1  
Informativo EBD/IPT, v.7, n.1  

Série de informativos produzidos pela Escola Bíblica Dominical da Igreja Presbiteriana da Tijuca, incluindo textos de estudos bíblicos.

Advertisement