Issuu on Google+

Unidade de Exploração Funcional e Reabilitação Respiratória

VIVA BEM COM A DPOC

HOSPITAL S. JOÃO Nº GERAL: 225512001 Nº Extensão da Unidade de Exploração Funcional Respiratória:1615

Elaborado por: Enf.º David Sousa http://enfermeiritos.blogspot.com Janeiro de 2009


IMPORTANTE: 

SIGA AS RECOMENDAÇÕES DO SEU MÉDICO;

TOME SEMPRE A MEDICAÇÃO PRESCRITA E A

VACINA DA GRIPE; 

DOENÇA = falta de saúde; PULMONAR = situa-se nos pulmões; OBSTRUTIVA = passagem de ar bloqueada; CRÓNICA = terá de conviver com ela.

DEIXE DE FUMAR.


Página 10

VIVA BEM COM A DPOC

MANUAL DO DOENTE

6 - Posições de relaxamento As técnicas de relaxamento devem ser utilizadas nas situações em que sente dificuldade a respirar. Podem ser usadas nas posições: deitado, sentado ou em pé.

VIVA BEM COM A DPOC

Página 3

O objectivo deste manual é contribuir para que o doente com DPOC tenha uma vida melhor, por isso inclui informações que deve ter sempre presentes.

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, geralmente conhecida por DPOC, não tem cura, mas muitos dos seus sintomas podem ser aliviados.

Cada caso é um caso, por isso o tratamento que é apropriado para uma pessoa, pode não o ser para outra.

Não se esqueça de seguir à risca as recomendações do seu Médico e Enfermeiro quanto a alimentação, exercício físico e mudança de hábitos de vida.

Também não deve parar de tomar a medicação, porque a tosse e a expectoração podem agravar-se.


Página 4

VIVA BEM COM A DPOC

A DPOC é uma doença pulmonar muito frequente, geralmente progressiva, que se caracteriza pela obstrução dos brônquios, com diminuição da capacidade respiratória e surge, geralmente, após os 40 anos, em pessoas que fumam ou fumaram por um longo período, ou contactaram com ambientes poluídos.  O termo DPOC engloba a bronquite crónica e o enfisema pulmonar.

VIVA BEM COM A DPOC

Página 9

5 - Alimentação

• Faça períodos de repouso antes e depois das refeições; • Evite bebidas muito quentes ou muito frias, que possam causar tosse irritativa; • Evite alimentos como: feijão, bróculos, ovos e bebidas BRONQUITE CRÓNICA  A bronquite crónica é a inflamação dos brônquios.

gaseificadas porque provocam gases e podem aumentar o tamanho do abdómen e dificultar a respiração; • Faça pequenas refeições, preferindo alimentos moles e fáceis de mastigar, pois ajudam a diminuir o cansaço;

ENFISEMA PULMONAR  É a destruição dos alvéolos pulmonares.

• Tempere a comida com pouco sal. • Deve beber cerca de 2 litros de água por dia, excepto se indicação médica em contrário. • Não deve ingerir chá ou café em quantidade excessiva porque

CAUSAS E SINTOMAS MAIS COMUNS DA DPOC A principal causa de DPOC é o tabagismo e a constante inalação de fumo de cigarro. Os sintomas mais comuns são: 1- falta de ar; 2- tosse; 3- infecções brônquicas e pulmonares de repetição; 4- ansiedade e/ou confusão mental; 5– dificuldade para realizar tarefas do dia-a-dia; 6- fadiga crónica; 7- diminuição do apetite, que leva ao emagrecimento.

estas duas bebidas aumentam a quantidade de urina e levam a uma maior saída de líquidos do organismo.


Página 8

VIVA BEM COM A DPOC

4 - Técnica da Tosse • Uma das principais características da DPOC é a produção excessiva de expectoração, que pode facilitar a ocorrência de infecções respiratórias. • A realização de manobras que permitam eliminá-la será benéfica, como a técnica de tosse que se descreve de seguida:

VIVA BEM COM A DPOC

Página 5

SEGREDOS PARA VIVER MELHOR 1- Evite as seguintes situações: • Stress e ansiedade; • Ambientes poluídos ou com fumadores; • Exposição a temperaturas baixas, sem a devida protecção; • Contacto com pessoas com infecções respiratórias.

1º passo: Inspire profundamente pelo nariz; 2º passo: Prenda a respiração por dois segundos; 3º passo: enquanto mantém a boca ligeiramente aberta, tussa duas vezes seguidas. A primeira tosse irá soltar a secreção, enquanto a segunda fará com que a expectoração ocorra.

2- Economize a sua energia: • Sentar-se: prefira a posição sentada, firme os pés no chão, incline levemente o tronco para a frente, apoie os cotovelos nas coxas e o queixo nas mãos ou, se possível, apoie os braços sobre uma mesa enquanto estiver sentado. • Tomar banho: tome o banho sentado num banco e, se precisar, peça ajuda. • Escovar os dentes ou barbear-se: procure realizar essas actividades sentado e com os cotovelos apoiados.

OBS: coloque um lenço de papel à frente da boca quando tossir . Sempre que faça uso do lenço deite-o ao lixo.

• Vestir-se: vista-se sentado, coloque as calças primeiro e a seguir vista a camisa. Antes de se deitar, deixe as roupas que serão usadas no dia seguinte próximo da cama.


Página 6

VIVA BEM COM A DPOC

VIVA BEM COM A DPOC

Página 7

• Tarefas domésticas: • Realize-as devagar e, se possível, peça ajuda a outras pessoas. • Organize sua casa de forma que tudo aquilo que for usado com frequência esteja em local acessível.  Tenha cuidado com produtos de limpeza, compostos por substâncias tóxicas, que podem desencadear uma crise da DPOC. Se possível use máscara.

• Quando sair à rua, planeie o itinerário de forma a que seja o menos cansativo possível.

3– Técnica para melhorar a respiração A falta de ar limita a realização de certas actividades além de gerar uma grande angústia. É fundamental que aprenda a conviver com ela e que diminua as restrições que esta lhe impõe. Seguidamente apresenta-se a técnica da respiração abdominodiafragmática, que o ajudará a respirar melhor: Deitado, coloque uma mão na barriga, logo acima do umbigo e outra por cima do peito.

• Organize o dia para que haja intervalos de descanso entre as suas actividades. • Reserve o período do dia em que se sente com mais energia para realizar as tarefas mais cansativas.

• Tolerância ao esforço: • Para aumentar a sua tolerância ao esforço, intercale actividades mais cansativas com outras menos cansativas e faça alguns períodos de repouso. • Aconselhe-se com o seu médico sobre o tipo de exercícios físicos que pode fazer.

Inspire pelo nariz de forma a sentir a mão da barriga a subir. Expire pela boca com os lábios franzidos, prolongando a expiração.


Viva bem com a DPOC