Page 1

Publicação interna da Paquetá Calçados – Varejo NE – Esposende Jan/ Fev/ Mar – nº 2

Na parte superior da esquerda para direita: Roberto Alexandre, Henrique Alves e Marcia Renata; Na parte inferior da esquerda para direita: Hebe de Oliveira, Brito Severo e Flavio Lopes.


Motivação. Essa, sem dúvida, é uma palavra-chave na edição de número dois do Pé da Letra. O tempo todo você encontrará aqui histórias relacionadas à determinação das pessoas e da própria Esposende. Até porque, o que move uma empresa de sucesso é a vontade de estar sempre um passo à frente, dando um salto a mais. Você vai conhecer a determinação de Selma, uma auxiliar de compras que sobe alto, lá nas nuvens – literalmente - para superar seus limites. Vai descobrir o segredo revelado da Liga da Justiça: a determinação deles é a bandeira de luta no dia a dia. Por isso, esses heróis saíram na frente e dispararam nas vendas. Você também vai conhecer a história de seu Francisco, um português fascinado por sapatos. Nesses três meses que se passaram desde a primeira edição do Pé da Letra, trabalhamos para trazer novidades para você. Lançamos a seção Cara Nova, um espaço para você conhecer as novas lojas, reformas e equipes. Também queremos receber sugestões com o que vocês desejam ver aqui. Mandem suas histórias e participem! Esse é o nosso primeiro contato desde que o ano começou. Então, desejamos a todos um 2012 de mais novidades, MOTIVAÇÃO e sucesso. Uma prazerosa leitura! A Direção

expediente Pé da letra NE é uma publicação da Paquetá Calçados dirigida ao público interno e com circulação restrita. Coordenação: Marketing da Esposende – Eliana Muller e Vanusia Silva | Recursos Humanos: Carlos Moraes Realização: Dupla Comunicação – www.duplacom.com.br Jornalista responsável: Michele Cruz – DRT – 3147-PE Edição: Andréa Xavier | Revisão: Marcelo Henrique Andrade e Robson Gomes | Reportagens: Fernanda Lima, Mirtes Swã, Samuel Santos | Diagramação: Via Design Criação Estratégica | Fotos: Antônio Henrique Quer sugerir outras matérias? Escreva para pedaletra@esposende.com.br

boa dica

direto ao ponto

Nas Alturas Para quebrar a rotina, a compradora, Selma Bento, deixou o medo de lado e permitiu que a curiosidade se aliasse à ousadia. Praticante de paraquedismo há um ano, ela começou o esporte radical nas férias do ano passado, frequentando o Aeroclube de Pernambuco e ouvindo histórias de veteranos nessa prática. Em estágio de instrução no curso Accelerated Static Line (ASL), da escola Skycará Paraquedismo, em João Pessoa, a aluna acredita que exercitar esse esporte é ter ousadia para romper as barreiras das situações críticas que enfrenta na vida. Ela até faz um paralelo com sua carreira profissional. “No ambiente de trabalho, onde somos expostos constantemente às pressões e cobranças, é imprescindível o auto controle para obtermos o máximo da nossa capacidade e assim chegarmos às melhores soluções e conclusão do que nos é solicitado”, diz. Com pouco tempo de exercício, Selma têm sete saltos no currículo e já tem o próximo marcado em Boituva (SP) – onde há a maior concentração de paraquedistas no Brasil. “As sensações são diferentes a cada etapa, da decolagem até o salto. No momento da queda livre é loucura e adrenalina total. Quando o velame (aquela estrutura grande de tecido que fica acima do pára-quedista) abre e você começa a conduzir sozinho o voo em céu aberto, sobre uma paisagem linda, a impressão é de liberdade. Sinto muito prazer nesse momento, experimento um pouco do que os pássaros devem sentir ao voar. No pouso, a sensação é de vitória, de que posso fazer tudo e superar qualquer coisa. É muito bom experimentar esse poder”, ressalta. O que Selma tem é a coragem de enfrentar o que parece ser maior que ela, transformando o que poderia acarretar pânico e descontrole em pura diversão. “O verdadeiro ingrediente, tanto desse esporte quanto da nossa vida, é vencer o medo – elemento que encaramos todos os dias”, finaliza.


cara nova

De olho nas

Pé da Letra - Jan/ Fev/ Mar - nº 2

novidades A Esposende continua sua expansão no mercado, reformando, comprando e contratando. A rede, que fechou o ano de 2011 com 68 lojas, ainda preparou para esse ano outras inaugurações e reforma de lojas, além de contratações. As equipes das novas unidades já estão trabalhando em ritmo acelerado. Confira:

Loja 869 - Itapipoca - CE Inaugurada no dia 25 de novembro de 2011

Loja 830 - jardins Open Mall - Aldeota - CE Inaugurada no dia 8 de dezembro de 2011

Loja 842 - Cabo de Santo Agostinho - PE Reinaugurada no dia 6 outubro de 2011

3


Pé da Letra - Jan/ Fev/ Mar - nº 2

capa

Liga da

Nossos corajosos heróis foram desafiados a superar seus limites. Separados em seis grupos com lojas de portes parecidos, os vendedores participaram de uma batalha para bater as metas, alcançar o sucesso e manter a qualidade de atendimento da rede. Os primeiros colocados ganharam prêmios de mil reais. Conheça os super-heróis que fazem parte da nossa Liga da Justiça e se destacaram nessa luta:

Grupo 1

Vendedor: Brito Severo Loja 814

O nosso super-homem é o Brito que disparou nas vendas. Ele conta que o segredo para vencer o desafio é gostar do que faz e trabalhar com prazer, por isso conquista seus clientes. “Vi na Esposende uma oportunidade de dar uma vida melhor pra minha família, tenho foco nas metas e dou o meu melhor”, afirma.

Grupo 2

Vendedor: Henrique Alves de Melo Loja 804

Vendedor de dia e estudante de direito à noite, esse é o nosso herói Henrique. É dono de uma grande inteligência, além de ser um ótimo combatente. “Fazer o que gosta com foco, atendimento diferenciado e força de vontade faz com que seu sorriso saia espontaneamente. Não existe segredo para vencer,” diz.

Grupo 3

Vendedora: Márcia Renata X. do Nascimento, Loja 829

Sempre muito disposta e amigável, a nossa heroína Márcia é portadora de um inquebrável sorriso e se preocupa em atender aos pedidos dos clientes. “Mesmo quando não temos o que eles querem em nossa loja, procuro ver se temos disponível em outras, isso satisfaz o cliente e cria o nosso diferencial”, declara.

4


Pé da Letra - Jan/ Fev/ Mar - nº 2

Justiça Grupo 4

Vendedor: Flávio Lopes Gomes Loja 821

O quarto protagonista da nossa Liga da Justiça é o Flávio. Dono de uma super força para vender, é sempre muito bem humorado e atento ao que faz. Sabe que força e habilidade aliadas ao bom relacionamento são as armas secretas para o sucesso no trabalho. “Ligo para os meus clientes no dia do aniversário. Isso cria uma relação de sucesso que faz o cliente voltar à loja,” dá a dica.

Grupo 5

Vendedor: Roberto Alexandre Loja 856

Determinação e dedicação para vender são as marcas do nosso herói Roberto. Ele é rápido nas vendas e tem a capacidade de atingir as metas na velocidade da luz. Ele acredita que atender o cliente da maneira que gostaria de ser atendido é o caminho certo para ser dar bem na profissão “Finalmente encontrei um lugar que gosto de trabalhar, por isso me comprometo mais e dou o melhor de mim,” revela.

Grupo 6

Vendedora: Hebe de Oliveira Assis Loja 856

Outra heroína da nossa Liga da Justiça é a vendedora Hebe. Com sua super habilidade, ela é capaz de atingir todas as metas. “Tento, antes de qualquer coisa, atender o cliente da melhor forma, com sinceridade, olho no olho e sempre falando a verdade”, diz ela, que procura ligar para os clientes sempre que pode para mantê-los informados sobre promoções. Dessa maneira mantém alguns clientes fiéis que sempre a procuram.

5


pra você

Pé da Letra - Jan/ Fev/ Mar - nº 2

RH

Seleção para o

sucesso Nome, endereço, objetivos, experiências, escolaridade, cursos... Além de todos esses dados o currículo traz, nas entrelinhas, a esperança de conseguir um bom emprego e a vontade de trabalhar. A Esposende recebe por dia mais de 1.200 currículos, o que representa mais de mil pessoas à procura de uma vaga em nossa rede de lojas. Com um olhar bem apurado, a equipe de RH da rede procura no meio de tantos papéis, os perfis dos candidatos que podem fazer parte da Esposende. Para isso, buscam pessoas dinâmicas, comunicativas, extrovertidas, disponíveis e que gostem de trabalhar com metas e resultados. “O recrutamento de funcionários é constante. Estamos sempre fazendo seleção para que possamos preencher a vaga no momento que for aberta. Para isso criamos um banco de talentos,” explica o Gerente de RH, Carlos Moraes. Além do escritório central da Esposende no Recife, a rede conta com três pessoas que ficam responsáveis

Planejamento de

Carreira

por recrutar candidatos nos estados do Maranhão, Rio Grande do Norte e Ceará. Funcionário há 12 anos da Esposende, Moraes revela que a chegada da Paquetá trouxe uma nova estrutura de RH. “Criamos uma área específica para treinamento e processo de seleção, investimos mais em capacitação e reciclagem de nossos funcionários e estamos dando mais oportunidades para o desenvolvimento pessoal da equipe. Procuramos no mercado os melhores palestrantes que possam contribuir para o aprimoramento do trabalho dos profissionais nos diversos setores da rede”, explica. O Recursos Humanos está cheio de inovações, ganhou um novo espaço e em breve inaugura uma loja modelo, área onde será simulada todo o processo de uma venda e os novos funcionários poderão treinar na prática todos os processos antes de trabalhar efetivamente em uma das unidades. Essa é só uma das novidades que iremos trazer na próxima edição do Pé do Letra.

A hora é de velocidade e resultados. Por isso os profissionais têm que ter consciência de que, ou agem logo com relação a administrarem suas carreiras ou serão ultrapassados e estarão fora de combate. Mas agir como? Ir para onde? São perguntas que surgirão na mente de qualquer um que pare para refletir sobre sua carreira, e neste contexto não haverá como fugir de uma coisa chamada planejamento. O ponto de partida é criar um plano. Estabeleça suas metas. Aonde você quer chegar? Como e em quanto tempo? Nele estará fixado além das metas, o que deverá ser feito para que você obtenha sucesso. O que será preciso para acumular conhecimentos e o que será necessário desenvolver de competências de forma a reduzir seus pontos fracos e aumentar suas forças. É hora de fazer treinamentos, cursos e especializações. Não perca tempo. Seja determinado e objetivo, assim você aumentará suas chances de atingir suas metas. Checar é o passo seguinte. Após um período, um ano, por exemplo, pare, reflita e contabilize tudo que você fez neste período. Faça perguntas a si mesmo: você evoluiu, está mais preparado, ficou faltando algo, fez as escolhas certas, conseguiu avançar? Com estas respostas você estará pronto para a última fase, a de agir. Esta é ao mesmo tempo ponto de partida para a continuação do ciclo. O agir, aqui, assume o conceito de correção, de estabelecer novas metas, novas estratégias e novos rumos. É a hora de seguir em frente: construa sua carreira com domínio sobre o processo e lembre-se sempre que nada, muito menos o sucesso, acontece por acaso. Você verá adiante que valeu a pena! Boa Sorte!

6

Rosângela Trindade, Michele Ferreira, Natalia Amaro, Rosana Silva, Querem Apuque, Carlos Moraes, Elisangela Santana, Camila Gomes, Paulina Teixeira, Ana Escorel, Fabiana Cardoso.

Carlos Moraes - Gerente de RH


Louco por Sapatos

Em Frente

Pé da Letra - Jan/ Fev/ Mar - nº 2

De salto, scarpin, de bico fino, sem salto, rasteirinha, espadrilho, anabela.... São tantas possibilidades e variedade de calçados femininos que as mulheres ficam loucas diante da vitrine. Mas existe alguém na Esposende que olha para os calçados muito mais que as consumidoras. Francisco Melo, diretor de compras da rede, é fascinado por sapatos. “Antes mesmo de cumprimentar as pessoas, olho os calçados que elas usam. Isso é uma doença”, brinca. Seu Francisco, como é conhecido por todos na empresa, está sempre de olho nas tendências de calçados. Em abril viaja para a Europa em busca das coleções de primavera/verão que estarão nos pés das consumidoras brasileiras na próxima estação. Ele explica que para fazer uma boa compra é fundamental conhecer bem o público. “Tenho que saber o que elas querem. O que agora pode ser moda, lá na frente pode não ser. Por isso estou sempre pesquisando, viajando, participando de feiras e reuniões com fornecedores para buscar o melhor para nosso cliente”, conta. Francisco Melo chegou ao Recife aos 22 anos, quando a Esposende tinha apenas três lojas. Começou a trabalhar como vendedor na loja matriz, na Rua Sete de Setembro, depois assumiu o cargo de gerente e em seguida tornou-se supervisor do setor de compras, onde desempenhava a função sozinho. Com 35 anos de empresa, hoje conta com uma equipe formada por oito pessoas, sendo três compradores e quatro auxiliares. Douglas que fica com a compra de Tênis e Material Esportivo, Selma com a linha Infantil, Ricardo com o Masculino. Os produtos femininos, grande paixão de Seu Francisco, permanecem com ele.

Mas o talento como negociante não se limita à compra de sapatos. O diretor de compras é chamado sempre que a Esposende precisa de uma ajudinha extra para a compra de uma nova unidade. “Não sei se sou bom negociador. Em qualquer área tem que haver um limite para a negociação. Tem que ser bom para os dois lados. Apresento a proposta sempre com honestidade e por isso ganhei essa fama”. Realizado no que faz, o diretor de compras conta que participou de todas as inaugurações da Esposende desde que entrou na empresa, mas aguarda com ansiedade o dia em que irá assinar a compra da loja de número 100. “Cheguei de Portugal com a cara e a coragem, tudo que conquistei devo à Esposende”, agradece.

“Não sei se sou bom negociador. Em qualquer área tem que haver um limite para a negociação. Tem que ser bom para os dois lados. Apresento a proposta sempre com honestidade e por isso ganhei essa fama”. 7


Pé da Letra - Jan/ Fev/ Mar - nº 2

plus

Paraíba em festa Em maio de 2010, a Esposende completou 40 anos e realizou uma grande festa para marcar a data. A equipe da Paraíba, na ocasião com apenas uma loja, não pôde participar. A rede então fez uma promessa de que eles teriam muitas conquistas para celebrar. Como promessa é dívida, a Esposende preparou no mês de janeiro uma super festa para comemorar a inauguração de duas novas lojas no Estado.

em comum

Fazendo a

A confraternização foi decorada especialmente para acolher os 200 convidados. Além do serviço buffet, um barman preparava drinks para os nossos animados colaboradores que não pararam de dançar ao som da orquestra que tocava os principais hits das rádios. Eles ainda participaram de um sorteio de 60 pares de ingresso (pista e camarote) para conferir as atrações do Fest Verão Paraíba.

diferença

Pode ser um sorriso, um abraço, a sensação de ser útil e necessário. O trabalho voluntário além de ajudar o próximo faz bem para nós mesmos. Refletimos sobre nossas vidas e damos mais valor ao que temos. Veja algumas atividades realizadas por nossos colaboradores que contribuem para transformar o mundo em um lugar melhor:

próxima edição

Lúcio Cézar Santos Pessoa, vendedor, loja 814

8

Lúcio Cézar, da loja 814 dá aulas de religião para jovens de 12 a 17 anos. Os alunos aprendem a ajudar o próximo, a valorizar a família, e conhecem os perigos do envolvimento com drogas e bebidas alcoólicas. “Sou grato por ter esta oportunidade. É um grande aprendizado pra mim. Trato cada aluno como único e especial! Quanto mais difícil é a situação do jovem, mais gratificante é ver sua vitória e saber que participei dela”, explica.

Carlos Eduardo Pereira de Carvalho, encarregado de estoque, loja 899

Pedro Alexandre Andrade, supervisor, loja 899

O empenho e a dedicação de Carlos Eduardo, o Irmão Carlos como é conhecido, tem ajudado muitos jovens a se livrar da dependência química. “Tivemos um garoto de 13 anos que fumava crack e precisava de ajuda. Conversamos com ele, levamos para a igreja e mostramos que ele poderia recomeçar a vida. Hoje ele é casado, pai de família e tem um emprego. Isso é uma conquista muito grande pra gente”, conta emocionado.

O supervisor Pedro Andrade é mais um exemplo de cidadania e generosidade. Há dez anos ele faz doação de alimentos para moradores de rua no centro do Recife. Com a ajuda dos amigos, Andrade distribui sopa voluntariamente para pessoas em situação de risco. “Eu me sinto muito feliz em poder ajudar as pessoas que mais precisam. A gente não dá só a comida, dá também uma palavra de conforto”, diz.

Você e o seu ídolo Na próxima edição vamos mostrar os colegas que conseguiram realizar o sonho de chegar pertinho do artista preferido. Então se você conseguiu tirar uma foto ou pegar um autógrafo do seu ídolo, divida o seu momento de fã com a gente pelo e-mail pedaletra@esposende.com.br ou entregue o material ao seu chefe direto.

Pé da Letra  
Pé da Letra  

Pé da Letra

Advertisement