Issuu on Google+

a importância da biblioteca escolar no século XXI.

Agrupamento de Escolas de Mirandela 30 de outubro de 2013

Maritza Pinto Ferreira Dias Coordenadora Interconcelhia RBE Concelhos de Chaves, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Murça, Torre de Moncorvo, Valpaços, Vila N. de Foz Côa e Vila Pouca de Aguiar


“(…) Hoy, cuando estamos sumergidos en un mundo globalizado, hiperconectados y con permanente acceso a la información es importante preguntarnos: ¿cuál es el rol de la educación y de las bibliotecas escolares? ¿Cómo puede adaptarse la escuela a este nuevo escenario mundial para garantizar la formación de ciudadanos creativos, flexibles frente al cambio, con capacidad para construir nuevos conocimientos y comunicarse? ¿Qué papel juega la biblioteca escolar como aliada de los objetivos de la educación? (...).” Excerto do texto que introduziu o tema do 11º Congresso Nacional de Lectura e 1º Encuentro Nacional de Bibliotecas Escolares – La biblioteca escolar: Realidades e desafios, que decorreu entre 23 e 25 de abril em Bogotá, Colombia. Obtido em 29 de outubro de 2013 de http://centrovirtual.idep.edu.co/07_noticias.php?id=38&_pagi_pg=3


Racionalização e automatização dos processos de produção Emergência das novas tecnologias de informação e comunicação e da cibernética

Passagem de uma sociedade industrial, baseada na produção de bens e na exploração de recursos

Para uma sociedade da informação e do conhecimento, baseada em serviços e na produção, troca e uso da informação


O conhecimento constitui-se como uma vantagem competitiva, o

saber adquire um valor econ贸mico e social fulcral no desenvolvimento humano a n铆vel mundial.


http://www.youtube.com/watch?v=jvxcBeLvpGw Versão original disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=_A-ZVCjfWf8


Uma Escola que não prepara os seus alunos para os desafios que vão enfrentar no futuro…

é uma escola esvaziada de sentido.


Como poderão as organizações educativas responder ao desafio que lhes é colocado?


As metodologias próprias de uma escola transmissora de

informação deverão dar lugar a

metodologias de aprendizagem centradas no aluno

O aluno como sujeito activo e construtor da sua própria aprendizagem, que adquire competências que lhe permitirão

aprender ao longo da vida


Tony Wagner apresenta no seu livro, The Global Achievement Gap1, sete competências para a sobrevivência dos nossos alunos: • Pensamento crítico e resolução de problemas • Colaboração através de redes e liderança pela Influência • Agilidade e adaptabilidade • Iniciativa e empreendedorismo • Comunicação oral e escrita eficaz • Acesso e análise de informação • Curiosidade e Imaginação 1

Wagner, T, (2008). The global achievement gap: Why even our best schools don’t teach the new survival skills our children need – and what we can do about it. New York, NY: Basic Books.


É flexível, criativa, revolução

desafiadora e

tecnológica/

complexa.

sociedade cada vez mais diversificada, globalizada,

Educação do século XXI

Aborda um mundo em rápida mudança cheio de fantásticos

complexa e saturada

novos problemas,

de informação

bem como novas possibilidades.

21st Century Schools (2008).What is 21st Century Education? Obtido em 25 de fevereiro de 2013, de http://www.21stcenturyschools.com/What_is_21st_Century_Education.htm


Os alunos aprendem através de projetos significativos

Os educadores entendem-se a si mesmos como aprendizes e professores

A escola é um campo de treino para a investigação

Características da Educação do século XXI1

A educação tira partido das tecnologias digitais e ajuda os alunos a serem digitalmente “letrados”

Os alunos colaboram/ participam na sua aprendizagem,

1Innovation

Unit. 21st century learning. Obtido em 25 de fevereiro de 2013, de http://www.innovationunit.org/knowledge/our-ideas/21st-century-learning


Os alunos do século XXI

• Sentem grande atração e manifestam destreza para manipular as tecnologias. • Possuem grandes expetativas e confiança nas potencialidades das tecnologias, mas consideram-nas apenas um meio para atingir os seus fins. É mais importante a natureza das atividades de que usufruem, do que o tipo de

tecnologia que as suporta. • Gostam de interagir, de aprender fazendo, de aprender com os outros de forma informal. • Vivem rodeados de media (redes sociais, Youtube, videojogos) e de equipamentos móveis (mp3, telemóveis, etc.), onde a informação é consumida e partilhada sobretudo em formatos visuais e multimédia, construindo a sua identidade através deles. • São multitarefa. PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar: enquadramento e conceção. Lisboa: RBE, Obtido em 25 de fevereiro de 2013, de http://www.rbe.mec.pt/np4/697 .html


No entanto, embora muitos alunos compreendam como aceder e utilizem estas ferramentas, muitas sĂŁo usadas apenas para entretenimento.


[os alunos] “(…) necessitam de ser ensinados sobre a forma como podem utilizar essas ferramentas na aprendizagem e exercício do pensamento crítico e construção do conhecimento”

PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar: enquadramento e conceção. Lisboa: RBE, Obtido em 25 de fevereiro de 2013, de http://www.rbe.mec.pt/np4/697 .html


As competências de literacia da leitura, da informação, dos média e digital

são transversais ao currículo e essenciais ao sucesso educativo, à aprendizagem ao longo da vida e à plena integração dos indivíduos na sociedade atual.

Biblioteca Escolar

Literacia da leitura Literacia dos média Literacia da informação Literacia digital

Construir Saberes


1

A leitura, a literacia da

Promotora da qualidade da

informação e dos media, a

aprendizagem e do

aprendizagem baseada em recursos e as competências digitais são eixos fundamentais da sua acção

Biblioteca Escolar

cumprimento do currículo, tem um papel essencial no desenvolvimento destas competências


As bibliotecas Escolares

Apetrechadas com equipamentos e fontes de informação diversificadas, em diversos suportes e acessíveis presencialmente ou em linha, assumemse cada vez mais, como núcleos formativos e pedagógicos.

Com recursos humanos qualificados que, em colaboração, podem ajudar os docentes e os alunos a planificar/ desenvolver as suas atividades/ tarefas, integrando na aprendizagem dos conteúdos, as competências literácitas

para cuja aquisição têm a responsabilidade de contribuir. PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar: enquadramento e conceção. Lisboa: RBE, Obtido em 25 de fevereiro de 2013, de http://www.rbe.mec.pt/np4/697 .html


“Está comprovado que quando os bibliotecários e os professores trabalham

em conjunto, os alunos atingem níveis mais elevados de literacia, de leitura, de aprendizagem, de resolução de problemas e competências no domínio das tecnologias de informação e comunicação”. IFLA/UNESCO (1999). Manifesto da Biblioteca Escolar. Acedido a 10 de Outubro de 2010 em http://www.rbe.min-edu.pt/np4/?newsId=74&fileName=manifesto_be_unesco.pdf


As

aprendizagens

operacionalizadas

tornam-se de

forma

mais

significativas

interdisciplinar

necessidades ou problemas da vida real. CTAP Information Literacy Guidelines K-12 http://www.ctap4.org/infolit/

e/ou

quando ligadas

a


A existência de uma visão clara e partilhada em relação ao que deve ser a educação e o projecto educativo da escola e o papel que cada um e todos têm nesse processo é uma condição essencial para a colaboração efetiva na escola.


Construir o sucesso educativo

Identificar os desafios para a educação do século XXI. A função educativa da escola é agora mais abrangente tendo de associar ao currículo novas e múltiplas competências.

Reflexão

sobre

o

trabalho

desenvolvido (adoção de um Modelo de pesquisa, sessões de formação, apoio à realização de trabalhos, …) e os seus

Desenvolvimento de metodologias adaptadas às necessidades de aprendizagem dos alunos do século XXI. Criação de novos ambientes de aprendizagem, integração dos recursos da biblioteca e exploração e uso informado das tecnologias.

resultados. Definição de metodologias e

estratégias que é necessário implementar.

Avaliação dos processos e impactos (como processo de melhoria continua)


Aprender com a biblioteca escolar Referencial de aprendizagens associadas ao trabalho das bibliotecas escolares na Educação Pré-escolar e no Ensino Básico


Objetivos • Desenvolver as literacias essenciais à aprendizagem e à formação dos alunos na sociedade do conhecimento. • Integrar o papel da biblioteca escolar e a ação do professor bibliotecário na promoção e melhoria dos níveis destas literacias. • Associar a leitura, o uso das TIC, de diferentes media e a pesquisa e trabalho com a informação, em situações de aprendizagem curriculares ou extracurriculares, através da articulação biblioteca escolar/ professor.

• Dotar as bibliotecas de um instrumento que oriente as suas práticas e contribua para o alargamento do seu papel, influência e impacto no sucesso educativo.


O referencial Aprender com a BE •Introdução • Áreas: Literacia da Leitura Literacia dos Média Literacia da Informação • Natureza das aprendizagens contempladas (por nível/ ciclo de ensino) Conhecimentos/ Capacidades Atitudes/ Valores • Contextos e estratégias de operacionalização Curricular e Extra curricular Disciplinar e Transdisciplinar • Exemplos de atividades ilustrativas


Versão legendada em português (Brasil): http://www.youtube.com/watch?v=7IuLRaTS5to Versão original disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=Ax5cNlutAys


“Qual é a diferença entre a escola e a vida real? Na escola é ensinada uma lição e depois dado um teste. Na vida real é dado um teste que nos ensina uma lição”. Tom Bodett

Tradução livre da citação do autor disponível no sítio goodreads. Obtido em 29 de outubro de 2013 de http://www.goodreads.com/author/quotes/58627.Tom_Bodett


Glossário

PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar. Lisboa: RBE, Obtido em 25 de fevereiro de 2013, de http://www.rbe.min-edu.pt/np4/np4/?newsId=681&fileName=Aprender_com_a_biblioteca_escolar.pdf


Obrigada pela vossa atenção. Maritza Pinto Ferreira Dias maritza.dias@mail-rbe.org

rbe@rbe.mec.pt http://rbe.min-edu.pt/ http://blogue.rbe.mec.pt/ https://www.facebook.com/pages/Rede-de-Bibliotecas-Escolares/142128435851161


Ação de sensibilização: "A importância da BE no Século XXI"