Page 1


2

www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRÃO PRETO - SP

Pedagogia Sistêmica: a solução amorosa para a educação nos tempos atuais Parte I

pedagogia sistêmica, com suas aplicações práticas, pode revolucionar a visão que se tem de educação, com ideias novas e simples, com recur-

A

sos e sugestões para a solução de problemas que muitas vezes surpreendem tanto educadores quanto alunos. Ela parte dos seguintes pressupostos básicos: é fundamental a reorganização do dia escolar; há outros valores, inclusive a serem resgatados em relação à convivência social. Pode-se trabalhar com a violência, com a agressão dentro da

classe e fora dela de outros modos. É necessário a (transferência) ou aplicação do conhecimento e da experiência sistêmica, compreensões e procedimentos da terapia familiar sistêmica para o âmbito geral da escola e para a sala de aula. Isso tem início a partir do vivenciar as ordens da família e seus efeitos na sala de aula, segundo Bert Hellinger.

Podemos começar refletindo sobre o que é um sistema, e chegar à ideia do móbile. Se puxarmos uma ponta deste brinquedo, o móbile, podemos observar que o movimento se expande, mobilizando outras partes. Isso ocorre porque todas as partes estão conectadas. Todos estão interconectados, especialmente quando se trata de família. Existe uma Hierarquia dos sistemas, pensando na educação: a sociedade, a cultura, a comunidade, a família, a escola, a direção, os coordenadores, os professores, os alunos. "A abordagem sistêmica foca, princi-

palmente o contexto relacional, um poder ou um fluído que atua entre as pessoas, quer isso seja ou não expresso pela comunicação verbal ou não verbal", como diz Mariane Franke. Como afirma, ain-

da, essa professora consteladora, pensar sistemicamente é saber que crianças e professores estão conectados com suas famílias de origem, e com as ideias e regras desse sistema. Esses são os subsistemas de uma escola.

Colaboração: Ana Lúcia Braga Constelação Sistêmica Terapia Corporal Neo Reichiana Psicopedagogia (16) 3021-5490 / 9994-7224 www.analuciabragaconstelacao.com.br


www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRÃO PRETO - SP

SEUS DIREITOS

Revisão de benefícios calculados erroneamente pelo INSS

s segurados que recebem auxílio-doença, aposentadoria por invalidez ou pensão por morte, podem ter direito a chamada revisão de benefício, devendo cada caso ser analisado individualmente, uma vez que o proce-

0

dimento adotado pelo INSS não se mostrou legítimo, tendo o Regulamento da Previdência Social extrapolado os limites de regulamentação da Lei de Benefícios. Não tendo calculado corretamente o valor a ser recebido do benefício que o Segurado vem percebendo, o INSS cometeu uma grande injustiça. Desse modo, em tese, todas as pessoas que receberam ou recebem auxílio-doença, aposentaram por invalidez ou pensão por morte a par-

tir da publicação da lei do favor previdenciário, em 28/11/1999, fazem jus à revisão de

Colaboração: Poliana Beordo Advogada Especialista em Direito Processual (16) 3234-5176 - beordo.adv@hotmail.com

seu benefício, com a possibilidade, inclusive, de recebimento dos atrasados.

3


4

www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRÃO PRETO - SP

O corpo fala

ivia na China um mestre que dizia aos seus aprendizes que o corpo fala através das doenças e assim foi explicado:- O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. O diabetes invade quando a solidão dói. O corpo engorda quando a insatisfação aperta. Se não quiser adoecer. Fale de Seus Sentimentos. Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos "segredos", nossos erros. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia! A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam. O cora-

V

ção desiste quando o sentido da vida parece terminar. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. O peito aperta quando o orgulho escraviza. Se não quiser adoecer. Tome Decisões. A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele. Se não quiser adoecer: Busque soluções. Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença. Não Viva de Aparências. Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre

dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor. Aceite-se. A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumen-

é falta de fé em si, nos outros . Não Viva Sempre Triste. O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". "Alegria é saúde e terapia"! A pressão sobe quando o medo aprisiona. As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. E as tuas dores

tos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia. Conf ie. Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança

caladas? Como elas falam no teu corpo? Mas cuidado, escolha o que falar, com quem, onde, quando e como. Escolha alguém que possa te ajudar a organizar as idéias, harmonizar as sensações e recuperar a alegria, mas tudo depende, principalmente, do nosso esforço pessoal para fazer acontecer às mudanças na nossa vida!

Colaboração: Dra. Maria do Vale Oba - Especialista em Acupuntura (16) 3234-3862 / 9196-5217 / 3904-8414 - mariaoba@hotmail.com


www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRÃO PRETO - SP

A certeza é um instante?

stranheza. Sofro mutações a cada instante. Quando mergulho na vida tentando decifrá-la, percome. Solitário. Não me conformo com esse território desértico pelo qual caminho. As certezas escondem-se de mim ou não existem? Mas, o que procuro? O peso dos anos, uma vez introjetado pelo carrasco do tempo acumula tanta sujeira. Ilusões que se formoseiam como pílulas douradas, com o correr dos dias, apesar de aparentarem substância viva, des-

E

mancham-se, viram pó. A vida é um evento bem plantado que se manifesta nos palcos do mundo, apresentando um grande teatro de marionetes. Escombros é o que sobra quando a cortina se fecha e se avalia os despojos do tempo. Não sei por que teimo em dourar o instante, como que a segurá-lo para que não escape. Todas as vezes que procuro harmonia nos átimos sucessivos, perco-a. Minha fuga é a procura. Talvez o meu deleite. Tapeio-me com essa busca desenfreada nos livros, nos ensaios da meditação, nas palestras, nesse trecho que escrevo como que a dar sentido à vida. Os homens precisam de certezas. Onde estão? Qual o remédio para sua duração? Outro dia ouvi que as pessoas precisam de valor no amanhã; de que precisamos

nos ajustar aos novos tempos prepararmonos para um futuro de mudanças vertiginosas. Por trás disso tudo vem uma lista de conceitos que não resistem ao imprevisível contido num instante: a velhice tranqüila, poupar para suplementar o salário, controlar a saúde, prolongar o envelhecimento, sonhar com a imortalidade, hoje factível diante de tantos procedimentos que a ciência descobre. Entre Prozacs e Viagras a pergunta continua: e a certeza que solidifica um homem ou tudo é fluidez? O que é homem de fé? Como posso sentir essa crença em mim? Por que ela me larga em segundos e tudo vira estranheza? Busco toda sorte de sortilégios, baralhos, leitura no pó de café, vidências incríveis e acontecimentos notáveis que certamente me

ajudarão a fixá-la em mim, iluminando-me? Minha vida é a busca constante do super-homem nas entranhas. Batman e Coringa dilaceram-me, riem das minhas tolices. Até aí sinto a vida pulsando. Em seguida, num breve lapso do tempo, o deserto. Os enormes areais que vejo e sinto na travessia. Homens sábios dizem que é preciso usufruir o instante. É aí que habita o Ser. Enquanto não vislumbro o Senhor da Inteireza e do segundo perfeito vagueio como náufrago perdido no mar sem fim. Os filósofos mentem ao procurar o instante perdido no sem fundo desse campo sem sentido, margem ou território, só travessia, nada a acrescentar? Viver buscando é um jogo de entretenimento que dá sentido a esse mistério chamado vida?

Colaboração: Marcos Zeri Ferreira - Advogado, Empresário - (16) 3237-3696 - ferreirajoias@terra.com.br

5


6

www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRÃO PRETO - SP

Segredos sobre a Amamentação A Amamentação apesar de ser natural nos mamíferos, na espécie humana é uma ação complexa, que sofre influência social, cultural e do ambiente que envolve a nova mamãe. A gestante que deseja amamentar deve

estudar mais sobre o assunto, pois assim como precisamos de técnica para aprender a dirigir, entender mais sobre como funciona a mama, quais os fatores que influenciam a produção do leite, como posicionar-se para amamentar, são questões relevantes para o sucesso da prática. Confiar no desejo e no instinto não basta. O ideal para conquistar o sonho de amamentar é pesquisar sobre o assunto, participar de cursos de preparação e buscar profissionais que apoiem e acreditam no valor do leite humano para os bebês. Como agosto é o mês da amamentação, pois neste mês, é comemorado em mais de 170 países, a Semana Mundial da Amamentação, e

nada mais justo do que esclarecer algumas das principais dúvidas sobre o assunto, trazendo para as futuras mamães, titias, madrinhas e vovós um pouquinho mais dos segredos desta linda arte, a de dar de mamar. Durante a gravidez, como posso prepararme para amamentar?

A melhor forma de se preparar para oferecer seu leite ao bebê é conhecendo um pouco mais sobre a amamentação. O ato de amamentar com prazer, sem dor e fissuras, é uma mistura de arte, amor e sim, técnica adequada. Conhecer sobre o assunto é muito importante: anatomia e fisiologia da mama, posição, pega, sucção adequada e prática de ordenha. Por isto, frequentar na gestação curso prático é ensinado técnicas de amamentação. Durante a gravidez, a preparação dos mamilos para amamentar é importante?

Os estudos mais atualizados afirmam que não é necessária uma real preparação do mamilo, durante a gestação. O mais importante é aprender a posicionar o bebê no lugar certo, na aréola. Os esfregões com buchas e os exercícios com o bico caíram por terra, por não terem comprovado sua eficácia. Apenas o banho de sol continua sendo recomendado pelos protocolos de amamentação. Posso não ter leite suficiente para o meu bebê? (Continua na próxima edição)

DICA UTIL: A ANINHARE oferece curso pratico de amamentação para gestantes, papais, e vovós. www.aninhare.com.br

Colaboração: Dra. Luciana M. Herrero - Pediatra, Educadora Perigestacional (16) 3019-0011 / 8179-7000 - www.dralucianaherrero.com.br


www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRÃO PRETO - SP

7

A intuição quele que se entrega a sugestões de natureza egoísta, por mais dissimuladas que sejam, outra coisa não faz senão reforçar essa tendência. “Não creias que a luxúria pode alguma vez ser morta se é satisfeita ou saciada”, lemos em A Voz do Silêncio de Helena Blavatsky, São Paulo: Pensamento, 1991. Quem busca por intuição, geralmente, procura guias espirituais louvados e encontrados por toda parte. O homem ingênuo, que aspira ser bom e busca uma vida “inspiradora”, poderá ser induzi-

A

do ao erro, pois almeja algo superior sem que para isso tenha a força em si mesmo. Dessa forma, como poderá precisar o nível espiritual desses guias? Só aquele que tem capacidade de se elevar pode avaliar se outro ser humano pode contribuir para sua ascensão espiritual. Se pensarmos dessa maneira, quem for capaz de julgar a sabedoria de um guia não tem de fato, necessidade alguma desse guia. Todos que desejam conhecer a verdade conhecê-la-ão, pois cada um a traz dentro de si como um projeto do homem superior e para o homem superior. Aquele que se orienta por esse critério passa a ser guiado a partir de seu interior e conhecerá a verdadeira face de

seu guia. Poderá fazêlo mediante a “intuição”. A intuição nasce de um desejo sincero de estar em sintonia com a intenção divina! O pesquisador que ainda não está pronto para conhecer a verdade, para suportá-la, deixa-se manobrar e enganar dando ouvidos á voz sedutora que lhe sugere ser ele mesmo o homem superior. Ele se dirige para um dos numerosos institutos ou guias que oferecem cursos para o desenvolvimento da intuição, uma forma superior de conhecimento oniabarcante que indica sempre a boa direção. Tudo isso é bastante atraente e oferece muitas possibilidades: pintura intuitiva, gerenciamento intuitivo, educação intuitiva, dentre outros.

Para as escolas gnósticas, a intuição é o guia interior e faz parte, junto com a elevação da razão, das capacidades do homem superior. Não é o homem terrestre, dual, que galga a escada para uma oitava acima, mas outro homem, o novo homem. A verdade é sempre simples e para conhecê-la basta atentar para a primeira idéia que lhe vem ao espírito, assim como é recomendado nos cursos de intuição. O que é a Verdade? O projeto, o plano divino, ignora a vontade do homem dual e segue a vontade de Deus. Seguir a intuição não é querer o que Deus quer, pois isso também é uma armadilha. Como poderemos saber o que Deus quer? Podemos, simplesmente, querer

estar em sintonia com o centro de força do universo, que trabalha em nós. Aquele que consegue escutar a voz interior desenvolverá a intuição a se colocará de lado para que o homem superior possa respirar livremente, ver e ouvir, e assim saber e agir por meio dele. Dessa forma, ele conhecerá esse saber superior que é a intuição, o guia que age interiormente. Nessa submissão ao outro nele mesmo, ele segue então, pleno de alegria, o seu verdadeiro caminho de vida. Em sua rota, encontra tudo que pode concorrer para sua realização. O caminho pode levá-lo para lugares que jamais teria escolhido e o faz entrar em contato com pessoas que talvez não tives-

se escolhido. Aquele que consegue assim ouvir a voz das profundezas, curva a cabeça cheio de admiração e de sede de aprendizado, feliz em reconhecer que a força central o guia muito melhor do que ele mesmo o faria, sustentando seu próprio desenvolvimento e seus empreendimentos, por que sua vontade se ajusta á força denominada vontade de Deus. Tudo o que o buscador abandonou, talvez com muita dificuldade e dor, é-lhe restituído de outra forma. Esse processo pode ser expresso pelo grande paradoxo: “porque aquele que quiser salvar a sua vida perdê-la-á: e quem perder a sua vida por amor a mim achá-laá” (Mateus 16c25).

Colaboração: Tereza Neumam Araújo - Escola Internacional da Rosacruz Áurea Rua Vicente de Carvalho, 426 - Vila Seixas - Ribeirão Preto/SP - Palestras Públicas às quartas-feiras às 20h (16) 3629-7308


8

www.jornaloaprendiz.com.br www.jornaloaprendiz.com.br

AGOSTO DE 2012 - RIBEIRテグ PRETO - SP AGOSTO DE 2012 - RIBEIRテグ PRETO - SP


08_2012  

Jornal O Aprendiz "Protal Profissional Brasil (16) 3446-3530

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you