Issuu on Google+

INFORMATIVO DA CHAPE Chapecó, fevereiro de 2014 | Ano 1 | Número 1

COMEÇAMOS BEM 2015...

1973

Com 100% no estadual Garimpando nas categorias de base

Com a largada para o novo biênio

E com endereço novo

Conheça também o elenco da Chape e as empresas do clube de vantagens!


1973

Informativo da Chapecoense - FEVEREIRO 2015

1973

2

PARA RECORDAR

Palavra

do Presidente

Caro torcedor, os últimos anos tem sido de realizações e conquistas importantes para a nossa Associação Chapecoense de Futebol. Dentro e fora de campo. Dentro das quatro linhas, deixamos de ser apenas um time de campeonato estadual, onde a cada ano vivíamos a insegurança do segundo semestre. Hoje, alcançamos um calendário completo, estamos entre os grandes do estado, entre os 20 principais clubes do país e somos exemplo de gestão para o futebol brasileiro. Mas nosso crescimento não foi apenas esportivo. Nos bastidores, temos cerca de 100 profissionais trabalhando no dia a dia do clube nos mais diversos setores. No fim do ano passado inauguramos o novo Centro de Treinamento da Água Amarela e, em breve, teremos a nova sede da Chape. Nossas categorias de base são uma realidade promissora com quase 200 atletas e, aos poucos, estamos equipando o departamento de preparação física e o departamento médico com aparelhos de última geração. Na comunicação e no marketing também estamos criando novas ferramentas para deixar você mais próximo do clube. Estamos lançando agora a primeira edição do Informativo da Chape, e, todos os meses, esse será um dos meios de comunicação do clube. E vem muito mais por aí. O sucesso da Chapecoense sempre esteve atrelado ao envolvimento de toda a comunidade. Agora, isso não pode ser diferente. Hoje, somos uma jovem força no futebol brasileiro, e, por isso, queremos contar cada vez mais com o seu apoio para lutar de igual para igual com os grandes do Brasil.

Juntos somos mais fortes. INFORMATIVO DA CHAPE Realização Associação Chapecoense de Futebol Rua Clevelândia 807-E – Centro Chapecó – Santa Catarina Cep 89801–561 Telefone – (49) 3905-3700 Diretoria de Marketing e Comunicação Andrei Copetti Clarissa Soletti Francieli Constante Eduardo Guimarães Cleberson Silva

Jornalista Responsável Cleberson Silva Mtb/SC 02130/JP Criação e Diagramação Eduardo Guimarães Impressão Diário do Iguaçu Tiragem 12.000 exemplares

UMA RAZÃO. NOSSA PAIXÃO.

Em todas as edições do Informativo da Chape teremos um espaço especial para relembrar os times e um pouco da trajetória do clube através de fatos, relatos e histórias que estão na memória daqueles que ajudaram a construir a Associação Chapecoense de Futebol.

De casa nova Em breve, a Chapecoense terá um novo espaço de trabalho. A sede do clube será transferida para a esquina das ruas Clevelândia e Índio Condá. O local, de 700m², comportará todos os departamentos do clube, inclusive a Loja da Chape. Nova sede fica na esquina das ruas Clevelândia e Índio Condá.

Biênio 2015/2016 Eleita em dezembro passado, em assembleia realizada no Clube Recreativo Chapecoense, a nova diretoria da Chapecoense terá pela frente dois anos para executar os projetos de estruturação do clube. Além dos membros empossados após o processo eleitoral, também já estão trabalhando os diretores que foram nomeados.

Nova diretoria foi aclamada pelos conselheiros.

Maninho e Sandro comandam a Chape no biênio 15/16.

DIRETORIA EXECUTIVA Sandro Luiz Pallaoro (Presidente) Ivan Tozzo (1º Vice-presidente) Jandir Bordignon (2º Vice-presidente) Aldo Bortolanza (Vice-pres. administrativo) Nilson Folle Júnior (Diretor financeiro) Luis Sérgio Grochot (Diretor jurídico) Erico Luiz Valdameri (Diretor executivo) Décio Burtet Filho (Diretor administrativo) Andrei Copetti (Diretor de marketing) Cesar Antonio Dal Piva (Diretor categorias de base) e Adilson Kucharski (Diretor categorias de base) Cláudia Piazza (Departamento social) e Rossana Vicili de Oliveira (Departamento social)

CONSELHOS DELIBERATIVO e CONSULTIVO Plínio David De Nes Filho (Presidente) Gelson Dalla Costa (1º Vice-presidente) Gilson Vivian (2º Vice-presidente) João Carlos Stakonski (3º Vice-presidente) Ricardo Phillipi Porto (Secretário) | Edir Félix De Marco (Presidente Conselho Consultivo)


1973

Informativo da Chapecoense - FEVEREIRO 2015

. arrancada EMPOLGANTE O cara é de poucas palavras. De certa forma, até meio tímido. Mas com a bola nos pés tem sido impiedoso com os adversários. Os últimos cinco gols da Chapecoense no estadual foram marcados por Ananias, um com o pé esquerdo e quatro com o direito. O artilheiro da Chape e do campeonato tem apenas 1 metro e 67 centímetros de altura, mas compensa a baixa estatura com dribles rápidos e muita velocidade. Natural de São Luiz, no Maranhão, Ananias transferiu-se

para Salvador ainda moleque, com 12 anos. Lá, criou-se nas categorias de base do Bahia, se profissionalizou e defendeu o tricolor baiano até 2011. “Minha mãe mora no Maranhão, mas eu sou praticamente baiano”, diz o atleta. Depois, o baixinho artilheiro foi campeão Brasileiro da Série B pela Portuguesa. Jogou ainda pelo Cruzeiro, Palmeiras e Sport antes de vestir a camisa do Verdão. Conheça a seguir, um pouco melhor o atual artilheiro do Campeonato Catarinense.

bem na foto Já na estreia, a primeira impressão do torcedor foi de encher os olhos e também a mão. Cinco a zero sobre o Inter de Lages diante de 5.570 torcedores. E não foi apenas o bom futebol do time que agradou o público presente. Também a irreverência e a união dos atletas nas comemorações foram

marcas da Chape em sua estreia. O leque de comemorações foi aberto em grande estilo. Depois do gol de Camilo, Wiliam Barbio foi ao encontro do meio-campista para, juntos, reverenciarem. os torcedores com suas vastas cabeleiras. Fosse no abraço com os

1973

3

IC – No dia da apresentação, em 5 de janeiro, você disse que não era muito de marcar gols. Você está surpreso com o aproveitamento? Ananias – Realmente eu nunca fui de marcar muitos gols. É a primeira vez que marco três vezes na mesma partida. IC - Esperava esse início? Ananias - A gente trabalha pra isso, mas não esperava marcar todos esses gols. O negócio é aproveitar agora, porque logo o Roger vai começar a fazer gols e superar essa marca. Ele que é o artilheiro do time e do campeonato.

Ananias: dois jogos e cinco gols.

APRESENTAÇÃO PRESTIGIADA

companheiros ou com os dedos levantados para o céu, os gols de Gil, Roger e dois de Ananias mostraram um pouco do espírito do grupo. Em cinco cliques você acompanha as comemorações nos cinco gols marcados pela Chapecoense na estreia da Campeonato Catarinense 2015.

Richarlyson é o 14º reforço da temporada.

Na quinta-feira, 05 de fevereiro, a diretoria de Chapecoense apresentou oficialmente o 14º reforço para a temporada 2015. Richarlyson assinou contrato até o fim do ano com a Chape. Estiveram presentes na entrevista coletiva o presidente Sandro Pallaoro, o vice-presidente de futebol Mauro Stumpf, o diretor 1973

www.chapecoense.com

de futebol Cadú Gaúcho, o vice-presidente do Conselho Deliberativo João Carlos Stakonski e o diretor das categorias de base Cesar Dal Piva. Além da grande cobertura dos veículos de comunicação local e estadual, a apresentação de Richarlyson também foi transmitida ao vivo para o estado de São Paulo.


Informativo da Chapecoense - fevereiro 2015

1973

1973

ELENCO DA CHAPECOENSE

ATUALIZADO EM FEVEREIRO DE 2015 Fotos de Sirli Freitas

Danilo Goleiro

Nivaldo Goleiro

Silvio Goleiro

William Goleiro

Rafael Lima Zagueiro

31/07/85 84kg | 1,86m

19/03/74 79kg | 1,81m

11/10/88 83kg | 1,97m

11/07/96 75kg | 1,82m

08/08/86 90kg | 1,89m

Grolli Zagueiro 05/10/89 80kg | 1,88m

André Paulino Zagueiro

Felipe Zang Zagueiro

Vilson Zagueiro

Willians Thiego Zagueiro

Igor Zagueiro

Bruno Brum Zagueiro

13/03/85 86kg | 1,90m

21/05/89 80kg | 1,88m

03/04/88 82kg | 1,90m

22/07/86 86kg | 1,88m

08/02/95 81kg | 1,90m

21/03/95 88kg | 1,91m

Apodi Lateral

Mateus Caramelo Lateral

Dener Lateral

Pedro Lateral

Wesley Lateral

Michel Lateral

13/12/86 68kg | 1,72m

30/08/94 81kg | 1,81m

28/06/91 79kg | 1,79m

23/03/95 73kg | 1,82m

25/08/96 68kg | 1,71m

13/09/85 60kg | 1,61m

Wanderson Volante

Elicarlos Volante

Maylson Volante

Gil Volante

Jaja Volante

Lucas Machado Volante

08/10/80 81kg | 1,80m

08/06/85 76kg | 1,77m

06/03/89 78kg | 1,81m

03/09/87 70kg | 1,68m

07/09/95 69kg | 1,84m

22/02/94 70kg | 1,74m

Abuda Volante

Camilo Meio-Campista

Hyoran Meio-Campista

Maranhão Meio-Campista

Richarlyson Meio-Campista

22/01/89 78kg | 1,78m

Nenén Meio-Campista

09/03/86 75kg | 1,74m

25/05/93 63kg | 1,74m

03/05/90 64kg | 1,69m

04/02/82 69kg | 1,73m

Ananias Atacante

William Barbio Atacante

Yuri Atacante

Roger Atacante

20/01/89 62kg | 1,67m

22/10/92 76kg | 1,74m

28/06/94 80kg | 1,79m

Bruno Rangel Atacante

07/01/85 85kg | 1,86m

11/12/81 77kg | 1,81m

www.chapecoense.com

27/12/82 73kg | 1,76m

4


1973

Informativo da Chapecoense - fevereiro 2015

COMISSÃO TÉCNICA e apoio ATUALIZADO EM JANEIRO DE 2015

Vinícius Eutrópio Técnico

Paulo C. Celso Marcos Moro Rodrigues Benatto Aux. técnico Aux. técnico Aux. técnico

Rogério Anderson Trentin Paixão Prep. físico Aux. Prep. fis.

Marcos A. Anderson Martins Cezar Fisiologista Prep. goleiros

Carlos Mendonça Médico

Fabiano Winkcler Médico

Marcio Koury Médico

Carlos Marcos Fogaça Bilibio Odontólogo Fisioterapeuta

Jair Sérgio Franzmann de Jesus Massagista Massagista

Jones Costanaro Ass. médico

Paulo Guilherme Caldas Carli Médico Fisioterapeuta

Ivaldo Flores Mordomo

Mauro Chinho Di Cadu Stumpf Domenico Gaúcho Vice-Pres. Dir. futebol Sup. futebol Futebol

Anderson Lucas Mordomo

Jorge de Andrade Mordomo

Adriano Cleberson Bitencourt Silva Segurança Ass. Imprensa

www.chapecoense.com

1973

5


1973

Informativo da Chapecoense - FEVEREIRO 2015

1973

6

O GARIMPO DA CHAPE A Chape começou a temporada 2015 olhando com mais atenção para suas categorias de base. Dos 35 jogadores que fazem parte deste início de temporada, nove deles são oriundos das categorias menores do clube. William e Cristiano (goleiros); Igor e Bruno Brum (zagueiros), Pedro, Wesley e Michel (laterais); Lucas Machado e Jajá (volantes) treinaram ou seguem trabalhando com o grupo profissional. Durante os amistosos de preparação, a maioria dos

garotos teve a oportunidade de atuar durante pelo menos um tempo. “Apesar de serem jogos difíceis, por vezes até com campo pesado, os garotos se portaram muito bem”, avaliou o técnico Vinícius Eutrópio. Após o período de avaliações, o treinador da Chape deve manter de três a quatro atletas da base no grupo principal. Apenas Lucas Machado não tem mais idade para atuar no sub-20. “É nossa obrigação estarmos atentos às cate-

gorias de base. O futuro de sustentação do clube passa, e muito, por esse processo de formação”, disse Eutrópio. Além dos jovens que subiram este ano para a pré-temporada, outros dois jogadores já fazem parte do grupo profissional desde 2014, o atacante Yuri e o meia Hyoran.

Base da Chape deve atender 200 atletas em 2015.

A experiência da Copa São Paulo A principal competição de categorias de base do Brasil. Essa é uma das definições da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Criada em 1969, originalmente apenas para envolver clubes paulistas e para comemorar o aniversário da maior cidade do país, a copinha, logo em suas primeiras edições, abriu as portas para o vasto território brasileiro.

A Copa SP é famosa por revelar valores para o esporte bretão e também por apresentar clubes desconhecidos para o cenário nacional. Em 2015 foi a vez da Chapecoense debutar na copinha. Jogando em Taboão da Serra, a equipe comandada por Emerson Cris perdeu na estreia para os donos da casa por 2 a 0. Depois o time se

reabilitou e venceu o América-MG também por 2 a 0. Na última rodada, a Chape sofreu a segunda derrota da competição para o Santa Cruz, por 2 a 1, ficando de fora da segunda fase. Se o resultado não foi o esperado, a participação sim. Esta foi a avaliação do diretor Cesar Dal Piva, o Mano, e do coordenador das categorias de base Miguel Ferreira.

O primeiro título do ano

Verdão festeja o primeiro título do ano.

E veio mesmo da base o primeiro troféu de campeão da temporada 2015. A equipe sub-17 faturou o título da 11ª edição da Taça Saudades. Na decisão, os meninos do Verdão venceram o São José (RS) por 2 a 1. Na mesma competição, o sub-15 ficou com o vice-campeonato, depois de uma derrota para o Avaí por 1 a 0.

E aí, quer fazer parte desse projeto? IC - Apesar de não avançar de fase, qual sua avaliação da participação da Chape na Copa SP? - Miguel Ferreira: Extremamente positiva. Estamos numa crescente e amadurecendo o trabalho na base da Chapecoense. A Copa SP foi uma experiência preciosa para darmos os próximos passos.

IC - Como é a copinha nos bastidores? - Miguel Ferreira: Uma experiência riquíssima não apenas para os jogadores, mas também para nós, dirigentes. Ao conhecer o trabalho de outros clubes, aprendemos muito. Formas diferentes de tratar a base, como o Santa Cruz com todo sua história, ou outros modelos, como clubes que só investem na formação de jogadores.

IC - E a competição? - Cesar Dal Piva: Tivemos uma receptividade impressionante. Fomos recebidos já na chegada e um profissional ficou totalmente à nossa disposição para nos orientar pela cidade. Agora, no extra campo, o assédio dos empresários é muito grande. A Copa SP é muito badalada nos bastidores e tem uma grande cobertura de imprensa.

A garotada que sonha em fazer parte do quadro de atletas das categorias de base é só ficar atento à oportunidade. Em 2015, a Chapecoense manterá cerca de 200 atletas nas categorias sub-11, sub-13, sub-14, sub-15, sub-16, sub-17 e sub-20. Iniciam-se no próximo dia 23 de fevereiro as avaliações para composição das equipes de base. Os nascidos nos anos de 2001, 2000, 1999, 1998, 1997, 1996 e 1995 poderão se inscrever gratuitamente. As orientações estão na página da Chape, no endereço www.chapecoense.com

www.chapecoense.com


1973

Informativo da Chapecoense - FEVEREIRO 2015

1973

7

GESTÃO COMPARTILHADA, APRENDIZADO E CRESCIMENTO Conheça algumas das ideias do Presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Plínio David De Nes. Embora presente no dia a dia da Chapecoense de desde sua fundação, nos últimos meses o entusiasmo de Plínio David De Nes, o Maninho, parece o de um menino que, pela primeira vez, vai a um campo de futebol. Isso por que, desde dezembro, assumiu a presidência do Conselho Deliberativo do clube, e seu já intenso envolvimento com o clube ganhou um novo fôlego. Com sua experiência como dirigente esportivo e patrocinador de alguns memoráreis momentos do esporte brasileiro – o supertime de vôlei do Frigorífico Chapecó, o time da Portuguesa de Desportos que foi vice-campeã brasileira e o patrocínio de Christian Fittipaldi na conquista do segundo lugar nas 500 milhas de Indianápolis – “seu” Plínio, como é carinhosamente chamado por alguns, está cheio de ideias e projetos para os próximos dois anos, e foi com essa disposição que nos recebeu em seu escritório para uma conversa onde revelou algumas das diretrizes que irão nortear o trabalho do Conselho Deliberativo do clube no próximo biênio. GESTÃO COMPARTILHADA Entre as novidades que Maninho fez questão de mencionar, está a regulamentação definitiva do Conselho Gestor do clube, prática adotada de forma empírica pelo atual grupo de diretores a partir de 2011, e que, inclusive, já foi objeto de inúmeramatérias

jornalísticas. De maneira sucinta, trata-se de uma estratégia de gestão onde o Conselho Deliberativo e a Diretoria Executiva tratam de assuntos de maior relevância decidindo de maneira conjunta, mas que, a partir de agora, ganhará contornos mais definidos em relação à forma com a qual as decisões serão tomadas. “Como somos um clube com um orçamento limitado em relação aos demais participantes da Séria A, não podemos errar, e a experiência da gestão compartilhada, que, inclusive, começa a ser copiada por outros clubes, reduz significativamente nossa margem de erro”, destaca Maninho. Segundo ele, muitos dos acertos dos últimos anos vem de uma estratégia de gestão onde as questões maiores são exaustivamente discutidas e analisadas, para, só então, se tomar uma decisão definitiva. “Nossa intenção é tornar a atividade do Conselho Gestor algo regular e com regras bem definidas em relação a sua atuação e abrangência”. Para tanto, ainda durante o biênio 2013-2014 o clube instituiu uma comissão formada por advogados ligados à direção e ao Conselho Deliberativo, que, entre outras funções, está realizando uma minuciosa revisão dos estatutos do clube. “Esse comitê está se reunindo regularmente para estudar e elaborar um novo estatuto para a Chapecoense, trabalho que deverá estar concluído até abril deste ano”, lembra Para ele, esse novo texto,

que, posteriormente, será analisado pela direção do clube, para depois ser colocado sob apreciação dos Conselheiros, será decisivo para o Conselho Gestor e para questões estratégicas da Chapecoense. EVENTOS VOLTADOS PARA O APRENDIZADO Outra das ideias que Maninho pretende implementar é a elaboração de um calendário de eventos onde grandes nomes do esporte brasileiro venham até Chapecó para dividir suas experiências com os dirigentes e conselheiros da Chapecoense. “Nos próximos 15 a 20 dias, divulgaremos o calendário das reuniões ordinárias do Conselho, e das datas das reuniões onde, mediante a adesão dos senhores Conselheiros, teremos a oportunidade de ouvir ex-presidentes, presidentes e dirigentes de grandes clubes”. A intenção, segundo Maninho, é ouvir o que nomes de destaque no futebol e no esporte brasileiro podem ensinar para a Chapecoense. Isso por que, segundo

ele, “embora muitos falem da Chapecoense como um clube exemplo para os demais clubes do futebol brasileiro, penso que ainda temos mais a aprender do que a ensinar”. DIVISÃO DE TAREFAS Influenciado por sua experiência como gestor, Maninho sugeriu a criação de comissões específicas para determinados temas do clube, e uma das primeiras a serem instituídas foi a comissão de Tecnologia da Informação. O objetivo é, a partir da análise de profissionais com maior conhecimento de causa, implementar um sistema capaz de oferecer agilidade em questões de natureza legal, contábil, fiscal e de recursos humanos para o clube. “Nossa intenção é estar no mesmo nível dos demais grandes clubes do Brasil, no que diz respeito à agilidade e relacionamento com seus sócios torcedores”, ressalta. O clube já dispõe de uma comissão permanente de segurança, e outras ainda serão criadas a partir das demandas.

www.chapecoense.com

A QUINTA FORÇA Embora olhando para todos os departamentos e setores do clube, o olho de Maninho brilha quando o assunto é futebol. E foi dele que partiu uma máxima que hoje começa a nortear e a contaminar os pensamentos estratégicos de todos que estão envolvidos com o dia a dia do clube, qual seja, o de, nos próximos anos, tornar a Chapecoense a quinta força entre os clubes de futebol profissional da região sul. “Penso que temos todas as condições, esportivas, patrimoniais, de gestão e de engajamento da comunidade regional para, nos próximos anos, termos a Chapecoense, de forma definitiva, como uma das grandes forças do futebol do sul do país”. A julgar pelo entusiasmo juvenil com que Maninho está comandando o Conselho Administrativo, e pela quantidade de ideias que brotam a cada instante de sua fala, podemos apostar que este será mais um objetivo que será atingido em sua vida.


CONHEÇA AS EMPRESAS DO CLUBE DE VANTAGENS

3G Celulares

Academia Físico

10% de desconto em serviços e acessórios

Descontos de 10% na mensalidade da academia

Auto Escola América Desconto de 5%.

Auto Escola Modelu's Desconto de 8% em novas Habilitações e desconto de 5% nas renovações e demais modalidades que o CFC oferece.

Bel Pão

Desconto de 10% em: * Café da manhã; * Almoço; * Café Colonial.

Dalla Microcervejaria 5% na entrega de Chopp; 10% em produtos consumidos na Dalla.

Bolicho do Gaudério

Casa de Maria

8% nas compras à vista (em dinheiro)

Desconto de 10 de segunda à sexta-feira no rodízio para pagamento em dinheiro.

CCAA

Descontos de 20% à 30% para alunos de nível iniciante na escola, e de 10% à 15% para os demais níveis de inglês.

Central das Antenas

Desconto de 10% para sócios.

Chapecó Marcas e Patentes

Desconto de 15% nos serviços prestados na empresa.

Despachante Aquarius

A empresa concede 25% de desconto na taxa de serviço para os sócios da Chape.

Chocolates Brasil Cacau

Ciello Moda Casa

Descontos à vista 15% à prazo 07 % de desc.

Desconto de 10% em itens expostos

Clipweb - Websites

A empresa fornece 10% de desconto em soluções WEB, desenvolvimento de websites e sistemas WEB personalizados.

Codecal Materiais de Construção Desconto de 10% no preço da etiqueta, com parcelamento em até 10X no cartão ou cheque. (Exceto para preços promocionais)

Consultório Odontológico Douglas Pilonetto 50% para procedimentos clínicos em geral, exceto prótese e implante.

Espetinhos do Tchê

Desconto de 15% no almoço.

Corpo e Forma Academia

Corpus Academia

10% em qualquer plano

Farmácia Mais Econômica

Desconto de 40% em todos os medicamentos genéricos.

Inviolável Segurança Desconto de 6% em equipamentos e novos contratos de monitoramento.

Croasonho

Desconto de 15% na mensalidade (modalidade - Musculação).

10% em todos os ítens do cardápio.

Farmácia São João

Farmácia São Lucas

Os descontos variam de 15% a 50%

Kadosh Estética

Desconto de 15% em todos os serviços.

Da Casa Lanches Bar 5% sobre o total consumido.

Dalla Boteco

5% em todos os itens do bar.

Estância das Águas 25% de desconto.

10% de desconto nos medicamentos.

Laboratório Bergmann

Desconto de 15%.

Farmácias São Rafael

Descontos de 5 a 50% em toda linha de remédios

Express Tecnologias e Celulares 10% de desconto em produtos 15% em serviços.

Hotel Desbravador Desconto de 10%.

Forcee Academia

Desconto de 15% na mensalidade de musculação,

Exclusiva Castor

Desconto de 6% na compra de um box.

Dr. Ricardo Noskoski e Dra. Ana Carolina Marzall Tonet Descontos de até 50% nos procedimentos não laboratoriais.

Dávi Esportes

Desconto de 5% á prazo e 10% á vista.

acesso www.chapecoense.com e conheça as mais de 80 empresas do clube de vantagens


Informativo da Chape - Fevereiro