Page 1

Na beira do Lago EDIÇÃO: 00/2015 CAMTUC-UFPA

Fique por dentro... Curso de Inglês Instrumental: Let’s Learn English!

“Deixem que o futuro

Após acordo entre UFPA e IFPA de Tucuruí, deu-se início no dia 13

diga a verdade e ava-

de abril ao curso livre de inglês intitulado “Let’s Learn English!” no

lie cada um de acordo

CAMTUC. Voltado para docentes, técnicos-administrativo e colabo-

com o seu trabalho e

radores, sendo que o primeiro módulo do curso foca na abordagem

realizações. O presen-

instrumental da língua inglesa.

Primeira Palestra Sobre Educação Inclusiva O campus universitário de Tucuruí tem recebido a cada ano um público considerável de PcD sendo essa inserção um grande avanço para a universidade, mas também um desafio, pois exige do cam-

te pertence a eles, mas o futuro pelo qual eu sempre trabalhei pertence a mim.”

Nikola Tesla

pus uma adaptação estrutural e capacitação de profissionais para permanência destes estudantes no ambiente acadêmico.

Transporte Público Urbano - Pesquisa de Qualidade A turma de Engenharia Civil 2012, orientada pela professora Ra-

Foto: Wikipédia

atenderem adequadamente este público de forma que garanta a

phaela Sobreira Goto, realizou no primeiro semestre de 2015, uma pesquisa de qualidade envolvendo as linhas de transporte público urbano que atendem a UFPA (linha KM 4 – Alojamento, Linha especial – manhã, Linha especial – tarde, linha conquista). Foto: Site Camargo Corrêa 1


Na beira do Lago Curso de Inglês Instrumental: Let’s Learn English! ruí, deu-se início no dia 13 de abril ao curso livre de inglês intitulado “Let’s Learn English!” no CAMTUC.

Voltado

para

docentes,

Foto: Eliene

Após acordo entre UFPA e IFPA de Tucu-

técnicos-

administrativo e colaboradores, sendo que o primeiro módulo do curso foca na abordagem instrumental da língua inglesa. A carga horária total do primeiro módulo é de 80 horas, com aulas realizadas todas as segundas e monitores disponíveis e selecionados do curso de Letras – Língua Inglesa do próprio CAMTUC. O que seria essa abordagem instrumental da língua inglesa? Segundo a coordenadora e professora do projeto Neiva Ormanes “a abordagem instrumental privilegia o inglês escrito e a interpretação de textos. Requisitos básicos para as provas de proficiência nas universidades brasileiras” e acrescenta que “estudos mostraram que com uma carga horária de 100 horas o aluno é capaz de demonstrar conhecimentos capazes de compreender e interpretar um texto escrito em língua inglesa”. A parceria trará futuramente mais dois módulos complementares para o campus de TuFoto: Eliene

curuí, o segundo módulo voltado para a gramática com ênfase verbal, textos e produção textual dos alunos e o terceiro módulo com uma abordagem mais complexa do idioma, apresentando a gramática da língua inglesa, textos e questionamentos mais elaborados com a intenção de sofisticar o conhecimento do aluno e sua fluência na

escrita. O principal objetivo dessa parceria é a urgência de aprendizagem do idioma que o universo acadêmico exige dos profissionais que atuam na área, qualificando ainda mais os servidores e docentes do CAMTUC.

Edi ção: Di vi são de T. I. e C om uni ca ção 2


Na beira do Lago Primeira Palestra Sobre Educação Inclusiva Em estudos realizados por Janine Araújo e Andréia Schmidt a definição de inclusão é um processo pelo qual a sociedade se adapta para permitir a participação das pessoas em todos os seus setores, inclusive das pessoas com deficiência (PcD). O acesso dos PcD, seja nas universidades ou no mercado de trabalho, é um grande fator na inclusão destas, mas para isso é preciso proporcionar para estas pessoas as condições necessárias para a satisfação de suas limitações, seja ela qual for. O campus universitário de Tucuruí tem recebido a cada ano um público considerável de PcD sendo essa inserção um grande avanço para a universidade, mas também um desafio, pois exige do campus uma adaptação estrutural e capacitação de profissionais para atenderem adequadamente este público de forma que garanta a permanência destes estudantes no ambiente Foto: Eliene

acadêmico. Partindo desse pressuposto, no dia 21 de maio de 2015, ocorreu no auditório do campus universitário de Tucuruí a palestra A Necessidade da Capacitação dos Profissionais de Ensino a Respeito da Educação Inclusiva, com o professor e presidente da associação de deficientes visuais e amigos do sudeste paraense (ADVASP) Joatan Soares de Sousa, que mostrou muita autonomia e excelência no manuseio das ferramentas utilizadas durante a palestra. Estiveram presentes alunos, técnico-administrativos e docentes do campus. O palestrante abordou os instrumentos legais que asseguram o

direito de igualdade de condições para acesso e permanência nas instituições de ensino e fez uma crítica ao Ministério de Educação que exige das instituições de ensino que acolham pessoas com deficiências sem antes lhes capacitarem para o atendimento deste público. A palestra mostrou a importância dos docentes e demais profissionais que atuam com discentes com deficiência de se capacitarem para atenderem esse público, garantindo assim o ensino de qualidade

Edi ção: Di vi são de T. I. e C om uni ca ção 3


Na beira do Lago de capacitação e treinamento proposto pela Coordenação Acadêmica com o apoio da Divisão de Exten-

Foto: Eliene

Esta programação faz parte da proposta

são/Núcleo de Assistência e Integração EstudantilUFPA/CAMTUC e do Núcleo de Acompanhamento e Inclusão de Acadêmicos com Deficiência – NAIAD do Campus Universitário de Tucuruí.

Transporte Público Urbano - Pesquisa de Qualidade Sobre as Rotas que Atendem o CAMTUC A turma de Engenharia Civil 2012, orientada pela professora Raphaela Sobreira Goto, realizou no primeiro semestre de 2015, uma pesquisa de qualidade envolvendo as linhas de transporte público urbano que atendem a UFPA (linha KM 4 – Alojamento, Linha especial – manhã, Linha especial – tarde, linha conquista). A pesquisa foi realizada com 410 estudantes da UFPA CAMTUC, nos horários da manhã, tarde e noite, os quais utilizam o transporte público urbano da cidade. Percebeu-se que os bairros com maiores demandas de viagens na cidade são: Centro, Cohab, Jd. Marilucy, São Francisco, Vila Pioneira, Santa Mônica e Vila Permanente. Entre os pesquisados, 99% dos usuários utilizam o modo de transporte a pé para acessar os ônibus, sendo que 29% dos entrevistados consideram a distância entre o ponto de ônibus e sua residência/destino de média a elevada, apesar de a grande maioria acreditar que a distância seja pequena (<300m).

Edi ção: Di vi são de T. I. e C om uni ca ção 4


Na beira do Lago Cerca de 30% dos entrevistados que equivale a 120 alunos, necessitam realizar transbordo (pegar mais de um ônibus), o que impacta significativamente em sua renda familiar uma vez que não há, em nossa cidade, integração tarifária o que se comprova quando perguntado aos estudantes qual impacto do valor tarifário em sua renda em que cerca de 90% considera que o valor cobrado é de médio a alto. Outros dados importantes tratam das condições dos ônibus e pontos de parada nos trajetos das linhas citadas acima. 65% dos estudantes consideram as condições nos pontos de paradas de ônibus precárias, pois consideram que esses não possuem sinalização, cobertura e local apropriado para sentar. Com relação à conservação dos veículos, apenas 7% dos entrevistados acham que os mesmos apresentam boas condições.

Edi ção: Di vi são de T. I. e C om uni ca ção 5


Na beira do Lago Já em termos de pontualidade, apenas 12% dos entrevistados acham que os mesmos nunca são pontuais e a segurança oferecida por estes ônibus é aprovada por 36% dos usuários.

As informações sobre horários e rotas disponibilizadas pela empresa de TPU (Transporte Público Urbano) é considerada inexistente para 70% dos usuários entrevistados. Fator alarmante, principalmente se considerarmos a quantidade e complexidade de rotas ao longo do dia, realizadas para atendimento das linhas de ônibus que acessam o CAMTUC. A existência de um transporte público urbano de qualidade para os estudantes do CAMTUC é de extrema importância, pois a massiva parcela de discentes do mesmo utiliza esse tipo de transporte.

Edi ção: Di vi são de T. I. e C om uni ca ção 6


Na beira do Lago Dessa forma, tal pesquisa demonstra que os principais fatores a serem melhorados nas linhas que atendem o CAMTUC são, além de uma melhora na sinalização dos pontos de paradas de ônibus, como na qualidade destes (abrigo contra intempéries, acentos, iluminação, etc), até na melhor formulação das rotas e maior disponibilidade de carros, diminuindo o tempo de espera do usuário, além da renovação constante da frota e disponibilização de veículos com tamanho condizentes a demanda de passageiros para determinados horários de pico. Será disponibilizado ainda, nos murais do CAMTUC, um mapa com informações referentes às rotas, pontos de parada, dentre outras informações que auxiliarão os usuários na melhor utilização do transporte público.

Para refletir...

Aniversariantes Parabéns aos aniversariantes dos meses de março e abril Alaina Rodrigues

Davi Souza

Keliene Sousa

Alexandre Beletti

Douglas Garcia

Paulo Machado

Andrey Vieira

Ednaldo Lopes

Tiago Wanzeler

Bruno Merlin

J. Augusto Ferreira

Wassin El Banna

Danilo Santos

Karyme Vilhena

Yarnel Campos

Edi ção: Di vi são de T. I. e C om uni ca ção 7


Na beira do Lago

Coordenação do Campus: Marcelo Rassy Teixeira Coordenador Geral Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicação - DTIC Direção: Wagner Costa Redação, Design e Diagramação: Juliane Gomes Pesquisa: Turma de Engenharia Civil 2012 Contato:

Edição nº 00 do ano de 2015 Tiragens: 50 Versão Online: Disponível no Site do Camtuc www.camtuc.ufpa.br

camtucti@ufpa.br Ala II - Sala 10 Telefone: (94) 3778 – 4778 / 4855 / 4853 Ramal: 212

8

Na Beira do Lago  

Informativo Bimestral do Campus Universitário de Tucuruí

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you