Issuu on Google+

www.dropsmagazine.com.br

#53

sensaçþes...


índice—

sensações... CAPA

DIREÇÃO CRIATIVA: Marco Antonio Ferraz FOTOGRAFIA: André Nicolau STYLING: Paulo Zelenka

MAKE UP: Erica Monteiro HAIR: Cleide Araujo

4 6 8 14 18 20 26 34 36 40 44

D/Editorial D/Colaboradores D/Shoot

A magia da fotografia de Heather Evans Smith

8

D/Capa

Fernanda Paes Leme

D/Consumo Falsa Joia

20

D/Tour

Um mergulho com Renata Maranhão

D/Fashion Geometrias

26

D/Esportes

Ultimate Fighting Championship (UFC)

D/Giros

Gastroturismo na Praia do Rosa (SC)

36

D/Consumo D/Tendências

44


...à flor da pele CAPA

DIREÇÃO CRIATIVA: Rozze Angel FOTOGRAFIA: Lufe Gomes

BELEZA: Jeferson Ribeiro e Fernando Nogueira

MODELOS: Kaline Maciel, Mariana Carniello, Luiza Collet,

Marine Hein e Carol Marra (ELO Management)

2 4 14

D/Capa

Todos à bordo do BFC

D/Especial BFC

4

D/Fashion

Editorial BFC

expediente— DROPS nº53

PUBLISHER Fredy Campos / fredy@dropsmagazine.com.br EDITORA Rozze Angel / angel@dropsmagazine.com.br CORRESPONDENTES EUROPA Thais Amormino / europa@dropsmagazine.com.br NORDESTE Simone Farret / simone@dropsmagazine.com.br

RIO DE JANEIRO Liane Banca / liane@dropsmagazine.com.br COMERCIAL

Carlos Koga / c.koga@midiaonboard.com.br Simone Paschoal / drops@behype.com.br Marcelo Simões / marcelo@aviancaemrevista.com.br RELAÇÕES PÚBLICAS Dorival Neto para DNRP D/CAST André Monteiro / Beto Costa / Carla Palmieri / Carol

Camocardi / Cecilia Lima / Cleide Araujo / Daniel Amaral / Erica Monteiro / Evandro Belleza / Fernando Nogueira / Jacques & Janine / Jeferson Ribeiro / Liane Banca / Marco Antonio Ferraz / Nando Brandão /Paulo Zelenka / Renata Maranhão D/FOTOGRAFIA André Nicolau / Gustavo Pagan / Leandro

Ramos / Lufe Gomes / Marina Sprogis / Murilo Yamanaka / Roberto Salgado / Ronaldo Donizete

PROJETO GRÁFICO Sandro Bianco / www.hyperlocaldesign.com EDIÇÃO be_hype / www.behype.com.br JORNALISTA RESPONSÁVEL Rozze Angel ARTE FINAL

Leonardo Bussolo

/ MTB 29482

INTERNET Tatiane Greco / redacao@dropsmagazine.com.br WWW.DROPSMAGAZINE.COM.BR DROPS MAGAZINE | ANO X #53 Rua Cristiano Viana, 67, Casa 5 - Pinheiros - 05411-000 - São Paulo/SP Tel: (11) 2367.0006 Rua Pensilvânia, 1120 - Brooklin - 04564-003 - São Paulo/SP Tel: (11) 5505.0078 DROPS #53 é uma publicação realizada em parceria por:

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. A DROPS é uma revista com conteúdo contemporâneo que traz moda, tendências, entretenimento, música, artes, fotografia, tecnologia, arquitetura e decoração, gastronomia e design em geral. Pessoas que não constam do expediente da revista não tem autorização para falar em seu nome ou retirar qualquer tipo de material para produção a não ser que tenham em seu poder uma carta atualizada e datada em papel timbrado, assinada pela editora. Os artigos assinados são de exclusivaresponsabilidade dos autores e não refletem a opinião da revista. Fica expressamente proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia.


D⁄Editorial

editorial—

sensações... à flor da pele O Verão sempre desperta aquela busca por emoções. Queremos sentir, experimentar, viver ao máximo. Tanto que nesta edição de DROPS Magazine temos duas capas. De um lado, convidamos você a embarcar no BRAZIL FASHION CRUISE e curtir a moda em alto-mar. Aproveitamos a viagem e clicamos com o fotógrafo LUFE GOMES a capa com cinco beldades vestindo apenas a sua própria pele. Despidas também de preconceito, dividem espaço com CAROL MARRA, uma das modelos transex mais badaladas do momento. Do outro lado, nos deparamos com a emocional FERNANDA PAES LEME, num ensaio de MARCO ANTONIO FERRAZ, fotografado por ANDRÉ NICOLAU. Experimentamos a sensação indescritível de se nadar com tubarões vivida por RENATA MARANHÃO. O cotidiano se revela poeticamente nas imagens da fotógrafa americana HEATHER EVANS SMITH. O frio do concreto retratado em preto e branco cria um contraponto com os looks mais quentes da temporada no editorial Geometrias de ANDRÉ MONTEIRO e LEANDRO RAMOS. Invadimos o UFC. E para fechar a viagem pelas sensações, uma degustação especial dos melhores restaurantes da Praia do Rosa (SC) com CARLA PALMIERI e ROBERTO SALGADO. Fredy Campos

Rozze Angel

fredy@dropsmagazine.com.br

angel@dropsmagazine.com.br

DROPS

#53 nº53

FASHION DESIGN MUSIC ART CINEMA GOURMET LUXURY TOURISM


D⁄Colaboradores

Renata Maranhão

André Monteiro

Daniel Amaral

Carla Palmieri

Marco Antonio Ferraz

Evandro Belleza


Lufe Gomes

AndrĂŠ Nicolau

Leandro Ramos

Paulo Zelenka

Se vocĂŞ tem trabalhos interessantes participe do coletivo DROPS.

Leia DROPS online. www.issuu.com/dropsmag Follow us! www.facebook.com./dropsmagazine Instagram @dropsmagazine

www.dropsmagazine.com.br Liane Banca


D⁄Shoot

A mágica do cotidiano Como colocar poesia no dia a dia? Heather Evans Smith explica. POR:

Rozze Angel Heather Evans Smith / divulgação

FOTOS:

Com um estilo muito peculiar de fotografar, Heather Evans Smith nasceu numa pequena área rural ao leste da Carolina do Sul (EUA). Sua infância contida foi o que impulsionou sua imaginação que por sinal, alimenta sua criatividade. Tornou-se fotógrafa profissional recentemente, em 2008, e desde 2010 se dedica apenas a fotografia (antes era também designer gráfica). Neste curto período acumulou

8

exposições, prêmios (somente em 2012 foram nove) e instituiu o que chama de retrato conceitual. Nele mistura todas as suas paixões: artes, moda, gente. Mas o que faz de sua imagem algo tão especial? Ela não se resume apenas a efeitos digitais para conseguir o resultado final, na verdade, o que mais surpreende em sua fotografia é a elaborada (pré) construção de cada imagem. Verdadeiras obras de arte.


D/ Sua infância tem uma grande influência em seu trabalho? Heather E. S./ Eu cresci como filha única em uma área rural. Eu não sei o que seria do meu trabalho se eu não tivesse a necessidade de imaginação quando criança. Eu passei muito tempo da minha infância sonhando acordada na rede, criando histórias. Agora, posso trazer esses devaneios à vida em minhas imagens. D/ Por que você diz: Retratos Fotográficos Conceituais? Heather E. S./ Eu chamo meu estilo assim porque eu luto para criar um personagem e um conceito em cada imagem. Eu admiro os fotógrafos que documentam a vida como ela é, mas prefiro criar novos mundos ou ao menos distorcer aquele com o qual estamos acostumados.

D/ Como escolhe os personagens? Heather E. S./ Os personagens em minhas imagens tendem em ser femininos. Eu acho isso mais simples porque consigo me ver nas imagens, até mesmo nas que não são auto-retratos. As modelos estão geralmente em situações de movimento. Como na vida real. É um take surreal da realidade. D/ O mais importante em seu trabalho é a pré-produção? A pré-produção toma a maior parte do meu tempo. Para algumas imagens eu crio o guarda-roupas a partir do zero. Em uma foto que fiz para uma escritora, fiz seu vestido inteiro com páginas de livros antigos. Para uma foto de maternidade, eu criei um ninho de passarinho gigante. São esses detalhes que me conectam com a imagem final. Saber que crio muitos cenários do nada é algo de que me orgulho muito. 9


D/ De onde surgem suas ideias? Heather E. S./ Algumas imagens ficam esboçadas em meu caderno de anotações por anos antes que finalmente se tornem uma fotografia. Leva tempo encontrar a locação certa, a modelo certa (quando não sou eu) e até o figurino certo. O resultado pode ser extremamente catártico e ao mesmo tempo um alívio quando tudo se junta no final. D/ Você usa efeitos digitais para criar uma imagem? Heather E. S./ Sim, eu uso efeitos digitais na pós-produção. Essa gama de efeitos vai de um simples retoque a composições que deixarão a minha imagem ainda mais surreal. É a cereja do bolo para mim. Algumas vezes um toque de neblina e calor pode criar um aspecto de sonho que de outra forma não poderia ser capturada diretamente pela câmera. D/ O que faz um retrato perfeito? Heather E. S./ Para mim, um retrato perfeito é aquele que captura quem o vê e faz com que desejemos saber mais sobre a pessoa fotografada. D/ E sobre a experiência do autoretrato? Heather E. S./ O auto-retrato começou por conveniência. Eu tive uma ideia e eu estava lá, livre. E eu sabia exatamente o que eu queria transmitir. Com o tempo isso se tornou minha maneira de expressar emoções. São as imagens mais pessoais e preciosas para mim. Auto-retrato é uma forma diferente de se olhar para você mesmo. Você começa a treinar seu olhar não para suas imperfeições físicas e sim para o entorno, como em uma obra de arte.

www.heatherevanssmith.com


11


12


Dâ „Capa

Biquini Lenny, jaqueta DTA e bracelete Versace Vintage


Continência, senhores

Eis aqui, Fernanda Paes Leme.

Daniel Amaral Marco Antonio Ferraz FOTOGRAFIA: André Nicolau STYLING: Paulo Zelenka MAKE UP: Erica Monteiro HAIR: Cleide Araujo POR:

DIREÇÃO CRIATIVA:

Fernanda Paes Leme estreou na TV com uma personagem um tanto mimada, de nome propício. "Até hoje me falam da Paty, do seriado Sandy e Jr”, diz a atriz, que hoje empresta a voz e um corpo delineado à Márcia, uma Tenente do Exército que, em Salve Jorge, folhetim de Gloria Perez, tem a postura categórica que o militarismo exige. Em exclusiva à DROPS, nossa estrela da capa fala da profissão, da vida amorosa e de sua relação com as redes sociais. D/ Sua personagem em Salve Jorge tem uma identidade bastante intimidadora, afinal, ser tenente das Forças Armadas já é um cargo muito categórico. No entanto, fora das telas você se mostra uma pessoa extrovertida. Como lida com isso? Fernanda Paes Leme/ Está sendo divertido. As pessoas na rua prestam continência e a personagem impõe um respeito com o público. Todos me chamam de Tenente e perguntam sobre a vida dela, se vai haver romance. Eu acho o máximo!

D/ A imprensa noticiou o fato de você emagrecer 5 kg para dar vida à Márcia. Quais cuidados têm em relação à saúde? Fernanda/ Meu corpo é meu instrumento de trabalho e cada personagem exige algo diferente, mas minha prioridade é sempre minha saúde, portanto, emagreci de forma saudável e é isso que me deixa feliz. D/ Sempre bem vestida e cheia de estilo próprio. Essa é a imagem da Fernanda que a gente vê, mas certa vez você desabafou em seu Twitter sobre uma crítica que recebeu em um programa de TV. Você se preocupa com os comentários ou se veste para si? Fernanda/ Não ligo para o que os outros falam; ainda mais se vem de quem não admiro. E só escrevi no Twitter porque os meus fãs estavam indignados com o tal rapaz que falou mal. Sei que cada um fala o que quer e minha resposta quis explicitar que sou 15


mais eu e sou do tipo que se o sapato machuca, tiro. Se fosse tão importante a opinião alheia eu deixaria o dedo doendo e agüentaria o tal sapato até entrar no carro, mas sou autêntica! D/ Tem algum personal stylist que a ajuda? E o que não pode faltar em seu closet? Fernanda/ Não tenho stylist, embora, às vezes, recorro aos amigos Dudu Farias e Thidy Alves. Mas me visto de acordo com o meu humor e não abro mão de jeans e jaqueta de couro. Sou adepta total do fast fashion e adoro lojas como Zara, Top Shop, Forever 21. No Brasil, uso Bo.Bo, 284 e Lily Sarti. D/ Seu Twitter é seu divã e é quase que impossível não se apaixonar pela pessoa transparente que você demonstra ser na rede social. Isso ajuda ou atrapalha?

Fernanda/ Fico feliz que as pessoas tenham acesso à Fê que meus amigos conhecem e a rede social não me atrapalha porque sei até onde posso ir. Aprendi a usar essas ferramentas a meu favor e se um dia elas me atrapalharem, eu saio. Simples assim. D/ O que faz quando não está no set? Fernanda/ Estudo, leio, vou ao teatro, ao cinema e saio para jantar ou dançar, às vezes. Estou cada vez mais caseira e tenho amado essa fase. D/ Está solteira, namorando ou feliz? Fernanda/ Namorando. E feliz, sempre! D/ Qual trabalho seu foi mais marcante? Fernanda/ Até hoje falam da Paty, do seriado Sandy e Jr. Tenho boas lembranças. D/ Você sente medo? De quê? Fernanda/ Atualmente tenho muito medo da violência. A vida do outro parece que não vale nada; matam por matar e isso me assusta! D/ O que você está lendo e ouvindo no momento? Fernanda/ Acabei de ler um livro lindo chamado “A culpa é da estrelas”, de John Green. E entre tudo que ouço de música, na minha playlist eclética tem tocado Sambô, The XX, Preta Gil, The Cranberries e Los Hermanos. D/ Qual o seu maior defeito e a maior qualidade? Fernanda/ Nossa, é difícil me analisar, mas sou ‘sincerona’, sabe? Acho que isso é um defeito e uma qualidade ao mesmo tempo.

AGRADECIMENTOS:

16

Piny MOntoro


D⁄Consumo

Falsa jóia

Brilha como diamante. Reluz como ouro. FOTOGRAFIA:

18

Divulgação


Nesta pรกgina: colar Lazara Design e anel Estela Geromini. Na pรกgina ao lado: conjunto brincos e anel Lola, e colar Lulu Souto.

19


D⁄Tour

A ilha das Mulheres

A jornalista Renata Maranhão nada com tubarões e compartilha sua aventura nas águas do Caribe mexicano. TEXTO E FOTOGRAFIA:

Renata Maranhão

F

oram quase 15 dias no Caribe mexicano, entre Cozumel e Isla Mujeres. O mergulho em águas tão quentes (média de 26 graus) foi inédito e me senti mais livre ainda sem ter que usar aquela grossa roupa de neoprene de mergulho. A visibilidade da água beirava os 50 metros e a floresta de corais impressionava até o mergulhador mais experiente. Afinal, é a segunda maior barreira de corais do mundo, perdendo apenas para a Austrália.

Isla Mujeres vista de cima com Cancún ao fundo


De cima para baixo: pelicanos no píer ao amanhecer; placa de "89 milhas de Cuba" e; o mais encantador pôr-do-sol do México.

E se Jacques Cousteau declarou Cozumel uma das águas mais bonitas do mergulho autônomo do planeta (e o francês sabia das coisas), quem sou eu para dizer algo diferente? Para desbravar a maior ilha do México, uma lambreta ou um fusca conversível são o suficiente até para conhecer o lado mais deserto e exótico dela. A cereja do bolo foi Isla Mujeres, uma das quatro ilhas de território Maia que pertence ao estado de Quintana Roo. Pega-se um ferry boat em Cancun e em menos de meia hora você já chega onde o tempo passa devagar e as férias dos sonhos se tornam realidade. A ilha mantém o charme rústico de uma cidade que não foi invadida ainda pelo grande comércio. Com apenas sete quilômetros de comprimento, é possível alugar bicicletas ou carro de golfe por algumas horas, tempo suficiente para desbravar a área repetidas vezes. O lugar é perfeito para passar o dia, mas se estiver em boa companhia, pode se deliciar com o mais encantador pôr-do-sol do México, com as lojas de artesanato ou os bares e restaurantes a perder de vista. Em um deles, uma placa dizia estarmos a 89 milhas de Cuba. Está aí outra curiosidade de Isla Mujeres: é o ponto do México mais próximo de Cuba. Historicamente é uma ilha de pescadores, que mantém seu charme e atmosfera tranquila. O nome vem de uma longa história que vou tentar resumir. A ilha serviu como santuário para uma deusa. Quando foi descoberta por uma expedição espanhola em 1517, foram encontradas várias estátuas femininas pela ilha, que representavam a deusa Ixchel, deusa maia da fertilidade, da razão, da medicina, da felicidade e da lua, e de suas filhas e enteadas. Eram tantas mulheres representadas em rochas, mármores, ouro, que o nome Isla Mujeres pareceu até natural.

21


Os moradores são parte do encanto: as crianças que estão por todos os lados e os nativos, com roupas típicas e música regional, que tentam ganhar uns trocados dos turistas

Por 300 anos foi uma ilha deserta, visitada apenas por pescadores e piratas. Usavam até para deixar suas mulheres “em segurança”, enquanto passavam meses em alto mar. Hoje, a ilha é dedicada ao turismo e os pescadores alugam seus barcos para os gringos nadarem com os Tubarões Baleia. Já que toquei no assunto, vamos a ele, afinal, era o motivo para eu estar lá. De julho a setembro acontece a desova dos peixes Cioba e Bonito, que atrai todos os Tubarões Baleia da região, possibilitando a interação com esses animais, nadando de perto com eles. É emocionante. Crianças, jovens e até os mais velhos podem interagir sem o menor perigo.

22

O período é conhecido como Festival do Tubarão Baleia e tem como objetivo

promover a proteção e preservação do frágil ecossistema marinho da região. Os visitantes podem participar no esforço de proteger e estudar as espécies enviando as fotos tiradas durante a sua visita para o projeto internacional que a organização ECOCEAN estuda. Estávamos no primeiro barco todos os dias. Acordávamos às 5h30 da manhã, navegávamos cerca de uma hora para encontrá-los (afinal, eles estão soltos na natureza) e éramos os primeiros a cair na água para nadar com eles. Eu estava passando férias, simples assim, mas minha paixão pelos tubarões, o engajamento na causa de defesa da espécie e uma câmera HD na mão (pequena, de bolso), me levaram a sonhar com um documentário, que num primeiro momento, se transformou


Tubarão Baleia

numa série de reportagens especiais para o Leitura Dinâmica; e que será reeditado agora para o Good News da Rede TV!. Poder mostrar minha paixão pelo assunto, mostrar o quanto a espécie está fragilizada e correndo o risco de extinção e, quem sabe, sensibilizar algumas pessoas, me realiza. Várias histórias também rodeiam os Tubarões Baleia de lá, mas essas eu não li, fiquei sabendo durante as conversas que tive com nativos e entendidos. Por um lado, falou-se que com a diminuição da população do tubarão tigre na região (que comeria os filhotes dos Tubarões

Baleia), os grandalhões puderam se reproduzir à vontade, daí a grande concentração em Isla Mujeres. Um desequilíbrio ecológico “do bem”. Por outro lado, conversei com o capitão do barco, ex-pescador e nativo da ilha. Ele falou que os Tubarões Baleia sempre estiveram ali. Quando era pequeno, o pai já o levava para nadar com eles e, hoje, aos 45 anos de idade, ele leva os filhos. A atividade se transformou em negócio há 8 anos. Foi quando ele deixou de ser o pescador Ruben e se transformou no capitão do Sea Huauhuau!

23


Um dia fui à Cancun, a 20 minutos de Isla Mujeres, alugar um helicóptero para fazer imagens aéreas. Com as coordenadas, localizamos centenas de Tubarões Baleia de cima e cheguei a me emocionar de ver tantos reunidos. Eles são animais solitários, você vê no máximo dois ou três nadando juntos. Saber que eu estava presenciando um fenômeno raro me fez sentir especial e agradeci à Deus por isso. Estava em contagem regressiva, as férias estavam acabando. Me acabei de nadar com os Tubarões Baleia. Quando tentava seguir um, outro atravessava na minha frente e eu tinha que escolher com qual eu queria nadar. Foram dias muito preciosos, com fartura de ovas

Meu mergulho de despedida

www.renatamaranhao.com.br

para os Tubarões Baleia e fartura de Tubarões Baleia para os humanos. Na saideira, fiquei sozinha na água um tempão. Um Tubarão Baleia me fez companhia e até desacelerou seu nado (que já é lento) para que eu pudesse acompanhá-lo. Nadei o quanto pude ao lado dele, em clima de despedida. Era o último desta minha temporada. Um rendez-vous perfeito entre a as areias brancas do Caribe e a água de azul sem igual. Quando nos permitimos ampliar os horizontes, descobrimos um mundo fantástico, cheio de histórias e cultura, e uma vida selvagem a nosso alcance, fragilizada com a ação daquele que é o mais selvagem de todos. Você sabe quem é...


Se você não imagina a vida sem um bicho de estimação, precisa conhecer a PETStyle®. A cada edição traremos entrevistas, editorias de moda, celebridades e seus bichinhos, dicas de onde ir e o que fazer com seus animais e muito mais.

www.PETStyle.com.br

RECEBA GRÁTIS A EDIÇÃO Nº1, CONTANDO PARA A GENTE SOBRE SEU BICHINHO DE ESTIMAÇÃO POR E-MAIL: contato@petstyle.com.br

Curta nossa página! www.facebook.com/petstylemagazine


D⁄Fashion

Geometrias Arquitetura e roupa se confundem entre retas e curvas. Criação é construção. POR:

André Monteiro Leandro Ramos

FOTOS:

André Monteiro e Carol Camocardi Beto Costa MODELO: Lucy Horn (Ten Model Management) STYLING / PRODUÇÃO DE MODA: BELEZA:

26


Blusa e saia Vitorino Campos, bolsa Fellipe Krein, sapatos Triton, bracelete e brincos Otavio Giora


Vestido Reinaldo Lourenรงo, sapatos Forum, colar Triton, bracelete Nadia Gimenes e brincos Maria Dolores


29


Shorts e jaqueta Forum, brincos Otavio Giora, braceletes Maria Dolores e Claudia Marisguia, colar Duza e sapatos Corello


Camiseta Alexandre Herchcovitch, saia e colar Uma, bracelete Lazara Design e brincos Maria Dolores


Colete e hot pants Ronaldo Fraga, pulseira Duza, anel Maria Dolores e sapatos Luiza Perea para Ronaldo Fraga


D⁄Esportes

Sangue, suor e porrada! POR:

Rozze Angel Divulgação

FOTOS:

34


Desde a sua primeira edição, em 1993, muitos brasileiros fizeram (e ainda fazem!) história no Ultimate Fighting Championship (UFC). Entre eles estão Anderson Silva e José Aldo atuais campeões das categorias de peso Médio e Pena, respectivamente. Dos campeonatos, o UFC é um dos que mais se destaca e com certeza, o maior de todos. A cada edição, uma cidade ao redor do mundo é escolhida como sede. Recentemente foi a vez de São Paulo receber o evento. Ou seria show? Digno de um grande espetáculo, é perfeitamente organizado e elaborado. Tem UFC.TV, UFC Store entre outras vertentes e o nome por trás deste império bilionário é Dana White. Um ex-boxeador que inclusive transformou a mortal Luta Livre, em um modalidade com regras (mas igualmente feroz) o Mixed Martial Arts (MMA). Em noite de combate, as TVs do planeta se conectam, amigos se reúnem e os mais privilegiados, podem assistir ao vivo. E é ai que, literalmente, o ‘bicho pega’. O MMA só aceita os melhores. Amadores não durariam um round no octógono. Apesar de ser muito controverso é também um dos esportes que mais cresce. Um lutador de verdade é aquele que equilibra dedicação, disciplina, treino e muita (muita) coragem. Em geral, treinam Jiu Jitsu, Muay Thai, Boxe, Karatê, Capoeira etc e misturam tudo isso. Daí o nome. Particularmente para o Brasil, dia de luta é dia de festa e quanto mais brasileiros no octógono, maior a vibração. No UFC on FX 7, o de São Paulo, Victor “The Phenom” Belfort deu um show ao derrotar o inglês Michael Bisping e levantou a torcida. Agora, só nos resta esperar até que Bruce Buffer diga novamente: It’s time!!!!! 35


D⁄Giros

Gastroturismo

Conheça cinco restaurantes imperdíveis na Praia do Rosa (SC). POR:

Carla Palmieri Roberto Salgado

FOTOS:

A Giros recentemente esteve na estonteante Praia do Rosa, em Santa Catarina, para mais um safári gastronômico com o intuito de conhecer mais a fundo a sua gastronomia local, que revela preciosidades escondidas por suas ruas rústicas. Visitamos cinco restaurantes imperdíveis, cada um com suas características e sabores refinados. E todos, sem exceção, proporcionarão a seus visitantes um prazer para todos os sentidos! Apresentamos a seguir um guia alternativo para os visitantes que queiram fugir dos lugares comuns e se tornar mais um apaixonado por este lugar mágico! Fuxicos & Comidas Porque ir? O lugar que já existe há quatro anos oferece aos comensais um menu de autoria da chef Arlete Garcia que possui diversos pratos da exótica culinária catalã, em um ambiente colorido e muito descontraído. Ideal para um bom bate papo ao ar livre no verão, tem também pequenas mesas aconchegantes para os dias mais frios. O que comer: Maluca do Mar salteado de legumes e frutos do mar marinados com uma leve redução de vinho do porto e arroz com coco (R$75 para duas pessoas) e o Brownie, bolo de chocolate com nozes, servido quente, que acompanha sorvete de creme e uma cremosa calda de chocolate (R$16). Tome Nota: Não deixe de ser atendido por Paula Vital, responsável pela cortesia e simpatia que caracterizam um atendimento personalizado. Todas as peças de decoração expostas no restaurante encontram-se à venda! Estrada Geral do Rosa, s/n - Centrinho do Rosa T.: (48) 3355-7388


Sapore Di Pasta

Porque ir? Este charmoso lugar comandado pela simpática chef Rô Reis oferece pratos consagrados da culinária italiana. Se você aprecia alta Tigre Asiático gastronomia em níveis comparáveis Por que ir? Há 12 anos no coração da Praia do Rosa, o espaço de Márcia Estela aos melhores restaurantes do planeta e valoriza detalhes como uma mesa do Nascimento reúne a gastronomia bem posta e decoração refinada, então de três importantes culinárias: a não poderá deixar de visitar este lugar Tailandesa, a Indonésia e a Japonesa, ou seja, os comensais poderão degustar que fica anexo à pousada Mourada dos sabores picantes, doces e exóticos. Sua Bougainvilles. cozinha genuína oferece pratos com especiarias e condimentos oriundos da O que comer: Spaghetti na Sépia de Nero massa artesanal com lascas de Ásia. salmão puxadas na redução de laranja O que comer: Goong Mangoo, camarão (R$69) e o Filé de Linguado grelhado com camarões e champignon puxados flambado com manga e especiarias. Servido em casquinha crocante de queijo no vinho branco, acompanha pomme parmesão, acompanha arroz de jasmim bouchon (R$70). (R$73) e o Phad Thay, camarão, noodles tailandeses (massa de arroz), legumes variados, molho de ostras, molho de peixe, suco de tamarindo e especiarias, polvilhado com castanhas picadas (R$69). Tome nota: O Tigre possui um cenário único, e sua arquitetura impressiona. Olhe atentamente para suas janelas e portas, todas importadas de Bali. A decoração possui móveis e obras de arte que encantam e o lugar contém uma suave iluminação. Se estiver em boa companhia não deixe de reservar uma das mesas românticas que o lugar oferece. Estrada Geral da Praia do Rosa s/n T.: (48) 3355-7045 www.tigreasiaticorestaurante.com.br

Tome nota: O lugar ocupa um chalé de alvenaria e madeira de lei a 60 metros acima do nível do mar e possui apenas 35 lugares, por isso não deixe de fazer reserva com antecedência. E para quem aprecia pratos como obra de arte fique atento às montagens vanguardistas dos pratos preparados pela chef, são incríveis! Início do Caminho do Rei - Praia do Rosa T.: (48) 3355-6100 www.pousadabougainville.com.br


Urucum

Lua Marinha

Tome nota: O chefe utiliza as autênticas panelas de barro do Espírito Santo, símbolo da culinária capixaba há quase 500 anos. E para os apaixonados por vinhos, não deixe de dar uma olhada na carta do Urucum, que é considerada uma das maiores do sul de Santa Catarina.

Tome nota: Sente-se e delicie-se com um cálice de vinho em frente à lareira do restaurante e curta o som ambiente que o lugar oferece, um ritual que valerá a pena ser vivenciado. A chef, que tem uma grande habilidade para criar pratos, oferece aos comensais uma receita inédita diariamente.

Estrada Geral da Praia do Rosa s/n T.: (48) 3355-7330

Estrada Geral de Ibiraquera, s/n T.: (48) 3354-0613

Porque ir? Conhecer a culinária contemporânea da chef Tais Muradas é uma experiência obrigatória para o gastroturista que estiver de passagem pela Praia do Rosa, pois seu menu autoral, com influência espanhola, é algo inusitado. Além disso, o restaurante possui uma O que comer: Peixe Branco grelhado na construção rústica rica em detalhes, com folha de bananeira, com purê de ervilhas mesas e cadeiras coloridas e um deck frescas, batata doce assada e vinagrete rodeado por bambus, onde você poderá desfrutar deliciosas noites de verão. de goiaba (R$90 para duas pessoas) e Risoto Ilha do Mel com arroz arbóreo, O que comer: Camarão ao Coco com lula, polvo, camarão rosa e camarão arroz cremoso de limão (R$90 para duas pequeno, preparados com cachaça pessoas) e Ostras Gratinadas com pêra e envelhecida e temperos brasileiros gorgonzola (R$45). (R$98 para duas pessoas). Porque ir? Este restaurante chefiado por Rafael Miralha possui uma das vistas mais impressionantes da Praia do Rosa, além disso, oferece um cardápio genuinamente brasileiro, apresentando a deliciosa cozinha capixaba.

www.restauranteurucum.blogspot.com.br www.luamarinha.com.br

38


D⁄Consumo

Go shopping!

Entregue-se ao pecado da cobiça, sem culpa. POR:

Daniel Amaral

Óculos Carolina Herrera para Wilvale de Rigo

Camisa de seda Versace

Bolsa em couro Giorgio Armani

Sandália Arezzo 40


Anel em metal com banho de ouro, Camila Klein Relógio H.Stern

Anel Trinity, Cartier

Serviços Arezzo: www.arezzo.com.br Camila Klein: (11) 3152-6027 Cartier: (11) 3759-3240 Empório Santa Maria: (11) 3706-5211 Giorgio Armani: (11) 3897-9093 H.Stern: (11) 3068-8082 Lampe Berger Paris: (11) 3062-1800 Versace: (11) 3088-8602 Wilvale de Rigo: (11) 3839-1900 *Os preços estão sujeitos à alteração.

Lamparinas Berger Paris

Moët Ice Impérial no Empório Santa Maria

42


D⁄Tendências

Sizzling Estilos, tendências e cores para o verão num mashup de ilustrações digitais e tradicionais. O retrô faz o futuro num jogo livre de técnicas. A aquarela interfere no digital criando um híbrido de calor e frescor. Um mutante. Evandro Belleza Marina Sprogis

ILUSTRAÇÕES: FOTOGRAFIA:

44

Chanel


Gucci

45


Blugirl

46


Balmain 47


Todos a bordo! Brasil Fashion Cruise comemora cinco anos de viagens pelo mundo da moda. Rozze Angel Lufe Gomes BELEZA: Jeferson Ribeiro e Fernando Nogueira MODELOS: Kaline Maciel, Mariana Carniello, Luiza Collet, Marine Hein e Carol Marra (ELO Management) DIREÇÃO CRIATIVA: FOTOGRAFIA:


As mulheres n達o sabem usar o poder que elas tem. Eu sei.


...Ă  flor da pele

www.dropsmagazine.com.br


#53 Fernanda P Leme