Page 38

break

Le canard Por Eliane Peres Ilustração Elisa Sassi

A

cabei de chegar do centro de Toulouse, onde almocei num dos meus lugares favoritos, um “fast food” artesanal e delicioso chamado Duck Me. Nunca tive o hábito de comer pato, ainda mais porque no Brasil não é uma carne comum, mas aqui... a história é bem diferente! O prato preferido dos franceses é o magret de canard, seguido por moules frites (mexilhões fritos), couscous, blanquette de veau (prato a base de vitela), gigot d’agneau (cordeiro), steak & frites, boeuf bourguignon e a raclette. Se fizéssemos uma lista aqui de Toulouse teríamos que incluir o cassoulet (feijoada branca) que é simplesmente divino e o prato mais típico da região (Haute-Garonne/Occitanie). Voltando ao pato, a França é o país número um do mundo em consumo desta carne, com

38

algo em torno de 3,3 kg de pato, por pessoa, por ano. É também o produtor número um de carne de pato na Europa, e o segundo maior produtor no mundo, ficando atrás somente da China. Mas, se você gosta de pato e tem pouco tempo, não há lugar melhor para uma refeição gostosa, feita na hora e com um excelente custo-benefício do que o Duck Me. Desde que provei seu hambúrguer de pato e as batatas fritas feitas na gordura de pato, virei fã de carteirinha. Fora que o menu inteiro deles é de ficar com água na boca. Tudo é bom demais. Hoje mesmo comi o Duck Sticks, espetinhos de magret de canard feitos na brasa, acompanhados de fritas ou salada. Eles também oferecem vinho em taça ou cervejas artesanais.

Drops#61 Mundo  

Atacama, Paris, Roma, Lisboa e Assisi

Drops#61 Mundo  

Atacama, Paris, Roma, Lisboa e Assisi

Advertisement