Page 1

ndo

no Mu

SOB O CÉU DO

#61 • @DROPSMAG • WWW.DROPSMAG.COM.BR • FREE EDITION

Atacama DESTINOS Paris Roma Lisboa Assisi


15 ANOS CAPAS EXCLUSIVAS EDIÇÕES ESPECIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS


content

8

editorial

12

stories Notícias curtas e rápidas.

18

wish list Leve a natureza para dentro de sua casa.

#DropsNaFrança

22

destination Meia noite em Paris, um roteiro dos sonhos.

38

break Le Canard.

40

check in Uma viagem no tempo pelos castelos franceses.

#DropsNaItália

54

journey Encante-se com a magia de Assisi.

62

experience Hospede-se em um palácio em Roma.


#DropsNoAtacama

70

cover Você tem que conhecer San Pedro de Atacama. Observatório do Explora Atacama. Foto: Fermanda Santos

#DropsEmPortugal

82

let’s go Onde ficar no coração de Lisboa.


AGRADECIMENTOS Bruno Martins, Carol Bastos, Camila Ohana, Elena Angeletti, Maura Attui, Rita Cosme, Rui de Sousa, Salão La Racine.

Sócio Fundador FREDY CAMPOS Editora ROZZE ANGEL (MTB 29482) Marketing TATIANE GRECO Arte ANGEL LAB Redação REDACAO@DROPSMAG.COM.BR Publicidade PUBLICIDADE@DROPSMAG.COM.BR

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A DROPS MAG é uma publicação da Editora DROPS. Com distribuição gratuita, fala sobre moda, arte, cultura, entretenimento, música, gastronomia e tudo o que acontece na cena urbana e contemporânea. Apenas quem consta no expediente tem autorização para falar em nome da DROPS. É necessário uma carta datada impressa em papel timbrado assinado pelos editores. Os artigos são de exclusiva responsabilidade dos autores e fica expressamente proibido a reprodução total ou parcial. DROPS MAG Alameda Ministro Rocha de Azevedo, 1102 Jardim Paulista | 01410-002 - São Paulo-SP

Tel: +55 11 95047.1200 FOLLOW @DROPSMAG

WWW.DROPSMAG.COM.BR


ILHA DE GUARUJÁ S Ã O PA U LO • B R A S I L

Delphin Hotel Guarujá CENTRAL DE RESERVAS [13] 3797-6000 reservas@delphinhotel.com.br www.delphinhotel.com.br


editorial

Caçadores de aventuras

Drops sempre foi mais do que uma revista. Tanto que dizemos que não somos equipe, somos família. Não escrevemos matérias, compartilhamos histórias e experiências. Nos tornamos uma comunidade de desbravadores em busca do melhor conteúdo para nossos leitores em duas versões: #DropsNoBrasil e #DropsNoMundo. Agora, embarcamos em uma missão de encontrar os destinos mais surpreendentes e neles, selecionar aqueles roteiros dos sonhos. Sim, queremos alimentar seu hedonismo com sugestões dos lugares mais incríveis para se conhecer, ficar ou comer. Nessa edição, o clima é de equilíbrio. Seja em meio a natureza exuberante de Fernando de Noronha, ou degustando iguarias na Chapada Diamantina. Se hospedando em castelos, palácios ou mesmo em barracas no meio do deserto. Aproveitando o dia a beira da piscina, no Spa ou caminhando por ruelas e trilhas antigas. Não importa, temos sugestões para todas as aventuras que você queira viver. Todas claro, testadas e aprovadas. Agora siga em frente e embarque nessa jornada com a gente! Rozze Angel | editora eu@rozzeangel.com.br

8


cast


#61 Na escada, de cima para baixo: o colunista de arquitetura Clay Rodrigues (@clayrodrigues); a colunista de moda Liane Banca (@lianebanca); a correspondente na Europa Thais Amormino (@italyluxe); o PR Dori Neto (@dorineto); a jornalista Camila Neves (@camilaneves); a consultora de estilo Cris Papa (@chrispapa); a fotógrafa Fernanda Santos (@fersantoss); e a editora Rozze Angel (@rozzeangel). No cháo, da esq. p/ dir.: o jornalista Paulo Greca (@paulogreca); a colunista de bem-estar Andrea Godoy (@dra_andreagodoy); o publisher Fredy Campos (@ffredycampos); Tati Greco no marketing (@tatigreco); o produtor Fabio Vianna (@fabinhovianna); e o colunista de artes Alvaro Sabra (@alvarosabra). Colaboraram também nesta edição: a colunista de gastronomia Carla Palmieri (@carlapalmieri); a ilustradora Elissa Sassi (@elisasassi); a colunista Eliane Peres (@eliperes), a jornalista Simone Farret (@simonefarret; o diretor criativo Marco Antônio Ferraz (@marcoantonioferrazoficial) e o fotógrafo Binho Dutra (@binhodutraphoto).


stories

Por aí... com Rozze Angel

Top 10 dos destinos favoritos de brasileiros em lua de mel Em um levantamento exclusivo realizado pelo site iCasei, Cancun, no México, aparece no topo da lista de destinos favoritos de brasileiros em lua de mel. A pesquisa, baseada em cerca de 61 mil casamentos realizados em 2017, cadastrados na plataforma, apontou também duas cidades no país que estão neste Top 10. Confira. 1o Cancun, México 2o França 3o Itália 4o Punta Cana, Rep. Dominicana 5o Tailândia 6o Gramado, RS, Brasil 7o Natal, RN, Brasil 8o Portugal 9o Grécia 10o Chile www.icasei.com.br

Restaurante 2 estrelas Michelin seleciona vinho Miolo para harmonizar cardápio premiado Sat Bains, um luxuoso restaurante instalado no hotel homônimo, em Nottingham, na Inglaterra, acaba de receber 2 estrelas na edição 2018 do Guia Michelin. Para harmonizar com seu premiado cardápio, selecionou o brasileiríssimo Miolo Reserva Chardonnay que acompanha a versão de vieiras do chef, o tagliatelle de couve-rábano e o velouté de ostras com caviar. O vinho, elaborado no Rio Grande do Sul, com a uva considerada a rainha entre as brancas, tem passagem por barricas de carvalho francês, aromas frutados e um acentuado frescor. Vale citar que a vinícola Miolo é a única brasileira servida no lounge VIP da British Airways, no aeroporto de Heathrow, em Londres. www.restaurantsatbains.com


Cinco parques de diversões radicais em SP Não muito longe da capital é possível encontrar alguns parques de diversões bem inusitados, com atrações que vão agradar adultos e crianças. Partindo do centro de São Paulo, escolha seu destino de acordo com o percurso e divirta-se. • 1h de distância: Wet’nWild Esse parque aquático dispensa apresentações, pois é, sem dúvida, um dos melhores do país. Tem brinquedos de todos os níveis, de radicais até os mais calminhos, para quem curte sombra e água fresca. www.wetnwild.com.br

• 1h30 de distância: Ski Park Sim, você leu direito, é um parque para esquiar, mas claro que as pistas são de “neve” artificial. Além disso, tem patinação ecológica, arvorismo, torre de escalada, teleférico, campo de paintball, treino de arco e flecha, trilhas e passeios a cavalo e um tobogã de 350 metros de extensão. www.skipark.com.br

• 2h30 de distância: Tarundu Aqui também tem patinação no gelo, além de outras atrações indoor e outdoor como tirolesa, arvorismo, escalada, bóia-cross, pista de minigolfe e até passeios

de balão. Tem ainda tiro esportivo, paintball, uma cama elástica para praticar trampolim e bolas gigantes infláveis para você rolar por lá.

www.tarundu.com.br

• 3h de distância: Parque dos Sonhos Para quem curte ecoturismo, esse parque oferece trilhas, cachoeiras, piscinas naturais e aventuras mais radicais como rapel, tirolesa, bóiacross, rafting, arvorismo e escalada. Como é um hotel tem opção de hospedagem, visitação ou day use. www.parquedossonhos.com.br

• 3h de distância: Aventurah Com atividades em terra, no ar e na água, esse parque é um dos mais radicais. Além de rapel, escalada e tirolesa aquática, oferece atrações com um nível alto de adrenalina como rafting em corredeiras, wakeboard, ski e passeios de quadriciclo. Algumas atividades precisam ser agendadas com antecedência. www.aventurahbrotas.com.br


Proteção solar com estilo O estilista Dudu Bertholini se uniu a marca UV.LINE, para criar uma coleção que, além de muito estilo, oferece ainda proteção solar. Intitulada Resort, todas as peças possuem proteção FPU50+ que bloqueiam 98% dos raios UVA e UVB. São duas estampas: Zíngaras, que significa ciganas em italiano, é a mais sofisticada e Aloha, é a mais descontraída. “Funcionalidade e estilo são as palavras chave dessa coleção”, disse o designer. Tanto que tem um capuz que pode ser usado como saia ou blusa cropped, e uma canga que vira frente única ou cardigã. www.uvline.com.br

Miami, porto de partida e regresso do luxuoso cruzeiro da Oceania Cruises Batizado Riviera, o cruzeiro da Oceania Cruises oferece um roteiro de charme saindo de Miami (EUA) rumo a América Central. Com capacidade para 1250 hóspedes, são dez dias de viagem percorrendo a rota dos paraísos tropicais como George Town, nas Ilhas Grand Cayman; Cozumel e Costa Maya, no México; Roatán, em Honduras; Santo Tomás, na Guatemala; Harvest Caye, o porto-resort de Belize; voltando aos Estados Unidos, Kay West e Miami. As acomodações são de luxo extremo, decoradas com a Ralph Lauren Home Collection, e a gastronomia, comandada pelo chef Jacques Pepin, é servida em dez restaurantes, seis deles gourmet - open seating (sem custo adicional), como o Jacques, de gastronomia francesa e o Red Ginger, de culinária tailandesa, japonesa e vietnamita. Próximos embarques: 16 de fevereiro e 8 de março. www.oceaniacruises.com


Está aberta a temporada de esqui na República Tcheca Se sua programação inclui neve e esportes, a República Tcheca é o seu destino com mais de 20 estações de esqui, das mais populares às mais requintadas. Monínec fica próximo a capital Praga e como utiliza a tecnologia de neve artificial, funciona de outubro a março, com duas pistas: uma de 1200 metros e outra de 600. Para quem viaja com a família a sugestão é Lipno, que além da pista com 11 quilômetros de extensão, tem opções de entretenimento até para quem não esquia, como o Acquaworld. Já o complexo Špindlerův mlýn que compreende quatro montanhas, tem pistas com diversos níveis de dificuldade, além

de trilhas de cross country. Nele estão instalados os centros de bem-estar, spas e hotéis de charme. Quem quiser curtir toda a temporada sem transtornos pode adquirir o Czech Skipass é um bilhete de passe livre que possibilita o uso de 175 cadeiras e elevadores nos 23 principais resorts de esqui tchecos. Preços a partir de R$ 1700. Crianças, jovens até 18 anos e idosos tem tarifas especiais. www.czechtourism.com


Fotos: divulgação

Expedição musical e cultural sobre quatro rodas A bordo do Citroën AIRCROSS, a dupla de influenciadores Leo Longo e Diana Boccara mapeou o Brasil em uma expedição que percorreu roteiros turísticos e musicais. Foram mais de 3 mil quilômetros, de Recife, passando por Salvador, Brasília até chegar a São Paulo. Em cada parada, uma descoberta. De novos talentos da música a artistas locais, de cultura a gastronomia. Tudo devidamente documentado e que agora será apresentado tanto no Trilhas Citroën AIRCROSS, um programa na rádio Novabrasil FM; em uma série de nove vídeos compartilhados nas redes sociais da montadora, no @coupleofthings no Instagram, bem como no blog criado especialmente para o projeto. www.trilhascitroen.com.br

Alexandre Herchcovitch assina novos uniformes da Gol Em um processo de desenvolvimento que deve durar cerca de dois anos, o estilista Alexandre Herchcovitch vai criar os novos uniformes da companhia aérea. Sua missão é agregar seu estilo ímpar às peças sem que elas percam a funcionalidade e mantendo uma identidade diferenciada de acordo com cargos e funções da equipe. Para isso, o estilista vai visitar destinos para, inclusive, entender a diversidade climática na vasta malha de vôos e vivenciar um pouco do dia a dia dos colaboradores que participarão da aprovação dos protótipos. “A praticidade aliada à estética esperada e condizente com o novo momento da Gol são os desafios”, comenta Herchcovitch. www.voegol.com.br


Festival promove a alta gastronomia orgânica De onde vem sua comida? Essa é a pergunta que o Off, Organic Food Fest faz aos consumidores, ao mesmo tempo em que convida para descobrir os benefícios e sabores da alimentação orgânica. Em sua 6a. edição, reúne casas de São Paulo e Rio de Janeiro que aceitaram o desafio de construir pratos com ingredientes sustentáveis e livres de agrotóxicos a preços acessíveis. Entre elas, Clos, Mercearia do Conde, Nambu entre outros restaurantes da alta gastronomia. As chefs de alimentação saudável e apresentadoras de TV, Bela Gil e Tati Lund, são destaques na programação. Os menus tem preço fixo, por pessoa, de R$ 55

no almoço e R$ 88 no jantar, todos com 3 tempos: entrada, prato principal e sobremesa. É obrigatório que pelo menos 50% dos ingredientes utilizados sejam orgânicos, mas muitos chefs atingem a marca de 100%. O Off vai até 4 de fevereiro. www.organicfoodfest.com.br

Turismo gastronômico em alta Uma pesquisa realizada pelo Booking.com revelou que os destinos gastronômicos estão em alta. A plataforma analisou a opinião de 19 mil viajantes de 26 países para determinar as tendências para 2018 e descobriu que a culinária típica será o principal atrativo nos roteiros neste ano. Um em cada cinco brasileiros planejam viajar para um destino apenas para saborear a comida local e quatro em cada dez escolhem os destinos com base na avaliação dos seus restaurantes. E claro, 40% dos viajantes planejam tirar foto das comidas para postar em suas redes sociais. No quesito “comida de rua”, cidades como Bangkok (Tailândia), Taipei (Taiwan), Hanói (Vietnã), Istambul (Turquia) e George Town (Malásia) lideram o ranking. www.booking.com


wish list

2 1

3

Decor com vida Leve a natureza para dentro da sua casa Por Rozze Angel 4

5

1. Casa de Passarinho BirdHouse Gotinha, Lattoog para DonaFlor - R$ 375,20 www.donaflormobilia.com.br

4. Abajur Oliver em madeira maciça, de Marcio Neri para La Lampe - R$ 1.126 www.lalampe.com.br

2. Banco Trapeze Mel - R$299,90 www.etna.com.br

5. Mesa Falésia inspirada na formação geográfica encontrada no Nordeste brasileiro, Estúdio Mula Preta - Preço sob consulta www.mulapreta.com

3. Vela planta suculenta - R$ 39,90 www.imaginarium.com.br 18


Fotos: divulgação 6

7

8 9

6. Poltrona Liverpool, Calu Fontes para Tok&Stok - R$ 1.980 www.tokstok.com.br 7. Vaso Pós-Tropical, Guilherme Wentz para Decameron - R$ 824 www.decamerondesign.com.br

8. Reprodução em poliuretano do elefante criado originalmente em madeira, por Charles e Ray Eames, em 1945, Vitra para Micasa - R$ 1.690 http://micasa.com.br 9. Quadro Moldura Minuto - R$ 1.710 http://molduraminuto.com.br 19


@DropsMag

#DropsNaFranรงa #DropsEmParis #DropsNosCastelos


Ooh Lala. Histรณrias, realeza e modernidade. @CamilaNeves @EliPeres @ElisaSassi @Rozze Angel


destination

Meia noite em Paris

Embarque em uma viagem dramática e viva as emoções de se estar em uma cidade que é um verdadeiro cenário de filme. Por Camila Neves e Rozze Angel


Q

uem ainda não assistiu ao filme Meia Noite em Paris, de Woody Allen, um aviso: esta matéria contém spoilers. Na trama, um jovem escritor desembarca na bucólica capital francesa, em busca de inspiração para seus livros. Mal sabia ele que o destino colocaria em seu caminho ilustres anfitriões, como F. Scott Fitzgerald, Gertrude Stein, Ernest Hemingway e até mesmo, Salvador Dali. Como não se inspirar assim? Mas saiba que, ainda hoje, a Paris de verdade, é tão inspiradora quanto a do filme. Percorrendo suas ruas também se viaja no tempo. Pode ser que você não encontre com um escritor famoso

de décadas passadas vagando por aí, mas se quiser, pode se hospedar no mesmo quarto onde Oscar Wilde viveu seus últimos anos ou visitar o museu-cenário do filme Código da Vinci. Pode, inclusive, curtir a noite em um dos restaurantes da série Sex and The City. Dá ainda para comer, rezar e amar à vontade também. Afinal, a Cidade Luz sempre será o cenário perfeito para qualquer história e o destino certo de românticos a amantes de boa gastronomia, de fashionistas a aficcionados em arte. E chegando a Paris é só se jogar no roteiro turístico tem-que-ter que a DROPS preparou com carinho para você. 23


O QUE VISITAR

Fotos: acervo e divulgação

Louvre O Código Da Vinci popularizou ainda mais o que já era das mais concorridas atrações de Paris: o Museu do Louvre. Por isso, reserve um dia inteiro e vá preparado para enfrentar grandes filas na entrada. Sapatos confortáveis são bemvindos. Na parte de dentro, as aglomerações se limitam às obras mais famosas: Vênus de Milo e Mona Lisa. Os luxuosos cômodos

de Napoleão III também valem a visita. O acesso às coleções permanentes é gratuito para todos os visitantes nos primeiros domingos de cada mês. Nos demais dias, a entrada custa €15. Quem curte arte não pode deixar de ir também ao Musée d’Orsay (€12), dedicado ao impressionismo, e ao Centre Pompidou (€14), de arte contemporânea.


Torre Eiffel É preciso tempo e paciência para subir os 324 metros do principal cartão postal da cidade, mas não dá para ir a Paris e não visitar a torre, né? A fila interminável para subir de elevador (€17) dura ao menos uma hora. Para não ter que esperar, uma boa opção é subir as escadas até o primeiro andar e pegar o elevador dali. Outra opção é reservar mesa em um dos restaurantes da torre, 58 Tour Eiffel ou Le Jules Verne, e garantir acesso pelo elevador privativo. É magnífica de dia, e chama ainda mais atenção ao anoitecer, quando brilha de hora em hora por aproximadamente cinco minutos.

Bateaux-Mouches Andar de barco pelo Sena pode soar clichê, mas é inesquecível. A bordo dos Bateaux-Mouches (€13,50) é possível avistar uma boa quantidade de monumentos que adornam as águas do rio. Alguns barcos oferecem passeios noturnos com jantares, num ambiente romântico com Paris iluminada ao seu redor.

25


Arco do Triunfo Para chegar ao arco, não tente atravessar a praça a pé. Pegue o túnel que conduz ao monumento na esquina da Champs-Élysées. As esculturas da fachada do arco são famosas, assim como os 284 degraus de escada que levam ao terraço. Como recompensa, uma bela vista das doze avenidas de Haussmann. Place de la Concorde É onde está o Obelisco de Luxor, polêmico presente do Egito para a França, e a fotogênica roda gigante. É também onde Luis XVI e Maria Antonieta foram decapitados durante a Revolução Francesa. Rue Faubourg Saint Honoré Versão mais luxuosa e elegante da Oscar Freire, em São Paulo, a rua conta com lojas de grifes como Hermès, Burberry e Christian Louboutin e milionários hotéis cinco estrelas. É também o endereço da loja mais cool da cidade, a Collete – a melhor para garimpar as novidades de moda, beleza e cultura do momento. Pertinho dali estão as famosas Galleries Laffayette, paraíso para os amantes das compras, e a Place Vendôme, endereço igualmente luxuoso onde encontram-se as joalharias mais exclusivas da Cidade Luz, além do incensado hotel Ritz.


27


28

Champs Elysées A emblemática avenida de Paris começa no Arco do Triunfo e termina na Place de la Concorde. É ótima de caminhar, mas não tão boa assim para se alimentar – fuja dos restaurantes pega-turistas da região! A dica não vale para o café da Ladurée presente ali – onde o

brunch servido aos domingos, com ovos mexidos, sanduíches e, claro, macarons, é divino. Lojas como Sephora e Louis Vuitton, que têm preços tabelados, também valem a visita. E caso precise de farmácias 24 horas, é ali que você vai encontrar.

Ponte Alexandre III A mais bela e famosa das 37 pontes sobre o Rio Sena. Trata-se de um presente do Tsar Alexandre III da Rússia para a França, por ocasião da Exposição Universal de Paris de 1900 e faz parte do conjunto arquitetônico formado pelo Grand Palais e Petit Palais. Outra ponte

que merece atenção é a Pont des Arts, onde casais apaixonados costumavam imortalizar seu amor deixando um cadeado com suas iniciais preso às suas grades metálica de proteção. Mas, em junho de 2015, todos os cadeados foram retirados, já que estavam danificando a estrutura da ponte.


ONDE FICAR / ONDE COMER

Nossa luxuosa sugestão de hospedagem, o Le Bristol Paris, do grupo Oetker Collection, já preparou uma programação completa para o final do ano com direito a decoração especial com carruagens e floresta encantada, menu exclusivo em seus dois restaurantes estrelados pelo Guia Michelin – o Epicure e o 114 Faubourg –, além de curadoria top de presentes natalinos na boutique Eden Being e presentes escondidos nas suas dependências para as crianças, pelo próprio Papai Noel.


Por sinal, sendo hóspede ou não, o jantar do Le 114 Faubourg é imperdível. Premiado com uma estrela Michelin desde 2013 e comandado por Eric Frechon, conta com atendimento impecável e pratos irresistíveis, que unem sabor e bela apresentação. Garanta sua mesa com reserva antecipada e chegue ao menos com meia hora de antecedência, para antes bater perna pela elegante Rue du Faubourg Saint-Honoré.

www.oetkercollection.com/destinations/le-bristol-paris 31


L’Hotel O menor hotel cinco estrelas em Paris, é também um dos mais icônicos. Considerado um daqueles refúgios secretos, recebe celebridades e personalidades que buscam por privacidade. Localizado no coração do bairro Saint-Ger main-des-Prés,na margem esquerda do Rio Sena, está cercado de riquezas culturais e pela mais alta moda européia. Jacques Garcia, um renomado designer de interiores, remodelou todo o hotel, mas manteve a atmosfera original, a mesma do tempo em que foi a última casa do escritor Oscar Wilde. No seu subsolo, onde aconteceram as festas mais badaladas dos anos 1960, frequentadas por artistas como Mick Jagger, está instalada hoje a piscina e o SPA, com produtos exclusivos da marca Green & Spring. Por sinal, os amenities do L’Hotel são um luxo à parte assinados pela marca italiana Marvis. Estando por lá, aproveite para jantar no Le Restaurant, uma estrela Michelin, e estender a noite no Le Bar, com seus drinks irresistíveis. Perfeito para estadias de, no mínimo, três noites na cidade luz. Tanto o hotel quanto o restaurante tem ocupação máxima o ano todo, então faça o booking com muita antecedência. www.l-hotel.com


Bel Ami - Paris Num contraponto temporal, o hotel Bel Ami é puro design contemporâneo. Adepto do estilo conforto-chique, também está no coração de Saint-Germain-desPrés, perto de bons restaurantes, livrarias e galerias de arte. Por sinal a dica é: fique ali e faça uma verdadeira expedição urbana cultural pelo bairro. No total, são 108 quartos, a maioria pequenos em espaço físico, mas que esbanjam em charme. O serviço é bom, tem também um pequeno SPA e um brunch que surpreendem. pt.hotelbelami-paris.com


Le Gabriel - La Resérve Um dos restaurantes mais bombados de Paris, o Le Gabriel, está localizado no hotel La Reserve, um dos endereços mais elegantes da capital francesa. Quanto superlativo, né? Mas é a mais pura verdade. Com duas estrelas Michelin, oferece uma gastronomia francesa contemporânea com menu inspirado nas estações do ano. Como entrada a sugestão é a Burrata que derrete na boca, seguida pelo estrelado Cabillaud (bacalhau) com arroz de manjericão e avocado ao molho curry, como prato principal. Simplesmente indescritível. Para fechar com chave de ouro dê uma esticadinha até o bar para provar a Fraise des Bois, tudo harmonizado com muita criatividade. Se preferir, pode ficar hospedado por lá, um luxo que não intimida, e aproveite uma das vistas mais lindas da cidade. www.lareserve-paris.com 34


Kong - Maison Famoso por ter aparecido no seriado Sex and The City, o bar Kong mais parece uma nave espacial que pousou na cobertura da Maison Kenzo, com vista para a Pont Neuf. Inaugurado em 2003, pelo empresário Laurent Taieb, é uma obra de arte criada por muitas mãos: Philippe Starck projetou a decoração;Vincent Ressel idealizou a cozinha, hoje comandada pelo chef francês Richard Pommiés; Beatrice Ardisson comanda as pickups; e Ara Starck criou as pinturas que transformam o espaço em uma representação da cultura oriental modernérrima de Tóquio. Seja para um belo brunch, um drinque seguido de balada, ou um jantar, é parada obrigatória em Paris. Mas a reserva é concorridíssima e só pode ser feita por telefone. www.kong.fr


Maison de La Truffe Inaugurada em 1932, a Maison de La Truffe é o verdadeiro paraíso para os amantes de trufas. Especializada na iguaria, oferece diversas opções de cardápio, para os mais variados gostos (e bolsos). Sugestão: comece pelos ovos mexidos com trufas negras e depois se jogue no Tagliatelle com trufa e Foie Gras ou o Filet de Boeuf Rossini e fritas. Para finalizar, a cheesecake trufada é uma ótima pedida. 36

www.maison-de-la-truffe.com


break

Le canard Por Eliane Peres Ilustração Elisa Sassi

A

cabei de chegar do centro de Toulouse, onde almocei num dos meus lugares favoritos, um “fast food” artesanal e delicioso chamado Duck Me. Nunca tive o hábito de comer pato, ainda mais porque no Brasil não é uma carne comum, mas aqui... a história é bem diferente! O prato preferido dos franceses é o magret de canard, seguido por moules frites (mexilhões fritos), couscous, blanquette de veau (prato a base de vitela), gigot d’agneau (cordeiro), steak & frites, boeuf bourguignon e a raclette. Se fizéssemos uma lista aqui de Toulouse teríamos que incluir o cassoulet (feijoada branca) que é simplesmente divino e o prato mais típico da região (Haute-Garonne/Occitanie). Voltando ao pato, a França é o país número um do mundo em consumo desta carne, com

38

algo em torno de 3,3 kg de pato, por pessoa, por ano. É também o produtor número um de carne de pato na Europa, e o segundo maior produtor no mundo, ficando atrás somente da China. Mas, se você gosta de pato e tem pouco tempo, não há lugar melhor para uma refeição gostosa, feita na hora e com um excelente custo-benefício do que o Duck Me. Desde que provei seu hambúrguer de pato e as batatas fritas feitas na gordura de pato, virei fã de carteirinha. Fora que o menu inteiro deles é de ficar com água na boca. Tudo é bom demais. Hoje mesmo comi o Duck Sticks, espetinhos de magret de canard feitos na brasa, acompanhados de fritas ou salada. Eles também oferecem vinho em taça ou cervejas artesanais.


Atualmente, existem dois restaurantes Duck Me no centro de Toulouse e um no centro de Labege (fica a uns 20 minutos daqui de casa). E esta semana estão procurando um local para abrir o primeiro Duck Me em Paris! Tenho certeza de que vai fazer um super sucesso! Apesar de ser um lugar onde se come relativamente rápido, os franceses gostam muito de apreciar todo o tempo que tem disponível para o almoço. Tanto que muitos estabelecimentos fecham nesse horário sagrado. Antigamente, chegava-se a demorar mais de uma hora à mesa do almoço, mas claro que esse tempo foi diminuindo com a correria da vida moderna. E aqui os restaurantes abrem somente no horário de almoço e jantar – dá pra contar nos dedos de uma mão os lugares que ficam abertos e servem comida fora do horário normal.

Algumas curiosidades: existem 171 tipos de pratos feitos com pato, cada pato oferece dois magrets, são mais de 100 metros de linguiça de pato vendidos por semana, e as regras para criação de pato são extremamente rígidas, muito mais que outros animais. Existe todo um respeito pelo animal e as frequentes fiscalizações certificam que tudo seja seguido à risca. O desafio que me resta agora é comprar pato no mercado e fazer em casa – especificamente o magret de canard (peito de pato) – o confit de canard com batatas eu já fiz e ficou divino! Todos os melhores mercados vendem carne de pato e foie gras... só precisa acostumar! 39


check in

Roteiro dos Castelos:

França em timelapse Viva um momento de realeza, se hospedando em castelos hoje transformados em hotéis e experimente a sensação de voltar no tempo.

Por Rozze Angel

S

e vai viajar e quer sair do convencional, escolher entre um dos muitos chateaux franceses que foram convertidos em hotéis pode ser uma opção, literalmente, encantadora. Cada um tem sua história e em cada canto, uma referência que te desconecta do 40

presente e te transporta para um passado distante. Claro que, como hospedarias, são devidamente modernizadas para atender aos padrões atuais de conforto. Mas, o charme e austeridade tão marcantes na história antiga parecem impregnados em cada rocha, de cada parede.


Hôtel la Croix Blanche Mont-Saint-Michel

Fotos: acervo e divulgação

Chateau de Canisy

Chateau de Noizay Le Manoir Les Minines


42


Chateau de Canisy O Chateau de Canisy é um símbolo de tradição. Sua majestosa construção, datada do início do século XI, assistiu da Revolução Francesa ao Renascimento, passando pela Reforma Protestante, o Impressionismo e ao Dia D, bem como a diversos outros eventos históricos. Perto de celebrar seu milésimo ano de existência, sempre pertenceu a mesma família. Hoje, como hotel, oferece a seus hóspedes dezoito quartos e suítes, todos decorados com móveis antigos e pinturas que criam uma atmosfera única, autêntica e refinada. Uma verdadeira experiência la vie de chateau, de como a nobreza vivia nas épocas passadas, claro que com as devidas adaptações e benefícios dos tempos modernos. O hotel é avaliado como 4 estrelas, mas com uma hospitalidade singular: você será recebido como amigo e se sentirá como um convidado do rei. Café da manhã incluso e o jantar tem que ser reservado com antecedência. E não se espante se, ao percorrer os corredores, der de cara com um príncipe, ou um político famoso... diversas personalidades mundiais costumam se hospedar por lá. www.chateaudecanisy.com 43


Chateau de Noizay Envolto por uma áurea de conspiração e aventura, o Chateau de Noizay está instalado às margens do Loire, no coração dos vinhedos de Vouvray, entre Amboise e Tours. Antes, foi residência de nobres no século XVI e palco de um verdadeiro duelo entre protestantes e católicos. Hoje, transformado em um charmoso hotel, tem 19 quartos personalizados, em dois edifícios distintos: o Castelo e o Pavilhão de l’Horloge (Pavilhão do Relógio). 44

Tudo cercado por um incrível parque fechado, em estilo Renascentista, que tem campo de tênis, piscina externa aquecida, terraços e jardins. Por dentro, oferece uma atmosfera de encantamento, com salas de estar, o bar e o restaurante gourmet.Vale até fazer uma selfie na escadaria de madeira e vitrais de La Reanudie e Castelnau. Experimente o estilo de vida real nesse 4 estrelas que é pet friendly e percorra sua vizinhança de bicicleta para completar a jornada. www.chateaudenoizay.com


45


Le Manoir Les Minines Construído no século XVIII, o encantador hotel quatro estrelas Manoir Lês Minimes está instalado no centro da região dos Castelos de Loire. Erguido onde antes existia um mosteiro medieval, sua localização é privilegiada: aos pés do Chatêau d’Amboise, um dos mais belos castelos da região, que pode ser avistado de quase todos os 13 quartos e 2 suítes.

46


É o ponto de partida para uma verdadeira expedição pela região, que pode ser feita de carro, ou, para os mais preparados, de bike que é uma ótima opção de aventura. Para aqueles que querem escapar do tradicional, existe ainda a opção do passeio de balão. Perfeito para viajantes solitários, casais e até mesmo para a família toda. Aproveite para apreciar a gastronomia local. A poucos metros do hotel, caminhando a pé mesmo, o que não faltam são opções de restaurantes. www.manoirlesminimes.com 47


Hôtel la Croix Blanche Mont-Saint-Michel é um dos pontos turísticos mais visitados da França e um local de peregrinações constantes. Situada entre Normandia e Bretanha, a ilhota rochosa ostenta uma grande abadia datada do século XIII. No seu topo, a 170 metros de altura, uma estátua dourada homenageia o arcanjo São Gabriel. Você pode tanto passar apenas o dia por lá, saindo e retornando a Paris, como se hospedar na região.

Para quem escolher a segunda opção a dica é ficar no Croix Blanche, um hotel 3 estrelas que fica bem próximo ao portão de entrada. Rústico e charmoso, tem paredes em pedras e mobiliário antigo. Mas um aviso: não tem elevador. Os hóspedes encaram uma escada em espiral estreita para chegar aos quartos, que embora sejam pequenos, são bem confortáveis. Mas é claro que, no final, tudo vale a pena. Visitar Mont-SaintMichel te leva de volta a época medieval. Saindo do hotel é só seguir a estrada de pedras e se chega lá. O cenário complementa a viagem no tempo com sua atmosfera bucólica. Para quem só for visitar, o estacionamento fica no continente e tem um serviço de transporte gratuito que leva você até bem próximo ao Monte. Prepare-se, tem muitas escadarias, e por isso, não é acessível a pessoas com dificuldade de mobilidade. Sugestão: separe uma mala pequena com poucas roupas para a sua estadia ou deixe as malas grandes no carro, é muito seguro. www.hotel-la-croix-blanche.com 49


Onde comer La Mère Poulard é o restaurante mais famoso de Mont-Saint-Michel, fundado em 1888. Localizado logo na entrada do Monte, oferece um omelette soufflée considerado seu prato mais famoso. Preparado à moda antiga, é aberto sobre o fogo e pode ser apreciadas como entrada, prato principal ou até mesmo, sobremesa. Só o preço que é um pouco salgado, em torno de €49, mas o ambiente é super aconchegante.

50


@DropsMag

#DropsNaItรกlia #DropsEmAssisi #DropsEmRoma


Lugar que transforma nossa jornada terrena. @ItalyLuxe #ThaisAmormino


journey

Assisi,

além de San Francesco e Santa Chiara!

Alguns cantos do mundo, assim como pessoas que encontramos pelo caminho, nos proporcionam sensações e reconhecimentos inéditos que transformam nossa jornada terrena. Trazem mais beleza, simplicidade, inteireza, amor, leveza. Dão sentido a questões existenciais, e claro, mudam completamente as nossas vidas. Agora imagina encontrar um cantinho no mundo onde esse despertar é pleno: Assisi. Uma pequena cidade medieval, parada em algum “tempo mágico”, no alto do Monte Subásio. Por Thais Amormino 54


55

Fotos: divulgação


L

á se vão mais de 20 anos viajando muito afora, tantos países, tantas descobertas e, no meio, sempre muitas surpresas. Gosto de viagens onde meu spirit se conecta, meu coração acelera e me misturo com os locais. Basicamente isso que vivo quando estou por aí, puxando a mala. Sim, sempre tive vontade de conhecer Assisi, mas nada que fosse “aquele destino da lista”. Até que num sábado em Roma, conversando com amigos, decidi: amanhã vou sozinha visitar a cidade. Afinal, moro a quase seis

56

anos na citta eterna e ainda não tinha ido a região de Umbria. De Roma, de trem ou de carro, a viagem dura umas duas horas e meia. Fica a dica: vá nas primeiras horas da manhã, a Trenitalia tem um trem bem cedo, só conferir no site deles. De avião, se chega a Perugia e de lá são 30 minutos até Assisi. Para conhecer de verdade e experienciar tudo que a cidade possa te oferecer, recomendo de 3 a 4 noites. Agora se vai em busca da fusão espiritualidade, gastronomia, arte, história, um visual de tirar o fôlego e natureza, como eu, uma semana no mínimo.


e, em 399 a.C, conquistada pelos Romanos que então fundaram uma colônia chamada de Asisium. Por volta do ano 1000 tornou-se uma comuna independente. Foi neste período que conheceu um desenvolvimento extraordinário, sobretudo graças aos movimentos monásticos e aos inúmeros trabalhos e obras de San Francesco. Por quase três séculos, Assisi foi domínio de poucas famílias nobres como a de Gian Galeazzo Visconti de Montefeltro; Braccio Fortebraccio e Francesco Sforza. Até meados do século XVI quando a Úmbria foi conquistada pelo Papa Paolo III. Restabelecido o controle papal sobre a cidade, só no século XIX Assisi tornou-se parte do nascente estado italiano e é o que conhecemos hoje. Já saindo da estação rumo à cidade, seja de carro ou ônibus, a sensação é de estar entrando em um local divino e mágico, ainda mais se estiver coberta por neblina ou nuvens. Chamo de minha “Avalon das Montanhas” tamanha intensidade de sentimentos, energia e conexão sagrada que esta pequena mas “gigante” cidade me traz. Hoje, são somente 400 moradores originais dos seus 5.500 residentes. Habitada pelo antigo povo itálico dos Úmbrios (séc. IX-VII a.C.), a região foi influenciada pela cultura etrusca 57


Por isso encontramos vestígios de todas estas épocas quando percorremos a cidade. Sua arquitetura medieval é retratada em casas e edíficios de pedra, ruelas, becos, escadarias, fontes e muralhas. Por lá, encontramos ruínas da época do Império Romano como as do Templo de Minerva, do Foro, do anfiteatro, além dos portões de entrada e os muros. O mais bacana é que praticamente toda a cidade

58

está exatamente como era há mais de 1000 anos, de acordo com historiadores. Coloque na listinha uma visita ao Palazzo del Capitano del Popolo e Palazzo dei Priori, assim como uma tarde para um bom café, sem pressa, na Piazza del Comune. Viagem a Assisi sem subir a colina até Rocca Maggiore - erguida no início da Idade Média, destruída em 1198, reconstruída em 1356 - não vale.


Por lá, não deixe de conhecer minha igreja favorita: a de Santa Maria delle Rose. Além da exposição permanente da obra Maria, do artista italiano Guido Dettoni della Grazie (melhor criação de design dos últimos anos pra mim), a igreja tem ainda um enorme TAO de San Francesco, também criado pelo mesmo artista, com almofadas pra sentar e meditar ao som de uma música clássica maravilhosa. Inclua também o tradicional passeio Basílica de Santa Chiara; Basílica de San Francesco (Patrimônio Mundial Unesco com afrescos de Cimablue e Giotto); Casa de São Francesco; Igreja de

São Rufino (patrono da cidade); Igreja de San Pietro; Basílica de Santa Maria delle Angeli e Porziuncola. Aproveite para apreciar a culinária da região: azeite verde-dourado, grãos diversos, salame, trufas, trufas e mais trufas, além da tradicional porchetta, prato de carne de porco enrolada, assada com alho e ervas aromáticas, mangia che te fa bene! E quando a noite chega Assisi se transforma numa cápsula do tempo. Ouse perder-se por suas infinitas ruelas e entreguese a energia que paira por lá. Renda-se a simplicidade da magia! Detalhe: em todos os segundos da minha primeira jornada a Assisi eu pensava “quando voltarei”. 59


ONDE FICAR

Hotel Fontebella Localizado a 5 minutos da Basílica de San Francesco, em uma das ruas principais de Assisi, a Via Fontebella, este hotel quatro estrelas, data de 1577. Imagine, é 77 anos mais velho que o Brasil. Com sua insuperável excelência do made in Italy, tem estilo renascentista e oferece aos hóspedes uma atmosfera de outro tempo, com um bello jardim e vista panorâmica para o Vale de Umbria. 60

Tive o privilégio de ser recebida pela diretora e proprietária do Elena Angeletti, uma das 400 moradoras de origem 100% made in Assisi, e fiquei fascinada pelas histórias do hotel. Todos os funcionários são extremamente atenciosos e sempre disponíveis. Entre as diversas opções de quarto - Confort a Apartamentos, Suíte Família e Deluxe - recomendo o “Deluxe vista Valle”, para passar algum tempo meditando enquanto admira aquela “landscape di sogno”.


O café da manhã é servido na Sala degli Archi com seus magníficos arcos de pedra que foram preservados ao longo dos séculos. Parada obrigatória é o Ristorante Il Frantoio – mesmo que você não esteja hospedado no hotel, agendese. O melhor da gastronomia da região com pratos típicos, tudo homemade, e uma cartela de vinhos divina. Fica a dica: não deixe de experimentar o antipasto Sformatino di ricotta di Colfiorito in crema di tartufo nero e Parmigiano, um mousse de ricota com creme de tartufo nero e parmegiano, manjar dos deuses. www.fontebella.com


experience

62


Fotos: divulgação

A vida em

um Palazzo Não basta estar em Roma, é preciso viver um pouco da sua rica história. E para essa experiência, que tal se hospedar em um palazzo? Por Thais Amormino

63


C

onstruído sobre os vestígios do Ludus Magnus, local onde os principais gladiadores romanos treinavam, o Palazzo Manfredi é um dos hotéis mais exclusivos de Roma e um dos dois únicos da cidade que leva a chancela Relais & Chateau. Sempre que passava pela Via Labicana este palácio do século XVII, me chamava atenção. Fica de frente para uma vista privilegiada Coliseu, Foro Romano e Domus Aurea - e do outro lado da rua de um dos meus parques favoritos, o Colle Oppio. Tem apenas 15 quartos e, cada um deles é único. Na decoração, um mix entre obras de arte,

64

pinturas do século XVI e peças contemporâneas de extremo bom gosto. Aliás você está entrando num palazzo, então esqueça tudo que já viu, leu ou experenciou em relação a hotéis. Fiquei no quarto 34, que recomendo reservar. Tem vista lateral para o Ludus Magno e Coliseu, e na decoração, mais peças de Ingo Maurer a Van Egmund dividindo espaço em equilíbrio com a tecnologia. O banheiro, meus caros, dá até vontade de dormir naquela banheira de mármore. Mas nada que uma boa sessão usando as amenities Acqua di Parma com uma taça de prosecco não resolva este desejo. E não esqueça da música afinal, o surround audio system é by Bose.


Neste palácio com serviço excepcional e elegância em cada detalhe, a gastronomia está no topo, literalmente. Instalado no rooftop, o Aroma é o restaurante do hotel, uma estrela Michelin e 5-Star Diamond Award, comandado pelo renomado chef Giuseppe di Iorio. Oferece café da manhã, almoço e jantar, com um cenário de cinema. As cores suaves e os tons terra de dentro emolduram a vista para os monumentos históricos. Haja coração. Experiência ímpar. Tem menu degustação e “à la carte”. Como o Palazzo Manfredi é muito exclusivo, é recomendável fazer a reserva com alguns meses de antecedência. Almoçar ou jantar no Aroma? Mais meses de antecedência ainda. 65


UM POUCO DE HISTÓRIA Originalmente foi construído no local, um quartel para gladiadores durante na Roma Antiga. Era ali também onde treinavam e, tinham sua academia, a Ludus Magno. Depois disso, entre 1500 e 1700, foi um casino e anos mais tarde pertenceu a Venerável Confraria da Santíssima Trindade dos Peregrinos e Convalescentes. No início do século XVII, foi reconstruído como vila da família Evagelisit,projetado pelo arquiteto 66

Giovanni Battista Mola. Em 1748, tornou-se alojamento de caça da nobre família Guidi. E foi em 2002 que o Conde Goffredo Manfredi, um dos empresários mais famosos da Itália, comprou a propriedade transformando-a no emblemático Palazzo Manfredi. É um dos poucos hotéis de luxo do mundo de propriedade familiar e independente, hoje comandado por Ceglia Manfredi. www.manfredihotels.com


@DropsMag

#DropsNoAtacama #DropsNoChile


Uma aventura para toda a vida. @CamilaNeves @FerSantoss #ExploraTravel #ExploraAtacama


cover

70


Atacama imperdível Se o seu foco é conhecer lugares com cenário paradisíaco, daqueles de fazer cair o queixo, o Atacama, no Chile, é sua praia. Sem a água do mar, é claro, mas com lagos e lagoas de todos os tipos, rodeados pela Cordilheira dos Andes e localizados no meio do deserto mais seco do mundo.

Por Camila Neves Foto Fernanda Santos


P

equena cidade de pouco mais de cinco mil habitantes, San Pedro de Atacama é repleta de casas com paredes de barro e telhado de palha, e tem tantas atrações imperdíveis que fica difícil definir qual vale mais a pena: gêiseres que jorram água fervente do chão, dunas douradas, salares, céu salpicado de estrelas. Confira nosso roteiro-inspiração.

72


VALLE DE LA MUERTE Dá para ir a pé, de bicicleta ou de carro – em todos os casos, não se esqueça de passar filtro solar, usar boné, óculos e levar bastante água. Tirar foto na Piedra Del Coyote no meio do caminho é obrigatório. Para chegar ao topo do vale, um pequeno esforço: é preciso caminhar morro acima, por vinte minutos. A paisagem recompensa: é emocionante avistar o abismo com terra árida, terreno alaranjado e irregular, rochas avermelhadas e dunas douradas, quase como se você tivesse em Marte (é tão real que a NASA usa o local para testar veículos espaciais que serão enviados ao planeta vermelho). VALLE DE LA LUNA A 2.400 metros de altitude e 17 quilômetros do centro de San Pedro, o Valle de La Luna só pode ser obra de Deus: a paisagem com diferentes formações rochosas de origem salina, desenhadas pela erosão do tempo e pela mudança brusca de temperatura é realmente impressionante. Não vá embora até que o sol dê lugar à lua. 73


TOUR ASTRONÔMICO Acontece diariamente, mas pode ser cancelado se as condições climáticas não estiverem favoráveis. A observação acontece a olho nu e por meio de telescópios. O passeio tem duas horas e meia de duração e acontece durante a noite, portanto vá com roupas quentes para não passar frio.


GÊISERES EL TATIO Quatro da manhã. É esse o horário comum de saída da excursão que leva até os Gêiseres El Tatio, localizado a quase 100 quilômetros de San Pedro. Vá preparado para um frio abaixo de zero, inclusive no verão. Apesar de estar o tempo todo em atividade, o vapor do campo geotérmico fica mais evidente, do tipo cinematográfico mesmo, bem cedinho. Os rios gelados subterrâneos entram em contato com rochas quentes e jorram os tais jatos d’água. À medida que o sol aparece, a temperatura ambiente começa a subir e a atração perde o fator “uau”.

76


SALAR DE TARA Fica localizado a 4.400 metros acima do nível do mar.Tontura, falta de ar, dor de cabeça e outros efeitos colaterais do recorrente soroche, ou mal da montanha, podem ser amenizados – ou até evitados – com chá de coca e ingestão de muito líquido. Como o passeio não exige esforço, é raro acontecer algo grave. A ida já é um espetáculo: um mix de deserto, vulcões e cordilheira por todos os lados. Vicunhas e lhamas livres e selvagens transitam naturalmente pelo caminho.

LAGUNA CEJAR Mais salgada do que o Mar Morto, não te deixa afundar. O sal também marca presença em toda margem da lagoa. Ao redor, uma cadeia de vulcões imponentes e grandiosos. Vá munido de roupa de banho e toalha, porque a diversão aqui é entrar na água. Para tirar as camadas de sal grosso do corpo, é indispensável um banho de água doce... a baldadas! Na pele, a sensação é de uma esfoliação profunda – ela fica lisa e super macia. 77


COMO CHEGAR O aeroporto mais próximo de San Pedro de Atacama fica próximo à cidade de Calama, a pouco mais de uma hora de distância.

78


ONDE FICAR All inclusive de luxo que inclui refeições preparadas com ingredientes locais (os pães crocantes artesanais são deliciosos) e uma boa seleção de vinhos chilenos, o Explora Atacama conta com uma área de 17 hectares de terras indígenas preservadas que pode ser explorada com os cavalos disponibilizados aos hóspedes. Há ainda serviço completo de concierge que organiza passeios a pé, de bike, a cavalo ou de carro, e um observatório top para explorar o céu de noite – tudo realmente incluso no pacote. O spa do hotel é cercado por capim-dos-pampas e conta com quatro piscinas relativamente aquecidas interligadas, sauna, banho de vapor e jacuzzi ao ar livre. As massagens são feitas em uma casa milenar acolhedora chamada de Turi-Puri, que significa casa d’água em Kunza, língua dos primeiros habitantes da região. www.explora.com

79


@DropsMag

#DropsEmPortugal #DropsEmLisboa


Tesouros guardados a sete chaves.

@ItalyLuxe #ThaisAmormino


let’s go

Um óasis no centro

de Lisboa

Finalmente passei alguns dias no tradicional Tivoli Avenida Liberdade, conhecido como a “Grande Dama” dos hotéis lisboetas, por oferecer seus serviços cinco estrelas desde 1933 e ficar no coração da cidade. Por Thais Amormino

82


83

Fotos: divulgação


T

otalmente reformado, é um convite a história e ao bem-estar, em todos os sentidos. Sua localização privilegiada, oferece uma vista deslumbrante tanto do Sky Bar (hot spot lisboeta desde sua inauguração em 2009) quanto do Restaurante Terraço no rooftop, com o castelo de São Jorge, o Rio Tejo e o horizonte de Lisboa ao seu redor.


O hotel é enorme. São 286 quartos nas mais variadas opções: de deluxe city view, deluxe family até executive suite, diplomatic suite ou a suntuosa presidencial. Minha experiência foi na family suite e como ainda estava verão, a piscina do hotel e spa teve minha atenção quase que total. Mas confesso que era bem difícil abandonar minha inigualável T/Bed e sua roupa de cama exclusiva. Sem contar os amenities da Portus Cale (marca portuguesa que adoro) e, obviamente meu mimo especial - um belo chapéu Panamá que alguns hóspedes ganham. O recém inaugurado Spa do Tivoli Avenida conta com tratamentos de assinatura ou seja, exclusivos do hotel. Pense em uma fusão harmônica entre as terapias holistícas com tratamentos rejuvenescedores, técnicas inovadoras e massagens absolutamente divinas somado a um ambiente com decor elegante, atemporal e toda essa aura zen... e só produtos exclusivos Bioloche Recherche! Será que estava no Paraíso? Sim! Sua piscina é um convite a tardes dedicadas “a arte de bronzear”. Tudo rodeado por um belo jardim semi-tropical. Um verdadeiro oásis, coisa rara de se encontrar no centro de Lisboa ou nos hotéis vizinhos. Nem preciso dizer que é um dos 20 melhores hotéis da Península Ibérica eleito pelos leitores da Condé Nast Traveler, né? 85


Possui ainda dois restaurantes: a Cervejaria Liberdade, descontraída, com ambiente informal ideal para comer marisco, peixe e até um sushi; e o restaurante Terraço do top chef português, estrela Michelin, Rui Paula. Em tempo, ele é um dos cinco chefs que assinam o cardápio Business Top Star da Tap. Fui jantar no Terraço e passei algumas boas horas admirando a cidade e claro, me acabando na gastronomia contemporânea portuguesa. Sugestão: experimente o bacalhau a broa e polvo lagareiro. Para finalizar, peça pastel de nata

desconstruído que é uma loucura. Não deixe de dar uma passadinha no Sky Bar. Frequento desde a abertura e se já gostava antes, hoje pós-reforma quero passar a tarde toda por lá. Ideal para tomar um drink no final de tarde e depois seguir para o jantar. Destino certo de quem conhece o melhor de Lisboa. Não posso finalizar esse meu review sem comentar sobre as louças do hotel. Nunca desejei tanto talheres, xícaras, pratos como as do Tivoli Avenida. Vamos combinar: Vista Alegre e Cutipol, tradição e contemporâneo na medida certa, made in PT. Na wish list.


Os hóspedes podem ainda contar com serviços personalizados e, experienciar uma Lisboa guardada a sete chaves ou fazer como eu, não sair do hotel e cuidar de você. A propósito os Hotéis Tivoli fazem parte hoje da cadeia Minor Hotéis que tem entre outros, os Anantara e Avani, pérolas de paraísos idilícos pelo mundo. Por isso, vale super a pena fazer seu cartão Discovery do grupo, pois os benefícios são incríveis. www.minorhotels.com 87


next


Na próxima edição:

DESTINO ANTÁRCTICA, POLO SUL

Embarque em uma jornada rumo ao continente gelado, em uma expedição surpreendente. O roteiro completo para quem quer encarar essa aventura, em destaque na Drops #62.


Drops#61 Mundo  

Atacama, Paris, Roma, Lisboa e Assisi

Drops#61 Mundo  

Atacama, Paris, Roma, Lisboa e Assisi

Advertisement