Page 1

Publicação do Centro Espírita Dr. Bezerra de Menezes | Santo André - SP - Ed. 82 - Out/Nov/Dez - 2016

Em que lado da fervura iremos car? Por Edson Sardano

Uma das lembranças que guardo de minha infância é a imagem de minha avó colocando uma chaleira de água para ferver com folhas de chá moídas dentro, para que, com a fervura, a tradicional bebida casse pronta para o consumo. Enquanto a água fervia, as impurezas do chá iam subindo na chaleira até que se juntassem a uma espécie de espuma, podendo ser eliminadas com uma colher, uma espátula ou coisa que o valha. Quem nasceu antes do “saquinho com barbante” vai lembrar da cena. O que isso tem a ver com os dias atuais? Eu creio que a sociedade hodierna está vivendo o mesmo fenômeno do chá, de modo que Deus, metaforicamente, está criando maneiras de retirar as impurezas morais da sociedade, utilizando o momento crítico da convivência humana para que o mal se sobressaia momentaneamente, de modo a ser identicado e extirpado. Ótima metodologia essa. Ocorre que, para tanto, toda a sociedade está na fervura e isso não é nem um pouco confortável. Os mais céticos não se cansam de repetir que nunca vivemos um momento como esse, seja no Brasil ou até mesmo no cenário mundial, com crises em praticamente todos os setores, dando a impressão que Deus ou não existe ou,

se existe, virou as costas para suas criaturas. Nem uma coisa nem outra. Deus existe e está atento a tudo isso. Eu diria mais: é Ele quem está pondo lenha nessa fervura. Todos sabemos que qualquer processo de puricação social demanda uma árdua passagem pelo crisol da convivência, onde o espírito, parcela preciosa criada pela Divindade, se separa das impurezas agregadas ao longo de séculos de comportamentos equivocados no exercício do livre-arbítrio. Portanto, não nos preocupemos em demasia com os rumos da sociedade. Preocupemo-nos sim com os rumos do nosso comportamento, o que marcará o lado da fervura onde iremos car quando a temperatura baixar. Se estamos todos na mesma “chaleira” é porque zemos por merecer. Agora é a hora de encarar as diculdades e empenharmos todas as forças para construir um mundo melhor, ao alcance de todos, com maior ou menor grau de temperatura, conforme o esforço de cada um para superar os apelos da matéria e, embora vivendo nela, trilhar um caminho onde o espírito, com sua natureza fraterna, seja o protagonista.

. Enxergar o mundo acima do olhar material é a melhor forma de reduzir as angústias, porque a certeza da imortalidade e o caráter inexorável do progresso não reduzem as dores, mas explicam suas causas e apontam as soluções, reduzindo o impacto e o consequente sofrimento, fruto da ignorância dos mecanismos da vida e do alcance do amor Divino, que não deixará ninguém para trás. Haja o que houver, Deus está no comando, razão pela qual temos tudo para ter um 2017 com muito trabalho e esperança. Edson Sardano é orador espírita, autor do livro “Adolescer verbo Transitório”, editora EBM


Editorial

2017 – Crer ou não crer? Eis a questão Todos os anos, quando chegamos no limiar de novo ano, aumenta a nossa expectativa ante às incertezas que virão. Fazemos projetos auspiciosos, promessas mil, auguramos votos de prosperidade nos empreendimentos dos amigos e, por pior que sejam os prognósticos, alimentamos esperanças e fé de que “as coisas” devem e precisam melhorar. Crer sempre. Desanimar nunca. Trabalhar no limite das forças, dando o melhor de nós. A Lei Divina registra, automaticamente, todos os nossos movimentos. Nada escapa. Não devemos exigir dos outros o que ainda não fazemos. Nossa postura durante esse novo ano não deve ser mascarada com risos, músicas, álcool e drogas, tentando afogar as mágoas, camuar os problemas que devem ser solucionados com juízo, equilíbrio e responsabilidade. Imaginemos quanto se gasta no Réveillon, no mundo inteiro, enquanto a fome mata milhões de criaturas. Como se comemora o Réveillon nos países em guerra, com tantos refugiados em estado de desespero, sem ideia do que os espera? Como festejam a passagem do ano nossos irmãos na África, dizimados por epidemias e endemias que os afetam? Seria pessimismo demais? Isso não está acontecendo na Terra?

Publicação do Centro Espírita Dr. Bezerra de Menezes | Santo André - SP

Publicação Centro Espírita Dr. Bezerra de Menezes (Santo André) Presidente: Terezinha Sardano 1º Vice-Presidente: Baldir Padilha 2º Vice-Presidente: Miguel Sardano Rua Bela Vista, 125 – Jd Bela Vista Santo André – SP - CEP: 09041-360 Tel: (11) 4994.9664 - www.cebezerra.org.br Revisão: Miguel Sardano e Rosemarie Giudilli Jornalista Voluntária: Suzete Botasso Projeto Gráfico e Diagramação: Marco Beller – (11) 4438.8834 Impressão: Lis Gráfica e Editora - Tel.: (11) 3382.0777 Tiragem: 5.000 Copyright Centro Espírita Dr. Bezerra de Menezes. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo deste informativo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da entidade.

02|Note Bem

Por outro lado, bilhões de dólares são consumidos no mundo inteiro para alimentar as guerras, os conitos, a destruição daquilo que foi construído para o bem e a segurança da vida humana. E, para construir o que foi destruído, demanda dinheiro e tempo. Numa guerra nunca há vencedores. De algum modo, todos perdem. O saldo é triste e doloroso para as vítimas. Já é tempo de se mudar o quadro desolador que gera tanta infelicidade. Por isso, a depressão toma conta de grande parte dos habitantes do nosso planeta. Até aqui temos o lado triste do panorama terreno. Uma pergunta paira em nossa cabeça. Tem jeito? Deus ainda está no comando? Sim, sempre, por meio de suas leis, sob a égide do Mestre Jesus. A Divindade sempre cumpriu a sua parte. Deu-nos todas as ferramentas, todos os recursos de que necessitamos para a nossa vida. Mas nós, os humanos, desrespeitamos todas as regras mais simples de sobrevivência. Atuamos feito predadores no meio ambiente, comprometendo nossa qualidade de vida, quando deveríamos ser aliados da mãe natureza, amando-a e respeitando-a, com muita gratidão. Quais devem ser os nossos propósitos para 2017? Promover a reformulação de nossos hábitos danosos, mortíferos e

iniciar uma postura saudável perante a vida. Direcionar nossa vontade rumo à Educação cívica, moral e espiritual, sobretudo com exemplos de dignidade e respeito, que falam mais do que palavras. Esse é o papel dos pais, que são os primeiros educadores, e o lar a primeira escola. Portanto, comemoremos, sim, nossa vitória sobre nós mesmos, superando os vícios, os hábitos nocivos. Comemoremos as conquistas culturais, espirituais, valorizando esse patrimônio sagrado que é a vida. Elevemos a Deus orações de gratidão, repartindo o pão do corpo e a luz do espírito com os famintos de justiça e paz. Vale a pena crer, porém sempre atuante no bem de todos. Desejamos a todos os nossos amigos leitores, saúde, paz, trabalho produtivo, começando a construir um mundo totalmente regenerado.

Miguel Sardano: 2º Vice-Presidente


Paz e Renovação Por Emmanuel Se te decides, efetivamente, imunizar o coração contra as inuências do mal, é necessário que te convenças: – Que todo minuto é chamamento de Deus à nossa melhoria e renovação. – Que toda pessoa tem importância em nosso caminho. – Que o melhor processo de receber auxílio é auxiliar em favor de alguém. – Que a paciência é o principal ingrediente na solução de qualquer problema. – Que sem amor não há base rme nas construções espirituais.

– Que não existem pessoas perversas e sim criaturas doentes a nos requisitarem amparo e compaixão.

– Que o tempo gasto em queixa é furtado ao trabalho.

– Que o ressentimento é sempre foco de enfermidade e desequilíbrio.

– Que desprezar a simpatia dos outros, em nossa tarefa, é o mesmo que pretender semear um campo sem cogitar de lavrá-lo.

– Que ninguém sabe sem aprender e ninguém aprende sem estudar. – Que, em suma, não basta pedir aos

Céus, através da oração, para que baixem à Terra, mas também cooperar, através do serviço ao próximo, para que a Terra se eleve igualmente para os Céus.

Livro: Paz e Renovação Chico Xavier pelo espírito Emmanuel

Lucy Dias Ramos Nesta obra, a autora faz reflexões profundas em torno da posição atual de nosso planeta, diante da transição que caracteriza o final de um ciclo evolutivo e o alvorecer da nova era do Espírito. Analisa as mudanças que estão ocorrendo no comportamento humano frente aos desafios vivenciais e a preocupação com os dramas e tragédias que acontecem no cotidiano, engendradas pelo baixo nível de sintonia espiritual e parcos recursos morais dos que se perdem na insensatez e nos desregramentos... Entretanto, apresenta uma visão otimista em relação ao futuro espiritual de nosso planeta e de seus habitantes que já estejam em processo de redenção espiritual, determinada pela lei do progresso moral. “Luzes e sombras, se alternam... Luzes de esperança, de amor e generosidade a espraiar como bênçãos dos corações que nos sustentam sob o comando de Jesus...” “Sombras que ainda perduram, escurecendo temporariamente o horizonte infinito do tempo que não recua, nem cessa de avançar... A tormenta se avoluma como se tudo estivesse perdido, mas a luz do Amor de Deus por todos nós ilumina nossas consciências para o despertar ante a nova era de regeneração da Humanidade”. Com relatos simples, a autora fala de suas vivências, nas quais luzes e sombras se alternam... Demonstra como a fé e a esperança foram soluções adequadas nos momentos de dolorosas experiências, apoiando-se no amor como expressão máxima dos recursos que buscou através dos ensinamentos de Jesus. E convida aos que lerem as páginas deste livro que se deixem impregnar pelos sentimentos que procurou externar, falando com o coração, tendo por diretriz o Evangelho de Jesus e assim possam, também, encontrar as indicações para uma vida plena de amor, iluminada pela fé e pacificada pela gratidão. Televendas (11) 3186-9766

Note Bem|03


Instituição Amélia Rodrigues recebe Divaldo Franco em XXX Encontro Fraternal Evento reuniu mais de 3 mil pessoas do ABC, região e outros estados Como ocorre desde 1986, ininterruptamente, o Centro Espírita Dr. Bezerra de Menezes, de Santo André (SP), realizou em 23 de outubro de 2016 o XXX Encontro Fraternal com Divaldo Franco. O evento realizou-se nas múltiplas e espaçosas instalações do Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues, onde se reuniram mais de mais de 3.000 pessoas que acorreram ao local para ouvir Divaldo Franco. Assomando à tribuna, Divaldo iniciou o encontro armando que o ser humano busca desde épocas recuadas entender a nalidade da vida e do Universo e a razão do sofrimento. Com sua habilidade e grande conhecimento, Divaldo abordou o sofrimento e suas várias expressões, bem como as ocorrências que nos levam a esse estado de espírito e também as melhores maneiras de conviver de forma satisfatória e nos libertarmos dele. Para tanto, Divaldo ilustrou e comparou a Filosoa pré e pós-Socrática – amplamente adotadas pelo Ocidente e baseadas na observação, ideias e no fato – com as abordagens desenvolvidas pelos Egípcios, Hebreus, Babilônicos e Indianos e baseadas nas Revelações Mediúnicas oferecendo de maneira mais simples as diretrizes para uma vida de equilíbrio e em paz.

|Obras da mediunidade de Divaldo estiveram à venda - Foto: Bárbara Almeida

04|Note Bem

Por Djair de Souza Ribeiro Encaminhando o tema, Divaldo utilizou-se de George Gurdjieff e Piotr Ouspensky, lósofos do autoconhecimento, que armavam que do ponto de vista psicológico o ser humano é constituído de cinco (5) características: 1. Personalidade (É a “máscara” que avelamos à face e que faz parte do nosso ser); 2. Conhecimento (São as aquisições intelectivas e formadas pelas lições de aprendizagem); 3. Identicação (São as sintonias daquilo com o que temos anidade e melhor nos identicamos); 4. Consciência (Que atuando com o Conhecimento formam a base do discernimento. A consciência possui níveis diferenciados como será abordado a seguir); 5. Individualidade (O elemento que o egoísmo procura defender a todo custo). Níveis de consciência Divaldo abordou a seguir os níveis de consciência que vamos galgando nas sucessões das vivências e ilustrou cada um desses níveis permitindo a todos identicar aquele em que estagiamos, permitindo-nos, assim, estabelecer um programa pessoal de aperfeiçoamento: 1. Consciência de sono SEM sonhos (só pensa em si próprio: é meu); 2. Consciência de sono COM sonhos (temos ideais e não somente o desejo de acumular); 3. Consciência de sono ACORDADO (a consciência que não mais está sonolenta pelo egoísmo); 4. Consciência de Si mesmo (quando o Ego – a máscara que avelamos à face e que luta por defender a qualquer preço nossa Individualidade – toma conhecimento dos conteúdos psíquicos. Quando eu sei o que DEVO fazer porque POSSO fazer). Nesse ponto Divaldo expande ainda mais as explicações e enumera as 7 (sete) funções que a Consciência vai permitir controlar na máquina orgânica: I) Função Emocional; II) Função Intelectiva; III) Função do Instinto; IV) Função

dos Movimentos; V) Função Sexual (Polaridades Feminina e Masculina permitindo equilibrar a psicologia à anatomia); VI) Função Emoção Superior e VII) Função Intelectiva Superior. 5. Consciência Cósmica. (Já não sou eu quem vive, mas Cristo que vive em mim. Gálatas 2:20). Atenção aos “invisíveis” A tecnologia e a ciência auxiliam, mas somente o amor edica permanentemente. Divaldo nos convida a amar. Amar, como nos convidou Jesus, o tipo mais perfeito que Deus deu aos homens para lhes servir de Modelo e Guia. Prestar atenção aos “invisíveis” que nos cercam. Divaldo Franco emocionou a todos ao narrar um fato ocorrido recentemente. Narra ele que estava em um restaurante, na África do Sul, quando ao passar por um modesto servidor afro-descendente, ouviu Joanna de Ângelis lhe falar na acústica da alma: “Não vá embora desse local sem antes dar um abraço no prossional que te serve à mesa”. Divaldo assim o fez agradecendo a neza e prossionalismo com o qual fora servido. Oportunamente o servidor humilde buscou a companhia de Divaldo para agradecer-lhe o gesto de afeto e respeito. E confessou que planejava naquele mesmo dia cometer suicídio, pois fora diagnosticado com câncer terminal, mas que o carinho recebido daquele estrangeiro estranho levou-o a repensar sua decisão.


daqueles que lhes são indiferentes, por não O conhecer.

|Público ouviu atentamente a mensagem do médium e orador baiano - Foto: Bárbara Almeida

Aições atuais Com as emoções permeando a todos que ouviam esses esclarecimentos, Divaldo abordou a questão das aições dos tumultuosos dias atuais, iniciando com a abordagem da obsessão e de suas 3 (três) formas de apresentação, conforme a brilhantemente deniu Allan Kardec: Obsessão Simples (predisposição para as coisas negativas); Obsessão por Fascinação (onde se é mais controlado pelos Espíritos do que pela própria consciência); Obsessão por Subjugação (estado onde os Espíritos subjugam a vontade e têm controle das Emoções e/ou Psíquico e/ou Físico).

palavras de Jesus: “Não vos deixarei órfãos. Voltarei para vós”. (João: 14,18)

A obsessão pode, ainda, ser no âmbito individual como também COLETIVA levando as criaturas a um estado de irritabilidade, violência, agressividade muitas vezes por coisas ou acontecimentos de importância secundária.

Não devemos valorizar o mal que os maus nos fazem e nem permitir que nos tirem a alegria de viver.

Dessa forma, Divaldo nos advertiu e recomendou, não devemos nos aigir por esses acontecimentos e nem pelas interferências do mundo Espiritual inferior; quando algo desagradável nos acontecer devemos efetuar uma autoanálise e questionarmos nosso estado emocional (Isto é meu ou não). O convite maior é para mudarmos as nossas paisagens mentais. O Evangelho de Jesus é o recurso para o qual devemos apelar nesses instantes de turbulência e interferência espiritual negativa. Deixemo-nos envolver pelas

“Vinde a mim todos vós que estais sobrecarregados e aitos e eu os aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. Mateus: 11,28-30) Lembremo-nos das palavras do Amigo Jesus nos momentos em que estivermos com raiva, com mágoas, inconformados ou irritados. Nesses momentos, NÃO devemos tomar nenhuma atitude até nos acalmarmos.

Os Bons Espíritos nos propõem: Não posterguem a felicidade para o Natal ou outra data comemorativa. Não vinculem a felicidade a nada e nem a ninguém. Não vivam presos àquilo que lhes faltem. SEJAM FELIZES HOJE! Jesus: modelo e guia Divaldo ressaltou que Jesus é a personalidade mais biografada da humanidade, mesmo levando-se em conta que teve vida pública de somente quase 3 (três) anos. Observou que há aqueles que O odeiam por não lhe poderem seguir os ensinamentos sublimes. Há aqueles que O amam a ponto de doarem suas vidas em holocausto de amor. E há, ainda, um grande número

Muitos o consideram um notável lósofo. Outros O têm como um grande Místico e ainda vamos encontrar aqueles que o tomam como um ecaz Anarquista. Jesus é o Modelo, Guia e Mestre de toda a Humanidade que, com seu amor incondicional por todos nós, é exemplo para nossos comportamentos e que nos indica a direção a seguir além de nos legar ensinamentos imortalizados na forma sucinta do Sermão da Montanha, principalmente nas Bem-Aventuranças. O médium e orador baiano nos convida hoje, nesses dias tão atormentados e atormentadores, a buscar Jesus, reetir sobre Suas palavras e vivenciá-las mantendo nossas mentes a Ele vinculadas pelos pensamentos de teor elevado. Pediu para que busquemos encontrar um sentido psicológico para nossas existências, e que pratiquemos o bem. Mesmo nesses dias difíceis deixemos brilhar a luz de Jesus a iluminar os nossos dias e todos os nossos momentos e optemos pela alegria de viver e, principalmente, de nos amar a nós próprios. Observou que é necessário termos a certeza de que a vida é aquilo que dela fazemos. A psicosfera que a todos envolvia era de muito amor. Dúlcidas vibrações de paz, harmonia e serenidade perpassava por todo o ambiente. Nessa atmosfera espiritual, que a todos emocionava, Dr. Bezerra de Menezes, pela psicofonia de Divaldo Franco, presenteou-nos com sua mensagem de incentivo, esperança e principalmente de trabalho e irrestrita conança em Jesus, nosso Sublime Timoneiro e nos designíos de Deus. (Ver mensagem na página 06). Note Bem|05


Fazer o bem sem cessar Por Dr. Bezzera de Menezes “Eu nunca vos deixarei órfãos, eu carei convosco até a consumação dos evos. Quando qualquer diculdade estiver ao vosso alcance pensai em mim e eu estarei convosco. Transcorreram dois mil anos e nesses dois mil anos em que o mundo se convulsionou inúmeras vezes, algo diferente hoje desenha-se no alicerce das almas: a presença do amor de Deus. É necessário que tenhamos o sentimento profundo de compaixão para podermos entender a dor de quem chora. Há muito sofrimento ao nosso lado esperando a mão amiga, e nós nos encontramos na Terra para servir. Quem não se dedica a servir ainda não aprendeu a viver. O serviço é a benção de Deus demonstrando o sentido existencial. Fazei o bem, lhos e lhas da alma, além do vosso alcance. Nunca vos arrependereis de terdes erguido um combalido, saciado a sede ou alimentado alguém esfaimado. Exultai pela honra, pela glória de crer e esse crer deve constituir a diretriz da vossa existência.

Embrulhai-vos na lã do cordeiro de Deus e sede mansos e pacícos. Dias virão em que o lobo e a ovelha comerão ao lado no mesmo pasto. Dias estão chegando em que o amor e a solidariedade diluirão a violência e a agressividade. Sede pioneiros dessa era nova contribuindo com o que tendes de mais valor, que é o vosso sentimento, auxiliandovos a ascender na escala evolutiva e a erguer os que teimosamente permanecem nos degraus inferiores da vida. A queda leva ao abismo, e abismos existem sem fundos como as escadas da degradação não têm o último degrau. Parai, detende o passo e começai a subir a escada do progresso, porque Cristo espera por vós. Este é o vosso momento: não vos escuseis de amar ou de servir, tendo em mente que a vida física é breve como qualquer jornada, mas o ser que sois é permanente, imortal.

Transformai o amor em alimento da alma e o serviço em sustentação do amor. Em nome dos Espíritos-espíritas aqui presentes rogamos as bênçãos de Deus para todos nós. Voltai aos vossos lares, jubilosos, esquecei, por momentos breves que sejam, das aições e enriquecei o coração e a mente com a alegria de amar e de receber amor. Em nome do Senhor eu vos abraço, lhos e lhas da alma. Com carinho de servidor humílimo e paternal de sempre, Bezerra (Mensagem recebida em psicofonia pelo médium Divaldo Pereira Franco, do espírito Dr. Bezerra de Menezes, durante o XXX Encontro Fraternal com Divaldo Franco, na Instituição Amélia Rodrigues, dia 23 de outubro de 2016, em Santo André, São Paulo)

Roteiro de Palestras e Seminários de Divaldo Franco Fev/Mar 2017 DATA

HORÁRIO

EVENTO

26 a 28 Fevereiro (Domingo a Terça)

Verificar Programação

Congresso Estadual Centro de Convenções Goiânia - GO

Aos Sábados - das 13h às 14h

28 Fevereiro (Terça-Feira)

20h

Palestra Rio Verde - GO

Tel.: (64) 99675-1178 com Sirlim

Rádio ABC de Santo André (AM 1570)

01 Março (Quarta-Feira)

19h

Seminário Itumbiara - GO

Tel.: (64) 3431-3719/2093 com Zilmar

02 Março (Quinta-Feira)

20h

Palestra Uberlândia - MG

Tel.: (34) 3219-4113 / 99976-4641 com Creusa

03 Março (Sexta-Feira)

20h

Palestra Uberaba - MG

Tel.: (34) 3315-6118 com Marcinha

04 Março (Sábado)

18h

Seminário Franca - SP

Tel.: (16) 99221-7527 com Fernando

Apresentação:

Vergilio Cordioli, Edson Sardano e Miguel Sardano

O maior e mais completo site de livros espírita, espiritualista e de autoajuda

Tel.: (11) 3186-9777 06|Note Bem

CONTATO

Coordenação Geral: Miguel Sardano - sardano@terra.com.br


Ajudar-se Por Richard Simonetti É atribuída a Esopo história de um carroceiro que conduzia pesada carga. Em dado momento, a carroça atolou em solo instável. Os cavalos não conseguiam movê-la. Olhando ao redor, notou a presença de Hércules, o herói grego. Conante, pediu-lhe auxílio. Estava diante de um lho dos deuses, o homem mais forte do Mundo! Para sua surpresa, ouviu uma reprimenda: – Faça força! Empurre! Estimule os cavalos! Se você não se dispuser a ajudar-se, não espere que eu o faça!

São encaradas como inexorável carma.

logia, a decantada globalização…

Puro engano!

Sobretudo, o que faz o desemprego é o egoísmo que concentra riquezas, subtrai oportunidades e faz do Homem “o lobo do Homem”.

Carma, amigo leitor, é o que não pode ser mudado.

Certamente o prezado leitor conhece outras versões desta história, sempre enfatizando o óbvio:

Carma é a deciência congênita, a esterilidade denitiva, a doença grave, a morte prematura…

Diante das diculdades e problemas, é preciso fazer a nossa parte, se esperamos pela ajuda do Céu.

Carma é o problema insolúvel, o prejuízo irreparável…

*** Benjamin Franklin, (1706-1790), um dos homens mais lúcidos e empreendedores do século XVIII, deu forma denitiva a essa idéia, no seu Almanaque, em 1736: Deus ajuda quem se ajuda. No século seguinte, Allan Kardec (18041869), consagraria o mesmo princípio, no capítulo XXV, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, com a máxima sempre lembrada quando somos chamados a enfrentar os desaos humanos: Ajuda-te que o Céu te ajudará. *** Uma das características lamentáveis do ser humano, fruto de sua imaturidade, é a tendência ao acomodamento. Inspira uma interpretação equivocada da Lei de Causa e Efeito, que induz à inércia em situações difíceis.

Matriz - Pq. Novo Oratório Unidade - Pq. das Nações Unidade - Vila Pires

2884.6500 4997.4499 4972.8899

Nessas situações, compete-nos cultivar a resignação e a submissão aos desígnios divinos para que nos conservemos em paz. É como ter um espinho no pé. Se não pode ser retirado, melhor andar com prudência, evitando agravar o ferimento e exacerbar as dores. Quanto ao mais, são contingências da jornada terrestre, que haveremos de superar com a ajuda de Deus, se estivermos dispostos a nos ajudar, movimentando-nos para tirar o carro existencial desses “atoleiros”. *** Vivemos hoje o terrível drama do desemprego que aige multidões. Carma coletivo? Obviamente, não! Trata-se de uma contingência gerada por inúmeros fatores: Os desacertos dos governos, a recessão econômica, os avanços da tecno-

Sendo contingência, é superável. Apelando para o Céu e conando em Deus, haveremos de encontrar meios de prover a própria subsistência. Ensina Jesus (Mateus, 7:7-8): Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei à porta e se vos abrirá; porquanto, quem pede recebe e quem procura acha e, àquele que bata à porta, abrir-se-á. Se orarmos de verdade, como Jesus ensinou, coração isento de mágoas, cérebro iluminado pela fé, nossa oração ganhará as alturas. Logo virá a resposta, ensejando-nos meios para superar o embaraço. Deus espera apenas que nos movimentemos, cultivando disposição e bom ânimo. E que, a cada dia, batamos às portas da iniciativa e procuremos nossos caminhos desde os alvores da manhã, porquanto, enfatiza velho aforismo: Deus ajuda quem cedo madruga.

Richard Simonetti Livro Luzes no Caminho – Editora Ceac

Tel: (11) 4992-8989 www.ossel.com.br

Note Bem|07


SEJA FELIZ HOJE

CULTIVO DAS EMOÇÕES

SETE CAMINHOS P/ O AUTOAMOR

O AMANHÃ NOS PERTENCE

Divaldo Franco / Esp.: Joanna de Ângelis Gênero: Espiritismo

Marlon Reikdal Gênero: Espiritismo

Wanmderley Oliveira / Esp.: Pai João Angola Gênero: Autoconhecimento

Osmar Barbosa / Esp.: Nina Brestonini Gênero: Romance

R$ 35,00

R$ 42,90

R$ 49,50

R$ 35,00

Editora: Leal

Editora: EBM

Editora: Dufaux

Editora: Book Espírita

AS PARTIDAS DOBRADAS

A PRESENÇA AMOROSA DE JESUS EM NOSSAS VIDAS

A REENCARNAÇÃO SEM MISTÉRIOS

O MÉDICO DE JESUS

José Carlos de Camargo Ferraz Gênero: Espiritismo

José Carlos de Lucca Gênero: Espiritismo

Sérgio Bueno Gênero: Romance

R$ 54,90 Editora: EBM

Alírio De Cerqueira Filho / Gênero: Espiritismo

R$ 39,00 Editora: Espiritizar

R$ 21,90

R$ 29,90

Editora: EBM

Editora: Intelítera

PENSAMENTOS QUE AJUDAM

TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

OS ANIMAIS TÊM ALMA?

NAS ASAS DO PASSADO

José Carlos de Lucca Gênero: Autoconhecimento

Divaldo Franco / Manoel Philomeno de Miranda Gênero: Espiritismo

Ernesto Bozzano Gênero: Espiritismo

Lourdes Carolina Gagete Gênero: Romance

R$ 34,90

R$ 35,00

R$ 19,90

R$ 29,00

Editora: Intelítera

Editora: Leal

Editora: Lachâtre

Editora: IDE

Sábados: das 8hs às 10hs Rádio ABC de Santo André 1,570 AM Ouça pela internet: www.radioabc.com.br Clique em “Ouça ao Vivo” 08|Note Bem

Profile for C. E. Dr. Bezerra de Menezes

Note bem 82  

O Informativo Note Bem é uma publicação trimestral do Centro Espírita Doutor Bezerra de Menezes em Santo André - SP. Referente a Out/ Nov/De...

Note bem 82  

O Informativo Note Bem é uma publicação trimestral do Centro Espírita Doutor Bezerra de Menezes em Santo André - SP. Referente a Out/ Nov/De...

Advertisement