Page 1

FOLHETO INFORMATIVO DE DISTRIBUIÇÃO QUINZENAL     COORDENADOR: PEDRO ESPÍRITO SANTO  PROPRIEDADE: ASCVD  ANO I NÚMERO 61 – PINHÃO, 07 DE NOVEMBRO DE 2009                          ANTÓNIO CABRAL EM     SENTIDA HOMENAGEM      Castedo lembrou um dos maiores poetas da região   Douriense  Grupo Pestana garante reabertura a 31 de Março       TRIBUNAL  DE CONTAS NÃO TRÁS-OS-MONTES NO TOPO INSTALADA NOVA   ASSEMBLEIA DA LISTA EM APREENSÕES DE TRAVOU IP2, IC5 E AUTO  D E F R E G UESIA DO PINHÃO FICHEIROS MÚSICAIS ESTRADA T  RANSMONTANA                   ACTUALIZAÇÃO QUINZENAL           Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta   7/11 8/11 9/11 10/11 11/11 12/11 13/11           12ºC 11ºC 14ºC 16ºC 18ºC 17ºC 19ºC          

POUSADA BARÃO DE FORRESTER EM ALIJÓ ENCERRA

douropress.ascvd.pt

ASSOCIAÇÃO SÓCIO CULTURAL VALE D`OURO www.ascvd.pt


1

www.douropress.ascvd.pt

FICHA TÉCNICA DOURO PRESS Folheto Informativo Quinzenal de Distribuição Gratuita Online Propriedade Associação Sócio Cultural Vale d’Ouro Impressão Junta de Freguesia do Pinhão Papelaria “Borraxinha” Tiragem 50 exemplares Distribuição: Marco Costa www.douropress.ascvd.pt douropress@sapo.pt Redacção Luís Ramos Cátia Ramos Luís Almeida Rui Batista Pedro Espírito Santo Sansão Gomes Paginação Pedro Moreira Pedro Espírito Santo Manutenção Web ASCVD Departamento Comunicação Fábio Cardoso Fotografia Pedro Sousa / Sansão Gomes Todos os artigos publicados e assinados são da total responsabilidade dos seus autores, salvaguardando os valores editoriais assumidos no estatuto editorial. Os artigos de opinião reflectem as ideias dos seus autores não vinculando a direcção deste boletim ou a ASCVD.

Coordenador Geral Pedro Espírito Santo

EDITORIAL Uma terra prometida… as vinhas do futuro. Há um novo mundo a nascer a muito poucos quilómetros do Pinhão. Uma terra prometida, carregada de vinhas do futuro. Num espírito que muito faz lembrar a D. Antónia Ferreira, um conjunto ousado de Homens está a desbravar um douro virgem e desconhecido da maioria de nós. Talvez o verdadeiro Douro. Aquele Douro onde D. Antónia há quase cem anos descobriu o Vale do Meão e criou a Barca Velha. O mesmo Douro onde hoje reputadíssimos enólogos e produtores estão a construir verdadeiros impérios capazes de produzir vinho do Douro de ainda maior qualidade para além dos limites conhecidos. Uma nova fronteira se está a quebrar muito perto de Espanha para lá do Pocinho. Foi em Maio passado que Nelson Garrido fotografou e produziu um vídeo baseado na peça de Manuel Carvalho para a revista “Fugas” do Público. Na altura, li o artigo sem me aperceber da grandeza do que está a ser feita nesse pedaço fantástico de mundo. Hoje, depois de ver, de ter estado e de ter percebido no terreno o trabalho que se está a desenvolver rendi-me à evidência: está um novo Douro a crescer lá onde o rio é o mesmo mas a terra parece ser dotada de uma qualidade excepcional para a produção de néctares até agora considerados impensáveis. São estas as lufadas de ar fresco que o Douro precisa. Foi com natural alegria que me apercebi na primeira pessoa da importância do trabalho deste punhado de gente. Luís Manuel Almeida

BUSCA-PÓLOS

SANSÃO GOMES http://coisasmuitoestupidas.blogspot.com


2

www.douropress.ascvd.pt

ANTÓNIO CABRAL EM SENTIDA HOMENAGEM “Poeta de pés fincados na terra que pisa, António Cabral sabe que algo mais existe além dos gestos e os olhares, que "um fresquíssimo luar humanizará os escombros.” LUÍS ALMEIDA* Fotos: Centro Recreativo e Cultural do Castedo

O Castedo lembrou a semana passada um dos maiores poetas da região douriense, natural daquela freguesia, num conjunto de actividades e cerimónias bastante emotivas.

António Cabral foi recordado no passado Sábado na sua terra natal com o descerrar de uma placa evocativa do momento, no exterior do edifício do Centro Cultural. De seguida e já na sala de espectáculos. Além do futuro presidente da Junta da freguesia do Castedo, Marco Rodrigues, estiveram presentes do Grémio Literário de Vila Real o Dr. Pires Cabral, os vereadores da Câmara de Alijó Eng.º Luís Azevedo e a Professora Goreti Cachide do INATEL a Dr.ª Maria do Carmo e Orlando Mourão, entre outras entidades e dezenas de habitantes da localidade. Após a recitação de um poema do poeta, pelo Enfermeiro Rui Pires, foi dada a palavra ao Dr. Pires Cabral. O escritor e director do Grémio Literário de Vila Real, fez questão de elogiar a pessoa, o homem e amigo que foi António Cabral, disse ainda, que "foi um grande poeta do Douro e um homem de grande qualidade literária" afirmando que "conseguiu, por mérito próprio, impor-se na literatura nacional".

Tomou a palavra de seguida o professor e escritor Joaquim Grácio, que enumerou diversos episódios com António Cabral como seu docente no seminário, onde o poeta “evitava que as minhas traquinices tivessem outras consequências” e continuou “foi um amigo nessa altura de que nunca me esqueci”. Joaquim Grácio teve a oportunidade de anos mais tarde ter o seu mestre como colega no Centro Cultural de Vila Real, “onde tive o maior prazer de trabalhar com uma pessoa, a todos os níveis, fantástica”, o escritor chegou a ser Chefe de Redacção de um Jornal quando António Cabral era Director “muitas foram as vezes que trabalhamos juntos, em várias circunstâncias, António Cabral era um grande amigo” afirmou JG. A Dr.ª Alzira Cabral, esposa do poeta, muito emocionada agradeceu a todas as entidades e a todos Castedenses a homenagem dedicada ao marido, lembrando “que era um apaixonado pela terra que o viu nascer, era nesta bonita localidade que ele muitas vezes se inspirava para escrever”. A surpresa da noite chegou alguns momentos após a recitação de mais um poema. A actuação de Francisco Fanhais (foi padre e tornou-se o expoente máximo dos católicos progressistas, que desde a célebre carta do bispo do Porto a Salazar em 1958, se demarcavam progressivamente do regime). O cantor despontou para o mundo da música após a participação no programa de televisão "Zip-Zip". Foi depois desta participação que Francisco Fanhais foi convidado, para actuar em Vila Real, por António Cabral, como o próprio contou após terminar a música de abertura. Após a actuação de Francisco Fanhais, seguiu-se o grupo “Mar de Pedra”, que como é hábito animou e divertiu todos os presentes com a sua entusiástica actuação. A

encerrar a noite estiveram o Grupo de Concertinas e Grupo de Cavaquinhos do Rancho Etnográfico de Borbela (Vila Real), muito aplaudidos pelo público. No Domingo a Missa Dominical foi em memória do homenageado. À tarde actuou o Rancho Folclórico de Santa Eugénia, com uma actuação brilhante, para um grupo com pouco mais de um ano de existência.

AQUI, O HOMEM Nem Baco nem meio Baco!: Aqui é o homem, desde as mãos ossudas e calosas, desde o suor ao sonho que transpõe as nebulosas. Montes de pedra dura, gólgotas onde os geios são escadas! Venham ver como sobe o desespero e a esperança, de mãos dadas. É o homem. Isso é o homem. – Nem sátiro nem fauno – Uma vontade erguida em rubro gládio que ganha a terra, palmo a palmo. Vinhas que são o inferno, o único em que o fogo é a taça da alegria! Venham ver um senhor grandioso como o sol ao meio-dia. Nem Baco nem meio Baco!: Aqui é o homem que nada há que não suporte mas suporta e persiste. Aqui é o homem até à morte. António Cabral, Poemas Durienses * Com Centro Cultural e Recreativo do Castedo


3

www.douropress.ascvd.pt

POUSADA BARÃO DE FORRESTER EM ALIJÓ ENCERRA Grupo Pestana garante reabertura da Pousada de Alijó a 31 de Março

FESTIVAL ALDEIAS VINHATEIRAS EM FAVAIOS NO PRÓXIMO FIM-DESEMANA

A Pousada Barão de Forrester de Alijó encerrou no passado dia 2 de Novembro. Gerida pelo grupo Pestana é uma das pousadas mais pequenas do No próximo fim-de-semana, 7 e país. 8 de Novembro, decorrerá em Favaios, a segunda edição do “Festival Aldeias Vinhateiras”. Grandes especulações se têm feito em torno deste encerramento mas o sindicalista, Francisco Figueiredo dirigente do Sindicato dos Organizado pela Turismo Douro, Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e em parceria com a Câmara Municipal Similares do Norte, considera que o grupo que está a gerir as Pousadas de Alijó e o Museu do Pão e do Vinho de Portugal, tendo em vista o "máximo lucro", opta por encerrá-las no de Favaios, este evento está período de Inverno, o que põe em causa os direitos dos trabalhadores. integrado no Programa de Promoção e Animação Turística do Douro que Até ao dia do encerramento nenhum funcionário sabia que a pretende reforçar a marca “Aldeias pousada iria fechar, tendo tomado conhecimento através de um hóspede Vinhateiras do Douro” no panorama que não conseguiu fazer uma reserva, já que segundo o sindicalista turístico local, regional e nacional. “estes trabalhadores tomaram conhecimento do encerramento da Quem durante a tarde de sábado pousada através de um hóspede que pretendia fazer uma reserva e a e o dia de Domingo visitar Favaios central de reservas não aceitou porque a pousada ia encerrar no dia 2 de deverá entrar no Museu do Pão e do Novembro, e só depois da reacção dos trabalhadores é que o director Vinho onde encontrará uma mostra e regional da empresa (grupo Pestana) enviou um e-mail aos a dizer que a venda de produtos regionais. Não pousada ia encerrar”. faltarão os produtos agrícolas típicos O sindicalista afirmou ainda que, contactado pelos trabalhadores, desta época, os vinhos, o pão, a bola o grupo Pestana se disponibilizou para reunir com os funcionários da de carne, o fumeiro, o artesanato e, Pousada Barão de Forrester no qual se debaterá o processo e se definirá claro está, muita animação. uma posição comum. Concertinas desafiarão vozes à desgarrada, acontecerão bailaricos A directora de Imagem e Comunicação do Grupo Pestana, Patrícia improvisados, teatro de rua e, porque Reimão, terá justificado o encerramento com a execução de obras estamos em vésperas de S. haverá castanhas acrescentando que o grupo foi inclusive notificado pela Câmara de Alijó Martinho, para a necessidade de promoverem obras de adaptação para pessoas “quentinhas e boas”. com mobilidade reduzida. A mesma responsável pela empresa que gere o espaço garantiu a reabertura daquela unidade até 31 de Março e que os ORGANIZAÇÃO DA AVIAÇÃO 13 funcionários vão manter os seus postos de trabalho. CIVIL INTERNACIONAL De momento, os trabalhadores estão ansiosos quanto ao futuro dos postos de trabalho, embora a empresa tenha garantido por escrito que não vai proceder ao despedimento de nenhum trabalhador, proporcionando o gozo de férias e folgas em atraso, estando também a deslocar outros trabalhadores para outras unidades do Grupo Pestana e a promover actividades de formação que, segundo a fonte, “não devem ter lugar em outras épocas do ano”. . No ar ficam as preocupações dos funcionários que temem pelo futuro em relação à “frágil” situação profissional que agora vivem. Já no passado circulavam rumores do encerramento definitivo desta unidade, cenário que agora gera novo sentimento de medo, mas que também fora prontamente desmentido pelo responsável de então. A pousada Barão de Forrester fica situada na secular vila de Alijó, no coração da região demarcada do Douro, e possui 21 quartos.

CONFIRMA

Vila Real tem o primeiro aeródromo do continente com tecnologia GNSS.

Apesar do novo sistema já estar a funcionar com sucesso há algum tempo na carreira aérea que faz Bragança-Vila Real-Lisboa, só agora foi oficializado e publicado, a nível internacional, a sua certificação. O aeródromo municipal torna-se assim pioneiro no país no que diz respeito à nova tecnologia de rádioajuda. Cátia Ramos


4

www.douropress.ascvd.pt

TRIBUNAL DE CONTAS NÃO TRAVOU IP2, IC5 E AUTO-ESTRADA TRANSMONTANA Obras chumbadas mas não chegaram sequer a parar avozdetrasosmontes.pt

As vias em construção são vistas como mais uma possibilidade de desenvolvimento de Trás-os-Montes e Alto Douro, a partir de 2012, altura em que, segundo as previsões do Governo, já deverão estar abertas ao trânsito.

As obras de construção das rodovias das concessões do Douro Interior e Auto-estrada Transmontana continuaram ontem, quarta-feira, normalmente. O Tribunal de Contas recusou- O IP2 vai ligar Macedo de lhes o visto prévio mas a lei Cavaleiros a Celorico da Beira; o permite que prossigam. IC5 será construído entre o IP4, junto ao Pópulo (Alijó), e Miranda do Na zona de Lamares e Justes, no Douro; e a Auto-estrada concelho de Vila Real, as máquinas Transmontana vai ligar Vila Real a do consórcio Auto-estradas XXI, Bragança. liderado pela Soares da Costa, continuavam, ao início da tarde de ALIJÓ COMEMORA ontem, a romper os terrenos contíguos ao IP4. FERIADO MUNICIPAL O barulho das giratórias, retroescavadoras, bulldozers e NO PRÓXIMO DIA 11 camiões de diversos tipos DE NOVEMBRO misturava-se com o dos veículos que circulavam naquele itinerário entre Vila Real e Bragança. Não muito longe, trabalhadores delimitavam áreas onde hão-de ser colocadas barreiras de betão, geralmente junto à guia, que permitem separar da faixa transitável a área de nova construção. É que em grande parte sua extensão, a auto-estrada que fará a ligação entre as duas capitais de distrito transmontanas, vai coincidir com o actual traçado do IP4. Dai a necessidade desta medida de segurança. De resto, a normalidade das obras já havia sido confirmada, ontem de manhã, pelo presidente da ‘Estradas de Portugal' (EP), Almerindo Marques, no decurso de uma conferência de imprensa que convocou para a sede da empresa, no sentido de se pronunciar sobre a decisão do Tribunal de Contas (TC). "Nos termos legais, as obras prosseguem com toda a normalidade".

Um dia, de regresso a casa, cavalgava debaixo de forte tormenta. A chuva e o granizo caiam furiosamente, o vento, furioso, uivava e o frio parecia esmagar os ossos. Ao longe, avistou um mendigo que, quase nu se confundia com os troncos mirrados e enegrecidos na beira da estrada. Este estendia um braço descarnado em busca de algum auxílio que o salvasse de uma morte certa. O general ao ver o mendigo, ficou de coração apertado por tamanha desgraça e comoveu-se. Então, apeou-se do cavalo e passou a sua mão carinhosamente pela do pobre.

Em seguida, desprendeu a espessa e quente capa que o protegia e, com um golpe seguro de espada dividiu-a em duas partes. Estendeu uma das metades ao mendigo e agasalhou-se o melhor que pôde com a restante. Apesar de mal agasalhado e a chover torrencialmente, Martinho continuou o seu caminho, cheio de felicidade. Então, o bom Deus , ao presenciar este gesto, fez desaparecer a tempestade. O céu ficou límpido e surgiu um sol de estio, cheio de luz e calor. Nos três dias que ainda durou a viagem, um Sol radioso acompanhou o general. Todos os anos, em Novembro, somos presenteados com, pelo menos, três magníficos LENDA DE SÃO MARTINHO dias de Sol, para que a memória dos homens, tantas vezes curta não Martinho nasceu no ano de se esqueça do gesto que salvou a 316, em Sabária (actual Hungria). O vida ao mendigo, e é este o Verão seu pai era soldado do exército de S. Martinho. Romano e deu-lhe uma educação Cristã. Aos 15 anos Martinho foi Na Próxima edição, o Douro para Itália e alistou-se no exército Press fará reportagem sobre as Romano, tornando-se mais tarde comemorções desta época, por todo num corajoso general rico e o Concelho. poderoso. CÁTIA RAMOS


5

www.douropress.ascvd.pt

PENSÕES ATÉ 1500€ AUMENTAM EM 2010

DIA DE TODOS OS SANTOS COMEMORADO NO PINHÃO

Aumento custa 150 milhões mas é de 5 euros para valor médio das pensões

O dia 1 de Novembro, feriado nacional, é celebrado em honra de todos os santos e mártires e O alargamento das condições de acesso ao seguido do dia dos fiéis defuntos. subsídio de desemprego abrangerá 10 mil Desde o século II, que alguns cristãos enquanto pessoas. Já o aumento de pensões chegará a 2,7 milhões de pensionistas. No seu conjunto, as rezam pelos seus falecidos, visitam em via-sacra os seus túmulos. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano duas medidas custarão 180 milhões de euros. para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém A partir de Janeiro, serão apenas exigidos 12 rezava e dos quais ninguém lembrava e a tradição meses de descontos para a Segurança Social para continuou. Na vila do Pinhão, como todos os anos, os se ter acesso ao subsídio de desemprego. Quem caia no desemprego em 2010 e conte com pelo menos festejos do feriado foram assinalados. A já tradicional 365 dias de descontos nos dois anos anteriores à romaria à Santa Eufémia, padroeira da pela e doenças situação de desemprego vai poder contar com este más, começou cedo na madrugada do feriado, e muitos apoio social. No regime em vigor são exigidos pelos foram os que participaram rezando ou cumprindo as suas menos 450 dias de descontos para se ter direito ao promessas. Nessa noite, o Halloween começa também a subsídio de desemprego. Estas alterações vêm beneficiar quem tem contratos de trabalho de mais ganhar tradição, e é natural ouvir pelas ruas da vila crianças apregoar a típica frase de “doçura ou curta duração. travessura?”. Já de dia, os mais velhos, “arranjam” o Em 2010 será também actualizado o valor das cemitério para a típica leitura do ofício que se realiza no pensões, informação anunciada ontem pelo Primeiro- dia seguinte. Antigamente, todos estes costumes tinham uma ministro José Sócrates. No próximo ano, as pensões até 630 euros/mês sobem 1,25% e as pensões até forte componente religiosa, hoje já muitos deixaram de o 1500 são actualizadas em 1%. Em causa estão cerca fazer ou de neles participar, e de ano para ano se nota de 2,7 milhões de pensionistas, sendo que mais de que há novos hábitos que se vão aos impondo e 95% terão um aumento de 1,25%, o que significa que tradições que ficam esquecidas. Cátia Ramos as suas pensões são inferiores 630 euros. Para o Estado, esta actualização custará 150 milhões de euros, mas para uma pensão de 404 euros (valor SEMANA DO CALOIRO VAI médio) equivale a um aumento de cerca de 5 euros ANIMAR VILA REAL por mês ou cerca de 17 cêntimos por dia. Sem aumento ficarão as pensões de valor superior a 1500 É neste fim-de-semana que se vão realizar em euros. Pedro Espírito Santo Vila Real as comemorações da Semana do Caloiro, com vários concertos e outras actividades. Mesmo em ano de crise, a Associação Académica da UTAD TRÁS-OS-MONTES NO TOPO DA esforçou-se para trazer bons nomes da música LISTA EM APREENSÕES DE nacional.

FICHEIROS MUSICAIS

No total, entre Janeiro e Setembro, já foram apreendidos em Trás-os-Montes perto de 50 mil ficheiros musicais. Bragança em segundo a nível nacional. A Inspecção de Espectáculos e Direito de Autor (IEDA) da Inspecção-Geral das Actividades Culturais (IGAC) apreendeu, nos distritos de Vila Real e Bragança, durante o terceiro trimestre de 2009, nove computadores contendo perto de 31 mil ficheiros musicais, 1071 cópias de CD’s e 198 DVD-R.

Como de habitual, as festividades iniciam-se na quinta-feira com a serenata, aproveitando os vários cursos para realizar jantares onde a bebida é consumida em maior quantidade que os alimentos. A nível de concertos os maiores destaques vão para o habitual Quim Barreiros e para os Makongo, que já animaram a Queima das Fitas deste ano. A nível de DJ’s, todas as noites terão animação deste género, sendo o maior destaque Kika Lewis. Na terça-feira realiza-se a latada onde os caloiros dos vários cursos desfilam pela cidade e disputam entre si a maior originalidade e as melhores coreografias. A animação e a cerveja vão ser, sem dúvida, uma constante! Sansão Gomes


6

www.douropress.ascvd.pt

INSTALADA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DO PINHÃO

CURTAS

Decorreu no passado Sábado a instalação da nova assembleia de freguesia do Pinhão para o quadriénio entre 2009 e 2013. Foi convocada para Sábado passado a primeira assembleia de freguesia após as eleições autárquicas de 11 de Outubro e que deram uma vez mais, embora com menor margem de diferença, a vitória ao Partido Socialista no Pinhão. Os candidatos eleitos (ver infografia) foram convocados para a tomada de posse das suas novas funções numa cerimónia que decorreu em simultâneo com a Assembleia de Instalação e primeira Assembleia de Freguesia após o acto eleitoral. Eleitos para a Assembleia de Freguesia do Pinhão 2009-2013

Pedro Elias Perry da Câmara Sandra Moutinho Maria Teresa Pereira Santos José Guilherme da Cunha Teixeira Luís Manuel Madureira de Almeida Anabela Branco Pinto Diegas Fernanda de Jesus Correia Sousa Avelino de Barros, presidente da Assembleia de Freguesia cessante deu as boas vindas à nova constituição do órgão máximo da vila do Pinhão desejando a todos as maiores felicidades na prossecução do objectivo que considerou ser o mais importante e suplantando-se a qualquer interesse partidário: o desenvolvimento da vila do Pinhão. Uma vez instalada a nova assembleia a votação para a constituição do executivo da Junta de Freguesia decorreu com a normalidade prevista. Apenas foi apresentada uma lista composta por Pedro Perry, Teresa Santos e Guilherme Teixeira que foi aprovada por unanimidade. Com a saída destes elementos para a constituição do executivo da Junta de Freguesia vagaram três lugares ocupados pelos socialistas António Seixas, Marisa Gordo e Pedro Espírito Santo. Também a votação dos membros da mesa da assembleia foi unânime para a única lista apresentada e constituída por Anabela Diegas, António Seixas e Marisa Gordo. Não tendo havido lugar a quaisquer intervenções, quer por parte dos eleitos socialistas quer por parte dos eleitos sociaisdemocratas coube a Anabela Diegas, Presidente da Assembleia-Geral doravante, a principal intervenção da tarde. Nessa intervenção além de salientar as palavras do seu antecessor referindo a importância de procurar como objectivo comum o desenvolvimento do Pinhão chamou a atenção para a importância do órgão a que preside desejando que as suas sessões pudessem ser as mais produtivas possível. Anabela Diegas manifestou também o desejo de que a Assembleia de Freguesia se reúna mais do que as quatro vezes que a lei exige como mínimo por forma a deixar mais claras todas as situações que possam aparecer no quadriénio que agora se inicia. Edição Política

AUTÁRQUICAS 2009 Um pouco por todo o concelho já quase todos os eleitos tomaram posse nos respectivos órgãos. Na Câmara Municipal tomaram posse Artur Cascarejo, Adérito Figueira, Luís Azevedo e Eduarda Sampaio pelo PS. No caso do PSD tomaram posse Miguel Rodrigues, Goreti Cachide e Álvaro Heleno. No discurso de tomada de posse Artur Cascarejo referiu que Temos uma enorme confiança no nosso futuro colectivo, assente na ideia-força de que o nosso Concelho só poderá afirmar-se como um território competitivo se apostar nos recursos endógenos e na qualidade dos produtos para que estamos vocacionados”, Na assembleia municipal, destaque para os deputados pinhoenses Carlos Gomes pelo PS e Filipe Macedo pelo PSD ambos eleitos.

LEGISLATIVAS 2009 Também já foi empossado o novo governo de José Sócrates igualmente para 2009-2013. O destaque do novo elenco vai para a saída de Ascenso Simões, eleito em 2005 pelo distrito de Vila Real e depois nomeado como Secretário de Estado do Ministério da Administração Interna de António Costa e posteriormente de Rui Pereira. O político do distrito de Vila Real foi agora afastado naquilo que foi visto como a tentativa de Sócrates em manter um governo de “fiéis socialistas” à margem de António Costa.


7

www.douropress.ascvd.pt

CULTURAL

ORQUESTRA DO NORTE

CICLO DE CINEMA ALEMÃO

M/ 6 anos

M/ 12 anos

Programa: GIOACHINO ROSSINI “Semiramide”, abertura CARL REINECKE Concerto para flauta e orquestra em ré Maior GIOACHINO ROSSINI “Le Siège de Corinthe” VAUGHAN WILLIAMS Concerto para oboé e orquestra Agnes Abel, flauta Russell Tyler, oboé Manuel Teixeira, direcção

Bilhetes: 5 euros (normal) e 3,5 euros (menores de 25 anos e maiores de 65) 07-Nov | Grande Auditório | 22:00

Nos vinte anos da queda do Muro de Berlim, o Teatro de Vila Real, o Museu do Som e da Imagem e o Departamento de Letras, Artes e Comunicação da UTAD co-organizam um pequeno ciclo de cinema evocativo da vida na Alemanha sob o signo daquela barreira. “As Vidas dos Outros” Realização: Florian Henckel von Donnersmarck Duração: 133 min. | Género: Drama Interpretação: Martina Gedeck, Ulrich Mühe, Sebastian Koch Thriller político e drama humano, “As Vidas dos Outros” começa na Alemanha de Leste cinco anos antes da queda do Muro de Berlim e leva-nos até 1991, à que é hoje a Alemanha reunificada. Acompanha a gradual desilusão de um oficial altamente credenciado da Stasi (a todo-poderosa polícia política do regime) encarregado de espiar um célebre escritor e a sua esposa. Bilhetes: 5 euros (normal) e 3,5 euros (menores de 25 anos, maiores de 65 e estudantes) 09-Nov | Pequeno Auditório | 22:00

Ediçãio 61 .::. DouroPress  

Pousada do Barão de Forrester encerrada Homenagem a António Cabral Assembleia de Freguesia em funções

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you