Page 1

FOLHETO INFORMATIVO DE DISTRIBUIÇÃO QUINZENAL   ANO I NÚMERO 60 – PINHÃO, 24 DE OUTUBRO DE 2009  PROPRIEDADE: ASCVD   COORDENADOR: PEDRO ESPÍRITO SANTO            DEVERÁ  MANTERR-SE COMO GO   R CIVIL DE VILA REAL GOVERNADO                   AUMENTAM NO DISTRITO                           RAID AVENTURA RANGER       Tempo   Sábado   Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta 24/10   25/10 26/10 27/10 28/10 29/10 30/10                20ºC                      18ºC                      21ºC                         24ºC                      22ºC                       24ºC                       23ºC                  ASSOCIAÇÃO SÓCIO CULTURAL   VALE D`OURO       ACTUALIZAÇÃO QUINZENAL  

ALEXANDRE CHAVES

NÍVEIS DE POBREZA

PINHÃO RECEBEU

www.ascvd.pt

www.douropress.ascvd.pt


1

www.douropress.ascvd.pt

FICHA TÉCNICA DOURO PRESS Folheto Informativo Quinzenal de Distribuição Gratuita Online Propriedade Associação Sócio Cultural Vale d’Ouro Impressão Junta de Freguesia do Pinhão Papelaria “Borraxinha” Tiragem 50 exemplares Distribuição: Marco Costa www.douropress.ascvd.pt douropress@sapo.pt Redacção Luís Ramos Cátia Ramos Luís Almeida Rui Batista Pedro Espírito Santo Sansão Gomes Paginação Pedro Moreira Pedro Espírito Santo Manutenção Web ASCVD Departamento Comunicação Fábio Cardoso Fotografia Pedro Sousa / Sansão Gomes Todos os artigos publicados e assinados são da total responsabilidade dos seus autores, salvaguardando os valores editoriais assumidos no estatuto editorial. Os artigos de opinião reflectem as ideias dos seus autores não vinculando a direcção deste boletim ou a ASCVD.

Coordenador Geral Pedro Espírito Santo

EDITORIAL Na edição do passado dia 9 de Outubro tinha anunciado, neste mesmo espaço, o acompanhamento efectivo dos resultados das eleições Autárquicas através do nosso site: Infelizmente, não nos foi possível disponibilizar os resultados por via de um problema no servidor informático que utilizamos. Para tentar de alguma forma colmatar tal falha, de que somos totalmente alheios, transcrevemos nesta edição os resultados finais na Freguesia e no Concelho. Falamos também na possibilidade de Alexandre Chaves continuar a exercer funções no cargo de Governador Civil de Vila Real, fazendo um breve apanhado do seu percurso nos primeiros 9 meses de mandato, detectando alguns “pontos fortes” da sua provável recandidatura. Esta semana é também noticia a parceria desenvolvida pela Wine House e a Associação sóciocultural Vale D`Ouro no âmbito da dinamização cultural do espaço – Estação ferroviária do Pinhão – promovendo algumas actividades nas áreas do Canto e dança popular. Chamo-lhe a atenção para o facto de estar já disponível, a partir da próxima segunda-feira, a vacina que actua contra a gripe A. Convém não esquecer que fora elaborado um plano para ministrar esta vacina, tendo em conta a situação actual da saúde dos indivíduos. Por fim, O Pinhão recebeu um simpósio subordinado ao tema “Low Carbon Cities - a energia, as cidades, as regiões e o planeta terra”, oriundo de um protocolo de colaboração com a Delegação Nacional Portuguesa da Associação Internacional de Urbanistas e Planeadores Regionais, ficando o município de Alijó responsável pela realização de uma conferência divida entre a cidade do Porto, a vila do Pinhão e a vila de Alijó. Pedro Espírito Santo

BUSCA-PÓLOS

SANSÃO GOMES http://coisasmuitoestupidas.blogspot.com


2

www.douropress.ascvd.pt

ASCVD E WINE HOUSE PARCEIROS SOCIAIS DINAMIZAM ESPAÇO DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DO PINHÃO CÁTIA RAMOS

A Associação Sóciocultural Vale D’ouro em parceria com a Wine House do Pinhão e a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo proporcionaram aos pinhoenses e aos turistas que visitaram esta região douriense três fins-de-semana diferentes na estação ferroviária. Dia 26 de Setembro o Grupo de Cantares Nossa Senhora do Sabroso de Barcos animou a tarde com os seus tradicionais cantares populares. No grupo que visitou o Pinhão contaram-se cerca de 20 pessoas de todas as idades. Barcos é uma aldeia vinhateira, os costumes e tradições do grupo vêm daí, além dos cantos populares do Douro várias influências das beiras foram sentidas na sua apresentação, tal é já a proximidade com as gentes de Viseu. Fatos tradicionais de toda a região douriense faziam parte dos ardonos que traziam. Na semana seguinte o Grupo de Cantares do Douro de Ervedosa do Douro visitou o Pinhão. Desde os mais novos aos mais velhos as idades variam, entre os 13 aos 65, cerca de 20 pessoas deram corpo a este grupo. Apesar de reconhecerem a influência de outras regiões do país são os cantos tradicionais daquela zona do Douro que mais vigoram no seu reportório. A Banda Filarmónica de Sendim finalizou esta actividade de parceria no dia 18 de Outubro. Cerca de 40 elementos de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 8 e os 75 anos tocaram no largo da estação um vasto repertório religioso e profano. Com o final deste evento pode dizer-se que as expectativas foram superadas, dada a aderência da população local e o elevado número de visitantes que circularam pela estação. A esta parceria vários elogios foram tecidos ficando a promessa de uma nova actividade ao longo do ano de 2010.

quando o subsídio de desemprego termina, deixam de poder pagar a renda, assim como as facturas da Pobreza bate à porta de mais água, luz, telefone. Nesta matéria só podemos suavizar a situação, que famílias vila-realenses atinge patamares dramáticos em famílias", adiantou a "No concelho de Vila Real muitas responsável. há famílias que já não têm um euro para comprar pão!". Este é o alerta de Dolores Monteiro, responsável pela área social da Câmara Municipal de Vila Real. Quando se evoca o "Dia Internacional da Pobreza", constata-se que centenas de famílias do concelho atravessam graves problemas de sustentabilidade económica. SOCIEDADE

Um sinal desta crise é o facto do Banco de Alimentos da autarquia vila-realense estar quase a entrar em ruptura, devido ao aumento dos pedidos de ajuda. Aliás, o espectro da fome alastra em alguns agregados familiares. O Gabinete de Apoio à Crise da Câmara de Municipal de Vila Real não tem mãos a medir, pois tem atendido centenas de famílias. O gabinete tem como objectivo agilizar e tornar acessíveis as medidas previstas no Plano Municipal de Combate à Crise. Neste momento, está a ajudar uma média de 80 munícipes por mês. Dada a difícil conjuntura que atravessamos, as pessoas sentem dificuldades acrescidas a vários níveis, nomeadamente o desemprego, a necessidade de apoio ao nível escolar, a dificuldade no pagamento da renda de casa, bem como de despesas correntes como a água, electricidade, gás, telefone e outras. A situação de casais jovens desempregados é preocupante;

A "geografia" da pobreza tem duas zonas bem distintas: nos meios rurais não é sentida em forma de sobrevivência, já nas freguesias urbanas é mais preocupante. "Sentimos isso nos casais mais jovens, que ficam desempregados e

Empenho autárquico já mereceu reconhecimento nacional;

Neste contexto, em 2008, a criação de um programa designado "Câmara Amiga" serve para contrapor o aumento da pobreza. A "Câmara Amiga" inclui três serviços que visam apoiar os munícipes, em especial os mais idosos, com a Unidade Móvel de Saúde, a Oficina Domiciliária (112 idosos já beneficiados) e o Banco de Voluntariado e Doação de Bens. Em relação a este último, localizado na Alameda de Grasse, perto do Shopping Dolce Vita, está aberto todos os dias, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, aos sábados, das 10h00 às 13h00, para receber bens doados por empresas e particulares, para posteriormente serem entregues a famílias carenciadas devidamente identificadas pelos serviços de acção social do município. De salientar que, as câmaras municipais de Alijó, Murça e Sabrosa vão ter ao seu dispor cerca de 1,2 milhões de euros no âmbito de um Contrato Local de Desenvolvimento Social Intermunicipal que tem por objectivo o combate à pobreza, à exclusão social e ao desemprego, consequências directas da actual crise económica. aeiou.expresso.pt


3

www.douropress.ascvd.pt

LOW CARBON CITIES

E AINDA …

BELA BARTOK E BACH O Pinhão recebeu nos dias 14 e 18 de Outubro um "Viagam pelo Douro” simpósio subordinado ao tema “Low Carbon Cities - a energia, as cidades, as regiões e o planeta terra”, devido a um protocolo de colaboração com a Delegação Nacional Portuguesa da Associação Internacional de Urbanistas e Planeadores Regionais, o município de Alijó ficou Fundação Inatel enche responsável pela realização de Museus de Música Clássica uma conferência divida entre a Trata-se, da iniciativa “Musica no cidade do Porto, a vila do Museu”, que conta com a Pinhão e a vila de Alijó. participação da Orquestra Metropolitana de Lisboa e que vai O congresso foi precedido, consoante prática implementada levar trechos de compositores desde 1991, por workshops, que ocorreram no Pinhão. Na busca de famosos como Johann Sebastian novas ideias vários jovens profissionais de planeamento reflectiram Bach ou Belá Bártok até ao Douro. sobre formas e metodologias de desenhar e construir cidades energeticamente sustentáveis. E, nesta região Patrimonial Na cidade do Porto durante os dias 18 e 22 de Outubro Mundial da Humanidade, nada melhor urbanistas de todo o mundo reflectiram em torno de cinco temas que levar peças musicais destes e de relacionados com políticas energéticas das cidades e das regiões. outros conhecidos compositores até A Associação Internacional de Urbanistas e Planeadores belos espaços museológicos que têm Regionais, composta por urbanistas e planeadores de todo o mundo, um denominador em comum: o rio apresentou conclusões sobre a implementação de políticas Douro como cenário. energéticas, sustentadas e sustentáveis, no ordenamento regional do Esta iniciativa “Musica no território até à construção do desenho urbano das nossas cidades. Museu”, arranca já no dia 22 na Régua O fecho do Congresso, ocorreu ontem no Auditório Municipal , no Museu do Douro, seguindo-se a 23 de Alijó, entre as 10:30 horas e as 13 horas. em Tabuaço no Museu do Imaginário e no dia 24 em Lamego - Museu de Cátia Ramos Lamego. Em Novembro rumo a Vila _____________________________________ ________________ Nova de Foz Côa, Freixo de Espada a Cinta e Alijó onde termina este ciclo. DOURO DE ORIENTAÇÃO – GRANDE PRÉMIO Todos os espectáculos começam DAS VINDIMAS sempre às 20H30 e a entrada é livre. Teve lugar nos dias 3, 4 e 5 de Outubro o Grande Prémio das Vindimas em Orientação Pedestre. Com o Município de Alijó como anfitrião, participantes oriundos de todo o país (Alentejo ao Minho) desfrutaram de um fim-de-semana com sabor a Douro e a vindimas. A vila de Alijó e a simpática povoação de Vale de Mir, que não se cansou de pedir para voltarmos muito em breve, acolheram os 500 atletas e participantes da 2ª etapa da Taça de Portugal da modalidade desportiva Orientação, que desta forma se vai mostrando a todo o país. Ao lado da vertente desportiva e competitiva o que não passou despercebido aos participantes foi o rico património cultural e paisagístico, que um evento de 3 dias possibilitou conhecer um Município de Deslumbrante Património Natural do Douro Vinhateiro. Se da parte de quem participou ficaram palavras de apreço, da parte dos organizadores ficou a promessa de desenvolver a modalidade neste Concelho do Alto Douro Vinhateiro. dodouro.com

Pedro Espírito Santo

in

dodouro.com


4

www.douropress.ascvd.pt

ALEXANDRE CHAVES DEVERÁ MANTER CARGO DE GOVERNANDOR CIVIL DE VILA REAL Papel de mediador e a proximidade às populações são os “trunfos” para recondução no cargo mensageironoticias.pt

Depois do secretáriogeral do Partido Socialista, José Sócrates, ter sido indigitado como primeiro-ministro pelo Presidente da República, Cavaco Silva, os novos ministérios deverão começar a ficar definidos. Um deles será o da

Administração Interna que, entre outra funções, definirá quais os governadores civis para os distritos. Em Vila Real, Alexandre Chaves não quis falar sobre a sua “disponibilidade” para aceitar continuar no cargo, mas tudo indica que será reconduzido. Alexandre Chaves, de 60 anos, foi indigitado para o cargo de governador civil a 26 de Janeiro deste ano, depois de António Martinho ter mostrado intenção de assumir a presidência da Entidade de Turismo do Douro. Alexandre Chaves era então um dos administradores da empresa Águas de Trás-os-Montes e Alto Douro e aceitou o cargo. Sempre numa postura bastante discreta, Alexandre Chaves teve a sua primeira “prova de fogo” com o encerramento da linha férrea do Corgo, entre Vila Real e Peso da Régua.

O governador civil foi a plataforma de entendimento entre o Governo e as autarquias, quanto às soluções a apresentar às populações. Com Alexandre Chaves regressaram também as políticas de “proximidade”, com visitas regulares a diferentes concelhos, onde foi servindo de mediador de “conflitos” e sugerindo formas de “unir os concelhos”. Dois dos exemplos são a mediação entre a empresa responsável pela construção das Barragens do Alto Tâmega e as autarquias da região, sobre as contrapartidas, e a sugestão de unir esforços entre as corporações de bombeiros de Peso da Régua, Alijó e Mesão Frio, na “partilha de riscos no Douro”. A passagem de quase nove meses pelo cargo ficou ainda marcada pelo alerta deixado ao Poder Central no que toca aos recursos termais do distrito. Depois de uma visita a todas as estâncias termais, Alexandre Chaves apelou a que os contratos de “desenvolvimento social” das empresas que exploram o engarrafamento de água no distrito fossem cumpridos, a bem dos concelhos onde estão instaladas. Noutra das acções desenvolvidas foi criado um site onde estão disponíveis as ofertas de cursos profissionais em todo o distrito, o portal “Ser Mais”. Sobre a sua continuidade, Alexandre Chaves não quis fazer declarações. Contudo, pouco tempo após tomar posse, numa entrevista concedida à Rádio Universidade de Vila Real, Alexandre Chaves admitiu que gostaria de ficar ligado à região como o último governador civil do distrito, numa alusão à regionalização. Este tema, a confiar numa das promessas do deputado socialista eleito pelo distrito Pedro Silva Pereira, será discutido nesta nova legislatura e Alexandre

Chaves poderá ser o então governador civil. No entanto, as dúvidas apenas serão desfeitas no final de Outubro ou meados de Novembro. SAÚDE

Ministério quer registo de doentes que recusam vacina contra a Gripe A Seis meses depois de ter sido descoberto um novo vírus da gripe, o mundo já tem uma vacina, que em Portugal começa a ser distribuída na segundafeira. Este é um dos sucessos no combate à primeira pandemia do século XXI, que tem corrido melhor do que o esperado. Se um doente recusar a vacina contra a gripe A a decisão vai ficar registada na sua ficha clínica. A orientação é dada pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) na circular sobre a campanha de vacinação, que começa na segunda-feira. Assim, todos os doentes que cumpram os critérios e recusem receber a nova vacina vão ficar com essa referência na sua ficha clínica. A subdirectora-geral da Saúde explica que se trata de um "acto de boa prática médica", porque é uma informação relevante. As Administrações Regionais de Saúde vão ainda enviar parte das vacinas para hospitais, não só para os doentes internados com indicação para receber a vacina, como para os profissionais de saúde que podem ser imunizados nas unidades onde trabalham. Nas próximas duas semanas o Ministério espera vacinar 10 mil grávidas com doenças, 15 mil profissionais de saúde e 30 mil trabalhadores imprescindíveis ao País. Pedro Espírito Santo


5

www.douropress.ascvd.pt

RESULTA SEMPRE

RAID AVENTURA RANGER NO PINHÃO Realizou-se no passado fim-de-semana 17 e 18 de Outubro, uma das mais duras competições de aventura do desporto nacional, o Raid Aventura Ranger, com o alto Douro vinhateiro como pano de fundo, incluindo-se o Pinhão nos locais onde a prova se disputou. A organização ficou a cargo do Centro de Tropas de Operações Especiais com o apoio das Câmaras Municipais de Armamar, Alijó, Castro d’Aire, Lamego, Peso da Régua, Resende, Santa Marta de Penaguião e São João da Pesqueira, sendo que a prova inaugurou o calendário da época 2009/2010 da Taça de Portugal de Corridas de Aventura. A prova, baseada na orientação através de mapas contou com caminhada, corrida, ciclismo todo-o-terreno e canoagem como meios de progressão no terreno. Na última etapa, antes da meta em Lamego, tiveram lugar actividades como tiro ao arco e jogos tradicionais. Estiveram também ao dispor das pessoas que quiseram experimentar, iniciativas como rappel, slide e ponte funicular. Foi a terceira edição de uma prova que se iniciou em 2007, inserida nas Comemorações do Dia do Exército. Ficando essa edição cingida ao concelho de Lamego, no ano seguinte a iniciativa estendeu-se também a Tarouca e Moimenta da Beira. Depois desta incursão agora no Douro vinhateiro, espera-se que a prova se mantenha e que continue a expandir-se com o mesmo sucesso que tem obtido. Sansão Gomes

BLOGUICES… pinhao.blogs.sapo.pt/

“Aprendi bastante com o PSD e com a estrutura da coligação. Politicamente sinto-me hoje maior. Fez-se política a sério e da forma que sempre idealizei que a politica se deveria fazer. Sinto hoje orgulho em ter aceite o convite que me foi formulado pela Sandra Moutinho e pelo Dr. Miguel Rodriges. Tenho também que deixar escrito que foi para mim um enorme orgulho estar ao lado do Dr. Miguel Rodrigues e do Partido Social Democrata de Alijó sem esquecer todos quantos estão na sua estrutura incluindo obviamente o candidato à Assembleia, o Eng.º Pedro Pimentel. Foi e é refrescante poder assistir na primeira pessoa à forma séria, rigorosa e isenta como estão na politica e como defenderam o concelho e as suas gentes.” ps-alijo.com

“O povo do conselho de Alijó, já atingiu maturidade política bastante, para poder saber e decidir, acerca daquilo que quer (…) Penso muito francamente, que esta equipa acabada de ser (re)eleita tem a pretensão de fazer política tal como o grande Aristóteles: a busca incessante de melhorar as condições de vida das populações em direcção à felicidade subjectiva que cada um de nós tem como fim ultimo.”

Resulta.blogs.sapo.pt

Passadas que estão a eleições Autárquicas, é agora tempo de tirar conclusões. No que me toca pessoalmente devo dizer que me surpreendeu pela positiva o resultado obtido pela candidatura do Partido Socialista no Pinhão: É caso para dizer que a população está atenta e sabe perfeitamente o que mais convêm a si, ao Pinhão e à nossa região. É certo que o partido Socialista perdera um deputado na Assembleia de Freguesia, mérito não só para os membros da coligação PSD/CDS-PP do Pinhão, sendo justo dizer-se também que esta campanha nada teve haver com a de 2005, o próprio desempenho do segundo executivo de Pedro Perry esteve várias vezes condicionado por questões externas que não lhe proporcionaram “vida fácil” durante a legislatura que agora termina e que os próprios candidatos em nada se basearam na campanha anterior: O Pinhão saiu claramente a ganhar! A partir de agora, embora não sabendo ainda exactamente quais serão os deputados que ocuparam os lugares da Assembleia de Freguesia, poder-se-á já dizer que tudo – ou quase tudo – vai mudar e não serão só os socialistas a terem responsabilidades: É importante que todos tenham a consciência que o mais importante é o Pinhão e o seu futuro, deixando de lado outras questões meramente politicas e/ou pessoais. Foi para isso que o povo votou e confiou nesta nova equipa. Embora oriundos de quadrantes políticos diferentes o Pinhão – tal como o País – necessita de estabilidade para progredir e esse será o maior desafio para a próxima legislatura: Saber governar com maioria e saber fazer “uma oposição” construtiva, em prol dos interesses dos Pinhoenses. É importante dizer-se também – ainda para mais no meu caso pessoal que foi extremamente gratificante constatar a enorme mobilização da população jovem do Pinhão, que se tornou uma realidade ao longo de toda a campanha eleitoral, e que contribui decididamente para esta grande vitória não só do Socialismo e das políticas de esquerda, como também da seriedade, do rigor e do trabalho. Afinal, juntos conseguimos! Pedro Espírito Santo


6

www.douropress.ascvd.pt

AUTÁRQUICAS 2009 Resultados Provisórios Finais

TUDO NA MESMA EM ALIJÓ O PSD pediu mudança nas eleições autárquicas do passado dia 11, o povo decidiu manter tudo na mesma no que toca à Camara Municipal. As ligeiras variações obtidas na votação para a Presidência da Câmara de Alijó deixam denotar que o trabalho do Partido Socialista não impressionou nem cativou novos eleitores mas também que do lado do PSD não foi valorizada a activa participação dos seus vereadores ao longo dos últimos quatro anos de oposição. Evidentemente que houve “danças” na votação de alguns eleitores, mas entre o “deve e o haver” ficou tudo na mesma. Alijó não mudou como pretendia os “laranjas” e o velho sonho do 5-2 dos “rosas” terá que ficar para outra vez. Já na Assembleia Municipal o ganho de 1.3% do PSD face a 2005 foi suficiente para roubar um deputado ao PS que desceu muito tenuamente. Em queda estão também as intenções de voto na CDU. No entanto note-se que se tratam de variações que não chegam sequer aos 2%. No resto do concelho o PSD obteve 3 juntas de freguesia com os socialistas a arrecadar as restantes. Destaque para Favaios onde apenas 10 votos deram a vitoria ao PS e para Pegarinhos onde a CDU conseguiu o seu único mandato. A expectativa sobre a única lista independente em Vila Verde era grande já que era liderada por Carolina anterior presidente de Junta pelo PSD. No entanto a vitória tangencial do PS deixou a expresidente de Junta em 2º lugar.

ASSEMBLEIA FREGUESIA DO PINHÃO

PS VENCE NO PINHÃO

Edição Politica

Variação

Pedro Perry

58,68 %

4

mandatos

69,53% (5)

Æ

Sandra Moutinho

37,81 %

3

mandatos

27,15% (2)

Å

CÂMARA MUNICIPAL DE ALIJÓ

Em 2005

Variação

56,24%

4

mandatos

56,15% (4)

Å

Miguel Rodrigues 37,85%

3

mandatos

37,9% (3)

Æ

0

mandatos

2,04%

Å

Artur Cascarejo

Luís Fontinha

2,21%

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ALIJÓ

Em 2005

Variação

55,06% (13)

Æ

54,44%

12

38,72%

9

mandatos

37,41% (8)

Å

2,82%

0

mandatos

3,45%

Æ

mandatos

Restantes Freguesias do Concelho ALIJÓ

RIBALONGA

Pres. de Junta: Alipio Alves (PS)

Pres. Junta: Márcio Ribeiro (PSD)

54,55%

5

mandatos

39,18%

4

mandatos

1,98%

0

mandatos

52,67%

4

mandatos

46,18%

3

mandatos

SANFINS DO DOURO Pres. Junta: Ana Sousa (PS)

AMIEIRO Pres. Junta: Fernando Quintas (PS)

63,41%

5

mandatos

34,15%

2

mandatos

59,63%

6

mandatos

36,95%

3

mandatos

SANTA EUGÉNIA Pres. Junta: Fátima Barros (PS)

CARLÃO Pres. Junta: Maria Elias (PS)

52,43%

4

mandatos

42,71%

3

mandatos

66,04%

5

mandatos

31,15%

2

mandatos

SÃO MAMEDE DE RIBATUA Pres. Junta: António Taveira (PS)

CASAL DE LOIVOS

No Pinhão, Pedro Perry venceu pelo PS a Assembleia de Freguesia apesar de ter perdido 11% dos votos que custaram um mandato aos socialistas. Depois da hecatombe de 2005, o PSD protagonizou no Pinhão a maior subida do concelho ao recuperar pouco mais de 10% dos votos. Esta recuperação permitiu equilibrar a assembleia de freguesia que agora conta com 3 deputados “laranjas” contra os 4 do Partido Socialista. Pedro Perry formará agora o executivo da Junta de Freguesia que deverá contar com Guilherme Teixeira e Teresa Guedes. À hora de fecho desta edição não era ainda conhecida a data para a realização da primeira assembleia de freguesia deste novo mandato onde se procederá à confirmação dos candidatos que ocuparam os sete lugares deste órgão. Pedro Perry parte desta forma para aquele que será o seu último mandato no Pinhão já que a lei impede uma recandidatura pela quarta vez.

Em 2005

Pres. Junta: Albano Pereira (PS)

67,41%

5

mandatos

24,44%

2

mandatos

62,52%

5

mandatos

34,24%

2

mandatos

0,68%

0

mandatos

CASTEDO

VALE DE MENDIZ

Pres. Junta: Marco Rodrigues (PSD)

Pres. Junta: Telmo Pinto (PS)

52,68%

4

mandatos

69,81%

5

mandatos

44,94%

3

mandatos

25,16%

2

mandatos

COTAS

VILA CHÃ

Pres. Junta: Estela Teixeira (PS)

Pres. Junta: António Fernandes (PS)

61,43%

5

35,43%

2

mandatos

68,54%

5

mandatos

mandatos

27,19

2

mandatos

FAVAIOS

VILA VERDE

Pres. Junta: António Barros (PS)

Pres. Junta: Domingos Henriques (PS)

48,55%

5

mandatos

47,16%

4

mandatos

PEGARINHOS Pres. Junta: Maria Baptista (PS)

47,18%

4

mandatos

31,79%

2

mandatos

15,64%

1

mandatos

PÓPULO Pres. Junta: Maria Nogueira (PS)

68,62%

5

mandatos

28,87%

2

mandatos

III

36,74%

3

mandatos

35,42%

2

mandatos

23,86%

2

mandatos

VILAR DE MAÇADA Pres. Junta: Fernando de Sousa (PS)

55,66%

5

mandatos

40,57%

4

mandatos

VILARINHO DE COTAS Pres. Junta: Laurindo Miranda (PSD)

54,04%

4

mandatos

44,44%

3

mandatos


7

www.douropress.ascvd.pt

CULTURAL

PASSATEMPO

VILA REAL MEMÓRIAS DE UMA CIDADE

DESCOBRE AS DIFERENÇAS:

Pintura de António José Lourenço

Sala de Exposições do Teatro Auditório Municipal Alijó 10 a 31 de Outubro

_____________________________________ _______ TEATRO DO MONTEMURO APRESENTA:

“SALLON YÉ YÉ - O PARAÍSO À ESPERA” "Um cabaret musical" Em plena crise, num lugar inóspito, no meio do nada, uma empresa que não é fantasma tenta prosperar com a sua actividade de serviço público. Mas o ambiente não está de feição e o saloon conhece sucessivos donos que, disputando o poder à boa maneira do oeste selvagem, tentam impor a sua lei. Mas nunca por muito tempo: incorrigíveis corruptos, cedo têm o destino que sabem que merecem. ESTREIA NACIONAL TEATRO AUDITÓRIO MUNICIPAL DE VILA REAL 30-Out | Pequeno Auditório | 22:00 Bilhetes: 7 euros (normal) e 5 euros (menores de 25 anos e maiores de 65)

SUDOKU:

Edição 60 .::. Douro Press  

Índices de pobreza aumentam no distrito / Alexandre Chaves deverá manter-se no Gov. Civil de Vila Real / Resultados Autárquicas 2009