Issuu on Google+

SEVEN COMPUTAÇÃO GRÁFICA Adobe InDesign CS5.5

InDesign.indb 1

2/27/12 11:16 AM


Todos os direitos reservados e protegidos por lei. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso sem prévia autorização por escrito do autor. Esta publicação é de inteira responsabilidade do Grupo Seven e protegida pela Lei de Direitos Autorais.

InDesign.indb 2

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Sumário AULA 01 O InDesign e a diagramação.......................................................11 1. Introdução ao Design Gráfico........................................................ 13 1.1. O Designer Gráfico...................................................................... 13 1.2. Ferramentas do Designer............................................................. 14 1.3. Diagramação.............................................................................. 15 1.4. Desenho.................................................................................... 16 1.5. Traços e Preenchimentos.............................................................. 16 1.6. Cores........................................................................................ 17 1.7. Imagem..................................................................................... 17 1.8. Extensão.................................................................................... 18 1.9. Vetor......................................................................................... 18 1.10. Bitmap...................................................................................... 19 2. Gestalt........................................................................................... 19 2.1. Pregnância ................................................................................ 21 2.2. Logotipo ou logomarca?............................................................... 21 2.3. Conceitos sobre Logo................................................................... 21 2.4. Logo.......................................................................................... 22 2.5. Marcas e Marketing (Substituição)................................................. 22 3. Adobe InDesign............................................................................. 22 3.1. Requisitos para instalação do programa.......................................... 22 3.2. Windows.................................................................................... 23 3.3. Macintosh ................................................................................. 23 4. Entendendo a tela principal do programa...................................... 24 4.1. Workspace (Área de Trabalho)...................................................... 24 4.2. Conhecendo o InDesign............................................................... 25 4.3. Workspace (Área de Trabalho)...................................................... 25 4.4. Barra de Aplicativos..................................................................... 26 4.5. Control Panel (Painel de Controle)................................................. 26 4.6. Toolbox (Caixas de Ferramentas)................................................... 26 4.7. Painéis Adicionais........................................................................ 28 5. Arquivos........................................................................................ 30 5.1. Abrindo Arquivos......................................................................... 30 5.2. Criando Novos Arquivos............................................................... 31 5.3. Salvando arquivos....................................................................... 32 5.4. O comando Place (Importar)......................................................... 33 6. Fill (Preenchimento)...................................................................... 33 7. Introdução ao InDesign................................................................. 34 7.1. Selection Tool (Ferramenta de Seleção)......................................... 34 7.2. Free Transform Tool (Ferramenta de Transformação Livre)................ 35 7.3. Rectangle Tool - (Ferramenta Retângulo) ....................................... 35 7.4. Ellipse Tool - (Ferramenta Elipse) ................................................. 35 7.5. Line Tool - (Ferramenta Linha) ..................................................... 36 7.6. Polygon Tool - (Ferramenta Polígono)............................................. 36 7.7. Desfazendo e Refazendo operações............................................... 37 7.8. Réguas e unidades...................................................................... 37 7.9. Guias e grades............................................................................ 38 7.10. Guias........................................................................................ 39 7.11. Grades...................................................................................... 39 7.12. Salvando Arquivos....................................................................... 40

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 3

3

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Aula 02 Conhecendo o InDesign..............................................................43 1. Sobre editoração eletrônica........................................................... 45 1.1. Sobre diagramação..................................................................... 45 1.2. Sobre o InDesign........................................................................ 46 1.3. Iniciando o programa................................................................... 46 2. Janela Inicial................................................................................. 47 2.1. Tela de Boas Vindas..................................................................... 47 2.2. Criando um documento novo........................................................ 48 3. Janelas do programa..................................................................... 50 4. Toolbox......................................................................................... 51 4.1. Selection Tool............................................................................. 51 4.2. Rectangle Tool............................................................................ 51 4.3. Ellipse Tool................................................................................. 52 4.4. Linha Tool.................................................................................. 52 4.5. Polygon Tool............................................................................... 53 4.6. Zoom Tool - (Ferramenta Zoom).................................................... 53 4.7. Hand Tool - (Ferramenta Mão)...................................................... 54 5. Place - (Comando Importar).......................................................... 54 6. Color Picker................................................................................... 54 7. Swatches - Painel Amostras.......................................................... 54 8. Kuler............................................................................................. 55 8.1. Utilizando o Kuler........................................................................ 56 9. Undo e Redo (Desfazer e Refazer)................................................. 57 10. Save e Save As (Salvar e Salvar como).......................................... 57

Aula 03 Criação e Edição de Vetores.......................................................61 1. Utilizando o Grid (Grade)............................................................... 63 2. Guide Line (Linha Guia)................................................................ 63 2.1. Column Guides (Guias de Coluna)................................................. 64 3. Columns (Colunas)........................................................................ 65 3.1. Travando e Destravando Guias...................................................... 65 3.2. Control Panel (Painel de controle).................................................. 65 4. Group e Ungroup (agrupar e desagrupar)...................................... 66 5. Lock e Unlock position (Travar e Destravar posição)..................... 66 6. Align (Alinhar)............................................................................... 66 7. Pathfinder..................................................................................... 67 8. Convert to Shape........................................................................... 69 9. Pen Tool........................................................................................ 69 9.1. Add Anchor Point Tool (Adicionar ponto âncora)............................... 70 9.2. Delete Anchor point tool (Deletar ponto ancora).............................. 70 9.3. Convert Direction Point Tool (Converter ponto âncora) ..................... 70 10. Scissors Tool (Tesoura)................................................................. 71 11. Corner Options.............................................................................. 71

Aula 04 Ferramentas de Transformação..................................................75 1. Ferramentas de transformação...................................................... 77 1.1. Direct Selection Tool (Seleção Direta)............................................ 77 1.2. Comando Paste Into (Colar em).................................................... 78 2. Preenchendo Objetos com Texto................................................... 78 3. Painel Stroke (Contorno)............................................................... 79 4. Painel gradient (Gradiente)........................................................... 79 5. Painel Effects................................................................................. 80 5.1. Menu Effects............................................................................... 81

4

InDesign.indb 4

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Aula 05 Tabelas.......................................................................................85 1. Inserindo uma tabela.................................................................... 87 1.1. Selecionar uma tabela................................................................. 88 2. Editar tabelas................................................................................ 88 2.1. Redimensionar Linhas e colunas.................................................... 89 2.2. Mesclar e dividir células............................................................... 89 3. Acrescentar linhas e colunas......................................................... 90 4. Aplicar preenchimento e contorno nas células............................... 91 5. Painel Table................................................................................... 92 6. Painel Contorno............................................................................. 92 7. Importando tabelas....................................................................... 92 8. Importar tabelas........................................................................... 93

Aula 06 Tipologia....................................................................................97 1. Tipologia....................................................................................... 99 1.1. Com serifa................................................................................. 99 1.2. Sem serifa................................................................................. 99 2. Ferramenta Type Tool.................................................................... 99 2.1. Caixas de texto......................................................................... 100 3. Painel Character (Caractere)....................................................... 101 4. Painel Paragraph (Parágrafo)...................................................... 101 5. Paragraph Rules.......................................................................... 102 5.1. Linha acima do parágrafo........................................................... 102 5.2. Bullets and Numbering (Marcadores e Numeração)........................ 104

Aula 07 Design Editorial........................................................................109 1. Design Editorial........................................................................... 111 2. Tipos de Papel............................................................................. 111 2.1. Peso (Gramatura)...................................................................... 111 2.2. Formato................................................................................... 112 2.3. Cor......................................................................................... 112 2.4. Textura.................................................................................... 112 2.5. Algumas aplicações................................................................... 112 3. Painel Pages................................................................................ 113 3.1. Inserir, remover ou duplicar........................................................ 114 4. Importar textos........................................................................... 114 5. Fluxo Automático......................................................................... 115 6. Encadear textos........................................................................... 115 7. Story Editor................................................................................. 116 8. Notas de rodapé.......................................................................... 116 8.1. Criar notas de rodapé................................................................ 116 8.2. Nota de rodapé adicionada ao documento..................................... 117 9. Localizar/Alterar (Find/Change)................................................. 117 9.1. Visão geral de Find/Change........................................................ 117

Aula 08 Encadernação no InDesign.......................................................121 1. Sobre Páginas Mestras................................................................ 123 2. Encadernação.............................................................................. 123 2.1. Encadernação brochura.............................................................. 123 2.2. Encadernação canoa ................................................................. 124 2.3. Encadernação Wire-o................................................................. 124

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 5

5

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2.4. Encadernação espiral................................................................. 124 2.5. Encadernação artesanal............................................................. 124 2.6. Termoencadernação................................................................... 125 2.7. Encadernação industrial............................................................. 125 3. Página Mestra.............................................................................. 125 3.1. Criando páginas mestras............................................................ 126 3.2. Editando páginas mestras.......................................................... 126 3.3. Aplicando páginas mestras......................................................... 126 4. Definindo a aparência do documento........................................... 127 5. Inserindo numeração de página.................................................. 128 5.1. Inserindo Nova página mestra..................................................... 128 5.2. Alterando uma mestra............................................................... 128

Aula 09 Diagramação de jornais............................................................131 1. Diagramação de jornais............................................................... 133 1.1. Elementos e aspectos de um jornal ............................................. 133 1.2. Peso (gramatura)...................................................................... 133 2. Elementos.................................................................................... 134 2.1. Texto....................................................................................... 134 2.2. Título...................................................................................... 134 2.3. Foto........................................................................................ 134 2.4. Arte........................................................................................ 134 2.5. Vinheta.................................................................................... 135 2.6. Box ou caixa............................................................................. 135 2.7. Fio.......................................................................................... 135 2.8. Cabeçalho e Rodapé.................................................................. 135 2.9. Anúncio................................................................................... 135 3. Aspectos...................................................................................... 135 3.1. Colunas................................................................................... 136 3.2. Cor......................................................................................... 136 3.3. Espaçamento............................................................................ 136 4. Fontes tipográficas...................................................................... 136 5. Trabalhando com colunas............................................................ 136 5.1. Criando colunas........................................................................ 136 6. Frames - (Quadros)..................................................................... 137 6.1. Criando frames......................................................................... 137 6.2. Opções quadros........................................................................ 137 6.3. Conteúdo do frame.................................................................... 138

Aula 11 Workflow..................................................................................141 1. Briefing........................................................................................ 143 1.1. Brainstorm............................................................................... 143 1.2. Referência................................................................................ 143 1.3. Rough..................................................................................... 144 2. Produção..................................................................................... 144 2.1. Organizando trabalho................................................................ 144 3. Produção de layout...................................................................... 144 4. Formatos de Imagem.................................................................. 145 5. Convertendo o modo de cor ........................................................ 145

Aula 10 Conceitos Básicos da Diagramação...........................................149 1. Diagramação - conceitos básicos ................................................ 151 1.1. O que é uma diagramação criativa?............................................. 151

6

InDesign.indb 6

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2. Organização................................................................................ 151 2.1. Equilíbrio e Contraste................................................................. 151 3. Noções básicas de planejamento visual....................................... 152 3.1. Proximidade............................................................................. 152 3.2. Alinhamento............................................................................. 153 3.3. Repetição................................................................................. 154 3.4. Contraste................................................................................. 155 4. Check spelling - (Verificar Ortografia)......................................... 155 5. Drop cap - (Capitular).................................................................. 156 6. Find change................................................................................. 156 7. Paragraph Styles - (Estilos de Parágrafo).................................... 156 7.1. Criar Estilos de Parágrafo........................................................... 157 8. Estilos.......................................................................................... 157 8.1. Aplicar/Remover Estilos.............................................................. 157 8.2. Excluir Estilos........................................................................... 157 8.3. Carregando estilos de outros documentos..................................... 158

Aula 12 Criando o Índice.......................................................................161 1. Índice Remissivo......................................................................... 163 2. Criando o índice (Sumário).......................................................... 163 2.1. Verificando estilos..................................................................... 163 3. Formatando o índice.................................................................... 165 4. Utilizando Tabulações.................................................................. 165 5. Considerações para o índice........................................................ 166

Aula 13 Imagens e elementos interativos............................................169 1. Gerenciando Links....................................................................... 171 1.1. Imagens com transparência........................................................ 172 1.2. Removendo o fundo branco........................................................ 173 1.3. Importando arquivo com layers e layer comps.............................. 174 2. Conteúdo interativo..................................................................... 175 2.1. Animações............................................................................... 175 2.2. Eventos que ativam a animação.................................................. 175 3. Buttons........................................................................................ 176 3.1. Vejamos como criar um botão..................................................... 176 3.2. Ações do botão......................................................................... 176

Aula 14 Finalizando arquivos - Impressão e Web..................................181 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Visualizando arquivos.................................................................. 183 Prefligh - Checagem de arquivos................................................. 184 Package - Pacote de Arquivos...................................................... 184 Fechando em PDF........................................................................ 186 Salvando em SWF........................................................................ 189 Exportando em Jpeg.................................................................... 190 Exportando em EPS..................................................................... 191 Fechando arquivo em Adobe Post Script...................................... 192 Convertendo um arquivo PS em PDF............................................ 193

Aula 15 Dicas para Certificação.............................................................197 1. Certificação Adobe ...................................................................... 199 1.1. O que é o ACE?......................................................................... 199 1.2. Recertificação........................................................................... 200 www.sevencg.com.br

InDesign.indb 7

7

2/27/12 11:16 AM


InDesign.indb 8

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign Nome: Turma:

UNIDADE I - ADOBE InDesign CS5.5

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 9

9

2/27/12 11:16 AM


InDesign.indb 10

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign AULA 01 O InDesign e a diagramação

Tópicos da Aula

• Introdução ao Design gráfico • Designer Gráfico • Ferramentas do Designer • Diagramação • Imagem • Vetor • Bitmap • A Tela principal do programa • Workspace • Barra de Menus • Control Panel • Tools Panels • Painéis adicionais

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 11

11

2/27/12 11:16 AM


InDesign.indb 12

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Introdução ao Design Gráfico Podemos definir o Design Gráfico como o processo de projetar, coordenar, selecionar e organizar uma série de elementos para produzir objetos visuais destinados a comunicar mensagens específicas a determinados públicos. O diferencial está na maneira como estes elementos visuais são dispostos e apresentados, como são combinados, posicionados, coloridos ou não, 2D ou 3D, o tipo e formato de suporte, a escolha tipográfica, os traços etc.

1.1. O Designer Gráfico Designer Gráfico é o profissional da área de publicidade responsável por comunicar, através de imagens, formas ou animações uma informação. Que tipo de informação? A marca de uma empresa, campanha publicitária, um alerta, passar uma ideia através de imagens, divulgar um evento etc.. O profissional de Design atua em diversas ramificações de mídias no processo criativo. Podemos citar como exemplos: Web sites, animações para TV, produção de impressos, entre outros. Nesta apostila vamos começar a entrar nesse fantástico mundo da criação e abordaremos uma das mais rentáveis áreas da produção gráfica, a área da produção de impressos.

99Dica do CIS:

O profissional de Design atua em diversas ramificações de mídias no processo criativo. Podemos citar como exemplos: Web sites, animações para TV, produção de impressos, entre outros.

99Sobre Design Gráfico:

Forma de comunicar uma ideia combinando imagens e texto.

Podemos entender como impresso todo material publicitário produzido que pode ser manipulável fisicamente. Nós podemos tocar e manipular um panfleto ou cartão de visitas, mas não um website ou filme publicitário.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 13

13 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1. Exemplos de impressos 99Dicas do CIS:

É importante o conhecimento dos programas de impressão e web por parte do Designer, a familiaridade com os programas completa o profissional. Utilizar vários programas para completar um trabalho é comum no meio do design digital.

Exemplos de mídias impressas: Cartão de visitas, banner, panfleto, flyer, folder, cartaz, outdoor, embalagem, lata de refrigerante, adesivo para painel, revistas, livros, manuais e outros diversos itens que estamos acostumados a ver ao nosso redor.

1.2. Ferramentas do Designer A partir de agora iremos conhecer as ferramentas utilizadas por nós, Designers e futuros Designers, no processo de criação de materiais impressos. As 3 ferramentas mais utilizadas ao redor do mundo são:

2.

Painel Layers

• Adobe Illustrator Responsável pela criação de elementos visuais na forma de vetores. • Adobe Photoshop Software de tratamento e edição de imagens Bitmap. • Adobe InDesign - Líder no segmento de diagramação de textos para grandes publicações. Nesta apostila vamos aprender a trabalhar de forma plena com o Adobe Photoshop. Prepare-se para embarcar no mundo da criação de elementos visuais de todo o tipo com as fantásticas opções que somente o Photoshop é capaz de fornecer.

14 InDesign.indb 14

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1.3. Diagramação É sempre um grande desafio fazer com que elementos gráficos sejam combinados adequadamente para que, juntos, organizados e diferenciados, porém harmônicos, transmitam uma mensagem de forma muito clara e agradável, para que o leitor ou observador se sinta confortável com a leitura destes elementos e a mensagem seja absorvida, causando o efeito, o resultado, a reação proposta. Esta disposição de elementos é uma diagramação, uma distribuição de tipos, imagens (desenhos e fotos) e figuras que visam uma comunicação por sua harmonia visual, combinando, aproximando, alinhando, repetindo, contrastando e hierarquizando a área visual, deixando a informação com grande legibilidade, tornando a publicação uma identidade eficaz na transmissão de informação e opinião.

99Dica do CIS:

O desenho é uma das formas mais antigas de comunicação humana, e está sempre presente nas mais variadas formas de transmissão de ideias, como ilustração, arte, ícone, símbolo, etc.

99Dica do CIS:

3. Ideias e imaginações O designer gráfico deve ter este conhecimento em mente ao desenvolver uma diagramação de qualquer estilo, trabalhando a composição visual com equilíbrio de elementos, cores e formas de maneira a apresentar uma arte de acordo com o briefing, com as determinações do objetivo de comunicação. As informações sobre o processo de interação visual, o peso de cada elemento gráfico, os espaços, a combinação das áreas de impressão e áreas em branco e o ritmo de leitura da arte podem tornar a obra visual uma poderosa peça de comunicação.

O profissional de Design é uma pessoa observadora, que busca sempre a atualização e a quebra de paradigma, na busca constante de inovação.

Esta habilidade comunicacional nas artes gráficas, é uma parte importante no processo de transmitir uma idéia, e a diagramação traduz conceitos e pensamentos direta e indiretamente, ajudando, cooperando, tendo um papel importante para a constante evolução do desenvolvimento da comunicação humano.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 15

15 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1.4. Desenho Não há como esgotar as possibilidades de aplicações para um desenho, podemos ver na arquitetura, na moda, na engenharia, nos muros, nos cadernos, enfim, não há limites.

4. Ideias e imaginações Os meios para conseguir transmitir uma ideia para qualquer substrato, um papel, por exemplo, variam bem, mas as mais novas ferramentas tecnológicas têm ajudado muito neste processo, e cada vez mais rápido. O Photoshop por exemplo, traz inúmeras ferramentas e processos para se obter desenhos desde o seu esboço até um realismo impressionante.

99Dicas do CIS:

O traçado do artista pode ser seu destaque e estilo, e pode caracterizar seu trabalho no mundo da arte. 99Dicas do CIS:

Há muitos tipos e estilos de traços em uma arte, em um desenho. Podemos ter traços que sejam finos e contínuos, espessos e seccionados ou viceversa, também há traços descontinuados, outras vezes poderemos ter traçados deslocados sobre seus preenchimentos, e mesmo traços que variam sua espessura enquanto desenham.

Profissionais da arte visual – estática ou animada - estão cada vez mais desenvolvendo suas ideias com programas de desenho como o Illustrator ou imagens bitmap como o Photoshop, mesmo quando os rabiscos básicos ainda sejam dados no papel. Quando surge um pedido de ilustração, podemos ler o contexto referente à ilustração pedida e desenvolver as ideias rabiscando muito, ou ainda recorrer ao Illustrator e Photoshop para partir das bases dos traços, mas certamente o acabamento deverá ser através do programa, claro que muitas vezes associamos os programas como Illustrator e Photoshop, para dar um tom diferente ao observador, com algo em 3d e textura.

1.5. Traços e Preenchimentos As características de um desenho são pontuadas no traçado e no preenchimento, mas certamente a sua ênfase está no traço, onde suas definições são percebidas, mesmo quando seus limites não existem por opção, o preenchimento das partes que o compõem sugerem linhas por separação de nuances.

5. Carro antigo tunado 16 InDesign.indb 16

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Outra forma de traçar pode ser a personalização pela utilização de várias linhas, por várias figuras, formas, cores etc. O tipo de variação fica por conta da imaginação e do briefing, afinal, se o negócio é a comunicação, o processo precisa ser bem gerenciado.

1.6. Cores Em um mundo colorido, com tantos exemplos na natureza, com respeito à utilização das cores, ainda existe muita dificuldade na colocação das mesmas em um desenho ou ilustração, não por falta de opção no programa, que além dos painéis comuns, fornece outros painéis para suprir este infinito mundo das cores.

6. Esferas coloridas O fato é que as cores, muito além da beleza que proporcionam à visão nos desenhos de quadros, embalagens, folhetos, livros, revistas, cidades, carros, alimentos etc., têm força de comunicação, na personalização, na psicologia, no dia a dia das pessoas etc. Portanto, sua importância é evidente, e exige muito estudo para suas aplicações, e não simplesmente uma escolha pelo gosto ou não gosto. Por isso, a “dificuldade” na boa utilização das cores é comum, precisa de bastante estudo e bom senso, mas o talento é sempre bem-vindo. Num programa como o Photoshop, encontrar as cores não é problema, no painel Swatches, no painel Color, no painel Kuler, porém, as possibilidades se expandem para o mundo, então, isso é só o começo, temos um caminho surpreendente na arte de lidar com as cores.

1.7. Imagem

99Dicas do CIS:

Estudar sobre a psicologia das cores mudará a maneira como lidamos com ela no trabalho de design e comunicação.

99Sobre Kuler:

Kuler é um painel que é ativado pelo InDesign, no menu Window > Extensions, para acesso ao site Adobe Kuler, e compartilhar temas cromáticos.

O ser humano é regido basicamente pela visão. Suas escolhas são extremamente “visuais”, ainda que seja pela imaginação. Uma imagem pode ser exibida em forma de desenho, de foto, de vídeo, de escultura, como 2D ou 3D etc. Esta representação visual do objeto, pode trazer muitas sensações conforme a maneira que é apresentada à visão humana.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 17

17 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

7. Identificação visual

99Dicas do CIS:

Se fizermos um arquivo para a impressão gráfica, precisaremos saber qual a melhor extensão de imagem necessária, para não prejudicar a qualidade da foto quando impressa.

99Sobre Bézier:

Curvas de Bézier seu nome é devido ao criador da curva, o francês Pierre Bézier.

Uma imagem pode estar em movimento ou ser estática, com aparência plana ou com volume. O espaço em que é percebida também pode influenciar sua comunicação. O contexto de uma imagem faz parte da mesma, sugerindo novas ideias pela harmonia ou desconexão da visão contextual, isto é, poderemos ter uma mudança de comunicação se o contexto for conflitante com uma imagem. O Photoshop é um software 2D e 3D, disso podemos retirar infinitos caminhos para uma composição e criar mundos cheios de imagens diferentes ou similares, harmoniosas ou não, retirados da realidade ou da ficção, da imaginação. É claro que isso também alimenta o mundo de games e filmes de Hollywood, seja animação 2D, 3D ou mais.

1.8. Extensão Quando temos um arquivo qualquer para ser salvo no computador, precisamos salvar com uma extensão específica para o arquivo, a extensão do programa normalmente, PSD por exemplo. Grande parte das imagens das câmeras digitais são salvas com a extensão JPEG.

1.9. Vetor Formas com traços geométricos são construídas pelo simples unir de linhas em suas extremidades (pontos), ao reproduzir desenhos e traçados em computador, teremos os vetores, que são matematicamente formados pelo computador (Bézier), e estas formas regulares ou irregulares, são definidas pelos pontos de ancoragem, portanto, o posicionamento dos pontos são estratégicos para a construção de um desenho vetorial.

8. Homem de ferro - traço 18 InDesign.indb 18

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1.10. Bitmap A formação de uma imagem fotográfica no computador é composta de x número de pontos por polegada quadrada, isto é, uma imagem fotográfica formada no computador é formada de pontos (pixels) que distribuem a cor ou variação do tom, formando a imagem. Estas imagens podem ser coloridas ou no mínimo, será uma imagem formada com pixels pretos e brancos. Para que obtenhamos uma imagem com qualidade de impressão, é preciso iniciar com uma quantidade de pontos adequada, isto é, 300 pontos por polegada (300 dpi), considerando uma imagem fotografada com câmeras com 8 megapixels, teríamos a imagem com “3504 x 2236 px”, resultando em uma ótima imagem para impressão, e se for imagem escaneada, poderíamos iniciar o escaneamento com 300dpi para impressão offset. No quadro a seguir temos uma comparação Megapixel x Tamanho de imagem. Megapixels

Tamanho da Imagem

Tamanho da Impressão a 200 ppi

3

2048 x 1536

26 x 19,5 cm

4

2464 x 1632

31,3 x 20,7 cm

5

2592 x 1944

32,9 x 24,7 cm

6

3008 x 2000

38,2 x 25,4 cm

8

3504 x 2236

44,4 x 28,4 cm

10

3872 x 2592

49,2 x 32,9 cm

12

4290 x 2800

54,5 x 35,6 cm

99Sobre Pixel:

Pixel - aglutinação de Picture e Element, ou seja, elemento de imagem, sendo Pix a abreviatura em inglês para Picture.

1. Megapixel Há muito o que considerar sobre a relatividade das imagens e pixels para o layout. É mais simples trabalhar com imagens para sites porque a exigência da quantidade de pixels por polegada é menor, mas não menos importante. Considerar sempre um começo com qualidade, no que diz respeito à imagem, é uma questão que resultará em uma impressão excelente do trabalho, ou em uma imagem que ficará muito bem na internet ou em vídeo, pois infelizmente, ainda existem muitas imagens ruins nas peças de comunicação.

99Sobre Pixel:

Um pixel (pixel) é geralmente considerado como o menor componente de uma imagem digital, uma imagem bitmap

2. Gestalt Antes de falarmos sobre as funcionalidades e ferramentas do InDesign vamos entender primeiro com o que iremos lidar em sua maioria: BITMAP. Quando falamos sobre imagens bitmap estamos falando, nada mais

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 19

19 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

nada menos, de imagens que são geradas por pixel. Então é preciso ter um conhecimento amplo em matemática para se trabalhar com imagens vetorizadas ? Não, de maneira alguma, é justamente esse o papel do software, calcular, matematicamente, como as imagens que queremos serão geradas, de maneira instantânea, ou seja, em tempo real. Sabendo disso podemos definir uma imagem vetorizada como uma imagem formada através de cálculos matemáticos. Essas imagens não distorcem quando aumentadas ou perdem detalhes quando diminuídas pois, como são cálculos aplicados para serem geradas, o software se encarrega de recalcular a sua forma nos diversos tamanhos que desejarmos. O mesmo não ocorreria com uma imagem bitmap, esta formada por uma grade de Pixels. O Adobe InDesign, líder mundial no tratamento e criação de imagens bitmap, mesmo sendo um programa de altíssimo nível profissional, tem o seu aprendizado muito fácil e prazeroso. Através deste curso veremos como usar o Adobe Photoshop em diversas tarefas, o que nos preparará para um mercado em constante expansão:

99Sobre Gestalt:

Gestalt é a Psicologia da forma, uma teoria da psicologia iniciada no final do século XIX na Áustria e Alemanha, que possibilitou o estudo da percepção. Segundo a Gestalt, o cérebro é um sistema dinâmico no qual se produz uma interação entre os elementos

O mercado das artes gráficas.

O formato dos arquivos criados pelo InDesign é .INDD, mas o programa permite o trabalho com diversos outros formatos de arquivo.

A Psicologia da forma, Psicologia da Gestalt ou simplesmente Gestalt é uma teoria da psicologia iniciada no final do século XIX na Áustria e Alemanha que possibilitou o estudo da percepção.

“A percepção do todo é maior que a soma das partes percebidas”.

Segundo a Gestalt, o cérebro é um sistema dinâmico no qual se produz uma interação entre os elementos, em determinado momento, através de princípios de organização perceptual como: proximidade, continuidade, semelhança, segregação, preenchimento, unidade, simplicidade e figura/fundo. Sendo assim, o cérebro tem princípios operacionais próprios, com tendências auto-organizacionais dos estímulos recebidos pelos sentidos.

9. Desenho em linhas retas – duplicação Fundamentam-se nas afirmações de Kant de que os elementos por nós percebidos são organizados de forma a fazerem sentido e não apenas através de associações com o que conhecemos anteriormente. O filósofo norte-americano William James, foi um dos que influenciaram esta escola, ao considerar que as pessoas não veem os objetos como pacotes formados por sensações, mas como uma unidade.

20 InDesign.indb 20

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2.1. Pregnância A mais importante de todas, possivelmente, ou pelo menos a mais sintética. Diz que todas as formas tendem a ser percebidas em seu caráter mais simples: uma espada e um escudo podem tornar-se uma reta e um círculo, e um homem pode ser um aglomerado de formas geométricas. É o princípio da simplificação natural da percepção. Quanto mais simples, mais facilmente é assimilada: desta forma, a parte mais facilmente compreendida em um desenho é a mais regular, que requer menos simplificação.

2.2. Logotipo ou logomarca? Quando falamos em identidade visual rapidamente pensamos em logo. Mas não é só de um logo que se compõe uma IV (Identidade Visual), mas sim de todo um estudo detalhado da identidade que a empresa está adquirindo, portanto, tudo isto tem que ser pesquisado e avaliado antes de criarmos um logo.

99Sobre

Pregnância:

Na teoria da forma, a percepção.

10. Logo da Seven Computação Gráfica

2.3. Conceitos sobre Logo Antes de prosseguirmos sobre o conceito de Identidade Visual, vamos falar mais sobre LOGO. O que seria logo? Alguns falam logomarca e outros logotipo, qual é o certo? Logomarca: é quando a identidade da empresa é baseada em grafismos (desenhos ou objetos)

99Sobre a forma:

“Forma” pode ser definida como a parte de qualquer fenômeno que tem a função de motivar um sentido na mente de um intérprete

Logotipo: é quando a identidade da empresa é baseada em sinais tipográficos (letras). Logo: é um apelido usado para evitar essa confusão. Uma identidade visual não é uma coisa fácil de fazer. Imagine a missão de representar por formas e letras o que uma empresa é, sua história, seu posicionamento perante os clientes. Não é fácil, mas pode ficar mais simples para criar se observarmos alguns itens importantes. Vamos imaginar a seguinte situação, recebemos um briefing (perfil resumido da empresa) para fazer uma IV desse jeito:

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 21

21 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Cliente: Mercado Mushiki. Briefing: empresa com 10 anos no mercado; 15 filiais em 8 estados; especializados em produtos orientais. Tarefa: criar Identidade Visual para ser usada pela empresa.

2.4. Logo 1. Faça um estudo completo da empresa. Para elaborar uma logomarca é preciso, em primeiro lugar ter o maior número de informações possíveis. Depois de ler atentamente o material, identifique o objetivo de comunicação do seu cliente. Sua criação vai partir desse detalhe. 2. Seja observador. Se você precisar fazer uma logomarca para uma Montadora de Automóveis, por exemplo, fique de olho nas marcas deste segmento. Assim fica mais fácil traçar um perfil da concorrência para, logo em seguida, criar um diferencial para a logomarca do seu cliente. Pesquise, pesquise e pesquise. 99Sobre Briefing:

Briefing é um conjunto de informações, uma coleta de dados em passadas uma reunião para o desenvolvimento de um trabalho.

3. Seja objetivo. Evite usar muitos efeitos como: sombra, extrusão, brilho ou qualquer outro efeito que possa poluir o seu trabalho. O excesso de recursos gráficos também dificulta a sua aplicação e leitura. Lembre-se que o seu logotipo tem que ser aplicado desde uma caneta até em um outdoor com a mesma visibilidade e facilidade de compreensão. Algumas dicas para deixar sua marca simples: usar no máximo duas tipologias (letras) diferentes e empregar poucas cores. 4. Depois de criar uma identidade, faça um estudo de cores e aplicação. Visualize sua marca em vários perfis: reduzida, ampliada, em tons de cinza, colorida e em negativo e positivo, e escolha a mais adequada.

2.5. Marcas e Marketing (Substituição)

99Sobre

Símbolos:

Um símbolo, uma marca, torna uma empresa visualmente tangível.

Quando um produto alcança um sucesso espetacular, seja por motivo de vendas, ou de propaganda, qualidade, seu nome é vinculado como descrição de um produto, temos hoje em dia vários exemplos assim como, quando vamos ao mercado não procuramos o item “lã de aço” procuramos “Bombril”. Neste caso, a marca “BomBril”, simplesmente substituíu o nome do produto.

3. Adobe InDesign 3.1. Requisitos para instalação do

22 InDesign.indb 22

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

programa Para um funcionamento livre de travamentos, para uma performance eficiente, a Adobe recomenda requisitos mínimos de configuração de máquina.

3.2. Windows • Intel® Pentium® 4 ou AMD processador Athlon® 64 • Microsoft® Windows® XP com Service Pack 3; Windows Vista® Home Premium, Business, Ultimate, or Enterprise com Service Pack 1; ou Windows 7 • 1GB de RAM • 2GB de espaço em disco rígido disponível para instalação adicional, necessário espaço livre disponível durante a instalação (não é possível instalar em dispositivos removíveis de armazenamento flash-based) • 1024x768 display (1280x800 recomendado) com placa de vídeo de 16-bits • DVD-ROM • Conexão de internet banda larga necessária para serviços online

3.3. Macintosh

99Dicas do CIS:

Para trabalhos de Computação Gráfica, a capacidade do computador no processamento das imagens não pode ser desprezada, para não causar dores de cabeça no desenvolvimento do projeto.

• Processador Intel • Mac OS X v10.5.7 ou v10.6 • 1GB de RAM

99Dicas do CIS:

• 2GB de espaço disponível no disco rígido para instalação; necessário espaço livre adicional durante a instalação (não é possível instalar em um volume que utiliza um sistema de arquivos de maiúsculas e minúsculas ou em dispositivos removíveis de armazenamento flash-based) • 1024x768 display (1280x800 recomendado) com placa de vídeo de 16-bits • DVD-ROM • Conexão banda larga à internet necessária para serviços online

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 23

Ao salvar documentos grandes ou exportálos para arquivos PDF ou IDML, você pode continuar a trabalhar no seu documento. Você também pode enfileirar várias exportações de PDF em segundo plano.

23 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4. Entendendo a tela principal do programa Para abrir o InDesign no Windows, clicar no menu Iniciar > Todos os Programas > Adobe > Adobe Master Collection > Adobe InDesign.

11. Abrindo o programa

99Dicas do CIS:

As fontes em uma pasta ‘Fontes do documento’ que estiverem no mesmo local que um documento do InDesign ficarão disponíveis quando esse documento for aberto. As fontes instaladas por um documento não ficam disponíveis para outros documentos. O comando ‘Pacote’ pode gerar uma pasta ‘Fontes do documento’ quando você deseja compartilhar seu documento ou movê-lo para um computador diferente.

4.1. Workspace (Área de Trabalho) Vamos ver um pouco sobre a área de trabalho do InDesign, na parte superior temos a Barra de aplicativos, abaixo dela temos Control Panel (Painel de Controle), no lado esquerdo temos o Painel Ferramentas, no centro temos a área de trabalho, e à direita temos os painéis adicionais.

12. Área de trabalho 24 InDesign.indb 24

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4.2. Conhecendo o InDesign O Adobe InDesign permite que você crie e visualize diagramação, organização e layouts de página, para impressão ou distribuição digital com ferramentas criativas e controle preciso sobre a tipografia, assim como todo um universo de materiais como revistas, jornais, anúncios, embalagens etc.. O programa cria documentos em formato próprio, editável, que posteriormente pode ser exportado para PDF ou outros formatos específicos de impressão. Permite interatividade, vídeo e áudio para execução em tablets, smartphones e computadores, hoje junto com os programas Photoshop e Illustrator, formam as principais ferramentas de trabalho utilizadas por agências de publicidade, editoras de jornais e revistas, indústrias de embalagens, departamentos de marketing e afins.

4.3. Workspace (Área de Trabalho) Reconhecer a área de trabalho de um programa e suas principais ferramentas para criação, edição e manipulação, é o fundamento de um desenvolvimento espontâneo de tarefas, depois de idealizado o projeto gráfico, ou mesmo um layout para uma revista, uma diagramação para um livro, etc. Vamos começar a especificar cada uma dessas regiões.

99Sobre Vetores:

É uma classe de elementos geométricos, denominados segmentos de reta orientados. Elementos para construção de cálculo vetorial.

99Dicas do CIS:

Uma área de trabalho, uma interface de programa no computador, ou uma tela, corresponde a uma mesa com sua página de trabalho, uma folha de rascunho ou arte final.

13. Interface

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 25

25 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4.4. Barra de Aplicativos

14. Barra de aplicativos Essa é a barra onde encontramos os menus File(Arquivo), onde podemos encontrar todas as opções relacionadas aos arquivos como por exemplo, Open (Abrir), ou mesmo a opção Save(Salvar).

99Dicas de

Também podemos encontrar a área de pesquisa do InDesign, encontrar os botões Adobe Bridge, e o botão CS Live, que é um tipo de organização que você pode fazer da sua conta Adobe, se você tiver uma. E por último o botão Select a Workspace (Selecione uma área de trabalho), que não altera por completo as sua Workspace, apenas altera os Painéis Adicionais de acordo com o seu tipo de trabalho. Basta manter o botão pressionado e ele mostra um submenu com as opções.

15. Dock para personalizar a Workspace

Certificação:

O InDesign tem um novo modo de tela que se chama ‘Modo de apresentação’. Nesse modo, o menu do aplicativo e todos os painéis ficam ocultos. Pressionamentos de teclas e cliques permitem que você avance ou retorne uma página espelhada por vez no documento 99Dicas de

Certificação:

As propriedades da barra são alteradas para que exiba os controles da ferramenta ativa, adaptando-se à ela, ou mesmo, se existe alguma seleção de área ou texto, as opções acompanham esta seleção, o que torna o trabalho muito mais ágil no ambiente do programa.

26 InDesign.indb 26

4.5. Control Panel (Painel de Controle) Adaptação é um fenômeno que ajusta e facilita o desempenho de uma ferramenta, para que não aconteça a necessidade de tomar longos caminhos até que se consiga mudar de planos. É isso o que a barra (Painel) de controle faz ou evita, se estamos com a ferramenta Type, as propriedades e características da Type serão exibidas no painel, e assim acontece caso seja feita a seleção de objetos.

4.6. Toolbox (Caixas de Ferramentas) Este painel é o lugar onde se encontram todas as ferramentas de criação e edição de texto e objetos. Algumas ferramentas possuem galeria, sinalizadas por um pequeno triângulo no cantinho delas. Eles aparecem exibindo o grupo de ferramentas guardadas junto com àquela ferramenta, quando pressionando por mais de um segundo.

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

A seguir a Toolbox e todos os seus submenus. Importante: repare que existe um pequeno triângulo preto, no ícone de algumas das ferramentas existentes neste painel e este, indica que naquele local, encontramos um grupo de ferramentas. Caso o botão do mouse seja pressionado e seguro durante um segundo, serão exibidas outras ferramentas pertencentes ao mesmo grupo, veja a Caixa de Ferramentas e todas as suas ferramentas sendo exibidas:

99Dicas de

Certificação:

É possível definir diferentes tamanhos de página para as páginas de um único documento. Esse recurso é especialmente útil quando você deseja gerenciar designs relacionados em um arquivo. Por exemplo, é possível incluir páginas de cartão de visita, cartão postal, papel timbrado e envelope no mesmo documento

16. Tools panel Para retirar a galeria de uma ferramenta do seu lugar, como a galeria da ferramenta retângulo, por exemplo, precisamos clicar sobre a ferramenta na caixa de ferramentas, e manter o mouse pressionado até aparecer o menu de contexto com as ferramentas. Este painel se adequa ao objeto selecionado exibindo suas propriedades.

17. Barra de controle e exibição de propriedades

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 27

27 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4.7. Painéis Adicionais Cada painel tem uma função bem específica, veremos estes painéis durante o curso, conforme o assunto e a função nos exercícios . Cada painel possui um menu exclusivo que pode ser aberto clicando no seu ícone, no canto superior direito do painel, e algumas opções aparecerão. Os painéis, são opções rápidas para a execução de qualquer trabalho no InDesign. Se eles não forem necessários, podem ser fechados a partir do menu Window, que os apresenta em ordem alfabética, ou podem ser temporariamente exibidos/ocultados, pressionando-se a tecla TAB.

99Sobre vetor:

Vetor é uma classe de elementos geométricos, denominados segmentos de reta orientados. Elementos para construção de cálculo vetorial.

18.

Painéis e menus

Podem ser reduzidos a botões, arrastando uma de suas bordas laterais pelo mouse. Transformar painéis em botões proporciona uma maior área de trabalho, pois o espaço ocupado por cada botão é mínimo. Clicando sobre o botão do painel, ele se abre para utilização. Quando não estão sendo usados, os painéis também podem permanecer abertos, diferentemente dos menus e caixas de diálogo, que precisam ser fechados após utilizar.

19. Painéis expandidos e recolhidos Os painéis podem ser minimizados ou movidos e apresentam ainda mais recursos, conforme veremos a seguir:

Painéis expandidos São três modos de visualização: o expandido, o compacto e o botão. Quando expandido, disponibiliza todos os recursos do

28 InDesign.indb 28

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

painel. A caixa de ferramentas do InDesign também apresenta essa propriedade e pode ser expandida para duas colunas. A exibição dos painéis em forma de botão, possibilita maior aproveitamento da área de trabalho, que também expandem e retraem. Painéis ajustáveis Os painéis têm modo de visualização e, quando há algo para ser exibido, apresentam galeria. Para torná-las padrão do programa (Reset), podemos clicar no menu Window > Workspace e escolher a opção desejada para esses painéis, como Essentials, Book, Advanced, Interactive, etc.. No menu do painel, por exemplo, podemos encontrar elementos auxiliares para salvar um painel.

99Dicas do CIS:

20. Menu do painel Painéis na mesma área Aninhar painéis, encaixando na área uns dos outros, melhora o espaço de trabalho. Assim, podemos utilizá-los com um clique, sem precisar abrir o menu Window. Para aninhá-las, basta clicar na aba do painel e arrastá-lo até a parte interna do outro.

O novo painel ‘Camadas’ do InDesign agora se parece mais com o painel ‘Camadas’ do Illustrator. Cada camada tem um triângulo de exposição que pode ser expandido para revelar os objetos e sua ordem de empilhamento nessa camada para a página espelhada ativa.

21. Encaixando Painéis www.sevencg.com.br

InDesign.indb 29

29 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Painéis com encaixe na base Para encadeá-los, basta arrastar um painel para a parte inferior do outro, e formar um conjunto de painéis ligados pela base.

22.

Painéis encaixados

Outra opção muito usado para minimizar o tempo de trabalho é o menu contextual, que pode ser ativado dinamicamente por meio do botão direito do mouse.

99Dicas de

Certificação:

Pressionar a tecla Tab oculta temporariamente todos os painéis ou, podemos segurar a tecla Shift e pressionar a tecla Tab para esconder os painéis, mas deixar a caixa de ferramentas ativa. Pressione a tecla Tab novamente para restaurar todos os painéis para suas posições mais recentes.

23.

Menu de contexto

Qualquer Painel pode ser exibido ou escondido, basta marcá-lo ou desmarcá-lo na barra de menu, clicando no Menu Window e selecionando o nome do Painel

5. Arquivos No InDesign, quando abrimos um arquivo novo, temos uma página. Mesmo quando importarmos uma imagem, temos uma imagem sobre uma pagina, e o que estiver na página, será impresso.

5.1. Abrindo Arquivos Através do Menu File > Open (Arquivo > Abrir) podemos abrir diversos formatos de arquivo, como podemos perceber quando abrimos a lista “Arquivos do Tipo”. Mas os arquivos nativos do InDesign têm a extensão INDD.

30 InDesign.indb 30

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

24. Caixa de diálogo Open (Abrir) Nota: após a alteração de um arquivo aberto podemos atualizá-lo através do Menu File > Save (Arquivo > Salvar), ou seja, as alterações feitas no arquivo serão gravadas no arquivo aberto. Caso seja necessário desfazer todas as alterações feitas no arquivo clique em File > Revert (Arquivo > Reverter).

5.2. Criando Novos Arquivos Podemos criar um arquivo novo no InDesign de duas formas, a primeira é clicando sobre o Botão Create New Document (Novo Documento) na tela de boas vindas e a outra é através do Menu File > New (Arquivo > Novo). Acionando qualquer um dos comandos será exibida uma caixa de diálogo onde definimos as características principais do novo arquivo, veja cada uma delas:

99Dicas do CIS:

Você pode salvar uma predefinição de documento em um arquivo separado e distribuí-lo a outros usuários. Para salvar e carregar arquivos de predefinição de documento, use os botões ‘Salvar’ e ‘Carregar’ da caixa de diálogo ‘Predefinições de documento’. 99Dicas de

Certificação:

No InDesign CS5, é possível fazer com que um parágrafo transponha várias colunas sem criar quadros de texto separados. Também é possível dividir um parágrafo em várias colunas no mesmo quadro de texto.

25. Caixa de diálogo New Document (Novo Documento) Document Preset: Escolha uma predefinição que já foi salva anteriormente. www.sevencg.com.br

InDesign.indb 31

31 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Intent: Propósito se estiver criando um documento para saída em PDF ou SWF para a Web Number of Pages: Especifique o número de páginas a serem criadas no novo documento. Start Page Nº: Especifique em que número o documento começa. Se você especificar um número par (como 2). Facing Pages: selecione essa opção para que as páginas da esquerda e da direita fiquem opostas (uma ao lado da outra) em uma página espelhada dupla, como em livros e revistas. Master Text Frame: Selecione essa opção para criar um quadro de texto do tamanho da área existente dentro das guias de margem, de forma que corresponda às configurações de coluna especificadas. Orientation: Clique em ‘Retrato’ (vertical) ou ‘Paisagem’ (horizontal). Esses ícones interagem dinamicamente com as dimensões digitadas em ‘Tamanho da página’.

99Dicas de

Certificação:

Para padronizar a unidade de medida da régua, altere a unidade em preferências (Ctrl+K) do programa, antes de abrir qualquer arquivo. 99Dicas do CIS:

É possível importar arquivos nativos do Illustrator e do Photoshop para o InDesign, e trabalhar de forma integrada.

Columns: Escolha a quantidade de colunas em todas as páginas do documento para auxiliar no desenvolvimento da diagramação, as linhas das colunas não aparecem na impressão. Bleed: Área ‘Sangria’ permite que você imprima objetos fora da borda externa do tamanho de página definido. No caso de um objeto posicionado na borda de uma página com as dimensões necessárias, uma área branca poderá aparecer na borda da área impressa devido a um ligeiro desalinhamento durante a impressão ou a aparagem.

5.3. Salvando arquivos Para salvar um arquivo no Photoshop basta ir ao Menu File > Save As (Arquivo > Salvar Como) e na caixa de diálogo Save As temos que definir o nome do arquivo e o local onde o mesmo será gravado.

26. Caixa de diálogo Save As (Salvar Como) Nota: em “Salvar como Tipo” podemos mudar o formato do arquivo a ser gravado, mas lembre-se sempre que a extensão dos arquivos do InDesign é INDD e os outros formatos serão estudados mais adiante.

32 InDesign.indb 32

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

5.4. O comando Place (Importar) O comando Place do Menu File (Arquivo), é um comando para Importar. Este comando fará com que arquivos de imagem, por exemplo, sejam importados para dentro do documento, já criado no Indesign. Podemos importar arquivos no formato PDF, PNG, EPS, DOC, DOCX, INDD, XLS, XLSX, RTF, entre outros.

99Dicas de

Certificação:

O comando Place no InDesign, por padrão, possui o atalho CTRL+D, mas este poderá ser alterado, clicando no menu Edit/ Keyboard Shortcut.

27. Importação de arquivos 99Dicas do CIS:

6. Fill (Preenchimento) Por padrão, o Indesign é utiliza a cor que estiver na frente (Foreground) transparente no indicador localizado na base da caixa de ferramentas, no final dela temos a possibilidade de trocar a cor de preenchimento de um objeto, por exemplo.

28.

Cores de preenchimento

Para mudar a cor de preenchimento você pode dar um clique onde está a cor e selecionar a que você desejar. Temos duas opções de preenchimento de cores: Foreground e Stroke. As cores escolhidas aqui , são sólidas e uniformes, mas podemos usar cores graduais, isto é, um gradiente, nas esta opção será vista mais adiante, durante o curso.

A caixa de diálogo ‘Margens e colunas’ não alteram as colunas em quadros de texto. As colunas de quadro de texto só existem dentro dos quadros, e não na página propriamente dita. É possível configurar colunas dentro de quadros de texto isolados, usando a caixa de diálogo “Opções do quadro de texto”.

Após o clique, será exibido o Color Picker (Seletor de Cores) onde poderemos definir a cor desejada.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 33

33 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

29. Caixa de diálogo Color Picker (Seletor de cores) 99Sobre Fill:

Para trocar as cores de Foreground e Background, clique no ícone seta dupla no canto superior direito da caixa de ferramentas

O procedimento para que se escolha uma cor é bem simples. Ao centro temos um Controle Deslizante Vertical onde podemos escolher a cor desejada, feito isso, podemos, do lado esquerdo da janela, escolher o tom da cor (mais claro ou mais escuro). O InDesign ainda faz uma amostra da cor no quadrado que se encontra no canto superior direito do Color Picker.

7. Introdução ao InDesign 99Dicas de

Certificação:

Para descartar alterações recuperadas automaticamente e usar a versão mais recente do documento, que foi salva em disco antes de ocorrer a falha inesperada de energia ou do sistema, feche o arquivo sem salvar e abra-o em disco, ou escolha ‘Arquivo’ > ‘Reverter’.

34 InDesign.indb 34

7.1. Selection Tool (Ferramenta de Seleção)

A Selecion Tool é a ferramenta utilizada para selecionar os objetos na página ou na camada, indicando em qual camada (Layer) se localiza o objeto para a edição ou organização.

Redimensionando Objetos Também podemos selecionar objetos e redimensioná-los, para fazer isso, usamos a ferramenta Selection Tool. A função básica da ferramenta Selection Tool, é selecionar os objetos e fazer pequenas transformações.

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

7.2. Free Transform Tool (Ferramenta de Transformação Livre) Diferentemente da ferramenta Selection Tool, a Free Transform Tool é utilizada para redimensionar corretamente imagens e caixas de texto utilizando a tecla Shift pressionada. Um exemplo, são imagens dentro de objetos. A ferramenta Free Transform Tool, redimensiona aumentando a imagem junto, já a Selection Tool só aumenta a caixa mantendo a imagem do mesmo tamanho. A ferramenta pode destorcer imagens e textos, se não utilizada corretamente.

7.3. Rectangle Tool - (Ferramenta Retângulo) A Rectangle Tool é utilizada para o desenho de retângulos ou quadrados. Para desenhar retângulos com esta ferramenta, basta selecioná-la na Tool Box (Caixa de Ferramentas), clicar e arrastar o mouse para definir o tamanho desejado dentro da tela e para desenhar um quadrado perfeito basta executar o mesmo procedimento, mas segurando a tecla Shift enquanto a forma é desenhada. Caso queiramos criar um retângulo ou quadrado com um tamanho predefinido, podemos selecionar a ferramenta e simplesmente dar um único clique sobre a tela. Desta forma, será exibida a caixa de diálogo Rectangle, onde podemos definir a largura (Width) a altura (Height) do objeto a ser criado.

Caixa de Diálogo Rectangle

99Dicas do CIS:

Para criar retângulos arredondados devemos primeiro criar o retângulo, selecioná-lo e clicar em Object > Corner Effects (Objeto > Formato do canto). 99Dicas do CIS:

OBS: Para criar retângulos arredondados devemos primeiro criar o retângulo. Selecioná-lo e clicar em Object > Corner Effects (Objeto > Formato do canto), onde irá aparecer uma caixa de configuração com algumas opções: Effect: Define diversos formatos para o retângulo ou quadrado Size: Determina o tamanho do efeito a ser aplicado Preview: Marque esta opção para visualizar o efeito enquanto o configura.

Para criar retângulos arredondados devemos primeiro criar o retângulo, selecioná-lo e clicar em Object > Corner Effects (Objeto > Formato do canto).

7.4. Ellipse Tool - (Ferramenta Elipse) A Elipse Tool cria círculos e elipses dentro da sua área de trabalho. O procedimento utilizado para a criação destes objetos é o mesmo empregado para a criação de retângulos; lembre-se que pressionando a tecla Shift podemos criar círculos perfeitos e que também, podemos configurar o seu tamanho pela caixa de diálogo Elipse que é exibida quando clicamos sobre o artboard.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 35

35 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

7.5. Line Tool - (Ferramenta Linha) A Line Tool cria seguimentos de linha simples dentro da página. Para utilizar esta ferramenta basta selecioná-la na ToolBox e desenhar a forma desejada. Podemos utilizar teclas para auxiliar na criação da linha da mesma forma que fazemos com qualquer outra ferramenta de forma, mas com diferença na tecla Shift que força a criação da linha em direções múltiplas de 45 graus.

7.6. Polygon Tool - (Ferramenta Polígono)

99Dicas do CIS:

Para criar guias verticais e horizontais simultaneamente, pressione Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) enquanto arrasta da interseção de régua da página espelhada de destino para a posição desejada. 99Dica do CIS:

As operações podem ser desfeitas mesmo salvando o arquivo, desde que não seja fechado.

A Ferramenta Polígono nos permite criar qualquer forma geométrica plana ou formas de estrela,para criar um polígono basta simplesmente clicar na tela e arrastar, vamos ver algumas teclas que auxiliam a criação : Tecla Shift: fixa a rotação do objeto, ou seja, não deixa o objeto ser rotacionado durante a criação. Setas para cima e para baixo: aumentam ou diminuem o número de lados do polígono.

30. Polígonos com 6, 3 e 5 lados respectivamente Ao contrário de desenharmos o polígono, podemos simplesmente selecionar a Polygon Tool na ToolBox e dar um único clique na tela para que a caixa de diálogo Polygon seja exibida. Nesta caixa podemos configurar os seguintes atributos para a criação do novo objeto:

99Dicas do CIS:

Para voltar a régua no padrão, com o ponto zero no canto superior esquerdo da página, aplique dois cliques no ponto de cruzamento das mesmas.

31. Caixa de diálogo do Polygon Tool Polygon Whidth: define a altura do polígono. Polygon Heigth: define a largura do polígono. Number of sides: Define quantos lados terá o polígono. Star Insert: Define se criaremos um polígono ou uma estrela.

36 InDesign.indb 36

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

7.7. Desfazendo e Refazendo operações Diferente do Photoshop o InDesign não tem limite de operações que possam ser desfeitas, o comando Ctrl + Z pode ser utilizando quantas vezes for necessário. Se precisarmos mudar a posição de um elemento, e recorremos à seta do teclado para isso, poderemos clicar vinte vezes para obter aquele movimento, pode ser mais simples clicar sobre o objeto e mudar a sua posição do que fazer vinte movimentos de teclado fica mais fácil desfazer um movimento apenas. Assim como podemos desfazer operações, podemos, também, refazê-las com o comando Refazer (Redo) ou, simplesmente, utilizar o atalho SHIFT + CTRL + Z.

7.8. Réguas e unidades As réguas são precisamente úteis em trabalhos como, uma página de revista ou diagramação de um jornal, por exemplo. Elas são expostas clicando no menu View > Show Rulers, ou pelo atalho CTRL + R.

99Dicas de

Certificação:

Mude a unidade da régua clicando sobre ela com o botão direito do mouse. 99Dicas de

Certificação:

Se você trabalhar frequentemente com vários documentos abertos ao mesmo tempo e quiser salvar todos de uma vez, use um atalho de teclado. Escolha Editar > Atalhos de teclado e, no menu Área do produto, escolha Exibições, Navegação e selecione Salvar tudo na lista Comandos. Em seguida, edite ou adicione um atalho. Você pode usar a ‘Aplicação rápida’ para especificar o comando ‘Salvar tudo’.

32. Réguas

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 37

37 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

A unidade padrão de medida do InDesign é o milímetros. Também podemos usar pontos, que também é adotado para medir o corpo (ou tamanho) de um caractere. Uma unidade comum no ramo gráfico é a paica (que equivale a 1/6 de polegada, 12 pontos ou 4,2333 milímetros). A medida padrão do Photoshop pode ser modificada através do menu Edit > Preferences > Units & Rulers. Também mudamos a unidade da tela aberta por meio do menu pelo atalho CTRL + K e, na opção Units & Rulers, podemos selecionar a unidade desejada e clicar em OK, ou clicar com o botão direito do mouse sobre a régua.

99Dicas do CIS:

É possível adicionar camadas a qualquer momento, usando o comando ‘Nova camada’ do menu do painel ‘Camadas’ ou o botão ‘Nova camada’, localizado na parte inferior desse painel. O número de camadas que um documento pode ter é limitado somente pela memória RAM disponível para o InDesign. 99Dicas do

Certificação:

Quando arrastamos uma linha guia da régua vertical e mantemos a tecla Alt pressionada, a guia vertical se torna uma guia horizontal e viceversa.

38 InDesign.indb 38

33. Preferências O ponto de união das réguas horizontal e vertical é o ponto zero; que pode ser alterado para uma nova posição na área da página, dependendo da referência necessário para o projeto. O InDesign converte medidas automaticamente, desde que especificadas suas unidades. Digitamos o valor de uma forma como 1 in (inch ou polegada), mesmo que a unidade padrão do documento, o milímetro. O Photoshop converterá, o valor para 25,4mm, assim que sairmos dessa opção. O programa também calcula, por exemplo, dentro de uma medida, ao digitamos 2in + 3p5 (3,5 paicas) este, que será convertido para 65,2639mm (caso a unidade padrão seja o milímetro).

7.9. Guias e grades Se o projeto envolve o desenho de uma embalagem, que exigirá a confecção de faca, por exemplo, será um trabalho com medidas precisas. Neste caso, a régua, as guias e as grades são bastante úteis, e servem para realizar o posicionamento correto dos objetos e delimitações das bordas.

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

7.10. Guias Algumas características das guias: As guias não são impressas e podem ser removidas a qualquer momento da área de página (guias são elementos auxiliares); Podem ser exibidas a partir da régua e precisam ser habilitadas no menu View > Grids & Guides > Show Guides , (CTRL + ; - exibe e oculta). Para ocultá-las clicamos no menu View > Grids & Guides > Hide Guides; Mudamos a posição de uma guia com a ferramenta Selection; Para criar uma guia, clicamos com o botão do mouse na régua, pressionando e arrastando para a artboard. Por padrão, as guias são travadas, mas podem ser liberadas por meio do menu View > Grids & Guides > Lock Guides, (CTRL + ALT + ;) ; Para remover uma linha guia, clicamos sobre ela, e pressionamos DEL ou BACKSPACE. A guia precisa estar destravada; 99Dicas do CIS:

34. Linhas Guia As guias e as grades têm uma propriedade de aderência, ou snap. Com snap habilitado, o ponteiro adere à guia quando está a dois pixels de distância dela. O comando View > Grids & Guides > Snap to Guides ativa a propriedade de aderência.

Também é possível alterar as unidades de régua clicando com o botão direito do mouse (Windows) ou clicando com a tecla Control pressionada (Mac OS) em uma régua e escolhendo as unidades no menu contextual. Clicando com o botão direito do mouse ou clicando com o botão Control pressionado na interseção das réguas horizontal e vertical, será possível alterar as unidades de ambas as réguas ao mesmo tempo.

As aparências das guias também podem ser configuradas no menu Edit > Preferences / Guides & Grid, programe a cor e o estilo da linha, conforme a preferência.

7.11. Grades As grades também não são impressas e a função delas é auxiliar. Para ativar  o recurso de alinhamento automático  (snapping), clicar no menu View > Grids & Guides > Snap to Document Grid (aderir à grade). www.sevencg.com.br

InDesign.indb 39

39 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Para ativar a grade, basta acionar o menu View > Grids & Guides > Show Document Grid, ou utilizar o atalho CTRL + ‘ . Para desativá-la, acionar o menu View > Grids & Guides > Hide Document Grid (mesmo atalho).

99Dicas do CIS:

Para evitar problemas, evite os caracteres reservados que possuem significados especiais em alguns sistemas operacionais. Por exemplo, evite acrescentar espaços, tabulações, pontos iniciais ou os caracteres / \ : ; * ? aos nomes de arquivo. < > , $ %. Da mesma forma, evite o uso de caracteres com acentos (como ü, ñ ou é), mesmo quando usar uma versão traduzida do InDesign. Podem ocorrer problemas se o arquivo for aberto em uma plataforma diferente.

35. Grade

7.12. Salvando Arquivos Ao começar um novo arquivo, sempre se lembre de salvá-lo, desde o início, e cada vez que fizer alterações neste arquivo, faça uma nova ação de salvar, isto é importante, pois se travar o computador ou acabar a energia, terá que refazer trabalho. Mesmo se houvesse um item de auto save no InDesign, deveríamos sempre salvar o arquivo nas alterações feitas, Faça isso e não irá se arrepender.

36. Caixa de diálogo Save As (Salvar Como) Nota: Em “Salvar como Tipo” podemos mudar o formato do arquivo a ser gravado, mas lembre-se sempre que a extensão dos arquivos do InDesign é INDD e os outros formatos serão estudados mais adiante. Name (nome): defina neste campo o nome da sua imagem.

40 InDesign.indb 40

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Desenvolva uma página A4, utilizando formas com preenchimento, comando Place e imagens, salve em seguida no formato INDD.

Exercício 2 Com auxilio de réguas, importe do Photoshop imagens para desenvolver uma publicidade, adicione texto e elementos no InDesign, para finalizar salve em PDF. Visto:

Desafio Com o apoio de sua dupla, escolha um eletroeletrônico e desenvolva um informativo com quatro páginas, no formato 140 x 200 mm.

Perguntas 1. Como podemos padronizar a unidade de medida da régua? 2. Qual a utilidade da ferramenta Free Transform? 3. Qual a diferença entre guias e grades? 4. Quais formatos podem ser importados pelo InDesign?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 41

41 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

42 InDesign.indb 42

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign Aula 02 Conhecendo o InDesign

Tópicos da Aula

• Sobre editoração eletrônica • Janela Inicial • Janelas do programa • Toolbox • Place - (Comando Importar) • Color Picker • Swatches - Painel Amostras • Undo e Redo (Desfazer e Refazer) • Save e Save As (Salvar e Salvar como)

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 43

43

2/27/12 11:16 AM


InDesign.indb 44

2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Sobre editoração eletrônica Editoração eletrônica, também conhecida como DTP (do inglês, DeskTop Publishing) é o processo de criação de uma publicação inteira em computador, com textos, figuras, desenhos, tabelas, esquemas etc. Pode ser um livro, uma revista, um catálogo, um folheto, um manual, uma apostila etc. O resultado final será um arquivo, que pode ser adaptado a diversas finalidades, por exemplo: • impressão numa gráfica convencional (grande tiragem) • impressão numa gráfica digital (pequena tiragem) • distribuição em CD-ROM e/ou via Internet (download), seja para visualização na tela ou impressão pelo usuário, frequentemente em arquivos PDF do Adobe Acrobat • dispositivos móveis como tablets

1.1. Sobre diagramação Diagramação (ou paginação) é o ato de diagramar (paginar) e diz respeito a distribuir os elementos gráficos no espaço da página impressa, considerando suas margens e espaços. É uma das práticas principais do design gráfico, pois a diagramação é essencialmente design tipográfico.

99Dicas do CIS:

O conhecimento adequado do uso da tipografia é essencial aos designers que trabalham com diagramação, tanto na relação de texto e imagem, seu uso interfere no interesse visual que é realizado através da escolha adequada de fontes tipográficas, composição de texto, a cor relacionada entre os textos e os elementos gráficos na página.

Entre as diretrizes principais da diagramação podemos destacar a hierarquia tipográfica e a legibilidade, uma comunicação capaz de transmitir os conceitos e ideias embutidos na arte, precisa de uma combinação de elementos visuais entre cores e espessuras, direcionando a leitura da área para um correto entendimento do leitor do objetivo da comunicação. A diagramação de publicações costuma seguir as determinações de um projeto gráfico, para que, entre outras coisas, se mantenha uma identidade em toda a publicação. Na diagramação, uma habilidade ou conhecimento importante é o uso da tipografia, associado ao posicionamento hierárquico simétrico ou assimétrico.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 45

45 2/27/12 11:16 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1.2. Sobre o InDesign O software Adobe InDesign fornece controle preciso sobre a tipografia e ferramentas de criação incorporadas para desenvolver, visualizar e processar documentos para impressão, para a Web ou para dispositivos móveis.

99Dicas do CIS:

Você também pode acessar o Adobe InDesign através de um atalho mais rápido. Pressione a tecla winkey(tecla com a bandeira do windows) + R. Na caixa que irá ser aberta, digite InDesign. (Não há diferença entre minúsculas e maiúsculas.

1. Interface do InDesign

1.3. Iniciando o programa Iniciando o programa ara iniciar o Adobe InDesign basta ir ao Menu Iniciar > Programas > Adobe > Adobe InDesign.

2. Iniciando o programa

46 InDesign.indb 46

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2. Janela Inicial 2.1. Tela de Boas Vindas Ao iniciar o programa por padrão aparece uma tela de Boas Vindas, onde podemos escolher o que vamos fazer no InDesign temos algumas opções presentes nesta tela.

99Dicas do CIS:

A Tela inicial pode ser Desabilitada através do campo “Don’t show again” ou habilitada através da opção “Help > Welcome Screen...” dentro do programa.

3. Tela inicial Open a Recent Item: Exibe os últimos arquivos que foram editados no InDesign. Create New: Exibe os tipos de Arquivos que podemos criar no InDesign. Community: São Links que exibem páginas da Internet sobre conteúdos do InDesign.

1.2 Abrindo um arquivo O InDesign nos permite abrir além dos formatos padrões dele alguns tipos de arquivos de outros softwares como arquivos do Adobe PageMaker das versões 6.0 em diante e também arquivos do QuarkXpress das versões 3.3 em diante,isto é um diferencial muito importante pois estes outros programas de editoração aqui citados também são usados em muitas empresas,com esta facilidade do InDesign poder “ler” os arquivos de outros programas facilita muito o trabalho . Para abrir um arquivo, basta acionar o comando Open (Abrir) do www.sevencg.com.br

InDesign.indb 47

47 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Menu File (Arquivo). Na caixa de diálogo que é exibida procure o seu arquivo, selecione-o clique no botão Abrir.

2.2. Criando um documento novo Para criar um novo arquivo em branco, vá ao Menu File > New (Arquivo > Document (Documento).

4.

Abrirá uma caixa de diálogo onde definimos algumas características do arquivo a ser criado, veja:

99Dicas do CIS:

Através da opção “Browse in Bridge“ é possível usar o programa Adobe Bridge.

Abrir o programa

Na Tela de “New Document” podemos escolher quais serão as definições iniciais do Documento.Document Preset (Predefinição do documento): neste local podemos escolher um tamanho de página predefinido para a nossa composição, como A4, Letter (Carta), Tabloid (Tablóide).

99Sobre Adobe Bridge:

O Adobe Bridge, permite organizar, navegar e localizar os ativos necessários que você utiliza para criar conteúdo para impressão, Web, DVD, vídeo e dispositivos móveis. Mantém arquivos nativos da Adobe (como PSD e PDF) e outros tipos de arquivo para facilitar o acesso.

5. Abrindo um novo arquivo Numbers of Pages(número de páginas):definimos aqui quantas páginas inicialmente terá o nosso arquivo,podemos adcionar mais páginas posteriormente através do painel “Pages” Facing Pages(Páginas duplas):quando selecionada ,esta opção permite o uso de duas páginas juntas,para trabalhar em conjunto.se não selecionarmos a mesma sempre trabalharemos com as páginas individualmente. Master Text Frame:(Quadro de texto da página mestra):com esta opção criaremos páginas mestras no documento, veremos este recurso mais adiante.

48 InDesign.indb 48

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

99Dicas do CIS:

6. Janela do novo documento Page Size(tamanho da página):configuramos básicamente o tamanho das páginas. Orientation(Orientação):Define se a posição da página (retrato ou paisagem). Width/Height (largura/altura): caso não encontremos o tamanho desejado dentro da lista Preset podemos definir manualmente o tamanho de nossa imagem através destas caixas. Defina a unidade de medida no campo ao lado. Collumns(Colunas): temos duas propriedades neste item a caixa Number;onde indicamos a quantidade de colunas que a página terá e Gutter;onde definimos o espaçamento entre as mesmas. Margins(Margens): definimos as margens do documento;Top (topo),Bottom (base),Inside (interna),Outside (externa).Quando a opção “facing pages” esta selecionada a opção margins vai ter as margens:top, bottom,inside,outside e quando a mesma não esta selecionada o itens “inside e outside dão lugar a “Left” (esquerda) e “Rigth”(direita),pois ai teremos as margens de cada página trabalhada individualmente e não as margens do “Spread” que seria o conjunto de páginas.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 49

Em More Options você encontra mais opções para sangria e espaçamento de página 99Dicas do CIS:

Para definir configurações padrão de layout para todos os novos documentos, escolha ‘Arquivo’ > ‘Configuração do documento’ ou ‘Layout’ > ‘Margens e colunas’ e configure as opções com os documentos fechados.

49 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3. Janelas do programa Panel Options (Painel de Opções) - quando qualquer ferramenta é ativada na Toolbox, são exibidos no Painel Options todos os parâmetros da mesma. A exibição de propriedades das ferramentas do painel divide-se entre as propriedades de texto como Character e Paragraph, e ainda as propriedades de objetos, exibidas quando qualquer objeto está selecionado na área de trabalho.

99Dicas do CIS:

Através da opção Window podemos abrir painéis que usamos com mais frequência. 99Dicas do CIS:

Para alterar a visibilidade da janela de documentos, use os botões de modo na parte inferior da caixa de ferramentas ou escolha comandos no menu ‘Exibir’ > ‘Modo de tela’. Quando a caixa de ferramentas é exibida em uma única coluna, você pode selecionar modos de exibição clicando no botão de modo atual e selecionando outro modo no menu exibido.

7. Janela do programa Page (Página): é a área de trabalho do Indesgin tudo o criamos e desejamos imprimir deve estar posicionado dentro das páginas. Rulers (Réguas): as réguas auxiliam no posicionamento das suas imagens e de linhas-guia dentro da composição. Ativada pelo Menu View > Rulers (Visualizar > Réguas). Panels (Painéis): Os painéis têm a maior parte do recursos que iremos utilizar, como alinhamento, cores, preenchimentos etc. Podemos abrir vários documentos e ter acesso a estes pelas suas abas no canto superior direito, clicando sobre elas, teremos acesso ao documento. Ou poderemos fazer encaixes das janelas lado a lado, ou em cascata pelo menu Window, para facilitar o trabalho com mais de umdocumento aberto. Quando tivermos mais de um documento aberto, poderemos também navegar entre eles com o atalho de teclado, pressionando Control + Tab, trocamos as janelas dos documentos abertos. Toolbox (Caixa de Ferramentas): nessa caixa encontramos todas as ferramentas disponíveis no InDesign para que se possa desenhar ou alterar alguma imagem já aberta. Exibida pelo Menu Window > Tools (Janela > Ferramentas).

50 InDesign.indb 50

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4. Toolbox Na toolbox encontramos 31 ferramentas com as mais variadas funções, sendo que algumas delas encontram-se escondidas em grupos. Perceba que existe um pequeno triângulo na parte inferior direita do ícone de algumas delas dentro da Toolbox, isso significa que, ao clicar com o botão direito do mouse sobre ela, conseguiremos visualizar as demais ferramentas pertencentes ao grupo.

99Dicas do CIS:

Caso você precise mudar de alguma ferramenta que você esteja usando para a seta branca ou preta, basta manter pressionado o CTRL. Será alterado para a última seta que você utilizou.

8. Painel de ferramentas

4.1. Selection Tool Sua principal função é selecionar e posicionar os objetos, porém em alguns casos pode-se também redimensionar objetos com a mesma e até mesmo fazer cópia pressionando a tecla “alt” simultaneamente com o arraste.

4.2. Rectangle Tool A Rectangle Tool é utililizada para o desenho de retângulos ou quadrados. Para desenhar retângulos com esta ferramenta, basta selecioná-la na Tool Box (Caixa de Ferramentas) e clicar e arrastar o mouse para definir o tamanho desejado dentro da tela e para desenhar um quadrado perfeito basta executar o mesmo procedimento mas segurando a tecla Shift enquanto a forma é desenhada.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 51

51 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Caso queiramos criar um retângulo ou quadrado com um tamanho prédefinido, podemos selecionar a ferramenta e simplesmente dar um único clique sobre a tela. Desta forma será exibida a caixa de diálogo Rectangle, onde podemos definir a largura (Width) a altura (Height) do objeto a ser criado. 9.

Caixa de Diálogo Rectangle

OBS:. Para criar retângulos arredondados devemos primeiro criar o retângulo ,selecioná-lo e clicar em Object > Corner Effects(Objeto>Formato do canto),onde irá aparecer uma caixa de configuração com algumas opções: Effect: Define diversos formatos para o retângulo ou quadrado Size:Determina o tamnho do efeito a ser aplicado 99Dicas do CIS:

Ao criar uma forma, pressione o Shift e ela estará sempre na mesma proporção. 99Dicas do CIS:

Para fazermos uma linha reta, é necessário pressionar o SHIFT ao arrastar.

Preview:Marque esta opção para visualizar o efeito equanto o configura.

4.3. Ellipse Tool A Elipse Tool cria círculos e elipses dentro da sua área de trabalho. O procedimento utilizado para a criação destes objetos é o mesmo empregado para a criação de retângulos; lembre-se que pressionando a tecla Shift podemos criar círculos perfeitos e que também podemos configurar o seu tamanho pela caixa de diálogo Elipse que é exibida quando clicamos sobre o artboard.

4.4. Linha Tool A Line Tool cria seguimentos de linha simples dentro da página. Para utilizar esta ferramenta basta selecioná-la na ToolBox e desenhar a forma desejada. Podemos utilizar teclas para auxiliar na criação da linha da mesma forma que fazemos com qualquer outra ferramenta de forma, mas com diferença na tecla Shift que força a criação da linha em direções múltiplas de 45 graus.

52 InDesign.indb 52

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4.5. Polygon Tool A Ferramenta Polígono nos permie criar qualquer forma geometrica plana ou formas de estrela,para criar um poligono basta simplesmente clicar na tela e arrastar, vamos ver algumas teclas que auxiliam a criação : Tecla Shift: fixa a rotação do objeto, ou seja, não deixa o objeto ser rotacionado durante a criação. Setas para cima e para baixo: aumentam ou diminuiem o número de lados do poligono

99Dicas do CIS:

10. Polígonos com 6, 3 e 5 lados respectivamente Ao contrário de desenharmos o polígono, podemos simplesmente selecionar a Polygon Tool na ToolBox e dar um único clique na tela para que a caixa de diálogo Polygon seja exibida. Nesta caixa podemos configurar os seguintes atributos para a criação do novo objeto: Polygon Whidth: Define a altura do poligono Polygon Heigth: Define a largura do polígono Number of sides: Define quantos lados terá o polígono Star Insert: Define se criaremos um polígono ou uma estrela

4.6. Zoom Tool - (Ferramenta Zoom) A Ferramenta Zoom funciona como uma lupa ou lente de aumento na vida real. Ela amplia ou reduz a visualização de áreas da tela de forma que se enxergue melhor seus detalhes ou mesmo torna possível a visualização de todo o trabalho de uma só vez. As opções existentes em seu Painel Options são: : Quando se clica na tela o zoom aumenta, também ativado por Ctrl + “+”. : Quando se clica na teal o zoom diminui, também ativada por Ctrl + “-”. Pode-se aumentar o zoom clicando na tela (como citado acima), mas se desejarmos ampliar a visualização de uma determinada parte da tela, basta marcar um retângulo em volta da mesma com a ferramenta aumentar o zoom selecionada.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 53

O InDesign protege seus dados contra falhas inesperadas do sistema ou de energia com o recurso de recuperação automática. Os dados recuperados automaticamente ficam armazenados em um arquivo temporário, que é separado do arquivo de documento original. Os dados recuperados automaticamente só serão importantes se você não tiver conseguido salvar o arquivo com êxito antes de uma falha inesperada. Mesmo que esses recursos estejam presentes, é necessário salvar os arquivos com freqüência e criar arquivos de backup, para o caso de ocorrerem falhas inesperadas do sistema ou de energia.

53 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4.7. Hand Tool - (Ferramenta Mão) A Ferramenta Hand pode substituir as barras de rolagem quando estamos visualizando com zoom uma determinada área de uma figura. Com essa ferramenta selecionada, basta clicar na tela e arrastar o mouse com o botão pressionado para visualizar qualquer outra parte da Tela. Esta ferramenta também é ativada pela barra de espaços.

5. Place - (Comando Importar)

99Dicas do CIS:

Também é possível importar uma imagem para dentro da página arrastando-a para a mesma

Diferente do comando Abrir, onde só é possivel abrir arquivos do próprio InDesign, o comando Place nos permite importar imagens, arquivos de textos prontos, tabelas do MS Excel, Arquivos no formato PDF, arquivos do Adobe Illustrator e do Adobe Photoshop entre outros para, nos permitindo utilizar recursos de diversos programas, além de inserir diversos formatos de imagem no nosso arquivo. Para importar um arquivo, basta acionar Menu File (Arquivo) e escolher o comando Place (Importar). Na caixa de diálogo que é exibida procure o seu arquivo, selecione-o clique no botão Abrir. O Atalho para o comando Place é “Ctrl+D”. Quando importamos arquivos no InDesign, os arquivos importados ficam vinculados à origem.

99Dicas do CIS:

Ao salvar um documento, no campo tipo, você tem a opção de Document (Documento) ou Template (Modelo). 99Dicas do CIS:

Defina a cor base no Kuler arrastando o marcador de cor base (o maior marcador de cor de aro duplo) em torno do disco. Também é possível definir a cor base ajustando os controles deslizantes na parte inferior da caixa de diálogo.

54 InDesign.indb 54

6. Color Picker Alterar a cor de preenchimento ou de contorno de um objeto pela tool bar é a opção mais simples , basta se lecionar o objeto,ou texto, e clicar duas vezes na cor que deseja alterar(contorno ou objeto) na Toolbar ,automaticamente o Color Picker será aberto onde pode mos selecionar a cor dos objetos ou textos

11. Preenchimento e contorno

7. Swatches - Painel Amostras O painel Swatches reune cores e gradientes já prontos para serem aplicadas tanto em textos como em objetos,e também tem uma função muito importante;armazenar as cores que vão sendo utilizadas,no documento facilitando assim a utilização de uma mesma cor várias vezes.

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Para abrir o painel Swatches vá ao menu Window (Janela) > Swatches (Amostras).Para aplicar uma cor que esteja no painel Swatches basta selecionar o objeto ou texto e clique na cor desejada.

12.

Painel Swatches

8. Kuler Os principiantes no Design Gráfico têm dificuldades quando se trata de combinar cores. Kuler é um gerador de temas cromáticos. Serve para definir combinações de cores para trabalhos gráficos, sites, animações gráficas, etc. Kuler, na verdade, é o um recurso para consultar combinações de cores ou temas, criados por uma comunidade on-line de designers. É possível usá-lo para escolher entre milhares de temas cromáticos e fazer o download de alguns para editar ou incluir em trabalhos pela própria comunidade. O kuler está disponível no Adobe InDesign e também no Adobe Photoshop, Adobe Flash Professional, Adobe Illustrator e Adobe Fireworks.

99Dicas do CIS:

O painel do Kuler é o seu portal para os grupos de cores ou temas, criados por uma comunidade online de designers. É possível usá-lo para procurar milhares de temas no Kuler e, então, fazer download de alguns para editar ou incluir em seus projetos. Também é possível usar o painel Kuler para criar e salvar temas e compartilhá-los com a comunidade Kuler carregando-os. 99Dicas do CIS:

Remova a cor do grupo de cores selecionando a amostra da cor e clicando no botão Remover cor abaixo do grupo de cores. Adicione uma nova cor selecionando uma amostra de cor vazia e clicando no botão Adicionar cor

13. Site Adobe Kuler - kuler.adobe.com

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 55

55 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

8.1. Utilizando o Kuler Acessando o Menu Window>Extensions você encontrará o painel Kuler. Clique na opção Kuler, para que se abra seu painel de opções. Feito isso, dentro do mesmo, com muita facilidade encontrará todas as opções necessárias para utilizar-se das cores pré-definidas em seu projeto

99Regras de cores:

Use as regras de cor Adobe Kuler baseado na teoria da cor. Selecione uma cor de base e uma regra de cor, ou usar a regra personalizada para selecionar cores individualmente.

99Dicas do CIS:

Manipule as cores no disco de cores. Conforme você faz seus ajustes, a regra de harmonia continua a governar as cores geradas para o grupo de cores.

14. Abrindo o painel Kuler Esta opção para obter combinações de cores para os projetos pode agilizar e enriquecer a comunicação. Ainda, poderá compartilhar suas cores com a comunidade web (kuler), cooperando com este mundo fascinate das cores, complexo e comunicativo.

56 InDesign.indb 56

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

15. Painel Kuler Escolha a que mais lhe agradar, crie ou modifique a seu próprio painel utilizando dessa incrível ferramenta.

9. Undo e Redo (Desfazer e Refazer) Como em qualquer outro aplicativo, no InDesign podemos defazer e refazer as operações que criamos, podemos encontrar as opções Undo (Desfazer) e Redo (Refazer) no Menu Edit (Editar). O atalho para desfazer ´”Ctrl+Z” e para refazer é “Ctrl+Shift+Z”. Podemos desfazer as ações sem limites, e ainda, se houver travamentos ou queda de energia, o InDesign salvará seu documento.

10. Save e Save As (Salvar e Salvar como) Para salvar um arquivo criado no InDesign, basta ir ao Menu File > Save (Arquivo > Salvar, quando o arquivo tenha sido criado diretamente no Indesign sem ter usado um outro arquivo matriz) , ou ir ao Menu File > Save As (Arquivo > Salvar como, para aquivos que foram baseados em arquivos já existentes), definir as seguintes opções:

99Sobre desfazer erros:

Se necessário, você pode cancelar uma operação longa antes de sua conclusão, desfazer alterações recentes ou reverter para uma versão anteriormente salva. Você pode desfazer ou refazer centenas das ações mais recentes (a quantidade é limitada pela RAM disponível e os tipos de ações executadas). A série de ações será descartada quando você escolher o comando ‘Salvar como’, fechar um documento ou sair do programa.

Salvar em: defina neste campo o local onde o arquivo será gravado. Nome do arquivo: defina o nome desejado para o arquivo.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 57

57 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Format (formato): podemos salvar o nosso arquivo no formato do Indesign e também como “Template”, que nada mais seria que um modelo onde podemos utilizar um documento como exemplo na criaçaõ de outro. Por enquanto escolha sempre o formato padrão do InDesign o formato indd.

Exercício 1 Abra um documento do InDesign e o salve com o nome “Exercício1”

Exercício 2 Importe uma imagem e a redimensione no tamanho de uma página A4 e exporte como JPEG. Visto:

Desafio Com o apoio de sua dupla, crie um arquivo com 4 paginas no formato tablóide e desenvolva elementos com auxilio das ferramentas da aula e importe imagens.

Perguntas 1. O que é diagramação? 2. Como fazemos para criar um novo arquivo em branco no InDesign? 3. Como importamos uma imagem no InDesign? 4. Qual o caminho utilizamos para salvarmos um Documento no InDesign?

58 InDesign.indb 58

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 59

59 2/27/12 11:17 AM


InDesign.indb 60

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign Aula 03 Criação e Edição de Vetores

Tópicos da Aula

• Utilizando o Grid (Grade) • Columns (Colunas) • Group e Ungroup (agrupar e desagrupar) • Lock e Unlock position (Travar e Destravar posição) • Align (Alinhar) • Pathfinder • Convert to Shape • Pen Tool • Scissors Tool (Cortando Objeto) • Corner Options

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 2514-7797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 61

61

2/27/12 11:17 AM


InDesign.indb 62

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Utilizando o Grid (Grade) No Indesign podemos fazer com que uma grade seja exibida em toda a área de trabalho do programa para que o posicionamento e a criação dos nossos objetos se torne mais fácil e rápida.

1.

99Dicas do CIS:

Podemos criar guias de forma precisa através do Menu Layout > Create Guides (Menu Layout > Criar Guias). Neste podemos criar guias de coluna e de linha.

Grid

Para exibir o Grid vá ao Menu View > Grids & Guides > Show Document Grid (Menu Visualizar > Grades e Guias > Mostrar Grade do Documento). Após o acionamento do comando citado anteriormente a grade será colocada na tela e para que o posicionamento dos nossos objetos se torne mais fácil ainda vá ao Menu View > Grids & Guides (Menu Visualizar > Grades e Guias) e marque a opção Snap to Document Grid (Encaixar na Grade do Documento). Ao fazer isso os objetos criados serão automaticamente “encaixados” na grade. Obs.: para ocultar a grade basta ir ao Menu View > Grids & Guides > Hide Document Grid (Menu Visualizar > Grades e Guias > Ocultar Grade do Documento) e para fazer com que os objetos não mais sejam encaixados na grade desmarque a opção Snap to Document Grid (Encaixar na Grade do Documento) do mesmo menu.

2. Guide Line (Linha Guia) Um outro recurso também muito utilizado no InDesign é o uso de Linhas Guia (Guides). As Guias têm a mesma função do grid mas com a diferença de que podem ser posicionadas em qualquer lugar da página.

99Dicas do CIS:

As guias de régua são diferentes das grades, podendo ser posicionadas livremente na página ou área de trabalho, é possível criar dois tipos: guias de página (mostradas apenas na página criada) ou guias de páginas espelhadas (que abrangem todas as páginas e a área de trabalho de várias páginas espelhadas). Você pode arrastar qualquer guia de régua para a área de trabalho. A guia de régua fica visível ou oculta com a camada em que foi criada.

Para utilizar as Guides primeiro temos que exibir as réguas do InDewww.sevencg.com.br

InDesign.indb 63

63 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

sign através do Menu View > Show Rulers (Menu Visualizar > Mostrar Réguas). Após isso podemos clicar na régua (vertical ou horizontal) e arrastar o mouse para que uma linha guia seja criada.

2.

Grid

Podemos também posicionar uma linha guia de forma precisa, selecionando e digitando o calor desejado na caixa de posição x ou y, no painel Control (Opções). Clicando duas vezes na régua também exibe a linha guia na posição clicada na régua vertical ou horizontal. 99Dicas do CIS:

Sempre marque a opção Preview (Visualizar) na caixa de diálogo Margins and Columns para que você visualize as alterações direto na página antes mesmo de confirmá-las.

2.1. Column Guides (Guias de Coluna) Quando estamos trabalhando em um jornal, revista ou até mesmo em um livro e temos que dividir o texto em colunas, podemos fazer com que o Indesign crie Column Guides (Guias de Coluna) para facilitar todo o nosso trabalho. A vantagem de utilizarmos este recurso é que podemos definir quantas colunas utilizaremos na página, qual o espaçamento entre elas e até mesmo o tamanho das margens do documento.

3. Opções para margens e colunas Vá ao Menu Layout > Margins and Columns (Menu Layout > Margens e Colunas) e na caixa de diálogo que é exibida configure as seguintes opções: Margins (Margens): nesta seção temos Top, Botton, Left e Right que definem o tamanho da margem superior, inferior, esquerda e direita respectivamente.

64 InDesign.indb 64

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3. Columns (Colunas) É nesta opção que podemos definir o número de colunas a serem utilizadas em Number (Número) e o espaçamente entre as colunas em Gutter (Calha).

3.1. Travando e Destravando Guias Para evitar a movimentação involuntária das guias, sejam elas guias de colunas ou não, podemos travar suas posições. Para isso vá ao Menu View > Grids & Guides (Menu Visualizar > Grades e Guias) e escolha Lock Guides (Travar Guias) para travar as guias e Lock Column Guides (Travar Guias de Coluna) para bloquear as guias de coluna.

3.2. Control Panel (Painel de controle) O painel mais utilizada dentro do Indesign é o Painel de Controle, pois é através dela que podemos alterar a maioria dos parâmetros de um objeto selecionado. Por exemplo, podemos selecionar um retângulo e através do painel alterar as suas dimensões, posicionamento, inclinação, rotação etc.

4. Painel de Controle

99Dicas do CIS:

Também podemos fazer com que as guias sejam ocultas ou reexibidas através da opção Show/Hide Guides (Mostrar/ Ocultar Grades) do Menu View > Grids & Guides (Menu Visualizar > Grades e Guias).

1 - Define o eixo de transformação do objeto. 2 - X, Y: correspondem respectivamente à posição horizontal e vertical do objeto dentro da página. 3 - W (Width), H (Height): Width corresponde à largura do objeto selecionado e Height à altura. 4 - Constrain Proportions (Restringir Proporções): faz com que o objeto sempre seja redimensionado proporcionalmente, não podendo assim ser “achatado” ou “esticado”. 5 - Scales X and Y Percentage (Escalas X e Y em porcentagem): permite o dimensionamento do objeto utilizando a escala percentual. 6 - Rotation (Rotação): permite a rotação do objeto de acordo com o ângulo digitado. 7 - Shear X (Inclinação em X): permite a inclinação no eixo X do objeto de acordo com o ângulo digitado. 8 - Stroke Weight (Espessura do contorno): neste local podemos definir a espessura do contorno do objeto selecionado. 9 - Stroke Type (Tipo de Contorno): define o tipo de contorno que será utilizado no objeto.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 65

65 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

10 - Clear Overrides (Limpar Transformações): ao clicar sobre este botão todas as tranformações feitas no objeto através da barra são canceladas.

4. Group e Ungroup (agrupar e desagrupar) Normalmente quando terminamos algum trabalho este não é formado apenas por 1 (um) objeto e sim por um grupo de objetos. Desta forma, podemos, sem intensão, mover alguns deles distorcendo assim a composição. Para que isso não aconteça, temos que Agrupar todos os objetos para que eles sejam tratados como um só, já que fazem parte da mesma composição. 99Dicas do CIS:

Também é possível usar o painel Layers (Camadas) para adicionar ou remover objetos de um grupo.

Para agrupar objetos basta selecioná-los com a Ferramenta Selection (Seleção) e ativar a opção Group (Agrupar) do Menu Object (Menu Objeto) ou teclar Ctrl+G. Para desagrupar os objetos utilizamos a opção Ungroup (Desagrupar) do mesmo menu ou teclamos Ctrl+Shift+G.

5. Lock e Unlock position (Travar e Destravar posição) Ao terminar um trabalho ou até mesmo uma parte dele é interessante que travemos a posição dos objetos para que não ocorra nenhuma movimentação involuntária, para isso, basta selecionar os objetos a serem bloqueados e ir ao Menu Object > Lock Position (Menu Objeto > Travar Posição). Caso seja necessário destravar ative Unlock Position (Destravar Posição) no mesmo menu.

6. Align (Alinhar) Alinhamento de fotos, de textos e de objetos é um dos mais importantes aspectos da diagramação. Portanto, prestar atenção ao aprendizado desta lição é parte de um trabalho de percepção da arte, de um layout bem definido e distribuído, uma garantia de harmonia visual começa aqui. Uma apresentação visual de um trabalho de diagramação fará uma grande diferença na comunicação se seus componentes estiverem bem posicionados e com alinhamentos de textos e imagens que amarram os irens em uma grade imaginária. Um layout alinhado e distribuído visualmente transmite ordem visual, é claro que temos ainda outros fatores que contribuem para uma boa apresentação de uma diagramação, mas esta ferramenta

66 InDesign.indb 66

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

facilitará o dia a dia com os alinhamentos e distribuições das ilustrações, vinhetas e textos. O painel Align é encontrado pelo menu Window > Align. Com este painel teremos a possibilidade de alinhar elementos entre si, alinhar fotos com as margens e alinhar e distribuir objetos com as margens também. E poderemos além disso, fazer alinhamentos precisos com as linhas guia também.

5.

Panel Align

Distribute Spacing (Distribuir Espaçamento): ideal para objetos de tamanhos diferentes, podemos programar espaços iguais entre os objetos, obtendo um visual muito melhor para o layout. 99Sobre

Pathfinder:

7. Pathfinder No painel Pathfinder podemos encotrar comandar para a interação entre dois ou mais objetos, como fazer cortes, união dos objetos e também podemos encotrar recursos para converter os nossos objetos em outros, como por exemplo converter uma estrela em retâgulo. Para exibir a este painel vá ao Menu Window > Pathfinder; perceba que neste painel econtramos dois grupos de opções, o grupo Pathfinder e o grupo Convert Shape.

6.

Painel Pathfinder

As opções encotradas neste grupo serão utilizadas na interação entre dois ou mais objetos, ou seja, podemos selecioná-los e escolher uma das opções citadas abaixo:

A aparência da forma composta depende do botão escolhido. Adicionar: Traça o contorno de todos os objetos para criar uma única forma. Subtrair: Os objetos à frente “fazem furos” no objeto situado mais atrás. Interseção: Cria uma forma a partir de áreas sobrepostas. Excluir sobreposição: Cria uma forma a partir de áreas não sobrepostas. Menos atrás: Os objetos atrás “fazem furos” no objeto mais à frente.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 67

67 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Add (Adicionar): ao acionar este botão os objetos se unirão, se tornando assim um só objeto.

7.

Objeto antes e depois do efeito Add

Subtract (Subtrair): esta opção faz com que o objeto de tràs (baixo) seja cortado pelos objetos que estão à sua frente (cima).

99Sobre curvas na Pen Tool:

As curvas são mais fáceis de serem editadas e seu sistema pode exibilas e imprimi-las mais rápido se elas forem desenhadas usando o menor número de pontos de ancoragem possível. O uso de muitos pontos também pode gerar saliências indesejadas em uma curva. Em vez disso, desenhe pontos de ancoragem bem espaçados e pratique a formatação das curvas ajustando o comprimento e os ângulos das linhas de direção.

8.

Objetos antes e depois do efeito Subtract

Intersect (Interseção): a área de interseção é justamete a área onde um objeto sobrepõe o outro, portanto, esta opção faz com que somente a área de interseção entre os objetos selecionados seja preservada enquanto o resto é excluído.

9. Objetos antes e depois do efeito Intersect Exclude (Excluir): faz exatamente o cotrário da opção Intersec, ou seja, a área de interseção dos objetos é excluída.

10. Objetos antes e depois do efeito Exclude 68 InDesign.indb 68

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Minus Back (Menos Verso): ao acionar este comando o objeto da frente é cortado com o molde (formato) dos objetos que estão abaixo dele.

11. Objetos antes e depois do efeito Minus Back

8. Convert to Shape Convert to Shape significa Coverter em forma, ou seja, podemos selecionar qualquer tipo de objeto e convertê-lo para qualquer uma das formas encotradas neste grupo de opções. Por exemplo, podemos selecionar uma estrela e clicar sobre o botão Converts Shape to a Rectangle para que a estrela seja convertida em retângulo.

9. Pen Tool A Pen Tool é uma das mais importantes, se não mais importante, ferramenta utilizada na criação de vetores. Ela possibilita o controle total da criação podendo ainda ser utilizada juntamente com as suas “irmãs” que adicionam, removem e controlam a curvatura dos pontos âncora no momento da criação. Caso você precise movimentar os pontos âncora do Path após a finalização do mesmo, utilize a Direct Selecion Tool. A Ferramenta Pen é bem fácil de ser utilizada e isto pode ser feito de várias maneiras. Com ela podemos criar os pontos que formarão os Paths e ainda controlar a curvatura dos mesmos no momento da criação, dependendo do modo com que a ferramenta é utilizada.

99Sobre linha reta na Pen Tool:

O path mais simples que você pode desenhar com a ferramenta Pen é uma linha reta, feita com a seleção da ferramenta Caneta para criar dois pontos de ancoragem. Se você continuar clicando, criará um path composto de segmentos de linha reta conectados por pontos de vértice.

Para criar Paths retos com a Pen Tool, basta acompanhar as seguintes etapas: 1. Selecione a Pen Tool na Toolbox. 2. Clique em algum lugar do Artboard para definir o ponto inicial de criação do Path. 3. Clique em outra parte do Artboard para definir o segunto ponto de criação e desta forma definir a linha. 4. Tecle ENTER para finalizar a criação do Path.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 69

69 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

9.1. Add Anchor Point Tool (Adicionar ponto âncora) De uma forma bem simples a Add Anchor Point Tool adiciona um novo ponto âncora em um Path recém criado. Para isso basta selecionar a ferramenta na Toolbox e clicar sobre qualquer parte da linha selecionada para que o novo ponto seja adicionado no local do clique. Basta clicar para adicionar um novo ponto Esta ferramenta também é acionada no momento da criação da linha, ou seja, enquanto estamos com a Ferramento Pen está selecionada e criando a mesma. No momento da criação de um Path com a ferramenta Pen pare o mouse sobre a linha e perceba que um sinal de “+” aparecerá junto ao ícone da ferramenta indicando que a ferramenta Add Anchor Point foi acionada automaticamente e podendo ser utilizada somente dando um clique sobre a linha. 99Sobre Scissors Tool:

Você pode dividir caminhos, quadros de gráfico ou textos vazios em qualquer ponto âncora ou segmento. Se quiser dividir um caminho fechado em dois caminhos abertos, será necessário dividir em dois locais ao longo do caminho. Se cortar um caminho fechado somente uma vez, você obterá um único caminho com um espaço nele. Todos os caminhos resultantes de uma divisão mantêm as configurações do caminho original, como a espessura do traçado e a cor de preenchimento.

70 InDesign.indb 70

9.2. Delete Anchor point tool (Deletar ponto ancora) A Ferramenta Delete Anchor Point faz o contrário da Ferramenta Add Anchor Point, ou seja, ao contrário de criar um novo ponto no Path, apaga um ponto qualquer. Para utilizar esta ferramenta basta clicar sobre um Ponto Ãncora qualquer que este será deletado.

9.3. Convert Direction Point Tool (Converter ponto âncora) Quando um ponto âncora curvo é selecionado com a Direct Selection Tool automaticamente são exibidas as alças de controle da curva podendo, com a mesma ferramenta, fazer o controle desta curvatura. Caso o ponto não seja curvo não aparecerão controles de curva. Muitas vezes precisamos converter um ponto curvo em ponto reto e um ponto reto em ponto curvo. Para isso utilizamos a Convert Anchor Point Tool.

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

10. Scissors Tool (Tesoura) Dentro do Indesign podemos cortar objetos utilizando duas ferramentas a Sicssors Tool (Ferramenta Tesoura) para cortar o objeto selecionado. Veja como fazer isso: 1. Selecione o objeto que deve ser cortado. 2. Ative a Sicssor Tool na Toobox. 3. Clique sobre o primeiro ponto no contorno do objeto para definir o inicio do corte. Lembre-se que o corte feito com esta ferramenta sera reto. 4. Clique sobre outro ponto no contorno do objeto para que o mesmo seja cortado. 5. Repare que o objeto e dividido em dois, portanto podemos seleciona-los e movimenta-los separadamente. 99Dicas do CIS:

11. Corner Options Para modificar o canto de um desenho criado acesse o menu object e clique na opção corner options,onde irá aparecer uma caixa de configuração com algumas opções: Para encontrar essa opção vá ao menu Object > Corner Opitions.

12.

Opções de canto

Effect: Define diversos formatos para os cantos do desenho.

Se você tiver aplicado efeitos de canto, mas não conseguir vê-los, verifique se o caminho usa pontos angulares e se uma cor ou um gradiente de traçado foi aplicado a ele. Em seguida, aumente o valor da opção ‘Tamanho’ na caixa de diálogo ‘Opções de canto’ ou aumente a espessura do traçado no painel ‘Traçado’.

Size:Determina o tamanho do efeito a ser aplicado. Preview:Marque esta opção para visualizar o efeito enquanto o configura. 1. Selecione o ponto curvo desejado com a Direct Selection Tool. 2. Selecione a Convert Anchor Point Tool na Toolbox. 3. Clique sobre o ponto âncora para que ele se torne reto. Para converter um ponto reto em ponto curvo:

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 71

71 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Desenvolva um layout utilizando Grades e Colunas

Exercício 2 Utilizando a ferramenta pen, criar um fundo para um cartaz

Visto:

Desafio Criar um Layout utilizando as ferramentas Tesoura e formas básicas.

Perguntas 1. Qual o caminho utilizado para exibir o Grid? 2. Como fazemos para dividir um texto em colunas? 3. Para que é usado o painel Pathfinder? 4. Como podemos agrupar objetos no InDesign?

72 InDesign.indb 72

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 73

73 2/27/12 11:17 AM


InDesign.indb 74

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign Aula 04 Ferramentas de Transformação

Tópicos da Aula

• Ferramentas de transformação • Preenchendo objetos com texto • Painel Stroke • Painel Gradient • Painel Effects

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 75

75

2/27/12 11:17 AM


InDesign.indb 76

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Ferramentas de transformação Com a Ferramenta Selection podemos selecionar e transformar os nossos objetos, mas em alguns casos precisaremos utilizar ferramentas específicas para o tipo de transformação desejada, veja cada uma das ferramentas de transformação existentes no Indesign: Rotate (Rotação): esta é utilizada para rotacionar o objeto selecionado, apenas clicando e arrastando o mouse sobre o mesmo.

tical.

Scale (Escala): com a Ferramenta Scale podemos modificar a largura do objeto, caso arrastemos o mouse na horizontal e modificar a altura do objeto caso arrastemos o mouse na verShear (Inclinar): possibilita a inclinação do objeto selecionado, apenas clicando e arrastando o mouse.

Free Transform (Transformação Livre): permite que sejam feitas todas as transformações citadas acima e ainda possibilita a distorção do objeto caso a tecla CTRL seja pressionada

1.1. Direct Selection Tool (Seleção Direta) A Ferramenta Direct Selection é muito importante e útil na transformação de qualquer objeto dentro do Indesign, pois é com ela que podemos movimentar os pontos (anchor points) que formam um objeto e ainda controlar a curvatura da linha em alguns casos. Inclusive na televisão

99Dicas do CIS:

Quando o corte é mais complexo indicamos que o Adobe Photoshop seja utilizado para esta tarefa.

99Dicas do CIS:

Com a Ferramenta Selection podemos selecionar e transformar os nossos objetos, mas em alguns casos precisaremos utilizar ferramentas específicas para o tipo de transformação desejado, como Rotate, Scale, Shear ou Free Transform.

No caso de estarmos trabalhando em uma imagem, podemos definir o formato do corte existente na mesma também utilizando a ferramenta Direct Selection para que desta forma consigamos um fundo transparente

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 77

77 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1.2. Comando Paste Into (Colar em) O comando Past Into é utilizado para colar objetos ou imagens dentro de outros, por exemplo, podemos colocar uma imagem dentro de uma estrela, dentro de um retângulo arredondado, dentro de um círculo ou até mesmo dentro de um desenho qualquer feito com a Ferramenta Pen. Para utilizar o comando Past Into corretamente siga os procedimentos mostrados adiante: 1. Desenhe o “objeto recipiente”, ou seja, o objeto onde a imagem será colada. 2. Selecione a imagem a ser utilizada e vá ao Menu Edit > Cut (Menu Editar > Recortar). 3. Selecione o “objeto recipiente”. 4. Vá ao Menu Edit > Past Into (Menu Editar > Colar em) para que a imagem seja colocada detro do objeto selecionado. Objetos iniciais e imagem “colada” dentro do objeto

99Dicas do CIS:

O comando Past Into é utilizado para colar objetos ou imagens dentro de outros, por exemplo, podemos colocar uma imagem dentro de uma estrela, dentro de um retângulo arredondado, dentro de um círculo ou até mesmo dentro de um desenho qualquer feito com a Ferramenta Pen.

Após colocarmos um objeto dentro de outro eles se toram um grupo, ou seja, sempre que transformarmos um objeto o outro também será automaticamete transformado. Este fator pode ser uma vantagem, mas também pode ser tornar um problema quando precisarmos reposicionar algum dos objeto separadamente.

1. Colando imagens dentro de objetos

2. Preenchendo Objetos com Texto Além de podermos inserir uma imagem ou objeto dentro de uma outra forma qualquer, ainda podemos preencher nosso objetos com textos fazendo com que este se torne uma Caixa de texto. O procedimento para se inserir texto dentro de um objeto é bem simples, basta criar o objeto, escolher a Ferramenta Type na Toolbox e clicar dentro do objeto para que o novo texto seja criado dentro do mesmo

78 InDesign.indb 78

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3. Painel Stroke (Contorno) O Painel Stroke é utilizada para alterar propriedades do contorno do (s) objeto (s) selecionado (s). Para exibi-la vá ao Menu Window > Stroke (Menu Janela > Contorno) e veja cada um das opções presentes na mesma:

2.

Painel Stroke

Weigth (Espessura): define a espessura do contorno. Cap (Tampa): define o formato da ponta da linha selecionada. Join (Junta): define o formato dos cantos do objeto selecionado. Align Stroke (Alinhamento do Contorno): define o alinhamento do contorno em relação ao objeto. Type (Tipo): define um estilo para o contorno. Start/End (Início/Fim): define como será a ponta inicial e final do contorno. Gap Color (Abertura): quando o contorno é pontilhado ou tracejado esta opção define qual será a cor da área onde não existirá contorno, a abertura. Gap Tint (Tom da Abertura): define o tom da cor da abertura.

4. Painel gradient (Gradiente) Além de podermos preencher nossos objetos com cores sólidas através do painel Colors, podemos ainda inserir grandientes tanto no preenchimento quanto no contorno dos objetos selecionados. Para exibir este painel vá ao Menu Window > Gradient (Menu Janela > Gradient) e veja os itens encontrados na mesma.

3.

99Dicas do CIS:

Podemos acessar o painel Stroke pressionando F10. 99Dicas do CIS:

Também é possível trabalhar com gradientes usando o painel Gradiente (window > colour > gradient), com o qual você talvez já esteja familiarizado se também utiliza o Adobe Illustrator.. O painel Gradiente é útil para criar um gradiente sem nome que não será usado com frequência.

Painel Gradient

Type (Tipo): defina neste campo o tipo de gradiente a ser utilizado (Linear ou Radial). Location (Local): define a posição do controle de cor selecioando. Angle (Ângulo): caso o preenchimento seja do tipo linear, esta

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 79

79 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

opção define a rotação do efeito. Reverse (Reverter): inverte as cores do preenchimento. Siga os passos mostrados adiante para preencher um objeto com um gradiente: 1. Selecione o objeto desejado. 2. Na Toolbox defina onde será aplicado o efeito: no contorno ou no preenchimento. 3. Exiba o painel Gradient e selecione um dos controles para que possamos definir uma cor para o mesmo através do painel Color. 4. Faça o mesmo com o outro controle localizado no painel Gradient. 5. Caso seja necessário você pode clicar sobre qualquer parte inferior da barra de gradiente para inserir um novo controle e adicionar uma nova cor ao gradiente. Para remover um controle arraste-o para fora da barra.

99Sobre Painel

5. Painel Effects

Effects:

Blending Mode Permite variar a maneira com as cores dos objetos sobrepostos se misturam. Level - Informa as configurações de opacidade de Object, Stroke, Fill e Text do objeto selecionado e também se foram aplicados efeitos de transparência ou não.

Painel Effects é utilizada para definir o modo de mesclagem (Blending Mode) e o percentual de opacidade (Opacity) do objeto selecionado. Blending Mode (Modo de mesclagem): define o modo com que o preenchimento do objeto selecionado reagirá em relação aos objetos que estão abaixo dele. Opacity (Opacidade): define o percentual de opacidade do objeto selecionado, onde 0% cria um efeito totalmente transparente e 100% cria um efeito totalmente opaco.

Botão Clear AllRemove os efeitos de um objeto, Botão FX - Exibe uma lista dos efeitos de transparência.

4. Painel Effects

80 InDesign.indb 80

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

5.1. Menu Effects Para adicionarmos efeitos em nosso layout, como brilho, extrusão e etc., usamos o menu Effects que fica no caminho Object > Effects.

99Dicas de

Certificação:

Para exibir opções do painel Efeitos, escolha window > effects, se necessário, abra o menu do painel Efeitos e escolha Hide Options (Mostrar opções).

5. Configurações dos Efeitos

99Sobre Menu Effects:

Drop Shadow Adiciona uma sombra que se projeta atrás do objeto. Inner Shadow Adiciona uma sombra interna às bordas do objeto. Outer Glow e Inner Glow - Adicionam brilho que emanam as bordas externas ou internas do objeto.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 81

81 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Com auxílio da internet, desenvolva uma capa de revista e utilize objetos para serem preenchidos com texto em destaque.

Exercício 2 Com auxílio da aula anterior, utilize a ferramenta pen e o painel effects para criar um layout de um informativo. Visto:

Desafio Criar um layout de um cardápio de restaurante utilizando as ferramentas de transformação e o comando paste into.

Perguntas 1. Para que serve a ferramenta Direct Selection? 2. Com qual finalidade usamos o comando Paste Into? 3. Qual a função do Stroke 4. Qual o caminho para exibirmos o painel Gradient?

82 InDesign.indb 82

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 83

83 2/27/12 11:17 AM


InDesign.indb 84

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign Aula 05 Tabelas

Tópicos da Aula

• Inserindo uma tabela • Editar tabelas • Painel Contorno • Formatar fundo de células • Importar tabelas

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 85

85

2/27/12 11:17 AM


InDesign.indb 86

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Inserindo uma tabela Para inserir uma tabela devemos desenhar uma caixa de texto em qualquer área da página, deixar o cursor de texto posicionado na caixa de texto, no lugar que pretendemos colocar a tabela e clicar no menu Table > Insert Table (Tabela > Inserir Tabela)

99Dicas do CIS:

Uma tabela consiste em linhas e colunas de células. A célula é um quadro para a adição de texto, quadros ancorados ou outras tabelas. Crie tabelas no Adobe InDesign CS5 ou exporte-as de outros aplicativos. 99Dicas do CIS:

Utilizando de estilos de tabela podemos agilizar o trabalho, reaproveitando as configurações do estilo para aplicar em outras tabelas.

1. Inserindo Tabela Aparecerá uma caixa de diálogo para informarmos quantas Colunas (columns) e quantas Linhas (Rows) queremos inserir na tabela, além de podermos colocar linhas de cabeçalho e linhas de rodapé. Estas opções de cabeçalho e rodapé sáo importantes na utilização de uma tabela muito longa, que utilizará mais de uma página da publicação, pois tanto o cabeçalho como o rodapé são linhas da tabela que automaticamente se repetem nas demais páginas da tabela, agilizando muito a construção destas. Nas configurações deste quadro ainda temos a possibilidade de colocar estilos da tabela, para padronizar a visualização de seu layout. Configure a tabela de acorwww.sevencg.com.br

InDesign.indb 87

87 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

do com o necessário e clique em “OK”. A tabela aparece na área do quadro de texto com uma borda de 1 ponto de espessura.

2. Tabela editada

1.1. Selecionar uma tabela 99Dicas do CIS:

A tabela assume a largura do parágrafo ou da célula em que foi criada. É possível, porém, alterar o tamanho do quadro de texto ou da tabela para que a tabela fique mais larga ou mais estreita que o quadro.

Para selecionarmos a tabela podemos simplesmente clicar com a ferramenta “Type” em uma célula qualquer e arrastar normalmente em uma coluna ou linha, mas também podemos utilizar o menu Table > Select (Tabela > Selecionar) onde temos várias opções: Table (tabela), Rows (linhas), Columns (Colunas) e Cells (Célula).

2. Editar tabelas Após a Tabela ter sido criada podemos ajustar a Tabela criada com um layout diferente, podemos mesclar as células ou dividir as mesmas, também podemos aumentar ou diminuir, inserir ou excluir linhas e colunas até obter o layout desejado. Importante: para aplicar qualquer uma das modificações ditas acima devemos selecionar as células desejadas com ferramenta Type, a ferramenta Type deverá ser utilizada para as seleções de células, linhas, colunas e tabela.

99Dicas do CIS:

É possível adicionar bordas e preenchimentos a tabelas de várias formas. Use a caixa de diálogo ‘Opções de tabela’ para alterar o traçado da borda da tabela e para adicionar bordas e preenchimentos alternados a colunas e linhas.

88 InDesign.indb 88

3.

Menu Table

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2.1. Redimensionar Linhas e colunas Para aumentar a largura das linhas ou colunas simplesmente clicamos com a ferramenta Type na linha de divisão da coluna ou linha e arrastamos até obter o tamanho ideal. Importante: quando a tabela excede o tamanho da caixa de texto a mesma exibe no canto inferior direito um sinal de “+” alertando que não pode exibir todo seu conteúdo, para resolver este problema, simplesmente aumente o tamanho da caixa de texto.

2.2. Mesclar e dividir células Mesclar as células consiste em “unir” duas ou mais células tanto na horizontal como na vertical.Para mesclar as células desejadas , selecione-as e vá ao menu:Table > Merge Cells (Tabela>Mesclar Células), as células selecionadas vão se tornar uma só.

4.

Painel Table

Dividir as células é exatamente o inverso do comando Mesclar,podemos dividir uma célula em duas colunas ou em duas linhas. Para dividir uma célula selecione-a e vá ao menu Table > Split Cell Horizontaly (Tabela>Dividir Células Horizontalmente) ou Table > Split Cell Vertically (Tabela >Dividir Células Verticalmente).

99Dicas do CIS:

Use o painel de controle ou o painel Character para formatar o texto de uma tabela, do mesmo modo que a formatação de um texto fora da tabela. Além disso, há duas caixas de diálogo que o ajudarão a formatar a tabela: Table Styles e Cell Styles. Useas para alterar o número de linhas e colunas, alterar a aparência da borda e do preenchimento da tabela, determinar o espaçamento acima e abaixo da tabela, editar linhas de cabeçalho e de rodapé e adicionar outra formatação de tabela.

5. Inserindo linhas

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 89

89 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

De acordo com a opção selecionada a célula será dividida em duas linhas(horizontal) ou duas colunas(vertical).Podemos aplicar este comando quantas vezes forem necessárias até a tabela ficar de acordo com o desejado. a.Respectivamente número de linhas e colunas, podemos remover ou adcionar as mesmas por estes botões. b.Largura da coluna e altura da linha, podemos determinar quais valores terão a largura e altura das ilnhas e colunas da tabela.

99Dicas do CIS:

Na maioria dos casos, uma célula de tabela será expandida verticalmente para acomodar o novo texto e os novos gráficos adicionados. No entanto, se você definir uma altura fixa de linha e adicionar texto ou gráficos maiores que a célula, um pequeno ponto vermelho aparecerá no canto inferior direito da célula, indicando que ela está com excesso de tipos. Não é possível fluir o texto com excesso de tipos para outra célula. Em vez disso, edite ou redimensione o conteúdo, ou expanda a célula ou o quadro de texto em que a tabela aparece.

6. Opções de célula c.Alinhamento vertical das células, permite que mudemos o alinhamento do conteúdo das células para um outro qualquer,respectivamente são: topo, centro, base justificado. d.Rotação do Texto;altera a rotação do texto dentro das células em:0°,90°,180° e 270°. e.Espaçamentos da célula, indica os valores de espaço que a célula possui nos quatro lados.

3. Acrescentar linhas e colunas Para acrescentar linhas ou colunas em uma tabela selecione a ferramenta Type, click e arraste dentro de uma célula para selecioná-la e depois, pressione o botão direito do mouse para abrir o menu de

90 InDesign.indb 90

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

contexto e escolha a opção insert e depois escolha row para inserir linhas e column para inserir colunas.

99Dicas do CIS:

4. Aplicar preenchimento e contorno nas células Para aplicar preenchimento e contorno em uma célula, selecione com a ferramenta texto as células que deseja aplicar o contorno e preenchimento. Click com o botão direito do mouse e escolha a opção Cell options strokes and fills. Aparecerá a janela a baixo.

7. Preenchimento e contorno da tabela

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 91

Use o painel ‘Estilos de tabela’ (‘Janela’ > ‘Estilos’ > ‘Estilos de tabela’) para criar e nomear estilos de tabela e para aplicar estilos a tabelas existentes ou àquelas que você criar ou importar. Use o painel ‘Estilos de célula’ (‘Janela’ > ‘Estilos’ > ‘Estilos de célula’) para criar e nomear estilos de célula e para aplicar estilos às células da tabela. Os estilos são salvos com um documento e serão exibidos no painel sempre que você abrir esse documento. A fim de facilitar o controle, você pode salvar em grupos os estilos de tabela e de célula.

91 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

5. Painel Table No painel table setup encontramos as configurações da tabela onde podemos de forma rápida e eficaz configurar nossa tabela. O aba Fill contém alguns dos elementos mais utilizados no dia a dia de um diagramador, vejamos alguns deles. Veja um exemplo de tabela com esse tipo de configuração.

6. Painel Contorno O Painel Stroke indica e permite alterar o contorno dos objetos, no caso da tabela não é diferente, basta selecionar a tabela ou parte dela que deseja alterar o contorno e acessar o menu Window > Stroke (Janela > Contorno),veja as opções do painel Stroke para aplicar na tabela:

99Dicas do CIS:

É possível dividir as células na horizontal ou na vertical, o que será particularmente útil ao criar tabelas de formulário. É possível selecionar várias células e dividilas na vertical ou na horizontal.

Weight: determina a espessura do contorno. Type: determina o tipo do traço que será usado como contorno. Gap color: escolhemos a cor do contorno. Gap tint: Determina a tonalidade da cor usada no contorno.

8.

99Dicas do CIS:

Quando o comando ‘Inserir’ é usado para importar um documento do Microsoft Word que inclui tabelas, ou uma planilha do Microsoft Excel, os dados importados compõem uma tabela editável. Para controlar a formatação, você pode usar a caixa de diálogo ‘Opções de importação’.

92 InDesign.indb 92

Contorno da tabela

7. Importando tabelas O InDesign CS5 permite importar tabelas de outros aplicativos, incluindo o Microsoft Word e o Microsoft Excel. Ao inserir uma tabela podemos criar um link para o arquivo externo de forma que, ao atualizarmos nossa tabela no Word ou Excel, poderemos também atualizar as informações no InDesign. Vejamos como importar uma tabela. 6. Com a ferramenta Type, click para colocar um ponto de inserção em um quadro de texto. 7. Vá em File > Place 8. Na janela Place, selecione Show Import Options. 9. Selecione um arquivo do Word (.doc) que contenha uma tabela, ou um arquivo Excel(.xls). 10. Clique em OK.

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

11. Na janela Import Opitions especifique como vai manipular as informações na tabela do Word. Para vincular tabelas ao serem importadas: 1. Escolha Edit >Preferences > File Handling 2. Na seção Links , selecione Create Links When Placing Text And Spreadsheet Files e , em seguida,clique e OK. 3. Se os dados mudarem no arquivo de origem, use o painel Links para atualizar a tabela no documento InDesign.

Formatar fundo de células

Para formatar o Fundo das células basta selecioná-las e clicar duas vezes na ToolBox no item “Fill” e alterá-lo com o auxilio do Color Picker

8. Importar tabelas

99Dicas do CIS:

Podemos importar tabelas diretamente de arquivos do Microsoft Word ou Microsoft Excel pelo comando Place. Vá ao menu File > Place (Arquivo > Importar) e escolha o arquivo que contém a tabela, no caso de arquivos do Excel podemos ainda escolher qual planilha queremos e qual o intervalo de células que vamos importar.

Exercício 1 Crie um calendário utilizado o que você aprendeu sobre tabelas.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 93

É possível adicionar bordas e preenchimentos a tabelas de várias formas. Use a caixa de diálogo ‘Opções de tabela’ para alterar o traçado da borda da tabela e para adicionar bordas e preenchimentos alternados a colunas e linhas. Para alterar as bordas e preenchimentos de células individuais ou de células de cabeçalho/rodapé, use a caixa de diálogo ‘Opções de célula’ ou os painéis ‘Amostras’, ‘Traçado’ e ‘Cor’.

93 2/27/12 11:17 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 2 Crie um cardápio a partir da referência a baixo.

Visto:

Desafio Carregue uma tabela do Word no InDesign e aplique um layout.

Perguntas 1. Como inserimos uma tabela no InDesign? 2. Como editamos uma tabela no InDesign? 3. O que é Mesclar Células? 4. Como importamos tabelas?

94 InDesign.indb 94

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 95

95 2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 96

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 06 Tipologia

Tópicos da Aula

• Tipologia • Ferramenta Type Tool • Painel Character (Caractere) • Painel Paragraph (Parágrafo) • Paragraph Rules (Linha de Parágrafo)

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 97

97

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 98

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Tipologia É o estudo da formação dos tipos. Nela são estudados os tipos de letras e fontes. Dividem-se principalmente em duas categorias: com serifa e sem serifa.

COM SERIFA SEM SERIFA 1.1. Com serifa É o tipo de fonte que possui traços em suas extremidades. É mais utilizada para textos longos, pois é considerado menos cansativo para leitura de grandes textos.

1.2. Sem serifa Esse tipo de fonte não possui os traços existentes na fonte com serifa. É utilizado para textos curtos ou títulos de matérias.

2. Ferramenta Type Tool A ferramenta Type simplesmente serve para criarmos o texto do nosso arquivo. Podemos importar o texto pronto para o InDesign, mas em alguns casos a ferramenta type tem que ser empregada na

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 99

99Sobre Fonte:

Fonte é o alfabeto com desenho específico. Pode ser dividido entre com serifa e sem serifa

99Dicas do CIS:

Uma tipologia é um estilo de desenhos de letras em que determinado texto é escrito ou impresso. Essencialmente, a tipologia é o parâmetro estilístico que orienta a criação de uma família tipográfica. O termo tipografia, comporta um sentido mais amplo, mas possui também o mesmo significado que tipologia. No Brasil é comum se utilizar tipologia, mas em países de língua inglesa, por exemplo, se utiliza o termo mais genérico de tipografia.

99 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

criação de títulos, de legendas de imagens entre outras. A ferramenta type cria apenas texto de Bloco: neste tipo de texto desenhamos o “bloco de texto” que vamos utilizar e o texto é alojado dentro deste bloco, Para criar um bloco de texto, basta desenhar um quadrado ou retângulo e começar a digitar, quando o bloco de texto não é suficientemente grande para comportar o texto aparece no canto inferior direito um sinal de “+” em vermelho, neste caso é necessário redimensionar o bloco de texto para que caiba mais texto ou no caso de aumentar a fonte.

2.1. Caixas de texto Como citado anteriormente, os textos dentro do Indesign são sempre criados dentro de caixas de texto, sendo que todas elas têm propriedades interessantes a serem alteradas. Para alterar as propriedades de uma caixa de texto siga as instruções abaixo: 99Dicas do CIS:

Usando a ferramenta Type, você pode selecionar palavras e caracteres individuais para formatação, como faria com um software de processamento de texto.

1 - Crie o texto normalmente. 2 - Selecione a caixa de texto com a Ferramenta Selection. 3 - Além das opções exibidas para qualquer objeto selecionado, veja as opções da caixa de texto existentes na Control Palete (Painel de Controle). 1. Number of Columns (Número de Colunas): define o número de colunas a serem utilizadas na caixa de texto. Align (Alinhamento): define o alinhamento vertical do texto em relação à altura total da caixa. 2. Top (Topo): alinha o texto no topo da caixa.

99Dicas do CIS:

Helvética é uma fonte tipográfica sem-serifa considerada como uma das mais populares ao redor do mundo. Foi criada em 1957 pelos designers Max Miedinger e Eduard Hoffmann. Devido às preocupações que originaram seu desenho, é uma das fontes mais associadas ao modernismo no design gráfico.

3. Center (Centro): centraliza verticalmente o texto dentro da caixa. 4. Bottom (Base): alinha o texto na base da caixa. 5. Justify (Justificar): independente da quantidade de texto existente na caixa, esta opção faz com que o texto ocupe a caixa toda. 6. Fit Frame to Content (Ajustar Moldura ao conteúdo): faz com que a caixa de texto fique exatamente do tamanho do existente dentro dela. 4 - Além das opções existentes no painel Control, podemos ir ao Menu Object > Text Frame Options (Menu Objeto > Opções da Caixa de Texto) ou tecle Ctrl + B para que todas as opções da caixa de texto sejam exibidas, veja cada uma delas: Seção Columns (Colunas): mostra opções das colunas. Number (Número): define o número de colunas em que o objeto será dividido. Gutter (Calha): define o espaçamento entre as colunas. Width (Largura): define a largura da coluna. Inset Space (Espaçamento): define a distância entre o texto e a borda da caixa. Top/Bottom/Left/Right: define o espaçamento no topo, base, esquerda e direita da caixa respectivamente.

100 InDesign.indb 100

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Vertical Jusfication (Justificação Vertical): ajuste vertical do texto. Align (Alinhamento): define o alinhamento vertical do texto. Paragraph Spacing Limit (Limite do espaçamento do parágrafo): define um limite de espaçamento entre parágrafos quando o alinhamento for Justificado (Justify).

3. Painel Character (Caractere) O Painel Character é utilizada para fazer toda a formatação dos caracteres presentes no texto selecionado. Este pode ser exibida através do Menu Window > Type & Table > Character (Menu Janela Texto e Tabela > Caractere) e contém as seguintes opções: 99Dicas do CIS:

Se o InDesign detectar algum problema de comprovação durante o seu trabalho - por exemplo, se houver texto excedente -, o erro será informado no canto inferior esquerdo da janela do documento. Para verificar constantemente seu trabalho e ver detalhes sobre os problemas, deixa o painel Preflight aberto.

1. Painel Character

4. Painel Paragraph (Parágrafo) O painel citado anteriormente, a character, é utilizada para toda a formatação da fonte do texto selecionado, já o painel Paragraph (Parágrafo), exibida pelo mesmo menu, é utilizada para a formatação dos parágrafos, possibilitando o ajustes de alinhamento, espaçamento e capitulação do texto selecionado: Type (Tipo): defina neste campo o tipo de gradiente a ser utilizado (Linear ou Radial). Location (Local): define a posição do controle de cor selecionado.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 101

101 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Angle (Ângulo): caso o preenchimento seja do tipo linear, esta opção define a rotação do efeito. Reverse (Reverter): inverte as cores do preenchimento.

99Dicas do CIS:

Na tipografia, as serifas são os pequenos traços e prolongamentos que ocorrem no fim das hastes das letras. As famílias tipográficas sem serifas são conhecidas como sans-serif (do francês “sem serifa”), a classificação dos tipos em serifados e nãoserifados é considerado o principal sistema de diferenciação de letras.

2. Painel Character Siga os passos mostrados adiante para preencher um objeto com um gradiente: 1. Selecione o objeto desejado. 2. Na Toolbox defina onde será aplicado o efeito: no contorno ou no preenchimento. 3. Exiba o painel Gradient e selecione um dos controles para que possamos definir uma cor para o mesmo através do painel Color. 4. Faça o mesmo com o outro controle localizado no painel Gradient. 5. Caso seja necessário você pode clicar sobre qualquer parte inferior da barra de gradiente para inserir um novo controle e adicionar uma nova cor ao gradiente. Para remover um controle arraste-o para fora da barra.

5. Paragraph Rules 5.1. Linha acima do parágrafo Podemos adicionar uma linha acima ou abaixo do parágrafo utilizando o comando Paragraph Rule. Esta opção poderá ser utilizada para outras opções de destaque alé de linhas acima ouabaixo do parágrafo, pois poderemos colocar uma faixa de com preenchimento abaixo de um parágrafo comum ou título da matéria. Temos duas vantagens aqui, primeiro que se desenhasse uma linha com a ferra-

102 InDesign.indb 102

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

menta Line, não teria esta linha seguindo o texto automaticamente se este fosse alterado, e ainda, podemos colocar a linha no estilo com este comando.

3. Menu do painel Parágrafo > Paragraph Rules 1. Para colocar a linha acima do parágrafo por exemplo, coma ferramenta Type, clicamos na linha de texto onde colocaremos a linha. 2.

No Menu do painel Paragraph escolhemos Paragraph Rules

3. Escolhemos a opção Rule Above, no painel Paragraph Rules e ativamos a opção Rule On 4. texto

Marcamos a opção Preview para observar as mudanças no

5. Então marcamos as opções de formatação para a linha e a distância do parágrafo.

99Dicas do CIS:

Os marcadores e os números gerados automaticamente não são inseridos no texto. Portanto, não é possível localizá-los durante uma pesquisa de texto nem selecionálos com a ferramenta ‘Tipo’, a menos que você os converta em texto. Além disso, os marcadores e a numeração não aparecem na janela do editor de matérias (exceto na coluna de estilo de parágrafo).

4. Opções da Linha do parágrafo www.sevencg.com.br

InDesign.indb 103

103 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Weight - escolhemos a espessura. Color - escolhemos uma cor. Width - escolhemos um comprimento automático para a linha, que poderá ser Column, onde a linha fica na largura da caixa de texto ou Text, para que a linha fique do tamanho da linha do parágrafo. Offset - marca a distância da linha em relação ao texto. 1.

Pressione Ok para aplicar as mudanças.

5.2. Bullets and Numbering (Marcadores e Numeração) 99Dicas do CIS:

Caso seja necessário clique sobre o botão Add (Adicionar) para escolher em uma lista um outro marcador para ser utilizado no texto. 99Dicas do CIS:

Por padrão, os marcadores e os números herdam parte de sua formatação de texto do primeiro caractere no parágrafo ao qual foram acrescentados. Se o primeiro caractere de um parágrafo for diferente dos primeiros caracteres de outros parágrafos, o marcador ou o número poderá ter uma aparência inconsistente em relação aos outros itens da lista. Se essa não for a formatação desejada, crie um estilo de caractere para números ou marcadores e aplique-o à sua lista por meio da caixa de diálogo ‘Marcadores e numeração’.

104 InDesign.indb 104

Esta é uma outra opção que também pode ser encontrada no Menu do Painel Paragraph. Ela permite a inserção de marcadores ou numeração no início de cada parágrafo selecionado.

Numberings

Bullets

1. Lista numerada

• Lista com Marcador

2. Lista numerada

• Lista com Marcador

3. Lista numerada

• Lista com Marcador

4. Lista numerada

• Lista com Marcador

Importante: Quando usarmos numeração, poderemos combinar as nu-

merações com os estilos e obter muito mais resultados com a criação de Lists para ter uma sequência numérica e ainda ter contadores sequenciais e crescentes, como um texto hierárquico, esta apostila é um exemplo disso, pois temos uma marcação com 1.1, 1.2 etc. Para criar listas (List) clicamos no menu Type > Bulleted & Numbered Lists > Define Lists.

5. Criando Listas para numeração

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Ao acionar o comando de menu Bullets and Numbering, no painel Paragraph, será exibida uma caixa de diálogo com as seguintes opções: List Type (Tipo de Lista): define se a lista será numerada (Numbers) ou se serão inseridos apenas marcadores (Bullets).

99Dicas do CIS:

Quando selecionamos a opção Number apenas temos que definir o estilo da numeração a ser aplicado aos parágrafos selecionados.

6. Bullets (marcadores) / Number - (Número) Nesta caixa de diálogo as opções podem variar de acordo com a opção escolhida em List Type. Veja as opções comuns para os dois modos: Size (Tamanho): define o tamanho do marcador ou numeração. Color (Cor): define a cor do marcador ou numeração. Bullet or Number Position (Posição do Marcador ou Numeração): nesta seção definimos a posição dos marcadores ou da numeração aplicada ao texto. Position (Posição): define como o texto irá reagir em relação ao efeito: Handing: o marcado é inserido antes do início de todas as linhas de texto. Flush Left: com esta opção marcada a segunda linha do texto recua para baixo do marcador.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 105

105 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Left Indent (Endentação esquerda): define um recuo esquerdo para o efeito. First Line Indent (Endentação da Primeira Linha): define um recuo para a primeira linha do parágrafo. Tab Position (Posição da tabulação): define a distância entre o texto e o marcado caso a opção Flush Left esteja acionada em Position. Quando a opção Bullet está marcada encontramos a seguinte configuração para os Marcadores: Bullet Character (Caracter Marcador): nesta seção defina o marcador a ser utilizado.

Exercício 1 Desenvolva em um arquivo A4 um texto, adicione marcadores diferentes nos parágrafos e utilize o painel character para mudar algumas fontes do texto.

Exercício 2 Com auxilio do photoshop, desenvolva um flyer 100 x 150 mm utilizando fonte com serifa e sem serifa. Visto:

Desafio Com o apoio de sua dupla, desenvolva um informativo fictício utilizando marcadores e numeração.

Perguntas 6. Para que serve a painel character? 7. Qual a diferença entre fonte com serifa e sem serifa? 8. Qual a função do Paragraph Rules? 9. Qual o caminho para exibirmos a janela Bullets and Numbering?

106 InDesign.indb 106

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 107

107 2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 108

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 07 Design Editorial

Tópicos da Aula

• Design Editorial • Tipos de Papel • Painel Pages • Importar textos • Fluxo Automático • Encadear textos • Story Editor

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 109

109

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 110

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Design Editorial Design editorial é uma especialidade do design gráfico que realiza o projeto gráfico na editoração. O Design editorial está intimamente ligado ao jornalismo. Por este motivo, o diagramador está sempre em parceria com o jornalista. O design de livros é uma das formas mais antigas de design editorial, considerada uma das áreas definidoras do design gráfico e talvez a base para a estruturação básica de publicações em geral. Aparecerá uma caixa de diálogo para informarmos quantas Colunas (columns) e quantas Linhas (Rows) queremos inserir na tabela, configure-a de acordo com o necessário e clique em “OK”.

2. Tipos de Papel O papel é o componente principal no sistema de impressão. É o suporte para nossas idéias, tanto em impressos editoriais, promocionais ou comerciais. Antes de vermos os tipos de papéis mais comuns, vejamos abaixo suas principais características:

2.1. Peso (Gramatura)

99Dicas do CIS:

A cor do papel pode influenciar na composição criativa das cores que você usa na sua arte. Geralmente, o papel escolhido é branco, ao passo que tons amarelados ou caramelados tendem a ser associados com baixa qualidade. Existem diversas peças gráficas que podemos realizar com os papeis já coloridos de fábrica, deixando a peça gráfica com uma criação diferente e de orçamento mais baixo.

Os papéis são identificados pela sua gramatura, variando normalmente de 50 a 350 gramas definindo o peso e volume final do impresso. A gramatura é fator preponderante na composição de custos do impresso, tanto na impressão, quanto na distribuição, principalmente quando via correio.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 111

111 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2.2. Formato Um formato bem definido proporciona melhor aproveitamento do papel, evitando desperdício. Isto vale tanto para custos, como consciência ecológica. Porque desperdiçar sem necessidade. Antes de iniciar o projeto do seu impresso, consulte a Tabelas de Formatos de Papéis ou, se preferir, a Tabela de Aproveitamento mais comuns para livros e revistas.

2.3. Cor

99Sobre

Gramatura:

É a medida da espessura e densidade de um papel, expressa em gramas por metro quadrado (g/m²). Sua especificação foi padronizada pela norma ISO 536. Quanto maior for a gramatura, mais “grosso” será o pape, como exemplo, o papel Sulfite com 75 g/m² e o Vergê com 180 g/m².

A cor do papel, seu grau de alvura e opacidade, determinam sua aplicação. Como as tintas off-set contém transparência, a cor pode sofrer alteração de acordo com o papel utilizado. Recomenda-se papéis com bom grau de alvura para reprodução de policromias. Papéis levemente amarelados e com alto grau de opacidade são indicados para livros (leitura), evitando o cansaço visual e a transparência de textos e figuras de uma página com relação ao verso desta.

2.4. Textura Podemos considerar como textura, tanto o aspecto da superfície do papel (lisos, texturados, telados, calandrados, etc.), quanto ao seu grau de rigidez. Cada tipo de impresso, pode necessitar de uma textura diferente. A sua criatividade determinará o melhor tipo de papel.

2.5. Algumas aplicações OFF-SET: Papel com bastante cola, superfície uniforme livre de felpas e penugem e preparado para resistir o melhor possível a ação da umidade, o que é de extrema importância em todos os papéis para a impressão pelo sistema offset e litográfico em geral. Sua aplicação é na impressão para miolo, livros infantis, infanto-juvenis, médicos, revistas em geral, folhetos e todo serviço de policromia. POLEN SOFT: Papel com tonalidade natural, ideal para uma leitura mais prolongada e agradável. Suas aplicações são em livros instrumentais, ensaios e obras gerais. ALTA PRINT: Papel offset “top” de categoria, com alta lisura, brancura e opacidade. Produzindo através do processo “soft calender on-machine”, oferece a melhor qualidade de impressão e definições de imagens. COUCHÊ: Papel com uma ou ambas as faces recobertas por uma fina camada de substâncias minerais, que lhe dão aspecto cerrado e brilhante, e muito próprio para a impressão de imagens a meio-tom, e em especial de retículas finas. Para a impressão de textos o papel gessado é muito lúdico e por isto incômodo à vista. Defeito que se tem procurado contornar com a criação das tonalidades mate. O termo francês “Couchê” (camada) é usadíssimo entre nós, onde chegou

112 InDesign.indb 112

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

a assimilar-se em couchê. É necessário distinguir couchê de duas faces de alguns papéis simplesmente bem acetinados, que com eles se confundem; molhando-se e friccionando-se uma extremidade do papel, se for couchê, a camada de branco desfaz-se. OPALINE: Apresenta excelente rigidez (carteado), alvura, lisura, espessura uniforme. Sua aplicação é em cartões de visita, convites e diplomas. VERGÊ: Suas características são marca d’água, aparência artesanal, formação de folhas homogêneas, resistência das cores à luz, controle colorimétrico e é adequado para impressão: offset, tipografia, relevo e etc. Suas aplicações são para papel de carta, envelopes, catálogos, capas, trabalhos publicitários, cartões de visita, formulários contínuos, mala-direta, para miolo e guarda de livros. CARTOLINA: Cartolina é um Papelão é um intermediário entre papel e o papelão. É fabricado diretamente na máquina, ou obtida pela colagem e prensagem de várias outras folhas. Conforme a grossura, diz-se cartolina ou papelão. Na prática diz-se cartão, se a folha pesar 180 gramas ou mais por metro quadrado; menos que isso, é papel. A distinção entre cartolina e papelão costuma-se fazer pela grossura; é papelão quando supera o meio milímetro. Os papelões são compostos de diversos tipos de pastas, segundo a sua finalidade e utilização. São de pasta mecânica, pasta de palha, pasta mecânica com química, para obter mais resistência; para o papelão gris a pasta é usada com papéis e restos de trapos, manilha e outros. Suas aplicações são em pastas, fichas, cartões e é de uso escolar. CARTÃO DUPLEX: Cartão com três camadas, duas com celulose pré-branqueada e a terceira de celulose branca com cobertura couchê. Suas aplicações são em capa de livros em geral, cartuchos em geral (para produtos farmacêuticos, alimentícios, higiênicos), embalagens de disco, embalagens para eletro-eletrônicos, embalagens para brinquedos, vestuários, displays e elaminações em micro ondulado. PAPEL JORNAL: Produto á base de pasta mecânica de alto rendimento, com opacidade e alvura adequadas. É fabricado em rolos para prensas rotativas, ou em folhas lisas para a impressão comum em prensas planas. A superfície pode, ainda, variar de ásperas, alisada e acetinada. Suas aplicações são em tiragens de jornais, folhetos, livros, revistas, material promocional, blocos e talões em geral.

99Couché:

É um papel mais caro, não indicado para trabalhos de orçamento baixo, porém é adequado quanto é necessário uma apresentação excelente. Combinar capa em couché com o miolo em papel offset é uma solução comum para valorizar a publicação sem grande aumento dos custos.

3. Painel Pages Quando iniciamos a criação de um novo arquivo selecionamos quantas páginas iremos utilizar, porém podemos utilizar o Painel Pages para inserir ou remover novas páginas no arquivo, recurso muito utilizado em publicações longas, como livros, jornais e revistas. Quando temos um conjunto de duas páginas temos um “Spread” para acessar o painel Pages vá ao menu Window > Page (Janelas>Página)

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 113

113 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3.1. Inserir, remover ou duplicar Para inserir páginas simplesmente clicamos no botão New do painel Pages, automaticamente uma nova página em branco é inserida, para inserir mais do que uma página clicamos no menu do painel Pages e escolhemos a opção Insert Pages (inserir Páginas), onde podemos indicar a quantidade de páginas que vamos inserir onde, se será no começo, no fim do documento, antes ou depois da página atual. Para remover a página desejada, simplesmente clique no item Delete do painel Pages ou clique no menu do painel Pages e escolha a opção Delete Pages (Deletar Páginas). podemos também deletar diversas páginas, selecionando a primeira e com o auxilio das teclas “shift” ou “Ctrl” clicando nas demais. Para Duplicar uma página ou Spread, selecione-a e clique no menu do painel Pages e escolha a opção “Duplicate Spread” onde a página selecionada será duplica e seu conteúdo também. 99Dicas do CIS

Você pode definir como destino e também selecionar uma página clicando em uma página, em qualquer objeto na página ou na área de trabalho na janela do documento.

1. Duplicate Spread

4. Importar textos O Adobe InDesign é um excelente programa para editoração e diagramação eletrônica, a criação de textos nele também é muito simples e dinâmica, porém dependendo da quantidade de texto que iremos utilizar, às vezes é melhor não criarmos o texto no InDesign e sim importá-lo de um processador ou editor de textos. Para importar um texto para o InDesign devemos tomar cuidado com os formatos a serem importados, o InDesign aceita os formatos:

114 InDesign.indb 114

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

TXT - o formato do bloco de notas, cujos arquivos não possuem formatação. RTF - o formato do WordPad, que possui formatação e é basicamente um modelo padrão em qualquer sistema operacional. DOC - o formato do Microsoft Word o qual devemos ter cuidado ao importar arquivos, nos assegurando que só importaremos texto e não imagens ou tabelas para não atrapalhar nosso trabalho. Para importar um arquivo de texto vá ao menu File > Place (Arquivo > Importar) e selecione o arquivo de texto que deseja importar. Ao fazer isso, o cursor será carregado com o texto e podemos inserí-lo na página apenas clicando onde este deve aparecer.

5. Fluxo Automático Ao importarmos um texto podemos controlar a quantidade de texto que será distribuída na tela de maneira bem simples. Quando o cursor está carregado com texto e clicamos para inserir o mesmo, é comum que ele não caiba dentro da página e que ele não vá automaticamente para a próxima página quando isto ocorre, ele exibe um sinal de “+” em vermelho no canto inferior direito caixa de texto,quando queremos continuar distribuindo o texto clicamos sinal de “+”em vermelho e continuamos distribuindo o texto,este modo é chamada de “Texto carregado”. Existem dois outros modos muito interessantes e que são muito utilizados, o primeiro é modo “semi-automático”, onde o texto é carregado normalmente no cursor, porém seguramos a tecla “Alt” e podemos ir clicando e distribuindo o texto em qualquer lugar,facilitando bem mais o trabalho. E o último modo é o “modo automático”, segurando a tecla “Shift” o texto quando importado, já preenche automaticamente quantas páginas forem necessárias para o volume de texto, sem precisar ficar distribuindo caixa por caixa.

6. Encadear textos O encadeamento de textos nada mais é do que utilizar uma caixa de texto, ou quadro, para criar textos em blocos, começamos o texto em um bloco e damos prosseguimento ao texto em outro bloco, podemos encadear quantos blocos de texto desejarmos. Para encadear textos basta digitar o texto dentro de uma caixa de texto e o mesmo deve exceder o tamanho da caixa, automaticamente aparecerá um sinal de “+”em vermelho,onde podemos clicar e distribuir o texto para outra caixa utilizando as opções de fluxo de texto. Se aumentarmos ou diminuirmos uma caixa o texto flui automaticamente para a próxima ou para a anterior,ajustando-se ao Layout.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 115

99Dicas do CIS:

O texto em um quadro pode ser independente de outros quadros ou pode fluir entre quadros vinculados. Para fazer com que o texto flua entre quadros conectados (caixas de texto), é necessário, primeiro, conectar os quadros. Os quadros vinculados podem ficar na mesma página simples ou espelhada, ou em outra página do documento. O processo de conexão de texto entre quadros é denominado encadeamento de texto, chamado também de vincular quadros de texto ou vincular caixas de texto.

115 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

7. Story Editor Quando trabalhamos com uma quantidade muito grande de texto fica difícil visualizar todo ele na tela do InDesign, temos que acertar o nível de zoom para poder visualizar o texto e depois ficar ajustando a página, coisa que não é muito dinâmica e que consome muito tempo de trabalho, o InDesign possui um recurso onde visualizamos apenas texto sem formatação alguma facilitando o trabalho com correção e leitura é o Story Editor ou Editor de Matéria. Com o Editor de Matéria, podemos visualizar todo o conteúdo de texto contido na publicação de uma maneira simples, sem colunas, sem formatação simplesmente texto. Para acessar o Editor de Matéria vá ao menu Edit > Edit in Story Editor ( Editar > editar no Editor de Matéria), todos os recurso gráficos ,tais como; imagens, objetos, colunas ,formatação serão oculto e só será apresentado o texto da publicação.Para retornar ao modo Normal vá ao menu Edit > Edit in Layou (Editar > Editar no Layout). 99Sobre Story Editor:

Você pode editar texto no InDesign na página de layout ou na janela do editor de matérias. Quando você escreve e edita em uma janela do editor de matérias, toda a matéria é mostrada com a face de tipos, o tamanho e o espaçamento especificados em ‘Preferências’, sem diferenças de layout ou formatação. O ‘Editor de matérias’ também é o local onde é possível exibir e monitorar alterações em textos.

8. Notas de rodapé 8.1. Criar notas de rodapé Uma nota de rodapé é formada de duas partes vinculadas: o número de referência da nota de rodapé mostrado no texto e o texto da nota de rodapé mostrado na parte inferior da coluna. É possível criar notas de rodapé ou importá-las de documentos do Word ou RTF. As notas de rodapé são numeradas automaticamente quando são incluídas em um documento. A numeração recomeça a cada matéria. É possível determinar o estilo de numeração, a aparência e o layout das notas de rodapé.

2.

Inserir nota de rodapé

A largura do texto da nota de rodapé se baseia na largura da coluna que contém o marcador

116 InDesign.indb 116

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

de referência à nota de rodapé. Notas de rodapé não podem conter colunas de espaço em um quadro de texto. Para inserir uma nota de rodapé, clicar no final da palavra para a qual desejamos colocar a nota, clicar no menu Type > Insert Footnote. O InDesign coloca um número (padrão) na palavra escolhida e direciona o cursor para a posição da nota de rodapé. Portanto, podemos fazer os seguintes passos: 1- Posicione o cursor onde você deseja exibir o número de referência da nota de rodapé. 2- Escolha Type > Insert Footnote. 3- Digite o texto da nota de rodapé.

8.2. Nota de rodapé adicionada ao documento À medida que você digita, a área da nota de rodapé se expande, ao passo que o quadro de texto permanece do mesmo tamanho. A área da nota de rodapé continua a se expandir para cima até alcançar a linha que contém a referência da nota de rodapé. Nesse ponto, a nota de rodapé será dividida na próxima coluna de quadro de texto ou quadro encadeado. Se não for possível dividir a nota de rodapé e for adicionado mais texto do que a área da nota de rodapé pode conter, a linha que contém a referência da nota de rodapé será movida para a próxima coluna ou será exibido um ícone de excesso de tipos.

9. Localizar/Alterar (Find/ Change) 9.1. Visão geral de Find/Change Em um documento longo como um livro, trabalhar com as formatações de texto e ainda fazer alterações necessárias durante o processo, pode ser desgastante e demorado procurar as paravras e sentenças para alterações e formatações. O InDesign também tem a possibilidade de localizar palavras de maneira rápida e eficaz, e fazer alterações nas palavras localizadas pelo comando Find/Change.

99Dicas do CIS:

Na guia ‘GREP’ da caixa de diálogo ‘Localizar/Alterar’, você pode criar expressões GREP para localizar strings e padrões alfanuméricos em documentos extensos ou em muitos documentos abertos. É possível inserir os metacaracteres GREP manualmente ou escolhê-los na lista ‘Caracteres especiais para pesquisa’. As pesquisas com GREP fazem distinção entre maiúsculas e minúsculas por padrão.

Podemos localizar textos, mas também poderemos localizar caracteres especiais como Glyphs, localizar objetos nas páginas do layout e ainda buscar qualquer caractere ou expressão usando o GREP (Expressões Regulares).

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 117

117 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

A caixa de diálogo Find/Change contém guias que permitem especificar o que você deseja localizar e alterar.

99Dicas do CIS:

Glyphs são caracteres especiais que podemos buscar clicando no menu Type > Glyphs. Insira glifos usando o painel ‘Glifos’. Inicialmente, o painel mostra glifos da fonte em que o cursor está localizado, mas você pode exibir uma fonte diferente, um estilo de tipo da fonte (por exemplo, Claro, Normal ou Negrito). Para inserir um caractere, deixar o cursor de texto ativo e clicar duas vezes no caractere do painel Glyphs que escolher.

3. Caixa de diálogo Find/Change Text - Pesquisa e altera ocorrências específicas de caracteres, palavras, grupos de palavras ou texto formatado de maneira específica. É possível também pesquisar e substituir caracteres especiais, como símbolos, marcadores e caracteres de espaço em branco. O uso de caracteres curinga ajuda a ampliar sua pesquisa. GREP - Usa técnicas de pesquisa avançadas, com base em padrões, para pesquisar e substituir texto e formatação. Glyph - Pesquisa e substitui glifos usando valores Unicode. Object - Pesquisa e substitui efeitos e atributos de formatação em objetos e quadros. Você pode, por exemplo, localizar objetos com traçado de cinco pontos e substituir o traçado por uma sombra.

118 InDesign.indb 118

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Com o apoio de sua dupla, desenvolva um texto para um livreto fictício e utilize o fluxo automático para importar para InDesign.

Exercício 2 Com base no texto importado no InDesign, utilize o recurso Story Editor para adicionar textos complementares e retirar partes desnecessárias.

Visto:

Desafio Desenvolva um catálogo de produtos no tamanho 150x150 mm utilizando o recurso “encadear textos” para informar detalhes dos produtos.

Perguntas 1. O que é Design Editorial? 2. Cite algumas aplicações de papel descritas na aula de hoje: 3. Como podemos importar um texto? 4. O que é Story Editor?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 119

99Dicas do CIS:

Você pode verificar a ortografia em um intervalo de texto selecionado, em todo o texto de uma matéria, em todas as matérias de um documento ou em todas as matérias de todos os documentos abertos. Palavras desconhecidas ou com erros de ortografia, palavras digitadas duas vezes em seqüência (como “de de”) e palavras com possíveis erros de caixa são mostradas em destaque. Além de verificar a ortografia em um documento, também é possível ativar a verificação ortográfica dinâmica, para que as palavras com possíveis erros de ortografia sejam sublinhadas enquanto você digita o texto.

119 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

120 InDesign.indb 120

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 08 Encadernação no InDesign

Tópicos da Aula

• Encadernação • Página mestra • Definindo a aparência do documento • Inserindo numeração de página

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 121

121

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 122

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Sobre Páginas Mestras Nesta aula criaremos páginas mestras para a nossa revista. As páginas mestras definem a aparência das páginas, ou seja, todos os objetos que são criados nestas páginas são inseridos em todas as outras páginas do documento, podendo assim inserir cabeçalhos, rodapés, objetos ou imagens de fundo, numeração de página, enfim, todo e qualquer item que defina o layout de todas as páginas. A vantagem de trabalhar com este recurso dentro do Indesign é que podemos criar várias páginas mestras para serem utilizadas no documento todo, por exemplo, quando trabalhamos com um livro, podemos em cada capítulo definir uma página mestra (layout) diferente, ou seja, em um livro com 5 (cinco) capítulos podemos criar o mesmo número de páginas mestras para que cada capítulo tenha uma aparência diferente. Um outro recurso muito interessante é poder alterar algo em somente uma página do documento, por exemplo, a página mestra foi aplicada em todo o documento, mas em algumas das páginas precisamos alterar somente a cor de um dos itens da mesma; para isso não precisaremos criar uma página mestra nova, apenas podemos alterá-la dentro da página desejada.

2. Encadernação Encadernar é o ato de juntar folhas de forma que seja mais fácil manuseá-las. Normalmente usa-se o método para garantir que páginas avulsas com algum conteúdo em comum não se percam ou estejam juntas para uma consulta. O uso mais conhecido é confecção de livros, apostilas e afins, mas também é comum que empresas encadernem folhas avulsas de notas fiscais e outros documentos, a fim de preservá-los por um longo tempo.

99Dicas do CIS:

A Encadernação Brochura é a encadernação na qual os cadernos são costurados na lombada em forma de acabamento, e colocados a uma capa mole, ou apenas colados sem costura, é um tipo panfleto, livro ou folheto, revestidos com papel ou cartolina em sua lombada, comportando um pequeno número de páginas, normalmente entre 5 e 50 páginas. Normalmente esse tipo de encadernação é feito em revistas, porém esse processo não é tão durável.

2.1. Encadernação brochura A Encadernação Brochura é a encadernação na qual os cadernos são costurados na lombada em forma de acabamento, e colados a uma

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 123

123 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

capa mole normalmente em com papel grosso, ou apenas colados e fresados (sem costura).

2.2. Encadernação canoa A Encadernação Canoa ou Dobra é a encadernação usada em revistas e panfletos na qual os cadernos são grampeados.

2.3. Encadernação Wire-o O sistema de Encadernação Wire-o é uma evolução do processo de encadernação em espiral, que utiliza o suporte feito em aço, que normalmente é realizado em formas de quadrado ou retângulo, muito utilização para elaboração de agendas, calendários, apostilas e cadernos escolares. 99Dicas do CIS:

A encadernação feita em Wire-O torna-se mais rígida permitindo um acabamento sofisticado, o sistema é uma ótima opção para artistas, designers e ilustradores produzirem materiais com suas imagens estampadas na capa, bem como a produção de catálogos e portfólios. Permite também a produção de brindes e presentes personalizados, tais como calendários de mesa impressos com fotos de aniversariantes, noivos e empresas.

A Encadernação Wire-o, torna o processo mais consistente e rígido, permitindo um acabamento mais sofisticado e detalhado do material. Permite também a utilização de várias gramaturas de papéis e outros tipos de materiais, como PVC, laminas plásticas entre outros. Encadernação em Wire-o é uma ótima opção para artistas e designers, que podem ilustrar suas obras e imagens na capa, ou na produção de catálogos e portfólios, que utilizam este método de encadernação. Este método de encadernação também é muito utilizado em calendários de mesa, geralmente distribuídos por empresas de forma de brindes.

2.4. Encadernação espiral O método de Encadernação com Espiral é muito utilizado para encadernação com qualquer quantidade de páginas, por exemplo: cadernos escolares, apostilas de cursos, trabalhos universitários, monografias e TCCs. Neste modo de encadernação é as folhas são furadas através de uma máquina, os furos são redondos. Normalmente é colocado uma capa de plástico transparente na frente e uma capa plástica de cor opaca. No mercado existe espiral plástico de várias cores e metálico, este mais difícil de ser comprado.

2.5. Encadernação artesanal A Encadernação artesanal é o ato de encadernar livros manualmente, sem uso de máquinas especiais. As ferramentas necessárias são encontradas em qualquer papelaria. Muito utilizado antigamente, o processo depende do trabalho e esforço físico de uma pessoa, sem a ajuda de uma máquina de encadernar.

124 InDesign.indb 124

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Existem muitos estilos para realizar a encadernação manual, apesar de ser um processo simples o trabalho de encadernação depende de uma capacitação e habilidade do individuo. Durante a montagem de uma pequena encadernação, o individuo pode utilizar de grampos, espirais plásticas ou garras plásticas.

2.6. Termoencadernação Termoencadernação refere-se aos processos de encadernação que utilizam algum tipo de cola ativada termicamente, sem necessidade de perfurar os materiais a encadernar. Na sua variante mais simples, são utilizadas capas com uma tira dum material colante que é activada recorrendo a equipamentos próprios que aquecem a cola, selando assim os conteúdos a encadernar.

2.7. Encadernação industrial Os métodos industriais são aqueles utilizados pela indústria gráfica, principalmente editoras, para produzir exemplares em grandes quantidades. No entanto, as gráficas rápidas vêm incorporando gradativamente várias tecnologias que antigamente ficavam restritas a grandes tiragens e disponibilizando-as a um custo acessível. Existem, também, nas formas de orçamentos que as gráficas trabalham, um Briefing de informações que contribuem para o projeto. Ex: peça, formato, número de cores, papel quantidade e acabamento. Este último, traduz todo o processo de encadernação (dobras, grampos, lombadas, faca de corte especial, verniz, relevo, bolso, etc).

3. Página Mestra As páginas mestras facilitam muito o trabalho de um diagramador no caso de criar uma publicação com diversas páginas e que nas mesmas terá de repetir um logotipo, alguma imagem de fundo, cabeçalho, ou uma numeração de página Uma página mestra contém normalmente elementos gráficos, mas, podem também conter imagens, cabeçalhos, rodapés e números de página comuns à maioria ou a todas as páginas na publicação, ou seja, qualquer objeto que for inserido na página mestra será comum para todas as páginas da publicação. Exemplos de páginas mestras são bem simples, por exemplo; uma revista, que tem a edição, o número da pagina, o mês na parte inferior da página (rodapé) e queremos inserir estas informações em todas as páginas da revista, podemos automatizar este processo ao invés de digitarmos página por página estas informações criamos uma página mestra com todas elas e aplicamos nas páginas desejadas da revista, outro exemplo é o de um jornal, onde o nome do jornal pode ser adicionado na parte superior (cabeçalho) podemos também criar uma página mestra com as informações do jornal e aplicar ao mesmo. www.sevencg.com.br

InDesign.indb 125

99Dicas do CIS:

Por padrão, todo documento que você cria tem uma página-mestre. Você pode criar páginasmestre adicionais inteiramente novas ou baseá-las em uma página-mestre ou página de documento existente. Após aplicar as páginas-mestre a outras páginas, as alterações feitas na página-mestre de origem são atualizadas nas páginas-mestre e do documento baseadas nela. Com um planejamento cuidadoso, essa é uma maneira fácil de fazer alterações de layout em várias páginas de um documento.

125 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3.1. Criando páginas mestras O InDesign já vem com dois tipos de páginas mestras; uma em branco para eliminarmos o conteúdo das outras mestras que é indicada com o nome “None” (nenhum) e outra com o nome de “A-Master” (mestra A) também em branco, porém esta podemos editá-la, ela se encontra no painel Pages na parte superior do painel. Para criar uma nova página mestra clicar no painel Pages e clique no menu do painel e escolha a opção “New Master” (Nova Mestra).

99Dicas do CIS:

Se a página-mestre tiver um tamanho diferente do da página de layout, a aplicação da primeira modificará o tamanho da segunda. Se a página de layout tiver um tamanho de página personalizado, será possível especificar se esse tamanho será mantido ou se o tamanho da páginamestre será aplicado.

1. Painel Pages - Mestras

3.2. Editando páginas mestras Como dito anteriormente a página mestra do InDesign vem em branco sem conteúdo nenhum, para editar a página mestra clique duas vezes na miniatura com o nome da sua página mestra (A-Master na página padrão) no painel Pages, feito isso aparecerá à página mestra na tela e onde podemos inserir o objeto, figura ou item desejado na pagina.

3.3. Aplicando páginas mestras Para aplicar uma página mestra no documento, simplesmente selecione as páginas que vão receber o layout da página mestra, clicando nelas utilizando o painel Pages e clique na miniatura da página mestra encontrada no painel Pages, caso queira remover a página mestra aplicada acidentalmente, selecione a página e clique na página mestra com o nome “None” (nenhum), ela remove todas as páginas mestras aplicadas anteriormente.

126 InDesign.indb 126

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4. Definindo a aparência do documento Para trabalharmos com as páginas mestras de nosso documento temos que exibir o painel Pages através do Menu Window > Pages (Menu Janela > Páginas) ou apenas pressionando a tecla F12 do teclado. Perceba que este painel exibe todas as páginas do documento e também, em sua parte superior, exibe as páginas mestras criadas no mesmo. Ao criar um documento novo encontramos somente duas opções, veja: None (Nenhuma): quando selecionamos uma página do documento e clicamos sobre esta opção no painel Pages nenhuma página mestra é aplicada à mesma. A-Master (Mestra A): “A” é o prefixo dado ao nome da página mestra e “Master” é o nome dado à pagina.

2.

Painel Pages

Perceba que na página 1 do documento (painel Pages) existe a letra A, ou seja, o Indesign coloca nas miniaturas das páginas o prefixo dado à página mestra aplicada ao mesmo para que possamos saber qual página mestra foi aplicada àquela página.

99Dicas do CIS:

É possível copiar páginas-mestre no mesmo documento ou de um documento para outro para usar como base para uma nova páginamestre. Também é possível copiar páginas-mestre para outros documentos ao sincronizar documentos em um livro ou ao importar páginas-mestre de outro documento.

Para efeito de teste dê um clique duplo sobre a página 1 do documento para selecioná-la do painel Pages. Após isso arraste a miniatura da opção None existente em páginas mestras e perceba que a letra A é retirada da miniatura da página, já que nenhuma página mestra foi aplicada à mesma.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 127

127 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

5. Inserindo numeração de página A numeração das páginas é sempre inserida dentro da página mestra utilizada na mesma. Para inserir a numeração em uma página mestra, siga as etapas: 5. Dê um clique duplo sobre a página mestra para que possamos alterá-la. 6. Crie uma caixa de texto no local onde deve ser inserida a numeração.

Dica: na maior parte dos casos esta caixa é criada fora da margem, já que dentro dela serão inseridos os textos do documento.

7. Vá ao Menu Type > Insert Special Character (Menu Tipo > Inserir Caractere Especial) e escolha uma das seguintes opções: Auto Page Number: insere a numeração da página. 99Dicas do CIS:

É possível criar e atualizar uma variação de páginamestre com base em outra página-mestre (chamada páginamestre pai) no mesmo documento. As páginas-mestre espelhadas que se baseiam na páginapai são denominadas páginas-mestre filho. Por exemplo, se o documento tiver dez capítulos que usam páginas-mestre espelhadas que variam ligeiramente, baseie todos os capítulos em uma página-mestre espelhada que contém o layout e os objetos comuns aos dez capítulos. Dessa forma, ao alterar o design básico, você precisará editar apenas a página-mestre pai, em vez de dez capítulos separados.

Next Page Number: insere o número da próxima página. Previous Page Number: insere o número da página anterior. 8. Ao escolher uma das opções citadas a numeração é inserida e esta somente será visualizada quando voltarmos às páginas do documento.

5.1. Inserindo Nova página mestra Além de podermos trabalhar a página mestra inicial do documento, podemos criar novas páginas mestras para o mesmo, para isso siga as etapas: 1. Exiba o painel Pages. 2. Clique sobre o Menu do painel e escolha a opção New Master (Nova Mestra). 3. Ao escolher esta opção será exibida a caixa de diálogo onde alteramos o nome da mesma, faça as alterações desejadas e clique sobre o botão OK.

5.2. Alterando uma mestra Já vimos anteriormente que podemos alterar a aparência de uma página mestra existente no documento apenas dando um clique duplo sobre sua miniatura dentro do painel Pages, mas isso implicará na alteração da aparência de todas as páginas do documento que tenha esta página como sua mestra. Para alterar a aparência de somente uma página do documento, ou seja, imagine que todas as páginas do documento têm a página “A-Master” como sua mestra e nesta temos vários objetos em cinza e por algum motivo temos que mudar a cor destes objetos em somente uma página do documento. Uma das saídas seria criar uma nova página mestra com a mesma aparência mas com outra cor a aplicar à página desejada, o que

128 InDesign.indb 128

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

daria muito trabalho. Veja uma outra saída: 1. Vá até a página do documento onde a mestra deve ser alterada. 2. Perceba que não podemos selecionar os objetos que foram criados nas páginas mestras. 3. Para selecioná-los e trocar as suas cores pressione Ctrl + Shift no seu teclado e clique sobre o objeto desejado para que seja possível a sua seleção. 4. Após a seleção do objeto este é inserido na página atual e pode ser alterado da maneira que desejarmos

Exercício 1 Desenvolva três páginas mestras para servir de base na criação de uma revista de games.

Exercício 2 Com o apoio de sua dupla, desenvolva uma revista de games com seis páginas, utilizando as página mestra criada anteriormente para aplicá-la às páginas.

Visto:

Desafio Crie um arquivo um informativo de oito páginas, com as principais informações da última copa do mundo, e aplique na página mestra elementos diferentes para cada página.

Perguntas 1. O que é encadernação? 2. Cite alguns modos de encadernação: 3. O que é uma página mestra? 4. Como aplicar uma página mestra?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 129

129 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

130 InDesign.indb 130

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 09 Diagramação de jornais

Tópicos da Aula

• Diagramação de jornais • Elementos • Fontes tipográficas • Trabalhando com colunas • Frames (Quadros)

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 131

131

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 132

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Diagramação de jornais No caso de um jornal, a diagramação segue os objetivos e as linhas gráficas e editoriais desse impresso. As principais linhas editoriais para a diagramação incluem a hierarquização das matérias por ordem de importância. Já as considerações gráficas incluem legibilidade e incorporação equilibrada e não-obstrutiva dos anúncios. Essas características de design tipográfico compõem o design de jornais. A editoração ou design editorial incorpora princípios do Design gráfico, que, por sua vez, é uma habilitação independente ou presente em cursos de design, além de ser uma disciplina que faz parte do currículo de Jornalismo, Publicidade e alguns cursos de Arquitetura nas universidades e faculdades. Termos correlatos e similares incluem, além dos já mencionados, layout, make up ou paste up.

1.1. Elementos e aspectos de um jornal Para diagramar o conteúdo editorial, a atividade de diagramação precisa lidar com elementos gráficos (categorias de conteúdo visual) e aspectos (variáveis que podem alterar o resultado final). As medidas utilizadas em diagramação são geralmente em paicas e pontos, sendo que 1 p (uma paica) corresponde a 12 p (doze pontos). O espaço delimitado de impressão dentro de uma página se chama mancha gráfica, onde cai tinta sobre o papel; fora destes limites, nada pode ser impresso e nenhum elemento pode ultrapassar. Nos casos em que a mancha ultrapassa as bordas do papel, diz-se que a impressão é sangrada.

1.2. Peso (gramatura)

99Dicas do CIS:

A escolha das cores é fundamental para uma boa harmonia dos elementos de um jornal. Ela pode enfatizar textos, imagens e caracterizar especialmente os elementos da página. A cor exerce influência decisiva nos olhos dos seres humanos, afeta a atividade muscular, mental e nervosa. A combinação das cores afeta o psicológico e pode tornar um ponto importante no interesse do público do jornal. A combinação certa pode causar efeitos como urgência, calma, segurança e ainda destacar algum elemento em relação a outro.

Os papéis são identificados pela sua gramatura, variando normalmente de 50 a 350 gramas definindo o peso e volume final do impresso. A gramatura é fator preponderante na composição de custos do impresso, tanto na impressão, quanto na distribuição, principalmente quando via correio.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 133

133 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2. Elementos Os elementos do design de jornal (impresso) são classificados assim:

2.1. Texto O chamado “corpo de texto” é o tipo em que será impresso o conteúdo principal do jornal (matérias, colunas, artigos, editoriais, cartas etc.). A massa de texto costuma preencher mais da metade de toda a mancha gráfica do jornal e deve ser delimitada (rodeada) pelos outros elementos. Um formato comum para o corpo de texto em jornais é tipo serifado, com corpo (tamanho) 12 pontos.

99Dicas do CIS:

Uma fonte tipográfica é um padrão, variedade ou coleção de caracteres tipográficos com o mesmo desenho ou atributos e, por vezes, com o mesmo tamanho (corpo). Assim, dizemos fonte Garamond, fonte Arial, fonte Baskerville, ou fonte negrita, fonte itálica

2.2. Título Desde a manchete, que fica na primeira página, até os títulos menores de artigos. São subdivididos em: subtítulo - (em algumas redações no Brasil, chamados de sutiã, linha-fina ou linha de apoio) colocado abaixo do título principal, complementa a informação do título e instigam à leitura do texto antetítulo - (em algumas redações no Brasil, chamados de chapéu ou cartola) colocado acima do título principal, complementando a informação do título e instigam à leitura do texto intertítulo ou quebras - colocado no meio do texto, para dividi-lo em seções e facilitar a leitura olho - colocado no meio da massa de texto, entre colunas, para ressaltar trechos e substituir quebras; são muito utilizados em entrevistas.

2.3. Foto Fotografias, que em jornal e revista vêm sempre acompanhadas de legenda descritiva e do crédito para o fotógrafo.

2.4. Arte O que se chama de arte em diagramação são imagens produzidas para ilustrar, complementar visualmente ou substituir a informação do texto. Podem ser: Infográfico - que inclui mapas, gráficos estatísticos, sequenciais e esquemas visuais; Charge - desenho geralmente satírico com personagens do noti-

134 InDesign.indb 134

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ciário, sem ter que necessariamente seguir opinião expressas em matérias relacionadas no jornal; Ilustração - todo tipo de desenho ou pintura que pode acompanhar um texto jornalístico. A ilustração pode ser uma versão ilustrativa do texto ou uma visão complementar ao texto, usando uma linguagem pictórica.

2.5. Vinheta Mini-títulos que marcam um tema ou assunto recorrente ou em destaque; podem incluir mini-ilustrações e geralmente vêm acima do título da matéria ou no alto da página.

2.6. Box ou caixa Um box é um espaço graficamente delimitado que normalmente inclui um texto explicativo ou sobre assunto relacionado à matéria principal.

2.7. Fio Existe para separar elementos que, por algum motivo, podem ser confundidos.

2.8. Cabeçalho e Rodapé Marcam o topo e a base da página, respectivamente, incluindo marcas básicas como editoria, data, número da edição e número da página; quando usado na primeira página, o cabeçalho inclui ainda a logomarca do jornal em destaque, preço e alguns nomes de chefia da equipe (presidente, diretor, editor-chefe).

2.9. Anúncio Espaço de publicidade, único elemento de conteúdo não-editorial da diagramação, produzido pela equipe comercial.

3. Aspectos Os aspectos que determinam a composição destes elementos na página impressa são, entre outros: www.sevencg.com.br

InDesign.indb 135

99Dicas do CIS:

Infografia ou infográficos são representações visuais de informação. Esses gráficos são usados onde a informação precisa ser explicada de forma mais dinâmica, como em mapas, jornalismo e manuais técnicos, educativos ou científicos. É um recurso muitas vezes complexo, podendo se utilizar da combinação de fotografia, desenho e texto. No design de jornais, por exemplo, o infográfico costuma ser usado para descrever como aconteceu determinado fato, quais suas consequências. Além de explicar, por meio de ilustrações, diagramas e textos, fatos que o texto ou a foto não conseguem detalhar com a mesma eficiência.

135 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3.1. Colunas A distribuição do texto em colunas verticais de tamanho regular, espaçadas e válidas para encaixar os elementos. Atualmente, o padrão em jornais standard é a divisão em 6 colunas, mas o uso de 8 colunas já foi predominante.

3.2. Cor Uso de cores e matizes em jornalismo, que confere sentido e modifica a mensagem, muitas vezes sutilmente; até meados do século XX, os jornais de grande circulação não utilizavam impressão a cores, dependendo da escala de cinzas para matizar seus preenchimentos.

99Dicas do CIS:

Charge é um estilo de ilustração que tem por finalidade satirizar, por meio de uma caricatura, algum acontecimento atual com uma ou mais personagens envolvidas. A palavra é de origem francesa e significa carga, ou seja, exagera traços do caráter de alguém ou de algo para tornálo burlesco. Muito utilizadas em críticas políticas no Brasil.

3.3. Espaçamento Entrelineamento, entre colunas e entre cada elemento gráfico.

4. Fontes tipográficas A escolha e o uso das fontes nos textos influem na maneira como o leitor apreende os textos, através da legibilidade, dimensão e caráter das fontes.

5. Trabalhando com colunas O trabalho com colunas organiza melhor as informações, tornando a leitura mais fácil e dinâmica, diversos tipos de mídias impressas utilizam colunas, tais como, revistas e jornais. Podemos dividir um bloco de texto em várias colunas, mas depedendo do formato da página e o tamanho da fonte, não é recomendado que se utilize mais do que três colunas.

5.1. Criando colunas As colunas são criadas dentro das Columns Guides (Guias de Colunas) da página,podemos exibir estas guias para visualizar as colunas ou podemos simplesmente dividir um bloco de texto em quantas colunas desejarmos.Para dividir um bloco de texto em colunas podemos importar o texto já pronto ou digitá-lo, após isso selecio-

136 InDesign.indb 136

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ne-o o bloco de texto com a ferramenta Selection tool e clique na Control Pallete no item Number of Columns (número de colunas) o valor inicial é um, podendo ser alterado para outro valor qualquer, mas depedendo do formato da página e o tamanho da fonte, não é recomendado que se utilize mais do que três colunas.No caso de criar um layout mais complexo, podemos utilizar dois ou até mais blocos de texto e criar a quantidade desejada de colunas em cada um deles.

6. Frames - (Quadros) Frames nada mais são do que quadros de texto, porém podemos atribuir outros formatos para os mesmos e também podemos utilizar imagens dentro de quadros,coisa que com a ferramenta Type não era possível.Podemos criar basicamente três formatos de frames, frame elíptico, frame poligonal, frame retangular. Os quadros de texto podem ser encadeados normalmente e ao redimensionarmos um quadro ele faz o fluxo de texto ir para o próximo quadro ou recuar para o anterior.

6.1. Criando frames Para criar frames basta selecionar a ferramenta frame na Tool box, o formato que deseja utilizar (frame elíptico, frame poligonal, frame retangular) e desenhar o frame no local desejado. Ao desenhar o frame na página ira aparecer o formato do frame escolhido com duas linhas cruzando o frame, após desenhar o frame podemos importar tanto texto como imagens dentro do mesmo.

6.2. Opções quadros As ferramentas Polygon Frame e Rectangle Frame têm opções assim como as ferramentas Polygon tool e rectangle tool. Clicando duas vezes sobre a ferramenta Polygon Frame, podemos escolher quantos lados o frame terá e se o quadro vai ser um polígono ou uma estrela, para aumentar ou diminuir os lados do polígono ainda podemos utilizar seta para cima ou para baixo.

99Dicas do CIS:

Uma ilustração é uma imagem pictórica utilizada para acompanhar, explicar, interpretar, acrescentar informação, sintetizar ou até simplesmente decorar um texto. Embora o termo seja usado frequentemente para se referir a desenhos, pinturas ou colagens, uma fotografia também é uma ilustração. Além disso, a ilustração é um dos elementos mais importantes do design gráfico.

Após criar um frame retangular podemos ir até o menu Object > Corner Effects (Objeto > Formato do canto),onde irá aparecer uma caixa de configuração com algumas opções: Effect: Define diversos formatos para o retângulo ou quadrado Size: Determina o tamanho do efeito a ser aplicado Preview: Marque esta opção para visualizar o efeito enquanto o configura.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 137

137 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

6.3. Conteúdo do frame Após desenhar o frame iremos inserir seu conteúdo que pode ser de imagens ou de textos, podemos simplesmente digitar o texto clicando dentro do frame e iniciando a digitação, ou importar o texto a ser inserido no frame. Para importar o texto para dentro do frame selecione-o e vá ao menu File>Place (Arquivo > Importar), selecione o texto ser importado e clique em “Abrir”, o texto será importado dentro do quadro, se o mesmo não comportar todo o texto aparecerá um sinal de “+” em vermelho onde podemos encadear este texto em outro frame. Para importar imagens dentro de frames o processo é o mesmo, Selecione o frame e vá ao menu File>Place (Arquivo > Importar), selecione a imagem que deseja importar e clique em “Abrir”a imagem será posicionada dentro do frame .Para posicionar a imagem de maneira correta utilize a ferramenta Position Tool.

99Dicas do CIS:

O diagramador de jornal é um tipo de designer gráfico jornalista (ou designer editorial) que trabalha diariamente, dando forma ao texto e imagem, nas páginas dos jornais. Esses designers escolhem os tamanhos das fotos e títulos (tanto das letras como quanto espaço vai ocupar na página), usando com princípio o projeto gráfico. Eles podem decidir - junto com os editores - quais matérias ficarão em quais páginas, e em que posição na página, embora decisões mais importantes costumam ser da responsabilidade do editor de arte.

138 InDesign.indb 138

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Abra um documento do InDesign e o salve com o nome “Exercício1”

Exercício 2 Importe uma imagem e a redimensione no tamanho de uma página A4 e exporte como JPEG. Visto:

Desafio Diagrame um jornal no tamanho tablóide com 16 páginas aplicando com base o conteúdo da aula.

Perguntas 1. Cite alguns elementos que compoem uma diagramação de um Jornal. 2. Porque trabalhar com colunas? 3. Como criamos colunas no InDesign? 4. O que são frames, e para que utilizá-los?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 139

139 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

140 InDesign.indb 140

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 11 Workflow

Tópicos da Aula

• Briefing • Produção • Produção de layout • Formatos de Imagem • Convertendo o modo de cor

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 141

141

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 142

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Briefing Briefing é a coleção de informações sobre a criação, tais como objetivos, público-alvo, formatos, cores e etc. As ideias não surgem do nada, seria desvalorizar muito a experiência, as vivências nas mais variadas áreas da vida, o acúmulo de informações e seus processos. O briefing nada mais é do que um organizador, que tem o objetivo passar as informações do cliente com o menor ruído possível. 1. Definição da linha de criação (qual será a linha adotada? Tradicional, jovem, impacto?); 2. Objetivos da criação (aumento de vendas, de lembrança do consumidor); 3. Público-alvo (a quem se destina a comunicação, quem é o consumidor final); 4. Qual é a mensagem (normalmente, o que se quer dizer por trás do slogan é: Quero vender mais!);

1.1. Brainstorm Brainstorm é uma palavra em inglês que, em uma tradução livre, significa “tempestade mental”. É uma metodologia de exploração de ideias, visando à obtenção das melhores soluções. O Brainstorm não é espontâneo, é uma técnica cujo princípio básico reside na ausência de julgamentos ou de autocríticas. A partir do Brainstorm, chegamos às ideias de qualidade, ou até à solução de uma situação ou problema.

99Sobre

Brainstorming:

Dentre diversos outros métodos, a técnica de brainstorming propõe que um grupo de pessoas, por exemplo, de duas até dez pessoas, se reúnam e se utilizem das diferenças em seus pensamentos e idéias para que possam chegar a um denominador comum eficaz e com qualidade, gerando assim idéias inovadoras que levem o projeto adiante.

1.2. Referência Referência é a coleta de materiais para realização de sua criação Com referência você já tem base suficiente para começar a criar o rough.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 143

143 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1.3. Rough Rough é um rabisco inicial das ideias para o material em questão. O leiaute é uma versão melhorada do rough. Atualmente, com a facilidade do uso de computadores e da versatilidade dos softwares gráficos, o leiaute chega a ter qualidade de arte-final.

2. Produção

99Princípios

Básicos para o Design

Os quatro princípios básicos: Proximidade, Alinhamento, Repetição e Contraste trabalham juntos para criar um efeito total. É raro aplicarse apenas um dos princípios na elaboração de um documento.

99Proximidade

O propósito básico da proximidade é o de organizar.

A cor do papel, seu grau de alvura e produção é a Fase onde se começa a dar vida ao trabalho e a produzir a arte final. Aqui se torna possível, a reprodução em gráfica, da nossa ideia. Esta fase só se inicia a partir do momento em que o cliente aprova a ideia e o orçamento.

2.1. Organizando trabalho Quando trabalhamos qualquer documento dentro do InDesign temos sempre que ser extremamente organizados com nossos arquivos, portanto crie uma pasta para armazenar todos os arquivos a serem utilizados na revista, exemplo: Pasta raiz: crie uma pasta para armazenar todos os arquivos. Pasta para as imagens: crie uma pasta para armazenar todas as imagens utilizadas na revista, às vezes até é necessária a criação de subpastas para separas as imagens de cada matéria. Pasta para textos: procure digitar os seus textos em outros editores simples, como o Bloco de Notas, e salve todos os arquivos dentro de uma pasta isolada. Pasta para fontes: crie uma pasta para armazenar todas as fontes utilizadas no documento.

3. Produção de layout Nesta aula vamos tratar o as imagens que serão utilizadas na criação do layout. Todas as imagens devem estar no modo de cor CMYK e todas devem ser salvas no formato .TIFF e algumas no formato PSD para preservar a transparência.

144 InDesign.indb 144

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4. Formatos de Imagem Quando vamos importar uma imagem devemos nos preocupar com diversos itens como modo de cor, resolução entre tantos. O formato da imagem a ser utilizado na publicação também deve ser levado em consideração, o InDesign suporta praticamente todos os formatos de imagem; jpg, bmp, gif, png, quando for utilizar uma imagem no arquivo dê preferência para três formatos : • TIFF(Tagged Image File Format) é um formato de arquivo padronizado que permite o armazenamento e troca de informações gráficas em formato raster provenientes de “scanners”, “frame grabbers” e programas de retoque de fotos e pintura. Pode ser utilizado em varias plataformas como o PC (IBM), o Macintosh e estações de trabalho UNIX. Se você não possui uma imagem em formato .TIFF pode utilizar um programa de edição de images como o Photoshop e converter seus arquivos para este formato. • EPS(Encapsulated Postscript) Postscript é uma linguagem de impressora. EPS é um formato de arquivo que contém uma definição Postscript completa da imagem existente no arquivo. É como se o desenho contivesse uma pequena cápsula Postscript. Quando você imprime um arquivo EPS importado no Illustrator ou em algum outro programa, o programa envia a cápsula Postscript para a impressora e deixa que cuide de tudo. Entretanto, a impressora precisa suportar Postscript para imprimir gráficos EPS.Para utilizar todas as vantagens do formato EPS devemos ter instalado em nosso computador o Adobe Distiller que trabalha com este formato PSD(PhotoShop Document) O Formato PSD é o formato nativo do Adobe Photoshop, armazena informações de camadas, canais de cor e trasparências, além da facilidade de comunicação com os Softwares Adobe InDesign e Adobe Illustrator, deixando assim o trabalho de criação muito mais fácil.

5. Convertendo o modo de cor As imagens que serão utilizadas no layout serão impressas por isso a necessidade de converter todas as imagens para CMYK.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 145

99Alinhamento

O propósito básico do alinhamento é o de unificar e organizar a página..

99Sobre Briefing:

O sucesso de um produto está diretamente relacionado à construção de um Briefing completo, claro e objetivo. Isto porque, o Briefing é o documento de apoio para a avaliação das etapas de desenvolvimento e do protótipo final. Através dele, é possível se verificar os quesitos propostos e compará-los com os resultados alcançados.

145 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Desenvolva um Briefing para uma revista online, mencionado dimensão, cor, quantidades de paginas e assuntos das matérias.

Exercício 2 Com o apoio de sua dupla, desenvolva um Rough para uma revista online.

Visto:

Desafio: Com o apoio de sua dupla, crie um layout para um informativo com oito paginas de uma promoção fictícia, destacando as principais peças de uma loja de roupa.

Perguntas: 1. O que é briefing? 2. O que é brainstorm? 3. Defina rough? 4. Qual a estrutura de uma boa organização de trabalho?

146 InDesign.indb 146

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 147

147 2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 148

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 10 Conceitos Básicos da Diagramação

Tópicos da Aula

• Diagramação - conceitos básicos • Organização • Noções básicas de planejamento visual • Check spelling - (Verificar Ortografia) • Drop cap - (Capitular) • Find change • Paragraph Styles - (Estilos de Parágrafo) • Estilos

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 149

149

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 150

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Diagramação - conceitos básicos A diagramação segue três características básicas: 1. Texto em colunas, o que facilita muito a leitura nos casos de um espaço muito grande; 2. Pesos diferenciados entre títulos, subtítulos e textos; 3. Alinhamentos: centralização, justificação, à direita ou à esquerda.

1.1. O que é uma diagramação criativa? É aquela que quebra os padrões, mínimos que sejam. Um alinhamento diferenciado, uma distribuição assimétrica ou, ainda, uma interação maior entre imagem e texto.

2. Organização Pense organizadamente, dê importância às coisas. 1. Qual o objeto principal da peça? A imagem? Mas se eu tiver duas? Qual delas é a mais importante? 2. E o título? Tem que ficar na direita ou na esquerda da peça? Em cima ou embaixo? 3. Qual a melhor posição para o texto? Assim que essas respostas estiverem claras em sua cabeça, a organização do layout estará praticamente resolvida.

2.1. Equilíbrio e Contraste Não importa qual seja a forma do layout, os objetos que estão dispostos precisam ter um grau de importância, seja ele simétrico ou assimétrico.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 151

99Sobre

Contraste:

O contraste é a diferença visual entre dois elementos, seja por cor, tamanho ou de outras características que compõe este elemento. Por exemplo um texto de tamanho muito maior do que todo os demais elementos textuais em uma peça, chama mais atenção pelo contraste que gera com as demais. Para o contraste entre as cores, é necessário se estudar o diagrama das cores opostas (a oposição no diagrama denota maior contraste) e os valores (preto e branco) das mesmas.

151 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

1. Alinhe o bloco de texto com algum outro objeto: pode ser a foto, o título ou os dois; 2. Se você for centralizar o bloco do texto, não centralize apenas ele. Algum outro objeto na peça precisa justificar o porquê do texto estar centralizado; 3. Se você tiver mais de uma foto no layout e elas estiverem com o mesmo grau de importância, procure alinhar uma com a outra na horizontal ou vertical. Se possível, nos dois; 4. Não deixe o logotipo perdido na página. Alinhe o logotipo com algum outro objeto. Texto ou foto, tanto faz; 5. Dê importância às coisas. Não é raro se ver layouts onde título, foto e texto têm o mesmo peso visual; 6. Cuidado com as cores. A escolha pode interferir no equilíbrio da peça. Faça com que ela combine com a imagem principal da peça. Se não tiver a cor predominante na imagem, tente usar a cor do cliente ou do produto. Na dúvida, use o branco. 99Dicas do CIS:

Os quatro princípios básicos: Proximidade, Alinhamento, Repetição e Contraste trabalham juntos para criar um efeito total. É raro aplicar-se apenas um dos princípios na elaboração de um documento.

3. Noções básicas de planejamento visual O conjunto de técnicas, conhecimentos e procedimentos que buscam maior eficácia na transmissão visual de mensagens verbais ou não-verbais através dos diversos meios de comunicação seguem quatro princípios básicos: - Proximidade - Alinhamento

99Proximidade

O propósito básico da proximidade é o de organizar.

- Repetição - Contraste

3.1. Proximidade Para onde os olhos se dirigem? Qual é o caminho que eles seguem? Onde termina a leitura? Após a leitura, para onde os olhos vão? O propósito básico da proximidade é o de organizar – a “leitura da peça” deve partir de um início bem-definido para um final bem-definido. 1. A ocupação ordenada da página permite espaços livres para o texto “respirar”; 2. Itens agrupados e aproximados uns dos outros são vistos como um conjunto coeso e não como um emaranhado de partes sem ligação. O leitor deve ter uma pista visual imediata da organização e do conteúdo do layout; 3. Itens relacionados entre si devem ser agrupados. Quando vários itens estão próximos, torna-se uma unidade visual, e não várias

152 InDesign.indb 152

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

unidades individualizadas. Isso ajuda a organizar as informações e reduz a desordem; 4. A proximidade implica em uma relação, os itens se tornam uma unidade visual e não várias unidades separadas; 5. Expresse as informações graficamente, agrupando-as. O conceito de proximidade não significa que tudo precise estar próximo; significa que os elementos logicamente conectados, com algum tipo de ligação, também devem estar visualmente conectados. O que evitar: 1. Evite muitos elementos separados em uma página; 2. Não coloque os itens somente nos cantos e no meio da página; 3. Evite deixar quantidades iguais de espaço em branco entre os elementos; 4. Evite criar qualquer dúvida quanto à relação dos elementos entre si (ou seja, cada subtítulo, legenda, imagem e etc. devem estar junto a seu respectivo par, criando uma relação de proximidade).

99Alinhamento

O propósito básico do alinhamento é o de unificar e organizar a página..

3.2. Alinhamento A unidade é um conceito muito importante no design. Para que todos os elementos da página tenham uma estética unificada, conectada e inter-relacionada, é preciso que haja “amarras” visuais entre os elementos separados. Um alinhamento marcante cria uma aparência sofisticada, formal, engraçada ou séria. Esteja consciente do posicionamento dos elementos na página. 1. Nada deve ser colocado arbitrariamente em uma página. Cada item deve ter uma conexão visual com algo na página, não se pode jogar as coisas na página nos lugares onde houver espaço; 2. Quando os itens são alinhados na página, há uma unidade coesa, mais forte. Mesmo que os elementos estejam fisicamente separados uns dos outros, se estiverem alinhados, haverá uma linha invisível conectando-os; 3. Alinhamento centralizado dá uma aparência mais formal, mais comum e sem brilho. O alinhamento centralizado é o mais usado pelos iniciantes: é muito seguro e a sensação de usá-lo é de conforto; 4. Utilize apenas um tipo de alinhamento de texto por página. O texto deve ser todo alinhado à esquerda, ou à direita, ou centralizado ou justificado. Evite trabalhar com vários alinhamentos de texto numa mesma página; 5. Encontre uma linha e guie-se através dela. Pequenos alinhamentos contribuem para que a página fique visualmente organizada. Se você tiver uma foto ou imagem com uma lateral, ou base, bem forte e marcante, utilize-a com a linha guia colocando o texto alinhado por ela. O propósito básico do alinhamento é o de unificar e organizar a página.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 153

153 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

O que evitar: 1. Evite trabalhar com vários alinhamentos de texto numa mesma página; 2. Evite o alinhamento centralizado, a não ser que seu objetivo seja criar uma apresentação formal e pacata.

3.3. Repetição Podemos considerar como textura, tanto o aspecto da superfície do papel (lisos, texturados, telados, calandrados, etc.), quanto ao seu grau de rigidez. Cada tipo de impresso, pode necessitar de uma textura diferente. A sua criatividade determinará o melhor tipo de papel.

Aplicações

99Repetição

O propósito básico da repetição é unificar e acrescentar interesse visual. Não subestime o interesse visual de uma página: se ela for interessante, sua leitura será mais agradável.

Quando você cria títulos do mesmo tamanho e mesmo peso, quando coloca um fio ao final de cada página, quando usa o mesmo sinal de tópico em cada listagem, esses são exemplos de repetição criando uma consistência. O jornal é o maior exemplo de repetição; se a cada página não houver elementos comuns à página anterior, perde-se a noção de unidade. A repetição é essencial em documentos de várias páginas. 1. A repetição ajuda a organizar as informações. Ela ajuda a guiar o leitor e unificar as partes distintas da diagramação. A repetição dos elementos estabelece uma continuidade sofisticada; 2. Algum aspecto do design deve repetir-se no material inteiro. Pode ser uma fonte em bold, uma linha, um sinal, algum formato específico, relações espaciais, etc. Qualquer item que se reconheça de imediato; 3. Transforme elementos em símbolos gráficos repetitivos. Aproveite os elementos que você já estiver utilizando para fazer com que o projeto fique consistente. Padronize os títulos com tamanho e peso, por exemplo; 4. Se houver um elemento que seja pertinente, trabalhe com ele. Pode ser uma imagem, uma fonte mais desenhada, etc.: acrescente um elemento novo para criar a repetição ou escolha um simples elemento e o utilize de várias maneiras: diferentes tamanhos, cores, ângulos. Às vezes os elementos não precisam ser necessariamente os mesmos, mas que tenham relação entre eles.

O que evitar: 1. Evite repetir o elemento em demasia, para que ele não se torne enfadonho ou excessivo. 2. Esteja consciente da pertinência do elemento gráfico. 3. Não transforme o elemento num item mais importante que o texto.

154 InDesign.indb 154

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3.4. Contraste O contraste é uma das maneiras mais eficazes de acrescentar algum atrativo visual a uma página, criando uma hierarquia organizacional entre diferentes elementos. O importante é que, para que o contraste seja realmente eficaz, ele deve ser forte. 1. Se dois itens não forem exatamente os mesmos, diferencie-os completamente. Cria-se o contraste quando dois elementos são diferentes. Se eles diferem um pouco mas não muito, não acontecerá um contraste mas um conflito; 2. Pode-se alcançar o contraste de várias maneiras: uma letra grande pode-se contrastar com uma pequena; uma fonte light com uma bold; um fio fino com um grosso, uma cor fria com uma quente, uma textura lisa com uma áspera, um elemento horizontal com um vertical; linhas espaçadas com linhas juntas, etc; 3. O contraste é um ponto crítico na organização das informações. O leitor sempre deveria ser capaz de, à primeira passada de olhos sobre um material, compreender exatamente o que ele representa; 4. A maneira mais fácil de trabalhar contraste é através de fontes: corpo da letra, peso e etc. Mas também use fios, espaçamento, fundos e etc; 5. Use o contraste para criar um ponto focal. Estabeleça qual deve ser o item principal, destaque-o com alinhamentos marcantes e aplique proximidade.

O que evitar: 1. Não seja tímido. 2. Evite contrastar uma linha um pouco espessa com uma linha um pouco mais espessa. 3. Evite contrastar um texto marrom com títulos pretos.

4. Check spelling - (Verificar Ortografia) Ao contrário do Microsoft Word o InDesign não nos alerta sobre possíveis erros de digitação, por isso um corretor ortográfico é fundamental para encontrar as falhas de digitação o comando Checking Spelling (Verificar Ortografia) é bem simples de ser utilizado, porém devemos obedecer algumas etapas;

99Contraste

O propósito básico do contraste é duplo mas seus objetivos são unificados. Da mesma forma que você usa o contraste para criar um interesse sobre a página, dando uma aparência interessante e atraindo mais a leitura do outro você auxilia na organização das informações, possibilitando uma compreensão instantânea e estabelecendo um fluxo lógico de um item para outro.

1° Editor de matéria, para corrigir o documento de forma integral, é melhor utilizar o editor de matéria, pois podemos visualizar todo o texto do nosso arquivo, se o documento atual estiver no modo Original, mude para o modo Editor de Matéria. 2° Definição do Idioma; devemos modificar o idioma padrão do InDesign para Portuguese Brazilian (Português Brasil),para isso selecione todo o texto do documento(Ctrl+A) e abra o painel Cha-

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 155

155 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

racter (Caractere) no menu Window>Type & Table>Character (Janela>Textos e Tabelas>Caractere). No item “Language” selecione a opção “Portuguese Brazilian”. 3° Check Spelling:após ter seguido as etapas anteriores, vamos agora abrir o recurso de correção do InDesign vá ao menu Edit>Spelling>Check Spelling (Editar>Ortografia>Verificar Ortografia) aparecerá uma caixa de diálogo com as opções de verificação, para começar clique no botão “Start”.

5. Drop cap - (Capitular)

99Dicas do CIS:

No Check Spelling, o InDesign irá procurar apenas erros de Ortografia, erros gramaticais não são detectados. Você pode verificar a ortografia em um intervalo de texto selecionado, em todo o texto de uma matéria, em todas as matérias de um documento ou em todas as matérias de todos os documentos abertos. Palavras desconhecidas ou com erros de ortografia, palavras digitadas duas vezes em sequência (como “de de”) e palavras com possíveis erros de caixa são mostradas em destaque. Também é possível ativar a verificação ortográfica dinâmica, para que as palavras com erros de ortografia sejam sublinhadas enquanto você digita o texto.

156 InDesign.indb 156

O capitular é um recurso muito utilizado em revistas, jornais e livros, ele destaca a primeira letra de um parágrafo aumentando seu tamanho em várias linhas.Para utilizar o capitular selecione a primeira letra do parágrafo que será utilizada e vá ao menu Window>Type & Table>Paragraph (Janela>Textos e Tabelas>Parágrafo). No Painel Paragraph temos dois controles para o capitular: Drop cap number of Lines (Número de linhas do capitular) determina quantas linhas o capitular irá utilizar. Drop cap one or more characters (capitular de um ou mais caracteres) determina se o capitular vai utilizar apenas uma letra do parágrafo ou mais

6. Find change Este comando é muito simples idêntico ao da maioria dos processadores de texto, nos permite localizar e substituir palavras de maneira bem simples, basta ir ao menu; Edit>Find/Change (Editar>Localizar e Substituir).Aparecerá uma caixa de diálogo onde digitamos a palavra que queremos localizar e a qual iremos substituir, clique em “Find All ”(Localizar Todos) e localizaremos todas as palavras ou clique em “Change All”(Substituir Todos) que localizaremos e substituiremos todas as palavras.

7. Paragraph Styles - (Estilos de Parágrafo) Quando trabalhamos com publicações de várias páginas, como num livro ou numa revista, é comum utilizarmos formatações específicas para os títulos, subtítulos, corpos do texto, legenda, para que em todas as páginas esses termos fiquem com a mesma formatação, dando assim uma aparência mais profissional à publicação. Pode-

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

mos formatar estes itens conforme vamos criando o documento, porém teremos muito trabalho neste processo, ou criar um estilo para cada tipo de formatação e após a criação do texto, aplicá-lo no texto.

7.1. Criar Estilos de Parágrafo Criar um estilo facilita muito o trabalho de formatação, pois não precisamos ficar indo a menus, procurando recursos de formatação toda vez que formos formatar um texto, isto será feito apenas uma vez e atribuiremos um nome qualquer ao estilo criado. Para criar um Estilos de Parágrafo vá ao menu Window>Type & Tables> Paragraph Styles ( Janela>Textos e Tabelas> Estilos de Parágrafo). O InDesign não apresenta nenhum estilo pronto para utilizarmos devemos criar um estilo e formatá-lo como desejado. Para criar um estilo clique no botão New do painel Paragraph Styles ou clique no menu do painel e escolha “New Paragraph Style” (Novo Estilo de Parágrafo), aparecerá uma caixa onde podemos nomear o novo estilo e formatá-lo de acordo com a necessidade, após terminar de criar o estilo clique em “ok”.

8. Estilos 8.1. Aplicar/Remover Estilos Para aplicar um estilo já criado, basta selecionar o texto e clicar no nome do estilo no painel Paragraph Styles o texto selecionado, mudará a formatação original para a formatação indicada no estilo, caso queira remover o estilo aplicado acidentalmente, selecione o texto e clique na opção “Basic Paragraph” (Parágrafo Básico) no painel Paragraph Style, ela remove toda a formatação aplicada anteriormente.

8.2. Excluir Estilos Para excluir um estilo criado podemos simplesmente selecioná-lo e clicar no botão Delete do painel Paragraph Style ou clicar no menu do painel Paragraph Style e escolher a opção “Delete Style” (deletar Estilo).

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 157

99Dicas do CIS:

Um estilo de caractere é uma coleção de atributos de formatação de caracteres que podem ser aplicados a textos em uma única etapa. Um estilo de parágrafo inclui atributos de formatação de caracteres e de parágrafos, e pode ser aplicado a um parágrafo ou a uma faixa de parágrafos. Os estilos de parágrafo e de caractere são encontrados em painéis separados. Os estilos de parágrafo e de caracteres são eventualmente chamados de estilos de texto.

157 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

8.3. Carregando estilos de outros documentos Estilos aparecem somente em documentos nos quais foram criados. No entanto, é fácil compartilhar estilos em documentos do InDesign, carregando os estilos de outro documento pelo menu do painel Paragraph Styles. Podemos escolher se queremos todos os estilos do documento ou somente alguns. 1. Clicando em Type > Paragraph Styles vemos o painel Paragraph Styles. 2. Escolhemos então a opção Load All Text Styles no menu do painel. 3. Na caixa de abertura escolhemos o arquivo do qual queremos os estilos. 4. Aparece a caixa de diálogo Load Styles e escolhemos os estilos que desejamos ou optamos por todos os estilos. 99Dicas do CIS:

5.

Clicamos Ok para a importação dos estilos.

Assim como você usa estilos de parágrafo e de caractere para formatar textos rapidamente, pode usar estilos de objeto para formatar rapidamente gráficos e quadros. Os estilos de objeto incluem definições para traçado, cor, transparência, sombras, estilos de parágrafo, texto em contorno etc. É possível atribuir diferentes efeitos de transparência a objetos, preenchimentos, traçados e textos.

1. Importando estilos - Paragraph Styles

158 InDesign.indb 158

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Os estilos importados aparecem no painel Paragraph Styles, agora é só usar.

2. Escolhendo os estilos para importação

Exercício 1 Com o apoio de sua dupla, encontre matérias com fotos e texto, desenvolva uma diagramação de um informativo local no formato 140 x 200mm.

Exercício 2 Com o auxilio da internet, desenvolva um script de cinco folhas para uma peça teatral.

Visto:

Desafio Pegue uma revista de base e desenvolva uma edição nova aplicando o conteúdo dessa aula e das aulas anteriores.

Perguntas 1. O que é diagramação criativa? 2. Cite os quatro princípios Básicos do Design: 3. Para que serve o Check Spelling? 4. Como aplicamos um estilo no InDesign?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 159

159 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

160 InDesign.indb 160

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 12 Criando o Índice

Tópicos da Aula

• Criando o índice • Verificando estilos • Criando o índice • Formatando o índice • Utilizando tabulações • Considerações para o índice

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 161

161

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 162

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Índice Remissivo É possível criar um índice simples de palavras-chave ou um guia abrangente e detalhado das informações do livro. Você pode criar apenas um índice para um documento ou livro. Para criar um índice, primeiro insira os marcadores de índice no texto. Estes marcadores são inseridos usando o painel Index. Associe cada marcador de índice à palavra chamada de tópico a ser exibida no índice. Quando você gera o índice, cada tópico é listado, junto com a página em que está localizado. Os tópicos são classificados em ordem alfabética, geralmente em títulos de seção (A, B, C e assim por diante). Uma entrada de índice consiste em um tópico (o termo procurado) associado a uma referência de página (número ou faixa de páginas) ou a uma referência cruzada. Uma referência cruzada, precedida por “Consulte” ou “Consulte também”, indica ao leitor outras entradas no índice, em vez de um número de página. Esta forma de criar um índice é para as entradas de palavras que ficarão no final do livro, que é chamado de Ìndice Remissivo.

99Dicas do CIS:

Um índice bem planejado apresenta os tópicos de maneira uniforme. Alguns problemas comuns de indexação incluem a mistura de maiúsculas e minúsculas (gatos e Gatos) e a mistura das formas singular e plural (gato e gatos). Use uma lista de tópicos para manter os termos uniformes.

2. Criando o índice (Sumário) Podemos criar o Sumário automaticamente, clicando no menu Layout > Table of Content, mas para fazer isso, precisamos criar estilos para os textos da publicação, pois a criação automática do sumário ou índice, depende do estilo aplicado ao texto.

2.1. Verificando estilos Criamos um novo estilo com o nome “ind_titulos” e ainda criamos pequenas caixas de texto nas páginas com este estilo aplicado para que o índice seja criado corretamente. Antes de criar o índice vamos ao documento e verificamos se as caixas foram criadas corretamente e se os textos dentro das mesmas possuem o estilo “ind_titulos” aplicado.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 163

163 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Caso seja necessário crie uma página em branco no início do documento para que possamos criar o nosso índice e fazer com que nesta página não seja aplicada nenhuma mestra (opcional). Para criar o índice siga as instruções: 9. Vá à primeira página do documento. 10. Ative a opção Table of Contents (Índice) do Menu Layout para que seja aberta uma caixa de diálogo onde podemos configurar o nosso índice.

99Dicas do CIS:

Podemos selecionar mais estilos e clicar sobre o botão Add e ainda podemos remover algum estilo selecionado utilizando o botão Remove. 99Dicas do CIS:

Você também pode manter pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) ao clicar na configuração de tabulação para percorrer as quatro opções de alinhamento.

1. Caixa de diálogo Table of Contents 11. Na caixa de diálogo defina as seguintes opções: • Title (Título): neste campo escreva Índice para que este seja o título do mesmo. • Style (Estilo): neste campo defina um estilo de formatação para os itens existentes no índice, no nosso caso escolha no Paragraph Styles (sem estilo de Parágrafo). 12. No campo Styles in Table of Contents (Estilos no índice) configuraremos quais estilos serão aplicados, ou seja, teremos que definir que todos os parágrafos com o estilo “ind_titulos” será inserido no índice. Para isso selecione o estilo na caixa do lado esquerdo e clique sobre o botão Add (adicionar) para que ele seja selecionado. 13. Clique sobre o botão OK para que o índice seja carregado no cursor do mouse. 14. Clique sobre a página para que o índice seja inserido. Indice Fox: vários porta objetos são destaque 2 Honda Fit: concorrente do Ford EcoSport 3 Strada: líder no segmento 4 Gol: hatchback da volks ainda é líder 5 Tunning: insanidade sobre rodas 6

Obs.: caso o texto não seja exibido coloque a cor preto no mesmo.

164 InDesign.indb 164

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

3. Formatando o índice O trabalho de formatação do índice não é nada complicado, já que teremos que selecioná-lo com a Ferramenta Type e formatá-lo da maneira que desejarmos. A única diferença é que para separar o assunto (título) do número da página o InDesign utiliza uma tabulação, sendo que podemos personalizá-la para que o índice fique com uma aparência mais interessante, veja o exemplo:

Índice Fox: vários porta objetos são destaque....................... 2 Honda Fit: concorrente do Ford EcoSport.................... 3 Strada: líder no segmento........................................ 4 Gol: hatchback da volks ainda é líder......................... 5 Tunning: insanidade sobre rodas............................... 6

4. Utilizando Tabulações Por padrão, o InDesign cria várias Marcas de Tabulação na linha, com a distância de 1,25cm uma da outra e, quando a tecla TAB é pressionada, o cursor salta para a marca de tabulação mais próxima. Definindo uma marca de tabulação, podemos alinhar o texto em colunas, para que toda numeração do nosso índice fique alinhada. Para definir uma Marca de Tabulação vá até o Menu Type > Tabs (Menu Tipo > Tabulações). Quando acionamos este comando, aparece o painel Tabs que possibilita a definição de novas marcas de tabulação dentro da caixa de texto selecionada.

2. Painel Tabs

99Dicas do CIS:

Quando criamos um índice com o InDesign isso é feito automaticamente. 99Dicas do CIS:

Revise o índice várias vezes antes de gerar o índice final. Procure entradas duplicadas, áreas de assunto deficientes, erros de ortografia e inconsistências no uso de caixa alta ou de palavras; por exemplo, o InDesign considera Lobo, lobo e lobos como entradas separadas.

Para definir uma marca de tabulação, siga os seguintes passos:

1. Crie uma caixa de texto ou selecione o texto desejado e entre uma coluna e outra do texto tecle TAB. Modelo Z5 Z875 WE34

Preço (R$) 800,00 1000,00 865,00

IMPORTANTE: quando criamos um ídice com o InDesign isso é feito automaticamente.

2. Vá ao Menu Type > Tabs (Menu Tipo > Tabulações). 3. Defina o Alinhamento do texto em relação à nova tabulação.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 165

165 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

esquerdo - do lado esquerdo em relação à tabulação. direito - alinha o texto do lado direito em relação à tabulação. centralizado - deixa o texto centralizado em relação à tabulação. decimal - quanto números decimais são inseridos no texto, o PageMaker os alinha com vírgula em baixo de vírgula.

4. Em Leader (Preenchimento), defina o caractere que preencherá os espaços entre uma tabulação e outra. Em nosso caso utilize “.” (ponto final).

3. Régua de tabulação 99Dicas do CIS:

Ao indexar um livro com vários documentos, você pode exibir os tópicos de índice para todos os documentos listados ao gerar o índice do livro, incluindo todos os documentos.

5. Em X (posição horizontal), defina em que local da régua a marca será inserida, ou apenas clique sobre a pequena régua na parte inferior da caixa de diálogo. Modelo................................... Preço (R$) Z5.........................................800,00 Z875......................................1000,00 WE34.......................................865,00

15. Caso queira definir outra marca de tabulação repita desde o passo 3 até o 5. 16. Perceba que conforme definimos as tabulações o texto já é posicionado no local escolhido. 17. Feche o painel Tabs.

5. Considerações para o índice Quando trabalhamos um índice para uma apostila ou para um livro, perceba que este é bem simples, ou seja, simplesmente posicionamos o texto corretamente dentro da página formando uma coluna onde temos do lado esquerdo os títulos e do lado direito as numerações de página. Já em uma revista temos que criar um layout bem diferente onde inserimos diversas imagens, inclusive de fundo, para que fique com uma aparência mais agradável.

166 InDesign.indb 166

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Com auxílio da internet, desenvolva um pequeno livro de história e finalize criando um índice.

Exercício 2 Com o apoio de sua dupla, desenvolva um índice para um script de uma peça de teatro.

Visto:

Desafio Com o apoio de sua dupla, desenvolva um layout para o índice de uma revista semanal de entretenimento.

Perguntas 1. O que é tabulação? 2. Qual o processo para criar um índice? 3. Qual o principal problema de indexação quando é criado um índice? 4. Qual a utilidade de verificar estilos no índice?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 167

167 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

168 InDesign.indb 168

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 13 Imagens e elementos interativos

Tópicos da Aula

• Rules e Importação de Estilos • Imagens e transparência • Controle do layer na imagem • Conteúdo interativo • Buttons

Seven Copacabana (21) 2548-8989 - Duque de Caxias (21) 2671 - 3266 - Madureira (21) 2450-4332 Nova Iguaçu (21) 2667 - 6815 - Santa Rita (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo (21) 3706-4881

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 169

169

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 170

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Gerenciando Links Quando importamos imagens, estes arquivos são importados com um preview da imagem (imagem com baixa resolução), isto é, a imagem importada fica vinculada ao arquivo da pasta de origem. Portanto, estes arquivos precisam ficar posicionados e inalterados na pasta, e quando enviar o arquivo do InDesign para uma gráfica por exemplo, esta pasta de arquivos com imagens, precisa ser enviada junto. Porém, podemos embutir estes arquivos ao final do trabalho se não quisermos vínculos, mas este processo deixa o arquivo mais pesado. A melhor opção neste caso, é fazer o processo chamado Package, no menu File. Este comando faz uma finalização do arquivo, colocando-o em uma pasta de forma organizada, colocando o arquivo do InDesign e criando ali duas pastas, uma com as imagens e outra com as fontes utilizadas no arquivo. Pode ser que precisemos gerenciar estes arquivos importados no InDesign durante o trabalho de diagramação, pois uma imagem poderá ter vindo em RGB, ou com qualidade baixa, ou ainda verificar outros problemas com a mesma. Para fazer estas verificações, contamos com o painel Links, que pode ser aberto pelo menu Window. Por este painel podemos verificar a extensão da imagem, a resolução, o tamanho etc. Verificamos também se a imagem perdeu o vínculo, e se foi alterada externamente.

99Dicas do CIS:

Em 1933[1], Harry Beck projetou o mapa de metrô de Londres. Antes desse infográfico de Beck, várias linhas de metrô eram representadas geograficamente, muitas vezes se sobrepondo ao mapa das ruas. Beck percebeu que a localização geográfica era informação supérflua para os usuários de metrô, eles queriam saber apenas a ordem e relação das estações entre si, para decidir onde mudar de estação. Inspirado na simplicidade de diagramas de engenharia elétrica, Beck projetou o mapa que seria o paradigma para todos os mapas de transporte público que vieram em seguida.

1. Verificando as imagens importadas www.sevencg.com.br

InDesign.indb 171

171

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Portanto, sempre consulte este painel em seus trabalhos, principalmente em documentos com muitas imagens, e nele também poderemos configurar o que deverá ser exibido com relação às características das imagens, pelo menu do painel, em Panel Options. Quando selecionamos uma imagem na área de trabalho, esta imagem aparecerá selecionada no Painel Links. Se ao lado desta imagem no painel aparecer uma interrogação, ela estará informando que a imagem perdeu o caminho com a original (Missing), e se aparecer uma exclamação, significa que a imagem original foi alterada (Modified). O aparecimento de um ícone quadrado e com pequenas forma geométricas dentro, indica que esta imagem está embutida (Embeded). A seção Link Info, para a verificação do status das imagens, aparece na parte inferior do painel Links.

1.1. Imagens com transparência

99Dicas do CIS:

Design de informação ou infodesign, é uma área do design gráfico que lida detalhadamente com o projeto da informação visual. Seu objetivo principal é melhorar a forma como o usuário adquire informação em sistemas de comunicação analógicos e digitais.

Muitas vezes o designer gráfico precisará colocar no layout uma imagem que não tenha fundo, isto é, uma imagem de um carro por exemplo, que fique com um texto fluindo ao redor do carro, para uma apresentação visual mais bonita, agradável e funcional. Existem maneiras de fazer isso, uma delas é retirando o fundo da imagem no Photoshop deixando-o transparente, depois salvando como PSD. Se salvar como TIF, também funciona, mas na caixa de diálogo para salvar como TIF, precisa marcar a opção Save Transparency. Quando importar este arquivo para o InDesign, veremos a imagem e haverá transparência ao redor, possibilitando um layout diferenciado.

2. Imagem com transparência Outra maneira de aplicar a transparência na imagem é usando a opção Clipping Path. Neste caso, abrir a imagem no Photoshop, selecionar usando a caneta (Pen Tool), depois devemos salvar o de-

172 InDesign.indb 172

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

marcador (Path), então, no menu do painel Path, escolher a opção Clipping Path. Pressionar Ok. Pronto! Agora é só salvar a imagem como TIF ou PSD ou EPS e importar esta imagem para o InDesign, que o fundo ficará tranparente. Neste caso, não precisa nem mesmo apagar o fundo da imagem no Photoshop. Para garantir que o texto ficará ao redor da imagem como queremos, precisaremos do painel Text Wrap. Neste painel, escolhemos a maneira que o texto fluirá pela imagem, e a opção que precisamos agora está no item Type, com Detect Edges ou Alpha Channels.

1.2. Removendo o fundo branco Se tivermos uma imagem que tenha um fundo branco, e quisermos remover este fundo, isso poderá ser feito no Photoshop, que é mais comum e aconselhável, porém poderemos retirar este fundo no próprio InDesign. Para fazer este trabalho, selecionamos a imagem que contém o fundo branco e clicamos no menu Object > Clipping Path > Options. Na janela que se abre, marcamos o item Type com Detect Edges para eliminar a área branca criando um path (demarcador) na imagem. Então, temos a opção Threshold que oculta áreas claras da imagem, e começa a partir do branco (white). Quando deslizamos o controle para a direita colocando um valor maior, tons escuros serão incluídos. Não exagere!

99Dicas do CIS:

Algumas ações têm suporte tanto em arquivos PDF quanto em arquivos SWF, enquanto outras têm suporte apenas em arquivos PDF ou SWF. Ao escolher uma ação, evite escolher uma ação apenas PDF se estiver exportando para SWF ou evite escolher uma ação apenas SWF se estiver exportando para PDF.

3. Retirando o fundo branco da imagem no InDesign No controle deslizante do item Tolerance, arraste o controle para a esquerda para o valor de 1. O item Tolerance determina quantos pontos compõem automaticamente o path (frame), quanto mais arrasta para a direita, o InDesign cria pontos e se adequa ao contorno da imagem suavemente. Poucos pontos deixam o path sem muito ajuste ao contorno da imagem, embora seja melhor para impressão. Na opção Inset Frame, digite um valor que conclua a proximidade www.sevencg.com.br

InDesign.indb 173

173

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

do path na imagem, valores positivos aumentam o path (frame). Este path na imagem poderá ser ajustado manualmente usando a ferramenta Direct Selection, usando cada ponto do path para manipular.

1.3. Importando arquivo com layers e layer comps Para mais opções de imagens no processo de criação do layout, poderemos importar imagens com layer e imagens com layer comps para o InDesign. Ao importar estas imagens, poderemos posteriormente escolher qual a composição da imagem escolher, através de acultar camadas e opções de montagem, no caso do layer comps. É uma opção valiosa para o designer.

99Dicas do CIS:

Se estiver criando botões de navegação (como ‘Próxima página’ ou ‘Página anterior’) que aparecem em várias páginas, adicione-os a uma página-mestre para que não seja necessário recriá-los em cada página do documento. Esses botões aparecem em todas as páginas do documento às quais a página-mestre seja aplicada.

4. Controlando as camadas da imagem Para ativar a opção de layer, clicamos no menu Object > Object Layer Options para abrir a janela de opções da camada. Podemos ativar e desativar a visualização do layer e ainda trocar entre as opções de layer comps disponíveis. Não esquecer de ativar a opção Preview.

174 InDesign.indb 174

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2. Conteúdo interativo Caso você pense em criar um infográfico para web, agora é possível usando o InDesign, isto é, criar um infográfico interativo. O InDesign tem recursos para criar um Conteúdo Interativo eficiente e muito dinâmico.

2.1. Animações Em Window, clicar em Interactive e escolha a opção Animation. Abrirá a janela que vemos abaixo:

99Dicas do CIS:

Para testar o botão, exporte o documento para PDF ou SWF e exiba o arquivo exportado. Se estiver exportando para PDF, verifique se a opção ‘Elementos interativos’ está selecionada. Se estiver exportando para SWF, verifique se a opção ‘Incluir botões’ está selecionada.

5. Painel Animation

2.2. Eventos que ativam a animação Eventos que ativam a animação são: • On page load - Quando a página é carregada. • On page Click - Quando clica na página. • On click(self) - Quando clicar no próprio objeto que está recebendo a animação.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 175

175

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

• On roll over(self) - Quando o mouse estiver sobre o proprio objeto que esta recebendo a animação.

3. Buttons No indesign podemos criar botões para estar gerando interatividade. Podemos criar um botão para enviar para a página em um arquivo,controlar uma animação, reproduzir um áudio e etc.

6. Painel Buttons

3.1. Vejamos como criar um botão. Selecionamos o objeto, em window pressione em interactive e escolha buttons, abrirá a seguinte janela.

3.2. Ações do botão Entre as muitas ações de um botão estão:

• Go To Next Page - Direciona para a próxima página • Go To Previos Page - Direciona a página anterior. • Go To Page - Direciona a uma página específica.

176 InDesign.indb 176

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Com o apoio de sua dupla, desenvolva um infográfico com elementos animados.

Exercício 2 Desenvolva um infográfico com botões de avançar e voltar para mudar as informações.

Visto:

Desafio Crie uma galeria de fotos utilizando animação e botões de avançar e voltar.

Perguntas 1. Com qual painel gerenciamos os links no InDesign? 2. Como importar arquivos com Layers Comps? 3. Qual a maneira de remover o fundo branco de uma imagem no InDesign? 4. Qual painel é utilizado para trabalhar com animação?

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 177

177

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

178 InDesign.indb 178

Seven Computação Gráfica

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 179

179

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

180 InDesign.indb 180

Seven Computação Gráfica

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign Aula 14 Finalizando arquivos - Impressão e Web

Tópicos da Aula

• Visualizando arquivos • Fechando em PDF • Salvando em SWF • Exportando em JPEG • Exportando TIFF • O processo de Impressão

Seven Copacabana | RJ (21) 2548-8989 - Duque de Caxias | RJ (21) 2671 - 3266 - Madureira | RJ (21) 2450-4332 Nova Iguaçu | RJ (21) 2667 - 6815 - Santa Rita | SP (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo | RJ (21) 3706-4881 Niterói | RJ (21) 3617-1177 - Campo Grande | RJ (21) 2412-0237 - Belo Horizonte | MG (31) 25147797 - Brasília | DF

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 181

181

2/27/12 11:18 AM


InDesign.indb 182

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Visualizando arquivos. Quando trabalhamos em nossos projetos dentro do InDesign, chegará ao momento que teremos que finalizá-los. Dentro do InDesign podemos ter uma pré-visualização rápida do projeto em que estamos trabalhando apertando a tecla de atalho W, assim você terá uma prévia sobre o resultado do seu projeto, pois o InDesign estará em modo de apresentação de impressão. Uma alternativa é utilizar as teclas Shift + W, para ver em tela cheia, tome o cuidado de não ter o cursor de texto em algum parágrafo.

99Dicas do CIS:

Você pode visualizar as áreas de sangria e de espaçador antes de imprimir. Basta clicar no ícone ‘Modo de visualização’ de Sangria ou de Espaçador, localizado na parte inferior da ‘Caixa de ferramentas’. Essas opções podem estar ocultadas pelo ícone ‘Modo de visualização’ .

1. InDesign em modo de visualização de impressão.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 183

183 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

2. Prefligh - Checagem de arquivos Adobe InDesign oferece controles integrados para a realização de um controle de qualidade em um documento antes de imprimir ou entregar o documento para um prestador de serviços, para uma gráfica. Especificar um perfil de checagem nos estágios iniciais de criação de um documento permite que você monitore o trabalho para evitar potenciais problemas de impressão. Você pode usar o painel de comprovação (Preflight) para confirmar que todos os gráficos e fontes usadas no arquivo estão disponíveis para impressão e que não há casos de excesso de tipos de texto (Overset Text).

99Dicas do CIS:

É possível personalizar o painel Preflight, para que o InDesign acuse outros itens que não são padrão para o painel, como encontrar problemas de imagem em RGB. Para criar um perfil personalizado no painel Preflight, clicar no menu que se localiza no canto inferior esquerdo da janela do programa e escolher a opção Define Profiles.

2. Quadro de diálogo Preflight Um vínculo se perde se você exclui, move ou renomeia o gráfico original. Use os recursos de Preflight e Package antes de enviar os arquivos para bureau de serviços. Neste caso, existem dois problemas, um deles é arquivos de imagens estão com problemas e a correção é usar o painel Links para encontrar o arquivo vinculado, o outro é uma caixa de texto que estpa com texto oculto.

3. Package - Pacote de Arquivos Você pode usar o comando Package para montar uma cópia do seu documento do InDesign e todos os itens vinculados, incluindo gráficos em uma pasta (Links) e também faz cópias das fontes necessárias para impressão (Document Fonts). Isso garante que todos os

184 InDesign.indb 184

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

componentes do projeto necessário para a saída sejam fornecidos. Escolha um File > Package. A seção Resumo da caixa de diálogo Package notifica questões relacionados à impressão.

99Dicas do CIS:

3. Caixa de diálogo Package • Se o documento contém um gráfico RGB, o InDesign alerta para sua presença no documento. Para resolver esta questão precisamos converter a imagem para CMYK. • Se o documento contém cores spot, haverá a indicação da cor. • Se houver problemas con as fontes utilizadas no documento, também serão exibidas nesta caixa de diálogo. É sempre importante checar seu arquivo antes de qualquer finalização de impressão, para isso poderá usar o comando Preflight para os textos ocultos e imagens sem vínculo, poderá também usar o painel Links e visualizar extensão e resolução de imagens. Para as cores da publicação, uma opção interessante para a visualização das chapas de impressão é o painel Window > Output > Separations Preview.

Para reduzir o tamanho de PDFs, abra o PDF no Acrobat 8.0 ou posterior, escolha ‘Documento’ > ‘Reduzir tamanho do arquivo’ e, em seguida, especifique o nível de compatibilidade. Para obter um maior controle, escolha ‘Avançado’ > ‘Otimizador de PDF’.

4. Painel para visualizar a separação de cores

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 185

185 2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

4. Fechando em PDF Após ter visualizado o arquivo e conferido se ele está realmente pronto para ser fechado então vamos para as formas de finalização de arquivo, começando pelo PDF. Para finalizar o arquivo em PDF segue o caminho: • Arquivo > Exportar ou CTRL + E • Escolha o nome e o local aonde será salvo o PDF • Na parte de baixo onde está escritio tipo, escolha formato de arquivo escolha Adobe PDF

99Dicas do CIS:

Você pode alterar as opções de preferência para garantir que os objetos do Illustrator sejam colados como um único objeto, e não como um conjunto de pequenos vetores. No Illustrator, em preferências de ‘Manuseio de arquivos e área de transferência’, selecione ‘PDF’ e desmarque ‘AICB (sem suporte a transparência)’. No InDesign, em preferências de ‘Tratamento da área de transferência’, selecione ‘Preferir PDF ao colar’ e ‘Copiar PDF para a área de transferência’.

5. Janela “save as” Aparecerá uma janela onde será possível editar as configurações do pdf que estão sendo salvas.

6. Janela de configurações do PDF - Geral 186 InDesign.indb 186

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:18 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Logo da janela principal podemos escolher qual vai ser a qualidade de imagem dentro do PDF, se vai seguir algum padrão, compatibilidade entre os leitores de PDF, além de mostrar as descrições das mesmas, escolher quais páginas serão salvas, além de escolher a opção de incluir marcadores ou não.

99Dicas do CIS:

7. Janela de configurações do PDF - compactação Nesta janela podemos escolher se vamos compactar o PDF para um tamanho menor, reduzindo a sua escala de tamanho, a qualidade da imagem, mexendo em sua resolução, podendo escolher configurações específicas entre as monocromáticas, coloridas ou em escal de cinza.

Caso perceba perda de qualidade de imagem em imagens transparentes ao exportar para SWF, escolha PNG (sem perda) para melhorar a qualidade.

8. Janela de configurações do PDF - Marcas e Sangrias

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 187

187 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Nesta janela podemos encontrar opções para deixar o nosso arquivo PDF com marcas de sangria, marca de corte, barra de cores, espaçador e etc..

99Dicas do CIS:

Para redefinir as opções para o padrão, na caixa de diálogo Exportar Adobe PDF, mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e clique em Redefinir. O botão ‘Cancelar’ alterna para ‘Redefinir’.

9. Janela de configurações do PDF - Saída Nesta janela podemos definir a conversão de cores que o nosso PDF sofrerá, além de inclusão de registro.

10. Janela de configurações do PDF - Segurança Nesta janela podemos incluir em nosso PDF uma senha de segurança para abrir o PDF para leitura ou edição, e a permissão para impressão do PDF em diferentes configurações de qualidade.

188 InDesign.indb 188

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Também temos as opções de otimização dentro da janela avançado, e da janela resumo, como o nome já diz, é para resumir as configurações do nosso PDF.

5. Salvando em SWF Dentro do InDesign podemos salvar os nossos projetos em SWF. Os nossos projetos ganham animação quando fazemos a transição de páginas. Dentro do InDesign além de colocar essas animações nas transições de páginas podemos escolher qual a transição irá aparecer quando mudarmos de pagina.

99Dicas do CIS:

11. Janela - Transição de páginas. Para abrir essa janela seguimos o caminho • Layout > Pages > transições de página > select Dentro desta janela temos varias opções de transição de páginas e podemos escolher qualquer uma delas independentemente do projeto que trabalhemos, ao escolher, clicamos em OK.

O formato de arquivo EPS (Encapsulated PostScript) é usado para transferir a arte em linguagem PostScript entre aplicativos, e é suportado pela maioria dos programas de ilustração e de layout de página. Normalmente, os arquivos EPS representam ilustrações ou tabelas únicas inseridas no layout, mas um arquivo EPS também pode representar uma página completa.

Após ter feito isso, podemos agora salvar o nosso arquivo. O formato que trás essa animação é o SWF. Este formato é muito ultilizado pela web, pois se trata de animações em flash. Para salvar um arquivo em SWF dentro do Indesign seguimos o caminho: • File > export > Escolhemos o nome e o local. Quando for selecionar o formato de arquivo escolhemos “flash player SWF”. Após isso é só você visualizar o seu arquivo que ele estará pronto para ser visualizado como animação durante a transição das pginas.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 189

189 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

6. Exportando em Jpeg Podemos alem de salvar o nosso projeto em SWF e em PDF, podemos tambem salvar as paginas de nossos projetos em imagens Jpeg. Para isso devemos seguir o seguinte caminho • File > Export Devemos escolher o local aonde deverá ser salvo, o nome do arquivo em seguida.

99Dicas do CIS:

O JPEG usa um esquema de compactação com perdas ajustável, que reduz efetivamente o tamanho do arquivo, identificando e descartando dados extras não essenciais para a exibição da imagem. Um nível mais alto de compactação resulta em qualidade de imagem inferior; um nível mais baixo de compactação resulta em qualidade de imagem melhor, mas o tamanho de arquivo será maior. Na maioria dos casos, a compactação de uma imagem com a opção de qualidade ‘Máxima’ produz um resultado idêntico ao original.

12. Escolhendo o formato do arquivo Agora escolha o formato de arquivo Jpeg e clique em Salvar. Logo após deve aparecer a seguinte janela.

13. Opções do JPEG 190 InDesign.indb 190

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

• Escolher quantas páginas do nosso projeto serão exportadas em Jpeg • Nível da qualidade das imagens • Resolução da imagem • Tipo de cor • Outras opções de cor como suavização de borda, superimposição, e configurações de sangria e etc... Após ter escolhido as suas preferências podemos agora clicar em Export e logo após podemos visualizar nossos Jpegs.

7. Exportando em EPS Além dos formatos SWF e PDF, o InDesign permite salvar as páginas de nossos projetos no formato de imagem EPS, para isso devemos seguir o seguinte caminho. • File > Export

99Sobre

PostScript:

O nível 2 geralmente aumenta a velocidade de impressão e melhora a qualidade de saída dos gráficos impressos somente em dispositivos de saída PostScript de nível 2 ou superior. O nível 3 fornece a melhor velocidade e qualidade de saída, mas requer um dispositivo PostScript 3.

14. Opções do EPS Devemos escolher o local aonde deverá ser salvo e o nome do arquivo em seguida. Agora escolha o formato de arquivo EPS. Logo após deve aparecer a seguinte janela. PostScript - Especifica um nível de compatibilidade com os interpretadores nos dispositivos de saída PostScript.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 191

191 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Cor - especifica como as cores são representadas no arquivo exportado, como RGB, CMYK e Cinza Preview - Determina as características da imagem de visualização salva no arquivo. A imagem é exibida em aplicativos que não conseguem exibir diretamente as artes em EPS. Incorporar fontes - Especifica como incluir fontes usadas nas páginas exportadas. Formato de dados - Especifica como o InDesign envia os dados da imagem do computador: como dados ASCII ou binários. Bleen - Determina o tamanho da sangria do arquivo

8. Fechando arquivo em Adobe Post Script 99Dicas do CIS:

Os scripts são uma ferramenta excelente para realizar diversas tarefas. Um script pode ser tão simples como uma tarefa comum automatizada ou tão complexo como um recurso inteiramente novo. Você pode criar seus próprios scripts e executar scripts criados por outras pessoas.

Após toda a composição do cartão e também de determinar o papel a ser utilizado, podemos fechar o arquivo para que este seja mandado para a gráfica. O arquivo original pode ter qualquer formato, ou seja, este estará no formato de arquivos utilizado pelo programa que o criou. Após a criação deste arquivo, devemos convertê-lo em um outro arquivo com a extensão PS (PostScript). PostScript é a linguagem utilizada pela maior parte das impressoras existentes no mercado, portanto, para que consigamos uma melhor comunicação com a impressora, fazemos com que o Illustrator converta todas as informações utilizadas para formar o nosso arquivo na linguagem PostScript e consequentemente gere um novo arquivo .PS. Para isso, siga as etapas: No Illustrator, clicar no Menu File > Print (Arquivo > Imprimir). Na caixa de diálogo que é exbida temos que configurar as seguintes opções: Pinter (Impressora): escolha Adobe PostScript File (Arquivo Adobe PostScript) PPD: escolha Adobe PDF Size (Tamanho): defina um tamanho personalizado (Custom) para o papel. Width (Largura): defina um tamanho que seja igual ao tamanho do cartão + 30mm para que, neste espaço a mais, sejam colocadas todas as marcas de impressão (121mm). Heigh (altura): segue a mesma idéia da largura (85mm).Mude para a opção Marks and Bleed (Marcas e Sangria) na parte esquerda da caixa e defina as seguintes opções: Ative All Printer Mark’s (Todas as marcas de impressão) para que sejam inseridas todas as marcas de impressão no seu documento automaticamente. Bleeds (Sangrias): defina 3mm em todos os lados, já que este foi o valor que utilizamos em nosso sangramento.

192 InDesign.indb 192

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Mude para a opção Output (Saída) na parte esquerda da caixa e defina as seguintes opções: Mode (Modo): escolha Separations para que sejam criadas as separações das cores CMYK, ou seja, serão criadas quatro chapas de impressão, uma para cada cor. Printer Resolution (Resolução de impressão): defina neste campo um valor de acordo com o tipo de papel que está sendo utilizado, por exemplo: Jornal: 75 a 100lpi Offset LWC (parecido com sulfite): 140 a 150lpi Offset Couchê Brilho: 160lpi Vergê ou Opaline: 200lpi IMPORTANTE: caso seja escolhida uma resolução inferior à necessária, a impressão sairá serrilhada (pixelizada), ou seja, em baixíssima qualidade, e caso seja escolhido um valor mais alto do que o necessário esta pode demorar muito para se processada pelo RIP. Mude para a opção Graphics e defina em PostScript a opção LanguageLevel 2. Clique sobre o botão Save e salve o arquivo PostScript no local desejado. Pronto, agora o arquivo PS pode ser enviado à grafica para que seja feita a impressão do mesmo.

9. Convertendo um arquivo PS em PDF Um arquivo PS é um arquivo de código, portanto não podemos ter uma pré-visualização do mesmo antes de que ele seja impresso. Para isso, temos que, a partir deste arquivo PS, gerar um arquivo PDF utilizando um programa chamado Adobe Acrobat Distiller. Caso este programa esteja instalado corretamente em seu computador, basta dar um clique duplo sobre o arquivo PS para que o processo se inicie e o arquivo PDF seja criado com a visualização do seu trabalho.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 193

193 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Exercício 1 Abra um documento do InDesign e adicione transições de páginas e salve no formato SWF.

Exercício 2 Desenvolva uma diagramação com quatro páginas utilizando imagens, texto e infografia, salve em seguida no formato JPG. Visto:

Desafio Abra o arquivo do jornal com 16 páginas no formato tablóide e faça o Preflight e o Package para o arquivo, salve em seguida nos formatos PDF, SWF, PS e EPS.

Perguntas 1. Como fechar um arquivo em Adobe Post Script? 2. Qual o caminho para exportar um arquivo em EPS? 3. Como converter um arquivo em PS em PDF? 4. Para que serve o comando Package?

194 InDesign.indb 194

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

ANOTAÇÕES

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 195

195 2/27/12 11:19 AM


InDesign.indb 196

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign Aula 15 Dicas para Certificação

Tópicos da Aula

• Certificação Adobe • Tópicos da Prova • Perguntas

Seven Copacabana (21) 2548-8989 - Duque de Caxias (21) 2671 - 3266 - Madureira (21) 2450-4332 Nova Iguaçu (21) 2667 - 6815 - Santa Rita (19) 3582 - 5850 - São Gonçalo (21) 3706-4881

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 197

197 2/27/12 11:19 AM


InDesign.indb 198

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Data: Professor:

1. Certificação Adobe A Seven visa preparar os seus alunos para a Certificação Adobe com Apostila e dicas durante o curso, para que possam ter um caminho mais claro, se objetivarem uma certificação Adobe ACE (Certified Expert), no programa escolhido.

1.1. O que é o ACE? Um Adobe Certified Expert é uma pessoa que passou em um Exame de Proficiência de um produto específico de software Adobe. Especialistas Adobe Certified podem promover-se e apresentar-se a clientes empregadores como altamente qualificados, especialistas em nível de usuários do software Adobe. A Certificação ACE é um padrão reconhecido mundialmente por excelência em conhecimento do software Adobe. Existem três níveis de certificação ACE: Certificação de produto único, certificação de Especialista, e Mestre. Para se tornar um ACE, o candidato deve passar em um ou mais produtos específicos e exames de proficiência ACE. Quando se tornar um ACE, poderá desfrutar destes benefícios especiais:

- Reconhecimento Profissional - Um certificado do programa ACE - A utilização do logotipo do programa Adobe Certified Expert. O exame de certificação tem um conjunto de objetivos, que são organizados em conjuntos de habilidades. Existem três níveis de certificação para se tornar um Adobe Certified Expert: Certificação de produto único - Reconhece a sua proficiência em um produto Adobe. Para se qualificar como um ACE, o candidato deve passar em um exame de produto específico. Certificação Especialista - Reconhece a sua proficiência em vários produtos Adobe, em um meio específico: impressão, web ou vídeo. visite o link http://www.adobe.com/support/certification/ ace_certify.html, para ver os requisitos.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 199

199 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Certificação Master - Reconhece suas habilidades em termos de como eles se alinham com a Produto da Suíte Adobe. Para credenciar-se como um mestre, o candidato deve passar o exame para cada um dos produtos da Suíte na mesma versão.

Preparando-se para um Exame Adobe Cada Exame Adobe Certified Expert é desenvolvido a partir de uma lista de objetivos, que são base para estudos de como um programa Adobe é realmente utilizado no trabalho. A lista de objetivos determina o escopo de cada exame, para que eles lhe forneçam a informação que precisa para se preparar-se. Veja o Contrato Adobe Certified do Programa Expert. Visite o endereço http://www.adobe.com/ support/certification/ace_certify. html. O candidato precisa aceitar o acordo ACE quando tirar o Exame de certificação em um centro de teste autorizado. Inscrevase no Exame de Expert Adobe Certified. O teste ACE é oferecido pelos Centros autorizados Pearson VUE. Para encontrar o centro de testes mais próximo visite www. pearsonvue.com/adobe (para Pearson VUE). A taxa do exame ACE é aproximadamente 150 dólares. Quando entrar em contato com um centro de treinamento autorizado, forneça-lhes o nome e número do exame que deseja fazer.

Exame Adobe Certified Expert Os exames Adobe Certified Expert são entregues por computador, com 60 a 90 questões de múltipla escolha. Cada exame é de aproximadamente uma a duas horas de duração. Um tutorial de 15 minutos vai preceder o teste para familiarizá-lo com a função baseado em Windows (inglês). Eles são administrados por Pearson VUE.

1.2. Recertificação Para aqueles com uma certificação ACE em um produto Adobe específico, a recertificação é necessária de cada ACE no prazo de 90 dias da data de lançamento do Exame. Há restrições sobre o número de vezes que poderá fazer o exame dentro de um determinado período

Resultados do exame No final do exame um relatório de pontuação aparece indicando se foi aprovado ou reprovado no exame. Informações de diagnóstico estão incluídos em seu relatório de exame. Quando passar no exame, sua contagem é eletronicamente relatada à Adobe. O candidato receberá um Kit ACE de Boas-vindas e acesso ao logotipo do programa ACE em quatro a seis semanas. O candidato aprovado estará na lista de discussão de certificação Adobe para receber anúncios e informações especiais Adobe sobre promoções e eventos que acontecem ao longo do ano. Quando você passar no exame, poderá obter informações sobre o programa, verificar e atualizar seu perfil e fazer download de logos ACE para o seu material promocional em:http://www.adobe.com/support/ certification/community.html

200 InDesign.indb 200

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Estrutura do exame

A seguir, uma lista das áreas temáticas e porcentagem de perguntas entregues em cada tópico: Porcentagem do Exame

Número de Perguntas

Colocar para fora um documento

18%

13

Trabalhando com texto

21%

15

Trabalhando com tabelas

7%

5

Gestão de gráficos

10%

7

Cor compreensão e transparência

8%

6

Criar e trabalhar com documentos longos

10%

7

Construção de Documentos Interativos

8%

6

Importar, exportar e trabalhar com cross-media

8%

6

Gestão de pré-impressão e impressão

10%

7

Tópicos

Número de Questões e Pontuação • 72 perguntas • Mínimo necessário de 78% para passar Exercícios Conteúdo do teste: Áreas de Tópico e Objetivos O que se segue é um resumo detalhado das informações abrangidas no exame. 1. Colocar um documento para saída de impressão • Criar um novo documento com as configurações apropriadas para impressão ou exibição na tela. • Ajuste o tamanho e a posição de uma ou mais páginas em um documento com a ferramenta Page. • Dado um cenário de trabalho com páginas mestras (cenários incluem: itens da página de bloqueio mestre; carregar, criar e

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 201

201 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

aplicar páginas mestras; páginas baseadas na master; sobrepondo mestras, itens de página; quebrar o texto). • Crie uma grade de objetos enquanto usa o cursor Place, as ferramentas Frame, ou ferramenta de seleção. • Use a ferramenta de Gap para mudar o tamanho ou a posição de lacunas e frames. • Use camadas para organizar a estrutura de um documento (cenários incluem nomes, organizar, e gerenciamento de objetos e grupos). • Explique o processo de utilização Data Merge para construir um modelo de dados e importar para InDesign ou documento PDF. • Modificar e transformar objetos usando as ferramentas de transformação e no painel de controle (Incluindo dimensionamento, rotação e redimensionamento). • Criar, aplicar e modificar um estilo de objeto. • Criar, editar e manipular texto em um caminho. • Descrever o uso de guias inteligentes e Cursor Inteligente (incluindo as suas preferências). • Rodar páginas (spreads), quando necessário, desmarque a rotação. • Use o painel comentário CS para iniciar uma revisão, convidar os participantes, e gerenciar comentários. 2. Trabalhando com texto • Inserir caracteres especiais usando o menu Tipo, painel Glyph, ou menu de contexto. • Dada uma opção, editar texto (as opções incluem: Story Editor, arrastar e soltar texto, a Auto Correção). • Ajuste a aparência do texto dentro de um quadro de texto usando Opções de texto (incluindo colunas, espaçamento, primeira linha de base, colunas, e justificação vertical). • Dado um cenário, definir um parágrafo em mais de uma coluna de texto ou dividindo em múltiplas sub-colunas. • Manipular fluxo de texto usando o text threading, refluxo de texto inteligente, redimensionar e ajustar o texto (Incluindo ignorar quebra de texto). • Dado um cenário, criar e aplicar estilos de forma automatizada (cenários incluem próximo parágrafo, estilos aninhados, estilos grep). • Gerenciar revisão e edição usando o controle de alterações. • Criar um dicionário de usuário e preenchê-lo com palavras personalizadas. • Importar um RTF ou Word nomes de estilo do arquivo e mapa para estilos no documento atual. • Atribuir e formatar marcadores ou numeração a parágrafos (incluindo numeração em vários sem ligação).

202 InDesign.indb 202

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

• Dado um cenário, criar um documento ou grade de linha de base. • Faça um cabeçalho alterar dinamicamente em execução (opções incluem: variáveis de texto, seção e marcador). • Criar e aplicar condições texto e conjuntos de condições, incluindo a sincronização através documentos em um livro. • Dada uma função, evitar as viúvas, órfãs e outros problemas tipográficos (uso de recursos como Manter Opções, Justificação e hifenização). 3. Trabalhando com tabelas • Modificar tabelas (opções incluem: adicionando ou removendo colunas / linhas; células que se fundem; divisão células; selecionando as células). • Editar e formatar uma tabela (opções incluem: formatação de texto, edição de tabelas no Editor de matérias, acrescentando Notas, traçados e preenchimentos; alinhamento do texto). • Criar, aplicar, importar, modificar e organizar célula e estilos de tabela. • Atualizar as informações em uma tabela quando os dados originais foram alterados. 4. Gestão de Gráficos • Dado um cenário, determinar as melhores configurações para escolher e colocar uma imagem (opções incluem importação, telas de pintura do Illustrator, escolha de formato de arquivo, resolução, cor ICC perfis, camadas e transparência). • Dado um cenário, configurar o painel Ligações para revelar metadados e atributos, tais como resolução da imagem atual. • Criar um quadro de gráficos que redimensiona o seu conteúdo automaticamente. • Ocultar ou mostrar camadas em PSD, AI, INDD e arquivos PDF, e discutir como a imagem com transparência é manipulada. • Gerenciar arquivos usando o painel Ligações (incluindo metadados e atributos de informações no Link, a edição do original, religação de novos arquivos e atualização de arquivos modificados). • Crie uma legenda para um gráfico baseado em metadados da imagem. 5. Compreensão de cor e transparência • Explicar o uso de amostras de cores sem nome. • Dado um cenário, criar, modificar e aplicar gradientes aos objetos ou texto usando os painéis e ferramentas adequadas.

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 203

203 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

• Descrever como e por que criar tintas mistas. • Atribuir efeitos de transparência de traçado, preenchimento em texto / imagem individualmente (opções incluem opacidade, modos de mesclagem, sombras e outros efeitos). • Dado um cenário, escolher o melhor curso de ação para gerenciar cores (opções incluem Espaço, Transparência, Blend, Configurações de cor, visualização de impressão sobreposta, perfis ICC, RGB, Mistas e CMYK). 6. Criar e trabalhar com documentos longos • Inserir notas de rodapé e formato de um documento. • Crie um livro com o comando “Book” e paginar os documentos. • Criar uma tabela de conteúdos através de um ou mais documentos. • Sincronize páginas mestras, estilos e amostras em um livro • Definir e inserir variáveis de texto. • Criar e aplicar referências cruzadas, editar referência cruzada formato. 7. Construção de Documentos Interativos • Criar interatividade para um documento do InDesign que será exportado como um arquivo PDF ou SWF (incluindo filmes adicionando animações, sons, objetos com estados e botões). • Descrever como exibir, importar vídeo e controle de arquivos de som, e para visualização de elementos interativos de documento dentro do InDesign. • Criar hiperlinks funcionais exportados em documentos PDF ou arquivos SWF (opções incluem Hiperlinks, Sumário, Referências Cruzadas, e botões). 8. Importação e exportação de cross-media • Dado um cenário, escolher as opções corretas para exportar o conteúdo do documento para o Flash Professional CS5. • Dado um cenário, escolher as opções corretas para exportar uma história ou documento para o ePub ou Formato XHTML. • Dado um cenário, escolha as características e configurações corretas para criar um arquivo PDF interativo. • Definir e atribuir tags XML e exportar um arquivo XML. • Mapa de estilos para tags e tags XML usando o painel Map Tags e a visualização de Estrutura. 9. Gestão de pré-impressão e impressão

204 InDesign.indb 204

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

• Solução de problemas comuns de impressão usando Comprovação Live (opções incluem o uso de perfil de base para localizar e corrigir erros, criar perfil personalizado e criar um relatório de comprovação). • Solução de problemas comuns de impressão usando o painel Visualização de separações (opções incluem tintas, cores spot, densidade da tinta, e o Gerenciador de tintas). • Dado um cenário, escolher opções de impressão na caixa de diálogo (opções incluem Impressoras, Marcas de corte, de sangra, espaço de saída, fontes PPD). • Dado um cenário, escolher o PDF apropriado para Exportar configurações predefinidas.

Exame prático Experimente estas questões práticas para começar uma experiência com os tipos de perguntas sobre o exame do ACE. Por favor note que o seu desempenho aqui não indica como será no exame real. Prepare-se plenamente para o exame, acompanhe de perto as áreas temáticas e objetivos neste Exame. 2,1 Inserir caracteres especiais usando o menu Tipo, painel Glyphs, ou menu de contexto. Você deseja salvar um grupo de 20 caracteres especiais a partir de várias fontes diferentes que você freqüentemente necessita inserir em documentos do InDesign. Que você deve usar? A. Glyph Set B. Bibliotecas. C. Estilos de fonte D. Localizar fonte E. Texto Variáveis Resposta correta: A 3,1 Alteração de Tabelas(opções incluem: adicionando ou removendo colunas / linhas; células que se fundem; divisão de células, selecionando as células). Como você pode selecionar todas as células em uma tabela? A. Clique na ferramenta ‘Tipo’, no canto superior esquerdo da tabela B. Clique na ferramenta ‘Tipo’, no canto superior direito da tabela C. Clique em sua ferramenta de Tipo na tabela e pressione Command-A (Mac) ou Ctrl + A (Windows) D. Mantenha o Option (Mac OS) ou Alt-chave (Windows) e clique em uma borda de célula de tabela com a ferramenta Seleção www.sevencg.com.br

InDesign.indb 205

205 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Direta. Resposta correta: A 3,3 Criar, aplicar importar, modificar e organizar célula e estilos de tabela. Você criou um estilo de tabela e gostaria de tê-lo aplicado quando você colocar um arquivo de Excel. Você escolhe Arquivo > Inserir e seleciona as opções de importação na caixa de seleção Mostrar. Qual opção você deve escolher no menu pop-up na seção de formatação da caixa de diálogo Opções de Importação? A. Tabela formatada B. Tabela não formatada C. Formatado apenas uma vez D. Texto não formatado com guias Resposta correta: B 5,1 Explicar o uso de amostras chamado contra-gotas sem nome. Que opção no InDesign permite que você escolha as cores do conta gota nomeado, tais como aqueles em uma biblioteca de cor Pantone? A. Painel Cor B. Painel Amostras C. Painel Biblioteca D. Painel Kuler Resposta correta: B 6,4 Sincronizar páginas mestras, estilos e amostras em um livro Você adicionou vários documentos a um painel livro. Os documentos contêm texto, gráficos, estilos, transparência, várias páginas mestras, e formatação de outro documento.Que opção podem ser sincronizadas através de todos os documentos no livro? A. Páginas Mestre B. Tamanho da página C. Alinhamento de margem ópticos D. Configurações de exibição Resposta correta: A 7,3 Criar hiperlinks exportados em documentos PDF ou arquivos SWF (opções Hyperlinks incluem painel, sumário, referências cruzadas e botões). Se tiver sido criado um documento do InDesign com hiperlinks aplicados a várias seções de texto, todos os hiperlinks aparecem na tela e no arquivo PDF exportado com retângulos pretos em torno deles. Como você remove os retângulos pretos? A. Dê um duplo clique no hiperlink no painel ‘Hiperlinks’ e escolha

206 InDesign.indb 206

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

retângulo invisível a partir do menu pop-up. B. Dê um duplo clique no hiperlink no painel ‘Hiperlinks’ e escolha nenhum na Highlight menu pop-up C. Clique sobre o texto do hiperlink com a ferramenta Seleção Direta e definir a cor do traço como nenhum D. Selecione o hiperlink no painel ‘Hiperlinks’ e escolha Opções de Destino Hyperlink no menu do painel Resposta correta: A 8,3 Dado um cenário, escolha as características e configurações corretas para criar um arquivo PDF interativo. Você tem um documento interativo que deseja exportar como um arquivo PDF interativo. Quando abre no Acrobat Reader ou no Acrobat, pretende garantir que as páginas liguem automaticamente as transições de página. O que você deve fazer? A. Na caixa de diálogo Export PDF interativo, selecione o Open in Full caixa de seleção modo Tela. B. Na caixa de diálogo Export PDF interativo, escolha Página simples contínua a partir do layout menu pop-up. C. Escolha View> Screen Mode> Apresentação antes de exportar o layout para formato PDF (Interactive). D. Escolha Incluir Ttudo em Botões e seção de mídia da caixa de diálogo Export PDF interativos. Resposta correta: A 8,5 Estilos mapa para tags e tags XML para estilos usando o painel ‘Marcas e a vista Estrutura. Você quer usar o Mapa, por função nome nas tags Mapa para Styles na caixa de diálogo. Que condições devem ser verdadeiras? A. Tags XML e nomes de estilo de parágrafo e de caracteres deve corresponder exatamente B. Estilos de parágrafo e caractere deve ser ordenada alfabeticamente, antes de mapeamento para as tags XML. C. Todos os estilos de parágrafo e caractere deve ser usado pelo menos uma vez dentro do documento D. Deve haver o mesmo número de estilos de parágrafo e caractere como existem tags XML no painel Tags. Resposta correta: A 9,4 Dado um cenário, escolher o PDF apropriado e Exportar configurações predefinidas ou PDF. Você tem um documento que contém botões e hiperlinks que você deseja exportar para PDF e postar em um site para download. Você também quer que seu público seja capaz de imprimir o documento. Como você deve criar o arquivo PDF? A. Escolha Arquivo> Adobe PDF predefinidos> PDF/X-4: 2008, e em seguida, selecione a caixa de seleção Hyperlinks na caixa de

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 207

207 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

diálogo ‘Exportar Adobe PDF. B. Escolha Arquivo> Adobe PDF predefinidos> [Print High Quality] e selecione a caixa de seleção Hyperlinks na caixa de diálogo ‘Exportar Adobe PDF. C. Escolha Arquivo> Exportar e selecione Adobe PDF (Interactive) no menu Formatar. D. Escolha Arquivo> Exportar, selecione Adobe PDF (impressão) no menu Formatar, escolha Incluir Aparência dos elementos interativos pop-up menu. Aparência de incluir os elementos interativos menu pop-up. Resposta correta: C Fonte: www.adobe.com Referências Bibliográficas: - Adobe Classroom in a Book - Adobe Help - http://www.adobe.com/support/ - Adobe InDesign On Demand - Perspection

Desafio: Prepare-se para o exame ACE.

208 InDesign.indb 208

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

AVALIAÇÃO DO MÓDULO Identificação do Instrutor Nome do Instrutor: Turma: Identificação do Aluno Nome do aluno: Módulo Atual: Turma: Telefone:

E-mail: Minha nota final nesse módulo foi: Avaliação do Instrutor 1) Como você avalia a abordagem do módulo pelo seu instrutor? [ ] O instrutor apresentou de forma clara a matéria e passou ótimos exercícios. [ ] O instrutor apresentou claramente a matéria, mas acho que faltou puxar nos exercícios. [ ] Como já tenho conhecimento no software, achei que faltou matéria diferente. [ ] Achei o conteúdo muito fraco e exercícios confusos. 2) Como você avalia a didática aplicada pelo seu instrutor? [ ] Excelente didática, passou as matérias de forma clara e objetiva. Fez referência com o mercado. [ ] O instrutor passa a matéria, mas não faz nenhuma referência do assunto com o mercado. [ ] O instrutor não passa a matéria de forma clara e por esse motivo não aprendo muito. 3) Como você avalia a pontualidade do seu instrutor? [ ] O instrutor sempre começa a aula exatamente no horário. [ ] O instrutor entra na sala no horário, mas a aula nunca começa com pontualidade. [ ] O instrutor sempre chega na sala de aula com atrasos e isso está prejudicando o curso. 4) Como você avalia o nível do exercício passado na sala de aula? [ ] Ótimo, pois conseguimos executar claramente o conteúdo abordado na aula. [ ] Interessantes, mas acho que podem ser mais difíceis e relacionados ao mercado. [ ] Acho que faltou bastante no nível dos exercícios. 5) Como você avalia a dedicação e esforço do instrutor na sua formação. [ ] O instrutor está altamente dedicado na minha formação, está sempre trazendo novidades e passando de forma bem clara e objetiva e conteúdo. [ ] O instrutor está bastante dedicado nas aulas, mas falta trazer novidades. [ ] Acho que falta bastante por parte do instrutor. 6) O que você sugere de alteração no material didático? _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ ________________________________________________ 7) Seu espaço para apresentar críticas, elogios e sugestões. _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________ _________________________________ Aluno responsável Data: ___/____/______

www.sevencg.com.br

InDesign.indb 209

209 2/27/12 11:19 AM


Adobe InDesign

Seven Computação Gráfica

Revisão de textos: Márcia Ferraz www.wix.com/ferrazingles/vip

210 InDesign.indb 210

www.sevencg.com.br

2/27/12 11:19 AM


Apostila de InDesign