Issuu on Google+

Os maiores sucessos do seriado

Entrevista com Jenna Ushowitz, a Tina do seriado

Bullying revista nº 1 ano 1 Revista Glee.indd 1

e as polêmicas do seriado

Conheça os vencedores do seriado The Glee

15

motivos para ouvir

glee

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 2

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 3

02/12/11 21:06


Editorial Expediente O seu consagrado seriado GLEE agora ganha uma nova cara: revista glee. Todas as informações do seu seriado favorito ganham uma edição fresquinha cheia de novidades para você fã da série. A partir de agora, a cada mês, você vai ficar ligado em tudo o que acontece no universo de GLEE, o seu seriado musical preferido.

Revista Glee.indd 4

Redação Douglas Reis e Renata Scholles Diagramação Renata Scholles Fotografia divulgação Revisão Vera Dones Direção de arte Douglas Reis

02/12/11 21:06


Na sua revista

Bullying e as polêmicas do seriado Página 8

Canções que fazem existência da série valer a pena

Página 6

Entrevista com Jenna Ushowitz, a Tina do seriado Página 12

Reality show chegou ao final nos Estados Unidos e não teve apenas um ganhador, como era esperado

Página 18

Revista Glee.indd 5

02/12/11 21:06


15 motivos para ouvir glee Glee está cercada de arranjos impressionantes e vocais de tremer a espinha, e pode não ter 15 motivos para ser a melhor série da atualidade, mas tem pelo menos 15 canções que fazem sua existência valer a pena. 1. Somebody To Love O elenco da série nos presenteia com essa bomba que reúne toda a força criativa dos produtores musicais. O cover da canção do Queen é um marco para o programa. A canção tem tantas reviravoltas emocionantes que chega a dar um nó na garganta. É uma das preferidas do elenco até hoje. 2. Defying Gravity Rachel e Kurt dividem esse dueto maravilhoso, que na série foi motivo de uma disputa que acabou não muito bem para o rapaz. A canção, do musical Wicked, tem uma letra sensível e combina perfeitamente nas vozes de Lea Michele e Chris Colfer.

Abelhudos. O carro chefe do trio era uma versão dessa canção, chamada Ao mestre com carinho. A canção foi um estrondo e tocou em 99% das formaturas do ensino fundamental e médio dos anos seguintes. Aqui, a série Glee dá um tratamento tão elegante, com um lindo

tra pela platéia cantando Dont Rain on my Parede, do musical Funny Girl. O arranjo e a força da interpretação da atriz é tão arrebatador que o momento ficou marcado como um dos mais catárticos da série. 5. Dream On Sei que os

‘‘ (...) como Poker Face, numa canção comovente que acabou começando a ser executada até pela própria Gaga em seus shows. ’’ arranjo de violinos, ao hino clichê dos mestres, que não poderia estar ausente dessa lista.

4. Don’t Rain on My Parade Um dos melhores momentos da primeira 3. To Sir, With Love Nos temporada aconteceu anos 80, quando grupos antes doww hiato, na de crianças cantantes competição seccional dos eram muito comuns, um corais, quando Rachel é produtor quis abrir uma concorrência direta com O obrigada a pensar num Trem da Alegria e criou Os número improvisado e en-

fãs do Aerosmith não vão gostar do que eu vou dizer, mas essa versão de Dream On dá uma balançada boa no pessoal do Steve Tyler. O arranjo é perfeito e o dueto entre Matthew Morrison e Neil Patrick Harris é redondinho. 6. Bad Romance Aqui temos outro caso de versão original que fica devendo

pro cover. O elenco da série transformou a ralentada, ruidosa e superestimada canção de Lady Gaga  numa explosão de animação muito mais clean and fashion… walk, walk, fashion baby… 7. Lean On Me O clássico de Bill Withers ganha uma versão no episódio Ballad e tira todo mundo do eixo de novo. A canção segue a métrica de Somebody To Love, com arranjo forte e vocais emocionados. 8. Rose’s Turn O personagem gay da série não poderia deixar os musicais de lado e Kurt acaba ganhando a maioria dos números ao lado de Rachel. Aqui, ele canta essa bomba do musical Gypsy num momento incrível do personagem. 9. Over the Rainbow Não sou muito chegado aos momentos musicais de Matthew Morrison no

6

Revista Glee.indd 6

02/12/11 21:06


programa, mas essa emocionada versão do clássico de O Mágico de Oz é de comover qualquer um. É bem verdade que a ilustração da música dentro do episódio ajuda muito a categorizar a faixa, mas mesmo assim, o perfeito arranjo de violão e vocalizes dá o tom adequado de doce tristeza à canção.

10. What it feels like for a girl Outra de Madonna. Só que essa, só pra ilustrar o quanto um arranjo pode enriquecer uma canção. A versão excessivamente dançante da diva, combinada com o clipe ridículo e machista produzido por seu então marido Guy Ritchie, me faziam ter ojeriza dessa música. Mas aqui, cantada pelos rapazes de Glee, ela ganhou um arranjo meio lounge que faz querer dançar e ao mesmo tempo impressiona pela sensibi-

lidade. O cadeirante Artie tem um ótimo momento nessa canção. No episódio ela perdeu espaço para os clássicos da cantora e é executada muito rapidamente. No entanto, trata-se de uma pequena obra-prima que representa bem o quanto Glee pode ser sagaz e interessante.

11. Like a Virgin Nunca gostei muito dessa canção de Madonna, que é também o seu primeiro grande sucesso. Mas a união das vozes de Rachel, Jesse, Will, Emma, Finn e Santana dentro de um arranjo inspirado, elevaram a canção à outra categoria. Os vocalizes de Naya Rivera merecem outro destaque aqui. Embora a base da canção fosse a mesma da original, a ousadia dos arranjos vocais a tirou totalmente do lugar comum.

12. Bohemian Rhapsody Essa é, sem dúvida, a minha canção preferida da série. É também o melhor momento do programa nesse primeiro ano, embora ironicamente não seja protagonizado pelo elenco do show. Mas o segredo para uma coletânea coesa é não colocar suas músicas preferidas pelo

começo, ou o final do álbum perde força. Esse cover do Queen é tão poderoso que não tem nem como explicar. É a soberania visual da série e um primor musical que deve ser agradecido a Freddie Mercury pra sempre! 13. Poker Face Quando o episódio com canções de Gaga foi ao ar, ninguém imaginava que qualquer produção da Mama Monster fosse ser maculada com arranjos desconstruídos. Todos se surpreen-

deram com a força pop de Bad Romance e mais ainda, com a lapidação de um chiclete como Poker Face, numa canção comovente que acabou começando a ser executada até pela própria Gaga em seus shows. O dueto entre Lea Michele e Idina Menzel é tão lindo que você se pergunta como algum dia alguém chegou a dançar nas pistas ao som dessa música. 14. Faithfully Todos devem estar se perguntando como Dont Stop Believing, do Journey, ainda não apareceu nessa lista, mas embora a canção mereça uma menção honrosa pelo que representou para os personagens e para a banda , a melhor remontagem de uma faixa do Journey, pra mim, é essa belíssima balada brega chamada Faithfully. 15. Science Fiction Double Feature Para abrir a coletânea da segunda temporada, nada melhor do que a faixa de abertura do episódio Rocky Horror Glee Show. Naya Rivera dá sua voz ao clássico nessa faixa que considero a melhor dessa versão do musical. A canção tem um lindo arranjo de saxofone e salva a parte musical do episódio da mesmice absoluta da qual foi acusado pela crítica após a exibição.

7

Revista Glee.indd 7

02/12/11 21:06


O

Bullying

Em apenas três temporadas – a terceira iniciou em setembro - a série de televisão Glee já causou diversas polêmicas, apesar de ser uma série musical e juvenil, passada em ambiente escolar. Polêmicas necessárias, principalmente porque elas mexem com esse mesmo ambiente escolar que, embora já tenha sido tratado com a devida complexidade em filmes – como o vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro do ano passado, Em um mundo melhor, da Suécia – em seriados populares nunca teve o tratamento que Glee lhe está dispensando.

Revista Glee.indd 8

02/12/11 21:06


polĂŞmicas do seriado e as

Revista Glee.indd 9

02/12/11 21:06


Constantemente vítima de críticas, Glee vem quebrando tabus e tratando de assuntos polêmicos de um jeito suave e até mesmo divertido, tentando da sua maneira influenciar a sociedade a deixar para trás, de uma vez por todas, o moralismo, o preconceito e a intolerância.

Bullying, palavra que tem ganhado fama nos últimos anos, que significa, mais ou menos, o ato de incomodar, maltratar, abusar, cometido, geralmente, por um estudante no tratamento de outro estudante mais fraco e com menos recursos para se defender. Pela

própria estrutura de Glee, o bullying era um assunto incontornável. Reunindo um grupo de estudantes relativamente excluídos da sociedade “popular” do colégio McKinley High, o grupo de atividades extra-curriculares, New Directions, sob a tutela

do professor Will Schuster (Matthew Morrison), deu a esses jovens vozes, e, embora de maneira muitas vezes cômica, uma certa dignidade. A série musical Glee também já foi acusada por grupos ativistas da Inglaterra de promover a pedofilia no episódio “Sexy”, que contou com a participação da atriz Gwyneth Paltrow. No capítulo Gwyneth cantou a canção Do You Want to Touch Me?, hino erótico do cantor e compositor Gary Glitter, acusado de molestar duas meninas de 10 e 11 anos em 2005. Glitter também já ficou quatro meses preso na Grã-Bretanha em 1999

problema. Segundo o jornal The Guardian, o compositor ganhou uma fortuna para liberar os direitos da música ao programa, que na voz de Gwyneth foi ao topo das paradas americanas esta semana. Em comunicado, a organização Kidscape, que protege crianças molestadas na Inglaterra, disse que era lamentável que uma das afiliadas da BBC tenha optado por exibir o episódio sem censuras. Nos Estados Unidos, o capítulo foi exibido pelo Fox Channel, também na íntegra. Curiosamente, na série, a personagem de Gwyneth, Holly Holiday, repreende

Glee retrata problemas reais que adolescentes vivem, como a gravidez prepoce por manter material pornográfico infantil em seu computador e é persona non grata no Camboja e nas Filipinas, pelo mesmo

um casal de adolescentes por eles terem feito um vídeo pornográfico, afirmando que isso era crime pela lei americana.

8

Revista Glee.indd 10

02/12/11 21:06


Polêmico, o episódio de Glee é todo centrado na questão sexual adolescente. Na trama, o professor Will Schuester (Matthew Morrison) conta com a ajuda de Holly para orientar seus alunos a se protegerem de doenças sexualmente transmis-

no que foi considerado “repreensível” pela organização Parents Television Council (PTC). Segundo o presidente da PTC, Tim Winter, o musical atrai muitas crianças, que podem ser influenciadas a se tornaram sexualmente ativas precoce-

gravidez na adolescência. A história: Quinn Fabray (Diana Agron) é líder de torcida, presidente do Clube de Celibato e namorada do quarterback Finn Hudson(Cory Monteith). Mas, seu mundo desmorona quando ela descobre estar grávida do melhor amigo de seu namorado, Noah “Puck” Puckerman(Mark Salling). Ela até consegue enrolar o namorado por um tempo, mas logo todos descobrem a verdade. Ela perde o namorado, o status e tudo o que batalhou tanto para conseguir. No final da primeira temporada, sua filha, Beth, nasce, mas é adotada pela mãe biológica de Rachel. Agora, se Glee vem disCenas de sexo em Glee causam polêmica cutindo assuntos sérios nos EUA como homofobia e bullying com sucesso, parece que síveis durante as relações. mente. “A Fox sabe que a o mesmo não está No meio tempo, Blaine série inerentemente atrai acontecendo com o tema (Darren Criss) questiona o crianças. Celebrar o sexo adoção. pai de Kurt (Chris Colfer) adolescente constitui uma Depois que a mãe adolespor ele nunca ter falado de imprudência grosseira”, cente Quinn declarou no sexo com o filho somente disse. episódio do dia 27 de sepelo fato do jovem ser Já o criador do programa, tembro que queria pegar gay. Enquanto isso, a Ryan Murphy, não vê a sua filha de volta de sua espevitada Santana (Naya situação da mesma forma. mãe adotiva Shelby, mais Rivera) declara ser apaix- Para ele, o mais imporde 750 pessoas assinaram onada pela amiga Brittany tante foi equiparar casais um petição online pedindo (Heather Morris) e canta heterossexuais e gays. ao criador de Glee, Ryan uma canção para mostrar “Todo mundo sempre vê Murphy, para produzir um tudo o que ela sente. casais heteros perdendo a vídeo institucional para Já no episódio “INSERIR virgindade, mas ninguém neutralizar o fato da série NOME”, o programa nunca deu a mesma imperpetuar os mitos sobre exibiu a primeira vez de portância para as histórias adoção que ferem as casais adolescentes na gays”, declarou. crianças adotadas, os pais cama – incluindo uma Outro grande problema adotivos e os biológicos.” relação homossexual – retradado por Glee é a A criadora da campanha,

Amber Austin, disse ao The Hollywood Reporter: “Quando as pessoas consideram a adoção, há muitas preocupações e confusão sobre o relacionamento com a mãe biológica. Eu sei que Glee é uma série dramática, mas ela usa o drama para falar a respeito de assuntos importantes como racismo, homofobia e sexismo. Uma vez que a adoção é uma parte importante de Glee, os produtores tem uma oportunidade de esclarecer como a adoção realmente funciona.” A petição se apóia no fato de que “em uma adoção real, legítima, a mãe biológica não pode simplesmente pegar a criança de volta da família adotiva ou aparecer do nada na vida da criança… Além disso, a maior parte das adoções nos Estados Unidos são abertas até certo ponto, então essas cenas dramáticas com as mães naturais nunca acontecem porque a relação existe desde o começo. Para as crianças adotivas, a série faz crescer o medo de que elas possam ser tiradas de suas famílias. E para os pais adotivos e mães biológicas, a série cria uma confusão sobre a natureza da adoção – confusão e inverdades que as pessoas que querem adotar constantemente lutam para esclarecer.”

9

Revista Glee.indd 11

02/12/11 21:06


Entrevista com Jenna Ushowitz, a Tina do seriado Famosa pelo seu visual alternativo e descolado de Tina Cohen-Chang (Jenna Ushkowitz), que na verdade acaba por disfarçar uma personalidade tímida e insegura. Em um clube do coral repleto de minorias que sofrem algum tipo de preconceito na escola, Tina tem o maior orgulho em ressaltar sua origem asiática diante de uma escola padrão americana. Confira a seguir a entrevista exclusiva que a atriz e cantora concedeu ã Revista Glee.

Revista Glee.indd 12

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 13

02/12/11 21:06


J

enna Ushkowitz pode ser mais conhecida por interpretar Tina, a membra do “New Directions” que sofria de gagueira em Glee, mas a atriz, de 25 anos, tem uma história bem longa em sua carreira, história que começa bem antes do McKinley. Confira abaixo a entrevista cedida por ela para a Glee, onde ela conta se pensa em sua carreira solo, se gostaria de fazer algum filme de TV, e diz que “A vez de Tina irá chegar.” Primeiro, há rumores de que você estará participando do próximo vídeo da Lady Gaga, intitulado “Marry the night”. Pode me dizer algo sobre isso? Unhh. Onde você ouviu isso? (Risos). Eu não posso confirmar nem negar nada no momento. Bom, você tweetou isso então acho que você pode confirmar. Você esteve no estúdio gravando uma música para Glee. Todos estão ansiosos para ouvi-la novamente…. Você pode nos dizer o que Tina irá performar? Eu não canto muito, não será um solo. Eu estive no estúdio para gravar um dos “mash-up” que não havíamos feito. O episódio 6 terá uma história engraçada com mash-ups. Eu cantei um pouco em alguns deles. Você sabe sobre algum solo vindo para Tina? Não sei sobre isso. Estou

Revista Glee.indd 14

02/12/11 21:06


apenas esperando pacientemente, eu sei que a hora de Tina irá chegar. Mas nada acontecerá agora.

mais abordado agora é a desputa pela presidência. Quem Tina está apoiando? Isso não foi escrito, mas eu optei a me aliar à Kurt. Eu acho que Rachel foi má ao entrar para a competição, não foi justo com seu amigo. Brittany é uma pessoa engraçada, mas Tina é uma menina mais esperta que ela e não quer vê-la ganhando a competição.

vendendo? Não. O que importa é passarmos os anos fazendo algo realmente bom. Se noticiamos algo positivo, como “Wow, sua música é n° 2 hoje.”, é mais como um elogio e um sentimento de orgulho.

Qual episódio estão filmando? Estamos filmando o 6 e o 7. Estamos passando “West side story” nesse momento e nos preparando para o No último episódio nós episódio das “Sectionals” e conhecemos os pais de quem irá voltar para o New Mike. Você já pensou Directions. Nós perdemos como seria os pais de alguns membros e iremos Tina e como eles interaobter alguns de volta… Qual suas esperanças giriam? Iremos ter todo o grupo de para Tina nesta tempo- Teria muito interesse. Nada novo para as “Sectionals”. rada? foi gravado ou escrito, mas No momento, gostaria sempre penso na mãe de Onde Tina se encontra de algum desafio ou um Tina, extremamente femiem termos de competição tema que envolva a sua nista e muito tradicional, no ND?? própria vida e não seu re- além de um pai judeu. Os Nós vimos que Mercedes queria passar por cima, e ‘‘Sempre quis cantar Adele, eu acho isso muito triste. Mercedes é amiga de Tina, além dela queria Sara Bareilles e ela sempre esteve lá ou Pink… algo divertido assim. para ajuda-la, além disso ela estava no começo do Eu acho que isso faz o estilo de ND, com 5 pessoas horTina.’’ ríveis. Isso é chato, tina é muito sensível. lacionamento. Eu acho que pais de Mike são muito Verdade. Ela é muito sen- descobrimos muita coisa, tradicionais no modo deles sível. As poucas vezes então eu gostaria de uma e iriam se dar melhor com que há  vimos cantar, ela música que “falasse” sobre a mãe de Tina do que com estava em lágrimas. seus conflitos. Podemos ir o pai. Eu sempre quis SanEu sei! Eu adoraria um em uma sequência de son- dra Oh como minha tia. número agradável, vitorio- hos.. so, um a coisa grande. Nesta temporada, o esTem algum artista em tilo de Tina mudou um Falando sobre “West particular que você gos- pouco.  Você fez parte da Side Story”. Tina irá par- taria de cantar no show? decisão ou ficou de fora ticipar do show? Nós não Sempre quis cantar Adele, disso? vimos muitos nomes na além dela queria Sara Ba- Foi  uma evolução.  Tudo lista de chamada! reilles ou Pink… algo di- começou com  a idéia de Sim, Tina estará na peça, vertido assim. Eu acho que que nós não iríamos fazer o acredite ou não! Ela interp- isso faz o estilo de Tina. cabelo azul mais. Eu tinha retará Consuelo no número a cor loira no fundo do meu da “América”. Vocês do elenco ficam cabelo e perguntei-lhes se atentos em audiência ou eu poderia  mantê-la. Eles O tema que vêm sido quantas músicas estão disseram que

sim.  Eu  ia deixar certas partes em azul,  mas então eu disse que “Sabe de uma coisa, vão fazer dois anos agora. Seus anos de caloura e segundanista já foram bem aproveitados.” Eu não acho que um adolescente  permaneça o mesmo  de ano para ano.  Eu pensei nisso como  crescimento.  Na 2ª temporada que ela passou daquela coisa punk para algo mais natural, agora ela será um pouco mais retro e um mais crescida. Você teve um período de crescimento  semelhante nos seus tempos de ensino médio? Totalmente. Nós usavamos uniformes em sala de aula, mas  fora da escola  eu fui de  brilhos  e estrelas á clipes de borboleta. Nós  perguntamos aos fãs  o que eles  queriam saber  e a pergunta mais escolhida foi se você quer ver Artie e Tina juntos novamente e  como eles devem  voltar a ficar juntos. Eu adoro ver que Tina  e  Mike estão vivendo o último ano juntos,  mas considerando que  Tina  e  Artie  são  juniores e  estarão juntos  no próximo ano só terão praticamente um ao outro  neste momento, eu adoraria vê-los tentar reavivar  algo que  eles perderam. Eu acho que precisa ser feito  no tempo devido,  mas sim, eu  adoraria se  Tina  e  Artie  voltassem.  Acho que  nunca

13

Revista Glee.indd 15

02/12/11 21:06


tivemos cenas para relem- er uma cena  de qualquer brar isso.  Era sempre dra- filme.  E eu  não sei, ainda ma e luta. não encontrei um som para mim, mas eu  adoraria Foi anunciado a poucos experimentar  a música dias que  Chord  Over- para  uma coisa pessoal, street estará de volta em não apenas para “Glee”. breve. Você já ouviu algu- Você tem  qualquer ma coisa sobre isso? tipo de  som ou  artistas Realmente estamos no set de que tome como  ine vimos a notícia online. spiração pessoal? Preferimos ficar longe da Tudo, mas  principalmente internet até tudo ser rev- Florence and the Machine, elado pela própria boca de Ryan Murphy e Brad Ellis.  Vai ser ótimo se ele  voltar, mas  não temos ideia do que está acontecendo.  Eu não  acho que alguém tenha falado com ele ainda. Todo mundo estava  em  seu Twitter,  e ao mesmo tempo disseram: “O que está acontecendo?!” Vocês acompanham notícias de uns aos outros online? Na verdade não.  Eu não  acho que ninguém gosta de ouvir coisas sobre si mesmos. Nós tentamos  ficar longe dessas coisas, porque  não sabemos  se é verdade.  Nós vamos  perguntar, se  é realmente muito  grande, mas  caso contrário,  ficamos longe disso, porque é bobagem. Você esteve na Broadway, fez Glee por 3 anos, e o que você quer fazer a seguir? É engraçado,  a única coisa que  eu realmente não tenho feito até agora é cinema. Eu tenho música e a coisa da TV (Glee), e até fiz Broadway. Eu adoraria faz-

Kelly Clarkson, Lady Gaga, Sara Bareilles - é um monte de  mulheres divas e compositores. Pink, eu amo Pink. Uma alternativa, um pouco pop.

É difícil  arranjar tempo  para projetos com  as gravações de Glee acontecendo? Temos que  ser realmente  apaixonados pele projeto e  realmente se preocupar para que vamos até Ryan para dizer: “Eu quero  fazer isso, por favor,  deixe-me sair  de três  episódios  para ir  faz-

er isso.”  Mas  eles estão realmente  muito bem com  isso,  eles são realmente  bons em dar-nos tempo.  Darren (Criss)  vai fazer  ”How To  Succeed” e  Lea (Michele)  foi fazer “New Year’s Eve”. Eles querem que  sejamos bem-sucedidos  e querem nos ver fazendo outras coisas,  mas eu  não pediria nada, a menos que fosse  algo que eu realmente preocupasse.

Você  toca algum instrumento? Eu tocava piano, tocava.  Uma coisa que eu  adoraria fazer  é ter aulas de  piano e adoraria  começar a escrever, mas eu simplesmente não sei  como fazer isso com todo o tempo livre Você está em Nova que não temos. York…  Há alguma coi-

sa  na Broadway  agora que você  gostaria de  estar? Eu estou tentando pensar o que está  neste momento, é tão estranho não  saber o que está  ao redor.  Eu sempre quis estar em “Avenue  Q”,  e isso poderia ser possível pra mim.  Eu sempre  quis fazer  ”RENT” também. Quem você sonha ser em “RENT”? Maureen  ou  Joanne. As canções de Maureen são tão maravilhosas. Que tipo de  papéis na TV ou filme que você gostaria de fazer? Estou disposta a  fazer qualquer coisa, realmente, mas para mim não se trata de uma função específica, e sim a versatilidade dele e  do arco  do mesmo.  Tem que ter  um ótimo começo e  fim. A próxima coisa que eu quero fazer é algo  totalmente diferente de Tina. Sou totalmente diferente da forma dela, e eu adoraria mostrar um lado diferente  que as pessoas não  ficam presas pensando que eu  sou  Tina  Cohen-Chang.  Papéis  mais escuros são  muito divertidos para mim, talvez um filme de ação, ou um indie  muito bom com grandes atores. É apenas  uma questão de encontrar a combinação total de quem você está trabalhando com  e onde você está vindo.

14

Revista Glee.indd 16

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 17

02/12/11 21:06


Reality show chegou ao final nos Estados Unidos e não teve apenas um ganhador, como era esperado. “The Glee Project”, reality show que prometia ao vencedor um ciclo de sete episódios na série “Glee”, chegou ao final de forma surpreendente: todos foi anunciado que Damian McGinty, 18, também teria a os quatro finalistas chance de participar do seriado por sete episódios. Amlevaram para casa bos eram, desde o princípio da competição, favoritos ao algum agrado. Logo após o anún- título. Além da dupla, no entanto, os outros finalistas Lindsay Pearce e Alex Newell também figurarão em “Glee”: cada cio de Samuel um aparecerá em três episódios. Larsen, de 19 anos, Veja na página ao lado todos os concorrentes! como ganhador,

Revista Glee.indd 18

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 19

02/12/11 21:06


O grande vencedor de The Glee Project Samuel Larsen, o primeiro a ser anunciado vencedor do seriado The Glee Project (que teve Damian como segundo vencedor) e, com isso, ter direito a participar de sete episódios na trama, conta para a Revist Glee como foi ganhar o show, estar em Glee, gravar a sua primeira canção e muito mais! Leia toda a matéria traduzida ao lado: 18

Revista Glee.indd 20

02/12/11 21:06


Parabéns por ser um dos vencedores do The Glee Project! Como foi ganhar e depois perceber que Damian, Alex e Lindsay também ganharam? Obrigado! Quando me disseram que eu ganhei, eu estava tão chocado. Quando disseram que Damian também ganhou, parecia que eu tinha ganho duas vezes. Ele é como meu irmão e eu lhe disse no backstage antes de fazermos a nossa última apresentação que se eu não conseguir isto, quero que você consiga. Ele é um garoto muito, muito legal e eu sei mais do que qualquer coisa, acima de talento ou qualquer outra coisa, o tão humilde que ele é, e sabia que poderia lidar com isso.

algo para Glee. Fomos e gravamos na [Gravadora] Challace em Hollywood, que foi muito, muito legal. É uma loucura porque eu sabia que era uma canção feita entre Mark, Cory, e eu, mas eu não sabia quais partes eram minhas. Eles

sou muito influenciado por cantores que cantam muito desleixadamente, eu acho que soa bem, mas não é muito Glee. Então, foi um pouco difícil, mas foi ótimo.

E quanto ao cabelo; é assim que ele ficará no show? Sim! Meus dreads vão perHá rumores de que seu manecer. personagem vai ser um Se você pudesse cantar uma canção em Glee, qual seria e por quê? Ah cara, apenas uma!? Eu gostaria de cantar ‘Awake My Soul’ da banda Mumford and Sons. Eles são um dos meus artistas favoritos desde sempre. Se você pudesse descrever The Glee Project em uma palavra, qual seria? Estressante. Muito, muito estressante.

Você assistiu a estreia de Damian? Sim, estávamos todos na casa de Robert. Ele arrasou. Ele realmente fez tudo ser incrível. Você já teve a chance de conhecer todo o elenco de Glee? Quase. Eu conheci a maioria deles. Eu devo fazer isso em algum momento desta semana indo no set, conhecer todo mundo e me preparar. Você canta “Santa Claus is Coming to Town” com Cory e Mark no álbum próximo de Natal. Como foi a gravação? Foi muito bom e foi a minha primeira vez gravando

É incrível. Eu sou reconhecido agora!

só me enviaram a música e quando cheguei no estúdio, eles disseram que estava tudo bem se eu cantasse essa parte e pois tenho a harmonia certa. Foi difícil e é um estilo totalmente diferente do qual estou acostumado a cantar, então teve que ser mais perfeito, arrasador, e não ser tão desleixado como eu sou quando eu canto minha própria música. Eu

parente de Puck. Você pode confirmar ou negar esse boato? Não posso confirmar isso desde que eu não esteja 100% certo. Eu acho que eles ainda estão tentando descobrir como eles vão fazer isso acontecer, mas talvez. Como é ir do anonimato para a grande fama?

Você é um músico talentoso. Você acha que Glee irá incorporar você tocando os instrumentos no show como eles fazem com Cory? Sim, eu realmente espero que sim. Na verdade, o que eu faço mais do que qualquer coisa é tocar bateria. Eu acho que sou um baterista melhor do que um cantor, mesmo que eu goste de cantar mais. Eu adoraria que nós façamos uma canção, onde podemos tocar bateria juntos. Eu estava realmente pensando em ”Won’t Get Fooled Again”, de The Who, porque há um pequeno solo de bateria no meio. Eu realmente espero que eles façam alguma coisa do tipo.

19

Revista Glee.indd 21

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 22

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 23

02/12/11 21:06


Revista Glee.indd 24

02/12/11 21:06


Revista Glee