Issuu on Google+


Editora Coordenação Editorial Capa Editoração

Mensagem Para Todos Douglas Maia YourDesign Douglas Maia

Revisão

Valéria Marques

Preparação

J. A. Souza Filho

Impressão e Acabamento

Imprensa da Fé

Copyright (c) 20101 João A. de Souza Filho Todos os direitos reservados a

Falar com o autor:

Editora Mensagem Para Todos Caixa Postal 91- CEP 12.914-970 Bragança Paulista - SP Fone/Fax: (11) 4033-6636/ 4035-7575 www.familiaegraca.com.br familiaj@uol.com.br Proibida a reprodução total ou parcial por qualquer meio sem a autorização por escrito do autor.

João A. de Souza Filho (2011) Dramas das famílias da bíblia - Efraiím Família / Pais e filhos Editora Mensagem Para Todos, 2011


AGRADECIMENTOS Aos meus pais João Antônio e Maria José, que, apesar de pobres, eram espiritualmente ricos e souberam ensinar aos filhos o caminho da vida! Seus filhos, netos e bisnetos estão envolvidos na obra de Deus em várias partes do mundo!


O AUTOR João A. de Souza Filho é escritor e conferencista e tem publicado 29 livros, vários deles pela Editora Mensagem Para Todos. Reside em Porto Alegre, RS com sua esposa Vanda. Tem dois filhos e três netos.


SUMÁRIO Prefácio, 09 Introdução, 11 Efraim: O homem abençoado, 15 Berias: A marca da desgraça familiar, 33 O exercício da paternidade, 45 As crises deixam o líder míope, 65 A abrangência de uma crise familiar, 75 Conclusão e oração da família, 97


PREFÁCIO

Os patriarcas bíblicos enfrentaram dramas e tragédias semelhantes aos que as pessoas cristãs enfrentam nos dias de hoje. Assim, passamos a publicar uma série de livros que tratam especificamente sobre os dramas familiares de nossos pais na fé. O autor, João A. de Souza Filho começou a série tratando das dificuldades enfrentadas por Efraim, neto de Jacó que teve dois filhos ladrões de gado. Seus filhos foram mortos pelos homens de Gate, porque desceram até aquela cidade para roubar o gado do povo que ali vivia.

E FRAIM

11


Depois de chorar a morte de seus dois filhos, Efraim teve um terceiro filho e lhe deu o nome de Berias: “Porque as coisas iam mal em sua casa”. Quando uma tragédia se abate sobre uma família, os respingos caem por toda parte. O casal, os filhos, os parentes, os irmãos da igreja e até Deus entram em discussão na família. Os problemas dos tempos bíblicos se repetem nas famílias modernas. Cristãos e não cristãos enfrentam os mesmos problemas, dramas e situações familiares, mas agora, com novas facetas sociais: Divórcios, drogas, vícios, abortos e gravidez precoce. Estou certo de que você será edificado pela leitura deste livro.

Pastor Josué Gonçalves Presidente do Ministério Família Debaixo da Graça

12

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


INTRODUÇÃO

A razão dessa série sobre os dramas familiares das Escrituras é mostrar que os patriarcas e santos do passado enfrentaram dramas familiares semelhantes aos que as famílias cristãs enfrentam nos dias de hoje, e esta série de mensagens serve para desmistificar a ideia de que as famílias verdadeiramente cristãs são perfeitas, e que um fracasso na família é culpa direta do pai ou da mãe. Na realidade, os dramas familiares apresentados na Bíblia servem de alertas às famílias cristãs para que tomem as devidas precauções e se preparem para os malefícios que a sociedade ao redor

E FRAIM

13


traz para as famílias de pessoas santas da igreja. Um amigo meu, membro de igreja desde a adolescência, pastor e conferencista, regulando em idade comigo descobriu que sua filha estava vivendo com um homem que era procurado pela polícia como traficante de drogas do bairro e intermediário de roubos e furtos de carros para desmanches. Sei da integridade desse chefe de família, de seu zelo e amor pela igreja, de seu cuidado pastoral e percebi como essa notícia abalou sua vida. Este amigo passou a fazer vigílias de oração e jejuns buscando uma solução em Deus. Seu “genro” foi morto pela polícia e sua filha estava grávida do ladrão morto. Dias depois, a moça me procurou para aconselhamento e para ser liberta dos demônios, porque agora, caindo em si resolveu voltar para Deus. E quem teve que amparar a filha com o neném em casa? Os pais que ela nunca quis ouvir! São tragédias desse tipo que aconteciam com as famílias dos tempos bíblicos e que se repetem nos dias de hoje. Neste primeiro livro da série – sem respeitar a ordem bíblica dos acontecimentos – apresentamos

14

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


Efraim e seus dois filhos ladrões de gado, mortos quando roubavam o gado dos filisteus em Gate. E também o terceiro filho de Efraim que ele colocou o nome de Berias – porque as coisas iam mal em sua casa. Que família da igreja não tenha passado por algum tipo de tragédia familiar? Poucas famílias podem se orgulhar de que tudo deu certo, e que nenhum dos filhos e netos descambou pelo caminho do mal. A questão é que os cristãos mais antigos receberam uma educação espiritual rígida a respeito da família, o que, para a época foi algo excelente. A velha geração aprendeu princípios bíblicos sobre a família que a tornaram uma geração forte em termos familiares. No entanto, os mestres do passado não esclareceram que os dramas familiares eram comuns nas famílias da Bíblia, e que até mesmo homens de Deus como Noé e Abraão cometeram erros que marcaram gerações seguidas. A geração antiga aprendeu sobre a fé de Abraão e foi ensinada a imitar a fé que ele teve. Indiretamente as pessoas aprenderam que bastava ter a fé de Abraão que os problemas deixariam de existir. E, quando se estuda sobre Abraão nos textos de

E FRAIM

15


Romanos 4 e Hebreus 11 descobre-se que os patriarcas foram honrados por Deus pela fé que tiveram; e a fé deles é que os tornou aceitos diante de Deus. As Escrituras, apesar disso, em momento algum escondem as fraquezas de Noé e de Abraão, para citar apenas esses dois homens de Deus. Por não encobrir as fraquezas e pecados dos patriarcas, as Escrituras mostram com clareza o drama vivido por Efraim, filho de José – o mesmo que foi governador do Egito. Usando o problema vivido por Efraim, apresentaremos alguns princípios que podem ajudar os leitores a superar os dramas familiares com mais segurança. São princípios claros e fáceis de serem observados. Boa leitura.

16

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


Efraim, o homem abenรงoado

E FRAIM

17


18

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


Efraim, o homem abençoado

“Ao segundo, chamou-lhe Efraim, pois disse: Deus me fez próspero na terra da minha aflição” (Gn 41.52). O pai de Efraim era José, o governador do Egito. A belíssima história de José revela como Deus cuida e protege aqueles que lhe são sinceros e fieis. Odiado por seus irmãos, José foi vendido a negociantes ismaelitas, que o transportaram e o venderam como escravo no Egito onde viveu treze anos de intensa escravidão. Deus esteve com José e o abençoou de tal maneira que se tornou governador do Egito, cuidando

E FRAIM

19


de todos os interesses de Faraó. Comparado aos cargos ministeriais dos dias de hoje José foi o ministro de planejamento, ministro das finanças, chefe da casa civil, presidente do Banco Central e respondia diretamente a Faraó. Sim, acima dele estava apenas o rei do Egito. Logo que assumiu o governo, Faraó o casou com Asenate e esta lhe deu um filho a quem pôs o nome de Manassés, porque Deus havia feito que ele se esquecesse da vida de escravo e da casa de seu pai. Depois lhe nasceu outro menino, e José colocou nele o nome de Efraim que tem o sentido de bênção dobrada. Alguns comentaristas acreditam que não era o mesmo Efraim, mas não se têm provas a respeito. O certo é que José, seu pai foi um grande homem, e chegou a ser o segundo de maior importância depois de Faraó. Efraim, o homem abençoado, anos depois enfrentou um drama que lhe abateu o espírito. A nota triste da genealogia de Efraim está registrada na história do povo de Israel com as seguintes palavras:

20

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


“Efraim foi pai de mais dois filhos além de Sutela; eles se chamavam Ézer e Eleade e foram mortos quando tentavam roubar o gado dos moradores de Gate. Efraim, o seu pai, chorou por eles muitos dias, e os irmãos dele foram consolá-lo. Depois ele teve relações com a sua mulher, ela ficou grávida e deu à luz um filho. Eles puseram nele o nome de Berias porque a desgraça tinha caído sobre o seu lar” (1 Cr 7.21-23 - NTLH). As pessoas leem a Bíblia e não atentam para certos detalhes escondidos num nome ou numa frase. O homem abençoado teve dois filhos, Ézer e Eleade, que se tornaram ladrões de gado. Talvez tenham começado com pequenos furtos, uma ovelha ou cabrito nas proximidades de sua casa, mas a impunidade fez que eles se aventurassem a roubos maiores. E, certo dia, aventuraram-se indo mais longe, e chegaram perto da cidade de Gate, uma das cinco cidades dos filisteus. Mas, não foram bem sucedidos. O gado estava sendo vigiado de longe por vaqueiros e pastores, e quando os dois começaram a levar algumas cabeças de gado

E FRAIM

21


para a casa de seus pais, os homens da cidade os perseguiram e os mataram. Pois os dois netos de José - Ézer e Eleade - filhos de Efraim se tornaram ladrões, o que convenhamos, nos dias de hoje não é nada agradável ter alguém da família na cadeia ou morto por serem ladrões.

Tragédias na Bíblia As tragédias bíblicas são contadas nuas e cruas. O Espírito Santo, inspirador das Escrituras jamais encobriu das pessoas as tragédias que costumavam acontecer entre os homens, não importando se foram homens santos ou reis famosos. A Escritura registra a história de Noé, e revela que este servo de deus tinha um temperamento tempestuoso, pois amaldiçoou a Cam e a todos os seus descendentes, por um ato de irresponsabilidade cometido por ele mesmo, ao se embriagar com o vinho produzido em sua vinha. Noé se embriagou, tirou a roupa, ficou nu e foi descoberto por um de seus filhos.

22

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


A Escritura registra também a história de Abraão que mentiu várias vezes e arrumou um filho com a escrava Hagar. Mesmo assim ficou conhecido como “amigo de Deus” e é apresentado por Paulo, o apóstolo, como pai da fé. E a Escritura não esconde o fato desse servo de Deus despedir de sua casa a mulher com a qual tivera um filho que saiu sem rumo pelo deserto, com um pedaço de pão e uma botija de água. Relata também a trajetória de Isaque e a maneira como ele e Rebeca se dividiram a respeito de seus filhos. Isaque gostava mais de Esaú, rapaz corajoso e caçador que trazia alimento pra casa e Raquel amava mais a Jacó, porque este era caseiro, cuidava de sua horta próximo à casa. A afeição por um dos filhos resultou numa contenda familiar raras vezes mencionada nas Escrituras. A briga entre os pais, e a ameaça de morte de Esaú contra Jacó estão evidentes nas páginas da história bíblica mostrando que os lares dos patriarcas enfrentaram os mesmos dilemas que ainda são vistos nos lares cristãos. A vida de Jacó é relatada com seus altos e baixos. Ele enganava e era enganado. Enganou seu irmão, o

E FRAIM

23


pai e mais tarde enganou o seu sogro. Até que um dia seus filhos o enganaram mentindo que José havia sido morto por algum animal, quando eles mesmos o haviam vendido para uns ismaelitas que comerciavam escravos no Egito. A história bíblica revela um Moisés sanguinário. A própria esposa o chamou de “esposo sanguinário”. Ai de quem caísse em suas mãos. Ele os matava, até que se tornou o homem mais manso a existir na face da terra (Nm 12.3). Davi, “o homem segundo o coração de Deus”, mentia, roubava, matava, mandava matar e adulterava – e depois caía em profundo e sincero arrependimento. Nada disto nos fica encoberto. As tragédias bíblicas nos são relatadas para que aprendamos que o homem é propenso ao pecado e aos fracassos. E por isso a tragédia que se abateu na casa de Efraim ficou registrada para que tiremos dela alguma lição de vida. Pois os dois filhos de Efraim – netos de José o governador – enveredaram pelo caminho do mal. Mancharam o nome da família, e como se isto não bastasse, os acontecimentos daqueles dias ficaram

24

O S D R A M A S DA S FA MÍLIA S DA BÍBLIA


registrados para a posteridade no nome que Efraim deu a um de seus filhos: Berias, porque as coisas vão mal em casa! Quanto gado os dois filhos de Efraim já haviam acumulado pelo roubo não se sabe. Efraim deveria saber que alguma coisa andava errada com seus filhos e que todo aquele gado no seu campo não fora comprado legalmente. Mas – deixa pra lá – pensava o pai. Roubar e ser roubado eram comuns naqueles dias. Fazia parte da cultura da época. No entanto, morrer ao ser pego em flagrante era uma grande tragédia. A Bíblia diz que Efraim ficou de luto, e chorou pelo destino dos filhos durante muitos dias. Seus irmãos foram visitá-lo levando alguma palavra de consolação. Porque na hora da tragédia, quando alguém da família é pego pela polícia e vai preso ou é morto o pai ou a mãe se põem a pensar no que fizeram de errado. “Onde errei, meu Deus?” é a pergunta que fazem os pais numa hora dessas. E choram atormentados pela consciência que os acusa de negligência, de falta de tempo para estar com os filhos, de não cuidarem melhor da casa, etc. E descobrem que é tarde de-

E FRAIM

25


E FRAIM

27



A Família de Efraim