Page 158

falando nisso

Segundo a definição do dicionário, “decorar” é o ato ou efeito de ornamentar; atividade que consiste em organizar um espaço (geralmente interiores), combinando os diversos elementos de forma harmoniosa e/ou funcional, de acordo com o fim a que o espaço se destina. Para a arquiteta Larissa Chady, decoração é uma bela oportunidade de harmonizar – em uma perfeita sintonia – o interior do espaço com o interior de quem mora ou trabalha naquele local. Em uma estreia especial, Larissa Chady é a profissional convidada da nova coluna da Revista Leal Moreira, “falando em décor” e dá dicas de design de interiores, com muito bom gosto. Larissa Chady arquiteta Agradecimento: Sofisticatto

1) Renove os objetos de decoração. Guarde por um tempo os objetos anteriores que permaneceram por muito tempo em exposição e saia em busca de peças novas. Às vezes, uma bandeja na mesa de centro para organizar a coleção de caixinhas ou livros faz toda a diferença.

2) Reposicionar os quadros é outra coisa fácil, rápida e que faz muita diferença. Inverta-os, misture estilos e cores. Brinque!

3) Almofadas novas, de preferência grandes, são mais imponentes e em harmonia com os tons da sala. Não há regras! Podem ser neutras ou coloridas. Podem, por exemplo, compor com os tons de alguns objetos de decoração próximos.

4) Adoro verde, flores, cheiros. Arranjos florais dão vida à casa e não precisa ser um dia especial para tê-los em seu lar. Entrar em casa e se deparar com orquídeas, lírios, angélicas ou simples verdinhos na mesa de centro (ou laterais e em aparadores) faz toda a diferença.

5) Expor objetos especiais, como caixas de prata, coleção de tacinhas de licor (garimpadas em feirinhas ou antiquários), uma louça antiga de família. A ordem é: podem ser poucas, mas são boas pecas.

6) Escolher bem [e nas dimensões corretas] os tapetes. Não precisa encher a sala deles, mas colocá-los pelo menos no ambiente de estar, o que fará um elo entre todos os demais móveis. O ideal é entrar um pouco embaixo dos sofás e poltronas, dando mais aconchego e imponência ao ambiente.

7) Na iluminação, não há necessidade de exageros. Luzes, quando bem posicionadas, destacando objetos e quadros, devem ser sempre na tonalidade “amarelada” – nunca na cor branca. Atualmente, as de led podem substituir as antigas dicroicas ou ARs, eliminando o desconforto do calor e do gasto de energia exagerado. Os abajours são sempre bem vindos, já que contribuem com a iluminação geral e também proporcionam uma atmosfera aconchegante.

www.revistalealmoreira.com.br

Profile for Revista Leal Moreira

Revista Leal Moreira nº 35  

Nelson Motta, O crítico musical mais influente do Brasil fala sobre o cenário nacional e o bom momento paraense. Mais Letícia Isnard, Ferran...

Revista Leal Moreira nº 35  

Nelson Motta, O crítico musical mais influente do Brasil fala sobre o cenário nacional e o bom momento paraense. Mais Letícia Isnard, Ferran...

Advertisement