Issuu on Google+

20/10/2010

1


20/10/2010

ÍNDICE DOS ASSUNTOS 01 - O QUE É TALENTO? 02 - COMO DIFERENCIAR DOM ESPIRITUAL DE TALENTOS NATURAIS? 03 - O MELHOR DOS DONS 04 - EXEMPLOS PRÁTICOS 05 - COMO DESCOBRIR MEU DOM ESPIRITUAL? 06 - INTRODUÇÃO AO ESTUDO DOS DONS ESPIRITUAIS 07 - OS DONS TÊM DE SER DESCOBERTOS, DESENVOLVIDOS E USADOS 08 - CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS 09 - ENUMERAÇÃO DOS DONS 10 - A DIVERSIDADE DE DONS 11 - OS DONS DO ESPÍRITO SANTO a) Dons Ministeriais para a Igreja b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes 12 - DESCUBRA O(S) SEU(S) DOM(NS)

2


20/10/2010

O QUE É TALENTO? •Era uma unidade maior e mais importante, de depósito. Não era uma moeda, mas uma unidade contábil. No Antigo Testamento a prata que havia em um talento pesava aproximadamente 34kg e no Novo Testamento, um talento equivalia a 12,6kg de prata. De acordo com a escala de salários deste tempo, equivalia ao salário que recebia um trabalhador comum e correspondia ao salário de 20 anos de pagamento. Portanto, era de muito valor. •Pelo alto valor desta Unidade Monetária, e aplicando esta definição às habilidades, dá-se a seguinte definição: DEFINIÇÃO: •São os dotes intelectuais, ou habilidades, que dão valor e distingue à pessoa, por seu entendimento e inteligência, em determinadas áreas da vida. •São as habilidades que Deus têm dado a cada pessoa, sejam estas inatas ou cultivadas, que no sentido espiritual, servem para o desenvolvimento e crescimento da igreja.

3


20/10/2010

Como diferenciar Dom espiritual de talentos naturais?

No Dom espiritual sentimos que as forças não são nossas e por isso não nos enfadamos ou desanimamos; percebemos que é Deus quem está agindo e que nada poderíamos fazer sem Ele. Quanto ao talento, utilizamos nossa habilidade pessoal, que podemos adquirir em um treinamento ou em um curso qualquer.

4


20/10/2010

Os dons de Deus podem ser tirados?

Os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis (Rm 11:29). Porém, quando o crente está em pecado ou em rebeldia, ele não conseguirá desenvolver o seu dom. Ele pode continuar fazendo tudo na obra, menos usar com eficácia o poder de Deus.

5


20/10/2010

O dom sem unção é apenas uma habilidade que não produz vida. Os dons de Deus são reconhecidos em nós por nossos irmãos, que são edificados através deles.

Ninguém vai ser edificado apenas por habilidades.

6


20/10/2010

O MELHOR DOS DONS • Este é o AMOR. I Coríntios 13:8, 13. Dizemos que é o maior de todos os dons porque Deus aceita o uso de todos os dons mencionados anteriormente, quando a fonte da motivação para o desenvolvimento destes, é o AMOR A DEUS. • Sem a motivação do AMOR DIVINO no coração humano, os dons e seu uso se tornariam como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. I Coríntios 13:1

7


20/10/2010

Exemplos práticos a) O dom musical de Davi abriu-lhe as portas do palácio de Saul. b) Os dons do evangelismo e milagres de Felipe, fizeram- no chegar até o mundo ocidental com o Evangelho. c) O dom de fé de Elias, fechou os céus por três anos e o conduziu diante do rei Acabe e dos israelitas

8


20/10/2010

Exemplos práticos d) O dom de profecia de Natan, conduziu-o perante o rei Davi. e) O dom de sabedoria de Salomão atraiu grandes homens e mulheres para sua corte. f) O dom de exortação de Pedro conseguiu que 3.000 pessoas se convertessem em um dia. g) O dom de generosidade de José de Arimatéia, fez provisão para o cenário da gloriosa ressurreição de Jesus Cristo. h) O dom de administração de Tiago, evitou que se produzisse uma ruptura na igreja primitiva, em relação com o assunto da circuncisão.

9


20/10/2010

Na parábola dos talentos, em Mateus 25, o que recebeu um talento não soube aproveitá-lo. Não nos esqueçamos que recebemos toda a ajuda do céu mesmo que seja um só talento para ser desenvolvido. Tudo depende do que vamos fazer com os talentos (dons) que recebermos.

10


20/10/2010

Como descobrir meu dom espiritual? Podemos descobrir nossos dons mediante certas evidências: - Nossa motivação básica. O dom está ligado diretamente a uma motivação depois da conversão. - Revela-se no que realmente gostamos de fazer. Nessa atividade nos sentimos felizes e realizados; - O dom também está associado ao que fazemos até o fim, sem reclamar e esmorecer.

11


20/10/2010

OS DONS DO ESPIRITO SANTO

Nossa Missão Servir a Deus e abençoar a quem estiver ao nosso alcance; honrar ao Senhor e seguir seus passos na compaixão pelos perdidos, os solitários, os quebrantados, os perdedores, os fracassados; proclamar Sua Verdade e agregar em Sua família os que crêem; reproduzir neles o caráter de Jesus Cristo e fazê-los discípulos do Reino.

12


20/10/2010

OS DONS DO ESPIRITO SANTO

Nosso Compromisso Nos esforçaremos pessoal e coletivamente para sermos referência no falar, no agir e em todo tipo de negociação, com vizinhos, parentes, entre os irmãos e, em especial, com os de fora e todas as pessoas que mantêm alguma reserva contra nós. O desejo e o esforço em nos tornarmos exemplo aos fiéis e àqueles que não congregam conosco, deve se tornar uma luta constante, travada diariamente, para que, aqueles que desejam conhecer o Senhor Jesus e seguir seus passos, possam nos identificar como boas referências do Senhor.

13


20/10/2010

Introdução ao estudo dos dons espirituais

A “manifestação” dos dons espirituais tem um alvo:

 a edificação da igreja; tem um objetivo:  servir uns aos outros, conforme o dom recebido. (1 Pedro 4:10)

14


20/10/2010

1. É o Espírito Santo quem realiza as manifestações sobrenaturais dos dons (1 Co 12.11a). Os dons não podem ser “usados” quando bem queremos. É Deus, por seu Espírito, que nos usa, e isto quando bem quer.

15


20/10/2010

2. A concessão dos dons espirituais não está fundamentada nos méritos humanos (1 Co 12.11b, 18). É o Espírito que distribui os dons, a cada um, como bem quer (soberanamente).

Cargos e funções na igreja podem ser concedidos pelos líderes por amizade, paternalismo, politicagem, interesses pessoais etc.

16


20/10/2010

3. Os dons espirituais não nos tornam melhores do que ninguém (1 Co 12.10-27). Não são um atestado de boa conduta, nem transforma o caráter cristão. Os portadores dos dons espirituais não são crentes de primeira classe, nem devem se vangloriar pelos dons, pois são concedidos para a edificação da igreja (1 Co 14.4).

17


20/10/2010

4. O dom de línguas (assim como os demais) não é concedido pelo Espírito a todos (1 Co 12.30).

5. O dom de profecia é mais útil e superior ao dom de línguas (1 Co 14.1-5).

É triste e lamentável ver na igreja irmãos serem tidos por “menos” espirituais por não falarem em línguas, ou não falarem em público.

18


20/10/2010

Há milhares de crentes que falam em línguas, ou manifestam algum outro dom do Espírito, que tratam mal a mulher e os filhos, são arrogantes, caloteiros, invejosos, maldizentes, com terríveis falhas de caráter e etc. Parecem ser espirituais, mais é somente “fachada”. Não se espante. Saul, mesmo reprovado por Deus, ainda profetizou (1 Sm 15.22-28; 19.20-24). Muitos “espirituais” nem serão conhecidos do Senhor (Mt 7.22-23);

19


20/10/2010

6 - O batismo com o Espírito Santo não é prerrogativa para se receber todos os dons espirituais (1 Co 1.1-7). A não ser no caso do dom de variedade de línguas. Daniel tinha o dom da palavra da sabedoria (Dn 1.17; 5.11, 12; 10.1), em Eliseu operava o dom da palavra da ciência (2 Rs 5.25, 26) e em Aías (1 Rs 14.1-8). Moisés, Elias, Eliseu e inúmeros outros servos de Deus, tinham o dom de operação de maravilhas (Jo 6; At 8.6, 13; 19.11; Js 10.12-14).

20


20/10/2010

OS DONS DO ESPIRITO SANTO Deus não planejou que o corpo de Cristo fosse organizado em torno do modelo ditatorial, em que um único indivíduo governa, por mais benévolo que seja o governo de tal homem. Por outra parte, Ele também não tencionou que seu Corpo fosse uma estrutura em que todos os membros governam.

21


20/10/2010

OS DONS DO ESPIRITO SANTO Ao invés de uma ditadura radical ou de uma democracia ampla, Deus preferiu criar o corpo de Cristo como um organismo que tem a Cristo como cabeça, e cada membro funcionando com algum dom espiritual. Compreender os dons espirituais, portanto, é a chave que nos permite entender a organização da Igreja.

22


20/10/2010

OS DONS TÊM DE SER DESCOBERTOS, DESENVOLVIDOS E USADOS

O crente que deseja realizar a vontade de Deus, mas que não sabe como fazer e nem como proceder no Corpo de Cristo, precisa dar toda a prioridade à descoberta de seus dons espirituais. “Descobrir” vem antes de “desenvolver”, porque os dons espirituais são recebidos, e não conquistados.

23


20/10/2010

OS DONS TÊM DE SER DESCOBERTOS,

DESENVOLVIDOS E USADOS

Deus distribui os Seus dons, de acordo com Sua própria discriminação. O texto de I Coríntios 12.11 ensina como o Espírito distribui os dons “como lhe apraz, a cada um, individualmente”. Deus não confiou a ninguém a distribuição dos dons espirituais.

24


20/10/2010

OS DONS TĂŠM DE SER DESCOBERTOS, DESENVOLVIDOS E USADOS

O que acontece quando um crente resolve descobrir, desenvolver e usar seu dom ou dons espirituais?

25


20/10/2010

OS DONS TÊM DE SER DESCOBERTOS, DESENVOLVIDOS E USADOS

Antes de tudo, torna-se um crente melhor e mais capaz de permitir que Deus faça sua vida ser útil em Suas mãos.

26


20/10/2010

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS

• Talento é uma aptidão natural, habilidade • Dom é um presente de Deus, dádiva, poder, virtude e privilégio

27


20/10/2010

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS

• O Espírito Santo é quem distribui os dons - I coríntios 12.4 • A finalidade dos dons do Espírito Santo é construir a igreja, o corpo de Cristo

28


20/10/2010

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS

• Todos os crentes têm pelo menos um dom. • É importante despertar e conservar vivo o dom que temos. II Timóteo 1:6

29


20/10/2010

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS

• Jesus ensinou sobre os dons bem antes de Coríntios. • João 7.37 diz que quando recebemos esse poder, é como se rios de água viva saíssem de nós.

30


20/10/2010

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS

Para sermos usados através dos dons devemos ter uma vida limpa como rios de água viva. O Senhor coloca em nossas mãos o melhor, Ele nos chama, e nos entrega a vida das pessoas para as abençoarmos. Mateus 25.14

31


20/10/2010

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES SOBRE

OS DONS ESPIRITUAIS

Quando não sabemos qual é o nosso dom e o não desenvolvemos, a vida cristã fica monótona, e não contribuímos para a edificação do corpo.

32


20/10/2010

Enumeração dos Dons Os dons descritos no Novo Testamento relacionan-se também com a Trindade. Cada um segundo sua função e doador.

O Pai

O Filho

Romanos 12:6-8

Efésios 4:11

O Espírito Santo

Profecia Ministério

Apóstolo Profeta

I Coríntios 12:1-14 Palavra da sabedoria Palavra da conhecimento Discernimento de espíritos

Ensino

Mestre

Falar em línguas

Exortação

Evangelista

Interpretação das línguas

Repartir

Pastor

Profecia

Presidir Exercer misericórdia

Fé Operação de milagres Curas

33


20/10/2010

A diversidade de dons Os dons têm sua origem na ação do Espírito Santo, 1Co 12: 1-11. Ele é quem os distribui soberanamente aos crentes, com objetivos específicos, 1Co 12: 7, 11. Geralmente, ao estudarmos os dons espirituais nos prendemos àqueles mencionados em 1Co 12. Mas há diferentes listas de dons no Novo Testamento:

34


20/10/2010

Romanos 12: 6-8: profetizar, ministrar, exortar, contribuir, presidir e exercer misericĂłrdia. O contexto desses versĂ­culos enfatiza que todos somos membros do Corpo de Cristo e dependemos uns dos outros. Cada crente contribui para o crescimento do Corpo, usando o dom especĂ­fico que tem recebido.

35


20/10/2010

Efésios 4: 11-16: apóstolos, profetas, evangelistas, pastores-mestres. Através desses ministérios os crentes são equipados para o serviço. À proporção que cada um presta sua contribuição, todo o corpo vai sendo edificado, v. 12, e cada membro em particular vai crescendo e adquirindo maturidade espiritual, vv. 13-16.

36


20/10/2010

1Coríntios 12: 4-10: palavra de sabedoria, palavra de conhecimento, fé, dons de curar, operações de milagres, profecia, discernimento de espíritos, variedade de línguas, interpretação de línguas. Essa passagem, juntamente com os vv. 28 a 31, se complementa ao narrar os dons do Espírito Santo.

37


20/10/2010

No v. 7 o apóstolo ensina duas grandes lições: 1 - A primeira é de que o Espírito concede dons a cada crente: “a manifestação do Espírito é concedida a cada um...”. 2 - Outra lição é a do fim proveitoso dos dons. Não há distribuição de dom sem finalidade específica.

38


20/10/2010

1Coríntios 12: 28: apóstolos, profetas, mestres, operadores de milagres, cura, socorros, governar, línguas. 1Pedro 4: 10-11: falar, servir. O objetivo dessa passagem é acentuar que, se o crente recebe um dom espiritual, deve empregá-lo a serviço dos outros membros, conforme o poder de Deus e para a glória do Senhor.

39


20/10/2010

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

1 - Apostolado (especifico)

Os diretamente comissionados pelo Senhor Jesus para estabelecer a igreja e a mensagem genuína do evangelho.

At 4.33-37; 5.12-42; 9.27; 11.1; 15.1-6; 1Co 9.5; 12.28,29; Gl 1.17; Ef 2.20; 4.11; Jd 17

Apóstolos: Mt 10.2; Mc 3.14 Paulo: Rm 1.1; 1Co 1.1 Pedro: 1Pe 1.1; 2Pe 1.1

Apostolado (geral)

Qualquer mensageiro biblicamente comissionado como missionário ou para outras responsabilidades especiais.

At 13.1-3 1Co 12.28,29 Ef 4.11

Barnabé: At 14.4,14 Andrônico: Rm 16.7 Tito e ouros: 2Co 8.23 Epafrodito: Fp 2.25 Tiago: Gl 1.19

O dom do Espírito Santo para pioneiro, líder, que inicia igrejas ou as desenvolve, indo para lugares onde outros não iriam. Apostello quer dizer enviado para pregar. Paulo é o exemplo típico. É a habilidade que Deus concede a um determinado grupo docorpo de Cristo que reconhecem com certeza que são enviados para uma designação especial, com uma autoridade extraordinária em assuntos espirituais, para estabelecer novas igrejas em novos territórios, ou exercer liderança sobre um determinado grupo ou igreja. São pioneiros de novas congregações, usando os dons múltiplos que Deus lhes têm dado.

40


20/10/2010

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

2 - Profecia pregação, declaração inspirada

Os que falavam sob a inspiração do Espírito Santo, trazendo da parte de Deus uma mensagem para a igreja, e cuja motivação e preocupação principais tinham a ver com a vida espiritual e a pureza da igreja.

Rm 12.6 1Co 12.10; 14.1-33 Ef 4.11 1Ts 5.20,21 1Tm 1.18 1Pe 4.11 1Jo 4.1-3

Rm 12.6 1Co 12.10; 14.1-33 Ef 4.11 1Ts 5.20,21 1Tm 1.18 1Pe 4.11 1Jo 4.1-3

É o dom através do qual o Espírito transmite conselhos e instruções para a igreja por meio de visões e sonhos. Deus manifesta a Sua vontade através deste dom (Amós 3:7) para um grupo menor ou para a igreja como um todo. A inspiração profética pode ser usada por Deus como e quando Lhe apraz. O dom de profecia é a capacitação divina para revelar e proclamar a verdade de forma apropriada e relevante para entendimento, correção, arrependimento ou edificação, podendo haver implicações imediatas ou futuras.

41


20/10/2010

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

3 - Evangelista missionário, pregador da salvação em Cristo

Os que receberam dons de Deus para proclamar o evangelho aos não salvos.

Ef 4.11

Filipe: At 8.5-8, 26-40 Paulo: At 26.16-18

O dom do Espírito para compartilhar o Evangelho e ver os descrentes se encontrarem com Jesus, unindo-se como membros responsáveis à igreja. É a habilidade especial que Deus concede a alguns membros do corpo de Cristo, para compartilhar o evangelho com os não crentes, de tal forma que homens e mulheres cheguem a ser discípulos de Cristo e membros responsáveis da igreja. Estas pessoas podem guiar as pessoas a tomar decisões em relação com a fé em Cristo de maneira que pareça quase impossível para outros. O Senhor lhes dá palavras e os coloca em situações onde encontram pessoas receptivas.

42


20/10/2010

a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

4 - Pastor ministrar ao povo de Deus

Os escolhidos e dotados por Deus para dirigir a igreja e cuidar das suas necessidades espirituais.

At 14.23; 15.1-6 Rm 12.8 Ef 4.11,12 Fp 1.1 1Tm 3.1-7; 5.17-20 Tt 1.5-9 Hb 13.17 1Pe 5.1-5

Timóteo: 1Tm 1.1-4; 4.12 Tito: Tt 1.4,5 Pedro: 1Pe 5.1 João: 1Jo 2.1,12-14 Gaio: 3Jo 1-7

O dom do Espírito para ministrar, tanto direta como indiretamente, a todas as necessidades de cada membro da congregação e a pessoas que necessitem ser pastoreadas. Está ligado com o dom de exortação, da palavra, da sabedoria, da misericórdia e da liderança (entre outros). É a habilidade especial que Deus concede a um determinado grupo de crentes que consiste em assumir o cuidado espiritual pessoal de um grupo de cristãos. Este dom abre as portas, preparam o caminho, preparam as mentes para receber os ensinamentos da igreja. A pessoa que tem este dom se caracteriza por visitar a seus membros de casa em casa, ensinando, conversando, orando com cada família e atendendo ao bem-estar das pessoas. Zacarias 11. 16-17 – Efésios 4.11.-12 – 1 Pedro 5. 2-3 O pastor ÚTIL: Dedica-se à ovelha Trata das feridas Alimenta Não abandona as ovelhas

Ser PASTOR é dom que recebemos do Espírito Santo. É a capacitação divina para Nutrir Cuidar Guiar

43


20/10/2010

a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

5 - Mestre, Ensino

Os dotados por Deus para esclarecer Rm 12.7 e explicar a Palavra de Deus para a Ef 4.11 edificação da igreja. Cl 3.16 1Tm 3.2; 5.17 2Tm 2.2,24

Exemplos Paulo: At 15.35; 20:20 Barnabé: At 15.35 Apolo: At 18.25-28 Timóteo: 1Co 4.17 Tito: Tt 2.1-3,9,10

O dom do ensino é a capacidade divina para entender explicar claramente e aplicar a palavra de Deus nas vidas dos ouvintes, fazendo com que se tornem cada vez mais semelhantes a Cristo. Comunicar com facilidade informações, atitudes e aptidões de caráter relevante nas áreas espirituais e da saúde, de uma maneira tal que outros possam aprender. 6 - Intercessão Pessoas são chamadas para se oração, súplicas importar e interceder em oração por e louvor outras, por atividades internas e externas à igreja. É o dom de apoio ao evangelismo e ao pastorado.

Rm 8.26-27; Jo 17.9-26; 1 Tm 2.1-2; Cl 1.9-12, 4.12-13

O dom de intercessão é a capacitação divina para orar, regularmente, por outros, em qualquer dia e horário, de forma geral ou específica, vendo resultados freqüentes e também específicos. É a capacidade especial que Deus dá a alguns membros do corpo de Cristo, para orar durante prolongados períodos e de maneira regular, e ver freqüente respostas a seus pedidos em um grau muito maior que o esperado ou por meio de cristãos. É um tipo de oração centrada em um assunto específico.

44


20/10/2010

a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

7 - Misericórdia, Socorro simpatia, consolo, bondade

Os dotados por Deus para várias modalidades especificas de auxilio.

1Co 12.18

Paulo: At 20.35 Lídia: At 16.14,15 Gaio: 3Jo 5-8

É a capacidade especial que Deus concede a alguns membros do corpo de Cristo, que consiste em investir seus talentos para atender as necessidades insatisfeitas de outros, sem esperar crédito ou reconhecimento algum. Significado: Tomar o lugar de alguém. É a capacitação divina para realizar tarefas práticas e necessárias, que liberam, apóiam e suprem as necessidades de outros. Você auxilia alguém, embora não apareça e seja um dom de bastidores, é um dom. As pessoas que têm esse dom: Servem por detrás das cenas Vêem coisas práticas e concretas para serem feitas Alegram-se quando fazem estas tarefas Sentem o propósito de Deus nas tarefas que fazem Dão valor espiritual ao serviço prático

Essas pessoas devem estar: Disponíveis Ter boa vontade Ter lealdade Topar o que for Necessário IMPORTANTE: ESSAS PESSOAS PRECISAM SER SENSÍVEIS ÀS PRIORIDADES DA LIDERANÇA, AO INVÉS DE CONSIDERAREM SUAS PRÓPRIAS IDÉIAS E PRIORIDADES

45


20/10/2010

a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

8 - Hospitalidade e Serviço

O dom da hospitalidade é a capacitação divina para cuidar de pessoas, providenciando comunhão, comida e hospedagem.

I Pedro 4:9-10 Rm 12.13 Hb 13.1-2

Exemplos

É uma habilidade especial que Deus concede a certos membros do corpo de Cristo que consiste em oferecer os braços abertos e os lares disponíveis, e as boas-vindas aos necessitados de amizade, aceitação, alimento e alojamento.

O dom do Espírito para acolher o abandonado e necessitado, fazendo com que cada pessoa sinta-se querida e confortável. Habilidade de amar e servir desinteressadamente. 9 - Administração Os dotados por Deus pra orientar autoridade, e supervisionar atividades governo, diversas da igreja. liderança

1Co 12.7 Ef 4.11,12 1Tm 3.1-7 Hb 13.7-17,24

Pedro: At 6.3,4; 11.118 Paulo: At 20.1-35

O dom do Espírito que concebe e supervisiona planos para o trabalho de Deus, trazendo progresso à causa e condições (materiais e humanas) para que sejam administrados. É a habilidade especial conferida por Deus a certos membros do corpo de Cristo para que possam entender com clareza as metas imediatas e o longo prazo de uma unidade particular (igrejas, missões, associações, uniões, divisões, escolas, colégios, instituições) do corpo de Cristo, desenvolvendo, planejando, organizando atividades efetivas para alcançar as metas. Estas pessoas tem capacidade de organização.

46


20/10/2010

a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

10 - Exortação estímulo à fé, encorajamento

Os dotados por Deus para motivar outros cristãos a uma fé mais profunda em Cristo, a uma maior dedicação a Ele, a uma manifestação mais plena do fruto do Espírito e a uma separação do mundo.

Rm 12.8 1Co 14.3 1Ts 5.11,1422 Hb 10.24,25

Barnabé: At 11.23,24 Paulo: Gl 5.16-26 Judas e Silas: At 15.32 Timóteo: 1Ts 3.2; 2Tm 4.2 Tito: Tt 2.6,13 Pedro: 1Pe 5.1,2 João: 1Jo 2.15-17; 3.1-3

O dom do Espírito que traz conforto, encorajamento e instrução àqueles que precisam de cura interior. Ouvir e aconselhar oportunamente é a marca deste dom. Dar palavras de conselho, consolação e ânimo, de tal maneira que as pessoas se sintam ajudados e reanimados. 11 - Contribuição, Liberalidade generosidade, doação

Os capacitados por Deus para darem liberalmente dos seus recursos para as necessidades do corpo.

At 2.44,45; 4.34,35 1Co 16.1-4 2Co 8.9 Ef 4.28

Barnabé: At 4.36,37 Cristãos da Macedônia: Rm 15.26,27; 2Co 8.1-5 Cristãos da Acaia: Rm 15.26,27; 2Co 9.2

O dom do Espírito para dar liberalmente, com alegria, e com regularidade às necessidades da igreja e de indivíduos. Todos são chamados a dar, mas o dom capacita para mais. É a habilidade especial que Deus concede a certos membros do corpo de Cristo, que consiste na contribuição com seus recursos (dinheiro, etc.) materiais na obra do Senhor, e aos menos afortunados, com gozosa alegria.

47


20/10/2010

a) Dons Ministeriais para a Igreja Dom

Definição

Textos

Exemplos

12 - Consolador, Misericórdia consolo, bondade

Os chamados por Deus para consolar os aflitos mediante atos de misericórdia.

m 12.8 2Co 1.3-7

Paulo: 2Co 1.4 Cristãos hebreus: Hb 10.34 Dorcas: At 9.36-39

Ter misericórdia significa “ter compaixão”, ou “sensibilizar-se com o outro”, ou “sentir com alguém ou sentir por outro”, ou ainda “condoer-se de uma pessoa”. Portanto o dom de misericórdia é demonstrar aos outros que sentimos juntamente com eles, e por eles. Esse dom nos torna capazes de compartilhar do sofrimento dos outros. É a habilidade especial que Deus concede a certos membros do corpo de Cristo para sentir genuína empatia e compaixão pelas pessoas, tanto cristãs como não cristãs, que sofrem problemas físicos, mentais ou emocionais. Assim traduzem sua compaixão em atos realizados carinhosamente, que refletem o amor de Cristo e aliviam o sofrimento humano. O povo à nossa volta está triste, solitário, aflito. Ele tem grande necessidade de que alguém se aproxime dele e demonstre compaixão. O dom de misericórdia supre essa necessidade. O maior exemplo ou ilustração desse dom de misericórdia é o próprio Senhor Jesus. Vejamos o registro bíblico: (1) - “Quando Jesus viu a multidão, ficou com muita pena daquela gente porque eles estavam aflitos e abandonados, como ovelhas sem pastor.” (Mateus 9:36 NTLH). (2) - “Quando Jesus saiu do barco e viu aquela grande multidão, ficou com muita pena deles e curou os doentes que estavam ali.” (Mateus 14:14 NTLH).

48


20/10/2010

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

Definição

Textos

Exemplos

13 - Palavra de Sabedoria conselho sábio, palavra sábia

Uma enunciação do Espírito Santo aplicando a Palavra de Deus, ou a sua sabedoria, a uma determinada situação.

At 6.3 1Co 12.8; 13.2,9,12

Estevão: At 6.10 Tiago: At 15.13-21

Tiago 3. 13-18, I Coríntios 2. 3-14 Jeremias 9. 23-24

Dom que habilita para o entendimento de pessoas ,trazendo solução para problemas, libertação, harmonia, progresso e crescimento. É a habilidade especial que Deus dá para usar o conhecimento de uma forma prática. É o saber como chegar rapidamente ao coração de um determinado problema. Ter mente prática e habilidade para solucionar problemas. Gasta pouco tempo para tomar decisões, porque pode advertir com alto grau de exatidão quais serão os resultados. As pessoas com esse dom: Se você quer tem esse dom, veja se você é: Ouvem o Espírito Santo dar a melhor Sensível Prático Justo Experiente direção em determinado problema Tem bom senso Tem discernimento Providenciam soluções de Deus no Cuidados: meio do conflito ou confusão Não deixe de compartilhar a sabedoria de Deus Aplicam as verdades espirituais de Tenha paciência com os outros irmãos que não modo claro e prático tem esse dom.

49


20/10/2010

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

Definição

Textos

Exemplos

14 - Palavra de Conhecimento falar com propriedade

É o Espírito Santo revelando conhecimento a respeito de pessoas, circunstâncias, ou verdades bíblicas.

At 10.47,48; 13.2 Atos 8.34-35; 17.22-23 1Co 12.8; 13.2,9,12

Pedro: At 5.9,10

É a habilidade especial que Deus concede a alguns, que consiste em descobrir, acumular, analisar e clarificar a informação e as ideias para o desenvolvimento espiritual da igreja, como também o seu bem-estar.

As pessoas com esse Dom: ESTUDAM as Escrituras para obter discernimento, entendimento e verdade. ORGANIZAM as informações para o ensino e para o uso próprio

As pessoas com esse Dom: Precisam tomar cuidado com o Orgulho Devem lembrar que a mensagem transmitida vem de DEUS

Geralmente está (ou deveria estar) associado ao dom de ensino.

50


20/10/2010

b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

Definição

Textos

Exemplos

15 - Fé crer na intervenção divina

Fé sobrenatural comunicada pelo Espírito Santo, capacitando o crente a crer em Deus, para a realização de milagres.

Mt 21.21,22 Mc 9.23,24 Lc 17.6 At 3.1-8; 6.5-8 1Co 12.9; 13.2 Tg 5.14,15

Centurião: Mt 8.5-13 Mulher Enferma: Mt 9.20 Cegos: Mt 9.27-29 Mulher Pecadora: Lc 9.36 Leproso: Lc 17.11-19

O dom do Espírito para reclamar as promessas de Deus com inabalável confiança de que serão cumpridas. Está baseado num profundo conhecimento de Deus e de seu modo de agir encontrado na Bíblia.

16 - Cura sarar mágoas e doenças físicas

Restauração da saúde de alguém por meios sobrenaturais divinos.

Mt 4.23,24; 8.16 Mc 1.32-34; 6.13 Lc 4.40,41; 9.1,2 Jo 6.2; 14.12 At 4.30;5.15,16 1Co 12.9,28,30

Jesus e Apóstolos: Veja os milagres, acesse: www.vivos.com.br/330.htm

É o dom de entender o funcionamento do corpo humano, discernir doenças, aplicar tratamentos e ajudar o doente a cuidar de seu corpo para que tenha saúde. Pode estar associado ao dom de milagres.

51


20/10/2010

b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

Definição

Textos

Exemplos

17 - Operação de Maravilhas, Milagres intervenções sobrenaturais

Poder divino sobrenatural para alterar o curso da natureza

Mt 4.23,24; 8.16 Mc 1.32,33,39 Lc 4.40,41; 9.1 Jo 7.3; 10.25,32 At 2.22,43; 4.30 Rm 15.19, 1Co 12.10,29 2Co 12.12, Gl 3.5

Jesus e Apóstolos

Para qualquer destas designações, o importante, é reconhecer que alguns irmãos, dotadas com este DOM DO ESPÍRITO SANTO, podem realizar atos ou feitos extraordinários, surpreendentes e prodigiosos, naturalmente, desde que a vontade de DEUS assim o determine. Na era apostólica, DEUS usava este DOM ESPIRITUAL em abundância, At2 ; 14:13ּ ªCor .12:12ּ Quando Moisés libertou o povo israelita do jugo egípcio, muitas maravilhas se operaram no Egito, como podemos ver em Ê x 1 1 : 5ּ e 1 3 : 4 e muito mais. O capítulo onze (11) da carta aos Hebreus, a, chamada, galeria dos heróis da FÉ, desde o versículo 1 até o versículo 35a, nos relata feitos extraordinários operados por DEUS, por intermédio do seu povo, antes e durante os tempos do ANTIGO TESTAMENTO. Porém, nem tudo no ANTIGO TESTAMENTO eram maravilhas para o povo de DEUS, é o que nos diz o mesmo c a p í t u l o 1 1ּda carta aos Hebreus dos versos3 5b a 4 0 .

52


20/10/2010

b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

Definição

Textos Exemplos Lc 12.12; 16.16 18 - Profecia A capacidade momentânea e Isabel: Lc 1.40-45 At 2.17,18 pregação, especial para transmitir Maria: Lc 1.46-55 1Co 12.10; 13.9; 14.3 declaração mensagem, advertência, Zacarias: Lc 1.67-79 Ef 4.11 inspirada exortação ou revelação da Pedro: At 2.14-40; 4.81Ts 5.20,22 parte de Deus sob a direção do 12 2Pe 1.20,21 Espírito Santo. Ágabo: At 21.10,11 1Jo 4.1-3 É o dom através do qual o Espírito transmite conselhos e instruções para a igreja por meio de visões e sonhos. Deus manifesta a Sua vontade através deste dom (Amós 3:7) para um grupo menor ou para a igreja como um todo. Pode haver implicações imediatas ou futuras. Essas pessoas precisam ter: Algumas perguntas: Intimidade com o Senhor Existem falsos profetas? (Mateus 7. 22) Discernimento da voz de Deus A profecia edifica aqueles a quem é dirigida? Coragem para falar a verdade A profecia está de acordo com as escrituras? Autoridade Vida integra A pessoa que trouxe a profecia apresentou-se Cuidados: com humildade? É preciso transmitir a mensagem com As pessoas com esse dom: amor e compaixão Falam palavras vindas de Deus que causam Os ouvintes podem rejeitar a mensagem convicção, arrependimento e edificação Não expor a pessoa em situações Vêem verdades que outros não vêem constrangedoras

53


20/10/2010

b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

Definição

Capacidade especial para julgar 20 - Discernimento se profecias e enunciações de espíritos sobrenaturais outras, provém do percepção espiritual Espírito Santo.

Textos

Exemplos

1Co 12.10; 14.29 Pedro: At 8.18-24 Atos 20.29-30 Ezequiel 33.7 Paulo: At 13.8-12; 16.16 Marcos 3.26-27

É o dom de perceber o espírito que move as pessoas. Por “intuição” (Espírito Santo) percebe o estado espiritual de outros e ministra conforme a necessidade. Associado ao dom de exortação. É a habilidade especial que Deus concede a alguns membros do Corpo de Cristo, para conhecer com certeza se certas ideias ou condutas “supostamente divinas”, são em realidade de Deus, do homem ou de Satanás. É o dom da perspicácia ou discernimento de espíritos I Coríntios 12:10. A linha divisória entre uma operação humana e divina pode ser obscura a alguns crentes, mas alguém com discernimento espiritual vê uma separação clara. A passagem de I Jo 4:1 é explícita ao dizer: “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo”. Parece que este dom quase se torna uma faculdade permanente na vida de um indivíduo, funcionando, constantemente, sempre que qualquer ocasião para o seu uso se apresente. E ele pode funcionar em vários níveis.

54


20/10/2010

b) Manifestações do Espírito Santo na vida dos crentes Dom

21 - Línguas

Definição

Textos

Expressar-se a nível do espírito, sob a influência direta do Espírito 1Co 12.10,28,30; Santo, numa língua que a pessoa 13.1; 14.1-40 não aprendeu e nem conhece.

Exemplos Discípulos: At 2.4-11 Cornélio: At 10.44,45 Crentes: At 19.2-7 Paulo: 1Co 14.6,15,18

vejamos o que nos diz Paulo em 1ªCor 12:1, para abrirmos nossa mente e coração, a fim de termos a verdadeira visão acerca do DOM ESPIRITUAL DE VARIEDADE DE LÍNGUAS ensinada e explicada por Paulo em 1ªCor 14:1-40 No NOVO TESTAMENTO, por quatro vezes, há a manifestação e ou referência ao DOM DE FALAR EM VARIADAS LÍNGUAS: A - A t , 3 1 4 : 2ּ em Jerusalém, no dia de Pentecostes. B - At10:44ּ - ,)46( 48Em Cesaréia, quando Cornélio e seus familiares se converteram. C - At) 6( 19:17ּ ,em Éfeso, quando da conversão dos doze discípulos de João Batista. D - 1ªCor14:1 ,30 , 28 ,12:10ּ -. 40 EmA t , 6 : 9 1ּ não sabemos que línguas falaram os crentes, porém, Paulo que era poliglota,1 ª C o r , 8 1 : 4 1ּnaturalmente, entendeu que estavam falando profeticamente, em línguas desconhecidas para eles. Capacidade especial para 22 - Interpretação interpretar o que é falado em 1Co 12.10,30; línguas estranhas, pelo Espírito 14.5; 13.26-28 de Línguas Santo.

55


20/10/2010

DESCUBRA O SEU DOM

Podemos descobrir nossos Dons mediante certas evidências:  Nossa motivação básica. O Dom está ligado diretamente a uma motivação depois da conversão. Revela-se no que realmente gostamos de fazer. Nessa atividade nos sentimos felizes e realizados.  O Dom também está realizado no que realizamos por completo, o que fazemos até o fim sem esmorecer. Em situação favorável a tarefa será cumprida.

56


20/10/2010

DESCUBRA O SEU DOM

Abaixo estão enumerados 76 espaços. Transcreva o número que você marcou na questão de número 01, no espaço abaixo também de número 01, o resultado da questão de número 2 transcreva para o espaço 2 e assim sucessivamente. Quando você preencher todos os 76 espaços abaixo, some os números da esquerda para a direita, e anote a soma na coluna Total. Por exemplo, você somaria os números do espaço 1, 20, 39, 58, obtendo um total. Faça um circulo nos resultados mais altos.

57


20/10/2010

TESTE SOBRE DONS ESPIRITUAIS Descubra o(s) seu(s) Don(s) Espirituais

Instruções Coloque nos quadrinhos correspondentes a cada um dos itens: 1 – Para totalmente falso. Nada a ver comigo. 2 – Tenho uma pequena inclinação, mas ainda não é real em minha vida. 3 – Já experimentei, mas somente poucas vezes. 4 – Tenho uma forte tendência. 5 – Para totalmente verdadeiro. Tudo a ver comigo.

58


20/10/2010

PARA SER UTILIZADO COM A TABELA DE VALORES 1. Quando enfrento um problema complexo sou capaz de identificar os fatores-chave para que eu possa tratá-los em ordem, alcançando soluções práticas. 2. Tenho sido chamado por Deus para iniciar trabalhos para Jesus onde outros hesitariam em ir. 3. Eu posso facilmente dizer se um profeta fala inspirado pelo Espírito Santo ou não. 4. Tenho facilidade em persuadir alguém a tomar uma decisão ao lado de Cristo. 5. Quando alguém está sofrendo, sou capaz de lhe dizer algo que realmente conforta. 6. Tenho coragem de ousar coisas, andar numa direção desconhecida e iniciar projetos, pois eu conheço a direção de Deus e confio que Ele está me guiando.

59


20/10/2010

7. Sempre tento ajudar pessoas em dificuldades, mesmo que minhas próprias necessidades sejam muitas. 8. Eu gosto de ajudar rejeitados da sociedade, por exemplo: bêbados, viciados em drogas e outros.

9. Sinto satisfação em ajudar as pessoas, proporcionando-lhes moradia e alimento. 10. Gasto muito do meu tempo de oração intercedendo pelas necessidades de outros diante de Deus.

11. Conheço a Bíblia e outros escritos proféticos em seu contexto histórico e cultural. 12. Gosto de liderar e servir. Se a igreja precisa de alguém para dirigir atividades, motivar pessoas, me encontro entre os primeiros com quem se pode contar.

60


20/10/2010

13. Gosto de estudar o corpo humano e conheço seus órgãos e funções e continuo me aperfeiçoando no conhecimento desta máquina maravilhosa construída por Deus. 14. Tenho facilidades para aprender línguas de outros países e povos. 15. Sinto grande responsabilidade em levar o Evangelho a pessoas não alcançadas. 16. Gosto de visitar os membros da Igreja regularmente, em suas casas, participando de suas vidas e fases. 17. Tenho sonhos e visões contendo mensagens em plena concordância com a Bíblia. 18. Gosto de ensinar e muitos me procuram para estudar a Bíblia comigo, pois entendem quando eu explico.

61


20/10/2010

19. Quando enfrento uma situação difícil, posso encontrar uma solução prática para resolvê-las. 20. Tenho facilidade para descobrir recursos e pessoas para realizar certa atividade. 21. Sou facilmente impressionável pelo Espírito Santo e sigo as Suas instruções sem temer distância, dificuldade, obstáculos e desvantagens pessoais. Quando Ele chama não temo o que terei que sacrificar. 22. Sei quando uma pessoa está sofrendo, mesmo que esteja sorrindo. 23. Posso, com facilidade, transformar uma conversação corriqueira numa conversa espiritual com um não cristão, conduzindo a pessoa a Cristo.

62


20/10/2010

24. Posso ajudar a um causador de problemas a voltar a cooperar com o grupo sob minha liderança. 25. Sei que ao confiar em Deus Ele me guiará inclusive através de problemas. Tenho convicção de que inclusive as perdas e lutas vão colaborar para o meu bem. 26. Sou fiel e generoso nos dízimos e ofertas, pois conheço a generosidade de Deus. Sinto prazer em doar. 27. Quando me pedem ajuda, mesmo ocupado, tento ajudar. Sinto que Deus espera de mim e gosto de ajudar. 28. Se alguém confiável (talvez um conhecido) bater a minha porta, precisando de lugar para pernoitar, convido-o para entrar, ainda que para acomodá-lo fosse necessário ceder minha cama e eu dormir no chão.

63


20/10/2010

29. Frequentemente, quando pessoas têm problemas, pedem para eu orar por elas. 30. Memorizo textos bíblicos e textos relacionados facilmente e entendo o raciocínio dos autores inspirados. 31. Quando tenho idéias que creio terem vindas de Deus, aconselho-me com irmãos, avalio as consequências, tomo a decisão e creio na decisão tomada como se fosse de Deus, mesmo que ela seja impopular. 32. Deus quer que tenhamos saúde, pois um intelecto vigoroso e uma vida espiritual abundante apenas ocorrem num corpo saudável. Conheço a lógica de nosso corpo e recomendo a prevenção da saúde. 33. Entendo o sentido do que as pessoas estão falando, mesmo que eu não saiba falar a sua língua.

64


20/10/2010

34. Fico inquieto quando vejo quantas pessoas ainda não conhecem Jesus e vivo com idéias para alcançar pessoas ao meu redor. Gosto de dar estudos bíblicos para descrentes, creio que a Palavra transforma suas vidas. 35. Gosto de dar estudos bíblicos para ajudar os membros da igreja a crescer em sua fé. 36. Quando falo em público, os ouvintes me consideram mais do que um professor ou do que um orador ou pregador. A igreja reconhece o dom de profecia em mim. 37. Consigo explicar diversos temas de tal maneira que as pessoas incorporam os ensinos em suas vidas. 38. Quando aconselho pessoas em conflito ajudo-as a tirar o foco do problema e ganhar foco na solução.

65


20/10/2010

39. Eu resolvo os problemas de pessoas e da igreja de tal forma que elas se sintam satisfeitas e a igreja encontre caminhos para funcionar melhor. 40. Já fundei ou tenho muita vontade der fundar uma congregação em um lugar onde antes nada existia. 41. Posso dizer se determinadas decisões estão ou não de acordo com os princípios bíblicos. 42. Se eu tenho um tempo extra, meu primeiro pensamento é dedicar-me ao trabalho do Evangelho. Sinto desejo de compartilhar aquilo que me fez tão bem: Jesus! 43. Frequentemente tenho sido solicitado para ajudar aqueles que estão em problemas para resolvê-los.

66


20/10/2010

44. Aceito as promessas de Deus como válidas e creio nelas, ainda que o seu cumprimento pareça impossível. 45. Os membros da minha congregação sabem que tenho prazer em ajudar aqueles que têm necessidades materiais e financeiras, que gosto de financiar projetos da igreja, mesmo que eu tenha pouco dinheiro. 46. Sou extremamente sensível às necessidades dos menos favorecidos, sinto satisfação em falar com eles, oferecendolhes minha ajuda. Sou cuidadoso para ajudar com sabedoria. 47. Quando eu tenho um hóspede me dedico a seu bem estar e a sua salvação de todo coração. 48. Nomes, regularmente, vêm à minha mente quando estou em oração, aos quais dedico a Deus. 49. A igreja me conhece pelo meu conhecimento bíblico e me consulta se necessário.

67


20/10/2010

50. Tem havido espírito de unidade, entusiasmo e progresso do reino de Deus quando ocupo um cargo de liderança. Gosto de liderar servindo e coordenando outros. 51. Muitas vezes quando oro pela saúde de alguém, ela melhora. Creio na cura p/ vias naturais e sobrenaturais. 52. Interesso-me muito por outras línguas e não me custa memorizar palavras. 53. Gosto de estar c/ pessoas e aceito o jeito diferente de cada um. Procuro entendê-las para ajudá-las melhor. Nunca julgo ou condeno alguém, mesmo pelo pior pecado. Busco instruir c/ paciência e persistência. 54. Gosto de elaborar sermões, de pregá-los e observar o efeito na vida das pessoas. 55. Recebo mensagens específicas de Deus com conteúdo para a igreja como um todo, bem como para indivíduos, conforme Deus me mostra. Estas mensagens nunca contradizem material já revelado por Deus.

68


20/10/2010

56. Quando ensino, percebo que as pessoas ficam envolvidas por inteiro, elas não entendem apenas com a cabeça, mas com o coração, aplicando o tema às suas vidas 57. Quando pessoas me procuram, penso nas diferentes opções que elas tem, mas deixo elas decidir. 58. Gosto de administrar as coisas da igreja: prédios, finanças, pessoas. Penso que quando eu me envolvo nesta área a igreja fica mais organizada e um lugar melhor para adorar. Os membros vêem esta qualidade em mim 59. Sinto-me incomodado quando fico muito tempo em um mesmo lugar. 60. Muitas vezes posso discernir os motivos das pessoas para ajudá-las, sem julgá-las por isso. 61. Regularmente tenho o privilégio de conduzir almas a Cristo, acompanhando-as ao batismo e confirmando-as na fé e na doutrina bíblica.

69


20/10/2010

62. Acho fácil aplicar os princípios bíblicos aos problemas das pessoas de tal forma que possa ajudá-las. 63. Deus tem respondido minhas orações, principalmente quando eu avanço nas aventuras de fé com confiança inabalável nEle. 64. Poucas coisas na vida dão-me maior alegria do que dar parte do que tenho para pessoas que necessitam ou para a igreja e o avanço do evangelho. 65. Os membros da igreja sabem que sinto prazer em visitar os doentes e necessitados, ajudando-os. 66. Sinto me satisfeito de convidar pessoas e oferecer o que tenho de melhor em minha casa. Gosto de servir uma mesa bonita bem como acolher da melhor maneira. 67. Minhas orações pelos outros, muitas vezes são respondidas e a igreja sabe disto e me procuram para orar.

70


20/10/2010

68. Conheço a história bíblica em seus detalhes e creio na ação de Deus em cada momento desta história. Conheço o plano profético e fico maravilhado com o plano da salvação em Jesus. 69. Sei que as críticas fazem parte da liderança e tenho aprendido com elas em humildade. Tenho me esforçado pelo melhor e procuro entender e ser sensível às idéias de outros. 70. Conheço tratamentos simples, sem contra-indicação para muitas doenças e males. 71. Gosto de estar no meio de pessoas de outros países; quando tenho que me comunicar com eles, faço o melhor que consigo, mesmo sem saber a língua.

71


20/10/2010

72. Consigo aceitar e amar descrentes como estão e com facilidade ajudá-los a conhecer Jesus.

73. Eu gosto de aconselhar pessoas nas diferentes fases de suas vidas. Elas também apreciam e tiram proveito para sua experiência espiritual e de vida. 74. Nunca pedi para ter o dom de profecia. Cumpro c/ o meu dever em humildade. Sirvo a igreja se ela quiser. 75. Empolgo-me em ler livros e me desenvolver em didática e psicologia do ensino. 76. Princípios Bíblicos me vêm rápido á mente quando me deparo com problemas.

72


20/10/2010

DESCUBRA O SEU DOM

Abaixo estão enumerados 76 espaços. Transcreva o número que você marcou na questão de número 01, no espaço abaixo também de número 01, o resultado da questão de número 2 transcreva para o espaço 2 e assim sucessivamente. Quando você preencher todos os 76 espaços abaixo, some os números da esquerda para a direita, e anote a soma na coluna Total. Por exemplo, você somaria os números do espaço 1, 20, 39, 58, obtendo um total. Faça um circulo nos resultados mais altos.

73


20/10/2010

Teste sobre Dons Espirituais Descubra o(s) seu(s) Don(s) Espirituais

Instruções Coloque nos quadrinhos correspondentes a cada um dos itens: 1 – Para totalmente falso. Nada a ver comigo. 2 – Tenho uma pequena inclinação, mas ainda não é real em minha vida. 3 – Já experimentei, mas somente poucas vezes. 4 – Tenho uma forte tendência. 5 – Para totalmente verdadeiro. Tudo a ver comigo.

74


20/10/2010

DESCUBRA O SEU DOM +

+

+

+

Total

Colocação

Administração

1

3

20

5

39

4

58

1

13

Apostolado

2

1

21

3

40

1

59

3

8

Discernimento

3

3

22

2

41

4

60

3

12

Evangelismo

4

5

23

4

42

3

61

5

17

Exortação

5

2

24

4

43

3

62

3

12

6

4

25

3

44

3

63

2

12

Liberalidade

7

5

26

5

45

2

64

4

16

Socorro e Misericórdia

8

1

27

5

46

4

65

4

14

Hospitalidade

9

5

28

4

47

4

66

5

18

75


20/10/2010

+

+

+

+

Intercessão

10

29

48

67

Conhecimento

11

30

49

68

Liderança

12

31

50

69

Cura

13

32

51

70

Línguas

14

33

52

71

Missionário

15

34

53

72

Pastoral

16

35

54

73

Profecia

17

36

55

74

Ensino

18

37

56

75

Sabedoria

19

38

57

76

Total

Colocação

76


20/10/2010

A “DESCOBERTA” As notas mais altas apontam suas tendências. • Saiba que este teste não tem a pretensão de ser mais que um auxílio para te ajudar a começar a procurar o seu dom espiritual. Também é uma ajuda para verificar se algumas qualidades essenciais estão sendo desenvolvidas na sua vida. • Lembre-se: EXORTAÇÃO, MISERICÓRDIA e HOSPITALIDADE são qualidades a serem exercitadas por todos os cristãos.

77


20/10/2010

Haverá provavelmente uma quantidade de três a cinco escores de valores muito semelhantes entre si. Anote os dons espirituais que Deus provavelmente tem dado a você. Naturalmente você precisa dar outros passos para uma confirmação final, mas este pode ser um ponto inicial, significativo, na descoberta do seu dom ou dons espirituais.

78


Os Dons do Espírito Santo gd