Issuu on Google+

Ele nas

Paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões - Praça Rui Barbosa

Ed. 05 - Dezembro de 2012 e Janeiro - 2013

Artigo

Mensagem do Pároco Pág. 02

Franciscanos

O Capítulo Provincial

JMJ

Por que acolher um jovem?

Pág. 06

Terra Santa

R$ 14,70

R$ 24,80

CÓD: 148296

A Bíblia dia a dia Sermão 8113

R$ 25,30

A Bíblia dia a dia Bordô wire-o

R$ 20,80

CÓD: 14

CD – Marquinho & Gilbert Clássicos Natalinos

R$ 24,50

9790

56 1251

Bate o sino pequenino Francesca Crespi

Pág. 08

Então é Natal... Uma antologia João Leonel

CÓD: 51

Paulinas!

CÓD :

Omerece seupresentes Natal

CÓD: 520438

Pág. 4 e 5

Peregrinação comove paroquianos

Paulinas Livraria – Rua Voluntários da Pátria, 225 – Centro – Curitiba – PR | Tel. (41) 3224-8559 – www.paulinas.org.br


Editorial A verdadeira paz “Jesus veio e pôs-se no meio deles. Disse-lhes ele: a paz esteja convosco!”. Segundo apresenta a narração bíblica, estas foram às primeiras palavras de Jesus aos seus discípulos, após sua Ressurreição. Dada tamanha importância que é a paz entre os homens, o próprio Deus a colocou como princípio para a construção de um mundo novo. 1º de janeiro é proposto no calendário civil como Dia Mundial da Paz. O homem, mesmo em meio aos seus conflitos diários, reconhece também a relevância que a paz deve ter entre os povos. Porém, vale lembrar que a paz não é simplesmente a ausência de guerra. A verdadeira paz, que todos precisamos, é, antes de tudo, o próprio Jesus. Obviamente que evitar a guerra armada é um caminho necessário à paz, mas, por outro lado, outros confrontos pessoais e comunitários podem ocasionar estragos muito maiores. Um exemplo da falta de paz, no homem de hoje, são as preocupações exacerbadas com a própria vida, com questões financeiras, profissionais; enfim, ansiedades que formam uma verdadeira zona de desconforto espiritual. Jesus, o Shalom de Deus Pai, e porque não dizer, a “paz entre os homens” vem para ocupar o espaço que somente a Ele deve ser reservado, que é o centro de nossas vidas. A partir do momento que nossa preocupação primeira passa a ser Deus, começamos a trilhar um caminho de ordenação, ou seja, onde tudo em nossa vida será ordenado – plano espiritual, emocional e, até mesmo, físico – em prol de uma plena vivência de paz. Boa leitura!

2

Dezembro e Janeiro

Bom Jesus

Pensamentos

Pároco

Bom Jesus

Destaques

Dezembro e Janeiro

3

Mensagem do

Cronograma

Paroquial

Frei Alexandre Magno Cordeiro da Silva, OFM

MISSA Segunda à sexta-feira: 07h, 12h, 18h30 Sábado: 07h e 17h15 Domingo: 08h, 9h30, 11h, 16h, 18h e 20h CONFISSÕES Terça, quarta e sexta-feira: 08h30 às 11h30 13h às 18h30 Segunda e quinta-feira: 13h às 18h30 Sábado: 08h30 às 11h30 e 15h às 17h Domingo: meia hora antes de cada Missa. NOVENAS Terça-feira: bênção e novena de Santo Antônio às 09h e 15h. Também após as Missas das 07h, 12h e 18h30 Última quarta-feira do mês: Novena (com Missa) às 12h e 18h30 em louvor a Santo Antônio de Sant´Ana Galvão (Frei Galvão) ADORAÇAO AO SANTÍSSIMO Toda terça-feira às 15h15. BATIZADOS Primeiro e terceiro sábado de cada mês às 15h Encontros (curso) de Batismo: Primeira quartafeira do mês das 20h às 22h CURSO DE NOIVOS: Informações na secretaria OFICINA DE ORAÇÃO: Todos os semestres APOSTOLADO DA ORAÇAO: Primeira sexta-feira do mês às 15h com a Missa às 16h LEGIÃO DE MARIA: terça-feira às 14h PNEUMA: terça-feira às 19h30 CÍRCULO BÍBLICO: sábado às 14h30 CATEQUESE: sábado às 14h30 com a Missa da Catequese às 17h15 REUNIÃO DO GRUPO DE JOVENS: após Missa dos jovens, domingo às 18h EXPEDIENTE DA SECRETARIA: segunda a sextafeira das 08h ao 12h e 13h às 19h, sábado: 08h às 12h e 15h às 18h30 Domingo: 08h às 11h30 e 15h às 18h30

Fim de ano e novo tempo É Natal! O Senhor vem em nossa direção para fazer-nos seus discípulos e colocar em nosso coração o desejo de eternidade. Com alegria, saudamos cada um de nossos paroquianos. Leve aos seus familiares a saudação dos freis e da Comunidade Paroquial Bom Jesus. Neste mês, temos no Salão Paroquial a exposição de presépios preparada pela família franciscana. Vale a pena fazermos como São Francisco e contemplarmos o nascimento do Senhor. Monte em sua casa um presépio. Se necessitar, temos belos modelos na portaria, adquira o seu! Temos na portaria, também, o livrinho para os círculos bíblicos e para a novena de Natal, que já começou em alguns condomínios. Disponibilizamos gratuitamente a folhinha da Paróquia. Este ano, ela ficou ainda mais bonita. Aconteceu dia 13 de dezembro a Missa em Ação de Graças pelas pastorais e serviços de nossa Paróquia. Somos 33 diferentes grupos, cuidando do anúncio, da formação

sacramental, da liturgia, do aprofundamento da fé, da piedade mariana, da manutenção, da solidariedade e da autoajuda. Falta-nos na Paróquia o grupo da Comunicação. Hoje, temos contado com a Dominus para a coordenação e produção deste Jornal. Verificamos que esta deverá ser uma tarefa da comunidade. Mais uma vez, agradecemos ao valioso serviço que a Dominus tem nos prestado. Agradecemos, especialmente, ao Frei Rozântimo pela iniciativa da criação do Jornal Bom Jesus. Em vista do projeto de evangelização da Província Franciscana, alguns foram transferidos, partindo para novos desafios. Nosso agradecimento ao Frei Conrado Lindmeier, Frei José Henrique Rosa e Frei Rozântimo Antunes Costa pelo que ajudaram a construir na fraternidade paroquial e conventual do Bom Jesus. E damos as boas-vindas ao Frei Dalvino Munareto que vem se juntar a nossa fraternidade.

“Com alegria, saudamos cada um de nossos paroquianos. Leve aos seus familiares a saudação dos freis e da Comunidade Paroquial Bom Jesus”

Franciscano Espaço

Cheia de Graça pelo poder de Deus

Frei Rozântimo Costa, ofm

Mesmo sem querer, cada um de nós vem a este mundo com a herança de maldade e sujeira de nossos pais e antepassados: carregamos o pecado original. Com Maria foi diferente. Deus a preparou sem nenhuma mancha, para ser mãe de seu filho, Jesus. Ela foi à digna morada de Deus. Como é que Deus, a santidade por excelência, viria habitar em um corpo pecador? Maria é a Imaculada Conceição: foi criada por Deus sem a impureza do pecado. Essa verdade foi aceita, desde a Igreja primitiva. No dia 08 de dezembro de 1854, o Papa Pio IX proclamou solenemente, para toda a Igreja, que Maria, desde o primeiro instante de sua concepção, foi preservada sem o pecado original. Em outras palavras, ela é a Imaculada Conceição. Deus quis uma morada santa para seu filho: Maria.

Em toda a sua vida, Maria esteve na graça da nova criação, não por merecimentos próprios, mas por vontade de Deus, que a quis mãe de seu Filho. Maria deve a Jesus essa graça. E ela tão bem reconhecia a sua pequenez. 8 de dezembro, Festa da Imaculada Conceição, é uma festa das mais queridas do nosso povo. São muitas as paróquias do Brasil que têm como padroeira a Virgem da Conceição. Em quase todos os municípios, há capelas dedicadas a Mãe de Jesus, sob o título de Conceição. No íntimo do nosso coração, desejamos a santidade, ter uma vida transparente e pura, mas nem sempre conseguimos. A virgem da Conceição é o exemplo humano mais acabado de santidade e pureza. Pelo poder de Deus, ela foi concebida Imaculada, sem a mancha do pecado, que contamina todos nós.

As fotos não estão com uma resolução muito boa, mas foram as únicas que conseguimos

Silentium

Material sobre os Direitos Humanos Está disponível para download no site da Juventude Franciscana (JUFRA) – www.jufrabrasil.org – a cartilha que traz os subsídios da 3ª Jornada Franciscana Nacional pelos Direitos Humanos. O material está dividido em três encontros, nos quais são discutidos os temas relacionados ao Estado, à Saúde Pública e à Ecologia. A Jornada, que aconteceu de 1 a 10 de dezembro em diversos lugares do país, teve caráter nacional. Assim, o tema “Juventude Franciscana na construção da sociedade do bem-viver” foi trabalhado em todas as regiões do país por meio de atividades ligadas aos Direitos Humanos. O próximo evento de grande destaque da Juventude Franciscana é o XV CONJUFRA – Congresso Nacional da JUFRA do Brasil. O encontro será em Santa Maria (RS), de 8 a 12 de fevereiro de 2013, com o tema “Tua missão é servir”. Mais informações sobre a Jornada Franciscana ou do Congresso da JUFRA, acesse o site jufrabrasil.org.

O Capítulo de 2012 em Agudos

Assembleia da Ordem reuniu 13 regionais num encontro de fraternidade e orientações para os frades do Brasil De 6 a 12 de novembro, a Província Franciscana da Imaculada Conceição celebrou mais um Capítulo Intermediário. Cerca de 100 freis, representando as 13 regionais que compõem a Província, estiveram reunidos em uma experiência de fraternidade para, também, discutirem assuntos importantes relacionados à Ordem dos Frades Menores. O encontro aconteceu no Seminário Santo Antônio, em Agudos (SP). Foram representando a regional de Curitiba os freis Alexandre Verardi, Fábio Cesar Gomes, Orlando Bernardi e Vagner Sassi, além do coordenador da regional Frei

Alexandre Magno da Silva, que também é pároco da Igreja Bom Jesus dos Perdões. Na ocasião do Capítulo Provincial, que tinha como tema “Para onde nos conduz o Espírito”, foram eleitos os novos Definidores – que são os freis que fazem parte do governo geral da Província. Logo após o almoço de encerramento do encontro, os membros do governo já fizeram sua primeira reunião com a nova equipe. Os Capítulos Como define o dicionário da língua portuguesa, Capítulos são Assembleias de dignitários eclesiásticos. Já os documentos francisca-

nos aprofundam dizendo que “o Capítulo foi uma forma encontrada pelos institutos de vida religiosa, como assembleia institucionalizada, reunindo os membros convocados em seus diferentes níveis, para abordar questões relacionadas com a forma de vida professada”. Diversos temas são discutidos durante essas assembleias. Mas, além disso, os frades franciscanos prezam para que elas [as assembleias] sejam ambientes de grande vivência fraternal onde é retomado o sentido da missão, fazem-se avaliações, projetam-se novas metas, preserva-se o espíri-

to de familiaridade e corresponsabilidade, elaboram-se normas e leis e zela-se pela formação espiritual, pela organização da vida em comum e pela vivência apostólica dos religiosos. A origem dos Capítulos da Ordem se dá desde os tempos de Francisco de Assis. Conta-se que quando a fraternidade chegou a ter oito irmãos, o fundador reuniu todos os participantes para tratar de temas de fraternidade e dar-lhes instruções a cerca da missão. Após isso, novos encontros foram marcados com objetivos mais amplos.


O Natal de Grecco A espiritualidade franciscana a partir da caracterização do nascimento de Jesus Frei Rozântimo Costa, ofm

Segundo a tradição, a primeira representação visualizada, teatralizada e celebrada de um Presépio aconteceu no ano de 1223, num bosque próximo de Greccio, na Úmbria, região da Itália. Quem tomou essa iniciativa foi Francisco de Assis. E,com isso, ele passa a ser o primeiro a organizar, de um modo plástico, a cena da Encarnação do Filho de Deus. Encarnar-se significa morar junto, estar próximo, tomar a mesma forma. Este é o cuidado de nosso Deus: ser um com o humano. Sair da gruta de Be-

lém, do bosque de Greccio, numa verdade de colo, ternura, encantamento, fecundidade de pai e mãe e silenciosa contemplação de ofício de pastores. O presépio de Greccio lembra o calor humano que prepara o lugar para o divino nascer. Tudo se une! Animais, ovelhas, bois, burro, pedras, árvores e plantas, céu estrelado, noite silente, anjos e canções. Há muita luminosidade em tudo e por tudo: a luz do Amor que aquece e a sensibilidade que observa um Deus ensinando a convivência. O Deus que ama e cuida prepara ali

o futuro do mundo: a essência da vida não está no aparato técnico, mas no afeto. Quem reinventa o Natal, reencontra a humanidade e a vizinhança do sagrado. Aquele Deus Menino nos ensina que a essência da vida está sempre em preparar um lugar, uma casa, um ninho, uma manjedoura. A vida precisa de cuidado para subsistir! Se você cuida, uma Estrela Guia aparece no céu da sua vida, indicando o caminho do bem, da bondade, da solidariedade, da porta que se abre, do presente que vem de longe ou de perto.

O Natal de Greccio nos traz o mundo dos valores, dos símbolos e significados: quando se começa a acolher e hospedar, tudo começa a dar certo! Na simplicidade do lugar, a Vida foi recebida, o Verbo se fez carne, a Grandeza de um Deus se fez Criança. O gesto obediente de José, a inspiração lida no sonho, o sim gratuito de Maria, o jeito sagrado de ser família nos mostra que o cuidado é a base onde se revela a vida. Essa dimensão, que tem uma fonte espiritual inesgotável, nos prepara para grandes realizações. Bem-aventurados os que cui-

“... supremo propósito de Francisco era observar tudo e por tudo o Santo Evangelho, seguir perfeitamente a doutrina e imitar os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo”

dam! Os que geram fraternidade, os que aproximam todas as criaturas, os que preparam o berço para o Divino e para o Amor! Bem-aventurados os que estão próximos dos relacionamentos mais simples, os que criam a inserção natural dos gestos mais generosos! Bem-aventurados os que vivem de um modo maternal, paternal e filial. Os que cuidam e fazem nascer um Deus a cada dia! *Disponível em carismafranciscano.blogspot. com.br

lavras e com penetrante consideração rememorava as obras dele. Principalmente, a humildade da encarnação e a caridade da paixão de tal modo ocupavam a sua memória que mal queria pensar em outra coisa. Deve-se por isso recordar e cultivar em reverente memória o que ele fez no dia de Natal de nosso Senhor Jesus Cristo no terceiro ano antes de sua gloriosa morte na aldeia que se chama Greccio (...) “Quero celebrar a memória que nasceu em Belém e ver com os olhos corporais os apuros e necessidades da infância dele, como foi reclinado no presépio e como, estando presentes o boi e o burro, foi colocado sobre o ferro.” E aproximou-se o dia da alegria, chegou o tempo da exultação. Os irmãos

“Quem reinventa o Natal reencontra a humanidade e a vizinhança do sagrado”

Reflexão A mais sublime vontade, o principal desejo e supremo propósito de Francisco era observar tudo e por tudo o Santo Evangelho, seguir perfeitamente a doutrina e imitar os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo som toda a vigilância, com todo o empenho, com todo o desejo da mente e com todo o fervor do coração. Recordava-se em assídua meditação das pa-

foram chamados de muitos lugares: homens e mulheres daquela terra, com ânimos exultantes, preparam segundo as possibilidades, velas e tochas para iluminar a noite com que o astro cintilante iluminou todos os dias e os anos. Veio finalmente o Santo de Deus e, encontrando tudo preparado viu e alegrou-se. E, de fato, prepara-se o presépio, traz-se o feno, são conduzidos o boi e o burro. Ali se honra a simplicidade, se exalta a pobreza, se elogia a humildade, e de Greccio se fez como uma nova Belém. Ilumina-se a noite como o dia e torna-se deliciosa para os homens e animais. As pessoas chegam ao novo mistério e alegrem-se com novas alegrias. O bosque faz nascer as vozes e aos rochas respondem aos que se rejubilam. Os irmãos cantam: rendendo os devidos louvores ao Senhor, e toda a noite dança de jubilo. O santo parou diante do presépio suspirou, cheio de piedade e de alegria. A Missa foi celebrada ali mesmo no presépio, e o sacerdote que celebrou sentiu uma piedade que jamais experimentara até então.

* Trecho retirado de Tomás de Celano, Vida I, 84-86, Fontes Franciscanas e Clarianas. Vozes/FFB, Petrópolis 2004.

O Príncipe da Paz Frei Rozântimo Costa, ofm

“O povo que estava nas trevas viu uma grande luz”. Apareceu o carinho e o amor de Deus para com os homens. (Tt3, 47). A liturgia de Natal está repleta de expressões como esta para fazer-nos entender a grandeza do nascimento de Cristo. Manifestou-se a graça de Deus. Quando a graça se manifestou então não existe cálculo nem acepção de pessoas. Antes de tudo é interessar-se por quem não te, nada para retribuir. A graça se manifestou para todos os homens. Veio despojada de tudo. O Messias veio na pobreza. O Natal é a noite da grande profissão de fé em Deus menino: Pobre numa manjedoura. Os primeiros que saudaram o Salvador foram os pobres e humildes: N. Senhora, São José, os pastores. Os “Grandes” foram os primeiros que o perseguiram. Não obstante o Salvador ter-se manifestado na maior humildade e pobreza, manifestou-se a eterna grandeza. Jesus é a palavra definitiva de Deus: “E o verbo se fez carne”. Tudo o que Jesus disse e fez foi a palavra de Deus; e tudo o que Deus disse e fez desde o começo nós podemos ver em Jesus Cristo. Se quisermos ver Deus olhemos Jesus de Nazaré. Nele Deus se revela. Pela Encarnação do Ser Divino nosso ser é divinizado e chamado a uma vida sem fim. Jesus é o Príncipe da Paz. Que neste Natal a Paz aumente em cada um de nós. O Reino de Deus é o Reino da Paz e da Justiça. Neste Reino não há desigualdade. Ninguém é desprezado. Temos como tarefa construir um mundo mais justo. Enquanto a situação continuar como está, não há Natal digno de Cristão. Que a vida do nosso povo seja menos opressiva. Que todos possam cumprir seus deveres e tenham também seus direitos respeitados. FELIZ NATAL E ABENÇOADO ANO NOVO!


JMJ

6

6

Família que acolhe A experiência da Semana Missionária, que antecede a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), promete ser muito proveitosa, não somente para os peregrinos que chegam ao Brasil, mas também para as centenas de famílias que os acolhem. De 15 a 20 de julho de 2013, milhares de jovens devem visitar as dioceses brasileiras para participar de uma semana de evangelização, oração, animação e, principalmente, troca de experiências. “Acreditamos que o contato com as variadas culturas será o grande diferencial nessa dinâmica”, comenta Claudio Silva, coordenador da juventude da Paróquia Bom Jesus dos Perdões. Tendo participado da JMJ de Madrid, em 2011, Claudio lembra que pôde aprender muito da cultura popular, da fé e da vivência do povo espanhol através do diálogo com a família, onde esteve hospedado durante a semana mis-

sionária daquele ano. Marilene Trindade, que pretende recepcionar dois peregrinos em sua casa, observa que “é importante receber os jovens que vêm dos outros países para também termos renovada a nossa fé, conhecendo a fé deles. Além disso, quero participar de maneira concreta na evangelização da juventude, e creio que essa atitude contribui para isso”. A Arquidiocese de Curitiba tem se preparado para o evento, realizando inclusive cursos, em parceria com a Secretaria de Turismo, sobre como acolher os turistas. Palestras com as famílias que pretendem hospedar os jovens também foram realizadas, a fim de passar orientações de como proceder no período. Para mais informações sobre como cadastrar sua família para receber os peregrinos durante a Semana Missionária, entre em contato com a secretaria paroquial.

Pastoral da Catequese As atividades da catequese para 2013 serão retomadas em fevereiro. Na primeira semana do mês, as crianças que não fizeram sua matriculas poderão se inscrever na secretaria paroquial.

Bom Jesus

Dezembro e Janeiro

Ação paroquial

pastoral

Após um ano de intensas atividades, PJF se prepara para um 2013 com grandes eventos intensificados pela Jornada Mundial da Juventude

Um ano de protagonismo jovem Claudio Silva

A Pastoral da Juventude Franciscana (PJF) encerra mais um ano colhendo frutos do comprometimento e trabalho em prol da evangelização. Para 2013, os esforços aumentam com novas perspectivas de missão. E, com elas, a esperança de um novo ano feliz. Não somente a felicidade que carregamos em nossos sonhos, mas que podemos e devemos vivenciá-la a cada momento em comunidade. Pensando nisso, por que não exercitarmos nossa fé? Neste ano, teremos a alegria e satisfação de realizar e vivenciar a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). A oportunidade nos foi dada e o Brasil terá a honra de mostrar aos jovens de todo mundo a importância da evangelização. A todo jovem cabe o papel de anunciar o Cristo, de levá-Lo a todo irmão, de mostrar aonde chegaremos alimentando nossa fé no Salvador. A JMJ é um sonho que nasceu do coração de Deus e, partindo daí, continuaremos esse trabalho de amor. Unamonos no entusiasmo e na fraternidade cristã, segurando uns nas mãos dos outros, seguindo adiante e comungando de um só e único Cristo! Façamos a nossa parte, agregando novos discípulos para o Reino. Sejamos verdadeiros cristãos católicos, todos juntos

Conheça as Oficinas de Oração e Vida e percorra o caminho do encanto de Deus ao encanto da Vida Encontros duas horas. Teremos um grupo nas segundas e quartas.

no amor de Deus por nós. O caminho é longo, justo e certo! É por Ele e Nele que nos uniremos e louvaremos o Seu nome, transformando nossas vi-

das, fortalecendo nossos corações, servindo ao próximo e tornando-nos pessoas melhores diante do Pai!

A Caminho da JMJ No dia 2 de dezembro, aconteceu um passeio ciclístico na Paróquia Bom Jesus. O evento proporcionou um ambiente de união entre jovens e comunidade, buscando o mesmo objetivo: a divulgação da Jornada Mundial da Juventude 2013. Também, na oportunidade, foram feitos cadastros de voluntários para as atividades da Semana Missionária, que antecede a Jornada Mundial da Juventude, em julho. “Na amizade e no calor humano, esse encontro possibilitou a evangelização por meio do esporte, buscando mostrar o foco da jornada”, comenta Claudio Silva, coordenador da Pastoral da Juventude Franciscana (PJF). A proposta, ainda, é agregar cada vez mais os jovens no propósito de ter uma experiência próxima com a pessoa de Jesus Cristo.

Frentes Fraternidade Pastorais Fim de Conheças as frentes pastorais e os movimentos da Paróquia Bom Jesus dos Perdões: Paróquia Anúncio e Vida Sacramental 1.Catecumenato 2.Catequese 3.Curso de Batismo 4.Curso Noivos – CENPLAFAM

Paróquia e Serviços de Auto Ajuda 29.AA – Alcoólicos Anônimos 30.AL – Anom – Grupo de Familiares 31.Mada – Mulheres que amam demais anônimas 32.Nar – Anon – Grupo de Familiares 33. NA – Narcóticos Anônimos

Dezembro e Janeiro

ano na Bom Jesus

Eventos marcam vivência de Natal na Paróquia e preparam fiéis para o nascimento do Deus Menino

Presépios e músicas animam o fim de ano na Paróquia Bom Jesus dos Perdões. Uma exposição, organizada pela Família Franciscana de Curitiba, está disponível no salão Paróquia Celebra a Vida paroquial da Igreja 5.Ministros Eucaristia Matriz, apresentando 6.Pastoral da Acolhida diversas montagens da 7.Ministério de Música Família de Nazaré. 8.Coral Bom Jesus Um fundo azul com 9.Coral Santa Clara detalhes brancos, que 10.Grupo do Pãozinho remete ao céu, cobre toda a sala. Sobre meParóquia Aprofunda a Fé sas decoradas por um 11.OFS papel, que imita as 12.Apostolado da Oração rochas, foram dispos13.Pneuma tos os quase 10 presé14.Oficina de Oração pios franciscanos. Uns 15.Estudos Bíblicos com mais ovelhas, ou16.PJF tros modernos ou sim17.Vicentinos plificados. Diferentes 18.Movec – Movimento tons que representam Ecumênico uma mesma história: o nascimento do MeniParóquia nas Mãos de Maria no Jesus. 19.Legião de Maria A exposição, aberta 20.Mil Ave-Maria de 1 a 24 de dezembro, 21.Movimento das Capeli- tem visitação disponhas nível diariamente das 22.Terço dos Homens 9h às 19h. Além disso, quem vai conhecer os Paróquia e sua Manutenção presépios também é 23.Dízimo convidado a prestigiar 24.Festa de Santo Antônio Paróquia a Serviço da Solidariedade 25.SEFRAS 26.Enxoval de Bebê e Gestantes 27.SOS - Família 28.Pia União Lar Antônia / Creche S.Francisco

Bom Jesus

Fé, esperança e caridade

7

Entrevista

Anos de luta e defesa social

Frei Angelo Vanazzi, 57, é natural de Chopinzinho, sudoeste do Paraná. Nascido em uma família de grande vivência católica, o religioso conta um pouco sobre sua vocação e relata uma vida de luta em favor dos Direitos Humanos e defesa dos necessitados. Jornal Bom Jesus - Aos 13 anos de idade, o Senhor entrou para o seminário. Em que contexto nasceu o seu desejo de ser sacerdote? AV – A minha vocação despertou dentro de um ambiente familiar tradicionalmente católico. Tenho primos que são sacerdotes e religiosos. E, além disso, era comum naquela época que os jovens entrassem cedo para o seminário. JBJ - Desde sua ordenação, aos 28 anos de idade, em que lugares o Sr. morou? AV – Morei em três paróquias em Santa Catarina, três no Mato Grosso, duas em Angola e, desde agosto do ano passado, estou em Curitiba (PR).

a Feira de Artesanato da Família Franciscana, montada em outro ambiente no salão paroquial. Música A arte musical igualmente compõe o Natal. Um belíssimo concerto apresentado no dia 6 de dezembro encantou os paroquianos da Igreja da Praça Rui Barbosa, que

puderam ver um conjunto de corais, organistas, violinistas, tenores e sopranos. O evento é beneficente e já está na sua 14ª edição. Uma das organizadoras é a organista Maria Esther Arce Loayza, que faz parte da Paróquia Bom Jesus e demonstra dedicação durante quase todo o ano na preparação desse Concerto de Natal.

Programação de Missas * 24/12: 7h / 12h; * Missa da Véspera de Natal: 20h; * 25/12: 8h / 9h30 / 11h / 15h / 16h / 18h / 20h

JBJ - Enquanto o Sr. esteve na Angola, fazia-se algum trabalho social semelhante ao do Brasil? AV – Na Angola, a nível de Pastoral Social, trabalha-se muito mais ligado na educação e na saúde. É uma realidade diferente. Lá, administramos escolas e compram-se medicamentos para serem revendidos a preços mais baixos para a população.

Ações da Terceira Idade Rubiane Orsso

No ano de 2012, algumas idosas, junto ao Frei Alexandre Verardi, decidiram iniciar um grupo de atividades, para que juntas pudessem desenvolver novos relacionamentos, evitando, assim, a solidão e o sedentarismo. Como o grupo teve uma boa repercussão, percebeu-se a necessidade de aprimorar e acrescentar novas atividades que promovam uma melhor qualidade de vida, resgatando a autoestima e a autonomia para elevar potenciais e

habilidades. Através de atividades físicas, dança circular, oficinas de cidadania, dinâmicas, passeios e atendimento com o Serviço Social, esses objetivos puderam ser alcançados. Atualmente, o grupo conta com 15 participantes, que se reúnem todas as quartas-feiras. Para o próximo ano, pretende-se fortalecer essa iniciativa e acompanhar o trabalho voluntário que algumas participantes desejam realizar junto ao Chá do Padre – projeto que irá fornecer o

JBJ - Como foi sua atuação frente às lutas sindicais na década de 80? AV – Neste período, eram muito necessárias a defesa do Movimento Sem Terra e as lutas sindicais, para que acontecesse a reforma agrária e houvesse mais oportunidade de emprego. Conseguimos diversos assentamentos, principalmente no Mato Grosso. Também, no oeste catarinense, era forte a luta sindical. Buscávamos desenvolver bem a Pastoral Social, durante esses anos, principalmente para valorizar a classe dos trabalhadores e ajudar os mais pobres.

café da tarde aos moradores de rua, de forma humana e acolhedora. Queremos convidá-lo a conhecer esse e outros dos nossos projetos e, também, a somar-se a nossa equipe de voluntários!

Serviço Contato com o SEFRAS: De 2ª a 6ª Feira, das 13h às 19h Endereço: Rua 24 de Maio, n° 95, Centro Telefone: (41) 3281-7721

JBJ - Após quase 30 anos de sacerdócio, o Sr. se considera uma pessoa realizada? AV – Sim. Na vocação, todo dia é necessário renovar-se, tem que entusiasmar-se de novo. E isso se consegue através do cultivo da espiritualidade e da oração. É diferente de uma motivação do mundo. É uma questão de vocação e realização pessoal na doação à causa de Deus e do Evangelho.

A PARAISOTUR CONVIDA PARA UMA FANTÁSTICA VIAGEM NO SPLENDOUR OF THE SEAS NAVEGANDO COM FREI ROZÂNTIMO PUNTA DEL ESTE / BUENOS AIRES / MONTEVIDEO 12 A 19/04/2013

Início das Oficinas: 25/02/2013 às 19:30 h e 27/02/2013 às 14:30 h Informações: Fone 3029-5209. Inscrições na secretaria do Bom Jesus.

GARANTA JÁ SUA VAGA PELOS FONES: 3322-33-39 / 9967-06-32 OU 9934-98-04 COM BENEDITO OU DILMA


Uma peregrinação a lugares santos

Paroquianos fazem viagem a Assis e à Terra Santa, uma experiência de esperança vividas neste início do Ano da Fé Entre os dias 11 e 27 de novembro, o Frei Rozântimo Costa, a convite da Comunidade Obra de Maria, acompanhou um grupo de 30 pessoas para a Itália e Israel. Muitos destinos sagrados foram visitados pela comitiva que relatam uma forte e emocionante experiência na terra onde Jesus andou. O primeiro destino foi à Itália. Conhecer Roma, assistir uma audiência com o Papa Bento XVI e depois passear em Assis iniciaram a programação do grupo brasileiro. “Entrar em Assis é como topar com Francisco”, recorda Frei Rozântimo ao comentar que a cidade ainda preserva

a arquitetura da Idade Média. Cássia e Lanciano foram outras cidades visitadas na Itália, além da Basílica de São Miguel. Já para irem a Israel, havia certo clima de tensão. Neste período, falava-se muito nas guerras e invasões que se passavam próximo do país. Porém, os peregrinos não vivenciaram nenhum incidente relacionado aos ataques na faixa de Gaza. Após se hospedarem em Tel Aviv, capital de Israel, seguiram para Nazaré, onde encontraram um mosaico com Nossa Senhora Aparecida junto com outras imagens de aparições

da Virgem Maria. Puderem também rezar uma Missa no local onde era a casa de São José. Em Caná da Galileia, aconteceu a renovação da promessa de matrimônio de um casal do grupo. E, como parte do itinerário, foram até a Basílica da Transfiguração, no Monte Tabor. Cafarnaum, as ruínas das sinagogas e o Mar da Galileia, chamado de Tiberíades, também foram visitados pelos peregrinos. No Rio Jordão, eles aproveitaram para fazer a renovação das promessas do batismo, já que ali aconteceu o batismo de Jesus assistido por João Batista. Em Belém, conhece-

Anuncie aqui

3281-7700 Com Frei Rozântimo

ram o local do nascimento de Jesus e, em Jerusalém, viram a Via Sacra revivendo a paixão do Filho de Deus. O Monte das Oliveiras, Monte Sião e o Muro das Lamentações encerraram a visitação, repleta de emoções em tantos outros lugares que nem puderam ser descritos aqui. “Uma das missões dos franciscanos é levar peregrinos à Terra Santa”, reforça Frei Rozântimo com sentimento de dever cumprido, diante de espetacular missão. “Não foi uma viagem de turismo, foi uma peregrinação neste Ano da Fé, onde voltamos fortalecidos na esperança em Deus”, conclui.

Este quadro do nascimento do Menino Jesus está localizado no interior da capela de confissão, da Paróquia Bom Jesus dos Perdões. A imagem remete ao presépio, onde o Menino Deus nasceu, em Belém. A expressão, em latim, “Gloria in excelsis Deo” escrita logo abaixo do anjo quer dizer: “Glória a Deus nas alturas”. Essa mensagem faz parte da oração “Glória a Deus nas Alturas, e paz na Terra aos homens por Ele amados”. Anderson Walter Borges


Sementes do Verbo - Dezembro