Page 1

Santuário Sagrado Coração de Jesus | Junho de 2011

A caminho de Pentecostes

O mesmo e único Espírito guia e fortalece a Igreja no anúncio da Palavra, na celebração da fé e no serviço da caridade (DAp 166) Pág.07

Foto: Edson de Farias


EDITORIAL

Paróquia conta com uma PasCom

O Jornal do Santuário é fruto da colaboração e do envolvimento dos agentes pastorais de todas as comunidades da Paróquia. Esse grupo de pessoas forma a Pastoral da Comunicação (PasCom) e tem o compromisso de fazer dos veículos de comunicação social uma ferramenta para evangelização. Com reuniões mensais o grupo se encontra para planejar e discutir as ações de comunicação nas plataformas onde hoje atua: a mídia impressa com o Jornal do Santuário, a internet com o site www.santuarioscj.com.br e a rádio, atualmente com os programas A Caminho da Luz, O Pão da Palavra e a Voz do Santuário, todos na Rádio Difusora Arca da Aliança (AM 1480). Além dos veículos pertencentes à Paróquia, cabe a PasCom ocupar outros espaços, levando informações da Igreja também para a mídia secular local, é o trabalho de assessoria de imprensa. Para dar conta de tamanha responsabilidade os membros da PasCom participam da Escola Diocesana de Comunicação. É um constante aperfeiçoamento, para que possam levar a Boa Nova cada vez mais longe, com uma linguagem evangelizadora forte e consonante com as diretrizes da Santa Igreja.

MISSÃO

A Igreja na Mídia Pe. Luís Antônio Nunes da Silva

Já em 2010, o Papa Bento XVI convidava a Igreja a lançar-se em uma nova missão evangelizadora, através das modernas ferramentas de comunicação social, geneticamente indicadas por media. Em sua Mensagem, para o 45º dia Mundial das Comunicações Sociais, o Santo Padre declara “que as novas tecnologias estão a mudar não só o modo de comunicar, mas a própria comunicação em si mesma, podendo-se afirmar que estamos perante uma ampla transformação cultural. Com este modo de difundir informações e conhecimentos, está a nascer uma nova maneira de aprender e pensar, com oportunidades inéditas de estabelecer relações e de construir comunhão”. Vivemos em uma era da comunicação recheada de modernas tecnologias, que estreitam as distâncias e aproximam as pessoas em fração de segundos. Contudo, o avanço nos meios de comunicação não implica diretamente em um aprimoramento do conteúdo da

MENSAGEM DO PÁROCO

Nos “cenáculos” dos corações! Pe.Claudionor José Schmitt scj

Foi no recinto do cenáculo que Deus nos presenteou os tesouros da Eucaristia e do Espírito Santo. Por isso, a imagem do “cenáculo” ficou marcada em todos nós como a síntese do DOM REPARTIDO. Ao celebrarmos, neste mês de junho, as Solenidades de Pentecostes e Corpus Christi, essa imagem servirá de inspiração e convite para fazermos de nossos corações, famílias e comunidades um “CENÁCULO” para acolher esses dons e ‘louvar a Deus que continua a derramar seu amor em nós pelo Espírito Santo e nos alimentar com a Eucaristia’ (cf DA 106). É no “cenáculo” de cada coração, família e comunidade que, hoje, Deus quer fazer sua

OPINIÃO

morada, derramar o seu Espírito de amor; quer nos reunir e acolher à mesa do banquete do seu Filho para nos saciar com Pão da Vida. É com os nossos “cenáculos” ardentes com o fogo do Espírito Santo, saciados e fortalecidos com o do Pão da Vida que somos chamados a nos apresentar ao mundo: com um “rosto missionário”, como “carta de Cristo” e “casa e escola de comunhão”; ao proclamar e testemunhar que Jesus está no meio de nós; e a levá-LO pelas estradas de nossa paróquia, na certeza de que Ele quer nos abençoar com sua presença, caminhar onde nós caminhamos e viver onde nós vivemos.

2

mensagem, e muitas vezes o sentido do ato de comunicar é vazio. É urgente a necessidade de a Igreja ocupar um espaço ainda ocioso e mal explorado pelos cristãos. Esses meios representam o desafio atual da evangelização; um terreno amplo, cheio de possibilidades, habitado por pessoas sedentas e necessitadas da Palavra de Deus. A mensagem evangelizadora, em nossos dias, exige de seus promotores uma inserção nas atuais ferramentas tecnológicas. Neste sentido, a mensagem evangélica deve ser qualificada e eficaz, ao ponto de fazer encontro entre as pessoas; filhos e filhas de Deus que comungam dos mesmos princípios indicados e vividos por Jesus. Somos chamados, assim, a anunciar a nossa fé: que Cristo é Deus, o Salvador do homem e da história, aquele em quem todas as coisas alcançam a sua perfeição (cf Ef 1,10).

SANTO DO MÊS

São Luís Gonzaga

Considerado o “Patrono da Juventude”, São Luís Gonzaga nasceu no ano de 1568 na Corte de Castiglione. Recebeu, por parte de sua mãe, a formação cristã. Já seu pai o motivava a ser príncipe. Sua família tinha muitas posses, mas graças ao amor de Deus, Luís, desde cedo, deixou-se possuir por esse amor. Com dez anos, já dava testemunho do Evangelho. Consagrou-se a Nossa Senhora. Assim, descobriu seu chamado e passou a desejar ser padre. Entrou para a Companhia de Jesus, onde viveu durante seis anos. Com pouco mais de 20 anos, faleceu no dia 21 de junho de uma peste espalhadada por Roma. São Luís Gonzaga, rogai por nós!

www.santuarioscj.com.br


MÊS DE FESTA

Uma vida de doação e amor

Pe. Humberto comemora 58 anos de sacerdócio com a força e alegria que brota do Sagrado Coração de Jesus De garoto travesso a sacerdote missionário do Sagrado Coração de Jesus. Pe. Humberto Domingos Penso, SCJ, conhecido carinhosamente como “Tigrão”, carrega histórias e mais histórias de sua vida sacerdotal. Neto de italianos vindo para o Brasil em busca de melhores condições de vida, e natural de Iômere, no Vale do Contestado, Pe. Humberto herdou da família o amor pela Santa Igreja e pelo cuidado com o povo mais sofrido. A casa da família recebia os sacerdotes que apareciam para batizar, casar e doutrinar. “Eu venerava esses missionários”, conta Pe. Humberto. A semente do amor pela vocação sacerdotal já estava enraizada no coração do jovem. Quando o pai ia enviar o irmão mais velho para o Seminário de Corupá, ele se negou a ir. “Bem, falou o pai, se ele não quer, podem levar o Humberto que está vibrando para ir”. Foi a oportunidade do pequeno Humberto seguir o chamado que Deus lhe fazia. Fez o noviciado em Castro/PR, o curso de Filosofia em Brusque e Teologia em Taubaté/SP. No dia 28 de junho de 1953, ele se tornara padre do Coração de Jesus. Em 1954 passou rapidamente por Joinville, a

fim de substituir o Pe. Augusto Weicherding. “Foi meu primeiro contato com o povo desta bela urbe, operosa e dinâmica, nesta cidade florida”, acrescenta.

Missionário do Sagrado Coração Após várias transferências, foi enviado para as Missões no Maranhão, onde se tornou Superior da Missão por quase 15 anos, em Pindaré Mirim. A malária (que teve cinco vezes), os problemas no coração e a diabetes obrigaram o padre a se despedir nos sertanejos, caboclos e índios que tanto evangelizou e amou. “A vida do missionário é um constante inserir-se na cultura e vivência de um povo, doar-lhe a vida e partir para onde o Espírito de Deus nos chama”, explica Pe. Humberto. E qual é o segredo de tanta disposição? “O que me faz feliz como padre é gostar demais de minha vocação sacerdotal”, finaliza o missionário do sacerdote do Sagrado Coração de Jesus.

Feliz aniversário, Pe. Luís Antônio! “Ensinai-nos Senhor a bem contar os nossos dias para alcançarmos o saber do coração”. (Sl 89, 12). Quando vivemos os nossos dias com sabedoria e fé em Deus, ficamos cada vez mais próximos desse saber do coração de que fala o salmista. Em nosso cotidiano, contamos com o Pe. Luís para nos ajudar nessa caminhada. Ele mesmo que, a cada dia, é usado mais e mais pelo Senhor para ser instrumento de alegria e conhecimento para todos nós. Agradecemos a Deus pela sua vida, celebrada dia 13 de junho, e que o Senhor a encha de felicidade e fé.

GERAL

3

www.santuarioscj.com.br


MISTÉRIO

INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ

Deus Uno e Trino

Entenda um pouco mais sobre a solene celebração à Santíssima Trindade

Tudo em nossa volta gira em torno de Deus. Foi Ele que nos deu este reino maravilhoso, criado com o amor. O ser humano é a única criatura capaz de assimilar com exatidão esta grande obra. Sendo a imagem e semelhança do Senhor, o homem consegue entender e sentir o amor divino. E através deste amor, encontrar respostas significativas para a sua vida. Mas muitos mistérios são complexos e difíceis de serem compreendidos em sua magnitude. Aliás, Deus é um mistério. Ou seja, nosso conhecimento sobre Ele não consegue ser completo. Isto por que a subjetividade do Senhor é o que o torna sublime. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo. É a Santíssima Trindade, três pessoas em uma só. Este mistério, por mais que seja explicado, continuará sendo sempre um mistério. Somos chamados a viver esta vida trinitária, amando-a e adorando-a. E a medida que este amor passa a ser cultivado dentro de nós, passamos a identificar o Senhor não como um só e sim três. O sentimento é capaz de entender o que as palavras não conseguem explicar. A origem de tudo é

FORMAÇÃO

a Trindade. Ela é o começo e o fim; a Igreja como toda; cada pedacinho que habita este mundo. E não podia ser diferente, já que o início de nossa caminhada cristã, somos batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O Senhor está dentro, ao lado e sobre nós. Isto demonstra o quanto Deus é onipresente, onisciente e onipotente, além de manifestação de amor e compreensão. Podemos entender assim o quanto Ele é íntimo de nós, através de sua sabedoria como Pai, de sua inspiração como Filho e de sua força como Espírito Santo. E todos estes três formam a essência desta unidade que é o amor. É em honra a este amor único, formado pela Santíssima Trindade, que todos os anos a Igreja nos chama a meditar e adorar o mistério dos mistérios, sempre uma semana após a celebração de Pentecoste. Neste ano, a solenidade trinitária cai dia 19 de junho. É nesta data, devemos expressar de várias maneiras, por palavras, gestos e ações, nosso agradecimento a este Deus Uno e Trino que nos criou, nos salvou e nos ama demasiadamente.

4

Marcos pergunta: Quem é Jesus? Paulo Becher Junior

Está em seu segundo ano a Formação Paroquial à Iniciação Cristã e Catequese Permanente. Após os estudos, reflexões e partilhas encaminhadas através do Documento 97 da CNBB os participantes são convidados para uma experiência bíblica. Fato de grande valia, também, por estarmos no Ano Paroquial da Palavra. Para fundamentar os quatro encontros desse ano serão utilizados os quatro evangelhos. A dinâmica, além de uma alusão aos conhecimentos conceituais sobre os evangelhos, busca, sobretudo, uma atitude orante. Assim, podemos compreender a formação desta etapa em dois momentos principais: o estudo e a leitura orante dos evangelhos. A primeira experiência se desenvolveu a partir do Evangelho segundo Marcos. Dentre várias características e temas diversos do evangelho escrito por Marcos, ganha destaque uma pergunta fundamental: Quem é Jesus? O evangelista não responde com doutrinas teóricas ou discursos. Apenas relata a prática ou atividade de Jesus, deixando que o leitor chegue por si mesmo à conclusão de que Jesus é o Messias, o Filho de Deus (1,1; 1,14; 1,15; 8,35; 10,29; 13,10 e 14,9). Jesus é o “Cristo” Prometido por Deus, através dos Profetas, e esperado pelo povo de Deus. Pedro confessa: “Tu és o Cristo!” (8,28). Esta frase é como que o centro do Evangelho. Outra afirmação importante é do centurião romano (um pagão) que confessa: “Verdadeiramente este homem era Filho de Deus!” (15,39). Podem-se considerar muitos outros aspectos do Evangelho. No entanto, o que aqui foi exposto faz com que cada um tenha condições de pensar sobre a questão fundamental para Marcos: Quem é Jesus? A resposta sincera e verdadeira pode ser dada a partir do contato com a própria escritura. A Iniciação Cristã é, igualmente, uma convivência com os textos bíblicos. Cristão verdadeiro é uma pessoa de palavra e “da Palavra”. Palavra rezada e celebrada. Enfim, alguém que tem o contato com a Palavra em uma atitude vivencial.

www.santuarioscj.com.br


TRADIÇÃO

Semana dedicada à Sagrada Família Comunidade homenageou, em maio, sua Padroeira com grande estilo

29 anos com uma semana para Maria Edilson Maia

Rafael Mário Pereira

Entre os dias 9 e 15 de maio, a Igreja Sagrada Família proporcionou uma grande festa em honra à Sagrada Família para a comunidade. No dia 10, terça-feira, o encontro dos GBR’s apostou numa dinâmica diferente para refletir sobre o Ano da Palavra e a preservação do meio ambiente. Através de apresentações teatrais, os assuntos foram abordados de forma descontraída e divertida, para animação geral dos participantes. Na sexta-feira, dia 13, teve início o tríduo, com adoração do Santíssimo Sacramento, durante o período da tarde. Já à noite, Pe. Nilson, SCJ, encerrou o dia com uma bela Celebração Eucarística.

COMUNIDADES

A missa de sábado foi celebrada pelo Pe. Luís Antônio, SCJ. Na ocasião, teve a coroação de Nossa Senhora com a participação das crianças. Logo após, os participantes puderam saborear deliciosos pastéis, servidos na comunidade. Domingo, último dia da festa, o pároco, Pe. Claudionor, celebrou a Santa Missa, com os festeiros, onde homenageou a coordenadora da Pastoral da Criança, Anita, como exemplo de Bom Pastor.  O encerramento do evento contou com muito churrasco e confraternização. Apesar da chuva, as comunidades participaram em peso da festa.

5

A Comunidade Nossa Senhora do Rosário comemorou seus 29 anos de fundação com uma semana dedicada à Maria. O tema escolhido para a ocasião foi “Maria, mãe da Palavra”. O primeiro dia, 8 de maio, ficou marcado pela Celebração Eucarístia em homenagem a todas as mães. No dia seguinte, enquanto o Grupo da RCC participava de um encontro especial, os GBF’s e proclamadores se reuniam na casa de oração e missão. Já na quarta-feira, 11 , a missa envolveu famílias e crianças que ofereceram mudas de flores para o jardim da Capela. Dia 15, domingo, após a Missa, a padroeira foi coroada e conduzida pelas missionárias da Mãe Peregrina. Os casais - Vilma e José, Terezinha e Tibério, e Therezinha Silveira coroaram Maria no belo jardim.

www.santuarioscj.com.br


MISSÕES QUERIGMÁTICAS

Divino encerra etapa de visita e levantamento das casas Visitadores foram bem acolhidos e comemoram o encerramento de mais uma etapa desta caminhada Aproximam-se as Missões Querigmáticas e a Comunidade Divino Espírito Santo – onde ocorrerá o evento – realizou, durante todo o mês de maio, visitas para determinar o número de casas que devem receber os missionários em agosto. Mas até esta etapa muitos passos foram percorridos. No primeiro momento, a Comunidade formou uma equipe de trabalho, inicialmente com 13 integrantes e efetivamente com oito. Estes se reuniram com os Grupos Bíblicos de Reflexão (GBR) para reorganizaram os setores, que até então eram divididos por letras. A estrutura atual foi separada em nove cores: azul claro, verde, azul escuro, amarelo, laranja, rosa, lilás, branco e vermelho. Foi o GBR quem colaborou para que fosse determinado o número

de casas a visitar em maio, um total de 2.539 residências. Assim, além da equipe inicial, o grupo foi incorporado por mais nove pessoas, líderes de cada setor. Para fazer o censo de maio, foi realizada uma formação com os visitadores que, divididos em duplas, foram às residências. “Temos relatos de alguns visitadores que os trabalhos foram muito bons, principalmente da receptividade dos irmãos de outras religiões que estão aceitando as visitas dos missionários em agosto”, afirmou João Luís L. Baptista. Em maio, durante a festa da Divino Espírito Santo, ocorre um tríduo nos setores dos Grupos Bíblicos, de 6 a 8 de junho, para valorizar e incentivar a participação deles nas atividades da Paróquia.

...Os trabalhos foram muito bons, principalmente da receptividade dos irmãos de outras religiões

Atenção! Há um mural na Igreja com os nomes das ruas nos seus respectivos setores por cores, para aqueles que ainda não sabem o seu setor.

EVANGELIZAÇÃO

Homenagem as mamães

Coroação de Nossa Senhora

Fotos: Terezinha S. da Silva

RCC contou com a presença do Diácono Adilson

Rúbia Schofer Rafael Mario Pereira

A Comunidade Divino Espírito Santo comemorou no dia 08 de maio, o dia das Mães. Esteve presente o Pároco, Pe. Claudionor Schmitt, SCJ. Nesta celebração as crianças da Infância Missionária homenagearam as mães com uma linda canção e mensagens que foram entregues a todas as mães presentes.

COMUNIDADES

Aconchegados nos braços de Nossa Senhora, foi assim que se sentiu a Com. Divino Espírito Santo, quando a imagem da Mãe adentrou na igreja. Todos puderam sentir neste momento de reflexão, amor e a doçura que emana do Imaculado Coração de Maria. A celebração realizou-se no dia 30 de abril às 19h, presidida pelo Pe. Humberto, com as crianças da catequese de Iniciação para a Vida Eucarística.

6

Rúbia Schofer

Toda segunda-feira acontece o Grupo de Oração na Comunidade Divino Espírito Santo, ás 19h30. E em toda a 1ª segunda-feira do mês é celebrada a Santa Missa. Em maio conduziu a Celebração da Palavra o Diácono Adilson de Navegantes (SC), para fazer a vontade do Senhor e atender ao convite do coordenador José Francisco.

www.santuarioscj.com.br


SEMANA DA UNIDADE

Pentecostes vem com tudo na Divino Espírito Santo

VOZ CRISTÃ

Um testemunho de caminhada e fé

Festa das Tendas, Tríduo e noites especiais marcam a festividade deste ano

Emilia Fernandes

Viver uma semana de unidade é isso o que pretende a Paróquia Santuário Sagrado Coração de Jesus, preparando-se para receber o Espírito Santo. Para isso, uma grandiosa festa religiosa e popular marcará os dias de junho, na Comunidade Divino Espírito Santo. Pentecostes, do grego, pentekosté, é o quinquagésimo dia após a Páscoa. Comemora-

se o envio do Espírito Santo à Igreja. A partir da Ascensão de Cristo, os discípulos e a comunidade não tinham mais a presença física do Mestre. Em cumprimento à promessa de Jesus, o Espírito foi enviado sobre os apóstolos. Dessa forma, Cristo continua presente na Igreja, que é continuadora da sua missão. Acompanhe a programação especial para esta data no Box abaixo:

Programação Tríduo:

09 de junho |19h30

11 de junho | 19h

19h30

Missa com todos os Setores na Comunidade

Missa Paroquial FESTA DAS TENDAS

Celebração nas casas dos GBR

10 de junho | 19h30

12 de junho | 8h

Missa Noite do Pastel

Missa de Pentecostes

06 a 08 de junho

PARÓQUIA

7

Escrevo esta coluna para apresentar uma caminhada de esperança aos leitores. Agradeço a oportunidade de expressar meu amor por esta caminhada, que é árdua e ao mesmo tempo fascinante, pois o caminho se faz ao caminhar. Meu nome é Emilia de Souza Fernandes, viúva, mãe de quatro filhos e um neto. Meu chamado veio através do profeta Jeremias 31,3: “De longe me aparecia o Senhor e por isto a ti estendi o meu favor”. Foi assim que percebi que estava longe dele e mais do que depressa respondi: “Não, não és tu Senhor, sou eu que estou longe de ti”. Comecei a caminhada com as missões de 1998. Participei de muitos seminários, pois eu precisava conhecer profundamente nossa Igreja e entender que não se ama o que não se conhece. Participei também da música e trabalhei por vários anos na Campanha da Fraternidade, Comunicação, Consolação e Esperança. Já coordenei o Conselho por dois anos. E hoje, já debilitada devido à enfermidade que me acomete, a única coisa que não me tira a serenidade é a certeza de que o que se leva desta vida são as sementes de amor que se plantou. A comunidade é, foi e sempre será a minha escola, a unidade com os irmãos e com Jesus. Aos nove meses nasci para a vida, fui lançada em um canteiro, cresci em meio a rosas e espinhos, e precisava florir. Alguns dias eu chorava, outros me punha a sorrir com muita esperança na alma de um eterno porvir. Um vai-e-vem de pessoas que em minha vida passaram, uma me disse: vem e segue-me que te levo a Jesus. Com muito medo fui indo ver quem era este Jesus. Para a minha surpresa, senti que para conhecer Jesus eu tinha que sair de mim.

www.santuarioscj.com.br


SCJ

Eis aqui o Coração que tanto amou os homens No dia 1º de julho, Santuário celebra de forma especial sua devoção ao Padroeiro

SANTUÁRIO

JUNHO

2 3 4e5 5 a 12

(Quinta-feira) - 19h30 - Encerramento do Perseverai, no Santuário

(Sáb./Dom.) - Retiro Querigmático, na C. São Judas - Semana da Unidade dos Cristãos - Semana mundial das Comunicações

11 13 22 22 a 30

(Sábado) - Festa das Tendas, na C. Divino Espírito Santo (Segunda-feira) - Aniversário de Nasc. Pe. Luís Antônio (Quarta-feira) - CARREATA DE CORPUS CHRISTI

23 28

A acolhida da Casa do Coração

“Celebramos a festa do Sagrado Coração de Jesus e por assim dizer lançamos um olhar dentro do Coração de Jesus que, na morte, foi aberto pela lança do soldado romano. Sim, o seu Coração está aberto por nós e aos nossos olhos; e deste modo está aberto o Coração do próprio Deus.” – Papa Bento XVI

Recorte e guarde o guia com as principais atividades do mês!

(Sexta-feira) - Celebrações na 1ª Sexta feira / Promessas, no Santuário

Mais que uma festa em devoção ao padroeiro, a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, no Santuário do bairro Bucarein, se tornou ao longo dos anos uma celebração do amor de Deus pelos seus filhos. Neste ano, o dia dedicado à solenidade cai na primeira sexta-feira do mês de julho, dia 1º, fazendo com a celebração seja ainda mais especial, já que a oitava seguinte do Corpus Christi é justamente o dia de sua celebração mensal. O tema deste ano relaciona a devoção à realidade paroquial vivida no Ano da Palavra: “E a Palavra se fez Coração e habitou entre nós”. (cf. Jo 1,14). As novenas seguirão essa temática, abordando, em cada um dos encontros, um lema sobre esse relacionamento entre a Palavra e o Coração de Jesus.

Outro diferencial deste ano é o local das novenas. No ano passado, aconteciam nas casas de devotos, e agora será realizada no Santuário. “Queremos levar os devotos a ter uma relação mais íntima com a Casa do Coração, afinal, ele não é padroeiro apenas de uma paróquia, mas de um Santuário. Vamos fortalecer o objetivo do Santuário que é ser lugar especial, privilegiado, onde Deus manifesta, de modo sensível, a sua misericórdia”, afirma o pároco Pe. Claudionor José Schmidtt, SCJ.

Agenda paroquial

Missa e novena em honra ao Sagrado Coração de Jesus, no Santuário

(Quinta-feira) - Celebração de Corpus Christi da Comarca, na Catedral (Terça-feira) - Aniversário de Ordenação do Pe. Humberto / 58 anos

JULHO

Programação

1

As novenas abrem os festejos no dia 22 de junho, junto com a Missa e a carreata de Corpus Christi. A Missa da Novena será sempre às 19h, no Santuário. No dia 1º, data da festa, a Missa também será às 19h, seguida de procissão. A festa popular tem seu destaque nos dias 2 e 3 de julho com uma programação variada. No sábado, às 11h, haverá um momento especial para as crianças, na Celebração infantil, com os “amiguinhos do coração”, e será servido almoço no local. Às 15h, haverá abertura da festa com completo serviço de bar e cozinha. A alegria segue até a noite com shows e apresentações. No domingo, às 7h, um café da manhã vai acolher os devotos. Um delicioso churrasco será o cardápio principal do almoço festivo. E, a tarde, mais shows e apresentações. Às 16h, ocorre o encerramento da festa. Confira a programação completa na página 12, contra capa dessa edição. Participe!

8

(Sexta-feira) – Missas da Festa do Sagrado Coração de Jesus e procissão no Santuário

2

(Sábado) – Celebração infantil (11h), Almoço, Abertura da Festa Popular (15h) e shows

3

(Domingo) - Café da manhã, Almoço Festivo, Show e encerramento da Festa do Sagrado Coração de Jesus

www.santuarioscj.com.br


MISSA PASSO A PASSO

A importância dos ritos iniciais

Os fiéis se reúnem em nome da Santíssima Trindade, confessam arrependimento, louvam e pedem graças ao Senhor. A assembleia se prepara para viver todos os atos da Missa propriamente dita. A primeira parte da Missa também é chamada “Missa dos Catecúmenos” (ou seja, Missa das pessoas que ainda estão sendo preparadas para receber o batismo). Os Ritos Iniciais são uma introdução para a Missa que vai ser celebrada. O objetivo é fazer com que os fiéis se preparem para comungar ideias e sentimentos. Aqui se inicia uma dupla comunhão: uma com Deus e outra com os demais membros da comunidade. Canto de Entrada: O canto de entrada tem o objetivo de nos ajudar a rezar. Ele manifesta a Deus nosso louvor e adoração. Saudação: O Padre saúda a comunidade reunida anunciando a presença de Jesus. Ato Penitencial: Em uma atitude de profunda humildade, pedimos perdão de nossos pecados. Glória: Já perdoados, cantamos para louvar e agradecer. Coleta: O Padre coloca todas as intenções, e no final da oração a oração responde com a palavra Amém (que significa “assim seja”). Acompanhe mais detalhes de cada rito na próxima edição.

VIDA LITÚRGICA

CORPUS CHRISTI

Eucaristia: nossa Identidade, a minha identificação e o milagre de Deus Pe. Kleber Ferreira de Oliveira, SCJ

E lembre-se:

ida, o ssa às 19h. Em segu No dia 22, haverá Mi pelas ata nto segue em carre Santíssimo Sacrame ades, nid ssando pelas comu ruas da Paróquia, pa sedia Espírito Santo. No encerrada na Divino rca ma o especial no Santuári guinte, outra Missa a solenidade, às 8h. da paroquial é convida Toda a comunidade s rpu Co r da celebração de também a participa ida gu se h, reu Ramos, às 15 Christi na Praça Ne nto pela Santíssimo Sacrame da procissão com o feita a rá a Catedral, onde se Rua do Príncipe até ! bênção final. Participe

9

O traje apelidado de “maiô milagroso”, que revolucionou a natação, durante os Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, pelos grandes recordes conquistados, mudou a história mundial do esporte. Michael Phelps, nadador americano e grande recordista na época, fazendo referência ao traje disse: “Desde que toco na água, me sinto como um foguete”. Por trás das palavras de Phelps, percebemos que sua identidade com o traje foi tão grande que podemos, assim, dizer que ocorreu uma configuração de sua pessoa ao objeto, que contribuiu, assim, para o seu grande sucesso naquelas Olimpíadas. “O Mistério da Eucaristia é o ponto mais alto da vida da Igreja e, ao mesmo tempo, é fonte de toda a sua ação” (cf. Catecismo da Igreja Católica 1324). A Eucaristia é, para nós católicos, nossa identidade primeira. Os que se alimentam do Corpo e Sangue de Jesus, identificam-se com Ele, formam um só corpo e repetem o seu gesto de amor. Favorecendo, assim, para o seu crescimento espiritual. A minha intimidade com Cristo, através da Eucaristia, configura a minha pessoa à Pessoa Dele e me leva à mais intensa relação com Ele; e esta relação se transforma em integração: Jesus está dentro de mim e eu estou nele e esta minha identificação com Cristo só é possível neste encontro pessoal com Ele através da Eucaristia. Quando “toco” na Eucaristia, Jesus me fortalece na minha caminhada para Deus. No deserto, o povo do Senhor passou repetidas vezes por épocas de fome. Clamava a Moisés, para que lhe desse pão. Deus enviou, então, o Maná do céu. O maná sempre foi visto como um alimento divino, como um alimento que nutre a alma: “O milagre de Deus”. Deus mesmo alimentou o seu povo no caminho para a Terra Prometida. Assim a Eucaristia, o milagre do amor, nos alimenta no caminho para a liberdade, na qual poderemos ser nós mesmos, sem deixar de nos identificarmos com Cristo. Caminhar com Jesus Eucarístico na Festa de Corpus Christi é deixar se revestir deste milagre, para então nos transformamos Naquele que recebemos.

www.santuarioscj.com.br


ESPECIAL

Profissionais da Comunicação a serviço do Santuário A PasCom conta com muitas pessoas especializadas, que dedicam também parte de seus conhecimentos e talentos à Paróquia Rogério José Neves é formado em Comunicação para Web Design e atua como fotógrafo. Na Pascom há três anos, contribui com o trabalho na Comunidade São Judas Tadeu, na Paróquia e na Diocese de Joinville. Atua há 10 anos na Paróquia em outras pastorais e movimentos. “Registrar através de uma lente momentos onde o Deus vivo se faz presente à comunidade é gratificante e traz a certeza de estar trabalhando para a evangelização de um povo”, avalia. Rayana Borba é jornalista e atua como assessora de comunicação. Há cinco anos ela participa do Santuário, mas atuou por 19 anos na Comunidade São Judas Tadeu. Atualmente, na PasCom presta assessoria de imprensa ao divulgar para os veículos de comunicação de Joinville os eventos realizados na paróquia e demais informações. “É uma forma de retribuir a Deus o dom que me deu. No caso da assessoria de imprensa, é gratificante saber que muitas pessoas voltam à igreja ou vão a um determinado evento a partir da leitura do jornal ou assistindo a algum programa de TV”, define. Talita Rosa, 26 anos, também é jornalista e atua como repórter, editora e apresentadora de telejornalismo. Desde criança participa da Comunidade São Judas Tadeu. Na PasCom, além de ser a responsável pelas notícias da comunidade, contribui com matérias para o Jornal do Santuário e é uma das locutoras do programa de rádio A Caminho da Luz. “Seria em vão o meu trabalho de jornalista sobre os temas da sociedade se primeiro não tratasse das notícias do Reino. Sou tão jornalista quanto filha de Deus, dissociar essa formação da nossa missão é impossível”, explica.

Missa de abertura da e envio dos missionários da Comunicação, no Santuário, com transmissão ao vivo pela Rádio Difusora Arca da Aliança (AM 1480) e pela web, no site da Paróquia (www.santuarioscj.com.br)

PASTORAIS E MOVIMENTOS

8 de junho 19h30

Formação para os Comunicadores da Liturgia, no auditório da Comunidade São Judas Tadeu

A importância da Comunicação na Igreja Ruy Ferrari é jornalista e trabalhou em jornais impressos como a Folha de S. Paulo e o A Notícia, assessorias de imprensa, rádio e TV. Atualmente é jornalista concursado da Prefeitura de Joinville e leciona fotojornalismo e jornal impresso na Escola diocesana de comunicação - há 10 anos. Ele integra a Pastoral Familiar e agora a PasCom do Santuário. Foi assessor de imprensa da Diocese de Joinville por três anos, até outubro de 2009. Aqui, ele partilha sua experiência e conhecimento. Confira. JS - Como se sente exercendo atividade semelhante à profissional, mas diretamente para a construção do Reino? Ruy - Me sinto feliz e muito entusiasmado. Nossa Igreja é milenar, missionária e batalhadora. Ela só chegou até aqui pelo esforço de milhares de profissionais que disseram sim ao Cristianismo. Trabalhar para Igreja é tão importante quanto fora dela.

I Semana de Comunicação no Santuário 5 de junho | 8h

ENTREVISTA

5 a 12 de junho l Gesto Concreto: coleta de lixo eletrônico nas secretarias e ao final das celebrações nas comunidades e na matriz. l Reflexões sobre a Carta do Papa Bento XVI, Verdade, anúncio e autenticidade de vida, na era digital, durante o Programa A Caminho da Luz (diariamente, às 21h, na Rádio Difusora Arca da Aliança

10

JS - Para você, há diferenças no modo de fazer comunicação nestes dois âmbitos distintos? Ruy - Em cada ambiente há um jeito de comunicar. A comunicação dentro da Igreja tem particularidades (próprias do espaço religioso), mas lida com as mesmas pessoas que vivem lá fora, nas comunidades, nos bairros, nas empresas. Apesar da linguagem específica, a preocupação em agir com ética, seriedade e precisão da informação continua a mesma. JS - Por que considera a Pastoral da Comunicação importante para a Igreja? Ruy - Nossa Igreja Católica Apostólica Romana é precursora na linguagem da comunicação para o mundo. Há 20 séculos, o mundo olha para uma cruz e sabe o que ela significa. A história da Pastoral da Comunicação se confunde com a história da própria igreja. Comunicar nos dias de hoje é uma ação social e vital. Nossa Igreja sabe disso. Faço minha parte com fé e alegria.

www.santuarioscj.com.br


MINISTÉRIO

Ministro Extraordinário, a serviço da Sagrada Comunhão

Distribuir a Eucaristia, visitar e levar o Corpo de Cristo aos doentes, promover a harmonia entre pastorais e ser testemunho são alguns dos seus trabalhos Em junho acontece a Solenidade de Corpus Christi, quando toda Igreja leva o Cristo Eucarístico para caminhar nas ruas. Nesta festa litúrgica, como em muitas outras, em celebrações e missas uma figura aparece frequentemente, num serviço de doação e amor: é o Ministro Extraordinário da Comunhão. Na Paróquia há 143 ministros distribuídos nas suas cinco comunidades. Segundo o ministro Manoel Alfredo Borba, “as funções dos ministros extraordinários devem corresponder a uma necessidade da comunidade eclesial e sua missão no mundo é voltada ao anúncio missionário do evangélico, é fazer do seu ministério um lava pé”. Mas para servir neste ministério o leigo precisa ter uma formação específica – não menos que um ano –

realizada por meio de cursos, retiros, encontros e aulas práticas. Deve então ter uma provisão, concedido pelo Bispo Diocesano, que fará o envio do ministro para uma determinada comunidade. Este envio tem uma validade de dois anos, sendo renovado com a concordância da comunidade. Além de suas funções os ministros necessitam manterem-se em formação permanente tanto em nível paroquial quanto diocesano. Ainda existe a Escola Ministerial Diocesana (Emidi). Para Alfredo Borba, que atua há cinco anos como ministro na Paróquia junto com sua esposa Ivonete, “este ministério completa nossa missão de casal e na preparação e fortalecimento das famílias”.

Retiro anual dos leigos dehonianos

CONSCIENTIZAÇÃO

Coleta de Lixo Eletrônico, participe!

Talita Rosa

Você tem monitores, teclados, celulares, entre outros equipamentos usados para a comunicação, mas que agora não funcionam mais? Está tudo acumulado em um canto, porque você não sabe onde jogar fora? Então, traga esse lixo eletrônico para os pontos de coleta na sua comunidade ou na matriz entre os dias 5 e 12 de junho. Nas secretarias e ao final das celebrações, uma caixa estará disponível para descarte destes materiais que agora não servem mais. Tudo será doado para um instituto capaz de transformar esse lixo em equipamentos para a educação de crianças e jovens! Participe!

Marlene Pereira de Souza

“Não podemos deixar este mundo como o encontramos”. Com estas palavras sábias de Pe. Dehon, ocorreu, entre os dias 30 de abril e 1º de maio, o retiro anual dos leigos dehonianos, no Noviciado em Jaraguá do Sul. O Pe. Francisco Sehnen, SCJ, comandou este profundo e belíssimo evento. Nestes dois dias, os participantes aprofundaram seus conhecimentos sobre a Obra Dehoniana e também intensificaram o compromisso de amar a Deus e aos irmãos. O projeto de vida de quem faz parte da família dehoniana foi ressaltado nos encontros. Estar atento, disponíveis e solidários são as prioridades daqueles que cultivam sua vida em plena união com o Coração de Jesus.

PASTORAIS E MOVIMENTOS

A família dehoniana é formada por padres, religiosos e leigos, que através de seu carisma, vive plenamente o chamado de Deus. Como leigos, temos nossa vocação específica em diversas pastorais, ao levar nosso amor aos demais. O que recebemos é para partilhar e também para a construção da Comunidade. Tudo o que fazemos e vivemos é para toda a Igreja que acredita no amor gratuito de Jesus por nós. Cristo é a oferta libertadora, que muda radicalmente nossa vida. Tudo transborda, se espalha ao nosso redor. Assim, somos percebidos e tudo é mudado. Somos profetas do amor e devemos acreditar Nele, acreditar que Deus nos ama apaixonadamente. Somos presença dentro da presença de Deus.

11

www.santuarioscj.com.br


FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS “E a Palavra se fez Coração e habitou entre nós”. (cf. Jo 1,14)

FESTA LITÚRGICA 22 de junho A Palavra no Coração da comunidade Missa e novena - 19 h (Carreata eucarística após a celebração) Amigos do Coração: Comunidades, CPCs, CAFs e CPP. 23 de junho No altar do Coração de Jesus somos alimentados pelo Pão da Palavra e da Eucaristia Missa e novena – 19h Amigos do Coração: Ministros extraordinários da comunhão eucarística, Jovens e SAV. 24 de junho O Coração de Jesus nos escolheu e elegeu para vivermos o Amor e anunciarmos a Palavra Missa e novena – 19h Amigos do Coração: Dimensão Catequética, Leigos Dehonianos, Pastoral do Dízimo e Padres.

Missas – 6h:30, 8h, 9h: 30, 11h:30, 17h Missa e novena – 19h Amigos do Coração: Caritas, Pastoral da Criança, Infância missionária, Pastoral Antialcoólica e Funcionários. 27 de junho – Obedientes à Palavra para viver eternamente no Coração de Jesus. Missa e novena – 19h Amigos do Coração: Pastoral da consolação e esperança e RCC 28 de junho – Vivendo em comunidade, partilhando a Palavra e a vida. Missa e novena: 19h Amigos do Coração: Grupos Bíblicos de Reflexão e Pascom. 29 de junho – Famílias edificadas na Palavra para promover a cultura do Coração. Missa e novena: 19h Amigos do Coração: Pastoral Familiar, Movimento de Casais e Curso de Noivos.

Missa e novena – 19h Amigos do Coração: Pastoral litúrgica, Pastoral da Acolhida e Pastoral do Canto.

30 de junho – Junto ao Coração de Jesus estará meu coração. Missa e novena: 19h Amigos do Coração: Apostolado da Oração, Congregação Mariana e Movimento da Mãe Peregrina.

26 de junho Atentos à palavra, no serviço da Caridade, vivemos a cordialidade

01 de julho – Solenidade do Sagrado Coração de Jesus Missas: 7h, 12h: 30, 16h, 23h Missa solene e procissão: 19h

25 de junho A Palavra nos ensina a celebrar a vida

FESTA POPULAR 02 de Julho 11h – Celebração infantil: amiguinhos do coração 12h – Almoço (churrasco) 15h – Abertura da Festa com completo serviço de bar e cozinha 16h – Show com Rudy & Williy 20h 30 – Show com Grupo musical Pais e filhos 03 de Julho 7h – Café Matinal 12h – Almoço Festivo (churrasco) 14h – Show com Álvaro e Magrão (lançamento de CD) 16h – Encerramento da festa

Jornal Santuario SCJ  

Jornal do Sagrado Coração de Jesus Joinville

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you