Issuu on Google+

Carreata une paroquianos na Celebração de Corpus Christi O Santíssimo Sacramento passa pelas ruas da Paróquia e fiéis demonstram amor pela Eucaristia

Santuário Sagrado Coração de Jesus | Julho de 2010

Pe. Humberto Domingos Penso, scj, deu a benção do Santíssimo Sacramento no Santuário Sagrado Coração de Jesus, na Matriz.

Nas mãos do pároco Pe. Claudionor José Schmitt, scj, o Corpo Santo de Cristo em meio ao forte trânsito de Joinville. E inicia a carreata que percorreu as ruas da Paróquia.

O caminhão que conduz a Santa Eucaristia passou pela frente do colégio Dr. Jorge Lacerda, na rua Santo Agostinho.

Uma grande fila de automóveis se formou na carreata de Corpus Christi. Todos demonstravam sua fé e seguiam o Cristo na Eucaristia.

No trajeto, muitas pessoas manifestavam seu amor de várias maneiras, com velas, balões, altares arrumados nas calçadas, enfeites, ou acendendo e apagando as luzes nas casas.

Os fiéis lotaram a capela São Judas Tadeu, momento muito especial para a comunidade que completou 45 anos de fundação.

Na Comunidade Nossa Senhora do Rosário, muitas pessoas já esperavam o Santíssimo, que passou para as mãos de Pe. Nilson Helmann, scj.

A Comunidade Divino Espírito Santo preparou um lindo tapete que ocupou todo o corredor da capela, lembrando os 10 anos do Santuário.

Muitos fogos e música. Foi assim que a Comunidade Sagrada Família se preparou para receber a santa visita de Cristo na Hóstia Consagrada. Pe. Luís Antônio conduziu o momento.

“Casa do Coração”

Lugar de devoção, acolhida e missão


EDITORIAL

Missionários sempre e em todo o lugar

Nossa paróquia vive um momento especial com as Missões Querigmáticas que acontecerão em agosto. Desde o anúncio da São Judas Tadeu como local que receberia os missionários, as atividades da comunidade se dedicaram a reforçar o chamado natural a todo cristão: evangelizar. Entretanto, quando se fala em missão, muitos imaginam uma realidade diferente. Terras distantes e rostos desconhecidos. África e Ásia são os destinos mais procurados. Mas será que conhecemos o lugar onde moramos? Por que insistimos em fazer missão em locais distantes, enquanto aquele que mais precisa do anúncio da Boa Nova está ao nosso lado? Se preferimos anunciar o Evangelho para desconhecidos, quantos rostos não conhecemos em nossa comunidade? Ser missionário é anunciar o Cristo, é sair de si em busca do outro, onde quer que estejamos. Anunciar não somente com palavras, mas com a nossa própria vida. Ser missionário é escolher se doar, tomar uma decisão que nos muda completamente. É se comprometer em proclamar sempre e em todos os lugares o poder do amor que brota do Coração de Jesus e que nos transforma. Ser portador da Boa Nova de Jesus não é motivo de orgulho, mas deve ser encarado como uma obrigação. “Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” (I Cr 9,16b) dizia o missionário São Paulo. O local perfeito para fazer missão é onde estamos e o tempo é agora. Um chamado permanente de missão. É isso que o Documento de Aparecida nos propõe a assumir. Estejamos prontos e que o nosso coração se pareça cada vez mais com o Sagrado Coração de Jesus, missionário e acolhedor.

ARTIGO

Nossa vocação é ouvir a voz do Mestre e seguí-Lo, sem nos distrair pelas miragens do mundo

Pe. Humberto Penso

Vem e segue-me! É a vocação, o chamado. Desde Adão, no Éden, Deus nos questiona: “Filho, onde estás?” Até nas vocações bíblicas dos grandes patriarcas, rutila entre elas a vocação da Virgem Maria e a nossa, e nela ecoa a mesma voz divinal: “Filho, dá-me teu coração”. Pode-se, a partir deste chamado, entender a exclamação de Santa Tereza D’Ávila: “Só Deus basta! O resto é mistificação. Não te irrites, nem te aborreças, pois tudo é transitório”. Um velho marujo, nauta de muitas aventuras e viagens por mares nunca antes navegados, trouxe para seu idolatrado filho uma esplêndida concha do mar e lhe disse: “Filho, nunca desanime. Quando estiveres cansado, põe esta concha ao ouvido e ouvirás um marulhar de ondas e o fragor de tempestades... É a voz de teu Pai (Deus), que brada lá de longe, bem distante, nos horizontes sem fim, incentivando-te. Aí perceberás uma luz peregrina do infinito, que continuará a fascinar-te com a nobreza de teu ideal... tua vocação”. O mundo é uma eclosão de chamados de ilusões, “fata morgana’s” (miragens) da vida, oferecendo vaidades e vícios, pois o diabo é o pai das mentiras. Mas, o Mestre Divino acena com idealismo e virtudes heróicas, um sonho factível, uma felicidade real e te sentirás como o herói grego Hércules na encruzilhada dos caminhos da vida, entre os quais ele escolheu a virtude. Há muitas vocações magníficas, como a medicina, as artes etc. Outras são atrações em um circo de balangandãs, futilidades e lantejoulas que a mídia oferece. A sensatez leva a optar por vocações mais nobres e sérias como o matrimônio, a vida religiosa ou sacerdócio. Mas fuja, como o diabo da Cruz, destes promotores de imbecilidade coletiva - em que o importante é só aparecer na mídia, posar para TV - para que não aconteça que ao despertares para a razão te encontres tão desprovido de valores morais, infeliz, deprimido e afastado para sempre de um ideal que jamais foi vocação, mas uma infeliz quimera. Põe em tua consciência aquela concha do mar em que ainda ecoa a voz de teu Pai que te espera, amoroso, para os altos remígios de uma alma cristã. Foste feito por Deus para ser feliz...

MENSAGEM DO PÁROCO

SANTO DO MÊS

A arte de viver no ‘comum’ da vida Pe. Claudionor José Schmitt, scj

“Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo”. É nesta certeza que, nesses próximos meses, a liturgia celebra o Tempo Comum, prolongando no cotidiano da vida “o sabor da festa pascal”. A cada domingo continuamos a celebrar a “presença do Ressuscitado no meio de nós”, pois é na memória do Ressus-

citado que encontramos força e motivações para nos mantermos unidos no testemunho do seguimento de Jesus. O comum distinguese do extraordinário, do festivo. As celebrações do Tempo Comum, além de nos reconciliar com o que é comum e rotineiro, nos ajudam a descobrir o dia a dia como um tempo de graça e salvação. É no comum, no cotidiano

Vem e segue-me!

Santa Paulina celebrações desse Tempo Comum o grande encontro da comunidade cristã com Jesus, o visitador de Deus, que anima, renova e liberta o seu povo. Que, iluminados e fortificados pelo Espírito, as nossas celebrações nos levem a valorizar o tempo como dom de Deus e a fazer as coisas pequenas com amor para que as grandes coisas aconteçam em nossas vidas.

da vida, que damos provas de nossa fidelidade e confirmamos a arte de bem viver. Encontrar o extraordinário no comum e perceber as grandes coisas nas menores é o jeito de cultivar a espiritualidade do Tempo Comum e não deixar que se transforme em rotina. Guiados pelo evangelista Lucas, neste ano C, somos convidados a fazer das

Nascida em Trento, Itália, aos 16 de dezembro de 1865, Amábile Lúcia Visintainer desde criança revela ternura e compaixão pelos pobres. Como paroquiana, sempre esteve engajada na vida pastoral e social. Em 1890, fundou a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição. Além da missão evangelizadora e caritativa que realizou em Santa Catarina, através da Congregação, Santa Paulina desenvolveu trabalhos em São Paulo, onde assumiu a missão de cuidar dos órfãos e negros, ex-escravos abandonados, idosos e enfermos. Madre Paulina morre em 9 de julho de 1942, na capital de São Paulo. É beatificada pelo Papa João Paulo II no dia 18 de outubro de 1991, em Florianópolis. Em 19 de maio de 2002, é proclamada santa pelo Papa João Paulo II, em Roma.

PASTORAL CARCERÁRIA

Pastoral Carcerária de Joinville atua há 19 anos como presença de Jesus entre os presos

Programação especial celebra trabalho da Pastoral com Celebrações Eucarísticas Muito mais que uma ação social, a Pastoral Carcerária é a presença do próprio Jesus nos presídios e penitenciárias do Brasil. Na Comarca de Joinville, a Pastoral atua há 19 anos evangelizando os presos, egressos e suas famílias. “Aprendi muito, especialmente a entender melhor a misericórdia do Sagrado Coração de Jesus, que revela um Pai que está sempre de braços abertos”, afirma a paroquiana Raquel Gonzaga, que é agente da Pastoral desde 1997. A Palavra de Deus é levada semanalmente nas visitas aos presos, inclusive na ala feminina, com leituras bíblicas, músicas e evangelização. São celebradas Missas mensais e em datas especiais. “Já senti muitas vezes a pre-

sença de Jesus Cristo lá, como se Ele estivesse esperando nossa chegada para que a graça divina fosse manifestada! Acredito firmemente que aí está a importância de nossa ação, do nosso servir a Cristo na pessoa do encarcerado!”, conta Raquel, também participante do Grupo Bíblico de Reflexão. O objetivo não é somente dar assistência espiritual, mas também social e moral aos detentos e suas famílias, e assim promover a dignidade e

auxiliar o seu processo de reingresso à sociedade. Para ajudar a reintegração à sociedade, a Pastoral tem uma casa de atendimento ao egresso e a família. O trabalho é feito em conjunto com

outras pastorais, movimentos, entidades e organizações. A casa atende de segunda a sexta-feira, das 13h30 às 17h30. Mais informações sobre o trabalho da Pastoral Carcerária pelo telefone 3028-1458.

Aniversário

No dia 1 de agosto, a pastoral completa 19 anos e promove uma programação especial com Missas dentro do Presídio e da Penitenciária de Joinville. Às 9h30, haverá Missa no Santuário Sagrado Coração para a confraternização da equipe e familiares.

´

,

OPINIÃO

2

www.santuarioscj.inf.br

PASTORAIS E MOVIMENTOS

11

www.santuarioscj.inf.br


MOVIMENTO DE CASAIS

Participante do ECC descreve experiência Meu nome é Ferdinando. Sou casado com Valdete há 18 anos e temos dois filhos: Bruno, de 18 e Gustavo, de 17. Durante 15 anos, minha família sofreu com o meu vício em diversas drogas, como álcool, maconha, cocaína e crack. Na época, eu não conseguia entender o sofrimento que causava. Eles iam à Missa e rezavam por mim, pedindo para que eu saísse desse caminho. Eu não conseguia e também não queria, já estava totalmente escravo da droga. Um dia fui convidado a fazer o 66º Encontro de Casais com Cristo, de 20 a 22 de julho de 2007. Eu não queria ir, pois ficaria sem a droga. Mas a minha esposa insistiu muito. Então, para deixar a Valdete mais feliz, decidi ir. Algo naquele fim de semana tinha mudado. Era como se tivesse sido regada a semente da conversão dentro de mim. Fiquei lutando contra o vício alguns meses e os encontristas me acompanharam. Decidi me internar em uma fazenda para dependentes químicos, onde passei nove meses em tratamento. Os encontristas sempre me visitavam e davam apoio a minha família. Tudo que sou e tenho devo ao Movimento de Casais Encontristas do Sagrado Coração de Jesus. Hoje, minha caminhada é voltada à comunidade, sigo uma vida de oração, com verdadeiros amigos em Cristo e uma família restaurada. Obrigado!

PASTORAIS E MOVIMENTOS

MISSÃO E TECNOLOGIA

Pontifícias Obras Missionárias lança novena em DVD

Há 35 anos resgatando famílias O Movimento prepara a 69ª edição do Encontro de Casais com Cristo

As dioceses devem receber nas próximas semanas os subsídios da campanha, juntamente com o DVD e o envelope para a coleta Anualmente, para animar o mês das Missões, as Pontifícias Obras Missionárias (POM) elaboram subsídios, como o Cartaz da Campanha Missionária, santinhos com a Oração Missionária, folhetos informativos, textos para as celebrações e o envelope para a coleta. A novidade em 2010 é a Novena Mis-

Vilson e Sheila Rocha

O Movimento de Casais Encontristas da Paróquia Sagrado Coração de Jesus completa, em 2010, 35 anos de atuação em nossa paróquia. O objetivo do Movimento de Casais é resgatar casais para os trabalhos pastorais e sociais, restaurar famílias e dar a elas um verdadeiro sentido cristão. A coordenação é composta por 10 casais que se reúnem uma vez por mês para programar eventos. As atividades promovidas pelo movimento são variadas. Algumas focam o crescimento espiritual como retiro para as famílias, grupos com todos os encontristas e momentos de adoração. Outras são de cunho social, como bailes, piqueniques para integração das famílias e o Natal Carente, ocasião que são distribuídas cestas básicas e brinquedos nos bairros mais necessitados. Organizado anualmente, um dos eventos mais tradicionais do Movimento está em sua 69ª edição. O próximo Encontro de Casais com Cristo (ECC) será realizado de 23 a 25 de julho e reunirá 25 casais da paróquia. O objetivo desses eventos é resgatar a base da família e seu cotidiano, fazer com que esses casamentos se reestruturem e reflitam sobre suas atitudes enquanto casal, e assim, busquem uma maior harmonia em sua vida familiar. Muitos casais continuam a caminhada e se engajam em outras pastorais para trabalharem.

10

sionária em DVD, uma produção da Verbo Filmes. O DVD contém nove documentários curtos com temas relacionados à missão para serem utilizados na novena missionária em todas as comunidades da Igreja durante o mês de outubro. Cada filme dura, em média, sete minutos e os nove temas abordados estão em sintonia com o conteúdo do respectivo dia da novena. Após a exibição do filme, as pessoas são convidadas a partilhar os sentimentos e as impressões daquilo que viram. O objetivo é ajudar a Igreja do Brasil na missão além-fronteiras, ad Gentes. Nesse sentido, os temas da Novena são: primeiro dia - Uma Novena Missionária; segundo dia - Missão nas grandes cidades; terceiro dia - Missão nas periferias; quarto dia - Missão em contexto de fome e guerra; quinto dia - Missão e religiosidade popular; sexto dia - Missão com migrantes; sétimo dia: Missão na Amazônia; oitavo dia - Missão e partilha de bens; e nono dia - Missão e comunhão eclesial. Em sintonia com a Campanha da Fraternidade, o tema da Campanha Missionária 2010 é “Missão e Partilha”. A Coleta feita no Brasil no Dia Mundial das Missões, no quarto domingo de outubro, é destinada ao Fundo Mundial de Solidariedade Missionária para financiar projetos de evangelização em diversas frentes. Os subsídios da Campanha, juntamente com o DVD e o envelope para a Coleta, já foram enviados a todas as dioceses do Brasil.

Feliz aniversário Pe. Humberto!

Seus passos encurtaram, mas não parou de ir ao povo. Sua voz não tem mais o mesmo vigor, porém não cessou de evangelizar. Suas mãos já não têm mais a mesma firmeza, entretanto trazem os sacramentos, abençoam-nos, desenham e distribuem balas às crianças que correm alegres ao seu encontro. Sua audição já não é mais tão aguçada, mas sua atenção para com os que o procuram é redobrada e carregada de ternura e carinho. Já sabem a quem nos referimos, não é mesmo? Pe. Humberto, parabéns pelos seus 82 anos na graça de Deus! Pe. Humberto Domingos Penso também celebrou 57 anos de vida sacerdotal, no último dia 28. As mudanças que o tempo faz no nosso corpo, não interferem no amor que cada qual traz no coração.

www.santuarioscj.inf.br

GERAL

3

www.santuarioscj.inf.br


RETIRO QUERIGMÁTICO

Jovens diante do primeiro anúncio No mês de junho, foi a vez da juventude participar da experiência que está contagiando a paróquia Talita Rosa

Nos dias 26 e 27 de junho, o primeiro Retiro Querigmático para jovens da paróquia reuniu 39 participantes em torno de uma nova e ousada proposta: assumir Jesus como centro da vida e recorrer constantemente ao Espírito Santo para atualizar o amor de Deus na juventude de cada um. Ao final do retiro, que aconteceu nas dependências da Comunidade São Judas Tadeu, a resposta foi evidente e emocionante, como a de Tulio Luís Stolf, 25 anos. “Essa experiência faz com que a gente mude, se torne novo. Esse Espírito é que nos renova e faz com que sejamos diferentes, o que para nós, jovens, é um desafio na sociedade atual”, partilhou. Três proclamadores

revezaram-se nos ensinamentos: Pe. Luiz Antônio Nunes da Silva, Ana Beatriz Rocha Nedel e Eloir Bezbatti. Ao todo, oito temas foram abordados durante o encontro que começou e terminou com Celebrações Eucarísticas. Nos intervalos, os jovens partilhavam a experiência da Palavra proclamada em pequenos grupos com a mediação e a acolhida dos “pastorzinhos”, adultos que atuaram como “pais espirituais” du-

que sou cristã, como propôs a Ana Beatriz em uma das proclamações”, testemunhou a jovem Karla Gulini, 19 anos. Os próximos passos para os participantes do Retiro são os três encontros do Perseverai, marcados para as tardes de sábado do mês de julho, na Matriz. “Os jovens terão mais três blocos de formações, dessa vez, com a catequese do que aconteceu no retiro”, explicou Eloir.

rante o evento. Outros momentos marcantes foram a celebração penitencial diante do Santíssimo Sacramento e a Coroa do Espírito Santo que marcou a invocação do Espírito sobre os jovens participantes. “Na hora que o Padre impôs as mãos sobre mim, senti o Espírito Santo e uma alegria muito forte. Alcancei a graça que pedi, de contar com Ele em mim, para que, com meu jeito de vida, possa provar

Participantes falam sobre experiência

“Foi meu primeiro retiro. Tinha dúvidas sobre como era sentir o amor de Deus. Por causa desse encontro, tive a certeza de tal amor”.

“Viemos tão cansados da semana, mas agora estou renovado, sentindo tanta alegria, que glorifico a Deus”.

Tiago Augusto Batisti, 22 anos, São Judas Tadeu

Arthur Garcia Bartsch, 17 anos, Santuário Sagrado Coração de Jesus

“Vi o que estava errado. Foi um resgate. Até então sentia um vazio, mas agora tenho forças para começar de novo. Só tenho a agradecer”.

“Com a experiência deste final de semana, tive a certeza de que Deus chama e capacita alguns para resgatar os demais”.

“Quando fui convidado para ser pastorzinho de jovens, confesso que fiquei preocupado. Mas durante o retiro fiquei surpreso, e fui para casa emocionado com a juventude nota 10 que temos na nossa paróquia.”

“O momento mais especial foi colocar o que a gente estava sentindo e pensando e receber o acolhimento do pastorzinho. Para mim foi muito bom”.

Gabriela de Oliveira, 20 anos, Nossa Senhora do Rosário

Waldemar Lourenço Furtado, 49 anos, um dos sete “pastorzinhos”

FORMAÇÃO

Vinícius Bazílio Corrêa, 18 anos, Divino Espírito Santo

Marcus Vinícius Carvalho da Silva, 22 anos, Nossa Senhora do Rosário

4

Iniciação à vida cristã A iniciação à vida cristã é a procura, a pergunta por Deus. Muitos são os que andam inquietos pelo mundo, descontentes com propostas que ainda não conquistaram sua mente e seu coração. O ser humano vive a procura de respostas sobre a vida e, no fundo, a respeito de si mesmo. Homens e mulheres querem saber quem são, por que estão neste mundo, que sentido têm as escolhas que a vida exige de nós. João Paulo II refere-se a essa necessidade como: “A Fé e a Razão constituem como que as duas asas pelas quais o espírito humano se eleva para a contemplação da verdade. Foi Deus quem colocou no coração do homem o desejo de conhecer a verdade e, em última análise, de conhecê-LO, para que, conhecendo-O e amando-O, possa chegar também à verdade plena sobre si próprio” [...]. A iniciação cristã tem muito a oferecer também quando alguém vive em crise e insegurança. Para isso, é preciso que a pessoa se sinta, em todo o processo, apoiada por uma comunidade acolhedora. Há um processo no chamado. Tudo começa com uma busca, isto gera um encontro e produz conversão. Assim, o processo vai produzindo comunhão que leva à missão e depois à transformação da sociedade. O projeto de Jesus não tem nada de pequeno ou mesquinho, pelo contrário, somos chamados a um trabalho exigente e emocionante. Jesus nos impulsiona a viver a fraternidade, a defender os fracos, a construir a paz, valorizando a honestidade e a dignidade humana, sabendo perdoar e partilhar. Quem não encontrou Jesus de fato não foi iniciado na fé [...]. A iniciação à vida cristã supõe uma comunidade que passe no teste do “Vinde e Vede”. Iniciação não é só aprendizado de doutrina. É inserção na totalidade da experiência de fé dentro de uma comunidade em que se identifica a presença ativa do fermento do Evangelho e a força transformadora do amor de Jesus. Ser cristão exige o compromisso com as missões em geral, com a transformação da sociedade, com a leitura orante da Bíblia, com o diálogo ecumênico e inter religioso, com a promoção das diferentes vocações. A iniciação cristã é uma exigência da missão da Igreja, formar cristãos firmes e conscientes nos novos tempos em que a religião é uma escolha.

www.santuarioscj.inf.br

Solenidade do Coração de Jesus Pe. Nilson Helmann, scj

A VIDA COMO VOCAÇÃO

A vocação da paróquia na promoção de novas escolhas Paróquia trabalha para que homens e mulheres possam dar uma resposta afirmativa ao chamado Divino Pe. Nilson Helmann, scj

No dia 11 de junho, celebramos a solenidade do Sagrado Coração de Jesus. Nessa data ainda findamos o ano sacerdotal que teve sua abertura na festa do Coração de Jesus do ano passado. Nascidos no coração do Bom Pastor e seguindo seu exemplo, os sacerdotes são convidados a procurar os filhos de Deus que estão perdidos, reconduzir os extraviados, protegê-los de perigos e lutar para que todos sejam saciados em suas necessidades físicas, psíquicas e espirituais. Aos sacerdotes, portanto, compete à tarefa de conduzir os filhos de Deus ao seu divino coração, local de encontro e conhecimento, lugar de descanso e repouso, espaço de amor e de realização. Rezemos, pois, para que todos os sacerdotes se sintam amados pelo coração de Nosso Deus e que suas vidas sejam reflexo desse sentimento. Que estejam sempre amparados pela graça quando as forças humanas faltarem e possam viver intensamente sua vocação de guia e pastor.

Catequese de adultos No dia 20 de junho, 42 pessoas participaram de um retiro em preparação aos sacramentos no Noviciado dos Freis Capuchinhos. Os momentos foram conduzidos pelo Pe. Luís Antônio, Nicolau Monteiro e Idinéia O. da Silva. A Celebração Eucarística, presidida pelo Pe. Luís, teve a presença de pais, padrinhos e amigos dos participantes. Na oportunidade, o sacerdote ministrou o sacramento da Crisma para 21 adultos, destes, cinco foram batizados. Há muitos anos, a Paróquia caminha com a Pastoral da Catequese para a formação e preparação de adultos que fazem sua opção de fé com especial maturidade e responsabilidade.

VIDA LITÚRGICA

A palavra vocação, do latim vocare (chamado), caracteriza muito bem a relação de Deus com cada ser humano. Desde o seu nascimento, o homem e a mulher são convidados ao diálogo com Deus. É nesse diálogo de amor com o Criador, na liberdade, que se alicerça a possibilidade que cada pessoa tem de crescer e dar sentido ao seu existir, fazendo de toda a sua vida uma resposta positiva à felicidade. Nossa paróquia, nesse sentido, trabalha para que homens e mulheres possam dar sua resposta afirmativa ao chamado Divino. Procuramos contribuir para que no coração de todos, às vezes invadidos pelo medo e pelas incertezas, reine a alegria libertadora da fé. Nossa tarefa, portanto, como paróquia que trabalha pelas vocações é a de orientar as novas gerações para a descoberta do projeto de Deus sobre cada um, cultivando

neles a disponibilidade para fazer da própria vida - quando Deus chama - um dom para a missão. Rezemos, pois, para que nossa comunidade paroquial continue a produzir respostas afirmativa ao chamado de Deus, que tem um convite especial a todos,

9

aguardando apenas o sim verdadeiro e a disponibilidade total dos corações.

SAV (Serviço de Animação Vocacional)

Chamados, nossa paróquia precisa, pois, de homens e mulheres que conservem viva nos batizados os valores funda-

mentais do Evangelho e façam surgir na consciência do Povo de Deus a necessidade de responder, com coragem e determinação, ao chamado de Deus. Você, portanto, que se sente chamado ao serviço vocacional e despertou no coração o chamado Divino, entre em contato conosco.

www.santuarioscj.inf.br


7º Cerco de Jericó

Um lugar de acolhida, fé e devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Talita Rosa

Depois de uma década, a devoção dos fiéis ao Sagrado Coração de Jesus está ainda maior. Centenas de pessoas participaram da Celebração dos 10 anos de elevação da Paróquia a Santuário, no último dia 30. Durante a Celebração, que teve liturgia especial, um coração foi sendo montado para, simbolicamente, demonstrar como a “casa do coração” é formada pela presença e participação de toda a comunidade. Um dos momentos mais significativos foi a bênção das imagens trazidas pelos fiéis. O pároco, Pe. Claudionor Schmitt, concluiu o rito com a entronização das imagens nas casas transmitida ao vivo pela rádio Difusora AM 1480. Para as comunidades

COMUNIDADES

que compõem a Paróquia Santuário, também foi uma noite especial. Cada uma recebeu a bênção papal, isso mesmo, a bênção do Santo Padre, o Papa Bento XVI, na ocasião dos 10 anos do Santuário! Na primeira sexta-feira do mês, dia 2, Dom Antonio Wagner da Silva, scj, presidiu a celebração solene, concelebrada pelos sacerdotes da paróquia, além do Pe. Aléssio da Rosa, scj, que atualmente está em Brusque e é diretor do Colégio São Luiz, e Pe. Valerio Heler, scj, pároco em Botuverá. O bispo de Guarapuava (PR) era o pároco quando a Paróquia foi elevada a Santuário, enquanto os padres convidados fizeram parte dos seus 10 anos de história. Entre as atividades, ado-

Oração ininterrupta diante de Jesus Eucarístico durante sete dias e seis noites. Esse é o convite da comunidade Nossa Senhora do Rosário para o 7º Cerco de Jericó, que será realizado de 17 a 23 de julho. O tema principal “Se eu orar, as muralhas vão cair” sugere a força da oração e o poder da fé. A inspiração para este tipo de campanha encontra-se no capítulo 6 do livro de Josué que narra a vitória do povo de Deus, reunido em vigília, oração e jejum ao transpassar as muralhas que o cercava em Jericó. Todos os dias da campanha haverá Santa Missa, às 19h30, seguida da adoração ao Santíssimo Sacramento exposto aos fiéis. Participe e traga a sua família!

rações ao Santíssimo, celebrações especiais e momentos de confraternização.

2º Arraiá da Esperança

10 anos com o Coração de Jesus de portas abertas

Ayronn Alves, 10 anos, nasceu no mesmo ano em que também nascia um novo espaço de peregrinação em Joinville. Disposto a cultivar a espiritualidade do Coração de Jesus nos peregrinos, uma década depois, o Santuário Sagrado Coração de Jesus já pode comemorar o alcance desse objetivo. Ayronn veio à celebração com a mãe, Claudinéia Alves, 39 anos, e trouxe três imagens para abençoar: uma para a casa deles, outra para a da tia, e outra para a empresa da família. “Procurei o Santuário no momento de dor da

8

Foto: Arnaldo Truppel

10 ANOS DE SANTUÁRIO

perda da minha mãe. Fiquei aqui porque foi a casa que mais me acolheu. Sempre encontro no Coração de Jesus consolo para as minhas lágrimas”, contou

Claudinéia. O filho, agora, faz catequese na Paróquia. “Quando venho aqui sinto alegria”, partilhou o pequeno devoto com as imagens abençoadas nas mãos.

www.santuarioscj.inf.br

Mais de 10 mil pessoas estão sendo esperadas para o 2o Arraiá da Esperança, que será realizado no Sítio Novo, no dia 10 de julho, a partir das 18h. A edição deste ano vai beneficiar entidades que fazem parte do Conselho Diocesano de Assuntos de Dependência Química. O Arraiá será animado pelas bandas Dádiva Divina e Toque de Fé. Entre as atrações estão: Boi de Mamão, Quadrilha, Casamento Caipira e muita comida típica de festa junina. As paróquias das regiões das Comarcas de Joinville, Jaraguá do Sul e São Bento do Sul, onde estão localizadas as casas de recuperação, devem indicar um casal para disputar o concurso de Rei e Rainha da festa. O valor do ingresso antecipado é de R$ 5,00 e no local, R$ 8,00. Para crianças até 10 anos, a entrada é gratuita.

COMUNIDADES

FESTA

Comunidade São Judas celebra 45 anos de evangelização Santa Missa, exposição e confraternização marcaram aniversário da Comunidade

Talita Rosa

Na Missa comemorativa, no dia 2 de junho, a comunidade mostrou toda fé e entusiasmo que marcam a sua trajetória nas mais de quatro décadas de existência. Quando Jesus Sacramentado entrou na igreja, foi recebido pelas aclamações alegres do povo que lotou o local. Durante a celebração, foram recordadas as pessoas e os acontecimentos significativos para a história da São Judas Tadeu. Entre as presenças importantes, estava a da Irmã Celeste, que veio de Balneário Camboriú, para participar das festividades da comunidade na qual

ajudou a construir durante 22 anos de trabalho. Ao final, a maioria dos presentes ficou para a confraternização e pu-

5

deram servir-se de uma deliciosa canja com sabor de fraternidade e conquistas! O bolo de três metros foi servido pelos

padres, encerrando as comemorações dos 45 anos em clima de união e amizade.

www.santuarioscj.inf.br


FESTA DO PADROEIRO

Devoção e fé na Festa ao Sagrado Coração de Jesus

INFÂNCIA MISSIONÁRIA

Missionários visitam idosas

MISSÕES QUERIGMÁTICAS

Povo evangelizando povo

Paróquia se prepara para mais uma edição do projeto missionário que leva anúncio da Boa Nova aos moradores da região

Doroti Santana de Oliveira

Fiéis foram chamados a viver sua devoção e celebrar os 10 anos do Santuário Sagrado Coração de Jesus Um Coração que ama a humanidade e oferece conforto e paz àqueles que confiam n’Ele. Uma das devoções mais difundidas da piedade eclesial, o Sagrado Coração de Jesus foi celebrado neste mês de junho em uma programação especial para que os fiéis tivessem um motivo ainda mais especial para viver a sua fé. A programação teve início no último dia 4, a primeira sexta-feira do mês, tradicionalmente dedicada ao padroeiro e abriu a novena com a exposição da imagem histórica do Sagrado Coração de Jesus, que está na Paróquia desde 1919, na porta principal da Matriz. Além da novena e das celebrações diárias, a festa litúrgica do Padroeiro teve Missas especiais nas comunidades São Judas Tadeu, Sagrada Família, Nossa Senhora do Rosário e Divino Espírito Santo. Durante o tríduo da Festa, de 11 a 13 de junho, os fiéis puderam

ESPECIAL

viver intensamente sua fé, através da procissão e das Missas solenes, em especial no domingo, presidida pelo Pároco Pe. Claudionor José Schimitt com o tema “Casa do Coração”.

Novenas integram paroquianos

Durante a preparação da Festa, a novena uniu os paroquianos em volta da imagem do Sagrado Coração de Jesus que visitou as comunidades. Cada um dos dias em que os devotos se reuniam para se prepararem para a Festa, as

novenas refletiam a unidade e a devoção dos paroquianos pelo Sagrado Coração. Um dos exemplos desta integração pode ser observada na organização da segunda novena, em que os Grupos Bíblicos de Reflexão dos setores 1, 2 e 3 trabalharam o tema “O Coração de Jesus nos ama”. Os seis grupos que compõem os três setores se reuniram na Rua Babitonga, 466. A acolhida foi feita por membros do setor anfitrião e cada setor esteve representado nas leituras, bem como

na apresentação dos símbolos (pão e vinho) durante o ofertório. Ao final, os participantes foram convidados para a partilha, preparada pelos setores, com pão de queijo, cuca e suco de frutas. “Foi um momento de verdadeira partilha e confraternização, temperados com muita alegria e descontração. Tudo isso porque os nossos corações estavam sintonizados com o Coração de Jesus, que é só amor”, afirmaram a coordenadora geral Ana Beatriz Nedel e Ivone Jacy Moreira.

Em um gesto de carinho e solidariedade, a Infância Missionária visitou as idosas da Vila Vicentina e levou, além de alimentos, muita alegria e amor, através dos gestos e apresentações musicais.

Missionários sairam em missão na Comunidade Nossa Senhora do Rosário, em 2009

CATEQUESE

Crianças coroam Nossa Senhora

No mês de agosto, cerca de 150 pessoas de toda a Paróquia sairão em missão pelas ruas da Comunidade São Judas Tadeu para evangelizar. Este é o terceiro ano de projeto, porém os preparativos para a realização também são considerados tempo de missão. Uma das atividades que preparam as pessoas é o Retiro Querigmático, onde as lideranças da paróquia são convidadas a participar. “A Igreja é missionária, vai ao encontro do povo. Mas não podemos sair por aí sem uma preparação. Esta é a razão dos retiros”, expli-

ca Osvaldo da Rosa, coordenador paroquial das missões. O Retiro acontece em média três vezes ao ano e, inicialmente, apenas líderes e representantes de pastorais podem participar. Agora o evento é mais aberto, como a edição realizada em junho, com jovens (ver página 4). Porém, só podem fazer o retiro pessoas convidadas. Depois, os missionários se reúnem semanalmente, sempre às quintas-feiras, no Perseverai. “O Retiro é um primeiro anúncio e o Perseverai, uma catequese.

Assim ficamos mais preparados para a visitação nas casas”, completa Osvaldo. “Aqueles que passam por essas etapas, farão as missões”. A cada ano, uma comunidade da Paróquia recebe a imagem de Santa Terezinha do Menino Jesus e, a partir daí, começa também a sua própria preparação para receber os missionários. Em novembro de 2008, a Sagrada Família recebeu a primeira Missão. No ano passado, a Nossa Senhora do Rosário realizou o projeto em agosto. Desde 2009, a São Ju-

das Tadeu preparou toda a comunidade para a realização da edição deste ano. Foi realizado um censo para mapear e conhecer melhor a área, dividida em nove setores. “Com base no resultado do levantamento feito em junho, a gente divide o número de missionários por regiões da comunidade”, afirma Osvaldo. As missões acontecem no mês de agosto. Aos sábados, pessoas de toda a Paróquia que fizeram as etapas do projeto vão visitar as casas dos moradores. Uma equipe de intercessão fica rezando pelo andamento da

Missão. Cada setor tem um local de oração, onde, às terças-feiras, é realizado um encontro na casa de alguém visitado. Lá, um animador faz uma proclamação querigmática da Palavra. O clima não afeta somente os missionários, mas também os moradores. Um exemplo é João Medeiros da Rosa e Maria Fernandes, casal que espera ansiosamente recebê-los em sua residência. Os missionários serão enviados pelo Pároco no dia 31, sábado, em uma Missa especial celebrada às 19h, na Comunidade São Judas.

Os catequizandos da Primeira Eucaristia, da Comunidade Divino Espírito Santo, fizeram a coroação de Nossa Senhora em uma celebração especial, presidida pelo Padre Hélio Feuser, scj, de Brusque. A Santa Missa foi realizada dia 30 de maio, no domingo em que a Igreja celebra a Santíssima Trindade. Por isso, Padre Hélio falou em sua homilia a necessidade de seguirmos o modelo de comunidade apresentada na Santíssima Trindade, conduzindo os fiéis a uma reflexão profunda sobre o nosso papel na comunidade. Casa de Oração também é espaço de anúncio querigmático através da proclamação da Palavra de Deus

Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeira das missões, acompanha a comunidade que recebe o projeto evangelizador

6

www.santuarioscj.inf.br

ESPECIAL

7

www.santuarioscj.inf.br


Jornal Santuario julho 2010