Page 1

Participe da Festa de Corpus Christi e celebre a presença de Jesus na Eucaristia5 pág.

Javé Nessi

Publicação da Paróquia Santo Antônio - São José | Junho de 2010 | Ano 1 | Edição 09 | Distribuição Gratuita

Vem aí, a tradicional Festa de Santo Antônio, de 11 a 13 de junho

“O Senhor é a nossa bandeira”


2

www.paroquiasantoantonio.net

Editorial

NOSSA CASA

Neste mês de junho, várias pessoas que participam das pastorais e movimentos da Paróquia Santo Antônio completam mais um ano de vida. O desejo de muita saúde, paz e felicidades para Carolina (CPC), Rita (PASCOM), Célio (Adm. Econômico), Janaína (CPP), Maria Vanderlandia (Coroinhas), Sinara (Inf. Missionária), Maria Gorete (CPC), Clotilde (As Fantásticas), Nayrtron (Dízimo) e Rosita (RCC).

No dia 12 de junho toda a Igreja celebra a solenidade do Imaculado Coração de Maria. Esta memória não é nova na Igreja, tem raízes no Evangelho que repetidamente chama a atenção para o Coração da Mãe de Deus. Por isto, na tradição da Igreja encontramos várias afirmações confirmadas pelos padres, místicos da Idade Média, santos, teólogos e papas como o nosso João Paulo II. “Depois, Ele desceu com eles para Nazaré; era-lhes submisso; e a sua mãe guardava todos esses acontecimentos em seu coração”. Este relato bíblico, que se encontra no Evangelho de São Lucas, uni-se ao do canto de louvor - Magnificat - a compaixão e intercessão diante do vinho que havia acabado e a presença de Maria de pé junto a Cruz; para assim nos revelar a sintonia do seu Imaculado Coração para com o Sagrado Coração de Jesus. Entre os santos se destacou como apóstolo desta devoção São João Eudes. E entre os papas que propagaram esta devoção se destaca Pio XII, que em 1942 consagrou o mundo inteiro ao Coração Imaculado de Maria. Nas aparições de Fátima, em Portugal, Nossa Senhora também pedia a devoção ao seu Imaculado Coração. Rezemos juntos pela Consagração ao Coração Imaculado de Maria “Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, ao Vosso Coração Imaculado nos consagramos, em ato de entrega total ao Senhor. Por Vós seremos levados a Cristo. Por Ele e com Ele seremos levados ao Pai. Caminharemos à luz da fé e faremos tudo para que o mundo creia que Jesus Cristo é o Enviado do Pai. Com Ele queremos levar o Amor e a Salvação até aos confins do mundo. Sob a proteção do Vosso Coração Imaculado seremos um só povo com Cristo. Seremos testemunhas da Sua ressurreição. Por Ele seremos levados ao Pai, para glória da Santíssima Trindade, a Quem adoramos, louvamos e bendizemos. Amém.”

Agenda de Junho DATA HORÁRIO 04 18h30 04 19h30 05 14h 06 08h 07 20h 07 20h 08 20h30 11 a 13 14 20h 15 19h 18 08h às 19h30 19 08h 19 13h30 19 14h 20 08h 20 08h 21 20h 25 20h 26 e 27 27 14h 28 14h 29 20h30

ATIVIDADE

LOCAL

1ª sexta-feira do mês – Adoração ao Santíssimo 1ª sexta-feira do mês – Missa Reunião Paroquial Catequistas Retiro pais de catequizandos Missa RCC Reunião Pastoral Familiar Reunião da Pastoral de Comunicação Festa de Santo Antônio Reunião CPC Reunião Conselho Comarcal de Pastoral

Campinas/Kobrasol Campinas/Kobrasol Campinas Campinas Campinas Campinas Campinas Campinas Kobrasol Campinas Adoração ao Ssmo. Sacramento pela sant. dos Sacerdotes Campinas Reunião Coordenação Paroquial Catequese Campinas Curso de Batismo Kobrasol Escola Catequética Campinas Retiro do 1º ano de Crisma Campinas Escola de Formação Paulo Apóstolo Campinas Reunião CPC Campinas Reunião CPP Kobrasol Retiro de Aprofundamento dos Pais da Catequese Campinas Formação Coroinhas Kobrasol Festa Junina – Grupo Santa Paulina Campinas Missa de restauração da família – Mov. de Irmãos Campinas

“A devoção à Eucaristia é a mais nobre de todas as devoções, porque tem o próprio Deus por objeto; é a mais salutar porque nos dá o próprio autor da graça; é a mais suave, pois suave é o Senhor”. (São Pio X)

artigo do Pároco

Carol Denardi

O vazio do nosso coração precisa ser preenchido por Deus

Desde o nascimento todos buscam a felicidade, todos querem ser amados e compreendidos. Ser amado e compreendido é a primeira experiência de felicidade. Quando crescemos precisamos ainda do amor e da compreensão, mas sentimos que mesmo amados podemos não ser totalmente felizes.

Santo Agostinho diz: “O homem tem um vazio no coração que só pode ser preenchido por Deus.” Na tentativa de preencher o vazio, o homem tem altos e baixos. Há momentos em que nos sentimos bem e outros que nos sentimos mal. Ao olhar para os outros, temos a impressão de que todos são felizes e que só nós temos problemas e dificuldades. Porém, a verdade é que não estamos sozinhos, toda a humanidade tem problemas e busca a felicidade em meio a eles. Nunca como hoje fomos tão informados e também, infelizes. Parecia

que a solução viria com a tecnologia: televisão, computador, celular, carro etc. Tudo isto tem nos feito mais felizes? Perdemos acaso o vazio de nossos corações? Toda a tecnologia não tem conseguido mostrar o porquê da vida? De onde viemos e para onde vamos? O remédio para o ódio e a corrupção pode ser encontrado nos laboratórios? Nenhum deles, entretanto, traz a felicidade plena e completa. Ao contrário, afunda o homem cada vez mais no vazio existencial. Estamos enredados e não sabemos como sair desta teia que nos prende

e mata. E neste abismo as pessoas, ao invés de buscarem o caminho (Jo 14,6), vão atrás de charlatões, que agem no poder do inimigo. Encontramos tantos que estão a oferecer caminhos diversos e com isso estamos nos esvaziando. Parece que somos como automóveis, bonitos, mas sem combustível não funciona. O homem vai se angustiando e na angústia perde o sentido da vida. O homem é o único ser incompleto, que se angustia e se aborrece. Deus não fez nada sem propósito. Deu ao homem a possibilidade de sentir tédio, deve ter

Ele a resposta para o problema. Só quem faz uma experiência pessoal com Deus e se deixa conduzir por Ele tem esperança, paz, alegria, amor, bondade, paciência etc. Leia Gálatas 5,22-23. Fora de Deus não existe felicidade completa, por isso nossa humanidade está sofrendo muito. Às vezes temos tudo o que existe de material e ao mesmo tempo não temos nada, somos infelizes, pois nos falta a fonte de toda a felicidade, de todo o bem, que é Deus. Deus é a resposta para o problema da humanidade. Meu irmão e minha irmã!

Vamos em frente, sabendo que sem Deus nada podemos fazer. Com Ele tudo se transforma, é diferente e melhor. Enfrentar os problemas sem Deus se torna insuportável, com certeza viveremos a derrota, mas enfrentar os problemas na presença de Deus que nos diz: “Coragem! Eu venci o mundo! Coragem! Vinde a Mim vós todos que estais cansados e sobrecarregados, Eu vos aliviarei”, é reanimador, é viver na esperança que nos conduzirá ao céu, onde ninguém mais vai chorar, ficar triste e sofrer. Vamos então viver na presença amorosa e carinhosa de Deus. Pe. Hélio da Cunha


3

www.paroquiasantoantonio.net

MATURIDADE CRISTÃ Proclamação do Ano Sacerdotal Maria Alzira G. Dutra e Silva O Papa Bento XVI convocou a Igreja para celebrar o Ano Sacerdotal com o tema: “Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote”. Este período também é comemorativo aos 150 anos da morte de São João Maria Vianney, patrono de todos os sacerdotes do mundo. A Paróquia Santo Antônio viveu momentos fortes, de profunda gratidão e reconhecimento aos sacerdotes que se dedicaram ao trabalho pastoral e que apresentaram as belezas de sua vocação. O Ano Sacerdotal se encerra oficialmente com a Missa presidida pelo Papa Bento XVI, no dia 11 de junho, na Praça São Pedro, no Vaticano.

Ações na Paróquia

Para celebrar em comunhão com a Igreja, a Paróquia promoveu diversas iniciativas para valorização e fortalecimento da vocação sacerdotal. Entre as ações, visitas aos seminaristas de Azambuja (Brusque) e do Itesc. Além da colaboração financeira para sustentação dos seminários, algo que acontece periodicamente. Os retiros dos catequistas, catequizandos, grupos jovens, movimentos, ministérios e pastorais serviram para meditar sobre a missão dos sacerdotes na Igreja e na sociedade e rezar por eles. Uma oportunidade para desenvolver a comunhão e a amizade com o Pároco, Pe. Hélio, e a comunidade que lhe foi confiada. Os cartazes e folders enviados pela Arquidiocese e as cartas do Arcebispo Dom Murilo muito contribuíram para a renovação espiritual da Paróquia. Nosso desejo mais ardente, a partir deste Ano Sacerdotal, é ser uma comunidade mais comprometida com as vocações sacerdotais. Temos um só seminarista, o Ismael. É a nossa grande esperança!

Na foto ao lado o seminarista Ismael Weiduschat, de 18 anos, fruto da Paróquia Santo Antônio, Campinas. Atualmente ele está no Seminário de Azambuja (Brusque), lhe preparando para a vocação sacerdotal. A comunidade paroquial reza para que sua caminhada seja abençoada por Deus e cheia de frutos.

O que Santo Antônio tem a dizer após 779 anos de sua morte? Miriane Priscila Paim Ao se ouvir falar em Santo Antônio de Pádua, a mente traz presente a imagem do santo casamenteiro e muito requisitado para achar objetos perdidos. Nascido em Lisboa, no ano de 1195, dentro de uma família influente, foi batizado com o nome de Fernando. Sentindo o chamado de Deus arder em seu peito tornouse agostiniano. Ao ter contato com freis franciscanos que foram martirizados em Marrocos, sentiu-se impelido a seguir o mesmo caminho de entrega total na difusão do Evangelho. A febre lhe tira das terras africanas e uma tempestade o leva a Pádua. Eloquente e criativo prega-

dor, o santo foi nomeado teólogo por São Francisco de Assis. Seus sermões cativaram e converteram para Deus diversas pessoas. Praticante da justiça protegeu os inocentes, teve misericórdia para com os pobres saciando a sua fome com pão, vivenciando assim a partilha. Denunciou as injustiças sociais que massacravam os menos favorecidos e estava sempre disponível para ajudar. Aos 36 anos, em 13 de junho de 1231, Santo Antônio doente, falece em Arcella, próximo a Pádua. Amante da Sagrada Escritura, conhecia muito bem suas páginas e sua interpretação. O que levou o Papa Gregório IX a

canonizá-lo no Pentecostes de 1232. O exemplo de vida de Antônio tornou-o um dos santos mais populares da Igreja e nos ensina o que é ser concretamente discípulo de Jesus hoje: - Alguém que cultiva a oração pessoal, tendo a espiritualidade refletida na vida; - Estudioso assíduo da Palavra de Deus; - Busca a formação para pregar o Evangelho com coerência e convicção; - Deixa-se seduzir pelas reais experiências de Deus; - Misericordioso; - Sabe ouvir o outro; - Tem devoção mariana.

Responso de Santo Antônio Se milagres desejais Recorrei a Santo Antônio; Vereis fugir o demônio E as tentações infernais.

Todos os males humanos Se moderam, se retiram; Digam-no os que o viram; Digam-no os paduanos.

Recupera-se o perdido, Rompe-se a dura prisão; E no auge do furacão, Cede o mar embravecido.

Recupera-se o perdido, Rompe-se a dura prisão; E no auge do furacão, Cede o mar embravecido.

V. Rogai por nós, bem-aventurado Santo Antônio. R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Oração: Deus eterno e onipotente, Vós quisestes que o Vosso povo encontrasse em Santo Antônio de Lisboa um grande pregador do Evangelho e um intercessor poderoso, concedei-nos seguir fielmente os princípios da vida cristã, para que mereçamos tê-lo como protetor em todas as adversidades. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pela sua intercessão Glória ao Pai, Foge a peste, o erro, a morte; ao Filho O fraco torna-se forte e ao Espírito Santo E torna-se o enfermo são. Recupera-se o perdido, Recupera-se o perdido, Rompe-se a dura prisão; Rompe-se a dura prisão; E no auge do furacão, E no auge do furacão, Cede o mar embravecido. Cede o mar embravecido.

Mensagem do mês Elenir Lopes Pereira de Morais Quando somos tentados a enfrentar só com atitudes humanas as dificuldades, corremos o

perigo de enfraquecer na fé e nossa esperança ficar debilitada ao ponto de nos entregar ao desânimo e nos afastarmos de Deus. Busquemos, pois, força

através de práticas espirituais como oração pessoal, confissão, adoração. “Assim o próprio Espírito Santo vem em nosso socorro e nos fortalece”. (Jd 8,16.23)

Coração de Jesus: misericórdia de Deus Susana P. Volpi A solenidade do Sagrado Coração de Jesus, comemorada no dia 11 de junho, é uma devoção praticada pela Igreja Católica que se renova nas primeiras sextasfeiras de cada mês. A origem da veneração ao Coração de Jesus se deve à Santa Margarida Maria Alacoque. Ela recebeu extraordinárias revelações de Jesus Cristo que a incumbiu pessoalmente de divulgar e propagar ao mundo esta piedosa devoção. Os devotos do Coração de Jesus têm por objetivo promover a espiritualidade da comunidade, bem como colaborar nas atividades paroquiais. O maior compromisso é a oração perseverante que consiste no oferecimento diário e também na formação de novos zeladores (as) e associados (as), através da tarde de formação com encontros mensais, palestras, enfim, unir oração e ação. Os interessados em fazer parte do grupo podem se apresentar à coordenação do Apostolado da Oração ou na secretaria paroquial, deixando o nome e telefone.


ESPECIAL

4

Mudança dos párocos marca o período de 1987 a 1997

Pe. Chico assume e logo consegue a doação do terreno da Igreja do Kobrasol Paulo Elias de Souza Se nos primeiros 18 anos de Paróquia (1970-1987) foram apenas dois párocos (Padres Vendelino e Raul), no período de 1987 a 1995 tivemos muitas mudanças com três diferentes sacerdotes. Em agosto de 1987, tomava posse o terceiro pároco de nossa história, Pe. Francisco de Assis Wloch, substituindo Pe. Raul que havia assumido a Paróquia do Saco dos Limões. Natural de Itajaí, Pe. Chico, como era e é conhecido por todos, vinha de Garopaba, onde havia sido pároco por 11 anos. A primeira celebração no Kobrasol aconteceu em setembro daquele ano, quando assumiu o compromisso de celebrar uma Missa todos os domingos, às 17h. Junto com as lideranças do Kobrasol, Pe. Chico trabalhou bastante para conseguir a doação do terreno para a construção da Igreja, fez visitas ao prefeito e um intenso trabalho junto aos vereadores. E assim, em 3 de dezembro de 1987 a Câmara

de Vereadores aprovava a doação do terreno. Sua passagem também foi marcada pela organização das pastorais e elaboração do Plano Paroquial de Pastoral com um lema que ainda hoje serve para a paróquia: “Juntos frutificaremos”, em uma referência a necessidade de união entre as comunidades e as pastorais. Novos movimentos surgiram na paróquia neste período: a Legião de Maria, fundada em Campinas com o nome de Nossa Senhora Estrela da Manhã e a Pastoral Familiar, organizada por alguns casais. Existiam três grupos jovens: o Ressurreição do Kobrasol, pertencente ao Movimento Emaús e, em Campinas, havia o Missionário Nova Geração e o Grupo de Oração Corrente Divina, este ligado a Renovação Carismática que já funcionava desde 1984. Nas celebrações dos finais de semana, Pe. Chico contava com a ajuda do Pe. Henrique Cervi, conhecido pela rapidez de suas Missas. No final de 1988, Pe. Chico foi designado por Dom Afonso Niehues para assumir a Coordenação

Pastoral da Arquidiocese, tendo então que deixar a paróquia. A comunidade não gostou muito, pois Pe. Chico estava fazendo um ótimo trabalho. Deixou muitos amigos por aqui. Em seu lugar, assumiu Pe. Vertolino, que ficou aqui até 1991, período sobre o qual falaremos na próxima edição.

Você sabia que:

# Pe. Chico esteve na paróquia no ano de 1973 como seminarista, trabalhando durante um final de semana com o Pe. Vendelino, o primeiro pároco; # O projeto de doação do terreno para a construção da Igreja do Kobrasol foi aprovado na Câmara de Vereadores com dez votos a favor e três contrários, após duas horas e meia de sessão; # A capela São José já foi utilizada como sala de velório;

# Dom Vito Schlickmann, ainda como padre, ajudou o Pe. Chico celebra ndo Missas nos finais de semana, entre abril e agosto de 1988.

Monsenhor Vendelino celebrando missa na capela de madeira

49 anos dedicados à Paróquia

Quem já comprou uma medalha ou um CD nas Missas da Desatadora dos Nós, lá no fundo da Matriz, com uma alegre e disposta senhora de 67 anos? É Terezinha Alexandre, Serva de Maria, Ministra da Comunhão e coordenadora do Apostolado da Oração de Campinas. Terezinha chegou à Paróquia, em 1961, quando não tinha absolutamente nada. As Missas aconteciam na Casa Escola em Campinas, quinzenalmente. O marido, Francisco Jacó Alexandre, conhecido como Chi-

co e hoje falecido, pegava o caminhão da família Vieira e seguia até São José para pegar o padre para celebrar a Missa. Quando esta casa foi abaixo para construir um posto de gasolina, as Missas passaram a ser celebradas em um depósito de bebidas, de propriedade de Leonardo e Frida Petry, perto desta escola estadual. Monsenhor Vendelino morava em uma casa alugada próximo ao ponto final do ônibus Capoeiras. A mãe de três filhos e avó de sete netos conta que ajudava na cozinha durante as festas. E o es-

poso assava o churrasco no chão, pois não tinha churrasqueira. Ele trazia os frangos vivos da Serra para as festas e as mulheres matavam e limpavam no próprio pátio da Igreja, ao lado do salão de madeira. Santos Antunes e Dona Bolívia trabalhavam junto com o casal. “Não tinha água. Mais tarde, Germano Vieira colocou uma bomba para puxar água dentro do salão, do lado da capela de madeira. Frida e Bolívia eram catequistas”, diz Terezinha. Um fato curioso que ela lembra é que se uma criança falasse um pouco mais

alto na hora da proclamação do Evangelho, Monsenhor Vendelino parava e começava de novo, pois ele não gostava de barulho. A sorridente Terezinha conta ainda que ela e o marido colaboravam com o pouco que tinham, porque a família era simples, doando telhas e bancos no início da construção. Todos os filhos fizeram os sacramentos na Matriz. “Hoje está tudo moderno. Pe. Hélio é muito esforçado e trabalhador. Evoluiu bastante a nossa Igreja. Muita gente voltou para a Igreja e são bem acolhidas”, conclui orgulhosa Terezinha.


5

www.paroquiasantoantonio.net

Novo mundo

Corpus Christi No dia 3 de junho, acontece a Missa solene na Igreja do Kobrasol, às 8h30. Logo após, procissão com o Santíssimo Sacramento pelas ruas do bairro com altares na frente das casas e comércios para adoração. A procissão vai até a Igreja Matriz e termina com a bênção do Santíssimo. Venha adorar a presença real de Jesus Cristo no Sacramento da Eucaristia.

Paróquia é representada no Congresso Eucarístico Nacional Evento que levou milhares de pessoas à capital brasileira teve até simpósio de bioética O 16 º Congresso Eucarístico Nacional, que ocorreu entre os dias 13 a 16 de maio, em Brasília, teve a participação de dois representantes de nossa Paróquia. O casal Paulinho (coordenador do CPP) e Giselle (2ª secretária do CPP), que participou do Simpósio Teológico e de Bioética. O Congresso teve como tema “Eucaristia, Pão da Unidade dos Discípulos Missionários” e como lema “Fica Conos-

co, Senhor”. E contou com a participação de 300 bispos e mil padres, além de muitos leigos de várias partes do Brasil. Uma celebração na quinta-feira à noite, na Esplanada dos Ministérios, abriu mais esta edição do Congresso Eucarístico e foi presidida pelo Cardeal Dom Cláudio Hummes, enviado especial do papa Bento XVI, na presença de 45 mil pessoas. Durante a sexta-feira

aconteceram os simpósios e à noite, os bispos celebraram Missas em várias paróquias de Brasília. Outras atividades ocorreram simultaneamente aos simpósios, como a Missa da Primeira Comunhão de mil crianças, no sábado pela manhã. À tarde, houve uma romaria que levou o Santíssimo Sacramento do Centro de Convenções, dos simpósios até a Esplanada dos Ministérios, onde à noite, foi celebrada a Missa da

Juventude. Logo após, os jovens ficaram em vigília até de manhã, adorando ao Santíssimo Sacramento, conduzidos por bispos que se revezaram a cada hora e com diferentes bandas musicais. No domingo pela manhã, com a presença de 92 mil pessoas, o congresso foi encerrado com uma linda celebração, novamente na Esplanada dos Ministérios. O próximo ocorrerá em 2014, em Belém do Pará.

“Eu e minha casa serviremos ao Senhor” Luciane Fermiano No dia 01 de maio, o Grupo de Oração Sopro de Vida promoveu a campanha “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” com os jovens e suas famílias. Os jovens convidaram seus pais, que foram até o salão paroquial de Campinas e participaram de momentos de integração e louvor a Deus com seus filhos. Já é uma bênção os jovens se reunirem para louvar e adorar o Senhor em pleno sábado à noite, quando tantos estão longe do amor misericordioso de Deus. Ainda mais com a presença de suas famílias para que o fogo do Espírito Santo fortaleça suas casas. Um momento de grande unção na Paróquia Santo Antônio.

Pais e filhos animados, em um clima de louvor e união

Iniciação à vida cristã Miriane Priscila Paim

Paulinho e Giselle participaram dos simpósios no Congresso Eucarístico, em Brasília

Bispos de todo o Brasil reunidos em Brasília De 4 a 13 de maio, mais de 300 bispos de todo o Brasil estiveram reunidos em Brasília para a 48º Assembléia Geral da CNBB. O Arcebispo Metropolitano, Dom Murilo Krieger, também esteve lá, juntamente com outros catarinenses. Segundo explica Dom Murilo, o tema principal da Assembleia Geral foi a mensagem dos bispos do Brasil sobre a Palavra de Deus e a Animação

Bíblica de toda a Pastoral. Confira abaixo alguns trechos do documento. “Na Assembleia, aprofundamos o tema da Palavra de Deus na Igreja. Enquanto aguardamos com muito carinho a Exortação Apostólica pós-sinodal do Papa Bento XVI, orientados pela mensagem do Sínodo, com as ricas contribuições de toda a Igreja sobre este tema, convida-

mos todas as comunidades a acolher este grande dom e a preparar o ânimo para uma recepção mais viva da Palavra de Deus. Assim, a Igreja no Brasil poderá ser, nesta mudança de época, anunciadora corajosa das riquezas da Palavra em estado permanente de missão em toda a sua ação evangelizadora. No Prólogo do Evangelho de São João, encontramos o anúncio que ilumina a vida

do mundo inteiro: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava junto de Deus, e a Palavra era Deus... e a Palavra se fez carne” (Jo 1,1.14). A Palavra se torna um de nós e pode ser vista, tem um nome e um rosto: é Jesus Cristo. Maria, modelo perfeito de acolhida e de seguidora da Palavra, acompanhe-nos na escuta orante e na dedicação generosa ao anúncio da Palavra.

Tema muito debatido na Igreja no momento, presente em seus últimos documentos, como o de Aparecida e o Diretório Nacional de Catequese. A Iniciação à Vida Cristã ganhou corpo no documento elaborado pelos bispos brasileiros lançado na terceira semana da Catequese em outubro de 2009. O documento leva todos os católicos a refletir como se processa a prática da fé nos dias atuais. A procura pelos Sacramentos do Batismo, Crisma e Eucaristia continuam, porém, logo após o ritual sacramental muitos

somem do convívio da Igreja. Entre aqueles que continuam, existe um bom número de pessoas que não tiveram uma experiência real de Jesus Cristo e não têm um amadurecimento da sua fé. Pessoas que desconhecem totalmente ou em parte, qual o real objetivo da missão da Igreja. Somos convidados a repensarmos a maneira como vivemos e difundimos a fé atualmente. Só assim poderemos fazer as mudanças necessárias rumo a uma prática que empolgue o outro a conhecer e assumir concretamente a sua crença em Deus.


6

www.paroquiasantoantonio.net

ENTRE IRMÃOS

Vivendo o ecumenismo

Mil Ave-Marias e um dia de benção Sandro dos Santos No dia 01 de maio, vivemos um momento forte da graça de Deus na Capela São José. Neste dia em que comemoramos São José Operário, Pai adotivo de Jesus Cristo e esposo de Maria, voltamos a fazer a poderosa oração das mil Ave-Marias. Não dá para descrever momento tão especial. Tivemos a graça de começarmos com palavras encorajadoras do nosso pároco, Pe. Hélio, que nos expôs o Santíssimo,

Padres, Pastores e Diáconos unidos para levar Jesus ao mundo

A celebração ecumênica na Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos reuniu várias congregações religiosas em Campinas Djalma Lemes No mês de maio tivemos a alegria de nos unir às Igrejas Cristãs do mundo inteiro para celebrar a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. Um evento ecumênico que acontece anualmente em todo o mundo. Nossa Paróquia de Santo Antônio, a exemplo de anos anteriores, abriu suas portas no dia 21 de

maio para receber e celebrar com os irmãos de outras denominações cristãs. Unidos pelo movimento ecumênico lutamos para atender ao apelo de Jesus, que continua ecoando em nossos dias: “Pai que todos sejam um...” (Jo 17,21). A celebração presidida pelo nosso Pároco, Pe. Hélio da Cunha, foi cocelebrada pelos Padres Luiz Prim e Marcelo, Diáconos Neri e José Coelho;

teve ainda a participação do Pastor Dom Clóvis E. Rodrigues, Bispo Emérito da Igreja Anglicana que proferiu a homilia além do Reverendo Luiz Carlos, também Pastor da Igreja Anglicana. A celebração envolveu ainda nossos paroquianos, lideranças, fiéis da Igreja Luterana de Jurerê Internacional e de outras denominações cristãs e membros da Comissão

Arquidiocesana para o Diálogo Ecumênico e Inter Religioso (CADEIR). Foi um momento de graça em que podemos testemunhar que nossas Igrejas são capazes de caminhar juntas promovendo a paz e a solidariedade e mais uma vez fazer a experiência de sentir. “O que nos une é muito maior do que aquilo que nos separa. Vocês são testemunhas dessas coisas” (Lc 24,48).

Liturgia: ação de Cristo e da Igreja Susy Moretto Liturgia é uma palavra que vem do grego e significa “obra em favor do povo”. Ela tem o sentido de louvar a Deus, santificar os homens e estabelecer um clima de união e

fraternidade entre os cristãos. É a celebração do Mistério Pascal de Cristo, que representa o acontecimento central da nossa fé. Cristo permanece presente e vivo em cada celebração litúrgica. Podemos

dizer que liturgia é a ação de Cristo e da Igreja. A ação litúrgica faz memória, ou seja, torna presente e realiza os acontecimentos da salvação. Isto é feito através de sinais e ritos. A obra sacerdotal de Cristo, que a liturgia realiza, está presente e se prolonga na Igreja de quatro modos: na Missa, nos sacramentos, na proclamação da Palavra de Deus e nas orações comunitárias.

com o qual ficamos em intimidade por horas, enquanto o nosso clamor, na forma de oração do Rosário, subia aos céus. A cada mistério meditado, oferecíamos uma rosa para Nossa Senhora e rezávamos 50 ave-marias. Ficamos por horas em adoração ao Santíssimo Sacramento e em louvor a Deus, através de Maria. A oração das mil AveMarias será rezada sempre no primeiro sábado de cada mês, sendo a próxima no dia 5 de junho.

Graças recebidas, na novena da Desatadora Eliana Muller Nascimento, mãe da Ananéry. Há quase um ano, comecei a frequentar a novena da Nossa Senhora Desatadora dos Nós, pedindo a cura para a doença da minha filha. Ananéry tinha os dois rins paralisados devido à pressão alta. Há dois anos e meio fazendo hemodiálise, três vezes por semana, eu não poderia mais ver minha filha morrendo aos poucos. Na novena do dia 27 de janeiro, quando o Pe. Hélio falou que a Missa era dos doentes, pensei: “Hoje a Nossa Senhora desata este nó para que a minha filha consiga um transplante”.

Neste mesmo dia, às 20h, conversava com minha filha sobre a Missa que estava muito linda, quando o telefone tocou. Para nossa surpresa era do hospital avisando que havia chegado um rim compatível para ela. A cirurgia começou às 23h do mesmo dia e, com a graça de Deus, tudo deu certo. Ela teve alta em seis dias e está em casa agora muito bem. Graças ao bom Deus, a Nossa Senhora Desatadora dos Nós e Nossa Senhora da Conceição Aparecida a quem tenho muita fé. Obrigada Senhor!


7

www.paroquiasantoantonio.net

pastorais e movimentos

Pastoral Familiar, um serviço para santificação Acredite na família e contemple a felicidade sobre a terra Marta e Euclides Quando uma família se reúne para se dirigir a Deus em oração, é certo que o mundo e transformado. Precisamos saber que o futuro da humanidade passa pela família. João Paulo II já dizia que a família é o santuário doméstico da Igreja. Ela é chamada a santificar a si própria, a comunidade cristã e o mundo. A missão da Pastoral Familiar hoje é a evangelização das famílias, a

promoção humana, social e espiritual, com foco no seu fortalecimento, unidade e santificação. Queremos resgatar, recuperar o sentido espiritual da vida e da família e mostrar a importância de um lar cristão para aqueles que vêm até nós. A Pastoral Familiar abrange todas as famílias, independente de sua situação social, somos Igreja, discípulos em missão ao encontro de todos. Nosso trabalho é de organizar encontros e cursos

de pais e padrinhos para o batismo, de noivos e na semana da família em agosto, o casamento comunitário. Também é feito o encontro para pais de catequizandos e retiro espiritual para casais. Queremos convidar os casais para conhecer a nossa Pastoral, que se reúne uma vez por mês, na segunda-feira (a segunda), às 20h, no salão da Igreja Matriz. Que a Sagrada Família, interceda pelas nossas famílias.

Encontro de casais promovido pela Pastoral Familiar

Trabalho ativo da Pia União de Santo Antônio

Dízimo, bênçãos aos que forem fiéis Elenir Lopes Pereira de Morais

Zeladoras da Pia, trabalho e dedicação há 17 anos

Juventina R.E.Katcipis A Pia União de Santo Antônio foi fundada em nossa Paróquia há 17 anos pelo Padre Sérgio e o então diácono, hoje Padre Valmir. Este movimento de devoção ao santo trabalha o ano inteiro, seja na festa

do padroeiro em junho, nas Missas semanais com a bênção e entrega dos pãezinhos ou na confecção das lanternas para as procissões. Toda semana, as zeladoras do movimento se reúnem para embalar entre 500 e 600 pães que são entregues na Missa

todas as terças-feiras, sempre junto com uma mensagem bíblica de otimismo, cuidadosamente colocada para cada pessoa que é devota deste Santo do povo. Uma vez por mês, o movimento se reúne para arrecadar pães para as crianças do Educandário

Santa Catarina. Trabalham ativamente 17 zeladoras, que ainda hoje tem na equipe algumas das fundadoras, sempre alegres pelo serviço desenvolvido na Igreja. Atualmente coordenam a Pia União de Santo Antônio: Claudete Regina de Souza e Juventina Katcipis.

Pãezinhos preparados pela Pia União Santo Antônio de Campinas

O sistema de dízimos baseia-se em um princípio tão duradouro como a lei de Deus. Esse sistema foi uma bênção ao povo judeu, do contrário o Senhor não o teria dado. Assim será igualmente uma bênção aos que forem fiéis. Deus não instituiu o plano de doação com o intuito de enriquecer-se, mas para que este fosse uma grande bênção, pois Ele viu que era exatamente o que o homem necessitava.

Deus tem direito sobre nós e tudo o que temos. Seu direito está acima de qualquer outro, portanto requer que ricos e pobres dêem importância ao dízimo proporcional a sua prosperidade, considerando-o uma reserva sagrada a ser colocada no tesouro do Senhor para o avanço de sua obra. Não é o vulto da dádiva que torna a oferta aceitável a Deus, é o propósito do coração, o espírito de gratidão e amor que ela expressa. (2Cr 9,7 )


8

www.paroquiasantoantonio.net

Venha para uma das festas mais tradicionais de São José De 11 a 13 de junho, a Matriz da Paróquia Santo Antônio espera você e sua família com orações, alegria e muita diversão

Os festeiros

Vem aí a tradicional Festa de Santo Antônio, de 11 a 13 de junho. Terá como local a Igreja Matriz da Paróquia Santo Antônio, em São José. Confira a programação e participe:

Missa e procissão luminosa Dia: 11 de junho Horário: 19h Festa popular: haverá roleta das galinhas, churrasco, massas, bolos, salgadinhos, pinhão, quentão, entre outros. Missa com padrinhos e madrinhas Dia: 12 de junho Horário: 19h Festa popular: música e gastronomia no salão paroquial com sorteio da “Ação Entre Amigos”, às 22h. Missa festiva e solene com os festeiros Dia: 13 de junho Horário: 10h Festa popular: almoço e leilão de bolos. Missa em Ação de Graças Dia: 13 de junho Horário: 19h Festa popular: segue com música e gastronomia no salão paroquial.

Todos os anos, a festa do padroeiro da Paróquia conta com os festeiros de Santo Antônio que contribuem muito com o sucesso do evento. Eles recebem a visita do pároco, Pe. Hélio, que celebra uma Missa na casa de cada um em preparação para a festa. Neste ano, o casal Carlos e Lucinha está entre os festeiros. Bastante emocionados, eles falam deste momento importante: “É uma grande alegria ser festeiros de Santo Antônio. A festa começa quando o Pe. Hélio, com sua empolgação, liga para agendar a data da Missa em nossa casa. O coração bate muito forte, pois o mesmo Jesus que servimos vai se fazer presente em nossa casa. A mesa que a nossa família faz as refeições se torna altar da Santa Eucaristia. A imagem que recebemos de Santo Antônio torna a alegria ainda maior. Agradecemos ao Pe. Hélio por nos dar esta graça, que dinheiro nenhum e nada pode pagar. Só quem experimenta, como nós, pode dizer o quanto é maravilhoso ser festeiro na Paróquia de Campinas. Agradecemos aos amigos que partilham da nossa alegria”.

Pe. Hélio celebra a Missa em preparação à festa, na casa de Carlos e Lucinha

A Trezena

Desde o dia 31 de maio até 12 de junho, é realizada a Trezena de Santo Antônio, com Missas diárias e temas diferentes. Mas o que significa Trezena? O diácono José Fernandes procurou a resposta e encontrou. O dicionário nos diz que a trezena é o espaço de 13 dias. Entre nós, católicos, costuma-se fazer uma devoção-oração a Santo Antônio de Pádua durante 13 dias que antecedem a festa do mesmo, como preparação para este acontecimento. É a Trezena de Santo Antônio. (Esta devoção-oração pode ser feita para qualquer outro santo). Na Paróquia Santo Antônio em Campinas, no município de São José, já é uma tradição a festa do padroeiro com a trezena, pois este santo é motivo de grande devoção para nós. Esta veneração é muito difundida, principalmente em Portugal e aqui no Brasil. Diac. José Fernandes

Festa de Santa Rita atraiu um grande público Cláudia Rocha Fernandes A Igreja do Kobrasol viveu, nos dias 14, 15 e 16 de maio, a festa da sua copadroeira, Santa Rita de Cássia, considerada pelos fiéis como a “santa das causas difíceis”. Ela nasceu em 1381, em Roccaporena, um vilarejo que pertencia à comunidade de Cássia, na Itália. Foi batizada com o nome de Margherita Lotti, viveu por 76 anos e, desde pequena, tinha devoção especial pelos sofrimentos de Jesus. Em meio às festividades e celebrações específicas à padroeira, destacamos na

liturgia a Missa de sábado à noite com a bênção do mel e das rosas. E também, a celebração de domingo pela manhã, em que os festeiros e a comunidade vivenciaram alguns gestos alusivos a vida de Santa Rita. Na Missa de domingo à noite, em ação de graças pela festa, houve distribuição de rosas à comunidade. Na sexta-feira, aconteceu uma “Ação entre Amigos” com excelente participação da comunidade. A pescaria organizada pelos coroinhas divertiu as crianças. O grupo de jovens Jucri, destaque do Kobrasol, teve uma participação efetiva nos trabalhos e fez também uma belíssima

Proteja sua família Administre melhor seu dinheiro.

apresentação teatral no sábado, narrando a vida da Santa Padroeira. Ainda neste dia, durante os festejos no salão foram sorteados alguns prêmios. No domingo após a Missa festiva, o delicioso almoço foi saboreado pelos festeiros, convidados e comunidade. Em seguida, houve o leilão de bolos e o tradicional binguinho. Todas as pastorais contribuíram doando-se para o bom êxito da festa. O novo conselho administrativo considerou o resultado financeiro como dentro da média esperada e as festividades contaram com a ajuda do tempo que permaneceu firme e sem chuva.

O pároco, Pe. Hélio, com os festeiros da Festa de Santa Rita

Contemplados na festa: 1º prêmio - nº 2956 – Moto Honda 125: Mário Conceição 2º prêmio - nº 5870 – TV LCD 32’’: Valter Sens 3º prêmio - nº 6272 – Notebook: Sofia Michelon 4º prêmio - nº 2381 – Forno microondas: Maicon Silveira 5º prêmio - nº 6573 – Máquina fotográfica digital: Luciana Souza

PLANEJE SEU FUTURO Aprende a eleger suas reais PRIORIDADES

Aumente sua renda usando horas improdutivas

Aprenda a planejar desde cedo sua aposentadoria para não depender somente do governo ou de parentes no futuro

Agende horário para conhecer todos os nossos benefícios, através do telefone (48) 8406 3268, com EDILSON.

Jave Nessi, junho 2010  

Jornal Jave Nessi, edicao de junho de 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you