Page 1

Crianças recebem a graça da Primeira Comunhão

Palavra A

Pág. 06

Edição 59 - Outubro de 2009 Distribuição gratuita

Paroquia São Luís Gonzaga

Ide por todo mundo e pregai o Evangelho

Comunidades Procissão e festa são preparadas em honra a N. Sra. Aparecida

Pág. 06

Evangelização Inscrições abertas para o Encontro “O Senhor é meu Pastor”

Equipe se prepara para receber casais de 2ª união, que desejam fazer uma experiência com Deus Pág. 07

Geral Jovens em marcha contra a violência! Pág. 03

Como está hoje o seu ardor missionário?

Págs. 02 e 04

Evangelização Pastoral dos Enfermos: Por aqueles que sofrem...

Pág. 04


02

A Palavra

Opinião

Editorial Artigo do Pároco Adentramos o Mês das Missões... Iniciamos o dia primeiro de outubro em memória a Santa Terezinha do Menino Jesus, padroeira das Missões, exemplo de simplicidade e obediência, que sempre acreditou ser o amor a sua vocação. Alguns dias depois celebramos São Francisco de Assis, patrono dos animais e do meio ambiente, que acreditou na vida humilde, na pobreza e na castidade. Para isso trabalhava incessantemente: “O trabalho, embora humilde e simples, confere honra e respeito e sempre será um mérito ante Nosso Senhor”. Neste mês ainda temos o dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, que terá festa e procissão, organizada pela Comunidade do Bairro Steffen. Você pode saber os horários e a programação, ou conhecer um pouco mais sobre a Imagem Santa na página 06. Para os jovens, a Arquidiocese tem uma programação especial, em comemoração ao Dia Nacional da Juventude. Envolva seu grupo e participe. As informações podem ser encontradas na página 3. Também foram abertas as inscrições para o Retiro O Senhor é meu Pastor, voltado para casais de segunda união. Nesta edição você pode se envolver com a bela história de Santa Margarida Maria de Alacoque, uma das grandes difusoras da devoção ao Sagrado Coração de Jesus. E ainda, saiba como foi o Encontro Nacional do Emaús, ocorrido em terras brusqueses. Quem escreveu para o Jornal A Palavra foi o coordenador do Movimento em Brusque, Pierre Luiz Dallago. Neste Mês das Missões que possamos nos abrir aos mais diferentes chamados de Deus, e compreender “que o Amor engloba todas as vocações, que o Amor é tudo...”. Ketlin da Rosa Editora

Horário de Missas Pe. Ari João Erthal, scj

Consciência missionária Iniciamos um novo mês, outubro, mais conhecido na liturgia como mês missionário e também do rosário. Convido para nestes dias que seguem lembrarmos da nossa vocação batismal.  É no coração da humanidade que somos chamados a viver missionariamente o nosso batismo, pois dificilmente encontraremos outro caminho para viver este sacramento, a não ser pelas estradas missionárias, que nos levam a participar de maneira profunda e explícita da natureza da Igreja. Pois a Igreja é por natureza missionária. Desde 1926, com a instituição do Dia Mundial das Missões pelo papa Pio XI, intensificou-se em toda a Igreja, e em todas as Igrejas particulares, o apelo de renovar e direcionar o próprio ardor e vida missionária para além das próprias fronteiras, em dimensão universal. A V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, realizado de 13-31 de maio de 2007 em Aparecida, fez um apelo forte, no sentido de que toda Igreja e todos os batizados, se tornem discípulos missionários de Je-

sus Cristo. O papa Bento XVI, em sua passagem por Aparecida em São Paulo, falou que são muitos os batizados, mas nem todos são evangelizados. É mediante a essa realidade que devemos permitir que  cresça em nós cada vez mais a consciência missionária. Neste sentido Dom Pedro Casaldáliga, numa poesia orante, diz: “se sou batizado, sou missionário, se não sou missionário, não sou cristão”. “A tarefa missionária se abre sempre às comunidades, assim como ocorreu em Pentecostes”, diz o Documento de Aparecida 171, daí a grande importância da nossa participação na vida da comunidade, na caminhada da paróquia. A V Conferência Geral considerou-se  “uma oportunidade para que todas as nossas paróquias se tornem missionárias” (cf. DAp 173), se tornem centros de irradiação missionária, lugares de formação permanente (cf. DAp 306) e fonte dinâmica do discipulado missionário (cf. DAp 172). Hoje quando nos deparamos com a pergunta: Qual o motivo de um mês missioná-

Filme: Thérèse O filme (História de Santa Terezinha do Menino Jesus) Diretor: Leonardo Defilippis Ano: 2002 Uma exuberante produção realizada nos Estados Unidos, dirigida pelo diretor Leonardo Defilippis, conta a apaixonante história de Santa Teresinha do Menino Jesus, a santa mais popular dos tempos modernos. É uma história de luta e tragédia, e o romance maior de todos. A história de uma garota simples com uma alma extraordinária. O filme já teve sua pré-apresentação entre os meses de setembro (2002) e fevereiro (2003), e uma apresentação exclusiva ao Santo Padre. É a Igreja investindo com qualidade na evangelização através do cinema.

rio? Iremos perceber que muito a Igreja já fez neste sentido, mas ainda tem muito mais para ser construído, pois novos desafios exigem novas respostas. Assim sendo, a vivência da missão vai bem além de um mês missionário, perpassa toda a vida da Igreja.  Ao mesmo tempo em que invoco a proteção da Santíssima Virgem em sua invocação de Aparecida, Patrona do Brasil, e também sob o título de Nossa Senhora de Guadalupe, Patrona da América e Estrela da Evangelização, com carinho invoco sobre vocês paroquianos a Bênção Apostólica: “A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós”(2Cor 13, 13).

Matriz de São Luís Gonzaga De segunda-feira a sábado 19h Domingos 07h, 09h, 17h, 19h Missa da Saúde Toda 2ª terça-feira do mês 15h30 Adoração ao Santíssimo Toda quinta-feira 06h30 às 18h30 OBS.: A Missa das 17h é celebrada até o quarto domingo do Advento, e retorna no primeiro domingo da Quaresma. Com. Nossa Senhora de Fátima Sexta-feira 19h Sábado 18h Domingo 09h Dia 13 de cada mês 19h Obs.: A Missa de domingo é celebra até o quarto domingo do Advento e retorna no primeiro domingo da Quaresma. Com. Santa Rita 1ª sexta-feira do mês 19h Sábado 19h Dia 22 de cada mês 19h Com. Cristo Rei 1ª sexta-feira de cada mês 19h Domingo 08h30 Com. Nossa Senhora de Lourdes 1ª sexta-feira de cada mês 19h30 Sábado 19h30 Dia 11 de cada mês 19h30 Com. Nossa Senhora Aparecida 1ª Sexta-feira de cada mês 19h Sábado 19h30 1º Domingo de cada mês 08h30 Dia 12 de cada mês 19h Com. Sagrado Coração de Jesus 1ª Sexta-feira de cada mês 18h Sábado 19h Missa da Esperança 2ª Quarta-feira de cada mês 19h Com. São João Batista 1º e 3º sábado do mês 18h 2º e 4º domingo do mês 08h30 Com. Santo Antônio Domingo 08h30 Dia 13 de cada mês 19h Com. São José 1ª Quinta-feira de cada mês 19h Sábado 17h30 Com. Santa Paulina Sábado 19h


A Palavra

Geral

03

Vamos cultivar Seminário nossas vocações de Corupá Dehonianos

Comunidades são chamadas a orar e colaborar com suas vocações, para promoção da Igreja de Cristo “A colheita é grande, mas os operários são poucos. Pedi, pois, ao Senhor da colheita que envie operários para a sua colheita” (Mt 9, 27). Quando Jesus, comovido pelo cansaço do povo, convidou-o a rezar ao dono da messe para que mandasse operários para o trabalho da colheita, estava pensando em quem?

Nos próximos meses toda a comunidade católica da região tem a oportunidade de não somente viver sua vocação, mas de orar e contribuir com as vocações dos irmãos. No próximo dia 21 de outubro acontece no Salão Paroquial, da Matriz de São Luís Gonzaga, em Brusque, o Café Vocacional. Já nos dias 6 e 7 de no-

vembro, a cidade de Guabiruba conta com a Festa das Vocações, na Comunidade São Cristovão do Aymoré. A sexta-feira e o sábado terão Santa Missa Vocacional às 19h, seguido de janta, tendo como pratos principais polenta com galinha e churrasco. Na festa também vai haver o sorteio do “Amigo das Vocações”,

uma contribuição espontânea.

Juventude celebra Dia Nacional com reflexões a cerca da Campanha da Fraternidade

Jovens em marcha contra a violência! Música, esporte, jogos, reflexão e oração num mesmo espaço. Esses são os elementos que compõe o Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2009, na Arquidiocese de Florianópolis. Grupos de jovens e turmas de crisma já podem organizar seu ônibus rumo à capital de Santa Catarina, no dia 25 de outubro, as portas do Colégio Catarinense abrem às 8h. Há mais de 20 anos a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) motiva a realização e participação dos jovens católicos neste grande evento. O Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2009 segue o tema da Campanha da Fraternidade: “Contra o extermínio da juventude” e lema: “Juventude em marcha contra a violência”. A equipe de organização do DNJ preparou varias novidades e atrações especiais neste ano. Segundo o secre-

tario da pastoral da juventude, “será um momento de oração, reflexão, partilha de experiências, debates, diversão, musica, esporte, cultura e arte”. Com certeza, os jovens que participarão, terão um dia cheio de atrações e atividades. Neste ano também se investiu na tecnologia do evento. Serão varias ferramentas que transformarão o evento mais digital e próximo da juventude. Como a cobertura ao vivo do evento através do twitter, com fotos e vídeo. O dia conta com atração especial, uma surpresa. Podese adiantar que se trata de um esporte radical que os jovens poderão praticar. Outro ponto alto será a música. Três bandas católicas (Conversão Continua, AUJ e Sopro de Vida) e a participação especial do Gazu da Banda Dazaranha.

80 anos

“No dia sete de setembro de 1929, o bispo da recém criada Diocese de Joinville, D. Pio de Freitas Silveira (1929-1955), benzia solenemente a pedra fundamental do Seminário Sagrado Coração de Jesus em Corupá, bem no meio da mata virgem” (Raulino Busarello, Álbum Jubilar, 1953, p. 98). As obras da construção do Seminário (Escola Apostólica) já iam um tanto adiantadas. Os trabalhos foram iniciados em meados de 1928. Eram tempos difíceis e inseguros. Por isso a festa do lançamento da pedra fundamental foi várias vezes adiada para uma ocasião mais propícia. Estava previsto que, juntamente com a Festa de Lançamento da Pedra Fundamental da Escola Apostólica, se realizasse também uma Festa Popular. Este foi o motivo pelo qual a Pedra Fundamental somente foi lançada quando as paredes já se erguiam à meia altura do primeiro andar. E o P. Vicente Schmitz, scj, anota em suas Crônicas: “Como apropriados fora escolhidos os dias sete e oito de setembro (1929), pois, o dia 7 seria feriado nacional (Dia da Pátria) e o dia 8 cairia num domingo. Fizeram-se muitas propagandas e muitas angariações em prendas e dinheiro”. “Com água lustral, aspergimos a Pedra Fundamental do edifício destinado a jovens brasileiros que foram chamados para a causa do Senhor, a fim de ingressarem na Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus”.


04

A Palavra

Evangelização

Discípulos e Missionários! Pastoral dos Enfermos: Por aqueles que sofrem... Voluntários da

Ação Social

A Pastoral dos Enfermos e da Saúde é responsável por levar a mensagem de Jesus até os doentes tanto nos hospitais e casas de saúde quanto em domicílios particulares. Na Paróquia São Luís Gonzaga, 83 agentes, Ministros da Sagrada Eucaristia visitam as pessoas enfermas na cidade de Brusque. Eles se reúnem periodicamente para trocar experiências e abastecer-se espiritualmente. No dia 14 de setembro a Pastoral se reuniu na sala 03 do Salão Paroquial na Matriz. Estiveram presentes 43 agentes que partilharam sobre a Palavra de Deus, o momento foi conduzido pelo Diácono Francisco Allein, da Comunidade Nossa Senhora Aparecida. “O Diácono nos ensinou muito sobre a Palavra de Deus, como estávamos no mês da Bíblia. Foi uma tarde muita rica em conhecimento e espiritualidade para todos nós”, afirmou a coordenadora da Pastoral, Marli Marcis.

Ainda em 2009 a equipe se reunirá mais uma vez para planejar os trabalhos do ano que vem, e realizar a eleição da nova

coordenação da Pastoral dos Enfermos na Paróquia. Mas as visitas as casas e aos hospitais continuam, “queremos levar

sempre a mensagem de fé e esperança, e a comunhão aos doentes e idosos”, enfatiza Marli.

Em preparação para a Crisma, catequizandos de toda Paróquia participaram no dia 13 de setembro de um Retiro, na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, no Bairro Jardim Maluche. O encontro iniciou às 8h30, com colaboração de catequistas, seminaristas do Convento do Sagrado Coração de Jesus (SCJ) e sacerdote. Os jovens puderem refletir sobre esta nova etapa das suas vidas, es-

tarem mais próximos de Jesus através da Eucaristia. Também puderam prepara-se para o Sacramento da Confissão. Toda parte espiritual ficou sob a responsabilidade de Pe. Aléssio da Rosa, scj. “A parte espiritual do retiro foi ma-

ravilhosa, perdeu quem não se abriu para ação do Espírito Santo”, destacou o catequisando José Antonio Marques. Segundo a coordenadora paroquial da Catequese, na Paróquia São Luís Gonzaga, Adelir Kohler, “o ponto alto do retiro foi a confissão e a Santa Missa”. Fo-

ram nestes momentos que a catequista percebia o olhar atento da juventude, alguns emocionados com lágrimas, outros serenos e tranquilos. Alguns, como Luana Vogel, dizem não ter explicação para os momentos intensos vividos, os olhos vermelhos emocionados, expressavam o quanto inesquecível será este momento. O mesmo afirma Kelli, “sem esse retiro a crisma não seria a mesma”.

“As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos os que sofrem... são também as dos discípulos de Cristo”(G.S. 1).

Retiro inesquecível marca preparação para Crisma “A parte espiritual do retiro foi maravilhosa, perdeu quem não se abriu para ação do Espírito Santo”

A equipe de Ação Social é formada por um extenso grupo de voluntários que dedicam seu tempo e suas habilidades para atendimento ao próximo. Fazer plantão, separar roupas, organizar alimentos, produzir enxoval, visitar as famílias, são algumas das atividades da Pastoral. Esta coluna vai destacar mensalmente os leigos engajados na Paróquia São Luís Gonzaga, falar um pouco da sua história e do seu chamado para o Ministério, Pastoral ou Movimento ao qual se dedicam. A nossa personagem de hoje chama-se Sandi. Ela mora há 30 anos da cidade de Brusque, vive a sua fé e por ela realiza obras. Há quase dez anos ela ajudava a preparar o café para o grupo de idosos, Clube Vovó Sofia. Foi no salão paroquial, em meio à festa dos idosos que conheceu outras voluntárias da Igreja. Naquele dia recebeu o convite para conhecer o trabalho da Pastoral da Ação Social. Aos poucos aproximou-se, conheceu o trabalho e se apaixonou. O tempo passou e Sandi continua ainda hoje como voluntária, responsável agora pelo setor de cestas básicas. “Apesar de ter tarefas divididas, quando estamos de plantão cuidamos do que for preciso”, explica. A arrecadação dos alimentos vária de mês para mês. Claro que a equipe já conta com benfeitores amigos, que confiam e doam sempre uma quantidade fixa de alimentos. Mas quando a “coisa aperta”, Sandi e sua equipe corre pra lá e pra cá, a fim de não deixar nenhuma, das atuais 15 famílias sem a cesta básica. A cesta não é distribuída aleatoriamente, Sandi tem o compromisso de visitar a pessoa, analisar a situação e determinar por quantos meses receberão o benefício. “Cada caso é um caso”, avalia. Ela explica que algumas pessoas buscam sair daquela situação e conquistam seu espaço. Pois além do alimento, a equipe doa roupas, e se preciso, arruma móveis para casa. “Não adianta eu dar o alimento se a pessoa não tem fogão ou gás”, explica. Às vezes o coração fica apertado e bate a vontade de desistir, mas nessa hora existe algo mais forte do que Sandi, e quando ela quer desanimar, chega no dia “e algo diz que tenho que ir. Então eu lembro que Jesus falou: “Que tudo que fizeres a um desses pequeninos é a mim que o faz”. Nome: Arcendina Bastos Carinhosamente conhecida como: Sandi Aniversário: 11/10/1957 Família: casada, mãe de uma moça Natural: Botuverá


A Palavra

Vida Litúrgica

Mês das Missões, mês de especial devoção O Que todos os batizados possam assumir seu compromisso missionário

utubro é o Mês das Missões. Inicia com a memória de Santa Terezinha do Menino Jesus, no dia primeiro, Padroeira das Missões. E segue em Campanha promovida em todo o mundo pelas Pontifícias Obras Missionárias, com atividades e celebrações que se encerram no penúltimo domingo do mês, neste ano será no dia 18 de outubro. O Dia das Missões convoca todo católico a dar sua oferta material para as obras missionárias. Ninguém tem o direito de se furtar a esta obrigação: “Anunciar o Evan­g elho não é para mim um título de glória, é uma obrigação que me foi imposta. Ai de mim, se eu não evangelizar” (1Cor 9,16), lembrava São Paulo. Outubro é ainda um mês de especiais devoções, já que no dia 04 lembra-se de São Francisco de Assis, seguido de Nossa Senhora do Rosário (07), Nossa Senhora Aparecida (12), padroeira do Brasil, Santa Tereza (15), doutora da Igreja e Santa Margarida Maria de Alacoque (16) apóstola do Coração de Jesus.

05

Calendário Litúrgico: 01/10 – (Quinta-feira) Dia de Santa Terezinha do Menino Jesus 03/10 - (Sábado) 10h - Benção dos animais no salão paroquial 04/10 – (Domingo) Dia de São Francisco de Assis

07/10 – (Quarta-feira) Memória a Nossa Senhora do Rosário

12/10 – (Segunda-feira) Dia de Nossa Senhora Aparecida 08h - Procissão com saída da Matriz até a Comunidade do Steffen 09h - Chegada e celebração da Santa Missa 15/10 – (Quinta-feira) Dia de Santa Tereza Doutora

18/10 – (Domingo) 19h – Missa em homenagem aos médicos e Dentistas (Matriz) 21/10 – (Quarta-feira) 19h - Missa do Padroeiro São Luís Gonzaga

Mês do Rosário Todos os sábados de outubro às 18h20 - Terço na Matriz (Grupo Davi)

Adoração ao Santíssimo Sacramento Toda quarta-feira – 15h na Matriz Após novena de Nossa Senhora do Perpétuo  Socorro


especial devoção a Padroeira do Brasil

06

A Palavra

Comunidades

Primeira Comunhão, doce mistério Crianças vivenciam Sacramento de amor e total entrega de Cristo

Procissão e festa são preparadas em honra a N. Sra. Aparecida

“ Por Ti devo morrer, beleza eterna e viva que sorte de ouro! Desfolhando-me dou prova definitiva Que és o meu tesouro!...” (Santa Terezinha)

“Ah! Como foi doce o primeiro beijo de Jesus à minha alma”. Assim Teresinha narra o “belo dia entre os dias”, sua primeira comunhão. O beijo místico de Jesus. Ela continua: “Foi um beijo de amor, sentia-me amada e dizia também amo-vos, dou-me a Vós para sempre”. Momento profundo, marcante para seu No dia 18 de setembro, o Grupo de Casais Pe. Dehon celebrou uma Missa em Ação de Graças, na Capela do Convento Sagrado Coração de Jesus. Eles comemoraram 20 anos de caminhada, no rumo certo. Fica Conosco Senhor! Na foto os casais do grupo com seus filhos, Pe. Rubens e Pe. Beto.

coração de criança que se sente inundado pela presença de Jesus. É com o ardor de Santa Terezinha do Menino Jesus que catequistas prepararam os corações de muitas crianças da Paróquia São Luís Gonzaga, para recebem a Primeira Comunhão no mês de outubro. “Naquele dia não

era mais um olhar, mas uma fusão, não eram mais dois, Teresa havia sumido como gota d’água que se perde no oceano”, poetiza a Monja Carmelita Descalça, Ir. Maria Angélica de Jesus Hóstia, OCD. Este ato sublime inicia no dia 11 de outubro nas Comunidades: Cristo Rei, às 8h30, Nossa Senhora Aparecida e

Nossa Senhora de Fátima, às 9h. E no dia 18 de outubro é a vez das Comunidades de São João Batista, Sagrado Coração de Jesus e Matriz, todas às 9h. As últimas acontecem no dia 24, às 19h, na Comunidade Santa Rita e no dia 25, às 9h, na Comunidade Nossa Senhora de Lourdes.

O Brasil comemora em 12 de outubro o dia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, padroeira do País. A imagem encontrada no Rio Paraíba em 1917 é o símbolo da fé e devoção dos católicos brasileiros. Na cidade de Brusque, mais especificamente, na Paróquia São Luís Gonzaga, a Comunidade do Bairro Steffen abraçou a devoção a Nossa Senhora tendo-a também como padroeira de sua Capela. E anualmente promove a festa no final de semana próximo ao dia 12. Neste ano os festejos começam no dia 10 (sábado), com a Santa Missa, às 19h30. Após a celebração, animação musical e venda de churrasco, cachorro-quente e quitutes. Já no domingo o dia começa com a Santa Missa às 9h30, e segue

com completo serviço de bar e cozinha. À tarde música ao vivo, com César e Banda.

Devotos seguem em procissão No dia de Nossa Senhora Aparecida haverá uma procissão nas ruas de Brusque. Com inicio na Igreja Matriz São Luís Gonzaga, às 8h. O povo segue em oração e também entoando cânticos até a Capela no Bairro Steffen. A princípio com tempo bom, os peregrinos seguem a pé, mas caso chova, a procissão permanece, contudo o percurso será de carro. A Santa Missa encerra esse momento de devoção a Padroeira do Brasil, a celebração acontece após chegada na comunidade, por volta das 9h. Todo povo de Brusque é convidado a participar.


A Palavra

Evangelização site Emaús

Brusque sediou Conselho Nacional de Emaús

07

Inscrições abertas para o Encontro “O Senhor é meu Pastor” Estão abertas as inscrições para o Retiro “O Senhor é meu Pastor”, organizado pela Pastoral Familiar, para os casais que se encontram em segunda união. Os interessados precisam entrar em contato, até o dia 05 de novembro, com a Secretaria Paroquial e agendar uma conversa com a equipe responsável pelo encontro. O Retiro acontece na Casa Pe. Dehon, nos dias 07 e 08 de novembro, tendo como palestrante Pe. Chirú, que é o idealizador do encontro, e foi quem organizou um manual para orientação dos casais. Além disso, terão a presença do casal de São Leopoldo (RS), Vera e Oscar, e de outros que já participam do encontro. Os temas são variados, assim como as atividades durante os dois dias, com dinâmicas, oração e reflexão.

O Senhor é meu Pastor acontece anualmente, e reúne em média 50 casais. E após o retiro, os casais podem continuar sua caminhada, pois a equipe continua a se reunir com os participantes, todo quarto sábado do mês, no salão paroquial da Matriz de São Luís Gonzaga.

No último dia 20 de setembro os Grupos de Idosos da Paróquia São Luís Gonzaga participaram de um grande evento festivo. Intitulado “Um dia na sociedade”, o domingo de atividades “tem por objetivo integrá-los na comunidade, para que se sintam aceitos e ativos, conquistando autoconfiança em si mesmos”, destaca a coordenada dos grupos, Catarina Moresco. A Paróquia possui sete grupos, ou seja, mais de 500

idosos participam das atividades promovidas pela coordenação. O evento aconteceu na Sociedade Beneficente 1º de Maio, iniciando às 9h30 com recepção, seguido da Santa Missa às 10h30. Ao meio dia foi servido almoço, e à tarde dançante seguiu animada pela apresentação da Rainha da Terceira Idade e Banda Musical Stilus. Entre o bate-papo animado e as risadas, o grupo partilhou do lanche às 16h30, mas à tarde foi encerrada somente às 18h.

Como são convidados os casais: a equipe visita e preenche uma ficha de inscrição. São casais que ficam sabendo do encontro através da divulgação que se faz nas paróquias e comunidades (não só em Brusque). Alguns casais são indicados por alguém, o grupo está sempre com olhar atento, em busca de pessoas que se distanciaram de Deus. Aliás, se você conhece algum casal de 2ª união, por favor convide-os, a equipe terá uma grande satisfação em visitar essas pessoas.

Grupos de Idosos vivem “um dia na sociedade”

Evento envolveu mais de 150 pessoas de todas as partes do País Entre os dias 30 de julho e 2 de agosto Brusque se tornou a Capital Nacional do Movimento de Emaús, quando aconteceu na Casa Pe. Dehon o VIII ECNE – Encontro do Conselho Nacional de Emaús. Este evento acontece de dois em dois anos, e reúne as principais lideranças do ICME – Instituto das Comunidades Missionárias de Emaús de todas as regiões do País. O Conselho Nacional é o órgão consultivo do Movimento, o qual é presidido por Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues (Arcebispo de Sorocaba). Além do presidente do Conselho, o evento envolveu em torno de 150 pessoas

entre participantes e equipes de apoio. E definiu os rumos do Movimento para os próximos dois anos, formação do Secretariado Nacional e outros assuntos afins. Neste ano o tema do ECNE foi “Ide e anunciai... (Mt 28,19)” e o lema “Exigências na formação do Discípulo – Missionário hoje”, baseado no Documento de Aparecida (CNBB). O Brasil é muito grande e com diferenças culturais e sociais muito marcantes em cada região. E nós do Emaús devemos ter a preocupação com estas variáveis, para levar os ensinamentos de Cristo de forma a cativar o

maior número de jovens e simultaneamente torná-los multiplicadores destes ensinamentos. Durante todo o Encontro muito partilhamos e discutimos sobre as dificuldades que cada Secretariado vem encontrando em suas regiões para realizar o seu “IDE”, e nos sucessos que alguns Secretariados já vêm alcançando. O ECNE foi um sucesso, pois alcançou todos os objetivos propostos e todas as pessoas envolvidas na organização estão de parabéns pelo belo trabalho que executaram com muita caridade. Só recebemos e ainda estamos recebendo elogios de

todas as partes do Brasil pela maravilhosa acolhida que tiveram em nossa cidade, e todos esperam ansiosos, um novo evento nacional aqui em Brusque. Sinto-me honrado de fazer parte desta família de Emaús, muito obrigado de todo coração a cada pessoa que de alguma forma se doou para que este evento se realizasse. Shalom!

Colaboração: Pierre Luiz Dalago Presidente – Sub-Secretariado de Brusque


A Palavra

Semana da Vida e Dia do Nascituro A CNBB propõe a celebração da Semana da Vida que vai de 01 a 07 de outubro, já que o dia 08 é o Dia do Nascituro. O enfoque é

a vida humana desde seu início na fecundação até seu fim natural. Os dois estágios mais frágeis da vida são os mais atacados:

a vida do embrião no útero materno e a vida do idoso, especialmente, do idoso doente. O Papa João Paulo II es-

creveu uma carta chamada “Evangelho da Vida” e o Vaticano publicou o Dicionário (Lexicon) sobre a família, a vida e questões éticas. Estes escritos, fundamentados na Bíblia, são um grito a favor da vida. A pastoral da criança, do Menor, da Juventude, são opções em favor da vida digna. A Vª. Conferência realizada em Aparecida em maio de 2007, foi uma clara opção pela vida e a Campanha da Fraternidade de 2008 teve como lema “escolhe a vida”. Os caminhos de morte são muitos, mas nós escolhemos a vida. Daí a luta pela ecologia, pelos pobres, pela inclusão social, pelos mandamentos do motorista, o mutirão de combate à fome, tudo é uma sinfonia em favor da vida. Como não defender a dignidade, a humanidade, a originalidade do embrião, do feto, do nascituro? Neste mutirão pela vida está o cuidado e atenção para com as gestantes e a educação para o amor convocando na-

morados, noivos e casais a serem promotores da vida. “Que os lares sejam ninhos da vida” (Bento XVI) e que a vida seja acolhida, amada e respeitada nas famílias, na sociedade. Cristo faz a vida livre, bela e grande e o reino de Deus é reino de vida. Somos chamados a sermos profetas da vida, porque o projeto salvífico de Deus é um projeto de vida. O mandamento “não matarás” (Ex 20,13) é revelação da vontade divina e expressão da lei inscrita na natureza humana. O direito à vida precede quaisquer outros direitos. Todas as culturas reconhecem o valor inviolável da vida. Muitas são as violações da vida como o uso de células embrionárias para pesquisas, o abortamento, a pílula do dia seguinte, métodos anticoncepcionais abortivos, a prática da eutanásia. Não podemos resolver problemas e às vezes até desordens morais praticando uma injustiça maior.

Vida sim, violência não. A prática do aborto é uma violência que desrespeita o instinto materno, os direitos do embrião, o direito à vida, o direito de nascer, nós que lutamos a favor até dos animais e da ecologia. Enfim, nossa Constituição Federal considera a vida como o valor mais importante a ser protegido pelo Estado. A misericórdia divina de que tanto necessitamos deve fazer-nos misericordiosos com a vida intrauterina e com a criação de institutos de defesa, apoio, proteção e assistência às gestantes. A crise ética de nossos tempos se expressa hoje na violência contra a vida e na exploração do embrião humano. Nada justifica a supressão deliberada de um ser inocente. Escolhamos a vida, os caminhos da vida, a cultura da vida e a civilização do amor. Dom Orlando Brandes Arcebispo de Londrina Presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família


Jornal A Palavra Outubro  

Jornal da paróquia São Luis Gonzaga Brusque

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you