Issuu on Google+

distriBuição gratuita Nas residêNcias. Nas BaNcas r$ 0,50

traNsporte pÚBLico Injustiça no recolhimento do ISSQN confronta concessionária e alternativos. Pág. 8

domiNgo

em casa

ARQUIVO RÁDIO INCONFIDêNCIA

cÂmara muNicipaL Acréscimo de mais quatro vereadores irá custar R$ 1,44 milhões por ano a mais à cidade. Pág. 3

ANO 1 | EDIÇÃO 13 | 2 A 8 DE OUTUBRO DE 2011

Rádio começou a funcionar na antiga Feira de Amostras. Seus progrmas de auditório reuniam nomes consagrados como Ângela Maria e Orlando Silva

AMÃE DA INTEGRAçãO

DE MINAS Lembranças de uma história gloriosa e novos projetos marcam os 75 anos da Rádio Inconfidência. págs. 6 e 7

2

opiNião

Domingo em Casa • 2 a 8 De De outuro De 2011

duke Marcílio Maran maran@domingoemcasa.com.br

Nossos guardiões Uma data muito significativa para quem, como eu, gosta de animais, é o dia 4 de outubro. Esse é o dia de São Francisco de Assis. O burguês que se fez pobre, caminhou pelas estradas da vida como mendigo, e nos deixou o exemplo de amor pelos animais. Sua simplicidade e alegria pela vida, fez dele um dos santos católicos mais populares da história. Nos dias de hoje, acreditem, encontramos pessoas que, apesar de não serem Franciscanos (Ordem dos Frades Menores), dedicam parte de suas vidas a cuidarem dos animais abandonados, maltratados, doentes ou mesmo condenados à morte por alguma doença. Independentemente da classe social, essas pessoas demonstram um amor incondicional, e isso por enxergarem neles a pureza que não é encontrada na maioria de nós, seres humanos. O empresário Vittorio Medioli, maior ícone da comunicação mineira, disse certa vez na sua coluna do jornal “O Tempo”: “O cachorro é o único ser que se preocupa com as feridas dos outros e tenta lambê-las para aliviá-las”. Em seu texto, Medioli expressa ainda seu amor pelos cães que, independentemente da raça, são sua paixão.

Já na região metropolitana de Belo Horizonte, na cidade de Pedro Leopoldo, uma jovem pobre dedica sua vida a salvar animais e, somente na sua residência, contam-se mais de 40 deles sob seus cuidados. Sem recursos, ela adota todos que chegam até ela por caminhos diversos, e chama os amigos para ajudá-la a auxiliar. O importante é que ela encontra ajuda de veterinários, comerciantes e até mesmo dos vizinhos. Uma prova de que ainda existe alguma esperança na humanidade. Poderia citar exemplos de diversas situações comoventes, histórias que fariam o mais duro coração amolecer. Mas o espaço é curto, como curta é a alma de tantos seres humanos intolerantes e infelizes, que não respeitam esses pequeninos. Mas fico feliz por Deus ter colocado no mundo essas nobres criaturas, que nos acompanham, nos auxiliam, nos amparam sem nada pedir em troca. Amam, porque foram criados para amar. Para aqueles que maltratam, matam, dispensam ou viram as costa para a dor de um animal, deixo uma frase de São Francisco: “Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível”.

domiNgo em casa Publicação do Consórcio Domingo em Casa CNPJ - 13.807.194/0001-83 Rua Santa Catarina 1713-A Bairro Boa Vista - Sete Lagoas-MG (31) 3026-1700 CEP 35700-086 Diretor executivo e comercial - Marcílio Maran Diretor de redação/editor responsável - Almerindo Camilo (2709/MG) Jornalista freelancer - Herivelton Moreira da Costa Diagramação - Antonio Dias e Wanderson Fernando Dias Tiragem - 10.000 exemplares Impressão - O Tempo Serviços gráficos (Contagem-MG) Representante comercial BH - AC&S Mídia Ltda (31) 2551-7797 Representante comercial Sete Lagoas - Agência Águia (31) 3775-1909 Representante comercial SP, Rio e Brasília - Screanmedia (11) 3451-0012 e (11) 9141-2938 OS ARTIGOS ASSINADOS NÃO EXPRESSAM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL.

José Luiz Almeida Costa Consultor em inovações

Informo, opino, logo existo! Fenômeno característico dos tempos atuais, as pessoas estão se permitindo emitir opinião através de blogs e e-mails. Contradizem a letra da música de Raul Seixas e estão dispostas a ter opinião própria formada sobre tudo, inclusive sobre assuntos que não sejam especialistas. Abandonam a condição de receptores passivos na comunicação, e insatisfeitas com as lacunas informacionais não noticiadas pela mídia, assumem esse espaço assinando editoriais opinativo. Estão desejosas de explorar a informação até que se extraia dela a sua utilidade prática. Para o pai da teoria matemática da comunicação, Claude Shannon, o objetivo da informação é reduzir a incerteza. Nesse entendimento, a maioria dos conteúdos publicados na mídia não passa de dados travestidos de notícias. Como elementos construtores da informação, a falta de um único dado gera desinformação. Desprovidos de contextualização, por si só, os dados não são úteis. Informação sem utilidade é descartável. É no vácuo da contextu-

alização de utilidade prática dos noticiários que as pessoas sentem a necessidade de opinarem. A fartura de dados e de fontes de consultas liberalizadas na internet propicia a autonomia na produção da informação, e através das novas tecnologias de telecomunicações, promover a circulação dela. Eis a “sociedade da informação”, onde a quinta-essência é fazer uso da informação para obter o conhecimento que se torne útil na vida prática. Sob o ponto de vista educacional ninguém é picareta ao opinar sobre assuntos diversos. Para o psicólogo Benjamim Bloom, é objetivo educacional o desenvolvimento das habilidades de síntese e avaliação. Ou seja, saber identificar padrões e emitir interpretações, julgamentos e opiniões. O analfabetismo funcional ocorre quando não fazemos uso desta faculdade. Quanto a isso, a professora da UFMG, Magda Soares, lidera o debate da necessidade de ir além da alfabetização. Propõe o letramento, ou seja, o desenvolvimento do hábito de saber fazer

uso social da leitura e escrita. No dia a dia as pessoas enfrentam questões práticas para resolver e necessitam de informações que lhes sejam úteis. Raramente as informações de valor prático estão disponíveis. Assim, elaborar a informação pressupõe saber problematizar. E para quem realiza este ciclo, a opinião própria torna-se pertinente. No século XX, as pessoas eram tímidas ao opinar, mesmo quando o tema lhes impactava. Só economistas opinavam sobre a inflação, apesar de qualquer um sofrer os danos. O patrulhamento ao pensamento generalista fez atrofiar a habilidade de letramento e desenvolveu uma visão míope incapaz de enxergar o todo. Era a época do “cada macaco no seu galho”, onde poucos tinham visão da árvore, e um número menor ainda, da floresta. A época de pensar com a cabeça dos outros passou. Ter opinião formada sobre tudo é uma atitude coerente com a atualidade, onde o mantra é pensar global, agir local. Toda a opinião é válida.

cidade e região

Domingo em Casa • 2 a 8 De De outuro De 2011

3

Quatro vereadores,

r$ 1,4 milhão

meio termo Sessão da Câmara de Sete Lagoas: número de cadeiras poderia chegar a 21, mas vereadores optaram por apenas 17

Aumento do número de representantes eleva custo do município com o Poder Legislativo Ainda repercute a decisão tomada pelo Senado Federal em 2008 que, através de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), autorizou o aumento do número de vereadores no país, passando dos atuais 51.924 para 59.267, um acréscimo de 7.343 representantes nas câmaras de vereadores brasileiras. Polêmico, o tema reaviva uma velha questão: afinal, importa mais a quantidade ou qualidade dos nossos políticos? A decisão final cabe a cada Câmara Municipal e tem que ser deliberada até 7 de outubro, um ano antes do pleito de 2012. Em Sete Lagoas, a polêmica não podia ser diferente. Na semana passada, os vereadores aprovaram o aumento de 13 para 17 no número de representantes na Câmara Muni-

cipal a partir da próxima legislatura. Atualmente, cada vereador custa à cidade aproximadamente R$ 30 mil mensais, assim distribuídos: R$ 6.500 de salário, R$ 12 mil para a contratação de funcionários (sem concurso), ao limite de 12 por gabinete e teto mínimo de R$ 1.000 de salário por funcionário, e mais R$ 6.000 para despesas gerais, como gasolina e despesas postais. Os valores citados perfazem R$ 24,5 mil, mas não incluem os custos trabalhistas e obrigações sociais, como INSS, o que permite deduzir que o custo deve beirar R$ 30 mil por vereador. Com esse arredondamento, para os quatro novos vereadores que assumem seus cargos a partir de 2013 o legislativo de Sete Lagoas vai

absorver mais R$ 1,44 milhão por ano. E o Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município (PELOM) nº 001/2011 foi até “econômico”, pois a PEC do Senado autorizava a Câmara de Vereadores a aumentar o número de representantes ainda mais. Se quisessem, em vez de quatro, os vereadores poderiam ter criado oito novas vagas, com o que Sete Lagoas saltaria dos atuais 13 para 21 vereadores. Se tivessem optado pelo limite da lei, os gastos com o legislativo municipal seriam elevados não em R$ 1,44 milhão por ano, mas em R$ 2,88 milhões por ano. “Está de bom tamanho mesmo. Nós tínhamos que aumentar é o trabalho e não o número de vereadores. É que tem gente fazendo conta de eleição e não da respon-

sabilidade que temos para com a cidade”, declara, em desafiador tom de desabafo, o vereador Caio Dutra (PMDB). Para ele, 21 vereadores seria um grande peso político a carregar. “Não temos sequer espaço físico para isso”, afirma Dutra. Sua opinião é contestada pelo Partido dos Trabalhadores, que fechou questão no sentido inverso. “Deveríamos oferecer mais espaço de participação à sociedade. Hoje impera o poder econômico. Aumentar o número de vereadores é dar chance para que pessoas sem recursos, mas com um trabalho social, por exemplo, possam se eleger”, rebate o vereador Claudinei Dias (PT). Beneficiado pelo critério interno que permite que só vote em caso de empate, o presidente da Câmara,

vereador Antônio Rogério (PMDB), não se manifestou em plenário. Ele acha, porém, que seus colegas optaram pelo meio termo para solucionar a questão. “Aumentou-se a participação popular com mais quatro vagas, mas deu-se condição de a Câmara absorver os custos. Com oito vereadores a mais a casa teria dificuldades orçamentárias”, admite. Em 2008, para eleger um vereador cada partido ou coligação teve que conseguir mais de 9.000 votos. É o chamado coeficiente eleitoral, que é a divisão dos votos válidos de uma eleição pelo número de cadeiras a serem ocupadas no legislativo. Em 2012, mantidos os números da eleição passada, o coeficiente cai: bastarão 8.000 votos para assegurar uma cadeira.

4

série educação superior

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

Mais saúde na Cidade de Deus

Unidade Básica de Saúde é inaugurada com capacidade para atender 1200 pacientes por mês Por Gerlice Rosa

Dois dias depois de tomar posse, o secretário de saúde, Wanderley Rodrigues, fez a primeira inauguração de sua pasta, a Unidade Básica de Saúde – UBS – na Cidade de Deus, ocorrida no dia 24 de setembro. O investimento para a obra foi de R$ 800 mil, além da contratação de novos profissionais da área médica, especialmente os Agentes Comunitários de Saúde (ACS). O secretário ressaltou a importância de garantir o acesso a todos os serviços de saúde. Segundo ele, 85% dos casos da região serão resolvidos na nova unidade, Ondina Vasconcelos, que tem capacidade para atender 1200 pacientes por mês. Rosemare Gomes Pereira, de 38 anos, mãe de Vitória, de 8 meses, acha positiva a inauguração da UBS. Para levar sua filha regularmente ao médico, ela gasta, em média 1 hora e meia e quatro passagens de ônibus para chegar ao seu destino e retornar para casa. “Eu estou achando muito bom, tomara que tenha pediatra, porque eu sempre levo a Vitória ao médico, não falto um mês”, conta a mãe. Para Vanda Aparecida, de 41 anos, a facilidade de evitar o deslocamento para as regiões centrais também é essencial. “Vai ter médico à disposição da gente, ainda mais que temos criança, né? Só de ter médico, clínico nesse posto aqui, vai ser uma bênção”, declara. A UBS leva o nome de Benjamim Campolina de Avelar Marques, figura importante no cenário sete-lagoano, falecido há 6 anos.

O filho do homenageado, Mário Nogueira Avelar Marques, ressaltou a preocupação que Benjamim tinha com o bem-estar das pessoas e se sente emocionado em ver a UBS com o nome do pai. Durante a inauguração, estiveram presentes o prefeito Mário Márcio Maroca, o presidente da câmara dos vereadores, Antônio Rogério Teixeira (PMDB), e o deputado estadual Duílio de Castro (PMN). O prefeito destaca o atendimento humanizado da área de saúde e enfatiza que a saúde e a qualidade de vida devem estar em primeiro lugar. Durante a inauguração, ele anunciou, juntamente com sua esposa, Márcia Filizola, a chegada do Centro Regional de Artesanato Maria dos Anjos (CRAMAM) para a Cidade de Deus, até o fim do ano, com todos os cursos oferecidos pelo centro, além das oficinas para senhoras e cursos profissionalizantes. O secretário garante que a acessibilidade será prioridade no seu mandato. Ele afirma ter objetivos claros à frente da pasta: “um é olhar para cuidar de quem cuida, as pessoas que trabalham na área de saúde. Sabemos bem que o curandeiro cuida e não isenta da sua ferida, a gente tem que olhar com esse olhar e simultaneamente lidar com a premissa única do acesso, a grande dificuldade, o grau de insatisfação do usuário”, revela Wanderley Rodrigues. Ele também garante investir na estruturação da rede da urgência e emergência e dar um destaque especial para as demandas de saúde mental.

divulgação

mais perto Quando precisar, Rosemare diz que levará a filha à UBS, economizando tempo e dinheiro

RÁPIDAS Idosos A manhã de quinta-feira (29) foi repleta de atividades voltadas para a terceira idade. Aferição de pressão arterial, cálculo de IMC, atividades físicas, testes oftalmológicos e orientações sobre a saúde dos idosos foram algumas das ações que marcaram a passagem do Dia Nacional e Internacional do Idoso, comemorado em 01 de outubro. O evento foi promovido pela Prefeitura de Sete Lagoas através das secretarias de Saúde e Assistência Social na Praça do CAT/JK.

Vestibular Estão abertas até 17 de outubro as inscrições para o vestibular 2012 da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Para o Polo UAB Sete Lagoas, serão ofertadas 50 vagas, para o curso à distância de Bacharelado em Administração Pública. O processo será classificatório e eliminatório, sendo realizado em uma única etapa, com provas de Conhecimentos Gerais, Redação e Conhecimentos Específicos. No dia 10 de dezembro de 2011, das 14h às 18h, serão

realizadas as provas de Conhecimentos Gerais e Redação e no dia 11 de dezembro, das 14h às 18h, as provas de Conhecimentos Específicos. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela Internet (www.vestibular.ufsj. edu.br). Para se inscrever o candidato deve que informar seu CPF. Dúvidas podem r esclarecidas no Polo UAB Sete Lagoas pelo e-mail contatouabslmg@yahoo.com.br ou pelo telefone (31) 37726289, com a coordenadora Juliana Redoan e as secretárias Mariana e Vânia.

Orquídeas Encerra-se hoje (02 de outubro), no Campus do CEAP Design, em Inhaúma, a terceira amostra de orquídeas. Promovido pelo Centro de Estudos Ambientais e Paisagísticos – CEAP Design – e Sociedade Orquidófila Setelagoana, o evento reuniu orquidófilos de várias regiões por três dias, desde 30 de setembro.

Segurança O Conselho Municipal de Defesa Social promoverá, dia 10 de outubro, de 8h às 13h, o VIII Seminário de Segurança Pública de Sete Lagoas. O evento acontecerá na Casa da Cultura (Av. Getúlio Vargas, 91 – Centro) e tem por tema “Diagnóstico e Perspectivas dos Órgãos de Segurança Pública em Sete Lagoas”. A entrada é franca.

cidade e região

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

Servidor treinado Servidores municipais de várias secretárias receberam treinamento para utilização do Sistema de Gestão de Convênios (Sincov). O treinamento foi oferecido pela Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão através de convênio firmado com o Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados). Com carga de 16 horas, o curso aconteceu no auditório do Serpro Regional de Belo Horizonte, no bairro Cidade Nova. O Portal dos Convênios é o instrumento criado pelo Governo Federal para facilitar o acesso a recursos públicos. Por meio dele, são divulgados todos os programas dos ministérios, tornando possível o acesso a esses programas pela rede mundial da internet. Outra facilidade é a otimização do processo, no

envio de propostas, cadastro do plano de trabalho, dentre outras funções que permitidas pelo portal. Segundo o secretário-adjunto de Planejamento, Elto Sávio, toda secretaria municipal terá pelo menos um servidor capacitado para operar o sistema. “Isto irá facilitar bastante o cadastro de projetos e a aquisição de recursos necessários para colocá-los em prática”. Ao todo deverão ser treinados cerca de 40 servidores públicos. “Para utilizar o Portal dos Convênios é necessário cadastrar o servidor público no site em que a ferramenta está disponível. A utilização do portal é liberada após o cadastro do CPF do servidor junto ao CPF do prefeito”, detalha o secretário Elto Sávio.

RÁPIDAS Progressista O diretório municipal do PP realizou dia 23 de setembro encontro com os seus filiados. O partido, liderado na cidade pelo deputado federal Marcio Reinaldo, recebeu, na ocasião, a adesão de novos filiados e discutiu questões relacionadas ao processo eleitoral. A presidente da legenda Vania Moreira comemorou as novas filiações. “Foram mais de 70 novos filiados nos últimos dias, inclusive com alguns retornando para o partido. Temos recebido muitos jovens em nossas fileiras e isto só vem fortalecer a nossa agremiação partidária”, comemorou.

Leone O ex-prefeito Leone Maciel é um dos que se filiaram ao PP recentemente. Ele agradeceu a receptividade de seu nome junto aos filiados do partido e disse esperar ser lembrado pela legenda para a eleição do ano que vem. “Sou um dos filiados do PP e estou à disposição do partido”, declarou. Suas palavras foram referendadas por Márcio Reinaldo. “O nome do ex-prefeito Leone Maciel aparece muito bem junto à opinião pública e é uns dos possíveis pré-candidatos para disputar a prefeitura. Ainda não definimos se o partido terá chapa puro sangue. Tudo dependerá do que for decidido em convenção partidária”

Café Os cafeicultores de Minas participam na próxima quarta-feira de audiência pública da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado para debater o impacto da reforma do Código Florestal para a região. A audiência atende requerimento apresentado pelo senador Clésio Andrade (PR-MG) e dará oportunidade aos produtores de apresentarem suas preocupações e propostas de soluções para que o novo código conjugue preservação e produção. Segundo o senador a produção de café requer cuidados especiais, pois trata-se de uma cultura de altitude e por isso deve ser produzido em morros e encostas, áreas que podem ser consideradas de preservação permanente (APPs) com a reforma do código, prejudicando os pequenos produtores do estado.

5

À cata de votos PSOL confirma intenção de disputar sucessão de Maroca e apresenta nome do professor Paulo França

arquivo pessoal

O DOMINGO EM CASA inicia hoje uma série de entrevista com os pré-candidatos a prefeito de Sete Lagoas nas eleições do ano que vem. O intuito é contribuir para o aprimoramento das instituições públicas e democráticas do município, abrindo espaço para que os prováveis candidatos a prefeito se apresentem para o eleitor sete-lagoano. Para assegurar igualdade de tratamento e isenção editorial, o jornal oferecerá aos pré-candidatos o mesmo espaço e todos responderão às mesmas perguntas. Quem dá início à serie é professor Paulo França, presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Natural de Sete Lagoas, França dá aulas de Geografia no Colégio SESI, Colégio Caetano, Instituto Regina Pacis e na rede Pública Estadual. Casado, pai de duas filhas, Paulo França é militante político desde 1989. Conheça suas idéias: DOMINGO EM CASA – Por quê ser candidato a prefeito de Sete Lagoas? PAULO FRANÇA – Para resgatar a dignidade do povo sete-lagoano que, como eu, está privado dos serviços básicos que o poder público deve oferecer. DC – Na sua opinião, quais as principais necessidades hoje de nossa cidade? PF – Infelizmente a cidade apresenta muitas necessidades. Poderíamos citar, por exemplo, mais investimento em educação, com uma políti-

NA DISPUTA Professor Paulo França diz que PSOL vai concorrer em 2012

ca educacional séria e comprometida, (além de) estruturar a saúde pública e promover um desenvolvimento sustentável para o município. DC – Quais os suas principais propostas e projetos para a cidade? PF – Estabelecer uma política educacional de qualidade; investir em saúde, principalmente de forma preventiva, sem deixar de atender a demanda já existente; promover o crescimento econômico do município, mas com responsabilidade social e estabelecer uma política de incentivo aos pequenos empresários e empreendedores, realizando também uma política mais efetiva, atendendo as reais necessidades da zona rural do município, que há muito tempo está abandonada. DC – Que mudanças o senhor percebe no eleitorado? PF – Infelizmente não vejo ainda uma mudança expres-

siva. Temos uma herança política viciada e maldita e que ainda é praticada por muitos políticos em nossa cidade, que é o assistencialismo. Isso não faz a sociedade desenvolver-se e ainda vicia o eleitorado. É a famosa troca de votos. DC – Que estratégia pretende adotar com vistas às 2012? PF – Lutar contra a estrutura do poder econômico de certos grupos é o nosso maior desafio. O principal instrumento de mudança é a informação correta dos fatos. Pretendemos mobilizar a todos para que tenham sensibilidade social e principalmente a imprensa local, para que divulguem nossas idéias. Pretendemos promover debates e encontros com vários setores da sociedade, pois só ouvindo os interesses populares é que vamos conseguir elaborar um projeto para o presente e o futuro de Sete Lagoas.

6

história

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

Voz de Minas que

Rádio Inconfidência, a “Gigante do Ar”, completou 75 anos em setemb fotos rádio inconfidência/divulgação

festa Ricardo Parreiras, Tina Gonçalves e convidados no programa em comemoração aos 75 anos da “A Hora do Fazendeira” e da Rádio In confidências, realizado no teatro da ALMG

Eram precisamente 19h30 do dia 3 de setembro de 1936. A voz do então governador Benedito Valadares cortou os ares de Minas, estabelecendo uma marca que faria história. Pronto! Estava criada a maior e mais tradicional emissora de Minas – a “Rádio Difusora Inconfidência”. A iniciativa partiu do próprio governador Benedito Valadares, levada a cabo pelo então secretário de Agricultura, Obras Públicas, Indústria e Viação, Israel Pinheiro. Estava inaugurada a mais potente emissora de rádio do Brasil, criada com o objetivo de integrar Minas numa época em que um telegrama demorava até três dias para chegar ao seu destino. Voltando-se hoje para seu passado, a emissora pode ter a certeza do dever cumprido. A Rádio Inconfidência cobre literalmente todos os 853 municípios

de Minas, assegurando a unidade cultural, política e econômica do segundo Estado da Federação. A senhora de 75 anos continua colhendo sucessos não só no Brasil como também no exterior já que suas transmissões atingem vários países mundo afora. Como qualquer um que chega às bodas de diamante – afinal o que aconteceu ao longo de todos estes anos não deixa de ser um “casamento” com o público ouvinte –, a honorável senhora alcança a data festiva cheia de saudosas histórias para contar. Impossível não destacar ‘A Hora do Fazendeiro’, o mais longevo programa do rádio brasileiro, que estreou na Inconfidência apenas quatro dias após a sua inauguração. Com o epíteto de ‘Gigante do Ar’, a emissora alcança toda Minas Gerais e extensa região do país através de suas transmissões na faixa AM 880. É uma das emissoras mais potentes do país, operando em 100 Kw. O dial AM 880 é ex-

clusivo no país. Nas transmissões por ondas curtas (OC 6010 e OC 15910) a emissora atinge o estrangeiro, razão porque frequentemente chegam cartas e e-mails de vários países da América, Europa e até da Ásia. Desde 1979, a rede conta ainda com a emissora FM 100.9 (a ‘Brasileiríssima’), que tem um raio de alcance de 100 quilômetros, atingindo Belo Horizonte e toda a Região Metropolitana. As comemorações O 75º aniversário não poderia passar em brancas nuvens. Por isso, a rádio desenvolveu o projeto ‘Memória do Rádio’. “Durante todo o período de comemoração, vamos colher depoimentos de artistas, funcionários e ex-funcionários da emissora sobre a Inconfidência”, detalha Valério Fabris, atual presidente da emissora. No endereço www.inconfidencia.com.br/75anos pode-se ouvir os depoimentos de músicos como John Ulhôa, do Pato

Dois tradicionais funcionários

Estou aqui há 42 anos e quero parabenizar a todos, no caso a diretoria e principalmente nossos queridos colegas de trabalho, pelo carinho e por tudo que eu conquistei. Quero agradecer à querida Rádio Inconfidência. Parabéns minha querida rádio, muito famosa, muito querida e respeitada pelos ouvintes e por toda Minas Gerais e pelo país. Que essa data se repita por muitas vezes e eu quero estar aqui para partilhar desse momento, dessa alegria e estar sempre presente.

Tina Gonçalves

Fu, Chico Lobo e Juarez Moreira, dentre muitos outros. Há ainda o projeto de um livro com as memórias do funcionário mais antigo da rádio, Ricardo Parreiras, que já tem 63 anos de casa. O presidente destaca ainda a apresentação especial de ‘A Hora do Fazendeiro’, transmitido, no dia 2 de setembro de 2011, do Teatro da Assembleia Legislativa de Minas, com participação de vários artistas. Além disso, no dia 26 de setembro, o músico Chico Lobo fez um show no Palácio das Artes lançando o seu novo disco e comemorando os 75 anos da emissora. “Há mais uma ação: os funcionários com mais de 20 anos de emissora estão recebendo uma placa comemorativa dos 75 anos da rádio. As homenagens são feitas, ao vivo, durante a programação das duas estações AM e FM”, ressalta Fabris. A frase que incluída no texto lido pelo jornalista Tarciso Lopes no dia do aniversário da emissora sinteti-

za a identificação da Inconfidência com Minas Gerais: “A Rádio Inconfidência e o programa ‘A Hora do Fazendeiro’ foram criados juntos, e isso significa o compromisso de origem com esta terra mineira, de alma rural. Minas é a síntese do Brasil, o mirante da nacionalidade, unindo tradição e modernidade em um arco do ontem, do hoje e do amanhã”. Talvez coubesse acrescentar: igualzinho à Inconfidência, que também reflete o passado desta terra, retrata o presente e projeta o futuro de Minas e dos mineiros. Concluía o editorialista: “O bolo recém-assado, a roupa de cama cheirando a limpeza, o chapéu dependurado atrás da porta, o prolongado ‘oi’ do caminhante que nos saúda de longe. (A Inconfidência) é a antena delicadíssima, que capta e retransmite as cores e os sabores de Minas ao Brasil inteiro, ao Brasil brasileiro”. Uma história que incontestavelmente merece ser contada!

Eu quero, nesta oportunidade, quando a rádio completa 75 anos, agradecer à Inconfidência, que foi minha escola, minha universidade, e eu devo tudo à rádio. Aproveito para dar os meus parabéns por todos estes anos de sucesso, de glória radiofônica, e que Deus proteja nossos dirigentes. Vamos continuar sendo, como sempre, um gigante do ar. Parabéns! De coração

Ricardo Parreiras

Por José Vítor Camilo e Almerindo Camilo

história

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

7

ecoa no planeta

mbro relembrando o passado glorioso e projetando um futuro radiante

Vem aí a sede nova Entre os presentes preparados para comemora os 75 anos da Rádio Inconfidência, um deve ser ressaltado, como anuncia o presidente Valério Fabris. “Dentro de três anos, vamos nos mudar para uma sede definitiva. Ela (a rádio) terá um casa nova, que se chamará ‘Estação da Cultura Presidente Itamar Franco’ e contará com a Rádio Inconfidência, a Rede Minas e a Orquestra Filarmônica”, adianta Fabris. De acordo com a Secretaria de Estado de Cultura, o local onde está sendo construída a Estação da Cultura é um terreno de 14.400 mil metros quadrados, localizado entre as ruas Gonçalves Dias, Tenente Brito Melo, Uberaba e Alvarenga Peixoto, próximo às avenidas do Contorno e Amazonas, no

Barro Preto, região central de Belo Horizonte. O custo estimado da obra é de aproximadamente R$ 140 milhões e a previsão é de que esteja concluída em 2014. A Rádio Inconfidência e a Rede Minas serão instaladas em um prédio de oito andares, com direito a estúdios com tratamento acústico moderno e adequado para cada mídia. As redações, com estrutura e ilhas de edição modernas das duas emissoras funcionarão em um mesmo andar, de forma integrada, o que proporcionará maior agilidade e qualidade, segundo promete o governo estadual. A promessa é de que até mesmo as antenas de transmissão serão referência arquitetônica, pairando sobre uma gigantesca torre de 75 metros de altura.

novo espaço Imagem de como ficará a parte externa da rádio

a todo vapor Hall principal da Estação da Cultura, nome da sede

Sabor mineiro no Mundo afora

Legenda Tina Gonçalves, Aline Louise e Cristiano Batista

No ar pela Rádio Inconfidência desde 7 de setembro de 1936, apenas quatro dias depois da estreia da própria emissora, ‘A Hora do Fazendeiro’ é o mais longevo programa radiofônico do Brasil. As notas inconfundíveis da rancheira ‘Campo Belo’, de Antenógenes Silva, acompanhadas dos acorde da sanfona de Rubens Diniz, entoam intermitentes há 75 anos no fim da tarde. Veja detalhes de como é feito o mais antigo programa do rádio brasiloeiro nesta entrevista com a produtora de ‘A Hora do Fazendeiro’, jornalista Aline Louise. DOMINGO EM CASA – O que ‘A Hora do Fazendeiro’ representa para a Inconfidência e para os mineiros? ALINE LOUISE – O programa surgiu num momento em que não havia facilidade de acesso à informação como hoje e o rádio tornava-se, então, o maior divulgador de notícias e informações importantes, com teor educativo mesmo. O programa, com conteúdo voltado para o produtor rural, se tornou um dos mais relevantes de Minas, principalmente por falar para um estado, à época, essencialmente agrário. Era através da ‘Hora do Fazendeiro’ que o produtor ficava sabendo qual a melhor forma de manejo na roça, o remédio para dar para o bezerro adoentado, etc. Sem

falar num outro tipo de prestação de serviço que o programa fazia, que era mandar recados para as pessoas, pelas ondas do rádio. Alguém vinha do interior para fazer um tratamento de saúde na capital, por exemplo, informava a família que estava bem através de mensagens enviadas pela ‘Hora do Fazendeiro’. Sua maior importância, portanto, foi a prestação de serviço. Por seu pioneirismo, inspirou outros programas rurais, inclusive de TV, que informam cotação de produtos, calendário de festas e eventos e respostas de dúvidas da audiência. A ‘Hora do Fazendeiro’ também preserva e valoriza a música de raiz. DC – Como é trabalhar no programa? AL – Trabalho como produtora do programa há dois anos. É uma delícia o constante contato com os ouvintes, que são muito carinhosos. Os assuntos tratados também são empolgantes: agricultura, meio ambiente, economia... Sempre aprendo com esses temas. DC – Tem alguma história interessante pra contar? AL – Várias. Lembro-me, por exemplo, dos ouvintes dona Mariinha e ���seu’ Elsio, de Piedade dos Gerais. Eles são produtores de café orgânico e já os visitei duas vezes para fazer matérias.

Fui muito bem recebida, viramos amigos. Tanto que, para me homenagear, colocaram meu nome numa gata e numa vaquinha da fazenda. O ‘seu’ Geraldo, do interior de Goiás, também é um ouvinte por quem tenho muito carinho. Certa vez, ligou para passar uma receita de doce de leite com coquinho de gueroba (ou guariroba). Mas a gravação ficava com muitos ruídos e ele me explicou que para conseguir sinal no celular para falar com agente tinha que ficar no alto do morro, em cima do cavalo. Ele passou a receita no ar e ainda nos enviou uma caixa, via correio, cheia de doce e coquinho. DC – O programa recebe ligações de pessoas do interior? AL – De todo o estado e também de outras regiões do país. Também há grande audiência na capital mineira, afinal, quase todo mundo tem uma raiz no campo e gosta do programa por sentir que ele faz este elo entre o campo e a cidade. Correspondências chegam diariamente à emissora, de diversos locais do país e do mundo. Recebemos cartas, e-mails e ligações de todos os cantos do país e também de fora, como Itália, EUA e até Ucrânia. “A Hora do Fazendeiro” AM 880 Segunda a sexta: 17h às 18h50, exceto quarta: 17h50 às 18h50

8

cidade e regiões

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

Deveres iguais? Concessionária e transporte alternativo transitam com injustiças tributárias Por Gerlice Rosa O Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), também conhecido como ISS, está previsto no artigo 156, inciso III, da Constituição Federal, e estabelece que os municípios são responsáveis por seu recolhimento sempre que houver a prestação de um serviço, uma obrigação de fazer ou um esforço humano. Ainda segundo a lei, o imposto incide sobre as atividades prestadas mediante a utilização de bens e serviços públicos explorados economicamente sob autorização, permissão ou concessão, com o pagamento de tarifa, preço ou pedágio pelo usuário final do serviço. Isso garante que o imposto deve ser cobrado mesmo quando os serviços forem feitos mediante concessão, permissão ou autorização dos poderes públicos. Porém, não é exatamente isso que se observa na dinâmica do transporte coletivo em Sete Lagoas. O sistema da Cooperselta não recolhe os impostos por passageiros, como deveria ser feito. O recolhimento é feito por estimativa de passageiros, o que gera uma diferença significativa no orçamento, dando aos operadores do transporte alternativo condições concorrenciais vantajosas em relação aos concessionários do transporte público convencional. Há quase 10 anos, existe na cidade o transporte alternativo, iniciado ainda na ilegalidade dos perueiros, mas que hoje atende a população sete-lagoana por meio dos 83 veículos que compõem sua frota. Segundo o vereador Mar-

celo da Cooperselta (PMN), nome referência ao se falar em transporte alternativo, os permissionários pagam individualmente, em média, R$ 450,00/mês de impostos. A grande diferença está no valor pago pela concessionária Turi, que cumpre com a legislação que estabelece taxa de 5% do valor da tarifa. Segundo o gerente da Turi, Roberto Samuel, a empresa contribui com o município com R$ 0,11 de cada passageiro que transporta, recolhendo milhares de reais todos os meses para o erário municipal. A incompatibilidade tarifária gera inquietações. “Isso é desleal. Os contratos não são cumpridos”, acusa o gerente da Turi, acrescentando que o prejuízo recai sobre a população da cidade, já que a prefeitura deixa de arrecadar. “Há uma renúncia de receita. Se um paga e o outro não, quem perde é o município. O não pagamento dos encargos gera um aumento de custo para a empresa e, no final, para o próprio usuário”, detalha Roberto Samuel. A lei 6595/01, que regulamenta o serviço oferecido pela Cooperselta, estabelece que a tributação do transporte alternativo é feita através de “Regime de Estimativa”, o que implica nas incoerências na arrecadação do serviço de transporte na cidade. O secretário de Trânsito e Transportes, Caio Valace, reconhece a injustiça tributária neste caso, e concorda que ocorre evasão de receita, já que a efetiva realização de um serviço exige o recolhimento do tributo correspondente.

gerlice rosa

ISSQN Turi repassa aos cofres municipais R$ 0,11 por cada passageiro transportado pelos coletivos

Vem aí a bilhetagem eletrônica Divergência na cobrança, questionamento nos serviços prestados, disputa. O caminho para contornar o impasse entre a Cooperselta e a concessionária Turi é apontado pelo secretário de Trânsito e Transportes, Caio Valace, e implicará numa mudança radical na forma de recolhimento do ISSQN pago pelo seguimento. “A bilhetagem eletrônica é a única forma de acabar com essa guerra surda e muda”, afirma o secretário. Segundo ele, o novo sistema será implantado em breve em Sete Lagoas, juntamente com o quadro de horários e o estabelecimento de itinerários regulamentados para a concessionária e para os permissionários.

Interessado direto na questão, o vereador Marcelo da Cooperselta estuda apresentar projeto propondo redução da alíquota que hoje incide sobre o segmento, caindo de 5% para 3%. Segundo ele, “essa mudança traz o benefício para o transporte coletivo, tanto para a concessionária quanto para o transporte alternativo e com isso a gente consegue resolver a questão sem refletir no aumento da tarifa no ano que vem”. O vereador condiciona a redução da alíquota à criação de um novo benefício que interessa aos estudantes da cidade. “Estamos estudando um anteprojeto propondo este benefício, mas, para isso, tem que ter uma con-

trapartida para o (concessionário do) transporte coletivo porque eles vão bancar essa meia passagem. Minha ideia é compensar isso abaixando a alíquota de 5% para 3%”, esclarece Marcelo. O secretário de Trânsito admite que as mudanças são necessárias. “A lei que regulamenta o transporte alternativo está errada. Nós temos que questionar a forma de implantação porque esse é um dos reflexos da má implantação do sistema”, reconhece Caio Valace, que diz que a principal meta do poder público deve ser o atendimento aos usuários. “Se o sistema está funcionando, se o usuário está sendo contemplado com segurança e conforto, isso é o que interessa”, conclui Caio Valace.

RÁPIDAS Terminal Urbano Orçadas em R$ 1.254.777,97, foram iniciadas as obras de construção do novo terminal urbano de lotações, ao lado do Museu do Ferroviário, na avenida Norte Sul. A obra tem como objetivo transferir o ponto final das linhas que hoje funciona na rua Professor Fernandino Júnior, o que deverá

refletir em melhorias no trânsito da área central. O projeto inclui ainda obras de recapeamento asfáltico de várias ruas e melhoria na sinalização. Segundo o prefeito Maroca, a organização do trânsito na região central vai melhorar a mobilidade em todo o município.

sociedades secretas

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

9

A milícia de Cristo Cavaleiros Templários tinham a missão de proteger peregrinos e lugares sagrados

marciamaranho.blogspot.com/divulgação

GUeRREIrOS Os Templários eram soldados que protegiam peregrinos em viagens à Jerusalém. Eles também agiam para preservar lugares sagrados cristãos paramahansas.wordpress.com/divulgação

Por Herivelton Moreira Quem não se lembra do terceiro filme da série Indiana Jones, de Steven Spilberg. No final, o personagem principal e seu pai chegam ao local onde ficticiamente estaria o Santo Graal, o cálice utilizado por Jesus na Santa Ceia. Uma figura mítica, com vestes de soldado das cruzadas da idade média aparece. Aquele é um dos Cavaleiros Templários, como ficou conhecida a ordem dos “Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão”. O nome foi dado porque a sede dos “templários” situava-se num prédio ao lado da Mesquita de Al-aqsa, ocupando uma parte superior do que restara do Templo de Salomão. Eles faziam voto de pobreza e de castidade, por isso serem chamados de “pobres”. A Ordem Militar foi fundada no ano de 1119, em Jerusalém, e tinha por missão proteger os peregrinos e os lugares sagrados da Terra Santa. Sua base esteve bem no coração

do inimigo islâmico, visto que o seu quartel-general era uma concessão do rei Balduíno II. Sendo a síntese entre a fé dos monges e o destemor dos soldados de elite, consagraram-se como a mais poderosa e valente organização militar da época das Cruzadas. Eram chamados de “a tropa de choque de Deus”. Com o prestígio alcançado, se tornaram depositários fiéis dos bens dos cristãos ricos ao se transferirem para a Europa em 1291. Foi por isso, pela cobiça que despertaram, é que a Ordem foi eliminada pelas mãos do rei da França, Felipe IV, no ano de 1307. O desastre dos Templários “Nekan, adonai!!! Chol-begoal!!! Papa clemente... Cavaleiro guilherme de nogaret... Rei filipe: intimo-os a comparecer perante ao tribunal de deus dentro de um ano para receberem o justo castigo. Malditos! Malditos! Todos malditos até a décima terceira geração de vossas raças!!!” Essas foram as últimas palavras de Jacques de Monay, o 22º e último Grão-Mestre da Ordem dos

UNIFORME Os templários tinha na cruz o símbolo maior

Templários. Ele as proferiu quando era queimado vivo no pelourinho da catedral de Notre-Dame em Paris, ao anoitecer do dia 18 de março de 1314. Ao praguejando contra o Papa, o Guarda-selos do rei, e o próprio rei da França, tinha razão. Sete anos antes, um sórdido conluio entre o rei Filipe IV, o belo, e o Papa Clemente V, tendo o fiel Nogaret como executor, selou o destino da Ordem. Na noite do dia 12 para 13 de outubro de 1307, as suas instalações, por todas as partes do reino, foram invadidas pelos oficiais do exército francês. Os Templários foram acusados de heresia e pederastia, num processo forjado, nos quais os procedimentos inquisitoriais foram aplicados com crueldade. Filipe, o belo, atiçado pelas intrigas de um ex-cavaleiro chamado Esquiseu de Floyran, o Judas dos Templários, não se contentou em desmantelar a Ordem, quis também desonrá-los para sempre. As denúncias foram estendidas a De Monay e outros 140 cavaleiros postos a ferros (54 deles foram queimados).

10 Bem-estar

Domingo em Casa • 2 a 8 De De outuro De 2011 WWW.COOPERATIVA.ETECCANDIDOMOTA.COM.BR/DIVULGAçãO

a saúde vem da natureza Em 100 gramas de repolho temos: Calorias Água Hidratos de Carbono Proteínas Gorduras Sais Vitamina A Vitamina B1 Vitamina B2 Vitamina B5 Vitamina C

25,00 93,00 g 4,30 g 1,40 g 0,20 g 1,10 g 235 U.I. 110 mcg 60 mcg 0,40 mg 41,30 mg

O repolho é rico ainda Ferro (0,57 mg), Fósforo (32,00 mg), Cálcio (53 mg) Sódio (27,00 mg), Enxofre (0,57 mg) e Potássio (247,00 mg)

miLeNar Por 600 anos, soldados romanos usaram repolho (que promove a cicatrização) nas feridas dos combatentes durante as guerras

Pomada de repolho Pesquisa demonstra potencial dos produtos naturais na medicina Por Herivelton Moreira Escavações antropológicas mostraram que o exército romano levava para as batalhas toneladas de repolho. Motivo: é uma hortaliça, da mesma família da couve, que servia de cataplasma para os feridos, ou seja, eles esquentavam água e colocavam as folhas de repolho ao vapor. Depois de amolecidas, elas eram colocadas nas feridas. O repolho é abstergente, quer dizer, absorve as bactérias e promove a cicratização do tecido epitelial. Alfons Balbach, em seu livro “As Hortaliças na Medicina Doméstica”, nos informa ainda que o repolho pode ser utiliza-

do na cura de erisipela, úlceras intestinais, nevralgias, hemorroidas, tuberculose, gota e reumatismo. O repolho pode ser considerado, também, indigesto, uma vez que permanece no estômago mais tempo que as demais hortaliças e leguminosas. Assim, dizem especialistas, não é recomendado a portadores de perturbações gastrointestinais crônicas. Diz Balback, no entanto, que suco (preparado batido no liquidificador) pode ser usado como remédio. Pomada Uma pesquisa da Faculdade de Ciências Agrárias da

Univale e do Bioplantas, grupo de pesquisa em plantas medicinais da universidade, que ficam em Governador Valadares (MG), desenvolveu uma pomada de uso tópico para feridas com extrato de repolho. Marcelo Barreto da Silva, professor da Univale, foi o coordenador do projeto. Foram feitos todos os testes, e a pesquisa de “Caracterização do Extrato de Repolho e seus Efeitos Nitrogênicos e Cicatrizantes”, que durou quatro anos, está prestes a ser concluída. “Só falta o ensaio clínico com pessoas. Acho que em três meses, ela já será encaminhada para registro, e a pomada poderá ser vendida em larga

escala”, diz o professor Marcelo Barreto da Silva. Histórico O repolho foi introduzido no Brasil pelos portugueses, mas a cultura desenvolveu-se melhor no Sul do país, junto com a colonização alemã nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O repolho é subespécie da Brassica oleracea, grupo Capitata, constituindo um dos vegetais mais utilizados na cozinha, em sopas, conservas, acompanhamentos, massas, dentre outros. É uma planta bianual, herbácea, da família das Brassicaceae ou crucíferas. As folhas superiores do

caule aparecem encaixadas umas nas outras, formando o que é designado como uma “cabeça” compacta. Esse tipo cultivar formou-se por seleção a partir de espécies silvestres, mais semelhantes às couves-de-folhas do grupo Acephala (sem “cabeça”), originárias do Mediterrâneo, cerca do ano 100 d.C.. Entre as variedades que comporta, podemos citar a couve-roxa (considerada também como fazendo parte de outro grupo Capitata Rubra) e a couve-lombarda (que também se pode considerar do grupo Sabauda). A chamada couve-chinesa, semelhante ao repolho, pertence a uma espécie diferente, do género Brassica.

curiosidade

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

11

A ciência das cores Tons coloridos não estão nos objetos vistos, mas, sim, na mente de cada um

DIVULGAÇÃO

Por Bruno Delecave Agência Invivo/Fundação Osvaldo Cruz Qual é a sua cor favorita? Do vermelho ao azul, há cores para todos os gostos. Mas, você já parou para pensar por que quando olhamos para algo vemos uma cor e não outra? Pode parecer estranho, mas as cores não estão nos objetos observados e, sim, na nossa mente. As cores estão ligadas à luz. Ela vibra com uma rapidez variável – chamamos a medida dessa rapidez de frequência. Cada frequência corresponde a uma cor. Entretanto, a própria luz visível é apenas uma parte de uma extensão maior de frequências eletromagnéticas. Quando um feixe de luz toca algum objeto colorido, uma parte desse feixe é refletida, enquanto o restante é absorvido pelo objeto. Desse modo, só podemos ver a cor correspondente à frequência refletida. Isso quer dizer que a cor de um objeto é justamente a cor (ou cores) que o objeto “não tem”, ou seja, não absorveu. Quando vemos a cor de um objeto, estamos vendo apenas a cor da parte da luz que é refletida pelo objeto em questão. Se um carro é vermelho é porque ele absorve muito todas as cores, menos vermelho – que é refletido para o nosso olho. Newton e o prisma Quando a luz branca atinge um prisma, parte é refletida, mas o restante atravessa o prisma, sendo dividido ao sair. Ou seja, as cores que compõem a luz branca são separadas. Isso também acontece na natureza. Quando a luz do sol encontra gotas de chuva, essas funcionam como um prisma, e a luz é dividida – formando um arco-íris. Entretanto, nem sempre se pensou assim. Por muitos séculos, os arco-íris eram um grande mistério da natureza.

fenÔMENO Luz branca atinge prisma, parte é refletida e restante atravessa e se divide ao sair, assim como no arco-íris quando a luz do sol encontra gotas de chuva

Ninguém sabia como ou por que eles surgiam. Da mesma forma, o feixe multicolorido que saía de dentro dos prismas também era misterioso. As pessoas acreditavam que se tratava da obra de espectros – seres fantásticos, similares a fantasmas. Além disso, ninguém pensava ser o arco-íris uma divisão da luz branca. Artistas e cientistas viam o branco como uma cor pura. Ou seja, não poderia ser fruto da mistura de cores. Todas essas concepções foram alteradas pelo cientista inglês Sir Isaac Newton. Para isso, Newton fez um experimento. A luz solar atravessando um prisma formou um feixe multicolorido. Esse feixe foi focado por uma

lente e direcionado para um segundo prisma. As cores então se misturaram, resultando em luz branca. Para não haver dúvidas, o mesmo feixe atravessou um terceiro prisma e novamente se separou nas cores do arco-íris. Essa é a prova definitiva de que a luz é composta por todas as cores. A palavra espectro foi escolhida para nomear a escala de cores presentes na luz branca. Isso se deve à crença de que o arco-íris era obra de espectros. Desde então, espectro são as várias faixas de ondas eletromagnéticas, sendo o espectro visível – o segmento de cores percebido pelo homem – apenas uma pequena parte deste.

Enxergando colorido Já aprendemos que as cores são frequências luminosas. Agora vamos entender o que acontece quando a luz refletida por um objeto atinge o nosso olho. A luz refletida por um objeto entra no olho, atravessa córnea, pupila, cristalino e chega até a retina, onde a imagem é formada. Dentro da retina existe uma camada de células sensíveis à luz – os fotorreceptores. São de dois tipos – cones e bastonetes –, ambos sensíveis à luz. Os bastonetes são sensíveis ao contraste. Ou seja, indicam ao cérebro qual é a intensidade de luz em uma situação. Os cones funcionam melhor de dia, porque precisam de grande quantida-

de de luz. Essas são as células responsáveis pela visão das cores. Existem cones sensíveis ao verde, ao vermelho e ao azul. Quando recebe luz azul, o cone sensível a essa frequência luminosa envia um sinal ao cérebro dizendo que naquele ponto da imagem há azul. Se faltarem um ou mais cones na retina de uma pessoa, ela não verá cores primárias ou as confundirá. Essa deficiência visual é chamada de daltonismo. O nome do distúrbio é uma homenagem ao químico John Dalton, o primeiro a estudar o assunto. Existem muitos tipos de daltônicos, mas nenhum deles consegue ver as sete cores do arco-íris.

12 veículos

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011 www.umuaramabyitalo.com.br/divulgação

Os 82 anos do Ford Bigode O “Novo Carro da Ford”, identificado de Modelo A, foi colocado em exposição na Sala do Império do New York Waldorf, em 2 de dezembro de 1927. As encomendas ultrapassavam em muito a oferta. Para 1928, a Ford ofereceu oito estilos de automóveis de passeio: Cabriolet, Tudor Sedan, Fordor Sedan, Coupe, Sport Coupe, Phaeton, Roadster e Roadster Pickup. Em meados de 1928, a produção total da empresa

era de até 4.000 veículos por dia, e ainda não foi suficiente frente a procura. O pico de produção do Modelo A ocorreu em junho de 1930, quando foi acrescentado o modelo Deluxe Phaeton, e alcançou um total de 9.200 veículos por dia. O ano de 1931 foi o último do Modelo A. Nesse ano, a Ford estava sentindo o golpe da depressão e reduziu os preços em janeiro, mas as vendas continuaram a cair. Era anunciado o novo

skoda-citigo00 www.skoda.com/divulgação

sem concorrência Montadora checa Skoda é, também, da marca VW

carro de 1932 e, em 9 de março de 1932, terminou a saga do Modelo A, sendo lançado pela Ford o Modelo B de 4 cilindros e o V8. O Modelo A hoje é popularmente conhecido como Ford 1929, ou Ford 29 e Ford Bigode, se enquadrando no estilo vulgarmente intitulado de Calhambeque. Um carro que custa hoje R$ 28 mil e está em alta no setor de aluguel. É luxo a noiva chegar num Ford Bigode. Fonte: www.ford29. com.br

BRASIL Para-choque fino e preto proporcionou o apelido de Ford Bigode

Os “carrinhos” estão na moda A crise econômica na Europa e nos Estados Unidos leva a indústria automobilística a renovar sua opção pelos carrinhos pequenos e econômicos. Depois do lançamento do Volkswagen Up!, a marca checa Skoda apresentou a sua versão do carrinho, o Citigo. Só que isso não representa plágio. Essa marca também pertence ao Grupo VW e tenta

aproveitar o iminente sucesso do “falso” concorrente. O Citigo começa as vendas em seu país natal ainda neste ano, e no restante da Europa no início de 2012. O carrinho terá versões com três ou cinco portas. Suas medidas anunciadas são 3,56 m de comprimento, 1,64 m de largura e 1,47 m de altura, com um entre-eixos de 2,42 m e porta-malas de 251 li-

tros (que chega a 951 litros com os bancos traseiros rebatidos). As principais mudanças feitas estão na frente, com pára-choque, faróis e grade exclusivos do modelo checo. As rodas e as lanternas receberam mudanças leves, mantendo um formato parecido. Na mesma época, a marca espanhola Seat também deverá lançar sua versão do subcompacto.

www.panoramio.com - Divulgação

Cuba abre seu mercado Uma notícia mexeu com o mercado automobilístico na semana passada. O governo comunista de Cuba autorizou a compra e a venda de carros, proibidas durante cinquenta anos. Essa era uma das medidas mais esperadas das reformas do presidente Raúl Castro. O governo cubano estabeleceu uma série de regulações para colocar em andamento “a transmissão da propriedade de veículos através da compra e venda ou doação” entre cubanos,

que vivem na ilha, e estrangeiros permanentes ou temporários. Como são difíceis informações detalhadas sobre toda a vida social e econômica de Cuba, ainda não se sabe o tamanho do mercado. O que se sabe é que existe uma população ávida por produtos de melhor qualidade em todos os setores da produção industrial. O embargo econômico imposto pelos americanos desde 1.960, época da subida ao poder

do governo de Fidel Castro, impediu, além da renovação da frota de carros no país, a importação de peças. Quando se pesquisa imagens da ilha o que mais se vê, principalmente em Havana, a capital, são carros de 1940 a 1960. Agora milhares de profissionais, que puderam comprar carros soviéticos concedidos antes de 1990, poderão vendê-los a qualquer cubano ou estrangeiro residente, que poderá ter mais de um carro.

novos tempos Decisão do governo cubano foi bem recebida nos EUA

RÁPIDAS Uruguai A polêmica medida que aumentou o IPI em 30% não afetará os veículos montados no Uruguai. A decisão foi tomada pelo governo brasileiro em reunião realizada na última terça-feira, dia 27, em Brasília. Conforme a agência de notícias Reuters, em 2010 o valor total chegou a U$ 49 milhões. Apenas nesse ano, ele subiu para U$ 88 milhões.

Salão Duas Rodas Data: 4 a 9 de outubro de 2011 - Horários: das 14h às 22h, de 4 a 8 de outubro, e das 11h às 19h, no dia 9 - Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo - Ingressos: www.salaoduasrodas.com. br ; Shopping Moto Aventura (Rua São João, 1.086, Centro, São Paulo); Shopping Iguate-

mi (Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.232, Jd. Paulistano, São Paulo) - Preços para compra no site ou postos de venda: adultos: R$ 30; crianças de 5 a 12 anos: R$ 15; “Pacote Fã”: R$ 62, incluindo entrada para o salão e o Arena Cross (para etapa nos dias 7 ou 8 de outubro) e uma camiseta personalizada; motoclubes (mínimo de

5 ingressos) e grupos/caravanas (mínimo de 15 ingressos): R$ 20 - Preços na bilheteria: adultos: R$ 35; crianças de 5 a 12 anos: R$ 17.

Aplicativo A Chevrolet anunciou o lançamento de seu novo aplicativo, o meuChevrolet Mobile, que será exclusivo para smartpho-

nes, com opção para iPhone e Android. A novidade é um atrativo para os donos do novo Cruze, pois traz uma versão compacta do manual do veículo. Para todos os proprietários de veículos da marca, o meuChevrolet Mobile vem com várias funções, como o Road Service, que localiza via GPS exatamente onde está o veículo.

sociaL

Domingo em Casa • 2 a 8 De De outuro De 2011

Por Marcílio Maran maran@domingoemcasa.com.br

retratos de família

13

Notas Tunico Empresário da noite, ele comanda a Rede DONANA de casas de shows e restaurantes. Constantemente mudando ou acrescentando visual às suas casas, o empresário adota o estilo barroco, sempre adquirindo peças antigas, como madeiras de casarões, para suas reformas, entre outras buscas que realiza. O DOMINGO EM CASA apresentará em breve, juntamente com o Donana, uma promoção social onde iremos nos encontrar. É só aguardar.

Antonio Pontes

na foto, retrata a reunião dos Família tradicional de Sete Lagoas onde , Diva e Vera. famíLia martiNs guimarães Célia , Cira xo: Abai ldo, Zila, Laura, e Paulo. irmãos: da esquerda para direita: Gera

Sem dúvidas é um dos empresários que mais fez por Sete Lagoas. O Grupo CALSETE é o exemplo de empresa que cresceu com a cidade e que sempre investiu no social e, principalmente, na cultura. Também político, ele faz parte de uma elite séria, que quer o melhor para nossa cidade. Seus diversos compromissos o isentam muitas vezes de se encontrar com os amigos. Mesmo assim, um abraço fraternal.

Cemig Lançou-se recentemente, no gabinete do prefeito Maroca, um projeto inovador em toda a rede Cemig pelo Estado e, também, para o Brasil. Você envia um torpedo para o número 29810 e tem quase que instantaneamente as informações que precisa. Inovação faz parte da empresa, que procura acertar e dar retorno ao usuário. À frente de diversas situações pela região está o amigo MARCONE, entre outros.

Coral D. Silvério

o escritório de Contabilidagado dr. Eugênio que também comando famíLia mateus - Familia do advo Juliana, Frankney, Marcelo, , Júnia ra, Jussa Maria, Marcelo, Eugênio, de Jucema. Da esquerda para direita: Cesar, Sabrina, Samira. Maria Eduarda, Glaúcia, Marcella, Julio

ANA FLÁVIA MARTINS

Fiz parte, aos 12 anos de idade, do Coral D. Silvério. Naquela época eu estudava no Colégio D. Silvério, onde hoje se encontra o Hospital Municipal. Apesar da idade, João Lucas, maestro formador de artistas e de cidadãos, ainda mantém com firmeza sua criação que, com glórias, inúmeras vezes representou Sete Lagoas. Que seus seguidores adotem o exemplo de ser humano que é o nosso eterno maestro.

Destaque Facebook da semana

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

Estudante de Administração

Gente, ela quase foi eleita ... e está solteiríssima... vocês acreditam?

amigos do FaCeBooK Domingo em Casa... participe você também

Adréia Soares Auxiliar Administrativo

Thiago Patrick Empresário

Palmira Aparecida Estudante

Amaro Marques Advogado

Cristiane Palhares Recepcionista da Kia Automak

14 entretenimento

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

Resumo de novelas

O Astro (Globo – 23 h )

Vidas em Jogo (Record – 22h15 )

Amor e Revolução (SBT – 22h15)

Rebelde (Record – 20h30)

Fina Estampa (Globo –21 h )

Morde & Assopra (Globo – 19h15)

A Vida da Gente (Globo – 18 h)

Malhação (Globo – 17h15)

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora – Os capítulos que vão ao ar estão sujeitos a eventuais reedições.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Gabriel sai do banheiro se sentindo mal e Samara o observa assustada. Todos na comunidade ficam preocupados com Alexia. Natália fala para Ziggy que Alexia está muito mal e avisa que Gabriel sumiu. Alexia tem um pesadelo com uma rua onde todas as casas têm o número 1046. Samara lê a mão de Gabriel e se assusta. Natália liga para Ziggy e diz que Alexia morreu.

Alexia, em seu pesadelo, vai em direção a um carro quando é surpreendida por alguém que a detém. Ela acorda subitamente, surpreendendo a todos. Gabriel surge do quarto onde estava dormindo, para surpresa de Ziggy, Babi, Cristal e Beatriz e fica confuso ao saber o que aconteceu com Alexia. Cristal pergunta se Gabriel teve a ver com o que aconteceu com Alexia.

Alexia diz que não viu nada enquanto esteve desacordada. Gabriel diz a Cristal que não teve nada a ver com o que aconteceu com Alexia, mas ela não acredita. Alexia olha as fotos da parede “Salve Alexia” no celular de Moisés e reconhece o quarto em que morou. Gabriel estranha quando Betão fala que uma coincidência os aproximou. Ele chega em casa e encontra Alexia.

Alexia pergunta a Gabriel sobre as fotos na parede com “Salve Alexia”. Gabriel fala para a menina sobre o pesadelo que eles compartilham. Ele pergunta sobre o número 1046 e ela fica nervosa. Babi e Cristal ficam boquiabertas quando Gabriel fala que Alexia esteve no apartamento deles. Moisés se irrita com a namorada assim que ela chega e pergunta onde ela esteve.

Gabriel percebe que Babi e Cristal não acreditam que ele esteve com Alexia e fica chateado. Elas acreditam que ele esteja piorando de sua doença e tentam falar com Francisco Miller. Gabriel começa a acreditar na possibilidade de ele não ter conversado realmente com Alexia. Ziggy conta para Betão e Filipe o que aconteceu com Alexia e eles ficam impressionados.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Eva mostra para Ana a certidão de nascimento de Júlia. Cris fala com o decorador que está pensando em engravidar de Jonas. Ana, Júlia e Eva voltam para o Brasil. Manuela se revolta com Eva por ter registrado Júlia como sua filha. Ela avisa a Rodrigo que sua irmã voltou para o Brasil. Ana vai com Júlia à pracinha e se surpreende ao encontrar Rodrigo.

Ana fala para Rodrigo que Júlia é sua irmã e vai embora abalada. Ana e Eva chegam com Júlia ao clube e todos comentam a semelhança da menina com a tenista. Jonas fica revoltado ao saber do filho de Eva. Cris descobre que o marido fez vasectomia. Jonas manda Cléber suspender a pensão para a ex-mulher. Iná desconfia da história que Ana e Manuela contam sobre Júlia.

Eva e Iná discutem. Ana fica abalada ao ver Rodrigo e Nina caminhando na faculdade. Eva comenta com Ana que ela precisa se dedicar à carreira para sustentar Júlia. Vitória humilha Ana depois do treino de tênis e se desentende com Marcos. Ana perde em sua estreia no torneio e todos reclamam de sua atuação. A tenista discute com Vitória e acaba falando sobre Alice.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Dulce recusa o pedido de casamento de Diogo e lhe entrega uma carta que escreveu para ele quando era jovem. Ícaro e Júlia oferecem dinheiro a Amanda e a enfermeira finge indignação. Ela provoca a fúria de Naomi contra Júlia para se vingar. Júlia diz a Ícaro que eles não podem mais ficar juntos e admite amar Abner. Guilherme tenta convencer a mãe a se casar com seu pai.

Doutor Eliseu alerta Júlia que Dulce pode ter uma doença grave. Amanda afirma que vai embora com Rafael e pressiona Ícaro a tomar uma decisão. Cleonice resolve ajudar Élcio a sair da cadeia. Júlia aconselha Ícaro após partida de Rafael e ele propõe a Amanda legalizar o menino como seu filho. Guilherme diz à mãe que vai pagar o hospital e ela aceita se internar.

Naomi procura Júlia, pede seu dossiê e a acusa de ter interesse nos diamantes da fazenda de Abner. Amanda se oferece para cuidar da nova medicação de Naomi. Josué chega ao Instituto com uma caixa de fósseis e Júlia descobre que ele é o fornecedor de John e Virgínia. Xavier avisa a Raquel que Élcio vai sair da cadeia. Amanda aceita que Ícaro seja o pai de Rafael.

Júlia conta que Josué fugiu e Abner promete achá-lo. Naomi reclama dos remédios para Amanda, mas acaba tomando. Abner encontra Josué e exige que ele lhe diga onde pega os fósseis que leva para Virgínia e John. Abner avisa a Júlia que achou a caverna de onde Josué tira os fósseis. Renato pede Alice em noivado quando Guilherme surge e diz que a ama.

Alice se rende ao apelo de Guilherme e desiste de ficar noiva de Renato. Júlia pede para ir à caverna onde Josué pega os fósseis. Áureo cria um plano para adiar seu casamento com Celeste e Selma descobre. Isaías estranha a ausência de Virgínia e resolve procurá-la. Isaías e Minerva flagram Virgínia e John juntos. Abner leva Júlia à caverna e ela decide entrar.

Abner alerta sobre os perigos da caverna e Júlia decide consultar Ícaro. Virgínia planeja pegar os diamantes da fazenda de Abner. Zariguim diz que é arriscado descer até o fundo da caverna, mas Júlia, Cristiano e Abner resolvem ir. Naomi aparece para falar com Abner e tem mais uma alucinação. Dulce recebe Júlia e Guilherme em casa e desconfia que tenha algo sério.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Tereza Cristina culpa Vanessa pela entrada de Íris em sua festa. Íris ameaça revelar o segredo de Tereza Cristina se ela não ajudá-la financeiramente. Quinzinho pega o comprovante do jogo de loteria de Griselda para brincar. Wallace desmaia no meio da luta. Quinzé comemora a derrota de Wallace. Renê e Tereza Cristina renovam seus votos. Ela vê Antenor e fica paralisada.

Tereza Cristina ofende Antenor, e Patrícia fica nervosa. Wallace é retirado de maca do octógono. Antenor é expulso da festa. Tereza Cristina pega o endereço de Griselda com Crodoaldo. Celeste vai ver Solange cantar no baile funk. Renê exige que Crodoaldo diga para onde sua esposa foi. Griselda fica espantada ao abrir a porta de sua casa e encontrar Tereza Cristina.

Antenor fica intrigado ao ver Tereza Cristina entrar na casa de sua mãe. Renê vai atrás da esposa. Tereza Cristina ofende Griselda. Baltazar vê Tereza Cristina passar mal e a conforta, mas ela exige que ele mantenha em segredo o que aconteceu. Antenor tenta ajudar a mãe, mas não consegue. Renê chega à casa de Griselda e fica comovido ao ver seu estado.

Griselda manda Renê embora de sua casa e pede que Amália desmarque seus clientes. Tereza Cristina discute com Renê assim que ele entra em casa. Ele fica indignado com os insultos da mulher e exige desculpa. Antenor fica com vergonha de Patrícia e se afasta quando a vê na faculdade. Paulo diz a Renê que não quer que Esther tenha um filho. Patrícia procura Antenor.

Renê não consegue falar com Griselda. Paulo Teodora vê no laptop algumas fotos do primeiro aniversário de Quinzinho. Guaracy ouve na televisão que o ganhador da loteria mora no Jardim Oceânico, pega o resultado e vai para a casa de Griselda. Paulo fala para Esther que não quer que ela tenha um filho. Guaracy fala para Griselda que ela ganhou na loteria e a beija.

Griselda repreende Guaracy por tê-la beijado. Paulo ameaça se separar de Esther se ela insistir em ter um filho. Griselda, Quinzé, Amália e Guaracy procuram o bilhete pela casa. Íris vai à casa de Tereza Cristina. Clint avisa a Wallace que ele só voltará a lutar depois que fizer exames. Vilma descobre que Griselda ganhou na loteria, mas perdeu o comprovante.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Jonas procura por Pilar e Alice. Téo decide avisar aos rebeldes. Alice, Roberta, Pilar e Carla fingem estudar no quarto. Jonas vê e se sente vitorioso por seu plano ter dado certo. Jonas conta a Leila que convidou Oscar Schmidt, Robson Caetano e Fernando Scherer para visitar o colégio. Pedro e Pilar procuram o celular da vilã. Surge um clima entre os dois.

Jonas e Artur mostram o colégio para os comentaristas do Pan. Binho pede a Pilar que o ajude a separar Diego e Roberta. Os rebeldes se unem à turma para conseguir sair do colégio e fazer o show com a banda. Jonas conta aos alunos que eles terão que trancar as portas para dormir. Os adolescentes esperam o diretor sair e comemoram o plano que deu certo.

Os rebeldes conseguem fazer o show. Binho vê que Pilar está muito próxima de Pedro e a ameaça. Jonas pede a Pilar que mostre onde ela viu a notícia sobre os assaltos. Ela pede ajuda a Pedro sobre a mentira do dia anterior e o rebelde decide ajudá-la. Pilar conta a seu pai que viu a notícia no Twitter e pede desculpas pelo engano. Pedro se oferece para ajudar Pilar.

Pilar discute com Alice, vê Pedro e muda seu jeito de falar, fazendo com que Alice pareça ser grossa. Alice e Roberta conversam sobre a mudança de Diego. A patricinha se oferece para ajudar, mas a rebelde diz que irá resolver seu problema com ele. Roberta procura Diego no quarto dos meninos. Pedro, Tomás e Roberta ficam preocupados com o sumiço do mauricinho.

Os alunos decidem fazer uma busca no colégio atrás de Diego. Binho e Pilar procuram por Diego. Acontece um clima entre os dois. Alice encontra Diego no porão e fica irritada com a arrogância do amigo. Ela conta a Roberta que ele estava no porão e a rebelde se irrita. Diego sugere a Roberta que os dois saiam da banda e formem uma dupla, mas a rebelde não gosta da ideia.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Jandira afirma a Batistelli que chegou o momento de os dois seguirem caminhos diferentes. Batistelli ri e diz que a ama. Filinto e militares decidem entrar na assembleia para prender Maria Paixão. Bartolomeu e Heloisa alertam Maria a respeito do disfarce dela, que não está convencendo. Acompanhado de militares, Filinto entra no velório de Edson Luís.

José afronta os militares ao dizer que nenhum deles tem patente para prendê-lo. Aranha recebe a informação de que Vilminha e Marquinhos foram assassinados pela mesma pessoa. João tenta seduzir Miriam e dá bebida a ela. Violeta telefona para a mansão dos Guerra. Lobo atende e diz que ela não o engana, pois tem convicção de que Violeta é Olivia.

José fala a Filinto que ele devia estar em um manicômio e promete denunciá-lo quando chegar em São Paulo. Filinto diz que só vai deixar José em paz quando ele entregar Maria Paixão. Inquieta, Violeta diz a Telmo e Nina que não vai sossegar enquanto não matar Filinto. Os militares agarram José. Começa uma briga e José consegue se soltar de Filinto, Tavares e Borges.

Batistelli diz aos guerrilheiros que eles têm uma nova missão: “expropriar” um banco. Violeta quer participar da “expropriação”, mas Jandira acredita ser perigoso para uma principiante. Batistelli diz a Jandira que ela é fundamental para a ação. Ele traça a estratégia para entrar no banco. Jandira decide participar da ação se os guerrilheiros não atirarem em ninguém.

Ana vai ao jornal para denunciar crimes cometidos por Lobo. Ela pede que seu nome não seja publicado. Maria diz aos estudantes que, com a morte de Edson Luís, o povo vai se revoltar contra a ditadura. Thiago diz a Marina e Marcela que, após o enterro de Edson Luís, o jornal publicará a denúncia. Lobo diz a Ana que sabe que ela foi ao jornal e a ameaça e agride.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Armando diz a Zizi quem é o assassino, e a mãe de Rita fica desesperada. Ernesto exige que Regina consiga o dinheiro que ele pediu. Francisco vai à casa de Carlos para tentar falar com Rita, mas o ex-policial não deixa. Adalberto briga com a dona de casa porque ela não pediu sua ajuda e acaba dando um tapa no rosto dela. Zizi conta que Carlos botou a bomba no restaurante.

Zizi conta a Andrea e Lucas que Carlos é o autor da explosão. Adalberto encontra com Carlos, o acusa de ser assassino e tenta acertá-lo com uma chave de roda. Andrea e Lucas decidem contar a Francisco o que está acontecendo. Francisco, Andrea, Lucas, Zizi e Adalberto tentam convencer Rita que Carlos é um bandido. Carlos toca a companhia e todos ficam tensos.

Carlos tenta convencer a todos que ele não é assassino. Cléber arma com Regina uma forma para prender Ernesto. Francisco, Augusta, Jorge e Elton vão ao encontro de Armando e encontram o rapaz morto. Carlos, que está na cena do crime, é acusado de ter feito queima de arquivo. O ex-policial acusa os integrantes do bolão de estarem tentando incriminá-lo.

Francisco conversa com o delegado, que diz que sempre que encontra Carlos o vê envolvido em um problema. O ex-policial liga para Rita e conta que ao chegar para encontrar Armando, ele já estava morto. Carlos diz a Rita que irá descobrir quem matou Armando e que irá provar sua inocência. Regina vai ao encontro de Ernesto, que está vestido de mendigo esperando por ela.

O comerciante liga para Regina e pede que ela deixe o dinheiro na plataforma e vá embora. Cleber avisa aos capangas que ao seu sinal eles devem matar Ernesto. Ao perceber que Regina está com capangas, Ernesto foge com o dinheiro da empresária. Cleber atira no pneu do carro de Ernesto. O comerciante pula na lagoa. Cleber atira, acerta e vê o corpo submergindo.

Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Jôse dá à luz. Lili confessa para Laura que sente dificuldade em aceitar o filho de Márcio. Clô diz a Felipe que ele e Henri estão nas mãos de Samir. Ademir entrega a Márcio uma caderneta com confissões de Salomão. Sob ameaça de Elizabeth e Eustáquio, Miriam informa aos inspetores que Herculano perdeu R$ 2 milhões no jogo. Amanda flagra Herculano acariciando Nina.

Herculano vê Amanda e corre atrás dela. Neco e Ubiraci invadem o apartamento de Herculano e roubam a pasta rosa com o dossiê contra o bruxo. Márcio fica perplexo ao ler uma das anotações de Salomão que diz que ele é o único que pode ser o herdeiro de seu império. Samir fica furioso ao abrir a pasta rosa: uma nuvem de purpurina se espalha no lugar do dossiê.

Jôse faz Márcio prometer que vai cuidar de seu filho. Ela morre ao lado de Amanda. Márcio entrega a Herculano um bilhete deixado por Jôse pedindo que o ilusionista se case com Amanda. Herculano devolve a Clô as fotos dela com Felipe. Clô agradece e confirma seu voto para eleição do Grupo. Márcio se emociona ao ver Lili com o seu filho no colo. Herculano pede Amanda em casamento.

Amanda aceita. Márcio fica surpreso ao ver Lili e Clô em harmonia com Francisco. Samir pede a Beatriz que convoque uma assembleia com o Grupo para promover uma nova eleição à presidência. Beatriz conta a Amanda sobre o golpe que Samir quer dar em Herculano. Herculano se embriaga em sua despedida de solteiro e é levado por Youssef ao seu barco, onde Nina o seduz.

Não há exibição

Ana acusa Vitória de querer que ela abandone sua filha como ela fez com Alice. Manuela vê Rodrigo e Nina se beijando e fica arrasada pela irmã. Vitória procura a ficha de sua filha na secretaria do curso de tênis. Ana combina com Manuela de ir à faculdade para falar com Alice. Alice percebe o interesse de Felipe em Manuela e comenta com ela. Vitória procura Alice.

Vitória é simpática com Alice e a convida para almoçar. Cris reclama de ter que sair com Jonas. Felipe convida Manuela para ver seu show. Vitória e Alice se encontram para almoçar e a menina fica revoltada quando a mãe biológica diz que não quer que ela conheça sua família. Manuela fica com a sobrinha enquanto a irmã vai se encontrar com Rodrigo.

Sábado

Não há exibição

Sábado Ana procura Rodrigo e fica abalada quando Nina chega. Ele fala com Lourenço que vai terminar seu namoro com Nina. Alice retira todos os brinquedos que estavam em seu quarto. Manuela se preocupa com a demora de Ana. Vitória se impressiona com desempenho de Ana no treino. Rodrigo procura Ana na praça e vê quando ela discute com a mãe sobre Júlia.

Não há exibição

Sábado

Não há exibição

Sábado

Não há exibição

Sábado

Não há exibição

teLevisão eNtreteNimeNto

Domingo Casa 13De Deouturo agosto De 2011 15 Domingo emem Casa • 2•a78aDe LUIZA DANTAS/CARTA Z NOTÍCIAS

maldades na gaveta

instantâneas Sergio adora improvisar durante as gravações. Em “Morde & Assopra”, os “tapinhas” no bumbum entre Marcos e Cleonice, de Vera Mancini, surgiram nos ensaios e foram acatados por Walcyr Carrasco. “É o tipo de autor que preza por manter uma relação próxima com o elenco. Quando ele gosta de algum improviso, leva isso para o texto”, anima-se. Sergio teve a mesada cortada quando informou ao seu pai que seria ator. A solução foi trabalhar como modelo para pagar a escola de teatro. O primeiro contato de Sergio com a atuação foi aos 15 anos. Na época, ele interpretou Dante Alighieri em uma montagem escolar de “A Divina Comédia”.

asceNsão “Morde & Assopra” é a terceira novela das sete que Sergio Marone participa: ele esteve em “Cobras & Lagartos”, de 2006, e “Caras & Bocas”, de 2009

Interpretar um vilão é o desejo de quase todo ator. E a teledramaturgia brasileira tem um bom histórico de malvados que dominaram suas tramas. Ao passar a última década a limpo, Sérgio Marone acredita que os dois vilões que interpretou no período foram fundamentais para sua carreira. O primeiro foi em “Paraíso Tropical”, trama de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, exibida em 2007, onde o ator deu vida ao inescrupuloso Humberto. “O primeiro vilão é sempre inesquecível”, valoriza. No entanto, foi com o oportunista Nicholas, de “Caras & Bocas”, que o ator pôde trabalhar pela primeira vez os contrastes da comédia e da maldade em um mesmo papel. “Foi um personagem difícil. Tinha de ficar sempre em cima do muro”, analisa Sergio, que se espantou com a popularidade do vilão na época em que a trama foi exibida. “Mesmo sendo arrogante, antipático e narcisista, ele era carismático e engraçado. O público chegou a torcer por ele em alguns momentos”, relembra.

Para fazer a diferença No ar em “Morde & Assopra”, Sergio Marone avalia seus 10 anos de carreira na tevê Por Geraldo Bessa TV Press Diversificar personagens é uma meta para Sergio Marone. Ciente de seus atributos físicos e da padronização recorrente de atores e papéis na televisão, ele tenta direcionar sua carreira para tipos heterogêneos, sem se importar com o tamanho desses personagens nas tramas. “Já fui mocinho, vilão, hippie, rico, drogado, paraplégico. Estou sempre disposto a encarar bons trabalhos. Não importa se vou aparece muito ou não. Quero apenas desenvolver uma história interessante”, garante. Atualmente, em “Morde & Assopra”, o ator divide-se entre a comédia e o drama para dar vida a Marcos, o iludido filho de Salomé, de Jandira Martini. Os risos são provocados pela dependência

materna excessiva, que faz com que Marcos feche os olhos para as vilanias da mãe. No entanto, quanto mais próximo ele fica de Salomé, seu casamento com Natália, de Carol Castro, torna-se cada vez mais complicado. “Uma hora o Marcos vai se cansar disso e cortar o cordão umbilical. Ele já começou a enxergar que a mãe realmente não presta. É difícil chegar a essa conclusão. Mãe é mãe, né?”, questiona. “Morde & Assopra” é o segundo folhetim consecutivo de Walcyr Carrasco no qual Sergio atua. O primeiro foi “Caras & Bocas”, de 2009, onde ele deu vida ao vilão Nicholas. Uma das coisas que mais o instigam na atual trama das sete é a convivência com a atriz Jandira Martini. Natural de São Paulo e “cria” das oficinas do experimental grupo Tapa e do Teatro

Escola Macunaíma, o ator cresceu acompanhando a carreira da atriz e escritora nos palcos. “Além de ser bem divertido, é uma honra. Ela é uma grande dama do teatro paulista e se mostra muito generosa em cena”, elogia. O interesse de Sérgio pelo teatro sempre existiu. Tanto que ele não lembra exatamente quando surgiu a vontade de se dedicar a esse universo. Sabendo dos riscos e incertezas da profissão de ator, Sergio chegou a cursar direito, ao mesmo tempo em que trabalhava como modelo. Até que surgiram as primeiras peças e a estreia na tevê com “Estrela Guia”, em 2001. “Este ano completo 10 anos de televisão. Mudei bastante, aprendi algumas coisas. Mas ainda preciso de novos desafios e oportunidades”, ressalta o ator de 30 anos.

Mesmo satisfeito com a construção de sua carreira na tevê, Sergio aproveita o tempo que não está nas novelas para se reciclar no teatro e no cinema. Com o fim de “Morde & Assopra” em meados de outubro, ele já arquiteta sua volta aos palcos e “sets”. Junto com a companhia de teatro Fodidos e Privilegiados, o ator se prepara para encenar a remontagem de “Escravas do Amor”, de Nelson Rodrigues, com estreia prevista para o início do ano que vem. O projeto chega ao teatro para comemorar o centenário do nascimento do dramaturgo. Além disso, na contramão da falta de convites para fazer filmes, Sérgio comprou os direitos do romance “Jesus Kid”, de Lourenço Mutarelli, e pretende acumular as funções de produtor e ator coadjuvante da adaptação do texto para o cinema. “O livro é reche-

ado de humor ácido e fala sobre a relação do mercado editorial com o cinema, uma atividade que mistura arte e dinheiro como nenhuma outra”, ressalta. Intercalar os trabalhos na tevê com peças e filmes é também uma tática para Sérgio diminuir sua exposição nos sites e revistas de fofoca. “A fama tem de ser entendida como a consequência de um trabalho e não como um objetivo”, filosofa. Visivelmente incomodado com a figura do “ator-celebridade”, Sergio acredita que a constante exaltação da cultura de celebridades tira a naturalidade do ator, característica fundamental na construção dos personagens. “É um tema complicado. O maior exercício do ator é a observação. Como observar o outro se o observado é sempre você?”, indaga.

16 cuLiNÁria

Domingo em Casa • 2 a 8 De De outuro De 2011

os pratos mais badalados da tV brasileira Frango na caneca Receita retirada do programa “Mais Você”, da Rede Globo TV GLOBO/DIVULGAçãO

ingredientes

Misture numa tigela o palmito, a ervilha, a azeitona, o queijo parmesão, a xícara de cream cracker, a cebolinha e o frango e reserve. Leve ao fogo o caldo de frango, o leite, as gemas, a margarina, o amido de milho e o sal e mexa até engrossar (+/- 10 minutos). Misture esse creme na tigela onde está o frango e depois adicione 4 claras batidas em neve misturando delicadamente. Em xícaras de chá ou café (ou refratário) untadas com margarina e polvilhadas com cream cracker triturado (+/- 5 biscoitos) coloque a mistura de frango e polvilhe queijo parmesão ralado. Leve ao forno médio préaquecido a 200° C por +/- 15 minutos ou até dourar. Retire do forno e sirva.

dissolvido em 2 xícaras de chá de água) 2 xícaras (chá) de leite (400 ml) 4 gemas 2 colheres (sopa) de margarina (40 g) 4 colheres (sopa) de amido de milho (40 g) sal a gosto 4 claras batidas em neve Cream cracker triturado (+/- 5 biscoitos) Parmesão ralado a gosto

1 xícara (chá) de palmito em conserva picado (150 g) ½ xícara (chá) de ervilha (75 g) ¼ xícara (chá) de azeitona preta picada (35 g) ½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado (35 g) 1 xícara (chá) de cream cracker quebrado grosseiramente (60 g) cebolinha picada a gosto 3 xícaras (chá) de frango cozido e desfiado (300 g) 2 xícaras (chá) de caldo de frango (1 tablete de caldo de frango

modo de preparo

Pavê primavera BAND/DIVULGAçãO

Receita retirada do programa “Dia a Dia”, da Band

ingredientes Pão de ló 10 ovos 250 g de açúcar 300 g de farinha de trigo Creme de coco 1 lata de leite condensado 150 g de coco ralado, dourado no forno 350 ml de leite integral 30 g de amido de milho 50 g de açúcar 1 fava de baunilha 4 gemas Confit de abacaxi 1 abacaxi maduro 400 ml de água 250 g de açúcar 1 banana nanica 1 colher (sopa) de suco de maracujá (ou polpa) Para decorar: bolacha tipo champanhe

modo de preparo Pão de ló: Pré-aqueça o forno a 175ºC. Unte uma forma com manteiga e farinha, e coloque no freezer. Na batedeira, bata os ovos e o açúcar até que fiquem fofos e com vezes o volume. Com uma espátula, adicione a farinha peneirada. Coloque na forma e leve ao forno até que esteja completamente assado. Tire do forno, espere esfriar e corte o bolo em 3 fatias. Confit de abacaxi: Bata no liquidificador a banana, o suco de maracujá, o açúcar e a água. Leve o líquido ao fogo até que ferva. Tire a espuma com uma colher. Descasque

o abacaxi e corte em fatias de meio dedo de grossura. Coe o liquido, despeje metade na assadeira e coloque as rodelas de abacaxi em cima. Despeje o restante da calda por cima e asse a 150ºC até que a calda fique levemente dourada e o abacaxi assado. Tire do forno e deixe esfriar antes de usá-lo. Creme de coco: Numa tigela, misture as gemas, o açúcar e o amido de milho com um batedor, até que fique esbranquiçado. Leve o leite com a fava de baunilha aberta e raspada ao fogo até que fique quente. Tire do fogo e jogue na mistura de ovos. Volte a mistura para a panela e cozinhe até que fique firme. Depois, cozinhe por mais 5 minutos em fogo médio. Reserve. Cozinhe o leite condensado com o coco até que fique firme. Misture o leite condensado ao creme de baunilha enquanto estão quentes e moles. Use o recheio ainda morno para rechear e cobrir o bolo. Montagem: Pique uma parte do abacaxi, deixando algumas fatias inteiras para decorar. Para montar, coloque uma fatia de bolo no fundo de um aro. Por cima, coloque uma fina camada de abacaxi picado com um pouco da calda e cubra com uma camada do creme de coco. Repita o processo e faça outra camada. Cubra o bolo com creme e finalize o bolo decorando-o com fatias do abacaxi e hastes da coroa. Para usar as hastes, lave-as, seque e depois passe um papel umedecido com óleo para que fiquem brilhantes. Deixe o bolo na geladeira pelo menos 4 horas antes de servir.

Pudim de laranja Receita divulgada no programa “Hoje em dia”, da Rede Record

ingredientes Caramelo 2 xícaras de açúcar cristal

1 colher de sobremesa de farinha de trigo

Pudim 1 ½ xícara de leite condensado 1 ½ xícara de suco de laranja 4 ovos 1 colher de chá de raspas de laranja

Calda 2 xícaras de açúcar 1 xícara de suco de laranja 1 colher de sopa de gengibre Gomos de laranja

TV RECORD/DIVULGAçãO

modo de preparo Caramelo: Em uma panela colocar o açúcar e deixar derreter em fogo baixo até virar caramelo. Forrar uma forma, com furo central, com a calda. Pudim: No liquidificador, bater o leite condensado, o suco de laranja e os ovos. Desligar e acrescentar as raspas de laranja. Em seguida, despejar na forma e cobrir com papel alumínio. Leve para assar em banho-maria a 180º por 1 hora. Depois de assado, deixar esfriar e levar para gelar por 6

horas e depois desenformar. Calda: Numa panela, colocar o açúcar e o gengibre e deixar o açúcar virar caramelo. Colocar o suco de laranja e ferver até o caramelo dissolver. Adicionar os gomos de laranja e cozinhar por 1 minuto. Dica: Para soltar o pudim da forma, tire da geladeira e passe o fundo da forma ligeiramente no fogo. Isso ajudará a soltar com facilidade.

atenção, leitor! Envie suas sugestões de receitas para o e-mail producao@domingoemcasa.com.br

entretenimento/horóscopo

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

O Rabo O sujeito leva o cachorro ao veterinário e pede para que ele corte o rabo do animal. O Veterinário pega o cão e retorna vinte minutos depois. – Pronto, senhor! Aqui está – Eu mandei cortar o rabo todo, o senhor ainda deixou um pedaço! – Se eu cortar o rabo todo, o seu cachorro vai ficar horrível! Defende o veterinário.

Horóscopo

– Não me interessa! Quero que corte tudinho! – Tudo bem! Tudo bem! – concorda o médico. – Mas posso ao menos saber o motivo da implicância com o pobrezinho? – Implicância nenhuma, doutor! É que a minha sogra vai almoçar lá em casa no domingo e eu não quero ver nenhuma manifestação de alegria!

Por Marilda Ferraresi

O amor está no ar. Uma conjunção de planetas no signo de Libra traz responsabilidade com o outro, com as parcerias. Os relacionamentos se tornam sérios. Um tempo positivo para ir à busca do amor para quem está sozinho. E, para quem já tem o seu, um período de estabilidade. Áries 21/3 a 20/4

Estará emocionalmente relaxado, mas cuidado para não exagerar. Seu dinheiro, os bens e os afetos não podem ser negligenciados. Tendência também para a auto-indulgência.

Gêmeos 21/5 a 20/6

As pessoas deste signo terão muita criatividade e sucesso no amor. Estarão com muito charme. Boas oportunidades profissionais também podem surgir, fique atento para saber a melhor forma de aproveitá-las.

Leão 22/7 a 22/8

Necessidade de muita responsabilidade e esforço no trabalho ou nos empreendimentos. Atrairá oportunidades de progresso e terá o reconhecimento de outras pessoas ou autoridades nesta semana.

Libra 23/9 a 23/10

Aproveite os bons momentos sem culpa. Antes de ajudar os outros temos que ajudar a nós mesmos. Interesse-se pelas suas questões e progresso pessoal. Este é o seu momento e estará causando boa impressão.

Sagitário 22/11 a 21/12

Embora esteja muito seguro do que quer realizar, aceite o apoio e incentivo dos amigos antes de tomar qualquer decisão. Neste período, os sagitarianos estarão vivendo um momento particularmente especial para unir ideias.

Aquário 21/1 a 19/2

Mantenha a calma e o autocontrole sempre. Mesmo que alguém o provoque, mantenha uma postura de racionalidade e, em último caso, procure uma saída inteligente se o conflito for inevitável.

Touro 21/4 a 20/5

Questões familiares e domésticas estão na pauta da semana e pedem calma e paciência. Não leve os problemas para dentro de casa e lembre-se do direito dos outros. Evite os conflitos e tudo passará.

Cânçer 21/6 a 217

Recolhimento, meditação e silêncio são as suas necessidades neste momento. Não é hora para movimentos de interação ou conversas excessivas, uma vez que isso poderá lhe causar um desgaste.

Virgem 23/8 a 23/9

O seu estado de espírito positivo e jovial atrairá as pessoas, quer seja para contatos profissionais ou afetivos. Os virginianos estarão mais seguros e autoconfiantes. Este será um período de muita sorte.

Escorpião 23/10 a 21/11

Tato e diplomacia são suas palavras para esta semana. Procure sempre evitar os conflitos com chefes ou pessoas de autoridade. O melhor a se fazer é tomar muito cuidado para não se expor à infrações e multas.

Capricórnio 22/12 a 20/1

Dificuldade em sua liberdade de ação. A semana será de vários desafios causados por diversos fatores. Poderá sentir-se desanimado devido à baixa energética. Paciência e perseverança manterão ou elevarão sua energia.

Peixes 20/2 a 20/3

Estará receptivo e pronto para as novas ideias e oportunidades que se abrirão. Momento de expansão. As necessidades para o bom relacionamento afetivo serão agora compreendidas.

Bóris – por duke

Cruzadas diretas

17

18 agito cultural

Domingo em Casa • 2 a 8 de de outuro de 2011

Grupo mineiro de volta à cidade Festival da Alegria na Lagoa Boa Vista • No próximo sábado, dia 8, a criançada já tem

como comemorar o seu dia. Das 13 h às 17 h, o Dia das Crianças será celebrado na Lagoa Boa Vista, com muitas atividades, como oficina de artes, passando por dança, teatro, cama elástica, brinquedos gigantes, quadra de futebol de sabão, além de corte de cabelo para crianças e oficinas e para ficar em dia com a saúde. Esse será o Festival da Alegria

2011, promovido em uma parceria da prefeitura e a TV Alterosa Centro Oeste. A expectativa é que compareçam cerca de 5.000 pessoas na festa. O evento também contará com a participação dos palhaços Pimpão e Fumaça. E o melhor de tudo é que nessa festa a criança vai poder se divertir prá valer sem pagar nada e com direito de participar do sorteio de vários brindes. FOTOS/DIVULGAÇÃO

Corrida do ouro • O livro “Boa Ventura! – A corrida do ouro no Brasil (1697-1810) – A cobiça que forjou um país, sustentou Portugal e inflamou o mundo”, do escritor e jornalista Lucas Figueiredo, será lançado em Sete Lagoas no próximo dia 24 de outubro. A Secretaria Municipal de Cultura e Comunicação Social trará o autor à cidade para o lançamento do seu quinto livro, que faz uma descrição minuciosa de personagens e situações históricas do século em que a corrida do ouro no Brasil provocou grande impacto nas Américas, na África e na Europa. Além disso, o jornalista também participará de um debate com o público. O evento acontecerá na Casa da Cultura Francisco Timóteo, que fica na avenida Getúlio Vargas, 91, no centro, às 19h.

195º Serão Cinema Poético • Aconteceu ontem, dia 1° de outubro, o 195º Serão Poético de Sete Lagoas. O evento foi realizado na Casa da Cultura Francisco Timóteo Pereira, que fica na avenida Getúlio Vargas, 91, na Orla da Lagoa Paulino, no Centro. Nessa edição, o Serão fez uma homenagem ao Dia das Crianças e da padroeira do Brasil, Nossa Senhora de Aparecida, comemorados no próximo dia 12 de outubro. Foram proclamados diversos poemas no que foi chamado de “Ciranda Poética”. Também aconteceu a apresentação do ator Tiago Amador Abreu, da companhia PreQaria de Teatro, com a “Contação de Causos”. Também foi feita uma homenagem ao dia dos professores, que acontecerá no próximo dia 15 de outubro. O Serão Poético acontece em todo primeiro sábado do mês, às 20h, e tem entrada gratuita.

Skank no aniversário do Shopping Sete Lagoas • Para comemorar o seu primeiro aniversário,

o Shopping Sete Lagoas, que foi inaugurado no dia 5 de outubro de 2010, está promovendo uma megafesta. A parceria com a Top Produções trará de volta, após alguns anos longe da cidade, o grupo mineiro Skank para apresentar o show que deu origem ao CD e DVD “Ao Vivo – Skank no Mineirão”. O show foi o último evento ocorrido no segundo maior estádio do país antes dele ser fechado para as obras para a Copa de 2014, e o repertório conta com vários antigos sucessos e também algumas músicas inéditas, como “De Repente”. Ontem, o Skank seria

uma das principais atrações no Palco Mundo do Rock in Rio. Com três espaços para o público (pista, área Vip e camarote Open Bar Skol), o evento, que acontecerá no estacionamento do shopping no próximo sábado, dia 8, promete ser uma das maiores festas do ano. Os ingressos para a pista custam R$ 25, na área Vip o valor é R$ 50, enquanto o camarote Open Bar tem o valor de R$ 100. O Shopping Sete Lagoas fica na rua Otávio Campelo Ribeiro, 2801, no bairro Eldorado. Quem estiver interessado em obter maiores informações sobre o evento pode entrar em contato pelo telefone (31) 2106-3800.

O Rei Leão Classificação Livre – As aventuras de Simba, o leãozinho que anseia crescer e se tornar um rei, está de volta nas telonas para a nostalgia das pessoas mais jovens. Quem é que não se lembra do Timão e Pumba, que ensinam Simba a levar uma vida mais livre. E do vilão Scar e das hienas. Desta vez a aposta da Disney é a reedição do clássico, desta vez usando a tecnologia 3D, que irá surpreender até mesmo os que já decoraram as canções das músicas. Cineplex 3D – 16:20 Manda Chuva Classificação Livre Cineplex 3D – 14:20 (DUB) Amizade Colorida Classificação 12 anos Cineplex 4 - 14:10 - 16:20 - 18:30 20:40 (LEG) Conan - O Bárbaro Classificação 16 anos Cineplex 3D – 18:20 - 20:40 (LEG) O Homem do Futuro Classificação 12 Cineplex 2 - 14:20 - 16:20 Planeta dos Macacos – A Origem Classificação 12 anos Cine Fox – 16:10 18:20 (LEG) Professora Sem Classe Classificação 14 anos Cineplex 2 – 19:00 - 21:10 (LEG) Cine Fox - 20:30 (LEG) Sem Saída Classificação 14 anos Cineplex 1 - 14:20 - 16:30 - 18:40 20:50 (LEG) Cowboys e Aliens Classificação 12 anos Cine Fox - 16:00 - 18:10 - 20:20 (LEG)

Preços Cineplex – Shopping Sete Lagoas Rua Otávio Campelo Ribeiro, 2801, Eldorado Preços: Segunda a quinta – R$ 8 (inteira) R$ 4 (meia) Terça maluca - R$ 5 (inteira) – R$ 2,50 (meia) Sexta a Domingo/Feriado – R$12 (inteira) R$ 6 (meia) Ingresso 3D – Segunda a Quinta – R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia) Sexta a Doming/Feriado – R$16 (inteira) R$ 8 (meia) Fox Cine Clube Rua Nicola Lanza, 140, Centro Segunda a quinta – Preço único R$ 6 Quarta casal – R$ 8 (exceto feriados) Sexta a domingo – R$12 (inteira) R$ 6 (meia)

reseNha esportiva

Domingo em Casa • 2 a 8 De De outuro De 2011

19

Não há favorito no Olímpico, o Cruzeiro tem todas as chances de vencer.

Geremias Sena Jornalista

Galo enfrenta adversário direto contra rebaixamento Hoje o caldeirão da Arena do Jacaré espera pelo Atlético. A 12 rodadas do término do Campeonato Brasileiro, a onda no Galo é vencer os três jogos seguidos em Sete Lagoas para, enfim, respirar aliviado longe da zona de rebaixamento. Às 16h, tem confronto direto com o Ceará, que começou bem a competição e foi caindo pouco a pouco até entrar de vez na briga para não ser rebaixado. Situação que culminou na demissão do técnico Vágner Mancini, agora treinador do Cruzeiro. Os outros jogos desta sequência na Arena serão contra o América e o Santos, mas o Galo só pode pensar em um por vez. Hoje, com cinco pontos menos

que o Ceará, é proibido perder. Para os cearenses, até o empate é bom resultado. Vitória, então, deixaria os nordestinos, temporariamente, fora de perigo de rebaixamento. Uma expectativa dos atleticanos, nesta hora em que o campeonato caminha para os momentos decisivos, é se o time irá manter a tranquilidade. Apesar da falta de resultados convincentes, os jogadores e o próprio técnico Cuca têm demonstrado que as turbulências passaram e o grupo está fechado. E o próprio futebol tem melhorado. Nada que um simples empate hoje possa desmoronar. Pressão é certa, e o presidente do Ceará ajudou a esquentar o clima

durante a semana, quando criticou a atitude da diretoria atleticana de colocar o foco nos erros cometidos pela arbitragem contra o Galo. Mesmo diante da pedreira cearense, o time do Cuca, que vai tratar o jogo como decisivo, entra em campo favorito a levar os três pontos. Tensão cruzeirense Estreia de Vágner Mancini, às 18h, contra o Grêmio, em Porto Alegre. Motivo de tensão para os cruzeirenses. O novo treinador chegou no início da semana passada e deu uma sacudida no elenco. Falou bem, apontou as dificuldades e a capacidade para superar o momento difícil, que foi agravado com a goleada so-

frida para o Vasco no último domingo. Levou muita confiança aos jogadores e usou o tempo que teve para trabalhar e começar a implantar a sua filosofia. Não há favorito no Olímpico, o Cruzeiro tem todas as chances de vencer. Se isso acontecer, Mancini terá tudo de que precisa no momento para atingir a sua meta: colocar o clube entre os dez primeiros colocados ao fim do campeonato. É o jogo-chave. Derrota, no entanto, não poderá ser justificada pelo simples fato de que ele assumiu o time agora. O time que mais luta O América ainda é o time que menos resultados obteve dentro de campo.

Por isso, fixou-se na lanterna do Brasileirão e dificilmente irá escapar da Série B em 2012. O discurso do técnico Givanildo Oliveira e dos jogadores é coerente: a equipe mostra evolução, ameaça os adversários, faz gols, mas, quase sempre, termina atrás no marcador. Ontem à noite, o Coelho enfrentaria o Palmeiras fora de casa e continuava com esperanças. A diretoria também não deixa de apoiar e cobrar. Reconhece o esforço dos jogadores e pede o “algo mais” do time. “A matemática é a seguinte: vence duas seguidas e tudo muda, os números se transformam. Não tem nada decidido ainda e temos muita confiança no grupo”, diz Marcus Salum.

20 ESPORTES

DOMINGO EM CASA • 2 A 8 DE DE OUTURO DE 2011

Enio Lima Narrado esportivo

Decadência mineira Os torcedores de Atlético, América e Cruzeiro estão pagando caro pela falta de planejamento dos nossos dirigentes. O sofrimento com o drama da ameaça do rebaixamento tem aumentado a cada rodada. Tudo pela incompetência na hora de montar as equipes. Atlético e Cruzeiro, por exemplo, venderam seus principais jogadores e não contrataram reforços do mesmo nível. O erro foi repatriar jogadores do exterior que até hoje não justificaram suas contratações. Já o América não se preparou adequadamente para voltar à primeira divisão. Falta de equilíbrio Mesmo assim, se analisarmos as atuações dos times mineiros, o América é o que está jogando melhor, mas não consegue segurar a vitória. O Coelhão às vezes sai na frente e depois leva o empate ou a virada, como foi diante do Flamengo. Foram praticamente vinte pontos perdidos pela falta de equilíbrio emocional e pela desatenção em campo. A nova cara do Cruzeiro Wagner Mancini é o quarto técnico no Cruzeiro só este ano. Antes, comandaram o time celeste, Cuca, Joel Santana e Emerson Ávila. Mancini faz parte da nova geração dos treinadores brasileiros, é estudioso, motivador e gosta de armar o time de acordo com o adversário. Apesar de ter sido rebaixado com o Guarani, não podemos esquecer que o Wagner Mancini lançou o Neimar no Santos, em 2009. Jogo de seis pontos O Atlético tem um jogo importantíssimo hoje, aqui em Sete Lagoas, contra o Ceará, adversário direto na luta contra o rebaixamento. Só a vitória interessa ao Galo que terá que se impor diante de

sua torcida. Um tropeço será fatal. Sabendo da necessidade do resultado, o técnico Cuca pretende escalar um time ofensivo, porém a zaga continua sendo a sua principal dor de cabeça.

Novos craques

ao alcance de um clique

REPRODUÇÃO SITE WWW.ESCOLINHADOAMERICA.COM.BR

Maré ruim Lamentavelmente, dos cinco últimos da tabela de classificação da série A, três são de Minas. De todas as divisões do Campeonato Brasileiro, apenas o BOA Varginha, ex-Ituiutaba, vem fazendo uma campanha razoável na série B. O Ipatinga está na segunda fase da série C e tem a chance de retornar à Segundona. O mesmo acontece na série D, com Villla Nova e Tupi, que perderam no jogo de ida das oitavas de final e precisam da vitória para prosseguir na competição. Uma vitória convincente Finalmente, a Seleção Brasileira desencantou no comando do técnico Mano Menezes após vencer a Argentina e conquistar o Superclássico das Américas, em Belém. Mais uma vez, o talento do futebol moleque de Neimar e Lucas fez a diferença. Ao contrário do primeiro jogo em Cordóba, a apatia deu lugar à uma postura mais ágil e ofensiva que envolveu os hermanos. Porém, não podemos nos iludir com a vitória sobre a Argentina. A caminhada será longa até achar o time ideal para a Copa do Mundo de 2014. Haja paciência com o Mano!!! Miscelânea argentina Mudando de assunto, se aqui no Brasil achamos exagerado 63 clubes disputando a série D, imaginem na Argentina, onde 198 equipes divididas em 98 grupos participam do Torneio do Interior. E tem de tudo na competição, desde times amadores até profissionais. Que mistura...

INFORMATIZADO Informações sobre a escola do América podem ser acessadas no www.escolinhadoamerica.com.br

América de Sete Lagoas lança site para facilitar o acesso às informações sobre a escolinha Celeiro de bons craques já revelados em seus gramados, o América de Sete Lagoas entrou de vez na era da informática ao lançar um novo e moderno site de sua escolinha de futebol. O sítio na internet objetiva facilitar o acesso dos interessados no clube às informações sobre a agremiação. A nova ferramenta interativa estava com lançamento marcado para ontem, conforme informação de Humberto Fernandes, diretor administrativo da HS Publicidade, empresa que criou o site a partir de uma parceria estabelecida com a diretoria do América. Para marcar o lançamento, o América estabeleceu uma vasta

programação que também serviu como comemoração antecipada do Dia das Crianças, contando com jogos dos meninos de todas as categorias da escolinha durante todo o dia, de 9h às 16h no campo do América no bairro Papavento. Depois dos jogos da criançada houve uma partida que contou com a participação de representantes da imprensa e outros convidados. O DOMINGO EM CASA foi representado pelo colaborador Rafael Melgaço. O site pretende oferecer o máximo de informações sobre a escola do América, buscando atingir tanto os pais quanto os próprios alunos do clube. “Além disso, o espaço também será uma ferramenta à disposição da

imprensa, uma vez que o América disputa diversos campeonatos regionais e nacionais”, destaca Humberto Fernandes. Ele revela que o site poderá também ser ferramenta para atrair empresários interessados em investir em marketing esportivo e os que investem na compra de direitos econômicos de atletas. “A escolinha do América revela diversos jogadores. Alguns até foram jogar na Europa. Este site, com certeza, vai aumentar ainda mais a visibilidade dos nossos alunos para empresários de outros clubes”, finaliza Fernandes. Para conhecer o novo portal acesse www.escolinhadoamerica.com.br

RÁPIDAS Democrata em campo O Democrata enfrenta hoje, às 10h, na Arena do Jacaré, o líder de sua chave, União Luziense, pela 10ª rodada da primeira fase do Módulo II do Mineiro. O Jacaré está na 3ª posição da Chave C, com 11 pontos, atrás apenas do Contagem, que tem 12, e do União Luziense, com 16. No último dia 25 de setembro, o Democrata não conseguiu um bom

resultado em Itaúna pela 9ª rodada. O Jacaré perdeu de 1 a 0 para a equipe do Contagem. O gol foi marcado por Luiz Augusto. O sol forte e o campo danificado pelo tempo seco prejudicaram os dois clubes. Mesmo com a derrota, o Democrata conseguiu garantir a sua classificação, já que havia goleado o Arsenal (5 a 0) e o Betim (4 a 1).


Jornal Domingo em Casa 13ª ediçao