Page 1

ANO 9 • EDIÇÃO 64 • NOVEMBRO 2009

VEJA MAIS! • Roteiro Gastronômico • EM VITRINE: Profissionais que prestam serviços em condomínios • PAINEL EDUCAÇÃO: Reforço Escolar

EDIÇÃO 64 NOVEMBRO 2009

Em entrevista exclusiva a Dolce, Juvenal Juvêncio, Presidente do São Paulo Futebol Clube, comenta as mudanças que serão feitas no estádio e no bairro do Morumbi, para receber a Copa do Mundo de 2014

Morumbi Espetacular


pueri domus


CARTA AO LEITOR

ANO 9 • EDIÇÃO

64

• NOVEMBRO 2009

DIRETORIA: Denise Gonçalves e Vania Ferreira

PUBLISHER

Denise Gonçalves • denise@dolcemorumbi.com DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO E ARTE DIRETORA

Vania Ferreira • vania@dolcemorumbi.com GESTÃO DE QUALIDADE

Judith Ferreira • judith@dolcemorumbi.com REDAÇÃO Fádua Capellari • editorial@dolcemorumbi.com Roseli Gonçalves • roseli@dolcemorumbi.com ARTE Charles Camargo • charles@dolcemorumbi.com CAPA - Concepção e montagem de Vania Ferreira com foto de Greg Salibian/Folha Imagem – ESPORTE e perspectiva ilustrada, São Paulo Futebol Clube – GMP– Ruy Ohtake. JORNALISTA RESPONSÁVEL Jorge Fernando Jordão / Mtb 25.370 DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETORA

Ana Paula Freitas • anapaula@dolcemorumbi.com ASSISTENTE

Alice Cristina Gonçalves • comercial@dolcemorumbi.com REPRESENTANTES COMERCIAIS

Andrea Mendes e Lilian Videira PROJETOS ESPECIAIS

Luciana Karaptisias • luciana@dolcemorumbi.com DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO • ASSISTENTE

Renata Nakazawa • renata@dolcemorumbi.com LOGÍSTICA e CIRCULAÇÃO

Sergio Falsetta • sergio@dolcemorumbi.com e Ronaldo Ferreira COLABORARAM NESTA EDIÇÃO: Claudia Castellan, Floriano Serra, JAF, Lívio Giosa, Marcelo Negrão, Paulo Roberto Amaral, Raquel Bennington, Renata Agostine, Renato Corrêa, Rosa Richter e Roseli Gonçalves (revisão) Tiragem 15 mil exemplares – IMPRESSÃO CLY DISTRIBUIÇÃO Gratuita • via courier para mailing VIP Revista DOLCE MORUMBI é uma publicação da Página 8 Editora Ltda.-ME. A editora não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos assinados. Ninguém pode retirar produtos nem quaisquer outros materiais em nome desta publicação sem autorização expressa, por escrito, em papel timbrado, da diretoria da editora. CONTATOS: DIRETORIA, REDAÇÃO E ARTE Av. Morumbi, 5594 – 05650-001 – SP – Tel.: (11) 7721-8299 trafego@dolcemorumbi.com DEPARTAMENTO COMERCIAL Av. Dr. Guilherme D. Villares, 2309 B – 05640-004 – SP Tel.: (11) 3464-6600 - Fax: (11) 3464-6612 comercial@dolcemorumbi.com DOLCE MORUMBI APOIA:

escoladopovo.org

NOVEMBRO 2009

Que mundo é esse?

A

té onde me lembro, passei toda a minha vida ouvindo que o Brasil é o país do futuro. Somos, realmente, um povo otimista, que conseguiu manter essa esperança por décadas a fio. Não só mantivemos essa esperança como a projetamos lá fora. Simbolizamos uma terra que, talvez por seu passado recente, ainda espera a sua hora de acontecer. Essa hora, enfim, parece que vai chegar em um futuro talvez não mais tão longínquo. Ele começa a deixar o campo do sonho para ser um caminho que já conseguimos vislumbrar onde começa. Dos muitos fatos recentes que colocam o Brasil em posição estratégica no tabuleiro do mundo, dois podem ser destacados: o anúncio da descoberta das reservas do pré-sal e a realização consecutiva, em nosso país, de uma Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos, fato que poucas vezes se repetiu na história. A questão é que, entre um carnaval e outro, vamos ter que trabalhar muito para recebermos a tão esperada redenção pelos nossos sonhos resilientes de um futuro melhor. A chance nos foi dada, e chegou a nossa hora de nos focarmos em resolver o que pode ser chamado de nosso calcanhar de Aquiles: a desigualdade social. Temos que nos preparar para esse futuro que bate à nossa porta, com o entendimento de que todo o povo brasileiro pode e deve se beneficiar desse crescimento para o qual estamos sendo conduzidos. Engraçado que falar de Brasil, neste momento, é falar de Morumbi. Além de ser um retrato da desigualdade social do país, o nosso bairro está mergulhado no epicentro destes próximos acontecimentos. Convivemos num mesmo curto perímetro com o Brasil primeiro mundo, outro que é submundo, e mais um que será palco de uma Copa do Mundo. Que mundo é esse? É o mundo das oportunidades. Da oportunidade que nós, brasileiros do Morumbi, estamos tendo de assistir de perto, e de participar da confecção dessa terra prometida. Da oportunidade de buscar caminhos de diminuir de forma eficiente a desigualdade social que tem sido uma agressão a todos nós, brasileiros do Morumbi. Da oportunidade, principalmente, de fazer tudo direito. E não podemos esperar o futuro chegar pra pensar nisso não... Uma ótima leitura pra você, Denise Gonçalves denise@dolcemorumbi.com @DeniseDolce

P.S.: A partir do início de 2010 Dolce passa a trazer, em todas as suas edições, um painel com as principais ações que irão compor o “Morumbi do Futuro”. Acompanhe.

MORUMBI

3


08

32 42

EDIÇÃO 64 • NOVEMBRO 2009

08 24 32 60 76 42 50

 CAPA Um novo Estádio, um novo Morumbi  ESPECIAIS

Dia do síndico Administradores do bem Roteiro Gastronômico O prazer de comer bem! Especial Educação A hora certa de procurar reforço escolar  Vitrine

Atendimento delivery – Profissionais que prestam serviços em condomínios

Seções ACHADOS

Brincar de cozinhar! EM FOCO

Colunas

44 46 48 70 72 74 90

MODA • por Claudia Castellan Saúde x Moda ESPORTE • por Marcelo Negrão Chegou o verão! TEST DRIVE • por Renato Corrêa O mercado passa pela crise e termina o ano em alta CIDADANIA • por Rosa Richter A palavra de ordem é Reciclar CORPORATIVO • por Lívio Giosa Inovação, criatividade e participação PENSATA • por Paulo Amaral O medo da polícia social FINAL FELIZ • por Floriano Serra Fuja da “Síndrome do clone”


CAPA

entrevista a Denise Gonçalves • texto Fádua Capellari

Um novo ESTÁDIO, um novo MORUMBI Projetado por Vilanova Artigas, um dos maiores gênios da arquitetura no mundo, o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, começa a passar por reformas para a Copa do Mundo de 2014. O assunto gera opiniões diversas, e todo mundo quer saber sobre mudanças, como o que acontecerá no bairro e na vida dos moradores. Em entrevista exclusiva à Dolce, o presidente do São Paulo Futebol Clube, Juvenal Juvêncio, não só contou como mostrou tudo em detalhes.

8

MORUMBI


novembro 2009 Foto: Greg Salibian/Folha Imagem - ESPORTE


CAPA Projeto de cobertura do estádio do Morumbi, sugerida pelo GMP – Gerkan, Marg & Partner, escritório de arquitetura especializado em estádios, de Hamburgo, na Alemanha, que já trabalhou na Copa da Alemanha e, atualmente, desenvolve o projeto da Copa da África. Mesmo com todas as mudanças, a estrutura base do estádio permanecerá intacta.

10

MORUMBI


novembro 2009

perspectiva ilustrada: São Paulo Futebol Clube – GMP – Ruy Ohtake


capa

A

proximidade da realização da Copa do Mundo no Brasil faz bater cada vez mais forte o coração dos milhões de filhos do “país do futebol”. Dentre esses, alguns milhares acompanham toda essa euforia, não apenas com o coração, mas também com os olhos – e bem abertos. Os moradores do Morumbi sabem que está para acontecer, aqui, algo de muito especial, mas ainda não conseguem imaginar o que será, na prática, ter os olhos do mundo voltados para o bairro. Um desses moradores, porém, já viu e reviu, mentalmente, cada detalhe desse grande filme. Morador do Morumbi há 30 anos, Juvenal Juvêncio começa a desfiar esse roteiro desde os primeiros capítulos. “Eu tenho todas as fotos de quando chegamos ao bairro. O Morumbi tinha muito mato e você não conseguia chegar aqui nem de helicóptero”, brinca. Mesmo sendo um dos maiores estádios do mundo, a construção tão familiar a todos nós do bairro, localizada em plena Av. Giovanni Gronchi, tem passado por rigorosas vistorias, e recebeu uma extensa lista de exigências da FIFA. Juvenal explica que para o estádio ser aprovado, todas as exigências da FIFA precisam ser cumpridas. “Os arquitetos estão fazendo o

Sob os olhares atentos do prefeito Gilberto Kassab e da primeiradama, dona Marisa Letícia, o presidente Lula brinca com Juvenal foto: Rubens Chiri / Perspectiva

Nascido em 1936, Juvenal Juvêncio, atual presidente do São Paulo Futebol Clube, é formado em Direito. Seu primeiro cargo importante no clube foi na década de 1980, entre os anos de 1984 e 1988, como Diretor de Futebol. Em 1989, assumiu a presidência e conquistou o título do Campeonato Paulista e o vice-campeonato brasileiro, pelo SPFC. Entre 2003 e 2006 atuou como Diretor de Futebol e montou o time que ganhou a Libertadores e o Mundial Interclubes, em 2005. Tornou-se presidente do clube novamente em 2006, ano em que o São Paulo comemorou o Campeonato Brasileiro, fato que se repetiu em 2007 e 2008. Reeleito em 22 de abril de 2008 e escolhido para o primeiro mandato de três anos, depois da mudança do estatuto do clube, Juvenal fica na presidência do SPFC até 21 de abril de 2011.

12

Morumbi


capa “O programa de melhorias não será apenas no estádio. Ele inclui uma perimetral na Av. Giovanni Gronchi e uma nova linha de metrô, chamada Linha Ouro. O metrô irá daqui à ponte Rio-SP / SP-Rio, em Congonhas, interligando a estação 4 e a linha 5. Vai ser uma coisa fantástica e especialíssima para o bairro, vai reviver o Morumbi.” Juvenal Juvêncio

perspectiva ilustrada: São Paulo Futebol Clube - GMP- Ruy Ohtake

Perspectiva da visão interna do estádio do Morumbi, após a cobertura

14

Morumbi

projeto, e o estádio será coberto, sem mexer na sua base. Algumas pessoas não sabem nada sobre estádios e nem têm a mínima noção do que é isso, por isso falam sem saber o que real­ mente vai acontecer. Nós precisamos cumprir as exigências da FIFA e sabemos que isso ge­ rará alguns transtornos, mas será uma coisa fantástica e vai deixar um legado para o bairro e para a cidade. Algumas definições sobre a Copa sairão apenas em 2011, mas as obras pre­ cisam começar a ser feitas ainda em 2009”. As mudanças no estádio serão feitas pelo

GMP – Gerkan, Marg & Partner, escritório de arquitetura especializado em estádios, em Hamburgo, na Alemanha, e que já trabalhou na Copa da Alemanha e, atualmente, desenvolve o projeto da Copa da África. Segundo Juvêncio, mesmo com a reforma, a estrutura do Morumbi ficará intacta. Se aprovadas, as benfeitorias precisam es­ tar prontas em dois anos. “A Copa do Mundo tem timing. Em 2013 será a Copa das Confede­ rações, então não temos mais prazo. Mas tudo isso é muito trabalhoso, pois temos que trazer o Presidente da República para ver e aprovar os projetos e as verbas”.  As obras, que serão muitas e não apenas no estádio, incluem uma perimetral e uma nova linha de metrô, denominada Linha Ouro. “A pe­ rimetral desafogará 60% do tráfego da Av. Gio­ vanni Gronchi, fazendo com que os moradores do entorno e quem passa por ali diariamente ganhem muito tempo, pois não haverá mais tanto trânsito. O metrô irá daqui à ponte Rio-SP/ SP-Rio, em Congonhas, interligando a estação 4 e a linha 5. Vai ser uma coisa fantástica e espe­ cialíssima para o bairro, vai reviver o Morumbi”.


foto: vania ferreira

capa

legado de ouro Juvenal mostra à diretora da Revista Dolce, Denise Gonçalves, detalhes do projeto, desde as reformas no estádio até o programa de melhorias e infraestrutura do bairro

A abertura Fato decidido entre o Presidente da República e a FIFA, além da cidade de São Paulo, também estão na disputa para sediar a abertura da Copa, Belo Horizonte e Brasília. Mas Juvêncio é categórico em afirmar que São Paulo é a cidade mais preparada. “Estava em um hotel em Minas Gerais e quando me deram o cardápio no restaurante, estava escrito assim ‘O único 5 estrelas de Minas Gerais’. Como um estado que tem apenas um hotel cinco estrelas quer sediar a Copa do Mundo, que precisa, entre outras coisas, de 45 mil leitos em hotéis? Em Brasília, se você for pra lá no dia em que tiver uma votação importante, não achará hotel para se hospedar. Hoje, a cidade de São Paulo tem 42 mil leitos, mais 15 mil só na Grande São Paulo”.

Olimpíadas 2016 no morumbi Já definido com o Comitê Olímpico, os jogos de futebol das Olimpíadas de 2016 serão no Estádio do Morumbi. “O Morumbi sediará a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo em 2014 e os jogos de futebol – masculino e feminino – das Olimpíadas de 2016, junto com Belo Horizonte, Salvador e Brasília. As outras modalidades olímpicas acontecerão no Rio de Janeiro”. Quanto às críticas, Juvêncio não se incomoda e diz que as pessoas precisam encarar o fato com paixão e, ao mesmo tempo, com racionalidade. “Agora não tem que pensar no estádio como sendo do São Paulo Futebol Clube. A Copa do Mundo é do Brasil, não do São Paulo. São os moradores do Morumbi que precisam abraçar a causa, independente do time para o qual torcem. Vai ter pó, barulho, obra e trânsito, mas é um evento que será lembrado daqui a 50 ou 100 anos, e é o maior espetáculo que a cidade, com a sua história, cultura e progresso, poderá vivenciar. Não existe, nem existirá outro. Então é um espetáculo do mundo, e a cidade de São Paulo vai ter que mostrar ao mundo a sua cara. É a oportunidade que o país tem para se mostrar. Além disso, o legado para o bairro certamente valerá a pena!” g

O MAIOR PALCO, PARA O MAIOR ESPETÁCULO Considerado o maior estádio particular do mundo e terceiro maior do Brasil, o estádio Cícero Pompeu de Toledo, também chamado de Estádio do Morumbi, teve sua partida inaugural em 2 de outubro de 1960 (foto), mas sua inauguração total foi em 25 de janeiro de 1970. Possui um Complexo Social – em uma área total de 85 mil metros quadrados e é considerado uma das maiores sedes sociais do Brasil – e o Morumbi Concept Hall – criado para aumentar as opções de entretenimento, negócios e lazer. Ao todo são 102.904 metros quadrados de área construída, tendo 62.450 metros quadrados de área reservada aos espectadores. É um dos poucos estádios do Brasil que possui um setor exclusivo para deficientes físicos. A área tem 470 metros quadrados (espaço para 92 cadeiras de rodas e 108 lugares destinados a portadores de outros tipos de necessidades especiais). divulgação

16

Morumbi

novembro 2009


O Projeto Morumbi 360º é o primeiro onde os moradores e empresários do bairro serão os protagonistas da mudança. Fundamentado na 1ª Pesquisa de Leitores da DOLCE e alimentado por mensagens postadas nas diversas redes sociais da revista, é um projeto verdadeiramente democrático, pois todos poderão opinar, sugerir e dar sua contribuição para a construção de um Morumbi melhor. O Morumbi 360º vai promover ações sociais, de lazer e trazer muitas novidades, como os Workshops de empreendedorismo, que irão proporcionar troca de experiências e oportunidades aos empresários do bairro. Entre no site da DOLCE e participe das redes sociais. Através delas vamos criar e ver acontecer o Morumbi do futuro.


publieditorial

brookfield incorporações

Experiências históricas, hoje reunidas em marca única, criaram nova referência em São Paulo

B

rookfield Incorporações é o nome da marca que reúne a Brascan, a Company e a MB En­ genharia, três grandes empresas que, em par­ ceria, souberam construir grandes sucessos e hoje formam uma das maiores marcas do setor imobiliá­ rio brasileiro. A antevisão de futuro levou a Brookfield a acreditar que o Panamby e o Morumbi tinham vocação para serem marcos de referência urbana na cidade de São Paulo. Nos últimos 30 anos, os investimentos consolidados para a evolução dos bairros desta região representam a entrega de 39 empreendimentos, os quais somam 1.973 unidades e um volume de 620 mil m² em obras executadas, unicamente no Morumbi e Panamby. Essas experiências, visões e capacidades tornaram a Brookfield uma empresa forte e consolidada, reconhe­ cida internacionalmente por sua segurança e confiabi­ lidade. Todos os empreendimentos foram sucesso de vendas e tiveram excelente valorização ao longo dos

anos, ratificando outra marca da Brookfield, a de nunca ter errado a expectativa de sucesso de seus empreen­ dimentos. Com importante papel no Panamby, seus projetos ex­ clusivos e inovadores trouxeram renovação e grande valorização ao local. Entre os principais estão o Altos do Panamby, a Villa Monteverde, Villa Montemaggiore, que se destacam pela amplitude da sua estrutura de lazer e entreteni­ mento, além de muitos outros que deram vida a este bairro em constante crescimento e melhora. São prédios imponentes, valorizados, com excelente qualidade de vida para seus moradores e que pos­ suem referência em entretenimento e lazer.

Importantes obras para a região

A região do Panamby é uma das mais privilegiadas da cidade. Com ruas tranquilas e arborizadas, o lugar transmite qualidade de vida por toda a sua extensão. Aqui está todo o verde do Parque Burle Marx, restauran­ tes de alta gastronomia e uma infraestrutura completa de comodidades e facilidades. Hoje o bairro é alvo das maiores intervenções urbanas previstas pelos governos municipal e estadual. Aqui


ESPECIALISTA EM PANAMBY

serão construídos uma nova ponte ao lado do Parque Burle Marx, uma nova avenida paralela à Giovanni Gronchi, a linha ouro do Metrô e a extensão da Avenida Chucri Zaidan. Chegamos ao New Panamby com orgulho de ter ajudado na sua evolução. Em breve, com a conclusão das obras iniciadas, o bairro estará interligado com todos os pontos estratégicos da cidade de São Paulo. Da Avenida Berrini para a Paulista, daí para o centro da cidade, até o Shopping Iguatemi ou o Shopping Aricanduva. E até mesmo do New Panamby ao Aeroporto de Congonhas, via Metrô.

Venha você também morar em um local de alto padrão. VISITE O SHOW ROOM Rua José Gustavo Bush, 10 • New Panamby Informações 3758-3583


ESPECIAL

ri

Os síndicos representam o condomínio e se tornam responsáveis por inúmeras ações que envolvem, por exemplo, segurança e boas condutas. No trabalho cuidam de multas, prestam contas e administram assuntos de interesse de todos os moradores. Em casa são chefes de família, pai ou mãe, marido ou esposa, avô ou avó... Todos os dias resolvem ‘pepinos’, aguentam reclamações e tentam, da melhor maneira possível, achar a solução mais justa para diversos problemas. No dia 30 de novembro, data oficial do Dia do Síndico, eles comemoram essa importante atividade.

24

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


ESPECIAL

E

leito em assembleia geral, o síndico responde civil e criminalmente pelos atos do condomínio. Suas ações devem sempre ter o embasamento profissional de uma administradora e ele deve agir sempre em consenso da vontade da maioria. Cargo de extrema importância, um tanto complexo e que quase ninguém se dispõe a ocupar, trabalhar como síndico não é tarefa fácil. É preciso ter paciência, tolerância, tranquilidade e muito jogo de cintura na hora de lidar com tanta gente, tanto pedido, tanta queixa. E pior, saber que nem sempre será compreendido ou terá o trabalho reconhecido pelos moradores, por mais que tenha a certeza de que tomou a atitude correta. Com muitas e grandes responsabilidades diárias, síndicos têm poderes executivos para tomarem decisões, podem ter isenção no condomínio e até serem remunerados em alguns casos. Uma pesquisa recente mostrou que 60% dos condomínios residenciais da Grande São Paulo oferecem isenção da cota condominial para seus síndicos. E se os moradores estão insatisfeitos, podem tirá-lo do cargo antes de ele terminar o mandato. “É bom e importante lembrar que não se trata de “gostar ou não gostar” de algum síndico e sim de que ele esteja ou não praticando alguma irregularidade, não esteja prestando contas das finanças ou não esteja administrando convenientemente o condomínio”, explica Marcelo Mahtuk, Diretor Executivo da Manager – Administração de Condomínios. Quem pensa que o síndico é obrigado a estar disponível 24h para os condôminos, está enganado. Ele também é um vizinho com direito a privacidade, descanso e a desfrutar das áreas comuns do local onde mora, sem constrangimento. Para Mahtuk, principalmente em condomínios muito grandes, os moradores precisam se respeitar para que a convivência seja harmoniosa e ressalta os maiores casos de desrespeito ao regulamento interno: “Não acatar uma premissa básica de respeitar o vizinho condômino como a si mesmo e a busca do direito individual, sem pensar no coletivo”. O Código Civil, capítulo VI, trata do Condomínio Geral; os artigos 1347 a 1356 tratam especificamente “Da Administração do Condomínio” e o artigo 1348 (especialmente) trata do que compete ao síndico.

26

Morumbi

Acredito que para ser um bom síndico, a pessoa precisa ter educação, bom senso e muito respeito ao próximo. São três palavras que fazem toda a diferença. Aqui no Ile Eco Life são 460 unidades e 1.600 moradores. Todos pensando, agindo e querendo coisas diferentes. Administrar um condomínio deste tamanho é difícil, mas ao mesmo tempo interessante. A área que temos aqui é muito grande, são 24 mil m², diversos equipamentos e itens de lazer semelhantes a um clube, e principalmente, existe uma diversidade muito grande de condôminos. São cinco torres com três tamanhos de unidades autônomas, ou seja, pessoas em etapas diferentes da vida e expectativas diversas. As dificuldades em cuidar de tudo isso são várias, tais como fornecedores, manutenção dos equipamentos e controle financeiro. Mas posso destacar, como a maior, o atendimento aos anseios de um grupo de condôminos tão heterogêneo. Ao mesmo tempo, é daí que vêm as maiores alegrias, desta própria diversidade. É desse convívio com tantas pessoas diferentes que surgem grandes amizades. E isso é muito importante. José Luiz Soriano – Síndico geral do condomínio Ile Eco Life

BEM-ESTAR

O

utra função tão importante quanto a “legal” é zelar pelo bem-estar dos condôminos no dia-a-dia. “Em uma metrópole como São Paulo, as pessoas estão expostas a constante pressão profissional, no trânsito, em relação à sua segurança e dos seus próximos e pelas consequências que afetam a saúde. Este conjunto de pressões individuais é transferido em coletivo também ao síndico, que tem boa intenção, mas possui uma carga de responsabilidade superior à qual se propôs em sua eleição. Então, bem como a administradora, ele também precisa exercer com humanidade o seu trabalho”, diz Marcelo.

novembro 2009


ESPECIAL

PRESTADOR DE SERVIÇOS

P

resente na rotina diária de todos os moradores, o síndico é mais que um prestador de serviços. Ele trabalha diariamente para a sua segurança, bemestar e comodidade, facilitando as relações pessoais entre todos os moradores e funcionários. Mas, assim como os síndicos, que suam a camisa para deixar a vida de todos os condôminos mais fácil, existem diversos outros profissionais que prestam serviços em condomínios. São professores de várias modalidades esportivas, personal trainers, psicólogos e até nutricionistas, que trabalham para oferecer um dia-adia melhor e mais organizado a todos os moradores. (Veja o Especial Vitrine, na página 76).

CURIOSIDADES Há um casarão dentro de um condomínio do Morumbi, tombado pelo Patrimônio Histórico (foto abaixo), que foi construído em 1933, e já foi tema de grandes comentários por ter cinco banheiros dentro do corpo da casa (o habitual para a época era ter um só banheiro e, normalmente, fora do corpo da casa). O maior condomínio urbano da América Latina, com área 232 mil m2, está no Morumbi. É o Villagio Panamby. Um só condomínio do Morumbi, o Parque Brasil, tem quase 4 mil moradores, população maior do que 16% dos municípios brasileiros.

A maior dificuldade em administrar um condomínio talvez seja os moradores que possivelmente não percebem tudo o que fazemos, que têm como preocupação apenas sua agenda particular e alguns que pensam “particularmente”, se esquecendo que moram em um coletivo. Mas, como tudo tem dois lados, a parte da história que me deixa mais feliz é receber um e-mail de uma pessoa que eu nem conheço, mas que reconheceu o meu esforço e, eventualmente, o fruto deste esforço. É a grande vitamina desta tarefa. Aqui no Quintas, mantemos um registro atualizado de todo mundo, separado por faixa etária e sexo, que nos ajuda na tomada de resoluções de novos projetos. Hoje somos 2.648 pessoas – 2.100 moradores e 548 funcionários particulares. É muita gente! As nossas maiores reclamações, e acredito que sejam as de todos os condomínios, são em relação a limpeza, barulho, segurança e lazer. Aqui, a água, a luz e o gás nós chamamos de “Trio Parada Dura”, e o trabalho neste trio fez com que, no mês de novembro, completássemos quatro anos sem aumento de condomínio (e isto é raro)! O segredo para ser um bom síndico é, em primeiro lugar, ter pulso firme. Depois eu diria que é preciso imparcialidade e amor ao condomínio. Riccardo Ravioli Síndico geral eleito do condomínio Quintas do Morumbi

O síndico mais novo do Morumbi tem 26 anos e o mais velho tem 84 anos. Fonte: Manager Sistemas e Serviços

28

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


ESPECIAL GASTRONOMIA

O Prazer de

Comer Bem!

Nada se compara ao prazer de degustar um delicioso prato em um ambiente refinado e

aconchegante. Massas, carnes, sopas, saladas, legumes ou sobremesas, a variedade é imensa e existem delícias para todos os gostos. Cozinha brasileira ou internacional, uma mesa bem arrumada, um bom vinho e uma ótima companhia tornam ainda melhor a sua refeição. Neste mês, Dolce apresenta um roteiro do que há de melhor em restaurantes no Morumbi, para deixar os amantes da gastronomia com água na boca. São opções que oferecem grande diversidade de pratos e que valem a pena ser visitadas por toda a família. Porque, mais do que um prazer, comer bem significa saúde.

Mamma mia! TRATTORIA DO PIETRO A Trattoria do Pietro, antes Trattoria do Piero, existe há mais de 30 anos e há um ano abriu uma casa aqui no Morumbi com o melhor da cozinha italiana. Oferece almoço executivo, grande variedade de pratos em porções fartas, excelente carta de vinhos e é a primeira da região em sua especialidade. As deliciosas massas caseiras são preparadas lá mesmo, e carnes como o Filé à Parmegiana e a Perna de Cabrito e a Salada do Pietro são de dar água na boca! TRATTORIA DO PIETRO Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1210 (Shop. Open Center) – Tel.: 5505-2233 – Todos os dias, das 11h30 à meia-noite Aceita todos os cartões – Estacionamento – trattoriadopietro.com.br

32

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


PUBLIEDITORIAL

Templo da Gastronomia & Futebol COPA GASTRONOMIA & FUTEBOL Quem busca um sabor especial e é louco por futebol vai amar o COPA. Inaugurado há dois meses, o restaurante abriu suas portas dentro do estádio do Morumbi, com um formato inovador e diferente, oferecendo o que há de melhor da culinária internacional. No almoço, você encontra um buffet completo com saborosas opções de carnes, aves, peixes, saladas, massas e sobremesas. No jantar, deliciosas pizzas feitas com massas finas, em dois fornos à lenha. O toque especial fica por conta da charmosa decoração, além dos excelentes pratos. Seja qual for o seu paladar ou time do coração, você não pode deixar de visitar o COPA. COPA GASTRONOMIA & FUTEBOL – ESTÁDIO DO MORUMBI – PORTÃO 5 de segunda-feira a domingo das 12h às 15h – de terça a domingo das 18h ao último cliente. Fecha segunda à noite. restaurantecopa.com.br

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

33


PUBLIEDITORIAL

ESPECIAL GASTRONOMIA

Bendito pit-stop BENDITO BAR Eleito por mais uma vez entre os melhores de São Paulo e Morumbi pelo Guia Quatro Rodas e pela Veja São Paulo Comer & Beber 2009/2010, o Bendito Bar atrai seus clientes com seu cardápio deliciosamente variado. O maior sucesso da casa é a picanha grelhada, que vai à mesa no réchaud. Também serve feijoadas aos sábados, e paella de frutos do mar e bacalhoada aos domingos. BENDITO BAR Rua Dr. Fonseca Brasil, 289 – Tel.: 3749-1066 De seg a sex das 16h à 1h – Sáb, dom e fer das 12h à 1h benditobar.com.br

Delícia que veio do sul TORTA DE SORVETE Criado em Porto Alegre há mais de 20 anos, este sucesso que agrada todos os paladares já está no Morumbi há 6 meses. Feita de maneira artesanal, essa maravilha é servida com calda quente de chocolate e pode ser apreciada em qualquer ocasião e em todas as estações do ano. A Torta de Sorvete é feita com sorvete de creme coberto por delicados suspiros envoltos em chocolate. É vendida em dois tamanhos – 910 g e 1.800 g – e também em fatias individuais, estas últimas para restaurantes. Para o primeiro semestre de 2010, está previsto um plano de expansão com a instalação de uma loja seguindo os mesmos padrões da existente em Porto Alegre, onde saborear a autêntica torta de sorvete já é tradição. TORTA DE SORVETE DELIVERY Tel.: 3739-0821 De seg a sex das 9h às 18h

34

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


ESPECIAL GASTRONOMIA

Bem-vindo à Patagônia RINCON PATAGÔNICO EMPÓRIO E CAFETERIA Recentemente inaugurado no bairro, o Café Rincon Patagônico é um misto de café, empório, cervejaria. Um ponto de encontro charmoso, que tem como destaque seu ambiente aconchegante, inspirado na fria Patagônia. A casa, que é especializada em empanadas argentinas, em breve terá também o autêntico churrasco argentino. Disponibiliza rede Wi-Fi. RINCON PATAGÔNICO Rua Aureliano Guimarães, 100 – Tel.: 3743-8298 – De ter a qui das 12h às 21h, sex e sáb das 12h à meia-noite e dom das 15h às 21h Estacionamento – Aceita todos os cartões de crédito e débito

Novidade em temaki MAKIS PLACE A rede Makis Place acaba de chegar ao Morumbi com a proposta de ser a melhor e maior rede de temakeria do Brasil. A casa oferece mais de 40 opções de temakis, além de sushis, porções diversas, saladas e sobremesas, a todos que apreciem a culinária japonesa. Trabalha com delivery. MAKIS PLACE Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 277 – Tel.: 3742-2610 – Dom a qua das 12h às 2h, qui a sáb das 12h às 6h, e delivery, todos os dias, das 12h às 15h e das 19h à meia-noite – Estacionamento – Aceita Visa e Mastercard – makis.com.br

Que tal uma pizza? DÍDIO PIZZA A Rede de Franquias 100% delivery Dídio Pizza inaugura mais uma unidade, agora no Morumbi. DÍDIO PIZZA Av. Giovanni Gronchi, 5649 – Tel.: 3507-4040 – Ter a sáb das 18h às 23h30 e dom das 18h às 23h – didio.com.br

Satisfação do cliente SABOR DAS MASSAS A padaria Sabor das Massas surgiu no Morumbi há quatro anos com a proposta de melhor atendimento com excelência em produção e preços justos. Essa excelência pode ser comprovada em seus pães, bolos, doces, almoço, pizzas, café-da-manhã. Especializada em pães de todo o mundo e também em bolos confeitados, atende em dois endereços – Panamby e Portal – com o objetivo de satisfazer aos moradores do Morumbi. SABOR DAS MASSAS LOJA 1 – PANAMBY Rua Deputado João Sussumu Hirata, 495 – Tel.: 3501-2931 SABOR DAS MASSAS LOJA 2 – PORTAL Rua Prof. José Horácio Meirelles Teixeira, 893 – Tel.: 3739-0056 Todos os dias, das 6h às 22h30 – Aceita Visa, Master, Amex e Tickets – Estacionamento

38

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


PUBLIEDITORIAL

Sempre o melhor PORTAL DO PADEIRO A padaria Portal do Padeiro está no Morumbi há mais de 10 anos, e vem, ao longo destes anos, se adaptando cada vez mais ao perfil e às necessidades dos novos moradores e dos residentes há mais tempo no bairro. Isso pode ser percebido nas reformas constantes feitas no estabelecimento e também nos novos serviços oferecidos aos clientes. Dentre as novidades, assados e grelhados e a linha de rotisserie nos finais de semana, buffet no almoço de segunda a sexta-feira, feijoada aos sábados e um delicioso café colonial aos domingos. Já a tradição permanece nos serviços de copa, nos deliciosos sanduíches de metro e em algumas especialidades, como o “Amsterdã salgado” e a “Ciabata do chefe”, sem contar os assados e decorados preparados todos os finais de ano para as ceias de Natal e Ano Novo, e o panetone, que é produzido durante todo o ano. PORTAL DO PADEIRO Rua Prof. José Horário Meirelles Teixeira, 546 Tel.: 3744-6114 – Todos os dias, das 6h às 22h Estacionamento – Manobristas aos sábados e domingos

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

37


ESPECIAL GASTRONOMIA

Tradição farroupilha PONCHO VERDE A churrascaria Poncho Verde oferece aos seus clientes grelhados preparados sempre com carnes nobres. A experiência de quase 20 anos mantém a singular combinação entre o tradicional gaúcho e as mais modernas técnicas de preparação de carnes. Na Poncho Verde, além das carnes, o buffet é rico e variado, com mais de 30 acompanhamentos especialmente selecionados. PONCHO VERDE Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 2394 – Tel.: 3744-7450 Estacionamento e manobristas – Seg a qui das 11h30 às 15h30 e das 18h às 23h30, sex e sáb das 12h à meia-noite e dom das 11h às 22h30 – Aceita: Amex, Diners, Mastercard e Visa ponchoverde.com.br

Sabores e texturas NAANA Qualidade, tradição e criatividade. Durante a semana, você encontra um delicioso buffet a quilo, tornando seu almoço mais agradável e prazeroso. São diversas combinações muito saborosas, além dos pratos surpresa. O chá da tarde, servido de segunda a sexta-feira, encanta com seus bolos e guloseimas, atendendo aos paladares mais exigentes. Já pensou em provar um excelente Risoto de pera com gorgonzola hoje? O Naana também aceita encomendas para almoços, jantares, bolos e sobremesas. NAANA Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1269 – Loja 4 Shopping Portal do Morumbi Tel.: 3743 6273 – Aceita todos os cartões e alguns tickets

Divina costela COSTELARIA RANCHO DO VINHO A costelaria Rancho do Vinho, que existe há quase 20 anos, inaugurou seu restaurante no Morumbi e trouxe com ele o seu delicioso rodízio, com 7 tipos de costela, 8 tipos de carne e 14 guarnições. Além das carnes, vinhos diversos, inclusive os de rótulo próprio, serve sobremesas tradicionais, como o sagu de vinho com creme, receita da casa e um segredo de família. COSTELARIA RANCHO DO VINHO MORUMBI Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 321 – Tel.: 3744-5899 De seg a sáb das 11h30 às 23h30 e dom das 11h30 às 18h Estacionamento e manobristas – ranchodovinho.com.br

36

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


PUBLIEDITORIAL

Skapino Restaurante Bar CARDÁPIO VARIADO Numa tranquila rua do Jd. Guedala, atrás do Colégio Miguel de Cervantes, o Skapino é ponto de encontro de moradores no Morumbi. Com cinco ambientes, jovens, famílias e apaixonados por cães sentem-se em casa no Skapino. Aberto para almoço, happy hour e jantar, seu variado e elogiado cardápio inclui deliciosos pratos executivos (3ª a 6ª), saladas, massas, grelhados, risotos, frutos do mar e pratos kids. Drinques, 100 rótulos de vinhos e 36 de cervejas são outros atrativos. SKAPINO RESTAURANTE BAR R. Guihei Vatanabe, 289 Tel.: 3722-5277 Ter a dom das 12h às 24h skapino.com.br

Conceito diferenciado TADASHII JAPANESE RESTAURANT Localizado na região do Panamby e eleito como o melhor restaurante do Morumbi em 2009, o Tadashii Japanese Restaurant, chefiado pelo renomado sushiman Emilio Yoshiyuki Yamada, convida seus clientes a uma viagem inovadora na arte da degustação da culinária japonesa. A casa apresenta três conceitos de ambientes diferenciados que agradam a todos os encontros e comemorações. Tem ainda como seu principal destaque o “Festival do Chef”, onde os clientes são apresentados a iguarias como ostras, mariscos, ovas diversas e enguia, e têm a oportunidade de saborear sushis artesanais, tornando a experiência de cada prato como se fosse única. TADASHII JAPANESE RESTAURANT Rua Jamanari, 40 Eventos, Reservas e Delivery Tel.: 2579-7777 Ter a qui das 12h às 15h e das 19h às 23h, Sex das 12h às 15h e das 19 à meia-noite, Sáb das 13h à meia-noite e dom das 13h às 22h Vallet – Aceita todos os cartões de crédito e débito e tickets – tadashii.com.br

NOVEMBRO 2009 NOVEMBRO 2009

MORUMBI

39


ESPECIAL GASTRONOMIA

Cozinha brasileira de primeira FEIJÃO & CIA O restaurante Feijão & Cia. oferece aos seus clientes o melhor da cozinha brasileira contemporânea, com um pequeno toque da culinária internacional, acompanhada de perto por um chef executivo. Há 15 anos no Morumbi, prima pela qualidade total dos serviços, na grande diversidade dos pratos e no melhor atendimento aos clientes, que vão desde funcionários de empresas e escritórios da região até famílias inteiras, nos finais de semana.

FEIJÃO & CIA. Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1210 – loja 35 – Tel.: 3501-5163 Seg a sex das 11h30 às 15h30 Sáb das 11h30 às 16h – Estacionamento Aceita todos os cartões de crédito – restaurantefeijaoecia.com.br

A Sweety Ice se dedica à arte de preparar sobremesas SWEETY ICE Com uma equipe completa e profissionais na área química e de nutrição, desenvolvemos hoje uma linha completa de produtos à base de sorvete e confeitaria, distribuídos diariamente para diversas lanchonetes, restaurantes, pizzarias, buffets, hotéis e empresas privadas da nossa cidade. O sucesso das sobremesas nestas conceituadas casas tornou necessário abrir nossas próprias lojas. Primeiro a loja da fábrica, no Cambuci, e em seguida a loja do Morumbi, onde você pode se deliciar com os doces, as tortas, os sorvetes de sabores exóticos e a nossa cafeteria. São muitos motivos para você experimentar e encomendar nossos produtos, afinal, eles foram feitos pra você não resistir. SWEETY ICE MORUMBI Sweety Ice Morumbi Rua dos Três Irmãos, 134 - Tel.: 3725-9888 Sweety Ice Cambuci (fábrica) – Rua Alves Ribeiro, 422 Tel.: 3207-5833 sweetyice.com.br vendas@sweetyice.com.br

40

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


PUBLIEDITORIAL

No Morumbi ainda tem mais Barbolla

Babbo Giovanni

Lugar intimista e aconchegante, com pratos e petiscos saborosos e uma ótima carta de cachaças, foi eleito por Veja São Paulo como o melhor lugar para se ir a dois. Barbolla Rua dos Três Irmãos, 460 Tel.: 3722-0792 barbolla.com.br

Excelente atendimento, pizzas de ótima qualidade, que dispensam comentários, uma boa carta de vinhos e cardápio variado tornam a Babbo Giovanni o local indispensável para quem deseja estar em um ambiente agradável, acolhedor e de alto padrão. Babbo Giovanni Morumbi R. Jamanari, 335 Tel.: 3771-3666 babbogiovannipizzaria.com.br

Outback

Era uma vez um Chalezinho...

O lugar ideal para se deliciar, tanto no inverno quanto no verão, com fondues e trutas preparadas com criatividade – além da carta de vinhos com rótulos selecionados. Apesar da fama – e de um talento todo próprio – de suas fondues, o restaurante apresenta cardápio mais amplo, inspirado na cozinha internacional. Era uma vez um Chalezinho... Rua Itapimirum, 11 Tel.: 3501-9322- chalezinho.com

Camelo

Bananeira Morumbi

Amplo restaurante com ares de praia e cardápio brasileiro. Um ambiente descontraído, do qual faz parte um grande jardim de bananeiras, e onde se pode ouvir música 100% brasileira com repertório variado. Bananeira Morumbi Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 417 – Tel.: 3502-4635 bananeiramorumbi.com.br

NOVEMBRO 2009 NOVEMBRO 2009

A qualidade e o sabor dos pratos servidos, principalmente das pizzas, bem como o atendimento de toda a equipe, é o maior orgulho e a razão de uma clientela amiga e cativa. Camelo Pizzaria Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 73 – Tel.: 3747-4450 pizzariacamelo.com.br

Ambiente informal, inspirado numa casa interiorana da Austrália da década de 1950. Porções generosas, com opões de carnes, peixe, camarão, frango, carne suína, cordeiro, massas, sanduíches, sopas e saladas. Outback Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 641 – Tel.: 3743-6411 outback.com.br

Villa

Com quatro ambientes, o lugar é perfeito para comer uma pizza ou apreciar um bom jantar com entrada, massas ou risotos, acompanhados de um bom vinho indicado pelas atendentes. Villa – Rua Dr. Fonseca Brasil, 108 – Tel.: 3467-4069 emporiodavilla.com.br

Mercatto

Destaque para suas pizzas de massa média e bordas altas. A casa, em estilo rústico, preserva valores de iluminação, conforto e bemestar. Pizzas light, doces e inovadoras. Mercatto Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 93 – Tel.: 3746-6634 mercattopizzaria.com.br

MORUMBI

41


ACHADOS

produção Renata Agostine

Brincar de cozinhar! Foi-se o tempo em que utensílios de cozinha eram simples objetos. Quem gosta de cozinhar e tem isso como um hobby, hoje pode contar com acessórios charmosos e multifuncionais, que deixam a cozinha bem equipada e tornam a arte da culinária mais divertida!

Espremedor

da Zwilling R$ 139 Chic-Chic

Sousplat Taj e Bowl Jod Large em Alpaca, R$ 120, e R$ 99,50 Le Lis Blanc

Descanso

Talheres para salada

para panelas e travessas R$ 11 (cada) Papel Presente

modelo dancers R$ 98 (par) Pylones

Forno de Pizza

elétrico, da Gennaro. R$ 673 Kevin Store

Saleiro

Pylones R$ 68 Chic-Chic

Moedor

de pimenta em aço. Elétrico R$ 259,80 Magnificent

Minipanelinhas

para molhos R$ 11 (cada) Papel Presente

42

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


Bloco Geladeira Descascador

Bloco de anotações R$ 59 Papel Craft

de legumes decoração Russian, da Samourai R$ 46 Pylones

Ralador

Pylones R$ 84 Chic-Chic

Bloco Menu

Fotos: Jaf e Divulgação

R$ 25 Papel Craft

Saladeira

em vidro, 5 peças R$ 91,60 Multicoisas

Mini-horta Elétrica

Power Plant R$ 249, usa a tecnologia da NASA para acelerar o processo de crescimento. Camicado

Wok

Le Creuset. Em ferro fundido e esmaltado R$1.089, Kevin Store

ONDE ENCONTRAR: Camicado – Morumbi Shopping – Av. Roque Petroni Jr, 1089 Tel.: 5189-6767 • Chic-Chic –Shopping Portal – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1269 Tel: 3507-7304 • Kevin Store – Loja virtual: kevinstore.com.br • Le Lis Blanc – Shopping Market Place Av. Dr. Chucri Zaidan, 902 - Tel.: 5542-1160; Av. Giovanni Gronchi 5819 – Tel.: 3739-1380 • Magnificent – Rua Regente Leon Kaniefsky, 522 – Tel.: 3722-4834 • Multicoisas – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1070 – Tel.: 3502-2262 • Papel Craft - Shopping Market Place – Av. Dr. Chucri Zaidan, 902 – Tel.: 5181-4164 • Papel Presente – Shopping Open Mall – Rua José Ramon Urtiza, 975 Tel.: 3032-0366 • Pylones – Shopping Market Place – Av. Dr. Chucri Zaidan, 902 – quiosque Tel.: 5181-7124 • Tok&Stok – Shopping Market Place – Av. Dr. Chucri Zaidan, 902 – Tel.: 2755-9000

Em acrílico. R$ 29,50 Tok&Stok

Consulte os estabelecimentos para verificar a disponibilidade dos produtos. Preços consultados em outubro/2009 e estão sujeitos a alterações sem prévioNOVEMBRO aviso ou enquanto 2009durarem os estoques.

MORUMBI

Petisqueira

43


MODA

por porClaudia ClaudiaCastellan Castellan

Saúde

Moda

Como vocês viram, esta edição tem especial de gastronomia, e como moda e saúde caminham juntas, aliás, saúde em primeiro lugar, às vezes, mesmo que a balança não indique que aumentamos de peso, nos sentimos inchadas, mal com o corpo e com a roupa. Fui buscar algumas dicas com quem entende do assunto, afinal, mesmo que você não cometa abusos gastronômicos, um bom detox sempre é bem-vindo. E não falo daquelas dietas mirabolantes nem estou fazendo apologia a manequim 38. O desintoxicar, pelo menos, duas vezes ao ano é saudável a todos, e nosso organismo agradece.

O inchaço pode ser resultado de dieta inadequada, ação de radicais livres, uma infecção ou estresse. Tudo pode ser combatido não só com medicamentos, mas, às vezes, apenas equilibrando a ingestão de certos alimentos e priorizando outros. Lembre-se que pão, sucos artificiais e doces provocam um aumento rápido de açúcar que pode, além de ser tóxico, aderir ao colágeno, endurecer as artérias e provocar um mau funcionamento dos órgãos. PUBLICIDADE

Vamos, então, às dicas: Fuja das toxinas, limite o consumo de gorduras saturadas (carnes vermelhas e laticínios) e frituras, que provocam um acúmulo de toxinas no fígado – este órgão cumpre atividades de suma importância que permitem o funcionamento normal do organismo. Conta com a capacidade de eliminar os germes e as bactérias presentes no sangue, evitando, assim, qualquer dano que possam causar. Consuma alimentos vermelhos, laranjas e verdes. Estes coloridos possuem antioxidantes, vitamina C e minerais para lutar contra a produção de radicais livres gerados por contaminadores externos e pela exposição solar prolongada e sem proteção. Onde encontrar? Tomate, rabanetes, kiwi, limão – que é rico em licopeno, poderoso antioxidante –, melancia são os principais. Que tal um purezinho de batata? Ela contém betanina, que acelera a quebra da gordura no fígado. O pêssego, a cenoura e o damasco contêm betacarotenos, antioxidantes por excelência. As frutas e suas fibras são mais suaves ao intestino, e as mais coloridas têm mais antioxidantes. Mas, para que elas funcionem, não coma junto das refeições, evitando fermentação e inchaço. Invista nos verdes. Certos alimentos são verdadeiros agentes de limpeza, como espinafre e alface. Além das folhas escuras, as verduras cozidas no vapor não perdem os benefícios nutricionais. Associadas ao frango, ao salmão e ao gérmen de trigo, dão um aporte de vitamina B facilitando sua absorção.

44

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


MODA

Não pense que é complicado e que você precisa ficar dias em um SPA. Alguns segredinhos funcionam, e com sua caminhada e seu consumo moderado de carboidratos, com o tempo você percebe a diferença no corpo e na pele. Por exemplo: Beber chá frio com folhas de menta ou hortelã. Chá de gengibre é desintoxicante e energizante, o favorito de Madonna! Colocar algumas rodelas de limão no suco de laranja. Para evitar a retenção de líquidos, você pode colocar na salada aspargos frescos (diuréticos) salsinha (antiácida e digestiva) e um pouco de azeite de oliva extravirgem com suco de limão. Hidrate-se de forma inteligente. Todos já sabemos o quanto é importante ingerir, pelo menos, um litro de água mineral por dia, para melhorar a ação hepatobiliar. Frutas e verduras também possuem uma grande porcentagem de líquido em sua composição. Troque o café por chás e sucos de frutas naturais (altere as frutas para não enjoar). Se puder, fique um dia consumindo apenas líquido. Faça uma sopa de legumes e bata no liquidificador com temperos, sem sal, e consuma no almoço e jantar. Durante o dia, beba suco de frutas frescas sem açúcar.

Sabe aquela história de caldinho de frango com legumes? É pura verdade! É um potente diurético, rico em minerais e mais saboroso que um caldinho de qualquer coisa insossa ingerido à toa. Se você gosta de frutas, experimente as asiáticas, como mangostão, riquíssima em vitamina C, excelente para a digestão e ótima para a pele. Agora, basta você moderar na pizza (só fim de semana, que ninguém é de ferro, e prazeres são bem-vindos), praticar algum exercício e respeitar seu corpo e seus limites. Assim, quando o verão chegar, aquele vestido que você namora há tanto tempo vai deslizar pelo seu corpo e serão só elogios... Bom detox pra você!

Claudia Castellan é consultora de imagem, consultora de private label, especialista em marketing de moda, professora universitária e do Senac, palestrante e autora de cursos na área de moda. Site claudiacastellan.com.br E-mail claudiall@ig.com.br

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

45


ESPORTE

por Marcelo Negrão

CHEGOU O VERÃO!

Aproveite com responsabilidade

C

om a chegada do verão e o aumento da exposição das pessoas ao sol, todo cuidado é pouco para não transformar um simples bronzeado em uma experiência desagradável. O contato direto com os raios ultravioleta (UVA e UVB) sem os devidos cuidados podem trazer sérias consequências à saúde, como queimaduras, danos aos olhos, envelhecimento precoce da pele, alterações no sistema imunológico, alergias e câncer de pele. Segundo dados do Ministério da Saúde, o câncer de pele corresponde a 25% dos casos de cânceres malignos no Brasil. No entanto, diferente dos outros tipos da doença, quando o problema é detectado logo no início o índice de cura é bem satisfatório. Ainda de acordo com o MS, este tipo de problema acomete, na maioria das vezes, adultos com mais de 40 anos, com baixos índices em crianças e negros, exceto aqueles que têm um tipo de pele propenso à ação dos raios solares.

PUBLICIDADE

Proteger-se dos danos causados pelo sol não está somente no ato de usar protetor solar, mas também em uma série de atitudes que contribuem para que possamos desfrutar dos benefícios do sol. A seguir, algumas dicas para curtir o verão que se aproxima com responsabilidade: Especialistas recomendam evitar a exposição ao sol entre 10h e 17h. Neste período, os raios ultravioleta estão mais intensos, o que pode acarretar graves lesões à pele. Mesmo nos horários em que os raios solares são considerados menos nocivos à pele, aconselhase o uso de filtro solar com fator de proteção 15, no mínimo, pelo menos 30 minutos antes da exposição ao sol, e a reaplicação após o contato do corpo com a água, suor excessivo ou a cada duas horas de exposição ao sol. Use sempre protetor labial. Essa região é muito sensível e suscetível a graves queimaduras. Aconselha-se vestir roupas coladas ao corpo, a fim de evitar o reflexo do sol na pele. Peças brancas feitas em malha frouxa ou molhadas retardam a proteção, facilitando a entrada dos raios UVA e UVB. Para evitar problemas na visão no contato com o sol, deve-se utilizar óculos com proteção ultravioleta. Vale lembrar que utilizar produtos “piratas”, ao invés de ajudar, pode piorar ainda mais o problema. A utilização de chapéu ajuda na proteção de áreas que ficam expostas a todo o momento, como orelhas, nuca, rosto e olhos. Mesmo à sombra, o uso de protetor solar é imprescindível. Isso porque o sol acaba refletindo na areia, na água ou nas paredes, atingindo diretamente mesmo quem está protegido. Beba muita água. Portanto, antes de ir à praia ou ao clube, tome todas essas precauções para que o seu lazer não se torne uma dor de cabeça. 

Marcelo Negrão é jogador de vôlei de praia, campeão olímpico, Embaixador dos Esportes pelo Banco do Brasil e morador do Morumbi. E-mail: marcelonegrao@rojascomunicacao.com.br

46

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


TEST DRIVE por Renato Corrêa

O Mercado passa pela crise e termina o ano em alta Lançamentos, facilidades para comprar, financiamentos a perder de vista. O mercado brasileiro de automóveis sobrevive à crise e apresenta números, de certa forma, surpreendentes para nacionais e importados. O setor das duas rodas, apesar de incentivos fiscais, começa sua recuperação neste segundo semestre. Sofreu mais do que o de quatro rodas, principalmente pelo estrangulamento do crédito.

Renato Corrêa é jornalista, diretor do Jornal Off Road, piloto das categorias Turismo, Kart, Rally Cross Country, Enduro e Rally com Motos. É morador do Morumbi. E-mail: rcorrea@ aclnet. com.br

48

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


NOVEMBRO 2009

MORUMBI

49


EM FOCO

32ª Confraria na Casa da Fazenda

Realizada dia 27 de outubro na Casa da Fazenda, a 32ª Confraria Feminina foi sucesso total. O evento contou com a presença de 70 comadres e foi cheio de energia, alegria e muita descontração. Entre os bons momentos da noite, tivemos um bate-papo descontraído e super divertido com Marcelo Vitorino, o “Urso” do badalado blog “Pergunte ao Urso”, que falou sobre amor, liberdade e sexo, além de esclarecer algumas dúvidas das comadres sobre relacionamentos. Além de participarem do sorteio de brindes, elas também se deliciaram com a Torta de Sorvete, a autêntica de Porto Alegre.

3

4

FOTOS: RAQUEL BENNINGTON

2

1

5

PUBLICIDADE

6

7

8

9

1 Vania Ferreira, Marcelo Vitorino e Denise Gonçalves 2 Adriana Valletta, Cristina Dolosa e Rodayka Evangelista Santana 3 Eliana Chumer, Patricia Albuquerque, Claudia Ramos e Teresa Novaes 4 Patrícia Lopes de Camargo Barros 5 Maria José Ramos, Denise Leon, Barbara Balducci, Roberta Menezes, Jaqueline Gomes e Stella Orofila 6 Marcia Alves Affonso 7 Bianca Gallo 8 Simone Cristina Savaya 9 Sandra Sillei

50

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


Pronto Atendimento de excelência, com conforto, segurança e fácil acesso.

O Morumbi merecia um hospital como o Leforte. Av. Prof. Franscisco Morato R. dos Três Irmãos

Você, que mora no Morumbi e região, agora pode contar com um Pronto Atendimento especialmente planejado para atender adultos e crianças com um padrão de conforto e excelência médica que irão surpreendê-lo.

Shopping Butantã

Av. Jorge João Saad

O Grupo Saúde Bandeirantes, com 34 anos de experiência, inaugurou o Hospital Leforte, uma nova referência hospitalar em São Paulo.

Av. Giovanni Gronchi Estádio do Morumbi

Pronto Atendimento adulto e pediátrico • Serviço de hotelaria 5 estrelas Aptos. de 35m² com LCD e Internet • Corpo médico de excelência Ressonância magnética e exames de diagnóstico • Conforto, segurança, valet parking e fácil acesso

(11) 3723 4700

Rua dos Três Irmãos, 121 – Morumbi • São Paulo, SP Consulte sua operadora de planos de saúde www.leforte.com.br UmÊhospitalÊdoÊGrupoÊSaœdeÊBandeirantes


EM FOCO

Bazar de Natal Diferenciado O Espaço Diferenciado promove, a partir do dia 27 de novembro, seu Bazar Especial de Natal. Serão mais de 70 expositores em diversos segmentos, que oferecem várias opções de compras em um espaço agradável. Durante o Bazar serão sorteados uma pulseira de ouro e um jantar para duas pessoas no Hotel Emiliano. ESPAÇO DIFERENCIADO

Rua Joaquim Cândido de Azevedo Marques, 288 De 27 de novembro a 6 de dezembro, das 11h às 20h e aos sábados até 22h – espacodiferenciado.com.br

Saúde e diversão

A Clínica Única comemorou o mês das crianças no dia 25 de outubro com uma festa bem gostosa para seus pequenos pacientes. Além de aprenderem com as doutoras Helena e Isabela, como cuidar dos seus dentinhos, os pequenos ganharam presentes, comeram sanduíches e chocolates e se divertiram muito com a jacarezinha Filomena, mascote da clínica que anda com uma escova de dentes gigante. Clínica Única R. Edward Josef, 122 – Mezanino – Tel.: 3743-6010 clinicaunica.com.br

ERRATA

O Kangoo Jump publicado na página 22 da edição 63 é comercializado pela Kangoo Jump – Tel.: 5181-6524 (MorumbiShopping). O número correto do telefone do Stúdio Marco Costa é 3507-5871.

Atendimento humanizado em cada detalhe

Inaugurado em agosto, no Jardim Guedala, o Hospital Leforte abriu as portas à Revista Dolce para apresentar suas instalações. O atendimento humanizado foi pensado em cada detalhe, desde a ala pediátrica, com berços coloridos e brinquedoteca, até o atendimento aos acompanhantes, com sala de descanso, internet e cozinha. Além do ambiente acolhedor e humanizado, equipamentos de última geração e corpo médico renomado, qualificado e atualizado, liderado pelos diretores Dr. Arthur Ricca e Dr. Marcelo Medeiros (à esq. na foto), completam os pontos fortes no atendimento a seus pacientes. Hospital Leforte Rua dos 3 Irmãos, 121 Tel.: 3723-4700 – leforte.com.br

15 52

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


PUBLIEDITORIAL

O Perfume Perfeito Bom preço, embalagem moderna e ótimo rendimento. O desodorante colônia Accordes traz notas harmoniosas, que traduzem emoções. Com um fundo sensual e duradouro, ele é perfeito para transformar suas noites românticas em lembranças inesquecíveis. Original como toda mulher deve ser, ele foi feito para exaltar a beleza e a elegância. Perfume que envolve e seduz, inspira grandes momentos e representa glamour e encanto. Experimente! Kit Accordes: Nécessaire, perfume, emulsão e sabonete – R$ 174

SERVIÇO O BOTICÁRIO Carrefour Tel.: 3742-1127 / Centro Empresarial Tel.: 3741-4526 / Extra João Dias Tel.: 5851-7908 / Jardim Sul Tel.: 3742-0975


em foco

À italiana

Na noite de 8 de outubro, a loja do Morumbi da rede Oba promoveu a “Noite de vinhos e massas”, com uma deliciosa degustação de massas da Speciale com vinhos Tarapacá, conduzida pelo Nilton (ao centro, na foto), gerente da unidade. Os rondelis leves e saborosos agradaram a todos. Oba – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 2100 Tel.: 3745-4400 – grupooba.com.br

Flores & arte fotos: milena coelho

No dia 6 de outubro, o restaurante Bananeira Morumbi abriu suas portas para o vernissage de Osmar Santos. As obras expostas são caracterizadas por mostrar a beleza das flores.

Esporte e brincadeira

A Decathlon promoveu no dia 10 de outubro um dia de atividades esportivas com mais de 20 modalidades e muitas brincadeiras para comemorar o Dia da Criança. Monitores e palhaços deixaram as atividades ainda mais animadas.

10ª Expo Ápice

No dia 3 de outubro o Colégio Ápice promoveu a 10ª Expo Ápice, feira de ciências para pais e familiares de alunos e visitantes. Na exposição foram apresentados vários temas, cada um por uma turma, dentre eles músicas expressivas, conhecendo as profissões, a vida dos príncipes e princesas, entre outros, além da feira de livros e da presença da Dinosfera, empresa especializada em atividades educativas.

54

Morumbi

novembro 2009


em foco

Dia de festa

No dia 3 de outubro, a loja Lupi Lupi Brinquedos, no Shopping Portal, fez aniversário, e quem esteve lá para participar da comemoração ganhou uma divertida mão de cera. Lupi Lupi Brinquedos – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1269, loja 17A – Tel.: 3743-5210 – lupilupi.com.br

Parabéns!

foto: divulgação

Quem também comemorou seu aniversário foi a Topper, loja de artigos esportivos. A loja completou um ano de atividades no bairro e contou com a presença do ex-jogador Sócrates e do jogador Jorge Wagner. Topper – Av. Giovanni Gronchi, 5819 – Tel.: 3507-6378 topper.com.br

Comemoração

A Biblioteca Becei comemorou 14 anos de existência com uma festa pra lá de animada no dia 26 de setembro. O evento contou com o apoio de: Supermercado de Carnes Turin, Amo Jardim Sul, Revista Dolce Morumbi, Jornal Paraisópolis News, Projeto Chance, José Rolim, Marcelo Romão, D’Alice Flores, Dj. RADIOLA , DJ. Marcelo Muringa e Claudivan Vídeo Produções.

56

Morumbi

novembro 2009


em foco

em foco

Novidade na Viamar

No dia 22 de outubro, representantes da GM e Viamar receberam os seus convidados com um coquetel na unidade Morumbi para o lançamento do Chevrolet Agile. Totalmente desenvolvido no Brasil, o hatchback chega ao mercado apostando na fórmula consagrada por seus rivais: design moderno e muito espaço interno para os ocupantes, em especial no banco traseiro. Viamar Morumbi – Av. Giovanni Gronchi, 4100 – Tel.: 3746-4000 – viamar.com.br

Leticia no Morumbi

No dia 12 de outubro, a rede de padarias Letícia inaugurou uma loja no Morumbi. A rede, que já possui lojas no Alto de Pinheiros, Vila Madalena, City Lapa e Jardim das Bandeiras, trouxe para a nova unidade a mesma qualidade e os mesmos serviços já conhecidos. São doces de encher os olhos, pães recheados, buffet de almoço e uma estrutura super bem montada para atender ao exigente morador do Morumbi. Leticia Morumbi – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1497 – Tels.: 2359-2458 / 2359-2456 – leticiapaes.com.br

Atualização contínua

A clínica Weiss esteve representada pelo seu diretor, Dr. Kurt Weiss, no Congresso da American Dental Association. O evento foi realizado em Honolulu, no Havaí, de 01 a 04/10/09. Este é um dos mais importantes congressos da Odontologia mundial e foi um evento especialmente marcante, pois comemorou os 150 anos da Academia Americana de Odontologia. É uma oportunidade ímpar de aprendizado e atualização, pois são apresentados materiais, técnicas e tendências da moderna Odontologia. Clínica Weiss - Rua Dr. Luiz Migliano, 1110 - 6° e 8° andares – Tel.: 3744-8997

58

Morumbi

novembro 2009


A hora certa de procurar reforço escolar Não é muito agradável chegar ao final do ano letivo com notas baixas e correndo o risco de ver os colegas mudarem de turma ou colégio, enquanto se repete a mesma série. Situação incômoda, porém comum, milhares de estudantes passam por isso todos os anos. Mas o caso, apesar de chato, tem solução, e para dar uma forcinha nas matérias e resolver o problema, entra em cena o reforço escolar.

F

im de ano chegou, e em todos os colégios a cena se repete: enquanto alguns estudantes planejam as atividades das férias, outros passam os últimos dias de aula pensando em como recuperar o tempo perdido e no que podem fazer para melhorar as notas baixas, evitando a temida reprovação. Como ninguém quer passar o verão inteiro estudando, o reforço é bastante válido, afinal, ninguém quer deixar de brincar, viajar, ir à praia...

60

MORUMBI

Ivete Buniak, orientadora do Kumon unidade Morumbi Panamby, diz que é possível identificar se a criança precisa de reforço a partir do momento em que as notas não passam de 7. “Se um aluno tira nota 7, ele deve 30% do conhecimento que ele precisaria futuramente, e os pais precisam descobrir o porquê. Se o aluno vai para a próxima série com 30% a menos no rendimento, na próxima série isso cai para 50% e ele vai começar a tirar 5. Então, nunNOVEMBRO 2009


NOVEMBRO 2009

MORUMBI

61


ca é tarde para procurar ajuda, porém, a partir daí o caminho é muito mais doloroso, porque ele vai ter que estudar ainda mais”. RECONHECENDO DIFICULDADES As matérias mais procuradas são da área de Exatas, com destaque para a Matemática. No entanto, Português também tem sido motivo de preocupação, principalmente na interpretação de textos. Ivete diz que os pais precisam estar muito atentos a “pequenas falhas”. “Os pais têm mania de dizer ‘ele errou porque trocou o sinal’ ou então ‘ah, ele só errou a multiplicação’. Parece simples, mas é muito preocupante, porque a criança não sabe o que está fazendo, ela repete técnicas que aprendeu. Ela não sabe profundamente, não trabalha com lógica. Quando isso acontece, tem que pedir socorro imediato”. Em Português, 90% do sucesso

62

MORUMBI

O ideal é que o conhecimento fique na memória de longo prazo, para que, dentro de três meses, ele não esqueça o que aprendeu. Mas em casa os pais precisam tomar algumas providências, para que os filhos tenham conhecimento e capacidade intelectual de aprender o que está sendo dado. Ivete Buniak - Orientadora do Kumon de um aluno vêm da leitura. A criança precisa aprender a ler e entender o texto. Nesse caso, a leitura em voz alta é a melhor amiga do aluno. Ele, ao ouvir a própria voz, faz com que problemas como gagueira, insegurança, memória curta e timidez desapareçam. Outro ponto que pode ser detectado pelos próprios pais: será que seu filho sabe realmente ler ou ele só decodifica? Decodificar é passar aquilo

que ele está lendo em termos de símbolo, que são as letras, para sons. Ivete explica: “Os pais podem pedir para os filhos lerem uma historinha qualquer. Se a criança simplesmente ler e não interpretar ou não demonstrar qualquer tipo de sentimento, ela está com problemas de alfabetização. Ela simplesmente não ri com uma cena engraçada que leu, não imagina as cenas, nem os sons da história”.

NOVEMBRO 2009


NOVEMBRO 2009

MORUMBI

63


INDIVIDUAL OU EM GRUPO? Às vezes o perfil do aluno e do professor não combinam, e é nessa situação em que ele vai mal na matéria, não absorvendo todo o conteúdo. “Muitas vezes, em um ano a pessoa ama História e no outro detesta. Por que isso acontece? É o diferencial, a forma como a matéria foi apresentada a ela”, conta Harold Pimentel, diretor pedagógico da Aprender Bem. Com aulas individuais os alunos conseguem se sair melhor, não se distraem com os colegas e se sentem muito mais à vontade. “Geralmente os alunos que vêm para o reforço são aqueles que precisam de atenção individual. O maior desafio deles é conseguir trabalhar em grupo porque nessas aulas eles acabam se distraindo e não assimilando tudo o que precisam”. Um dos problemas é que, geralmente, os pais procuram ajuda somente no final do ano, e dependendo do caso, se o aluno está arras-

64

Morumbi

Muitas vezes o aluno é extremamente capaz e inteligente, mas não liga para os estudos. Então é preciso ensiná-lo o porquê do aprender. O aluno precisa procurar o reforço logo depois do primeiro bimestre. Ele tem que correr atrás no começo, para que no final esteja bem. Harold Pimentel - Aprender Bem

tando a matéria desde o começo, o reforço funciona apenas temporariamente. “Aprender sempre depende do aprendiz, e, às vezes, a escola não tem tempo de trabalhar esse aprendiz. O acompanhamento do reforço escolar é um adendo à escola, seria um braço direito”. PAIS e ESCOLA: Parceria que dá certo Priscila Garcia, coordenadora pedagógica do Colégio Universitário, conta

que o contato que a escola propicia à família, com a equipe pedagógica em geral e com os professores em particular, lhes dá a condição necessária para que não tenham dores de cabeça no final do ano. Ela aconselha que os pais, sempre vistos como os melhores exemplos, acompanhem diariamente a rotina escolar dos filhos, mesmo que sejam dez minutos, porque isto irá ajudá-los a se organizarem mais eficazmente. Priscila comenta que, quando

novembro 2009


NOVEMBRO 2009

MORUMBI

65


Quando há parceria entre a família e a escola, dificilmente o aluno reprova. O professor vai prestando atenção no aluno no dia-a-dia e, em casa, os pais também vão fazendo esse acompanhamento. Isso tem que ser rotina, para que as dificuldades sejam sanadas diariamente. Priscila Garcia - Colégio Universitário se estabelece uma rotina de estudo, em casa, possibilita-se um encontro entre pais e filhos para a verificação do aprendizado acadêmico, o grau de curiosidade que foi aguçado e as dificuldades encontradas. As dúvidas que surgem durante a execução das atividades propostas fazem parte do novo diálogo entre professores e alunos, e estas, ao serem sanadas, servirão de base para as novas aprendizagens. “A escola não quer que os pais sejam professores particulares e que deem conta das obrigações do colégio. A parceria que se espera é que estejam juntos com seus filhos, mo-

66

MORUMBI

tivando-os e que com estes compartilhem o valor dado à educação e àqueles que participam de sua formação. PSICOPEDAGOGIA: investigando o não-aprendizado O acompanhamento psicopedagógico busca a causa do não-aprender; é uma investigação que visa obter uma compreensão global da sua forma de aprender e dos desvios que estão ocorrendo nesse processo, resgatando a autoestima, desenvolvendo a autonomia e o prazer na atividade de aprender. “Na escola crescemos física e

NOVEMBRO 2009


NOVEMBRO 2009

MORUMBI

67


As escolas são espaços para a experiência e, por meio desta, para o crescimento em nossa compreensão do mundo. Na escola, crescemos física e intelectualmente; progressivamente vamos construindo e reconstruindo o nosso conhecimento. Sandra Macedo – Autoria do Saber

intelectualmente, mas muitas vezes esse caminho não é tão tranquilo. Notas baixas, recusa em ir à escola, falta de interesse, indisciplina e, por vezes, até sintomas físicos são sinais de que algo não está bem”, explica Sandra Macedo, psicopedagoga do Núcleo Psicopedagógico Autoria do Saber. São vários os fatores desencadeantes de um mau desempenho. A dificuldade de aprendizagem pode ser determinada por fatores orgânicos e resultado de falhas no ensino, como qualidade e quantidade de informações a serem transmitidas, além da “cobrança” ou avaliação da aprendizagem. Se mal conduzidas, essas situações geram ansiedade e o aluno não aguenta a pressão. “Mas, mais importante do que o reforço, é a avaliação do nível pedagógico: o que o aluno aprendeu, como articula os conteúdos, como usa esses conhecimentos na vida, e no processo de assimilação de novos conhecimentos”, diz Sandra. Algumas vezes a defasagem en-

68

MORUMBI

tre o nível pedagógico e as exigências escolares pode agravar dificuldades anteriores à escola, e outras vezes criar situações que podem vir a gerar dificuldades de aprendizagem. “O trabalho psicopedagógico é muito diferente de um reforço escolar. O reforço escolar é a atuação imediata sobre uma dificuldade específica, visando uma melhora momentânea”. FIQUEM ATENTOS Os pais devem acompanhar os filhos sempre que puderem, seja simplesmente olhando o dever de casa, seja telefonando ou indo até a escola. Todas essas medidas servirão para que seu filho seja feliz na vida escolar e que ele tenha prazer nos estudos. Cuidar desses e outros detalhes com antecipação evitará um desgaste maior para a criança que, no final, terá que se esforçar muito para recuperar o tempo que perdeu. Afinal, estudar agora, é a prevenção de problemas e gastos futuros. 

NOVEMBRO 2009


NOVEMBRO 2009

MORUMBI

69


por Rosa Richter

A palavra de ordem é Caro leitor, Olhe nossa responsabilidade! Oriente seus funcionários e filhos! Reciclar é economizar energia, poupar recursos naturais e trazer de volta ao ciclo produtivo o que jogamos fora. Para compreendermos a reciclagem é importante “reciclarmos” o conceito que temos de lixo, deixando de enxergá-lo como uma coisa suja e inútil em sua totalidade. Grande parte dos materiais que vão para o lixo podem (e deveriam) ser reciclados. Tendo em vista o tempo de decomposição natural de alguns materiais, como o plástico (450 anos), o vidro (5 mil anos), a lata (100 anos), o alumínio (de 200 a 500 anos), faz-se necessário o desenvolvimento de uma consciência ambientalista para uma melhoria da qualidade de vida atual e para que haja condições ambientais favoráveis à vida das futuras gerações. A reciclagem é uma alternativa para amenizar o problema, porém, é necessário o engajamento da população para realizar esta ação. O primeiro passo é perceber que o lixo é fonte de riqueza e que para ser reciclado deve ser separado. Ele pode ser separado de diversas maneiras e a mais simples é separar o lixo orgânico do inorgânico (lixo molhado/lixo seco). Esta é uma ação simples e de grande valor. Os catadores de lixo, o meio ambiente e as futuras gerações agradecem. A produção de lixo vem aumentando assustadoramente em todo o planeta. O lixo é o maior causador da degradação do meio ambiente e pesquisas indicam que cada ser humano produz, em média, pouco mais de um quilo de lixo por dia. Desta forma, será inevitável o desenvolvimento de uma cultura de reciclagem, tendo em vista a escassez dos recursos naturais não renováveis e a falta de espaço para acondicionar tanto lixo.

70

MORUMBI

Se hoje não tivermos postura e consciência ambiental, reparando os danos causados ao meio ambiente e evitando novos desastres ecológicos, a continuidade e a qualidade de vida estarão comprometidas. Este, sim, seria o maior erro que a humanidade poderia cometer contra ela própria. Ao longo dos anos, o lixo passou a ser uma questão de interesse global. E os problemas são os mesmos de um lado a outro do globo: o destino do lixo e seu acondicionamento inadequado têm trazido graves problemas a todas as nações. Produzidos em todos os estágios das atividades humanas, os resíduos, em termos tanto de composição como de volume, variam em função das práticas de consumo e dos métodos de produção utilizados. As principais preocupações estão voltadas para as repercussões que podem ter sobre a saúde humana e sobre o meio ambiente (solo, água, ar e paisagens). Neste sentido, este trabalho busca mostrar as consequências causadas pelo destino incorreto do lixo, bem como propor formas de minimizar e de recuperar os resíduos gerados, garantindo a saúde e a segurança da população. O “lixo” é uma grande diversidade de resíduos sólidos de diferentes procedências, dentre eles, o resíduo sólido urbano gerado em nossas residências. O lixo faz parte da história do homem, já que sua produção é inevitável (Fadini et al., 2001). Na Idade Média acumulava-se pelas ruas e imediações das cidades, provocando sérias epidemias e causando a morte de milhões de pessoas. A partir da Revolução Industrial iniciou-se o processo de urbanização, provocando um êxodo do homem do campo para as cidades. Observou-se assim um vertiginoso crescimento populacional, favorecido também pelo avanço da medicina e consequente aumento da expectativa de vida. A partir de então, os

NOVEMBRO 2009


é

CIDADANIA

RECICLAR impactos ambientais passaram a ter um grau de magnitude alto, devido aos mais diversos tipos de poluição, dentre eles a poluição gerada pelo lixo. O fato é que o lixo passou a ser encarado como um problema, o qual deveria ser combatido e escondido da população. A solução para o lixo naquele momento não foi encarada como algo complexo, pois bastava simplesmente afastá-lo, descartando-o em áreas mais distantes dos centros urbanos, denominados lixões (Fadini et al., 2001). Nos dias atuais, com a maioria das pessoas vivendo nas cidades e com o avanço mundial da indústria provocando mudanças nos hábitos de consumo da população, vem-se gerando um lixo diferente em quantidade e diversidade. Até mesmo nas zonas rurais encontram-se frascos e sacos plásticos acumulando-se devido a formas inadequadas de eliminação. Segundo Bidone, citado por Fadini et al. (2001), em um passado não muito distante a produção de resíduos era de algumas dezenas de quilos por habitante/ano; no entanto, hoje, países altamente industrializados, como os Estados Unidos, produzem mais de 700 kg/ hab/ano. No Brasil, o valor médio verificado nas cidades mais populosas é da ordem de 180 kg/hab/ano. A produção elevada de lixo norteamericana deve-se ao alto grau de industrialização e aos bens de consumo descartáveis produzidos e amplamente utilizados pela maioria da população. No caso do Brasil, a geração do lixo ainda é, em sua maioria, de procedência orgânica; contudo, nos últimos anos vem se incorporando o modo de consumo de países ricos, o que tem levado a uma intensificação do uso de produtos descartáveis (Fadini et al., 2001). O lixo representa, hoje, uma grande ameaça à vida no Planeta por duas

razões fundamentais: a sua quantidade e seus perigos tóxicos. Em toda parte do mundo, a mídia incentiva as pessoas a adquirirem vários produtos e a substituírem os mais antigos por outros, mais modernos, provocando a insensatez do uso indiscriminado dos recursos naturais. Este fato tem levado ao grande volume de lixo produzido no mundo, cujo aumento foi três vezes maior que o populacional, nos últimos 30 anos (Menezes et al., 2005). A taxa de geração de resíduos sólidos urbanos está relacionada aos hábitos de consumo de cada cultura, onde se nota uma correlação estreita entre a produção de lixo e o poder econômico de uma dada população (Fadini et al., 2001). Do material descartado no Brasil, 76% são abandonados a céu aberto em locais impróprios, permitindo a proliferação de vetores capazes de transmitir várias doenças. A matéria orgânica disposta de forma desordenada entra em processo de putrefação, formando outra mistura complexa de gases de metano, dióxido de carbono, sulfídrico, amônia e outros ácidos orgânicos voláteis, os quais, quando em contato com o sistema respiratório de seres humanos, podem causar lesões irreversíveis e levar à morte. Outro problema é a contaminação dos recursos hídricos devido à migração de chorume (Fadini et al., 2001). O futuro está nas nossas mãos e depende somente de cada um de nós. Recicle você também! Fontes: brasil-virtual.net e webartigos.com. No link http://www.rosarichter.com.br/blog/?p=283 está a Lei nº 14.973, que dispõe sobre a organização de sistemas de coleta seletiva nos Grandes Geradores de Resíduos Sólidos do Município de São Paulo.

Rosa Richter é pedagoga; presidente da Associação Cultural e de Cidadania do Panamby; presidente da AMO Jardim Sul; conselheira e diretora de várias entidades na área de Desenvolvimento social. rr@rosarichter.com.br

NOVEMBRO 2009


por Lívio Giosa

CORPORATIVO

Inovação, criatividade e participação

LÍVIO GIOSA é presidente do CENAM (Centro Nacional de Modernização Empresarial); vice-presidente da ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil); Coordenador Geral do IRES (Instituto ADVB de Responsabilidade Socioambiental) e sócio-diretor da G,LM Assessoria Empresarial.

clima de competitividade se instaurou no ambiente corporativo brasileiro. Cada vez mais, as empresas buscam aprimorar suas competências estabelecendo ações de melhoria de gestão, dos controles, dos processos e do uso adequado de seus recursos. O conceito-chave é otimizar as suas práticas e ativar o conjunto de instrumentos disponíveis para atingir resultados que os levem a obter vantagem competitiva no seu negócio. Assim, buscar nos elementos internos esta capacitação é um dos principais desafios das organizações. Mexer com os seus colaboradores-funcionários e chamá-los à plena participação se delineia como uma das competências principais no processo de gestão. Nesta condição, o elemento humano surge como diferencial no contexto das empresas. Lidar com suas expectativas, divergências e graus diferenciados de cultura, conhecimento e perfil é, sem dúvida, um grande desafio para as organizações. Para tanto, criar condições metodológicas e constantes de incentivo à parti-

PUBLICIDADE

72

MORUMBI

cipação passa a ser uma das mais positivas reações à busca de soluções nas empresas de vanguarda. Estas atitudes acabam provocando novas e expressivas variações positivas do “animus” interno das organizações. Sessões frequentes de criatividade, baseadas na intensificação das sugestões dos funcionários sobre suas atividades operacionais, procedimentos e dos negócios da empresa, podem gerar, com a devida sistematização, grandes contribuições de melhorias internas e de reconhecimento e valorização funcional. A chamada para a inovação pode levar a descobertas criativas simples e extremamente eficazes, evocadas à luz do estímulo da participação. Num mundo extremamente “comoditizado”, agir em sintonia com as regras do endomarketing levam as empresas a adotarem o princípio da “balança equilibrada” das expectativas, que os especialistas americanos chamam de equity factor (o fator reciprocidade). Canais internos constituídos pontualmente para estas práticas, à luz de uma comunicação aberta, revelam que o seu sucesso dependerá do quanto as empresas estão preparadas para “ligar” os seus dois agentes essenciais de vida e de sustentação organizacional: o colaborador-funcionário e o cliente. Os japoneses despertaram para estas ativações já na década de 1980, com a aplicação dos famosos CCQs (Círculos de Controle de Qualidade), voltados principalmente às sugestões para questões operacionais e procedimentais. A empresa, hoje, avança no sentido de criar os seus NUGICs (Núcleos de Gestão pela Inovação e Conhecimento), que acelerarão em muito suas novas descobertas por melhores iniciativas de gestão como um todo. Na verdade, as práticas de estímulo à inovação e gestão do conhecimento, com participação, elevarão em muito a autoestima funcional, gerando um afinamento interno e um alinhamento final com a ponta mais expressiva do processo, que é o cliente. Muitas aplicações das teorias organizacionais demonstram que, sem dúvida, enxergar o fator humano na corporação é essencial para caracterizar novas performances advindas da apropriação de metodologias estimulantes que enfoquem a criatividade, as práticas inovadoras e diferenciadas para alcançarem resultados  e o sucesso nos negócios.


PENSATA

por Paulo R. Amaral

O medo da polícia social A cabine blindada ainda está em construção. É uma estrutura nova e, pelo improviso da obra, dá pra ver que o morador tem pressa. Está tão ansioso que não se importa com o padrão estético, a cabine está perdida naquele muro de cinco metros de altura e trinta metros de comprimento, e tampouco se preocupa com a legislação, a cabine avança sobre a calçada e está fora do alinhamento dos demais imóveis. A casa fica numa rua que virou alvo dos ladrões. Todos os vizinhos já tiveram as residências invadidas e ele não quer ser a próxima vítima. Além da cabine blindada, aumentou o muro, instalou cerca elétrica, arame farpado, espalhou câmeras de vigilância, que agora cobrem cada centímetro do terreno, e não descarta a ideia de construir um quarto do pânico para se abrigar quando todos os itens de segurança falharem. PUBLICIDADE

É a pressão do medo mudando a rotina desse e de outros moradores. É a paranoia estabelecendo um novo conceito de vida em sociedade, onde o isolamento e a desconfiança viram padrão de comportamento e a busca por proteção se transforma em obsessão. O “estado policialesco” nos envolve por completo, e sem que a gente perceba, dita o nosso modo de pensar e agir. E assim essa sociedade paranoica vai moldando os padrões: “Uma pessoa andando sozinha numa rua é um suspeito em potencial”; “Jovens se divertindo fora do horário são uma quadrilha”. “Vizinhos que falam pouco estão escondendo algo nebuloso”; ou “Se falam demais estão querendo nos aliciar”; A sociedade policialesca tem sede de vingança e quer punir quem ousa agir diferente das regras estabelecidas. Já não há mais saída, somos todos reféns e vítimas prontos para virar algozes. É olho por olho, dente por dente. Mesmo depois de tantas conquistas experimentadas pela humanidade, retrocedemos no tempo. Somos de novo uma sociedade primitiva, acuada e disposta a ferir usando, se preciso, a mesma violência que nos aflige. Esse estado policialesco se mostra visível nas situações mais corriqueiras, como a perseguição dos alunos à jovem que ousou se vestir na universidade com a roupa da balada – “trajes impróprios”, disseram a maioria dos 700 estudantes que perseguiram a jovem. O modo de vida policialesco pode surgir, ainda, quando decidimos aplicar sanções ao vizinho que tem uns “hábitos estranhos”. Numa reunião de condomínio ouvi a seguinte indagação de um morador questionando a validade de se aplicar uma multa a um vizinho: “É um condomínio policialesco que queremos?” – Não entro no mérito da discussão se o vizinho tinha ou não que ser multado – mas respondo à indagação: – Eu não quero viver desse jeito. E me imponho  um desafio: eu quero vencer o medo! Paulo Roberto Amaral é morador do Morumbi e jornalista da Rede Globo de Televisão, onde edita o Jornal Hoje.

74

MORUMBI


VITRINE VITRINE

Atendimento Delivery As palavras “tempo” e “disponibilidade” estão em falta na vida de algumas pessoas e, atualmente, com a correria do dia-a-dia, fica difícil realizar algumas tarefas que costumavam ser rotineiras. Todos buscam comodidade e ninguém quer passar horas no trânsito para chegar até a academia, salão de beleza... Nessa hora, o melhor a fazer é contratar um profissional que vá até você.

P

raticidade. Essa é a palavra mais usada por profissionais que prestam serviços nos condomínios do Morumbi. Personal trainers, fisioterapeutas, nutricionistas ou professores de várias modalidades esportivas, eles vão até o cliente, proporcionando conforto para quem não quer sair de casa. E o mais importante, o custo/benefício pode ser muito melhor. Entre os tipos mais procurados, está o personal trainer. Ele pode atender em casa, na academia, acompanhar em um parque ou até no trabalho, e depois de fazer uma avaliação física detalhada, ele monta um programa de exercícios de acordo com as necessidades de cada um. Mas existem outros profissionais que também prestam serviços em condomínios e oferecem soluções diferentes e criativas, tudo para tornar a vida cada vez mais fácil. TRABALHE A SUA IMAGEM Atendendo às necessidades de lojas ou pessoas que querem andar de acordo com a moda, a Consultora de Moda e Imagem Claudia Castellan trabalha nesse ramo há mais de 10 anos. “São mais de 10 anos só em consultoria de imagem. Tenho muitos clientes em São Paulo e fora do estado também. Trabalho não só em condomínios, mas em casas. Com todo esse tempo de trabalho e em tantos lugares, já passei de 100 clientes”. Especialista em Marketing de Moda, Claudia presta dois tipos de atendimento. “O trabalho de consultoria de moda é a elaboração de cadernos de tendência, planejamento de coleção ou compras

76

MORUMBI

adequadas ao público-alvo. Já o de imagem vai além, e não transforma ninguém em vítima da moda. Ele serve para orientar que você a use de forma correta, de acordo com a sua idade, tipo físico, estilo e necessidade de vida. No final, você compra apenas o que é certo, valorizando seu corpo e gastando muito menos. Como resultado, a pessoa tem um guarda-roupa prático e coordenável”, explica. Uma parte do trabalho de imagem é fazer compras com o cliente, e a outra é fazer compras para o cliente. “Tenho um cliente superocupado que só usa gravatas ultracoloridas, nada tradicio-

nais. A cada seis meses renovamos o estoque e ele nem precisa sair de casa para ficar feliz com suas aquisições”. Claudia conta que já preencheu um cheque de 16 mil reais para apenas um vestido, mas tem quem precise apenas renovar o estoque de blusinhas ou comprar um sapato para o trabalho. “Alguns maridos precisam de presentes para os filhos, médicos, para suas assistentes. Então o que interessa é que você receba o que deseja e de forma personalizada”. A falta de tempo de alguns clientes foi o que levou a consultora a prestar serviços diretamente na casa da pessoa. “Percebi que muitos cancelavam por falta de tempo ou por não gostarem de ir às compras, principalmente os homens, então comecei a fazer as compras para eles. Atualmente meu foco não se restringe mais simplesmente ao trabalho de imagem. Pode ser um presente para qualquer pessoa. Não importa se custa 30 reais ou 20 mil reais”. Sobre o fato de ser atendido em casa, Claudia pontua a disponibilidade de horários não-convencionais como benefícios principais. “Para mim não tem fim de semana ou feriado. Uma parte do trabalho pode começar numa manhã de terça e a próxima ser no sábado à noite. São homens e mulheres ocupados ou sem paciência para vendedoras. Todos nós queremos comprar de um jeito fácil, eficiente, e looks que já estejam prontos para nossa necessidade e/ou desejo. Se você tem tudo isso sem sair de casa e a um custo baixo, você sempre repete a experiência”. NOVEMBRO 2009


VITRINE ORGANIZE SEU ESPAÇO, SUA CASA, SUA VIDA Cuidar de uma casa não é fácil. Além dos afazeres diários básicos, também é preciso arrumar documentos, roupas, calçados, CDs, coisas da cozinha, despensa... Mas não é todo mundo que gosta de passar horas colocando tudo isso em ordem. Anna Celidonio, que sempre teve paixão por organização, transformou a mania em um negócio rentável. “É claro que a correria do dia-a-dia da mulher moderna contribuiu também, porque ninguém tem tempo de se dedicar exclusivamente à organização da casa. Hoje em dia as atividades são diversas, as pessoas trabalham fora, precisam levar e buscar os filhos no colégio e em atividades e ainda tem a vida social, viagens..”. Organizando espaços residenciais ela atua nesse ramo há cinco anos, facilitando o acesso a objetos e deixando a casa

78

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


VITRINE

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

79


VITRINE

Coaching:

Desenvolvendo Pessoas

Coaching é o processo que visa o desenvolvimento pessoal e/ou profissional fazendo com que o Coachee (cliente) incorpore novas habilidades, competências e possa agir de forma coerente e eficaz, percebendo o resultado de suas ações. Os profissionais da MOT se preocupam, durante o processo, com os aspectos ligados ao estilo de “aprendizagem” de cada indivíduo, para permitir um aprofundamento na identificação das alternativas possíveis, para enfrentar com sucesso os desafios que possui no presente. Fale Conosco: 11 3743 7124 www.motvirtual.com.br ou natalia@motvirtual.com.br

Marque uma Entrevista Inicial Gratuita!

MOT - Mudanças Organizacionais e Treinamento

R. Nelson Gama de Oliveira, 311 – 1° andar Tel.: 3743-7124

80

MORUMBI

Conheça nossos cursos e treinamentos:

com uma aparência mais confortável e prática. “Sempre gostei de tudo arrumadinho, costumava organizar tudo na minha casa, as gavetas eram todas certinhas. Por gostar muito, arrumava as coisas dos meus irmãos também. Na casa da minha avó, organizava os papéis e as contas da casa, o que facilitava muito na hora de achar. Também trabalhei durante muitos anos em lojas de roupas, e fazia com que as prateleiras ficassem impecáveis, sempre combinando cor e modelo”. Segundo Anna, a organização do apartamento todo pode durar, em média, duas semanas. “Nós organizamos roupas de cama, mesa e banho; quartos de crianças, enxoval do bebê, copa, cozinha, escritório, armários e closets”. Mas, se o desejo é arrumar somente um NOVEMBRO 2009


VITRINE

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

81


VITRINE quarto, tudo é resolvido em um dia. “Adoro quando me ligam e falam que conseguiram encontrar todos os documentos ou que descobriram roupas que pensavam ter sumido”. Anna conta que também costuma passar as dicas para a filha, de apenas seis anos. “Ensino que ela deve guardar os brinquedos depois de brincar; sempre em caixas transparentes, assim fica fácil escolher o que pegar”. Ela diz que uma casa regrada e organizada facilita a vida das pessoas. “Todo esse tempo que economizamos podemos aproveitar de diversas maneiras, aumentando nossa qualidade de vida”. PERSONAL COOK Já pensou poder contar com um profissional de nutrição para te acompanhar até o mercado, ensinar a escolher somente os melhores alimentos e depois orientar como preparar tudo da maneira mais correta e saudável? Um personal cook faz exatamente isso. Depois de uma entrevista para saber os hábitos alimentares de cada morador, ele monta o perfil da família e cria um cardápio semanal, melhorando a qualidade da alimentação. A nutricionista Larissa Candido, formada na Universidade Metodista de Piracicaba, Especialista em Nutrição Esportiva e com curso de formação em Gastronomia Aplicada ao Atendimento de Personal Diet e Consultório, presta esse tipo de serviço. Além do atendimento individual ao paciente, também realiza o atendimento Personal Diet. “Eu estimulo as pessoas a provarem novos sabores e preparações, adequo a alimentação do paciente ao estilo de vida que ele leva, ensino a cozinhar de maneira light, a armazenar os alimentos., a fazer as melhores escolhas na hora da compra, ensino a organizar a dispensa, dou sugestões de substituição e reaproveitamento de alimentos, melhores técnicas de preparo, inclusão de alimentos funcionais na dieta e dicas de utilização de microondas”.

82

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


VITRINE

Larissa, que presta orientação em sete condomínios do Morumbi, diz que esse tipo de atendimento é de grande aceitação em São Paulo. “O fato mais curioso é a frequente resistência das cozinheiras ao saberem do atendimento que irei realizar na cozinha. Ao explicar do que se trata em detalhes, elas percebem o ganho que terão - tanto no trabalho, quanto em casa, além do fato de terem esse diferencial no currículo. Isso, em São Paulo, é uma grande vantagem”.

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

83


VITRINE

YOGA PARA TODAS AS IDADES “Yoga é uma forma de viver, uma maneira de ser. Não é algo que se faz apenas ‘duas vezes por semana durante 90 minutos’ quando vai à escola ou quando recebe o professor em sua casa. Há um contexto filosófico, uma busca real por um equilíbrio de todos os aspectos do ser humano”. É assim que Rodrigo Chede define a profissão. Formado em Hatha Yoga Tradicional desde 2007, o professor busca fugir da chamada “Yoga moderna” e mantém o foco nas linhas tradicionais. “A maioria das pessoas ainda não tem conhecimento sobre o que vai fazer quando entra em uma sala de prática pela primeira vez. E muitas acham que estão ali para praticar uma ‘ginástica transcendental’ ou um ‘exercício físico milenar’. Quando praticam e notam que Yoga é muito mais do que isso, é como se tivessem tirado uma venda de seus olhos”. Rodrigo diz que as pessoas estão acostumadas com outros tipos de exercícios nos condomínios. “São aulas de ginástica, dança ou musculação. Então elas esperam que a Yoga trabalhe somente com o corpo, mas elas recebem muito mais. A Yoga trabalha a parte de alongamento, elasticidade, flexibilidade; aumenta a capacidade de se relacionar melhor com as outras pessoas e com o planeta. São inúmeros benefícios”. A principal razão que levou Rodrigo

84

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


VITRINE a prestar esse tipo de serviço foi compartilhar com o mundo algo que fez bem para ele mesmo, desde que foi apresentado à prática. “Toda a população da Terra deveria praticar Yoga. Sou testemunha dos benefícios e busco dividir isso com todos. Faz parte da minha proposta levar a Yoga para o máximo de locais possíveis”. ESPORTE DE COMBATE Também conhecido como pugilismo, o Boxe é uma arte marcial, onde se usa somente os punhos para defesa e ataque. Os golpes permitidos são dados na parte da frente do adversário, ou seja, rosto e abdômen. Golpes baixos, desferidos da cintura para baixo, não são permitidos. Em uma luta, se isso acontecer, o lutador pode levar advertência e até ser expulso, dependendo dos critérios do árbitro. A rotina de prestar serviços e dar aulas em condomínios entrou na vida do professor de boxe Carlos Ferreira quando uma das academias em que dava aula fechou e um dos alunos não queria parar de praticar o esporte. “Ele me convidou para ir até o condomínio dele para continuarmos com as aulas, aí um amigo dele viu, gostou e foi falando para outros”, relembra. Carlos diz que quem pensa no boxe como um esporte violento ou que machuca, se enganou. É preciso ter muito controle e disciplina para praticá-lo. “Não é só pôr as luvas na mão e sair batendo. É preciso coordenação, autocontrole e regras. É um esporte olímpico que, quando praticado corretamente, gera paz e bem-estar”. Dando aulas em condomínios desde o ano 2000, Carlos tem alunos de 13 a 55 anos. “Sempre começo com apenas um aluno, mas logo surgem vários outros e isso é muito bom. A pessoa tem muitos benefícios quando pratica esportes, e o boxe gera autocontrole, bom condicionamento físico, além de criar uma atenção especial”. O CUIDADO COM A MENTE Formada em psicologia há 15 anos, NOVEMBRO 2009

MORUMBI

85


VITRINE

va em pé, sem pensar, recebi a cachorra, devolvi a guia para o rapaz e conduzi o cão ao quintal. Foi instantâneo, automático. Naquele momento não admiti a ideia de um dos clientes interromperem a atividade e se incomodarem em levantar, no meio da sessão. O bom de tudo isso é ter o privilégio de saber que existe alguém que se preocupa com seu bem-estar. Isso é cuidar dos clientes e produzir confiança”. Os benefícios de ser atendido no condomínio são muitos. No próprio apartamento ou casa, é possível contar com um profissional que se dedicará e cuidará exclusivamente do seu corpo, bem-estar e equilíbrio. Os ganhos são diversos, seja qual for o serviço e ter um profissional que atenda em casa é um salto de qualidade para a vida. SERVIÇO Consultoria de Imagem Claudia Castellan claudiacastellan.com.br Nutricionista Larissa Zanon – 7019-9659 Organização de Armários Anna Celidonio – 9278-2166 anna@organizacaodearmarios.com Professor de Boxe Carlos Ferreira – 9681-3184 Professora de Mat Pilates Cris Chehin 9606-5040 Professor de Yoga Rodrigo Chede rodrigo@centrosatya.com.br

88

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


VITRINE

Simone Savaya atende em condomínios desde 2002. Especializada na abordagem cognitiva construtivista em psicologia e hospitalar, ela cuida de pacientes que estão com problemas de saúde, dificuldades de sair de casa e adolescentes que não podem sair sozinhos devido às questões de violência ou por seus pais não poderem levar. A ideia de trabalhar em condomínios veio com a própria vivência do consultório, de onde precisou se deslocar algumas vezes para ir até a residência de pacientes que passaram por intervenções cirúrgicas e pessoas com síndrome do pânico. “Atendo diversas questões emocionais, ligadas ou não com somatização. O psicólogo é um profissional que está preparado para ouvir, acolher e ajudar a entender questões como sentimentos, dificuldades e pensamentos que prejudicam as pessoas de viverem bem e ampliarem as possibilidades de novos caminhos e possíveis soluções”. Sobre atender em condomínios, ela explica que não interfere em nada o tratamento. “Eu preciso apenas de um lu-

86

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


VITRINE gar calmo e sem interferências. A única situação diferente que às vezes vivencio, é que algumas pessoas não gostam de falar que sou psicóloga para a identificação na portaria”. PERSONAL COACH TRAINER Um personal coach trainer busca não só a melhora da condição física do cliente através do exercício físico prazeroso, como também elevar sua autoestima dando apoio às mudanças nos seus hábitos de vida, tornando-a mais ativa. “Realizo um serviço com diferencial para o bem-estar dos moradores. Somos constantemente questionados não só a respeito de assuntos ligados a atividade física e saúde, mas também sobre questões como dicas de alimentação e vida saudável, e formas de lazer”, explica a educadora física Cris Chehin. Pós-graduada em Atividade Física Adaptada e Saúde, ela presta diversos serviços em condomínios do bairro, como ginástica antiestresse, dança do ventre e dança Sênior. Entre os trabalhos desenvolvidos, ela dá aulas de Mat Pilates, ginástica postural e condicionamento físico total. Atendendo em quatro condomínios diferentes há 5 anos, ela conta que o atendimento do personal gera, muitas vezes, um relacionamento estreito entre treinador e cliente e relembra um fato curioso. “Uma vez estava atendendo um casal e eles estavam deitados executando os exercícios, quando chegou o Personal Dog com a cachorra. Eu, que esta-

NOVEMBRO 2009

MORUMBI

87


VITRINE

Siga a Dolce no Twitter @dolcemorumbi NOVEMBRO 2009

MORUMBI

89


FINAL FELIZ

por Floriano Serra

Fuja da “Síndrome do clone” Hoje em dia, há uma tendência generalizada à padronização das coisas. Quando tiver um tempinho, passe num desses grandes magazines e, como se fosse comprar, procure se informar sobre um eletrodoméstico qualquer, seja geladeira, fogão, TV ou máquina de lavar – ou vá numa concessionária e se informe sobre os mais recentes modelos de carros. Você vai perceber que, com maior ou menor grau de sofisticação, todos esses produtos, independentes das marcas, são basicamente iguais. Excetuando-se pequenas diferenças de design, cores e preços, todos fazem a mesma coisa com a mesma competência! Claro que as campanhas publicitárias procuram convencer o consumidor de que cada produto anunciado se trata de algo inovador, original, mas a essência utilitária dele não muda.

O

pior é que essa Síndrome do clone – nome que eu dou a essa tendência à padronização geral – está atingindo as pessoas. Todo mundo está ficando igual! Os profissionais responsáveis pela seleção de pessoas nas empresas sabem bem do que estou falando. Por exemplo: a relação dos requisitos dos candidatos para o preenchimento de determinada vaga diz: “Brasileiro, casado, idade entre 35 e 45 anos, formado em Engenharia pela..., com pós-graduação em..., mestrado em..., fluência em inglês e espanhol, conhecimento de Informática, ‘x’ anos de experiência no setor, com especialização no Exterior etc.” Claro que é um anuncio fictício, inclusive com reprováveis toques de discriminação, mas serve para ilustrar nossa mensagem. Sabem o que acontece? Aparece um monte de candidatos que atendem perfeitamente àqueles requisitos. E agora, qual escolher? Uma boa seleção escolherá aquele que mostrar ser uma pessoa diferente dos demais em essência pessoal. Essência pessoal – este é o ponto a que quero chegar. Sua ausência numa pessoa a faz portadora da Síndrome do clone. O exemplo acima se situa no contexto de trabalho. Mas este está chegando também aos parceiros afetivos. Sei de alguns homens e mulheres que se queixam de não conseguir encontrar a alma-gêmea, mesmo que não estejam exigindo características especiais. A queixa é de que está cada vez mais difícil achar pessoas especiais, porque estão todas iguais, na mediana, como se fossem clones entre si. E mesmo entre casais, juntos já há alguns anos, ouço queixas de que um dos dois ficou relaxado consigo mesmo e displicente com a relação – que há séculos não sente o gostinho doce e estimulante dessa coisa maravilhosa chamada inovação. Na fase da conquista amorosa – que antigamente era chamada de “namoro” – as pessoas se esforçam para parecerem, e até serem, diferentes, criativas. Mas depois da conquista consumada, poucas resistem à cômoda

tendência de ficar na zona de conforto, e a relação cai na mesmice. Resultado: todos os parceiros ficam lamentavelmente iguais – iguais na falta do carinho, nas ausências e esquecimentos, nas desculpas, nas irritações, nas imaturidades – e até mesmo nas qualidades. Mas, ainda assim, devastadoramente iguais. Há um sentimento de enorme realização afetiva quando um parceiro sabe que está apaixonado por uma pessoa especial e diferente de todas as outras, não é verdade? A questão é: por quanto tempo essa maravilhosa pessoa vai continuar maravilhosa... ou se enquadrar no perfil-padrão das outras – aquelas que passaram pela sua vida sem deixar um traço sequer de uma marca pessoal? É simples assim: as pessoas procuram e querem amar parceiros marcantes. Ou seja, que possuam uma marca pessoal – e não apenas copiada. Um grande número de pessoas não resiste à mania de seguir os passos de um “modelo”. Essa clonagem é muito percebida durante uma novela de grande sucesso popular: há quem copie direitinho as roupas, as joias, o penteado e até o jeito de andar e falar das estrelas e astros globais. Penso que todas as pessoas deveriam se esforçar um pouquinho mais, não apenas para manter intocável sua individualidade, mas também para acrescentar a ela um toque de exclusividade, de originalidade, de coisa especial. Isso é mais fácil de conseguir do que muita gente pensa: pode ser uma forma diferente de olhar e de sorrir, um modo especial e exclusivo de tocar o outro, de dizer e de fazer as coisas, um hábito de alimentar sonhos impossíveis, um jeito criativo de ser... Percebam que os recursos para fugir da Síndrome do clone são mais de natureza interna que externa. Eles são feitos de mudanças interiores. Recursos externos são usados por quem quer aparecer. Recursos internos são usados por quem quer ficar eternizado no coração da pessoa amada. Quem consegue isso se torna uma pessoa “edição única” ao invés de compor uma  tiragem de milhões de “exemplares”.

Floriano Serra é psicólogo, consultor, palestrante, autor de vários livros e inúmeros artigos sobre o comportamento humano e colunista da revista Dolce. E-mail: florianoserra@somma4.com.br

90

MORUMBI

NOVEMBRO 2009


UM DOS MAIS EMOCIONANTES MOMENTOS DO ANO PARA O MORUMBI

Você também pode participar desta grande festa! 30 DE NOVEMBRO, DAS 20H À MEIA-NOITE CASA DA FAZENDA DO MORUMBI

Convites à venda.

Ligue 3464-6600 e garanta sua participação!

REALIZAÇÃO

M

O

R

U

M

B

I

APOIO


Dolce Morumbi 64  

Confira Juvenal Jevêncio em entrevista exclusiva para Dolce.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you