Issuu on Google+

WWW.DOGSOFPORTUGAL.COM dogsofportugal@gmail.com | dogsofportugal.wordpress.com | grupo “dogs of portugal” no facebook | www.youtube.com/dogsofportugal 05/2014

É TEMPO DE ESTERILIZAR!

EVENTOS

O Projecto de Esterilização foi um sucesso! Veja algumas das fotos:

Há muito que não publicávamos um artigo dedicado aos acontecimentos do DOP. Isto não quer dizer que estivemos parados, antes pelo contrário! Todos os dias trabalhamos para que os cães e gatos que o DOP apoia tenham uma melhor qualidade de vida e procuramos também mudar as mentalidades e leis portuguesas. Recentemente tivemos dois grandes projectos em mão: o nosso Projecto anual de Esterilização e o início da segunda fase do Projecto de Vacinação. A edição deste ano do Projecto de Esterilização decorreu em Abril e foi um sucesso! Numa só semana conseguimos esterilizar 47 animais: 34 cães (22 machos e 12 fêmeas), sete gatos (cinco machos e duas fêmeas), cinco coelhos (quarto fêmeas e um macho) e… um bode! Tamanho sucesso deve-se ao esforço e dedicação de todos os que contribuíram financeiramente, e também aos voluntários e veterinários que participaram activamente neste projecto. Não podíamos, claro está, deixar de agradecer a todos! Mas o Projecto de Esterilizações não termina aqui. Gostaríamos de esterilizar todas as semanas cerca de cinco a dez animais; o pequeno contributo do DOP para o enorme problema do controlo populacional de cães e gatos em Portugal. Por isso pode sempre apoiar, basta enviar-nos um e-mail! Já o Projecto de Vacinação nasceu da necessidade de vacinar os mais de 500 cães que vivem no abrigo do Cantinho da Milu. Uma prioridade na nossa longa lista de afazeres já que só assim os poderemos proteger contra as doenças caninas mais comuns, como a Parvorirose e a Esgana. A vacinação de um só cão tem o custo de 10€. E o DOP pretende vacinar mais de 500… Por isso precisamos de todo e qualquer apoio que possa dar. Ajude-os ajudando-nos!

PRECISAMOS SEMPRE DE: Comprimidos interna

para

desparasitação

Pipetas para desparasitação externa contra pulgas e carrapatos, como Frontline e Advantix e também Advocate Coleiras Scalibor Actidox e Becozyme para o tratamento da Febre da Carraça; Conofite e Oridermyl para o tratamento de infecções de ouvido Comprimidos com o princípio activo Alopurinol dogsofportugal@gmail.com

|

dogsofportugal.wordpress.com

|

grupo “dogs of portugal” no facebook

|

www.youtube.com/dogsofportugal


ÚLTIMAS ADOPÇÕES Durante o mês de Abril foram adoptados 20 animais! Os sortudos foram: Beyonce (agora Luna), Cajun (agora Bailey), Dara, Dixie, Fenix, Igor (agora Iggy), Ingrid (agora Ishany), Lobo, Luchi (agora Watson), Melissa, Molly, Oscar, Picola, Piruças, Pocas, Rock, Salsa (agora Coco), Sika, Texas (agora Alfie) e Zé (agora Jack). Se adoptou um cão ou gato através do DOP, envie-nos fotos e notícias!

GRC | GRUPO DE REABILITAÇÃO CANINA ALIMENTAÇÃO E COMPORTAMENTO Na última NL falámos do que se deve ter em conta ao escolher uma ração, mas sabia que para além dos aspetos nutritivos diretamente relacionados com a saúde, a escolha pode influenciar também o comportamento do seu animal? Será fácil de perceber que uma boa alimentação favorece a comunicação e ligação com o seu companheiro. Em oposição, uma má alimentação pode despoletar alguns comportamentos menos desejáveis no seu animal e consequentemente prejudicar a sua relação com ele. Para além disso uma alimentação equilibrada permite ao cão comportar-se de acordo com o seu instinto e características naturais. Se um cão tiver excesso de peso terá menos vontade de se movimentar e consequentemente tenderá a perder o interesse pelo que se passa à sua volta. Ao contrário, se estiver demasiado magro, não terá energia suficiente acabando por cair na mesma rotina e stressando, entre muitos outros exemplos. Outro aspeto que deverá merecer atenção é a hora das refeições e quantas vezes ao dia? Quanto às horas, os cães são animais que necessitam de algumas rotinas para manter o seu “equilíbrio” por isso aconselhamos que independentemente do número de vezes, as refeições sejam postas à disposição do animal dentro do mesmo horário. Uma ou duas vezes ao dia são as metodologias mais comuns. A idade, estado físico e de saúde do seu cão, entre outros, podem aconselhar algumas especificidades, por isso deverá igualmente levar em consideração a opinião do veterinário. Particularmente, julgamos que o número de refeições e o “timing” das mesmas deve ainda ter em conta o dia-a-dia do seu animal. Se fica em casa, se o acompanha para o emprego, se vai para uma escola de treino, se vai ficar num parque com outros animais, enfim! A quantidade de comida de cada uma das refeições pode ainda ser adaptada e repartida de modo diferente. Em regra lembre-se que o seu animal irá ficar naturalmente mais calmo e predisposto ao descanso depois da refeição. A prática diz-nos que o ideal será conciliar as nossas rotinas com as dos nossos animais, deste modo estaremos em sintonia e será mais fácil partilhar salutarmente o dia-a-dia. Por exemplo, um passeio pela manhã antes de nos ausentarmos e uma refeição após o mesmo (alguns especialistas defendem que a alimentação após o passeio será uma boa forma de reforçar a ligação com o seu animal). Novo passeio à tarde ao regressarmos e segunda refeição após o mesmo. Após o passeio deverá dar ao seu animal algum tempo de descanso e recuperação, antes de lhe proporcionar a refeição.

* Por opção do autor, este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico. dogsofportugal@gmail.com

|

dogsofportugal.wordpress.com

|

grupo “dogs of portugal” no facebook

|

www.youtube.com/dogsofportugal


Newsletter052014 pt