Page 1

O jornalismo um poder entre poderes Universidade SĂŠnior Gondomar 16 de Dezembro de 2011


Objectivos 

    

Compreender o conceito de Jornalismo Entender a profissão do jornalista e em que consiste o seu trabalho; Distinguir diferentes textos jornalísticos (a crónica de opinião, a reportagem, entrevista e a notícia); Percepcionar a notícia como a unidade base do jornalismo; Conhecer os valores notícia e a sua importância na selecção noticiosa; Diferenciar entre o jornalismo impresso, televisivo e radiofónico;


O Que é o Jornalismo? 

“ O Jornalismo pode ser explicado como sendo a resposta à pergunta que muita gente faz todos os dias – o que aconteceu/está a acontecer no mundo?, em Timor? no meu país?, na minha “terra”?”“… dir-se-ia que o jornalismo são estórias, estórias da vida, estórias das estrelas, estórias de triunfo e de tragédia.” Nélson Traquina in “O que é o Jornalismo”


O Que é o Jornalismo? 

1. 2.

3.

Existem três grandes tipos de jornalismo que se encontram ligados de modo fundamental com a evolução do jornalismo enquanto facto cultural. Jornalismo ideológico -dominante sobretudo até o fim da Primeira Guerra Mundial; Jornalismo informativo -aparece por volta de 1870 e coexiste durante algum tempo com o jornalismo ideológico; Jornalismo interpretativo - afirma-se a partir do momento em que se afirmam outros meios de comunicação com capacidade de informar com maior rapidez


O Que ĂŠ o Jornalismo?


Diferenças entre a literatura e o jornalismo 

O jornalismo tem como objectivo relatar factos reais enquanto a literatura tem por norma relatar factos ficcionados * O escritor não tem pressões temporais e o jornalista deve conviver diariamente com a pressão do deathline; O escritor dirige-se a um público universal sem rosto, o jornalista escreve para um núcleo de receptores fiel e pouco variável; A mensagem literária actua independentemente do tempo e do espaço e a jornalística perde força fora das coordenadas espaço-temporais;


Diferenças entre a literatura e o jornalismo  

O leitor de literatura não se guia por necessidades práticas ao contrário do leitor de informação; Nas obras literárias a leitura varia de leitor para leitor enquanto que jornalistas e leitor partilham do mesmo contexto espaço –temporal; A escrita do jornalista deve ser pautada pela objectividade pragmatismo, os escritores podem usar da subjectividade na sua obra de modo a torná-la mais apelativa.*


Diferenรงas entre a literatura e o jornalismo


Para que serve o Jornalismo? 

3 grandes funções que são atribuídas ao jornalismo   

Informar Formar Distrair Tematizar

Segundo Gomis, o jornalismo interpreta a realidade social para que a possamos entender, adaptarmo-nos a ela e modificá-la. Essa interpretação acontece a dois níveis: Descritiva e valorativa


O que é o jornalista? De acordo com o Estatuto do Jornalista: 1. São considerados jornalistas aqueles que, como ocupação principal, permanente e remunerada, exercem com capacidade editorial funções de pesquisa, recolha, selecção e tratamento de factos, notícias, ou opiniões, através de texto, imagem ou som, destinados à divulgação, com fins informativos, pela imprensa, por agência noticiosa, pela rádio, pela televisão ou por qualquer outro meio electrónico de difusão. 2. São ainda considerados jornalistas os cidadãos que, independentemente do exercício efectivo da profissão, tenham desempenhado a profissão por mais 10 anos consecutivos ou 15 interpolados de forma permanente e remunerada.


O que é o jornalista? 

De acordo com designação de Héctor Borrat é possível classificar a profissão de jornalística de acordo com duas tipologias.

Estrutura-se em função do modo como os jornalistas profissionais podem informar-se, relatar e comentar a realidade: a) b)

Os especialistas Os generalistas

Função ocupada pelos jornalistas relativamente à organização: a) b)

Redactores Colaboradores


O que não é um jornalista? 

Não constitui actividade jornalística o exercício de funções de um jornalista quando desempenhadas ao serviço de publicações que visem sobretudo promover actividades, produtos, serviços ou entidades de natureza comercial ou industrial.


Distinguir diferentes tipos de textos jornalísticos  Informação é a notícia com os seus elementos básicos, é ocasional e não se repete. Domina um estilo simples, objectivo e sóbrio;  Reportagem é um género escrito por um repórter, onde é feito um relato dos factos actuais que não são estritamente notícia. Possui um estilo narrativo e criativo, sendo o que tem mais pontos em comum com a literatura);


Distinguir diferentes tipos de textos jornalísticos  Crónica é a narração directa e imediata de uma notícia com alguns elementos valorativos. Procura reflectir sobre o que aconteceu entre duas datas. Supõe alguma continuidade por parte de quem a escreve e contém presente a personalidade do jornalista);  Entrevista a entrevista assume a forma de uma conversação entre duas ou mais pessoas, em que perguntas são feitas para obter determinadas respostas. São usadas pelo jornalista para obter informação relevante do entrevistado sobre dado assunto pelo que depende de uma preparação prévia do jornalista.


A Notícia A estrutura da notícia directa foi concebida para dar a máxima informação no menor tempo ou espaço possível ( Mar de Fontcuberta, 2002:57);  Existem várias classificações para os diferentes tipos de notícias. A mais completa é a do professor Paul V. Sheehan que considera a existência dos seguintes tipos de notícias: 

Notícias de sumário; Notícias cronológicas, Notícias temáticas; Notícias complementares; Notícia espacial Notícia de interesse humano


As Fontes das Notícias 

A maioria dos jornalistas não é testemunha presencial dos factos que relata. De facto, a maior parte dos factos produzem-se sem haver um profissional dos media que o testemunhe directamente, para isso recorrem às chamadas fontes de informação.

São pessoas, instituições e organismos de todo o tipo que facilitam a informação de que os meios de comunicação necessitam para proceder à redacção das notícias. Um meio sem fontes é um meio morto. Exemplos: fontes oficiais ( assessores de imprensa, relações públicas e departamentos de comunicação); agências de notícias, rondas diárias dos jornalistas


Valores-notícia 

A importância que a conquista de audiências representa para os meios de comunicação social obriga-os a seleccionar temas capazes de despertar a atenção dos públicos.

Estes elementos são designados de valores-notícia ou critérios de noticiabilidade e de entre vários existentes podemos destacar:

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Frequência Visibilidade Ausência de ambiguidade; Imprevisibilidade; Continuidade; Consonância Valores socio - culturais Proximidade geográfica e cultural


Exemplos: Tribunal reconstitui últimos momentos de Rui Pedro TAP com ocupação recorde em 2011 Encontra anel com diamantes numa cenoura 16 anos depois

Tempestade no Reino Unido faz um morto


O mundo da notícia em 6 respostas 

Quando se produz um acontecimento, o jornalista está perante os seguintes elementos: um facto significando que algo aconteceu, geralmente a alguém, num determinado lugar, num dado espaço de tempo, com certas características e devido a algumas causas.

Assim a redacção de uma notícia será sempre a resposta a pelo menos 5 perguntas básicas. O quê? Quem? Quando Onde? Porquê? Como?

     


Estrutura da notícia  São 1.

2.

dois os elementos básicos de uma notícia:

O lead, ou núcleo fundamental da notícia; O corpo, que explica a notícia dando detalhes e informações mais pormenorizados;


Escrever uma notícia de imprensa escrita exercício  

Imagine que é um jornalista e que recebe esta informação de um telex da Lusa. Leia atentamente a informação e escreva para o seu jornal uma notícia. A notícia não deve ter mais do que 10 linhas. Deve ter um título, um lead e um corpo da notícia. Por último, escolha o jornal em que gostaria de publicar a sua notícia e a secção em que a mesma poderia deveria ser integrada.


As notícias de tv e as notícias da imprensa escrita 

Televisão e imprensa escrita evidenciam características próprias estruturais e endémicas próprias como implicações no modo como se processa a redacção das notícias.

São três as grandes diferenças entre as notícias que são produzidas para a imprensa escrita e aquelas que são elaboradas para a televisão 1. 2. 3.

A ordem estrutural Diferenças na narrativa; O papel desempenhado pela imagem


Elementos

Imprensa

Televisão

Rádio

Palavra

Escrita

Falada

Falada

Imagem

Sim ( estática)

Sim (movimento)

Não

Profissionais que escrevem notícias

Jornalistas

Jornalistas

Jornalistas

Deathilne

Diário/ Semanário

Diário ( 2 X por dia)*

Várias X ao dia

Difusão

Scriptovisual

audiovisual

audio

Exclusividade

Exclusivo

Várias tarefas

Várias tarefas

o jornalismo um poder entre poderes  

módulo de formação sobre a importância do jornalismo na sociedade actual