Page 1

A pop arte foi um moviemto que instaurou o seu programa na cultura da civilizaçao urbana, nos mass media e nos objectos e imagens produzidos pela sociedade de consumo.É uma arte que "recusa" o expressionismo abstracto e tenta entrar de novo em contacto com o mundo e a realidade objectiva.A temática é extraida das grandes cidades,dos seus aspectos sociais e culturais: comics,revistas ,jornais sensacionais,anuncios publicitarios,cinema,radio.televisão,musica,espectaculos populares,elementos da sociedade de consumo.Os temas sao definidos como simples "motivos" que justificam a existencia da pintura. Os arquitectos desse movimeno artistico xriticavam o estilo internacional da arquitectura modernista por ser demasiado formal, austera e funcional.Sentiam que o estilo internacional se tinha tornado numa ortodoxia repressiva.Tinha sido adoptado pela corporaçao e tinha tido uma grande explosao a custa da sua visão social.Embora poucos artistas pós-modernos sejam relativistas puros,eles usam muitas vezes a sua arte para explorar e minar a forma como a sociedade constroi e impoe uma hierarquia tradicional nos valores significados culturais.A arte chamada de Pop-Art também explora o poder e modo como as forças sociais e economicas exercem essa força,moldadndo as identidades dos individuos e de culturas inteiras.Os artistas dao pouca ou nenhuma importancia ao inconsciente como fonte da autencidade,mas por ser imperfeita,pouco culta, acessivel, disponivel,local e temporaria.Têm sido criticados pelo seu pessimismo.A pop-art vai para alem da acçao que desloca um objecto ou imagem do seu verdadeiro sistema para "eleva-lo" até a categoria de arte.Essa arte desloca a imagem do seu modo natural e também o transfere para o mundo das artes.É desta forma que se estabelece um modelo fundamental para o entendimento da arte comtemporanea ,a pop-art, que torna horizontal qualquer tipo de manifestçao visual nas artes,independentemente da qualidade original da imagem utilizada.


A imagem,por mim escolhida,é de Roy Lichtenstein e representa o maravilhoso beijo de uma mulher loira e um homem de cabelo escuro.A imagem é baseada no estilo do autor que é principalmente o cartum,que por sua vez tem um estilo grafico, abstracto e plano.A obra de Lichtenstein interligou a figuração e a abstracção. Esses elementos da produção de signos aparecem de modo exagerado no cartum, que é em si um tipo de abstracção. Além da abstracção do cartum, Lichtenstein era obsecado por imagens planas, padrões, e sensações ópticas.Nessa obra, o artista usou uma técnica pontilhista para simular os pontos reticulados.A imagem tem um intenso impacto visual e para isso contribuiem algumas cores puras como o vermelho,da camisola da rapariga, e o amarelo do cabelo da mesma.,que são também cores brilhantes,limitadas e planas, e neste caso estão delineadas por traços negros bem definidos. O "responsavel" pela obra misturou diferentes elementos e objectos,faxem atraves de texturas e cores,nunca antes usados,convertendo as em verdadeiras obras de arte. O representante da pop arte dessa imagem utilizou diferentes recursos na realizaçao que foram desde o oleo,algumas tecnicas da publicidade e da produçao massiva, para alem de usar montagens e fotografias, todas elas cheias de ironia frente a uma sociedade cada vez mais industrializada. A obra de Lichtenstein parece simples, mas na realidade não é. Graças à clareza e à simplicidade de sua apresentação, ela torna-se accessível e de fácil interpretação . Em contraponto, com a aparente "burrice" de sua apresentação, cada gesto do artista foi calculado, pensado e preconcebido num processo sistemático e cuidadoso.O seu objectivo é que a imagem seja reproduzida com o maximo grado de objectividade, sem depender dos deus antecedentes sociais ou culturais que o generalizam, muito menos na acção creativa do artista.O beijo desenhado em forma de comic (banda desenhada), na sua dimensão elemental , mas realizado perfeitamente, constitui um microcosmos da imaginação paralelo à vida, que funcionando com um fotograma bloqueiado, entra com uma grande força na esfera visual do leitor. Processando a reformulação pictorica da imagem desde o interior da sua morfologia,o artista Lichtenstein chega à uma transfiguração da realidade, na qual adverte uma forte componente abstracta.Antiguamente mutias coisas eram proibidas pelos estados em certos paises e o beijo publicamente foi uma delas .A pop arte em si como movimento tinha como uma das suas caracteristicas á critica aos mass media e é isso que o autor represente através dessa imagem usando as suas técnicas.Lichtenstein critica de forma artistica essa proibição através dessa obra que escolhi. Seja ao adoptar as linguagens e tecnicas comuns, ou ao escolher imagens que se tornaram conhecidas pelo seu uso excessivo, Lichtenstein dedicou toda a sua carreira a responder à aquilo em que acreditávamos ser familiar, sobrepassado, banal e até mesmo feio, transformando-o em novo e maravilhoso. A sua arte subtil retraduz e reanima, instalando vida naquilo que havia sido descartado e ignorado. Apesar de ter usado a cópia, o cartum e o clichê na construção de sua carreira, a arte de Roy Lichtenstein era muito original e expressiva e também inventiva. Por ser tão franca, ela é totalmente viva. Ver a sua obra nos dias de hoje é uma experiência única e emocionante, em parte porque ela representa tão bem os nossos dias, e em parte, porque o artista escolheu temas de que gostava e técnicas que amava.

pop art  

pop art é um tipo de arte muito conhecido