Page 1

www.energiacomvida.com


Ă?NDICE

www.energiacomvida.com


www.energiacomvida.com

1/5

As alterações Climáticas


+ população + libertação de gases nocivos

Beijing, China


+ transportes poluentes dependentes de combustĂ­veis fosseis

Beijing, China


+ transportes poluentes dependentes de combustĂ­veis fosseis

SĂŁo Paulo, Brasil


+ industrias poluentes

Shanghai, China


+ extração de energia

Deepwater Horizon , Golfo do México


+ deterioração da manta florestal

Idaho, USA


+ metr贸poles

Cidade do M茅xico


+ produção afastada do consumo


+ produção afastada do consumo


+ transporte de produtos


+ operações logísticas


+ operações logísticas


+ produção de resíduos


+ desglaciação


+ cheias

Veneza 2012


+ cheias

Veneza 2012


+ cheias

Quixadรก 2011


+ tempestades

EUA 2005


+ tempestades

EUA 2005


+ tempestades

EUA 2005


+ deterioração da qualidade de vida

Beijing, China


+ deterioração da qualidade de vida

Shanghai, China


+ preocupações com a saúde

Beijing, China


+ despesas com a saĂşde

Hefey, China


+ secas

África 2012 Quénia 2011


2/5

Formas de Energia


2/5

Formas de Energia 2.1 Fontes Renovรกveis


Energia Hídrica: Desníveis de Água


Energia Hídrica: Desníveis de Água


Energia Hídrica: Desníveis de Água


Energia Hídrica: Desníveis de Água


Energia Hídrica: Desníveis de Água


Energia HĂ­drica: Ondas


Energia Hídrica: Marés


Energia E贸lica


Energia Solar


Energia GeotĂŠrmica


Biomassa


Energias Renovรกveis

Vantagens vs. Desvantagens


Energias Renováveis

Vantagens vs. Desvantagens 

Não poluem porque a sua utilização não tem emissões de CO2. Exceção feita ao caso dos biocombustíveis em que as emissões provocadas na combustão são compensadas pelas emissões absorvidas até ao abate da árvore.

São inesgotáveis e a sua utilização reduz a dependência da nossa sociedade face aos combustíveis fósseis.

Permitem o aproveitamento local da energia.

Essencialmente, neste momento, de ordem económica uma vez que algumas das tecnologias de conversão envolvem ainda investimentos elevados quando comparados com as tradicionais, isto é, as fontes não renováveis.

A sua intermitência (sol, vento, …) não permite uma produção constante pelo que se torna essencial o ajuste entre a oferta destes vetores energéticos com a sua procura.


2/5

Formas de Energia 2.2 Fontes Nรฃo-Renovรกveis


Carv達o


Carv達o


Petr贸leo


Petr贸leo


Nuclear


Gรกs Natural


Gรกs Natural


Gรกs Natural


Gรกs Natural


Gรกs Natural


Gรกs Natural


Energias NĂŁo-RenovĂĄveis

Vantagens vs. Desvantagens


É o elemento químico mais abundante e mais leve no Universo. Este elemento não é uma fonte primária de energia uma vez que o hidrogénio está sempre associado a outros elementos. Para se obter hidrogénio puro é necessário despender energia para o dissociar de uma fonte primária. Por este motivo o hidrogénio é considerado uma fonte intermediária e não uma fonte natural, funcionando como um vetor energético.

O hidrogénio pode ser obtido a partir de combustíveis fósseis (reforming) ou pela hidrólise da água. O processo de hidrólise pode ser combinado com fontes renováveis de energia (eólica, fotovoltaica, etc.) que forneçam eletricidade para alimentar o processo.

Hidrogénio

Tipicamente o hidrogénio é utilizado em pilhas de combustível para a produção de eletricidade. Existem também alguns projetos-piloto da indústria automóvel para o utilizar como combustível para motores de combustão interna. O hidrogénio, no entanto, não é ainda um vetor energético acessível no mercado como é, por exemplo, a gasolina ou o gasóleo.


3/5

O papel do Gรกs Natural


Formado por uma mistura de hidrocarbonetos leves, o Gás Natural é mais limpo (menos poluente), económico, eficiente e seguro do que as outras fontes de energia fóssil.

O Gás Natural


Emite menor quantidade de GEE - Isto quer dizer que ao ser queimado emite menor quantidade de GEE, comparativamente com outros combustíveis fósseis, resultando assim num menor impacte no meio ambiente. Reduz a poluição do ar - É transportado por baixo da terra, através de condutas ou redes instaladas no subsolo, reduzindo as emissões de GEE no transporte (ex: em camiões) e consequente a poluição do ar.

O Gás Natural


Evita o uso de outros combustíveis poluentes Substitui o uso de outros tipos de combustíveis mais poluentes como o carvão e o petróleo (gasóleos e gasolinas). Alternativa energética - É considerado a alternativa energética atual, pois é a mais ecologicamente viável, de que dispomos, de entre as fósseis, numa escala compatível com as elevadas necessidades energéticas da Humanidade a nível global.

O Gás Natural


Limpo O Gás Natural é a fonte de energia mais limpa e ecológica no universo das energias fósseis/convencionais, contribuindo para a redução dos GEE e para uma melhoria da qualidade do ar, quando substitui outras fontes de energia mais poluentes. Os produtos resultantes da sua queima são inodoros, isentos de óxido de enxofre e de partículas de fuligem.

Eficiente Pelo facto de não sofrer transformações e de as perdas no seu transporte serem mínimas, chegando ao local de utilização praticamente na forma em que é encontrado na natureza, é mais eficiente que a maioria das outras fontes de energia. A chama azul produzida pelo Gás Natural é mais forte e constante, permitindo cozinhar com maior eficiência e em menos tempo. Um aparelho movido a Gás Natural funciona mesmo se faltar a energia elétrica e um chuveiro que funcione a Gás Natural tem geralmente maior pressão de água e temperatura mais elevada do que um alimentado a eletricidade. Vantagens do Gás Natural


Seguro

Económico O preço do Gás Natural é competitivo quando comparado com as demais formas finais de energia, tais como a eletricidade ou o gás de botija. O Gás Natural também aumenta a vida útil dos equipamentos, apresentando uma baixa emissão de gases ácidos e compostos de enxofre, que os corroem.

Vantagens do Gás Natural

O facto de ser mais leve que o ar faz com que o Gás Natural se dissipe rapidamente. Chega às casas (habitações) através da canalização, o que evita o armazenamento dentro de casa, eliminando o uso de botijas e os riscos inerentes. Sendo um gás inodoro, é misturado com um produto que lhe introduz um cheiro próprio para que seja facilmente detetada a sua presença em caso de fuga nas canalizações.


Entrada de Gรกs Natural em Portugal

O Gรกs Natural em Portugal


A distribuição de gás no Litoral Norte →

A EDP Gás Distribuição foi constituída como sociedade anónima a 12 de Janeiro de 1988, com a denominação Portgás – Sociedade de Produção e Distribuição de Gás.

A EDP Gás Distribuição centra a sua atividade no desenvolvimento e exploração da rede pública de distribuição deste gás na região litoral norte de Portugal.

Este serviço foi concessionado em 1993, tendo sido assinado com o Estado português, em 2008, um novo contrato de concessão que vigorará até 2048.

A Portgás passou a operar no mercado com a marca EDP Gás Distribuição desde o dia 1 de Janeiro de 2008.

O sistema de distribuição da EDP Gás Distribuição tem por base a sua rede primária que, ligada ao gasoduto da REN Gasodutos, tem como objectivo levar o gás aos 29 Concelhos da sua área de concessão, dos distritos do Porto, Braga e Viana do Castelo. A rede primária permite o transporte do gás até às zonas de consumo, onde as redes secundárias fazem a ligação final ao consumidor. O Gás Natural em Portugal


4/5

Consumo EnergĂŠtico


Dependência das energias fósseis Atualmente, a satisfação das necessidades energéticas do mundo assenta sobretudo na exploração das fontes fósseis.

Esgotamento das reservas As necessidades energéticas mundiais têm vindo a aumentar, ao passo que as reservas de fontes não-renováveis diminuem a um ritmo acelerado, constituindo um problema para a sociedade atual.

Economias emergentes As potências económicas emergentes, como a China, Índia ou o Brasil, apresentam crescimento exponencial no consumo de energia sendo as duas primeiras grandes consumidoras de carvão.

Instabilidade dos preços A instabilidade dos preços do petróleo teve duas reações opostas: os países mais desenvolvidos apostaram na promoção das energias renováveis enquanto outros apostaram novamente no carvão, que como já foi referido, é a forma de energia mais poluente.


Fonte: http://ourfiniteworld.com/


Fonte: http://ourfiniteworld.com/


Fonte: http://ourfiniteworld.com/


No panorama nacional, vemos que Portugal é fortemente dependente de recursos energéticos exógenos, maioritariamente de origem fóssil. De toda a energia primária utilizada, cerca de 60% é desaproveitada. Isto acontece não só pelas elevadas perdas que as centrais térmicas comportam no processo de produção de eletricidade, mas também por aspetos estruturais, como o fraco isolamento dos edifícios, ou comportamentais, tais como, a utilização desajustada dos vetores energéticos (ex: eletricidade para fins de calor), ou a utilização de sistemas e equipamentos pouco eficientes.

Porto de Sines


Energias maioritariamente importadas Apenas 15% da energia que se utiliza em Portugal tem origem nos recursos do país tornando-o num dos países mais dependentes da utilização de energias importadas,

Utilização pouco eficiente da energia Adicionalmente, a utilização pouco eficiente da energia traduz-se em ameaças preocupantes para o país, seja do ponto de vista económico, social ou ambiental.


É primordial a implementação de medidas de eficiência energética, para que se reduza não só a dependência energética como também as emissões de CO2. A redução da dependência energética não implica diminuição das condições de conforto, mas sim o seu uso racional.


5/5

Eficiência Energética


www.energiacomvida.com

EU = ENERGIA NATURAL (EDP Gás)  

Um conjunto de informação sobre energias naturais, ideal para sessões escolares de sensibilização ambiental.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you