Page 1

seguRos Que antecipaM o futuRo

Órgão informativo dos Corretores, Clientes e Profissionais da ACE Ano 12 - No 66 - 2012

Maiseguro ace ingressa no setor de seguros de auto e lança marca para alta renda Já consagrada nos Estados Unidos, marca ACE Private Risk Services, voltada para o público de alta renda, é lançada pela primeira vez em outro país Páginas 2, 6, 8 e 9


2 0 editorial

conquistando o setor de seguros de auto ACE deverá conquistar a preferência dos clientes do segmento com soluções diferenciadas, inovadoras e sob medida Após crescer dez vezes desde o ano 2000, a ACE tomou a decisão de ingressar no competitivo mercado brasileiro de seguro de auto. A empresa considerou que já é hora de disputar a sua fatia no segmento que em 2011 movimentou R$ 21,3 bilhões, resultado que representa 28% do mercado de seguros do País. Esta atitude revela o elevado grau de maturidade da companhia, já que a operação está começando do zero e não prevê aportes da matriz global ou a incorporação de empresas que já atuam no setor. O segmento brasileiro de seguros de auto é disputado por um grande número de companhias, sendo que 16 delas faturaram mais de R$ 100 milhões no setor em 2011. Grande parte destas organizações está muito bem consolidada e identificada com o ramo, chegando a ajustar suas operações com arrojo, obtendo uma margem mínima de lucro a partir de uma ampla base de segurados. Para conquistar uma fatia expressiva deste segmento, a ACE está mantendo a sua política conservadora, de subscrever riscos com responsabilidade, a partir de critérios consagrados pela companhia em todo o mundo. A ousadia, que será fundamental para alcançar sucesso neste empreendimento, está presente no formato dos produtos que já estão sendo ofertados. Neste setor, em que as companhias miram basicamente preço e quantidade, a ACE deverá conquistar a preferência dos clientes em razão da oferta de soluções diferenciadas, inovadoras e ajustadas a nichos específicos. Atualmente, o Brasil reveza com a Alemanha o posto de quarto maior mercado de auto do mundo. De acordo com estudos, o País deverá alcançar a terceira posição no ranking global até 2016, ficando atrás somente dos Estados Unidos e China. A produção brasileira vem crescendo de forma sustentável a cifras de 5% ao ano. O setor de seguros de auto, por sua vez, vem expandindo em patamares ainda mais elevados: 15,3% e 6,5% nos anos de 2010 e 2011, respectivamente. Nesta edição de MaiSeguro, duas reportagens citam o ingresso da ACE no já poderoso e ainda promissor segmento brasileiro de seguros de auto. Uma delas conta como a empresa enxergou nesta ação uma grande oportunidade para contribuir com o lançamento da poderosa marca ACE Private Risk Services no Brasil, que passa a ser comercializada pela primeira vez fora dos Estados Unidos.

ACE Seguradora ACE MaiSeguro 2012 Edição 66

ACE Seguradora - entre em contato: São Paulo (matriz) Edifício Eluma - av. Paulista, 1.294 - 16º, 17º, 18º e 21º ands. CEP 01310-915 Tel.: 11-4504.4400 - Fax: 11-4504.4399 Belém r. dos Mundurucus, 3100 - Sala 1507 - Guamá - CEP 66073-000 Tel.: 91-3345.2008 - Fax 91-3345.2009 Belo Horizonte r. Pernambuco, 1.002 – 11º and. - Sala 1101 - CEP 30130-150 Tel.: 31-3225.3130 - Fax: 31-3225.1735 Brasília SH/Sul Q 06 – Cj. A, bloco E – Salas 1512 e 1513 - Asa Sul - CEP 70322-915 Tel.: 61-3034.8020 - Fax: 61-3034.8020 Campinas r. Conceição, 233 - 24º and. - Sala 2413 - Centro - CEP 13010-050 Tel.: 19-2511.3322 Curitiba av. 7 de setembro, 4698, Cj. 2103/2104 - CEP 080240-000 Tel.: 41-3342.8978 - Fax: 41-3342.9886 Florianópolis av. Rio Branco, nº 847 – Sala 602 - Centro - CEP 88015-204 Tel.: 48-3039.0102 - Fax: 48-3039.0802 Fortaleza av. Santos Dumont, 5753 – Sala 1501 - Papicu - CEP 60150-162 Tel.: 85-3044.0590 Goiânia r. 3, nº 880, Salas 404, 405 e 406 - Setor Oeste - CEP 74115-050 Tel.: 62-3954.2030 - Fax: 62-3954.2130 Londrina r. Dr. Elias César, 55 - Sala 606 - Centro Cívico - CEP 86015-640 Tel.: 43-3321.1444 - Fax: 43-3321.1445 Manaus r. Salvador, 120 - 3° Andar, Sala 307 - Adrianópolis - CEP 69057-040 Tel.: 92-3342.6547 Piracicaba Av. Independência, 350 - 10o andar - sala 104 - Centro - CEP 13419-160 Tel.: 11-9934.7196 Porto Alegre av. Dr. Nilo Peçanha, 2825 - Cj. 1507 - Três Figueiras - CEP 91330-001 Tel.: 51-3022.2730 - Fax: 51-3022.2063 Recife av. Gov. Agamenon Magalhães, 4779 - Sala 703 - Derby - CEP 50070-160 Tel.: 81-3038.9793 Ribeirão Preto, av. Antonio Diederichsen, 400 conjunto 308 – Edifício Metropolitan CEP 14.020-250. Tel.: 16-9717-6846 Rio de Janeiro av. Rio Branco, nº 1, Sala 1708 - CEP 20090-003 Tel.: 21-2516.2010 - Fax: 21-2516.2060 Salvador av. Tancredo Neves, 620 - Salas 2416 a 2421 - CEP: 41.820-020 Tel.: 71-3025.2800 - Fax: 71-3341.7193 Santos av. Ana Costa , 471 - Sala 710 - Empresarial Pátio Iporanga - CEP 11060 003 Tel.: 13-3877.7882 - Fax: 13-3877.7882 Vitória Av. N. S. dos Navegantes, n.o 955 sala 813 - Enseada do Sua - CEP 29050-335 Tel.: 27 3024-2574 - Fax: 27 3026-6002 ACE Seguradora - internet www.aceseguros.com.br - www.acegroup.com Siga-nos no twitter: twitter.com/ACEseguros MaiSeguro - expediente É uma publicação da ACE SEGURADORA S.A., direcionada para seus corretores, clientes e profissionais. Edição: DIZ (www.diz.com.br) Jornalista responsável: Zeca de Carvalho (MTb 15.811). Fotos: Débora Ramirez e DIZ. Coordenação editorial: Danilo Aquillas


03

poR Que o Meu negÓcio é seguRo diVulgação

uma área fascinante

Alberto Dabus (sétimo a partir da esquerda), Diretor-presidente da AD Corretora de Seguros, recebendo Prêmio da Academia Nacional de Seguros e Previdência por ter criado a primeira ouvidoria do setor em 2003

por que o seu negócio é seguro?

do que você mais se orgulha?

A área de seguros é fascinante por uma série de motivos. Desde manter, por exemplo, uma família que perdeu o seu provedor financeiro a garantir o funcionamento de uma grande fábrica após um grave incêndio. As apólices de seguros permitem que tenhamos proteção e tranquilidade. Isso me encantou desde o meu primeiro contato com o setor.

Ao longo desses 32 anos, formamos muita gente e amparamos o sonho de muitas empresas. É gratificante o reconhecimento que o mercado tem pelo desenvolvimento de um trabalho técnico e profissional como o nosso, alicerçado em princípios de seriedade e ética. Além disso, me orgulho de ter muita gente trabalhando ao meu lado, pessoas que construíram sua própria história de sucesso. Nesse caminho, venho contando com uma equipe comprometida, bem treinada, com conhecimento técnico e vocação.

fale de sua trajetória profissional Iniciei no mercado de seguros em 1975 e fundei a AD em 1980. Ainda muito jovem, comecei a trabalhar na empresa de meu avô em Bauru. Foi quando tive contato com o corretor que os atendia, da Neptunia Corretora de Seguros, cuja base era São Paulo. Sou grato a ele, Dario Ferraz e a outro diretor da Neptunia, João Urdiales Gongora, que deixaram sua marca em minha vida. Criamos uma filial da corretora em Bauru e fui convidado para ser o gestor. Em 1980, comprei a operação da empresa e fundei a AD. Depois disso, abrimos escritórios em Araçatuba (1983), São Paulo (1984) e Ribeirão Preto (2009).

fale sobre a parceria com a ace. Agilidade, comprometimento e foco são os principais pilares que sustentam esse relacionamento. Temos um canal de comunicação aberto com todos os níveis da ACE, existe uma ótima sinergia. É como se fizéssemos parte da corrente sanguínea da empresa. Na área de produto, a flexibilidade da ACE no entendimento, avaliação e gestão dos riscos é um ponto marcante.

Alberto Dabus nasceu em Bauru e atua na cidade até hoje. É casado há 32 anos com Sueli. Tem três filhos: Alberto Filho (30), Alexandre (27) e Andréa (25), além de um neto, Alberto Neto (3).

ACE Seguradora destaca seguros por Afinidades na TV A ACE, que é referência no segmento de seguros por Afinidades, falou sobre o segmento no Programa Seguro, no dia 8 de abril, às 20 horas na TV Gazeta. O apresentador Boris Ber entrevistou o Vice-presidente de Afinidades da empresa, Paulo Pereira, que lidera uma carteira de mais de 5 milhões de segurados, por meio da 70 parcerias comerciais. Paulo falou sobre a importância do segmento de Afinidades, ou seguros massificados, que distribui grandes volumes de seguros por meio de parceiros estratégicos: empresas de energia elétrica, cartão de crédito, telefonia móvel, redes varejistas etc. “Esse tipo de seguro atende todas as classes sociais, principalmente as C, D e E, incluindo pessoas que hoje não têm acesso a uma conta corrente em banco”, explicou. O executivo também abordou um dos principais desafios do segmento, que são os seguros mais populares, a preços de 3 a 4 reais. “O modelo de cobrança é fundamental para viabilizar essas proteções: a conta de luz, a fatura do cartão e outras”, ressaltou.. Ele lembrou que esse tipo de produto pode ser comercializado por corretores de todos os portes. “A ACE tem um programa para treinar corretores neste modelo de distribuição, quais os produtos disponíveis e quais suas características. O corretor pode contar com a experiência da ACE para a estruturação de um programa de seguros em um cliente e até para a negociação. Quando chega uma oportunidade por meio de um corretor, vamos até o final com ele”, destacou. Paulo citou um programa tradicional da empresa no setor massificado, tocado em conjunto com as empresas de distribuição de energia elétrica. Essa iniciativa oferece um grupo de proteções a 4 reais, por exemplo. A entrevista pode ser acessada no site do programa: www.programaseguro.com.br

Paulo Pereira

ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


4 0

2011

ACE cresce 15,2% e amplia investimentos Desde 2000 a companhia chegou a crescer 10 vezes de forma vegetativa, sem aportes da matriz e sem adquirir outras empresas

Brasil Ao saltar mais duas posições em 2011, a ACE Brasil passou a constituir a terceira maior unidade dentro da operação mundial da companhia

Em ativos totais, a ACE atingiu o valor de R$ 1,03 bilhão em 2011. O montante é 22,9% superior ao do ano anterior

ACE Seguradora faturou R$ 918,9 milhões em prêmios emitidos no ano de 2011. O resultado representa crescimento de 15,2%, na comparação com o ano anterior. Em ativos totais, o valor chegou a R$ 1,03 bilhão, montante 22,9% superior ao de 2010. A companhia comemorou a sua expansão contínua no Brasil, uma vez que faturou R$ 94 milhões em seu primeiro exercício completo no país em 2000. O crescimento, de 10 vezes no período, foi feito de forma vegetativa, sem aportes da matriz que se encontra na Suíça e sem aquisição de outras empresas. Ao longo de 2011, a ACE reinvestiu grande parte do valor arrecadado no seu processo de expansão geográfica, ampliação das instalações de sua matriz em São Paulo, lançamento de novos produtos, contratação de novos profissionais e desenvolvimento da capacidade de sua equipe. No período, a equipe de profissionais da companhia chegou a dobrar de tamanho. ACE MaiSeguro 2012 Edição 66

A fatia representada pela ACE Brasil no Grupo ACE (veja matéria ao lado) vem aumentando gradativamente. Em 2011, a empresa saltou duas posições e passou a constituir a terceira maior unidade dentro da operação mundial. Expansão geográfica Em 2011, a companhia aumentou a presença física no Brasil ao inaugurar mais oito filiais, completando 18 unidades no país. O que mais chama a atenção neste projeto é o fato de que a ACE montou estruturas regionais que contam com especialistas nas diversas linhas de negócio e que atuam apenas no local. Por conhecerem com profundidade o mercado de


suas respectivas regiões, estes profissionais estão propondo soluções com qualidade diferenciada para as demandas apresentadas por parceiros e clientes que operam na área. Ampliação da matriz Para atender ao seu crescimento e buscar maior sinergia entre as áreas, a ACE duplicou o espaço que a sua matriz vinha ocupando no endereço da avenida Paulista, em São Paulo. Neste processo, a distribuição das áreas foi reestruturada e o mobiliário redesenhado. Com a mudança, a empresa passou a acomodar melhor todos os colaboradores, proporcionando uma agilidade ainda maior no atendimento. Agora, as instalações da ACE passam a ocupar 3,5 mil m2 de área.

gRupo ace

05

bons Resultados da opeRação Mundial

Lançamento de novas linhas de produtos Desde o final de 2011, a ACE Seguradora está levando seu diferencial e qualidade para um novo segmento de atuação, o seguro de automóvel. A companhia está fazendo isso considerando sua tradição e portfólio voltados para o segmento corporativo. Esta iniciativa está sendo realizada no setor de Frota e dentro da nova linha de produtos da marca ACE Private Risks Services (veja matérias nesta edição). Ações pioneiras A ACE também lançou no Brasil o primeiro produto de riscos ambientais que oferece as coberturas necessárias em prol da preservação do meio ambiente. Entre outras inovações, a empresa ainda apresentou um novo seguro na área de Linhas Financeiras para gestoras de fundos de investimento e a primeira cobertura do País para casos de bullying, voltada para escolas, na área de Responsabilidade Civil Profissional. Investimento na equipe Para dar suporte a este processo de crescimento, a ACE destinou grande parte de seus investimentos ao longo de 2011 para a contratação e treinamento de seu pessoal. Para atrair e reter os profissionais mais talentosos do mercado de seguros e resseguros, a ACE vem oferecendo pacotes de benefícios altamente competitivos que oferecem um cuidado especial com relação à saúde, segurança e qualidade de vida. A empresa está também realizando treinamentos regulares a fim de que os seus profissionais adquiram conhecimentos cada vez mais profundos em seguros e resseguros.

pRÊMios eMitidos da ace Em milhões de R$

918,9

eM 2011

797

eM 2010

eM 2009

Companhia está presente em mais de 50 países

Em 2011, o Grupo ACE registrou US$ 87,5 bilhões em ativos e US$ 20,8 bilhões em prêmios brutos emitidos. O lucro operacional, após os impostos, foi de US$ 2,4 bilhões. A companhia se destacou no período entre as cinco maiores organizações do mundo no ramo de Property & Casualty, que reúne as áreas de Riscos Patrimoniais, Riscos de Engenharia, Energia, Transportes e Responsabilidade Civil Geral. Há cinco anos, a empresa se encontrava em 11º lugar neste ranking. Os resultados do Grupo ACE em 2011 foram beneficiados por um expressivo crescimento orgânico da companhia, sobretudo na Ásia e América Latina. Também contribuíram com o resultado positivo as aquisições de companhias seguradoras no final de 2010 na Malásia, Coreia do Sul e Hong Kong. Nesta época, a ACE chegou a incorporar nos Estados Unidos a principal operação local de seguros voltada para a área agrícola. As aquisições, que somaram US$ 1,75 bilhão, foram feitas logo após a fase mais aguda da crise mundial de crédito, período em que a ACE se manteve rentável. O bom desempenho do Grupo ACE foi obtido ao longo de um ano em que os prejuízos advindos das catástrofes internacionais bateram um novo recorde. Entre os principais eventos, destacaram-se o terremoto seguido de tsunami no Japão e Nova Zelândia e inundações na Austrália e Tailândia, além de graves tornados nos Estados Unidos. Estima-se que as perdas do mercado alcançaram o valor de US$ 105 bilhões, o dobro do prejuízo registrado no ano anterior, de US$ 48 bilhões. No período, as condições de negócio se encontraram particularmente desafiadoras tendo em vista a crise na zona do Euro, a desaceleração na retomada da economia americana e a chamada primavera árabe. O Grupo ACE constitui uma das maiores operações globais de seguros e resseguros. A organização está presente em mais de 50 países e conduz negócios em 140 nações.

627,6

ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


6 0

nova frente

ace inicia operação no segmento de auto

Diferenciais As coberturas do produto ACE Auto Frota vão além das proteções similares que se encontram no mercado

Um dos diferenciais é a opção de carro reserva com ar condicionado por 30 dias e cobertura para vidros, que abrange para-brisa, laterais, faróis, lanternas e retrovisores

ACE Seguradora, que iniciou atividades no Brasil em 1999 e já disputa no País a liderança de segmentos de seguros como Afinidades, Transportes, D&O, Energia e Responsabilidade Civil, está ingressando no competitivo setor de Auto. Para iniciar os negócios nesta área, a empresa contratou uma equipe de profissionais com mais de 20 anos de experiência no segmento. Eles estão trabalhando sob a liderança do Presidente da ACE no Brasil, Farid Eid Filho, que é um dos criadores do atual perfil do seguro de Auto, que passou a ser adotado pelo mercado nos últimos anos. O questionário baixou de forma expressiva a sinistralidade do setor, permitindo a prática de preços mais em conta para o consumidor final. Para iniciar a carteira a partir do zero, a ACE está primeiramente concentrando as suas ações nos nichos de Auto Frota e Alta Renda. “Na área de Auto Frota a ACE está complementando o seu leque de produtos para clientes corporativos. Este público já contrata da empresa soluções inovadoras e sob medida em setores como Riscos Patrimoniais, Riscos de Engenharia, Vida e outros”, afirma Adalber Alencar, Diretor de Personal Business Insurance da ACE. O executivo projeta fechar o ano com cerca de 15 mil itens segurados na carteira. Já com relação ao nicho de Alta Renda, a ACE passa a oferecer no Brasil o seguro de auto por meio de uma grife em que a companhia consolidou nos Estados Unidos ao longo dos últimos 15 anos – veja matéria nas páginas 8 e 9. Alta tecnologia e diferenciais competitivos Para atuar no ramo de Frota, a ACE também implantou um sistema com alta tecnologia, customizado para atender corretores e clientes de maneira ágil e eficiente. O produto da companhia ACE MaiSeguro 2012 Edição 66

para este setor fornece coberturas para grupos de veículos com até mil unidades. Os veículos de passeio constituem o foco principal, mas caminhões também podem ser incluídos na apólice. As coberturas são as mesmas de um seguro de automóvel, com vários benefícios. “A diferença está no aspecto operacional, já que uma única apólice agrupa todos os veículos de um mesmo segurado, facilitando o gerenciamento, bem como a precificação, que é diferente da aplicada a um veículo individualmente”, afirma Adalber Alencar. O ACE Auto Frota conta com Assistência 24 horas e vai além das coberturas normais de veículos. Um dos diferenciais é a opção de carro reserva com ar condicionado por 30 dias e a cobertura para vidros, que abrange para-brisa, laterais, faróis, lanternas e retrovisores, inclusive para os blindados. O pacote de benefícios também inclui a cobertura de extensão de perímetro para todos os países da América do Sul, assim como o reboque sem limite de quilometragem. Estima-se que o percentual de seguro de Auto Frota seja de 10 a 15% do prêmio bruto do mercado de automóvel, ou seja, em torno de R$ 2 bilhões.


07

O projeto de expansão geográfica da ACE hoje conta com 18 filiais dispostas de forma estratégica em todo o Brasil

rede de filiais expande 32% o longo de 2011, o novo projeto de expansão geográfica da ACE no Brasil inaugurou estruturas regionais capazes de cotar e tomar decisões localmente, com rapidez. Com esta reformulação, a companhia passou a oferecer aos corretores de seguros a oportunidade de negociar diretamente com profissionais que possuem elevado grau de especialização em seguros e, além disso, contam com profundo conhecimento sobre o mercado local. “Desta forma, clientes e parceiros estão ganhando muito em agilidade e na capacidade de criar soluções inovadoras para cada tipo de situação, por mais particular que seja”, diz Amauri Santi, diretor de Filiais da ACE. Tendo em vista este expressivo diferencial competitivo, o conjunto das unidades intensificou o seu ritmo de crescimento em 2011, alcançando faturamento de R$ 220 milhões. Em relação ao ano anterior, a expansão foi de 32%. As sedes regionais A primeira estrutura regional da ACE foi criada no Sul. Para tornar isto possível, a Filial Curitiba passou por várias transformações a fim de abrigar a Regional Sul, que passou a dar suporte às Filiais da capital paranaense, Porto Alegre, Florianópolis e Londrina. Com as mudanças, o número de profissionais da ACE na região triplicou. A segunda estrutura regional da ACE foi criada no Norte e Nordeste. Para sediar a operação, a Filial Salvador foi totalmente reformulada para abrigar dezenas de novos profissionais que passaram a atuar no suporte às transações locais. Estes colaboradores operaram a partir das unidades já estabelecidas na capital baiana e Belém, além das novas sucursais inauguradas ao longo do ano: Recife, Fortaleza e Manaus.

A terceira estrutura regional, sediada no Rio de Janeiro passou a sustentar as transações realizadas a partir das unidades da capital carioca, Belo Horizonte e Goiânia. Além disso, foram inauguradas duas novas unidades dentro desta mesma estrutura: Brasília e Vitória. A quarta região possui duas áreas de influência. Uma delas engloba o interior de São Paulo (a partir de um raio de 120 km da capital), sul de Minas Gerais e os estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Neste grande espaço foi inaugurada a Filial de Ribeirão Preto no final de 2011. A segunda área de influência compreende as sucursais situadas dentro do raio de 120 km da capital paulista, como Santos e Campinas. O projeto de expansão geográfica da ACE hoje conta com 18 filiais, quatro regionais e 90 profissionais. Este conjunto já movimenta um montante semelhante ao obtido pela soma dos resultados da companhia na Argentina e no Equador. Com relação aos investimentos em agilidade, as filiais contam com uma inovação que a ACE está introduzindo em seus escritórios no mundo. Trata-se de uma ferramenta que coordena, unifica e fornece segurança para todas as rotinas de Tecnologia da Informação. Em termos de telefonia, o contato com a Matriz em São Paulo agora exige apenas o acionamento de um dos ramais. Adaptando soluções que antecipam o futuro Em 2012, a ACE vai continuar investindo neste modelo de expansão geográfica, incrementando as operações já constituídas e criando novas unidades. O objetivo da empresa é levar aos parceiros e clientes de todo o Brasil a oportunidade de adaptar, no mercado local, soluções que muitos imaginam ser possível apenas no futuro. ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


8 0

ACE Private Risk Services

ACE lança marca paRA ALTA RENDA no brasil Grife consagrada nos Estados Unidos é lançada pela primeira vez em outro país. A iniciativa viabiliza sistema web ainda inédito no mercado segurador brasileiro marca ACE Private Risk Services, que nos Estados Unidos há 15 anos identifica produtos de seguros desenhados especificamente para o público de alta renda, está sendo exportada pela primeira vez e tem o Brasil como destino. A grife está inaugurando no mercado brasileiro uma nova forma de oferecer seguros, por meio de um sistema web. Ele permite calcular, de forma instantânea, descontos progressivos, na medida em que novas proteções são adquiridas, gerenciando um sistema multiapólice, que confere ainda mais agilidade ao processo.

Pioneirismo O mercado brasileiro de seguros está conhecendo o primeiro sistema web de gerenciamento de apólice

“Esta ferramenta, de alta tecnologia, ainda não existe no Brasil e deverá agradar tanto corretores quanto consumidores, pois todo o patrimônio segurado poderá ser gerenciado com facilidade”, afirma Adalber Alencar, Diretor de Personal Business Insurance da ACE. O sistema calcula de forma automática descontos progressivos que são gerados na medida em que novas apólices são emitidas para o mesmo consumidor. Além disso, o corretor pode realizar um acompanhamento eficaz das apólices de cada segurado alta renda, bem como gerenciar as informações de cada cliente. “Isso dá maior velocidade à

subscrição e emissão. O cliente ainda poderá obter mais descontos ao agregar o patrimônio de outras pessoas vinculadas a ele tais como filhos, cônjuge, agregados, empregados etc.”, complementa. O segurado vai também dispor de um atendimento pelo sistema 0800 nas 24 horas do dia para obter suporte imediato e consultoria para os seus riscos. Preenchendo uma lacuna “Tendo em vista o potencial de mercado e a falta de boas ofertas para o segmento de alta renda, aproveitamos todo o know-how de nossa divisão ACE Private Risk Services no exterior, para introduzirmos e adaptarmos este conceito no mercado brasileiro”, explica Adalber. Ele diz

Em caso de roubo ou furto da residência, por exemplo, o segurado terá direito a reposição de seus pertences com valor sem depreciação pelo uso ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


Rating

09

Moody’s reafirma força financeira da ACE em aaa

Valor de zero quilômetro para auto pode chegar a um ano que, atualmente, os clientes de alta renda, em sua maioria, contratam seguros não diferenciados porque desconhecem um produto que possa atendê-los de forma adequada no mercado. “Com isso, estamos preenchendo esta lacuna, minimizando as ameaças à riqueza pessoal e à segurança destes indivíduos, por meio de produtos de seguros inovadores, soluções inteligentes e serviços personalizados de consultoria de risco”. A marca ACE Private Risk Services está mirando pessoas que possuem bens como casas, automóveis, embarcações, obras de arte, joias e vários outros artigos. Alguns dados mostram que este público-alvo é relativamente extenso no Brasil. Uma pesquisa realizada pela ACE levantou que atualmente o País possui uma população de 147 mil pessoas com aplicações em dinheiro acima de R$ 1,7 milhão. Conforme dados da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), somente entre março de 2010 e o mesmo mês de 2011 foram vendidas no Brasil mais de 335 mil propriedades acima de R$ 2 milhões. O sistema desenvolvido com plataforma web facilita bastante a comunicação da ACE com os clientes corretores, tais como: cadastro (com login e senha), aviso de cotação a expirar, aviso de renovação, carta de inadimplência e outros eventos. “Único no mercado, o sistema é robusto para os corretores, fácil de trabalhar e confere maior autonomia para estes parceiros”, afirma Fábia Coine, Gerente Comercial da ACE Private Risk Services. “Por outro lado, o cliente

ainda ganha em economia por fazer todos os seus seguros do patrimônio com a mesma seguradora, o que proporciona um serviço de gerenciamento de riscos ainda mais eficaz”, observa. Coberturas inéditas A ACE Private Risk Services oferece ao público de alta renda várias coberturas ainda inéditas no mercado brasileiro. Em caso de roubo ou furto da residência, por exemplo, o segurado terá direito a reposição de seus pertences com valor sem depreciação pelo uso. Em caso de sinistro, a ACE poderá implantar dispositivos para evitar novos eventos, sem custos adicionais. Além disso, a avaliação de joias e objetos de arte é feita por profissionais reconhecidos no mercado, entre outras novidades. Com relação ao auto, o seguro garante cobertura com valor de zero quilômetro por até 6 meses, prorrogável para um ano. Os bens existentes no interior do veículo, abrangência em toda a América do Sul e vários outros itens diferenciados estão previstos para o segurado. Os serviços voltados para o segurado nas 24 horas do dia são bastante amplos. O cliente poderá contar com este benefício até mesmo quando estiver como passageiro em auto de terceiros. Motorista particular, despachante, assessorias (em gastronomia, enologia e artes), serviço multiviagem (com assistência médica), amparo de crianças, segurança em caso de sinistro e até mesmo orientação de carreira profissional são alguns dos itens inéditos.

A Agência de Classificação de Riscos Moody’s reafirmou o rating de força financeira da ACE Seguradora em Aaa. De acordo com o relatório, a companhia relatou ganhos fortes, com altos retornos sobre o capital, resultados sólidos de subscrição e índices combinados de forma consistente abaixo de 97%. Conforme a Moody’s, a ACE Seguradora continua a ter uma carteira bem equilibrada de negócios. “O portfólio da empresa na área de Vida em Grupo também vem crescendo rapidamente desde o seu lançamento no final de 2007 e agora responde por cerca de 18% do prêmio retido total”. O relatório afirma que a ACE Seguradora tem uma posição de liderança em alguns dos seus principais segmentos de atuação, tais como D & O, Responsabilidade Civil Geral e Linhas Financeiras. “A empresa também está entre os players mais importantes no segmento de seguros massificados - que, embora resulte em índices mais elevados de despesas de subscrição, criou uma forte diferenciação em relação às outras seguradoras independentes. A empresa é capaz de ter um alcance mais amplo de distribuição, similar aos de empresas locais associadas a bancos”. A Moody’s diz que vê a rentabilidade da ACE Seguradora como uma força de crédito distinta. “Os ganhos globais da empresa continuam muito sólidos e acima de seus pares. A rentabilidade da ACE Seguradora é apoiada por sua abordagem de subscrição reconhecidamente disciplinada, resultando em baixos índices combinados sofridos e lucros sólidos de subscrição”.

“Ganhos globais acima de seus pares”

ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


0 1

transportes

crescimento em cenário de intensa competição rescer com resultado, em um mercado extremamente competitivo. Esse foi o desafio vencido pela ACE no segmento de Transportes. No ano passado, a companhia obteve neste setor uma expansão de 15% nos prêmios brutos em relação a 2010.

a cada dia mais reconhecida quanto à sua especialização no segmento de Transportes, oferecendo soluções sob medida ao mercado”, afirma.

“Essa conquista é fruto de nosso projeto de expansão geográfica, que tem contribuído de forma decisiva com o desempenho da carteira de Transportes. Ao mesmo tempo, devemos destacar o serviço especializado que a ACE oferece aos segurados e corretores, fazendo a diferença na contratação de seguros e na manutenção dos clientes”, destaca Mairton Machado de Souza, Vice-Presidente de Transportes.

Destaque

No ranking do segmento, a ACE permaneceu em terceiro lugar, conforme as estatísticas disponíveis no mercado. Mairton conta que o crescimento sólido da carteira está aliado a um controle efetivo no índice de sinistralidade, que é inferior ao do mercado. Isto decorre do trabalho de prevenção de perdas que a companhia pratica. “A ACE vem se tornando

O principal destaque da carteira de Transporte da ACE foi o Transporte Internacional e Nacional de embarcadores, que apresentou crescimento de 35%, devido principalmente ao diferencial oferecido pela capacidade de retenção de riscos da ACE, que pode subscrever riscos superiores a US$ 100 milhões neste disputado segmento.

Mairton Souza Para esse ano, Mairton vislumbra um grande desafio, “considerando o ambiente econômico em que vivemos, com queda de juros e certa desaceleração no mercado global, com reflexos no nosso mercado”. A área planeja seguir crescendo, por meio da ampliação de sua rede de distribuição e do lançamento de novos produtos.

pequenas e médias empresas

sistema adequado ao corretor de seguros permite bons resultados m 2011, a área de Pequenas e Médias Empresas (PME) da ACE obteve um crescimento em prêmios de 9,2% em relação a 2010. “Nosso sucesso demonstra ao mercado que temos foco e que somos uma seguradora com know-how no segmento e também demonstra nossa flexibilidade bem como estrutura de sistemas adequada às necessidades dos corretores”, destaca Gislene Giroto, Gerente Comercial de PME. O desafio para 2012 é ainda maior, pois a meta é alcançar um nível ainda mais alto de produtividade. Gislene explica que a expansão obtida é fruto da qualidade técnica e comercial da equipe, considerando a estratégia de implantação de profissionais especializados na área em cada uma das regionais e no atendimento diferenciado aos corretores parceiros.

Gislene Giroto

Os produtos de PME da ACE podem ser facilmente contratados por meio eletrônico. Uma das proteções mais procuradas em 2011 foi o ACE Comércio e Serviços, que é bastante abrangente. A demanda por este produto tem subido fortemente”. Outro produto que merece ser ressaltado é o RC Profissional para corretores de seguros. “Ele tem projetado de forma muito clara os diferenciais da ACE no mercado”, destaca Gislene.

Entre os desafios e conquistas de 2011, ela destaca o aumento expressivo de parceiros e corretores na base de clientes, manutenção de um índice elevado de renovações e implantação de novos programas, além do desenvolvimento dos já existentes. “A consciência do time da ACE é um dos nossos diferenciais, pois contamos com uma equipe especializada e muito comprometida com o resultado”. Além da expansão geográfica, o crescimento da ACE no segmento de PME em 2012 vai ser buscado por meio de uma maior automatização dos produtos para facilitar a distribuição junto aos corretores, além da identificação de novas oportunidades. Já estão previstos novos produtos para a linha de PME. Também será implantado um novo sistema que possibilitará maior autonomia e agilidade aos corretores nas cotações e emissões das apólices de seguros. ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


11

linhas finanCeiras

nas primeiras posições do ranKing a área de Linhas Financeiras, a ACE obteve um crescimento no prêmio bruto de 14% em relação a 2010. Com isso, manteve a segunda melhor posição no segmento em termos de produtividade, conforme o ranking do mercado segurador brasileiro publicado pela Susep. A carteira compreende os produtos de Responsabilidade Civil Profissional (veja matéria abaixo), Instituições Financeiras e RC para Executivos (D&O - Directors and Officers). Apenas no setor de D&O, a empresa alcançou um aumento na produção de 25,6%, segundo a Susep. Dados da entidade indicam que o mercado cresceu 14,6%. A meta é manter a alta produtividade em 2012. “Tivemos um bom crescimento, considerando a atual conjuntura do mercado, de alta competitividade e vários players atuando no segmento”, destaca Leandro Martinez, Diretor de Linhas Financeiras. “Esses dados indicam que a ACE é uma competidora de peso, pois é uma das pioneiras neste setor de seguros no Brasil. Além disso, não está apenas aproveitando uma onda do mercado. Nosso projeto de Linhas Financeiras é de longo prazo”. Um dos fatores do crescimento foi o lançamento de novos produtos. O IMI, sigla em inglês para Investment Management Insurance, é um dos que vêm obtendo sucesso. Ele é destinado à proteção das gestoras de fundos de investimento, realizando a junção de dois seguros em um: D&O e E&O. Da mesma forma, o novo clausulado de D&O é outra conquista da área em 2011, que vem tendo grande aceitação do mercado. Ele traz um novo texto, escrito com o objetivo de tornar a linguagem mais clara, permitindo a melhor interpretação dos termos técnicos adotados. “A ACE é especialista no segmento de Linhas Financeiras no mundo inteiro. No Brasil, estamos impondo o mesmo ritmo e formas de trabalho que a empresa tem em outros mercados”, destaca Leandro.

Leandro Martinez

Em 2011, a ACE investiu no fortalecimento de sua estrutura em Linhas Financeiras e conta hoje com uma das maiores equipes do segmento. Esse time, que foi totalmente reestruturado, é formado por profissionais especializados e competentes, atuando de forma coesa. “Hoje, o corretor que ligar na ACE, a qualquer momento, vai conseguir falar com um de nossos especialistas. Também contamos com subscritores nas regionais”. Leandro considera que 2012 será um ano de consolidação da área. “Estamos sempre olhando as demandas do mercado e buscando novos produtos para atendê-las”, finaliza.

resPonsabilidade Civil Profissional

novamente no topo Em 2011, a ACE consolidou a carteira de Responsabilidade Civil Profissional (RCP), que se manteve em primeiro lugar pelo terceiro ano consecutivo no ranking divulgado pela Susep (Superintendência de Seguros Privados). A área da ACE voltada para RCP, também conhecido pela sigla E&O (Erros and Omissions), vem obtendo bons resultados junto a vários segmentos profissionais. No setor de saúde, por exemplo, a sua linha de produtos conhecida como Medmal obteve em 2011 um crescimento de 30,9% em relação ao ano anterior. Um dos destaques da ACE no segmento é a análise de risco. “Hoje a ACE tem uma analise firme e um clausulado claro, que oferece ao segurado o produto que ele realmente precisa”, destaca Rodrigo Granetto, da área de Linhas Financeiras, responsável pelos produtos de RCP. No ano

passado, foram promovidos diversos eventos para divulgar os produtos de RCP para várias categorias em diversas cidades do Brasil. Esta linha de produtos da ACE se destaca pela amplitude das coberturas, serviço agregado e, o mais relevante, custo acessível. Na área de saúde, o valor mínimo de contratação para médicos e dentistas é bem menor que o seguro de auto. Em 2012, a ACE vai buscar um forte crescimento no prêmio bruto. Para isso, a área de Linhas Financeiras montou uma equipe para trabalhar intensamente no segmento de RCP e no nicho de Medmal, que vem se consolidando no mercado. “Monta-

Rodrigo Granetto mos um time forte, temos um produto competitivo e oferecemos ao mercado nossa capacidade de criar produtos e atuar em nichos em que os outros não exploram”, ressalta Rodrigo. “A ACE tem um conhecimento mundial em RCP e estamos trazendo para o Brasil o que a companhia tem de melhor lá fora”.

ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


2 1

riscos patrimoniais

Mercado reconhece inovações afirma Fernando Javier Hambra, Diretor de Riscos Patrimoniais, Engenharia e Energia.

Bons resultados alcançados com base em novas iniciativas ACE encerrou 2011 com um crescimento no prêmio bruto de 130% em Riscos Patrimoniais na relação com 2010, superando as metas previstas. O resultado é fruto de uma estratégia focada em novas iniciativas, expansão geográfica e novos produtos. A meta é manter uma boa produtividade em 2012. Por meio da rede de filiais, a área de Riscos Patrimoniais da ACE ampliou a sua presença física em outros mercados e regiões, atingindo um maior o número de corretores parceiros e clientes. “Ao mesmo tempo, nós mantivemos o foco no desenvolvimento de proteções específicas para os setores de comércio e serviços, em que a ACE atua com capacidades e soluções diferenciadas”,

Um dos principais fatores que explica a boa performance da área de Riscos Patrimoniais em 2011 foi a entrada da ACE no segmento de Riscos Diversos – Equipamentos. Este setor é constituído por seguros que cobrem danos decorrentes de causas externas a equipamentos móveis ou estacionários tais como máquinas industriais e comerciais. Já em seu primeiro ano de atuação, a companhia obteve desempenho destacado no segmento, principalmente nos nichos de construção, eventos e área médica – oferecendo, para esta última, soluções para equipamentos hospitalares. “Um dos nossos maiores desafios vencidos foi o desenvolvimento de produtos massificados para equipamentos”, explica Hambra. Para 2012, a meta é focar em negócios que não afetem a sinistralidade da linha. A área vai manter os produtos já lançados e analisar novas oportunidades em outros segmentos.

riscos de engenharia

especialização faz a diferença o ano passado, a ACE cresceu 65% no prêmio bruto na carteira de Riscos de Engenharia em relação a 2010. Com isso, nesta área, a empresa também superou de forma significativa a meta para o ano. “Os números indicam uma companhia consistente e firme como subscritora e provedora de soluções diferenciadas no segmento”, destaca Fernando Javier Hambra. Ele conta que, para 2012, a meta é manter o forte ritmo de crescimento. A ACE, que se destaca entre as líderes mundiais em seguros e resseguros, se diferencia no segmento de Riscos de Engenharia em razão de sua forte especialização no setor e por sua capacidade de aceitar grandes riscos. A companhia oferece aos seus segurados qualidades essenciais para este segmento: solidez financeira, vasta experiência como uma das principais resseguradoras do mundo e reconhecida expertise na análise deste tipo de risco. ACE MaiSeguro 2012 Edição 66

Um dos fatores responsáveis por este bom resultado foi a expansão geográfica, com a abertura de novas filiais. “Nós fortalecemos a imagem da ACE como especialista em Engenharia também nas filiais”, destaca Hambra. Neste segmento, a ACE também fechou vários contratos em grandes obras de infraestrutura. “Esta conquista também é resultado de uma estratégia com foco em corretores especializados em Riscos de Engenharia e junto a clientes com projetos de investimentos”, afirma Hambra. Com o resultado de 2011, a empresa se consolida entre as seis

maiores companhias de seguros do segmento.

Fernando Hambra


13

energia

sinistros

clientes detêm 30% da energia gerada

implantação de métricas contribui com desempenho A área de Sinistros da ACE é reconhecida no mercado pela sua rapidez e eficiência no atendimento a esses eventos. Isto é essencial para um bom resultado na regulação dos sinistros. Com uma equipe de 65 pessoas, a área está dividida em nove setores, de acordo com os negócios da ACE. O crescimento apresentado pela companhia em suas diversas áreas em 2011 representou um desafio para este departamento. “Mesmo assim, todas as expectativas locais e regionais foram superadas. Vamos manter esse mesmo caminho durante o primeiro semestre de 2012”, afirma Daniel Meneghin, responsável pelo departamento de Sinistros da ACE. Visando a especialização constante, a área promoveu, de junho a dezembro de 2011, 12 palestras ministradas por especialistas da companhia e do mercado segurador. As apresentações fazem parte do Ciclo de Capacitação e Expertise em Sinistros que tem duração até dezembro de 2012. Ao todo, serão realizadas 38 apresentações.

ACE é uma das líderes globais no segmento

m 2011, a ACE obteve um crescimento no prêmio bruto de 26,5% na área de Energia em relação a 2010. Com isso, acumula expansão de quase 80% em dois anos. “A companhia é uma das líderes globais no segmento de Energia. O resultado mostra como o nome da ACE está sendo reconhecido pela participação em negócios nesse setor também no Brasil”, afirma Fernando Javier Hambra, Diretor de Riscos Patrimoniais, Engenharia e Energia. Grande parte desse crescimento é fruto do excelente desempenho da ACE e de sua estratégia nos nichos de pequenas hidroelétricas e parques eólicos. Desde 2010, a companhia está atendendo a empresas que, juntas, são responsáveis por cerca de 30% do mercado de energia gerada no Brasil. No total, a ACE possui 130 usinas em sua carteira. Hambra explica que, além da expansão da carteira, o bom resultado da área é fruto de um rigoroso processo de subscrição, que envolve a escolha e análise dos riscos. “Tudo isso aliado a uma estratégia de cross-selling com outras linhas como Responsabilidade Civil e Engenharia”. No setor, a ACE atua com Riscos Operacionais e Riscos Nomeados, com proteções contra danos patrimoniais e lucros cessantes. Entre os diferenciais da companhia nesse segmento estão o alto grau de especialização de sua equipe e a agilidade, considerando a grande capacidade de retenção de riscos por meio do acesso à sua rede mundial de resseguros.

Para manter o diferencial de qualidade e a eficiência no atendimento, a área de Sinistros conta atualmente com várias métricas que permitem a mensuração do nível de desempenho dos setores e das pessoas. Um dos principais indicadores é o estoque de casos, controlado por tempo e por linha de produção. Outro indicador permite contabilizar o tempo gasto por caso, por linha e por pessoa. Este tipo de controle ainda torna possível a administração, em detalhes, da performance do atendimento por ano, mês, dia e hora. Em função do emprego dessas métricas, esse ano a ACE Brasil vai participar, pela primeira vez, da Conferência Global de Sinistros da companhia, em uma posição de destaque, apresentando dois projetos: métricas de detecção e prevenção de fraudes e plano de aproveitamento e produtividade de funcionários. A expectativa é manter o elevado nível de qualidade em 2012 e trabalhar de forma focada nas melhorias necessárias, ao mesmo tempo em que a empresa acelera o seu ritmo de expansão. “A ACE está crescendo em vários segmentos, lançando novas linhas e inovando na cobertura de riscos especiais”, finaliza Meneghin.

Em 2012, a companhia estará também concedendo um olhar especial para os negócios com alta volatilidade. ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


4 1

responsabilidade civil geral

resultados demonstram especialização no setor semelhantes. Outro diferencial do produto é a facilidade para contratação.

Foco A ACE está atuando em RCG com profissionais especializados em nichos específicos

Pioneirismo em riscos ambientais

m 2011, a ACE obteve um crescimento no prêmio bruto de 16,77% em relação a 2010 na área de Responsabilidade Civil Geral (RCG). “Os números indicam que soubemos entender as necessidades dos nossos clientes e estamos preparados para uma realidade cada vez mais competitiva, tal como o mercado de seguros vem se tornando”, destaca Rodolfo La Vitola, Diretor de RCG. A meta é crescer ainda mais em 2012. A ACE vem se mantendo na quinta posição no ranking do segmento, cada vez mais perto do quarto colocado, enquanto outros players oscilam. Isto demonstra que a companhia possui uma política bem definida para o setor. “Um dos fatores que contribuíram para a expansão foi a descentralização do atendimento, com subscritores da área atuando em todo o Brasil”, afirma Daiana Paula, Coordenadora de RCG nas regionais. A área também destacou profissionais atuando em nichos específicos como RC Obras, Riscos Ambientais, RC Eventos e RC Geral. “Esse aspecto, somado ao nosso novo clausulado diferenciado, nos concedeu ampla vantagem competitiva no mercado”, ressalta Danilo Uhlmann, Coordenador de RCG em São Paulo. Melina Fonseca, Coordenadora de RC Obras, ressalta que este produto foi muito procurado em 2011, tendo em vista o crescimento nas construções civis, principalmente com foco nas obras do PAC e infra-estrutura para a Copa do Mundo 2014 e Jogos Olímpicos de 2016.

Esse novo seguro tem atraído a atenção dos corretores e principais executivos das empresas, pois supre uma lacuna do mercado. “Nossa apólice oferece ampla cobertura, se justapondo a riscos excluídos por outras apólices de seguros convencionais, tais como o patrimonial, responsabilidade civil e transportes.” comenta Bruno Temponi, Subscritor Sênior de Riscos Ambientais e responsável pelo produto. Por esta razão, a companhia vem obtendo sucesso na venda de coberturas de Riscos Ambientais em pacotes conjuntos com outras linhas de seguros como RC Geral e RC Obras. A apólice oferece amparo em caso de perdas e danos materiais, corporais e morais, além de cobrir os prejuízos a recursos naturais. A proteção também abrange a limpeza e descontaminação das áreas de propriedade do cliente, em caso de poluição súbita ou gradual. As coberturas se estendem às compensações ambientais, lucros cessantes de terceiros, custos de restauração de bens móveis e imóveis, tanques subterrâneos de armazenagem, transporte contingente, locais de descarte de resíduos, custas judiciais, honorários advocatícios e periciais na defesa do segurado, dentre outras.

Pioneirismo em Riscos Ambientais Outra conquista da ACE em 2011 foi o lançamento pioneiro dos novos produtos de Riscos Ambientais, que oferecem as coberturas necessárias à preservação do meio ambiente, assim como proteção patrimonial e financeira a fim de que os clientes prossigam com seus negócios em momentos adversos. Em situações de poluição, a apólice defende também os bens coletivos tais como a fauna, flora, ecossistemas, habitats naturais, solo, subsolo, atmosfera e águas, dentre outros recursos ACE MaiSeguro 2012 Edição 66

RC Obras: procura intensa


15

reconhecimento responsabilidade civil geral

ace obtém três importantes premiações ve representada por seu principal executivo, Helio Noguti, enquanto o Vicepresidente de Afinidades da ACE recebeu a homenagem pelos seguros Residenciais.

Farid: Homem de Seguros do Ano

m 2011, o Grupo ACE foi premiado em três importantes categorias no Prêmio Segurador Brasil. Uma das premiações destacou a companhia como a dona do melhor desempenho do mercado em seguros Residenciais. O segundo reconhecimento laureou a operação de Resseguros no Brasil. E a terceira premiação distinguiu o presidente da ACE Seguradora, Farid Eid Filho, como o “Homem de Seguros do Ano”. Na cerimônia de premiação, que ocorreu em abril, a ACE Re este-

A boa performance da ACE no setor de seguros residenciais vem ocorrendo, em grande parte, em razão de proteções inovadoras e desenhadas sob medida para cada perfil de segurado e de moradia. Nesse segmento, a companhia oferece mais de 15 coberturas. Com relação à ACE Re, a companhia vem demonstrando crescimento expressivo em segmentos tradicionais, ao mesmo tempo em que promove no mercado um importante trabalho de conscientização com relação a riscos pouco conhecidos nas áreas de meio-

Helio Noguti e Paulo Pereira

ambiente e tecnologia. A ACE foi um dos primeiros grupos globais a acreditar nas oportunidades da abertura do mercado brasileiro e hoje atua em todas as três modalidades definidas para o setor: ACE Resseguradora (Local), ACE Tempest Re

(Admitida) e ACE Property & Casualty (Eventual). A ACE já é reconhecida no mercado internacional como um dos principais operadores de resseguros. Seu objetivo, no Brasil, é se consolidar como uma grande referência no segmento. Homem de Seguros do Ano de 2011

Cerimônia da entrega do prêmio, que ocorreu em abril

Homenageado como o “Homem de Seguros do Ano”, o presidente da ACE Brasil, Farid Eid Filho, está à frente da operação que relatou bons resultados em 2011. Ele ressalta que o projeto de crescimento da ACE no País é a cara da companhia em todo o mundo: ousado e inovador. “Enquanto o mercado está enxugando os seus quadros e centralizando as operações, a ACE, ao contrário, realizou diversas contratações nos últimos anos, está implantando redes de filiais em todo o país e lançando diversos produtos ainda inéditos no Brasil”. ACE MaiSeguro 2012 Edição 66


MaiSeguro 66  

Publicação da ACE SEGURADORA S.A., direcionada para seus corretores, clientes e profissionais.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you