Issuu on Google+

9 a 11.OUT.2013 | Rio de Janeiro - RJ Hotel Royal Tulip Rio de Janeiro Av. Aquarela do Brasil, 75 S達o Conrado, RJ


REALIZAÇÃO

PATROCÍNIO:

solicitar


Apresentamos, a seguir, as novidades da Programação 2013 de nosso Fórum Internacional de Supply Chain. Podemos destacar que teremos cinco pesquisas inéditas que serão discutidas por especialistas renomados, nacional e internacionalmente, sendo duas em âmbito global. E, como de praxe, contaremos com um seleto grupo de nove palestrantes internacionais. Neste ano, o formato da programação ganha em dinâmica ao incorporar Workshops que tratarão de temas emergentes, além das Mega Sessões, Sessões Gerais, Cases e Tutoriais. Cabe também destacar a cerimônia de entrega do 13º Prêmio ILOS – Os Melhores Prestadores de Serviços Logísticos do Brasil, bem como a 14ª Expo.Logística Feira de produtos, serviços e soluções em logística.

Estamos confiantes de que a programação 2013 atenderá ou superará as suas expectativas.

Cesar Lavalle

Paulo Fleury

MAIS TRADICIONAL E CONCEITUADO EVENTO DE LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN DO BRASIL.

A 14ª Expo.Logística é o ambiente ideal para quem busca a realização de novos negócios, atualização profissional, networking, divulgação da sua marca, assim como a promoção e lançamento de produtos, serviços e soluções completas para o setor. Informações: Telefones: (11) 3044-4410 / (21) 3035-3100 E-mail: expologistica@fagga.com.br www.expologistica.com.br Promoção Feira

WORKSHOPS

TUTORIAIS

CASES

PRÊMIO ILOS

MEGA SESSÕES

APRESENTAÇÃO


MEGA SESSÕES

MS01 OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS NA FORMAÇÃO DE UMA CADEIA SUSTENTÁVEL – MERCADO SECUNDÁRIO Canais de venda diferenciados (como outlets, sites de leilões e compras online, loja de R$1,99, lojas de antiguidades, reciclagem, entre outros) que trabalham com a venda de itens de temporadas passadas, usados em boas condições, com defeitos ou remanufaturados, têm ganhado cada vez mais relevância na economia global. Esse mercado tem crescido rapidamente, tornando-se uma importante parte na economia americana (cerca de 2,8% do PIB) e brasileira. O mercado secundário é uma alternativa que auxilia na retenção de valor para os produtos que de outra forma seriam descartados, aumentando assim a lucratividade do item e corroborando para a construção de uma cadeia de suprimentos sustentável. Nessa mega sessão, o tamanho e o escopo do mercado secundário serão descritos e discutidos por especialistas do Brasil e dos EUA que abordarão os gaps e as oportunidades desse mercado.

PATROCÍNIO: Painelistas: • Dale Rogers, Co-Diretor do Center for Supply Chain Management, Rutgers University, e Líder de Práticas em Sustentabilidade e Logística Reversa, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain. [MODERADOR] • Ryan Kelly, Vice-Presidente Sênior de Estratégia, Marketing e Serviços de Reciclagem, Genco • Leandro Soares, Diretor de Market Place, Mercado Livre Brasil • Juliana Trabaquim, Gerente de Logística, Cummins/América do Sul • Gisela Mangabeira de Sousa, Gerente de Consultoria, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain

MS02 ABRAÇANDO A COMPLEXIDADE DA LOGÍSTICA GLOBAL: ALAVANCANDO VANTAGEM COMPETITIVA NO MERCADO Esta sessão apresentará os temas centrais abordados em estudo baseado em pesquisa patrocinada pela BVL (Associação Alemã de Logística) e desenhada pela North Caroline State University (EUA), Technical University of Darmstadt (Alemanha) e Technical University of Berlin (Alemanha). Os resultados apontam para o fato de que as empresas líderes estão lidando com uma crescente complexidade associada à expansão dos limites da logística, seja pela maior amplitude de requisitos do mercado, seja pela necessidade de desenvolvimento de um network global. Nesse sentido, essas empresas estão implantando estratégias desenhadas para monitorar, responder e gerenciar este crescente nível de complexidade. Esta pesquisa teve a participação de organizações (incluindo o ILOS), de diversos países como Brasil, China, Rússia, Índia, Alemanha, Estados Unidos, França, Holanda e Reino Unido.

Painelistas: • João Guilherme Araujo, Diretor de Consultoria, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain. [MODERADOR] • Philippe Tufinkgi, Diretor, International Transfer Center for Logistics (ITCL) - Alemanha

solicitar solicitar


Painelistas: • Paulo Mendes, Diretor Senior Global de Logística e Planejamento de Supply Chain, The Coca-Cola Company. [MODERADOR] • Annibal Camara Sodero, Professor do Departamento de Supply Chain Management, Sam M. Walton College of Business, University of Arkansas • Thiago Barcel, Gerente de Supply Chain, Procter & Gamble • Paulo Quirino, Diretor Geral de Supply Chain, Wal-Mart • Caio Rodrigues, Gerente de Consultoria, ILOS – Instituto de Logística & Supply Chain

MS04 A ARTE DE COMPRAR SERVIÇOS LOGÍSTICOS: PARTICULARIDADES DESTE TIPO DE NEGOCIAÇÃO NO BRASIL A compra de serviços em geral e em particular os serviços logísticos requer particularidades bastante distintas da compra de bens ou insumos para produção. O detalhamento das especificações daquilo que se deseja obter, o estabelecimento de SLA´s apropriados e o alinhamento de expectativas entre provedor e tomador dos serviços são algumas das preocupações da empresa compradora. Além disso, e para que o serviço prestado seja um sucesso, é preciso envolvimento do comprador na execução destes serviços junto ao cliente final e não deixar tudo por conta do fornecedor. Estes são alguns dos pontos que serão discutidos neste painel que contará com representantes da academia, de empresa compradora de serviços logísticos e de prestador destes serviços.

Painelistas: • Ataide Braga, Gerente de Capacitação, ILOS – Instituto de Logística & Supply Chain. [MODERADOR] • Eduardo Araújo, Diretor Regional Sul, Rapidão Cometa Logística e Transporte • Marcelo Arantes, Vice-Presidente de Logística e Suprimentos, TAM

WORKSHOPS

TUTORIAIS

Baseada em pesquisa inédita aplicada no Brasil, nos Estados Unidos e na Alemanha, os painelistas discutirão o estágio de evolução de empresas, nestes diversos países, na construção de um Supply Chain sincronizado pela demanda final dos consumidores. Processos e Tecnologias são chaves para estruturar um Supply Chain enxuto, eficaz e eficiente; e assim perseguindo a máxima de Don Bowersox: “a missão da logística é fazer mais com menos, até que se faça tudo com nada”.

CASES

ESTÁGIO ATUAL NA JORNADA DE TRANSFORMAÇÃO DAS CADEIAS DE ABASTECIMENTO DE “PUSH” EM “PULL”

PRÊMIO ILOS

DEMAND DRIVEN SUPPLY CHAINS:

MEGA SESSÕES

MS03


SESSÕES GERAIS

REALIZAÇÃO SG01

INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA E A PROSPERIDADE DAS NAÇÕES: DESAFIOS E OPORTUNIDADES

Jean-François Arvis é Economista Sênior de Transportes do Departamento de Comércio Internacional do World Bank, onde é responsável pelo desenvolvimento de conhecimento que visa o entendimento de implicações da logística nas relações de comércio. Antes de ingressar no World Bank, trabalhou em diversas posições no Ministério de Economia e Indústria da França, desempenhando atividades de regulação, comércio, finanças e assistência humanitária. Esta palestra apresentará o panorama global do estágio de desenvolvimento econômico de países emergentes, bem como as iniciativas do Banco Mundial visando a prosperidade da população dessas nações, entendendo que a infraestrutura logística é um fator fundamental para alcançar este objetivo.

PATROCÍNIO:

SG02 MUDANÇAS NA MATRIZ ENERGÉTICA E O IMPACTO NA LOGÍSTICA / SUPPLY CHAIN

Walter Zinn é Professor de Logística, Max M. Fisher College of Business, Ohio State University e presidente do Departamento de Marketing e Logística. Também é membro ativo do Conselho de Profissionais de Supply Chain Management como co-presidente do Comitê de Estratégias de Educação. Atuou anteriormente como Diretor do Master in Business Logistics Engineering (MBLE) e em pesquisas sobre a relação entre a política de atendimento ao cliente e investimento em estoques, gestão de risco da cadeia de suprimentos, e os efeitos de centralização de estoques e previsão de vendas de estoques de segurança. Sua pesquisa é publicada em jornais acadêmicos de destaque dos EUA e da Europa. Presidiu mesas redondas, comissões e conferências de grande importância para a comunidade logística e de suprimentos. O mundo passa por um processo de transformação intensa em sua matriz energética. A produção de petróleo cresce com a adição de fontes alternativas, crescem a produção e o consumo de gás natural, bem como outras fontes de energia como biomassa, eólica, solar, etc. Embora não esteja ainda clara a relativa importância de todas estas fontes, é provável que a participação do petróleo passe por relativa diminuição. O objetivo da palestra é avaliar as perspectivas de diferentes fontes de energia e tentar antecipar o seu efeito na administração de transporte e na Logística/Supply Chain.

SG03 ASSIMETRIAS DE PODER NA TERCEIRIZAÇÃO LOGÍSTICA Adriana Rossiter Hofer é Professora de Supply Chain Management na Sam M. Walton College of Business, University of Arkansas. Sua pesquisa é focada em relacionamentos entre empresas na cadeia de suprimento, especialmente na terceirização logística. Tem artigos publicados em periódicos acadêmicos, como o Journal of Business Logistics e International Journal of Logistics Management, e em congressos, tais como o Council of Supply Chain Management Professionals. Sua experiência profissional também inclui consultoria na área de planejamento e gerenciamento de infraestrutura de transportes. Ser um cliente com maior nível de poder é realmente vantajoso durante o relacionamento com o PSL? Ou significa uma fonte de conflito? Quais são os efeitos do poder do cliente e PSL no seu relacionamento? Esta sessão discutirá os resultados de um estudo que investigou os efeitos de duas dimensões - assimetria de poder e interdependência – na dinâmica do relacionamento entre PSL e cliente, incluindo desempenho. Contrário às expectativas, os clientes com maiores níveis de poder no relacionamento obtiveram níveis menores de performance. solicitar


Ao regular a jornada de trabalho e o tempo de direção, a lei 12.619 afeta a produtividade da atividade de transporte sobretudo nas rotas de médias e longas distâncias. Esta sessão abordará sobre alternativas que podem minimizar os impactos no custo, uma vez que as empresas deverão repensar o planejamento de suas redes e o modelo de programação das rotas, evitando que as restrições em relação aos motoristas prejudiquem a utilização dos veículos.

SG05 FINANÇAS NA GESTÃO DO SUPPLY CHAIN Dale Rogers é Co-Diretor do Center for Supply Chain Management, Rutgers University, e Líder de Práticas em Sustentabilidade e Logística Reversa do Instituto ILOS. Trabalhou em projetos de consultoria em empresas como Ford, Coca-Cola e Motorola. Dale é Chairman do Reverse Logistics Executive Council e do Sustainable Supply Chain Council. Existem três principais fluxos dentro da estrutura de gestão do Supply Chain: fluxos de produtos, fluxos de informação e fluxos financeiros. A maioria dos processos que administramos no Supply Chain é relacionada com a movimentação do produto, seja na direção do consumidor ou ainda na gestão de devoluções. Embora o foco da maioria dos gestores seja sobre os fluxos de produto e informação, é o fluxo financeiro que exerce a maior influência na definição da estrutura do Supply Chain Em quase todos os casos, é o fluxo financeiro que determina a estrutura e complexidade do mesmo. Normalmente, os Supply Chains não são projetados apenas para facilitar os fluxos de produtos ou informações e sim desenhados para otimizar os objetivos financeiros de uma empresa específica. Esta sessão descreverá o impacto das finanças em Supply Chains globais, e irá discutir ferramentas que as empresas estão apenas começando a utilizar para ajudar a gerenciar melhor o seu Supply Chains, aumentando sua capacidade.

WORKSHOPS

TUTORIAIS

CASES

PRÊMIO ILOS

Maurício Lima é Diretor de Capacitação do ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain. Tem experiência como professor e consultor nas áreas de planejamento de demanda e de estoques, Operações de transporte, Logística e Supply Chain Management em grandes empresas. Desenvolve periodicamente pesquisas de Custos Logísticos no Brasil e tem diversos artigos publicados em periódicos e em revistas especializadas. É também um dos autores dos livros: “Logística Empresarial: A Perspectiva Brasileira” e “Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos".

SESSÕES GERAIS

SG04 IMPACTO DA LEI 12.619 NOS CUSTOS DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO


SESSÕES GERAIS

REALIZAÇÃO SG06

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA: TENDÊNCIAS E DESAFIOS PARA GESTÃO DA LOGÍSTICA & SUPPLY CHAIN

Annibal Camara Sodero é Professor do Departamento de Supply Chain Management, Sam M. Walton College of Business, University of Arkansas. Sua dissertação de Doutorado investigou técnicas de gestão de estoque no comércio eletrônico na presença de interações sociais entre consumidores através de mídias sociais. Sua pesquisa nas áreas de Supply Chain Management, Marketing e Sistemas de Informação é publicada em periódicos acadêmicos de destaque nos EUA, como o Journal of Business Logistics, Journal of Operations Management e Supply Chain Management Review. Foi fundador e por 12 anos presidiu a Ad Hoc Informática, líder no mercado brasileiro em sistemas de gestão de transporte de cargas. É membro ativo do CSCMP, tendo sido vice-presidente de educação da PATROCÍNIO: regional Arizona por mais de quatro anos. Quais são as tendências e os desafios de inovação tecnológica para a Gestão da Logística & Supply Chain? Esta sessão irá abordar arsenais tecnológicos usados por empresas pertencentes a Supply Chains de bens de consumo visando elevar os níveis de serviço ao consumidor final, incluindo convergência digital e varejo multi-canais, Big Data e mídias sociais, plataformas de padrões abertos para interoperabilidade interorganizacional, identificação ótica de objetos, automação e robótica. Tais tecnologias viabilizam flexibilidade e agilidade no planejamento e execução de atividades ao longo da cadeia varejista, porém permanecem inacessíveis para uma grande parcela das empresas neste setor.

SG07 CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL: RESULTADOS DE PESQUISA 2013 Maurício Lima é Diretor de Capacitação do ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain. Tem experiência como professor e consultor nas áreas de planejamento de demanda e de estoques, Operações de transporte, Logística e Supply Chain Management em grandes empresas. Desenvolve periodicamente pesquisas de Custos Logísticos no Brasil e tem diversos artigos publicados em periódicos e em revistas especializadas. É também um dos autores dos livros: “Logística Empresarial: A Perspectiva Brasileira” e “Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos”. É grande o interesse das empresas por informações atualizadas sobre custos logísticos no Brasil. Nesta sessão serão apresentados os principais resultados da recente pesquisa desenvolvida pelo Instituto ILOS sobre o tema. Será dado enfoque aos impactos dos custos logísticos na economia do Brasil e na gestão empresarial.

solicitar


de Logística 2013

SG08 - PRÊMIO ILOS TERCEIRIZAÇÃO LOGÍSTICA NO BRASIL: A PERSPECTIVA DOS EMBARCADORES Paulo Fernando Fleury é CEO do ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain e professor titular do COPPEAD / UFRJ, com mais de 25 anos de experiência em ensino e consultoria nas áreas de Estratégia de Operações e Logística Empresarial. Foi Diretor e Superintendente Geral da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro, AD-Rio, Visiting Scholar da Harvard Business School e conferencista convidado da Sloan School of Management, MIT. É membro do Conselho de Administração da Wilson Sons, além de ter servido nos Conselhos das ferrovias Ferronorte, Novo Oeste e Ferropasa. Possui cerca de 100 artigos publicados em periódicos e livros nacionais e internacionais. Quais as atividades logísticas mais terceirizadas no Brasil? Quais os motivos que levam as empresas a terceirizarem estas atividades? Quais os critérios de seleção dos operadores logísticos? Como as empresas estão evoluindo e o que pensam sobre o futuro da terceirização no país? Estas e outras perguntas serão discutidas nesta sessão geral, que estará baseada em ampla pesquisa realizada pelo ILOS junto às maiores empresas embarcadoras nacionais.

SG09 - PRÊMIO ILOS OS MELHORES PRESTADORES DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL Maria Fernanda Hijjar é Diretora de Inteligência de Mercado do ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain, com experiência na área de Logística e Supply Chain, atuando em diversos projetos, gerenciamento e condução de pesquisas associadas ao tema. O Prêmio ILOS de Logística é um tradicional e reconhecido encontro de executivos de logística, que tem como objetivo apresentar os prestadores de serviços logísticos que mais se destacaram no mercado brasileiro. Os ganhadores são escolhidos pelo voto dos profissionais de logística atuantes nas maiores indústrias do país. Esta sessão discorrerá sobre a metodologia adotada, assim como apresentará a lista dos melhores prestadores de serviços logísticos no Brasil.

TUTORIAIS

CASES

WORKSHOPS

Prêmio ILOS

Tradicional e reconhecido encontro de executivos de logística, que tem como objetivo apresentar os prestadores de serviços logísticos que mais se destacaram no mercado brasileiro. A Pesquisa é anualmente realizada pelo Instituto ILOS e os ganhadores são escolhidos pelo voto dos profissionais de logística atuantes nas maiores indústrias do país.

PRÊMIO ILOS

OS MELHORES PRESTADORES DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL


CASES

C01 DESAFIOS LOGÍSTICOS EM REALIZAÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS GRUPO FLEURY / JSL • Mario Varela, Gerente Corporativo de Logística, Grupo Fleury • Luis Galletto, Coordenador Corporativo de Logística, Grupo Fleury • Eduardo Pereira, Diretor Executivo Comercial, JSL O Grupo Fleury crescia de forma consistente com diversas aquisições quando percebeu a necessidade de profissionalizar e trazer novas soluções para a logística da coleta de exames e junto a JSL foram desenhados novos processos que trouxeram mais agilidade, transparência e controle dos materiais biológicos transportados.

C02 VOICEPICKING EM PATROCÍNIO: CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO GRUPO PÃO DE AÇÚCAR / VOCOLLECT • Marco Antonio Tenani, Gerente Geral Supply Chain Mercearias, Grupo Pão de Açúcar • Paula Abe Saldanha, Gerente de Desenvolvimento de Canais Sul da América Latina, Vocollect Este case apresentará como a solução de VoicePicking contribuiu para que o Grupo Pão de Açúcar atingisse objetivos estratégicos através de aumento na produtividade em 20% e melhor visibilidade para tomadas de decisão. Também mostrará como esta solução foi definida, incluindo a revisão de processos e os resultados obtidos para melhor eficiência operacional e racionalização dos investimentos.

C03 REPENSANDO O SUPPLY CHAIN MONSANTO / INTEGRATION • Mario Mohry, VP de Supply Chain, Monsanto • Gilberto Sarian, Sócio, Integration A Monsanto passou por um processo recente de transformação no nível de eficiência do seu Supply Chain, com um desafio de Gestão de Mudanças. O objetivo desta apresentação é discorrer como esse processo foi conduzido, compondo uma série de iniciativas técnicas, como revisão de Malha Logística, Modelo de Suprimentos e Planejamento, que mudaram a forma de pensar Supply Chain pelos profissionais, impactando positivamente nos resultados da empresa.

C04 INOVAÇÃO EM PALLET NO SUPPLY CHAIN CABOT / PACK LESS • William Lima, Gerente de Marketing, Cabot • Wander Montesso, Diretor, Pack Less A Cabot, em parceria com a Braskem e a Pack Less, incorporou em seu Supply Chain um novo modelo de pallet, 100% reciclável, mais leve que o modelo padrão e capaz de suportar cargas estáticas até 4.000kg. O projeto já foi implementado em 90% da América do Sul. O case mostrará alguns dos ganhos econômicos, operacionais e ambientais obtidos, como: redução do número de fretes em 5 vezes, redução de estoque/ocupação de área de armazenagem e preservação de 20.000 árvores/ano.

C05 ABASTECIMENTO DE PETRÓLEO PARA REFINARIAS: MODELAGEM DE ESTOQUES PETROBRAS / ILOS • João Fernando Campos, Gerente de Acompanhamento Operacional/Abastecimento, Petrobras • Marcus D’Elia, Gerente Senior, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain • Gabriel Ares, Consultor, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain O case apresentará os ganhos possíveis com a redução de estoques de petróleo na cadeia de abastecimento da Petrobras, que compreende o terminal marítimo, dutos, terminais terrestres e refinarias de São Paulo. Esse resultado foi atingido através de uma metodologia que combina simulação e otimização, visando a definição de política de estoques mais adequada, com melhorias operacionais no Supply Chain.

C06 CONTROLE E VISIBILIDADE EM OPERAÇÕES LOGÍSTICAS MARTINS ATACADISTA / E-NOVATIONS • Monique Mitiko Rodrigues Chinen, Planejamento, Projetos e Controle Logístico, Martins Atacadista • Ronald Barcellos, Diretor de Operações, E–novations A implantação do projeto “Gestão Online” na Martins propiciou aos processos de distribuição maior controle e visibilidade das operações logísticas, através de informações das entregas em tempo real. Com o uso de tecnologias combinadas, este controle do ciclo - campo, frota e motorista – aumentou a confiabilidade e reduziu a dispersão entre real e planejado. Os resultados foram percebidos na redução da quilometragem rodada, e consequentemente nos custos logísticos.

C07 TERCEIRIZAÇÃO LOGÍSTICA NO SEGMENTO DE CONSUMO J.MACÊDO / GRUPO TPC • Luis Eduardo de Oliveira Vallim, Diretor de Supply Chain, J.Macêdo • Luis Gilberto Zanetti, Gerência de Consumer e E-commerce, Grupo TPC Existe um paradigma de que a terceirização logística é viável apenas em produtos de alto valor agregado. No case da J.Macêdo - uma das maiores empresas alimentícias no mercado de consumo este paradigma foi quebrado com resultado de sucesso na terceirização de uma operação com alta volatilidade, que inclui um centro de distribuição e acompanha a produção da fábrica 24 horas de um solicitar mix de produtos de baixo valor.


SUZANO PAPEL E CELULOSE / UNISOMA

• Paulo Mendes Jr., Diretor Sênior Global de Logística e Planejamento de Supply Chain, The Coca-Cola Company • Ramon Soares Blat Migliorini, Planejamento Logístico, Coca-Cola Brasil

• Gustavo Martarello, Gerente de Planejamento Integrado, Suzano Papel e Celulose • Luis Pinto, Gerente de Desenvolvimento, Unisoma

A operação de centros de distribuição vem se tornando cada vez mais relevante para as organizações, tanto em função dos impactos em custos operacionais quanto no serviço entregue aos clientes. Neste case, será demonstrada a aplicação prática da técnica de simulação para redesenho de layout e os ganhos mensurados de produtividade em centros de distribuição, utilizando uma ferramenta customizada para melhoria de processos operacionais na The Coca-Cola Company.

Para suportar a expansão de seu parque fabril no Maranhão e apoiar a gestão da complexidade dos cenários, visando a decisão de distribuição do seu estoque global, a Suzano Papel e Celulose desenvolveu um software analítico que auxilia, de forma integrada e otimizada, as decisões tático-operacionais de produção capacitada, distribuição multi-modal, posicionamento de estoques e venda global de celulose, com foco no atendimento aos clientes e na redução de custos. Além dos resultados já obtidos, o case abordará aspectos relevantes sobre desenvolvimento e implantação da ferramenta.

C09 DESENHO DE MALHA LOGÍSTICA PEPSICO / JDA • Vitor Caielli, Gerente de Projetos de Supply Chain, PepsiCo Brasil Foods • Wilian Rodrigues, Especialista em Projetos de Supply Chain, PepsiCo Brasil Foods O case apresentará como a PepsiCo usa hoje o Supply Chain Strategist, um sistema desenvolvido para modelar a sua malha logística, desde a matéria prima até a chegada ao cliente, possibilitando simulações, valorizações, análises de restrições e cenários alternativos, como aquisição de novas capacidades produtivas e centros de distribuição.

C12 LOGÍSTICA INTEGRADA E TECNOLOGIA PARA CENTRALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES LEXMARK / AGV LOGÍSTICA • Luis Roberto Lopes da Cunha, Diretor de Operações, Lexmark do Brasil • Mauricio Pires Motta, Diretor de Negócios, AGV Logística A Lexmark no Brasil quebrou um paradigma mundial ao centralizar suas operações num único Operador Logístico. Com soluções de logística integrada e tecnologia aplicada, o modelo implantado permitiu redução de custo na ordem de 10% em uma operação de alta complexidade, que envolve armazenagem, tropicalização de produtos, distribuição e logística reversa. Esta parceria ainda evolui ao abranger canais de venda e clientes em comum.

C10 MULTIMODALIDADE “ROUNDTRIP” NO SUPPLY CHAIN NOVELLIS / ALIANÇA • Carlos Henrique Anselmo Junior, Gerente de Logística, Novelis América do Sul • Jaime Batista, Gerente Nacional Vendas Cabotagem, Aliança Navegação e Logística O case trata da utilização dos modais ferroviário, marítimo e rodoviário para o transporte de alumínio ao longo do Supply Chain. Como principal “drive” dessa cadeia, a Novelis, líder mundial em laminados de alumínio, com sua principal unidade fabril no estado de SP, vislumbrou a oportunidade de desenvolver uma alternativa de transporte mais barata, eficiente e sustentável, uma vez que possui fornecedores e clientes nas regiões N e NE. Além da multimodalidade, foi utilizado o conceito de RoundTrip, que consiste em reaproveitar nas operações outbound, os equipamentos já utilizados nas operações inbound, reduzindo ainda mais os custos e emissões envolvidos na operação.

C13 CABOTAGEM COMO OPORTUNIDADE PARA MELHORIA DE PRODUTIVIDADE ALBRAS / LOG-IN • Bruno Dollabela, Head of Bauxite Marketing, Albras • Fabio Siccherino, Diretor Comercial, Log-In A Albras, produtora de lingote de alumínio, sempre utilizou o modal rodoviário para transporte de sua planta em Barcarena/PA para seus clientes no Brasil. A cabotagem veio como uma oportunidade de melhoria a problemas como falta de oferta de caminhão e busca por melhores níveis de serviço. Algumas rotas já foram totalmente substituídas. Resultados como maior visibilidade no tracking de transportes, aumento de capacidade transportada, redução de avarias, soluções logísticas completas e melhor programação de entregas e recebimento serão mostrados na apresentação deste case.

WORKSHOPS

COCA-COLA COMPANY / FLEXSIM

TUTORIAIS

C11 OTIMIZAÇÃO DA LOGÍSTICA OUTBOUND: DA PRODUÇÃO AO CLIENTE FINAL

CASES

C08 SIMULAÇÃO DE GANHOS DE PRODUTIVIDADE


CASES

C14 PLANEJANDO UMA CADEIA INTERNACIONAL DE DISTRIBUIDORES ATRAVÉS DE S&OP SILIMED / PLANNERA

C17 SOLUÇÕES DE LOGÍSTICA INTEGRADA EINHELL / ELOG

• Flávio Carvalho, Gerente de Planejamento e Logística, Silimed • Diego de Souza, Diretor, Plannera

• David Marcel Levy, Gerente Administrativo e Operacional, Einhell • Jefferson Satyro, Gerente Comercial Corporativo, Elog Logística

Este case apresentará a jornada de uma indústria com cadeia de distribuição mundial, com grandes lead times de produção, visando eliminar o efeito chicote e reduzir custos de excesso e ruptura de estoque, ao implementar um S&OP com participação de seus distribuidores.

A Einhell, empresa que desenvolve soluções de produtos para utilização profissional em casa e jardim, apresentará neste case as peculiaridades da sua operação, bem como os desafios e as soluções encontradas na gestão da logística integrada.

C15 OTIMIZANDO A GESTÃO DE ESTOQUES NA INDÚSTRIA DE BEBIDAS CIAFLU / ILOS

C18 SOLUÇÕES INTEGRADAS EM COMÉRCIO EXTERIOR: ALAVANCANDO NOVAS EMPRESAS NO BRASIL

• Rodolfo Gonzales, Diretor de Logística e Indústria, CiaFlu • Hugo Balbino, Gerente de Supply Chain, CiaFlu • Caio Rodrigues, Gerente de Consultoria, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain

• Marcos da Costa, Gerente Nacional, Ansell • Miriam Korn, Diretora Comercial, Wilson, Sons Logística

ANSELL / WILSON, SONS LOGÍSTICA

O case apresentará a metodologia para definição e controle dos níveis de estoque e os resultados obtidos na sua implementação pela CiaFlu, fabricante da Coca-Cola no interior do Rio de Janeiro. A equalização dos estoques por produto permitiu não só uma redução do estoque excessivo de produtos acabados como também uma redução nos níveis de ruptura.

O case apresentará como a Wilson, Sons Logística, através de soluções integradas na cadeia de comércio exterior, ajudou no estabelecimento e no desenvolvimento da Ansell no Brasil, uma das maiores empresas de equipamentos de proteção individual do mundo.

C16 TORRE DE OTIMIZAÇÃO E CONTROLE

C19 CONTROLE DE OPERAÇÕES LOGÍSTICAS

ETERNIT / NEOLOG

• Anderson Menoli, Supervisor de Logística, Samsung

• Guilherme Chicuto, Gerente de Logística e Suprimentos, Eternit • Danilo Campos, Diretor Executivo, Neolog A Eternit - referência em coberturas, caixas-d'água, painéis e placas cimentícias para sistemas construtivos - possui cinco fábricas de produtos de fibrocimento estrategicamente localizadas. Para otimizar esta distribuição e gerir a operação de modo efetivo, a Eternit implantou uma “Torre de Otimização e Controle” baseada na solução Cockpit Logístico. Neste case serão apresentados os desafios e os resultados deste projeto.

AGRADECIMENTOS Agradecemos a contribuição recebida pelas instituições ao lado no desenvolvimento do programa 2013:

SAMSUNG / ANGELLIRA O case apresentará as principais mudanças no sistema logístico da Samsung com objetivo de melhorar o controle da operação, quais sejam: modificação do sistema para o rastreamento de cargas por NF e não por veículo; integração de itens de Gerenciamento de Riscos com Gerenciamento Logístico; integração completa de informações do sistema “Entregador” para o sistema nativo do cliente; alertas de ação de motoristas gerenciados pela Angellira; interfaces previstas para a utilização de EDI do Manifesto do Transportador; e utilização multi-plataforma em tempo real.


O case abordará o estudo do melhor modelo logístico operacional do inbound da nova fábrica da Klabin através da tecnologia de simulação. Foram avaliados tipos de veículos, alternativas de layout dos pátios, tipos de equipamentos de movimentação e handling, bem como alternativas operacionais diversas a fim de maximizar a produtividade e minimizar o custo logístico da operação.

C21 LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL COM CAMINHÕES MOVIDOS A ETANOL NATURA / COOPERCARGA • Fernando Boscolo, Gerente Geral de Logística, Natura • Celso Mendonça, Gerente Executivo de Pré-Venda, Scania Brasil • Marcio França Ribeiro, Diretor de Operações, Coopercarga A logística sustentável é um tema cada vez mais presente na rotina de embarcadores e operadores. Por conta desta preocupação no dia a dia das operações, Coopercarga, Natura e Scania uniram forças e desenvolveram um projeto inovador, com foco na sustentabilidade: a operação de transporte com os primeiros caminhões pesados movidos a etanol da América Latina. Uma iniciativa que vem ao encontro de um dos objetivos destas empresas, que é a redução dos impactos ambientais de seus produtos e serviços.

MISSÕES INTERNACIONAIS DE LOGÍSTICA O ILOS convida você a conhecer os nossos programas internacionais, direcionados a executivos que desejam expandir seus conhecimentos de negócios em termos globais e explorar práticas adotadas por empresas de destaque em diferentes países. Com duração de uma semana, o formato consiste de visitas técnicas e sessões expositivas ministradas por especialistas do setor.

CREMER / INFOR • Marcelo Jorge Fernandez, Diretor de Operações e CIO, Cremer • Ronaldo Souza, Senior Account Manager, Infor Este case irá mostrar como a renovação da infraestrutura logística da Cremer, fabricante de produtos de cuidado com a saúde, ajudou a executar o seu plano estratégico de crescimento.

C23 GESTÃO INTEGRADA DE SUPPLY CHAIN PARA INDÚSTRIA DE TELECOM OI / RAPIDÃO COMETA • Mauro Flores, Gerente de Logística, Oi • Eduardo Araújo, Diretor de Logística, Rapidão Cometa, uma empresa FedEx Express Este case mostrará o gerenciamento integrado de Supply Chain tanto de produtos de consumo quanto de peças de reposição (MRO) para abastecimento do canal de vendas e para suporte das estruturas de engenharia de Telecom em todo mercado brasileiro. Serão apresentados, dentre outros processos, o caminho percorrido por esse player e seu operador desde a definição de indicadores de performance e localidades estratégicas para montagens dos warehouses ao desenvolvimento da malha de atendimento e sua logística reversa, com o objetivo final de otimizar custos e elevar o nível de serviço.

As missões são caracterizadas por suas especificidades logísticas, influenciadas por aspectos regionais e culturais de cada região, quais sejam:

Estados Unidos

Reno (Nevada) e Silicon Valley (Califórnia) Diversidade de setores da economia e de processos de Logística & Supply Chain Management.

Europa

Holanda, Bélgica e Alemanha Soluções integradas, transporte multimodal, alta tecnologia em função dos altos custos de operação continental.

China

Xangai e Pequim Plataforma global de manufatura, forte investimento em infraestrutura, desafios logísticos de um país emergente. Vivencie essa experiência.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS PROGRAMAS E AS DATAS DE REALIZAÇÃO, ENTRE EM CONTATO COM O ILOS, (21)3445-3000 OU PELO SITE WWW.ILOS.COM.BR.

WORKSHOPS

• Hugo Fernandes, Gerente de Logística, Klabin • Ricardo Rodrigues Rosa, Coordenador de Desenvolvimento Florestal, Klabin • Bernard Laporte, Coordenador, Belge Consultoria

TUTORIAIS

KLABIN / BELGE CONSULTORIA

C22 INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA: RECURSO CHAVE PARA O CRESCIMENTO SUSTENTADO

CASES

C20 SIMULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DO MODELO OPERACIONAL DE INBOUND


TUTORIAIS

T01 EVOLUÇÃO E STATUS DA GESTÃO DE TRANSPORTES NO BRASIL

T05 LOGÍSTICA DE APOIO OFFSHORE: DESAFIOS PARA O BRASIL EM 2020

MODUS LOGÍSTICA APLICADA

ILOS – INSTITUTO DE LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN

• Marcos Isaac, Sócio e Presidente

• Marcus D’Elia, Gerente Senior • Gabriel Ares, Consultor

Este tutorial incluirá uma dinâmica e debate sobre pesquisa realizada pela Modus retratando a evolução da Gestão de Transportes no Brasil e comparando o estágio da mesma a práticas empregadas com sucesso aqui e também em outros mercados. A pesquisa avalia: Modelo de Sourcing e de Contratação; Relacionamento Embarcadores / Transportadores; Como os Processos estão distribuídos na Organização; e KPIs e SLAs.

O objetivo dessa sessão é apresentar uma visão atual da operação de offshore no Brasil e uma projeção para o cenário de demanda em 2020, considerando a infraestrutura que será necessária para suportar a exploração e a produção de petróleo no Brasil. A partir dessas informações, serão discutidos os principais desafios para a cadeia logística de apoio offshore.

T02 SUPPLY CHAIN EM NEGÓCIOS MULTI-CANAIS BOOZ & COMPANY

T06 VENCENDO EM UMA ERA DE TURBULÊNCIA

• Luiz F. M. Vieira, Sócio Vice-Presidente

A.T. KEARNEY

Cada vez mais as empresas buscam novos canais para acessar o mercado, como vendas diretas, internet e pré-vendas. Entretanto, o impacto dessas escolhas no Supply Chain nem sempre é considerado, tanto no seu desenho como na sua operação. Por exemplo, operações de manufatura e de distribuição não segmentadas por canal não conseguem atingir as expectativas de nível de serviço, implicando em perda de vendas. Com base em experiências reais de indústrias e varejo, o tutorial abordará casos de multicanalidade e seus requerimentos, buscando identificar os principais parâmetros que diferenciam o desenho e a operação do Supply Chain.

• Carlos Higo, Diretor

T03 AVALIAÇÃO DO SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DAS INDÚSTRIAS ILOS – INSTITUTO DE LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN

Não é a sua imaginação. De acordo com o Índice de Turbulência da A.T. Kearney, o seu ambiente operacional está duas vezes mais volátil que há dez anos atrás. Isso afeta todas as indústrias independente do setor, gerando uma alta exposição a riscos que muitas vezes não estão mapeados. Utilizando como base esse índice de volatilidade, será discutido como as empresas e gestores de Supply Chain devem abordar a alta volatilidade e os riscos inerentes no desenho de uma estratégia de longo prazo. Cases de alguns setores como mineração serão mostrados.

T07 EXCELÊNCIA OPERACIONAL EM OPERAÇÕES LOGÍSTICAS

• Maria Fernanda Hijjar, Diretora de Inteligência de Mercado

WILSON, SONS LOGÍSTICA

Qual o nível de satisfação dos supermercados com o serviço logístico prestado pelas indústrias no Brasil? Qual o nível de exigência desses supermercados? Qual o desempenho das melhores indústrias? Este tutorial tem como objetivo apresentar os resultados de pesquisa realizada periodicamente pelo ILOS com varejistas de todo o país.

• Thiago Vasconcelos, Gerente de Projetos

T04 MELHORES PRÁTICAS NA EXECUÇÃO DE SUPPLY CHAIN JDA SOFTWARE

O tutorial abordará métodos aplicados na busca da excelência operacional em operações de movimentação interna, armazenagem e distribuição; desde o planejamento, estruturação dos processos e tecnologia, até a mensuração e análise dos resultados obtidos.

T08 VISIBILIDADE E CONTROLE EM OPERAÇÕES DE TRANSPORTE

• Fab Brasca, VP de Soluções e Inovações, JDA Software

EY

O crescimento do e-commerce, atendimento através de multi-canais e o estabelicimento de um Supply Chain orientado ao consumidor, têm forçado varejistas e fabricantes a serem cada vez mais criativos e inovadores. Ser eficiente com base em custos não é mais suficiente para dar suporte a estas tendências, que requisitam de alto nível de agilidade, muito além do que se observa no presente. O tutorial mostrará como as organizações podem se tornar mais eficazes utilizando estratégias avançadas de execução em seus Supply Chains, tais como: planejamento dinâmico e interativo, atendimento do pedido perfeito e gestão ativa de restrições.

• Leonardo Lacerda, Sócio - Supply Chain & Operations • Aline Ribeiro, Diretora - Supply Chain & Operations Na fronteira das tecnologias e processos aplicados ao Supply Chain, visibilidade & controle desponta como um dos mais promissores e concretos meios de se obter saltos significativos de eficiência. Focando nas operações de transporte, o tutorial discorrerá sobre as inúmeras possibilidades e aplicações que vão desde o monitoramento em real time, passando pela capacidade de resposta ágil, a otimização dinâmica das operações até a capacidade de sincronização entre empresas.


ILOS – INSTITUTO DE LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN

KNAPP

• João Guilherme de Araujo, Diretor de Consultoria

• Sebastião Almeida, Diretor Geral • Marcio Schilling, Diretor Comercial

Nesse tutorial serão apresentados quais são os principais gargalos acerca da infraestrutura logística do país, os principais problemas nos diferentes modais de transporte e quais as maiores demandas por aumento capacidade de armazenagem e movimentação de mercadorias. Como o país pode avançar nessa agenda? O que está em curso e quais os planos conhecidos? Qual deveria ser o papel dos diferentes agentes envolvidos? O que está acontecendo sobre ponto de vista regulatório, gestão pública e setor privado até o momento?

Este tutorial apresentará as tecnologias que podem ser utilizadas para automação de armazéns com o objetivo de garantir o atendimento do varejo. Exemplos de aplicação no segmento fashion serão utilizados para ilustrar os desafios de implantação.

WORKSHOPS

T10 INOVAÇÕES EM CENTROS DE DISTRIBUIÇÃO

TUTORIAIS

T09 INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA DO BRASIL: GARGALOS E DESAFIOS DE SOLUÇÃO


PATROCÍNIO HOSPITALITY Almoço 09/10

Almoço 10/10

Coffee-Break 09, 10 e 11/10

Happy Hour 09/10

Happy Hour 10/10

APOIO:

INFORMAÇÕES GERAIS LOCAL Hotel Royal Tulip Rio de Janeiro Av. Aquarela do Brasil, 75 – São Conrado CEP: 22.610-010 – Rio de Janeiro – RJ Tel. (21) 3323-2200

DATA 09 a 11 de Outubro de 2013

HORÁRIO Das 8h às 18h30

TRADUÇÃO SIMULTÂNEA Haverá tradução simultânea das apresentações em inglês.

INVESTIMENTO R$ 3.350,00 (o valor inclui alimentação e kit do participante) Descontos especiais para membros do CSCMP e BVL

INSCRIÇÕES www.ilos.com.br

RESERVA DE HOTEL Os organizadores, através de seu agente de viagens - Brazil Destination - efetuaram um bloqueio no Hotel Royal Tulip Rio de Janeiro, com tarifa especial. Apt. individual: R$ 470,00 + taxas* Apt. duplo : R$ 520,00 + taxas* * As taxas referem-se ao ISS e ao serviço cobrado pelo hotel. Preço por dia/apartamento e inclui café da manhã. Informações: Brazil Destination Tel: (21) 3325-1014 / Fax: (21) 3325-1038 brazil@brazildestination.com.br brazildestination@gmail.com

INFORMAÇÕES CONGREGARE Marketing de Conferências Av. Rio Branco, 257 grupo 906 Centro - Rio de Janeiro - RJ Telefax: (21) 2524-4401 / 2544-9365 / 2240-9313 E-mail: logistica@congregare.com.br


WORKSHOPS

AS VAGAS SERÃO LIMITADAS A ATÉ 30 PARTICIPANTES PARA CADA WORKSHOP. As inscrições serão realizadas no balcão de credenciamento a partir do primeiro coffee-break, que terá início às 11h do dia 09 de outubro (quarta-feira).

WS01 S&OP PARA INICIANTES

WS04 FINANÇAS NA GESTÃO DO SUPPLY CHAIN

Diego de Souza, Sócio Gestor, Plannera

Dale Rogers, Co-Diretor do Center for Supply Chain Management, Rutgers University e Líder de Práticas em Sustentabilidade e Logística Reversa, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain

Esta sessão abordará os fundamentos do planejamento integrado de operações e vendas, explicando de maneira sucinta os principais conceitos e motivadores para implantar o processo. O tema será aprofundado também com perguntas e casos das empresas dos participantes. Público-alvo: Empresas que estão com a intenção de implantar ou estão no começo da implantação de um processo de S&OP. Inscrições abertas no dia do evento. Quórum máximo: 20 pessoas.

Assim como os executivos de Supply Chain devem ter clareza sobre o potencial da tecnologia da informação, os impactos financeiros na gestão do Supply Chain também devem fazer parte de seu arsenal de conhecimento visando o desempenho geral das empresas. Cabe ressaltar que os fluxos financeiros determinam a estrutura dos fluxos de materiais e produtos. Novos desenvolvimentos em termos de financiamento, incluindo o de capital de giro, estão facilitando tanto o processo de suprimento como de oferta de produtos ao mercado. Esta sessão apresentará ferramentas com o objetivo de auxiliar a gestão efetiva das finanças no Supply Chain.

WS02 NOVO JOGO DA CERVEJA – INTEGRAÇÃO DO SUPPLY CHAIN Leonardo Julianelli, Gerente de Capacitação, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain Convidaremos os participantes para uma aplicação do Novo Jogo da Cerveja com smartphones, adaptação desenvolvida pelo ILOS da tradicional dinâmica do MIT, onde será possível experimentar em menos de 2 horas, de maneira lúdica e participativa, a importância da integração da cadeia de suprimentos para a redução de custos e melhoria do nível de serviço.

WS05 COMO TREINAR EFETIVAMENTE EQUIPES HETEROGÊNEAS E DISPERSAS GEOGRAFICAMENTE COM RESTRIÇÕES DE TEMPO E ORÇAMENTO? Leonardo Julianelli, Gerente de Capacitação, ILOS – Instituto de Logística e Supply Chain As novas ferramentas de capacitação via web, se bem utilizadas, podem ser um aliado muito eficiente para o treinamento de equipes heterogêneas e dispersas geograficamente. Tentaremos, a partir de uma dinâmica integradora, compartilhar as experiências de sucesso do ILOS e quebrar alguns mitos e paradigmas sobre o ensino via web.

WS03 ESTRATÉGIAS CHAVE EM LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN Philippe Tufinkgi, Diretor, International Transfer Center for Logistics (ITCL) - Alemanha Este workshop abordará as principais estratégias aplicadas por empresas líderes para lidar com os desafios futuros na área de logística e gerenciamento de Supply Chain, destacando aspectos relevantes como custos logísticos, desempenho da logística em rede (global network), implantação de novas tecnologias, integração da sustentabilidade nos processos logísticos e o papel das estratégias de outsourcing. Com base no estudo global realizado pela BVL – Associação de Logística Alemã, uma visão mais aprofundada sobre as estratégias adotadas pelas indústrias bem como seus pré-requisitos para implantação também serão discutidos nesta interativa sessão.

WS06 S&OP AVANÇADO Diego de Souza, Sócio Gestor, Plannera Os participantes escolherão, no processo de inscrição a este workshop, um tema do S&OP que desejam explorar, sendo que os dois temas mais votados terão 35 minutos de discussão, direcionada pelos membros da mesa e enriquecida pelas experiências dos participantes. Público-alvo: Empresas com processo já implantado, buscando maiores níveis de maturidade.


AVALIAÇÃO 2012

O EVENTO COMO UM TODO O evento obteve a maior nota geral de todas as 18 edições realizadas: 8,7 segundo a percepção dos participantes (escala 0 – 10).

93,7% dos participantes avaliaram a organização do evento como excelente ou boa.

Foi um grande prazer participar do XVIII Fórum Internacional de Logística. Estou muito impressionado com a organização do evento, que reúne participantes de um amplo espectro de setores da economia. Os temas são diversificados, com ênfase na excelência de operações logísticas e tendências. Este fórum é uma importante plataforma de disseminação de novas tecnologias e conhecimentos gerenciais para o setor de Logística e Supply Chain, promovendo o desenvolvimento dos negócios a longo prazo.

Sidong Zhang Líder da Cátedra Kuehne de Networking em Logística Internacional, CDHK Tongji University, Xangai, China

APRESENTAÇÕES DO FÓRUM

100% das Sessões Gerais, das Mega Sessões e dos Tutoriais apresentados foram considerados excelentes ou bons.

95,2%

É muito importante participar das discussões e ter conhecimento de como os assuntos de Logística serão tratados nos próximos anos. Marco Aurélio Prometti Gerente Geral, Grupo Pão de Açúcar

dos Cases apresentados foram considerados excelentes ou bons. A principal medida de sucesso e garantia de continuidade...

98,4% dos participantes afirmaram que sim, ou provavelmente sim, estariam presentes no próximo evento.

PERFIL DOS PARTICIPANTES 2012: Presidente, CEO e Diretor

34%

Gerência Sênior

23%

Média Gerência

29%

Operacional 0%

14% 10%

20%

30%

40%

Evento de ponta, de nível mundial, com temas, palestras e networking como poucos que já presenciei. Naldib Salem Gerente de Supply Chain, Parente Andrade


RIO DE JANEIRO

www.ilos.com.br

Rua Paulo Emídio Barbosa, 485 - Térreo Parque Tecnológico da UFRJ – Qd. 1A Cidade Universitária – Ilha do Fundão Rio de Janeiro – RJ

/InstitutoILOS

CEP: 21941-615 Tel: (21) 3445-3000

SÃO PAULO

/institutoilos

/institutoILOS

Av. Dr. Cardoso de Melo, 900 1º andar - Conjunto 11 Vila Olímpia São Paulo – SP CEP: 04548-003 Tel: (11) 3847-1909

/company/institutoilos


REMETENTE Rua Paulo Emídio Barbosa, 485 - Térreo Parque Tecnológico da UFRJ – Qd. 1A Cidade Universitária – Ilha do Fundão Rio de Janeiro – RJ CEP: 21941-615

UMA AMPLA IMERSÃO EM LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN A China é o maior polo comercial do mundo e motor da economia mundial. Portanto, é fundamental que as empresas brasileiras conheçam melhor a cultura, as práticas locais e o ambiente de negócios do país, tanto para desenvolvimento de parcerias quanto em termos de competitividade. O ILOS realizará em novembro a MISSÃO INTERNACIONAL DE LOGÍSTICA – CHINA. O programa compreenderá uma ampla diversidade de operações e processos logísticos de empresas de diferentes setores. Serão abordadas quest��es de gestão, em níveis táticos e estratégicos, bem como outras relativas à infraestrutura, com ênfase em portos e terminais.

PRÓXIMO EVENTO:

10 a16 de novembro

Ao longo de 7 dias, serão 11 visitas técnicas e 07 sessões expositivas.

VISITAS TÉCNICAS

XANGAI Shanghai Pu Dong Airport Free Trade Zone Kintetsu World Express UPS Bosch Hewlett Packard (HP) Volkswagen Tongji University Porto de Yang Shan Terminal Alfandegado Ferroviário

PEQUIM Embraco Siemens

SESSÕES EXPOSITIVAS Introdução e Visão Geral da Infraestrutura Logística na China Fazendo Negócios na China Suprimentos em Nível Global a partir da China Desenvolvimento da China nos Próximos Cinco Anos Desenvolvimento do Sistema Ferroviário de Carga Chinês O Sistema de Transportes na China: desafios e oportunidades Distribuição Urbana na China

As vagas são limitadas. Vivencie essa experiência. Mais informações e inscrições no site www.ilos.com.br

MANTENHA A CIDADE LIMPA


Folder de Eventos — ILOS