Page 1

1

METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO MUSICAL II

INTRODUÇÃO PROFESSOR ESPECIALISTA CLOÉRCIO AUGUSTO BARRA


2

PALAVRA DO PROFESSOR Caro(a) aluno(a)

Vimos no semestre anterior os Métodos Ativos de segunda geração e no final do semestre, citamos os nomes de primeira geração e importantes na transformação do sistema educacional em evolução no período. Agora, neste semestre, iremos discorrer sobre alguns aspectos por eles desenvolvidos, mostrando a importância de cada um no processo de oferecer metodologias inovadoras e criativas para a efetivação da educação musical na vida do ser humano. Esperamos dar a vocês elementos básicos para que possam desenvolver nas atividades de cada um, facilitando e investindo no processo educacional, adicionando ao conhecimento geral, novas estruturas e métodos que visem aprofundar a importância da educação musical no contexto escolar de nosso país.

PROFESSOR ESPECIALISTA CLOÉRCIO AUGUSTO BARRA Possui Especialização em Teoria e Prática da Interpretação Musical: Improvisação - Trompete, pela Universidade Vale do Rio Verde (2008), Graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Vale do Rio Verde (1989) e Graduação em LICENCIATURA EM MÚSICA pela Universidade Vale do Rio Verde (2005). Recentemente foi professor de educação básica e Curso Técnico - Conservatório Estadual de Música Maestro Marciliano Braga de Varginha e atualmente é professor da Universidade Vale do Rio Verde na área de Graduação (Licenciatura em Música). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Música. ENDEREÇO PARA ACESSAR O CURRÍCULO LATTES: http://lattes.cnpq.br/3485759387440289


3

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Vivenciamos um período de renovação constante que sofre com inovações tecnológicas e exige níveis cada vez mais avançados de conhecimento e de participação, tanto de alunos como de professores. O professor estimula o estudante a “aprender a aprender”, produzir saberes e apresentá-los na dinâmica acadêmica, fatores advindos dos avanços e pesquisas desenvolvidas no século XX e que agora, em pleno século XXI, com todo avanço no campo tecnológico e de pesquisas, exige maior participação de nós, futuros professores. Isso é classificado como Métodos Ativos, que no nosso caso específico, começa no princípio do século XX com os agentes de primeira geração, isso porque, na metade do século, já com avanços importantes, atingimos os agentes de segunda geração, conforme estudamos no módulo anterior. Vamos agora conhecer estes agentes de primeira geração dos Métodos Ativos em música, aqueles que apresentam metodologias de aprendizagem e ensino da nova linguagem musical que se apresentam importantíssimos no processo educacional que vivemos. Todos já tiveram no final do semestre anterior um preâmbulo destes nomes importantes neste processo. Esperamos com isso, dar um mínimo de informações para que vocês possam desenvolver um trabalho profícuo e inovador no processo de ensino, ou seja, capazes de oferecer subsídios para que, além de produzirem novos conhecimentos, sejam capazes de produzir postura crítica, prática e autônoma no processo do aprendizado.


4

EMENTA Os precursores dos métodos musicais ativos. Estudo dos principais educadores musicais, suas ideias e suas contribuições metodológicas, do início do Séc. XX até os dias atuais. Carga horária – 20 horas


5

OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Compreender os fundamentos musicais abordados nos métodos de educação musical no campo histórico, discutir as teorias desenvolvidas neste mesmo contexto como base para a realização de reflexões e práticas de ensino musical em diferentes contextos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS 

Desenvolver no licenciando habilidades e competências para a docência, através da construção de sua identidade enquanto educador.

Possibilitar referenciais ao licenciando para que ele possa reconhecer a necessidade

de

compromisso

com

a

própria

formação

e

as

aprendizagens dos futuros alunos. 

Compreender as diversas metodologias historicamente construídas no processo de aprendizagem musical.

Identificar e experimentar a multiplicidade teóricas e pesquisas desenvolvidas no processo educacional a ser aplicada em cada contexto e objetivo escolar.


6

PLANO DE ENSINO Conteúdo Programático Módulo I – Método Dalcroze 

Tópico 1 - Aspectos Filosóficos e Práticos Do Método

Tópico 2 - A importância do movimento na prática musical

Tópico 3 - Sugestão de trabalho sob a perspectiva do método

Módulo II – Método Edgar Willems 

Tópico 1 – Metodologia

Tópico 2 - O Som

Tópico 3 - A afetividade

Módulo III - Carl Orff 

Tópico 1 - Aspectos filosóficos e práticos do método

Tópico 2 - O Instrumental Orff

Tópico 3 - Sugestão de trabalho sob a perspectiva do método

Módulo IV - Kodaly 

Tópico 1 - O solfejo gestual

Tópico 2 - O solfejo melódico

Tópico 3 - Prática do solfejo pelo dó móvel e manossolfa

Metodologia A metodologia consta de aulas teóricas e práticas ministradas através do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) por meio de recursos audiovisuais, como vídeo aulas, aulas texto, jogos educativos e atividades.

Estrutura de Apoio A estrutura de apoio é realizada por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) com professores, tutores, apoio técnico e pedagógico, coordenação e gestão, além de nos polos o apoio com laboratórios e biblioteca.


7

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Bibliografia Básica ALSINA, Pep. El área de educación musical. Propuestas para aplicar en el aula. 1ª ed. 1997. Barcelona: Editorial Graó, 2008. 3ª ed. MARTÍNEZ, Isabel C. Mary Louise Serafine. In: DÍAZ, Maravillas; GIRÁLDEZ, Andrea (coords.). Aportaciones teóricas e metodológicas a La educación musical. Uma selección de autores relevantes. Barcelona: Editorial Graó, 2007. MORENO, Josefa L. Psicologia de la música y educación musical. 1995. A. Machado Libros, 2001.

Bibliografia Complementar PIMENTEL, Lúcia Gouvêa (Coord.). Som – gesto – forma e cor. Belo Horizonte: C/Arte, 1995. BRITO, Teca Alencar de. Koellreutter educador – o humano como objetivo da educação musical. São Paulo: Peirópolis, 2001. PEREIRA, Kleide Ferreira do Amaral. Pesquisa em música e educação. Rio de Janeiro: Edição da autora, 1983. HARGREAVES, David. Música y desarrollo psicológico. Barcelona: Editorial GRAÓ, 1998. Título original: The Developmental Psychology of Music. Cambridge: Cambridge University Press, 1986. PEREIRA, Antônio Sá. Psicotécnica do ensino elementar da música. Rio de Janeiro: José Olympio, 1937.

MEM_II_18.2  
MEM_II_18.2  
Advertisement