Page 1

1

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

INTRODUÇÃO PROFESSOR (A) TÂNIA BRITO DO PRADO


2

PALAVRA DO PROFESSOR Caro aluno,

Bem-vindo a disciplina de Educação de Jovens e Adultos! “Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo. ” Paulo Freire

Durante esse semestre estudaremos a modalidade de ensino da Educação Básica: Educação de Jovens e Adultos como disciplina obrigatória do Curso de Pedagogia. Refletiremos sobre as possibilidades de ensino na EJA e os sujeitos que compõem esta relação. Iniciaremos nossas reflexões realizando um exercício de memória, em que procuraremos definir o que entendemos por Educação de Jovens e Adultos e quem seriam os alunos que buscam por esta modalidade de ensino.

Espero que possamos estar juntos nessa caminhada e que tenhamos um semestre de muito aprendizado! Bons estudos!

PROFESSOR Tânia Brito do Prado

Graduada em Pedagogia com habilitação em Orientação Educacional e Supervisão Escolar, Pós Graduada em Metodologia de Ensino para 1º grau e 2º grau, Pós Graduada em Formação à Distância; Especialista em Alfabetização e Aprendizagem e Aperfeiçoamento em Alfabetização e Letramento.


3

PRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Caro aluno, Os objetivos específicos da nossa disciplina Educação de Jovens e Adultos estão voltados à análise do percurso histórico dessa modalidade de ensino e seus desdobramentos como conquista de um direito do cidadão brasileiro, tema que se tornou importante para a nação brasileira quando o analfabetismo foi considerado uma doença nacional, aparecendo na pauta das políticas públicas a partir de então. Estudaremos os movimentos sociais que se voltaram ao atendimento dos analfabetos, as campanhas de alfabetização, o trabalho desenvolvido em parceria pela sociedade civil e poderes públicos, que resultou na movimentação com ramificações em todo o território nacional por essa Educação. Outro objetivo específico é apresentar a Educação de Jovens e Adultos nas legislações brasileiras – na Constituição Federal de 1988 e na Lei nº 9.394, de 1996, destacando, no Plano Nacional de Educação, as diretrizes e propostas para esse ensino em todo o território nacional. As diretrizes curriculares e parâmetros nacionais são os documentos elaborados pelo Conselho Nacional de Educação que tratam deste e de outros temas, dando orientações a especialistas, professores na condução das ações e atividades na Educação em todo o país. Discutiremos ainda o papel dos sistemas de ensino, nos dias atuais, na organização e implantação dos cursos oferecidos à população. Além disso, debateremos sobre a metodologia de trabalho pedagógico a ser desenvolvida com os alunos do ciclo I do Ensino Fundamental, a alfabetização, a pós‑ alfabetização, o ensino da Matemática e das áreas das Ciências, da História e da Geografia. Caracteriza‑ se como outra atuação do pedagogo ser o educador do ciclo I do Ensino Fundamental da Educação de Jovens e Adultos. Assim, abordaremos as disposições da proposta curricular para as séries iniciais do Ensino Fundamental para a Educação de Jovens e Adultos que foi elaborada pelo Ministério da Educação em parceria com a associação Ação Educativa, tendo esse documento como norteador das

discussões

da

prática

educativa.

Aprofundaremos

na

metodologia

de

alfabetização e pós-alfabetização em Língua Portuguesa, em Matemática, Ciências, História e Geografia. Já os estudos ministrados a partir do ciclo II do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, devem ser oferecidos por escolas reconhecidas pelas secretarias de educação estaduais e por professores com licenciatura plena nas diferentes disciplinas do currículo, tendo como suporte as diretrizes curriculares para a Educação de Jovens e Adultos e também para esses ensinos.


4

EMENTA Políticas públicas na educação de jovens e adultos (EJA). Alfabetização de jovens e adulto: fundamentos teórico-metodológicos. A construção do projeto políticopedagógico de EJA. Programas e alternativas metodológicas na área de EJA. Os novos suportes técnicos-informacionais, a educação à distância em EJA.

Carga horária – 40 horas


5

OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Dominar princípios técnicos – metodológicos das áreas de conhecimento que se constituam objeto de sua prática pedagógica. Compreender o processo de construção do conhecimento no indivíduo inserido no seu contexto social e cultural- Andragogia. Entender a educação de jovens e adultos enquanto modalidade de ensino e como direito de cidadania. Desenvolver a capacidade de atuar com jovens e adultos defasados em seu processo de escolarização.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS Desenvolver metodologias e materiais pedagógicos adequados ao trabalho educativo com a educação de jovens e adultos. Capacitar o profissional da área de educação para elaboração de planejamentos na modalidade de ensino da educação de jovens e adultos e aplicação destes no plano das organizações e instituições sociais e educacionais, tendo como base a legislação e as políticas públicas; Analisar a realidade educacional brasileira das pessoas jovens e adultas numa perspectiva crítica, a partir da legislação e das políticas públicas; Projetar ações no sentido de solucionar problemas sociais da educação de jovens e adultos (na sua comunidade, ambiente de trabalho, grupo no qual conduz um processo educacional).


6

PLANO DE ENSINO

Conteúdo Programático Unidade I 1.

HISTÓRIAS E MEMORIAS DO EJA

1.1 Um Pouco da História da alfabetização de Jovens e Adultos 1.2 Panorama da Educação de Jovens e Adultos 1.2.1 Como as pessoas jovens e adultas analfabetas resolvem as suas situações cotidianas? 1.2.2 Quem são os alunos da Educação de Jovens e Adultos? 2.

A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS CONSTITUI‑ SE COMO UM CAMPO DE CONHECIMENTO?

2.1

O que recomenda a LDBEN nº 9.394, de 1996?

2.2

A Educação de Jovens e Adultos na legislação educacional

2.3

Constituição Federal de 1988

2.4

LDBEN – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/96

2.5

Ensino obrigatório dos 4 aos 17 anos – Emenda Constitucional nº 59, de 2009

Unidade II 2. COMO OS JOVENS E ADULTOS ESTUDAM HOJE? 2.1 A organização dos cursos da EJA 2.2 Como são organizadas as classes de alfabetização? 2.2.1 Funcionamento por meio de cursos e exames 2.2.2 Cursos presenciais 2.2.3 Outras formas de organização do ensino destinado a jovens e adultos 2.2.4 Exames 2.2.5 Organização curricular

3.

O RECONHECIMENTO SOCIAL DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS – A EJA


7 NA PAUTA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO 3.1 Movimentos de alfabetização de adultos e Paulo Freire

Unidade III 3. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS 3.1 Desenvolvimento e aprendizagem de jovens e adultos 3.2 Educar na diversidade 3.3 Os efeitos da escolarização/alfabetização no processo de desenvolvimento cognitivo 4. Metodologia de ensino na Educação de Jovens e Adultos 4.1 Organização de atividades em projetos: o que são projetos? 4.2 O papel do professor na organização e direção das situações de aprendizagem e na progressão das aprendizagens 4.3 Avaliação Unidade IV 4.LÍNGUA PORTUGUESA – METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO E PÓS‑ALFABETIZAÇÃO e MATEMÁTICA

Metodologia As atividades metodológicas desenvolvidas serão estruturadas, de forma simultânea ou sequencial, oferecendo ao aluno a oportunidade de perceber e analisar o assunto sob diversos ângulos, de forma que o aluno se aproprie dos conhecimentos propostos e/ou apresente suas pesquisas e demais atividades pedagógicas.

Estrutura de Apoio: Exercícios; Questionários; Pesquisas em livros, Internet, sínteses e conclusões de textos; Web conferencia; filme; Periódicos; Revistas e jornais.


8

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Bibliografia Básica FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 45. ed. São Paulo: Cortez, 2005. FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 9. ed. SP: Paz E Terra, 2001. (O mundo, hoje ) GADOTTI, M.; ROMÃO, J.E. (org). Educação de Jovens e Adultos: Teoria, Prática e Proposta. 11. ed. São Paulo-SP: Cortez, 2010.

Bibliografia Complementar

CARVALHO, Célia. Ensino noturno: realidade e ilusão. São Paulo, Cortez, 1989. FREIRE, Paulo; MACEDO, D. Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. Paz e Terra, 1994. MINAS GERAIS. Secretaria de Estado da Educação de MG. Veredas: formação superior de professores: modulo 7: educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: SEE/MG, 2005. (Coleção Veredas) RAAB. Práticas educativas e a construção do currículo. In: Revista d e educação de jovens e adultos: Alfabetização e cidadania. São Paulo, nº 11, abril, 2001. SOUZA, Maria Antônia de. Educação de Jovens e adultos.Curitiba: Ibpex, 2007.


9

Bibliografia Digital Resolução nº1, 05/07/2000 – Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.

CARVALHO, M. Primeiras letras: alfabetização de jovens e adultos em espaços populares. São Paulo: Pearson, 2011.

PICONEZ. S. C. B. Educação escolar de jovens e adultos. São Paulo: Pearson, 2011.

DURANTE, M. Alfabetização de adultos. Porto Alegre: Artmed, 1998.

FUCK, I. T. Alfabetização de adultos: relato de uma experiência construtivista. Petrópolis: Vozes, 1997.

MALGLAIVE, G. Ensinar adultos. Porto: Porto Editora, 1990.

Filmografia DVD Coleção Grandes Educadores – Paulo Freire (ATTA mídia e educação - Editora Paulus (11) 5087-3700 / (11) 3789-4000 www.paulus.com.br). DVD –filme Narradores de Javé – Direção Eliane Caffé, Distribuidora Lumiére, 2004.

EJA  
EJA  
Advertisement