Page 1

MAI O 2016

ENERGIA DO BEM

REVISTA DO PROJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DA CELESC

Transformando vidas e garantindo o futuro

REDUÇÃO DE ATÉ 50% de energia elétrica utilizada em residências

PALESTRAS DE CONSCIENTIZAÇÃO para mudar atitudes no dia a dia


SUMÁRIO

3 O PROJETO Energia do Bem: levando mais eficiência para todos

8 4

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Bom para a empresa e para o consumidor

ENTREVISTA COM O PRESIDENTE “Nossa missão é levar informação e benefícios aos consumidores”

16 HISTÓRIAS DE VIDA Eficiência traz economia e dinheiro no bolso

24 20

INSTALAÇÃO DE AQUECEDORES SOLARES Banho quente com economia

RANKING DO CONSUMO Equipamentos substituídos representam até 70% do consumo da residência

COORDENAÇÃO DO PROJETO: Divisão de Pesquisa & Desenvolvimento de Eficiência Energética; Departamento de Engenharia e Planejamento do Sistema Elétrico; Diretoria de Distribuição COORDENAÇÃO EDITORIAL: Assessoria de Comunicação e Eventos; Supervisão final – Vânia Mattozo (MTb 464 JP/SC) REDAÇÃO E DESIGN EDITORIAL: ek Marketing FOTOGRAFIAS: Nilton Santolin


12 10

VISITAS DE ORIENTAÇÃO A Celesc vai até a sua casa

LINHA DO TEMPO Veja como se desenvolvem as ações da Celesc no programa Energia do Bem

14 ENTREGA DE GELADEIRAS Refrigerador novo chegando

30 26 PALESTRAS DE CONSCIENTIZAÇÃO Aprendendo a economizar

DICAS DE ECONOMIA Como utilizar a energia elétrica com segurança

32 CONSUMO CONSCIENTE O que você paga: entenda a sua fatura de energia


CELESC

EDITORIAL

“POR QUE A CELESC QUER NOS AJUDAR A PAGAR MENOS?”

MARCIO DOS SANTOS LAUTERT, coordenador do Energia do Bem

MARCO AURÉLIO GIANESINI, chefe da Divisão de Eficiência Energética/P&D

JAMES ALBERTO GIACOMAZZI, diretor de Distribuição

“Essa pergunta foi a mais ouvida

“O Programa de Eficiência Ener-

“A busca pela excelência inclui

durante as visitas nas casas dos

gética está fortemente vinculado

necessariamente o uso seguro

consumidores. A resposta mais

aos nossos valores corporativos:

e racional da energia. Por isso,

simples é que a Celesc tem uma

Resultados, Inovação, Valorização

precisa ir além de um conceito,

responsabilidade muito maior

das Pessoas, Comprometimento,

um slogan ou uma estratégia de

do que apenas trabalhar para ter

Responsabilidade Socioambien-

marketing. Essa filosofia está sen-

lucro. Ela tem um compromisso

tal, Ética e Segurança. Isso diz

do continuamente repassada aos

com o futuro, pois o grande le-

respeito também ao princípio de

nossos consumidores, e é isso

gado que ficará para as próximas

sustentabilidade, que norteia a

que fundamenta os projetos do

gerações é a garantia de que ha-

Celesc em todos os seus âmbitos

Programa de Eficiência Energéti-

verá energia, seja para iluminar

de trabalho. Para o nosso con-

ca da Celesc. Porque é obrigação

residências e trazer conforto ao

sumidor e cidadão catarinense,

olhar o nosso entorno e enten-

consumidor em seu lar ou para

isso significa orientação sobre

der que a Celesc precisa estar

prover o insumo necessário para

uso eficiente e seguro da energia,

sempre envolvida no esforço para

o desenvolvimento da indústria e

mais conforto e qualidade de vida

fazer um estado cada vez mais

do comércio.”

e respeito permanente com o

forte e desenvolvido.”

meio ambiente.”

4

ENERGIA DO BEM


O PROJETO

CELESC

ENERGIA DO BEM: LEVANDO MAIS EFICIÊNCIA PARA TODOS O conceito mais amplo de eficiência

eficiência energética, na troca de

INVESTIMENTO TOTAL

energética está ligado à minimização

lâmpadas e de refrigeradores ou na

aproximadamente

de perdas na conversão de energia

instalação de trocadores de calor.

R$ 65 milhões

primária em energia útil. As perdas ocorrem para qualquer tipo de energia, seja térmica, mecânica ou elétrica. Em síntese, seu objetivo é atender às necessidades da economia com menor uso de energia primária e, portanto, menor impacto à natureza. A partir daí, produz-se mais ou melhor

O Energia do Bem já beneficiou di-

SUBSTITUIÇÃO

retamente cerca de 40 mil unidades

16.200

consumidoras, e a meta é atingir

refrigeradores

55 mil residências. Os investimentos

285.000 lâmpadas fluorescentes compactas

são feitos pelo Governo de Santa Catarina e a Celesc Distribuição para tentar melhorar a distribuição e a

INSTALAÇÃO

renda da população. Esse projeto faz parte dos investimentos obriga-

5.000

Assim no papel parece simples, mas

tórios em ações de eficiência ener-

aquecedores solares

levar esses conceitos às comunidades

gética para clientes de baixa renda

envolve não apenas conhecimentos,

pela concessionária. Atualmente,

23.500

mas mudanças de práticas, de hábitos

60% da verba do programa deve ser

e, muitas vezes, uma ação direta em

investida em unidades com Tarifa

PALESTRAS

meio às comunidades. Com o projeto

Social de Energia Elétrica (TSEE). Ao

centenas de ações

Energia do Bem, que iniciou em 2012,

fim desse projeto é estimada uma

na comunidade

criam-se as condições para que isso

economia de 35,3 GWh/ano e uma

aconteça, seja através de visitas aos

redução de 16 mil kW de demanda

ECONOMIA ESTIMADA

consumidores, em palestras sobre

no horário de ponta.

35,3 GWh por ano

com menor consumo de energia.

trocadores de calor

NÚMEROS DA EQUIPE DO PROJETO ENERGIA DO BEM ETAPA

MOD

MOI

TOTAL

Gestão e administração

3

3

6

Palestras

2

0

2

Diagnóstico energético, substituição e descarte de lâmpadas

28

3

31

Entrega e descarte de refrigeradores

12

2

14

Instalação do SAS

35

1

36

Instalação de trocadores de calor

30

6

36

TOTAL

110

14

125

MOD = mão de obra direta (fica em campo) MOI = mão de obra indireta (fica no escritório)

ENERGIA DO BEM

5


CELESC

ENTREVISTA

“A EFICIÊNCIA É UMA FORMA DE GERAR SUSTENTABILIDADE” CLEVERSON SIEWERT, DIRETOR-PRESIDENTE DO GRUPO CELESC

“O Energia do Bem é o maior projeto do Sul do País destinado a atender a população com direito à tarifa social de energia.”

6

ENERGIA DO BEM

QUAL É A IMPORTÂNCIA DE UM PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA? CLEVERSON SIEWERT – Eles são

importantes porque, simultanea-

industrial, em particular, as ações de eficiência energética garantem melhoria no sistema produtivo e aumento de competitividade.

mente, combatem o desperdício

Não podemos esquecer ainda

e incentivam o uso adequado da

o trabalho de conscientização

energia elétrica. Com isso, temos

sobre o uso seguro e eficiente

melhor aproveitamento de nossos

da energia feito para estudantes

recursos naturais e da energia

e consumidores residenciais,

produzida com eles.

especialmente.

O uso adequado da energia pode

programa, já atendemos prefeitu-

CONSIDERANDO OS PROJETOS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EXISTENTES, O QUE HÁ DE DIFERENCIAL NAQUELES DESENVOLVIDOS PELA CELESC?

ras, escolas públicas, entidades

CS – A Celesc inova cada vez

filantrópicas, consumidores com

mais e é pioneira em diversas

tarifa social e indústrias com

frentes. O projeto Bônus Eficiente,

modernização tecnológica de pro-

concebido para facilitar a compra

cessos e equipamentos. No setor

de tecnologia nova, como mode-

ainda ajudar o bolso do consumidor, com uma fatura menor ao fim de cada mês. Por meio desse


ENTREVISTA

CELESC

los mais eficientes de geladeiras e freezers, foi o primeiro aberto a todos os consumidores residenciais adimplentes. Seu êxito nos rendeu, inclusive, o prêmio de melhor projeto de eficiência energética do País em 2015, durante a realização do Citenel, evento específico da área. A Celesc foi pioneira ao destinar recursos para promover atualização de parques industriais e ao abrir chamadas públicas para conhecer as demandas existentes em seu mercado de atuação. O Energia do Bem é o maior projeto do Sul do País destinado a atender a população com direito à tarifa social de energia. Tudo isso está em conformidade com o objetivo de estimular a mudança de comportamento e criar consciência para a sustentabilidade.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DO PROGRAMA PARA A PRÓPRIA CELESC? CS – Com o incentivo ao uso

eficiente, otimizamos investimentos e ganhamos confiabilidade na disponibilidade de energia para nosso consumidor. Também é uma forma de trabalhar o conceito de consumo responsável – uma diretriz de sustentabilidade – com Engajamento interno para a excelência.

ENERGIA DO BEM

7


CELESC

ENTREVISTA

o nosso público interno. Isso se reflete, inclusive, nas ações de nosso voluntariado, que contribui para disseminar boas práticas de uso da energia. Assim, podemos dizer que há articulação de várias áreas da Celesc, não apenas de um setor específico. Outro ponto importante, no caso do Energia do Bem, é a redução de perdas comerciais decorrentes da regularização de consumidores antes clandestinos por meio dos incentivos dados pelo projeto.

POR QUE SURGIU A IDEIA DE AMPLIAR O PROJETO BAIXA RENDA COM OUTRAS AÇÕES? CS – A Celesc é um agente impor-

tante do desenvolvimento catarinense. Isso inclui a preocupação

O presidente da Celesc ressalta que são vários os impactos positivos conjugados do projeto.

com a qualidade de vida e o bem-estar de seus consumidores. Podemos dizer que a ideia partiu da reflexão sobre a necessidade de unir a conscientização a um potente projeto de eficiência. Atualmente, nós ainda damos o peixe (a tecnologia), mas também ensinamos a pescar (a cuidar e usufruir a tecnologia). Com as palestras, apoiamos a formação de um consumidor mais consciente, capaz de gerenciar melhor seu orçamento doméstico. Assim, teremos um cidadão mais responsável, em termos econômicos e ambientais.

8

ENERGIA DO BEM

“Com as palestras, apoiamos a formação de um consumidor mais consciente, capaz de gerenciar melhor seu orçamento doméstico.”

E OS RESULTADOS PRÁTICOS? QUAL É A ECONOMIA RESULTANTE EM TERMOS DE ENERGIA? COMO OS RESULTADOS IMPACTAM A SOCIEDADE? CS – A medição e o acompanha-

mento do consumo de consumidores beneficiados, residenciais, comerciais ou industriais mostram efeitos imediatos após a ação de eficiência energética, como redução ou readequação do consumo de energia elétrica. A economia de energia propiciada pelo


ENTREVISTA

CELESC

consumidor e mais confiabilidade ao sistema, principalmente no caso da regularização de ligações clandestinas; e o aspecto cultural, com informações importantes sobre economia e segurança com energia. Aliás, as pesquisas de opinião realizadas anualmente na área de concessão comprovam que os consumidores estão mais informados sobre segurança e uso eficiente da energia. Podemos citar também o aspecto tecnológico envolvido, pois o programa tanto incentiva a adoção de tecnologias mais eficientes como fomenta a nossa busca por soluções para os desafios existentes, como atendimento mais adequado, disponibilidade para suprimentos sazonais, confiabilidade contínua etc.

programa até o fim de 2015 está estimada em 70 mil MWh/mês, ou o equivalente ao consumo de 350.000 unidades consumidoras residenciais. São vários os impactos positivos conjugados, dependendo do projeto em questão: o aspecto econômico, que permite aos consumidores comprar outros bens com a redução da fatura de energia; o aspecto técnico, que garante mais segurança ao

Impactos: econômico, pela redução na fatura; técnico, pela segurança; e cultural, pela mudança dos hábitos de consumo de energia.

QUAL É A PREVISÃO PARA AS PRÓXIMAS EDIÇÕES DO ENERGIA DO BEM PARA BAIXA RENDA? EXISTEM REGIÕES COM MAIOR DEMANDA? CS – Esses projetos são desen-

volvidos praticamente de forma ininterrupta. Todas as regiões catarinenses são atendidas, pois atualmente o cadastro de Consumidores com Tarifa Social de Energia Elétrica* é o que define as residências nas quais são feitas essas ações de eficiência energética. *O Projeto Energia do Bem é anterior à Lei n.º 13.203, publicada em 8 de dezembro de 2015.

ENERGIA DO BEM

9


CELESC

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA: BOM PARA A EMPRESA E PARA O CONSUMIDOR Desafio é levar conceitos de eficiência energética ao consumidor final para mudar atitudes.

10

ENERGIA DO BEM


EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

CELESC

Estudos apontam que o desperdício

energia é a mais barata de todas, já

de imediato, médio e longo prazo. O

de energia no Brasil ainda é muito

que o custo dela é a metade do preço

Brasil, desde os anos de 1990, vem

grande, e esse cenário precisa ser mu-

de expansão do mercado, que hoje

implantando diversos projetos de

dado. Segundo estudo da Associação

está por volta de R$ 130 por mega-

eficiência energética.

Brasileira das Empresas de Serviços

watt-hora. Enquanto isso, os projetos

de Conservação de Energia (Abesco),

de eficiência energética estão por

em 2014 a energia gasta a mais che-

volta de R$ 60 ou R$ 70.

gou a 10% da eletricidade produzida

clientes domésticos e a outra metade na indústria e no setor público, foram utilizados de forma ineficiente pelos consumidores. A Celesc tem como estratégia prioritária de gestão as iniciativas voltadas para a redução do desperdício e o aumento do uso eficiente de energia. Essas ações são extremamente positivas tanto do ponto de vista econômico quanto da segurança energética. Ao contrário do que muitos pensam, essas ações são 100% viáveis economicamente, já que o custo de implementação de ações de eficiência energética são em média 50% inferiores ao custo da implantação de novos sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia. A eficiência energética também é chamada de geração virtual de energia,

foi levar os conceitos da eficiência energética e se comunicar com o consumidor final. Muitas vezes, esse

no País. Por essa conta da entidade, cerca de R$ 12,64 bilhões, metade nos

Um dos maiores entraves sempre

A implantação dos programas de eficiência energética é positiva pela economia e pela segurança energética, bem como por não ser necessário fazer expansão de linhas de transmissão e de distribuição de energia.

consumidor não sabe o muito que já foi feito. E muito trabalho já está em andamento tanto no Brasil como em Santa Catarina. Em termos de produto, tudo que temos nos países desenvolvidos, no âmbito da eficiência energética, temos dentro do Brasil. E, da mesma forma, em termos de prestação de serviço. Então, acreditamos que a importância de programas como o Energia do Bem também está em levar essas informações ao consumidor final, garantindo o futuro do sistema e o desenvolvimento social e econômico de Santa Catarina. As ações de eficiência energética, ao serem implementadas, irão garantir uma segurança ao sistema elétrico brasileiro, minimizando a dependência da utilização de fontes mais caras, como a térmica, e de aumentos na tarifa de energia para reduzir o consu-

já que a energia que você deixa de

mo. Atualmente, esses 10% de todo o

consumir, por ter feito uma ação mais

volume gerado desperdiçado respon-

eficiente, é disponibilizada no sistema

Também pode ser apontada a questão

de, por exemplo, a quase 60% de toda

para outro usuário poder usar, assim

da sustentabilidade como um vértice

a geração anual da usina de Itaipu,

você paga menos e ajuda a empresa

importante dos projetos de eficiência

uma das maiores do mundo. Explican-

a se tornar mais eficiente e conse-

energética, porque inclui impactos po-

do de outra forma, sem desperdício

guir levar energia para aqueles que

sitivos ambientais, já que você reduz

poderíamos abastecer os estados

ainda não estão ligados ao sistema.

o consumo de energia para realizar a

do Rio de Janeiro e de Pernambuco

Conforme os dados da Abesco, essa

mesma ou mais tarefas. Existem ações

juntos durante o ano inteiro.

ENERGIA DO BEM

11


CELESC

LINHA DO TEMPO

CONFIRA AS AÇÕES QUE A CELESC DESENVOLVE NO ENERGIA DO BEM Depois, os agentes vão até as residências selecionadas e conversam com os usuários. Se ele aceitar fazer parte do Energia do Bem, é feito seu cadastro e ele já recebe as lâmpadas para trocar em sua residência. Conforme sua necessidade e disponibilidade para a instalação, ele se inscreve para receber um novo refrigerador e o sistema de aquecimento solar para o chuveiro.

Em primeiro lugar, os usuários são selecionados pela Celesc por faixa de consumo, por fazerem parte do cadastro de Tarifa Social de Energia Elétrica. Para adesão a esse cadastro, há a analise de faixa de consumo e participação em parte de programas sociais, como Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada.

12

ENERGIA DO BEM

Após o estágio cadastral, o cliente aguarda de 15 até 30 dias para receber um refrigerador novo, que gerará uma economia considerável em sua residência. A entrega é feita respeitando um cronograma por região. Assim todos os clientes de uma cidade recebem mais ou menos nos mesmos dias.


LINHA DO TEMPO

Aqueles que foram selecionados para a instalação do sistema de aquecimento solar também recebem a visita dos técnicos entre 15 e 30 dias após o cadastramento. A equipe de instaladores também trabalha em esquema regional, atendendo todos os selecionados de uma mesma cidade por vez.

CELESC

Agora, com tudo instalado e com conhecimento de como utilizar a energia elétrica de forma racional é só esperar as próximas contas de luz e acompanhar a economia, que em alguns casos pode chegar a 50% menos no boleto de pagamento mensal.

Enquanto isso, usuários são convidados a participar de palestras de conscientização e uso racional da energia elétrica em todas as áreas atendidas pela Celesc. A equipe viaja por todo o estado de Santa Catarina, conversando com a população das cidades atendidas pela empresa.

Com a ajuda da Celesc, surge uma nova consciência, garantindo energia elétrica para o futuro de Santa Catarina.

ENERGIA DO BEM

13


CELESC

VISITAS DE ORIENTAÇÃO

Compreender os objetivos e as vantagens do projeto garante adesão do público-alvo.

A CELESC VAI ATÉ A SUA CASA Uma das primeiras ações organiza-

de fazerem parte da ação e para que

são é localizar a residência e conversar

das pela Celesc após a seleção dos

possam receber os equipamentos que

com a pessoa que consta na conta de

usuários que têm o direito de parti-

proporcionarão a economia da energia

energia. Se ela aceitar participar do

cipar do Projeto Energia do Bem é ir

elétrica em suas residências. “Fazemos

projeto, fazemos um cadastro. A partir

ao encontro dessas pessoas para que

o primeiro contato e o acompanha-

daí ela está habilitada, conforme sua

elas fiquem por dentro das vantagens

mento do cliente. Nossa primeira mis-

necessidade e possibilidade, a receber

14

ENERGIA DO BEM


VISITAS DE ORIENTAÇÃO

CELESC

as lâmpadas para a troca, uma nova

Roque, 50 anos, metalúrgico, morador

graninha, quem sabe para aplicarmos

geladeira e o sistema de aquecimento

do bairro Pinheirinho, em Criciúma.

no restante da construção da casa.

a energia solar”, explica Cristiane Van-

“Moramos eu, minha esposa e dois fi-

Há anos estamos em obras por aqui,

zan, coordenadora de campo.

lhos aqui na minha casa. Nosso gasto

fazemos de pouco em pouco, confor-

A etapa de visitas é essencial, pois o

é em média R$ 140,00, e para o nosso

me sobra dinheiro para investir.”

entendimento sobre os objetivos e

padrão de vida é um valor muito alto.

as vantagens do Projeto Energia do

Com essa troca de lâmpadas, a nova

Bem eleva a adesão do público-alvo.

geladeira e o aquecimento solar,

Esse foi o caso de José Márcio Ricardo

se tudo der certo, deve sobrar uma

Claudemir Farias, auxiliar de cadastro, confirma que a maioria dos usuários adere ao projeto após saber que receberá novos equipamentos.

ENERGIA DO BEM

15


CELESC

ENTREGA DE GELADEIRAS

REFRIGERADOR NOVO CHEGANDO Clientes já podem fazer planos com a economia gerada pelo uso racional da energia elétrica e os novos equipamentos.

16

ENERGIA DO BEM


ENTREGA DE GELADEIRAS

CELESC

Até o momento, já foram investidos cerca de R$ 65 milhões na substituição de 16.200 refrigeradores que beneficiaram famílias de baixa renda de Santa Catarina. Para a autônoma Maria Aparecida Martins, 49 anos, moradora de Joinville, foi uma surpresa quando o pessoal da Celesc veio até seu apartamento para falar sobre uso racional da energia elétrica e ela soube então que teria direito a uma nova geladeira. “Sabemos que os aparelhos mais antigos gastam mais, mas desde que nos mudamos para cá ainda não havia sobrado dinheiro para trocar o refrigerador, que realmente era uma peça de museu. Gostaríamos de agradecer a Celesc, que veio até a gente não apenas para doar uma refrigerador novinho em folha, mas para mostrar e explicar que podemos economizar luz com atitudes simples. É bom quando a empresa nos dá esse retorno que vai além da conta de luz.” O mesmo aconteceu com Luiz Bernardo, 56 anos, também morador de Joinville, que trabalha com serviços gerais, mas que no momento da visita de entrega da geladeira estava desempregado. “Moro com meus dois filhos aqui no apartamento, e foi muito bom vir para cá, pois imagina agora, desempregado e pagando aluguel? Mas agora, com algo meu, posso planejar melhor a vida e meus filhos de 10 e 16 anos podem sonhar com uma vida melhor. E esse refrigerador da Celesc é a cereja do bolo, pois nossa geladeira era muito antiga, ou congelava os alimentos ou não gelava direito. Ela era temperamental. Agora é uma beleza, colocamos os alimentos lá e eles ficam conservados, sem que precisemos nos preocupar.”

ENERGIA DO BEM

17


CELESC

HISTÓRIAS DE VIDA

“MINHA RENDA

BAIXOU MUITO E PRECISAMOS ECONOMIZAR.” SADI RODRIGUES, 44 anos, motorista, mas recebe pensão por conta de um problema de saúde. Joinville.

“Moramos eu, minha esposa e nossos três filhos aqui neste apartamento há oito meses. Antes morávamos de aluguel, e foi muito bom vir para cá, um lugar nosso, ainda mais depois que tive esse problema de saúde que me afastou do trabalho. É difícil fazer a criançada não demorar no banho ou abrir a geladeira de dois em dois minutos. A nova geladeira vai estimular todos nós a mudarmos os costumes, além de trazer muita economia.” 18

ENERGIA DO BEM


HISTÓRIAS DE VIDA

CELESC

“A FAMÍLIA É

GRANDE E TODO DINHEIRO QUE SOBRAR É BEM-VINDO.” MIRIAM REGINA LEITE, 30 anos, dona de casa. Joinville.

“Nos mudamos eu, meu marido e nossos filhos para cá em fevereiro de 2015. Moramos em sete pessoas, e gastamos em média R$ 200,00 por mês com energia. Meu marido trabalha com construção civil, temos uma vida estável, mas sem luxos. Acredito que essa ação da Celesc vai nos beneficiar sim, pois nosso refrigerador era muito antigo, já não vedava direito.” ENERGIA DO BEM

19


CELESC

HISTÓRIAS DE VIDA

“ECONOMIZAR

É IMPORTANTE PARA SOBRAR DINHEIRO NO FINAL DO MÊS.” ROSALINA MARIA DA COSTA, 57 anos, pensionista. Joinville.

“Sou natural do Recife, moro há 30 anos em Santa Catarina e ainda não me acostumei com o frio. Quando meu marido faleceu, tive que criar meus dois filhos trabalhando com limpeza, e hoje, depois que adoeci, vivo com eles e quatro netos aqui em casa. Fiquei surpresa quando fui procurada pela Celesc, não imaginava que uma empresa poderia fazer isso pela gente. Estávamos gastando demais na época de frio, todos tomam banho quente, são mais roupas pra lavar e passar. Com a nova geladeira e o aquecedor solar, vamos acompanhar a conta de luz e ver o quanto vai reduzir. “ 20

ENERGIA DO BEM


HISTÓRIAS DE VIDA

CELESC

“MORAMOS AQUI

HÁ MUITO TEMPO E AGORA VEMOS AS COISAS MELHORAREM.” LUIZ MANOEL SERAFIM, 70 anos, aposentado. Criciúma.

“Moramos aqui há 58 anos, atualmente só eu e minha esposa. Mas foi aqui que criei meus oito filhos, e a coisa era bem precária por aqui. Não tínhamos água, luz, a rua era tão esburacada que não passava ônibus, e em dias de muita chuva não entrava nem saía ninguém. Aos poucos a vida foi mudando, e esse projeto de troca de geladeira e instalação do sistema de aquecimento solar da Celesc é excelente, pois vai nos trazer mais qualidade de vida e auxiliar para que sobre um pouco mais de dinheiro no bolso.” ENERGIA DO BEM

21


CELESC

RANKING DO CONSUMO

SUBSTITUIÇÃO REPRESENTA ATÉ 70% DO CONSUMO DA RESIDÊNCIA DE BAIXA RENDA Ter hábitos econômicos faz bem ao meio ambiente e também ao bolso. É possível viver com menos impacto e ainda economizar dinheiro. Saiba quanto os eletrodomésticos mais comuns que temos em nossas casas gastam de energia e economize. Os percentuais abaixo são referentes ao valor total da conta de energia.

LÂMPADAS 15% a 25%

25% a 35%

CHUVEIRO ELÉTRICO

TELEVISÃO 10% a 15%

FERRO ELÉTRICO 5% a 7%

MAIS DICAS DE ECONOMIA

até 15%

AR-CONDICIONADO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

5% MÁQUINA DE LAVAR ROUPAS até

GELADEIRA 25% a 30%

22

ENERGIA DO BEM


RANKING DO CONSUMO

1. CHUVEIRO ELÉTRICO Campeão dos campeões quando o assunto é consumo. Além disso, banhos longos gastam, além da energia, outro recurso precioso: a água. Recomenda-se que um banho deve durar aproximadamente 8 minutos. Veja na página 22 como calcular o quanto você gasta em cada banho. 2. GELADEIRA É a vice-campeã do consumo, então, alguns cuidados devem ser tomados para garantir uma maior eficiência no uso dos refrigeradores. Mantenha-os afastados de paredes ou móveis e, especialmente, de fontes de calor, como fogões, fornos, estufas e raios solares. Esqueça o costume de colocar a roupa para secar na parte traseira da geladeira, pois isso diminui a eficiência do aparelho e, automaticamente, aumenta o consumo. Mas uma boa dica é manter o refrigerador sempre limpo. Descongele sempre que houver acúmulo de gelo e não coloque alimentos quentes. Teste regularmente as borrachas de vedação, usando uma folha de papel: se a borracha não segurá-la, é hora de trocar. 3. LÂMPADAS A luz elétrica é essencial em nossa vida, mas sempre que puder dê preferência à luz natural. Mudanças de atitude são aliadas da economia: sempre que sair de um ambiente, apague a luz. Luminárias e lustres limpos também trazem mais eficiência. Opte sempre por lâmpadas mais econômicas, como as fluorescentes compactas e as de LED, que são mais duráveis, consomem menos energia e proporcionam mais luminosidade. 4. TELEVISÃO Sim, ela está presente em quase todos os lares brasileiros e, às vezes, em vários ambientes da casa. Não dá para abrir mão do televisor, mas dá para diminuir o desperdício de energia. Desligue completamente o aparelho, evitando o modo stand by, que continua consumindo energia. Fique atento na hora da compra: quanto maior a tela, maior o consumo, e busque comparar o consumo entre os vários formatos e modelos. Para ficar com a consciência

tranquila, vale também estar atento à logística reversa que cada marca oferece. Mesmo com muitos avanços, todas as plataformas contêm diferentes elementos químicos que causam impacto ao meio ambiente. 5. CONDICIONADOR DE AR Um aparelho cada vez mais presente no dia a dia dos brasileiros, seja em casa ou no trabalho, faz com que a atenção se volte para a escolha correta de um aparelho dimensionado conforme o uso de cada ambiente. Consulte um especialista e comece pela instalação, deixando o condicionador em local com boa circulação de ar. Além disso, nunca é demais lembrar que manter portas e janelas fechadas evita a entrada de ar externo, aumentando a eficiência do aparelho. Fazer as revisões indicadas pelo fabricante é outra boa dica. 6. FERRO ELÉTRICO O ferro consome energia mesmo quando ainda não atingiu a temperatura ideal. Por isso o melhor é sempre acumular o máximo de roupas e passá-las uma vez por semana. Ordene uma sequência pelo tipo de tecido, deixando aqueles que demandam temperaturas elevadas para o final.

CELESC

ECONOMIA E SEGURANÇA Mudanças de hábitos ajudam todo o meio ambiente com a redução da demanda de energia elétrica, mas boas atitudes para economizar são uma boa maneira de fazer o orçamento doméstico render mais. Agora que você já conhece o ranking do consumo de energia no ambienta doméstico, siga essas dicas e envolva toda a família. Faça os

7. MÁQUINA DE LAVAR ROUPA Ninguém abriria mão da máquina de lavar roupa para economizar energia. Por isso é importante seguir as dicas do fabricante para otimizar o uso e usar a capacidade máxima do eletrodoméstico em cada lavada. Limpar filtros e seguir as instruções indicadas no manual são recomendações úteis para aumentar a eficiência e reduzir o consumo.

cálculos e um plano de

8. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Além de inseguras, as instalações elétricas mal feitas podem ser a causa de consumo excessivo. Consulte a voltagem e a potência dos aparelhos para avaliar se a fiação que você tem em casa suporta o uso. Busque ajuda de técnicos e profissionais especializados sempre que perceber situações de risco, como cabos desencapados com isolamento comprometido. Evite usar benjamins (T), que provocam sobrecarga das tomadas, podendo causar acidentes e até incêndios.

racional é uma questão

redução de consumo. Com a economia na conta, planeje um investimento de que todos se beneficiem. Além disso, o uso de segurança porque instalações elétricas precárias e sobrecarregadas podem provocar acidentes domésticos.

ENERGIA DO BEM

23


CELESC

RANKING DE OLHO NO DO CONSUMO CONSUMO

APRENDA A CALCULAR SEU CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA Faça o cálculo de todos os equipamentos elétricos durante 30 dias, assim você saberá o quanto cada um deles pesa na conta e no seu bolso. Fique atento!

100 W

150 W

200 W

3.600 W

Para calcular o consumo de um equipamento, multiplique sua potência pelo tempo de funcionamento em horas (h):

consumo Wh

=

1.000

Todo equipamento elétrico possui uma potência apresentada em watts (W). Normalmente, essa informação vem estampada no produto ou na embalagem.

potência W

X

=

h

consumo Wh

Se quiser saber quanto o aparelho consome em quilowatts/hora (kWh), divida o valor encontrado por 1.000.

consumo kWh

Então, quanto consome um chuveiro que funciona 2 horas por dia?

3.600 W

X

2h

=

7.200 Wh

Para calcular o consumo de energia elétrica por mês, utilize a fórmula:

potência W

X

h/mês

=

consumo Wh

Veja como é simples com estes 2 exemplos:

2

X

100 W

X ou

150 W

X ou

24

ENERGIA DO BEM

8h/dia

X

48.000 Wh

10h/dia

X

45.000 Wh

=

30 dias 1.000

30 dias 1.000

=

48.000 Wh =

48 kWh

45.000 Wh =

45 kWh


RANKING DO CONSUMO

CELESC

Bem para o consumidor e para o meio ambiente: uso racional e novos equipamentos diminuem a conta de luz.

Veja o quanto alguns eletrodomésticos consomem mensalmente:

ESTIMATIVA DE CONSUMO DE ELETRODOMÉSTICOS EQUIPAMENTO

CARACTERÍSTICAS

UTILIZAÇÃO

CONSUMO kWh/MÊS

Torneira elétrica

5.500 W

1 hora/dia

167

Chuveiro na posição inverno

5.500 W

40 minutos/dia

112

Chuveiro na posição verão

3.200 W

40 minutos/dia

65

9.000 BTU/h

3 horas/dia

60

Freezer

150 l

mês inteiro

40

Geladeira

250 l

mês inteiro

20

1.500 W

3 horas/semana

20

100 W

5 horas/dia

15

1.000 W

3 horas/semana

13

80 W

4 horas/dia

10

1.600 W

1 hora/semana

7

0,30 kWh

3 ciclos/semana

4

20 W

5 horas/dia

3

Condicionadores de ar

Aspirador de pó Lâmpadas incandescentes Ferro elétrico Televisão Secador de cabelo Máquina de lavar roupa Lâmpadas fluorescentes compactas

*Referências: tabelas de consumo do Inmetro – Programa Brasileiro de Etiquetagem. Informações de Fabricantes.

ENERGIA DO BEM

25


CELESC

INSTALAÇÃO DE AQUECEDORES SOLARES

Aquecedor solar garante até 40% de economia na conta de luz.

BANHO QUENTE COM ECONOMIA 26

ENERGIA DO BEM

É sabido que o aparelho que mais

meta do Energia do Bem é instalar

gasta energia elétrica é o chuveiro

5.000 aquecedores solares e 23.500

elétrico. Dependendo da duração do

trocadores de calor. “O sistema que

banho, esse aparelho sozinho pode

entregamos nas casas é um kit, pois,

ser o responsável por até 35% do valor

além da placa de aquecimento solar,

total da conta de luz de uma família.

há a doação da caixa-d´água e do

Por isso, nada de cantar demais ou

encanamento necessário. Após a

ficar pensando debaixo d´água. A

instalação, em dias com bastante sol,


INSTALAÇÃO DE AQUECEDORES SOLARES

CELESC

uma família de quatro pessoas conse-

Ivanir Costa, pensionista, de Joinville,

posso dizer que nossa vida é tranquila.

gue tranquilamente tomar um banho

tem esperança de que a partir de

Antes eu trabalhava em restaurantes,

de 10 minutos cada sem utilizar a ener-

agora, com menos gastos de energia

mas hoje fico em casa, para cuidar de

gia elétrica da residência. Isso garante

elétrica, sua vida melhore ainda mais.

meu netinho. Por esse motivo pagar

até 40% de desconto mensal na conta

“Moro aqui há 12 anos, Atualmente só

mais de R$ 100,00 de conta está sendo

de luz”, explica Samir Saded Din, fiscal

uma filha mora comigo, mas criei meus

pesado, pois minha filha que mora co-

de campo do setor responsável pela

três filhos aqui, sempre gostei do lugar.

migo trabalha e faz faculdade à noite,

instalação dos aparelhos.

Conheço todos, todos me conhecem,

daí não sobra muito dinheiro.”

ENERGIA DO BEM

27


CELESC

PALESTRAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

PALESTRAS PARA APRENDER A ECONOMIZAR Equipes percorrem todo o estado de Santa Catarina levando ensinamentos. Atitudes simples, que passam despercebidas no dia a dia, podem fazer muita diferença.

28

ENERGIA DO BEM


PALESTRAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

CELESC

Nilcéia Pattel, assessora de projetos e palestrante do Projeto Energia do Bem, rodou todo o estado de Santa Catarina com a missão de levar os ensinamentos e a cultura da economia e do uso racional da energia elétrica aos clientes da Celesc. Segundo Nilcéia, é impressionante perceber que algumas dicas simples podem transformar os hábitos de consumo das pessoas. “Todos nós usamos muitos aparelhos de forma errada, não fomos educados para o uso racional de energia. Então, quando digo que após encher o celular é preciso retirar o carregador da parede, alguns ainda se surpreendem. Todos saem dizendo que vão fazer marcação cerrada em casa para evitar desperdícios”, diverte-se. Solange da Silva, 67 anos, aposentada, participou da atividade em Florianópolis e ficou atenta a cada palavra dita. “É muito interessante, algumas coisas eu já sabia, mas muitas outras eu nem desconfiava. É bom participar porque vemos como, às vezes, utilizamos os aparelhos de forma errada e como algumas pequenas mudanças podem ajudar a economizar. Eu não sabia que após carregar o celular tínhamos que tirar o carregador da tomada, pensei que sem o aparelho ele parava de consumir energia.” Já Sérgio Paskoski, 67, aposentado, empolgou-se com as possibilidades de economia. “É impressionante como fazemos coisas erradas! Se seguirmos as informações aqui da palestra podemos reduzir bastante a conta de luz. Cada coisa que a moça falava, lembrava de alguma coisa que fazemos em casa e que causam gastos desnecessários. Vou conversar com todos em casa e mudar alguns hábitos. O bolso agradece.”

ENERGIA DO BEM

29


CELESC

DICAS DE ECONOMIA

VEJA COMO ECONOMIZAR ENERGIA ELÉTRICA NA GELADEIRA E NO FREEZER

30

ENERGIA DO BEM


ENTREGA DE GELADEIRAS

CELESC

1. O Selo Procel é uma garantia de eficiência energética. Certifique-se que você está levando para casa um aparelho mais eficiente, preferencialmente os da Classe A. 2. Fontes externas de calor são uma ameaça. Mantenha-o longe de fogões, aquecedores ou áreas que recebem a luz solar. 3. Para ficar ainda mais seguro, mantenha o freezer em um local com boa circulação de ar, com pelo menos 15 cm de espaço em cada um dos lados, considerando o fundo e as laterais de paredes ou armários. 4. Usar a parte traseira para secar roupas é um dos erros domésticos mais graves. A serpentina, que fica nessa parte do equipamento, precisa de circulação de ar para garantir o resfriamento. Além disso, as serpentinas devem ser limpas com regularidade para evitar o acúmulo de pó. 5. A parte interna do freezer também precisa ser bem arejada para que o ar circule. Além de não usar nenhum tipo de material para forrar prateleiras/gavetas, preserve espaço entre os alimentos para facilitar a circulação do ar resfriado. 7. Não guarde alimentos quentes no aparelho, isso exige que o equipamento trabalhe mais para compensar o calor excedente. 8. Não abra as portas do aparelho repetidamente ou deixei-as abertas por longo tempo. Isso fará com que o equipamento consuma mais para manter o interior resfriado. 9. As borrachas de vedação são um importante aliado da eficiência. Faça um teste rápido, colocando uma folha de papel entre a borracha e o corpo do aparelho. Ao puxar o papel, ele não deve sair com facilidade. Se isso acontecer, é sinal de que a borracha deve ser substituída.

UM BANHO DE ECONOMIA O sistema de trocador de calor faz com que a água da caixa chegue ao chuveiro pré-aquecida, proporcionando economia, conforto e bem-estar. O calor é reaproveitado por meio do contato indireto entre a água do banho (quente) e a água da caixa (fria). O processo reduz em até 50% o consumo de energia, em qualquer fonte de energia utilizada para aquecer a água (elétrica, gás, caldeira ou aquecimento solar).

10. Regular o termostato de acordo com as estações do ano é uma dica simples que traz economia. No inverno o aparelho não precisa estar no máximo. 11. Descongele o aparelho regularmente, conforme as instruções do fabricante. 12. Não esqueça de esvaziar e desligar o aparelho da tomada elétrica sempre que permanecer por um longo período longe de casa.

ENERGIA DO BEM

31


CELESC

DICAS DE ECONOMIA

COMO UTILIZAR A ENERGIA ELÉTRICA COM SEGURANÇA Não se pode imaginar o mundo de hoje sem a eletricidade. Todos os dias, no trabalho ou no lazer, utilizamos a energia elétrica inúmeras vezes e, justamente por dependermos muito dela, devemos estar conscientes tanto de seus benefícios quanto dos perigos que o uso incorreto pode causar.

• Evite o uso dos aparelhos elétricos entre 17h e 22h, mas principalmente nos horários considerados de pico, entre 18h30 e 21h30. • Faça o aterramento de todos os aparelhos elétricos conforme a indicação do fabricante. Para evitar acidentes, procure um técnico eletricista. • Antes de começar a mexer na rede elétrica, desligue os disjuntores ou a chave geral. • Evite ligar muitos aparelhos em uma mesma tomada com a utilização de “benjamins” (T). O mau uso pode levar à sobrecarga, com aquecimento dos cabos e até curto-circuito. O mesmo cuidado vale para o uso de

• Não toque na parte metálica ao trocar lâmpadas. • Não coloque qualquer tipo de objeto metálico, como facas, garfos e tesouras, dentro de aparelhos ligados ou conectados à energia elétrica. • Energia elétrica e crianças não combinam. Busque proteger tomadas e fique atento aos riscos do ambiente. • Nunca passe fios elétrico por debaixo de tapetes, pois isso pode provocar incêndios. • Nunca desligue aparelhos da tomada puxando o cabo e siga as instruções do fabricante. • Ao primeiro sinal de ruídos, faíscas ou

extensões, que devem estar sempre

superaquecimentos, desligue o apa-

em bom estado.

relho imediatamente e só volte a ligar

• Seque bem as mãos e os pés antes de mexer em aparelhos elétricos.

depois da visita de técnico eletricista. • Antenas de rádio e TV muito

Se possível, utilize luvas e calçados

próximas à rede elétrica da residên-

fechados e com sola de borracha.

cia representam riscos.

32

ENERGIA DO BEM


DICAS DE ECONOMIA

CELESC

ENERGIA DO BEM

33


CELESC

CONSUMO CONSCIENTE

O QUE VOCÊ PAGA: ENTENDA A SUA FATURA É muito

A fatura de energia que chega todos

gia elétrica o PIS/Cofins, o ICMS e a

os meses à sua casa é composta dos

Contribuição para Iluminação Pública,

custos de fornecimento da energia,

respectivamente.

importante,

O valor da tarifa inicial e os meca-

para quem

dos encargos e dos tributos. Os encargos setoriais e os tributos são instituídos por leis. A tarifa de energia, calculada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), deve garantir o fornecimento de energia com qualidade, assegurar aos prestadores dos serviços ganhos suficientes para cobrir custos operacionais eficientes e remunerar investimentos necessários para expandir a capacidade e garantir o atendimento.

nismos para sua atualização estão definidos nos contratos de concessão assinados entre as distribuidoras e a União (poder concedente). Os documentos são públicos e estão disponíveis no portal da ANEEL (www.aneel.gov.br). Os contratos preveem três mecanismos para atualização tarifária, que são o reajuste anual (na data de aniversário do contrato de cada distribuidora), a revisão

Três custos são somados pela ANEEL

tarifária periódica (ocorre em média a

para a definição da tarifa de cada

cada quatro anos) e a revisão tarifá-

distribuidora: os de geração da ener-

ria extraordinária (se necessária). A

gia, os de transporte da energia até o

correção das tarifas é essencial para

consumidor (transmissão e distribui-

manter o equilíbrio econômico-finan-

ção) e os encargos setoriais. Além da

ceiro da concessão, a fim de assegu-

tarifa, os governos federal, estadual e

rar a qualidade do fornecimento de

municipal cobram na conta de ener-

energia elétrica à sociedade.

34

ENERGIA DO BEM

quer economizar, entender o que está pagando e o que cada um dos custos representa no seu orçamento. Entenda a sua fatura e passe a economizar ainda mais!


CONSUMO CONSCIENTE

número da sua fatura

CELESC

identificação da unidade consumidora na Celesc

período de consumo dados do cliente e endereço da unidade consumidora dados da leitura do seu medidor

indicadores que atestam a qualidade da energia recebida

consumo médio da unidade consumidora

acompanhe o consumo nos últimos 12 meses

fique atento à data da próxima leitura! detalhamento do faturamento

veja os itens que fazem parte do valor da sua fatura

na sua fatura incidem 3 impostos: ICMS, PIS/Pasep e Cofins

fique atento às mensagens e informações úteis, inclusive sobre débitos

reaviso de vencimento: pagamentos pendentes

fique atento para não pagar multas e juros!

valor a pagar

comprovante de arrecadação data de vencimento da fatura

período de consumo

número da sua fatura

valor a pagar

identificação da unidade consumidora na Celesc ENERGIA DO BEM

35


Eficiência e inovação a serviço do desenvolvimento e da qualidade de vida.

FALTA DE LUZ Informe que você está sem luz, enviando um

SMS para 48196 Mensagem: SEM LUZ + número da sua unidade consumidora

celesc.com.br

EMERGÊNCIA 0800 48 0196 COMERCIAL 0800 48 0120

| Mais dicas, acesse: celesc.com.br/peecelesc

Profile for ek marketing

Celesc – Energia do Bem  

Celesc – Energia do Bem  

Profile for dischke
Advertisement