Page 1

Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma

PROJETO SALVANDO VIDAS: Apresentação

Realização:

1


Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma

INTRODUÇÃO O risco potencial à vida define a diferença entre o conceito de urgência e emergência. Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), em sua Resolução CFM n.º 1.451, de 10 de março de 1995, urgência é definida como a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial de vida e cujo portador necessita de assistência médica imediata. Por outro lado, emergência é a constatação médica de condições de agravo à saúde que culminam com o risco iminente de vida ou sofrimento intenso, exigindo, portanto, tratamento médico imediato. Em situações de emergência, o atendimento inicial adequado pode ser realizado no local onde se encontra a vítima. Nestas situações, a presença de uma pessoa leiga treinada e preparada para identificar a emergência se torna o aspecto fundamental entre a vida, a qualidade de vida e a morte da vítima visto que todos os cuidados iniciais para a manutenção da vida podem ser empregados diretamente no local do ocorrido. Desde o momento em que ocorre a urgência ou a emergência, até a chegada do resgate, decorrerá um tempo crucial, conhecido como hora de ouro (“golden hour”). No Brasil, infelizmente, esse tempo de resposta do sistema de urgência é, na maioria das cidades brasileiras, de 10 a 15 minutos, diferentemente do encontrado em países desenvolvidos cuja duração não pode ultrapassar quatro minutos. Neste contexto, ações imediatas prestadas à vítima por qualquer pessoa leiga presente no local do evento e que tenha noções de primeiros socorros aumentam as chances de vida e sobrevida até que o socorro médico de urgência chegue e consequentemente os cuidados mais complexos sejam ofertados e a transferência da vítima à instituição hospitalar seja realizada. Este tipo de atendimento precisa ser melhor difundido ao público em geral leigo em nosso país, tendo em vista que quanto mais pessoas conseguirem ter acesso e treinamento sobre primeiros socorros, independente se são profissionais da área da saúde ou não, mais vidas poderão ser salvas.

2


Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma

OBJETIVOS O projeto Salvando Vidas visa ensinar e conscientizar o público leigo em geral sobre os primeiros socorros utilizados em 10 situações comuns de urgência e emergência presenciadas no dia a dia, contribuindo para a prevenção das situações fatais relacionados à área de urgência, emergência e trauma no Brasil. Os temas abordados pelo projeto Salvando Vidas são: técnicas para desobstrução de vias aéreas por engasgo, reanimação cardiopulmonar, técnicas básicas para imobilização de vítimas de trauma, lesões térmicas e choque elétrico, ferimentos, afogamento, acidentes com animais peçonhentos, prevenção por lesões por raios, medidas para prevenção de intoxicações e convulsões.

3


Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma

MÉTODO Idealizado pela Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT) e pelo CoBraLT, o projeto Salvando Vidas consiste em um projeto social, gratuito e sem fins lucrativos que será realizado simultaneamente em diferentes cidades brasileiras com sua execução local sob responsabilidade das Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergências (LATEs) e/ou projetos similares filiados ao CoBraLT. O projeto terá duração de um ano, com início e lançamento das atividades sempre na terceira sexta-feira do mês de setembro seguida por atividades diversas determinadas pelas LATEs e/ou projetos similares responsáveis pela execução local do projeto e realizadas mensalmente conforme o tema abordado e especificado no cronograma físico das atividades. O projeto terá renovação anual por tempo indeterminado. As atividades mensais serão realizadas com o apoio das equipes docente e discente e ligantes das LATEs ou projetos similares filiados ao CoBraLT objetivando ao treinamento e à conscientização do público em geral sobre a prevenção e primeiros socorros relacionados aos 10 temas abordados pelo projeto, a saber: técnicas para desobstrução de vias aéreas por engasgo, reanimação cardiopulmonar, técnicas básicas para imobilização de vítimas de trauma, lesões térmicas e choque elétrico, ferimentos, afogamento, acidente com animais peçonhentos, prevenção por lesões por raios, medidas para prevenção de intoxicações e convulsões. A SBAIT e o CoBraLT se responsabilizarão por gerenciar, administrar, contabilizar e divulgar os dados e informações do projeto Salvando Vidas enviados pelas LATEs e/ou projeto similares responsáveis por desenvolverem o projeto em suas respectivas cidades-sede. A troca de informações acontecerá por meio do contato entre a comissão nacional do evento e as comissões locais em cada cidade-sede. A cada mês, serão desenvolvidos e disponibilizados pela SBAIT e CoBraLT materiais de comunicação e marketing relacionados aos temas abordados pelo projeto proposto no cronograma físico de atividades. Cada LATE e/ou projeto similar poderá utilizar estes materiais para realizarem atividades diversas de treinamento e conscientização do público leigo em geral. As atividades poderão ser desenvolvidas utilizando diferentes 4


Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma meios de comunicação visando ao treinamento e conscientização do público alvo a respeito dos primeiros socorros. Entre os meios sugeridos estão: uso de vídeos, faixas, folders, cartazes, banners publicados e divulgados em webpages para compartilhamento de arquivos, redes sociais, jornais e rádios locais, revistas educacionais, palestras em locais públicos, instituições públicas e escolas municipais. Todo patrocínio para ações será de responsabilidade da LATE e/ou projeto similar. Esta verba pode ser buscada com a parceria de entidades publicas, privadas, organizações ou outros. O projeto Salvando Vidas buscará o apoio de todos que trabalham para a ampliação do conhecimento na área de urgência, emergência e trauma no Brasil, por exemplo, movimentos nacionais, sociedades comerciais, instituições religiosas, sindicatos, associações de classe ou de representação de categoria profissional, entidades de benefício mútuo destinadas a proporcionar bens ou serviços a um círculo restrito de associados ou sócios, entidades e empresas que comercializam planos de saúde, instituições hospitalares privadas não gratuitas e suas mantenedoras, escolas privadas dedicadas ao ensino formal não gratuito, organizações sociais, cooperativas, fundações públicas, fundações, sociedades civis ou associações de direito privado criadas por órgão público ou por fundações públicas e organizações creditícias que tenham quaisquer tipo de vinculação com o sistema financeiro nacional. Em cada cidade-sede onde será realizado o projeto Salvando Vidas, haverá uma comissão organizadora local composta por membros das LATEs e/ou projetos similares filiados ao CoBraLT sendo responsáveis pelo desenvolvimento das atividades e repasse de dados e informações para a SBAIT e o CoBraLT por meio de documentos previamente enviados durante a formalização do acordo.

5


Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma

CRONOGRAMA FÍSICO ATIVIDADES Lançamento do projeto Salvando Vidas

SET 2015

OUT

NOV

DEZ

JAN 2016

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

X

TEMA 1: Técnicas para desobstrução de vias

X

aéreas por engasgo TEMA 2: Reanimação cardiopulmonar

X

TEMA 3: Técnicas básicas para imobilização

X

de vítimas de trauma TEMA 4: Lesões térmicas e choque elétrico TEMA 5: Ferimentos TEMA 6: Afogamento TEMA 7: Acidente com animais peçonhentos TEMA 8: Prevenção por lesões por raios

X

X

X

X

X

TEMA 9: Medidas para prevenção de

X

intoxicações TEMA 10:

X

Convulsões Contabilização dos dados e

X

divulgação das informações

6

Projeto salvando vidas apresentação  
Projeto salvando vidas apresentação  
Advertisement