Issuu on Google+

VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

www.agazeta.com.br REPRODUÇÃO

Música

DUOFEL É O BELO REGISTRO DE DOIS GRANDES OPERÁRIOS DA MÚSICA

Página 3

Fotografia

FOTÓGRAFO DISCORRE SOBRE ARTE, TECNOLOGIA E FRAGMENTOS DO OLHAR INDIVIDUAL Páginas 4 e 5

Crônica

MILSON HENRIQUES ESCREVE SOBRE POESIA, NOSTALGIA E FELICIDADE Página 7

Ficção

“PROMETEU”, DE GOETHE, É ANALISADO EM HOMENAGEM DE PROFESSORA E ESCRITORA Página 16

Lançado em 1978, “Montagem em Invenção de Orfeu”, de Luiz Busatto, é um dos mais relevantes trabalhos sobre o poema de Jorge Lima

Por dentro de “Orfeu” UM DOS PRINCIPAIS POEMAS DA LÍNGUA PORTUGUESA É CENTRO DE DISCUSSÃO.

Páginas 8 e 9


2

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

quem pensa

marque na agenda prateleira Literatura

Luis Buzatto é poeta, professor e doutor em Literatura Brasileira pela UFRJ luizbusatto@bol.com.br

Roberto Burura é fotografo, diretor de TV e professor nas áreas de cinema e televisão. rburura@hotmail.com

Alegorias do Subdesenvolvimento: Cinema Novo, Tropicalismo e Cinema Marginal Ismail Xavier

Concurso

A Ufes divulgou esta semana o regulamento de seu segundo prêmio de literatura. As obras – poemas, contos, crônicas, romances ou literatura infanto-juvenil – devem ser inéditas e enviadas para iipremioufesdeliteratura@gmail.com até o dia 30 de junho.

Conhecido crítico de cinema, Ismail analisa a profundamente oito filmes brasileiros produzidos por Glauber Rocha, Walter Lima Jr., Pedro de Andrade, entre outros, entre 1967 e 1979. Cosac Naify, 480 páginas. R$ 59

Ester Abreu Vieira de Oliveira é professora e membro da Academia Espiritosantense de Letras. esteroli@terra.com.br

O Navio Negreiro: uma História Humana Marcus Rediker

Discorrendo sobre o que tornou realidade toda a escravidão e a colonização, com base em mais de 30 anos de pesquisas, o autor fala de operações de travessia, a vida e morte de escravos e marujos e a perversidade dos capitães em alto-mar.

Lúcio Manga! é professor de linguagem, músico e escritor. mluciomanga@gmail.com

Milson Henriques é, entre outras coisas, cartunista, escritor e dramaturgo.

Aquiles Rique Reis émúsicoevocalistadogrupoMPB4. aquilesmpb4@gmail.com

Orlando Lopes é poeta, ativista cultural e professor de Literatura na Ufes. http://occidentia.wordpress.com

Nayara Lima Neves é escritora. lima.nayara@globo.com

17

Música

456 páginas. Companhia das Letras. R$ 43

de maio

Zé Moreira e Robertin ho Silva lançam o disco “Padedê de Sararás” no Teatro do Sesi, em Vitória. O disco marca o encontro das influênc ias “jazzísticas” de Mo reira com a percussão de Robertin ho, que já acompanho u músicos como Elis Regina e Mi lton Nascimento.

24

Bólide – Revista de Literatura e Arte Eliana Borges, Joana Corona e Ricardo Corona

A “Bólide” é uma revista de literatura e arte voltada para a publicação de poesias, imagens, ensaios e entrevistas. Este primeiro número conta com fragmentos de diversos artistas. Iluminuras, 96 páginas. R$ 22

Os Limites do Possível André Lara Resende

de maio

“Deus da Carnificina”

Dirigida por Emílio de Mello, a peça tem no elenco Deborah Evelyn, Julia Lemmertz e Paulo Betti. Encenado mundialmente desde 2006, o texto traz dois casais adultos que se encontram para resolver os problemas entre seus filhos. A conversa logo se transforma em selvageria. A montagem estará em cartaz no Carlos Gomes de 24 a 26 de maio. Os ingressos, disponíveis a partir do dia 15, custarão R$ 70.

Um dos responsáveis pela elaboradção do Plano Real, André Lara Resende aborda os principais axiomas da nova economia em seu novo livro. Cia das Letras 288 páginas. R$ 44,90

A “CONSTRUÇÃO” DE ORFEU Publicado em 1952, um ano antes da morte de Jorge de Lima, “Invenção de Orfeu”, segundo disse Alfredo Bosi em 1978, “está à espera de uma exegese capaz de descobrir a unidade subjacente ao vasto arsenal de signos e símbolos que o poeta organizou em torno de alguns motivos recorrentes”. Uma decifração do poema, já tido até por incompreensível, foi feita com argúcia e profundidade pelo poeta e professor capixaba Luiz Busatto, primeiro em dissertação de mestrado, “Montagem em Invenção de

Rafael Braz

é editor interino do C2+Pensar.

rbraz@redegazeta.com.br

Orfeu”, publicada em 1978, depois em tese de doutorado, “Intertextualidade em Invenção de Orfeu”, defendida em 1987. Os dois trabalhos conferiram ao poeta e professor o respeito do meio acadêmico do Brasil como autoridade neste poema, que é, mais que nenhum outro, uma pedra de Roseta na poesia brasileira. O domínio de Busatto sobre o texto e suas minúcias é demonstrado nas páginas 8 e 9 desta edição. ¿Vn Zf`KIMn

Editor: Rafael Braz (interino); Editor de Arte: Paulo Nascimento; Textos: Colaboradores; Diagramação: Dirceu Gilberto Sarcinelli; Editor de Qualidade: Carlos H. Boninsenha; Fotos: Editoria de Fotografia e Agências; Ilustrações: Editoria de Arte; Correspondência: Jornal A GAZETA, Rua Chafic Murad, 902, Monte Belo, Vitória/ES, Cep: 29.053-315, Tel.: (27) 3321-8511


3

falando de música

Pensar

por AQUILES RIQUE REIS

MÚSICOS OPERÁRIOS

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

Duofel - Pulsando MPB Fine Music, 12 Faixas. R$ 27,90. Já disponível nas lojas.

GAL OPPIDO/DIVULGAÇÃO

Como “operários da música”, Fernando Melo e Luiz Bueno exploram seus instrumentos e extraem deles a sonoridade que, desde 1978, marca o Duofel

D

esde 1978, os violonistas Fernando Melo e Luiz Bueno se fizeram um só: Duofel. Abraçados aos violões, a eles se dedicam incansavelmente. Num pequeno estúdio, uma enorme variedade de instrumentos de cordas os rodeia. E os dois, a cada música que ensaiam, buscam e mais buscam até encontrar o que melhor se adapta ao som sonhado para os arranjos que criam. Quem ouve o Duofel tanto dele se impregna que é capaz de reconhecê-lo após não mais do que alguns acordes em sequência. Aos seus solos quase sempre se seguem fraseados nos quais pontificam candentes bordões, uma das suas marcas registradas. Eles vão aos acordes com firmeza, algo que os caracteriza; eles traçam fraseados com

uma gana que os notabiliza. Individualmente, tanto Luiz quanto Fernando são virtuosos; quando juntos, são soberbos. Intuitivos, ardentes, seus instrumentos representam alegria. Após lançarem doze CDs e dois DVDs, o Duofel trabalhou diuturnamente na preparação do repertório que hoje traz ao seu público cativo. Fiéis ao seu jeito de trabalhar as sonoridades dos violões, depois de muito ensaiar e ensaiar, eles lançam agora Duofel Pulsando MPB (Fine Music), CD no qual dão suas versões para obras que marcaram a música popular brasileira. Gravado como se fosse ao vivo (apenas os violões plugados e um microfone para captar o som ambiente), para “pulsar” as músicas o Duofel, como de hábito, experimenta e fia traçados musicais que se emaranham, causando arrepios, susci-

tando perplexidade. São Fernando e Luiz levando o violão às portas do inimaginável. Na primeira faixa um medley com músicas de Chico Buarque: “Construção”, “Cotidiano” e “Deus lhe Pague”. A pegada (Luiz no violão com cordas de aço, numa afinação alternativa, e Fernando, também num violão de aço, usando uma afinação que mistura a do violão com a de um contrabaixo) deixa a impressão de que as três obras buarquianas foram feitas sob medida para as cordas do Duofel. Em “Acalanto das Nonas” (Baden Powell) Fernando toca um violão com cordas de aço valendo-se de um arco de rabeca, enquanto Luiz, que também usa um arco para seu violão com cordas de aço, emprega uma digitação na qual a mão direita não toca, apenas os dedos da mão esquerda batem nas

cordas. A comovente leveza da canção brota do sentimento que nasce nas mãos do Duofel. “Bom Dia, Tristeza” (Adoniran Barbosa e Vinícius de Moraes), seguida de “O Vento” (Dorival Caymmi), fechando o álbum, é o que há de mais belo, pungente e emocionante... Meu Deus! Feito dois operários, Fernando Melo e Luiz Bueno debruçam-se sobre os instrumentos. Percorreram-nos de alto abaixo com olhos de especialistas. Reviram-nos ao avesso: frente, costa, braço cravelhas, interior, peso, envergadura. Percebendo que estão em mãos hábeis, os violões se dão. Retribuem a atenção, deixando que perscrutem suas almas. Fernando e Luiz, cientes de sua sabedoria e responsabilidade de artesãos, esquadrinham nas cordas o som que ainda nunca foi exposto.


4

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

5

olhar

Pensar

por ROBERTO BURURA

A FOTOGRAFIA E A ETERNA BUSCA POR FRAGMENTOS

LEANDO QUEIROZ

Exposição “Fragmentos” De 15 a 31 de maio. Ana Terra Galeria de Arte. Rua Eugenio Neto, 106, Praia do Canto. Informações: (27) 3324 – 5733 / 3235 – 1830

Mais do que simples registros, fotografias são considerações, olhares e fragmentos de seus artistas, que contam suas histórias em cliques e as escrevem com luz

F

otografia é arte. É uma das manifestações técnicas e artísticas de um ser humano que se constrói em imagens, fragmentos; uma colagem deles, que durante sua história foram moldando sensações, relações, memórias e sentidos. Foto grafia é escrita. E a arte de escrever com a luz, de transcrever para a matéria os olhares da alma. Ela nasceu alquímica, num jogo entre materiais sensíveis e fórmulas químicas que chamavam para o papel, as grafias da luz, compostas pelos olhos e pela alma do escritor, o Fotógrafo. Hoje o mundo é dos dígitos, de uma química virtual, digital, de possibilidades rápidas e fáceis. As câmeras são muitas e pequenas, os pen drives polpudos e práticos e os álbuns de família e paredes de exposição se diluíram pelo mundo afora na gigantesca e global velocidade das redes informacionais. Existem câmeras para todos os gostos e necessidades, mas a tecnologia fácil da tela de LCD afastou os olhos das câmeras. A realidade foi cada vez mais sendo registrada por braços esticados, olhos que, de longe, vão emoldurando o mundo por uma mini tv de bolso. Mas o fotógrafo, o escritor da luz, precisa de sua ferramenta, seja ela uma antiga câmera ou a mais sofisticada das modernidades, próxima ao olho, formando assim uma conexão entre o mundo-objeto e a alma. Que tal um experimento? Aceita? Preste atenção em você, lendo este caderno que te faz pensar. Onde você o lê agora? Próximo de uma janela, no quarto com uma luminária, numa praça ou no movimento de um ônibus? Como a luz chega no papel do jornal? Seus dedos fazem sombra forte ou diluída sobre a página? E em volta, como está o mundo aos seus olhos: iluminado por inteiro ou corporificado em sombras e texturas? O que você olha, o que você fragmenta? Em busca desses fragmentos vive o fotógrafo. Para ele, não são só registros de memória tecnológica. Para ele, cada composição de luz, sombras, objetos, considerações e intenções, são expressões de como vê, de como é tocado e de como quer tocar, os olhos e a alma, do outro. Como envolve técnica, linguagem e sensibilidade, a fotografia é uma arte que cabe ser estudada, pensada, apren-

FABRÍCIO SAITER

“Fragmentos” são capazes de despertar tanto interesse quanto o todo GABRIEL LORDELLO

As cores podem estar até em manchas de óleo

dida como ofício e como meio de expressão. E, além disso, a ela devem ser oferecidos espaços, para que ela possa ser devidamente exposta, passível de ser

experienciada, apreciada e criticada. Nesta próxima terça, dia 14, um desses espaços se abre em Vitória, com a exposição “Fragmentos”, na Galeria Ana

Terra. Reunindo 12 fotógrafos, entre profissionais experientes e alunos promissores, a mostra cria um diálogo necessário entre a atual produção fotográfica local e os novos frutos gerados da bem vinda criação do primeiro curso superior de tecnologia em fotografia da UVV. Cabe registrar que este curso, junto com outro da mesma instituição, Artes Cênicas, e o de Audiovisual da UFES, são realmente grandes conquistas para a pesquisa e formação de novos artistas em nosso estado. Gostaria de te fazer um convite. Leve seus olhos para esta exposição. As facilidades tecnológicas de se ver imagens e fotografias em monitores fixos ou em dispositivos ágeis ou mesmo em revistas e livros é realmente uma vasta e prática possibilidade, mas ver fotografias impressas, com a intenção de serem expostas como tais, em suas presenças físicas, passíveis de participar de uma dança com seus olhos, de espectador (quem já não se divertiu vendo a dança que um fotógrafo faz para encaixar seus olhos ao que sua alma está vendo, quando fotografa, e que é a mesma que alguns apreciadores fazem em volta da imagem na parede), é algo que você deveria se permitir. Assim você verá à sua frente, corporificada, a alquímica mistura de luzes, cores e substâncias, na fotografia do experiente fotojornalista Gabriel Lordello, os diários visuais da alma viajante de Tadeu Bianconi, as formas e linhas cinematográficas do fotógrafo e professor Leandro Queiroz, as limítrofes criações entre foto e desenho de Marcelo Gandini, dentre outros olhares de Lucas Aboudib, Gibran Chequer, Marcos Ceotto e Vitor Jubini, que já trafegam entre os registros profissionais da moda, das geografias e dos costumes do povo, e as expressões do artista que lhe pulsam no interior. E vale a visita, especialmente, para ver os novos, os alunos da arte de escrever com a luz, que já cedo trazem olhares frescos de poética e intenções, como Fabrício Saiter, Helio Filho, Virgílio Libardi e Ignez Capovilla. Uma exposição necessária, resultado de uma curadoria que dialoga entre o atual e o que está para vir, numa galeria que, eclética em sua maneira de trabalhar, vem permitindo espaço para a exposição do passado, do presente e do futuro. Fica aqui o convite!

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

Exposição desafia o visitante a olhar de maneira diferente para os diversos cantos da cidade na qual vive diariamente, sem perceber o que o cerca


6

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

poesias

errei na mosca! por LÚCIO MANGA!

ENQUANTO OS HOMENS EXERCEM SEUS PODRES PODERES...

FEIRA METAFÍSICA

ENTRE MÃE E FILHA

ORLANDO LOPES

Minha mãe pediu para que eu escrevesse uma crônica em homenagem às mães, por conta da data. Eu disse que não sabia se o faria, o texto acontece por ele mesmo. Mas, por ele mesmo, esse texto acontece. Minha mãe diz que ser mãe é matar a sede com as próprias lágrimas. A frase se repete de amanhecer para amanhecer. E eu não vou entender até que eu seja mãe também. A leitora que for mãe entende bem mais do que eu. Vocês são assim. Entendem-se. Como num ápice de magia a acrobata faz o impossível, e as crianças se abismam, na roda da vida não é assim tão diferente. Vocês que são mães, como é que conseguem? Há qualquer coisa de excesso no tempo. Quanto mais os segundos passam, mais chegam os objetos coloridos às mãos ágeis que, jogando para cima coisa por coisa, suportam manter o equilíbrio. Uma vez fui ao circo e a acrobata deixou cair uma bola azul. Nem ela acreditou. Os garotos e as garotas na arena, em misericordioso olhar, mergulharam num silêncio que, de perplexidade e amor, logo se

minha lâmina sem face descasca abacaxis, pepinos metafísicos abacates e cebolas

leia a coluna de hoje ouvindo podres poderes, com veloso, o caetano... acesse aí, vai: http://www.youtube.com/watch?v=ltIraCRxlNw

H

á um mal a estar sentado pelos erros humanos e pelos seus impactantes projetos de progresso eterno às custas da miséria de cada corpo humano sem a oportunidade de ser... sim, porque em um mundo cercado de queira!queira!queira! por todos os cantos determina-se a perversidade da impossibilidade e alavanca-se a ideologia do do it yourself, dentro do anarquismo violência a qualquer custo...assustada, a sociedade assiste ao drama existencial da própria vida, agora cada vez mais em risco, patenteada pela política vergonhosa que, travestida de alegoria da exploração sem o menor caractere, não lança alternativas para a construção de uma vida ao menos digna. ao custo das imagens tentadoras, o povo... sempre essa gente... consome o alheio como se fosse o pão-de-cada-dia-nos-dai-hoje-uma-fofoca e fundamenta a ignorância coletiva... os ruminantes das horas a devorar o que se

pode comprar a qualquer custo de vida...o apelo incondicional à brutalidade... o olho por olho que se quer na intimidade corresponde bem à expectativa da prisão perpétua desse mundo da imaginação sem criatividade e... tome novela das oito na vida real... nas esquinas não há tony ramos, e nem há o que não querer... tudo pode ser do pronome possessivo... o tal do ((s))eu) maldito que não dá chances ao n(osso)... tão gostoso e cheio da chance de $$$... a lógica da individualidade muito bem posta à mesa educacional em que se ensinam jovens a ser apenas o pessoalíssimo si mesmo... o mérito... a desgraça eterna dos melhores... a solidificar a teoria da multiplicação dos diplomas que em nada mudam o ao redor... tarantino perde fácil para a realidade-dia-após-dia... a bala perdida geração após geração...e o que se espera é sempre o pior dos mundos, porque a garganta da eterna angústia arrocha o peito e, dedo em riste na frente dos olhos, cobra uma resposta imediata... vive-se a vida nada reflexiva e sem poesia... poesia numa hora dessas seria de lascar!!! exclamarão certos jovens adestrados para só querer o que há de mais demente... a inutilidade

pública dos eventos regados ao entretenimento divertido, mas sem uma gota sequer de parada obrigatória para a reflexão... o túmulo das flores amarelas e medrosas estão arranjadas nesse congresso interno do medo em que se transformou o cotidiano...o mais sufocante é que não há gritos de mudança... não há quem esteja pronto para abrir as mãos do lucro e distribuir as chances... daí crescem discursos da moralidade e dos bons costumes... tudo acostumado... e nesse projeto de vida,

o custo das imagens tentadoras, o povo... sempre essa gente... consome o alheio como se fosse o pão-de-cada-dia-nos -dai-hoje-uma-fofoca e fundamenta a ignorância coletiva

há os que saem da miséria eterna e vencem a vida... a maldição ecoa pelos quatro mil alto-falantes e propagam-se discursos de incentivo... é o eterno vamos lá... o indefectível sucesso comprometido com a glória, mocinha putinha, que lambe os sacos e morde os mamilos dos que chegaram lá... e é nessa orgia interna do ego que nascem o indivíduo e a sua individualidade... tudo ao custo do caractere do sujeito...como a vida não é uma oração impessoal, os sujeitos indeterminados comprometem a realidade e distribuem panfletos de autoajuda financeira pelos sinais. amedrontados, e comprimidos pelo passar das horas que insistem em comprometer o relógio, não a dia que dê conta do que se há para fazer...construir sempre foi verbo produtivo... a relação entretida de quem se diverte sem se perverter... quem não quer manter as aparências que se atire a primeira mascarada... índios e padres e bichas negros e mulheres e adolescentes que fazem o carnaval... é a ala eterna que ainda não se deu conta de que a contracultura precisa parar um pouco para pensar...queria ser indecente, mas tudo é muito down...

NA MOSCA!

distraídos venceremos “o mundo é a nossa representação. (...) há alguma coisa para além da representação? é a consciência uma janela fiel dando para a realidade, ou, antes, um sistema de lentes embaciadas e riscadas pela história, que filtram só imagens falsas e sombras incertas da verdade? e há deveras qualquer coisa por trás do conhecimento, ou apenas o nada, como por trás da vida? seria talvez apenas espelho de si mesmo, casca sem tronco e roupagem sobre o vácuo? (...) o mundo é representação, sim, mas eu não sei doutras representações afora as minhas. as dos outros ignoro-as, ignoro a essência dos fenômenos inanimados. as mentes alheias existem apenas como hi-

crônicas

pótese da minha. o mundo é pois a minha representação - o mundo é a minha alma; - o mundo sou eu! (...) o mundo inteiro era apenas uma parte do meu eu: de mim, dos meus sentidos, da minha mente dependia a sua existência. ao sabor das minhas volições as coisas apareciam ou desapareciam. atentando, ressurgiam; abandonando-as, desfaziam-se de novo. se eu fechava os olhos, todas as cores morriam; se tapava os ouvidos, nenhum som, ruído ou harmonia rompia o silêncio do espaço. e, última consequência: quando eu morresse o mundo inteiro seria aniquilado”... leia lá em um homem liquidado, de papini, o giovanni.

“tudo o que não está explicitamente proibido, está implicitamente permitido” —

DE KELSEN, O HANS

faço a xepa na feira das idéias : um Platão meio amassado um Aristóteles passado (muito bons pra sopas e caldos variados) almoço bom tem Descartes enroladinho (e cozido) Bacon frito, Hume ao ponto Leibniz ao forno (e um bom risoto de Spinoza azeite a gosto, Kant picadinho) iguarias acepipes de uma dieta nobre (a alma que não as compra se não tiver outros cuidados não se desenvolve: continua pobre – apenas rima e se dissolve no caldeirão dos cobres)

por Nayara Lima Neves

transformou em aplauso. É que a acrobata, com sua maquiagem de tinta que desmancha, ficou prestes a chorar porque havia errado. Vocês são assim também? Sei que cada mãe é uma mãe, mas, às vezes, são idênticas. Embora queiram brigar com o falatório das crianças, o que fazem é pedir desculpas. Não entendemos vocês às vezes, mas garanto que estão desculpadas. Há quem sempre queira ver o circo pegar fogo, mas vocês temem por isso. Minha irmã, já mãe, uma vez não permitiu que eu levasse meus sobrinhos ao circo pelo temor de que algum palhaço ateasse fogo na lona. Chega a ser engraçado o excesso de preocupação. Mais engraçado do que palhaço. Aposto que se você que está lendo este texto for mãe, no fundo concorda com minha irmã – ou no raso mesmo. Vocês mergulham no impossível. Contorcem uma bola de soprar até que ela se transforme em forma nova, como borboleta ou espada. Vocês disfarçam, e muito bem. Mas se enganam quando pensam que, no fundo, não percebemos. Ou no raso

7

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

mesmo. A gente chega a se repetir quando fala com vocês. Não é nada legal se a acrobata passa do tempo. Mas entendemos que é porque vocês amam muito o que somos e querem que sejamos para sempre as crianças na arena. Disputam com o palhaço para ver quem é que consegue fazer a gente mais feliz. Às vezes ganham. Outras perdem. Mas só porque alguma coisa em vocês falta é que ganhamos coragem para ir e fazer o nosso próprio caminho. A falta é a maior prova de amor que a acrobata entrega em seu trabalho. É quando a bola cai que amamos mais e que nos aliviamos de saber que também podemos errar. É quando a bola cai que descobrimos o desejo de um dia sermos capazes de crescer. E já sei que muitas mães agora começam a ficar com raiva de mim, porque chego ao fim justo falando de despedida. E vocês odeiam que a gente se despeça. Deve ser daí que minha mãe tirou aquela frase que não entendo. “Ser mãe é matar a sede com as próprias lágrimas”. Mas calma. Também não é assim. Tenho 25 anos e, até hoje, quando vou ao circo, juro que acho graça. Feliz Dia das Mães para vocês. Mas mais para a minha, é claro. Sempre tivemos a certeza de que a mãe que temos é a melhor acrobata.

DOCE PÁSSARO DA JUVENTUDE Por Milson Henriques

experimento a lâmina na minha própria carne para precisar seu fio sem maior alarde (os convivas aguardam de olho apenas no cardápio : o melhor sabor vem quando sabemos o que está no prato)

FAKETOWN ALUCINA mesmo a cidade mais falsa – a mais etérea (civita(vitor(viator)ria)te dei) gera uma chimera luminosa (lâmpada chinesa e longas línguas de sombras : arco que enverga a íris (azul que num momento vira rosa) nuvem que brilha dispersão gozosa : o maior engodo da história

São duas lindas, saudosas e românticas frases de efeito. A primeira, título de uma peça teatral do norte-americano Tennessee Williams, que virou filme, e a segunda, de autoria de um compositor brasileiro que adoro, Ataulfo Alves. “Doce Pássaro” retrata bem nossa agonia quando estamos entre os 14 e os 17 anos; a ânsia louca para chegar aos 18, que, assim alcançado, nos sentir saudade dos 16, para, logo em seguida, nos sentirmos velhos ao completar 22, 24, 26 anos! A juventude é aquele pássaro sôfrego e agoniado que corta o céu do tempo, rápido como a luz. Já "eu era feliz...", que me perdoe o mestre Ataulfo, é linda, emotiva, mas não faz sentido algum. Ora, como eu era feliz, se não sabia que era feliz? Então não era! Como podemos sentir a felicidade, o prazer de ter ou ser alguma coisa, se não temos consciência que temos ou que somos? É um mal intrínseco ao ser humano dar

mais valor a dor e sentí-la mais do que a alegria. A dor, normalmente, vem repleta de autopiedade (quando alguém querido morre, sentimos realmente pena é de nós, que perdemos sua companhia). Qualquer dor moral que nos abate, e nos sentimos sempre injustiçados: "Por quê? Por que logo eu?!". Aí, nos deleitamos num ataque masoquista, enchemos a cara - para sentir a dor com mais força – e fazemos belas poesias, compomos lindas e tristes músicas sobre nosso sofrimento, feliz dentro da infelicidade como um pinto no lixo. A dor, essa é a maior fonte de nossa inspiração. Quantos poetas felizes você conhece? (A não ser os consagrados, que ganham grana com isso). Quantas músicas cantando a alegria, o prazer de viver, a felicidade? Em algum momento feliz de sua vida você já pensou "Puxa, como sou feliz!"? O máximo que se pensa é "Eu queria que esse momento durasse para sempre", o que não passa de uma forma de

infelicidade, porque já se sente a tristeza da saudade daquele momento bom. Vinicius canta que "ser alegre é melhor do que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe... mas pra fazer um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza..." porque "tristeza não tem fim, felicidade sim." A dor sente-se na hora. Felicidade raramente notamos quando estamos com ela. Sentimos, sim, no dia seguinte, já saudosos. Acho que juventude existe, só para se sentir saudade dela quando não a temos mais. Se puxarmos direitinho pela memória, vamos lembrar quantas incertezas, choros, problemas de autoafirmação, de amor e dúvidas tivemos quando éramos um pássaro voando rápido sem perceber a beleza do voo. A sabedoria é lutar com unhas e dentes para ser feliz, mesmo na velhice. É o que eu faço. Mesmo que nem as unhas nem os dentes sejam mais tão fortes.


8

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

9

literatura

Pensar

por LUIZ BUSATTO

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

Jorge de Lima demonstrou toda a sua ambição artística em “Invenção de Orfeu”, poema no qual estão alguns dos mais belos momentos da poesia em língua portuguesa DIVULGAÇÃO

ORFEU: A INVENÇÃO DE JORGE DE LIMA

UM DOS MAIORES ESTUDIOSOS DO POEMA “ORFEU”, LUIZ BUSATTO DESTRINCHA SUA CONSTRUÇÃO E INTERTEXTUALIDADE

J

orge de Lima publicou “Invenção de Orfeu” em 1952, e morreu no ano seguinte. A edição vinha acompanhada de estudos críticos de João Gaspar Simões, Euríalo Canabrava e Murilo Mendes, que apontam esse poema de mais de dez mil versos, nas mais variadas formas da métrica tradicional, como o grande poema da brasilidade. O poeta declarava: “Eu pretendi com este livro, que é um poema só, único, dividido em dez cantos, fazer a modernização da epopeia. Uma epopeia moderna não teria mais um conteúdo novelesco – não dependeria mais de uma história geográfica, nem dos modelos clássicos da epopeia. Verifiquei depois da obra pronta e escrita que quase inconscientemente, devido à minha entrega completa ao poema, não só o Tempo como o Espaço estavam ausentes deste meu longo poema e que eu tinha assentado as suas fundações nas tradições gratas a uma epopeia brasileira, principalmente, as tradições remotamente lusas e camonianas”. No entanto, os leitores liam o poema e não o entendiam. Diziam

DIVULGAÇÃO

Na mitologia grega, Orfeu era médico e o mais talentoso poeta vivo

DIVULGAÇÃO

Jorge Lima publicou “A Invenção de Orfeu” um ano antes de sua morte

que era obra barroca e imensamente hermética. Perguntavam o que queria dizer. “Orfeu” desafia os leitores com seu monumentalismo de magia e de beleza verbal. Debruçar-se sobre esta obra é debruçar-se sobre um mar de palavras provocadoras de estranhas sensações, lembrando que a compreensão lógica é a que menos interessa em poesia: o poema diz, o poema é sua própria dicção e já responde à pergunta: “o que quer dizer?”. Fala-se de “incontinência lírica” no sentido de proliferação de imagens, metáforas e figuras e talvez se pudesse falar de “transcendência vácua” na perspectiva em que as palavras se ordenam num jogo de sonoridades, destituídas de uma intenção de “querer dizer”, de se referir ao mundo objetivo das representações e sentimentos. Muitas vezes é clara a dissociação entre sentido e sonoridade de um vocábulo. O vocábulo tende para o seu só valor eufônico e encantatório, ao passo que baixa o seu papel expressivo, sem visar à expressão de um conteúdo específico. O poema se torna campo para

>

>

uma batalha literária, numa dupla interpretação do fato literário, dos que querem o “texto sobre algo” e dos que querem apenas um “texto em si”, imagem de si. Sob este aspecto foram as vanguardas, sobretudo o cubismo, e os formalistas russos que reivindicaram a autonomia do objeto artístico. Jorge de Lima deixa inúmeras pistas de seu modo de composição literária. Ele se apropria de forma inusitada das epopeias tradicionais quando alude à “Eneida”, à “Divina Comédia”, a “Os Lusíadas”, ao “Paraíso Perdido”, ao livro do Apocalipse. Remete o leitor a uma infinidade de outros textos pelo processo de alusão, imitação, paráfrase, influência, a ponto de se pensar numa obra de textos plagiados – mas não são. Da confrontação de versos e episódios dessas epopeias clássicas com versos da sua nova epopeia ficou patente que seu processo de composição é o da colagem cubista, da bricolagem, da montagem cinematográfica. A partir, por exemplo, de um verso da “Eneida” traduzida por Odorico Mendes foi possível rastrear dezoito episódios da epopeia de Virgílio contextualizados em “Orfeu”. Tão recorrente é esse procedimento que se pode falar de uma verdadeira poética jorgiana nos moldes estudados por Julia Kristeva. Os textos poéticos da modernidade se constroem absorvendo e destruindo, concomitantemente, outros textos no espaço intertextual. Através da montagem se evidenciou a capacidade do texto de manifestar uma relação com as significações estratificadas nos discursos da tradição clássica, descongestionando-os e valorizando-lhes os elementos inclusive através das traduções em que se apoia. A estrutura enigmática do poema, característica das metáforas puras, em que os círculos de significação se desligam da

A agonia da música de Orfeu comoveu até Hades, o Rei dos Mortos

Intertextualidade O rei preme, encarcera, algema, enfreia Lutantes ventos, roncas tempestades, Em torno aos claustros de indignados [fremem Com grã rumor do monte. Em celsa roca Sentado Éolo, arvora o cetro, e as iras Tempera e os amacia. Que o não faça Varridos mar e terra e o céu profundo Lá se vão pelos ares. [Eneida, Odorico Mendes, versos 64-71]

Ó Grão-Maro, encarcera, algema, enfreia, os tristes ventos sobre tuas geórgicas. Em torno aos claustros refugiados fremem sob horóscopos negros. Mas agora, sentado Duende arvora o cetro e as iras; e as retempera e afia. Eis se prepara: varridos mar e terra, e o céu em crepe, lá se vai pelos ares. [Orfeu, VI, VIII]

representação objetiva, nem sempre permanece indecifrável. Uma decifração de “Orfeu” se revelou na montagem operada com textos de temática indígena, inclusive a Carta de Caminha; com textos traduzidos ou não de epopeias da literatura ocidental; com textos sagrados da Bíblia. O confronto de textos evidenciou a multiplicidade de códigos que se cruzam no mesmo espaço, possibilitando uma pluralidade de leituras. A montagem como processo de composição revelou uma certa desmitização do texto como coisa “intocável”. O texto passa a ser usado como objeto pronto que serve para compor outro e outro mais, estabelecendo uma circularidade textual que por sua vez projeta na escritura a visão de palimpsesto e cria o espaço da intertextualidade. O texto de “Orfeu” aparece, assim, através de uma visão de palimpsesto. Palimpsesto significa um manuscrito em pergaminho, raspado por copistas e polido com marfim para permitir nova escrita. A raspagem, por mais acurada e perfeita, permitia que se observassem os traços do texto apagado. Assim, a visão de palimpsesto a que se refere inúmeras vezes Jorge de Lima em sua epopeia é aquela que permite ver um texto estranho aparecendo em imagem apagada sob o texto presente. Ele se utiliza desta visão palimpséstica com arrojo metafórico quando diz “ó palimpsestos humanados” ou “Falara: e a sua fala palimpséstica proveio: era abundante, nasceu sábia”. A Invenção de Orfeu Luiz Busatto falará sobre seu livro em bate-papo na na próxima quarta, dia 15, a partir das 19hs na Biblioteca Pública do Espírito Santo – Avenida João Batista Parra, 165, Praia do Suá, Vitória. Informações pelo telefone (27) 3137-9349 ou pelo e-mail sebp@secult.es.gov.br


10

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

11

roteiro

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

AO VIVO

BALADA

FESTIVAL

SHOWS

TEATRO

FESTA

A bela voz da capixaba Tamy

Nome de peso na Royal Club

Noite de rock and roll na Serra

Venda Nova do Imigrante em festa

Risadas na base do improviso

O Teatro Carlos Gomes abriga o primeiro dia de espetáculos do Festival Internacional de Improvisação (Fimpro), com “Jogando no Quintal”, às 20 horas.

Muito agito no Ilha Shows

A tradicional Calourada de Engenharia da Ufes recebe hoje, a partir das 15h, shows de SambADM (foto), Allan & Daniel e Forró Raiz. O DJ David Collins agita a pista.

Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, em Venda Nova do Imigrante. Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira). www.vendanova.es.gov.br.

Teatro Carlos Gomes. Praça Costa Pereira, Centro, Vitória. Entrada gratuita. Para adquirir os ingressos, é preciso retirar senha na bilheteria do teatro (sujeito a lotação). Mais informações: www.fimpro.com.br e (27) 3132-8398.

Ilha Shows. Alameda Ponta Formosa, 350, Praia do Canto, Vitória. Ingressos: R$ 35 (mulher/pista), R$ 65 (mulher/camarote), R$ 50 (homem/pista) e R$ 80 (homem/camarote). Mais informações pelo telefone: (27) 3224-3726.

A cantora capixaba Tamy se apresenta no Teatro do Sesi, a partir das 20 horas, com as músicas do disco “Caieira”, terceiro registro de sua carreira.

Gui Boratto apresenta o repertório do álbum “III”, a partir das 23 horas, na “White Party”. Para entrar na festa, o público deve se vestir de branco.

Teatro do Sesi. Rua Tupinambás, 240, Jardim Penha, Vitória. Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira). Mais informações pelo telefone: (27) 3334-7321.

Royal Club. Av. Dante Michelini, 301, Jardim da Penha, Vitória. Ingresso: R$ 80 (mulher/2ºlote) e R$ 150 (homem/2ºlote). Informações: (27) 3315-7366.

As bandas Big Boss, Broken and Burnt (foto), Vulgar, Mystery e Piece of Maiden tocam hoje no Yard of Rock, a partir das 20 horas. A festa rola em Jacaraípe, na Serra, em comemoração aos 10 anos do bar. Yard of Rock. Rua João Julião, 10, Jacaraípe, Serra. Ingressos: R$ 12.

DIVIRTA-SE

DIVIRTA-SE MÚSICA AO VIVO Duo Boa Música

Variado. A partir das 20h30, no Bar do Fernando. Avenida Presidente Costa e Silva, 500, Bairro República, Vitória. Couvert: R$ 5.

Mudando de Conversa

Samba. A partir das 12h, no Ensaio

Michel Machado, João Neto & Frederico (foto), Babado Novo e Dom Américo & Seus Comparsas animam a 25ª Festa de Venda Nova do Imigrante, a partir das 21h.

Botequim. Rua Joaquim Lyrio, Praia do Canto, Vitória. Couvert: R$ 22,90. Informações: (27) 3034-3124.

Nano Vianna

MPB, rock e pop. A partir das 20h, no Arcos da Lapa. Praia da Costa, Vila Velha. Couvert: R$ 5. Informações: (27) 3063-5251.

Turi Collura

MPB e internacional. A partir das 20h, no Bistrô Solarium. Rua Guilherme Faria, 179, Praia da Costa, Vila Velha. Informações: (27) 3063-3388.

Zerosax & Cia

Samba e MPB. A partir das 20h, no Bar Óxente. Av. Presidente Costa e Silva, 560, Bairro República, Vitória. Couvert: R$ 5. Informações: (27) 3315-5886.

FESTA Baile das Mães

A partir das 22h, com a Banda Máquina do Tempo e DJ 007. No Villa Spazio, Rua Cabo Ailson Simões, 929, Centro, Vila Velha. Entrada: R$ 25. Mais informações pelo telefone: (27) 9923-1813.

SHOW Zumbis do Espaço

Abertura com shows das bandas Metrópole, Harmônica, Forgotten Land e Broken & Burnt. A partir das 16h, no Barracústico. Avenida Beira Mar, 264, Barra do Jucu, Vila Velha. Entrada: R$ 40. Informações: (27) 3244-7117

BALADA A Fábrica Danceteria

Com Lilo & Tiago e DJ Diego Beats, a partir das 22h. Entrada:R$ 15 (mulher/lista), R$ 30 (homem/lista). Av. Eudes Scherrer de Souza, 575, Laranjeiras, Serra. Informações: (27) 3071-3640.

Adega Coração Sertanejo

Com Rony & Ricy, a partir das 22h. Rua Neves Armond, 210, Praia do Suá, Vitória. Entrada: R$ 30 (homem), R$ 15 (mulher). Informações: (27) 3315-1364.

Bar Cais da Barra

Com Banda Barra D’elas, a partir das 20h. Rua Vasco Coutinho, 17, Barra do Jucu. Couvert: R$ 4. Informações: (27) 9927-8344 e 9982-3854.

Espaço Celebration

Super All Star: 9 anos de Antimofo, com DJs, a partir das 22h. Av. Saturnino Rangel Mauro, 505, Jardim da Penha, Vitória. Entrada: R$ 10 (até 0h) e R$ 15 (após 0h). Informações: (27) 9299-3254.

Jazz Café

Com Júnior Bocca e Saulo Simonassi, a partir das 21h30. Rua Joaquim Lyrio, 820, Praia do Canto, Vitória. Couvert: R$ 20. Informações: (27) 3227-9771.

Le Point Acústico

Noite Carioca, com o grupo do Esquenta!, Balacobaco, Estilo do Samba, Cultura Samba e o DJ Touro, a partir das 22h. Rua Itapemirim, 2, Itaparica, Vila Velha. Entrada: R$ 25 (2ºlote). Informações: (27) 3299-0090.

Liverpub Music Place

Com banda Química Urbana (Cover de Legião), a partir das 22h. Avenida Getúlio Vargas, 612, Centro, Colatina. Entrada: R$ 20 (mulher), R$ 30

(homem). 3723-7628.

Informações:

(27)

Move Music

Noite gay. Com DJs Pedro Campanha, Mila Mari e Henderson, a partir das 23h59. Av. Adalberto Simão Nader, Mata da Praia, Vitória. Entrada: R$ 30 (entrada), R$ 50 (cons. fever), R$ 60 (entrada+cons.). Informações: (27) 3314-5968.

Rouge House

Noite gay. Com Talessa Top, mais DJs Ranlusy Louis Mor e Fabiano Morais, a partir das 23h59. Rua João Joaquim da Mota, 390, Praia da Costa, Vila Velha. Entrada: R$ 15 (entr./lista), R$ 25 (entr./sem lista), R$ 30 (cons./lista), R$ 50 (cons./sem lista), R$ 60 (Open Bar). Informações: (27) 9694-8736.

São Firmino Botequim

Arriba!, com os DJs Thales Gonzalez e Phil Fernandes, a partir das 22h. Reta da Penha, 1297, Praia do Canto, Vitória. Entrada: R$ 30 (mulher), R$ 50 (homem). Informações: (27) 3201-6600.

Two Time Music Bar

Com Wallace & Allison, Henrique Barreto, Victor Oliveira e DJ Félix, a partir das 22h. Rodovia do Sol, 2440, Itaparica, Vila Velha. Entrada: R$ 20 (mulher), R$ 30 (homem). Informações: (27) 3219-0920.

TEATRO Alvin e os Esquilos

No espetáculo, Alvin, Simon e Theodore são três esquilos cantores talentosíssimos, que por ironia do destino conhecem Dave, um produtor sem sucesso em suas últimas produções. A partir das 17h, no Teatro da Ufes. Av. Fernando Ferrari, Goiabeiras, Vitória. Entrada: R$ 40 (inteira). Vendas: www.ingresso.com.

EXPOSIÇÃO Djadjo Kwaa Awã

Fotografias, artesanatos e exibição de vídeos em comemoração ao Dia do Índio. No Arquivo Público do Espírito Santo. Visitação: de segunda à sexta-feira, das 10h às 17h. Rua 07 de Setembro, 414, Centro, Vitória (anexo ao Palácio da Fonte Grande). Entrada

gratuita. Até o dia 17 de maio.

Leituras do Exílio

A mostra é composta por 74 livros argentinos que pertenceram aos escritores Lídia Besouchet (1908-1997) e Newton Freitas (1909-1996). Entre os exemplares, alguns títulos têm como foco o Brasil, como um “Rugendas” abreviado e “El Brasil moderno”, de Ricardo Sáenz Hayes. Na Biblioteca Pública do Espírito Santo. Av. João Batista Parra 165, Praia do Suá, Vitória. Visitação: de segunda à sexta-feira, das 8h às 9h. Entrada gratuita. Até o dia 31 de maio.

Linha Invisível

O artista plástico Sandro Novaes expõe suas instalações com uso de luz e ferro. Na OÁ Galeria. Rua Aprigio de Freitas, 50, em Consolação, Vitória. Entrada gratuita. Visitação: de terça a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 16h. Até o dia 11 de maio.

CINEMA VVVVV VVVV VVV VV l

Imperdível Vale a pena Veja se tiver tempo Espere pelo DVD Fuja

ESPECIAL Royal Ballet de Londres

Exibição do balé “La Fille mal gardée”, com música de Ferdinand Hérold e coreografia de Frederick Ashton. Ingressos: R$ 25 (meia). 12 anos. Cinemark, sala 3: 11h (apenas hoje), 17h (apenas amanhã), 19h (apenas terça e quinta).

ESTREIA VVUma Ladra Sem Limites

O artista plástico capixaba Lastênio Scopel apresenta a mostra “Negociações”, que reúne seus últimos trabalhos, entre eles telas com predomínio das cores preta, cinza e branco. No pátio do Praia Shopping. Rua Joaquim Lírio, 455, Praia do Canto, Vitória. Visitação: de segunda à sexta, das 9h às 20h; aos sábados, das 9h às 18h. Entrada gratuita. Até o dia 11 de maio.

(Identity Thief, EUA, 2013, 11 min). Comédia. Direção: Seth Gordon. Com Melissa McCarthy. Uma ladra profissional assume a identidade de um cidadão normal. 12 anos. Kinoplex, sala 2: 14h (exceto amanhã), 16h20, 18h40, 21h10. Multiplex Araújo, sala 2 (dub): 14h30 (exceto terça e quinta), 16h45, 19h, 21h15. Cinesercla Laranjeiras, sala 4 (dub): 14h20, 16h30, 18h40, 20h50. Cinesystem, sala 2: 21h50. Cinesystem, sala 2 (dub): 14h, 16h30, 19h30.

Rebarbas

VVVVO Abismo Prateado

Negociações

Exposição coletiva, com trabalhos em gravura, desenho, pintura, fotografia e instalação de vários artistas. Na Galeria de Arte e Pesquisa. Ufes, Avenida Fernando Ferrari, 514, em Goiabeiras, Vitória. Entrada gratuita. Visitação: de segunda a sexta, das 9h às 18h. Até 31 de maio.

Rubem Braga – O Fazendeiro do Ar

A mostra reúne textos, documentos, correspondências, desenhos, pinturas, fotografias, objetos, depoimentos em vídeos e publicações de Rubem Braga, escritor nascido em Cachoeiro de Itapemirim. No Palácio Anchieta. Praça João Climaco, Cidade Alta, Centro, Vitória. Entrada gratuita. Visitação: de terça a sexta-feira, das 8 horas às 18 horas; sábados, domingos e feriados, das 9 horas às 17 horas. Até o dia 26 de maio.

Para divulgar um evento... Envie e-mail para cadernodois@redegazeta.com.br, com pelo menos dois dias de antecedência. No material devem constar horário, endereço completo, gênero musical, telefone e valor do ingresso ou couvert. Os preços e horários divulgados pelo Caderno 2 são de responsabilidade dos promotores dos eventos, e estão sujeitos a alteração. Para o roteiro de sábado e domingo, o envio é até quarta, às 18h.

(Idem, Brasil, 2011, 100 min). Drama. Direção: Karim Aïnouz. Com Alessandra Negrini. Violeta entra em desespero ao ouvir uma mensagem deixada pelo marido. Ele está partindo. 14 anos. Cine Jardins, sala 2: 19h15.

VVVVDentro da Casa

(Dans La Maison, França, 2012, 106 min). Drama. Direção: François Ozon. Com Kristin Scott Thomas. Professor cansado se encanta com o texto de um aluno que se inspirou na família de um colega. 14 anos. Cine Jardins, sala 2: 21h15.

O Quadro

(Le Tableau, França, 2011, 76 min). Aminação. Direção: Jean-François Laguionie. Vozes de (original): Jessica Monceau. Um quadro inacabado revela personagens diversos. Livre. Cine Metrópolis: 16h, 17h30, 19h, 20h30.

O Último Exorcismo – Parte 2

(The Last Exorcism Part II, EUA, 2013, 92 min. Terror. Direção: Ed Gass-Donnelly. Com Ashley Bell. Jovem é possuída por uma força desconhecida. 14 anos. Cinemark, sala 8: 13h10 15h20, 17h25 (apenas hoje), 19h40, 21h50, 0h (apenas hoje). Kinoplex, sala 3: 13h20 (exceto amanhã), 17h20, 19h20, 21h20. Multiplex Araújo, sala

5 (dub): 15h30 (exceto terça e quinta), 17h (apenas terça e quinta), 17h30 (exceto terça e quinta), 19h (apenas terça e quinta), 19h30 (exceto terça e quinta), 21h (apenas terça e quinta), 21h30 (exceto terça e quinta).

Sejam Muito Bem-vindos

(Bienvenue Parmi Nous, França, 2011, 90 min). Drama. Direção: Jean Becker. Com Patrick Chesnais. Taillandier, um renomado artista conhece uma jovem e realiza uma viagem que mudará a vida de ambos. 14 anos. Cine Jardins, sala 1: 19h20.

EM CARTAZ A Morte do Demônio

(3D/dub): 19h15, 21h45. Multiplex Araújo, sala 4 (dub): 14h15, 16h45. Cinesercla Laranjeiras, sala 1 (dub): 14h30, 17h30, 20h30. Cinesercla Laranjeiras, sala 2 (3D/dub): 13h45, 16h10, 18h35, 21h. Cine Gama, sala 1 (dub): 18h30, 21h. Cine Via Sul (dub): 17h, 21h20. Cine Ritz Conceição, sala 1 (dub): 19h, 21h30. Cinemagic, sala 1 (3D/dub): 14h, 19h. Cinemagic, sala 1 (3D): 16h30, 21h30. Cinemagic, sala 4 (dub): 16h, 21h. Cinemagic, sala 4: 13h30, 18h30. Cine Ritz Guarapari, sala 3 (3D/dub): 16h30, 19h. Cine Ritz Guarapari, sala 3 (3D): 21h30. Cine Ritz Sul, sala 1 (dub): 16h20, 19h, 21h30. Cinesystem, sala 6 (3D/dub): 14h, 16h40, 19h20. Cinesystem, sala 6 (3D): 22h.

(Evil Dead, EUA, 2013, 32 min). Terror. Invasão à Casa Branca

Direção: Fede Alvarez. Com Jane Levy. Após ficarem presos em uma afastada cabana, cinco amigos de 20 e poucos anos encontram o Livro dos Mortos e, sem saber dos perigos presentes, conjuram demônios adormecidos que vivem na floresta. 18 anos. Kinoplex, sala 3: 15h20.

VVVAnna Karenina

(Olympus Has Fallen, EUA, 2013, 120 min). Ação. Direção: Antoine Fuqua. Com Gerard Butler. Ex-agente do serviço secreto americano tem que salvar o presidente de um ataque à Casa Branca. 12 anos. Cine Shopping Cachoeiro, sala 2 (dub): 18h40.

VVJack – O Caçador de Gigantes

(Idem, Reino Unido, 2012, 129 min). Drama. Direção: Joe Wright. Com Keira Knightley. Jovem aristocrata, casada com um alto funcionário do governo, envolve-se com o outro homem, chocando a alta sociedade de São Petersburgo. 14 anos. Cine Jardins, sala 2: 17h.

(Jack the Giant Slayer, EUA, 2012, 113 min). Aventura. Direção: Bryan Singer. Com Ewan McGregor. Uma guerra antiga se reinicia quando um jovem camponês, abre um portal entre seu mundo e uma terra de gigantes. 10 anos. Cine Via Sul (dub): 19h15.

Chamada de Emergência

(Idem, Canadá, 2013, 100 min). Terror. Direção: Andrés Muschietti. Com Jessica Chastain. Casal tem o desafio de criar as duas sobrinhas, que passaram cinco anos sozinhas numa floresta. 14 anos. Cine Gama, sala 2: 21h. Cine Ritz Conceição, sala 2: 19h, 21h.

(The Call, EUA, 2013, 95 anos.). Suspense. Direção: Brad Anderson. Com Halle Berry. Operadora de serviço de emergência arrisca a vida para salvar uma adolescente das mãos de um serial killer. 16 anos. Cine Shopping Cachoeiro, sala 1: 19h15.

VVVVHomem de Ferro 3

(Iron Man 3, EUA, 2013, 130 min). Ação. Direção: Shane Black. Com Robert Downey Jr. Tony Stark tem que enfrentar o maior desafio de sua vida: O Mandarin. 12 anos. Cinemark, sala 2: 12h, 17h40, 20h40, 23h30. Cinemark, sala 3 (3D/dub): 13h (exceto hoje), 16h (exceto amanhã), 19h (exceto amanhã, terça e quinta), 22h. Cinemark, sala 5 (3D): 11h30 (apenas hoje e amanhã), 14h20, 17h10, 20h10, 23h. Cinemark, sala 6 (3D/dub): 12h40, 15h30, 18h20, 21h10. Kinoplex, sala 1 (3D/dub): 13h (exceto amanhã), 15h40, 18h20. Kinoplex, sala 1 (3D): 21h. Kinoplex, sala 4 (3D/dub): 16h20, 21h40. Kinoplex, sala 4 (3D): 13h40 (exceto amanhã), 19h. Kinoplex, sala 7 (dub): 13h20 (exceto amanhã), 16h, 18h40. Kinoplex, sala 7: 21h20. Multiplex Araújo, sala 3 (3D/dub): 14h, 16h30, 19h, 21h30. Multiplex Araújo, sala 4

VVVMama

VVO Acordo

(Snitch, EUA, 2013, 112 min). Ação. Direção: Ric Roman Waugh. Com Dwayne Johnson. Na tentativa de salvar o filho, um pai se disfarça para participar de uma investigação do departamento de narcóticos do FBI. 14 anos. Cine Shopping Cachoeiro, sala 2 (dub): 21h.

VVVVVO Segredo dos Seus Olhos

(El Secreto de Sus Ojos, Argentina, 2009, 127 min). Drama. Direção: Juan José Campanella. Com Ricardo Darín. Oficial de justiça aposentado escreve um livro sobre caso que investigou no passado. Cine Jardins, sala 1: 16h55.

VVVVO Som ao Redor

(Idem, Brasil, 2012, 131 min). Drama. Direção: Kleber Mendonça Filho. Com Irma Brown e Sebastião Formiga. A vida numa rua de classe média, na zona sul do Recife, toma um rumo inesperado após a chegada de uma

milícia. 16 anos. Cinemark, sala 7: 22h10 (apenas terça e quinta).

VVVOs Croods

(The Croods, EUA, 2013, 98 min). Animação. Direção: Chris Sanders. Vozes (no original): Emma Stone e Nicolas Cage. Homem das cavernas precisa atravessar uma paisagem pré-histórica para encontrar um novo lar para a sua família. Livre. Cine Jardins, sala 1 (dub): 15h (apenas hoje e amanhã). Cine Ritz Conceição, sala 3 (dub): 17h (apenas hoje e amanhã), 19h. Cine Shopping Cachoeiro, sala 1 (dub): 17h15.

Qual é o Nome do Bebê?

(Le Prénom, França, 2012, 110 min). Comédia. Direção: Alexandre de la Patellière, Matthieu Delaporte. Vincent é um quarentão às vésperas de ser pai pela primeira vez. Durante um jantar na casa da irmã, questões familiares afloram, e segredos constrangedores são revelados. 14 anos. Cine Jardins, sala 1: 21h10.

VVVSomos Tão Jovens

(Brasil, 2013, 104 min). Drama. Direção: Antonio Carlos da Fontoura. Com Thiago Mendonça e Laila Zaid. Filme conta a juventude do músico Renato Russo e a formação da Legião Urbana. 14 anos. Cinemark, sala 1: 12h10, 14h30, 16h50, 19h10, 21h30. Cinemark, sala 4: 11h40 (apenas hoje e amanhã), 14h, 16h20, 18h40, 21h, 23h20. Cinemark, sala 7: 12h50, 15h10, 17h30, 19h50, 22h10 (exceto terça e quinta). Kinoplex, sala 5: 13h30 (exceto amanhã), 15h50, 18h10, 20h30. Kinoplex, sala 6: 14h10 (exceto amanhã), 16h30, 18h50, 21h10. Multiplex Araújo, sala 1: 15h, 17h, 19h, 21h. Cinesercla Laranjeiras, sala 3: 14h40, 16h40, 18h40, 20h40. Cinemagic, sala 2: 15h20, 17h30, 19h40, 21h50. Cinemagic, sala 3: 14h20, 16h30, 18h40, 20h50. Cine Ritz Guarapari, sala 1: 19h10, 21h10. Cine Ritz Sul, sala 2: 16h40, 18h40, 20h40. Cinesystem, sala 1: 14h30, 17h, 19h10, 21h30.

Tainá - A Origem

(Idem, Brasil, 2012, 80 min). Aventura. Direção: Rosane Svartman. Com Nuno Leal Maia. Tainá e seus amigos vão enfrentar um contrabandista de madeira. 10 anos. Cine Jardins, sala 2: 15h15 (apenas hoje e amanhã).

VVVVai que dá certo

(Idem, Brasil, 2012, 87 min). Comédia. Direção: Maurício Farias. Com Bruno Mazzeo. Cinco amigos decidem, então, assaltar uma transportadora de valores. 12 anos. Cinemark, sala 2: 15h. Cine Gama, sala 2: 19h. Cine Ritz Conceição, sala 3: 21h. Cine Ritz Guarapari, sala 2: 19h15, 21h. Cine Shopping Cachoeiro, sala 1: 21h.

INGRESSOS Cinemark

Shopping Vitória, Av. Américo Buaiz, Enseada do Suá, Vitória. (27)3324-5973. Sexta, sábado, domingo e feriados até às 17h: R$ 20 (inteira). Após 17h: R$ 22 (inteira). Quarta: R$ 16 (inteira). Sala 3D: segunda, terça e quinta: R$ 23 (inteira); quarta: R$ 22 (inteira); sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 27.

Kinoplex

Shopping Praia da Costa, Av. Carioca, 353, Praia da Costa, Vila Velha. (27) 3350-0007. Sexta a domingo e feriados, até 17h: R$ 19 (inteira). Após 17h: R$ 21 (inteira). Sala 3D: Sexta a domingo e feriados, por R$ 26 (inteira). Sessão Descontão: sessões iniciadas até as 14h, aos sábados e domingos, em todas as salas: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia), exceto para as salas 3D.

Cinesystem

Shopping Boulevard Vila Velha. Rod. do Sol, 5000, Itaparica, Vila Velha. (27) 2233-5000. Segunda, quarta e quinta: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia). Terça: R$ 8. Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 15 (inteira), R$ 7,50 (meia). Sala 3D: segunda, quarta e quinta: R$ 15 (inteira), R$ 7,50 (meia). Terça: R$ 12. Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia).

Cinemagic Norte Sul

cartões.

Cine Metrópolis

Ufes. Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras, Vitória. (27) 3335-2376. Todos os dias: R$ 3 (único).

Cinesercla Laranjeiras

Laranjeiras, Serra. (27) 3281-2474. Segunda e quarta: R$ 7 (preço único). Terça e quinta: R$ 8 (inteira/até às 17h) e R$ 10 (inteira/após às 17h). Sexta a domingo e feriados: R$ 11 (inteira/até às 17h) e R$ 13 (inteira/após às 17h). Sala 3D: Segunda e quarta: R$ 10 (preço único). Terça e quinta: R$ 14 (inteira), R$ 7 (meia). Sexta a domingo e feriados: R$ 18 (inteira), R$ 9 (meia).

Cine Ritz Guarapari

Shopping Guarapari. Rua Dr. Roberto Calmon, 140, Centro, Guarapari. (27) 3350-2001. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia). Segunda, terça e quinta: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). Quarta: R$ 10 (inteira) e R$ 4 (meia). Sala 3D: sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Segunda, terça e quinta: R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia). Quarta: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).

Cine Via Sul

Shopping Via Sul. Rua do Cajueiro, Arrais, Marataízes. Mais informações: (28) 3532-2465. Sexta a domingo e feriados: R$ 12 (inteira), R$ 6 (meia). Terça e quinta: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia). Quarta: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia).

Shopping Norte Sul. Av. José Maria Vivacqua Santos, 400, Jardim Camburi, Vitória. (27) 3350-2001. Segunda e quinta: R$ 13 (inteira). Terça: R$ 15 (interia). Quarta: R$ 14 (inteira). Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 18 (inteira). Salas 3D - segunda e quinta: R$ 15 (inteira). Terça: R$ 17 (inteira). Quarta: R$ 16 (inteira). Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 21 (ineira).

Rua 25 de Março, 33, Centro, Cachoeiro de Itapemirim. Mais informações: (28) 3517-8373. Sexta a domingo e feriados: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia). Segunda, terça e quinta: R$ 12 (inteira), R$ 6 (meia). Quarta: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Multiplex Araújo

Cine Ritz Sul

Shopping Mestre Álvaro. Av. João Palácio, 300, Eurico Salles, Serra. (27)3211-0237. Segunda e quarta: R$ 8 (meia). Terça e quinta: R$ 13 (inteira) e R$ 6,50 (meia). Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 15 (inteira), antes das 18h, e R$ 17 (inteira), a partir das 18h. Salas 3D: segunda e quarta: R$ 10 (meia). Terça e quinta: R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia). Sexta, sábado domingo e feriados: R$ 18 (inteira), antes 18h, e R$ 20 (inteira), a partir 18h.

Cine Jardins

Shopping Jardins. Rua Carlos Eduardo Monteiro de Lemos, 262, Jardim da Penha, Vitória. (27) 3026-8099. Sábado, domingo e feriado: R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia). Quinta e sexta: R$ 14 (inteira), R$ 7 (meia). Segunda, terça e quarta: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). O cinema não trabalha com

Cine Shopping Cachoeiro

Shopping Sul. Av. Francisco Lacerda de Aguiar, 138, Gilberto Machado, Cachoeiro de Itapemirim. Informações: (28) 3517-8373. Sexta a domingo e feriados: R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).

Cine Gama

Av. Getúlio Vargas, 481, Centro, Colatina. (27) 3722-2130. Sexta, sábado e domingo: R$ 10.

Cine Ritz Conceição

Av. Pref. Samuel Batista Cruz, 2801, Conceição, Linhares. (27) 3264-3566. Sexta a domingo e feriados: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia).

Cine São Mateus

Praça São Benedito, s/n, Centro, São Mateus. (27) 3763-2721. Sexta, sábado, domingo e feriado: R$ 12 (interia), R$ 6 (meia).


12

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

13

zig zag

Pensar

zig-zag@redegazeta.com.br - (27) 3321-8516

Coluna Zig Zag

Tudo para quem quer construir e reformar

@zigzag_ag

@zigzag_ag

1.

Operação altar Para subirem ao altar, muitas noivas têm incluído cirurgias plásticas no check list do casamento. Lipoaspiração e mastoplastia de aumento são os procedimentos mais procurados, segundo o cirurgião plástico Ariosto Santos.

Reformar e construir não são tarefas fáceis no mundo da construção civil. Seja em grandes empreendimentos ou em empreitadas individuais, essas atividades demandam tempo e planejamento. Para ajudar os leitores a entender sobre esse mercado, A GAZETA lança, no dia 17 de julho, a revista Reforma & Construção para assinantes do jornal. A publicação vai trazer um panorama do segmento, com matérias sobre mercado, investimentos e tecnologia da construção civil.

Top do grafite

E-music by Sérvia A Psy Project comemora seus oito anos com estilo em terras capixabas. Será no sábado, dia 18, em Nova Almeida. Para agitar as picapes, os projetos de trance e progressive Zyce, Flegma e Ectima, todos assinados por DJs da Sérvia.

Hipismo com grife

Casamento 1.

Glamourosas!

3.

Tiago Feliz e Carla Nogueira: no dia do “sim-sim” à beira do Lago Paranoá, em Brasília. FOTO: ALEXANDER MURADAS

Juliana Fontana: para abrir o desfile de garotas especiais deste sábado. FOTOS: CACÁ LIMA

ZIG. Recém-chegada ao Facebook, Penha Lima Corrêa dá dicas de etiquetas super úteis na fanpage do seu cerimonial na seção “Penha responde”.

2.

A Hermès escolheu São Paulo para sediar a única competição de hipismo fora de Paris. A capital paulistana recebe, entre os dias 25 e 26 de, a Copa Hermès de Hipismo, evento que reúne os melhores cavaleiros e amazonas brasileiros.

ZIG. Sandro Penna participa da IV Cumbre Mundial de Comunicación Política, que reúne, de 15 a 17 de maio, especialistas de mais de 20 países, na Universidade Católica Argentina, em Buenos Aires. As ferramentas de comunicação política com foco nas campanhas eleitorais estarão em debate.

Força no desempenho Pesquisa aposta que profissionais que participam de treinamentos gerenciais aumentam em 22,4% sua produtividade. “E os que passam por um processo de coaching alcançam aumento de 88% em sua produtividade”, diz a especialista em Gestão de Projetos, Empresas e Coaching, Meiri Santos.

ZAG. Danielle Araújo comemora aniversário na próxima segunda, dia 13, e comemora com jantar entre amigas.

Amanhã, só mamães E para celebrar o Dia das Mães, a ZZ de amanhã traz cliques de mamães e filhos de todas as idades, no estilo “capa de revista”. Não perca! COLABORAÇÃO: TAYNÃ FEITOSA

1. Roberta Mazioli 2. Flávia Daroz

Casamento 2.

3. Lívia Neffa

Ronaldo Gonçalves de Souza e Valéria Ribeiro Barreto: no casamento de Dani Barreto e Marcelo Fontana. FOTO: CACÁ LIMA

ZAG. Hoje é dia de Sandra Demoner e Fred Salazar. Parabéns pra vocês!

Com apenas 23 anos, o grafiteiro Fnok é uma das grandes promessas do grafite mundial. Ele tem exposições marcadas nos EUA e na Alemanha este ano. Duas de suas obras premiadas na Bienal do Grafite, em São Paulo, estarão em breve expostas na galeria de Gorete Thorey, em Vitória.

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

RENATA RASSELI

DICA DE VIAGEM

GALÁPAGOS: O REINO ANIMAL DO EQUADOR O arquipélago de Galápagos, conjunto de ilhas vulcânicas do Equador, tem paisagens naturais para viajante nenhum botar defeito: areias brancas banhadas pelo Pacífico, vulcões ainda em atividade,

ZIG. A deputada estadual Janete de Sá e Dalva e Márcia Carone foram homenageadas pelo Dia da Mulhe, na grife de Jordana e Irwing Rocha, em Vila Velha, com uma peça da artista Ana Paula Castro.

3132-7777

(27)

www.intercontinental.tur.br

extensas áreas verdes e a segunda maior reserva marinha do mundo. A região, descoberta em 1532, é formada por mais de 50 ilhas preserva sua biodiversidade original praticamente intocável. Vale a pena observar a vida animal da região, que é famosa pelas tartarugas gigantes.

1.

ZAG. Maressa Reis, Roobertchay Rocha e o ator Chay Suede convidam para a inauguração do restaurante Quais Quais, dia 16, na Rua Joaquim Lírio, Praia do Canto. ZIG. Lara Coser, Daniela Theodoro, Paula Martins e Heloisa Amorim aderiram à prática do circuito funcional, na Praia de Camburi, sob o comando do personal Glênio Luiz. O circuito ao ar livre é o preferido de celebridades como Danielle Winits e Carolina Dieckmann.

Cinema. Diocéllio Grasselli e Celso Siqueira: na inauguração das novas salas de Jardim Camburi. FOTO: CACÁ LIMA


14

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

passatempo

televisão

HORÓSCOPO ÁRIES

SUDOKU CÂNCER

(20 MAR. A 20 ABR. ) OfatodeaLuaestaremseusetordainteligênciaacelerasua menteefazcomquevocêaprendamaisfacilmente.Suacapacidadedecomunicaçãotambém estáemalta.

(21 JUN. A 21 JUL.) AgoraaLuaestáemseusetorda espiritualidadeedatranscendência,ondeacentuasuanecessidade deelevar-seacimadosproblemas dodia-a-dia.Procuredarmaior atençãoaosseusanseiosíntimos.

ótimos resultados no trabalho. .

tudo o que deseja ver realizado.

— Dica: Plutão faz lhe promete TOURO

— Dica: concentre a mente em LEÃO

LIBRA

(22 DEZ. A 20 JAN. ) DuranteestesdiasaLuaaconselhavocêanãoalimentarexpectativasdemaisemrelaçãoaos outros.Supereatendênciapara operfeccionismoexcessivoeaja comespontaneidade

Dica: você tende a mostrar-se uma pessoa mais sociável.

Dica: será mais fácil realizar seus projetos.

ESCORPIÃO

((22 JUL. A 22 AGO.)) NestafaseaLuavoltasuamente paraofuturo,estimulaseulado progressistaeconvidavocêafazerplanos.Porémnãosedeixelevarpelautopiaeprocureserrealista.Nãoidealizedemaisosoutros.

(23 OUT. A 21 NOV. ) ApassagemdaLuaporGêmeos estimulaseuladomaisperspicazepenetranteelhepermite analisartudocomespecialobjetividade.Vocêestáemcondiçõesdeveralémdasaparências.

prudente ao fazer negócios.

pliar seu círculo social.

ção e reciclagem estão fortes.

GÊMEOS

— Dica: aproveite a fase para amVIRGEM

— Dica: os processos de renovaSAGITÁRIO

(21 MAI. A 20 JUN. ) ALua,emseusigno,magnetiza vocêintensamenteefazcomque sejamaisfácilconcentrar-senos assuntospessoais.Seucarismae suapopularidadeestãoemalta. Reveleseupotencial.

(23 AGO. A 22 SET. ) SeucarismaestásendoreforçadopelaLua,quefazcomquevocêseprojetesocialeprofissionalmente.Odiaéexcelentepara estaremgrupo,porémnãodeixe dedaratençãoaosossego.

(22 NOV. A 21 DEZ. ) Osignoopostoaoseurecebea visitadaLua,quereforçasuanecessidadedecontatoelhetorna umapessoamaissociável.Aproveiteparadedicar-seáspessoas maisqueridas.

oportunidades no amor.

sos de auto-análise.

em casa.

— Dica: Júpiter lhe promete boas

— Dica: Plutão facilita os proces-

QUADRINHOS

— Dica: seja paciente com todos

“Zorra Total” no Agreste Neste sábado, o episódio de “Zorra Total” está com um pé no agreste. Katiuscia Canoro revive Maria Bonita e conta

oportunidade de rever os quatro últimos episódios exibidos e poderão relembrar os momentos de Cat e Vincent.

uma versão inusitada da famosa história de amor surgida no cangaço brasileiro. No ar às 22h20, na TV Gazeta.

PROGRAMAÇÃO DE TV

AQUÁRIO

TV ABERTA

(21 JAN. A 19 FEV. ) SeusetordavitalidadeestáativadopelaLua,queacentuasuanecessidadedeaçãoefazcomque vocêestejacomacordatoda.Vocêtendeaagirdemodomaisfirmeedecidido.

TV GAZETA C4 06h00 06h25 06h50 07h15 07h40 08h05 08h30 08h55

— Dica: os amores e encontros

estão bastante beneficiados.

PEIXES

(20 FEV. A 20 MAR.) HojeaLuatensionaseuregente Netunoeaconselhavocêausar deespecialhabilidadeaolidar comtodosemcasa.Nãosejarudenemqueiracontrolarouimporsuasopiniõesaosfamiliares.

— Dica: persista nas suas menta-

lizações.

O Sudoku é um tipo de desafio lógico japonês. As regras: o jogador deve preencher o quadrado maior, que está dividido em nove grids, com nove lacunas em cada um, de forma que todos os espaços em branco contenham números de 1 a 9. Os algarismos não podem se repetir na mesma coluna, linha ou grid

PALAVRAS CRUZADAS

SAMANTA Alpino

10h00 10h15 10h35 12h00 12h45 13h20 13h50 14h45 16h05 18h20 19h05 19h25 20h30 21h10 22h20 23h25 01h35 03h40 04h05

Globo Educação Globo Ciência Globo Ecologia Globo Universidade Ação Gazeta Comunidade Estação Esporte Treino do GP da Espanha de Fórmula 1 Sítio do Picapau Amarelo Turma da Mônica TV Globinho ESTV - 1ª Edição Globo Esporte Jornal Hoje Estrelas TV Xuxa Caldeirão do Huck Flor do Caribe ESTV 2ª - Edição Sangue Bom Jornal Nacional Salve Jorge Zorra Total Supercine: O Discurso do Rei (Exibição em HD) Altas Horas American Dad Corujão: eu a Louca em Hollywood

TV EDUCATIVA C2 06h30 07h30 07h45 08h30 09h00 09h30 10h00 10h30 11h00 12h00 12h30 13h00 14h00 15h00 15h30 16h00 17h00 17h30 18h00 18h30 19h30 19h45 20h00 20h30 21h00 21h30 22h30

RECRUTA ZERO Mort Walker

MARLY Milson Henriques

00h15 00h45 01h15 01h45 02h45 03h45 04h30 05h30

Caminhos da Reportagem Programa Especial Reencontro Taxista Empreendedor Bom para todos Opção Saúde Ser Saudável Programa Especial Papo de Mãe TV é Ciência Expedições Alto Falante - Musical Stadium + Ação Conhecendo Museus Eu Sou o Samba Paratodos Animania Espaço Dois Oportunidades Conexão Brasília Documentário Arte do Artista Oncotô Repórter Brasil Musicograma Cine Nacional - Pro Dia Nascer Feliz Curta TV Oncotô Comentário Geral Segue o Som Doctv Ditadura Militar Alto Falante A Grande Música Via Legal

TV VITÓRIA C6

GERVÁSIO Gilberto Zappa

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

Maratona “Beauty and the Beast” O Universal Channel preparou para hoje, a partir das 16h, maratona da série “Beauty and the Beast”. Os fãs terão a

CAPRICÓRNIO

(23 SET. A 22 OUT. ) Suavisãodemundoestámais amplaelhepermitevermaislonge,oqueseráenriquecedordo pontodevistamental.Omomentoéótimoparaosestudos, paposeleituras.

(21 ABR. A 20 MAI. ) ALuatensionaNetuno,queestá emseusetordofuturo,elherecomendaaserrealistaaofazerplanoseestabelecermetas.Tenha muitotatoaorelacionar-secomas pessoasedeixeociúmedelado.

— Dica: evite especular e seja

15

Pensar

SOLUÇÕES

05h00 07h00 08h00 10h00 12h00 13h00 13h30 14h00 14h30 15h00 15h30 17h45 19h45 20h30 23h00 01h15

Iurd Nosso Tempo Fala Brasil Especial - HD Esporte Fantástico Balanço Geral Negócios de Sucesso Privilège Vitória Fashion Art Et Decor Record Kids - Pica Pau Cine Aventura: King Kong HD O Melhor do Brasil Jornal da Record - HD O Melhor do Brasil Continuação Legendários (Nova Temporada) Programação Iurd

TV TRIBUNA C7

06h00 07h00 08h30 09h00 09h30 10h00 10h30 12h00

Chaves Sábado Animado Terra Capixaba Imóveis In Foco Desafios Sabor a Bordo Bozo Tribuna Notícias - 1ª Edição 12h35 Ponto Cult 13h00 Tribuna na Estrada 13h35 Nossa Terra 14h15 Programa Raul Gil 18h30 Aventura Selvagem 19h20 Tribuna Notícias - 2ª Edição 19h45 SBT Brasil 20h30 Esquadrão da Moda 21h30 Supernanny 22h15 Cine Família: Dizem Por Aí... - (HD) 00h00 Cine Belas Artes - Cinco Evas e um Adão 01h30 Dois Homens e Meio 02h15 Big Bang a Teoria 02h45 Ataque de Risos I - Mais que Uma Família 03h30 Ataque de Risos II - Uma Família Perdida no Meio do Nada 04h15 Ataque de Risos III - Um Maluco no Pedaço 04h45 Ataque de Risos IV Arnold

TV CAPIXABA C10

06h00 Igreja Mundial do Poder de Deus 06:50 Popeye 07h00 Shop Mix 07h30 Country & Cia 08h00 Desenhos 08h15 É Tempo de Vitória 08h45 Vitória em Cristo 09h45 Desenhos 10h15 Estação Saúde 10h35 Desenhos 10h45 Programa Destaque 11h00 Desenhos 11h30 Acontece Reapresentação 12h00 Vitória em Cristo 13h00 Auto + 13h45 Magazine da Liga Uefa 14h15 Zoo 15h45 Deu Olé 16h45 Brasil Urgente 18h50 Acontece 19h20 Jornal da Band 20h25 Show da Fé 21h20 Mr. Bean 21h30 Acredite se Quiser 22h15 Top Cine 00h00 Show Business 00h50 Cinema da Madrugada Cabo do Medo 02h50 Família Soprano 03h50 Popcorn TV 04:00 Igreja Mundial do Poder de Deus

REDETV! ES C18 06h00 07h45 09h15 09h45 10h15 11h15 11h45 12h15 12h45 13h00 13h30 13h45 14h00 17h45 18h15 18h45 19h00 19h45 20h45 21h30 22h00

Ultrafarma Shop Tour IEBV Ressurreição e Vida Espaço de Arte Celga TV Revista Pop TV Destaque Empresarial Clipes Igreja Família de Baixo da Graça TV Bereana Concessionário Sábado Total Concessionário Polishop Galinha Morta Companhia de Viagem Amaury Jr. Show RedeTV News ES! News Clipes

22h30 Teste de Fidelidade Reprise parte I 23h00 Mega Senha 00h30 Teste de Fidelidade reprise parte II 02h00 Bola de Neve 02h30 Superpapo 03h00 Igreja da Graça - Nosso Lar 05h00 Superpapo

TV PAGA TELECINE PREMIUM (SKY/NET) 16h30 18h10 20h10 22h00 23h45

Do Além O Grande Milagre 12 Horas A Era do Gelo 4 Gigantes de Aço

TELECINE ACTION (SKY/NET)

14h00 Velozes e Furiosos 16h00 + Velozes + Furiosos 17h55 Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio 19h55 Velozes e Furiosos 4 22h00 Velozes e Furiosos 5 Operação Rio

TELECINE PIPOCA (SKY/NET) 16h10 17h50 20h10 22h00 23h55

Flor do Caribe TV GAZETA, 18H20 ¦Cassiano

fica feliz ao saber que Ester deixou Alberto. Ester pede a Cassiano que espere Alberto voltar com as crianças do passeio. Alberto inventa para Samuca que Cassiano é um bandido que abandonou o filho quando nasceu. Lindaura aconselha a filha a procurar um advogado. Amadeu e Isabel se beijam. Ester busca os filhos na casa de Alberto. Samuel e Lindaura preparam uma festa-surpresa para a chegada de Samuca e Laurinha.

Sangue Bom

Salve Jorge

TV GAZETA, 19H25

TV GAZETA, 21H10

¦Bento

¦Rosângela

enfrenta Wilson. Plínio aceita conversar com Fabinho. Sueli Pedrosa se surpreende com a atitude de Amora diante das câmeras. Fabinho tenta conversar com Plínio sobre sua vida pessoal, e o cineasta estranha o empenho do rapaz. Renata consegue falar para Érico o que sente, mas ele não ouve. Damáris pede para Nice ajudá-la a agir como Brunetty. Jonas, Gilson e Salma não gostam da declaração de Amora sobre sua visita a eles.

tenta convencer Haroldo de que não mentiu para ele. Vanúbia encontra com Sheila no aeroporto. Lívia adianta para Élcio o percurso de sua prova na competição. Theo conta para Márcia que Jéssica é sua filha. Rosângela embarca com Vanúbia e Sheila. Pescoço pensa em Vanúbia. Lurdinha volta com Aisha para casa. Mustafá se recusa a falar com Berna. Rosângela liga para Haroldo. Berna chega à casa de Esma. Farid conversa com Berna.

Flicka 3 Compramos um Zoológico Terror na Água Guerra é Guerra! A Saga Molusco Anoitecer

TELECINE CULT (SKY/NET)

15h15 Geleiras do Inferno 17h20 Um Fio de Esperança 20h00 Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios 22h00 O Enigma da Pirâmide

GNT (SKY/NET)

22h00 As Canalhas (Ficção) Amélia 22h29 Momento Beleza 22h30 3 Teresas 23h00 Copa Hotel (Ficção) - O Primeiro Dia 23h30 Downton Abbey

MTV (SKY/NET/TVA)

18h00 Estúdio MTV - Gal Costa 19h00 Video Collection - Primal Scream 20h00 Video Collection - Beyoncé 21h30 Video Collection - Bob Marley 22h30 Estúdio MTV - Gal Costa 23h30 Catfish

HBO (TVA/NET)

18h25 HDTV - Piratas Pirados! 20h00 HDTV - Amizade Colorida 22h00 HDTV - Beyoncé: A Vida não é Apenas um Sonho 23h40 HDTV - Sherlock Holmes O Jogo de Sombras

CINEMAX (SKY/NET)

15h00 16h45 18h45 21h00

Encurralados Contra Corrente O Senhor das Armas Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto 23h15 Inferno Sobre Rodas

TNT (SKY/NET)

14h15 Piratas do Caribe - A Maldição do Pérola Negra 22h00 Toy Story 2 23h55 A Última Cartada

MULTISHOW (SKY/NET) 19h00 Top TVZ 21h30 Bastidores 22h00 220 volts

ASSINANTE DE A GAZETA TEM 50% DE DESCONTO. Até 2 ingressos valor inteira por cartão do clube. Descontos não cumulativos.


16

Pensar

A GAZETA VITÓRIA, SÁBADO, 11 DE MAIO DE 2013

mitologia por Ester Abreu

A LUTA ENTRE HOMENS E DIVINDADES “Não é pelo fogo, símbolo da subintelectualização banal e exaltada, que Prometeu é castigado por Zeus, ciumento (...) É uma atitude semelhante à do Deus-Criador dos hebreus”

P

rometeu é uma continuação ou ampliação da Teogonia. Representa a narrativa da luta entre as figuras simbólicas, divindades e Titãs, isto é, a revolta contra o espírito. Ele é um Titã, e não uma divindade; contudo, sua rebeldia não se assemelha à dos Titãs, filhos de Urano, símbolos da força selvagem da natureza: o fogo, a água e o vento, que devoram a terra desabitada. Porque sua luta contra o poder, processada quando os habitantes da Terra tinham desejos, representa uma revolta mais evoluída que a dos Titãs. Rebelde contra a divindade, ele cria a cultura. Símbolo da produtividade, é o arquétipo do princípio do desempenho. Prometeu parece Jeová, o deus judaico durante a criação do mundo. Assemelha-se ao Espírito Criador que proíbe Adão, símbolo da humanidade nascente, de comer o fruto da Árvore do Conhecimento (símbolo da intelectualização). A serpente, ou o demônio, que é o intelecto, incita o ser consciente que vive no Éden a revoltar-se contra o Espírito e a comer o fruto proibido. Eva, a serpente e o fruto fazem o papel de Pandora e sua caixa, que traz ingredientes capazes de prejudicar os homens protegidos pelo Criador (Jeová ou Prometeu, conforme a visão judaica ou grega, respectivamente). Agora é o princípio feminino, a sexualidade e o prazer, surgido como maldição, como símbolo da destruição. Tanto no mito de Prometeu como no Espírito Criador da Bíblia, há uma sublevação, uma desobediência e, depois, uma reconciliação do Pai Criador. Quem melhor que um poeta para criar imagens que se relacionam diretamente de alma a alma? O que melhor que uma imagem para renovar a linguagem e embelezá-la? É por isso que vamos encontrar as melhores fontes para a história do mito de Prometeu em obras de dois poetas: o grego Ésquilo e o romano Ovídio. É no estudo do psicólogo Paul Diel, no entanto, que vamos encontrar o mito de Prometeu recontando a história específica do trabalho da consciência. Unidos ao mito de Prometeu estão o de Pandora (exaltação imaginativa) e o de Epimeteu (o que pensa depois, ou

REPRODUÇÃO

TRECHO GOETHE, “PROMETEU” “Aqui estou. Homens, faço segundo a minha imagem, homens que serão logo iguais a mim. Divertem-se e padecem, gozam e choram, mas não se renderão aos poderosos como também eu nunca me rendi”

Ao roubar o fogo de Zeus e entregá-lo aos mortais, Prometeu foi punido para sempre

melhor, a ideia que surge depois do ato) e o centauro Quiron. Com Pandora, mulher presenteada aos homens com o intuito de perdê-los, introduz-se o, mito da caixa — símbolo do subconsciente, onde se concentram todas as espécies de perversões. Prometeu significa o “previdente”, o que vê antecipadamente. É considerado o benfeitor da humanidade. Engana Zeus em favor dos homens. Este deus, encolerizado, retira o fogo (a inteligência) dos homens. Contudo, Prometeu rouba uma centelha

do fogo celeste e leva-a à terra, reanimando os homens. Por isso, ele representa a síntese da luta eterna entre homem e divindade. Isto é, entre o homem e o poder. Seu aspecto é dominante. Dentro do conceito de Jung, Prometeu é um mito em animus. Sua vontade de poder agir torna o seu ideal de animus absoluto. Segundo Paul Diel, não é pelo fogo, símbolo da subintelectualização banal e exaltada, que Prometeu é castigado por Zeus, ciumento, mas sim porque prevê consequências nefastas.

É uma atitude semelhante à do Deus-Criador dos hebreus, proibindo os primeiros homens de colher o fruto da árvore do conhecimento. O primeiro conhecimento que se tem do fogo é uma proibição social. Mas, também, o fogo representa o intelecto, pois sua posse é uma etapa importante da intelectualização progressiva. A luz representa a espiritualização e o calor, a sublimação. O fogo é um elemento sociabilizador, pois em volta dele se reuniram (e ainda se reúnem) os homens para estabelecer comunicações. Também, é purificador, pois é usado nos sacrifícios para purificar a oferta. E o fogo, levado por Prometeu aos mortais, tem uma significação positiva de purificação. Ele faz cumprir o sacrifício sublime de reconciliação, o qual se assemelha à morte de Cristo na Cruz (reconciliação de Deus com os filhos de Adão). A imagem que o mito de Prometeu nos proporciona do fogo é de utilidade, de trabalho. Assim, fogo ou luz, trabalho ou inteligência, são os polos entre os quais se desenvolve o mito de Prometeu. Isto é, aquele que procurou satisfazer o objeto do desejo humano: o fogo, exclusividade dos deuses. Prometeu, com a sua desobediência, traz o progresso para a humanidade; portanto, sua transgressão é continuativa, transporta o fogo do céu para a terra, beneficiando os homens. É castigado por sua desobediência, pelo roubo do fogo e do trigo. É martirizado por um pássaro, elemento alado, leve, celeste, das alturas — a lucidez penetrante, atributo de Zeus.


Caderno Pensar maio 2013 maio