Issuu on Google+

Correio da Manha Nasceu em 1979 o mais bem sucedido projecto de jornal diário português do fim do século. Procurando despir a informação das cargas ideológicas impostas na época, o “Correio da Manhã” agarrou uma maneira diferente de noticiar o dia a dia, com grande abertura de espírito e sem preconceitos sociais nem políticos. Fazendo uma cobertura intensa dos acontecimentos e usando uma linguagem acessível, sempre a buscar equilíbrio entre imagem e texto, tornou-se a leitura nacional mais procurada por todos os que gostam de andar bem informados. Nos nossos dias, apresentamos um jornal independente e exigente. Livre e responsável. Sempre ao lado do cidadão. A nossa missão é noticiar. Investigar. Escrutinar. Criticar ou elogiar os factos que contam e condicionam a vida colectiva. Procuraremos servir cada vez melhor os nossos mais de um milhão de leitores diários. No ano de crise de 2009, foi o único diário que subiu as vendas em Portugal. Corresponde a uma quota de quase 40% no mercado dos diários de difusão nacional. O êxito do “Correio da Manhã” conta com vários factores. Um deles é o desafio continuado de crescimento, que se faz com o alargar da presença e da influência. Em www.cm jornal.pt. a actualização da informação e novas funcionalidades promovendo uma relação cada vez mais próxima do leitor. O Diario Generalista mais lido em Portugal 1.033.000 Leitores em Média por Edição 12,4% do Universo ( Individuos com 15 e mais anos residentes em Portugal Continental)

Wiki: Periocidade – Diário Preço: €1.10 Fundação: 1979 (33 anos) Fundador: Vitor Direito

119.380

exemplares Vendidos, em média por edição

123.079

exemplares Circulados, em média por edição


Proprietario: Cofina Director: Octavio Ribieiro Secções: 3cadernos O Correio da Manhã é um jornal diário matutino português pertencente ao grupo Cofina e [1] fundado por Vítor Direito. Iniciou a sua publicação em19 de Março de 1979. O facto de ser publicado também ao domingo, o que os outros jornais não faziam, contribuíu [1] para a implantação do novo título. A partir de 22 de Novembro de 1981 começam a publicar uma revista de carácter generalista, o [1] Correio de Domingo, com 32 páginas a cores. Em Novembro de 1991, Agostinho Azevedo, até então chefe de Redacção, é nomeado [1] director, passando Vítor Direito a ocupar o cargo de Presidente Director-Geral. Em 15/11/2000, a holding Cofina compra a Presslivre, a empresa proprietária do título Correio da Manhã. João Marcelino, anterior director do jornal desportivo Record, do mesmo grupo, é nomeado director do Correio da Manhã em 14 de Dezembro de 2002. O Correio da Manhã é dirigido por Octávio Ribeiro desde 24 de Fevereiro de 2007. É actualmente o jornal com maior tiragem e o mais lido em Portugal.

[2]

Contém três revistas distribuidas gratuitamente, à Sexta-Feira, ao Sábado e ao Domingo respectivamente, a Correio TV, a Vidas e o Correio de Domingo. A partir do dia 1 de Junho de 2009, o jornal começou a adotar as novas normas ortográficas na [3] secção de opinião da autoria do escritor Francisco José Viegas. É o jornal que mais vende em Portugal, com mais de 40% da quota de mercado dos diários. [4]

O jornal vai lançar em março de 2013 um canal generalista em parceria com o Meo .


ANTENA 1 Antena 1 é uma estação de rádio portuguesa da rede RTP - Rádio e Televisão de Portugal. Sua programação é baseada em conteúdos generalistas e programas de autor, com forte incidência na informação, desporto e música. Como estação de serviço público, aposta fortemente na música portuguesa, quer na lista de difusão (playlist), quer em programas de autor mais específicos (Alma Lusa, Vozes da Lusofonia). Tem uma rede de emissores em FM, Onda Média e DAB, cobrindo a praticamente 100% o território português. Foi criada originalmente em 1934 com o nome de Emissora Nacional.

Especifidaqdes: Frequencia: 87.7 – 106.7MHz Canal: FM/Internet Slogan: Antena 1 : Liga Portugal Fundação: 4 de Agosto de 1935 (77anos) Peertence: RTP/ RDP Genero: generlista ANTENA 1 VIDA e ANTENA 1 FADO

Antena 2 é uma estação de rádio da rede Rádio e Televisão de Portugal. A sua programação é baseada em música clássica e programas culturais. Em novembro de 2011 lançou uma rádio online dedicada exclusivamente à ópera, a "Antena 2 [1] Ópera" A Antena 2 é uma emissora de carácter cultural que difunde, essencialmente, música erudita. Emite em frequência modulada cobrindo o continente e as ilhas da Madeira e Açores e em DAB, a partir de 2000 mas não em todo o país; A referência mais antiga que encontrámos da Antena 2 remonta ao ano de 1948. Segundo o maestro José Atalaya, no seu livro “Labirintos da Música”, foi o Eng. Manuel Bívar, então director técnico da Emissora Nacional, que prometeu uma antena só para os clássicos, artes, ciência e cultura, tal como acontecia com o 3º Programa da BBC de Londres. Nos anos 40, a Emissora Nacional transmitia em directo a Temporada de ópera do Teatro de S. Carlos e outros concertos importantes Pode pois considerar-se o dia 2 de Maio de 1948 como a data da primeira emissão da ex-A2. As emissões estabilizaram nesse ano de 1949 com o desdobramento das 21:15 às 24:00 e a partir de 11 de Outubro de 1949 passa a denominar-se Programa A e Programa B. Em Abril de 1954 o Programa B passa a ser transmitido das 19:00 às 24:00. Foi nos anos 60 que o agora Programa 2 atingiu o seu mais alto nível no que toca à divulgação da música dita erudita, ou seja, que se aproximou mais do modelo da Rádio 3 da BBC


Nos últimos anos tem sido entendimento dos seus mentores que música étnica, jazz, blues, new age, música electrónica e ambiental, música de variedades, fados etc também devem caber na sua programação, o que tem levado muitos ouvintes a acusar a actual Antena 2 de superficialidade e, por isso, de não cumprir o modelo para o qual foi criada _ a divulgação da música erudita. Actualmente pode – se ouvir a Antena 2 através da TV Cabo, sendo a emissão paga, o que tem sido objecto de controvérsia, e pela Internet com as vantagens de escuta diferida de alguns programas.

Antena 3 é uma estação de rádio da rede RTP - Rádio e Televisão de Portugal. Sua programação é baseada em música alternativa e na divulgação de novos grupos musicais portugueses. A Antena 3 é a rádio jovem do grupo RDP (que inclui ainda a Antena 1, a Antena 2, a RDP África e a RDP Internacional). É emitida para toda Portugal. Fundada em 26 de Abril de 1994, a Antena 3 destaca-se por promover a nova música portuguesa (ao longo dos anos descobriu algumas das mais importantes bandas nacionais) e tem como slogan o lema A primeira vez é sempre na 3. Nos últimos anos, a Antena 3 teve como directores Jorge Alexandre Lopes, Luís Montez e, actualmente, José Mariño Às quintas-feiras, a Antena 3 só passava música portuguesa (sobretudo bandas novas) - e por isso, era dia de "Quinta dos Portugueses". Além disso, a Antena 3 também promoveu a "Quinta dos Portugueses ao vivo": um tipo de mini-festival de música portuguesa, que acontecia todos os meses, a uma quinta-feira, sempre em cidades diferentes e que juntava em palco algumas bandas novas e outras mais conhecidas. A "Quinta dos Portugueses" foi também o nome do palco da música portuguesa nalguns festivais (SBSR, Sudoeste, etc.), com bandas escolhidas pela Antena 3. Destacou-se ainda a promoção a filmes e a cobertura cuidada de festivais de cinema como Veneza, Cannes, Doc Lisboa, Indie Lisboa, etc.,.

País de emissão

Portugal

Frequência(s)

92.3 – 107.9 MHz (Portugal Continental)

Canal

FM

Sede

Lisboa

Slogan

"A primeira vez é sempre na 3."

"A rádio da nova música portuguesa."

Fundação

26 de Abril de 1994

Pertencente a

RTP/RDP

Idioma

Português

Género

Música contemporânea, debates

Faixa etária

15-40

Cobertura

Nacional


Sítio oficial

antena3.pt

A RDP Madeira iniciou as suas emissões no Funchal, em 1967. Com o alargamento da sua cobertura para um total de 4 emissores de Onda Média, 36 de FM e 6 de rádio digital (DAB), abrange toda a região da Madeira. A RDP Madeira dispõe de 3 canais de programas diferenciados, dois dos quais totalizam 36 horas diárias de produção própria. A Antena 1 Madeira em Onda Média e FM, apresenta uma programação generalista, caracterizada pelo perfil de serviço público. A Informação, a cultura, as questões sociais, a música portuguesa e o desporto constituem as suas apostas fundamentais. A Antena 3 Madeira com uma emissão musical vocacionada para a juventude, com diversas temáticas no âmbito da música, cinema, Internet, desporto e tempos livres. Destaque para os concursos “Antena 3 Dance e Antena 3 Rock”, que têm por objectivo o lançamento e promoção de novos músicos, da música Pop/Rock e dança. A Antena 2 é transmitida directamente de Lisboa, contribuindo a RDP-Madeira com com gravações de concertos e recitais realizados no Funchal.

A RDP Internacional (RDPI), também conhecida por Rádio Portugal, é uma estação de rádio portuguesa da rede RTP - Rádio e Televisão de Portugal, disponível em todo o mundo. É um elo de ligação entre Portugal, as comunidades portuguesas, luso-descendentes e lusófonas em geral, espalhadas por todo o mundo. A programação da RDPI baseia-se em conteúdos destinados aos lusófonos residentes fora de Portugal, em particular as comunidades de emigrantes portugueses; existe uma aposta considerável na informação, mas também no desporto (transmissão dos principais jogos de futebol de equipas portuguesas), além de programas dedicados ao fado, à língua e à cultura portuguesa. As emissões da RDPI em onda curta são irradiadas a partir do CEOC - Centro Emissor de Onda Curta da RDP, também conhecido por São Gabriel, próximo de Pegões. Estas emissões, transmitidas em seis azimutes, servem a Europa Central, África, África Ocidental e Brasil, América do Norte, Médio Oriente e Índia, além da Venezuela. A RDPI também utiliza o centro emissor da Deutsche Welle em Sines, o que reforça a recepção da rádio na Europa Central.

A RDP-África é uma estação de rádio portuguesa da rede RTP – Rádio e Televisão de Portugal –, com uma programação baseada na música, na informação, na cultura e no desporto. Foi criada em 1994 como Canal África, como parte integrante da RDP Internacional, evoluindo depois, em 1996, para uma estação autónoma, ainda que emitisse apenas só algumas horas por dia. Só que a entrada de pessoas oriundas dos Palop que vieram dar uma mais valia, porque conhece os países de onde vieram, enquanto que nas outras rádios não há. E marcam a diferença os programas do "Inter-actividades" e do "Estação dos novos" e da "Linha africana" que recebem muitos telefonemas dos ouvintes e que são da autoria de Adriano Matalane e Carlos Pedro e Maria Celina respectivamente, que foram descobertos pelo David


Borges que já não está porque entretanto se reformou mas formou e concebeu o projecto que é uma referência da rádio africana em Portugal. A música é maioritariamente africana, sobretudo dos PALOP, das kizombas ao kuduro, da morna ao funaná, e portuguesa, ligeira e popular, embora também esteja aberta a toda a música de expressão portuguesa e outros ritmos, como os afro-americanos e latinoamericanos. No plano da informação, esta funciona em dois sentidos, trazendo para Portugal uma ampla informação sobre a realidade africana e levando para África informação portuguesa, do mundo, da comunidade africana residente em Portugal, e população portuguesa em África. Emite em FM, 24 horas por dia, para Lisboa, Coimbra, Faro e Cabo Verde, GuinéBissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, podendo ainda ser captada por satélite em Angola e noutros pontos de África. A emissão da RDP-África está também disponível na Internet. Entre os programas com maior audiência estão o "Música Sem Espinhas" de Nuno Sardinha, "A Hora das Cigarras" de José Eduardo Agualusa e "Metrópolis" de Rogério Silva Gomes.


Sociologia