Issuu on Google+


Gosto de ir ver o mar, molhar as mĂŁos no mar e meter o nariz debaixo de ĂĄgua.


Os mares s達o diferentes uns dos outros.


No sítio onde eu moro, um pouco mais à frente, quando acabam as ruas e as casa, começa uma mata que gosto muito de visitar.


Existem ainda flores, ervas e plantas mais pequenas.


Falta ainda falar dos animais pequenos: aranhas, abelhas, lagartixas, formigas, bichos-de-conta, besouros‌Tantos!


Em vez de virem a pé, entraram com o carro pela mata dentro, a deitar fumo para o ar e com o rádio a fazer punca-punca-punca, punca-punca-punca, punca-puncapunca …


O pai, de barriga a rebentar, sentou-se encostado a um tronco e pôs-se a fumar. E o que Ê que havia de acontecer? Deixou-se adormecer, o cigarro aceso caiu e ‌


De repente, no meio de latas, lixos e sucatas, mais pacotes de batatas, embalagens de papel e papelão, começaram a surgir mais de mil chamas no chão.


O fumo encheu tudo num instante e, no meio da fumarada, os pรกssaros Bisnaus acordaram a tossir e, sem pensarem em mais nada, puseram-se logo a fugir.


Um passarinho pequeno, quando viu que a รกrvore onde costumava fazer o seu ninho estava a arder, foi a correr, quer dizer, foi a voar, chamar os bombeiros.


Mas a Natureza Ê muito forte e, quando chegou a Primavera seguinte, as årvores voltaram a dar folhas. Por isso‌


Por isso, a correr e a saltar, rapidamente voltaram passarinhos, passarþes, toutinegras e perdizes‌


As aves voltaram a fazer ninho nos seus ramos. Os bichos e bichinhos, os que vivem nos troncos das árvores ou debaixo do chão, voltaram também e tudo ficou perfeito…


As nossas fotografias‌


FIM

EB 1 Macieira 3ยบ ano, Prof. Alberta 3ยบ/4ยบ ano, Prof. Fernanda 4ยบ ano, Prof. Alice


Apresentação Macieira