Page 1

Juremir Versetti

TAQUARI SOBE

E AS SU STA A RE GIÃ O

MUÇUM

Articulação para Marcolim presidir a Câmara em 2014

PÁGINA 15

ENCANTADO

Moradores do Bairro Lambari fazem pedidos aos vereadores

PÁGINA 7

IBGE

População de Encantado chega a 21.609 habitantes

PÁGINA 11

Páginas 5, 8, 9 e 15

ESPECIAIS

O amor que cruzou o Brasil - PÁGINA 17 Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla - PÁGINAS 12 e 13


COLUNA

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

5

milton@rdencantado.com.br

Sucesso

Enchente

O Rio Taquari mais uma vez subiu e deixou cerca de 80 famílias desabrigadas em Encantado e cerca de duas mil pessoas fora de casa no Vale. Acompanhe as medidas no Porto 11, junto à régua localizada no bairro Navegantes (foto), conforme anotações do Grupo Encantado de Comunicação. Agradecemos a comunidade do bairro, e em especial ao Ademir Agnoletto, que sempre foram prestativos com nossos veículos de comunicação. DATA 24.08.13 25.08.13

HORA metragem 17:00 6,20 18:00 7,10 19:00 8,00 20:00 8,90 21:00 9,40 22:00 10,10 23:00 10,75 24:00 11,35 1:00 12,00 2:00 12,50 3:00 13,10 4:00 13,70 5:00 14,30 6:00 14,60 7:00 14,80 8:00 15,00 9:00 15,20 10:00 15,30 11:00 15,36 12:00 15,36 13:00 15,28 14:00 15,20 15:00 15,05 16:00 15,00 17:00 14,90 18:00 14,80 19:00 14,60 20:00 14,40 21:00 14,25 22:00 14,10

Resolução

Esteve reunido ontem, o Conselho da Empresa Gaúcha de Rodovias, e pelo que esta coluna apurou, com detalhes que faltam ser confirmados, na pauta estavam questões de interesse do polo de pedágio de Encantado, como a isenção de moradores da comunidade de Palmas e também o cartão múltipla passagem. Ao que parece, foi aprovada, e nos próximos dias deverão estar sendo divulgadas mais informações. Agora depende da confecção de uma resolução, que irá determinar todas as normas para a implantação por parte da EGR do cartão múltipla passagem.

Cemitério

Na coluna da semana passada, esta relatou e apresentou fotos de uma sepultura na comunidade de São Brás, no município de Encantado. Recebemos a ligação de um familiar que nos informou que os ossos das fotos na realidade não são de pessoas, ou de membros de sua família que ali estavam enterrados, e que estes foram colocados em outros locais, e não são das pessoas que lá estavam enterradas. E ainda nos informou que haviam fechado a sepultura com tábuas e estas foram retiradas. Também desconhecem que tipos de ossos são aqueles que lá se encontram, devem ser de algum animal, e que alguma pessoa com a intenção de prejudicar membros da família possa tê-los colocados lá. O colunista entende ser necessário o fechamento da sepultura, justamente para não haver mais dúvida, já que conforme as fotos mostram, para quem chega ao cemitério, a interpretação pode ser outra. Juremir Versetti

Uma das plataformas utilizadas pelo Grupo Encantado de Comunicação, na cobertura das inundações do Rio Taquari, no Vale que leva o mesmo nome do curso de água que vem desde a serra gaúcha em direção às cidades de nossa região, foi o Facebook, com um sucesso muito grande de aceitação, e alguns números nos orgulham, com “post” que atingiram cinco, seis, sete, onze mil visualizações. Agradecemos em nome da equipe, todas manifestações e o carinho recebido em todas as plataformas A história abaixo foi a que bateu o recorde, com 39.712 visualizações até a tarde de ontem, leitura vale à pena.

NO CEMITÉRIO DURANTE A ENCHENTE, HISTÓRIA REAL

A narrativa a seguir é real, e ocorreu na noite do ultimo sábado, no cemitério de Muçum, o município é banhado pelo Rio Taquari que corria o risco de ser atingido pelas enchentes nas horas seguintes ao fato. Repórter de uma rádio da região, nosso amigo que atende pelo apelido de uma gostosa comida, que é muito admirada pelos descendentes de italianos, principalmente com uma boa codorna, ou até uma galinha ao molho. Ao ser solicitado pela mãe para que fosse até o cemitério no meio da noite, para levantar os santos e vasos da capela onde o pai foi enterrado, isso entre a noite e o inicio da madrugada, o corajoso repórter olhou em volta e espantado, perguntou “quem eu”, e a mãe respondeu, tem mais alguém aqui, sim você. O que restou ao nosso corajoso ir cumprir, afinal tarefa de mãe não se discute, no caminho lembrou, tinha um velório no local, iria lá pedir para alguém ir junto, e para lá se mandou mais tranqüilo. Chegou à capela e lá só estava o morto, sem uma alma viva no local, olhou em volta na procura de uma pessoa para lhe ajudar, não encontrando, restava ir ao local e cumprir o pedido da mãe, no meio do caminho se deu conta que o local onde o pai esta enterrado, fica onde não esta iluminado. Chegou à capela do pai, e com certa afobação e pressa, foi levantando vasos, e santos, ao levantar o penúltimo santo, o deixou na beirada da bancada sem ver, e quando a missão se completava, o anterior caiu, e como era escuro, o repórter não sabia o que tinha acontecido. Rapidamente passou a chave na porta, e, virou em perna, saiu correndo do cemitério apavorado, e numa velocidade de dar inveja a qualquer Fórmula um. O que não se sabe, e todos ficaram com vergonha de pedir, se o glorioso repórter sentiu algo quente correr pelas pernas, como estava frio e úmido na noite, e o mesmo não reclamou disso, suspeita-se que sim. Esse é corajoso.


6

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

COLUNA DO POSTAL As estradas e os pedágios Por diversas oportunidades estive na tribuna alertando sobre a situação das estradas estaduais, em especial em razão das alterações de administração, iniciadas em abril. De lá para cá, polos mantidos pela iniciativa privada passaram ao controle do Estado, via EGR, Empresa Gaúcha de Rodovias. O tema pedágios é debatido desde a sua implantação, há 15 anos. Independente da discussão sobre tarifas e outras situações, a realidade mostra a necessidade de conservação da malha. Muito me preocupa o quadro que se apresenta, com a imprensa e as manifestações populares mostrando que as rodovias, em especial as que estavam sob cuidados das permissionárias, começam a apresentar elevado grau de deterioração. Ressalto, principalmente, a situação das ERS 129 e 130, rodovias que percorro com frequência. Crescem as manifestações da comunidade de Encantado, e região, de contrariedade em relação ao trecho. Quando da visita que fez à cidade, em 14 de março, para debater o novo modelo de pedágios, o governador Tarso anunciou que, junto com a redução das tarifas, aconteceriam melhorias gradativas nas rodovias. O governador falou, ainda, em parceria com as comunidades, em uma ação de ‘cogestão e corresponsabilidade com a sociedade civil’. (sic) Disse que a população teria controle direto sobre o arrecadado e que os serviços de manutenção básica, como capina, seriam realizados pela EGR com valores 30% menores em termos de mercado. Tudo isso foi registrado pela imprensa local. Num primeiro momento, a socieda"Com a falta de de classificou como guinchos, ambulânpositiva a redução das cias, retroescavadeitarifas de pedágio. Das ras e outros maquiseis praças da região, três foram desativadas nários para garantir e três foram assumidas o atendimento aos mopela EGR. Os pedágios toristas e a trafegabigaúchos recolheram lidade nas rodovias, a em 2010, R$ 424 milhões dos quais R$ empresa criada pelo 103 milhões oriundos governo do Estado apenas das cobranças mostra deficiência na do polo de Lajeado, sua operacionalidade" correspondendo a 25% do total. De outra parte, pontos importantes deixaram de ser atendidos. Com a falta de guinchos, ambulâncias, retroescavadeiras e outros maquinários para garantir o atendimento aos motoristas e a trafegabilidade nas rodovias, a empresa criada pelo governo do Estado mostra deficiência na sua operacionalidade. Reitero: eu já havia alertado sobre isso da tribuna da Assembleia, lembrando que seria mais prudente o fortalecimento do Daer. A indignação fez com que a população já realizasse dois grandes protestos, inclusive com a paralisação total nas duas ERS. As principais reivindicações são a isenção das placas de Encantado, que utilizam o pedágio, e melhorias em dois trevos, o de Santa Clara e do Peteba, devido ao elevado número de acidentes, inclusive com vítimas fatais. Estes pleitos foram encaminhados ao Daer e à empresa Sulvias, em várias audiências. Resultado: um jogo de empurra sem resultados. Agora, com a EGR ficou, definitivamente, sem respostas. Pior. A comunidade ficou sem as bonificações que atingiam àqueles que passavam mais de uma vez pelo trecho à época da Sulvias. Prefeitos reclamam que precisam ceder veículos, em especial ambulâncias, para auxiliar em ações de responsabilidade da EGR. Além disso, havia a contrapartida financeira, gerada pela arrecadação de ISS (Imposto Sobre Serviços). Agora, as prefeituras ficaram sem nada, uma vez que a EGR aguarda parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e Seinfra (Secretaria da Infraestutura e Logística) sobre sua autonomia nesta situação. Além de Encantado, a EGR é responsável pelas praças de Coxilha, Campo Bom, Portão, Flores da Cunha, Boa Vista do Sul, Cruzeiro do Sul, Venâncio Aires e Candelária, totalizando cerca de 600 quilômetros de estradas. A previsão, diante da morosidade do Estado, indica que outras mobilizações se seguirão. Até quando as autoridades seguirão fazendo de conta que o problema não existe?

ACI-E reúne associados e comunidade para comemorar 74 anos Jantar festivo acontece na segunda-feira (2) no Clube Comercial

Encantado - A Associação Comercial e Industrial de Encantado (Aci-E) comemora na segunda-feira (2), 74 anos de fundação. Um jantar empresarial festivo marcará a data, reunindo diretores, associados, lideranças regionais, imprensa e representantes da indústria, comércio e serviços da comunidade. O evento será realizado no Clube Comercial de Encantado e contará com o presidente da Associação da Classe Média – Aclame, o encantadense Fernando Bertuol. Ele falará sobre tributos e manifestações populares, provocando o debate questionando “até quando?” A vice-presidente da Federasul, Simone Leite, também estará presente, contribuindo com o debate. A recepção ocorre às 19h, seguida da palestra. O jantar está previsto para as 21h. A participação é por adesão, com valor diferenciado para associados. O presidente da entidade, Júlio Cesar Farias Medeiros, diz não ter dúvida de que esta será uma grande oportunidade de a Aci-E, juntamente com a comunidade de Encantado e região, fazer uma análise do atual momento por que passa nosso país, cuja população parece ter finalmente acordado para a defesa de seus direitos, constantemente ignorados pelos governos que se sucedem. Segundo ele, a presença da Federasul também proporcionará a ampliação ainda mais deste debate. “Por isto, contamos com a presença de todos”, finalizou.

Encantadense Fernando Bertuol será um dos palestrantes

Mário Quintana promove palestra sobre Holocausto Henrique Pedersini

Encantado - Na noite de ontem (29), o Colégio Cenecista Mário Quintana realizou palestra sobre Holocausto, nome dado ao genocídio dos Judeus durante a Segunda Guerra Mundial por parte dos Nazistas. O evento ocorreu no Auditório Itália da Prefeitura de Encantado. Um grupo formado por alunos e professores de um colégio da capital do estado detalharam os acontecimentos do período. Foram duas apresentações, a primeira para alunos e professores e a segunda focada aos pais e demais pessoas interessadas. A palestra faz parte das aulas curriculares no Colégio Mário Quintana. Um sobrevivente do Holocausto era esperado para relatar a experiência, mas não pode comparecer.


CÂMARA DE VEREADORES

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

7

Bairro Lambari encaminha pedidos aos vereadores Construção de um pavilhão comunitário, asfalto em toda a via da Estrada dos Imigrantes e tratamento de esgoto no Arroio Lambari integra m a lista de reivindicações dos moradores

Diogo Daroit Fedrizzi

Encantado – Nem a noite gelada da segunda-feira (26) esfriou os ânimos dos vereadores durante a sessão externa da Câmara que aconteceu no Bairro Lambari. O encontro faz parte do projeto Câmara Cidadã, com o objetivo de aproximar o trabalho do Legislativo das comunidades. Empolgados com a presença dos moradores da localidade, os parlamentares aproveitaram para trocar acusações e comparar governos durante as manifestações livres. Tudo começou depois que foi permitida a participação de uma representante do Lambari para falar em nome dos moradores. Bernardete Rissi apresentou oito reivindicações e pediu apoio dos vereadores na conquista dos pleitos. Na lista de pedidos estão a construção de um novo pavilhão, a abertura do posto de saúde, alterações na obra de asfaltamento da Estrada dos Imigrantes,

tratamento de esgoto no Arroio Lambari , assistência aos agricultores, elaboração de um plano de educação que incentive o empreendedorismo nos jovens, negociação com outras instituições para ocuparem o lugar da Univates e apoio à Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS). Bernardete ressaltou que os moradores não concordam com a forma com que o asfalto está sendo colocado na Estrada dos Imigrantes. “Entendemos que do jeito que está, não é certo. Não concordamos com os argumentos que foram dados para terem feito o capeamento só no meio da rua. Queremos tratamento igual as vias de outros bairros, como o Planalto e o Porto XV”, disse. Ela também pediu atenção especial para o Arroio Lambari. “Há despejo de muito lixo no arroio. Hoje é um esgoto a céu aberto. Precisamos de tratamento de esgoto e campanhas de preservação das águas”, salientou.

Diogo Daroit Fedrizzi

Bernardete teve oportunidade de se manifestar durante a sessão

“Há despejo de muito lixo no arroio. Hoje é um esgoto a céu aberto", Bernardete Rissi, moradora do Bairro Lambari

Reivindicações do Bairro pautam as manifestações

O discurso de Bernardete instigou o líder da oposição, Cláudio Roberto da Silva (PMDB), primeiro a falar. Ele criticou os recentes apelos do governo solicitando apoio dos vereadores junto aos deputados em busca de verbas. “Ninguém pediu a minha opinião para comprar cinco carros novos, para contratar 22 CCs, para pagar horas extras criminosas e acomodar companheiro”, disse. Segundo ele, R$ 250 mil que poderiam ser empregados na construção de um pavilhão para o Bairro Lambari, por exemplo, foram gastos com a compra dos automóveis. Cláudio também atacou o secretário de Obras, Odocir Bagatini. “Eu tinha ele de boa, agora fiquei sabendo que, além de ter problema com metros cúbicos de concreto, ele deu para perseguir politicamente dentro da garagem da Prefeitura um eletricista que está há dois anos lá, recebendo e não está trabalhando. Traz um de Capitão para trabalhar e não ocupam o nosso”, acusou. Coadjuvantes Outro discurso forte partiu de Valdecir Gonzatti (PMDB). Ele afirmou que os vereadores que integram a bancada de oposição são figuras decorativas. Como exemplo, apontou mais de 150 pedidos de providência e mais de 50 indicações que não foram atendidos pelo Executivo. “Somos coadjuvantes. Os vereadores de oposição são limitados, quem pode resolver são os colegas

de situação, que tem sintonia com o Executivo”, comentou. Gonzatti aproveitou para dar o exemplo da prefeitura de Porto Alegre que recentemente anunciou redução no quadro de servidores em Cargo de Confiança. “Aqui acontece o contrário, estão admitindo CCs e criando mais cargos. Tentamos ajudar, mas não temos força porque somos a minoria”, concluiu.

“Não se trate como coitadinho” Os comentários de Gonzatti irritaram o presidente Jonas Calvi (PTB). “Não vou admitir que o senhor se trate como coadjuvante. O senhor integra uma bancada de cinco vereadores. Imagina eu, no ano passado, que estava sozinho. Não se trate como coitadinho. Não admito que o senhor venha com essa transferência de responsabilidade. A tua responsabilidade é igual a minha”, respondeu. “Se o senhor não tem mais nada a fazer, devolve o salário de vereador”. Waldir Grooders (PTB) lamentou o tom das manifestações proposto pela oposição. Segundo ele, os moradores do Bairro Lambari não estavam interessados em assistir a brigas. “Independente de termos vários partidos, a população olha a nós todos como seus representantes, a fim de fazermos alguma coisa boa para Encantado. Todos estamos no mesmo barco, estamos representando a Admi-

nistração Municipal”. Grooders revelou que ingressou na política com o pensamento de ajudar mais as pessoas. “Mas não é bem assim que funciona. Todos querem que o prefeito ajude, todos os bairros. E isso está sendo feito, mas dentro das possibilidades”.

Comparações A frase de Nédio Lasta (PP), de que lembrar o passado de Encantado é pesadelo, atiçou Adroaldo Conzatti (PSDB). Para o tucano, que já foi prefeito do município, o passado traz coisas boas. Ele citou, por exemplo, o trabalho de colocação do calçamento na Estrada dos Imigrantes. Além disso, Conzatti criticou o governo por não concluir o asfaltamento na Rua Severino Augusto Pretto até a entrada da Júlio de Castilhos e na Estrada dos Imigrantes. “Um orçamento de R$ 50 milhões e o município não consegue finalizar o trabalho? É preciso levar as coisas mais a sério. Tem que concluir o asfalto, tem que colocar dinheiro do próprio caixa”, apontou. Luciano Moresco (PT) alertou que muitas manifestações são para dar espetáculo e que partem de partidos que já estiveram no poder. “Recebi a informação que antigamente veio uma emenda de R$ 30 mil para ampliar o pavilhão do Bairro Lambari, mas quem comandava o Executivo na época decidiu aplicar o recurso em outro

lugar”, revelou. O petista destacou ainda a realização de debates com as comunidades para levantar as prioridades visando à elaboração do orçamento de 2015, seguindo modelo implantado pelo PT no Estado e no país.

Denúncias Celso Cauduro (PMDB) ressaltou que já apresentou ao Ministério Público denúncias sobre supostas irregularidades com gastos do dinheiro público. “Isso não é ranço político. Quando um vereador aponta alguma coisa, está fazendo o papel dele. Se não tem nada de errado, não precisa se estressar”, comentou.

“Os gansos começaram a gritar” Para Marcelo Deves (PT), a manifestação dele feita na sessão passada sobre a necessidade de parar com o ranço político em Encantado mexeu com os colegas. “Alertei os gansos, começaram a gritar. Nenhum se responsabilizou para ajudar a comunidade, a buscar recursos, a pensar em progredir. Estão fugindo da responsabilidade”. Segundo ele, a administração tem o objetivo de atender o maior número possível de reivindicações da comunidade. O presidente Jonas Calvi (PTB) admitiu que preferia que a colocação do asfalto na Estrada dos Imigrantes abrangesse toda a rua.

Ele lembrou que a verba destinada para a realização da obra foi encaminhada por um deputado do PTB. “Infelizmente, nessa primeira etapa, não foi suficiente. Agora vamos batalhar para conseguir mais recursos para esta obra”, salientou. Jonas lamentou o discurso de vereadores comparando o passado com o presente. “No passado, quando foram construídos inúmeros loteamentos, não foi colocado esgoto, luz, calçamento. Só foi autorizado construir o calçamento. Hoje estamos pagando todos os compromissos que não foram feitos lá atrás”, exemplificou. Indicações Gustavo Scatola (PMDB) apresentou uma indicação sugerindo a construção de calçada e ciclovia em toda a extensão do Arroio Lambari, desde o Parque João Batista Marquese. Ele também pediu ao Executivo uma cópia do processo de licitação da obra de asfaltamento da Estrada dos Imigrantes. Nédio Lasta (PP) apresentou três indicações, entre elas, a colocação de placas de sinalização de trânsito no Bairro Jardim da Fonte.

Outras sessões externas A próxima reunião do Projeto Câmara Cidadã será realizada em setembro, durante a Semana Farroupilha. Em seguida, o local escolhido deverá ser o Bairro Jacarezinho.


Fotos: Juremir Versetti

8

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

GERAL

Taquari sobe e 62 famílias são removidas das áreas de risco

Imagem do Rio Taquari na Barra do Jacaré, em Encantado O alagamento provocado pelo Rio Taquari, entre a madrugada de sábado e as primeiras horas do domingo (25), fez com que a Defesa Civil removesse, por prevenção, 62 famílias localizadas em áreas de risco. Destas, 27 ficaram alojadas no Parque Municipal João Batista Marchese, 11 no salão comunitário Nossa Senhora Aparecida, cinco no Posto de Saúde do Navegantes, quatro no salão comunitário do Bairro Vila Moça e 12 famílias do Bairro Lago Azul foram para casas de familiares. Cerca de 15 a 20 famílias também saíram de suas casas, mas sem o auxílio da Defesa Civil. As famílias desalojadas receberam acompanhamento e donativos da equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social. Além da frota de caminhões da Secretaria Municipal de Obras de Encantado, também auxiliaram na remoção das famílias veículos dos municípios de Anta Gorda, Doutor Ricardo, Relvado,

Coqueiro Baixo, Capitão e Vespasiano Corrêa, além de voluntários. Em Encantado, o Rio Taquari atingiu a marca máxima de 15m35cm por volta das 11h de domingo (25), o que ocasionou inundação nos bairros Vila Moça, Lago Azul, Vila Amazonas, Barra do Jacaré e Santa Clara. As próximas medições já apontavam uma redução média de 20 centímetros por hora. Às 11h30min de segundafeira (26), o Rio Taquari já marcava 12m08cm. O secretário de Administração, Fredi Camargo, agradeceu o apoio das prefeituras da região que cederam veículos para o transporte dos móveis das famílias atingidas. "Fizemos um serviço de prevenção", destacou. Nesta semana, as secretarias de Obras e Agricultura fez o levantamento dos danos materiais em estradas e em tubulações a fim de solicitar recursos da Defesa Civil Nacional e Estadual.

Parque Multiesportivo, na Vila Moça, ficou bastante alagado

Em Encantado, o Rio Taquari atingiu a marca máxima de 15m35cm por volta das 11h de domingo (25).


GERAL

9

Gustavo Pysklevitz

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

Galeria, na Avenida General Osório, no centro de Roca Sales

Roca Sales registra transtornos na cidade e interior Em Roca Sales, conforme informações da Defesa Civil, foram removidas quatro famílias, duas na Rua Reinoldo Zart, localizada na entrada da Linha Júlio de Castilhos, uma na Rua Rio Branco e uma na Emílio Lang. Duas famílias foram alojadas no Centro Social Urbano e duas em casas de parentes. As famílias foram removidas com o auxílio da frota de caminhões e da equipe da Secretaria Municipal de Obras. Após remoção, receberam acompanhamento e donativos da equipe da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social. Em Roca Sales, o Rio Taquari atingiu a marca máxima de 15,36 metros por volta das 11h de domingo, o que ocasionou inundação tanto na zona rural como na urbana. Os locais atingidos foram as estradas das

linhas 21 de Abril, Bento Gonçalves e Marechal Deodoro, e o asfalto da Linha Júlio de Castilhos. Na área urbana, as cheias tiveram maior representatividade nas ruas General Osório, Rio Branco e Emílio Lang, e na galeria localizada entre as empresas JBS e Couros Bom Retiro. Conforme o coordenador da Defesa Civil, Maicon Dentee, a situação foi controlada devido à organização das equipes que trabalharam na evacuação, remoção e assistência prestada à comunidade. “Iniciamos os processos com antecedência. A partir do Plano de Contingência percebemos a importância da precaução e definimos o que cada pessoa faria para controlar a situação. Trabalhamos em equipe em prol da sociedade”, salienta.

Gustavo Pysklevitz

Muçum remove 10 famílias

Região de Linha Júlio de Castilhos

Juremir Versetti

Em Muçum, a Defesa Civil retirou 10 famílias das áreas de risco. O Rio Taquari chegou a 15m90cm. A unidade móvel do Grupo Encantado de Comunicação percorreu a região para verificar os transtornos causados pela elevação do nível do Rio Taquari. O fotógrafo Juremir Versetti acompanhou o trabalho e registrou esta imagem, com vista geral da cidade de Muçum.


10

GERAL

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013 Fotos: Henrique Pedersini

Bastidores Este espaço registra, em imagens, os principais acontecimentos da Rádio Encantado AM.

Trabalho

A nova delegada Regional do Trabalho, Fabiana Canepelle, foi entrevista no Programa Bom Dia Região dos Vales.

Demichei comenta que em cinco décadas nível normal do Arroio baixou um metro

Aposentado monitora Arroio Jacaré há 50 anos Semana da Pátria

Roseli Motin Soares e Lisiania Sandri, da Secretaria de Educação, e Anapaula Gottardi, da Secretaria da Juventude, Desporto e Turismo, falaram sobre as programações da Semana da Pátria.

Desde 1963, Jandir Demichei, 75 anos, desloca-se duas vezes por dia até a régua para medir o nível do Arroio Jacaré, em Linha Jacaré, interior de Encantado. A primeira verificação acontece às 7h e a segunda, às 17h. O relatório do mês é encaminhado para a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais, órgão ligado ao governo federal. Conforme Demichei, que antes de se aposentar trabalhou como moageiro no Moinho Sangalli Busa durante 48 anos, a cada

três meses, técnicos do CRPM vêm a Encantado. "Eles pegam amostras da água para analisar os minerais e verificar os índices de ouro, enxofre, cálcio", explica. O nível normal do Arroio Jacaré fica entre 1m10cm e 1m40cm. A maior elevação aconteceu em 4 de janeiro de 2010, quando chegou a 5m10cm. Demichei conta que em 50 anos, o nível do Arroio baixou um metro. "Antigamente, quando subia, ficava uns 15 dias cheio. Hoje, ele baixa mais rápido", acrescenta.

Medições são feitas às 7h e às 17h

COMUNICADO

Turma da Madrugada

Diariamente, Rosane Colossi e Selcir Gianesella chegam cedo para trabalhar na Rádio Encantado. Os dois são especialistas no preparo do cafezinho e do chimarrão. CURTA A PÁGINA DA RÁDIO ENCANTADO NO FACEBOOK www.facebook.com/RadioEncantadoAM

O Cartório Eleitoral comunica que está realizando a Revisão do Eleitorado no município de Vespasiano Corrêa. É necessário levar documento de identidade com foto e comprovante de domicílio para realizar o procedimento, que é obrigatório. O não comparecimento implicará no cancelamento da inscrição eleitoral. Sem o título, o cidadão não poderá tirar passaporte, CPF, obter empréstimos em determinadas instituições financeiras, participar de concursos públicos, entre outras restrições. Para facilitar o atendimento solicita que os eleitores agendem seu horário junto a Biblioteca Cecília Meireles, ao lado da Prefeitura Municipal através dos telefones 3755 8153 ou 9862 8266. O eleitor que deixar para os últimos dias poderá enfrentar horas na fila, o que pode ser evitado com o prévio agendamento. O atendimento está sendo realizado no Cartório Eleitoral de Encantado e junto a Biblioteca em Vespasiano Corrêa. Encantado, 08 de agosto de 2013. Luciana Ines Gheno Chefe de Cartório


GERAL

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

11

População de Encantado é de 21.609 habitantes, diz IBGE Dados foram apresentados ontem. Brasil tem 201 milhões de habitantes

A nova estimativa populacional de Estados e Municípios foi divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. De acordo com a Resolução 10/2013, do IBGE, o Brasil possui 201.032.714 habitantes. O número de pessoas que vivem em cada um dos Municípios brasileiros também foi apresentado. De acordo com a Resolução, a data de referência desta estimativa é 1º de julho deste ano. O Estado mais habitado em larga vantagem ainda é São Paulo, com 43.663.672 moradores. Roraima é o menor, com apenas 488.072 habitantes. Proj eções O IBGE também estima a população brasileira até o ano de 2060, quando o Brasil será a moradia de 218,173

milhões de pessoas. Todavia, os dados apontam que o crescimento no número de habitantes será cada vez mais tímido até que, a partir de 2043, a população vai diminuir. Antes disso, em 2042, o país baterá o recorde populacional, com 228,350 milhões de pessoas. Uma correção foi feita pelo Instituto: o total de brasileiros divulgado pelo Instituto no ano passado era de 194 milhões, no entanto, a quantidade certa era de 199,242 milhões. Antes, as projeções mostravam que, em 2050, a população seria de 215,287. A nova estimativa é de 226,347 milhões. Além da projeção da população para o país e das unidades da Federação, a publicação traz projeções da fecundidade feminina por faixa etária, da mortalidade, da esperança de vida ao nascer para o país e para as uni-

dades da Federação e do saldo migratório (imigrantes menos emigrantes) internacional e interno, entre outros indicadores. Observa-se, por exemplo, que a idade média em que as mulheres têm filhos, que está em 26,9 anos em 2013, deve chegar a 28 anos em 2020 e 29,3 anos em 2030. A esperança de vida ao nascer deve atingir os 80,0 anos em 2041, chegando a 81,2 anos em 2060. Já entre as unidades da Federação, a esperança de vida em Santa Catarina deve alcançar os 80,2 anos já em 2020. Nesse mesmo ano, o Maranhão deve ser o estado com esperança de vida mais baixa (71,7 anos), mas deve chegar a 74,0 anos em 2030 e, assim, ultrapassar Rondônia e Piauí, que estarão com esperanças de vida em 73,8 e 73,4 anos, respectivamente.

Lajeado supera 76 mil moradores

Diogo Daroit Fedrizzi/Arquivo JO

Em Encantado, conforme o Censo de 2010, a população era de 20.510. Agora, em 2013, a estimativa é de 21.609. O aumento é de 1.099 pessoas. Confira números de outros municípios do Vale do Taquari: MUNICÍPIO Anta Gorda Arroio do Meio Arvorezinha Capitão Coqueiro Baixo Coronel Pilar Dr. Ricardo Estrela Ilópolis Lajeado Muçum Nova Bréscia Putinga Relvado Roca Sales Teutônia Vesp. Correa

2010 6.073 18.783 10.225 2.636 1.528 1.725 2.030 30.619 4.102 71.445 4.791 3.184 4.141 2.155 10.284 27.272 1.974

2013 6.235 19.792 10.573 2.741 1.567 1.754 2.082 32.309 4.215 76.187 4.970 3.311 4.215 2.205 10.837 29.411 1.997

Santa Catarina deverá manter a maior esperança de vida ao nascer Na projeção para as unidades da Federação, Santa Catarina, que hoje já é a que tem a maior esperança de vida ao nascer para ambos os sexos, deve se manter nessa posição, com 80,2 anos já em 2020, chegando a 82,3 anos em 2030. No outro extremo, o Maranhão terá a menor esperança de vida ao nascer em 2020, 71,7 anos. Já em 2030 essa posição deve ser ocupada pelo Piauí, com 73,4 anos. Entre os homens, os valores de esperança de vida mais elevados, projetados para 2030, serão observados em Santa Catarina, de 79,1 anos e São Paulo, de 78,1 anos. Os

Em Encantado, população aumentou em 1.099 habitantes

valores mais baixos serão os do Piauí, de 68,8 anos e do Pará, de 70,4 anos. Entre as mulheres, os valores mais altos também serão de Santa Catarina, de 85,4 anos, seguida de Espirito Santo, com 84,7 anos. Rondônia, de 77,2 anos e Roraima, de 77,5 anos experimentarão as mais baixas esperanças de vida feminina. Bahia deve ter maior saldo migratório negativo e Santa Catarina, o maior saldo positivo

A tendência dos volumes migratórios é de redução, em termos de saldo migratório (entrada de imigrantes menos a saída de emigrantes), a projeção indica que, em

2020 e 2030, a Bahia deve ter o saldo migratório com os maiores valores negativos, -46,6 mil e -39,3 mil, respectivamente. Nos mesmos anos, Maranhão, Rio Grande do Sul, Ceará, Alagoas, Piauí e Pernambuco também terão saldos migratórios negativos ainda expressivos, acima de 10 mil emigrantes. Já as unidades da Federação que devem ter os maiores saldos positivos, acima de 10 mil imigrantes, nos dois anos são Santa Catarina, São Paulo, Goiás, Distrito Federal e Espírito Santo. Santa Catarina deve se manter na liderança, com um saldo de 37,1 mil imigrantes s em 2020 e 34,3 mil em 2030.


12

GERAL

JORNAL OPINIテグ n 30 de agosto de 2013

vespasiano


GERAL

JORNAL OPINIテグ n 30 de agosto de 2013

vespasiano

13


14

DOUTOR RICARDO

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

Adagir tem audiência com o vice-presidente Michel Temer Ele integrou uma comitiva do Vale do Taquari que participou de reuniões em diversos Ministérios na Capital Federal

Doutor Ricardo - De 20 a 22 de agosto, o viceprefeito Adagir Pellegrini esteve em Brasília acompanhando e protocolando projetos da Administração Municipal. Ele integrou uma comitiva do Vale do Taquari, composta também pelos prefeitos Gilberto Keller (Colinas), Vanderlei Markus (Paverama), Aluisio Rissi (Boa Vista do Sul), além do secretário de governo de Sério, Adriano Bergmann, e a Miss Brasil Gabriela Markus. O deputado federal Alceu Moreira (PMDB) acompanhou as visitas. No dia 21, a comitiva esteve em audiência com o vice-presidente da República, Michel Temer. Em pauta, o acompanhamento de projetos dos respectivos municípios junto aos ministérios do Governo Federal. Adagir também protocolou e acompanhou projetos no Ministério do Esporte, Ministério de Agricultura Pecuária

e Abastecimento - MAPA, Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, Ministério da Saúde e Departamento de Atenção Básica – DAB, Ministério das Comunicações, Ministério da Educação e Cultura – MEC/FNDE, Ministério do Turismo, Ministério da Pesca e Aquicultura e Ministério das Cidades. Também foram visitados e solicitados protocolos de priorização dos projetos do município no gabinete do deputado Alceu Moreira, do senador Paulo Paim e na Confederação Nacional dos Municípios. Conforme o vice-prefeito Adagir Pellegrini, a viagem foi positiva. "Tivemos a possibilidade de articular com os responsáveis diretos dos Ministérios os quais pleiteamos recursos. Além de produtiva, existem boas expectativas de liberação de recursos federais sejam em transferências voluntárias ou emenda parlamentar”, avaliou.

Divulgação

Grupo do Vale do Taquari reuniu-se com Michel Temer

Grupo da Melhor Idade Felicitá faz homenagem aos pais A Secretaria da Assistência Social, juntamente com o grupo da Melhor Idade Felicitá, homenageou os “papais vovôs” no dia 22 de agosto no CRAS. Eles chegaram e um lugar destacado já estava preparado para eles, que foram envolvidos com mensagens, dinâmicas e brincadeiras de integração. Numa das atividades, eles foram divididos em dois grupos para a dança da cadeira. Ao final, os vencedores de cada grupo foram premiados. Também foram homenageados o papai mais velho, Adolfo Tremea, e o pai com mais filhos, Dalmiro da Rosa. A psicóloga Fabrine Fernanda Taffarel e a estagiária Cristiane Vieira foram apresentadas como novas integran-

tes da equipe do CRAS. Após as homenagens, os vovôs foram brindados com uma torta e salgados. A tarde continuou com o tradicional arrasta-pé.

Dança das cadeiras foi uma das brincadeiras

Semana da Pátria começa neste domingo A Administração Municipal, Compartilhando Ações Públicas, através das secretarias da Educação e da Cultura, estão preparando atividades para a Semana da Pátria, que tem como tema “DOUTOR RICARDO SAUDANDO A PÁTRIA”. A programação inicia neste domingo (1º) com a solenidade de abertura às 14h na Praça da Matriz, onde será acesa a Pira da Pátria, passeio ciclístico e rústica. Haverá mateada e distribuição de balas e pirulitos. Entre os dias 2 e 6 acontecerá a Hora Cívica em vários locais públicos do município, sendo que no dia 3 acontece o Juramento

à Bandeira. O encerramento da Semana da Pátria será no domingo (17) com missa na Igreja Matriz às 14h30min.

PROGRAMAÇÃO

1º de setembro, domingo - Abertura da Semana da Pátria. 14h - Praça da Matriz - Ato Solene de Abertura com Hasteamento dos Pavilhões, apresentação da Banda Municipal de Doutor Ricardo, corrida e acendimento da Pira da Pátria, Passeio Ciclístico, Rústica da Pátria, Mateada e distribuição de balas e pirulitos. 02 de setembro, segunda-feira - Hora Cívica

8h - Prefeitura - responsáveis: Secretarias Mun. da Educação, da Cultura, Escola Estadual de Ensino Médio Doutor Ricardo e Projeto Segundo Tempo. 13h - Posto de Saúde - responsáveis: Secretarias Mun. da Educação, da Cultura e da Saúde. 18h30min - Na EEEM Doutor Ricardo - responsáveis: Secretaria Mun. da Educação, da Cultura e EEEM Doutor Ricardo.

Ensino.

04 de setembro, quartafeira - Hora Cívica

03 de setembro, terçafeira - Hora Cívica

8h - Prefeitura - responsáveis: Secretarias Mun. da Educação, da Cultura, Escola Municipal Olavo Bilac e Projeto Segundo Tempo. 13h - CRAS - responsáveis: Secretaria Mun. da Educação, da Cultura, da Assistência Social e Escola Mun. de Educação Infantil Amiguinhos do Coração.

10h - Prefeitura - Juramento à Bandeira - responsáveis: Secretarias Mun. da Administração, da Educação e da Cultura, participação Escolas das Redes Municipal e Estadual de

8h30min - Brigada Militar e Conselho Tutelar 13h - Secretaria da Agricultura - responsáveis: Secretarias Mun. da Educação,

05 de setembro, quintafeira - Hora Cívica

da Cultura, da Agricultura e EMATER. 19h - Na Câmara de Vereadores - Responsáveis: Secretarias Mun. da Educação, da Cultura e Vereadores. 06 de setembro, sextafeira - Hora Cívica

13h - Prefeitura - Responsáveis: Secretarias Mun. da Cultura, da Educação, da Fazenda, do Planejamento, de Obras e Trânsito.

07 de setembro, sábado

15h30min - Missa da Pátria - Igreja Matriz São Caetano - Responsáveis: Administração Municipal, juntamente com as Secretarias Municipais, Escolas e Coral Amici Del Filó.


PÁGINA DO DILAMAR

15

JORNAL OPINIÃO n 30 de agosto de 2013

Dilamar dos Passos - dilamar@rdencantado.com.br

Enchente? O Grupo Encantado de Comunicação prestou no ultimo final de semana, mais uma vez, e por dever, (Empresa de Concessão Pública) serviço de acompanhamento das cheias do Rio Taquari. Foram 26 horas de transmissão ininterruptas de profissionais ligados ao Grupo (Rádio Encantado, Energia Pop e Jornal Opinião). Foram muitos os obstáculos. Muitas situações que precisaram ser e foram superadas. Muitas informações prestadas. Sempre baseadas em dados oficiais. Por isso, em algum momento podemos ter demorado para repassar aos ouvintes a informação, pois temos sempre o objetivo e regra de ser o primeiro a divulgar a notícia de forma correta. Não importa se fomos ou não os primeiros a divulgar. Recebemos inclusive ligações dizendo que estávamos apavorando a população da região, pois não iria ocorrer nenhuma enchente. Volto a destacar que não amedrontamos ninguém. Não estipulamos “cotas”, não falamos que iria ocorrer enchente e onde chegaria, apenas informamos que o

Esquecimento... Durante a semana, um paciente que necessita de atendimento de quimioterapia junto ao Hospital Bruno Born, em Lajeado, foi esquecido no local pelo motorista da ambulância de Muçum. Mais... Informações com o vereador Gilmar Marcolim.

Boato Aliás, um boato circulando na Princesa das Pontes dá conta que Gilmar Marcolim foi convidado a ser presidente da Câmara de Vereadores de Muçum em 2014. Terceira via... O vereador do PSDB surgiria como uma terceira via para tentar aparar as arestas e manter o Paz e Amor entre poder Executivo e Legislativo. Marcolim... Inclusive teria o apoio de vereadores da oposição. Durma-se com este barulho! Talvez... Isso explique por que as sessões da Câmara, após o recesso de julho, retornaram no “Paz e Amor”.

nível das águas do rio estava subindo e a cada intervenção, baseados na oficialidade, repassávamos aos ouvintes do Grupo, queiram os senhores ou não. Temos por obrigação repassar estas informações precisas. Temos por obrigação alertar a população. Em nenhum momento mandamos que qualquer família retirasse os pertences de casa, apenas verificávamos a régua junto ao Porto 11 (Encantado), Muçum, Santa Teresa e Estrela e repassávamos ao ouvinte. Se isto é apavorar e amedrontar, a população que nos desculpe, mas entendemos que este foi, é e sempre será o nosso papel de radialistas, jornalistas e formadores de opinião. Ainda na manhã de sábado recebemos questionamentos se teríamos ou não enchente. A enchente vai chegar a que cota? Vai atingir o que e onde? Foram os questionamentos ouvidos por telefone, e-mail, facebook e demais plataformas do grupo ou particular, mas, repito, em nenhum momento estipulamos “cota” ou que retirassem os pertences de casa. Na noite de domingo, o Rio Taquari estava baixando e “pessoas” diziam que estava subindo. Infelizmente estas mesmas pessoas sentem a

Semana Farroupilha de Muçum... Na semana passada foi realizada reunião envolvendo comissão organizadora, corpo de bombeiros e pessoas responsáveis pelas barracas.

Após... Alguns questionamentos e explicações infrutíferas ficou definido que não se pode utilizar mangueiras de jardim para o fogão a gás e nem sair da barraca deixando a churrasqueira e o fogão acessos. Mas... Um fato chamou atenção durante a reunião. Que pessoas estariam “reservando, pagando e alugando” as barracas posteriormente.

Outra... Informação dá conta que um “barraqueiro” teria pago os R$ 150,00 e estava solicitando R$ 500,00 para o aluguel da barraca. Ranieri Moriggi

Juremir Versetti

necessidade de falar mal dos outros ou do trabalho dos outros para se sentir melhor. Se as cerca de 1500 pessoas que deixaram suas casas não são indícios de enchente, bom, daí não sei mais o que é

Haverá... Fiscalização e se, for confirmado o aluguel, a barraca será fechada e, em 2014, os envolvidos não terão mais direito à inscrição. Outro... Absurdo foi quando um integrante do acampamento indagou se precisava comprar o “Liquinho” para ter segurança. Detalhe, o candeeiro custa em torno de R$ 15,00.

uma enchente. Claro que tivemos enchentes que atingiram um número maior de pessoas, mas enchente sempre é enchente, e somente quem foi atingido é que tem a dimensão do que estou falando.

Galeria da antiga Penasul, em Roca Sales

Incansável... É o trabalho do coordenador municipal da secretaria de agricultura de Muçum, Sadi Baronio. Juntamente com o STR está proporcionando hoje, para um grupo de agricultores, visita à Expointer. Na chegada... Por iniciativa do correliginário Muçunense, a comitiva deverá ser recebida pelo ministro do MDA, Pepe Vargas.

A parceria... Proporcionará viagem e entrada franca para os inscritos.

Dilamar dos Passos

Aliás... A administração de Muçum pretende contemplar mais pessoas da comunidade na Semana Farroupilha com as barracas. No entendimento, toda comunidade tem o mesmo direito e são disponibilizadas cerca de 90 barracas. O problema... Será o espaço físico do local.

Enquanto isso... A secretaria municipal de obras, coordenada pelo secretário Paulo Bellotti, está finalizando a construção das barracas.

Responsabilidade... Há cerca de 15 dias, durante a noite, policiais rodoviários estaduais ficaram várias horas fazendo a sinalização da ERS 129 em Muçum, pois no local caíram pedras.

O trabalho... De retirada precisou ser efetuado na manhã seguinte pelo poder público...

A foto... Mostra pedras que estão caídas na vala ao lado da ERS 129 na Linha Pinheirinho há cerca de 20 dias. Portanto, muito antes do início das chuvas. De... Quem é a responsabilidade pela retirada?

Antes... Da EGR, a Concessionária responsável fazia a retirada imediatamente.


16

JORNAL OPINIÃO n 23 de agosto de 2013

MUÇUM

ENCANTADO


Ranieri Moriggi

ACIE contra MP VEREADORES

JORNAL OPINIテグ n 07 de junho de 2013

17


GERAL

JORNAL OPINIテグ n 26 de julho de 2013

19


24

JORNAL OPINIテグ n 30 de agosto de 2013


JORNAL OPINIテグ n 30 de agosto de 2013

25


26

JORNAL OPINIテグ n 30 de agosto de 2013


JORNAL OPINIテグ n 30 de agosto de 2013

27


02 de agosto de 2013

Jornal Opinião 30 de Agosto de 2013  

Veículo do Grupo Encantado de Comunicação

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you